Você está na página 1de 15

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO

CADERNO DO PROFESSOR
7º Ano / Ensino Fundamental
Coordenação de Língua Portuguesa

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


ESCOLA MUNICIPAL ________________________________________________________
TERESINA-PI, __________ DE ______________________________ DE _______________
ALUNO (A): _________________________________________________________________
PROFESSOR (A): _____________________ TURMA: _______ TURNO: _______________

ATIVIDADE 1 – DURAÇÃO: 2 h – GÊNERO: Fábula

CONVERSANDO:
As fábulas estão entre as histórias mais antigas da humanidade. Essas narrativas são curtas e, em geral,
apresentam como personagens animais que falam e adotam comportamentos semelhantes aos dos seres humanos. Em
sua origem, as fábulas eram contadas com o objetivo de difundir algum ensinamento, conhecido como “moral da
história”. Você vai ler agora uma fábula muito conhecida de Esopo – um fabulista grego nascido há milhares de
anos, que foi recontada por Ruth Rocha.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 1 a 9.

TEXTO 1
A cigarra e a formiga

A cigarra passou todo o verão cantando, enquanto a formiga juntava seus grãos.
Quando chegou o inverno, a cigarra veio à casa da formiga para pedir que lhe desse o que comer.
A formiga então perguntou a ela:
– E o que é que você fez durante todo o verão?
– Durante o verão eu cantei – disse a cigarra.
E a formiga respondeu:
– Muito bem, pois agora dance!
ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. São Paulo: Salamandra, 2010, p.32.

1- Na fábula, as personagens da cigarra e da formiga apresentam características próprias do ser humano. Quais são
elas?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

2- Que tipo de relação é possível estabelecer entre essas características humanas e algumas características desses
animais na natureza?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

3- Qual é a moral dessa fábula? Você concorda com ela? Por quê?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

4- Qual ditado popular melhor representaria o ensinamento dessa fábula?


a) Nem tudo que reluz é ouro.
b) Primeiro o dever, depois o prazer. .
c) Quem sai na chuva é pra se molhar.
d) Quem com ferro fere, com ferro será ferido.

5- Por que será que as personagens das fábulas são animais e não pessoas? Levante uma hipótese.
______________________________________________________________________________________________

6- Em “– Muito bem, pois agora dance!”, que sentido pode ser atribuído à palavra destacada.
______________________________________________________________________________________________

7- O texto lido é uma história que trata de


a) competição e esperteza.
b) confiança e fidelidade.
c) ganância e egoísmo.
d) diversão e trabalho.

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


8- O texto tem a finalidade de
a) fazer um anúncio.
b) dar uma informação.
c) transmitir um ensinamento.
d) registrar um acontecimento.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 8 e 9.

TEXTO 2
Muita comoção e tristeza no adeus à Cigarra

Milhares de insetos compareceram, ontem, ao enterro da Cigarra. Muita tristeza e revolta marcaram o adeus à
maior cantora que a Floresta já teve. Várias manifestações de carinho aconteceram durante toda a cerimônia. O
prefeito Lagarto e a primeira dama Borboleta compareceram ao funeral. Eles pediram às autoridades pressa nas
investigações para que o verdadeiro culpado pela morte da cantora seja punido. O público não deixou de homenagear
sua querida artista. Os fãs entoaram os sucessos da Cigarra que faziam a alegria dos habitantes da Floresta durante o
verão. Um outro grupo erguia faixas de protesto chamando a principal suspeita da morte, a Formiga, de cruel e de
egoísta. Nenhuma formiga foi vista no enterro.
Fonte: Donizete Aparecido Batista – Professor da Rede Pública do Estado do Paraná.

9- Os textos 1 e 2 apresentam
a) a fome da formiga.
b) o trabalho da formiga.
c) o egoísmo da formiga.
d) a morte da cigarra cantora.

10- Em “Muita comoção e tristeza no adeus à Cigarra”, a palavra destacada poderia ser substituída por
a) compaixão.
b) indiferença.
c) menosprezo.
d) insensibilidade.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 11 a 18.

TEXTO 2
O rei da selva

Saiu o leão a fazer sua pesquisa estatística, para verificar se ainda era o Rei das Selvas. Os tempos tinham
mudado muito, as condições do progresso alterado a psicologia e os métodos de combate das feras, as relações de
respeito entre os animais já não eram as mesmas, de modo que seria bom indagar. Não que restasse ao Leão qualquer
dúvida quanto à sua realeza. Mas assegurar-se é uma das constantes do espírito humano, e, por extensão, do espírito
animal. Ouvir da boca dos outros a consagração do nosso valor, saber o sabido, quando ele nos é favorável, eis um
prazer dos deuses. Assim o Leão encontrou o Macaco e perguntou: "Hei, você aí, macaco - quem é o rei dos
animais?" O Macaco, surpreendido pelo rugir indagatório, deu um salto de pavor e, quando respondeu, já estava no
mais alto galho da mais alta árvore da floresta: "Claro que é você, Leão, claro que é você!".
Satisfeito, o Leão continuou pela floresta e perguntou ao papagaio: "Currupaco, papagaio. Quem é, segundo
seu conceito, o Senhor da Floresta, não é o Leão?" E como aos papagaios não é dado o dom de improvisar, mas
apenas o de repetir, lá repetiu o papagaio: "Currupaco... não é o Leão? Não é o Leão? Currupaco, não é o Leão?".
Cheio de si, prosseguiu o Leão pela floresta em busca de novas afirmações de sua personalidade. Encontrou
a coruja e perguntou: "Coruja, não sou eu o maioral da mata?" "Sim, és tu", disse a coruja. Mas disse de sábia, não de
crente. E lá se foi o Leão, mais firme no passo, mais alto de cabeça. Encontrou o tigre. "Tigre, – disse em voz de
estertor – eu sou o rei da floresta. Certo?" O tigre rugiu, hesitou, tentou não responder, mas sentiu o barulho do olhar
do Leão fixo em si, e disse, rugindo contrafeito: "Sim". E rugiu ainda mais mal-humorado e já arrependido, quando o
leão se afastou.
Três quilômetros adiante, numa grande clareira, o Leão encontrou o elefante. Perguntou: "Elefante, quem
manda na floresta, quem é Rei, Imperador, Presidente da República, dono e senhor de árvores e de seres, dentro da
mata?" O elefante pegou-o pela tromba, deu três voltas com ele pelo ar, atirou-o contra o tronco de uma árvore e
desapareceu floresta adentro. O Leão caiu no chão, tonto e ensanguentado, levantou-se lambendo uma das patas, e
murmurou: "Que diabo, só porque não sabia a resposta não era preciso ficar tão zangado".
Moral: Cada um tira dos acontecimentos a conclusão que bem entende.
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
FERNANDES, Millôr. Fábulas Fabulosas. Rio de Janeiro: Record, 2011, p. 135-136

11- Por que o Leão resolveu fazer uma pesquisa sobre sua popularidade?
______________________________________________________________________________________________

12- Que estratégia o Leão usou com o Macaco para se afirmar como o Rei das Selvas? E com o papagaio?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

13- Segundo o narrador, a coruja mentiu.


a) Que trecho do texto permite essa tirar essa conclusão? Explique sua resposta.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Por que podemos afirmar que a mentira da coruja é vista pelo narrador de uma forma positiva?
______________________________________________________________________________________________

14- O Leão teve sucesso com sua pesquisa com o Elefante? Explique.
______________________________________________________________________________________________

15- O que produz um efeito de humor nessa paródia de Millôr Fernandes?


______________________________________________________________________________________________

16- Em “Ouvir da boca dos outros a consagração do nosso valor, saber o sabido, quando ele nos é favorável, eis um
prazer dos deuses.”, a que sentimento o narrador faz referência nesse trecho? Explique.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

17- Quais são, em geral, as qualidades associadas ao leão? De que forma essas qualidades são retratadas na paródia
de Millôr?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

18- Em sua origem, as fábulas tinham por objetivo difundir um ensinamento. Releia a moral do texto de Millôr:

“Moral: Cada um tira dos acontecimentos a conclusão que bem entende.”

 Como essa moral se relaciona com o desenvolvimento da história?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

1- A cigarra é imediatista e só pensa em se divertir; já a formiga é trabalhadora e se preocupa em planejar o futuro.


2- O fato de a formiga ser um animal social, cuja atividade está relacionada ao provimento e ao bem-estar do grupo; já a cigarra é
conhecida por seu canto estridente.
3- A fábula adverte que é prudente preparar-se para os dias de necessidade. Resposta pessoal.
4-b
5- Resposta pessoal. Ajude os alunos a perceberem que, por meio dos animais, é possível retratar características humanas de forma geral.
6- É uma gíria, que significa sair-se mal, não alcançar o que se esperava.
7- d
8- c
9- c
10- a
11- Para verificar se ainda era o Rei das Selvas.
12- O Leão rugiu e intimidou o Macaco. Sabendo que o papagaio só é capaz de repetir frases, perguntou: “... não é o Leão?” e o
papagaio repetiu sua fala.
13- a) “‘Sim, és tu’, disse a coruja. Mas disse de sábia, não de crente.” A coruja não acreditava no que disse, ou seja, agiu por medo.
b) Porque o narrador considera essa atitude sábia.
14- Não, pois o elefante reagiu jogando o Leão contra um tronco de árvore.
15- A atitude inesperada do elefante. Comente que o humor, muitas vezes, decorre do inesperado, da frustração de expectativa do leitor.
16- O trecho refere-se à vaidade. Ele descreve o prazer que sentimos quando alguém reconhece nosso valor.
17- Em geral, o leão é associado à coragem e à força. No texto, o Leão usa a força para satisfazer sua vaidade; assim, ela deixa de ser
uma virtude.
18- O leão interpretou a reação do elefante de modo a preservar sua autoimagem, ou seja, tirou do acontecimento a conclusão que lhe
agradava.

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


ATIVIDADE 2 – DURAÇÃO: 2 h – CONTEÚDO: Classes gramaticais

Leia o quadro a seguir para responder às questões de 1 a 3.

vamos dengue 1- As palavras do quadro formam uma frase? Por quê?


povo mosquito ___________________________________________________________
governo o e 2- Organize essas palavras e escreva duas frases.
combater ! da ___________________________________________________________
nessa campanha ___________________________________________________________
juntos .

3- Para formar essas frases, você precisou


a. ( ) escrever as palavras soltas sem estabelecer relações de concordância.
b. ( ) manter relações de concordância entre as palavras.
c. ( ) empregar letra maiúscula e pontuação.
d. ( ) organizar as palavras.

As palavras da língua devem ser organizadas em uma determinada ordem, estabelecendo-se entre elas
relações e concordância, adquirindo assim significado.
Essa organização assemelha-se ao sistema solar. O sistema solar possui um núcleo – o sol – ao redor do qual
giram os planetas.
Imagine agora, essa situação com a língua portuguesa, com uma pequena diferença: no sistema da língua, há
dois núcleos: o SUBSTANTIVO e o VERBO.
Substantivo e verbo são duas classes gramaticais em torno das quais giram outras classes, estabelecendo-se
relações entre elas:

Artigo
Advérbio

Pronome SUBSTANTIVO Adjetivo

VERBO
Numeral

A conceituação das classes de palavras torna-se bastante frágil diante dos fatos dinâmicos da língua. Por isso,
mais relevante que esses conceitos é a funcionalidade de cada classe de palavras.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 4 a 6.

TEXTO 1
O menino maluquinho

Era uma vez um menino maluquinho. Ele tinha o olho maior que a barriga, tinha fogo no rabo, tinha vento
nos pés, umas pernas enormes (que davam para abraçar o mundo) e macaquinhos no sótão (embora nem soubesse o
que significava macaquinho no sótão.)
Ele era um menino impossível! Ele era muito sabido, ele sabia de tudo, a única coisa que ele não sabia era
como ficar quieto. Seu canto, seu riso, seu som nunca estavam onde ele estava. Se quebrava um vaso aqui logo já
estava lá. Às vezes cantava lá e logo já estava aqui. Pra uns, era uirapuru, pra outros, era um saci.
Na turma em que ele andava, ele era o menorzinho, o mais espertinho, o mais bonitinho, o mais alegrinho, o
mais maluquinho. Era tantas coisas terminadas em inho que os colegas não entendiam como é que ele podia ser um
companheirão. (...)
Ziraldo. O menino maluquinho. São Paulo: Melhoramentos, 2008.

4- O menino Maluquinho tinha


a) muita sabedoria e braços compridos.
b) pernas enormes e muita sabedoria.
c) macaquinhos e braços compridos.
d) pernas enormes e cabelos longos.
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
5-A expressão "tinha vento nos pés" significa que o menino Maluquinho
a) tinha pernas enormes.
b) era muito sabido.
c) andava rápido.
d) sabia de tudo.

6- No texto, qual expressão dá ideia de tempo?


a) Era uma vez.
b) vento nos pés.
c) pernas enormes.
d) macaquinhos no sótão.

O texto fala de um menino. Dele, diz-se que: é maluquinho, tem o olho maior que a barriga, tem fogo no
rabo etc. Então, podemos imaginar essas informações organizadas, esquematicamente, da seguinte forma:

Sabemos, então, que uma das palavras mais importantes no texto é "menino". É dele que o texto fala, as
palavras que giram em torno dessa palavra são informações que o texto nos dá a respeito do “menino”.
Assim, podemos considerar que "menino" é uma palavra básica – ela é o centro do que vai ser narrado, e as
que orbitam a seu redor são palavras dependentes – pois têm como função enumerar características do menino.
Lembrando que a palavra “menino” nomeia algo, por isso é um substantivo.

Substantivo é a palavra variável que dá nome a tudo que existe ou que imaginamos existir.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 7 a 9.

TEXTO 2
Ave Alegria!

[...]
Salve a justiça
e a liberdade!
Salve a verdade,
a delicadeza
e o pão sobre a mesa!
Abaixo a tristeza!
Ave alegria!
Sylvia Orthof. Ave alegria. São Paulo: FTD, 1989, p.7.

7- Em “Ave alegria”, a palavra destacada tem o sentido de


a) pessoa ambiciosa.
b) animal que põe ovos.
c) animal coberto de penas.
d) saudação, equivalente a “salve”.

8- Copie do texto os substantivos que combinam com o sentido do substantivo do título: alegria.
______________________________________________________________________________________________
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
9- Escreva um substantivo do poema que significa o contrário do substantivo do título.
______________________________________________________________________________________________

10- O substantivo pão, no contexto desse poema, adquire o sentido de


a) massa comestível de farinha de trigo.
b) alimento de forma geral.
c) planta ou grão do trigo.
d) pessoa muito bonita.

11- Separe os substantivos abaixo de acordo com o que cada um nomeia.


cadeira – mesa – esperteza – prego – cinzeiro – corrida – beleza – felicidade
alegria – lealdade – gritaria – paz – construção – terror – pescaria – bondade

Ações Qualidades Sentimentos Objetos

Leia o texto a seguir para responder às questões de 12 a 14.

TEXTO 2
Circuito fechado

Chinelos, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água, espuma, creme de barbear,
pincel, espuma, gilete, água, cortina, sabonete, água fria, água quente, toalha. Creme para cabelo, pente. Cueca,
camisa, abotoaduras, calça, meias, sapatos, (...), gravata, paletó. Carteira, níqueis, documentos, caneta, chaves, lenço,
relógio, (...). Jornal. Mesa, cadeiras, xícara e pires, prato, bule, talheres, guardanapos. Quadros. Pasta, carro. [...]
Ricardo Ramos. Circuito fechado. São Paulo: Martins Fontes, 1972, p. 21.

12- Para contar uma história, o narrador utilizou palavras de qual classe gramatical? __________________________

13- É possível perceber a presença de um personagem masculino na história. Copie os substantivos que justificam
essa afirmativa.
______________________________________________________________________________________________

14- No texto, estão sendo relatadas ações cotidianas do personagem. Identifique quatro ações e os substantivos que
justificam sua resposta.

Ações Substantivos do texto

1- Não, pois as palavras não estão organizadas de forma a ter um sentido.


2- Vamos combater o mosquito da dengue! / Povo e governo juntos nessa campanha.
3- b / c / d
4- b
5- c
6- a
7- d
8- São os substantivos: justiça, liberdade, verdade, delicadeza, pão.
9- É o substantivo tristeza.
10- b
11- Ações: corrida, gritaria, construção, pescaria / Qualidades: esperteza, beleza, lealdade, bondade / Sentimentos: felicidade, alegria, paz,
terror / Objetos: cadeira, mesa, prego, cinzeiro
12- Substantivo
13- Sugestão: creme de barbear, pincel, espuma, gilete, cueca, camisa, abotoaduras, gravata.
14- Sugestão: Lavar o rosto: pia, sabonete, água / Escovar os dentes: escova, creme dental, água / Tomar banho: sabonete, água / Pentear-
se: creme para cabelo, pente.
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE 3 – DURAÇÃO: 1 h – PRODUÇÃO DE TEXTO

Agora você vai criar uma fábula apresentando uma moral que valorize uma virtude humana. Leia as
orientações a seguir e comece a pensar em sua história.

I- Primeiro, identifique qual ensinamento está presente em cada um dos provérbios a seguir.

Devagar se vai ao longe. Quem tudo quer nada tem. É melhor prevenir do que remediar.

A união faz a força. Uma mão lava a outra.

II- Escolha um provérbio que achar mais interessante e apropriado para ser a moral da sua fábula.

III- Para esquematizar sua fábula, é importante fazer um levantamento de informação:


a) Qual será a ideia central do seu texto?
b) Qual é o ensinamento a ser transmitido com a sua fábula?
c) Quais são os personagens que vão participar da fábula?
d) Quais serão as possíveis falas desses personagens ao longo da fábula?
e) Quais são as virtudes e os defeitos dos personagens de sua história?
f) Que palavras serão empregadas para indicar a indeterminação do espaço?
g) Que palavras serão empregadas para indicar a indeterminação do tempo?
h) Qual será o conflito em que os personagens vão se encontrar?
i) De que forma esse conflito será solucionado?

_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE 4 – DURAÇÃO: 2 h – GÊNERO: Relato de viagem

CONVERSANDO:
O texto que você vai ler é um relato de viagem. Ele faz parte do livro Férias na Antártica e
foi escrito por três garotas – Laura, Tamara e Marininha –, as filhas do navegador Amyr Klink. O
livro reúne vivências de cinco viagens em família para o continente gelado. No texto abaixo, você
irá descobrir por que essas aventuras foram inesquecíveis para elas.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 1 a 12.

TEXTO 1
O pequeno Optimist

O Optimist é um barco bem pequeno, considerado o menor dos veleiros. Aprendemos a velejar em um
quando tínhamos 7 a 10 anos. Na viagem que fizemos em 2010, nossa mãe preparou uma surpresa: escondeu um
Optimist no Paratii 2 e só deixou que soubéssemos quando estávamos navegando na baía Margarida, bem no sul da
península Antártica, em meio aos icebergs. Foi numa manhã de sol e pouco vento que ela montou o barquinho e o
colocou na água. Do Paratii 2 saímos navegando por entre os blocos de gelo gigantes.
Na imensidão azul, o barquinho amarelo ficava pequeno. Sem vento, encostei minhas costas na lateral do
barco, observando o lugar azul e branco ao meu redor. Os pinguins nadavam numa velocidade incrível e saíam da
água de vez em quando só para respirar. Outros dois me seguiram curiosos para ver o que era aquela criatura
estranha que se movia lentamente com o vento.
Tamara

Primeiro foi a Marininha, mas ela velejou pouco tempo. Depois foi a minha vez de navegar no Optimist, e
passei do lado de um mini-iceberg com três foca-caranguejeiras. Depois passei por um iceberg com dois pinguins-
de-adélia. Continuei em frente e passei por imensos icebergs, foi incrível! Fiquei velejando durante um bom tempo
até que voltei para o bote onde meus pais, a Tamara e a Marininha estavam. Quando cheguei perto deles, ouvi
Marininha gritou: “Laura, uma foca-leopardo, uma foca-leopardo!”
Ela estava do meu lado e eu fiquei assustada. Amarrei o cabo de reboque bem rápido e fui rebocada. De
repente, quando olho para a água, a foca estava simplesmente do meu lado outra vez. Dei um berro. Levei um susto
daqueles! Eu realmente não esperava que ela me acompanhasse. Acho que ela se assustou com meu grito porque
logo depois afundou na água e sumiu. Quando eu me acalmei, lá estava ela de novo me seguindo! Eu nunca vi
cabeça igual àquela. Era imensa! Umas três vezes a cabeça de um adulto!
Laura

Laura, Tamara e Marininha Klink. Férias na Antártica. Porto Alegre: Grão Editora, 2010, p. 58-9.

1- O texto tem a finalidade de


a) registrar as espécies de focas e pinguins da Antártica.
b) instruir como se deve navegar em lugares muito gelados.
c) informar sobre as conquistas do pai das meninas na viagem.
d) registrar os acontecimentos e compartilhar as histórias vividas.

2- No relato, percebe-se que as irmãs Klink têm familiaridade com o barco Optimist. Que fatos levam a essa
conclusão?
______________________________________________________________________________________________

Os relatos de viagem têm como finalidade compartilhar experiências e podem servir de entretenimento
ou aprendizado para outras pessoas. Nesses relatos, os autores narram e descrevem o que observaram durante a
viagem e suas experiências marcantes, curiosas ou desafiadoras sobre o lugar visitado.
Quando escritos, costumam ser publicados em livros, blogues e sites, mas também aparecem em jornais e
revistas, impressos ou digitais.

3- O título “O pequeno Optimist” antecipa o tema do texto. Em que parágrafo a ideia contida no título é desenvolvida
e como ela é desenvolvida?
______________________________________________________________________________________________

4- Nos relatos de viagem, geralmente apresentam a época e descrevem o lugar em que os fatos ocorreram. Complete
o quadro com as informações do texto lido.
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL
Nome do Localização Quando foi Clima Características Animais
lugar visitado naturais observados

5- O relato é feito ora na 1ª pessoa do plural, ora na 1ª pessoa do singular. Releia os trechos.

I. Aprendemos a velejar em um quando tínhamos 7 a 10 anos.


II. Sem vento, encostei minhas costas na lateral do barco.
III. Ela estava do meu lado e eu fiquei assustada.

a) Por que nos trechos são utilizadas pessoas gramaticais diferentes?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

b) Explique por que os relatos de viagem são escritos em 1ª pessoa.


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

6- Em “Primeiro foi a Marininha, mas ela velejou pouco tempo”, o termo destacado dá início a sequência dos fatos
que serão relatados.

a) Identifique, no trecho escrito por Laura, outras palavras ou expressões relacionadas à sequência dos fatos.
______________________________________________________________________________________________

b) O que estas palavras ou expressões indicam?


______________________________________________________________________________________________

7- Releia o trecho a seguir.

Na imensidão azul, o barquinho amarelo ficava pequeno. Sem vento, encostei minhas costas na lateral do
barco, observando o lugar azul e branco ao meu redor. Os pinguins nadavam numa velocidade incrível [...]

a) Nesse trecho, circule as palavras que cumprem a finalidade de apresentar características.

b) Por que essas palavras são importantes no texto? A que classe gramatical elas pertencem?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

8- Nesse mesmo trecho, a autora usou as palavras ficava, encostei e nadavam. Em relação ao tempo, o que essas
palavras evidenciam?
______________________________________________________________________________________________

9- Em “De repente, quando olho para a água, a foca estava simplesmente do meu lado outra vez”, que efeito de
sentido a expressão destacada produz no trecho relatado?
______________________________________________________________________________________________

10- No relato, foram usadas várias expressões do registro mais informal da língua. Escreva algumas dessas
expressões.
______________________________________________________________________________________________

11- Releia o trecho a seguir, que revela como foi a navegação para Laura.

“Continuei em frente e passei por imensos icebergs, foi incrível!”

 A linguagem nesse trecho é subjetiva ou objetiva? Por quê?


______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


Impressões e opiniões são comuns em relatos de viagens para mostrar os sentimentos e o ponto de vista
do viajante. Os adjetivos auxiliam a caracterizar subjetivamente as situações vividas, o espaço, o povo e a
cultura local.

12- Na frase “Laura, uma foca-leopardo, uma foca-leopardo!” também foi utilizado ponto de exclamação. Em
relação ao uso de pontos de exclamação nos trechos indique como verdadeiro (V) ou falso (F) os itens abaixo.

( ) Os pontos de exclamação destacam a emoção da narradora.


( ) Na primeira ocorrência, o ponto de exclamação pode indicar admiração ou surpresa.
( ) Nas duas ocorrências, o ponto de exclamação poderia ser substituída por reticências.
( ) Na segunda ocorrência, o ponto de exclamação pode indicar admiração/surpresa ou medo.

Leia o texto a seguir para responder às questões de 13 a 15.

TEXTO 2

13- Nas falas do homem, o ponto de exclamação foi utilizado para indicar
a) chateação.
b) indignação.
c) entusiasmo.
d) surpresa.

14- A expressão facial da mulher e do garoto, no último quadrinho, indica que eles estão
a) admirados.
b) chateados.
c) satisfeitos.
d) alegres.

15- No último quadrinho, por que o homem está decepcionado?


______________________________________________________________________________________________

1- d
2- Terem aprendido a velejar quando pequenas e conduzirem sozinhas esse barco.
3- No primeiro parágrafo, em que as autoras apresentam as características do veleiro e como ele foi introduzido na viagem.
4- Nome do lugar: Baía Margarida / Localização: Sul da península Antártica / Quando: Um manhã de 2010 / Clima: Ensolarado, com
pouco vento / Características naturais: Repleto de icebergs / Animais: Pinguins-de-adélia, focas-caranguejeiras, foca-leopardo
5- a) O trecho I revela uma experiência vivida pelas três irmãs, os demais destacam impressões particulares de Tamara e Laura.
b) Porque são escritos por uma pessoa que participa dos fatos, relatando suas vivências e impressões.
6- a) Pouco tempo, depois, durante um bom tempo, quando.
b) Indicam quando e em que ordem os fatos ocorreram.
7- a) azul, amarelo, pequeno, azul, branco, incrível.
b) Porque possibilitam ao leitor visualizar o cenário e características de outros elementos apresentados. A classe dos adjetivos.
8- Evidenciam que o que está sendo relatado já aconteceu.
9- Prepara o leitor, alertando-o de que irá acontecer algo inesperado.
10- “...foi incrível!” / “Dei um berro.” / “Levei um susto daquelas”.
11- É subjetiva, porque a autora apresenta a sua opinião e emprega adjetivos para avaliar/apreciar as experiências relatadas.
12- V / F / V / V
13- c
14- b
15- Porque apenas ele está entusiasmado com a viagem, a mulher e o filho não estão gostando.

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


ATIVIDADE 5 – DURAÇÃO: 2 h – CONTEÚDO: Verbo

Leia o texto a seguir para responder às questões de 1 a 4.

TEXTO 1
Manhã de chuva

Chove; chove e choveu a noite inteira.


A vidraça está cheia de pinguinhos;
a água chora cantando na goteira…
[...]
Murilo Araújo. A estrela azul. Rio de Janeiro: Record, 1963.

1- As palavras chove, choveu e choverá variam para indicar


a) gênero: masculino e feminino.
b) classificação: comum e próprio.
c) grau: aumentativo e diminutivo.
d) tempo: presente, passado, futuro.

2- Identifique que fato (ação, estado, fenômeno da natureza) indica cada verbo.
Chover: _______________________________________________________________________________________
Estar: ________________________________________________________________________________________
Chorar / cantar: _________________________________________________________________________________

3- Leia e complete com os pronomes adequados.

A água chora. As águas choram.


______ choro. ______ choramos. 1ª pessoa
______ choras. ______ chorais. 2ª pessoa
______ chora. ______ choram. 3ª pessoa

pronomes verbo pronomes verbo pessoas verbais

O que ocorreu com o verbo para indicar as pessoas verbais?


______________________________________________________________________________________________

4- Em eu choro e o choro, a palavra choro classifica-se, respectivamente, como


a) substantivo e adjetivo.
b) substantivo e artigo.
c) verbo e substantivo.
d) verbo e adjetivo.

Leia o texto a seguir para responder às questões 5 a 7.

TEXTO 2

5- Localize, na tira, um verbo que indique certeza, um que indique hipótese e um que indique uma ordem.
______________________________________________________________________________________________

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


Obs: Essas formas verbais que indicam certeza, hipótese e ordem revelam as diferentes atitudes dos falantes. Essa
flexão que indica a atitude de quem fala diante do fato denomina-se modo verbal.

6- O verbo “achar” é empregado de forma diferente na tira. O que cada forma indica a respeito do fato verbal?
______________________________________________________________________________________________

7- Analise os verbos e preencha o quadro indicando o tempo (passado, presente ou futuro), a pessoa do discurso
(primeira, segunda ou terceira) e o número (singular ou plural).

Verbo Tempo Pessoa Número


colocou
poderia
acho
acharemos

Leia o texto a seguir para responder às questões de 8 a 11.

TEXTO 3

8- O texto é construído na forma de uma conjugação verbal, com verbos diferentes para cada uma das pessoas do
discurso.
a) Em que tempo e modo verbais esses verbos se encontram?
______________________________________________________________________________________________

b) Levando em conta o objetivo desse anúncio, que efeito a escolha desses verbos pretende produzir no texto?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

9- No texto, os pronomes pessoais indicam quem expressa cada ação. A quem se refere os pronomes
a) eu e nós? ____________________________________________________________________________
b) tu e vós? ____________________________________________________________________________________
c) ela e elas? ___________________________________________________________________________________

10- Na frase ao lado do logotipo da empresa anunciada, é feito um jogo com as formas verbais conjuga e
viver. Que sentidos podem ser atribuídos à forma verbal conjuga no anúncio?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

11- Na sua opinião, por que viver está escrito com letra maiúscula?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________

Leia o texto a seguir e responda às questões de 12 a 16.

TEXTO 4
O jabuti e a fruta

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


Uma vez apareceu na floresta uma árvore nova que dava uma fruta que todos os bichos ficaram com vontade
de comer, mas só podia comer quem primeiro soubesse o nome da fruta. E, para ficar sabendo, era preciso perguntar
a uma mulher que tomava conta da árvore e morava meio longe. Depois, embaixo da árvore, tinha que dizer o nome
da fruta bem certinho. Então a fruta amadurecia e caía.
Um por um, cada bicho ia lá na casa da mulher e perguntava. Ela respondia. Ela não podia enganar ninguém.
Tinha que responder direito, o nome certo, como o deus da mata havia mandado.
Mas era um nome enorme e complicadíssimo. Quando chegava na metade do caminho, o bicho já havia
esquecido e não podia voltar lá pra perguntar de novo. Precisava guardar bem direitinho na cabeça para não esquecer.
[...]
MACHADO, Ana Maria. Histórias à brasileira: o pavão misterioso e outras. São Paulo: Cia das Letrinhas, 2008.

12- Em que tempo está a maior parte dos verbos nesse trecho?
______________________________________________________________________________________________

13- Por que os verbos são usados nesse tempo?


______________________________________________________________________________________________

14- Compare estas frases.

A árvore deu uma fruta que todos os bichos ficaram com vontade de comer.
A árvore dava uma fruta que todos os bichos ficavam com vontade de comer.

a) Qual das frases descreve uma característica da árvore?


______________________________________________________________________________________________

b) Qual das frases conta um fato ocorrido com a árvore?


______________________________________________________________________________________________

15- Quais formas verbais desse trecho revelam funções que a mulher tinha no enredo da narrativa e, portanto, ajudam
a caracterizá-la?
______________________________________________________________________________________________

16- Quais formas verbais contribuem para conhecermos características da fruta?


______________________________________________________________________________________________

GABARITO
1- d
2- chover: fenômeno da natureza / estar: estado / chorar; cantar: ação
3- Para indicar as pessoas verbais, o verbo mudou as terminações.
4- c
5- Certeza: colocou/acho/achei; dúvida: fosse; ordem: olha
6- Indica que o fato ocorreu em tempos diferentes: acho – presente e achei – passado.
7- colocou - Tempo: pretérito perfeito / Pessoa: 3ª pessoa / Número: singular; poderia - Tempo: futuro do pretérito / Pessoa: 3ª pessoa /
Número: singular; acho - Tempo: presente / Pessoa: 1ª pessoa / Número: singular; acharemos - Tempo: futuro do presente / Pessoa: 1ª
pessoa / Número: plural.
8- a) No presente do indicativo.
b) Pretende valorizar a figura feminina e enaltecer suas ações, mostrando-a como uma batalhadora, que luta por seus direitos e consegue
conquistá-los.
9- a) Ao anunciante e também às pessoas que leem o anúncio.
b) Aos leitores do anúncio.
c) Às mulheres, a quem o anúncio é dedicado.
10- A forma conjuga pode ser associada às múltiplas ações realizadas pela mulher em seu cotidiano, com o sentido de fazer acontecer.
11- Resposta pessoal. Sugestão: Para enfatizar a ideia de que viver, para a mulher, é algo maior e mais significativo.
12- A maior parte está no passado.
13- Porque o texto conta uma história já acontecida, ou seja, situada no passado.
14- a) A segunda.
b) A primeira.
15- Tomava (conta da árvore) / morava (meio longe).
16- Amadurecia / caía.

ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL


ATIVIDADE 6 – DURAÇÃO: 1 h – PRODUÇÃO DE TEXTO

Você leu um relato de viagem, em que três garotam narram aventuras que foram inesquecíveis para elas
durante uma viagem. Que tal você também vivenciar a experiência de registrar suas observações e impressões em um
relato de viagem? Para isso, vai escolher ou imaginar um lugar a que já tenha ido ou gostaria de ir. Planeje seu relato
seguindo estas instruções.

a) Que viagem você vai relatar? Como foram os preparativos?


b) Qual foi o itinerário seguido? O que viu de interessante no caminho e no lugar?
c) Aconteceu algum fato diferente ou divertido na viagem?
d) Quantos dias durou a viagem?
e) O que você aprendeu nessa viagem?

Agora, faça o seu relato ilustrando os momentos mais marcantes da viagem.

_____________________________________________________________________

________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________

______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________

REFERÊNCIAS
BELTRÃO, Eliana Lúcia Santos e GORDILHO, Tereza Cristina Santos. Diálogos em gênero, 6º ano. 2 ed. São
Paulo: FTD, 2016.
FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto de; CAMPOPIANO, Sueli. Nos dias de hoje: Português, 6º
ano. 2 ed. São Paulo: Leya, 2015.
GIACOMOZZI, Gilio; VALÉRIO, Gildete e REDA, Cláudia Molinari. Descobrindo a gramática: língua portuguesa,
8º ano. São Paulo: FTD, 2010.
ATIVIDADES DE NIVELAMENTO/SEMEC-2018/7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL