Você está na página 1de 4

memória sobrevive na história devido ao breve contato Mestre acabara de chegar, e a multidão estava na praia

com Jesus. Muitas vidas normalmente obscuras tornaram- esperando ouvir Seus ensinamentos. “E eis que” — súbita
se memoráveis ao toque da mão do Mestre, que os fez e inesperadamente — Ele foi interrompido pela súplica
mudar de pensamento e ação para uma vida nova e de um pai. Poderia ter ignorado o pedido, pois muitos
melhor. outros o esperavam. Poderia ter dito que iria ver a filha
dele no dia seguinte, mas “foi com ele”. Caso seguíssemos
“E, vendo-o [ou seja, quando Jairo viu Jesus], prostrou-se
os passos do Mestre, será que alguma vez estaríamos
aos seus pés”.
muito ocupados para ignorar as necessidades de nossos
Isso é uma coisa incomum para um homem importante e semelhantes?
de prestígio, um principal da sinagoga, ajoelhar-se aos pés
Não é preciso ler o restante da história. Chegando à casa
de Jesus — aos pés de alguém considerado como pregador
de Jairo, Jesus tomou a menina pela mão e a ergueu de
itinerante com o dom de cura. Muitos outros homens ins-
entre os mortos. Da mesma forma, Ele há de levantar e
truídos e de prestígio viram Jesus, mas O ignoraram.
elevar para uma vida melhor todo homem que permitir
Tinham a mente fechada. Hoje não é diferente; quantos
que o Salvador o tome pela mão.
há que não conseguem aceitá-Lo.
“E [Jairo] rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está AS ESCRITURAS NOS PROPORCIONAM MAIOR
moribunda.” Isso é comum quando um homem se achega CONHECIMENTO DE CRISTO
a Cristo, não tanto por si, mas pelo desespero por um
ente querido. O tremor que percebemos na voz de Jairo, Sou muito grato pelas escrituras que nos permitem obter
quando diz “minha filha”, suscita nossa compaixão ao um maior conhecimento de Jesus Cristo. Sou grato pelo
imaginarmos aquele homem, que ocupava um alto cargo Senhor ter acrescentado ao Velho e Novo Testamentos,
na sinagoga, de joelhos diante do Salvador. por intermédio dos profetas da Igreja de Jesus Cristo dos
Santos dos Últimos Dias, outras escrituras reveladas como
Segue-se então uma grande profissão de fé: “Rogo-te que testemunhas adicionais de Cristo: O Livro de Mórmon,
venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva”. Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor. Sei que
Não são simples palavras de fé proferidas por um pai todas são a palavra de Deus. Presto testemunho de que
desesperado, mas são também um lembrete de que tudo Jesus é o Cristo, o Filho do Deus Vivo.
em que Jesus põe as mãos vive. Se Jesus impuser as mãos
em um casamento, ele viverá. Se permitirmos que Ele Que o Senhor nos abençoe em nosso estudo e em nossa
imponha as mãos sobre a família, ela viverá. justa vontade de buscá-Lo, é minha oração em nome de
Jesus Cristo. Amém.
Depois, as palavras: “E [Jesus] foi com ele”. Não é de
supor que isso estivesse em Seus planos daquele dia. O

AJUDAR AS PESSOAS A SEREM CONDUZIDAS ESPIRITUALMENTE


ÉLDER RICHARD G. SCOTT Eu lhes explicaria como utilizar cada um desses três
DO QUÓRUM DOS DOZE canais de comunicação. Todo aluno que fizer isso com
APÓSTOLOS perseverança será abençoado com orientação inspirada na
vida. (...)
Trecho de um discurso proferido
Quero sugerir algumas maneiras pelas quais você pode
para educadores religiosos em
ajudar os alunos a qualificarem-se para serem conduzidos
simpósio sobre Doutrina e
pelo Espírito e a reconhecerem essa orientação quando
Convênios e História da Igreja,
ela chegar, registrarem-na e obedecerem a ela.
Universidade Brigham Young, 11
de agosto de 1998, pp. 1–5, 8, Seus alunos vivem num mundo sujeito a desafios e tenta-
10–12 ções. Estou convencido de que sem a ajuda do Espírito
uma pessoa terá muita dificuldade para evitar transgres-
Se eu fosse professor de
sões no mundo atual. Se fizer escolhas erradas, ficará
jovens, faria com que se com-
cativa do pecado. (...)
prometessem a colocar em
prática este princípio: procurarei aprender com o que Se você ensinar a devida doutrina e explicar o processo
ouvir, ver e sentir. Anotarei as coisas que aprender e as pelo qual o Senhor Se comunica por intermédio do
colocarei em prática. Espírito, seus alunos terão a experiência pessoal de serem
conduzidos espiritualmente. Aprenderão os princípios nos

58
quais se baseiam essa comunicação. Se eles colocarem Eu explicaria aos alunos que a comunicação à mente é
esses princípios em prática, farão as escolhas corretas na muito específica.
vida. Uma explicação detalhada pode ser ouvida, sentida ou
No mundo, muito freqüentemente o relacionamento do escrita, como se as instruções estivessem sendo ditadas.
professor com o aluno é de apenas dar conselhos, com Uma mensagem transmitida ao coração é uma impressão
pouca ou nenhuma interação. Freqüentemente não se dá mais geral. O Senhor freqüentemente começa a Se comu-
explicação dos motivos pelos quais recebemos mandamen- nicar por meio de sentimentos. Se reconhecermos a
tos, regras e padrões. A maior parte do ensino no mundo importância dessas coisas e obedecermos a esses senti-
baseia-se em um dos cinco sentidos: audição, visão, tato, mentos, adquiriremos uma capacidade maior de receber
olfato ou paladar. instruções mais detalhadas em nossa mente. Uma impres-
Em sua sala de aula, você pode ensinar pelo poder do são sentida no coração, se for seguida, será fortalecida por
Espírito. Você tem a oportunidade de incentivar a partici- uma instrução mais específica para a mente. (...)
pação contínua de seus alunos no debate, de modo a (...) Vamos abordar diferentes maneiras de aprender
introduzir na vida deles a orientação do Santo Espírito. usando as escrituras.
Sua capacidade de fazer isso será ampliada pela orientação Uma delas é ler, ponderar e orar sobre o significado de
que você mesmo receber do Santo Espírito. alguns versículos específicos. Outra é analisar e reunir
Se não conseguir realizar mais nada em seu relaciona- escrituras correlatas. Então, numa folha separada, elabore
mento com os alunos além de ajudá-los a reconhecer e uma declaração de princípio que incorpore as verdades
seguir os sussurros do Espírito, terá abençoado a vida contidas naquelas escrituras. Depois que essas duas coisas
deles de modo imensurável e eterno. Você já sabe que tiverem sido cuidadosa e coerentemente feitas, você
para fazer isso terá que buscar constantemente a orienta- então poderá ser instruído por meio da inspiração, ao exa-
ção do Espírito para saber o que dizer e como dizê-lo. minar as escrituras. (...)
Você que está começando seu trabalho como instrumento Das escrituras propriamente ditas tiramos preciosas verda-
do Senhor na tarefa de ensinar e prestar testemunho aos des e as registramos numa folha separada como declaração
preciosos jovens da Igreja aprenderá uma importante lição de princípio.
que os mais experientes já confirmaram há muito tempo. Comecemos a declaração de princípio escrevendo: “A fim
Não há lugar em seu ensino para malabarismos, modismos de qualificar-me para ser conduzido mais vigorosamente pelo
ou bajulação com favores ou presentes. Essas atividades Espírito, preciso: . . .”
não resultam em motivação duradoura para o crescimento
pessoal nem têm qualquer resultado benéfico duradouro. Iremos então para as escrituras específicas e identificare-
Em termos simples, o ensino de coisas verdadeiras num mos o que escreveremos sob esse título. Utilizaremos a
ambiente de genuíno amor e confiança qualifica-se para o experiência vivida por Enos. Lerei várias escrituras
testemunho confirmador do Santo Espírito. daquele capítulo maravilhosamente instrutivo e, no final,
identificaremos duas instruções muito preciosas que ele
Quando você incentiva os alunos a erguerem a mão para recebeu e que nos ajudam a aprender a verdade por inter-
responder uma pergunta, eles comunicam ao Santo médio do Santo Espírito.
Espírito o desejo que têm de aprender. Essa utilização do
arbítrio moral permite que o Espírito os motive e lhes “Eis que saí para caçar animais nas florestas; e as palavras
proporcione uma orientação mais vigorosa durante o que freqüentemente ouvira de meu pai sobre a vida
tempo em que vocês passarem juntos. A participação per- eterna e a alegria dos santos penetraram-me profunda-
mite que cada um sinta pessoalmente que está sendo guiado mente o coração” (Enos 1:3).
pelo Espírito. Eles aprenderão a reconhecer e sentir a Ele estava tendo um sentimento no coração e, com muita
orientação espiritual. É por meio da repetição do processo sabedoria, atendeu com vigor e prontidão.
de receber inspiração, anotá-la e segui-la que a pessoa
aprende a confiar mais na orientação do Espírito do que “Minha alma ficou faminta e ajoelhei-me ante o meu
na comunicação pelos cinco sentidos. Criador e clamei-lhe, em fervorosa oração e súplica, por
minha própria alma; e clamei o dia inteiro; sim, e depois
Gostaria agora de explicar o fundamento doutrinário das de ter anoitecido, continuei a elevar minha voz até que
coisas que iremos abordar. Algumas delas serão úteis para ela chegou aos céus” (Enos 1:4).
seus alunos.
Não sabemos exatamente o que aconteceu, mas não é
O Salvador disse: “Eis que eu te falarei em tua mente e muito provável que ele tenha ficado de joelhos todo esse
em teu coração, pelo Espírito Santo” (D&C 8:2; grifo do tempo. Você provavelmente já teve a experiência de pre-
autor). cisar resolver algo urgente, então você orou, ponderou,

59
orou mais um pouco, decidiu comprometer-se a fazer cer- instrução, esforçava-se para transmitir as verdades do evan-
tas coisas e tomou algumas decisões, apresentou-as ao gelho. Era muito evidente que elas haviam tocado profunda-
Senhor, orou mais e recebeu sentimentos orientadores mente a vida dele. Percebi seu grande desejo de comunicar
Dele. A orientação dada a Enos foi muita direta por causa esses princípios. Ele reconhecia que eram de grande valor
da necessidade premente e por sua sabedoria em atender para os irmãos que ele tanto amava. Ele leu a aula no
imediatamente a um sussurro do Espírito. manual de lições, mas demonstrava ter puro amor pelo
Salvador e pelos irmãos que ele estava ensinando. Esse
“E ouvi uma voz, dizendo: Enos, perdoados são os teus
amor, sinceridade e pureza de coração permitiram que a
pecados e tu serás abençoado.
influência do Espírito Santo enchesse a sala.
E eu, Enos, sabia que Deus não podia mentir; portanto
O Senhor escolheu aquele momento para responder
minha culpa foi apagada.
minhas súplicas. Comecei a receber uma orientação bem
E eu disse: Senhor, como isso aconteceu?” clara sobre como ajudar os líderes e os membros a vence-
Temos então uma jóia de instrução: rem as tradições falsas. Tive outros sentimentos que
foram dirigidos pessoalmente a mim. À medida que tive
“E ele respondeu-me: Por causa da tua fé em Cristo. (...) cada impressão, anotei-a com fidelidade. Recebi verdades
Ora, aconteceu que após ter ouvido estas palavras, come- preciosas das quais muito necessitava para ser um servo
cei a desejar o bem-estar de meus irmãos, os nefitas; por- do Senhor mais eficaz.
tanto implorei a Deus por eles com toda a minha alma.” Embora os detalhes da comunicação sejam sagrados, como
Essa foi outra mensagem transmitida ao coração de Enos uma bênção patriarcal — para o benefício daquele que a
pelo Senhor, e Enos atendeu imediatamente: recebe — compartilharei algumas das coisas que aprendi e
outras verdades que me foram transmitidas naquele dia.
“Portanto, implorei a Deus por eles com toda a minha alma.
Esse é um exemplo da orientação inspirada concedida
Enquanto estava assim lutando no espírito, eis que a voz pelo Senhor por intermédio do Espírito Santo que todos
do Senhor me veio outra vez à mente, dizendo:” podem receber se as doutrinas que mencionamos forem
Então, o Senhor nos dá outra verdade preciosa: conscienciosamente colocadas em prática.

“Visitarei teus irmãos segundo a sua diligência em guardar O conselho específico começou com esta declaração:
meus mandamentos” (Enos 1:5–10; grifo do autor). “Você deve continuar a edificar a Igreja sobre o alicerce de
princípios verdadeiros, porém expressando mais do amor e
Identificamos duas verdades relacionadas à comunicação apreço com os quais você foi abençoado a ter e sentir pelo
espiritual entre o Senhor e Enos: “Por causa de tua fé em grande povo lamanita”. Seguiram-se orientações, instru-
Cristo”, e “visitarei teus irmãos segundo a sua diligência em ções e promessas condicionais específicas que alteraram o
guardar meus mandamentos”. Escreveremos agora essas ver- curso de minha vida.
dades como parte de nossa declaração de princípio. (...)
Subseqüentemente, fui para a aula da Escola Dominical
O padrão que estamos seguindo está ficando mais claro? da ala que minha família freqüentava. Um professor uni-
Essa mesma abordagem pode ser usada para ensinar qual- versitário muito culto apresentou a lição. A experiência foi
quer outra doutrina, como, por exemplo, a Expiação do um marcante contraste em relação ao que eu tinha sen-
Salvador. O esforço que fazemos para estudar as escrituras tido na reunião do sacerdócio do ramo. Pareceu-me que o
e reunir conceitos comuns nelas encontrados irá qualifi- professor tinha deliberadamente escolhido referências
car-nos para receber mais inspiração e orientação ao pon- pouco conhecidas e exemplos incomuns para desenvolver
derarmos as escrituras. (...) o tema designado: a vida de Joseph Smith. Tive a nítida
Há alguns anos, cumpri uma designação no México e na impressão de que ele usou aquela oportunidade de ensino
América Central semelhante à de um Presidente de Área. para impressionar a classe com seu grande conhecimento.
Percebi que algumas tradições falsas freqüentemente De modo algum parecia estar tão desejoso de comunicar
faziam com que até alguns membros da Igreja fizessem princípios quanto o humilde líder do sacerdócio.
coisas erradas. Por muito tempo, orei pedindo orientação Essa experiência também criou um ambiente propício
do Senhor sobre como ajudar aquelas pessoas que tanto para que eu recebesse novamente outras impressões.
amava a reconhecerem as tradições falsas, sem que achas- Comecei a escrever as instruções que foram transmitidas
sem erroneamente que eu não apreciava sua cultura. diretamente para a minha mente. Alguns parágrafos come-
Certo domingo, eu estava no prédio onde a ala de nossa çavam com frases como estas: “Ensine e testifique de
família se reunia juntamente com um ramo de língua espa- modo a instruir, edificar e conduzir as pessoas à plena
nhola. Assisti à reunião do sacerdócio do ramo, na qual um obediência, e não para se exibir. Todos os que forem orgu-
líder mexicano do sacerdócio, muito humilde e com pouca lhosos serão afastados”.

60
Outra de minhas anotações dizia: “Você não é nada por si Para mim, a palavra edificados significa que o Senhor perso-
mesmo, Richard”. Seguiu-se um conselho específico sobre naliza nossa compreensão da verdade para atender a nos-
como eu poderia tornar-me um instrumento mais eficaz sas necessidades individuais, quando nos esforçarmos por
nas mãos do Senhor. Outro trecho começava assim: receber essa orientação. Naquela reunião do sacerdócio do
“Qualifique-se pela obediência, autodisciplina e pelo ramo, compreendi os princípios que foram ensinados por
poder da fé”. Depois dessa frase, seguiram-se outras pro- um professor dirigido pelo Espírito. Tive um testemunho
messas condicionadas àqueles requisitos. de sua veracidade. Mas, além disso, fui edificado. A mensa-
gem ensinada foi vigorosamente ampliada em meu próprio
Nessa ocasião, senti um influxo de sentimentos pessoais
benefício pelas sagradas impressões transmitidas pelo
que não considerei adequado anotar no meio de uma
Espírito Santo. A humildade do líder do sacerdócio mexi-
aula da Escola Dominical. Em um lugar mais reservado,
cano era um pré-requisito para que ele fosse usado como
continuei a escrever os sentimentos que inundaram
instrumento para a comunicação espiritual da verdade.
minha mente, da forma mais exata possível. Depois de
cada vigorosa impressão ter sido registrada, eu a ponde- A humildade é a qualidade que permite que sejamos ensi-
rei, buscando confirmar se teria expressado corretamente nados do alto por intermédio do Espírito ou por meio de
os sentimentos que recebi. Então orei, expressando ao fontes que se originaram na inspiração do Senhor, como as
Senhor o que achava que o Espírito me ensinara. Um escrituras e as palavras dos profetas. A humildade é o fér-
sentimento de paz confirmou a exatidão do que eu havia til e precioso solo do caráter justo. Nela, germinam as
registrado. Tive a inspiração de perguntar se havia mais sementes do crescimento pessoal. Quando cultivadas pelo
coisas que eu deveria receber. Houve outras impressões, exercício da fé, podadas pelo arrependimento e fortaleci-
e o processo foi repetido até eu receber algumas das ins- das pela obediência e boas obras, essas sementes produ-
truções mais preciosas e específicas que alguém poderia zem os desejados frutos da orientação espiritual.
esperar receber na vida. A importância da humildade é ilustrada no versículo 28 da
Essa não foi uma experiência isolada. Sei que as pessoas seção 1 de Doutrina e Convênios: “E se fossem humildes,
sinceras e justas que seguem os princípios que abordamos fossem fortalecidos e abençoados do alto e recebessem
desfrutarão essa orientação recebida do Senhor. Ajude seus conhecimento de tempos em tempos” (grifo do autor).
alunos a compreenderem esses princípios e a receberem a Ensine a seus alunos que não podemos “chamar” o
confirmação do próprio testemunho deles da realidade da Espírito, como alguns costumam dizer. Podemos criar um
orientação espiritual, que os incentivará a buscarem-na. ambiente adequado para que o Espírito Santo nos instrua.
Em espírito de oração, ajude seus alunos a compreenderem A comunicação espiritual não pode ser forçada. Precisamos
que essa orientação é tão real quanto os cinco sentidos. qualificar-nos e estar prontos para receber a orientação e
Incentivo-o a salientar que freqüentemente deixamos de direção do Senhor quando Ele decidir provê-las. Não
ouvir a orientação pessoal mais preciosa do Espírito porque importa quão urgente seja o nosso cronograma pessoal, o
não a anotamos e não atendemos aos primeiros sussurros Senhor responde de acordo com Sua própria vontade.
que ouvimos, no momento em que o Senhor decide orien-
tar-nos ou quando recebemos impressões em resposta a Ao salientar a necessidade da obediência aos mandamen-
uma oração urgente. tos de Deus para que sejamos orientados espiritualmente,
os jovens compreenderão por que Satanás os tenta para
Aquela experiência sagrada ilustra o significado desta que desobedeçam aos mandamentos. Mesmo coisas consi-
conhecida instrução de Doutrina e Convênios: deradas como transgressões pequenas afetarão seriamente
“Aquele que recebe a palavra pelo Espírito da verdade a capacidade que eles têm de serem conduzidos pelo
recebe-a como é pregada pelo Espírito da verdade[.] Espírito. As explicações e os exemplos que você oferecer
ajudarão a confirmar na mente deles a determinação de
(...) Portanto aquele que prega e aquele que recebe se
serem justos para que se qualifiquem para serem conduzi-
compreendem um ao outro e ambos são edificados e juntos se
dos pelo Senhor, por intermédio do Espírito, nas impor-
regozijam” (D&C 50:21–22; grifo do autor).
tantes decisões que terão de tomar na vida.

61