Você está na página 1de 5

ESQUEMAS DE REFORÇAMENTO.

Critérios Pelos Quais Uma Resposta Tem Que Emitir Para Que Seja Apresentado Um
Reforçador.

Contingência De Reforço – Condições Para Que A Resposta Deve Obedecer Para Ser
Liberado Um Reforçador.

Contínuo: A resposta é sempre seguida por uma consequência reforçadora.

Intermitente: Algumas respostas são reforçadas e outras não.

Se organizam de acordo com o número de respostas para cada reforçador (razão).

Ou de acordo com o tempo entre reforçadores (intervalo).

 Razão Fixa – Número de resposta é a mesma;

RRR – C

RRR – C

RRR – C

Um vendedor recebe um bônus a cada 4 carros que vende (FR: 4)

 Razão variada – O número de respostas varia;

Pentear os cabelos

Fazer a barba (VR: 10) E média a cada 10 respostas, uma é reforçada.

RR – C

RRRR – C

R–C

 Intervalo Fixo – Tempo entre reforçadores é o mesmo. O intervalo entre um


reforçador e outro é fixo. A tendência é que a resposta diminua no intervalo fixo.
R (5 minutos) C

R ( 5 minutos) C Estudantes podem receber nota fazendo provas a cada 3 semanas (FI: 3)

Além do tempo, deve ocorrer pelo menos uma resposta para que haja reforço, dentro de
um intervalo de tempo.

 Intervalo Variado – O tempo varia entre comportamento e reforço.

R (3 minutos) C

R (7 minutos) C

R (4 minutos) C Uma pessoa repetidamente disca um certo número de telefone que


sempre está ocupado (VI: 7`)

Comparação entre esquemas

Reforçamento intermitente e contínuo

 Efeitos sobre o comportamento;


 Frequência de respostas;

Intermitente produz um maior número de respostas.

No esquema de CR, a saciação ocorre mais rápida. O organismo entra em contato com o
reforçador mais vezes com menos respostas.

No intermitente nem todas as respostas são reforçadas o que gera menor probabilidade de
saciação e assim maior número de respostas.

 Aquisição do comportamento – O RC é mais eficaz. Se não houver reforço


constante,, o risco da resposta ser enfraquecidas é maior.
 Manutenção do comportamento – Os intermitentes são mais eficazes. Aumenta
a sua resistência à extinção. Quando várias respostas não são reforçadas, torna
mais difícil a discriminação entre o reforçamento intermitente e o não
reforçamento da extinção.

A extinção no Reforço Intermitente


 É mais lenta que no RC
 Não apresenta aumento abrupto de respostas
 A diminuição da frequência de resposta é gradual;
 Apresenta respostas emocionais com menor magnitude;

Razão Variável

Intervalo Variável

Razão Fixa

Intervalo Fixo

Padrões comportamentais
 Transição: Quando o organismo acaba de ser submetido a um novo esquema.
Padrões de comportamento apresentam características da antiga e nova
contingência
 Estado estável – comportamento já se adaptou ao novo esquema e não mais
mudará.
Padrão de Razão fixa – Produz altas taxas de resposta. Quanto mais eu responder, mais
reforço eu terei. Pausa após o reforçamento (Por nunca ter sido reforçado logo após um
reforçamento anterior, discrimina que o reforço demorará a vir).
Padrão de razão variável – Ausência de pausas ou pausas curtas. Não há como determinar
se o número de respostas para o próximo reforço é grande ou pequeno. Produzem altas
taxas, pois a liberação do reforço depende dessas respostas.
Padrão de intervalo fixo – Produz as menores taxas de respostas
1. Não é exigido um número de respostas para a obtenção do refrço.
2. Maiores pausas após o reforçamento uma vez que a discriminação temporal entre
reforçamento e não reformçamento pé facilitada pela regularidade das durações
dos intervalos entre reforçamento.

Padrão de intervalo variado – Taxa relativamente alta de respostas uma vez que o
organismo não tem como prever quando será reforçado.
Efeitos do tamanho do esquema
Nos esquemas de razão: Quanto maior o esquema, maior a frequência da resposta, pois
são necessárias mais respostas para cada reforço.

Nos esquemas de intervalo: Quant maior o valor do esquema, maior será as pausas entre
os reforçadores, pois facilitará a discriminação temporal e menor serão as frequências de
resposta.
Esquemas que não possuem relação de contingência
Reforço é liberado independente da emissão de uma resposta específica.
Esquema de tempo fixo
Caracterizado pela apresentação do reforço em tempos regulares, mesmo que nenhuma
resposta tenha sido emitida. FT : 30 dias - pensão. Ocorre por contiguidade temporal e
não necessariamente devido uma resposta/ contingência.
No IF é necessário produzir uma resposta.
Esquemas de tempo variado
Quando os reforçadores são apresentados em intervalos irregulares de tempos
independente de uma resposta.
No IV é necessária a emissão de uma resposta enquanto que no VT não;
EX: música tocada na rádio, time ganhar.
Esquemas são desenvolvidos para controlar quão rápido devem ser a resposta do
organismo.
Reforçamento diferencial de altas taxas de respostas: Somente taxas altas de respostas
serão reforçadas. Um determinado número de respostas deve ser apresentada dentro de
um intervalo de tempo predeterminado para a liberação do reforço.
DHR: 20 em 30`` . 20 respostas em 30 segundos. O reforço pode ser recebido assim que
a resposta ocorrer.
Ex: estudar de última hora. Ler muitas páginas em um intervalo curto de tempo. ]

Reforçamento diferencial de baixas taxas de resposta: As respostas só serão


reforçadas ser forerm espaçadas temporalmente. Se o organismo responde antes do tempo
perde o próximo reforçador reiniciando o tempo
Diferença para o intervalo fixo é que neste o organismo recebe o reforço de tempos em
tempos mesmo que responda antes de acabar o tempo.

Reforçamento diferencial para outros comportamentos


 Alternativa para reduzir a frequência de um comportamento sem utilizar a punição
 Reforça-se todos os comportamentos exceto o que se deseja reduzir
 Extinção para um comportamento indesejado e reforço para os outros
Reforçar todos os comportamentos, menos o de se cortar.

Esquemas compostos

 Combinação de mais de um esquema;


 Maior precisão os fatos do dia a dia;
Esquema múltiplo e misto: Ocorre alternância de mais de um esquema de reforçamento.
Reforço e comportamento são os mesmos.
Prefessor 1 reforça com atenção a pergunta do aluno (CRF)
Professor 2 não reforça (Extinção)
Professor 3 só quando termina a aula. (IV)

Esquemas encadeados : Nossos comportamentos estão imersos em longas cadeias de


respostas.
O reforço de um comportamento é estímulo que sinaliza o comportamento seguinte.
Esquemas concorrentes: Temos duas ou mais fontes de reforço disponível ao mesmo
tempo.
O reforço de um não depende do outro.
Esquemas concorrentes se refere a escolhas, à preferência.
Lei da igualação: A relação entre comportamento e parâmetro do reforço( quantidade de
reforço produzido, a qualidade do reforço, atraso do reforço) e esquema de reforço.