Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE

CHAPECÓ-UNOCHAPECÓ
ENGENHARIA MECÂNICA

LUCAS STOLASKI
MAURÍCIO SAVARIZ

SGA- SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

NORMA ISO 14001

Trabalho acadêmico de SGA e norma ISSO


14001, apresentado ao professor Sidinei Wottrich da
disciplina de Engenharia Ambiental.

CHAPECÓ-SC
2016
INTRODUÇÃO
Nos dias de hoje, todos devem se preocupar com os recursos naturais e
meio ambiente. Por isso, existem técnicas de gestão e comportamento, não
somente para as pessoas, mas também para as empresas, pois elas são quem
mais ocupam grande parcela dos recursos naturais e impactam muito no meio
ambiente.
Nesse trabalho abordaremos sobre o SGA (Sistema de Gestão
Ambiental) e a norma ISSO 14001. Itens estes, muito interessantes para uma
empresa implantar e se tornar uma empresa verde.
Conceito básico de SGA (sistema de Gestão Ambiental)
O Sistema de Gestão Ambiental é uma inovação neste conceito. Pois ele
engloba toda a questão de meio ambiente e as estratégias para todos
ganharem com isso. Em outras palavras, não se preocupar somente com os
riscos ambientais, mas também com as oportunidades de mercado mudando
essas atitudes.
Com a temática da sustentabilidade em alta nos dias de hoje, é normal
cada vez mais a consciência ambiental desempenhar um papel importante para
a construção da cidadania. E só esta aumentando a preocupação da sociedade
em cuidar do meio ambiente e mudar os seus comportamentos. As atitudes
estão mudando não apenas para as pessoas físicas, pois não são somente
elas as responsáveis pela poluição do meio global, as empresas possuem
grande parcela nessa poluição, mas estas devem saber tirar proveito do
cuidado com o meio ambiente.
O objetivo do SGA é que a preocupação com a natureza não se dê
apenas através de ações pontuais, mas que esteja inserida na política da
empresa, estando presente em todas as etapas das atividades, desde o
planejamento até a execução, e difundida por toda estrutura organizacional
sempre com o comprometimento com a melhoria contínua das ações voltadas
à preservação ambiental.
Fatores que motivam / impulsionam às empresas a implantação de
um SGA ISSO 14001
Toda a empresa quer ser bem sucedida no mercado, e hoje em dia, ter
um empreendimento considerado como verde, é de indispensável importância.
Para isso, existe alguns gastos e esforços, e também depende muito de todos
os setores, todos devem estar comprometidos com a melhoria dos processos.
Mas, todavia, a proposta do SGA aplicada nas empresas, trás muitas
vantagens, podendo ser ressaltado:
A redução de riscos de acidentes ecológicos e a melhoria significativa na
administração dos recursos energéticos, materiais e humanos, o que
tem um impacto positivo direto nas contas de água e luz.
O fortalecimento da imagem da empresa junto à comunidade, assim
como aos fornecedores, stakeholders, clientes e autoridades também
entra na lista das vantagens de se seguir um modelo verde de
gerenciamento.
Cumpre ressaltar que a tendência da procura por produtos e
serviços oriundos de empresas ecologicamente conscientes e
socialmente responsáveis, que já é comum na Europa, está se
fortalecendo de forma impressionante no Brasil.
Outro ponto positivo é a possibilidade de conquistar
financiamentos governamentais e bancários, assim como programas de
investimento, que aumenta consideravelmente com o bom histórico
ambiental das empresas
Estes fatores fazem com que as empresas implantem esse sistema e se
familiarizem com o mesmo, pois são inúmeros benefícios para a empresa e
também para todos os seus colaboradores e clientes.
FASES DE IMPLANTAÇÃO

Na implantação de um novo projeto ou ação deve ser considerada a


organização, bem como as suas coordenadas humanas e culturais. No sistema
de gestão ambiental ocorre da mesma forma. Há dificuldades, dentre elas a
resistência à mudança é determinante, no entanto, o que realmente interfere é
a perda de um status com a redução da sua remuneração, forçando a sair da
sua zona de conforto.

As pessoas se preocupam com a incerteza que isso pode gerar, a


contraposição com os seus interesses e a falta de tolerância e adaptação. Por
esse motivo, a atitude e iniciativa fazem a diferença. O conhecimento sobre o
que acontece pode ajudar a entender os motivos e razões para tal mudança, o
que pode facilitar, inclusive, o processo de implantação de um Sistema de
Gestão Ambiental - SGA.

O SGA é um conjunto de políticas, práticas e procedimentos


organizacionais, técnicos e administrativos de uma empresa que objetiva obter
melhor desempenho ambiental, bem como, controle e redução dos seus
impactos ambientais.

O Desempenho Ambiental consiste em resultados mensuráveis da


gestão de aspectos ambientais das atividades, produtos e serviços de uma
organização. A implementação de um SGA constitui a estratégia para que o
empresário, em um processo contínuo, identifique oportunidades de melhorias
que reduzem os impactos das atividades da empresa sobre meio ambiente,
melhorando, simultaneamente, sua situação no mercado e suas possibilidades
de sucesso.

A gestão ambiental está fundamentada em 5 princípios básicos que


podem ser definidos como segue:

Princípio 1: Conhecer o que deve ser feito; assegurar comprometimento


com o SGA e definir Política Ambiental.

Princípio 2: Elaborar um Plano de Ação para atender aos requisitos da


política ambiental.

Princípio 3: Assegurar condições para o cumprimento dos Objetivos e


Metas Ambientais e implementar as ferramentas de sustentação necessárias.
Princípio 4: Realizar avaliações qualitativas e quantitativas periódicas da
conformidade ambiental da empresa.

Princípios 5: Revisar e aperfeiçoar a política ambiental, os objetivos e


metas e as ações implementadas para assegurar a melhoria contínua do
desempenho ambiental da empresa.

Atender aos mencionados princípios por meio de uma metodologia


prática para a implementação de um SGA é garantia de redução de impactos
ambientais e, ao mesmo tempo, de melhoria de imagem da empresa no
mercado (ROVERE,et. al., 2000).

Um Sistema de Gestão Ambiental baseado na ISO 14001 é uma


ferramenta de gestão que possibilita a uma organização, de qualquer
dimensão, controlar o impacto ambiental.

Um SGA possibilita uma abordagem estruturada para estabelecer


objetivos, atingir e demonstrar que foram alcançados. (ABNT, 2004, 2005, apud
Lima & Lira, 2007).

Antes de realizar a implantação do SGA, é necessário elaborar uma


política ambiental, na qual a empresa se comprometerá com as questões
ambientais. Essas decisões são elaboradas pela alta direção e serão
disseminadas por toda companhia e divulgadas para os fornecedores, clientes
e sociedade em geral.
Para desenvolver a política ambiental é necessário cobrir quatro áreas
principais, são elas (ABNT, 2004):
 Identificação dos aspectos ambientais;
 Identificação de requisitos legais aplicáveis e outros requisitos;
 Exame de todas as práticas e procedimentos da gestão ambiental
existentes;
 Avaliação de situações de emergência e acidentes anteriores.
Para a implantação do SGA é necessário seguir algumas etapas, que
são elaboradas a partir do conceito PDCA (Plan – planejar, Do – Fazer, Check
– Verificar e Act - Agir), são elas:
 Planejamento;
 Implementação e Operacionalização;
 Verificação;
 Análise pela administração.

Planejamento:
Esta etapa consiste no planejamento para a implantação do SGA. Tal
plano visa classificar e avaliar os aspectos ambientais, realizar o levantamento
dos requisitos legais, definir os objetivos e metas e programas ambientais.
As etapas que compõe a fase do planejamento são demonstradas a
seguir:
 Aspectos Ambientais: Levantar e classificar quais impactos as
atividades e o processo produtivo da organização causam no meio ambiente.
 Requisitos Legais: Levantar toda a legislação ambiental federal,
estadual e municipal pertinente a atividade desenvolvida pela organização.
 Objetivos, metas e programas ambientais: Definir objetivos e
metas ambientais condizentes com a política ambiental adotada pela
organização, assim como estabelecer quais ações deveram ser tomadas para
que os objetivos e metas ambientais sejam alcançados (ABNT, 2004, 2005
apud Lima & Lira, 2007).

Implementação e Operacionalização
Esta fase do processo de implantação consiste na execução do que foi
planejado anteriormente. Esta etapa possui sete passos a serem cumpridos e
estão descritas a seguir:
1. Recursos, funções, responsabilidades e autoridades: Definição de
recursos financeiros, tecnológicos, infraestrutura dentre outros.
Também são realizadas as atribuições de responsabilidades as
pessoas envolvidas no sistema.
2. Competência, treinamento e conscientização: Desenvolve
atividades com o corpo funcional da organização, como:
treinamentos das atividades potencialmente impactantes,
programas de conscientização e conhecimento da política
ambiental da empresa. Este requisito visa desenvolver o
comprometimento dos funcionários com a gestão ambiental
promovida pela organização.
3. Comunicação: Procura definir como se dará a troca de
informações da organização com seu ambiente externo
(fornecedores, clientes, partes interessadas e etc.) e interno
(colaboradores e prestadores de serviço).
4. Documentação: A empresa deverá manter documentadas todas
as informações pertinentes ao seu SGA.
5. Controle de documentos: A organização deve estabelecer
mecanismos de controle sobre os documentos referentes ao
SGA.
6. Controle operacional: Definir mecanismos de controle sobre os
aspectos considerados significativos.
7. Preparação e resposta à emergências: A organização deverá
estabelecer planos para situações emergenciais
(ABNT apud 2004, 2005 Lima & Lira, 2007).

Verificação
Nesta etapa são feitas verificações do funcionamento do SGA através da
análise do desempenho ambiental, por meio do monitoramento e medição;
verificação do atendimento aos requisitos legais; identificação de não-
conformidades assim como ações corretivas e preventivas que visem a
solucionar as falhas identificadas; controlar e registrar as informações obtidas
com as avaliações e por fim desenvolver periodicamente auditorias internas.

Análise pela administração


Por fim a ultima etapa do SGA tem a finalidade de realizar uma avaliação
por parte da alta administração com o objetivo de melhorar o desempenho
ambiental.
Depois de cumpridas todas as etapas do SGA, inicia-se um novo ciclo,
porém com novas metas e objetivos. Com a finalidade de ter um processo de
melhoria contínua, ao qual o gerenciamento ambiental se propõe a executar
procurando sempre aperfeiçoar a responsabilidade e o desempenho
ambiental.
CONCLUSÃO
Em outros países, é indispensável as empresas terrem um selo verde,
no Brasil, esta cada vez mais aumentando o números destas empresas, pois
todos estão se conscientizando aos poucos sobre o cuidado do meio ambiente,
e os benefícios que isso trás à humanidade.
Este trabalho foi de grande valia para a nossa vida acadêmica, e
principalmente para nossa vida profissional, pois iremos nos deparar
constantemente com estes assuntos, seja a curto ou a longo prazo.
REFERENCIAS
CAGNA, Carlos Eduardo. O que é um SGA e qual a importância de
implementá-lo em sua empresa. [S.l], 2013. Disponível em:
http://ecohospedagem.com/o-que-e-um-sga-e-qual-a-importancia-de-
implementa-lo-em-sua-empresa/. Acesso em: 18 Mai. 2016.

SISTEMA de Gestão Ambiental (SGA): o que é e qual é a sua


importância? [S.l], 2014. Disponível em: http://www.teraambiental.com.br/blog-
da-tera-ambiental/sistema-de-gestao-ambiental-sga-o-que-e-e-qual-e-a-sua-
importancia. Acesso em 18 Mai.2016.

SISTEMA de gestão ambiental SGA. [S.l]. 201?. Disponível em:


http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/4004/8/Ap%C3%AAndice%20B%20-
%20Sistema%20Gest%C3%A3o%20Ambiental.pdf. Acesso em 17 Mai. 2016.

Lima, José R.T., Lira, Thaisa K.S., A IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA


DE GESTÃO AMBIENTAL,BASEADO NA NBR ISO 14001:2004 - UM ESTUDO
DE CASO DE UMA EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇOS DO POLÓ
CLOROQUIMICO DE ALAGOAS, II Congresso de Pesquisa e Inovação da
Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica, João Pessoa - PB - 2007. 8p.