Você está na página 1de 3

PROJETO: “A INCLUSÃO ALÉM DA MATRÍCULA”

Promover a inclusão vai muito além do simples


cumprimento da lei e da matrícula, a verdadeira inclusão implica
em promover uma educação de qualidade para todos e
contribuir para uma sociedade mais justa e humana. E este é o
grande desafio que se apresenta aos educadores diariamente no
cotidiano de uma escola que possa se chamar de inclusiva.

A inspiração deste projeto nasceu do desejo de ver os


alunos com deficiência não apenas inseridos fisicamente em uma
sala de aula regular, mas verdadeiramente integrados e se
desenvolvendo como qualquer outro aluno, dentro das suas
próprias possibilidades.

Inclusão é “estar com”, não é simplesmente “estar junto”.


Infelizmente enquanto ainda precisamos falar de inclusão, é
porque alguém está sendo excluído. Se pensarmos que a escola é
um espaço inclusivo por essência, falar de “escola inclusiva”
torna-se redundante.

A escola é sim um espaço privilegiado de encontro com o


outro, com a diferença, um espaço de convivência, de partilha de
saberes e experiências. A inclusão de fato é uma força
educacional que promove o encontro com as singularidades de
cada um e oportuniza entre tanto benefícios, o desenvolvimento
da empatia, do altruísmo, do respeito ao outro, de um olhar mais
humano para o mundo.

Este projeto acredita que todos merecem conviver com a


riqueza da diversidade. O ganho é de todos. Os principais
objetivos deste projeto são:

 Oferecer apoio e assessoria à escola, com ações que, além


de garantir o cumprimento da Lei Brasileira da Inclusão da
Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146\2015), facilitem o
processo de acolhida deste aluno e promovam o seu
desenvolvimento integral como pessoa, visando
principalmente sua autonomia e bem estar social e pessoal.

 Delimitar as barreiras que podem estar dificultando o


desenvolvimento do potencial do aluno e elaborar, sempre
em trabalho colaborativo, medidas inclusivas com
estratégias de ação individualizadas, buscando assim
minimizar ou eliminar estas barreiras, principalmente as
atitudinais e metodológicas.

 Oferecer um espaço de escuta ao professor, auxiliando-o a


tomar consciência do valor dos seus conhecimentos e da
sua formação, encontrando seus próprios recursos e
instigando uma constante reflexão sobre sua prática,
sempre munidos de suas experiências, inclusive das que
não deram certo.

 Promover reflexões que sensibilizem a todos as pessoas


envolvidas, profissionais e alunos, enxergar a diferença não
apenas fora de si, mas como algo inerente da natureza
humana, dando assim o devido valor à diversidade, como
um fator enriquecedor do convívio humano.
Se você se interessou e quiser saber mais informações sobre o
projeto, sobre seus pilares ou a metodologia utilizada, entre em
contato comigo e deixe sua dúvida que responderei assim que
possível.

Patrizia Borgonovo