Você está na página 1de 10

PSICOLOGIA DA

EDUCAÇÃO
CN 2º ANO – PROF. KELLY
ORIGEM DA PSICOLOGIA
A psicologia teve suas raízes há dois mil anos, fundida com a filosofia grega e
sua preocupação inicial era o "algo" além do material e sensorial.
A origem de seu nome deriva-se da mitologia grega (psyché = alma). A alma
era concebida como parte imaterial do ser humano, compreendendo o
pensamento, os sentimentos de amor e ódio, a irracionalidade, o desejo, a
sensação e a percepção.
Somente no final do século XIX quando surgiram as primeiras escolas
psicológicas é que a psicologia se tornou uma ciência independente.
ESTRUTURALISMO
Objeto de Estudo: Consciência
Principais teóricos: Wilhelm Wundt, Edward Titchener
Ideia Central: estudo da consciência separada em seus elementos subjacentes.
O estruturalismo tinha como objeto de estudo a consciência.
Em seus estudos, Wundt desenvolveu um método chamado introspecção
onde os sujeitos experimentais seriam treinados a observar atentamente e
descrever com total objetividade suas experiências subjetivas em situações
controladas em laboratório. Mas ele descartou esse método, pois concluiu ser
muito subjetivo para o estudo da mente.
ESTRUTURALISMO
Críticas:
É reducionista - reduz a experiência humana a simples sensações.
É elementarista - estuda apenas partes ao invés as estruturas mais complexas.
É mentalista - baseia se somente em relatórios verbais excluindo indivíduos
incapacitados de introspecção como as crianças e os animais e ainda há
críticas a introspecção por não ser considerado um verdadeiro método
cientifico objetivo.
FUNCIONALISMO
Principais teóricos: Willian James, Edward Titchener, John Dewey
Objeto de Estudo: consciência
Ideia Central: estudar os processos, operações e atos mentais como formas de interação
adaptativa, no sentido de descobrir sua função.
O funcionalismo se preocupou em estudar como a mente opera e o que a mente contém.
Sua principal questão eram as funções realizadas pela mente. Segundo o funcionalismo, a
mente ajuda o organismo a se adaptar às demandas ambientais.
James criticou o fracasso do estruturalismo, pois para ele a mente não podia ser separada
em seus elementos, pois ela é muito mais complexa que seus elementos. Observou que a
mente consistia em uma série contínua de pensamentos que estão sempre mudando e
descreveu esse fenômeno como fluxo de consciência.
BEHAVIORISMO
Principais teóricos: John B. Watson , B. F. Skinner
Objeto de Estudo: Comportamento
Ideia Central: Estuda os papeis das forças ambientais na produção do
comportamento.
Behavior significa comportamento, o objeto de estudo dessa escola. Ao
contrário do funcionalismo, os processos mentais foram considerados não-
científicos por John Watson responsável pelo desenvolvimento da
abordagem behaviorista. Os cientistas dessa escola desprezaram os eventos
mentais que não poderiam ser diretamente observável e por isso
desprezaram os métodos como introspecção e associação livre.
BEHAVIORISMO
Para os behavioristas tudo era ambiente, todo comportamento era causado
por fatores ambientais, o grande foco do behaviorismo era a aprendizagem.
Skinner se destacou nos estudos comportamentais. Estava interessado em
como os comportamentos repetidos eram moldados ou influenciados pelas
consequências que se seguiam a eles. Também negava a existência dos
estados mentais, acreditava que os estados mentais não passavam de ilusão.
O behaviorismo dominou a pesquisa psicológica da década de 1960.
Atualmente os princípios básicos continuam a ser vistos como essenciais para
compreendermos a mente, o cérebro e o comportamento.
GESTALT
Principais teóricos: Wertheimer, Kurt Koffka, Wolfgang Kohler, Piaget
Objeto de estudo: Percepção
Ideia Central: o todo da experiência pessoal é muito maior do que
simplesmente a soma dos seus elementos constituintes.
De acordo com a Gestalt, o todo é muito maior que a soma das partes. A
Gestalt criticou o estruturalismo por descobrir que a percepção dos objetos é
subjetiva e depende do contexto. A grande descoberta da Gestalt é que a
mente percebe o mundo de uma forma organizada, que não pode ser dividida
em seus elementos constituintes.
GESTALT
Note, na figura ao lado, que você
pode alterar entre ver o rosto, o
castiçal ou os perfis. Mas é difícil ver
os três ao mesmo tempo.
Assim, a mente, organiza a cena como
um todo perceptivo, de modo que o
desenho seja visto de maneira
específica.
PSICANÁLISE
Principais teóricos: Sigmund Freud
Objeto de estudo: Inconsciente
Ideia Central: tentar trazer os conteúdos do inconsciente para o conhecimento
consciente, para que os conflitos possam ser revelados.
Freud foi o responsável pelo método da Psicanálise. Ele descobriu poucas
razões médicas para suas patologias e logo passou a acreditar que as
condições eram causadas por fatores psicológicos.
A análise de seus sonhos, atos falhos e lapsos foi o caminho que levou a
descoberta do inconsciente, desde o descobrimento dos sentidos dos sonhos
até o complexo de Édipo.

Você também pode gostar