Você está na página 1de 5

ROTEIRO DE ESTUDO:

1. O papel da prova discursiva nos concursos;


2. Tipos de textos exigidos nos concursos;
3. Uma noção de texto verbal escrito;
4. Tipologia de textos nos certames (narração, descrição, dissertação);
5. Dissertação argumentativa x dissertação expositiva (conceitos e estruturas
dos textos dissertativos)
6. Estudo de caso e questão discursiva;
7. Planejamento do texto (como planejar o texto a ser produzido);
8. A coerência e a coesão textuais: mecanismos de coesão nos textos e de
eficiência comunicativa;
9. A produção do texto: exemplo a seguir e casos a evitar.

----- xxxxx ------

1. O papel da prova discursiva nos concursos.

2. Tipos de textos exigidos nos concursos.

a.Dissertação Expositiva:
Texto com estrutura dissertativa (introdução, desenvolvimento e
conclusão)
que trata de conteúdo relativo ao conhecimento específico do cargo ou
da
área de atução do candidato.

b.Dissertação Argumentativa:
Texto com estrutura dissertativa (introdução, desenvolvimento e
conclusão)
que trata de tema geral ou atual.

c.Estudo de Caso:
Texto com estrura dissertativa expositiva que recebe como proposta não
um
tema, mas um caso hipotético a ser analisado.
A prova sugere um caso hipotético, relata uma situação, conta uma
história.
A partir daí é cobrado o domínio do conteúdo da matéria.
Usa se muito o recurso narrativo.

d.Questão Discursiva
Texto que não precisa necessariamente apresentar uma estruturação
dissertativa. É uma resposta direta, objetiva e fundamentada,
formulada para uma questão também direta e objetiva. Geralmente
é exigida com um número d e linhas inferior à extensão do texto
dissertativo
e em número de duas ou mais questões.

3. Uma noção de texto verbal escrito

O texto é, assim, uma comunicação de intenções: um conjunto de mecanismos


organizado segundo os códigos de uma linguagem e adequados aos destinatários.

Texto Verbal (feito com palavras) na modalidade, Escrito - é a precisão com


que se faz uso dos recursos da
escrita na articulação de palavras e estruturas que se obtém um texto
eficiente, ajustado ao tema e à modalidade exigidos.

Principal modalidade "Dissertação"

4. Tipologia de textos nos certames (narração, descrição, dissertação)

DISCRIÇÃO:
Texto que detalha; busca mostrar, apresentar ou definir um ser, um objeto, um
ambiente,
uma ideia, um procedimento, uma conduta, um método etc.. Mostrando
características e por
menores.
Reúne elementos por meio dos quais o leitor passa a conhecer o que foi
descrito.
Serve para definir, conceituar e apresentar algo.
Perguntas: O que é? e Como é? (fotografias com palavras)
Conceituações, definições e caracterizações.
Aspectos, características, objetivos

NARRAÇÃO:
Sequencia fatos, relata situações, informa, mostra ações acompanhadas
de suas circunstâncias;
leva o leitor a conhecer um ou vários acontecimentos;
conta história real ou fictícia. Não é uma modalidade exigida nos certames,
mas, quando é necessário relatar situações, o texto adquire aspectos
narrativos.
Relata situações, Ilustra ou Exemplifica uma determinada ideia ou determinado

argumento. Quando faz alusão ao um fato ou determinado acontecimentos


acaba por usar elementos narrativos.
Envolveu alguém fazendo alguma coisa em algum lugar por algum motivo o texto
está com aspecto narrativo.
Construir exemplos, ilustrar com fatos, Relatos de fatos, situações,
circunstâncias ou de personagem.

* O que que define a necessidade de usar uma ferramenta ou outra?


Resp. É o Tema

DISSERTAÇÃO:
Analisa assuntos;
formula ponto de vista;
constrói teses ou hipóteses;
elabora argumentos;
defende opinião ou posicionamento (nos concursos, de
maneira impessoal) a respeito de algo.
Pode apresentar aspecto
ARGUMENTATVO (discute ideias, formula tese e hipoteses, constroi argumentos
leva o leitor a uma conclusão do ponto de vista de um tema de natureza geral
ou abrangente) ou
EXPOSITIVO (pautada da análise de um assunto de natureza específica) e,
de acordo com a proposta temática exigida nos
certames, reunir elementos descritivos ou narrativos.
Formular: ideia, tese e hipotese.

ARGUMENTATIVA:
Uma dissertação argumentativa, é um comentário do que existe e sobre
o que acontece em torno de nós. Assim, as informações e ideias são
sua matéria prima. É das ideias que temos sobre os assuntos e fatos
do cotidiano que formamos nosso ponto de vista, elaboramos argumentos e
os relacionamos, compomos nossas opiniões e chegamos a conclusões.

Dissertar argumentativamente é (na realidade dos concursos) realizar


uma atividade de uso da língua escrita por meiro da qual expomos um
problema, discutimos um tema, debatemos uma solução ou sugestão
(de maneira impessoal) com base na interpretação que construímos do
tema proposto.

* Não confundir a necessidade de expor a opinião com a necessidade de


se envolver emocional ou subjetivamente com o texto.
Tudo que está em uma dissertação que escrevemos é de natureza subjetiva

porque partiu do sujeito e partiu da nossa cosmovisão (visão de mundo),


da
maneira de como entendo os fenomenos, os fatos e assuntos da minha
realidade.
Então o texto que nasce é fruto da relação dialógica (eu dialógo com
mundo).
Deve-se dizer de modo impessoal sem usar essas ferramentas que denotam
subjetividade.
* Não usar expressões típicas de primeira pessoa (eu acho, eu penso, no
meu ponto de
vista...)
que manifestam subjetivamente o envolvimento do autor do texto com o
assunto.
Evitar pronomes de primeira pessoa e expressões ou advérbio que denotem
envolvimento emotivo.
EVITAR SUBJETIVIDADE!!!!
Opinião será a matéria prima das dissertações, mas sem elementos
subjetivos e
sim impessoal.

DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
Quanto a forma:

a. escrita em prosa;
é a distinção de verso (formas metrificadas).
é a forma continuada de escrever.

b. distribuída em parágrafos (no mínimo três) parágrafos longo é


sinal de problema,
é bom fazer de 4 a 5 parágrafos com 6 a 8 linhas e
proporcionais, digo, do mesmo
tamanho, não põe títulos (na maior parte das vezes quando a
banca exigir) e começar
na linha 1 com um dedinho de inicio, colar nas margens e
não deixar lacunas nas
margens:
introdução (1 parágrafo);
desenvolvimento (de dois a três);
conclusão (1 parágrafo).

ASPECTOS DE UM BOM TEXTO NO CONCURSO:

a. Apresentação textual;
Legibilidade:
letras capaz de serem lidas, livre de rasuras,
paragrafação e respeito às margens (evitar
lacunas nas margens),

b. Objetividade e clareza frente ao tema;


Evitar malabarismo verbal e inversão sintática;
Evitar textos retorcidos no vocabulário e
rebuscamento sintático, porque gera
imprecisão;

c. Seleção e articulação dos argumentos;


d. Progressividade e encadeamento textual;
e. Concisão;
f. Coerência e coesão;
g. Correção gramatical e propriedade (usar palavra certa na
hora certa) vocabular.

* Se errar a palavra coloque um traço sobre a palavra e escreva corretamente à


frente.

ESTRUTURA DA DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA

Introdução:
Apresenta, de forma geral de abrangente, o tema a ser discutido,
marcando um ponto de vista do auto a respeito do assunto, ao
mesmo tempo em que ficam definidas a tese e a estratégia argumentativa
a serem desenvolvidas nos parágrafos seguintes.
Fazer com que o leitor entenda o que será discutido.
Começar o texto informando, dizendo de forma geral e abrangente.
*Informa e define o ponto de vista

A introdução demarca um ponto de vista ou tese (aquilo que penso a respeito


do assunto
como posiciono a respeito do assunto, sou favorável ou contrário? Como
entendo
um determinado assunto? Como um problema ou solução? Deve ser aceito ou
compre-
endido?)
Ex.
Informar: Existem vários fenômenos que demonstram desequilíbrio
ambiental.
Ponto de Vista: Esse processo se trata do mais grave problema a ser
enfrentado
pela humanidade nos próximos séculos. Demonstra
a necessidade
de se pensar em sustentabilidade, caso não haja
isso haverá
extinção da espécie.

Trazer os argumentos logo em seguida.


Procedimento com os argumentos:
Destacar como se posiciona frente ao tema;
O objetivo ao longo do texto é fazer com que o leitor
entenda
a maneira como eu proponho, concorde com a minha percepção
do assunto
então usarei argumentos que possam sustentar aquela tese.

Ex.

Esse problema é decorrente da necessidade de preservação dos recursos


naturais
esgotáveis e caso não haja atenção de gestores estatais e das pessoas
para o
problema a humanidade tenderá para sua própria extinção.

Desenvolvimento:
Justifica a tese, comprova os argumentos, ilustra, exemplifica, faz o leitor
entender e concordar com a análise dada ao tema.

*Ex. (ref. ao texto acima)


- necessidade de uso regrado dos recursos esgotáveis da natureza.
- tratar da extinção da espécie, caso não haja um uso equilibrado
dos recursos.
- Conclusão: como é que o homem deve proceder para não contribuir com a

intensificação dos desequilíbrios ambientais e trazer um uso mais


regrado
dos recursos.

Desenvolver é sustentar a tese e esta está na introdução.


A sustentação da tese está em fatos da realidade.

Conclusão:
Retoma tese e argumentos apresentados (com reelaboração linguística) e marca
uma
interferência do autor frente ao tema com uma sugestão, solução ou nova
perspectiva
para o assunto, fato ou problema, conforme o caso.

Você também pode gostar