Você está na página 1de 12

18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

Superior
Tribunal de Justiça

Jurisprudência do STJ

Documento 1
Processo
AgInt nos EDcl no AREsp 1041402 / DF
AGRAVO INTERNO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL
2017/0006056-0

Relator(a)

Ministra MARIA ISABEL GALLOTTI (1145)

Órgão Julgador
T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento

07/11/2017

Data da Publicação/Fonte

DJe 21/11/2017

Ementa
PROCESSO CIVIL. AGRAVO INTERNO. RAZÕES QUE NÃO ENFRENTAM O FUNDAMENTO DA
DECISÃO AGRAVADA. ALIMENTOS PRESTADOS EM NATURA. COMPENSAÇÃO COM
ALIMENTOS FIXADOS EM PECÚNIA. IMPOSSIBILIDADE. IRREPETIBILIDADE DOS VALORES
ADIMPLIDOS. 1. As razões do agravo interno não enfrentam adequadamente o fundamento
da decisão agravada. 2. "O s efeitos da sentença proferida em ação de revisão de alimentos
- seja em caso de redução, majoração ou exoneração - retroagem à data da citação (Lei
5.478/68, art. 13, § 2º), ressalvada a irrepetibilidade dos valores adimplidos e a
impossibilidade de compensação do excesso pago com prestações vincendas." (EREsp
1181119/RJ, Rel. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO, Rel. p/ Acórdão Ministra MARIA ISABEL
GALLOTTI, SEGUNDA SEÇÃO, julgado em 27/11/2013, DJe 20/6/2014) 3. Nos termos da
jurisprudência deste Superior Tribunal de Justiça, não é cabível a compensação de
alimentos fixados em pecúnia com aqueles pagos in natura, realizados por mera
liberalidade. 4. Agravo interno a que se nega provimento.

Acórdão

A Quarta Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo interno, nos termos do
voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Antonio Carlos Ferreira (Presidente), Marco
Buzzi, Lázaro Guimarães (Desembargador convocado do TRF 5ª Região) e Luis Felipe
Salomão votaram com a Sra. Ministra Relatora.

Veja

(ALIMENTOS - IRREPETIBILIDADE - COMPENSAÇÃO DO EXCESSO PAGO)


STJ - EREsp 1181119-RJ, AgRg no REsp 1257779-MG,
A R ARE 586516 SP HC 297951 SP
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 1/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ
AgRg no AREsp 586516-SP, HC 297951-SP

Documento 2
Processo

AgInt no REsp 1531597 / MG


AGRAVO INTERNO NO RECURSO ESPECIAL
2015/0109144-3

Relator(a)

Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO (1140)

Órgão Julgador
T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento
16/03/2017

Data da Publicação/Fonte

DJe 28/03/2017

Ementa

AGRAVO INTERNO. ALIMENTOS PROVISÓRIOS. NÃO INTEGRAM O PATRIMÔNIO JURÍDICO


SUBJETIVO DO ALIMENTANDO, PODENDO SER REVISTOS A QUALQUER TEMPO.
REVOGAÇÃO DA DECISÃO QUE FIXOU ALIMENTOS PROVISIONAIS. PRETENSÃO DE
RECEBER VERBA, POSTERIORMENTE RECONHECIDA COMO INDEVIDA. INVIABILIDADE.
ENTENDIMENTO PACIFICADO NO ÂMBITO DO STJ. 1. A Segunda Seção, por ocasião do
julgamento dos EREsp nº 1.181.119/RJ, ao interpretar o art. 13, § 2º, da Lei nº
5.478/1968, concluiu que os alimentos provisórios não integram o patrimônio jurídico
subjetivo do alimentando, podendo ser revistos a qualquer tempo, porquanto provimento
rebus sic stantibus, já que não produzem coisa julgada material (art. 15 da Lei nº
5.478/1968). 2. Com efeito, conforme entendimento sufragado por aquele Colegiado,
demonstrado em sede de juízo exauriente, observado o contraditório e a ampla defesa, que
a obrigação imposta liminarmente não deve subsistir, fica vedada a cobrança dos
denominados alimentos provisórios, sob pena de enriquecimento sem causa. 3. "Os efeitos
da sentença proferida em ação de revisão de alimentos - seja em caso de redução,
majoração ou exoneração - retroagem à data da citação (Lei 5.478/68, art. 13, § 2º),
ressalvada a irrepetibilidade dos valores adimplidos e a impossibilidade de compensação do
excesso pago com prestações vincendas. (AgRg nos EREsp 1256881/SP, Rel. Ministra
MARIA ISABEL GALLOTTI, SEGUNDA SEÇÃO, julgado em 25/11/2015, DJe 03/12/2015) 4.
Agravo interno não provido.

Acórdão
Vistos, relatados e discutidos estes autos, os Ministros da Quarta Turma do Superior
Tribunal de Justiça acordam, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas, por
unanimidade, negar provimento ao agravo interno, nos termos do voto do Sr. Ministro
Relator. Os Srs. Ministros Raul Araújo, Maria Isabel Gallotti (Presidente), Antonio Carlos
Ferreira e Marco Buzzi votaram com o Sr. Ministro Relator.

Referência Legislativa
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 2/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013 PAR:00002 ART:00015

Veja

(ALIMENTOS PROVISIONAIS - NÃO INTEGRAM O PATRIMÔNIO JURÍDICO


SUBJETIVO DO ALIMENTANDO, PODENDO SER REVISTOS A QUALQUER TEMPO)
STJ - EREsp 1181119-RJ
(SENTENÇA EXONERATÓRIA DE ALIMENTOS - EFEITOS - DATA DA CITAÇÃO)
STJ - REsp 1426082-MG, AgRg nos EREsp 1256881-SP

Documento 3
Processo
AgInt no REsp 1310686 / DF
AGRAVO INTERNO NO RECURSO ESPECIAL
2012/0038609-5

Relator(a)

Ministra MARIA ISABEL GALLOTTI (1145)

Órgão Julgador

T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento
14/03/2017

Data da Publicação/Fonte

DJe 20/03/2017

Ementa

PROCESSO CIVIL. AGRAVO INTERNO. RAZÕES QUE NÃO ENFRENTAM O FUNDAMENTO DA


DECISÃO AGRAVADA. ALIMENTOS. REPETIÇÃO. BOA-FÉ. IMPOSSIBILIDADE.
PRECEDENTES. SÚMULA N° 83/STJ. TESE DO RECURSO ESPECIAL QUE DEMANDA
REEXAME DE CONTEXTO FÁTICO E PROBATÓRIO DOS AUTOS. SÚMULA N° 7/STJ.
OMISSÃO. INEXISTÊNCIA. SÚMULA 284/STF. 1. As razões do agravo interno não enfrentam
adequadamente o fundamento da decisão agravada. 2. A tese defendida no recurso
especial demanda reexame do contexto fático e probatório dos autos, vedado pela Súmula
n° 7/STJ. 3. As prestações alimentícias, caso percebidas a maior ou indevidamente, não
são passíveis de repetição, desde que recebidas de boa-fé. Precedentes. Súmula n° 83/STJ.
4. A simples menção a dispositivos legais desacompanhada da demonstração da respectiva
efetiva violação atrai as disposições do verbete n. 284 da Súmula do Supremo Tribunal
Federal. 5. Agravo interno a que se nega provimento.

Acórdão

A Quarta Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo interno, nos termos do
voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Antonio Carlos Ferreira, Marco Buzzi, Luis
Felipe Salomão e Raul Araújo votaram com a Sra. Ministra Relatora.

I f õ Adi i i
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 3/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ
Informações Adicionais

É possível a aplicação da Súmula 83 do STJ aos recursos especiais interpostos com base
em ambas as alíneas do permissivo constitucional, de acordo com entendimento desta
Corte Superior. "Como expressamente consignado no acórdão recorrido, a verba ora em
debate possui natureza alimentar, visto que oriunda de acordo extrajudicial que versa
sobre os valores que as recorridas recebiam a título de pensão alimentícia, razão pela qual
é irrepetível. Isso porque, como sabido, o Superior Tribunal de Justiça, atentando-se à
função que as verbas de caráter alimentar possuem na promoção e efetivação do princípio
da dignidade humana, pois diretamente ligada à satisfação das necessidades básicas da
pessoa, sedimentou o entendimento de que tais verbas, caso percebidas a maior ou
indevidamente, não seriam passíveis de repetição, desde que recebidas de boa-fé, como no
caso dos autos".

Referência Legislativa

LEG:FED SUM:****** ANO:****


***** SUM(STJ) SÚMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
SUM:000083

LEG:FED CFB:****** ANO:1988


***** CF-1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
ART:00105 INC:00003 LET:A LET:C

Veja

(ALIMENTOS - RECEBIMENTO DE BOA-FÉ - VERBA IRREPETÍVEL)


STJ - EREsp 1181119-RJ

Documento 4
Processo

RHC 79489 / MT
RECURSO ORDINARIO EM HABEAS CORPUS
2016/0323642-4

Relator(a)

Ministro RAUL ARAÚJO (1143)

Órgão Julgador
T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento

16/02/2017

Data da Publicação/Fonte
DJe 06/03/2017

Ementa
RECURSO ORDINÁRIO EM HABEAS CORPUS. EXECUÇÃO DE ALIMENTOS. AÇÃO DE
EXONERAÇÃO DE ALIMENTOS JULGADA PROCEDENTE. POSTERIOR DECRETO DE PRISÃO.
EFEITO RETROATIVO DA SENTENÇA DE EXONERAÇÃO. DÍVIDA DE DUVIDOSA EXISTÊNCIA
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 4/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ
Ç Ç
E LIQUIDEZ. VERBA ALIMENTAR SEM CARÁTER DE URGÊNCIA. RECURSO PROVIDO. 1. A
sentença de procedência de ação de exoneração de alimentos retroage à data da citação
(EREsp 1.181.119/RJ, Rel. Ministra ISABEL GALLOTTI, SEGUNDA SEÇÃO, DJe de
20/6/2014). 2. O recorrente ajuizou, em 2011, ação de exoneração de alimentos, a qual foi
julgada procedente e transitou em julgado em 8/10/2014. A dívida a que se refere a ordem
de prisão ora examinada, nos termos do consignado no acórdão recorrido, corresponde ao
período de 2011 a 2014, razão pela qual é forçoso reconhecer, na hipótese, a repercussão
da sentença de exoneração no valor do débito que fundamenta o decreto prisional,
tornando duvidosa a existência e liquidez da dívida. 3. Tratando-se de dívida relativa, em
sua quase totalidade, a valor acumulado durante o trâmite de ação exoneratória decidida
em favor do alimentante, bem como considerando o lapso entre a data da sentença de
exoneração e o decreto de prisão, não se justifica a cobrança pelo rito do art. 733 do
CPC/73 (CPC/2015, art. 528), na medida em que a verba discutida aproxima-se mais de
uma dívida de valor do que de uma verba alimentar, na real acepção do termo. 4. Recurso
ordinário provido. Ordem concedida.

Acórdão

Vistos e relatados estes autos, em que são partes as acima indicadas, decide a Quarta
Turma, por unanimidade, dar provimento ao recurso ordinário para conceder a Ordem de
Habeas Corpus, nos termos do voto do Sr. Ministro Relator. A Sra. Ministra Maria Isabel
Gallotti (Presidente) e os Srs. Ministros Antonio Carlos Ferreira, Marco Buzzi e Luis Felipe
Salomão votaram com o Sr. Ministro Relator.

Referência Legislativa
LEG:FED LEI:005478 ANO:1968
***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013 PAR:00002

LEG:FED CFB:****** ANO:1988


***** CF-1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
ART:00005 INC:00067

LEG:FED LEI:005869 ANO:1973


***** CPC-73 CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 1973
ART:00733

LEG:FED LEI:013105 ANO:2015


***** CPC-15 CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015
ART:00528

Veja
STJ - EREsp 1181119-RJ, HC 285502-SC, RHC 46510-MG,
RHC 33721-SP

Documento 5
Processo

AgRg nos EREsp 1256881 / SP


AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DIVERGENCIA EM RECURSO ESPECIAL
2013/0340003-3

http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 5/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

Relator(a)

Ministra MARIA ISABEL GALLOTTI (1145)

Órgão Julgador
S2 - SEGUNDA SEÇÃO

Data do Julgamento

25/11/2015

Data da Publicação/Fonte

DJe 03/12/2015

Ementa

AGRAVO REGIMENTAL. EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA. REVISÃO DOS ALIMENTOS.


MAJORAÇÃO, REDUÇÃO OU EXONERAÇÃO. SENTENÇA. EFEITOS. DATA DA CITAÇÃO.
IRREPETIBILIDADE. 1. Os efeitos da sentença proferida em ação de revisão de alimentos -
seja em caso de redução, majoração ou exoneração - retroagem à data da citação (Lei
5.478/68, art. 13, § 2º), ressalvada a irrepetibilidade dos valores adimplidos e a
impossibilidade de compensação do excesso pago com prestações vincendas (2ª Seção,
ERESP 1.118.119/RJ). 2. Agravo regimental ao qual se nega provimento.

Acórdão

A Segunda Seção, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental, nos termos
do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Antonio Carlos Ferreira, Ricardo Villas
Bôas Cueva, Marco Buzzi, Marco Aurélio Bellizze, João Otávio de Noronha, Luis Felipe
Salomão e Paulo de Tarso Sanseverino votaram com a Sra. Ministra Relatora. Impedido o
Sr. Ministro Moura Ribeiro.

Referência Legislativa

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013 PAR:00002

Veja

STJ - EREsp 1181119-RJ

Sucessivos
AgRg nos EAREsp 300953 SP 2014/0172812-4 Decisão:25/02/2016 DJe DATA:02/03/2016

AgRg nos EREsp 1283049 SP 2013/0158721-2 Decisão:25/11/2015 DJe DATA:03/12/2015

Documento 6
Processo

AgRg nos EDcl no REsp 1205286 / SC


AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO RECURSO ESPECIAL
2010/0139344-0

Relator(a)
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 6/12
18/04/2018
( ) STJ - Jurisprudência do STJ

Ministro RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA (1147)

Órgão Julgador
T3 - TERCEIRA TURMA

Data do Julgamento

05/11/2015

Data da Publicação/Fonte

DJe 26/11/2015

Ementa
AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO RECURSO ESPECIAL. AÇÃO
DE ALIMENTOS. EXONERAÇÃO DA PENSÃO. SENTENÇA. EFEITOS. DATA DA CITAÇÃO. 1.
Os efeitos da sentença que julga procedente o pedido de exoneração do encargo alimentício
retroagem à data da citação, desonerando o obrigado desde então, conforme dispõe o
artigo 13, § 2º, da Lei nº 5.478/1968. 2. Agravo regimental provido.

Acórdão

Vistos e relatados estes autos, em que são partes as acima indicadas, decide a Terceira
Turma, por unanimidade, dar provimento ao agravo regimental, nos termos do voto do(a)
Sr(a) Ministro(a) Relator(a).Os Srs. Ministros Marco Aurélio Bellizze, Moura Ribeiro, João
Otávio de Noronha e Paulo de Tarso Sanseverino votaram com o Sr. Ministro Relator.

Referência Legislativa

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013 PAR:00002

Veja
STJ - EREsp 1181119-RJ

Documento 7
Processo

AgRg nos EAg 1152842 / SP


AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DIVERGENCIA EM AGRAVO
2009/0020888-5

Relator(a)

Ministro RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA (1147)

Órgão Julgador

S2 - SEGUNDA SEÇÃO

Data do Julgamento
28/10/2015

http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 7/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

Data da Publicação/Fonte

DJe 04/11/2015

Ementa
AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM AGRAVO. ALIMENTOS
PROVISÓRIOS. EXECUÇÃO. IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO DE ALIMENTOS. EFEITOS. DATA
DA CITAÇÃO. RETROATIVIDADE. SÚMULA Nº 168/STJ 1. O acórdão embargado encontra-se
em consonância com a jurisprudência atual, atraindo a incidência da Súmula nº 168/STJ.
2. O Superior Tribunal de Justiça consagrou o entendimento de que os efeitos da sentença
que reduz ou majora a prestação alimentícia ou até mesmo exonera o alimentante do seu
pagamento retroagem à data da citação, devendo-se respeitar apenas a irrepetibilidade dos
valores adimplidos e a impossibilidade de compensação do excesso pago com prestações
vincendas. 3. Agravo regimental não provido.

Acórdão

Vistos e relatados estes autos, em que são partes as acima indicadas, decide a Segunda
Seção, por unanimidade, negar provimento ao agravo regimental, nos termos do voto do
Sr. Ministro Relator. Os Srs. Ministros Marco Buzzi, Marco Aurélio Bellizze, Moura Ribeiro,
João Otávio de Noronha, Luis Felipe Salomão, Paulo de Tarso Sanseverino e Antonio Carlos
Ferreira votaram com o Sr. Ministro Relator. Ausente, justificadamente, a Sra. Ministra
Maria Isabel Gallotti.

Referência Legislativa

LEG:FED SUM:******
***** SUM(STJ) SÚMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
SUM:000168

Veja
(IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO DE ALIMENTOS - SENTENÇA - EFEITOS - DATA
DA CITAÇÃO)
STJ - EREsp 1181119-RJ, REsp 1426082-MG,
AgRg no AREsp 713267-RS

Documento 8
Processo
EDcl nos EDcl no AgRg no HC 303098 / RJ
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL
NO HABEAS CORPUS
2014/0221374-9

Relator(a)

Ministro RAUL ARAÚJO (1143)

Órgão Julgador

T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento

22/09/2015
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 8/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ
22/09/2015

Data da Publicação/Fonte

DJe 01/10/2015

Ementa

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL


NO HABEAS CORPUS. OMISSÃO RECONHECIDA. AÇÃO DE EXONERAÇÃO. SENTENÇA DE
PROCEDÊNCIA EM RAZÃO DA IDADE DA ALIMENTANDA. CRÉDITO EXIGIDO ANTERIOR À
IDADE QUE ENSEJOU A EXONERAÇÃO. DECISÃO QUE NÃO ATINGE O DÉBITO ALIMENTAR
ANTERIOR AO MARCO TEMPORAL FIXADO NA SENTENÇA. EMBARGOS ACOLHIDOS, SEM
EFEITOS INFRINGENTES, PARA SANAR OMISSÃO.

Acórdão
Vistos e relatados estes autos, em que são partes as acima indicadas, decide a Quarta
Turma, por unanimidade, acolher os embargos de declaração, sem efeitos infringentes, nos
termos do voto do Sr. Ministro Relator. Os Srs. Ministros Maria Isabel Gallotti (Presidente),
Antonio Carlos Ferreira, Marco Buzzi e Luis Felipe Salomão votaram com o Sr. Ministro
Relator.

Referência Legislativa

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013 PAR:00002

LEG:FED SUM:******
***** SUM(STJ) SÚMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
SUM:000309

Veja
(AÇÃO DE REVISÃO DE ALIMENTOS - EFEITOS DA SENTENÇA)
STJ - EREsp 1181119-RJ

Documento 9
Processo

REsp 1219522 / MG
RECURSO ESPECIAL
2010/0188189-1

Relator(a)

Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO (1140)

Órgão Julgador

T4 - QUARTA TURMA

Data do Julgamento

08/09/2015

Data da Publicação/Fonte
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 9/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ
ata da ub cação/ o te

DJe 21/10/2015

Ementa
RECURSO ESPECIAL. PROCESSO CIVIL E CIVIL. ALIMENTOS. AÇÃO EXECUTIVA. RITO
PROCEDIMENTAL. PRISÃO CIVIL. REQUISITOS: DÍVIDA ATUAL; URGÊNCIA E
NECESSIDADE DO ALIMENTANDO; INADIMPLEMENTO VOLUNTÁRIO E INESCUSÁVEL. AÇÃO
REVISIONAL. DECISÃO QUE RETROAGE À DATA DA CITAÇÃO. PRECEDENTE. VIOLAÇÃO AO
ART. 535 DO CPC. NÃO OCORRÊNCIA. 1. Não se viabiliza o recurso especial que alega
violação do art. 535 do CPC, quando, embora rejeitados os embargos de declaração, a
matéria em exame foi devidamente enfrentada pelo Tribunal de origem, que emitiu
pronunciamento de forma fundamentada, ainda que em sentido contrário à pretensão da
parte recorrente. 2. A Constituição Federal, em seu art. 5º, LXVII, prevê exceção à vedação
de prisão por dívida para os casos de obrigação alimentar. A regulamentação dessa
permissão constitucional está na Lei de Alimentos, Lei n. 5.478/1968, art. 19, e no Código
de Processo Civil, mais especificamente, seu art. 733. 3. Diante da especialidade e
relevância conferida aos alimentos, o ordenamento jurídico, autorizado pela exceção
constitucional, estabeleceu modalidade diferenciada de execução ao crédito derivado da
obrigação de prestá-los, com possibilidade de atos de coação pessoal do devedor
inadimplente. 4. O procedimento regulado pelo art. 733 do CPC, cujo meio executório é a
coação pessoal, exige que o crédito alimentar tenha prestação pecuniária limitada às
últimas três prestações antecedentes ao ajuizamento da execução e às que se vencerem no
curso da própria execução, consoante a Súmula 309 do STJ. As demais prestações que se
acumularam no tempo hão de ser executadas por outro meio, quase sempre a
expropriação. 5. Como dito, a dívida que autoriza o ajuizamento de execução pelo rito da
coação pessoal deve ser presente, sendo desta forma consideradas as referentes ao
trimestre anterior ao ajuizamento da execução. Assim, ainda que a ação tenha se alongado
no tempo, a execução continua a se referir àquelas parcelas que ao tempo do ajuizamento
eram atuais e às que foram se vencendo. 6. A execução de dívida de alimentos pelo rito
que prevê a prisão do devedor, consoante jurisprudência desta Corte superior, exige o
preenchimento dos seguintes requisitos, concomitantemente: dívida atual, urgência e
necessidade no recebimento dos alimentos e inadimplemento voluntário e inescusável pelo
devedor. 7. Os efeitos da sentença proferida em ação de revisão de alimentos - seja em
caso de redução, majoração ou exoneração - retroagem à data da citação (Lei n.
5.478/1968, art. 13, § 2º), ressalvada a irrepetibilidade dos valores adimplidos e a
impossibilidade de compensação do excesso pago com prestações vincendas. (EREsp
1181119/RJ, Rel. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO, Rel. p/ Acórdão Ministra MARIA ISABEL
GALLOTTI, SEGUNDA SEÇÃO, DJe 20/06/2014) 8. Recurso especial parcialmente provido,
para determinar o retorno dos autos à origem de modo a que a execução das prestações
devidas e não pagas seja retomada com base no rito ditado pelo art. 732 do Código de
Processo Civil, observada a regra estabelecida em precedente da Segunda Seção referido
neste voto (EREsp n. 1.181.119/RJ).

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos estes autos, os Ministros da QUARTA TURMA do Superior


Tribunal de Justiça acordam, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas a seguir,
por unanimidade, dar provimento ao recurso especial, nos termos do voto do Sr. Ministro
Relator. Os Srs. Ministros Raul Araújo, Maria Isabel Gallotti (Presidente) e Antonio Carlos
Ferreira votaram com o Sr. Ministro Relator. Ausente, justificadamente, o Sr. Ministro
Marco Buzzi.

Referência Legislativa
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 10/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

LEG:FED LEI:005869 ANO:1973


***** CPC-73 CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 1973
ART:00732 ART:00733 PAR:00001 ART:00735

LEG:FED CFB:****** ANO:1988


***** CF-1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
ART:00003 INC:00001 ART:00005 INC:00067

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00019

LEG:FED SUM:******
***** SUM(STJ) SÚMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
SUM:000309

LEG:INT CVC:****** ANO:1969


***** CADH CONVENÇÃO AMERICANA SOBRE DIREITOS HUMANOS
ART:00007
(PACTO DE SAN JOSE DA COSTA RICA)

Veja

(DÍVIDA DE ALIMENTOS - EXECUÇÃO FUNDADA NO ART. 733 DO CPC - OPÇÃO


DO CREDOR)
STJ - RHC 27936-RJ, RHC 12622-RS
(AÇÃO REVISIONAL DE ALIMENTOS - SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA -
EFEITOS - DATA DA CITAÇÃO)
STJ - EREsp 1181119-RJ
(EXONERAÇÃO DE ALIMENTOS - DECRETO DE PRISÃO CIVIL - MANUTENÇÃO)
STJ - HC 89478-SP
(URGÊNCIA PARA RECEBIMENTO DOS ALIMENTOS - PRISÃO CIVIL)
STJ - RHC 30187-PR, HC 285502-SC

Documento 10
Processo

AgRg no AREsp 713267 / RS


AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL
2015/0115328-2

Relator(a)

Ministro MARCO AURÉLIO BELLIZZE (1150)

Órgão Julgador
T3 - TERCEIRA TURMA

Data do Julgamento

04/08/2015

Data da Publicação/Fonte
http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 11/12
18/04/2018 STJ - Jurisprudência do STJ

DJe 17/08/2015

Ementa
AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. AÇÃO DE REVISÃO DE
ALIMENTOS. 1. EFEITOS DA SENTENÇA. RETROAÇÃO À DATA DA CITAÇÃO. PRECEDENTE
DA SEGUNDA SEÇÃO. SÚMULA N. 83/STJ. 2. AGRAVO IMPROVIDO. 1. A Segunda Seção
desta Corte, no julgamento do EREsp n. 1.181.119/RJ, Relator o Ministro Luis Felipe
Salomão, Relatora p/ Acórdão a Ministra Maria Isabel Gallotti, DJe de 20/6/2014,
estabeleceu que "Os efeitos da sentença proferida em ação de revisão de alimentos - seja
em caso de redução, majoração ou exoneração - retroagem à data da citação (Lei
5.478/68, art. 13, § 2º), ressalvada a irrepetibilidade dos valores adimplidos e a
impossibilidade de compensação do excesso pago com prestações vincendas". Incidência da
Súmula n. 83/STJ. 2. Agravo regimental a que se nega provimento.

Acórdão

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros da Terceira Turma do


Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas a seguir,
por unanimidade, negar provimento ao agravo regimental, nos termos do voto do Sr.
Ministro Relator. Os Srs. Ministros Moura Ribeiro, João Otávio de Noronha, Paulo de Tarso
Sanseverino e Ricardo Villas Bôas Cueva (Presidente) votaram com o Sr. Ministro Relator.

Referência Legislativa

LEG:FED SUM:******
***** SUM(STJ) SÚMULA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
SUM:000083

LEG:FED LEI:005478 ANO:1968


***** LAA-68 LEI DE AÇÃO DE ALIMENTOS
ART:00013

Veja

STJ - EREsp 1181119-RJ, AgRg no REsp 1412781-SP

Sucessivos

AgRg no REsp 1502691 PR 2014/0322958-6 Decisão:17/03/2016 DJe DATA:01/04/2016

AgRg no AREsp 774097 RS 2015/0224266-9 Decisão:15/12/2015 DJe DATA:03/02/2016

| de 27/03/2018 08:12:26.
Versão 1.0.170

+55 61 3319-8000

http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/toc.jsp?livre=EREsp+1181119&&b=ACOR&thesaurus=JURIDICO&p=true 12/12