Você está na página 1de 6

Nome do(a) Aluno(a):___________________________________________ Matrícula:_______________

Disciplina: CCE255 / Mecânica dos solos Data:__________________


Período 2018-01 – Lista de Exercícios

Olá, alunos Estácio! A prova será feita a partir das questões desta lista e dos slides! Elas não estão
distantes do que foi apresentado nos slides, mas isto será necessário para vocês absorverem mais a
matéria e estudarem de forma geral o assunto!
Um grande abraço e divirtam-se com a lista!

1. Defina intemperismo físico e intemperismo químico e sua importância para formação dos solos.
2. Qual a diferença entre intemperismo e erosão?
3. Explique o ciclo rocha-solo.
4. Defina o que são rochas metamórficas, ígnea e sedimentar.
5. Explique pelo menos dois solos sedimentares.
6. Quais são as propriedades físicas dos solos finos?
7. Uma amostra de solo foi coletada em campo. Verificou-se que a amostra, juntamente com seu
recipiente, pesavam 120,45g. Após permanecer em estufa a 105°C, até estabilizar o peso, o conjunto
pesava 110,92g. Sendo a massa do recipiente de coleta da amostra de 28,72g, qual a umidade deste solo?
8. Considere uma amostra de solo que foi colocada junto com uma cápsula e levada à balança,
apresentando uma massa de 126,12 g. Essa amostra permaneceu em estufa até atingir constância de peso,
e então foi pesada novamente, desta vez tendo uma massa de 106,09 g. A massa da cápsula era de 37,12 g.
Qual o valor da umidade do solo?
9. Uma amostra indeformada de solo foi coletada numa cápsula cilíndrica de 4,0 cm de diâmetro e 10,0
cm de altura e apresentou uma massa de 300,38g. Determine a massa específica natural do solo.
Considere a massa da cápsula como sendo 100,32 g.
10. Uma amostra de solo tem volume de 60 cm³ e peso de 87,1 g. Depois de completamente seca seu
peso é 69,4 g. O peso específico real dos grãos é 26,2 kN/m³. Calcular sua umidade e grau de saturação.
11. Um corpo de prova cilíndrico de um solo argiloso tem uma altura de 12,5 cm e diâmetro de 5 cm.
A massa úmida do corpo de prova é 440 g. Sabendo-se que a massa específica do sólidos é de 2,82 g/cm³
e o teor de umidade 29%. Determinar:
a) massa específica;
b) massa específica aparente seca;
c) índice de vazios;
d) porosidade;
e) grau de satuação.
12. Uma amostra de um solo pesa 22kg. O volume correspondente a esta amostra é 12,20 litros. Desta
amostra subtrai-se uma parte, para a qual se determina: Pt = 70g; Ps = 58g; γg = 2,67g/cm³. Para a
amostra maior, determinar:
a) teor de umidade;
b) massa de sólidos;
c) massa de água;
d) volume de sólidos;
e) volume de vazios;
f) porosidade;
g) massa específica;
h) massa específica do solo aparente seco;
i) grau de saturação.
13. Para determinação do LL (Limite de Liquidez) de um solo, utilizou-se o método do Aparelho
Casagrande. Assim, foram obtidos os seguintes valores:
 para o t2eor de umidade de 22% foram necessários 36 golpes;
 para o teor de umidade de 28% foram necessários 30 golpes.
Qual o valor de do LL deste solo?
14. Para determinar o índice de consistência e a sensitividade de uma argila, utilizou-se uma amostra
indeformada. Os ensaios realizados e seus respectivos resultados estão listados abaixo.
 Teor de umidade natural: 50%
 Limite de liquidez: LL=60%
 Limite de plasticidade: LP=35%
 Resistência à compressão simples no estado natural do solo: 82kPa
 Resistência à compressão simples com o solo amolgado: 28kPa
Como descrever a consistência e a sensitividade desse solo?
15. Uma amostra indeformada de solo foi recebida no laboratório. Com ela realizaram-se os seguintes
ensaios:
A) Determinação do teor de umidade (w). Tomou-se uma amostra que, junto com a cápsula em que
foi colocada, pesava 119,92g. Essa amostra permaneceu numa estufa a 105°C até constância de
peso (por cerca de 18 horas), após esse período, o conjunto seco mais a cápsula pesava 109,05g. A
massa da cápsula, chamada "tara", era de 34,43g. Qual o valor da umidade?
B) Determinação da massa específica dos grãos (ρs). Para o ensaio, tomou-se uma amostra com
72,54g no seu estado natural. Depois de imersa n'água de um dia para o outro e agitada num
dispersor mecânico por 20min, foi colocada num picnômetro e submetida a vácuo por 20min, para
eliminar as bolhas de ar. A seguir, o picnômetro foi enchido com água deaerada até a linha
demarcatória. Esse conjunto apresentou uma massa de 749,43g. A temperatura da água foi medida,
acusando 21°C (considerar massa específica da água nessa temperatura igual a 0,998 g/cm³), e
para esta temperatura uma calibração prévia indicava que o picnômetro cheio de água até a linha
demarcatória pesava 708,07g. Determinar a massa específica dos grãos.
C) Determinação da massa específica natural do solo (ρn). Moldou-se um corpo de prova
cilíndrico do solo, com 3,57cm de diâmetro e 9cm de altura, que apresentou uma massa de
173,74g. Determine a massa específica natural do solo.
D) Determinação dos índices físicos correntes. Admitindo-se g=10m/s², calcule, para o solo objeto
dos ensaios descritos anteriormente, o peso específico dos grãos (γs) e o peso específico natural do
solo (γn), e a partir deles e da umidade, os outros índices físicos corretamente empregados em
Mecânica dos Solos: peso específico aparente seco (γd), índice de vazios (e), grau de saturação
(Sr), peso específico aparente saturado (γsat) e porosidade (n).
16. Traçar os diagramas das pressões totais, neutras e efetivas para o terreno
indicado no perfil abaixo.

17. Traçar os diagramas das pressões totais, neutras e efetivas para o terreno
indicado no perfil abaixo.
18. Determine as tensões efetivas no solo na cota (-10m).

19. Calcular o acréscimo de pressão causado por uma placa circular com 5m de
diâmetro, carregada com 20 t/m², em situados sob o seu eixo, a 2,5m; 5,0m e
10,0m de profundidade e traçar os respectivos diagramas de tensões.
20. Para o perfil geotécnico abaixo, determine:
a) o acréscimo de tensão vertical para um depósito circular nas profundidades indicadas;
b) a tensão efetiva final aos 7,5m e aos 90,0 m de profundidade.
21. Dada a situação da planta abaixo, calcule o acréscimo de tensão devido a sapata carregada com
480 kN/m2 a 5 m de profundidade no ponto A.

22. Uma construção industrial apresenta uma planta retangular, com 12 m de largura e 48 m de
comprimento, e vai aplicar ao terreno uma pressão uniformemente distribuída de 50 kPa. Determinar o
acréscimo de tensão, segundo a vertical pelos pontos A, B, C e D, a 6 m e a 18 m de profundidade
aplicando a solução de Newmark. Calcule, também, para o ponto E, fora da área carregada.
23. Uma área de 10x10 m sobre a superfície do terreno é carregada por uma pressão uniforme igual a
1 kgf/cm². A que profundidade sob o centro da superfície carregada, o acréscimo de pressão será de 0,1
kgf/cm²?
24. Quatro pilares com fundações superficiais e com as cargas indicadas na figura a seguir, são
locados nos vértices de um retângulo de 3 m x 4 m. Calcular pela fórmula de Boussinesq o acréscimo de
pressão devido a este carregamento, no ponto a 7,5 m abaixo do centro da estrutura.

25. Calcular o acréscimo de pressão no ponto A indicado, devido às sobrecargas transmitidas pelas
sapatas.
sapatas 1 p1 = 1,5 kgf/cm²
sapatas 2 p2 = 1,1 kgf/cm²