Você está na página 1de 2

Disciplina: Ambiente e Doenças do Trabalho

Identificação da tarefa: Tarefa 4. Quarta tarefa da disciplina. Envio de arquivo.


Pontuação: 10 pontos de 40

TAREFA 4

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO, serve como um indicador


biológico e um termômetro de como está o funcionamento da politica de segurança
ocupacional da empresa e a aderência do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais –
PPRA. Assim é imprescindível conhecer e identificar as características de um bom PCMSO e
como ele interfere na segurança ocupacional de uma organização.

Isto posto: Analise o PCMSO apresentado e sua aderência a legislação vigente em


especial a NR07, inferindo-se o mesmo serve como um instrumento de política de
segurança e higiene no trabalho.

O texto tem tamanho livre. Vale de 10 (dez) pontos desde que você envie no prazo
determinado e alcance os objetivos propostos.

A NR-07 tem por objetivo a orientação de empregadores, empregados,


agentes da inspeção do trabalho, profissionais ligados à área e outros
interessados para uma adequada operacionalização do Programa de Controle
Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO.
O PCMSO é parte integrante do conjunto mais amplo de iniciativas da
empresa no campo da saúde dos trabalhadores, sendo sim um instrumento de
política de segurança e higiene do trabalho, devendo estar articulado com o
disposto nas demais NR. Embora o Programa deva ter articulação com todas as
Normas Regulamentadoras, a articulação básica deve ser com o Programa de
Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA, previsto na Norma Regulamentadora
n.º 9 (NR 9).
O objetivo do PCMSO é desenvolver a promoção e prevenção da saúde dos
empregados desta empresa, através de estudo e diagnóstico precoce das
doenças relacionadas ao trabalho e ao seu ambiente, com ações preventivas,
apontando os riscos e soluções para o controle da doença ocupacional e
acompanhamento de casos existentes ou futuros. Além disto, o PCMSO bem
executado pode trazer uma série de benefícios para a empresa tais como:
diminuição do absenteísmo por motivo médico, aumento da eficácia dos
processos de trabalho, melhoria da produtividade, melhoria da qualidade de vida
no trabalho, melhoria das relações de trabalho, aumento do comprometimento
dos empregados da empresa, redução dos custos com despesas médicas.
Embora o Programa não possua um modelo a ser seguido, nem uma
estrutura rígida, durante a análise do PCMSO apresentado, alguns aspectos
mínimos deviam ser contemplados e constar no documento, como:
I) número de trabalhadores e sua distribuição por sexo, e ainda horários de
trabalho e turnos;
II) definição, com base nas atividades e processos de trabalho verificados
e auxiliado pelo PPRA e mapeamento de risco, dos critérios e
procedimentos a serem adotados nas avaliações clínicas;
III) programação anual dos exames clínicos e complementares específicos
para os riscos detectados, definindo-se explicitamente quais
trabalhadores ou grupos de trabalhadores serão submetidos a que
exames e quando;
IV) outras avaliações médicas especiais.

Além disso, também podem ser incluídas, opcionalmente, no PCMSO,


ações preventivas para doenças não ocupacionais, como: campanhas de
vacinação, diabetes melitus, hipertensão arterial, prevenção do câncer
ginecológico, prevenção de DST/AIDS, prevenção e tratamento do alcoolismo,
entre outros.