Você está na página 1de 5

Enciclopédia da Conscienciologia 1

AMPARADOR EXTRAFÍSICO DE FUNÇÃO


(INTERASSISTENCIOLOGIA)

I. Conformática

Definologia. O amparador extrafísico de função é a consciex técnica, assistente lúcida,


atuante de modo específico e com influência benéfica nas atividades assistenciais, profissionais
e funcionais da conscin merecedora, homem ou mulher.
Tematologia. Tema central homeostático.
Etimologia. A palavra amparador vem do idioma Latim, anteparare, “preparar de ante-
mão; dispor com antecipação; aparelhar; pôr algo à frente para proteger”. Apareceu no Século
XIV. O prefixo extra deriva também do idioma Latim, extra, “na parte de fora; além de; por exce-
ção”. O vocábulo físico procede do mesmo idioma Latim, physicus, e este do idioma Grego, phy-
sikós, “relativo à Natureza ou ao estudo da mesma”. Surgiu no Século XIII. O termo função pro-
vém igualmente do idioma Latim, functio, “trabalho; execução; término de desempenho”. Apare-
ceu no Século XVII.
Sinonimologia: 1. Assistente extrafísico de ofício. 2. Inspirador extrafísico de função.
3. Auxiliar extrafísico de função. 4. Apoiador multidimensional de atividades específicas.
5. Colaborador extrafísico de função. 6. Benfeitor extrafísico pontual.
Neologia. As 3 expressões compostas amparador extrafísico de função, amparador ex-
trafísico de função jejuno e amparador extrafísico de função veterano são neologismos técnicos
da Interassistenciologia.
Antonimologia: 1. Assediador extrafísico de função. 2. Técnico extrafísico anticosmo-
ético. 3. Consciex eminência parda. 4. Guia extrafísico amaurótico. 5. Perseguidor extrafísico
pontual. 6. Importunador extrafísico de atividades específicas. 7. Amparador intrafísico de fun-
ção.
Estrangeirismologia: o rapport com o amparo; o ghostwriter extrafísico; o feedback
multidimensional; o modus operandi de ponta nas atividades profissionais e assistenciais; o know-
-how técnico; a expertise na conexão com a extrafisicalidade; a open mind desrepressora.
Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscer-
nimento parapsíquico.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal do autoparapsiquismo lúcido; o holopensene pes-


soal da fraternidade; a autopensenidade confiante; o holopensene desassediado; o holopensene
assistencial; o holopensene projetivo; o holopensene do amparador refinando as práticas técnicas;
os benignopensenes; a benignopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; os orto-
pensenes; a ortopensenidade; os conviviopensenes; a conviviopensenidade; os evoluciopensenes;
a evoluciopensenidade; os parapensenes; a parapensenidade.

Fatologia: o saldo meritório da Ficha Evolutiva Pessoal (FEP); a postura pró-amparador


extrafísico qualificando a produtividade pessoal; a profissão entendida como meio e não como
fim; a liderança profissional interassistencial; a confiança no amparo extrafísico com o desenvol-
vimento da autoconfiança; a autestima como base da proximidade com o amparador extrafísico;
os revezamentos funcionais no movimento evolutivo das ressomas e dessomas; a condução nas
itinerâncias conscienciológicas; a escolha da profissão pelo alcance assistencial; a predisposição
tarística favorecida pelas atividades mentaissomáticas; o descortinamento das possibilidades de
atuação diferindo das imposições; a capacitação para ser amparador qualificado no próximo pe-
ríodo extrafísico; a pesquisa científica de ponta resultando em benefício coletivo, redimindo inter-
prisões grupocármicas de mesma proporção; o exercício da liderança cosmoética em detrimento
da postura de “chefia”; a predisposição para ser assistencial na coordenação de equipes laborais,
2 Enciclopédia da Conscienciologia

fazendo a diferença no crescimento grupal; as sincronicidades e afinidades no networking; a flexi-


bilização das regras e normas funcionais sem criar desigualdades ou favorecimentos; a adminis-
tração das imaturidades florescentes em ambientes competitivos; a heterocrítica pontual em ambi-
ente paradidático; a organização intrafísica; a pontualidade; a confiança ao assumir tarefa assis-
tencial exigindo habilidade ainda não detectada; a função com objetivo assistencial de ponta; as
tarefas de ordem prática abrindo caminho para a tares em atacado nas atividades consciencioló-
gicas.

Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; o desvencilhamen-


to das companhias extrafísicas imaturas; a rigidez mental estabelecendo conexão com guias
amauróticos; o alerta para a influência do guia amaurótico recebida prazerosamente, sem refle-
xão; os resgates extrafísicos; o pseudoconforto do guia extrafísico anticosmoético; a ratificação
do rapport com o amparo extrafísico no desenvolvimento da sinalética energética e parapsíquica
pessoal; a retaguarda extrafísica garantindo o estofo do epicentro ao conduzir atividade energética
mais intensa; a ajuda para a projeção consciente (PC) assistida; a assistência extrafísica atuante no
conforto ao dessomante e familiares; as sugestões intuitivas; a substituição do amparador extrafí-
sico quando a responsabilidade assistencial aumenta; as amizades multidimensionais; a relação
com o amparador extrafísico pautada não em fatos isolados mas no conjunto de atos, parafatos
e intenções; a conexão multidimensional favorecendo a aplicação de princípios avançados nas re-
lações interpessoais; a influência no grau de rememoração das projeções; as projeções dirigidas;
o aumento de lucidez durante a projeção da consciência; a autocomprovação na clarividência du-
rante a projeção; os banhos energéticos pós-projetivos; a variação no grau de competência dos
amparadores extrafísicos sofisticando a relação com o amparando.

III. Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo heterassistência–amparo multidimensional; o sinergis-


mo amparador-amparando; o sinergismo autoconfiança–confiança no amparador extrafísico.
Principiologia: o princípio do autorrevezamento consciencial; o princípio “ninguém faz
nada sozinho”; o princípio de ir ao encontro do assistido para encontrar o amparador; o princí-
pio de o menos doente ajudar o mais doente; o princípio de todo realizador de tarefas ter o am-
parador merecido; o princípio da funcionalidade; o princípio de quem sabe mais ensinar quem
sabe menos; o princípio da descrença (PD).
Codigologia: os códigos de Ética profissional; o código pessoal de Cosmoética (CPC).
Teoriologia: a teoria da mudança do amparador de acordo com a necessidade assisten-
cial; a teoria da interassistência; a teoria de o merecimento ser critério da amparalidade; a teo-
ria das verdades relativas de ponta (verpons) da Conscienciologia; a teoria da inseparabilidade
grupocármica.
Tecnologia: a técnica da tenepes; as técnicas projetivas; o trabalho assistencial e men-
talsomático sendo técnica de conexão com o amparador; a técnica da autorreflexão de 5 horas.
Voluntariologia: as funções técnicas do voluntariado nas Instituições Conscienciocên-
tricas (ICs); o epicentrismo voluntário nos cursos das ICs; o amparo atuando na postura tarística
entre voluntários; a coragem do voluntário das ICs em bancar funções de arrimo exigindo habili-
dades ainda não desenvolvidas.
Laboratoriologia: o voluntariado conscienciológico funcionando ao modo de laborató-
rio; o laboratório conscienciológico da Mentalsomatologia; o laboratório conscienciológico da
tenepes.
Colegiologia: o Colégio Invisível da Assistenciologia; o Colégio Invisível da Paraper-
cepciologia; o Colégio Invisível da Proexologia; o Colégio Invisível da Parapedagogia.
Efeitologia: o efeito do amparo multidimensional sobre chefes e subordinados; o efeito
das energias conscienciais sadias na reversão de animosidades em ambientes funcionais; o efeito
dos amparadores de função atuando nos papéis sociais; o efeito da confiança no apoio extrafí-
sico.
Enciclopédia da Conscienciologia 3

Neossinapsologia: as neossinapses advindas das sinaléticas parapsíquicas; as neossina-


pses do desenvolvimento mentalsomático; as neossinapses na aprendizagem de nova função; as
neossinapses da assistência quando entendida como passaporte para a evolução; as neossinapes
geradas pelas reciclagens profundas resultantes da autossuperação de trafares atravancadores.
Ciclologia: o ciclo dos revezamentos grupais nos períodos intra e extrafísicos; o ciclo
da oscilação da lucidez nos movimentos de ressoma e dessoma; o ciclo concepção-finalização da
gestação consciencial.
Binomiologia: o binômio admiração-discordância nas relações de amparo; o binômio
conscin técnica amparada–consciex técnica amparadora.
Interaciologia: o revezamento sustentando a interação amparador-amparado; a intera-
ção no trabalho assistencial atacadista equipin-equipex; a interação mentalsomática paracérebro
da conscin–paracérebro da consciex assistente.
Crescendologia: o crescendo aluno-voluntário-professor-epicon enquanto captador de
assistência qualificada.
Trinomiologia: o trinômio amparador–amparando líder–amparando liderado; o trinô-
mio influência de consciex eminência parda–amparo extrafísico específico–assistência de evolu-
ciólogo.
Antagonismologia: o antagonismo intenção espúria / assistência extrafísica; o antago-
nismo autoridade / autoritarismo; o antagonismo desempenho medíocre / procedimento de exce-
lência; o antagonismo amparo cosmoético / ajuda anticosmoética; o antagonismo auxílio extra-
físico cosmoético / auxílio extrafísico anticosmoético.
Paradoxologia: o paradoxo autossuficiência evolutiva–interdependência evolutiva.
Politicologia: a meritocracia; a lucidocracia; a assistenciocracia; a conscienciocracia.
Legislogia: a lei da responsabilidade do mais lúcido; a lei do maior esforço; a lei da
ação e reação; as leis da evolutividade; as leis da Grupocarmologia.
Filiologia: a assistenciofilia.
Fobiologia: a parapsicofobia.
Sindromologia: a síndrome da dispersão consciencial bloqueando o rapport com a mul-
tidimensionalidade; a síndrome do diploma ofuscando a utilidade cosmoétida da profissão; a sín-
drome da robotização existencial limitando as escolhas da conscin; a síndrome do oráculo atrato-
ra de guias amauróticos; a síndrome do ansiosismo dificultando a acuidade; a síndrome da aprio-
rismose; a síndrome do justiceiro afastando as companhias extrafísicas sadias.
Maniologia: a mania de clamar pela ajuda do extrafísico; a mania de reclamar; a mania
de atribuir conquistas às divindades.
Mitologia: o mito do anjo da guarda.
Holotecologia: a interassistencioteca; a cosmoeticoteca; a evolucioteca; a experimento-
teca; a pacificoteca.
Interdisciplinologia: a Interassistenciologia; a Amparalogia; a Extrafísicologia; a Para-
percepciologia; a Proexologia; a Cosmoeticologia; a Evoluciologia; a Conviviologia; a Comuni-
cologia; a Projeciologia.

IV. Perfilologia

Elencologia: o profissional cosmoético; a conscin lúcida; a conscin parapsíquica; o ser


interassistencial; a isca humana consciente; o ser desperto.

Masculinologia: o amparador extrafísico de função; o líder; o liderado; o acoplamentis-


ta; o amparador intrafísico; o assistente; o epicon; o atacadista consciencial; o cognopolita; o pro-
exista; o proexólogo; o reeducador; o escritor; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor
existencial; o pesquisador; o projetor consciente; o intermissivista; o tenepessista; o tertuliano;
o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação.
4 Enciclopédia da Conscienciologia

Femininologia: a amparadora extrafísica de função; a líder; a liderada; a acoplamentista;


a amparadora intrafísica; a assistente; a epicon; a atacadista consciencial; a cognopolita; a proe-
xista; a proexóloga; a reeducadora; a escritora; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora
existencial; a pesquisadora; a projetora consciente; a intermissivista; a tenepessista; a tertuliana;
a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.

Hominologia: o Homo sapiens intermissivista; o Homo sapiens parapsychicus; o Homo


sapiens fraternus; o Homo sapiens teleguiatus; o Homo sapiens epicentricus; o Homo sapiens
cosmoethicus; o Homo sapiens orthopensenicus.

V. Argumentologia

Exemplologia: amparador extrafísico de função jejuno = a consciex técnica primeva as-


sistindo na atividade ocupacional básica do voluntário iniciante; amparador extrafísico de função
veterano = a consciex técnica experiente atuando na função assistencial do planejamento da maxi-
proéxis grupal.

Culturologia: a cultura do paradigma consciencial.

Taxologia. De acordo com a Cosmoeticologia, eis na ordem alfabética, 4 posturas favo-


recedoras da interrelação com o amparador extrafísico de função:
1. Confiança: querer e sentir-se amparado, utilizando força presencial cosmoética.
2. Fraternidade: desenvolver o afeto com base nos sentimentos elevados, em detri-
mento da instintividade.
3. Lucidez: investir na projeção consciente e na Mentalsomática para ampliar a lucidez
consciencial.
4. Positividade: pensar positivamente sobre todas as ações e pessoas envolvidas no cír-
culo de atividades pessoais.

Categorias. Dentre as diferentes especialidades dos amparadores extrafísicos de função,


pode-se destacar, por exemplo, 12 modalidades, listadas em ordem alfabética:
01. Técnico em atividades profissionais.
02. Técnico em desassédio.
03. Técnico em desenvolvimento energético.
04. Técnico em Parapedagogia.
05. Técnico em parapsicose pós dessomática.
06. Técnico em primeira dessoma.
07. Técnico em projeção consciente.
08. Técnico em resgates interdimensionais.
09. Técnico em segunda dessoma.
10. Técnico em parassegurança.
11. Técnico em tenepes.
12. Técnico em volitação.

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-


tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o amparador extrafísico de função, indicados para a ex-
pansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens inte-
ressados:
01. Amparabilidade: Amparologia; Homeostático.
02. Amparador extrafísico: Interassistenciologia; Homeostático.
Enciclopédia da Conscienciologia 5

03. Amparo extrafísico: Assistenciologia; Homeostático.


04. Amparofilia: Amparologia; Homeostático.
05. Atitude parapsíquica passiva: Parapercepciologia. Neutro.
06. Atitude pró-amparador extrafísico: Interassistenciologia; Homeostático.
07. Autoparapsiquismo sutil: Autopercucienciologia; Homeostático.
08. Conduta cosmoética: Conviviologia; Homeostático.
09. Convívio com amparador: Interassistenciologia; Homeostático.
10. Função amparadora: Amparalogia; Homeostático.
11. Interassistencialidade: Assistenciologia; Homeostático.
12. Ortopensenidade: Cosmoeticologia; Homeostático.
13. Parapsiquismo: Parapercepciologia; Homeostático.
14. Retrofunção do amparador: Interassistenciologia; Homeostático.
15. Sinalética parapsíquica: Parapercepciologia; Homeostático.

A MANUTENÇÃO DE ORTOPENSENES E O INVESTIMENTO


EM AUTORRESPONSABILIDADES ASSISTENCIAIS APRIMO-
RAM AS RELAÇÕES MULTIDIMENSIONAIS E ABREM CA-
MINHOS PARA O AMPARO EXTRAFÍSICO DE FUNÇÃO.
Questionologia. Você, leitor ou leitora, consegue discernir os diferentes momentos de
assistência recebida da dimensão extrafísica? Obtém êxito na detecção do auxílio de amparador
técnico de função?

Bibliografia Específica:

1. Viera, Waldo; Projeciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano; re-
visores Alexander Steiner; et al.; 1.248 p.; 18 seções; 525 caps.; 150 abrevs.; 16 E-mails; 1.156 enus.; 1 escala; 1 foto;
3 gráfs.; 42 ilus.; 1 microbiografia; 1 sinopse; 2 tabs.; 2 websites; glos. 300 termos; 2.041 refs.; alf.; geo.; ono.; 28 x 21
x 7 cm; enc.; 5a Ed. rev. e aum.; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); Rio de Janeiro, RJ;
2002; páginas 686 a 690 e 899.

R. A. P.