Você está na página 1de 40

Á

E s p a n h o l • F r a n c ê s • I n g l ê s • P o r t u g u ê s

Há um papel para os
adventistas na política?
Perguntas e respostas
sobre os dinossauros
1844: coincidência
ou providência?
Como detectar e vencer
a depressão
O sol de Deus no palco

3
Vo l u m e 1 8
REPRESENTANTES REGIONAIS
DIVISÃO AFRICANA MERIDIONAL-
OCEANO ÍNDICO
P.O. Box H.G., 100 Highlands, Harare, ZIMBABWE
CONTEÚDO
Ellah Kamwendo, kamwendoe@sid.adventist.org
Eugene Fransch, fransche@sid.adventist.org artigos
DIVISÃO AFRICANA OCIDENTAL
22 Boîte Postale 1764, Abidjan 22, COSTA DO 5 Há um papel para os adventistas na política?
Embora não sejamos deste mundo, temos a responsabilidade
MARFIM
Chiemela Ikonne, 110525.1700@compuserve.com de fazer ouvir a voz de Deus em assuntos que preocupam
Emmanuel Nlo Nlo, 104474.235@compuserve.com
este planeta.
DIVISÃO AFRICANA ORIENTAL Jane Sabes
P.O. Box 14756, 00800-Westlands, Nairobi, QUÊNIA
Hudson E. Kibuuka, kibuukah@ecd.adventist.org
Mulumba Tschimanga, bresilien54@yahoo.com 9 Perguntas e respostas sobre os dinossauros
Como compreender o mistério dos dinossauros sob a
DIVISÃO ÁSIA-PACÍFICO NORTE
P.O. Box 43, Koyang Ilsan 411-600, CORÉIA perspectiva bíblica? 
Chek Yat Phoon, cyphoon@nsdadventist.org Elaine Graham-Kennedy
Joshua Shin, joshuashin@nsdadventist.org
DIVISÃO ÁSIA-PACÍFICO SUL 13 1844: coincidência ou providência?
Muitos dos grandes movimentos globais que surgiram por
P.O. Box 040, 4118 Silang, Cavite, FILIPINAS
Stephen Guptill, sguptill@ssd.org volta de 1844 desafiaram importantes verdades de Deus.
Jobbie Yabut, jyabut@ssd.org
Ron du Preez
DIVISÃO EURO-AFRICANA
Schosshaldenstrasse 17, 3006 Berna, SUÍÇA 16 Como detectar e vencer a depressão
Roberto Badenas, roberto.badenas@euroafrica.org
Corrado Cozzi, corrado.cozzi@euroafrica.org
Conheça dez passos para prevenir ou superar a depressão,
um mal que afeta cerca de 14% da população mundial.
DIVISÃO EURO-ASIÁTICA
Krasnoyarskaya Street 3, 107589 Moscou, FED. RUSSA Mario Pereyra
Guillermo Biaggi, gebiaggi@esd-sda.ru
Peter Sirotkin, psirotkin@ead-sad.ru
DIVISÃO INTERAMERICANA SeçÕes
P.O. Box 830518, Miami, FL 33283-0518, E.U.A.
Moisés Velázquez, Velazquezmo@interamerica.org
Bernardo Rodríguez, bernardo@interamerica.org EDITORIAL 29 Estudantes adventistas ganenses
3 O teste organizam conferências bíblicas
DIVISÃO NORTE-AMERICANA Ella Smith Simmons Erik Adjapong
12501 Old Columbia Pike, Silver Spring, MD 20904-
6600, E.U.A. 4 Cartas LivroS
Gerald Kovalski, Gerald.Kovalski@nad.adventist.org
James Black, james.black@nad.adventist.org PerFIS 30 Beginnings: Are Science and
Scripture Partners in the Search for
Martin Feldbush, martin.feldbush@nad.adventist.org 18 Emily Akuno
Origins? (Leonard Brand)
Hudson E. Kibuuka
DIVISÃO PACÍFICO SUL Resenha de Timothy G. Standish
Locked Bag 2014, Wahroonga, N.S.W. 2076,
AUSTRÁLIA
20 Jonathan Gallagher
Bonita Joyner Shields 30 Misión y contextualización: Llevar
Barry Hill, bhill@adventist.org.au el Mensaje Bíblico a un Mundo
Gilbert Cangy, grcangy@adventist.org.au Logos Multicultural. (Gerald A. Klingbeil)
DIVISÃO SUL-AMERICANA 22 Você é um verdadeiro Resenha de Mario Riveros
Caixa Postal 02600, Brasília, 70279-970 DF, BRASIL discípulo de Cristo?
Leah Jordache Primeira pessoa
Carlos Mesa, carlos.mesa@dsa.org.br
Otimar Gonçalves, otimar.goncalves@dsa.org.br 32 O sol de Deus no palco
Ponto de vista Sunshine, conforme transmitido a
DIVISÃO SUL-ASIÁTICA
P.O. Box 2, HCF Hosur, 635 110 Tamil Nadu, ÍNDIA
24 Dez razões que me fazem
permanecer adventista
Kay D. Rizzo
Nageshwara Rao, gnageshwarrao@sud-adventist.org
Dan Smith fórum aberto
Lionel Lyngdoh, lyngdoh@sud-adventist.org
Em ação
34 O inferno existe?
DIVISÃO TRANS-EUROPÉIA Ekkehardt Mueller
119 St. Peter’s St., St. Albans, Herts, AL13EY,
INGLATERRA
28 Conferência sobre
criacionismo em Portugal Et Cetera
Daniel Duda, dduda@ted-adventist.org Miguel A. Nunes 35 Paulo fala à universidade
Paul Tompkins, ptompkins@ted-adventist.org Daniel Denk
28 Estudantes se encontram no
Brasil para aprender e compar- Inserção
tilhar Intercâmbio
Charlise Alves

 DIÁLOGO 18•3 2006
Á

EDITORIAL Esta revista internacional de fé, pensamento e


O teste  ação é publicada três vezes por ano em quatro
edições paralelas (espanhol, francês, inglês e
Recentemente, enquanto procurava sermões ilustrativos e histórias devocionais, português) sob o patrocínio da Comissão de
Apoio a Universitários e Profissionais Adventistas
encontrei a seguinte anedota, possivelmente familiar para alguns, mas vale a pena
(Caupa), organismo da Associação Geral dos
repeti-la: Adventistas do Sétimo Dia.
No centro operatório de um grande hospital, uma jovem enfermeira completava o
Volume 18, Número 3
seu primeiro dia de trabalho. “O senhor só removeu onze gazes, doutor, embora usa- Copyright © 2006 pela Caupa.
mos doze”, ela disse. “Removi todas. Fecharemos a incisão agora”, respondeu o cirur- Todos os direitos reservados.
gião. “Não”, objetou a enfermeira, alertando: “Usamos doze gazes.” “Eu assumo a
Diálogo afirma as crenças fundamentais da Igreja
responsabilidade total”, disse o médico, já irritado. “Sutura!”. “Não pode fazer isso!”, Adventista do Sétimo Dia e apóia sua missão. Os
protestou a enfermeira. “Pense no paciente.” O médico sorriu, levantou o pé e mostrou pontos de vista publicados na revista, entretanto,
a décima segunda gaze. “Você será uma boa profissional”, disse. (Today in the Word, representam o pensamento independente dos
7 de abril, 1992). autores.
Veja, era só um teste sobre a integridade daquela jovem. Ellen White nos faz Equipe Editorial
lembrar: “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não Editor-chefe Humberto M. Rasi
comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros Editor John M. Fowler
Editor-Associado Martin Feldbush
e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato;
Assistente Editorial Susana Schulz
homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; Edições Internacionais Susana Schulz
homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.”* Secretários editoriais internacionais
Nossas decisões diárias têm grandes conseqüências. É muito importante per- Corinne Egasse (Francês)
manecermos firmes no que é certo, ainda que fiquemos sozinhos, ou tenhamos Guilherme Silva (Português)
Susana Schulz (Espanhol)
que contrariar aqueles que estão em posição superior. Quando você confronta as
pessoas do seu meio social, do trabalho, ou autoridades, elas nem sempre acei- Correspondência Editorial
tam. Mas se você se aproximar delas corretamente, elas geralmente respeitarão Diálogo
12501 Old Columbia Pike
suas convicções e coragem. Silver Spring, MD 20904-6600; EUA.
Tornei-me adventista do sétimo dia quando era uma adolescente, no segundo Telefone 301 680-5060
ano do Ensino Médio, em uma grande escola pública. Alguns de vocês podem Fax 301 622-9627
imaginar as piadinhas que faziam quando eu recusava certas comidas, ou não E-mail schulzs@gc.adventist.org
aceitava participar de atividades populares às sextas-feiras à noite e aos sábados. Comissão (CAUPA)
Ainda assim, muitos dos meus colegas e professores demonstraram certa admira- Presidente Ella Simmons
ção pelas minhas decisões. De fato, antes de me formar, eles se esforçaram para Vice-Presidentes C. Garland Dulan, Martin W.
conciliar meus hábitos alimentares e minha posição acerca do sábado, a fim de Feldbush, Baraka G. Muganda
Secretário Humberto M. Rasi
assegurar a minha participação nos eventos. Esse foi um teste de integridade e fé. Membros Rex Edwards, John M. Fowler, Jonathan
Um teste similar pode ser encontrado no livro de Daniel. No primeiro capí- Gallagher, Clifford Goldstein, Linda Koh, Bettina
tulo, o rei instruiu o chefe dos oficiais da corte para que ensinasse a língua e a Krause, Kathleen Kuntaraf, Kermit Netteburg,
literatura da Babilônia a Daniel e seus três amigos. Ele também designou uma Vernon B. Parmenter, Gerhard Pfandl, Roy Ryan,
quantidade diária de comida e vinho de sua própria mesa. Esse era o treinamento Gary B. Swanson
para os jovens, por um período de três anos. Esses 36 meses são mais ou menos Correspondência sobre circulação Deve
o mesmo tempo que as pessoas passam na universidade, hoje em dia. Foi um ser dirigida ao Representante Regional da Caupa
na região em que reside o leitor. Os nomes e
período crítico para aqueles jovens. Uma pesquisa mostra que a permanência e
endereços destes representantes encontram-se
sucesso no Ensino Superior dependem da habilidade do estudante em assimilar e na p. 2.
se ajustar a uma nova cultura. Assim deve ter sido também no tempo de Daniel.
Assinaturas US$13.00 por ano (três números,
A tentação era grande para assimilar a nova cultura e completar os estudos com via aérea). Ver cupom na p. 10 para detalhes.
sucesso. Mas Daniel e seus amigos se mantiveram firmes diante do teste.
Quando contamos essa história, geralmente enfocamos que os jovens se recusa- Website http://dialogue.adventist.org
ram a comer da comida e beber do vinho do rei. Aplaudimos os resultados físicos Diálogo tem recebido correspondência de
do teste, mas freqüentemente negligenciamos os resultados intelectuais. Meu foco leitores de 117 países ao redor do mundo.
aqui realça a declaração de Daniel 1:17 (NVI): “A esses quatro jovens Deus deu
sabedoria e inteligência para conhecerem todos os aspectos da cultura e da ciência. E
Daniel, além disso, sabia interpretar todo tipo de visões e sonhos.”
Continua na p. 4

DIÁLOGO 18•3 2006 
CARTAS É necessário maior envolvimento http://dialogue.adventist.org. A Igreja
dos adventistas Adventista do Sétimo Dia também patro-
Agradecimento pelo  Estive acompanhando com interesse cina o Geoscience Research Institute no
comprometimento bíblico a controvérsia sobre o ensino da teoria qual o staff qualificado está direcionado
Como acadêmico, tornei-me um do Design Inteligente como uma hipó- a questões envolvendo as origens. Acesse o
leitor regular da revista Diálogo. tese para a origem da vida, nos colégios website, que oferece recursos para cristãos
Agradeço profundamente o seu com- públicos norte-americanos, junto com que acreditam na Bíblia, como você:
prometimento com o ponto de vista o espontâneo aparecimento da mesma. www.grisda.org.
adventista sobre as questões apresen- Este assunto tem sido discutido nos
tadas e discutidas. Em um tempo em meios de ensino, anunciado pela
que alguns cristãos se comprometem
ou deixam ruir suas convicções, é
mídia, e tem alcançado os tribunais
em muitos Estados norte-americanos.
Editorial
Continuação da p. 3
animador encontrar uma revista que Até o momento, o consenso científico,
aborda assuntos difíceis com uma comprometido com cenários evolu-
perspectiva bíblica, sem hesitação. Sou cionistas e respaldado por advogados Este pronunciamento representa uma
pessoalmente interessado na área de habilidosos, tem sido capaz de conter promessa a você, hoje. Como um cris-
Criação/Evolução, em que a Diálogo todos os desafios. O naturalismo filo- tão adventista, estudando talvez pela
publica artigos com certa freqüência. sófico ainda reina com supremacia. primeira vez numa instituição de ensino
O conceito de Design Inteligente está Outras interpretações alternativas são que opera fora de sua esfera espiritual,
fornecendo argumentos adicionais para consideradas não-científicas ou supers- você tem uma grande oportunidade em
os que acreditam na Criação exata- ticiosas. Onde está a voz dos adventis- testemunhar para Deus ao se posicionar
mente como está escrito nos primeiros tas nestas discussões públicas? Muitos firmemente em sua fé, enquanto vive
dois capítulos do livro de Gênesis. É cientistas cristãos estão se envolvendo essas verdades e valores. Então, eu lhe
encorajador ver como evolucionistas com a teoria do Design Inteligente e peço que (1) busque primeiro a Deus e
ateus estão começando a assumir uma têm publicado vários artigos e livros a Sua retidão em todas as situações, (2)
postura defensiva já que a ciência está sobre o assunto. Acredito firmemen- esforce-se para atingir a excelência aca-
cada vez mais provendo evidências de te que os pesquisadores e cientistas dêmica ao lado de Deus, que é o doador
um design e uma maravilhosa Mente adventistas comprometidos com a de todo o conhecimento e sabedoria,
criativa por trás da intrincada fábrica Criação têm o conhecimento e a credi- Seu Professor, (3) peça a orientação de
do Universo. Meu agradecimento a bilidade para fornecer argumentos que Deus em sua vida a cada dia e (4) ore
toda a equipe responsável pela publi- sustentem a verdade. Eles poderiam diariamente pela proteção constante
cação da Diálogo. Milhares de leitores fazer mais para reforçar a aceitação dEle e para tomar decisões e agir fiel-
precisam disso! pública de uma crença racional no mente. Ouse ser um Daniel, até mesmo
Paul Pichot, Ph.D.  Design Inteligente. em tempos de provações mais duras,
Reitor da Universidade Harold May quando você sentir que foi lançado na
Adventista Zurcher  Hinsdale, Illinois cova de um leão. Jesus estará com você,
Antsirabe, MADAGÁSCAR EUA confie nEle. Deus o abençoe enquanto
você se dedica aos estudos e vai em
Os editores respondem: busca de seus sonhos. 
Escreva-nos! Concordamos com o seu desejo de que
haja mais cientistas adventistas com-
Recebemos seus comentários, reações e
perguntas, mas, por favor, limite suas car- prometidos nestas discussões que estão se
tornando mais importantes. A revista *Ellen G. White. Educação. 9. ed. Tatuí: Casa
tas a 200 palavras. Escreva para: Publicadora Brasileira, 2003. p. 57.
Diálogo publica em cada edição pelo
DIALOGUE LETTERS menos um artigo sobre a Criação diante
12501 Old Columbia Pike
de uma perspectiva científica e também Ella Smith Simmons (Ed.D.,
Silver Spring MD 20904 EUA.
revisa importantes livros escritos por auto- Universidade  de  Louisville) é vice-
FAX 301 622 9627 res adventistas sobre o assunto. Estes são
E-mail schulzs@gc.adventist.org presidente da Associação Geral da
lidos por milhares de futuros cientistas Igreja Adventista do Sétimo Dia em 
As cartas selecionadas para publicação que estão estudando em universidades Silver Spring, Maryland, EUA, e pre-
podem ser editadas para maior clareza ao redor do mundo. Você pode encontrar side o Comitê da Caupa responsável
ou necessidade de espaço. artigos anteriores e revisões publicadas pela publicação da Diálogo.
na Diálogo acessando o nosso website:

 DIÁLOGO 18•3 2006
Há um papel para os adventistas na política?
Jane Sabes ponto de comunicar grande verdade ao assumiu a posição anteriormente ocu-
monarca babilônico.”2 E, recompensa- pada por Hamã. O rei o recompensou,
Embora não sejamos do por seu valioso serviço, “o rei colo- “promovendo-o e dando-lhe uma posi-
cou Daniel num alto cargo e o cobriu ção mais elevada do que a de todos os
deste mundo, temos a de presentes. Ele o designou governan- demais nobres” (Ester 3:1 – NVI).5
responsabilidade de fazer te de toda a província da Babilônia e o Em contraste com o Antigo
ouvir a voz de Deus em encarregou de todos os sábios da pro- Testamento, os escritores do Novo
víncia. Além disso, a pedido de Daniel, Testamento exploram mais o reino da
assuntos que preocupam o rei nomeou Sadraque, Mesaque justiça. Todavia, o Novo Testamento
este planeta. e Abede-Nego administradores da continua dando o perfil de pessoas
província da Babilônia, enquanto o envolvidas em negócios públicos.
próprio Daniel permanecia na corte do Vejamos a história de Zaqueu. A Bíblia
Abraão, José, Ester, Daniel e Moisés. rei” (Daniel 2:48, 49 – NVI).  relata a dramática mudança operada
Nomes familiares a quase todos. Mas A linhagem de piedosos indivíduos em sua vida (Lucas 19). Como resul-
considere por um momento como esses do Antigo Testamento empregados tado do encontro com Cristo, teve o
e outros personagens bíblicos foram no serviço público continua com caráter transformado, passando a cum-
impelidos para o centro do palco. Esdras. Seu exemplo, “enquanto vivia prir os deveres com fidelidade. E não
Considere também as significativas entre os judeus que permaneceram há nenhuma evidência que sugira que
bênçãos dadas ao mundo como resulta- em Babilônia, foi tão excepcional Cristo intimou Zaqueu a abandonar
do de sua atuação política. que atraiu a favorável atenção do seu cargo de chefe dos cobradores de
José exerceu o dom divino de inter- rei Artaxerxes, com quem ele falou impostos, em Jericó.
pretar sonhos ao predizer sete anos de livremente com respeito ao poder Então temos a vida de John
prosperidade para o Egito, seguidos de do Deus do Céu... Era tão grande a Wycliffe, um cristão de tempos mais
igual número de anos de fome devasta- confiança do rei na integridade de recentes, que mantinha vários cargos
dora. Ele elaborou um plano para pôr a Esdras, que lhe mostrou marcado governamentais. Ellen White comenta:
salvo a nação e seus habitantes durante favor, aceitando o seu pedido, e outor- “Quando agia como capelão do rei,
os tempos de carência. Recompensado gando-lhe ricos dons para o serviço assumiu ousada atitude contra o paga-
por seu sábio conselho, foi designado do templo. Ele o tornou um especial mento do tributo que o papa pretendia
chefe de Estado, o segundo após o rei. representante do Reino Medo-Persa, do monarca inglês... As exigências do
“Por que razão quis o Senhor exaltar a e conferiu-lhe extensivos poderes....”3 papa tinham excitado grande indigna-
José tão grandemente entre os egípcios? Semelhantemente, Neemias, o copeiro ção e os ensinos de Wycliffe exerceram
Ele poderia ter provido outro meio do rei Artaxerxes, era “admitido livre- influência sobre o espírito dos diri-
para o cumprimento de Seus propósi- mente à presença real. Em virtude de gentes do país... De novo foi Wycliffe
tos em relação aos filhos de Jacó; mas sua posição, e graças a suas habilidades chamado para defender os direitos da
desejou fazer de José uma luz, e colo- e fidelidade, ele se tornara amigo e coroa inglesa contra as usurpações de
cou-o no palácio do rei, a fim de que a conselheiro do rei.”4 Roma; e, sendo designado embaixador
iluminação celeste pudesse estender-se Obadias, outro devoto crente em real, passou dois anos na Holanda...
longe e perto... Assim também, na Deus, foi nomeado responsável pelo Logo depois de sua volta à Inglaterra,
pessoa de Moisés, Deus pôs uma luz ao palácio do rei Acabe (I Reis 18). Ele Wycliffe recebeu do rei nomeação para
lado do trono do maior reino da Terra, permaneceu fiel a Deus, independen- a reitoria de Lutterworth. Isto corres-
a fim de que todos que o quisessem temente de sua posição diante do mais pondia a uma prova de que o monarca
pudessem aprender acerca do Deus ímpio rei de Israel. Além disso, por ao menos não se desagradara de sua
verdadeiro e vivo.”1 causa de sua posição de confiança, maneira franca no falar. A influência
Semelhante à experiência de José, Obadias foi capaz de abrigar e alimen- de Wycliffe foi sentida no moldar a
foi a de Daniel e seus três amigos. tar cem profetas de Deus durante os ação da corte, bem como a crença da
Vendo nesses jovens uma promessa de três anos e meio de carestia da nação. nação.”6
notável capacidade, Nabucodonosor Houve também Ester, escolhida por Através das eras, os seguidores de
determinou que eles fossem treinados providência divina para ser rainha do Cristo têm influenciado as autorida-
para ocupar importantes posições em Império Medo-Persa. Nessa posição, des. O que essas pessoas tinham em
seu reino. “Eis o cativo judeu [Daniel], frustrou os planos de Hamã para exter- comum era um caráter isento de repro-
calmo e senhor de si, na presença do minar o povo de Deus. E, por infor- vação, respeito para com os líderes
monarca do mais poderoso império mar uma tentativa contra a vida do rei temporais e sensibilidade à voz divina.
do mundo... O Rei dos reis estava a Assuero, o tio de Ester, Mardoqueu, Sua vida exemplar põe em relevo o

DIÁLOGO 18•3 2006 
valor dos cristãos que ocupam cargos questões políticas.9 Há, ainda, aqueles autoridades governam tão-somente
públicos. que ocupam posições de extrema-direi- pela permissão divina. Considere, por
A despeito dos exemplos bíblicos, ta, trabalhando para estabelecer o reino exemplo, o controle que Deus exerceu
existe grande divergência de pen- de Cristo como um domínio terrestre, sobre o orgulhoso rei Nabucodonosor.
samento com relação ao nível de uma teocracia moderna. Certo dia, caminhando no terraço do
envolvimento cristão na política. O palácio real, ele disse: “‘Acaso não é
pensamento dos crentes em relação Estrangeiros e peregrinos esta a grande Babilônia que eu construí
ao Estado parece oscilar entre dois Como igreja, os adventistas do séti- como a capital do meu reino, com o
extremos. Por um lado há aqueles que, mo dia manifestam ambivalência em meu enorme poder e para a glória da
como as Testemunhas de Jeová, se relação à participação política, com minha majestade?’ As palavras ainda
desassociam de qualquer coisa política, uma exceção: a defesa da liberdade estavam nos seus lábios quando veio
evitando todas as formas de partici- religiosa. Mais problemática parece ser do céu uma voz que disse: ‘É isto
pação, inclusive a votação, o serviço a interpretação e aplicação de cinco que está decretado quanto a você, rei
militar, ou o exercício de cargos públi- passagens bíblicas. A primeira refere-se Nabucodonosor: Sua autoridade real
cos, com base em sua convicção de que a cristãos como “estrangeiros e pere- lhe foi tirada. Você será expulso do
“todos os governos estão sob o con- grinos” na Terra (Hebreus 11:13-16; meio dos homens, viverá com os ani-
trole de Satanás”.7 Isso está em agudo Filipenses 3:20-21). Semelhantemente, mais selvagens e comerá capim como
contraste com a Igreja Católica, que os hinos de igreja fazem referência os bois. Passarão sete tempos até que
regularmente apresenta posições sobre aos filhos de Deus “peregrinos”. Mas, admita que o Altíssimo domina sobre
justiça social e política, designando o deveriam essas referências a “outro os reinos dos homens e os dá a quem
Gabinete de Ligação com o Governo mundo” levar alguém a concluir que os quer’” (Daniel 4:29-32 – NVI). Essa
para representar a posição da Igreja crentes não têm nenhuma responsabi- história demonstra claramente o poder
perante o Congresso norte-americano,8 lidade moral com sua presente morada divino sobre os poderosos.
e mantendo um site na Internet por terrestre? Mas o profeta Miquéias (6:8) chama
meio do qual dá informações sobre as Cristo foi desafiado nesse ponto a atenção para nossas importantes res-
posições mantidas pela Igreja em várias – sobre onde a lealdade do cristão ponsabilidades como crentes – praticar
deve ser posta. A pergunta feita era: a justiça e a misericórdia e andar com
“A quem devem ser pagos os impos- muita humildade. Semelhantemente, o
Diálogo grátis tos: a Deus ou a César?”. Ela foi feita
numa oportunidade em que o Mestre
profeta Amós (5:24 – NVI) exigiu que
corresse “a retidão como um rio, a jus-
para você! apresentava o conceito da dupla cida- tiça como um ribeiro perene!”. Seria,
Se você é um estudante adventista do
dania. Ele declarou de modo claro que então, de boa consciência, que os bons
sétimo dia que freqüenta faculdade ou uni- ambos os reinos merecem nossa fide- samaritanos encontrassem repetida-
versidade não-adventista, a Igreja tem um lidade (Mateus 22:15-22; ver também mente vítimas à margem da estrada
plano que lhe permitirá receber gratuita- Romanos 13). Os cristãos devem obe- sem se perguntar como reduzir a taxa
mente a revista Diálogo enquanto você esti- decer às leis do país e apoiar iniciativas de criminalidade? Seriam os cristãos
ver estudando (aqueles que não são mais nacionais, quando essas não violam a considerados responsáveis se diaria-
estudantes podem assinar Diálogo usando o consciência, enquanto dão atenção a mente dessem pão ao faminto e, toda-
cupom da página 6). Entre em contato com uma mais elevada e celeste comissão (II via, não observassem a política econô-
o diretor do Departamento de Educação Coríntios 5:20). mica do país e os métodos pelos quais
ou do Departamento de Jovens de sua ela pudesse ser aprimorada? Ajudar a
União, e peça que seu nome seja colocado
na lista de distribuição da revista. Forneça
O papel divino nos poderes formular políticas públicas é um cami-
seu nome completo, endereço, faculdade ou
terrenos nho para cristãos darem evidência de
universidade onde está estudando, o curso O segundo desafio bíblico com o sua fé por meio das obras, mostrando
que está fazendo e o nome da igreja onde qual os cristãos se deparam é dife- preocupação pelos outros.
você é membro. Você pode também escre- renciar o papel divino do nosso em
ver para os nossos representantes regionais relação aos governos terrenos. Uma vez Não se unir aos descrentes
nos endereços indicados na página 2, ane- que é obra de Deus estabelecer e remo- A terceira advertência dada por
xando uma cópia da carta que enviou aos ver governantes (Daniel 2), isso não aqueles que procuram dissuadir os
diretores da União já mencionados. Caso torna desnecessário o envolvimento do cristãos de aceitar cargos públicos é de
os passos acima não produzirem nenhum cristão no processo político, até mesmo não se colocar em jugo desigual com
resultado, você poderá contatar-nos via sua interferência? os incrédulos (II Coríntios 6:14-17). A
e-mail: schulzs@gc.adventist.org
De fato, é verdade que todas as preocupação é que a adesão ao mundo

 DIÁLOGO 18•3 2006
faria com que a pessoa se tornasse espi- de Ellen White não tem a intenção de White nos lembra particularmente que
ritualmente contaminada ou compro- limitar as áreas nas quais os cristãos os adventistas devem ser governados
metesse princípios. devem trabalhar e testemunhar. por elevados e santos princípios; (4) os
Um teólogo que trata da aplica- Efetivamente, descobrimos Ellen membros não devem alinhar-se com
ção desse princípio bíblico é Ronald White falando publicamente e escre- políticos que não apóiem a liberdade
Thiemann, decano da Harvard vendo extensivamente em favor de religiosa; (5) os cristãos não devem
University’s Divinity School. Ele escre- medidas municipais em prol do fecha- ostentar “distintivos políticos” que, de
ve que “precisamente porque uma mento dos bares,12 contra decretos algum modo, produzam divisão dentro
sociedade pluralista requer conversação dominicais,13 contra o “pecado de da igreja; (6) os dízimos não deveriam
e intercâmbio com aqueles que estão escravidão”.14 Ela também falou em ser usados para alguém que “discor-
num espaço público ‘diferente’, isso defesa dos adventistas do sétimo dia ra sobre questões políticas”; e (7) as
provê um contexto no qual a fé busca durante a Guerra Civil Americana, publicações da igreja não deveriam
entendimento mediante o diálogo com ameaçados de convocação militar.15 exaltar os indivíduos influentes, porque
pessoas mantendo comprometimentos Além disso, ela deu a seguinte men- eles são meros mortais, nem louvar seu
diversos”.10 A praça pública permite sagem de encorajamento aos jovens trabalho, que se esvaece.17
um desafiante, porém, gratificante que contemplavam a política como Vivendo vida exemplar, os cristãos
fórum, onde o cristão deve seguir a uma vocação cristã: “Querida juventu- servem como uma carta “conhecida
advertência de Cristo para ser simples de, qual é o alvo e propósito de vossa e lida por todos” (II Coríntios 3:2
como as pombas e prudente como as vida? Tendes a ambição de educar-vos – NVI), para o expresso propósito de
serpentes (Mateus 10:16). para poderdes ter nome e posição no recrutar cidadãos para o reino eterno
mundo? Tendes pensamentos que não de Cristo.
O reino e o mundo ousais exprimir, de poderdes um dia
O quarto argumento apresentado alcançar as alturas da grandeza inte- Separação entre Igreja e Estado
contra a entrada dos cristãos na polí- lectual; de poderdes assentar-vos em A separação entre Igreja e Estado é o
tica baseia-se nas próprias palavras conselhos deliberativos e legislativos, quinto e mais forte argumento impos-
de Cristo: “O Meu reino não é deste cooperando na elaboração de leis para to aos cristãos que buscam postos polí-
mundo” (João 18:36 – NVI). Há refe- a nação? Nada há de errado nessas ticos. Mas, o que poderia surpreender
rência ao comentário de Ellen White aspirações. Podeis, cada um de vós, os cristãos é aprender que a maioria
de que “o governo sob que Jesus viveu estabelecer um alvo. Não vos deveis dos governos partilha das preocupa-
era corrupto e opressivo; clamavam de contentar com realizações mesquinhas. ções da comunidade religiosa, quando
todo lado os abusos – extorsões, into- Aspirai à altura, e não vos poupeis tra- ela mescla o sagrado com o secular. A
lerância e abusiva crueldade. Não obs- balhos para alcançá-la.”16 ex-secretária de Estado norte-america-
tante, o Salvador não tentou nenhuma Sua vida demonstrou que há um no, Madeleine Albright, escreveu: “A
reforma civil. Não atacou nenhum chamado ao envolvimento cristão na maioria de nós não quer nossos líderes
abuso nacional, nem condenou os ini- política, nascido não de partidarismos, confundindo sua própria vontade com
migos da nação. Não interferiu com a mas de uma cuidadosa revisão dos a de Deus, nem queremos que eles
autoridade nem com a administração assuntos e de ação responsável. ignorem os princípios morais e religio-
dos que se achavam no poder. Aquele Realmente, há proibições específicas sos.”18
que foi o nosso exemplo conservou-Se feitas aos adventistas com relação ao Uma avaliação honesta das relações
afastado dos governos terrestres. Não envolvimento da igreja na política: Igreja-Estado demonstra os abundan-
porque fosse indiferente às misérias do (1) aqueles que “ensinam a Bíblia” nas tes benefícios que os grupos religiosos
homem, mas porque o remédio não igrejas e escolas não devem expres- obtêm de legítimas estruturas políticas
residia em medidas meramente huma- sar parcialidade contra ou a favor de – por exemplo, a isenção de impostos
nas e externas. Para ser eficiente, a cura certos políticos ou assuntos políticos, sobre propriedades da igreja. Pense
deve atingir o próprio homem, indivi- porquanto isso pode incitar a mente sobre quão difícil seria a obra da Igreja
dualmente, e regenerar o coração”.11 dos outros, levando a uma divisão na sem as garantias governamentais das
Nenhum cristão contestaria o fato igreja; (2) os membros da igreja são liberdades civis e do Estado de Direito.
de que a humanidade não pode ser desencorajados a votar em filosofias Considere ainda como os pobres
“melhorada” por meios legislativos partidárias “porque não conhecemos estariam, sem a presença de um povo
ou decretos governamentais. Antes, é em quem estamos votando”; (3) os que teme a Deus. Mantendo padrões
um coração transformado que muda membros são admoestados a “não morais elevados, agindo com amor
o caráter, comportamento, situações e tomar parte em nenhum esquema pelo semelhante, distribuindo alimen-
assim, a sociedade. Mas essa declaração político” ou parceria política. Ellen tos e prestando ajuda em calamidades,

DIÁLOGO 18•3 2006 
os cristãos exercem uma positiva influ- ordenou o levantamento, mas com 7. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/
Jehovah’s_Witnesses#endnote_w96_0601_1>.
ência sobre a ordem social: “Fossem os resultados devastadores. O mais sábio 8. Disponível em: <http://www.usccb.org/index.
servos de Deus tirados da Terra, e Seu de todos os homens, Salomão, per- shtml>.
Espírito retirado dentre os homens, mitiu que a nação degenerasse como 9. Disponível em: <http://thecatholicvote.org/>.
10. Ronald F. Thiemann. Religion in Public Life:
este mundo seria entregue à desolação resultado direto de sua preocupação A Dilemma for Democracy. Washington, D.C.:
e destruição, o fruto do domínio de com mulheres. Depois, Ezequias exal- Georgetown University Press, 1996. p. 169.
Satanás. Conquanto os ímpios não o tou a vitalidade econômica do país, 11. Ellen G. White. O Desejado de Todas as Nações.
22. ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira,
saibam, devem até mesmo as bênçãos ao dar boas-vindas aos representantes 2003. p. 509.
desta vida à presença do povo de Deus babilônicos, em lugar de apresentar às 12. _______. In: Signs of the Times (4 de dezembro
no mundo, esse povo que desprezam e visitas o Deus que era a fonte dessas de 1907).
13. _______. In: Review and Herald (30 de março
oprimem.”19 bênçãos. de 1911).
“Fortes eram as tentações que os 14. _______. In: Review and Herald (27 de agosto
Conclusão rodeavam [A Daniel e seus três amigos] de 1861); Testemunhos para a Igreja. Tatuí: Casa
Publicadora Brasileira, vol. 1, pp. 264, 534.
Os adventistas do sétimo dia têm nessa corte corrupta e luxuosa.”21 Mas, 15. Arthur L. White. Ellen G. White: The
um papel vital a desempenhar no “não foi o orgulho ou ambição que Progressive Years 1863-1876. Hagerstown,
Maryland: Review and Herald Publ. Assn.,
processo governamental de seu país. os levou à corte do rei – à companhia 1986. p. 40 (com referências adicionais às pp.
Quando os cristãos se apartam da dos que não conheciam nem temiam 34-44 e 99-109).
política, que o cientista político David a Deus”.22 “Sua fé era forte na certeza 16. Ellen G. White. 2. ed. Fundamentos da
Educação Cristã. Tatuí: Casa Publicadora
Easton chama de “autorizada distribui- de que Deus os tinha colocado onde Brasileira, 1996. p. 82.
ção de valores”,20 a política é deixada estavam, que eles estavam fazendo a 17. _______. Testemunho Especial acerca da
para os incrédulos: o currículo escolar Sua obra e cumprindo os reclamos do Política. In: Fundamentos da Educação Cristã.
2. ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 1996.
é programado, a política nacional é dever.” 23 pp. 475-84.
implementada e as determinações Hoje, milhares de adventistas servem 18. Madeleine Albright. The Mighty & the
globais são feitas sem oferecer uma fielmente seu país como juízes, embai- Almighty. Nova Iorque: HaperCollins
Publishers, 2006. p.104.
perspectiva cristã, adventista do sétimo xadores, prefeitos, ministros e outras 19. Ellen G. White. 22. ed. O Desejado de Todas as
dia. Poderiam os governantes inter- posições proeminentes. Quer os cris- Nações, 2003. p. 306.
pretar nosso silêncio como ausência tãos sirvam como nomeados políticos, 20. David Easton. A Framework for Political
Analysis. Chicago: University of Chicago Press,
de opinião sobre as questões? Que os membros de equipes governamentais, 1979.
adventistas nada têm a contribuir para quer como cidadãos dotados de voz, 21. Ellen G. White. Profetas e Reis. 8. ed. Tatuí.
sua discussão? voto e oração (Jeremias 29:7), que a Casa Publicadora Brasileira, 1996. p. 482.
22. Ibidem. p. 484.
A vida de fé precisa dar prioridade glória de Deus irradie por meio de nós, 23. Ibidem. p. 493. Ver também pp. 494 e 497-98.
a assuntos políticos. Como cristãos, promovendo a justiça e o bem-estar,
somos representantes, não de um parti- e atraindo homens e mulheres para o
do político, mas do reino de Cristo. A eterno reino de Cristo.
política é mutável e se não formos cui-
dadosos, um ponto político estabeleci-
do pode ser uma oportunidade perdida
de alcançar o coração de pessoas que
Jane Sabes (Ph.D. pela Universidade
Auburn) é professora de Ciências
Let’s Talk!
mantêm posições opostas. Os cristãos Políticas na Universidade Andrews. Você gostaria de fazer um comentário
devem estar sempre atentos ao seu pri- Anteriormente ela atuou como ou formular perguntas ao Pastor Jan
meiro chamado. secretária de Saúde e Serviço Social Paulsen, presidente da Igreja Adventista
A Bíblia contém muitos exemplos de no Wyoming. E-mail: sabesja@ do Sétimo Dia? Você pode fazê-lo atra-
mensageiros de Deus que comprome- andrews.edu vés do site:
teram a posição que lhes fora confiada. http://www.letstalk.adventist.org
O rei Saul se tornou tão absorvido
O objetivo do site é estimular a
com a erradicação de seu presumível REFERÊNCIAS
1. Ellen G. White. Patriarcas e Profetas. 16. ed. comunicação entre os jovens adventis-
inimigo, que falhou em conduzir a tas de todo o mundo e o gabinete do
Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2003. pp.
nação de Israel ao ideal divino. Outro 368-69. Presidente da Associação Geral. Nesse
exemplo é Davi. Deus instruiu o rei a 2. _______. Profetas e Reis. 8. ed. Tatuí: Casa mesmo site você também encontrará
não fazer o censo de homens em idade Publicadora Brasileira, 1996. pp. 494-98.
3. Ibidem. pp. 607-10. links úteis e bancos de dados acessíveis,
militar, para que a nação não baseasse 4. Ibidem. p. 628. referentes a perguntas e respostas sobre
sua segurança no efetivo militar, mas 5. Ibidem. pp. 601-02. muitos tópicos. Verifique!
6. _______.O Grande Conflito. 42. ed. Tatuí: Casa
no poder de Deus. Apesar disso, Davi Publicadora Brasileira, 2004. pp. 81, 84 e 85.

 DIÁLOGO 18•3 2006
Perguntas e respostas sobre os dinossauros
Elaine Graham-Kennedy Deus tenha colocado o Tyrannosaurus seriam suficientes para concluir que
rex no jardim do Éden.” Outros comen- realmente os dinossauros existiram.
Como compreender o tam que os dinossauros são “tão feios”, Entretanto, o registro de ossos de dinos-
por isso não acreditam que um Deus sauros é muito amplo, e a sua variedade
mistério dos dinossauros amorável e compassivo tenha criado amplia nosso conhecimento a seu res-
sob a perspectiva bíblica?  uma degradante “máquina de matar”. peito. Pegadas bem preservadas e ovos
Entretanto, essas mesmas pessoas não com embriões indicam que os dinossau-
se preocupam com o fato de Deus ros eram criaturas vivas, que se desloca-
ter criado os leões, o que leva à per- vam e se reproduziam.2 As pegadas são a
O pequeno Mateus parou, extasiado, gunta: “Qual é a diferença entre um argumentação mais poderosa a favor de
no Zoológico de Fort Worth. Ele quase tiranossauro e um leão?” Certamente sua existência.
não podia acreditar no que via. A sua existem muitas diferenças. Sendo ambos Registros em rochas em todo o
frente estava Cera, seu dinossauro favo- carnívoros, a questão é a existência de mundo oferecem fascinantes informa-
rito, personagem do filme A Terra antes predadores no jardim do Éden. Quanto ções. Cientistas têm encontrado nas
do Tempo. Ele olhava fixamente. Seus a isso, mesmo que cristãos crentes na rochas grandes depósitos de ossos de
pais, depois de um tempo, insistiam Bíblia acreditem que Deus criou uma dinossauros, que sofreram mineraliza-
para visitar outros locais. Soluçando, “espécie” de felinos, sua suposição é que ção e ficaram preservados. Esses ossos
ele implorava por mais tempo, enquan- eles eram herbívoros, pelo menos antes petrificados são chamados de fósseis.
to era puxado pelos pais. Esta fixação de Adão e Eva pecarem, e parece lógico Havendo suficientes ossos fossiliza-
infantil pelos dinossauros para muitos que esse argumento poderia também ser dos de um animal, cientistas poderão
passa com o tempo, mas alguns mante- aplicado aos dinossauros carnívoros. reconstruí-lo. Até 1990, haviam sido
rão seu amor por essas fascinantes cria- O que aparenta ser uma questão reconstruídos 197 esqueletos completos
turas durante toda a vida. simples, torna-se bastante complexa ao de dinossauros.3 Desde então, muitos
As crianças das igrejas cristãs não são se tratar das implicações decorrentes. mais foram também.
exceção. Entretanto, nas denominações Examinaremos esse assunto nas questões Ao estudar os ossos, os cientistas
mais conservadoras surgem numerosas seguintes.  desenvolveram um sistema de clas-
questões de cunho teológico que se sificação a partir de estruturas ósseas
tornam problemáticas à medida que as Os dinossauros realmente peculiares a esse grupo de animais.
crianças crescem. Essas questões podem existiram? Considere-se, por exemplo, que os crâ-
ser sintetizadas em uma só: como os Alguns poucos ossos espalhados não nios de dinossauros apresentam orifícios
dinossauros se encaixam em uma pers-
pectiva bíblica?
Existe hoje uma crescente base de
dados sobre dinossauros, incluindo
ossos, dentes, pegadas, ovos, embriões,
impressões de pele, e excrementos.
Aparentemente, os dinossauros terres-
tres existiram em todos os tamanhos
e formas. As informações sugerem
populações ativas, reproduzindo-se,
em uma escala global.1 Em face das
crescentes evidências, é difícil afirmar
que os dinossauros nunca existiram.
Entretanto, algumas pessoas defendem
esse ponto de vista porque não conse-
guem conciliar a existência dos dinos-
sauros com a sua compreensão da natu-
reza de Deus. Há, portanto, necessidade
de os cristãos reconhecerem o significa-
do desses animais na perspectiva bíblica
da história da Terra.
Freqüentemente esse dilema é expres- Pegadas de terópodes – dinossauro carnívoro – no Parque Estadual de Glen Rose,
so assim: “Não posso compreender que Texas, EUA. Fotografia – cortesia da autora 

DIÁLOGO 18•3 2006 
não encontrados em répteis ou mamí- dinossauros são peculiares, apesar da sua de espécies é bem mais fácil de ser rea-
feros, que o tornozelo é composto de semelhança com as de outros animais.6 lizada do que a variedade encontrada
uma junta única, e que as vértebras são Têm surgido problemas no sistema entre famílias de dinossauros, da mesma
diferentes das de outros organismos.4 de classificação dos dinossauros devi- forma como a origem de uma nova
O exame da estrutura interna dos ossos do à dificuldade de se distinguir entre classe de organismos.
sugere que os dinossauros constituem gêneros e espécies. Em 1990, 45% dos Para os que pensam que os ossos de
um grupo peculiar de animais, bastante 285 gêneros de dinossauros haviam sido dinossauros são fraudes, existem dados
distinto dos mamíferos e dos répteis. identificados a partir de um único osso. adicionais que sugerem o contrário.
Grande parte da estrutura óssea apre- Muitas pessoas são céticas a respeito Alguns ossos fósseis são encontrados
senta reposição celular que a preserva ao dessas identificações. Os pesquisadores com impressões deixadas pela pele, e
se tornar um fóssil.5 Os detalhes micros- também se preocupam com as classifi- nos oferecem informação adicional
cópicos observados indicam linhas de cações que foram desenvolvidas para os sobre a aparência desses organismos. Se
crescimento e vesículas nos ossos, com- dinossauros, pois muitos gêneros têm os ossos fossem uma fraude, teria sido
binação de características peculiares dos apenas uma espécie. Eles suspeitam que muito difícil incluir aquelas impressões
dinossauros não encontrada em répteis alguns desses gêneros são na realidade de pele no osso que se encontrava ainda
ou mamíferos, embora alguns aleguem somente espécies de gêneros descritos.7 inserido na rocha.
certa semelhança entre Coelophysids e Apesar dessas dificuldades, há conside- Se eles fossem uma fraude, o frau-
aves. rável material para sugerir que existiu dador teria também de ter criado as
Os dinossauros foram classificados ampla variedade de dinossauros. pegadas. As informações obtidas a partir
em dois grupos distintos em função de Os assuntos aqui discutidos sugerem das pegadas são mais interessantes.8 As
sua estrutura pélvica. O primeiro grupo que os dinossauros foram criaturas pegadas aparecem em variados tama-
abrange os terópodes ou dinossauros peculiares e, como tais, poderiam bem nhos e formas. Quando os rastros têm
carnívoros, e os saurópodes, dinossauros representar uma “espécie” criada, como suficiente extensão, podem ser determi-
de grande porte, com pescoço e cauda relatado no livro de Gênesis. A varieda- nados os passos e a maneira de andar do
cumpridos e estrutura pélvica seme- de, a distribuição e a combinação dos dinossauro. A maioria das pegadas indi-
lhante a dos répteis. O segundo grupo traços e características dos dinossauros ca que os dinossauros estavam andando
engloba todos os outros dinossauros sugerem a possibilidade do cruzamento e não correndo, e pareciam mancar. É
que têm ossos pélvicos semelhantes entre eles, tal como ocorre agora com difícil determinar por que os dinossau-
aos das aves. As estruturas pélvicas dos cães ou flores; entretanto, a variedade ros estariam mancando. Poderiam estar
machucados, carregando seus filhotes
ou comida. Qualquer que seja a expli-
cação, a presença das pegadas confirma
Assine Diálogo que os dinossauros realmente estavam
vivos e movimentando-se. É interessan-
Você quer ser um pensador e não meramente um refletor do pensamento de outras pessoas? A
te observar que os pesquisadores não
DIÁLOGO continuará a desafiá-lo a pensar criticamente, como um cristão. Fique em contato com o
melhor da ação e do pensamento adventista ao redor do mundo. Entre na DIÁLOGO.
descobriram ainda nenhum dinossauro
morto junto às suas pegadas. Camadas
Assinatura anual (3 exemplares – via aérea): US$13.00 de ossos de dinossauros são encontradas
Números atrasados: US$4.00 cada. em camadas acima e abaixo, mas não
Gostaria de assinar DIÁLOGO em o Inglês o Francês o Português o Espanhol junto com as pegadas.
Edições Iniciem minha assinatura com a próxima edição. Algumas trilhas apresentam pega-
Gostaria de receber estes números anteriores: Vol.______. No ______. das grandes juntamente com outras
Pagamento Estou juntando um cheque internacional ou ordem de pagamento. pequenas9, o que sugere um bando
Meu Mastercard ou VISA é _____________________________ de dinossauros. Alguns pesquisadores
Data de validade: ________________________ supõem que esses bandos estavam
Por favor, preencha: seguindo uma rota natural de migra-
Nome ___________________________________________________________ ção, enquanto outros poderão não
Endereço ___________________________________________________________ concordar com essa conclusão. Dentro
___________________________________________________________ do contexto bíblico da história da
Remeta os dados para: DIALOGUE Subscriptions, Linda Torske Terra, a movimentação dos dinossau-
12501 Old Columbia Pike; Silver Spring, MD 20904-6600; EUA. ros pode refletir respostas de sobrevi-
FAX 301 622 9627 vência e fatores de pressão relaciona-
E-mail torskel@gc.adventist.org dos com modificações na terra e nas

10 DIÁLOGO 18•3 2006
águas do dilúvio subindo e descendo. Carniano) em quatro continentes.12 O adulta (cerca de sete metros de altura),
Finalmente, existem evidências da surgimento diversificado e espalhado de ou menor, alguns tendo o tamanho
reprodução de populações de dinossau- dinossauros no registro fóssil é difícil de de um cachorro grande. Além disso, a
ros. Ninhos, ovos, embriões e filhotes explicar pela atual teoria da evolução. maioria dos dinossauros era herbívora. 
têm sido registrados.10 Existem mais Essa dificuldade raramente é trazida à
de 200 locais com ovos, ao redor do atenção do público, o que de fato não é De alguma forma seria Satanás
mundo. Embriões e filhotes são raros. incomum, pois ninguém gosta de falar responsável pela origem dos
A existência desses depósitos indica que sobre o que não sabe. dinossauros?
pelo menos alguns dinossauros estavam É importante lembrar que as datas Alteraria Satanás o DNA de alguns
se reproduzindo. radiométricas não constituem dados animais para dar origem aos dinossau-
Os pesquisadores nem sempre con- (fatos reais); elas exprimem o resultado ros? São os seres humanos responsá-
seguem dizer quais dinossauros puse- de cálculos matemáticos baseados na veis por essa origem? Teriam os seres
ram quais ovos. No início do século distribuição de materiais radioativos humanos manipulado geneticamente os
20, pensou-se que ovos descobertos nas rochas.13 O tempo aí não é medido primeiros dinossauros? Em minha opi-
na Mongólia eram do Protoceratops, o diretamente, mas corresponde ao expo- nião, a resposta a todas essas questões é
dinossauro herbívoro dominante na ente na expressão que dá a inclinação “NÃO!” Os dinossauros eram organis-
região.11 No final dos anos 1900, porém, da linha gerada pela distribuição dos mos peculiares, que tinham estruturas
foi descoberto outro ninho com os isótopos. Essa distribuição baseia-se e traços próprios. Isso significa que sua
ossos do pequeno predador Oviraptor, nas propriedades físicas e químicas do origem requereria mais do que misturas
em cima dos ovos. Além disso, esca- interior do corpo rochoso fundido. ou alterações; exigiria novas informa-
neando-se um ovo, foi descoberto um Conseqüentemente, o relato bíblico ções, uma atividade criadora que a
embrião de Oviraptor. Os depósitos da da história da Terra é igualmente legí- maioria dos cristãos acredita residir
Mongólia despertam muitas perguntas. timo como fonte de dados relativos ao somente no poder de Deus. 
Por que o Oviraptor sentaria no ninho tempo.
enquanto ele estava sendo soterrado Em resumo, exatamente como os Foram os dinossauros
por uma tempestade de areia? Teria ele cientistas acreditam que possuem um hibridizados a partir de outras
se afogado em uma lagoa entre dunas modo confiável para medir períodos de espécies de animais?
durante uma repentina chuva pesada? tempo no registro das rochas, muitos O cruzamento sugerido por alguns
Sentou-se no ninho por que ele era de cristãos acreditam que possuem uma cristãos para a origem dos dinossauros
sangue quente? Quantos estavam sen- fonte de informação confiável (a Bíblia) exigiria descendência viável a partir da
tados sobre os ovos? Quantos ninhos para a idade da vida na Terra – conse- miscigenação de mamíferos e répteis,
existiam? qüentemente, permanece controvertida dois filos distintos. Em nosso mundo
Muitas perguntas permanecem sem a determinação precisa da idade dos
respostas, mas o volume de dados dis- dinossauros.
poníveis confirma que os dinossauros
realmente existiram.  Os dinossauros conviveram com Assinatura
os seres humanos? Como? gratuita para
Quando os dinossauros existiram?
Não são tão conclusivas as evidências
A crença de que dinossauros e seres
humanos conviveram na Terra não se a biblioteca de
sobre quando os dinossauros existi- baseia em evidências científicas (elas não sua faculdade ou
ram. Eles são encontrados nas camadas existem), mas sim na confiança depo-
mesozóicas do registro fóssil (coluna sitada na palavra inspirada de Deus. A universidade!
geológica). Datações radiométricas de crença de que Deus criou todos os seres
Deseja ver a Diálogo disponível na
camadas associadas de lava e de cinza vivos e que eles eram bons, bem como a
biblioteca de sua faculdade ou universida-
vulcânica indicam que eles viveram crença de que não houve “derramamen- de, de modo que seus amigos não-adven-
entre 65 e 225 milhões de anos atrás, to de sangue”, predação, na Terra antes tistas possam ter acesso à revista? Procure
bem além das idades bíblicas aceitas. do ser humano pecar, induz muitos a o bibliotecário e sugira que solicite uma
(De acordo com a datação radiométrica, crer que dinossauros e pessoas podem assinatura gratuita, usando papel timbrado
pensa-se que a Terra tenha entre 4,6 a ter convivido pacificamente. da instituição. Cuidaremos do resto! As
4,7 bilhões de anos). É importante observar que nem todos cartas devem ser endereçadas a: Dialogue
Os primeiros registros de ossos de os dinossauros eram de grande porte, Editor-in-Chief; 12501 Old Columbia Pike;
dinossauros em rochas foram feitos na carnívoros.14 Metade das famílias de Silver Spring, MD 20904-6600; EUA.
mesma unidade do Período Triássico (o dinossauros era do porte de uma girafa

DIÁLOGO 18•3 2006 11
não é possível a hibridização de filos. oceânicos alteraram-se de forma impres- Elaine Graham-Kennedy (Ph.D.,
Cruzamento de espécies são bastante sionante desde o mundo pré-diluviano. Universidade do Sul da Califórnia)
comuns; entretanto, existem limites Populações de insetos, anfíbios, répteis é geóloga e tem focalizado suas
para aquele tipo de cruzamento.15  e mamíferos são hoje radicalmente pesquisas no Grand Canyon,
diferentes. Nem tudo que Deus criou Arizona, e na Patagônia, Argentina.
Então Deus realmente criou os sobreviveu até hoje – resultado do peca- Atualmente está estudando uma
dinossauros? do humano não da vontade divina. camada de ossos de dinossauros
Por que um Deus de amor criaria o Deus atuou continuamente para sal- no leste de Wyoming, e trabalhan-
Tyrannosaurus rex? Este animal viveu no var vidas, como se vê ao longo de todo do como professora adjunta de
jardim do Éden? A partir dos dados que o relato bíblico do dilúvio. Infelizmente, Geologia na Universidade Adventista
temos, é razoável supor que Deus criou nem tudo que foi salvo pôde sobreviver Southwestern, em Keene, Texas.
algum ou alguns tipos básicos de dinos- no mundo pós-diluviano.  Recentemente publicou o livro
sauros. Ainda mais, alguma variedade Dinosaurs: Where Did They Come
de terópodes, que poderia ter incluído o Havia dinossauros na arca? From ... And Where Did They Go?
Tyrannosaurus rex. Pelo menos metade das famílias dos (Boise, Idaho: Pacific Press Publishing
Entretanto, na perspectiva bíblica, dinossauros poderia estar dentro da Association, 2006), que está dis-
seria difícil acreditar que os animais no arca, pois eram suficientemente peque- ponível no endereço http://www.
Éden eram carnívoros. A alteração de nos. Além disso, é importante lembrar adventbookcenter.com. Seu e-mail é
sua dieta teria ocorrido após a Queda.  que nem todas as espécies tinham de elainekennedy@gmail.com
estar na arca. Eram necessárias espécies
O que exterminou os representativas, ou tipos básicos, pois
dinossauros? reconhecemos que existe variedades REFERÊNCIAS 
Muitas teorias foram propostas para pelo menos dentro de gêneros (grupos 1. K. Carpenter, K. Hirsch, and J. Horner.
Dinosaur Eggs and Babies. Nova Iorque:
a extinção dos dinossauros:16 (1) uma de espécies). Entretanto, é importante Cambridge University Press, 2000. p. 372.
drástica mudança climática devido ao lembrar que não existem dados cientí- 2. M. Lockley. Tracking Dinosaurs. Nova Iorque:
impacto de um asteróide ou ao aumen- ficos para sustentar essa idéia. A crença Cambridge University Press, 1991. p. 238.
3. D. Lambert and the Diagram Group. Dinosaur
to de vulcanismo, ou ambos; (2) um de que os dinossauros estavam na arca Data Book. Nova Iorque: Avon Book, 1990. p.
rompimento na cadeia alimentar; ou (3) de Noé é uma declaração de fé.  320.
a evolução dos dinossauros para aves. 4. A. Romer. Vertebrate Paleontology. Chicago:
University of Chicago Press, 1996. p. 468.
Muitos cristãos não crêem que os dinos- Conclusão 5. A. Chinsamy-Turan. The Microstructure of
sauros evoluíram para aves, e compro- Alguém poderá pensar que essas ques- Dinosaur Bone. Baltimore: Johns Hopkins
University Press, 2005. p.216.
vou-se a dificuldade para documentar o tões são ridículas. Entretanto, os cristãos 6. A. Romer. pp. 148-163.
rompimento na cadeia alimentar. fazem essas indagações porque desejam 7. P. Dodson. “Counting Dinosaurs: How Many
A destruição dos dinossauros pelo uma explicação da natureza que se har- Kinds Were There?”. In: Proceedings of the
National Academy of Sciences 87, 1900. pp.
dilúvio adapta-se à perspectiva da monize com o relato bíblico da história 7608-7612.
Bíblia. O sepultamento dos dinossauros da Terra. Embora as respostas aqui 8. M. Lockley. pp. 61-70.
em grande variedade de sedimentos apresentadas possam não satisfazer total- 9. Ibidem. pp. 71-82.
10. K. Carpenter, et al., p. 372.
depositados pela água ao redor de todo mente a todos, pelo menos elas provê- 11. Disponível em: <http://www.dinosaur-world.
o mundo17 é compatível com o relato em uma base para discussão e estudos com/feathered_dinosaurs/oviraptor_philocera-
bíblico. A complexidade do dilúvio posteriores. taops.htm>.
12. A. Hunt. “Synchronous First Appearance of
bíblico pode ter desempenhado impor- Ainda existem muitas maravilhas para Dinosaurs Worldwide During the Late Triassic
tante papel na destruição da Terra e dos conhecer sobre a obra criadora de Deus. (Late Carnian: Tuvalian)”. In: Geological Society
organismos.  A promessa divina é que as conhecere- of America, Abstracts with Program, 1991. p.
A457.
mos diretamente do Mestre eterno, na 13. G. Faure. Principles of Isotope Geology. Nova
Se os dinossauros foram criados Terra renovada. Até lá, como cristãos, Iorque: John Wiley and Sons, 1986. p. 608.
por Deus, por que foram somos motivados a pesquisar e estudar a 14. Lambert, et al., p. 320.
15. J. Gibson. “Creation and Evolution: A Look at
extintos? história da Terra com o auxílio do rela- the Evidence” (1999). Disponível em: <http://
Numerosos organismos, que os to bíblico e da inspiração do Espírito origins.swau.edu/papers/evol/gibson/default.
html>.
cristãos crêem terem sido criados por Santo. 16. Artigo anônimo resumindo numerosas expli-
Deus, foram extintos. Os sistemas cações dadas para a extinção dos dinossauros.
Disponível em: <http://www.priweb.org/ed/
ICTHOL/ICTHOL04papers/04.htm>.
17. Lambert, et al., pp. 230-261.

12 DIÁLOGO 18•3 2006
1844: coincidência ou providência?
Ron du Preez associados proclamavam a seguinte men- glorioso retorno do Senhor, Cristo atua
sagem: “Assim como o primeiro advento como sacerdote real ‘no santuário, no
Muitos dos grandes de Jesus Cristo foi predito em Daniel verdadeiro tabernáculo que o Senhor
9, Seu segundo advento é identificado erigiu, e não o homem’ (Hebreus 8:2),
movimentos globais que em Daniel 8:14. Visto que a terra deve o advogado (I João 2:1) e intercessor
surgiram por volta de 1844 ser o ‘santuário’ a ser ‘purificado’, isso daqueles que nEle crêem (Romanos
desafiaram importantes vai acontecer por meio do fogo quando 8:34). Como nosso Sumo Sacerdote,
Jesus voltar. Começando com 457 a.C., Cristo está ministrando os benefícios de
verdades de Deus. a profecia dos 2300 dias/anos de Daniel Seu sacrifício àqueles que vêm a Ele, um
8:14 culminará ao redor de 1843-1844. ministério tão essencial à nossa salvação
Foram os eventos ocorridos no ano de Jesus virá outra vez por volta desse como Sua morte substitutiva.”3
1844 apenas um acidente? Ou tem esse tempo. Portanto, prepare-se para encon- Assim, o grande desapontamento de
ano um significado mais profundo na trá-Lo! Sua volta será um evento literal 22 de outubro de 1844 se tornou uma
compreensão bíblica do plano de Deus e visível que precederá o milênio.” Essa poderosa mensagem. É verdade que
na história da redenção? Como adven- era a essência da proclamação milerita. Jesus não veio como os mileritas pensa-
tistas do sétimo dia, deveríamos aceitar Vinte e dois de outubro de 1844 foi vam. Mas, um pequeno grupo de cren-
a segunda posição. Para nós, 1844 é o finalmente estabelecido como o dia em tes desapontados descobriram nova luz
ano em que terminou a profecia dos que a profecia terminaria. Aquele era o bíblica – a verdade de que Cristo entrou
2300 dias de Daniel 8:14, o marco que dia em que a terra seria purificada pelo na fase final de Seu ministério sumo-
assinala o início do julgamento pré- retorno de Jesus. Milhares de mileritas, sacerdotal no santuário celestial, após
advento no céu, e a culminação do mais vários milhares, aguardaram paciente- o qual Ele vai finalmente voltar para
longo período profético da Bíblia, pro- mente, fervorosamente, até que o dia redimir Seu povo. Assim nasceu a Igreja
clamando ao mundo que o fim não vai chegou. Então eles esperaram o dia Adventista do Sétimo Dia, com sua fé
demorar e que a segunda vinda de Jesus inteiro, mas Jesus não veio, deixando- firmemente ancorada no breve retorno
está próxima. os profundamente desapontados. Eles de Jesus e com o compromisso de pregar
O que muitos não sabem, inclusi- foram forçados a admitir que alguma toda a verdade em Jesus. O ano de 1844
ve entre os adventistas, é que 1844 é coisa havia saído errado. é, de fato, importante para o nascimento
importante não apenas em relação à his-  Uns poucos dentre os desapontados do adventismo.
tória sagrada, mas também em relação a estudaram as Escrituras ainda com mais Mas, 1844 é de interesse em outras
outros eventos mundiais de grande mag- fervor. Não demorou para que aprendes- áreas também. Movimentos surpreen-
nitude que fazem desse ano uma espécie sem que embora a data de 22 de outu- dentes e destrutivos à fé surgiram no
de divisor de águas. Antes, porém, bro de 1844 estivesse correta, o evento panorama mundial na mesma época,
vamos traçar a importância de 1844 estava errado. Esses crentes entenderam formando um cenário de desafio e
para a Igreja Adventista do Sétimo Dia. que o santuário a ser purificado não urgência para a proclamação adventista,
estava na terra, mas no céu. Jesus havia e chamando os habitantes do mundo a
De um grande erro a uma entrado no santo dos santos do santu- olhar para a genuína verdade acerca de
poderosa mensagem ário celestial para dar início a Sua obra Deus e Seu papel no final da história
Por volta de 1840, muitos pregadores de julgamento. Como Ellen White mais humana. Examinaremos três desses
pelo mundo estavam proclamando que tarde declarou: “O assunto do santuário movimentos.
Jesus estava para voltar. O pesquisador foi a chave que desvendou o mistério do
Le Roy Edwin Froom indica que entre desapontamento de 1844.”2 O surgimento do marxismo
esses pregadores, de várias denominações Ángel Manuel Rodríguez comenta: Em agosto de 1844, Frederick Engels
cristãs, havia brancos, negros, mulheres e “Tendo completado na terra a obra se encontrou com Karl Marx em Paris
até mesmo crianças. Houve uma garota para a qual viera (João 17:4, 5; 19:30), e eles se tornaram parceiros numa luta
do campo na Europa que atraiu de três a Cristo ‘foi elevado ao céu’ (Atos 1:11) revolucionária – “um relacionamento
quatro mil pessoas ao pregar sobre o fim para ‘salvar definitivamente aqueles duradouro que iria mudar o mundo”,
do mundo. Grande foi o impacto que que, por meio dEle, aproximam-se de como disse alguém.4
ela exerceu na vida de muitos.1 Deus, pois vive sempre para interceder Enquanto os cristãos que acreditavam
Nos Estados Unidos, foi a pregação por eles’ (Hebreus 7:25), até que em na Bíblia pregavam que Jesus logo iria
e os escritos de Guilherme Miller, um Sua segunda vinda Ele vai aparecer ‘não voltar para levar Seu povo para o céu e
fazendeiro que se tornou pregador, que para tirar o pecado, mas para trazer pôr fim ao pecado e sofrimento e prover
despertou a paixão tanto de crentes salvação aos que O aguardam’ (Hebreus paz e felicidade eternas, Marx e Engels
quando de descrentes. Miller e seus 9:28). Entre esses dois pólos, a cruz e o estavam proclamando que o caminho

DIÁLOGO 18•3 2006 13
para a verdadeira felicidade era eliminar vem diretamente a teoria da “segunda As Escrituras também não falam de
Deus da vida; que o caminho para a paz chance”: uma segunda chance de salvação após a
e segurança era através dos princípios “Milhões de homens, mulheres, morte. A posição bíblica é clara: depois
do socialismo e comunismo; que eles meninas e meninos vão reconhecer que, da morte, não há nenhuma possibili-
podiam e haveriam de libertar os cativos embora eles perderam o arrebatamento dade de uma segunda chance; existe
do mundo e promover uma sociedade e assim terão de enfrentar os terrores apenas um julgamento. “O homem está
harmoniosa e sem divisão de classes na da tribulação, Deus ainda os chama, destinado a morrer uma só vez e depois
terra.5 Marx e Engels, portanto, ten- anelando por vê-los ao Seu lado... Nós disso enfrentar o juízo” (Hebreus 9:27
taram direcionar a esperança humana cremos que esses ‘santos da tribulação’ – NVI).
para longe da segunda vinda de Cristo, podem muito bem ser contados aos Porém, quão sinistra e quão
para uma utopia comunista sob a qual bilhões. E não se esqueça: cada um des- sutil é a teoria do arrebatamento.
milhões foram subjugados na maior ses novos crentes terá sido deixado para Definitivamente, trata-se de um atenta-
parte do século passado. trás depois do arrebatamento precisa- do ao cristianismo, um assalto à preciosa
No contexto desse desafio, o movi- mente porque ele ou ela tinha (até aque- doutrina da salvação e da segunda vinda
mento do advento de 1844 foi concla- le ponto) rejeitado a oferta de salvação de Cristo.8
mado a proclamar o evangelho eterno de Deus. Mas, mesmo então, o Senhor Seria apenas um acidente Deus ter
do santuário celestial onde todas as nos- não desistirá dele.”7 escolhido o movimento do advento em
sas esperanças devem estar ancoradas. Essa é a parte mais alarmante e 1844, para proclamar as genuínas ver-
perigosa da teoria do arrebatamento dades da segunda vinda e do juízo, mais
Dispensacionalismo e falsas – a crença de que pessoas terão uma ou menos na mesma época em que tais
noções de salvação segunda chance de salvação. A Bíblia, doutrinas enganadoras, como o arreba-
Enquanto o grande despertar do porém, em nenhum lugar ensina o tamento secreto e o dispensacionalismo,
segundo advento estava se alastrando arrebatamento secreto e muito menos entraram em cena no mundo?
por muitos países, um pregador evangé- uma segunda chance de salvação após
lico europeu itinerante chamado John a morte. O ensino consistente da Darwin e o surgimento da
Nelson Darby começava a disseminar Escritura é que o segundo advento de evolução naturalística
uma nova teoria acerca da segunda vinda Jesus vai ocorrer apenas como um único Depois de cinco anos de uma viagem
de Jesus. Enquanto pregava na Suíça, grande evento: ele será pessoal e literal científica a bordo do navio HMS Beagle,
Darby desenvolveu a teoria do “dispen- (Atos 1:11), visível e audível (Apocalipse Charles Darwin voltou para casa na
sacionalismo” – uma teoria que divide 1:7; I Tessalonicenses 4:16), glorioso e Inglaterra em 1836. A viagem o levou
a história em sete eras ou dispensações, triunfante (Mateus 24:30), cataclísmico a “pensar muito acerca da religião” e
desde a era da inocência antes da queda (Daniel 2:44; 2 Pedro 3:10) e repenti- ele começou a “descrer no cristianismo
à era da restauração no fim dos tem- no (Mateus 24:38, 39, 42-44). Vários como uma revelação divina”.9 Mais
pos. Embora Darby insistisse que havia sinais, alguns dos quais inclusive já tarde, Darwin declarou: “Em junho de
extraído sua doutrina do dispensaciona- ocorreram, hão de preceder esse evento, 1842, eu primeiro tive a satisfação de
lismo da Bíblia somente, entre 1843 e no mundo natural (Apocalipse 6:12- escrever um breve resumo da minha teo-
1845 ele introduziu uma surpreendente 13), no mundo moral com o aumento ria [da evolução] a lápis em 35 páginas;
inovação – o arrebatamento secreto.6  A da ilegalidade e corações saturados do esse resumo foi ampliado no verão de
teoria do arrebatamento secreto ensina pecado (Mateus 24:37-39), e no mundo 1844 para 230 páginas.” Assim come-
que Cristo virá em segredo, arrebatará os religioso com falsos profetas enganando çou A Origem das Espécies de Darwin,
santos e os levará para o céu. a muitos (vs. 24). um livro que revolucionou o pensamen-
Um comentário moderno desse arre- Quando todos os sinais que apontam to científico e marcou o início da nega-
batamento secreto é a agora famosa série para o segundo advento tiverem sido ção do relato bíblico da criação.
de livros Deixados para Trás, da qual cumpridos, então Jesus voltará – para Todavia, naquele mesmo ano de
mais de sessenta milhões de cópias já reunir Seu povo, para ressuscitar os jus- 1844, Deus estava trazendo à luz uma
foram vendidas em todo o mundo. Os tos mortos, para transformar e receber verdade bíblica por muito tempo negli-
autores desses livros populares argumen- todos os santos, para destruir os poderes genciada: o sábado, que celebra Deus
tam que embora milhões serão deixados maus e perversos, para vindicar o caráter como o Criador. Uma denominação
para trás durante o arrebatamento, eles de Deus, para restaurar a terra e para relativamente pequena, os Batistas
não serão deixados sem esperança. Eles restabelecer a comunhão com Deus! A do Sétimo Dia da América do Norte,
terão uma segunda chance de salvação. linguagem bíblica acerca da segunda haviam se preocupado bastante em
Tim LaHaye e Jerry Jenkins, dois auto- vinda não dá margem para um arrebata- 1843 com a ameaça da recente legislação
res da série Deixados para Trás, promo- mento secreto. quanto ao domingo, que poderia afetar

14 DIÁLOGO 18•3 2006
suas liberdades. Assim, eles se dedicaram milerita The Hope of Israel. José Bates, nismo – que desafiaram importantes
a orar e a se envolver mais ativamente um capitão de navio aposentado, leu-a e verdades acerca de Deus nesses tempos
em favor do sábado do sétimo dia, sepa- não só aceitou o sábado como também finais. Além disso, deveríamos também
rando um dia em 1843 e, mais tarde, passou a publicar uma série de artigos ter examinado outros importantes even-
outro em 1844 para jejum e oração, sobre o assunto. Desse tempo em diante, tos que ocorreram na mesma época,
para que Deus Se “levantasse e defendes- José Bates, um dos fundadores da Igreja tais como o surgimento do espiritismo
se Seu santo sábado”. Adventista do Sétimo Dia, tornou-se moderno, o início da religião Bahai no
No inverno de 1844, uma senhora um líder na proclamação da mensagem oriente e a emergência do existencialis-
chamada Rachel Oakes, uma batista do do sábado. Como se sabe, a questão mo na Europa. Mas, a verdade nunca
sétimo dia de Nova Iorque, estava visi- do sábado era tão importante que se foi deixada sem seus defensores. Deus,
tando a filha em New Hampshire. Lá, tornou parte do próprio nome da Igreja em Sua graça e providência, sempre tem
ela visitou a Igreja Cristã Washington, Adventista do Sétimo Dia. Ellen White levantado um pequeno, mas corajoso,
onde um serviço de comunhão estava falou diretamente da importância do grupo de crentes na Bíblia para desco-
sendo ministrado por Frederick Wheeler, sábado em destacar um Deus-Criador. brir a verdade em sua plenitude e torná-
um ministro metodista que havia acei- “A suposição infiel de que os eventos da la sua prioridade de missão global e
tado a mensagem milerita. A Sra. Oakes primeira semana requereram sete perío- testemunho. Não, 1844 e o surgimento
ficou surpresa ao ouvir Wheeler dizer: dos de tempo vastos e indefinidos para do adventismo não são meros acidentes!
“Todo aquele que confessar comunhão que se completassem atinge o sábado do São o plano de Deus para manter viva
com Cristo numa cerimônia como esta quarto mandamento diretamente em a chama da verdade em meio às trevas
deveria estar disposto a obedecer a Deus sua base.”10 de engano que envolveram a história
e guardar Seus mandamentos em todas Seria mera coincidência Deus ter humana por volta da mesma época.
as coisas.” Quando o Pr. Wheeler visitou levantado uma igreja, para que pregasse O ano de 1844 e sua grande impor-
a família Oakes pouco tempo depois, a verdade do sábado e o poder cria- tância não podem jamais ser minimiza-
a Sra. Oakes lhe disse que ela quase dor divino, ao mesmo tempo em que dos ou esquecidos. O conselho de Ellen
se levantara aquele dia na igreja para Darwin escreveu sua teoria evolucionária White é oportuno: “Ao recapitular a
lhe dizer que seria melhor para ele não negando a atividade criadora de Deus? A nossa história passada, havendo percor-
participar da cerimônia enquanto ele mensagem dos três anjos de Apocalipse rido todos os passos de nosso progresso
mesmo não estivesse disposto a guardar 14 e o compromisso adventista de pro- até ao nosso estado atual, posso dizer:
todos os mandamentos de Deus, incluin- clamá-la seriamente, como a advertência Louvado seja Deus! Quando vejo o
do o sábado.” final de Deus ao mundo, não são mero que Deus tem executado, encho-me de
Ao voltar para casa, Frederick Wheeler acaso. Na verdade, são parte do plano de admiração e de confiança na liderança
estudou sinceramente sua Bíblia, e algu- Deus para o fim dos tempos. de Cristo. Nada temos que recear quan-
mas semanas depois, aceitou o ensino O cientista adventista Ariel Roth to ao futuro, a menos que esqueçamos
bíblico acerca da santidade do sétimo comenta o seguinte desafio: “Nossa a maneira em que o Senhor nos tem
dia, o sábado, e pregou seu primeiro ser- confiança de que a Bíblia é a Palavra de guiado, e os ensinos que nos ministrou
mão sobre o assunto em março de 1844. Deus não dá espaço para alternativas à no passado.”12
Muitos membros de sua igreja abraça- criação [bíblica] tais como uma criação
ram a verdade do sábado. Das sessenta progressiva, evolução teística, ou evolu-
ou mais pessoas daquela vizinhança que ção naturalística. Não deveríamos nos Ron du Preez (D.Min., Universidade
experimentaram o grande desaponta- envolver em especulações infrutíferas. Andrews; Th.D., Universidade do
mento de 1844, umas quarenta aceita- Como ‘o povo do Livro’, nós temos Sul da África) tem atuado como
ram a doutrina do sábado e mais tarde uma oportunidade sagrada de apresentar missionário e professor universitário,
se tornaram membros da primeira igreja toda a Bíblia, incluindo sua mensagem e atualmente serve como pastor na
adventista a guardar o sábado. da criação, para um mundo que está Associação de Michigan. Este artigo
Outro pregador milerita, um batista desorientado quanto à grande questão foi adaptado de seu livro No Fear for
chamado Thomas Preble, ouviu que de como começou a vida sobre a terra.”11 the Future, distribuído pela Review
a mensagem do sábado estava sendo and Herald Publishing Association,
pregada em New Hampshire, e decidiu Nada a temer quanto ao futuro Hagerstown, Maryland, EUA. Ele
investigá-la. Ele também, em agosto Em nossa breve, mas esclarecedora pode ser contatado pelo e-mail fai-
de 1844, abraçou a verdade do sábado. viagem de volta aos anos de 1840, nós thethics@yahoo.com
Cerca de quatro meses após o grande recapitulamos o surgimento de alguns
desapontamento, Preble escreveu um dos maiores movimentos globais – mar-
artigo acerca do sábado no periódico xismo, dispensacionalismo e evolucio- Continua na p. 31

DIÁLOGO 18•3 2006 15
Como detectar e vencer a depressão
Mario Pereyra sofrem de depressão não buscam ajuda. estado anormal da mente, expansivo
Porém, mais de 80% entre aqueles ou irritável, que pode durar por uma
Conheça dez passos para com depressão clínica melhoram signi- semana, com ilusões de grandeza,
ficantemente com tratamento. ausência de sono, falando mais do que
prevenir ou superar a o usual, pensamentos dispersos, ativis-
depressão, um mal que Tipos de depressão mo e agitação psicomotora.
afeta cerca de 14% da Pesquisadores têm sugerido diferen- 4. Ciclotimia é similar à desordem
tes subtipos teóricos de depressão.7 São bipolar, mas de maior duração e menor
população mundial. eles: intensidade.
1. Depressão maior é a condição na
qual alguém se sente deprimido o Sou deprimido?
tempo todo, sem interesse em nada. Se você quer analisar seu estado
Annie, 36 anos, vive com seu Há perda de apetite, insônia, ansie- mental, complete o teste de Wang, no
marido e dois filhos. O que ela vive dade, fadiga, dúvidas e tendências quadro abaixo. Marque seus resultados
dificilmente pode ser chamado de suicidas. com as instruções ao final deste artigo.
vida. Durante a maior parte do dia, 2. Distimia é uma depressão mais
está com medo e ansiosa. Medo de prolongada (mínimo de dois anos Os dez mandamentos
nada em particular, mas ainda assim, para adultos e um ano para crianças e antidepressão
medo. Freqüentemente está tensa, com adolescentes), com sintomas similares Há dois modos básicos de combater
aparência cansada e olhar perdido. à depressão maior, mas com menor a depressão: com psicoterapia e terapia
Por vezes, chora sem saber a razão. O intensidade. farmacológica. A pessoa deve ser ava-
sorriso de suas crianças não lhe causa 3. Depressão bipolar é uma condição liada por um psiquiatra que prescreverá
muito impacto. À noite, é vítima de caracterizada pela presença de depres- tratamento adequado. A psicoterapia
insônia. “É horrível, assustador, já não são maior e episódios de mania. É um mais efetiva é a cognitivo-compor-
agüento mais”, ela me confidenciou.
“Não me sinto disposta a fazer nada.
Não consigo fazer as tarefas, não vou Teste de Auto-Avaliação Wang
a lugar nenhum. Eu não quero ver
ninguém. Vivo deitada, apesar de não Instruções
conseguir dormir. Apenas me deito e Marque um “x” na opção que melhor indica seu jeito de ser, em cada um dos itens nas
fico pensando em meus problemas. A fileiras. Depois de completar o teste, leia as instruções que aparecem ao término deste
comida me dá nojo. Perdi cinco quilos artigo para ver onde você se encontra.
nas últimas semanas. Por vezes, penso
que seria melhor pôr um fim a esse Itens Nunca Raramente Às vezes Freqüentemente Sempre Pontos
pesadelo.” 1. Sinto-me triste. o o o o o ________
Annie é uma vítima da depressão, 2. Tenho um bom apetite. o o o o o ________
a mais comum de todas as desordens
mentais e queixas de saúde. Em todo 3. Choro ou tenho vontade
o mundo, aproximadamente 400 de chorar. o o o o o ________
milhões de pessoas sofrem de depres- 4. Durmo mal à noite. o o o o o ________
são. As estimativas variam de 12 a 5. Tenho confiança própria. o o o o o ________
14% da população mundial.1
Os sintomas mais comuns são 6. Tenho vontade de trabalhar. o o o o o ________
melancolia, perda de interesse ou pra- 7. Irrito-me facilmente. o o o o o ________
zer, sentimento de culpa, baixa auto-
8. Tenho fé no futuro. o o o o o ________
estima, transtornos do sono, falta de
apetite, pouca energia e baixa concen- 9. Sinto-me nervoso e ansioso. o o o o o ________
tração. No pior dos cenários, a depres- 10. Estou cansado. o o o o o ________
são pode levar ao suicídio, uma trágica
Soma ________
fatalidade associada à perda de cerca de
850 mil vidas a cada ano.2 Multiplicado por 2 ________
O quadro é preocupante. O pior Total ________
é que dois terços das pessoas que

16 DIÁLOGO 18•3 2006
tamental. Ela permite aos pacientes 2. Quebre o circuito de idéias soa deprimida é estar permanentemen-
adquirirem novas habilidades em seu negativas. Annie pensou que seu mari- te julgando suas ações, enfatizando os
modo de percepção, compreensão e de do se cansaria dela e a abandonaria. erros. Os deprimidos tendem a ignorar
reação às dificuldades, reduzindo a gra- Dessa forma, se retraiu e adotou uma suas virtudes e focalizar as fraquezas.
vidade e duração da condição depressi- atitude desdenhosa. “Se ele vai me dei- Esta autodepreciação incapacita e des-
va. Entre diversas formas para alcançar xar, para que devo me preocupar com trói. Por outro lado, o reconhecimento
esse objetivo, gostaria de sugerir dez ele?”, pensava. “Você escutou o que de virtudes constrói um novo futuro.
mandamentos antidepressão.4 ele disse quando entrou? Que eu não 5. Exclua a tirania do “eu devo”.
1. Intencionalmente lute contra melhorarei novamente, como a minha Quando se permite o crescimento do
pensamentos negativos. Os pensa- mãe. O que ele quer é se ver livre de “eu devo”, este se torna um tirano per-
mentos negativos mais importantes são mim.” Tais pensamentos podem pro- manente, fazendo demandas excessivas.
conhecidos como “Tríade Cognitiva vocar uma resposta negativa do mari- Ao invés de “eu devo”, aprenda a ado-
Negativa”. São eles: (1) pensamen- do. Em troca, uma resposta negativa tar a atitude “eu preferiria.” O anterior
tos e sentimentos negativos sobre si reforçaria seus sentimentos de rejeição é uma demanda tirânica, um fracasso
mesmo; (2) a tendência de interpretar e de futuro abandono. Annie estava que leva à baixa auto-estima. O pos-
o ambiente de forma negativa; e (3) a presa em um círculo vicioso. terior é uma aspiração, uma meta a
visão do futuro de modo pessimista. Como mudar estas idéias negati- alcançar. Se há um tempo em que os
Por exemplo, Annie estava convencida vas? Uma maneira é confrontar tais deveres precisam ser mais flexíveis, este
de que era uma mãe ruim e uma pés- pensamentos com a real situação. Na tempo é quando você está deprimido.
sima esposa. Pensava que seu esposo realidade, Omar, o marido de Annie, 6. Evite situações desagradáveis e
não a amava e com certeza a deixaria. a amava muito e estava fazendo tudo estressantes. Como ir a funerais, por
Acreditava que a história depressiva de para tornar a recuperação dela possível. exemplo. Tais eventos acrescentam ten-
sua mãe se repetiria com ela. Annie sabia que ela deveria preservar são a um indivíduo, particularmente a
Como combater esses pensamentos? seu matrimônio e sua família, ser mais alguém com tendência à depressão.
Dois passos irão ajudar. Primeiro, amorosa e cuidadosa. Assim, ao con- 7. Reconheça seus valores e virtu-
detecte e descubra os pensamentos frontar o negativo e reforçar o positivo, des. Reconhecer a sua própria capaci-
negativos. Segundo, confronte-os com Annie poderia quebrar o círculo vicio- dade e valor pessoal faz parte do cami-
evidências da realidade. so. Quando as atitudes mudam, tudo nho do bem-estar.
Pedimos a Annie que escrevesse suas muda. 8. Aprenda a desfrutar e obter
situações negativas em um caderno 3. Evite pensamentos “absolutos”, satisfação no que você faz. Depressão
com quatro colunas. As três primeiras do tipo “tudo ou nada”. “Omar é o resultado de um fracasso em des-
colunas eram para ela descrever o even- nunca me amará novamente como frutar a beleza e as bênçãos da vida.
to, o que ela pensou e sentiu de acordo antes.” “Tudo sempre dá errado.” Tais Benjamin Franklin disse bem: “O
com a situação e que tipo de evidência pensamentos e atitudes são típicos de homem rico não é aquele que tem
ela possuía. Ela tinha que escrever na pacientes deprimidos. A tendência tudo, mas o que desfruta tudo o que
última coluna um pensamento positivo é julgar as experiências, situações, tem.” Aprender a reconhecer o bom
que substituísse o negativo. Por exem- pessoas e a si mesmo por duas cate- e o bonito ao redor de nós é um salto
plo: um dia ela se encontrou com uma gorias apenas: bom ou ruim, sempre transcendente à descoberta da felicida-
amiga que não a cumprimentou. Isso ou nunca, santo ou pecador, etc. Para de de viver.
desencadeou pensamentos negativos. mudar esse modo de pensar, o método 9. Promova esperança.
Aqui está o que ela escreveu: mais efetivo é o de introduzir tons no Desesperança é um componente
raciocínio com uma inclinação para essencial da depressão.5 A desesperança
Situação o lado otimista. Por exemplo, Annie tem relação próxima com sintomas
Minha amiga passou perto de mim sem entendeu que ela teve o amor de seu depressivos e tendências suicidas.6
me cumprimentar. marido, ainda que ele tenha se mos- Uma pesquisa sobre tratamentos para
O que senti e pensei trado um pouco cansado em alguns a depressão indica que a redução da
Eu penso que ela está brava comigo. Isso
momentos. Ela aprendeu a dizer: “Eu desesperança é um fator importante de
gerou medo e rejeição.
Evidência vou me sair vencedora com a ajuda de resultados bem sucedidos, particular-
Seu semblante sério e desagradável. Deus.” “Existem coisas que faço que mente durantes as primeiras semanas
Pensamento alternativo dão errado, mas existem outras que de tratamento.7
Pode ser que ela não esteja brava comi- faço bem.”
go e sim preocupada acerca de algo mais 4. Não critique e castigue a você
pessoal. mesmo. Outra tendência de uma pes- Continua na p. 27

DIÁLOGO 18•3 2006 17
Perfil
Emily Akuno
Diálogo com uma professora adventista
de música no Quênia

Igreja Adventista Central de Nairobi. no meu lar e na minha igreja.

n Qual foi o papel da fé e da música em n Sendo adventista do sétimo dia, como


sua infância? sua responsabilidade de ensinar música se
Meu pai era policial e seu trabalho relaciona com sua fé?
sempre o mantinha longe de casa. Não vejo a música somente como
Portanto, fui educada pela minha mãe, música por si só, mas como um ins-
membro ativa e fiel da igreja. Ela vivia trumento. No ambiente educacional, a
sua fé e nos ensinou sobre um Deus música é uma ferramenta que otimiza
que nos ama e cuida de nós. Minha mudanças de comportamento e ajuda
avó materna também era adventista do na percepção de si mesmo. É uma
sétimo dia. Passei muitas horas ao seu ferramenta que muda as pessoas. Isso é
A professora Emily Akuno nasceu no lado. Assim, considero-me uma adven- um desafio para mim como adventis-
Quênia, em uma família de nove filhos. tista de terceira geração. ta. Como usar esse instrumento para
A mãe adventista influenciou sua vida Após o Ensino Fundamental, fui produzir resultados positivos? Como
demonstrando comprometimento com para uma renomada escola no Quênia. adventista, quero usar a música para
os valores espirituais. Toda sua forma- Lá, tive meu primeiro contato com a transmitir valores corretos. Para atingir
ção educacional teve lugar em escolas música e sua teoria como disciplina esse objetivo, uso os dons que Deus
públicas. Graduou-se em música pela de estudo. A partir de então, meu me concedeu para ensinar meus alunos
Universidade Kenyatta, onde traba- interesse em música cresceu. Depois de tal modo que possam fazer decisões
lha atualmente como professora de do Ensino Médio, estava decidida a sábias na utilização de seus talentos
Música. Concluiu também o mestrado cursar faculdade de música. Escolhi, musicais. Minha fé também me orien-
em Música pela Universidade Estadual então, a Universidade Kenyatta por seu ta e ajuda na escolha das músicas que
do Noroeste, nos Estados Unidos, e o prestigiado curso de música. Após a utilizo. Isso não significa que trabalho
doutorado pela Universidade Kingston, faculdade, fui para os Estados Unidos apenas com músicas sacras, mas deixo
em Londres. fazer o mestrado e, mais tarde, para a meus valores cristãos influenciarem
Devido suas habilidades profissionais Inglaterra, cursar o doutorado. minha perspectiva de música, tanto a
e realizações na área de música, Akuno sacra como a secular, clássica ou con-
foi eleita presidente do Festival de n Então, o seu interesse em música temporânea.
Música do Quênia para todas as insti- começou quando estudou nessa renomada
tuições educacionais do país. Foi, tam- escola secundária? n Às vezes, a música é um tema polê-
bém, presidente do Festival de Música Não. Nessa escola tive contato mico, principalmente quando se trata
e Cultura do Quênia para instituições com a música num contexto formal de culto de adoração, tanto na Igreja
não-acadêmicas, e presidente da e acadêmico, como objeto de estudo. Adventista do Sétimo Dia como em
Associação de Professores de Música Anteriormente já estava envolvida com outras igrejas. Como profissional, que
da África Ocidental. Até recentemente, o ministério da música na minha igreja conselho daria sobre como a música deve-
foi pró-reitora interina na Universidade local, onde havia três corais. Cantava ria ser compreendida?
Kenyatta e dirigiu o Departamento no primeiro coral, que seria equivalen- Tenho três princípios.Primeiramente
(posteriormente Instituto) de Música te a um coral de desbravadores, hoje. a música deve louvar a Deus. Davi
por vários anos na mesma instituição. Portanto, desde os cinco anos de idade, escreveu: “Aclamai a Deus, toda a
A professora Akuno, seu esposo e estava envolvida no canto. Posso dizer Terra” (Salmo 66:1). Ele agradeceu
seus dois filhos são membros ativos da que descobri primeiramente a música com música as bênçãos que Deus lhe

18 DIÁLOGO 18•3 2006
concedeu. Portanto, a música apro- universidade pública onde estudou e tra- os oprimidos? A música não deve ser
priada deve ser agradável a Deus e balha atualmente? um fim em si mesma, mas um meio
deve louvá-Lo, sendo realizada com A vida universitária pode ser uma de louvar a nosso Deus e compartilhar
alegria e gratidão. Em segundo lugar, grande mudança para os jovens, pois essa alegria com aqueles que estão ao
como cristãos devemos ser sábios e não existem mais toques de campai- nosso redor.
gentis. Amo o canto e a música, e nha, nem horários restritos de dormir,
se vou a uma igreja deficiente em há pouca orientação sobre relacio-
música, sinto como se tivesse perdido namentos com o sexo oposto e, na Entrevista concedida a
algo em minha adoração naquele dia. maioria das vezes, você está totalmente Hudson E. Kibuuka
Porém, os meus atos não deveriam ser independente. O que me ajudou foi
uma pedra de tropeço para os outros. o seguinte: ter sempre algo útil para
Sigo o conselho de Paulo de não cau- fazer. Manter-me ocupada me afastava
sar o tropeço dos outros. Por último, dos perigos da tentação. Além disso, ir Hudson E. Kibuuka (D. Ed. pela
a música é uma linguagem. Em um à igreja cada sábado. Passávamos o dia Universidade da África do Sul) é
de meus livros, defino a música como todo na igreja estudando a Bíblia e em diretor de Educação da Divisão
a expressão de uma cultura. Como comunhão com os irmãos. Mantinha- Centro-Leste Africana e repre-
cristãos, nós adotamos uma cultura nos, assim, ocupados no local certo sentante regional da Diálogo, com
própria. A maioria das culturas locais, com pessoas que possuíam valores escritório em Nairobi, Quênia. Seu
especialmente aquelas que conheço, semelhantes aos nossos. Assistir às e-mail é: kibuukah@ecd.adventista.
pode não ter originalmente o conceito reuniões de pôr-do-sol e outros cultos org
de um Deus no céu, mas o têm de da igreja é importante. Eles podem ser
alguma divindade a ser adorada. Agora vistos como rotineiros, mas nos aju- O e-mail da Dra. Emily Akuno é:
que conhecemos o verdadeiro Deus, dam muito no crescimento espiritual. eakuno@ku.ac.ke
todos esses aspectos culturais deveriam Participar de grupos cristãos no cam-
ser submetidos ao nosso conhecimento pus também é muito bom. Isso oferece
de Deus. Utilizar músicas compostas oportunidades para compartilhar sua fé
em outra língua ou cultura pode resul- e envolver-se em boas atividades. Essas
tar em uma conotação diferente do atividades promovem amizades e um
proposto no original. Por essa razão, sistema de apoio para se manter focado
incentivo a composição de músicas nos aspectos positivos da vida. Além
nas línguas nacionais, feitas principal- disso, oferecem também oportunida-
mente por autores bem firmados no
evangelho.
des para os jovens dialogarem entre si,
conversarem sobre Deus e se conhece-
Atenção,
rem melhor. profissionais
n Sua família tem talento musical?
De certa maneira, sim. Apesar de n Que conselho daria aos jovens interes- adventistas!
algumas vezes meu filho mais novo sados em estudar música? Se você possui e-mail e um título
perguntar por que deveria estudar Comece onde você está. As igrejas ou diploma pós-secundário em qual-
música, as informações que recebo locais oferecem muitas oportunidades quer campo acadêmico ou profissional,
da escola indicam que ele é bastante em relação à música. Ao descobrir seus nós o convidamos para fazer parte da
ativo nessa área. Meu filho mais velho talentos e interesses, procure institui- Rede de Profissionais Adventistas (RPA).
Patrocinado pela Igreja Adventista, esse
estudou música até o Ensino Médio e ções educacionais com programas de
registro global eletrônico assiste institui-
toca saxofone, mas não faz faculdade qualidade nessas áreas. Tenha claro ções e agências participantes a fim de
de música. Permito meus filhos toma- em sua mente a razão de querer estar localizar candidatos para posições no
rem suas próprias decisões. As pesqui- envolvido com música. Vai ajudá-lo ensino, administração, área de saúde e
sas indicam que a prática de música como cristão em sua responsabilidade pesquisa, e consultores especializados
melhora a aprendizagem em outras de ser uma luz no mundo? Através e voluntários para tarefas missionárias
áreas de estudo, assim como ajuda um da música, poderá levar luz onde há breves. Coloque gratuitamente sua
indivíduo a ter equilíbrio emocional. trevas? Irá exaltar a Cristo? Será um informação profissional diretamente no
ministério para melhorar as difíceis website da RPA: http://apn.adventist.org.
n Poderia comentar sobre a vida na condições sociais e espirituais, e ajudar Anime outros profissionais adventistas a
registrar-se!

DIÁLOGO 18•3 2006 19
Perfil
Jonathan Gallagher
Diálogo com o representante adventista
junto às Nações Unidas

Internacional de Liberdade Religiosa professor recorreu à gozação habitual:


(Irla), fundada em 1893 com o objetivo “Na próxima aula, o ‘Dr. Michel’ irá
de disseminar princípios de liberdade nos ensinar o que ele pensa ser a ver-
religiosa e direitos humanos a todos dadeira origem do universo e da vida
os povos ao redor do mundo. Ele é como a conhecemos.” Jean-Marc deu
também editor do jornal acadêmico uma aula tão fascinante que o profes-
dessa associação, Fides et Libertas. sor nunca mais lhe pediu para ensinar
Além disso, é tesoureiro da Comissão novamente!
O pastor Jonathan Gallagher, dire- sobre Religião e Fé das Nações Unidas, Tive também várias conversas inte-
tor associado do Departamento uma organização não-governamental ressantes sobre a Bíblia com ele. Um
de Relações Públicas e Liberdade (ONG). dia, ele me falou: “Quando Jesus vol-
Religiosa na Associação Geral da Igreja Como ministro ordenado da Igreja tar...” Eu repliquei: “O que você quer
Adventista do Sétimo Dia, atua como Adventista do Sétimo Dia, trabalhou dizer ‘quando Jesus voltar?’” Ele res-
representante da igreja junto às Nações sete anos como pastor de igreja na pondeu: “Você sabe, a segunda vinda
Unidas. Sua principal função é pro- Inglaterra, sua terra natal, e oito anos de Cristo...” Eu disse: “Onde está isso
mover a conscientização da liberdade na administração da igreja no país. na Bíblia?” Eu pensei que conhecia a
religiosa, e desenvolver programas coo- Concluiu seu doutorado em Divindade Bíblia, pois meus pais eram evangélicos
perativos de interesse para a igreja e a pela Universidade de St. Andrews, e tinha lido a Bíblia desde pequeno.
comunidade internacional nas áreas de na Escócia, e é autor de sete livros e Porém, nunca ouvimos um sermão
saúde, educação, ética, direitos huma- muitos artigos. Ele é casado com Ana sobre a volta de Jesus. Depois que ele
nos e liberdade religiosa. Gonçalves e tem dois filhos adultos: me mostrou os textos nas Escrituras,
Gallagher exerce a função de Paul e Rebekah. fiquei aterrorizado. Posteriormente,
vice-secretário geral da Associação esse sentimento se transformou ao
n O senhor sempre foi adventista? compreender melhor o assunto, e tive
Não. Para mim isso significa que, a convicção que aquilo era verdade. De
comparado àqueles que cresceram na fato, minha tese doutoral focalizou os
igreja, conheço quais são as outras aspectos da segunda vinda de Cristo.
alternativas. Eu vivi essas alternativas e
não as quero de volta. Estou completa- n Quando sentiu o chamado para o
mente convencido a respeito da Igreja ministério?
Adventista, seus princípios, valores e Inicialmente, não senti um cha-
todas suas crenças. mado. Para muitos é difícil acreditar,
mas quando jovem era muito tímido
n Houve alguma pessoa ou evento em e introvertido. Não me sentia confor-
particular que influenciou sua decisão de tável falando em público. Depois que
se tornar adventista? me tornei adventista, acreditava que
Nos dois últimos anos do Ensino Deus queria que eu pregasse. Porém, já
Fundamental, na Inglaterra, tive um havia decidido cursar ciências, e pros-
colega de classe chamado Jean-Marc segui nessa direção. Nesse período me
Michel, das Ilhas Maurício. Durante as casei, e senti a convicção que deveria
aulas de ciências, sua posição quanto estudar na Universidade de Newbold,
ao criacionismo me impressionava. Na Inglaterra. Ainda não pensava em ser
época, os professores não eram con- pastor: queria somente conhecer mais
frontados. Quando Jean fez objeções, o sobre Deus. O chamado veio depois.

20 DIÁLOGO 18•3 2006
n Que o motivou a defender a liberdade “Gostaríamos de agradecer a Irla por que devemos aproveitá-las.
religiosa? deixar claro que a pena de morte por
Foram os conceitos sobre Deus. conversão não é parte do Islamismo n Que conselho daria aos jovens adven-
Acredito que a liberdade é o principio e tampouco da mensagem original tistas para melhor se prepararem para
mais elevado no universo de Deus. Por do profeta. Todos os países que a esse tipo de trabalho?
isso, nosso direito de louvar e adorar impõem não representam o verdadei- É importante ter conhecimen-
livremente é soberano. Se você está ro Islamismo.” Nesse momento você to sobre ciências políticas, relações
sendo compelido a realizar algo contra pensa: “Podemos, sim, fazer a diferen- internacionais e direito internacional.
suas crenças, essa é a maior violação ça.” Porém, o mais importante é realmente
da dignidade humana. Isso faz parte ter interesse pelas pessoas e se preocu-
de um grande conflito universal, pois n Poderia compartilhar conosco uma par com elas. Devemos tratar a todos
Satanás acusou Deus de ser tirano, experiência de seu trabalho junto às com respeito, ouvir o que eles têm a
ditador, e de não oferecer liberdade e Nações Unidas? dizer e ponderar sobre isso. É tam-
direito de escolha. Duas me vêm à mente. A primei- bém muito importante sentir o desejo
A liberdade religiosa se resume em ra envolve uma oficial da Missão de compartilhar sua fé, suas crenças
justiça. Estou convencido de que Deus Permanente da Sérvia nas Nações e princípios, mas de um modo não
é justo e sempre será justo. Devemos Unidas. Fui até ela e lhe disse: “Vocês agressivo.
tentar sê-lo também. Jesus afirmou que estão propondo essa nova lei na Sérvia,
a perseguição viria, mas não disse para e ela é terrível.” “Que lei?”, perguntou- n O que mantém seu entusiasmo pela
nos acomodarmos ou apenas aceitá-la. me. Então lhe propus: “Posso conver- liberdade religiosa?
Devemos ficar atentos a esse respeito. sar com a senhora sobre isso.” Ela res- Conheci uma garota de 15 anos
De outro modo, como as pessoas sabe- pondeu: “Não. Espere até amanhã que de idade em uma de minhas viagens
rão dessas questões importantes? Não verificarei a lei.” Comunicou-se com à China. Descobri que seu pai, um
haverá liberdade religiosa nos tempos Belgrado e obteve o texto da lei. Então pastor adventista, estava na prisão há
finais, mas, por enquanto, devemos conversamos. Apontei os itens que dez anos. Ela o via apenas em visitas
promover e defendê-la. Então, ao se eram contrários à constituição deles ocasionais à prisão. Perguntei-lhe o
aproximar o fim, uma polarização sur- e também iam contra a Declaração que mais queria no mundo, e ela me
girá e as pessoas poderão saber quais de Direitos Humanos das Nações respondeu: “Que meu pai volte para
são as verdadeiras questões. Unidas. Ela fez anotações e as enviou casa.” Em momentos assim você expe-
a Belgrado. A proposta da lei não foi rimenta a dor que resulta da violação
n Quais são suas responsabilidades como adiante. da liberdade religiosa. Por essa razão,
vice-secretário geral da Irla e tesoureiro A segunda é sobre a conferência fico feliz em dedicar meu tempo traba-
da Comissão sobre Religião e Fé das da Irla em Trinidade, em janeiro lhando por essa liberdade.
Nações Unidas? de 2005. Convidamos o primeiro
Organizamos associações de liberda- ministro de Trinidade para nos falar.
de religiosa ao redor do mundo filiadas Ele prontamente aceitou. Poucos dias Entrevista concedida a
à Irla, assim como representamos a Irla antes das reuniões, convidou-nos para Bonita Joyner Shields
nas Nações Unidas. Como tesourei- uma conversa de cinco minutos. Após
ro da Comissão sobre Religião e Fé, nos apresentarmos, ele disse: “Temos,
participo mensalmente de reuniões então, alguns doutores de teologia Bonita Joyner Shields é editora assis-
em Nova Iorque com embaixadores e aqui. Deixe-me lhes perguntar algo: tente da Adventist Review, principal
representantes de ONGs. Qual foi o papel de Deus no tsunami?” periódico da Igreja Adventista do
Há dois anos, tivemos a opor- Coube a mim responder tal questão! Sétimo Dia. Os escritórios da equipe
tunidade de falar na Comissão de Por ele ser cristão, começamos por editorial estão localizados em Silver
Direitos Humanos, representando a Apocalipse com a guerra no céu. Spring, Maryland, EUA. Seu e-mail é:
Irla. Resolvemos abordar o proble- Depois fomos para Gênesis, e então shieldsb@gc.adventist.org
ma da imposição da pena de morte discutimos o tema do Grande Conflito
em caso de conversões, sobretudo em Isaías 14 e Ezequiel 28. Após meia O endereço do Dr. Jonathan
no Islamismo. Fizemos uma pales- hora, seus assistentes comentaram: Gallagher é: 12509 Old Columbia
tra citando autoridades do Islã que “Era para ser um encontro de cinco Pike, Silver Spring, Maryland 20904,
são contra essa prática. O embaixa- minutos, e estamos tendo um estudo EUA.
dor de Marrocos solicitou o direito bíblico há meia hora!” Essas são
de resposta. Ele se levantou e disse: algumas oportunidades que surgem e

DIÁLOGO 18•3 2006 21
Logos logo, todos morreram. E Ele morreu
por todos para que aqueles que vivem

Você é um verdadeiro já não vivam mais para si mesmos,


mas para Aquele que por eles morreu
e ressuscitou” (II Coríntios 5:14, 15
discípulo de Cristo? ­– NVI).
Quando vamos a Jesus, aceitamos
Leah Jordache o fato de que Ele morreu por nós, e
somos compelidos a viver a nova vida
de resgatados do pecado. Essa nova
vida está fundamentada não em nós
Como cristãos, dizemos que Cristo mos a Cristo. Nos tempos de Jesus, o mesmos, mas nEle e para Ele. Assim,
é nosso Líder e somos Seus discípulos. relacionamento mestre/estudante sig- um discípulo de Cristo é alguém impe-
Mas, sabemos realmente o que isso nificava que o discípulo deveria seguir lido pelo amor de Deus a segui-Lo e
significa? de perto o rabino, fazer coisas que ele ser como Ele.
Para entender melhor o que é ser um fazia, falar como ele falava e imitá-lo O discipulado vai além da obediên-
discípulo de Cristo, comecemos com tão bem que alguns poderiam confun- cia, além da santificação pessoal. Essas
uma definição e então proponhamos di-lo com seu mestre. Inicialmente isso coisas ocorrem como resultado natural
quatro questões para análise. Segundo poderia ser visto como uma grande de um íntimo relacionamento discípu-
o dicionário, “discípulo” é um aluno meta para aqueles que desejam ser lo/mestre com Cristo. Elas não são o
ou seguidor, um adepto convicto de conhecidos como discípulos de Jesus. propósito do processo de discipulado.
uma escola ou de um indivíduo. Todavia, é possível agir como discípu- Se meu foco está apenas no que está
los de Cristo, sem de fato segui-Lo. acontecendo comigo, então ainda
Quem: estou vivendo para mim mesmo.
a qualificação de um discípulo Que: Pergunte a alguém sobre seu relacio-
Para começar, um discípulo de Jesus a motivação de um discípulo namento com Deus. Você poderá ouvir
é seu aluno e seguidor. Quando Cristo O que motiva os discípulos a uma resposta semelhante a esta: “Bem,
chamou Seus primeiros discípulos, seguirem um mestre em particular? eu leio minha Bíblia e oro, freqüento
disse: “Vinde após Mim, e Eu vos farei O que os impele? Qual é sua força a igreja regularmente, ouço música
pescadores de homens” (Mateus 4:19). propulsora? Na sociedade judaica dos espiritual, faço o possível para ser uma
Alguns definem discípulo em termos tempos de Jesus, os discípulos de rabi- boa pessoa, evito condescender com
de comportamentos, como a freqüên- nos famosos esperavam que o fato de o pecado e ajudo as pessoas o quanto
cia regular à igreja, a devolução fiel estarem ligados ao mestre certo lhes posso. Não sou perfeito, mas acho
de dízimos e ofertas, a opção por um trouxesse prestígio e posição em sua que estou indo na direção certa.” Mas
estilo de vida saudável, o respeito da comunidade. Por meio de sua santida- seguir a Cristo diz respeito apenas às
comunidade, o testemunho persuasivo de pessoal eles esperavam obter influ- nossas práticas ou observâncias, com-
acerca de qualquer ponto da verdade, ência e prestígio para si próprios, a fim portamentos e filosofia, nossa própria
ou o trabalho feito para uma organi- de um dia se tornarem rabinos e terem experiência e discernimento? Poderia
zação cristã. Essas qualidades devem seguidores reivindicando serem iguais a haver algo mais?
estar presentes na vida de um cristão, seus mestres. Se vamos seguir a Cristo e viver para
mas não o tornam necessariamente Não é assim com o discipulado Ele, então gostaria de apresentar duas
um discípulo. O ponto central para a cristão. Um discípulo de Cristo deve proposições: (1) se eu seguir a Cristo,
definição de um discípulo está no rela- possuir uma espécie diferente de moti- tenho de ir aonde Ele for; (2) se devo
cionamento. Um verdadeiro discípulo vação, que não tenha nada a ver com viver para Cristo, tenho de viver para
de Jesus é um aluno que aprende ativa- obtenção de proveitos ou realização aquilo que Ele vive.
mente de Jesus através de observações pessoal. O apóstolo Paulo teve conhe- Paulo diz: “Portanto, se alguém está
diretas e interação. Um discípulo é cimento antecipado do que significa em Cristo, é nova criação. As coisas
alguém que O segue e que está sendo ser discípulo de Cristo. Ele escreveu antigas já passaram; eis que surgi-
moldado e formado para fazer o tipo aos coríntios que a motivação do dis- ram coisas novas!” (II Coríntios 5:17
de trabalho que Ele faz. cipulado não está em si mesmo, mas – NVI). Discipulado é precisamente
É fácil nos pegarmos fazendo coisas em Cristo: “Pois o amor de Cristo nos isso. O que é velho passou. O que é
que pensamos que um discípulo deve constrange, porque estamos conven- novo assumiu o comando. Vida nova,
fazer, sem, contudo, realmente seguir- cidos de que um morreu por todos; novas metas, novos propósitos.

22 DIÁLOGO 18•3 2006
O discipulado cristão é um chamado em nosso próprio processo de disci- Deus estava em Cristo reconciliando
para pertencer a Cristo no mais pleno pulado, que nos esquecemos de nosso Consigo o mundo, não imputando
sentido da palavra. Agora nos unimos destino – nosso comissionamento – de aos homens as suas transgressões, e
a Ele num novo propósito. Como Seu levar a mensagem divina de reconci- nos confiou a palavra da reconciliação.
discípulo, Seu destino é o meu destino, liação a outros. Fomos reconciliados De sorte que somos embaixadores
Sua motivação, a minha motivação. com Deus através de Cristo, portan- em nome de Cristo, como se Deus
to, como Seus seguidores, rogamos a exortasse por nosso intermédio. Em
Onde: outros, em Seu nome, que se reconci- nome de Cristo, pois, rogamos que vos
o destino de um discípulo liem com Ele. A liderança de Cristo é reconcilieis com Deus” (II Coríntios
O propósito da vida de Cristo é a uma busca. Segui-Lo significa acompa- 5:17-20).
reconciliação do mundo com Deus nhá-Lo em Sua busca. Devemos apelar
(II Coríntios 5:18 e 19). Ele conduz ao mundo em nome de Cristo.
a humanidade a uma restauração do Isso significa que qualquer um de Leah Jordache atua como pasto-
relacionamento com Deus. Como Seus nós que considere seriamente o dis- ra do ministério jovem da Igreja
discípulos, nosso destino precisa ser o cipulado deveria fazer um inventário da Universidade de Loma Linda,
mesmo. Paulo diz que Cristo nos deu de onde estamos como “seguidores Califórnia, EUA. Você pode entrar
“o ministério da reconciliação” (v. 18). de Cristo”. Comece respondendo às em contato com ela acessando o
O significado é claro. Assim como seguintes perguntas: site www.lluc.org ou escrevendo
Cristo Se deu a Si mesmo até a morte 1. Qualificação: para ljordache@lluc.org
de cruz, a fim de reconciliar o mundo • Sou um seguidor de Cristo?
com Deus, assim deve ser a nossa • Vou além da santificação pessoal
missão. Como discípulos, deveríamos para seguir a Cristo em Sua busca da
nos entregar completamente a esse reconciliação dos seres humanos com
ministério de reconciliação. É nossa Deus?
tarefa como discípulos, levar de volta a 2. Motivação:
Ele as pessoas por quem Cristo depôs • Sou constrangido pelo amor que
Sua vida. Foi isso que Jesus quis dizer Cristo tem por mim?
em Mateus 28:19 (NVI) quando orde- • Estou convencido de que Deus
nou: “Vão e façam discípulos de todas proveu tudo o que necessito, de forma
as nações.” Esse é o nosso destino, a que já não preciso viver para meus pró-
nossa meta, o nosso propósito como prios desígnios, mas para os Seus?
Seus discípulos: conduzir outros a um • Estou disposto a viver por Cristo
relacionamento restaurado com Deus e meus semelhantes, em lugar de sim-
através do conhecimento daquilo que plesmente viver para mim mesmo?
Cristo realizou por eles. 3. Destino:
• Qual é o meu destino?
Como: • Onde as pessoas acabarão se me
a manifestação de um discípulo seguirem aonde eu as estou conduzin-
Como discípulo de Jesus e de acordo do agora?
com II Coríntios 5:18, eu O represen- 4. Manifestação:
to perante o mundo e transmito-lhe • Como embaixador de Cristo, o
Sua mensagem de reconciliação. Faço que minha manifestação está contando
apelos em Seu favor. Minha manifesta- acerca de Deus aos outros?
ção é a Sua manifestação. Assim, o que • É visível em minha apresentação
meu apelo comunica a Seu respeito? de Seu apelo o profundo desejo e a
Se sou um discípulo de Cristo, como paixão de Cristo pela reconciliação?
devo ocupar-me da missão de ser um Lembre-se: “E, assim, se alguém está
embaixador da reconciliação em Seu em Cristo, é nova criatura; as coisas
nome? Em vista do quanto Deus esteve antigas já passaram; eis que se fizeram
disposto ao sacrifício, o que isso signi- novas. Ora, tudo provém de Deus,
fica para nós como agentes de recon- que nos reconciliou Consigo mesmo
ciliação? por meio de Cristo e nos deu o minis-
É possível termos conseguido tanto tério da reconciliação, a saber, que

DIÁLOGO 18•3 2006 23
ponto de vista novos cristãos. Eles vêm à igreja, amam
a graça, o descanso sabático, o céu, o

Dez razões que me fazem batismo e os novos amigos. Então eles


adquirem todas as leis e regras e logo se
sentem carregando uma mala pesada.
permanecer adventista Mas Jesus diz: “Meu jugo é suave e meu
fardo é leve.”
Dan Smith
2. Deus não é um ladrão! “O
ladrão vem apenas para roubar,
matar e destruir; Eu vim para
Em meio a agüentar todos os problemas que que tenham vida, e a tenham
encontro dentro dela? Minhas reflexões plenamente” (João 10:10).
questionamentos e me levaram a anotar dez razões para Satanás vem dizendo mentiras a res-
controvérsias, a igreja que permanecer na igreja. peito de Deus por milhares de anos:
segue os ensinamentos de “Deus é um ladrão. Ele o enganará. Ele
1. O fardo de Deus não é pesado. tirará toda a sua diversão. Cuide com
Jesus irá triunfar no final. “Pois o meu jugo é suave e o meu Ele. Ele está aí para roubar a sua vida.”
fardo é leve” (Mateus 11:30).1 Mas Jesus diz: “Não sou um ladrão.”
Alguém me disse que sentia o adven- Então, tive que revisar todo o meu
Testes são comuns durante a vida. Na tismo pesado, mas Jesus diz: “Venham adventismo, cada doutrina e padrão
escola, testes determinam sua classifica- a mim, todos os que estão cansados e da igreja para ter a certeza de que não
ção. Em um consultório médico, testes sobrecarregados, e eu lhes darei des- havia nada dizendo que Deus é um
ajudam no diagnóstico e tratamento canso... Pois o meu jugo é suave e meu ladrão.
de uma doença. Um teste de direção é fardo é leve” (Mateus 11:28 e 30). Se
necessário para conseguir uma carteira você sente que sua religião é pesada, 3. Não temas. “Não tenham
de motorista. você não obteve isto de Cristo. Esse medo” (Lucas 2:10).
Mas o último é o Teste Final. Como verso se tornou um verso de definição Quando os anjos finalmente tiveram
é que se faz para passar neste? A respos- para mim. Então tive que rever todo o a chance de dizer algo aos seres huma-
ta final será sempre “graça”. Entretanto, meu adventismo, até que o senti leve. nos no grande conflito entre Deus e
existe um problema. Sempre que Deus Charles Swindoll conta a história de Satanás, suas primeiras palavras foram:
lhe dá a graça, Ele faz juntamente um um homem que foi a um aeroporto “Não tenha medo!” Eu cresci com
pacote que chamamos de “igreja”. Os carregando uma mala pesada ligada por medo. Cada vez que pecava, ficava com
estudantes do meu campus por vezes um fio ao seu relógio. Outro homem medo que Deus tivesse tirado meu
dirão: “Sou espiritual, mas não religio- lhe perguntou o horário. Ele lhe disse nome da “Lista”. Eu tinha medo do jul-
so.” Isso normalmente indica problemas o horário, a pontuação do Lakers e o gamento, dos últimos dias, tudo isso.
com a igreja. tempo em Londres. Mas os anjos disseram: “Não tema.
Sim, por vezes a igreja pode levá- – Seu relógio lhe diz tudo isso? Vá encontrá-lo em uma manjedoura.
lo à loucura. Política interna, muitas Preciso dele. Pagarei 100 dólares. Ele é um bebê. Você não precisa ter
regras, pessoas assustando com histórias – Não está à venda. medo de se aproximar de Deus.” Então
de perseguição nos últimos tempos, – 500 dólares. novamente tive que revisar todo o meu
legalismo. Tive um garoto com cabelo – Não, é único. Meu pai me deu e eu adventismo e me livrar de todo o medo.
comprido e camiseta vindo à minha o darei ao meu filho. Não ter mais medo de estar perdido,
congregação. Estava esperando por sua – 5 mil dólares. Preciso ter este reló- nem do julgamento e nem dos últimos
namorada quando alguém lhe disse: gio. Tenho o dinheiro aqui. tempos.
“Você não pode entrar na igreja vestido – Ok, está bem. Quando estava no seminário, um
desta forma. Terá de esperar do lado de O comprador, emocionado, põe o de meus irmãos me enviou bilhetes
fora.” Aquele jovem jurou nunca mais relógio no pulso e vai embora. O pri- para o jogo Chicago Bulls x Portland
voltar à igreja até que eu o chamei para meiro homem, então, pega a mala e Trailblazers. Eu era de Portland e
desculpar-me. grita: nós éramos os campeões do mundo.
Como pastor, freqüentemente tive – Não, espere um minuto, não se Quando o Chicago marcava pontos, 20
razões para me perguntar: por que esqueça de levar a bateria! mil pessoas ficavam em pé e torciam.
permaneço dentro da igreja? Por que Isso é o que acontece com muitos Quando Portland marcava, nós dois

24 DIÁLOGO 18•3 2006
ficávamos em pé e torcíamos! Quando apenas cinco minutos. Por quê? Porque pegou a sua própria roupa, limpou os
chegou o final do jogo, Chicago rou- eram boas novas. cuspes e disse: “Jesus, Você é a pessoa
bou a bola e marcou, nos passando por Talvez a razão porque o evangelho mais importante da minha vida. Sou
um ponto, faltando quatro segundos ainda não tenha chegado ao mundo eu quem não tenho valor algum.” Ela
para terminar. Vinte mil pessoas em inteiro seja por não estarmos convenci- virou-se em direção ao comandante
pé aplaudindo. Dois de nós sentados! dos de que temos somente boas novas! e disse: “Você pode atirar em mim,
Portland pediu tempo, voltou à quadra agora!” O oficial começou a chorar,
e Lionel Hollins fez um arremesso de 5. Imensa alegria! “Estou lhes pegou seu quepe e o pôs na jovem.
longa distância que entrou na cesta trazendo boas novas de grande Partiu-lhe o coração ver uma pessoa dis-
enquanto a campainha indicava o fim alegria” (Lucas 2:10). posta a morrer por Cristo. Nos últimos
do jogo! Dois de nós em pé, aplaudin- Uma noite, ao chegar em casa, minha dias, a igreja estará cheia de discípulos
do! Vinte mil sentados, silêncio abso- esposa estava assistindo ao concerto de Cristo, cheios de fé como ela.
luto! Foi algo extraordinário em minha de Elton John, no Madison Square
vida! Garden, em Nova Iorque. Eu nunca 7. Para todas as pessoas. “Estou
Por vezes parece que o outro lado o havia escutado. Enquanto assistia, lhes trazendo boas novas de
vai vencer. Onde está Deus? Por que percebi 35 mil pessoas da minha idade grande alegria, que são para todo
Ele não mostra mais o Seu poder? Por cantando com o cantor por duas horas, o povo” (Lucas 2:10).
que não há milhões vindo para escutar sabendo todas as letras. Eu fiquei um Na nossa igreja, durante os últimos
acerca de Deus? Mas de alguma forma pouco triste, pensando comigo mesmo: dias, não haverá barreiras, discrimina-
irá acontecer. Um dia Deus irá mostrar “Quando algo assim irá acontecer para ção, hierarquias. Nós crescemos cantan-
o Seu poder e estádios estarão cheios Deus?” Nosso culto deve ser mais inten- do: “Cristo ama as criancinhas, todas
de pessoas vindo para escutar acerca de so. Como cristãos, temos que ser as pes- que no mundo há, não importa qual a
Deus. Eu não quero estar dormindo. Eu soas mais intensas da face da terra, por- cor, Ele as quer com muito amor.” Mas
não estou com medo. que os anjos nos disseram que estavam não agimos assim. Em muitas partes
trazendo boas novas de grande alegria. do mundo temos permitido, ainda
4. Boas novas! “Não tenham hoje, a discriminação e o preconceito
medo. Estou lhes trazendo boas 6. O Salvador nasceu! “Hoje… guiar-nos em nossas decisões. Quando
novas de grande alegria” (Lucas lhes nasceu o Salvador” (Lucas pregava para uma platéia negra, o pas-
2:10). 2:11). tor H.M.S. Richards costumava dizer
Tudo a respeito de Deus são boas Ao compreendermos de uma vez bem alto: “Não haverá negros no céu!”
novas. Não devem existir algumas boas por todas o assunto “igreja”, estaremos Silêncio. “Não haverá negros no céu!”,
novas com algumas más novas. Errado, direcionados totalmente a Cristo. Todo ele repetia. As pessoas começavam a
tudo deve ser boas novas. sermão será direcionado a Cristo, toda ficar nervosas. Então dizia: “Não haverá
Quando estivemos em Pasadena, doutrina se desenvolverá em torno de pardos também. Nem brancos. Apenas
Califórnia, fomos a um casamento. sermos discípulos de Cristo. Salvação vermelhos, vermelhos do sangue do
Isso aconteceu durante o sétimo jogo será por graça somente, porque “hoje… Cordeiro.” Todas as barreiras serão der-
das finais de basquete, entre Lakers e lhes nasceu o Salvador”. rubadas.
Portland. No momento em que entra- Em Ruanda, 1994, com tantas
mos no carro, para irmos à recepção, mortes, pessoas começaram a procurar 8. Liberdade. “Onde está o
nossos garotos ligaram o rádio. Os refúgio nas igrejas. Em uma manhã, Espírito do Senhor, ali há
Lakers estavam perdendo de 15 a 18. um grupo entrou em uma igreja cristã, liberdade” (II Coríntios 3:17).
Nós chegamos ao estacionamento da correndo de uma gangue de bandidos Muitos de nós crescemos sem o
recepção e ia desligar o carro. Os garo- vestidos com uniformes militares. Seu sentimento de liberdade. Pessoas guar-
tos começaram a chorar: “Pai, você “oficial-comandante” ordenou a todos daram os sábados, deram seus dízimos
não pode desligar agora.” Finalmente, os membros que se deitassem e cami- e ofertas, mudaram sua dieta, tiraram
minha esposa disse: “Dan, nós precisa- nhou em direção a uma figura de Jesus, suas jóias, mas não se sentiram livres. Se
mos ir. Vamos chegar atrasados.” Então pendurada na parede, cuspiu nela e a sua religião não o faz sentir-se livre,
eu desliguei o carro e os garotos, com disse: “Jesus, você não tem valor, eu não então não pode ter vindo do Espírito.
má vontade, saíram. Mas após cinco quero nada com você.” Então o pastor Porque “onde está o Espírito do Senhor,
minutos dentro da recepção, a notícia caminhou em direção à mesma figura, ali há liberdade”.
começou a se espalhar: “Vocês ouviram cuspiu e disse o mesmo. Alguns líderes
que os Lakers venceram? Eles estão da congregação fizeram o mesmo. 9. Tem de fazer sentido. “Venham,
de volta!” Todos ficaram sabendo em Finalmente, uma jovem levantou-se, vamos refletir juntos” (Isaías
DIÁLOGO 18•3 2006 25
1:18); “Ame o Senhor, o seu 10. Eu não tenho vergonha. “Não poderia voltar a acreditar.
Deus de todo o seu coração, de me envergonho do evangelho” Fiquei chocado em perceber que
toda a sua alma e de todo o seu (Romanos 1:16). estive sentado ali desejando ter o que
entendimento” (Mateus 22:37). Ao refletir sobre meu adventismo, ele tinha, e ele estava desejando ter o
Tudo sobre a Igreja Adventista, nos com esta lista, finalmente cheguei a um que eu tinha. Prometi que eu nunca me
últimos dias, tem de estar firmado nas cristianismo e adventismo que podem envergonharia novamente. Estou orgu-
Escrituras e centrado em Cristo. Isso me orgulhar. Recuso-me a acreditar em lhoso de ser um cristão, orgulhoso de
faz sentido, porque é a igreja de Deus algo do qual tenha que me sentir enver- ser um adventista do sétimo dia. Temos
e Deus tem de fazer sentido. Nós cos- gonhado. o melhor quadro de Deus que conheço.
tumávamos dizer que você não podia ir Anos atrás fiz um funeral para uma O melhor pacote de verdade. A maior
ao cinema, mas podia assistir a filmes família rica. Estas pessoas tinham tudo fidelidade à Bíblia que conheço.
no ginásio da escola. Não, o lugar não – mansão, iate, avião, tudo. Eu estava
era o ponto. O ponto era o que o filme lá, sentado, invejando algo do que eles Conclusão
faria para a sua alma. Tudo o que dize- tinham quando um dos homens da Dick Winn escreveu uma vez que
mos tem de fazer sentido, porque Deus família veio até mim e me perguntou: se você está infeliz com a igreja, tem
nunca é arbitrário. As pessoas têm de – Você acredita naquilo que você algumas alternativas. Pode ficar dentro,
compreender que estão fazendo uma disse durante o serviço funerário? mantendo as aparências, entorpecido;
escolha com vontade própria e com – Claro que sim – respondi. pode sair de fininho pela porta dos fun-
seus olhos bem abertos. Poder escolher – Eu não. Eu costumava acreditar. dos; pode ficar bravo e sair pela frente;
é um avanço, uma verdade maior e Esperava poder voltar a fazê-lo. Talvez ou pode escolher suas convicções “a
melhor. se eu tivesse um pastor como você eu la carte”, imaginando que não precisa
jogar tudo para o alto por ter problemas
com algum ponto. Bastaria manter o
que funciona para você!
Ou você pode ainda ficar e trabalhar.
Fazer melhor. E foi isso o que escolhi.
Estive em meio a controvérsias teológi-
cas. Tive amigos deixando a igreja, até
mesmo abandonando o ministério. Eu
olhei para isso, mas finalmente decidi
ficar. Se você e eu partirmos, outras
Loma Linda University
pessoas terão a palavra final sobre o
Geologia e Ciência Ambiental e do Sistema Terrestre que a igreja se tornará. Se você partir,
Programas de Bacharelado em Ciências você não adquire um voto, então eu
decido ficar. Contanto que eu tenha um
Geologia, com ênfase em sedimentologia e paleontologia, prepara o estudante para uma
púlpito ou você tenha o seu papel na
educação complementar em nível profissional ou de graduação; para o ensino de ciência igreja, nós temos algo a dizer e podemos
secundária, ou ocupação em geologia industrial. Acesse o site http://www.llu.edu/llu/grad/nats- trabalhar para fazer com que a Igreja
ci/ugradgeo.html, para informações adicionais ou entre em contato com o Dr. Leonard Brand – Adventista seja aquilo que deveria ser.
lbrand@llu.edu. Então fique! Decida hoje que nada o
A Ciência Ambiental e do Sistema Terrestre é o estudo integrado dos sistemas biogeo- poderá afastar – nenhuma hipocrisia,
físicos, e de como as atividades humanas impactam a sustentabilidade do sistema terrestre. nenhuma política, nada. Permaneça.
Prepara os estudantes para contribuírem com os esforços visando a melhor administração Ame a igreja porque Jesus ama a igreja e
“global e local” dos recursos da Terra. Também os habilita ao mercado de trabalho ou aos estu- morreu por ela.
dos avançados numa variedade de campos, incluindo biologia, vários campos das geociências,
ciência ambiental, administração de recursos naturais, biotecnologia, diversas ciências de saúde,
bem como política pública e carreiras em direito ou planejamento. No site http://resweb.
llu.edu/rford/EESS/ há mais informações. Se quiser, contate o Dr. Robert Ford pelo e-mail
Dan Smith é o pastor principal da
rford@llu.edu. Igreja da Universidade de La Sierra
Nos dois programas de Bacharelado em Ciências, os estudantes cursarão os primeiros dois em Riverside, Califórnia, EUA. Seu
anos em qualquer universidade ou faculdade, e os últimos dois na Loma Linda University. Cada e-mail: dsmith@lasierra.edu
programa oferece sólido preparo universitário, segundo o registro centenário de altíssima qua-
lidade acadêmica da Loma Linda University.
1. Todas as citações bíblicas são da NVI.

26 DIÁLOGO 18•3 2006
Depressão saída. Por isso, perguntamos a Annie: for Chronic Depression”, Journal of Clinical
Psychology 59, 2003. pp. 817-31.
Continuaçáo da pág. 17 “O que você fará depois que superar a 8. Por exemplo: A. W. Braam, P. van den Eeden,
depressão? Como será o dia seguinte?” M. J. Prince, A. T. F. Beekman, S. L. Kivelae,
Planejando o futuro, para viver com B. A. Lawlor, et al. “Religion as a Cross-
Cultural Determinant of Depression in Elderly
Como lutar contra a desesperança? seus filhos, ela foi capaz de visualizar Europeans: Results from the Eurodpe colabora-
Desenvolvendo confiança em Deus, uma vida feliz. Pouco a pouco, viu sen- tion”, Medicina Psicológica 31, 2001. pp. 803-
construindo autoconfiança, estimu- tido na vida e a luz começou a surgir. 14.
lando recursos pessoais e mobilizando 10. Confie em Deus. Envolvimento
forças mentais e espirituais para criar religioso é uma variável importante Para leitura adicional
Associação Americana de Psiquiatria. Diagnóstico
uma atmosfera esperançosa. Esperança que recebeu atenção em recente litera- e Manual Estatístico de Desordens Mentais, 4th
é acreditar que sempre existe uma tura em depressão. Vários estudos de ed., DSM-IV, Washington, D.C., revisão de
alto perfil8 indicam que certos aspectos texto, 2000.
D. G. Blazer, R.C. Kessler, K.A. McGonagle, e M.
de religiosidade (por exemplo, envol- S. Swartz. “The Prevalence and Distribution of
Instruções para avaliar o Teste vimento religioso público, motivação Major Depression in a National Community
Wang para diagnóstico de religiosa intrínseca) podem ser inver- Sample: The National Comorbidity Survey”,
Jornal Americano de Psiquiatria, 151, 1994,
depressão: samente relacionados aos sintomas pp. 979-86.
depressivos. Ou seja, maior o envolvi- P. Saz, e M. E. Dewey. “Depression, Depressive
Symptoms and Mortality in Persons Aged
1. Marque os itens 1, 3, 4, 7, mento religioso, menores os sintomas 65 and Over Living in the Community: A
9, e 10, da esquerda para da depressão. Systematic Review of the Literature”, Jornal
a direita, dando 1 ponto Internacional de Psiquiatria Geriátrica, 16,
2001, pp. 622-30.
para a coluna “Nunca”, T. B. Smith, M. E. McCullough, e J. Poll.
2 para “Raramente”, 3 Mario Pereyra (Ph.D., Universidade “Religiousness and Depression: Evidence for
para “Às vezes”, 4 para de Córdoba, Argentina) é um psi- a Main Effect and the Moderating Influence
of Stressful Life Events”, Boletim Psicológico,
“Freqüentemente”, e 5 para cólogo clínico. Também é professor 129:4, 2003, pp. 614-36.
“Sempre”. e pesquisador na Universidade de
2. Marque os itens 2, 5, 6 e 8, Montemorelos, México. Ele é autor
da direita para a esquerda, de vários artigos e livros, dentre
dando 1 ponto para “Sempre”, os quais ¡Sea feliz! Cómo vencer la
2 para “Freqüentemente”, depresión y controlar la ansiedad
3 para “Às vezes”, 4 para (Publicações da Universidade de
“Raramente”, e 5 para Montemorelos, 2005), co-autor com
“Nunca”. Carlos Mussi, de onde este artigo foi
3. Coloque os pontos de cada adaptado. Seu e-mail é: pereyram@
fileira à extrema direita. Some um.edu.mx
e multiplique o total por 2
para obter o índice de porcen-
tagem. REFERÊNCIAS
4. Localize o índice de porcenta- 1. Organização Mundial da Saúde (2006).
Depressão. O que é depressão? Disponível em:
gem na Tabela de interpretação <http://www.who.int/mental_health/manage-
abaixo. ment/depression/definition/en/>.
2. Idem.
3. S. R. H. Beach and N. Amir. “Is Depression
Tabela de interpretação Taxonic, Dimensional, or Both?”, Journal of
Valores normais: Abnormal Psychology 112, 2003. pp. 228-36.
Até 40 pontos 4. M. Pereyra y C. Mussi. ¡Sea feliz! Cómo
vencer la depresión y controlar la ansiedad.
Situação limite: Montemorelos, México: Publicações da
Entre 41 e 50 Universidade de Montemorelos, 2005.
5. W. Kuyken. “Cognitive Therapy Outcome:
Depressão menor: The Effects of Hopelessness in a Naturalistic
Entre 51 e 60 Outcome Study”, Behaviour Research and
Depressão moderada: Therapy 42, 2004. pp. 631-46.
6. M. A. Young, L. F. Fogg, W. Scheftner, J.
Entre 61 e 70 Fawcett, H. Akiskal, e J. Maser. “Stable Trait
Depressão grave: Components of Hopelessness: Baseline and
Maior que 71 Sensitivity to Depression”, Journal of Abnormal
Psychology 105, 1996. pp.155-65.
7. L. P. Riso e C. F. Newman. “Cognitive Therapy

DIÁLOGO 18•3 2006 27
EM Ação
Estudantes se
encontram
no Brasil para
aprender e
compartilhar
Sob o tema “Eu Escolho Ser Fiel”,
mais de 300 estudantes universitários
adventistas e amigos se encontraram
no fim de semana de 18 de março de
2006, no sul do Brasil, para apren-
der sobre a criação e compartilhar o
presente da vida com outros. A reu-
nião foi promovida pela Associação
de Estudantes Adventistas da Missão
Ocidental Sul-Rio-Grandense.
No evento, mais de 100 estudantes
e líderes também doaram sangue em
favor da iniciativa do Projeto Mais
Vida. O prefeito da cidade recebeu
os participantes com boas-vindas: “A
cidade de Passo Fundo está encantada
por receber a visita de jovens cristãos
que vêm fortalecer sua fé e expressar
sua solidariedade com os que precisam.
Nós apreciamos profundamente sua

Conferência sobre contribuição ao banco municipal de


sangue.”
O geólogo Nahor N. Souza Jr.,
criacionismo em Portugal doutor em Geologia, foi o orador do
evento. Ele falou dos assuntos das
origens e catastrofismo. “A evidência
Membros da Associação de Estudantes universidades adventistas manter uma científica em favor da Criação, como é
da Universidade Adventista de Portugal fé estabelecida na Bíblia enquanto estão descrita na Bíblia, torna-se mais forte
participaram da conferência sobre cria- sendo bombardeados por idéias evolu- com o passar do tempo”, declarou.
cionismo realizada de 2 a 5 de setembro cionistas e pontos de vista seculares? “No entanto”, ele acrescentou, “mais
de 2005. Entre os 160 participantes esta- Um dos pontos mais importantes importante que o conhecimento desta
vam presentes professores e profissionais durante o encontro foi uma visita dirigi- evidência é sua amizade pessoal com
adventistas. A conferência teve palestras da ao parque paleontológico localizado Jesus e sua capacidade de compartilhar
sobre biogeografia, geologia, paleontolo- em uma área de uma antiga pedreira, Seu amor com outros”.
gia e teologia apresentadas pelos mem- onde longas trilhas ou pegadas de vários O pastor Areli Barbosa, diretor do
bros do Geoscience Research Institute tipos de dinossauros podem ser observa- ministério dos jovens da União Sul
– Raúl Esperante, James Gibson, Jacques dos de perto. do Brasil, também falou ao grupo,
Sauvagnat, Ronald Nalin – e outros realçando três pontos. Primeiro, a
especialistas. Reportagem de Miguel A. Nunes, necessidade de filtrar a informação
Uma pergunta-chave foi colocada estudante universitário e líder em que alcança os estudantes na univer-
em pauta sobre vários ângulos: como Portugal. E-mail: manunes@gmail. sidade pelos meios de comunicação.
poderiam profissionais e estudantes de com “Reuniões tal como estamos tendo

28 DIÁLOGO 18•3 2006
Estudantes adventistas
ganenses organizam
conferências bíblicas
Sob o patrocínio da Ghana National do campus divulgou os anúncios.
Association of Adventista Students O programa apresentou devocio-
(GNAAS), Samuel Koranteng-Pipim, nais matinais sobre o tema “Um Dia
diretor de ministério para os univer- de Cada Vez”, que falava ao coração;
sitáries da Associação do Michigan, e uma sessão vespertina focalizando
ajudam os estudantes a se aprofundar ministrou uma série de conferências o tema “Vivendo Sem Medo”, que
em suas convicções cristãs e fornecem bíblicas sobre o tema “Vivendo Sem apelava à mente. O orador mostrou
mais argumentos para defender sua fé”, Medo”. convincentemente que a mensagem
afirmou. Em segundo lugar, destacou: A programação foi realizada na adventista é bíblica, razoável e crível.
“Este fórum permite aos estudantes Universidade de Ciência e Tecnologia O capelão da universidade, Paul Boafo,
fazerem perguntas críticas e expandir Kwame Nkrumah em Kumasi, Gana, e sua esposa, eram ouvintes freqüen-
seu círculo de amigos adventistas.” de fevereiro a março de 2006. tes. “Estas são mensagens que nosso
Terceiro, os criacionistas se tornam O evento reuniu diariamente cerca campus precisa, em lugar de barulho e
mais numerosos e articulados para de 700 estudantes, atingindo o pico de tambores”, declarou.
proclamar a realidade de um universo freqüência de 1.500 pessoas nos fins Os grandes problemas que afetam
projetado por Deus. de semana. Ao final da série, foram todos os estudantes adventistas da
O pastor Ignácio Kalbermatter, pre- batizadas 37 pessoas. Várias outras universidade são as conferências e os
sidente da União Sul do Brasil, fechou estão estudando a Bíblia com membros exames aos sábados. Por optarem per-
o programa encorajando os participan- da GNAAS. Os recém-batizados estão manecer fiéis ao sábado, muitos ficam
tes a fazer diferença em seu lugar de recebendo estudos especiais para apro- atrasados em seus estudos. Foram
estudo ou trabalho e fazer de Jesus o fundar sua compreensão sobre as cren- tentados meios legais, mas sem suces-
centro de sua vida para testemunhar. ças e estilo de vida que abraçaram. so. Como continuamos a orar pela
A GNAAS foi organizada nos anos intervenção divina, pedimos orações
1960 por um grupo de 13 estudan- de nossos colegas estudantes visando à
Reportagem de Charlise Alves
tes. Hoje, a associação tem mais de solução desse sério obstáculo às nossas
para a Associação de Estudantes
500 membros distribuídos pelo país. convicções.
Adventistas da Missão Ocidental Sul-
Para o pastor Koranteng-Pipim, esse
Rio-Grandense, no Brasil.
evento foi um retorno memorável à
universidade onde estudou e aceitou o Reportagem de Erik Adjapong da
adventismo. Ghana National Association of
Envie-nos o rela- Os preparativos para as conferên-
cias começaram com a organização
Adventist Studens. Seu e-mail: askfk-
nust@yahoo.com.
tório de seu de várias comissões e séries de retiros
grupo espirituais, projetados para aprofundar
nosso próprio comprometimento em
Os líderes das associações de estudan-
dar o melhor para Deus. Nosso lema
tes universitários adventistas são convida-
dos a enviarem um breve relatório das ati- era: “Se você não for um missionário,
vidades de seu grupo e uma ou duas fotos é um campo de missão.” Foram neces-
digitais para publicação na revista Diálogo. sários fundos consideráveis para orga-
Inclua toda informação relevante a respei- nizar o programa. Deus respondeu às
to do grupo de estudantes, descrevendo nossas orações, permitindo-nos arreca-
suas atividades principais, desafios, planos e dar os recursos financeiros requeridos.
também mencionando o nome, cargo e e- Visitamos todas as residências do cam-
mail do autor do relatório. As informações pus, convidando nossos colegas para o
deverão ser encaminhadas a Susana Schulz programa. Foram distribuídos prospec-
(schulzs@gc.adventist.org). Obrigado! Sala de reuniões.
tos e colocados banners. A rádio oficial

DIÁLOGO 18•3 2006 29
Livros para classificar organismos em grupos maiores são mencio-
nados, mas os exemplos citados para ilustrar tais grupos são
Beginnings: are Science and “répteis, mamíferos, pássaros, etc” (p. 85). Tais exemplos
Scripture Partners in the não são adequados; todos têm o mesmo corpo vertebrado
Search for Origins? quádruplo e são classificados dentro de um único grupo, o
de Leonard Brand com David C. Jarnes Chordata. Problemas assim, porém, não são freqüentes.
(Nampa, Idaho: Pacific Press Publ. Assn., O texto de Beginnings foi editado por David Jarnes para
2006; 176 pp., brochura). torná-lo mais simples. Se ele realmente conseguiu fazer isso
é passível de discussão. Na minha opinião, Beginnings é o
Resenha de Timothy G. Standish melhor esforço até o momento para fazer com que leitores
comuns apreciem os assuntos mais técnicos e filosóficos
confrontados por cientistas que crêem na Bíblia. Mas, aque-
les que desejam oferecer o livro a leitores mais preparados
Como professor de paleontologia na Universidade de cientificamente talvez devessem optar pelo livro anterior de
Loma Linda, Leonard Brand dirige um produtivo programa Brand ou algum outro dentre os excelentes tratados técnicos
de pesquisa e tem publicado inúmeros artigos de excelente disponíveis.
nível em publicações científicas. Seu primeiro livro, Faith,
Reason and Earth History (Andrews University Press, 1997), Timothy G. Standish (Ph.D., Universidade George
sintetizou muito bem conflitantes áreas de conhecimento e Mason) é cientista do Geoscience Research Institute.
linhas de evidência. Em Beginnings, ele encara um desafio Seu endereço postal: 11060 Campus Street, Loma Linda,
no qual muitos falharam: um livro criacionista que é ao Califórnia 92350, EUA.
mesmo tempo tecnicamente preciso e acessível a quem não
é um cientista. A virtude e a complexidade de tal tarefa é
evidente ao se ler o livro. Misión y Contextualización:
Uma leitura literal da Bíblia não produz necessariamente Llevar el Mensaje Bíblico a un
uma clara compreensão dos detalhes da natureza. Isto é Mundo Multicultural
particularmente verdade quanto ao registro fóssil. Brand Editado por Gerald A. Klingbeil
evita atacar a ordem no registro fóssil ou outras doutrinas da (Libertador San Martín, Entre Ríos,
geologia. Em vez disso, ele compara interpretações da evi- Argentina: Editorial Universidad
dência geológica de um dilúvio recente com interpretações Adventista del Plata, 2005; 388 pp.,
que exigem longas eras ou milhões de anos, mostrando que brochura).
ambas as interpretações enfrentam importantes desafios. A
compreensão de que nenhum dos lados tem todas as respos- Resenha de Mario Riveros
tas para as questões sobre geologia, biologia e tempo deveria
servir de encorajamento àqueles que acreditam que ainda
resta algo a ser feito por cientistas que acreditam na Bíblia. Quais são os desafios da missão cristã num mundo multi-
Talvez ainda mais interessante “e arriscado por ainda não cultural? Como o testemunho cristão enfrenta o problema da
haver passado pelo crivo da opinião crítica” é o modelo da contextualização? Essas e outras questões vitais para a missão
“geologia holística” de Brand para interpretar a história da e a cosmovisão cristãs foram discutidas num recente simpó-
Terra. sio de líderes da Igreja e teólogos na Universidade Adventista
A lógica clara e sucinta de Brand propicia uma ótima de River Plate, na Argentina. Dezenove das melhores apre-
compreensão tanto do pensamento criacionista quanto do sentações estão agora disponíveis àqueles que se interessam
darwiniano. Leitores que desejam compreender a teoria evo- pelos assuntos de missão e cultura, graças ao excelente traba-
lutiva e por que alguns acham atraentes suas explicações vão lho editorial de Gerald Klingbeil.
gostar desse livro. Porém, Beginnings não é o livro ideal para O volume tem cinco seções. A primeira começa com a
qualquer um. Leitores com maior conhecimento científico metodologia da contextualização empregada por antigos
podem achar que algumas idéias não estão adequadamente tradutores judeus nos Targuns, com o propósito de tornar a
esboçadas e apresentadas. Além disso, frases explicativas des- mensagem das Escrituras Hebraicas acessível àqueles que não
tinadas a ajudar o leitor comum podem irritar o leitor mais mais falavam o hebraico, mas o aramaico. Há dicas que se
experiente. aplicam à “difícil missão de apresentar o evangelho eterno a
Algumas declarações destinadas a clarificar detalhes todas as culturas, a todas as cosmovisões, a todas as classes,
acabam confundindo. Por exemplo, ao discutir desenvolvi- a todas as cidades, a todos os lares e famílias” (p. 21). Em
mento e teoria, diferentes esquemas de corpo animal usados seu artigo, Carlos H. Cerdá destaca a confiança interpessoal

30 DIÁLOGO 18•3 2006
e consciência moral como fatores-chave para o avanço da O livro termina com uma seção de estudos aplicados sobre
missão. as mudanças que desafiam as famílias que fazem a transição
A seção histórica tem George Reid recapitulando o desen- para o ministério intercultural (Cheryl Doss); necessidade de
volvimento da igreja primitiva até o tempo de Constantino contextualizar e atualizar a apresentação do evangelho para
e a consolidação do cristianismo como a religião oficial do os jovens (Miguel Cáceres); a comunicação da mensagem
Império Romano. O processo termina com uma advertência: bíblica no contexto da academia secular (Marcelo Falconier);
“Um sinal solene contra qualquer forma de contextualização e o significado e estilo da adoração levando-se em conta a
na missão não firmemente comprometida com os valores adaptação cultural e o propósito evangelístico (Daniel Plenc).
apostólicos” (p. 89). Stefan Höschele aborda o crescimento O volume, que foi criteriosamente editado, proporciona
extraordinário do adventismo na África em meio a uma uma leitura útil e estimulante para todos aqueles que se pre-
grande diversidade de culturas e situações religiosas e étnicas, ocupam com a missão cristã. Os temas propriamente ditos e
buscando por um paradigma que ajude a interpretar corre- a maneira como são abordados transcendem barreiras deno-
tamente o adventismo africano. Martin G. Klingbeil destaca minacionais e dizem respeito à missão cristã onde quer que
a importância do missionário, e faz um apelo para missioná- seja.
rios interculturais que “estejam dispostos a descrever… sua
própria espiritualidade e atividade missionária mediante uma Mario Riveros (Th.D., Universidade Andrews) é o diretor
interação com a Palavra, o mundo, a adoração e o testemu- da Escola de Estudos Graduados na Universidade União
nho” (p. 130). Peruana, em Ñaña, Peru. E-mail: mriver@upeu.edu.pe
A terceira seção inclui estudos exegéticos. Ekkehardt
Müller analisa os diferentes modelos de contextualização e
o uso dos mesmos no Novo Testamento. Ele concorda que
“um ponto de contato entre a mensagem e as culturas dever
ser encontrado”, embora afirme que “isso também significa
que a cultura possa ser confrontada e julgada pelo evange-
1844
Continuação da pág. 15.
lho” e conclui que “contextualização deve ocorrer, mas a
mensagem bíblica não pode ser abandonada ou domesticada”
(p. 188). Daniel Rode prefere falar da contextualização em REFERÊNCIAS
termos de uma “adaptação”, que ele define como “compor- 1. Veja Le Roy Edwin Froom. The Prophetic Faith of Our Fathers: The
Historical Development of Prophetic Interpretation. Washington, D.C.:
tamento social cristão” que se adapta a si mesmo a pessoas Review and Herald Publ. Assn., 1954, vol. 4. pp. 443-718 (veja especial-
de outras culturas a fim de alcançá-las com o evangelho. mente pp. 699-718).
Ele desenvolve princípios missiológicos da experiência dos 2. Ellen G. White. O Grande Conflito. 42. ed. Tatuí: Casa Publicadora
Brasileira, 2004. p. 423.
apóstolos Paulo e Pedro, e chama a atenção para o excesso da 3. Ángel Manuel Rodríguez. Handbook of Seventh-day Adventist Theology.
contextualização por causa de pressões étnicas. A “verdadeira Hagerstown, Maryland: Review and Herald Publ. Assn., 2000. p. 375.
adaptação”, ele afirma, “valoriza cada grupo humano sem 4. Disponível em: <http://www.marxists.org/archive/marx/works/1845/holy-
family/index.htm> Acesso em: 16 jun. 2004 (página introdutória).
cair no etnocentrismo” (p. 209). 5. Veja, por exemplo: Preface to Marx-Engels Collected Works, vol. 3: Works
A quarta seção inclui estudos teológicos. Laurentiu 1843-1844. Disponível em: <http://www.marxists.org/archive/marx/works/
cw/volume03/preface.htm> Acesso em 16 jun. 2004.
Ionescu convida a uma reconsideração da suposta dicotomia 6. Clarence B. Bass. Backgrounds to Dispensationalism: Its Historical Genesis
entre os Dez Mandamentos e a Lei de Moisés, argumen- and Ecclesiastical Implications. Grand Rapids, Michigan: Eerdmans, 1960.
tando que a Lei de Moisés não é senão uma reformulação p. 139.
7. Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins. Are We Living in the End Times? Wheaton,
contextualizada dos princípios centrais envolvidos nos Dez Illinois: Tyndale, 1999. pp. 157-58.
Mandamentos. Carmelo Martines chama a atenção para os 8. Uma refutação da teoria do arrebatamento e crenças relacionadas pode
perigos que a contextualização oferece para a teologia e a ser encontrada em: Steve Wohlberg. End Time Delusions: The Rapture, the
Antichrist, Israel, and the End of the World. Shippensburg, Pennsylvania:
missão. Ele relembra que teologia nunca é feita num vácuo Treasure House, 2004; e Hans K. LaRondelle. The Israel of God in
ideológico ou sócio-cultural, e que o risco de terminar com Prophecy: Principles of Prophetic Interpretation. Berrien Springs, Michigan:
uma mensagem desprovida de seu conteúdo bíblico é sempre Andrews University Press, 1983.
9. Nora Barlow. The Autobiography of Charles Darwin, 1809-1882. Nova
constante. Esteban Voth analisa o tema da unicidade de Jesus York: Norton, 1958. pp. 85-86.
como Filho de Deus e Redentor, tomando a encarnação de 10. Ellen G. White. Spiritual Gifts. Battle Creek, Michigan: Steam Press of the
Cristo num momento particular da história como a chave Seventh-day Adventist Publishing Association, 1864, vol. 3. p. 91.
11. Ariel A. Roth. “Adventism and the Challenges to Creationism.” Adventists
hermenêutica para se compreender a Jesus. Miguel Ángel Affirm, Spring, 2002. pp. 20-21.
Núñez explora o relacionamento entre contextualização, 12. Ellen G. White. Mensagens Escolhidas. 3. ed. Tatuí: Casa Publicadora
evangelismo e ação social, argumentando a favor de uma Brasileira, 1987, vol. 3. p. 196.
abordagem equilibrada que integre a pregação do evangelho
com o cuidado pelas necessidades concretas das pessoas.

DIÁLOGO 18•3 2006 31
PRIMEIRA PESSOA filha. Você sabe.”
As advertências de minha mãe foca-

O sol de Deus no palco lizavam minha vida sentimental: “Toda


a família Shao um dia sairá da China.
Por favor, não se apaixone por um
Sunshine, conforme transmitido a Kay D. Rizzo homem que a impedirá de ir conosco.”
Havia garotos de quem eu gostava
em meus anos de adolescência; depois
que fiquei famosa, os homens me
“Quem é essa estrela de ópera de pejavam em minha mente: vovô Sui, admiravam, mas eu sempre me recor-
22 anos, que parece tão glamorosa e um pastor cristão, surrado e humilha- dava das advertências de mamãe. Eu
segura de si?” Olhei para minha foto- do pela Guarda Vermelha; nossa casa brilhava no palco. Fora dele, definhava
grafia publicitária no painel externo saqueada até o ponto de não sobrar em solidão.
do Fuchou Theater. Lembrando-me quase nada; meu pai, um médico Numa de minhas visitas em casa,
repentinamente de onde estava, olhei gentil, traído por um colega e exilado encontrei uma tradução chinesa do
um pouco nervosa para os lados para para a região montanhosa do sul da livro O Desejado de Todas as Nações.
me certificar de que ninguém esta- China. Lágrimas brotavam de meus Apreciei o modo como a autora retra-
va perto o suficiente para ver meu olhos enquanto eu me lembrava de tava a Jesus. Ao término de minhas
momento de orgulho. Na China minha mãe, levando minhas três irmãs férias, mamãe insistiu para que levasse
comunista, não seria bom parecer con- mais velhas para viver com sua família o livro comigo, juntamente com uma
vencida ou pedante. em Shaobian, enquanto eu ficava com Bíblia chinesa. Eu sabia que minha
Para me lembrar de que o governo meu pai. Recordei-me da caça aos ratos família ouvia transmissões radiofôni-
me concedera o privilégio da fama, nos arrozais; olhei de relance por uma cas em ondas curtas de Hong Kong.
observei o aglomerado de mulheri- rachadura na parede, enquanto meu Sentindo um misto de solidão, aven-
nhas desmazeladas transitando pela pai operava sob a luz de uma lanter- tura e rebeldia, comprei um conjunto
rua. Vestidas com calças compridas, na. Um misto confuso de lembranças de fitas cassetes – muitos membros do
uniformes e blusas, elas se dirigiam me deixou exausta e sentindo falta de elenco da ópera ouviam fitas dos mais
apressadamente para casa após um minha família. famosos astros da ópera – e um radio-
longo e enfadonho dia de trabalho nas Estivera sozinha desde os primei- gravador portátil e comecei a escutar
linhas fabris de produção. Enquanto a ros anos da adolescência, quando fui secretamente as transmissões gravadas.
moda de Paris, Londres e Nova Iorque aprender artes em Fosham. Com papai Em minha mente, as verdades que eu
parecia apenas um sonho distante para ainda no exílio, vovô Sui nos reuniu ouvira lutavam com meu desejo de dar
a maioria das mulheres chinesas, eu no dia em que deixei o lugar para continuidade ao meu estilo de vida
estava ali trajando os melhores e mais viver na cidade. Ele fez uma oração sedutor. Minhas três irmãs haviam
recentes vestidos. por mim: que eu fosse guardada; que sido batizadas, e eu soube que nada
Foi um tempo bom aquele em que nunca me esquecesse de minha famí- agradaria mais minha família do que
eu era uma das divas operísticas no sul lia e sempre me lembrasse de minha a entrega de meu coração a Deus.
da China. Durante o reinado de poder herança espiritual. Durante anos fui Infelizmente, entre conhecer os desejos
da esposa de Mao Tsé-tung, Jiang protegida. E sempre que permitiam, divinos e cumpri-los havia uma grande
Qing, a ópera chinesa havia sido limi- voltava para visitar minha família. distância.
tada a um punhado de óperas restritas Quanto à terceira petição de meu avô, Um dia, fiquei surpresa ao receber
que faziam propaganda da revolução. abandonei rapidamente a fé. Durante uma carta de um dos amigos de vovô,
Com a mudança política no governo, minhas visitas, alegrava minha família o pastor Liang. A carta me convidava
foram permitidas audições das óperas com histórias sobre as glamorosas fes- ao batismo. Eu a ignorei. Não estava
chinesas tradicionais, que antes haviam tas, as pessoas famosas com quem me pronta para entregar o controle de
sido consideradas decadentes, perigosas encontrava e os banquetes a que com- minha vida a um Ser que ninguém do
e burguesas. Juntamente com as árias parecia. Não dava ênfase ao churrasco meu círculo de amizades cria existir.
de antigos contos de fadas musicados, de cão e ao fricassé de gato de que Ao voltar de nossa recente excursão,
tentei não pensar nas cerimônias de tanto gostava, ou ao conteúdo históri- achei outra carta do pastor Liang. Ele
abertura que adoravam e honravam co das óperas que estrelava. Enquanto me contou que estava planejando um
antigos deuses. minhas irmãs se impressionavam, meu dia especial de batismo e me con-
Dividia-me em dois mundos muito avô não conseguia esconder sua triste- vidou a participar. Quando conferi
diferentes. Memórias sombrias relam- za. “Você sabe como foi criada, minha minha agenda, fiquei aliviada porque

32 DIÁLOGO 18•3 2006
a companhia teatral estaria longe de do em Hong Kong, e entendi que pre- “Reconhece-O em todos os teus cami-
Guangzhou no fim de semana que ele cisava aprender inglês. Assim, matricu- nhos e Ele endireitará tuas veredas.”
havia mencionado. lei-me em classes noturnas e durante Agora, enquanto Roger ensina inglês
Mas no verão de 1983, mais para o dia procurava emprego. Minha irmã numa universidade na China continen-
agradar meus pais, decidi me tornar mais velha, Li Xin, arranjou trabalho tal, Deus usa minha voz e minha his-
cristã e fui batizada pelo pastor Liang. na escola Uncle Tang’s, enquanto eu tória para louvar Seu nome em muitos
Em casa, minha família se alegrou. consegui emprego vendendo livros países do mundo.
Numa carta que mamãe escreveu, ela num Adventist Book Center. Isso per-
dizia: “Finalmente nossa menina foi mitiu que nossa família se mudasse de *Nota do Editor.
batizada. Agora todos somos cristãos. um pequeno apartamento de nossos
Precisamos apenas esperar paciente- parentes para um outro próximo. Atualmente, Sunshine tem três CDs
mente pelo dia em que nos mudare- Mas eu sentia saudades da minha gravados: um em inglês e dois em
mos para Hong Kong, quando estare- música. Pensei: vou tomar um desses mandarim. Se você quiser contatar
mos juntos novamente.” ônibus que passam perto das boates, a família Stahl, o e-mail é usastahl@
Embora meu batismo tenha agrada- e ouvir as mulheres cantando. Cantar hotmail.com
do meus pais, eu ainda não havia tido num bar ou boate seria um trabalho
um relacionamento pessoal com Deus. agradável. Poderia ganhar rapidamen- Kay D. Rizzo é o autora do livro Red
O estilo de vida permaneceu o mesmo, te muito dinheiro. Quando discuti Star Rising (Nampa, Idaho: Pacific
e meu descontentamento se intensi- o assunto com meus pais, eles não Press Publishing, 2006), do qual esta
ficou. Certa manhã, em Guangzhou, usaram eufemismos. Meu coração se história foi adaptada. Já escreveu
vagueava pela cidade sem nada para agitava em rebelião. Eu era uma adulta! 55 livros e mantém um ministério
fazer. Logo, encontrei-me na igreja Havia sido dona de minha vida deste de oração internacional. Para mais
onde fora batizada. Silenciosamente os catorze anos. Orei a Deus pedindo informações sobre o seu ministério,
fui até a última fila de bancos, enterrei que mudasse a cabeça deles. Mas Ele entre em contato com Kay pelo e-
meu rosto nos braços e clamei: “Oh, mudou a minha. mail kay@kayrizzo.com
Deus, se o Senhor é verdadeiramente Alguns dias depois, fui convidada a
quem meus pais dizem que é, por trabalhar com a equipe da rádio adven-
favor, faça alguma coisa em minha tista. Teria meu próprio programa:
vida.” “Melodia em Meu Coração.” Agarrei a
De repente, um par de mãos cobriu chance. Foi quando consegui meu ape-
minha cabeça e uma voz femini- lido inglês, Sunshine, e onde encontrei
na disse algo em inglês. Não pude a pessoa que mudou minha vida para
entender as palavras, mas soube que sempre: um jovem professor norte-
ela estava orando por mim. Tendo
crescido numa sociedade onde as pes-
americano, chamado Roger Stahl. Em
seguida, um protesto estudantil na
Anunciamos…
soas raramente sorriem ou falam com praça Tiananmen fez com que o con- A Conferência
estranhos, eu gelei. O Espírito Santo sulado norte-americano retirasse todos Européia sobre Fé e
quebrou minhas defesas e meu coração os cidadãos americanos do continente Ciência
se rompeu. chinês. Depois de algum tempo, nos 1 – 12 de julho de 2007
“Está bem, Senhor, toma-me. Sou reencontramos, e ele se ofereceu para
tua.” O pesado fardo de culpa e vergo- me ensinar inglês. Um romance flo- Patrocinada pela Divisão Euro-Africana
nha deslizou de meus ombros. Sentia- resceu, e na hora certa decidimos nos e o Geoscience Research Institute, a
me livre pela primeira vez na vida. casar e mudar para os Estados Unidos, conferência está aberta para educadores
Em casa, minha mãe insistiu com onde os pais dele viviam. adventistas interessados no assunto sobre
o regime político, até conseguir, para De artista por trás da “cortina de origens, evolução, criação, geologia e
toda a família, os vistos de imigração bambu” [isolamento chinês imposto paleontologia.
para Hong Kong, exceto o meu. No pelo governo, correspondente à “cor- Para informação, inscrição, pagamento
e transporte, contate o Dr. Roberto
princípio, o líder do elenco recusou- tina de ferro” soviética]* para uma
Badenas: roberto.badenas@euroafrica.org.
se a me deixar partir. Mamãe insistiu. esposa cristã e mãe de uma filha ado- Dr. Raúl Esperante irá providenciar
Quando aconteceu, tudo foi rápido. rável. Ainda estou cantando para meu informações relacionadas com o programa
Certa noite, cantava sobre o palco e, Senhor. Foi uma viagem miraculosa. e trabalho de campo. Contate o Dr. Raúl
em seguida, estava a caminho de uma A cada curva na estrada, eu podia Esperante: resperante@llu.edu.
nova e estranha vida. Jamais havia esta- ouvir a voz de vovô citando a Bíblia.

DIÁLOGO 18•3 2006 33
fÓrum aberto
O inferno existe?
Uma amiga cristã e eu temos discuti- inferno. No sheol – sepultura – não há 2:6). Em relação ao termo inferno, a
do sobre o conceito do inferno. Ela está atividade, planos e nenhum conheci- expressão para todo o sempre deve ser
amedrontada com a perspectiva de uma mento (Eclesiastes 9:10). Não há fogo compreendida de acordo com o ter-
punição de fogo eterno. O que a Bíblia nem tormento. O justo e o injusto são ceiro caso. Por quê? Embora o injusto
ensina a esse respeito? encontrados lá. No hades há deterio- sofra o inferno por um limitado perío-
ração. Jesus foi a exceção (Atos 2:27, do de tempo, seu resultado é eterno.
Há séculos, cristãos têm pregado 31). Sheol e hades são, portanto, o O fogo os “devora” (Apocalipse 10:9).
sobre um inferno de fogo queimando lugar dos mortos e não o inferno. Essa é a segunda morte (Apocalipse
continuamente e alguns têm uma ima- “Lançar no tártaro” aparece somente 20:14, 15). O inextinguível fogo de
ginação fértil ao retratar horríveis des- em II Pedro 2:4 e se refere ao domi- Mateus 3:12 não pode ser extinto até
crições de pessoas sofrendo enorme dor cílio dos anjos caídos. O termo não é que seu trabalho esteja completo e
sem terem, ao menos, a misericordiosa usado para descrever o lugar dos mor- tudo seja queimado (Mateus 13:40-42;
possibilidade de morrer. O resultado é tos ou um inferno no qual pessoas são Jeremias 17:27).
que alguns ficam apavorados e seguem lançadas após a morte. Finalmente, a vida eterna está dispo-
a Deus por medo, enquanto outros se Gehenna é o inferno sobre o qual nível somente para os que pertencem
afastam dEle completamente. O que a Jesus falou. Esse é o lugar de punição a Jesus, e não para aqueles que fizeram
Bíblia realmente ensina sobre o infer- do injusto, também associado com uma decisão contra Ele e Deus. Além
no? fogo (Marcos 9:43). Esse fogo virá disso, Satanás também será destruído
Primeiro, as Escrituras falam sobre no fim dos tempos com um juízo e eliminado completamente no fogo
o inferno. Porém, precisamos ouvir as divino contra o pecado, pecadores e do inferno (Mateus 25:41; Apocalipse
Escrituras em seus próprios termos. Satanás (Mateus 25:41). Ate lá, os 20:10).
Quando Jesus falou sobre o inferno, mortos “dormem” em suas sepulturas. Assim, as Escrituras falam sobre o
estava Se referindo à punição para Apocalipse 20:9, 10 e 15 fala sobre inferno, mas isto está ainda no futuro
pecadores não arrependidos. Uma o lago de fogo no qual, depois do e terá duração limitada. Deus não é
punição que terminará em fogo eterno milênio, os injustos são queimados. tirano. Pelo contrário, Ele é um Deus
e destruição (João 3:16; Mateus 7:13, Considerando que gehenna está relacio- de amor e justiça e em Seu reino não
14; 25:31, 32, 41). Destruição/fogo nado com fogo e é um evento futuro haverá mais sofrimento, dor, tristeza
eterno é um evento futuro relacionado associado com um julgamento, o ou morte (Apocalipse 21:3, 4).
com a segunda vinda de Cristo. Então melhor é entender o inferno no contex-
“inferno” é algo que ainda está por vir. to de Apocalipse 20. Este é o inferno
Segundo, alguns tradutores da Bíblia do qual Jesus nos advertiu. Ekkehardt Mueller (Th.D., D.Min.,
têm traduzido várias palavras, que pos- Terceiro, durará o futuro inferno Universidade Andrews) é diretor
suem na realidade outros significados, “para todo o sempre?” (Apocalipse associado do Instituto de Pesquisa
como sendo “inferno”. 20:10 – NVI). O significado do termo Bíblica da Associação Geral da Igreja
O termo hebraico sheol e seu correla- para sempre/eterno/eternidade usado Adventista do Sétimo Dia em Silver
tivo no grego hades significam o lugar nas Escrituras é muito mais amplo do Spring, Maryland, EUA. E-mail: muel-
dos mortos que estão na sepultura. Veja o que entendemos. Pode descrever: (a) lere@gc.adventist.org
uso do termo nos seguintes casos. Jacó alguma coisa ou alguém existindo sem
esperava descer ao sheol – sepultura –, um início ou sem um fim (em cone-
junto com seu filho José. Ele não xão com Deus); (b) alguma coisa ou
esperava que seu amado filho estivesse alguém com um início, mas sem um
no inferno, ou que ele mesmo fosse fim (a vida eterna dos redimidos, ver
para lá (Gênesis 37:35). Deus faz João 5:24; Apocalipse 21:3, 4); e (c)
descer à sepultura e faz subir de lá (I alguma coisa ou alguém com início e
Samuel 2:6). Isto não se encaixa com com um fim no sentido de “por algum
o pensamento cristão popular sobre o tempo” (Êxodo 21:5, 6; Jonas 1:17;

34 DIÁLOGO 18•3 2006
Paulo fala à universidade
Rapazes e moças da universidade, vejo que em na criação. É o trabalho criativo dEle, a imagem
todos os sentidos, vocês são muito religiosos. dEle, que torna possível você se ocupar de atividades
Andando pela universidade, observei cuidadosamen- atléticas, empenho científico, expressão artística,
te seus objetos de adoração. Eu vi seu altar chamado jovialidade plena e prazer sexual.
ginásio, onde muitos adoram a deidade do esporte. Este Deus o está chamando a se arrepender. Você
Vi o edifício de ciência, onde muitos depositam sua tem adorado sua própria criatividade em vez de
fé na salvação do gênero humano. Eu achei o seu reconhecê-lo como seu Criador. Você esqueceu
altar para as belas artes onde a expressão artística e o do doador dos presentes. Você se rebelou contra
desempenho parecem reinar supremos sem submis- seu Criador e seguiu o caminho dos seus próprios
são a qualquer poder maior. Eu caminhei por seus desejos e da auto-adoração. Como resultado, você
corredores de residência e observei seus cartazes da perverteu os presentes de vida e criatividade. Você
deusa do sexo e pirâmides de latas de cerveja. Ainda, abusou de sua sexualidade com descuidados praze-
como eu caminhei com alguns de vocês, vi o vazio res. Você escolheu a futilidade e a morte. Deus o
em seus olhos e senti a dor em seu coração. Percebi convida para que pare de servir esses falsos deuses e
que ainda há outro altar em seu coração. Um altar traga glória ao verdadeiro Deus Vivo, seu Criador.
para o Deus desconhecido que vocês suspeitam que Deus enviou o Seu filho, Jesus Cristo, para salvar
possa estar lá. Vocês têm um senso de que há algo e julgar o mundo. O homem Jesus veio pôr ordem
mais, além dos deuses humanísticos e comodistas. nas coisas, trazer justiça, e chamar-nos de volta
O que vocês almejam como algo desconhecido, eu como uma advertência antes do julgamento. Pela
quero apresentar-lhes agora. Sua morte, Ele nos oferece um modo de voltar a
Este Deus de quem eu estou falando é seu Deus, para nos salvar da autodestruição. Pela Sua
Criador pessoal. Ele não é uma fabricação ou ressurreição, Ele mostrou que veio com poder para
invenção do gênero humano. Ele não é uma salvar e julgar o mundo. Como resultado, este
parte da criação; Ele está mais acima do Jesus se tornou o ponto principal na história,
que isso. Ele é maior e mais poderoso do o assunto central para nós hoje, a pedra guia
que você possa ter sonhado. Este Deus para o nosso andar ou a pedra de tropeço.
lhe deu sua vida e fixou os limites da Ele oferece reconciliação com o Criador e
mesma. O desejo pela eternidade no somente Ele pode nos dar isso.
seu coração foi colocado por Ele.
Você pode tentar procurá-lo, mas Esta paráfrase de Atos 17:22-31 foi
escrita por Daniel Denk e publicada
Ele já está envolvido intimamente com a sua permissão.

DIÁLOGO 18•3 2006 35
Intercâmbio cursando direito; interesses: espor-
tes, ouvir música cristã e fazer novas
amizades; correspondência em
francês ou inglês. HAITI. Email:
Amplie sua rede cfrancilia@yahoo.fr.
Fernando Cordeiro: 25; solteiro;

de amizades cursando matemática no Centro


Universitário Adventista de São
Paulo; interesses: esportes, viajar e
Universitários e profissionais adventistas interessados em trocar correspon- fazer novas amizades; correspondência
dência com colegas em outras partes do mundo. em português ou espanhol. BRASIL.
Email: fernandolamm@yahoo.com.br
ou fernandolamm@hotmail.com.
Gidalti Cedano Abreu: 21; sol- g_aplicanob1@yahoo.com. Mónica Beatriz Herrera Cruz:
teira, fisioterapeuta pneumo-funcio- Kissaka Arone: 34; casado, pro- 22; solteira; cursando química
nal; interesses: acampar, viajar, fazer fessor de agricultura; interesses: biomédica na Universidade de
novas amizades; correspondência ouvir música, fazer visitas e fute- Montemorelos; interesses: religião,
em espanhol e inglês. EUA. Email: bol; correspondência em inglês ciências e animais; correspondência
gidaltica@hotmail.com. ou suaili. UGANDA. Email: em espanhol. MÉXICO. Email: nic_
Samuel Opolot Adamai: 24; sol- kissakarone@yahoo.co.uk. online@hotmail.com.
teiro; cursando ciências; interesses: José David Raynaga Ávila: 30; Claudia Marina Díaz: 27; sol-
cantar, estudos bíblicos e comparti- solteiro, cursando informática na teira; cursando serviço social na
lhar a fé adventista com outros; cor- Universidade Comunitária de São Universidade Nacional de Córdoba;
respondência em inglês. UGANDA. Luís Potosí; interesses: ler, espor- interesses: artesanato, aprender sobre
Email: adamaisamuel@yahoo.com. tes e participar em atividades da outras culturas e voleibol; correspon-
Kowu Agbezudor: 41; solteiro; igreja; correspondência em espa- dência em espanhol. ARGENTINA.
formado em contabilidade e infor- nhol ou inglês. MÉXICO. Email: Email: claucoty@hotmail.com.
mática; interesses: ler, escrever, fazer jreynagaavila@yahoo.com. Elie Céleste Edanh: 29; sol-
novas amizades, trocar idéias e ati- Jo Ann Banzuelo: 26; solteira, teiro; formado como intérprete;
vidades religiosas; correspondência formada em ciências, leciona em interesses: cantar em um grupo
em inglês. Endereço: P. O. Box CT escola particular; interesses: música, evangélico, ouvir música e filmes;
2690, Cantonments-Accra, GANA. natureza e viagens; correspondência correspondência em inglês ou fran-
Maribett Zuñiga Alarcón: 35; em inglês ou tagalo. Endereço: Mt. cês. COSTA DO MARFIM. Email:
solteira, enfermeira; interesses: ler, Carmel, Bayugan I 8502, Agusan del saturday30002000@yahoo.fr.
ouvir música, artesanato e viajar; cor- Sur, FILIPINAS. Sandra Perez García: 25; solteira;
respondência em espanhol. Endereço: Mark Jashim Barikder: 27; sol- enfermeira na área de pediatria; inte-
Río Maule Nº 5430, Villa Arabia, teiro; cursando contabilidade na resses: música, cozinhar e aprender
Sector Denavi Sur, Talcahuano, Faculdade Adventista de Bangladesh; sobre outras culturas; correspondên-
CHILE. interesses: filatelia, viajar e pipamo- cia em espanhol ou inglês. CUBA.
S. Gabriel Alhassan: 23; soltei- delismo; correspondência em inglês. Email: sanperez@medscape.com.
ro; cursando ciências políticas na BANGLADESH. Email: termina- Tariku Geber: 23; solteiro; cursan-
Universidade de Gana; interesses: via- tor_ii2000@yahoo.com. do inglês na Universidade Alemaya;
jar, fazer escaladas e novas amizades; Fidel Rachath Casalins: 26; soltei- interesses: jogar basquetebol, assistir
correspondência em inglês. GANA. ro; cursando música na Universidade a futebol, ler e escrever; correspon-
Email: sadatgh100@yahoo.com. do Atlântico; interesses: música, dência em inglês. ETIÓPIA. Email:
Hans Adolf Andía: 25; solteiro, esportes e fazer novas amizades; tarewsee@yahoo.com.
cursando música na Universidade correspondência em espanhol ou Kaganzi D. Godfrey: 24; solteiro;
Adventista do Chile; interesses: ouvir português. COLÔMBIA. Email: tecnologia laboratorial científica na
música clássica, ler a Bíblia e falar fili1080@yahoo.com. Universidade Mbarara; interesses:
acerca de Jesus; correspondência em Andres Clausell: 42; casado; for- filmes, aventuras, atletismo e pes-
espanhol, francês ou inglês. CHILE. mado em economia e trabalha como quisa; correspondência em inglês.
Email: hans_andia@hotmail.com. chefe do departamento de economia UGANDA. Email: gkaganzi@yahoo.
Gloria Evelyn Aplicano: 27; do Hospital Pediátrico Provincial; co.uk.
solteira, formada em comunicação interesses: livros, música, filmes e his- Priscilio Torres Godoy: 24;
social e publicidade; interesses: natu- tória; correspondência em espanhol. solteiro; cursando economia na
reza, acampar, esportes e amizades; CUBA. Email: ecoclaus@minsap.pri. Universidade Nacional de Assunção;
correspondência espanhol, inglês sid.cu. interesses: fazer novas amizades,
ou italiano. HONDURAS. Email: Francilia Clervil: 34; solteira; compartilhar a Bíblia e trocar idéias

DIÁLOGO 18•3 2006 Inserção 


sobre o cristianismo; correspondência Democrática do Congo. ajudar pessoas; correspondência em
em espanhol ou inglês. PARAGUAI. Email: kasnyamulera@yahoo.com ou inglês, tagalo, cebuano, ilonggo,
Email: litito150@hotmail.com ou alois_nyamulera@yahoo.fr. karaya ou waray. FILIPINAS. Email:
prisciliotorres@yahoo.com. Richard Kahale: 22; solteiro; cur- fernandojr76@yahoo.com.ph.
Rebecca Mancilha Gondim: sando informática na Universidade Jackelline de Souza Lima: 23;
30; solteira; cursando educação na Adventista de Zâmbia; interesses: ler, solteira; cursando administração de
Faculdade Adventista da Bahia; ouvir música evangélica e música jazz; empresas com ênfase em recursos
interesses: viajar, cantar, fazer novas correspondência em inglês. ZÂMBIA. humanos na Faculdade Castro Alves;
amizades, trocar idéias na área de Email: rmkahale@yahoo.com. interesses: conhecer novos amigos,
educação e música; correspondência Ruthie Katirewa: 26; solteira; trocar idéias e ler; correspondên-
em português ou espanhol; BRASIL. cursando gerenciamento, adminis- cia em português. BRASIL. Email:
Email: becgondim@hotmail.com ou tração pública e relações industriais jackellinelima@yahoo.com.br.
becgondim@bol.com.br. na Universidade do Sul do Pacífico; Andre Toutou Kabeya Luendu:
María de los Angeles Guibert L.: formada em enfermagem e trabalha 25; solteiro; formado em desenvol-
60; solteira; médica; interesses: nutri- no Hospital Colonial War Memorial; vimento rural e organização social;
ção e conhecer novos amigos; corres- interesses: acampar, trabalhar com interesses: música religiosa, juventude
pondência em espanhol. CUBA. E- jovens, música e conhecer novos adventista, futebol e fazer novas ami-
mail: maria.guibert@infomed.sld.cu amigos; correspondência em inglês. zades; correspondência em francês,
Lonlay P. Guillermo: 23; solteira; ILHAS FIJI. Email: ruthie_luvs_u_ lingala e tshiluba. REPÚBLICA
cursando contabilidade; interesses: all@yahoo.com. DEMOCRÁTICA DO CONGO.
ler, jogar peteca, internet e colecionar Wilmay Keket: 23; solteira; cur- Email: toutoukabeya@yahoo.fr.
livros em miniatura; correspondência sando enfermagem na Universidade John J. Magoti: 54; solteiro; cur-
em inglês ou filipino. FILIPINAS. Adventista do Pacífico; interesses: sando medicina no DCT-Mvumi
Email: cocoblue18@yahoo.com. humor, fazer novas amizades e dor- COTC; interesses: saúde, viajar e
Vanessa Elizabeth Salazar mir; correspondência em inglês ou música; correspondência em inglês
Henriquez: 28; solteira; estudan- pidgin. PAPUA NOVA GUINÉ. ou suaili; TANZÂNIA. Email:
do na Universidade Nacional de Email: wkeket@pau.ac.pg. champingo@yahoo.co.uk.
El Salvador; interesses: trabalhar Richard Klana: 22; solteiro; Georges B. Mahili: 24; solteiro;
para a igreja e fazer novas amiza- cursando medicina; interesses: ler, cursando eletrônica na Universidade
des; correspondência em espanhol. ciências, informática e fazer novas do Leste Africano; interesses: tecno-
EL SALVADOR. Email: eli_ amizades; correspondência em fran- logia, fazer novas amizades e viajar;
lei78@hotmail.com. cês ou inglês. NIGÉRIA. Email: correspondência em inglês, francês,
Ronaldys G. Herrera L.: 23; klanarichard@yahoo.fr. suaili, lingala ou kinanade. QUÊNIA.
solteiro; cursando medicina na Keleni Kuinikoro: 21; solteira; Email: gbmahili@yahoo.fr.
Universidade de La Habana; inte- cursando contabilidade no Instituto Tevaitau Jean-Claude Manea: 20;
resses: fazer novas amizades, viajar, Tecnológico de Fiji; interesses: ouvir solteiro; cursando informática no
aprender sobre novas culturas e idio- música e jardinagem; correspondência Liceu Tertiaire de Pirae; interesses:
mas; correspondência em espanhol em inglês ou fijiano. REPÚBLICA amigos, esportes e cultura; corres-
ou inglês. CUBA. Email: maria. DE FIJI. Email:keleniknkr@yahoo. pondência em francês. POLINÉSIA
guibert@infomed.sld.cu. com.au. FRANCESA (Taiti). Email:
Fosu Isaac: 29; solteiro; cursando Jhon Jairo Alvarez Laverde: m.tevaijere@mail.pf.
teologia na Universidade Valley View; 23; solteiro; cursando teologia; Kutlo Manyake: 21; solteira;
interesses: evangelismo, leitura da interesses: pesquisa, computa- cursando enfermagem em Kanye;
Bíblia e oração; correspondência em ção; correspondência em espanhol interesses: música, tempo livre com
inglês. GANA. Email: fosui@yahoo. ou inglês. COLÔMBIA. Email: outros jovens e colecionar lembran-
com. apis4083@colombia.com. ças; correspondência em tswana
Daisy N. Jamero: 32; solteira; Geric T. Legaspi: 24; solteiro; cur- ou inglês. BOTSUANA. Email:
trabalha na área de educação do sando engenharia de comunicações kutlomanyake@yahoo.com.
ensino médio; interesses: jardinagem, e eletrônica na Universidade AMA; Ondieki Mati Mark: 23; solteiro;
viajar e natureza; correspondência interesses: dirigir, ler e navegar na cursando medicina com especializa-
em inglês. FILIPINAS. Email: daisy_ internet; correspondência em inglês, ção em cirurgia, pela Universidade
jamero@yahoo.com. filipino ou bicol. FILIPINAS. Email: Moi; interesses: viajar, cantar e
Alois Kasereka-Nyamulera: geric_l@yahoo.com. fazer novas amizades; correspon-
35; solteiro; formado pelo Colégio Fernando Jr. Leodegario: 30, dência em inglês; QUÊNIA. Email:
Adventista de Lukanga; interesses: solteiro; concluindo o curso de teo- markomati@yahoo.com.
cozinhar, leitura da Bíblia e ensinar logia no Colégio Adventista Central Ivison Dos Passos Martins: 34;
crianças; correspondência em francês, das Filipinas; interesses: ler a Bíblia, solteiro; formado em teologia e
inglês, suaili ou luyira. República fazer novas amizades, natureza e cursando pedagogia; interesses: ler,

Inserção  DIÁLOGO 18•3 2006


fotografia, aprender idiomas e fazer em inglês ou francês. RUANDA. amizades; correspondência em inglês.
novas amizades; correspondência Email: silsonmu2000@yahoo.fr ou QUÊNIA. Email: jaredoroo@yahoo.
em português, inglês, espanhol, ita- mutangana1000@yahoo.com. com.
liano ou francês. BRASIL. Email: Eric Nibigira: 23; solteiro; cur- Kivuru Paluku: 26; solteiro; cur-
passmarts@ig.com.br. sando administração de empre- sando pedagogia na Universidade
William Mbonea: 25; solteiro; sas e economia na Universidade Adventista de Lukanga; interes-
cursando direito na Universidade Hope Africa; interesses: esportes ses: música cristã, ler e na área
de Dar es Salaam; interesses: tes- e atividades na igreja; correspon- de educação; correspondência
temunhar, ler e jogar futebol; dência em inglês, suaili, francês em francês e suaili. REPÚBLICA
correspondência em inglês, suai- ou kirundi. BURUNDI. Email: DEMOCRÁTICA DO CONGO.
li ou pare. TANZÂNIA. Email: nibigiraeric@yahoo.com. Email: jolmarie01@yahoo.fr.
willymbonea@yahoo.co.uk. Ishmael Nyirenda: 22; soltei- Nadine Vega Pérez: 22; solteira;
Innocent Mbvundula: 27; sol- ro; cursando ciências da educação cursando bioquímica na Universidade
teiro; formado em jornalismo pela na Universidade Mzuzu; interesse: La Habana; interesses: tocar piano,
Universidade de Malawi; interesses: fazer novas amizades; correspon- ler, música cristã e viajar; correspon-
ler, conhecer novos amigos e escrever; dência em inglês. MALAVI. Email: dência em espanhol e inglês. CUBA.
correspondência em inglês, fran- ishnyirenda@yahoo.com. Email: nadinevp_est@fbio.uh.cu.
cês ou chichewa. MALAVI. Email: Henrico-Gilbert Nzigiyimana: Gimei Peter: 25; solteiro; cursando
nodca2000@yahoo.co.uk. 25; solteiro; cursando medicina medicina na Universidade Mbarara;
Anthony Melchizedeck: 29; sol- veterinária no Institut Superieur interesses: ler devocionais e literatura
teiro; professor com certificado A; d’Agriculture et d’Elevage; interesses: científica, correr e jogar futebol; cor-
interesses: ler, orar e cantar; corres- computação, ler e aprender coisas respondência em inglês; UGANDA.
pondência em inglês. GANA. Email: novas; correspondência em inglês, Email: gimgimz@yahoo.co.uk.
lovezedeck@yahoo.com. francês ou suaili. RUANDA. Email: Ezekiel U. Raphael: 23; solteiro;
Rose M. Muiruri: 24: soltei- amulinde@hotmail.com. concluindo os cursos de teologia
ra; cursando serviço social na Davi Serrao de Oliveira: 21; e história na Universidade Valley
Universidade de Nairobi; interesses: solteiro; cursando pedagogia na View; interesses: cantar, evangelis-
fazer escalada, conhecer novos ami- Universidade Federal do Amazonas; mo, ajudar pessoas e partilhar a fé;
gos e retiros; correspondência em interesses: música, conhecer novos correspondência em inglês. GANA.
inglês ou suaili. QUÊNIA. Email: amigos e aprender sobre outras Email: uzoije_ralph@yahoo.com ou
rosemuiruri@yahoo.com. culturas; correspondência em por- ralphlauren@fsmail.net.
Sylvère Mukeshimana: 25; sol- tuguês ou espanhol. BRASIL. Imadylle Rio: 23; solteira; forma-
teiro; cursando engenharia agrícola Email: serraodavi@bol.com.br ou da em contabilidade pelo Colégio
no Instituto Superior de Agricultura daviserrao@ig.com.br. Adventista Central das Filipinas; inte-
e Produção Animal; interesses: Caridad Yusdalcy Espinosa resses: ler, navegar na internet, escre-
tocar piano, música cristã e fazer Olivera: 21; solteira; cursando tecno- ver diário e cantar; correspondência
novas amizades; correspondên- logia de alimentos; interesses: música em inglês ou filipino. FILIPINAS.
cia em francês. RUANDA. Email: cristã, canto, fazer novas amizades e Email: madz10182@yahoo.com.
umusimarie@yahoo.fr. aprender sobre outras culturas; cor- Freddy Miramón Rivera: 20;
Evans Sirengo Mulati: 21; respondência em espanhol. CUBA. solteiro; cursando informática na
solteiro; cursando pedagogia na Email: espinosa.y@medscape.com. Universidade Guajira; interesses:
Universidade Egerton; interesses: Clifford Omwoyo: 22; solteiro; tocar órgão, profecias bíblicas e
estudos bíblicos, ouvir música evan- cursando engenharia química na informática; correspondência em
gélica e navegar na internet; cor- Politécnica Eldoret; interesses: ler, espanhol. COLÔMBIA. Email:
respondência em inglês. QUÊNIA. esportes e fazer novas amizades; cor- enocfemrnlaf@hotmail.com.
Email: ogneris@yahoo.co.uk. respondência em inglês. QUÊNIA. Esper Lee Rubino: 20; sol-
María Verónica Muñoz: 31; Email: cliffordd2004@yahoo.com. teira; cursando enfermagem na
solteira; cursando serviço social Anthony Chikezie Onyendi: Faculdade Mountain View; inte-
na Universidade Adventista Del 23; solteiro; cursando geologia e resses: cozinhar, ler e escrever
Plata; interesses: caminhar, ler mineração na Universidade Enungu; para amigos; correspondência em
e natureza; correspondência em interesses: cantar, compartilhar inglês e tagalo. FILIPINAS. Email:
espanhol. ARGENTINA. Email: minha fé e viajar; correspondência elrepse022605@yahoo.com.
veromunoz2003@yahoo.com.ar. em inglês. NIGÉRIA. Email: senta_ Samuel Sarpaning: 22; solteiro;
Wilson Mutangana: 30; sol- ton007@yahoo.co.uk. cursando teologia na Universidade
teiro; formado em biologia pela Jared Oroo Onyimbo: 25; soltei- Valley View; interesses: cantar, evan-
Universidade de Ngozi; interesses: ro; engenharia elétrica e de comu- gelismo e leitura da Bíblia; corres-
música cristã, ler, estudos bíbli- nicações na Universidade Moi; inte- pondência em inglês. GANA. Email:
cos e amizades; correspondência resses: música, internet e fazer novas dampare_2005@yahoo.com.

DIÁLOGO 18•3 2006 Inserção 


Willard Sichilima: 45; casado; for- ses: cuidar de pessoas, compartilhar Universidade de Holguín; interes-
mado em religião pela Universidade experiências cristãs e orar; correspon- ses: compartilhar a fé, fazer novas
Solusi; interesses: acampar, canto dência em inglês. Endereço: Health amizades e viajar; correspondên-
e ler; correspondência em inglês. Care Centre, Nº 42 Faith Rd., P.O. cia em espanhol. CUBA. Email:
ZÂMBIA. Email: willardsichi@yahoo. Box 2992 Uyo, Akwa Ibom State, igleadhg@enet.cu.
co.uk. NIGÉRIA. Kasereka Kanakake Zaza: 26;
Flávio André Silva: 24; solteiro; Théophile Tsara: 31; soltei- solteiro; cursando pedagogia; inte-
cursando educação física no Centro ro; cursando administração de resses: música religiosa, fazer novas
Universitário Adventista de São empresas; interesse: fazer novas amizades e aprender sobre outras
Paulo; interesses: ler, música e con- amizades; correspondência em culturas; correspondência em inglês,
versar com amigos; correspondência francês. MADAGÁSCAR. Email: francês ou suaili. REPÚBLICA
em português ou espanhol. BRASIL. theotsara@yahoo.fr. DEMOCRÁTICA DO CONGO.
Email: flaviosilva.dimy@gmail.com. Tantine Kyalenga Tuzo: 24; Email: zazaptl@yahoo.fr.
Ronny Caro Simanca: 26; solteiro; solteira; cursando ciências da com-
formado computação e web design putação na Universidade Adventista
pelo Instituto Técnico do Norte; de Lukanga, Campus Wallace;
interesses: língua inglesa, música interesses: natureza, atividades para
cristã e internet; correspondência em jovens e computação; correspondên-
espanhol ou inglês. COLÔMBIA. cia em francês, suaili ou kinande.
Email: kusagami@colombia.com. REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO
Patrick Talu: 24; solteiro; cursan- CONGO. Email: tuzonat@yahoo.fr.
do educação com formação principal Blessing Ihuoma Uche: 24; sol-
em inglês na Universidade Adventista teira; cursando finanças bancárias na
do Pacífico; interesses: cantar, ler jor- Politécnica Estadual Abia; interesses:
nais e ouvir música; correspondência compartilhar a fé, fazer novas amiza-
em inglês. PAPUA NOVA GUINÉ. des, atividades jovens e futebol; cor-
Email: ptalu@pau.ac.pg. respondência em inglês. NIGÉRIA.
Paul Allen Tana: 20; solteiro; cur- Email: blessinga23ng2000@yahoo.
sando enfermagem na Universidade com.
Adventista do Pacífico; interesses: Lazarus Innocent Ude: 30; sol-
ler, assistir a filmes e música; corres- teiro; cursando direito internacio-
pondência em inglês. PAPUA NOVA
GUINÉ. Email: ptana@pau.ac.pg.
nal e diplomacia na Universidade
de Babcock; interesses: ler, viajar e Convite
Christopher Tataeng: 22; solteiro; internet; correspondência em inglês. Se você é universitário ou profissional
cursando letras e comunicação; inte- NIGÉRIA. Email: udelazarus@yahoo. adventista e quer ter seu nome listado
resses; viajar, basquetebol, ler histó- com. aqui, envie-nos as seguintes informações:
rias verídicas e música; correspondên- Nyamhanga Wanda: 23; solteiro; (1) seu nome completo, com o sobreno-
cia em inglês. Endereço: a:c/ student formado como técnico em enge- me em letras maiúsculas; (2) sua idade;
(3) sexo; (4) estado civil; (5) estudos
services University of Papua New nharia elétrica; interesses: estudar
correntes ou diploma obtido e especiali-
Guinea, P.O. Box 320, University a Bíblia, ouvir música cristã e fazer dade; (6) faculdade ou universidade que
134, NCD, Port Moresby, PAPUA novas amizades; correspondência em está freqüentando ou na qual graduou-
NOVA GUINÉ. suaili ou inglês. TANZÂNIA. Email: se; (7) três principais passa-tempos ou
Beatriz Mariana Teixeira: 21; nyamhanga2005@yahoo.com. interesses; (8) língua(s) nas quais quer se
solteira; cursando pedagogia para Chituru Oluchi Wogu: 22; sol- corresponder; (9) o nome da congrega-
o ensino fundamental; interesses: teira; cursando tecnologia da ciência ção adventista da qual é membro; (10)
música, amizades cristãs e viajar; cor- de alimentos na Universidade de seu endereço postal; (11) seu e-mail,
respondência em português. BRASIL. Agricultura Michael Okpara; inte- caso o tenha. Por favor, datilografe ou
Email: biamary20@hotmail.com. resses: turismo, ouvir música cristã use letra de imprensa clara. Envie esta
informação para Diálogo Interchange;
Guatam Tiwari: 32; casado; for- e navegar na internet; correspon-
12501 Old Columbia Pike; Silver Spring,
mado em administração de empresas dência em inglês. NIGÉRIA. Email: MD 20904-6600, EUA. Você pode tam-
pelo Spicer Memorial College; inte- chiwogu2000@yahoo.com. bém usar e-mail: diainterchange@yahoo.
resses: ler, fazer escalada e pescar; Eziuche Wogu: 25; solteiro; com. Apenas poremos na lista aqueles
correspondência em inglês. ÍNDIA. cursando contabilidade; interesse: que fornecerem os dez itens de informa-
Email: arunachalregion@rediffmail. fazer novas amizades; correspondên- ção requerida acima. Diálogo não assu-
com. cia em inglês. NIGÉRIA. Email: me responsabilidade pela exatidão da
Michael Francis Thompson: jonnatex2000@yahoo.com. informação dada ou pelo conteúdo da
37; solteiro; médico formado pela Osmell Molina Zaragoza: correspondência que possa resultar.
Universidade de Calabar; interes- 35; solteiro; cursando direito na

Inserção  DIÁLOGO 18•3 2006