Você está na página 1de 13

Pesquisa-ação

Pesquisa-ação Tripp e Thiollent (by Liliana) TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educ.

Tripp e Thiollent (by Liliana)

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educ. Pesqui. [online]. 2005, vol.31, n.3 [cited 2014-05-27], pp. 443-466 .

pesquisa associada a diversas formas de

ação

coletiva

visando

resolução

a

de

problemas ou objetivos de transformação

resolução a de problemas ou objetivos de transformação Interação Participação Compreensão Análise Crítica

Interação

Participação

Compreensão Análise Crítica
Compreensão
Análise Crítica
AÇÃO TRANSFORMADORA
AÇÃO
TRANSFORMADORA

Dados históricos

Não

certeza

sobre

quem

inventou

a

pesquisa-ação, alguns atribuem Lewin (1946).

A

investigação

da

própria

prática

com

a

finalidade de melhorá-la é antiga, logo não temos como saber quando começou. • Quando o termo apareceu na literatura ele se referia a quatro processos distintos: pesquisa- diagnóstico, pesquisa participante, pesquisa empírica e pesquisa experimental.

Investigação-ação

• A pesquisa-ação é um tipo de investigação- ação, termo geral aplicado a qualquer processo sistêmico entre agir no campo e investigar a o mesmo.

Ação

entre agir no campo e investigar a o mesmo. Ação PLANEJAR uma melhora da prática AGIR
entre agir no campo e investigar a o mesmo. Ação PLANEJAR uma melhora da prática AGIR

PLANEJAR uma melhora da prática

a o mesmo. Ação PLANEJAR uma melhora da prática AGIR para implantar a melhora planejada Monitorar

AGIR para implantar a melhora planejada

AGIR para implantar a melhora planejada

Monitorar e DESCREVER os efeitos da ação

melhora planejada Monitorar e DESCREVER os efeitos da ação AVALIAR os resultados da ação Investigação TRIPP,

AVALIAR os resultados da ação

Investigação

TRIPP, 2005,

p.446

Quando não usar

• Não se deve aplicar em:

• Psicologia individual

• Nível macrossocial (sociedade, movimentos e entidades de âmbito nacional e internacional)

• Ideal para Grupos, instituições, coletividades de pequeno oumédio porte;

• E para estudos sócio-políticos;

O lugar da Teoria na pesquisa- ação

vezes

embasada numa teorização indutiva;

em alguns momentos

teóricos base podem fornecer elementos para análise;

A

pesquisa-ação

é

muitas

• Mas nem sempre

• “Na pesquisa-ação, tendemos a nos engajar em teorização indutiva apenas quando não há uma explicação preexistente ou uma teoria que explique satisfatoriamente o que quer que tenhamos observado ou estejamos tentando observar, de modo que os pesquisadores de pesquisa-ação frequentemente operam dedutivamente, especialmente nos estágios iniciais.” (TRIP, 2005)

Critérios para distinguir PA de estudo de caso com intervenção

O processo de mudança está sendo conduzido por meio da análise e interpretação de dados ?

• O alvo principal da atividade é a criação de conhecimento teórico ou o aprimoramento da prática?

de dados ? • O alvo principal da atividade é a criação de conhecimento teórico ou

“A pesquisa-ação educacional é principalmente uma estratégia para o desenvolvimento de professores e pesquisadores de modo que eles possam utilizar suas pesquisas para aprimorar seu ensino e, em decorrência, o aprendizado de seus alunos” (TRIPP, 2005, p.445)

Modalidades de pesquisa-ação, segundo Tripp (2005)

Pesquisa-ação técnica : constitui uma abor dagem pontual na qual o pesquisador toma uma prática existente de algum outro lugar e a implementa em sua própria prática para realizar uma melhora.

Pesquisa-ação

prática

é

diferente

da

técnica pelo fato de que o pesquisador

escolhe ou projeta as mudanças feitas.

Modalidades de pesquisa-ação

• Pesquisa-ação política

Pesquisa-ação

existe quando se acredita que o modo de ver e agir “dominante” do sistema é injusto e precisa ser mudado.

Pesquisa-ação emancipatória: tende

socialmente

crítica:

a

mudar não uma pequena comunidade

e

sim um grupo social mais amplo.

Planejamento e Ação da pesquisa - ação

Flexível;

Dinâmico;

Participativo;

Técnica do seminário;

Técnica do Seminário

Papel dos Pesquisadores:

a) Colocar à disposição dos participantes os conhecimentos de ordem teórica ou prática para facilitar a discussão dos problemas;

b) Elaborar as atas das reuniões e registros de informação coletada e relatórios intermediários

c) Estreita colaboração com os demais participantes, conceber e aplicar, no desenvolvimento do projeto, modalidades de ação;

d) Participar numa reflexão global para eventuais generalizações e discussão dos resultados no quadro mais abrangente das ciências sociais ou de outras disciplinas implicadas no problema.