Você está na página 1de 6

Textos: João 14:4-6; João 11:7,8 e 16; João 20:19,24-28.

Introdução:

Quem foi Tomé?


Não se sabe muito sobre a biografia de Tomé com relação a sua vida
pessoal, origem etc
Tomé foi um dos doze apóstolos de Jesus.
Em algumas passagens bíblicas ele é chamado de Dídimo, que significa
“gêmeo” (João 11:16; 20:24; 21:2). Dídimo é a forma grega para o nome de
Tomé
A história de Tomé na Bíblia está registrada nos quatro Evangelhos do Novo
Testamento, e encontramos também raras aparições no livro de Atos
sempre ao lado dos apóstolos
Dos 4 só no Evangelho de João que encontramos as melhores informações
sobre quem foi Tomé, isso talvez se dar, porque Tomé era o discípulo mais
próximo de João
Durante quase toda a história do cristianismo, Tomé foi tido como um
homem de pouca fé, medroso, fraco, incrédulo
Quem nunca ouviu falar ou até mesmo já falou
“Fulano de tal é como Tomé: Incrédulo”. Quem dera!
“Deixa de ser Tomé: Creia”. Eu digo deixa não!
Para o mundo em geral a palavra “Tomé” é sinônimo de incredulidade e de
descrença.
Tomé tornou-se o símbolo de desconfiança, receio, suspeita e dúvida.
A coisa é tão séria, que nem nos cartórios brasileiros os pais se aventuram
em colocar o nome de seus filhos de Tomé
Tomé ficou estigmatizado para sempre por causa de uma ação
Muito mito e crendices giram em torno da vida de Tomé
Estamos longe de conhecer quem realmente era Tomé
Prepare para se surpreender com a vibrante e emocionante história de um
dos personagens mais emblemático do colégio apostólico
Como defino Tomé: Homem de caráter forte e de personalidade autêntica

I. TOMÉ – UM SEGUIDOR FIEL DE JESUS


“Então, Tomé, chamado Dídimo, disse aos condiscípulos: vamos também
nós para morrermos com Ele” (Jo 11.16)

Explanação de narrativa de João 11


Lições que aprendemos com Tomé:

1. Tomé homem de fé
Precisamos desconstruí essa mentalidade de que Tomé era um homem sem
fé, incrédulo
Se é com pode medir a fé de alguém
Penso que Tomé era mais provido de fé que os outros discípulos. Porque?
Porque ninguém está disposto a morrer por algo que não acredita
Tomé foi o primeiro discípulo e declarar que estava disposto a morrer por
causa de Jesus
Tomé homem de convicções fortes – acima da média

2. Tomé – Um gerenciador de crises


Tomé ao que tudo indica era o equilíbrio do grupo
Os outros discípulos estavam discutindo e achando um absurdo a ideia de
voltar para a Judeia
Em meio aquele conflito
Tomé homem de poucas palavras, mas incisivo/ contundente aponta uma
solução
Porque que ao invés de ficarmos discutindo algo sem resultado/
produtividade
Não seguimos a ordem do Mestre: “Vamos com ele e ponto final”
É nas ocasiões difíceis que se manifestam os grandes homens

3. Tomé tinha uma profunda devoção ao Senhor Jesus


Tomé tinha uma admiração tão grande por Jesus, aponto de deixar tudo
para segui-lo
Se Tomé abandonou tudo, ele estava disposto a fazer de tudo por amor a
Jesus – até morre, se fosse o caso
Tomé era um seguidor fiel de Jesus
João no capítulo 14 vai revelar outro lado desconhecido da personalidade
de Tomé

II – TOMÉ – UM DISCÍPULO PREOCUPADO EM FAZER A COISA CERTA


“Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o
caminho?” (Jo 14.5)
Explanação da narrativa
Revela algumas coisas sobre a natureza do caráter de Tomé
1. A ideia de morrer com Jesus era melhor que viver sem ele
Declaração nas entrelinhas de Tomé
“Eu prefiro morrer contigo, do que viver sem ti”
Não entrava na cabeça de Tomé a ideia de que Jesus estava preste a deixa-
los
Essa notícia deixou Tomé arrasado, triste e paralisado
Sem ação: “Não sei para onde vou”

2. Mesmo sem rumo Tomé não deixou de confiar em Jesus


Tomé disse: “Eu não sei o caminho? ”
Tomé poderia estar naquele momento enfrentando um dilema de direção
Mas não deixou de buscar ajuda em quem confiava. “Mostra o caminho? ”
A resposta veio de uma forma reveladora e surpreendente
Jesus faz uma revelação bombástica
“Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (v.6)
Todo judeu conhecia bem esta expressão: Caminho, verdade e vida
Esta expressão simbolizava o Santuário. A divisão do santuário
1. Pátio – Caminho
2. Lugar santo – Verdade
3. Lugar santíssimo – Vida
Tomé homem preocupado em fazer a coisa certa
João no capítulo 20 o momento mais difícil da vida de Tomé
Mesmo assim, vamos perceber um traço forte da personalidade de Tomé

III. T O M É – UM DISCÍPULO PONDERADO, CRITERIOSO E PRUDENTE


“Disseram-lhe então os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele
respondeu: Se eu não vir nas suas mãos os sinais dos cravos, e ali não
puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei.
” (v.25)
Este texto que trata especificamente de Tomé é mal interpretado por
muitos
Uma única vez, Tomé disse algo que não deveria ter dito e ficou
estigmatizado para sempre
Apenas uma vez ele errou e por isso ficou o seu nome foi cravado na
história, como o homem sem fé
Não sejamos duros demais ou radicais com Tomé
Vou entrar em defesa de Tomé
Algumas verdades explicitas nesse texto a favor de Tomé
1. Até mesmo os grandes heróis da fé enfrentaram momentos crise
 Elias – 1Rs 19 – A crise pós Carmelo
 João Batista - “O senhor é Aquele Que Vem, ou devemos esperar
outro? ” — Lucas 7:19.
 Pedro – A negação de Pedro. Ignorância ou covardia?
Tomé está vivendo uma crise de fé
Não era fácil para Tomé perder um amigo, um companheiro, alguém em
quem ele depositou toda a sua confiança e esperança
2. Não foi só Tomé, outros discípulos também não creram na ressureição
de Jesus – Direito da dúvida
Maria Madalena
Pedro e João
Entre outros discípulos. “Tais palavras lhes pareciam como um delírio, e não
acreditaram nelas” (Lc 24.11)
3. Tomé foi o mais prudente de todos os discípulos. Cauteloso
Pediu prova
 Ver os cravos nas mãos
 E tocar no lado furado
4. Tomé foi o único que lembrou da alerta de Jesus sobre os falsos cristos
Então, se alguém vos anunciar: ‘Vede, aqui está o Cristo!’ ou ‘Ei-lo ali!’ Não
acrediteis (Mt 24.23)
5. A ressurreição de Jesus precisava ser confirmada pelos sentidos – Ver,
sentir e tocar
Se fosse de outra maneiro, não faria sentido a permanecia de Jesus após
ser ressuscitado
Jesus precisava dar prova da sua ressurreição
É claro, uma vez manifesto a alguém não precisava ter a comprovação de
mais ninguém
“Bem-aventurado são aqueles que nunca viram e creram”
Conclusão:
Depois dessa linda experiência com Jesus Tomé faz uma revelação que
muda toda a sua historia
 “E Tomé confessou a Jesus: “Meu Senhor e meu Deus!” (v.28)
 Não importa os erros e acertos o importante é terminar bem