Você está na página 1de 9

DepartamentoDepartamento dede EngenhariaEngenharia dede TelecomunicaçõesTelecomunicações -- UFFUFF

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Telecomunicações - - UFF UFF Fundamentos Fundamentos de de Sistemas Sistemas Multimídia Multimídia 1

1

SistemasSistemas MultimídiaMultimídia ee HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Multimídia x Hipermídia Documentos Hipermídia

Objetos de Mídia

Relações

Modelos Hipermídia Entidades Hipermídia

Nós

Âncoras

Elos

Composições

Modelos para Sincronização Temporal

2

MultimídiaMultimídia xx HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Sistema Multimídia:

Sistema capaz de manipular ao menos um tipo de mídia discreta e um tipo de mídia contínua na forma digital de maneira sincronizada

Sistema Hipermídia:

Sistema Multimídia capaz de tratar eventos causados pela interação com o usuário e reagir a esses eventos

3

Hipertexto,Hipertexto, MultimídiaMultimídia ee HipermídiaHipermídia FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas
Hipertexto,Hipertexto, MultimídiaMultimídia ee HipermídiaHipermídia
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
4
DocumentosDocumentos HipermídiaHipermídia FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
DocumentosDocumentos HipermídiaHipermídia
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
Componentes de um documento hipermídia
• Objetos de mídia
– Texto, imagem, gráfico, áudio, vídeo, animação
• Relacionamentos entre os objetos
Blablabla
Blablabla
Blablabla
Blablabla
Blablabla
5

RelaçõesRelações HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Relações de referência

Ex.: relação hipermídia tradicional (elo HTML - Web)

Relações de sincronização

definem o posicionamento temporal e espacial dos objetos

Relações de estruturação

especificam a estrutura lógica de um documento, tal como um livro e seus capítulos, os capítulos e suas seções etc.

Relações semânticas

Ex.: aquela entre um professor e as várias disciplinas que ele leciona ou entre um fabricante e os diversos produtos fabricados

Relações de derivação

Ex.: aquelas que indicam os objetos que deram origem a outros objetos

6

ModeloModelo HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

É necessário um modelo conceitual hipermídia para expressar os componentes de um documento Diversos modelos propostos na literatura

Intermedia, HyperCard, KMS, Neptune, NoteCards, etc.

CMIF, AHM, FireFly, I-HTSPN, Madeus, Microcosm, Trellis, IMAP, Labyrinth, NCM, etc.

Modelo Dexter – modelo de referência

Componentes de um documento são representados pelas entidades do modelo

7

EntidadesEntidades HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Principais entidades hipermídia

Blocos de informação (texto, áudio, vídeo, imagem

Nós (nodes)

Âncoras (anchors)

relacionamentos

Nós (nodes) • Âncoras (anchors) • relacionamentos ) – Elos (links) – nós de composição/composições

)

Elos (links)

nós de composição/composições (composite nodes/compositions)

grupo de nós e/ou elos

8

HipermídiaHipermídia

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Representa um objeto de mídia abstraindo como seu conteúdo está representado Modelagem do conteúdo não faz parte do modelo conceitual

Nó serve para representar texto, imagem, áudio, vídeo

Para permitir a criação de relacionamentos entre partes internas ao conteúdo de um nó

âncoras

9

ÂncoraÂncora

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Representa uma região do conteúdo de um nó que pode ser usada para criar elos A definição da região depende do tipo do nó. Exemplos:

Texto: string de caracteres (posição inicial e final)

Imagem: conjunto de pixels (área retangular - coordenadas do pixel superior esquerdo e do inferior direito)

Áudio: seqüência de amostras (amostra inicial e final)

Vídeo: seqüência de quadros (quadro inicial e final)

Mídias contínuas: Instante de tempo inicial e final

A lista de âncoras de um nó define a sua interface

10

ElosElos

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Usados para representar relacionamentos entre (partes de) nós

Nó A

Nó B

elo Ponto de interface de um nó (âncora)

elo

elo Ponto de interface de um nó (âncora)
elo Ponto de interface de um nó (âncora)

Ponto de interface de um nó (âncora)

 

Significado (semântica) do relacionamento pode ser qualquer É muito comum pensar no elo tradicional hipermídia – hyperlink – hiper-elo

Uma seleção (clique do mouse) na âncora de origem causa a apresentação da âncora de destino

Pode ser usado para representar relação de sincronização – synclink – elo de sincronização

O início da apresentação da âncora de origem causa a apresentação da âncora de destino

11

ElosElos MultipontoMultiponto

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Podem interligar qualquer número de nós

Fundamentos Fundamentos de de Sistemas Sistemas Multimídia Multimídia Podem interligar qualquer número de nós 12

12

NósNós dede ComposiçãoComposição

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Usados para representar relacionamentos entre nós. Podem ser definidos como:

Grupos de nós

N N 1 1 N N 2 2 N N n n
N N 1 1
N N 2 2
N N n n

Grupos de nós e elos

entre nós. Podem ser definidos como: • Grupos de nós N N 1 1 N N

13

InterfaceInterface dede umum dede composiçãocomposição

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Âncoras – permitindo a criação de relacionamentos com a composição diretamente (b na figura) Deve permitir a criação de relacionamentos entre componentes internos e nós externos

Portas – composicionalidade (a e c na figura)

a b c 14
a
b
c
14

NósNós dede ComposiçãoComposição

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Podem ser usados para representar relações de estruturação:

Livro composto de capítulos

– Capítulos compostos de seções livro cap1 Sec1.1 cap2 Sec1.2 cap3
– Capítulos compostos de
seções
livro
cap1
Sec1.1
cap2
Sec1.2
cap3

Podem ser usados para representar relações de sincronização:

• Apresentação dos componentes em seqüência Seq N N N N n N 1 1
• Apresentação dos
componentes em
seqüência
Seq
N
N
N N n
N 1
1
N 2 2
n
• Apresentação dos componentes em paralelo Par N N N N n N 1 1
• Apresentação dos
componentes em paralelo
Par
N
N
N N n
N 1
1
N 2 2
n

15

ModelosModelos parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Unidades de Tempo:

Instantes

Intervalos

Diversos Paradigmas:

Scripts

Timeline

Ferramentas para Especificação Formal

Sincronização Hierárquica

Baseado em Restrições

Baseado em Eventos

16

UnidadesUnidades dede TempoTempo

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Instantes

Evento acontece instantaneamente

não tem duração

Intervalos

Evento acontece entre um par de instantes

tem duração

intervalo
intervalo
intervalo
intervalo

intervalo

intervalo
intervalo
intervalo
intervalo
intervalo
intervalo
intervalo

17

instante

RelaçõesRelações TemporaisTemporais entreentre InstantesInstantes

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Before

 
 

After

 
 

Simultaneous

Before   After   Simultaneous 18
Before   After   Simultaneous 18
Before   After   Simultaneous 18
Before   After   Simultaneous 18
Before   After   Simultaneous 18

18

RelaçõesRelações TemporaisTemporais entreentre IntervalosIntervalos

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Existem 13 relações básicas (Allen 83)

Allen’s Relation Illustration x meets y x y met by x y x starts y
Allen’s Relation
Illustration
x
meets y
x
y
met by x
y
x
starts y
x
y started by x
y
x finishes y
x
y finished by x
y
x before y
x
t
y
y after x
X overlaps y
x
y overlapped by x
y
t
x during y
t
x
y contains x
y
x equals y
x
y

19

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Scripts

Usa programação baseada em scripts para especificar a

sincronização

como em um ambiente de programação orientada a eventos

Ex.: Macromedia Flash, Asymetrix Toolbook, Dynamic HTML

Vantagens:

expressividade

to handle buttonClick play “rocket.wav” end buttonClick

Desvantagens:

Requer conhecimento de programação Dificuldade na visualização da estrutura do documento

20

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Timeline (linha do tempo)

Ex.: Adobe Premier, Macromedia Flash MX, Macromedia Director

Objetos posicionados diretamente no instante de tempo que devem começar a ser exibidos

Vantagens:

Vantagens: Representação intuitiva Facilidade de visualização da estrutura temporal Desvantagens:

Representação intuitiva Facilidade de visualização da estrutura temporal

Desvantagens:

Não há relações entre os objetos Dificuldade para representar eventos assíncronos (interatividade) Dificuldade de edição Impossibilidade de ajustes temporais durante a execução

21

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Ferramentas para Especificação Formal

Flowcharts

Redes de Petri

Ex.: Macromedia Authorware Ex.: OCPN, I-HTSPN, Trellis

notação formal baseada em grafo dirigido

Lugares e transições

Vantagens:

em grafo dirigido • Lugares e transições Vantagens: Expressividade permite realizar ajustes durante a

Expressividade permite realizar ajustes durante a execução Permite verificação formal

Desvantagens:

Requer conhecimento do formalismo Redes se tornam complexas para relacionamentos entre partes de nós

22

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Sincronização Hierárquica

Composições com semântica temporal

seqüencial e paralela Vantagens:

Facilidade de autoria expressividade permite realizar ajustes durante a execução

Ex.: XMT-ΩΩΩΩ, SMIL, CMIF, AHM

a execução Ex.: XMT- ΩΩΩΩ , SMIL, CMIF, AHM Desvantagens: • Dificuldade para representar eventos

Desvantagens:

Dificuldade para representar eventos assíncronos (interatividade)

Para sincronizar com partes de nós, precisamos:

Dividir o objeto em várias partes ou

Combinar esse modelo com outra abordagem (baseada em eventos, por exemplo)

23

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Baseado em Restrições

Ex.: FireFly, Madeus

Conjunto básico de relações entre instantes ou intervalos (relações de Allen)

after 10s
after 10s

Vantagens:

ou intervalos (relações de Allen) after 10s Vantagens: Facilidade de autoria expressividade permite realizar

Facilidade de autoria expressividade permite realizar ajustes durante a execução

Desvantagens:

Dificuldade para representar eventos assíncronos (interatividade)

Para sincronizar com partes de nós, precisamos:

Dividir o objeto em várias partes ou

Combinar esse modelo com outra abordagem (baseada em eventos, por exemplo)

24

ParadigmasParadigmas parapara SincronizaçãoSincronização TemporalTemporal

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Baseado em Eventos

Eventos são representados como instantes ou intervalos de tempo

Relacionamentos são definidos baseados em eventos que ocorrem durante a apresentação do documento, como p.e.:

Apresentação de uma âncora

Seleção de uma âncora (clique do mouse)

Posicionamento do mouse sobre uma âncora

Vantagens:

Expressividade Facilidade para tratar interatividade permite realizar ajustes durante a execução

25

permite realizar ajustes durante a execução 25 Ex.: IMAP, Labyrinth, NCM, MHEG Desvantagens: Dificuldade

Ex.: IMAP, Labyrinth, NCM, MHEG

Desvantagens:

Dificuldade de autoria

ReferênciasReferências

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

(Allen, 1983) Allen, J. F. Maintaining Knowledge about Temporal Intervals, Communications of the ACM, 26(11), 1983, 832-843. (Buchanan, 1992) Buchanan, Zellweger. Specifying Temporal Behaviour in hypermedia documents, ECHT’92, Milão, 1992. (Halasz, 1994) Halasz, F.; Schwartz, M. The Dexter Hypertext Reference Model, Communications of the ACM, 37(2), Fevereiro 1994. (Pérez-Luque, 1996) Pérez-Luque, M. J.; Little, T. D. C. A Temporal Reference Framework for Multimedia Synchronization, IEEE Journal on Selected Areas in Communications, 14(1), Janeiro 1996. (Hardman, 1998) Hardman, L. Modelling and Authoring Hypermedia Documents, PhD Thesis, University of Amsterdam, disponível em http://www.cwi.nl/~lynda/thesis, 1998. (Soares, 2000) Soares, Rodrigues, Muchaluat-Saade. Modeling, Authoring and Formatting Hypermedia Documents in the HyperProp System, ACM Multimedia Systems Journal, março 2000. (Na, 2001) Na, J.; Furuta, R. Dynamic Documents: Authoring, Browsing and Analysis Using a High-Level Petri Net-Based Hypermedia System, ACM Symposium on Document Engineering, Atlanta, Novembro 2001.

26

SistemaSistema HipermídiaHipermídia FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 27
SistemaSistema HipermídiaHipermídia
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
27
dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 27 Autoria Autoria Hipermídia Hipermídia

AutoriaAutoria HipermídiaHipermídia

27 Autoria Autoria Hipermídia Hipermídia FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Autoria de Documentos Hipermídia

Gráfica x Declarativa

Editores Gráficos:

Várias visões integradas

Estrutural, temporal, espacial

Visões intuitivas para o autor

Facilidade de edição

Editores complexos

EDITOR Graphical Interface Declarative Language <?xml version="1.0" ?> <hyperdocument >
EDITOR
Graphical Interface
Declarative Language
<?xml version="1.0" ?>
<hyperdocument
>
<audio
/>
<video
/>
<text
/>
<img
>
</hyperdocument>
<text /> <img > </hyperdocument> Author Linguagens declarativas: Representação textual do

Author

Linguagens declarativas:

Representação textual do documento

Editores simples

Formato XML

28

Document Base

Hypermedia Objects
Hypermedia
Objects
AutoriaAutoria GráficaGráfica FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 29
AutoriaAutoria GráficaGráfica
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
29

ArmazenamentoArmazenamento

FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia

Servidores Hipermídia

Principais funções

Armazenamento dos documentos

Estrutura e conteúdo

Suporte a Trabalho Cooperativo

Controle de versões

Controle de acesso

Controle de notificação

Adaptação dos documentos

51

– Controle de versões – Controle de acesso – Controle de notificação • Adaptação dos documentos
ExecuçãoExecução FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 52
ExecuçãoExecução
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
52
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 53
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
53
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 54
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
54
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia 56
ExecuçãoExecução -- FormatadorFormatador
FundamentosFundamentos dede SistemasSistemas MultimídiaMultimídia
56