Você está na página 1de 3

Disciplina: Seminário Integrador

Nome da Atividade: Atividade Avaliativa II


Nome do aluno: Domênica Poliana Nunes Alves Pólo: Campo Grande Matrícula: 14113110448
Artigo(s) de referência:
• OLIVEIRA, FÁTIMA BAYMA DE; SAUERBRONN, FERNANDA FILGUEIRAS. Trajetória,
desafios e tendências no ensino superior de administração e administração pública no Brasil: uma
breve contribuição. Revista Administração Pública - Rio de Janeiro Edição Especial Comemorativa
1967-2007 p.149-170, 2007.
• COELHO, FERNANDO DE SOUZA; NICOLINI, ALEXANDRE MENDES. Revisitando as
origens do ensino de graduação em administração pública no Brasil (1854-1952). Revista
Administração Pública — Rio de Janeiro Edição 48(2) p 367-388, mar./abr. 2014.
Questões
(1) IDENTIFIQUE e RETIRE do artigo de COELHO e NICOLINI (2014), o trecho que identifica o
objetivo do texto. Atenção: você fará uma citação direta!
O objetivo do artigo supracitado é encontrado no seguinte trecho:
A história do ensino de graduação em administração pública no Brasil é retratada por um conjunto de
obras/autores que partem da instalação do curso da EBAP-FGV em 1952 como o marco zero. Contudo, pouco se
escreveu sobre a pré-história dessa formação acadêmica no país; seus antecedentes carecem de sistematização.
O objetivo deste artigo é rever as origens desse ensino para compreender sua evolução e institucionalização na
educação superior nacional. Esse esforço contribui para a construção da memória da área de conhecimento de
administração no Brasil, em geral, e do seu ensino (e pesquisa), em particular. (COELHO; NICOLINI,2014,
p.367)
E também no trecho posterior:
[...] pouco se escreveu sobre a pré-história do ensino de graduação em administração pública no Brasil [...].
Defronte desta lacuna, o objetivo deste artigo é passar em revista as origens desse ensino no país, com o
propósito de compreender a evolução da ideia de instituí-lo na educação superior nacional. (COELHO;
NICOLINI,2014, p.369)
(2) Em seguida, IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a justificativa apresentada pelos autores para a importância
do trabalho.
Para COELHO e NICOLINI (2014, p.369) “... este artigo justifica-se pela escassez de estudos/pesquisas
historiográficas no país, tanto na área de ensino de administração, como na área de administração pública,
debruçando-se sobre a gênese do ensino de graduação em administração pública no Brasil.”. Os autores
acreditam que o seu artigo é importante porque assume a tarefa de reunir os poucos elementos
bibliográficos acerca do ensino da administração e da administração pública no país e sintetizar de forma
explicativa a criação destes cursos em nivel superior.
(3) Considerando o mesmo artigo, IDENTIFIQUE em que momento histórico são lançadas as bases para o
estabelecimento de um Estado administrativo no país e EXPLIQUE sua relação com o desenvolvimento do
sistema capitalista.
Para COELHO e NICOLINI (2014, p.373) “Indiscutivelmente, é na Segunda República – mormente no
Estado Novo – que se lançam as bases para a edificação de um Estado administrativo no país.”. O período
compreendido entre 1930 e 1945, também chamada de Era Vargas, foi marcada por grandes investimentos
na infraestrutura do país, setores como urbanização, comunicações, transportes e energia. Todas essas
grandes ações do governo criou uma demanda na criação de ministérios e empresas públicas que pudessem
gerenciar o desenvolvimento do país. Segundo o artigo, todo esse investimento incentivou o crescimento do
sistema capitalista no país e também a especialização da administração pública. “No âmago desse desponte
do capitalismo industrial no país e da consequente (re)estruturação e expansão estatal é que a ciência da
administração começou a ganhar espaço, importância e status como atividade profissional e campo de
ensino e pesquisa”. (COELHO; NICOLINI, 2014, p.373)
(4) IDENTIFIQUE e RETIRE do artigo de OLIVEIRA e SAUERBRONN (2007), o trecho que identifica o
objetivo do texto. Atenção: você fará uma citação direta!
O objetivo geral do texto pode ser identificado neste trecho:
O desafio deste artigo é promover uma breve revisão do ensino superior de administração (AD) e
administração pública (AP) no Brasil. Uma revisão de um tema de enorme abrangência, por mais breve
que pretenda ser, não pode deixar de tratar de sua trajetória nas dimensões histórica e sociopolítica, bem
como dos desafios e tendências na atualidade. (OLIVEIRA; SAUERBRONN, 2007, p.150)
E os objetivos específicos do texto podem ser vistos no trecho abaixo:
Recuperar os debates e contribuições desses autores apresenta algumas finalidades fundamentais ao
desenvolvimento do ensino da administração enquanto área de conhecimento das ciências sociais.
Primeiro, reconhecer a área como um campo de conhecimento no qual seus principais representantes e
acadêmicos estão em constante reflexão sobre os rumos do ensino e da pesquisa. Segundo, recuperar os
eixos centrais dessa reflexão sobre o ensino e promover o pluralismo de visões e correntes dentro deste
campo de natureza interdisciplinar. Terceiro, agrupar o que esses representantes e acadêmicos consideram
tendências para a transformação do ensino em AD e AP no Brasil.(OLIVEIRA; SAUERBRONN, 2007,
p.151)

(5) IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a justificativa apresentada pelos autores para a importância do trabalho.
Para OLIVEIRA e SAUERBRONN (2007, p.150), a justificativa do artigo está iluminada neste trecho:
O desafio deste artigo é promover uma breve revisão do ensino superior de administração (AD) e
administração pública (AP) no Brasil. [...] O momento para uma revisão desse tema é bastante
oportuno, tendo em vista as diferentes iniciativas que estão sendo empreendidas pelos acadêmicos
comprometidos com o desenvolvimento de um ensino de qualidade, por meio de instituições como a
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Anpad) e a Associação Nacional
dos Cursos de Graduação em Administração (Angrad), assim como a Coordenação de Aperfeiçoamento
de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Secretaria de Educação Superior — vinculadas ao Ministério
da Educação (MEC).
Os autores justificam que abordar o tema da trajetória do ensino superior nas áreas de administração e
administração pública no país é importante pois diversos acadêmicos destes setores têm se esforçado para
promover melhorias no ensino destas especialidades, apoiados por instituições que ajudam a fomentar a
educação nestes cursos.
(6) IDENTIFIQUE e RESUMA qual a situação geral da graduação e pós-graduação no Brasil, considerando
os dados estatísticos apresentados, considerando o debate apresentado por OLIVEIRA e SAUERBRONN
(2007).
OLIVEIRA e SAUERBRONN (2007 p.155,156) apontam que a definição de universidade no país ainda
está muito próxima do conceito medieval, no qual o ensino é mais baseado na produção do saber, na
reflexão do que na prática, na preparação profissional. O ensino de pós graduação também segue este
fundamento. Os autores ressaltam o aumento do acesso à universidade como ponto relevante e o perigo da
“mercantilização” do ensino, em que instituições particulares crescem desordenadamente sem a garantia de
qualidade.
(7) APONTE e EXPLIQUE os elementos discutidos pelos autores no subitem “Pontos principais nos rumos
da administração”.
• Um elemento central para a nova estrutura curricular: Os autores apontam a necessidade da
transformação do curso de administração – de generalista para específico e da mudança da estrutura
de ensino para que o aluno seja pró-ativo na produção de conhecimento.
• Uma proposta para colocar o foco na prática e no praticante: Os autores apontam a necessidade de
transformar o ensino de graduação – de reflexivo para prático, em que administradores melhorem
suas práticas.
• Novas tecnologias e a regulação do ensino: Os autores apontam a necessidade da incorporação das
novas tecnologias, que facilitam a comunicação e a descentralização do ensino nos cursos de
adminstração e que tantos discentes quanto docentes sejam treinados. Também ressaltam a
importância dos certificados para que as autorias sejam autenticadas.
(8) Considerando a leitura dos dois artigos, ESCREVA suas reflexões sobre o ensino à distância em
administração pública e JUSTIFIQUE sua perspectiva
Apesar de ser uma ciência antiga,quase pré histórica, criada junto com as primeiras comunidades, a
especialização em Administração Pública no Brasil teve pouco investimento até o crescimento do país na
área econômica e estrutural fomentados pelas obras da Era Vargas. “Indiscutivelmente, é na Segunda
República – mormente no Estado Novo – que se lançam as bases para a edificação de um Estado
administrativo no país […] No âmago desse desponte do capitalismo industrial no país e da consequente
(re)estruturação e expansão estatal é que a ciência da administração começou a ganhar espaço, importância
e status como atividade profissional e campo de ensino e pesquisa”. (COELHO; NICOLINI, 2014, p.373).
Desde então não houve grandes avanços neste campo de graduação até o crescimento estrutural e
econômico no país mais recente, já nos anos 2000, percebeu-se a necessidade de especializar profissionais.
Conforme citam OLIVEIRA e SAUERBRONN, 2007, p.164:
Uma temática ainda bastante relevante para a administração pública brasileira está associada à reforma do
Estado e à modernização da gestão pública (Vilhena, 2006; Pereira, 2006). Como afirma Pereira (2006), já
foram conduzidas no Brasil diversas reformas envolvendo o aparelho do Estado e o sistema institucional legal,
muitas ainda insuficientes e que carecem de maior debate público e participação da sociedade civil. Este tema
vem sendo amplamente tratado em uma série de eventos e publicações no país, alguns dos quais pela
Ebape/FGV, com foco em estudos comparados .
Nada mais comum do que a implementação das novas tecnologias, especialmente de comunicação, para
descentralizar o aprendizado de Administração Pública e promover o seu crescimento. OLIVEIRA e
SAUERBRONN, 2007, p.161, destacam a importância das ferramentas: “A serviço dessas mudanças
encontram-se as tecnologias da informação fundamentais ao avanço do ensino a distância, as universidades
corporativas encurtando distâncias entre acadêmicos e praticantes, as empresas de consultoria e
treinamento...”.