Você está na página 1de 4

ARTES|vestenem

A divisão de opiniões entre os defensores de

ARTE E CULTURA BRASILEIRA II uma estética conservadora e os adeptos de


uma renovadora prevaleceu por muito tempo e
atingindo seu ápice na Semana de Arte
MODERNISMO
Moderna realizada em fevereiro de 1922, no
Teatro Municipal de São Paulo.
O Modernismo brasileiro teve sua primeira fase
entre os anos de 1922 e 1930. Surge através da
atividade crítica e literária de Oswald de
Andrade, Menotti del Picchia, Mário de Andrade
e alguns outros artistas gradativamente se
conscientizam do tempo em que vivem.

A valorização das raízes nacionais é o ponto de


partida para os artistas brasileiros assumirem
Durante o evento, no interior do teatro, foram
modernismo. Assim, nascem movimentos,
apresentados concertos e conferências,
como o Pau-Brasil.
enquanto no saguão foram montadas
exposições de artistas plásticos, como os
Precedendo os anos 20, são realizadas em São
arquitetos Antonio Moya e George Prsyrembel,
Paulo duas exposições de pintura que colocam
os escultores Vítor Brecheret e W. Haerberg e
a arte moderna de um modo concreto para os
os desenhistas e pintores Anita Malfatti, Di
brasileiros. A exposição de Anita Malfatti
Cavalcanti, John Graz, Martins Ribeiro, Zina
provocou polêmica entre os adeptos da arte
Aita, João Fernando de Almeida Prado, Ignácio
acadêmica.
da Costa Ferreira, Vicente do Rego Monteiro e
Di Cavalcanti.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 1
ARTES|vestenem

Nesse episódio, foi o escrito o Manifesto A arte imerge no tenso panorama ideológico da
Antropofágico, publicado na Revista época, tentando analisar as contradições
Antropofagia, o qual propunha basicamente a vividas pelo país e representá-las pela
devoração da cultura e das técnicas linguagem estética.
importadas e sua reelaboração com
autonomia, transformando o produto Nesse cenário, se encontra o estilo
importado nacionalizado. expressionista presente no modernismo
brasileiro.
Estes eventos da Semana de Arte Moderna
foram o marco mais caracterizador da Lasar Segall, Anita Malfatti e Candido Portinari,
presença, entre nós, de uma nova concepção representaram o movimento expressionista no
do fazer e compreender a obra de arte Brasil, apresentando em suas pinturas obras
moderna. que expressam a realidade do país no painel
social do início do século XX.
Alguns preceitos acompanham a obra
modernista, tais como, na pintura há uma
mistura das delicadas e elegantes tendências
do gótico com o romântico, o erotismo e a
naturalidade, bem como, a idealização da
mulher.

Na arquitetura, ressaltam-se as formas


sinuosas das fachadas e a ondulante
decoração dos interiores. Contudo, percebe-se
que a escultura assume função decorativa,
havendo aqui a revalorização do artesão.

Nas pinturas, ficam evidentes o domínio


EXPRESSIONISMO
psicológico, as cores vibrantes, o dinamismo
improvisado, abrupto, inesperado e a
No Brasil, no início do século XX, é latente o preferência pelos temas patéticos, trágicos e
desejo expresso e intenso de pesquisar a sombrios.
realidade social, espiritual e cultural.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 2
ARTES|vestenem

No entanto, um artista primitivo é alguém que


seleciona elementos da tradição popular de
uma sociedade e os combina plasticamente,
guiando-se por uma clara intenção poética.
Geralmente esses pintores são autodidatas e
criadores dos recursos técnicos com que
trabalham.

Dentre os artistas que se destacam no


movimento, podemos citar Cardosinho, Heitor
dos Prazeres, Mestre Vitalino e Djanira.

ARTE PRIMITIVA

A arte dos chamados "artistas primitivos", ou


também conhecida como Arte Naïf, passou a
ser reconhecida após o advento do Movimento
Modernista, no qual se apresentou, entre suas
tendências, o gosto por tudo o que era
genuinamente nacional.

ARTE CONTEMPORÂNEA

No Brasil a Arte Contemporânea passa a tomar


forma a partir da década de 50. A realização da
Primeira Bienal de São Paulo em outubro de
1951, foi um marco na abertura a uma grande
movimentação no campo artístico brasileiro.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 3
ARTES|vestenem

O surgimento do Abstracionismo, tanto a qual confere incentivo à produção artística


Geométrico quanto Informal, propõe a ruptura brasileira na década de 70, as grandes
com a arte figurativa. Em São Paulo surge o exposições dos anos 80, tais como Tradição e
Grupo Ruptura, em 1952, e no Rio de Janeiro o Ruptura, 1984, A Trama do Gosto, 1987 e A Mão
Grupo Frente, em 1954. Afro-Brasileira, 1988. A arte efêmera também
é fruto desse momento utilizando os mais
 Grupo Frente - RJ diversificados materiais para compor o objeto
artístico.

No entanto, a arte contemporânea brasileira


dos anos 90 apresenta características
artísticas internacionalizadas, como, por
exemplo, a participação do público, inclusive
em interferir na obra de arte a partir das
instalações, muito presentes em Bienais de
Arte.

 Grupo Ruptura - SP
Entre inúmeras possibilidades de usos de
materiais, espaços e tempos, a arte
contemporânea está para a rua, assim como
para o museu, buscando a unificação desses
espaços e a interação com o expectador.

Alguns estilos e acontecimentos foram se


desenvolvendo e compondo o panorama
contemporâneo brasileiro no século XX, tais
como o Neo-concretismo de 1957, o
Tropicalismo na década de 60, a instauração da
Fundação Nacional de Arte (FUNARTE)

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 4

Você também pode gostar