Você está na página 1de 23

1. Processo organizacional: Planejamento, Organização, Direção e Controle.

01 FCC/2013/MPE-AM/Administrador/49. O
engenheiro francês Henry Fayol desenvolveu a Teoria 05 FCC/2013/CETAM/Assistente/48. A
Clássica da Administração, onde estudava a administração pode ser abordada a partir de três
organização como um todo e não apenas a produção. níveis, conforme demonstrados no quadro abaixo:
Para Fayol, a administração é um processo, em que os Níveis gerenciais
administradores desempenham as seguintes I Estratégico
atividades essenciais: II Administrativo/Tático
(A) treinamento e desenvolvimento. III Operacional
(B) liderança autocrática, subordinação e controle. Principais atividades desempenhadas
(C) avaliação de desempenho, coordenação e controle. X Processo de decidir e maximizar a
(D) previsão, coordenação, organização, comando e conversão dos recursos e capacidades da
controle. organização em produtos ou serviços.
(E) liderança liberal, coordenação e previsão. Y Voltada para que a estrutura e o
funcionamento da organização proporcionem
02 FCC/2014/SABESP/Técnico em Gestão/42. As condições para a obtenção dos melhores
atividades desempenhadas por um gestor configuram- resultados na consecução dos objetivos.
se pelo ato de Planejar, Organizar, Dirigir e Controlar Z Formula, implementa e avalia linhas de ação
− PODC, de Fayol. A interação dessas funções multidepartamentais referentes às interações
denomina-se Processo de uma organização com seu meio ambiente
(A) Administrativo. para atingir seus objetivos de longo prazo.
(B) de Decisão. A relação correta entre as colunas é a que consta em
(C) Autocrático. (A) I-X - II-Y - III-Z.
(D) Participativo. (B) I-Z - II-Y - III-X.
(E) de Conflito. (C) I-Y - II-X - III-Z.
(D) I-Z - II-X - III-Y.
03 FCC/2013/MPE-AM/Administrador/46. (E) I-Y - II-Z - III-X.
Planejamento é o processo de tomar decisões sobre o
futuro. O resultado do processo de planejamento é a 06 FCC/2012/TRF2/Analista Judiciário – área
preparação de planos, que são guias para a ação administrativa/26. Planejamento é o processo de
futura. Um plano deve conter determinar os objetivos organizacionais, como atingi-
(A) objetivo, curso de ação, previsão dos recursos los e é hierarquizado a partir das perspectivas:
necessários e meios de controle. (A) marketing, tecnologia, produção e mercado.
(B) apenas o resultado futuro desejado. (B) missão, valores e visão.
(C) a definição exclusivamente dos objetivos de longo (C) financeira, do cliente, interna e de aprendizado e
prazo da organização. crescimento das pessoas.
(D) o estudo do ramo de negócios baseado em (D) estratégicas, táticas e operacionais.
informações. (E) da eficiência, eficácia, efetividade e
(E) todos os indicadores de funcionamento da economicidade.
economia.
07 FCC/2013/TRT 5ª/Analista Administrativo/43.
04 FCC/2010/TRT22/Técnico – área Considere:
administrativa/36. A ação do gestor público na I. É o planejamento de curto prazo e refere-se
definição dos objetivos e os meios para alcançá-los de geralmente à operação específica.
forma não aleatória, denomina-se II. Trata de objetivos globais e definidos no longo
(A) Organização funcional. prazo.
(B) Controle ad hoc. III. Traz, geralmente, objetivos divisionais ou
(C) Coordenação dos recursos. departamentais relacionados com as áreas da
(D) Função distributiva. organização.
(E) Planejamento Governamental.
Referem-se respectivamente aos planejamentos potencial de ação num ambiente de incerteza
Tático e Estratégico, o que consta em sistêmica.
(A) III e I.
(B) I e II. 11 FCC/2011/TRF1/Analista – área administrativa/22.
(C) I e III. Uma característica essencial do planejamento
(D) II e III. estratégico é
(E) III e II. (A) focar o enfrentamento da instabilidade ambiental
de curto prazo.
08 FCC/2013/TRT 18ª/Analista Administrativo/39. (B) potencializar o efeito sinérgico das competências
Para Kotler (1975), o planejamento estratégico é uma organizacionais.
metodologia gerencial que permite estabelecer (C) ser um desdobramento do planejamento
(A) a definição de quem é o autor ou grupo que operacional setorial da organização.
planeja. (D) evitar as incertezas ambientais por meio de
(B) o monitoramento da implementação do plano. estratégias detalhadas de ações táticas.
(C) a realização de procedimentos específicos. (E) centralizar o planejamento nos níveis gerenciais,
(D) a direção a ser seguida pela organização, visando a evitando a descentralização de ações.
um maior grau de interação com o ambiente.
(E) a mensuração das metas físicas. 12 FCC/2011/TRT23/Técnico – área
administrativa/25. A criação de diversos cenários no
09 FCC/2013/TRT 5ª/Analista Administrativo/42. O processo de planejamento estratégico é fundamental
processo de Planejamento Estratégico torna-se uma para que a organização possa
prática essencial na Administração, seja ela pública ou (A) compensar a falta de cultura cooperativa dos
privada, devido funcionários.
(A) a obrigatoriedade intrínseca de fixação de metas (B) combater os efeitos sinérgicos derivados de uma
e prazos para orientação e prevenção dos meios para visão estratégica crítica.
alcançá-los. (C) eliminar a indefinição quanto a sua missão
(B) ao benefício que este processo traz às secundária.
organizações, dentre eles destaca-se a elevação da (D) lidar com a incerteza ambiental que a envolve.
eficiência, eficácia e efetividade da organização. (E) reduzir o conhecimento tácito necessário ao
(C) ao fato do Planejamento Estratégico reforçar o planejamento estratégico.
modelo de Gestão Burocrático.
(D) ao fato de ser um instrumento de ação pública e 13 FCC/2014/SABESP/Analista Administrativo/27 O
reconhecido como uma imposição constitucional. processo de Planejamento Estratégico compreende
(E) ao estímulo que ele representa no desenvolvimento algumas etapas principais para sua elaboração. NÃO
econômico, tendo como preocupação o bem comum. constitui uma etapa de elaboração deste processo:
(A) análise do ambiente.
10 FCC/2013/TRT 9ª/Analista administrativo/43. O (B) definição do plano estratégico.
Planejamento Estratégico tem como foco central (C) análise da situação presente da organização.
(A) alcançar o potencial máximo da organização (D) ação corretiva de tarefas.
através do fortalecimento da capacidade de prever (E) análise interna.
ocorrências futuras com impacto estratégico nas
metas de longo prazo. 14 FCC/2013/TRT12ª/Analista Administrativo/40. No
(B) realizar metas organizacionais de longo alcance, planejamento estratégico das organizações,
através da priorização de enfrentamento das (A) o plano precede o processo de elaboração do
incertezas ambientais internas. planejamento, implementação e avaliação.
(C) capacitar os níveis diretivos superiores para (B) visão é o conjunto de princípios e crenças que
enfrentar as incertezas ambientais externas. orientam o comportamento e a atuação da
(D) reduzir as incertezas em ambientes competitivos organização.
para alcançar resultados precisos no curto prazo. (C) a ferramenta de avaliação denominada
(E) fortalecer a sinergia entre as capacidades benchmarking corresponde a uma forma de
efetivas da organização visando alcançar seu pleno mensuração dos objetivos institucionais.
(D) metas são partições dos objetivos a serem (B) a maior liberdade de projetar cenários
alcançados no curto prazo e permitem avaliar o nível compatíveis com os objetivos dos líderes.
de realização dos mesmos. (C) o foco cada vez mais exclusivo no fortalecimento
(E) missão é o consenso dos membros da organização da estrutura organizacional.
sobre o futuro que se deseja perseguir. (D) a maior competência das estratégias para reduzir
significativamente a incerteza em relação ao
15 FCC/2013/Sergipe gás/Administrador/33. A ambiente de tarefa da organização.
respeito do Planejamento Estratégico Empresarial, (E) a mudança do foco na previsão para o foco nas
considere: potencialidades da organização.
I. Estratégia empresarial pode ser definida como um
conjunto integrado de compromissos e ações para 18 FCC/2013/TRT 15ª/Analista Administrativo/22.
explorar competências essenciais e obter vantagem Na visão de Idalberto Chiavenato (2006), o
competitiva. planejamento estratégico é um processo
II. É voltado para o presente, sendo o curto prazo organizacional compreensivo de adaptação, através da
seu horizonte de tempo. aprovação, tomada de decisão e avaliação. Procura
III. Um primeiro passo a ser dado pela empresa, na responder a questões básicas como: porque a
implantação de um processo de administração organização existe, o que ela faz e como faz. O
estratégica, é a análise dos ambientes, externo e resultado do processo é um plano que serve para guiar
interno, para um levantamento de seus recursos, a ação organizacional por um período de tempo. Trata-
capacitações e competências essenciais. se de uma metodologia de planejamento gerencial
IV. É uma forma de aprendizagem organizacional, pois (A) na qual o processo de definição de visão consiste
se orienta para a adaptação da organização ao na análise e revisão dos propósitos atuais da
contexto ambiental. organização para identificar seus valores.
Está correto o que consta APENAS em (B) que contempla um diagnóstico
(A) I, II e III. institucional/estratégico cuja finalidade é identificar
(B) II, III e IV. os pontos fortes e fracos da organização, e analisar
(C) I, III e IV. as oportunidades e ameaças com as quais a
(D) I, II e IV. organização vai ter que lidar no ambiente externo.
(E) I, II, III e IV. (C) que identifica, em primeiro lugar, a missão da
organização, ou seja, as crenças, comportamentos e
16 FCC/2013/TRT 5ª/Analista Administrativo/47. O padrões que orientam a sua atuação.
Planejamento pode ser entendido como um processo (D) que separa as variáveis internas, ou seja, os
interativo que se desdobra em etapas diferenciadas valores da organização, e as externas, consistentes
e, sendo o planejamento a racionalização do processo nos cenários, sendo as primeiras controláveis e as
decisório, essas etapas têm, necessariamente, o segundas apenas gerenciáveis.
mesmo sentido daquelas identificadas no processo de (E) na qual a identificação da visão e dos valores da
decisão. (Pereira, José Matias. Manual de Gestão organização corresponde à fase inicial de análise
Pública Contemporânea. São Paulo: Atlas 2008) interna e a identificação de cenários e definição da
Dentre as fases do Planejamento Estratégico, NÃO missão da organização constitui a fase final, dita
se inclui externa.
(A) a operação.
(B) a análise SWOT. 19 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/50. A
(C) a visão de futuro. respeito dos conceitos de missão, visão e valores,
(D) o plano de implementação de objetivos. inseridos no âmbito da Gestão Estratégica das
(E) a estratégia a ser adotada. organizações, é correto afirmar que
(A) missão é o consenso dos membros da organização
17 FCC/2013/PGE-BA/Apoio Administrativo/54. Uma sobre o futuro que se deseja e os passos a serem
das características centrais do planejamento seguidos para superar os desafios.
estratégico no mundo contemporâneo é (B) valores são princípios e padrões que orientam a
(A) a crescente capacidade de previsibilidade baseada atuação da organização e que devem ser
em técnicas estatísticas. internalizados em sua cultura.
(C) identificar a visão é determinar o propósito atual da organização.
fundamental da organização, ou seja, a sua própria (D) representa aquilo que a organização quer ser num
razão de ser. futuro previsível.
(D) a identificação da missão da organização (E) é um instrumento da reengenharia organizacional.
pressupõe a valoração de cenários futuros, FCC/2011/TRE-PE/Técnico – área administrativa/51.
consistentes em desafios e oportunidades. O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco tem
(E) a visão da organização é a forma pela qual a como MISSÃO "garantir a legitimidade do processo
mesma pretende ser vista pela sociedade, de acordo eleitoral e o livre exercício do direito de votar e ser
com o conjunto de valores e crenças que apresenta. votado, a fim de fortalecer a democracia", que
(A) aponta a distância entre a situação atual e a
20 FCC/2013/Sergipe gás/Administrador/34. A desejada.
definição da “missão da empresa”, isto é, o (B) indica o rumo, sinaliza o que a organização deseja
estabelecimento da razão de existência da ser e projeta expectativas para determinado
organização, caracteriza-se como um dos passos para horizonte de tempo.
a elaboração do planejamento estratégico, pois, (C) consiste na declaração da razão de ser da
(A) procede-se com a identificação de fatores instituição, explicitando o que faz e para que faz.
fundamentais que influenciarão o desempenho da (D) representa um referencial abstrato da natureza
empresa no mercado alvo. moral da conduta humana.
(B) estabelece-se quem serão os responsáveis por (E) são conceitos fundamentados em valores que,
determinadas ações, qual será o cronograma e quais expressos na forma de afirmações, norteiam as
os custos das mesmas. políticas e as ações da instituição.
(C) define-se a participação da empresa no mercado,
bem como seu posicionamento frente aos 23 FCC/2014/TRT 19ª/Analista Administrativo/46. O
concorrentes. planejamento estratégico, entre outras
(D) agrega valor ao cliente, oferecendo um diferencial características, apresenta-se como um processo de
em seu segmento de atuação. construção de consenso que, em face da diversidade
(E) o empreendedor definirá, com precisão, seu foco de interesses e necessidades dos parceiros
no mercado, determinando seu segmento de atuação, envolvidos, oferece um meio de atendê-los na direção
concorrentes e fornecedores. futura que melhor convenha a todos. Insere-se nesse
processo a definição da “Missão” que
21 FCC/2011/TRT24/Técnico – área (A) é a razão de ser da instituição, expressando a
administrativa/31. Em relação à Gestão Estratégica, essência da organização, orientada para o futuro.
analise: (B) traduz o consenso dos membros da organização
I. Estratégia é o conjunto de decisões fixadas em sobre o futuro que se deseja para a instituição.
consonância com a missão. (C) são princípios, crenças, normas e padrões que
II. Estratégia é a razão de ser de uma organização. orientam o comportamento e atuação da organização.
III. Estratégia é processo contínuo e sistemático que (D) são as metas a serem atingidas dentro de um
direciona a organização para atingir sua missão. horizonte definido de tempo, de acordo com a visão
Está correto o que consta APENAS em de futuro da instituição.
(A) II. (E) é o compromisso da organização com a sociedade e
(B) I e III. os valores por ela defendidos de forma permanente.
(C) III.
(D) I e II. 24 FCC/2014/TRT 2ª/Técnico Administrativo/58. Há
(E) II e III. elementos fundamentais para a elaboração do
Planejamento Estratégico da Organização. O
22 FCC/2011/TRT23/Analista – área enunciado de determinada empresa declarado como
administrativa/25. A definição da visão da "Ser reconhecida pela Sociedade como instrumento
organização no planejamento estratégico efetivo de justiça, equidade e paz social", em termos
(A) só vale para o curto prazo da organização. de Gestão Estratégica, refere-se
(B) configura uma etapa desvinculada da definição da (A) à Vantagem competitiva.
missão da organização. (B) à Visão.
(C) implica necessariamente uma crítica da situação (C) à Missão.
(D) ao Valor. 27 FCC/2011/TCE-PR/Analista de Controle – área
(E) ao Propósito. administrativa/64. Segundo Carvalho (2002) e
Oliveiras (2001), citando apenas dois autores, o
25 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/51. A modelo esquemático para elaboração de planejamento
respeito do diagnóstico organizacional ou estratégico estratégico pressupõe cinco fases. A análise Matriz
e identificação das variáveis envolvidas no processo, SWOT está na fase denominada
considere: (A) diagnóstico estratégico.
I. A análise interna identifica os pontos fortes e (B) direcionamento estratégico.
fracos da organização, ou seja, suas competências e (C) formulação de estratégias.
deficiências. (D) implementação de estratégias.
II. A análise externa objetiva a identificação de (E) avaliação e controle.
oportunidades e ameaças que podem impactar o
desempenho da organização. 28 FCC/2010/TRT8/Analista – área
III. Tanto as variáveis externas como as internas são administrativa/72. A Matriz SWOT é composta por
controláveis, a partir da identificação das metas a quatro itens de análise que auxiliam a identificar
serem alcançadas pela organização. (A) missão; valores; resultados esperados e
Está correto o que se afirma APENAS em competências.
(A) I. (B) riscos; necessidades; ambiente de negócios e
(B) I e II. soluções.
(C) II. (C) deficiências; grade de sucessos; áreas de foco e
(D) II e III. metas.
(E) III. (D) resultados obtidos; dificuldades; boas práticas e
desafios.
26 FCC/2010/TRT9/Analista – área (E) pontos fortes; pontos fracos; oportunidades e
administrativa/58. A análise estratégica da ameaças.
organização envolve
I. a análise do ambiente externo, que amplia a 29 FCC/2014/SABESP/Técnico em Gestão/37.
sensibilidade do conjunto de pessoas, tornando-as Diretores da empresa SA resolveram elaborar o
aptas a implementar estratégias antecipatórias Planejamento Estratégico e, para tanto, terão que
alinhadas com as principais tendências e demandas. realizar a Análise SWOT (Strengths, Weaknesses,
II. a análise do ambiente externo, que possibilita a Opportunities e Threats) que
alavancagem de oportunidades, pontos fortes e fracos (A) identifica o impacto causado pelos valores e
e a prevenção contra as ameaças emergentes. crenças da empresa diante da aplicação de regras.
III. a análise do ambiente interno, baseado na (B) verifica o poder de barganha dos fornecedores e
avaliação do desempenho da organização frente à sua compradores, bem como as ameaças de produtos
missão e objetivos, forças e fraquezas, políticas substitutos, rivalidades da concorrência existentes
governamentais e concorrência. no mercado.
IV. a análise das características internas da (C) identifica os pontos fortes e fracos da empresa,
organização, identificando e hierarquizando os seus diante das ameaças e oportunidades existentes no
pontos fortes e fracos. mercado.
V. a análise do ambiente interno segundo uma (D) desenvolve a visão empresarial e a partir dela
avaliação de caráter organizacional, baseando-se nos implementa a estratégia da mesma.
conceitos de desempenho da instituição em relação ao (E) mede o desempenho dos funcionários no
cumprimento da missão, efetividade, eficácia, desenvolvimento de suas funções, culminando com o
eficiência e humanização. sucesso individual do departamento.
É correto o que consta APENAS em
(A) II e V. 30 FCC/2014/Metrô-SP/41. Os gestores da alta
(B) I, II e III. administração de uma empresa se preparam para a
(C) III, IV e V. elaboração do planejamento estratégico, período de
(D) III e IV. 2015 a 2020. Em relação à elaboração do
(E) I, IV e V. planejamento estratégico, considere as afirmações
abaixo:
I. A análise deve considerar apenas as forças e III. Eficácia é o impacto final das ações, é o grau de
fraquezas na elaboração dos planos de ação, uma vez satisfação das necessidades e dos desejos da
que os gestores é que são os responsáveis por sociedade pelos serviços prestados.
implementá-los. Está correto o que se afirma APENAS em
II. O ambiente organizacional pode ser analisado com (A) I.
o uso da SWOT. (B) I e II.
III. Na fase de mapeamento ambiental, as (C) II.
organizações utilizam-se de seleção ambiental, (D) II e III.
percepção ambiental, limites ou fronteiras. (E) III.
Estão corretas as afirmações
(A) I, II e III. 34 (FCC/2012/TRT11/Analista Judiciário – área
(B) I e II, apenas. administrativa/38. Na avaliação de um projeto,
(C) II, apenas. quando medimos o quanto este alcançou com os
(D) II e III, apenas. objetivos específicos que traçou para si, estamos
(E) III, apenas. focalizando
(A) sua legitimidade.
31 FCC/2011/TRT24/Técnico – área (B) sua eficácia.
administrativa/37. O nível de planejamento que tem (C) seu impacto.
como objetivo otimizar determinada área, e não a (D) sua eficiência.
organização como um todo, é o (E) sua produtividade.
(A) setorial.
(B) operacional. 35 FCC/2010/BahiaGás/Administração/47. Tratando-
(C) estratégico. se de eficiência, eficácia e efetividade, analise:
(D) departamental. I. Eficácia é fazer as atividades ou desenvolver ações
(E) tático. de forma correta para atingir os meios. Tem vínculo
estreito com o planejamento estratégico da
32 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/52. organização.
A respeito dos indicadores de desempenho é correto II. Eficiência é fazer as atividades ou desenvolver
afirmar que ações da maneira correta. Está relacionada com o
(A) correspondem às análises feitas pela sociedade a método de execução.
respeito da eficácia das políticas públicas III. Efetividade é satisfazer as necessidades dos
implementadas por determinada organização. clientes com os produtos e serviços da organização.
(B) constituem metas a serem cumpridas quanto à IV. Efetividade é o valor social ou medida de
eficácia na alocação de recursos públicos. utilidade, que deve ser atribuído ao produto ou
(C) são métricas para aferir a aderência de ações serviço considerando-se a sociedade como um todo.
governamentais às expectativas da opinião pública. V. Eficácia é a relação entre os produtos obtidos e os
(D) constituem parâmetros que fornecem informações fatores de produção empregados na sua obtenção.
mensuráveis sobre em que grau os objetivos da É correto o que consta APENAS em
organização estão sendo alcançados. (A) I e II.
(E) são instrumentos voltados, exclusivamente, para (B) III e V.
medir a atuação de agentes públicos, atrelando a sua (C) IV e V.
remuneração aos resultados alcançados. (D) I, II e III.
(E) II, III e IV.
33 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/53.
A respeito da avaliação do planejamento estratégico 36 FCC/2010/TRT9/Analista – área
da Administração Pública, considere: administrativa/59. O indicador de desempenho que
I. Eficiência é uso racional e econômico dos insumos afere os impactos gerados pelos produtos e serviços,
na produção de bens e serviços. processos ou projetos de um determinado sistema
II. Efetividade é o grau de alcance das metas, é uma (organização, programa, política pública, rede) no
medida de resultados utilizada para avaliar o beneficiário final, é denominado indicador de
desempenho da Administração. (A) efetividade.
(B) eficiência.
(C) eficácia. (B) disponibilização de recursos para atingir os
(D) economicidade. objetivos.
(E) excelência. (C) atribuição de autoridade e responsabilidade.
(D) comunicação e motivação do pessoal.
37 FCC/2011/TRE-PE/Analista – área (E) definição de padrões para medir desempenho.
administrativa/40. As metas estratégicas da empresa
Directa constituem a matéria-prima da avaliação, cuja 41 FCC/2011/TRT23/Técnico – área
mensuração de desempenho se dá por meio de administrativa/29. Entre as funções administrativas
indicadores. O indicador de desempenho vinculado ao no processo organizacional, o controle compreende a
grau de satisfação, valor agregado e a transformação (A) emissão de ordens, instruções, comunicação,
produzida no contexto geral é o de motivação, liderança e coordenação.
(A) economicidade. (B) definição de objetivos, o diagnóstico da situação e
(B) eficácia. um prognóstico a partir das informações
(C) excelência. diagnosticadas.
(D) efetividade. (C) definição de missão, visão, metas estratégicas e
(E) eficiência. cenários prospectivos.
(D) definição de padrões, avaliação do desempenho,
38 FCC/2013/TRT 9ª/Analista administrativo/57. comparação do desempenho com o padrão
Dentre os critérios de avaliação da gestão pública, estabelecido e ação corretiva.
deve-se levar em consideração, além da excelência no (E) definição de metas, controle de processos,
atendimento aos cidadãos, correção de procedimentos e feedback do processo.
(A) os interesses dos superiores hierárquicos.
(B) o valor final agregado para a sociedade produzido 42 FCC/2010/TRT8/Analista – área
pelas ações. administrativa/77. O processo administrativo possui
(C) as demandas do povo, especialmente a população quatro funções básicas − planejamento, organização,
mais necessitada. direção e controle. A função de controle é um
(D) os interesses de grupos especiais. processo cíclico composto de quatro fases:
(E) aqueles que efetivamente pagam impostos e taxas. (A) análise dos resultados; definição de metas; ações
de reforço para aplicação de boas práticas e
39 FCC/2011/TCE-PR/Analista de Controle – área acompanhamento.
administrativa/55. Fazer que algo aconteça do modo (B) definição de objetivos; acompanhamento da
como foi planejado é a definição de execução; avaliação e ações de melhoria.
(A) organizar. (C) acompanhamento da execução; identificação de
(B) coordenar. inconformidades; definição de novos processos e
(C) prospectar estrategicamente. implantação.
(D) controlar.
(E) motivar. (D) monitoração dos processos definidos;
identificação de inconsistências; implantação e
40 FCC/2012/TRT11/Analista Judiciário – área avaliação.
administrativa/35. Da perspectiva do processo (E) estabelecimento de padrões de desempenho;
organizacional, a etapa do controle implica na monitoração do desempenho; comparação do
(A) decisão sobre os objetivos e a definição de planos desempenho com o padrão e ação corretiva.
para alcançá-los.

01 D 02 A 03 A 04 E 05 B 06 D 07 D 08 D 09 B 10 E
11 B 12 D 13 D 14 D 15 C 16 A 17 E 18 B 19 B 20 E
21 B 22 D 23 A 24 B 25 B 26 E 27 A 28 E 29 C 30 D
31 E 32 D 33 A 34 B 35 E 36 A 37 D 38 B 39 D 40 E
41 D 42 E
2. Estruturas organizacionais
01 FCC/2014/SABESP/Técnico em Gestão/38. O (D) reflete-se no organograma que mostra apenas as
desenho da estrutura organizacional é representado partes operacionais de uma organização e como estas
pelo organograma onde é possível visualizar: estão interrelacionadas.
I. Divisão do trabalho. (E) possui ligações verticais utilizadas para coordenar
II. Definição de responsabilidade. atividades entre a cúpula e a base da organização.
III. Processos.
IV. Autoridade e hierarquia. 04 FCC/2010/Metrô-SP/Analista Trainee –
V. Comunicação entre unidades organizacionais. Administrador de Empresas/39. Na definição da
Está correto o que consta APENAS em estrutura organizacional encontram-se elementos que
(A) I, III e V. caracterizam a estrutura vertical e a estrutura
(B) II. horizontal da organização.
(C) I e IV. Analise:
(D) III, IV e V. I. As relações formais de subordinação, incluindo o
(E) I, II, IV e V. número de níveis na hierarquia e a amplitude de
controle de gerentes e supervisores, pertencem ao
02 FCC/2014/Metrô-SP/32. Analise as afirmativas modelo de estrutura organizacional horizontal.
abaixo. II. O agrupamento de indivíduos em departamentos
I. Chandler (1962), ao pesquisar quatro grandes pertence ao modelo de estrutura organizacional
empresas, constatou que as respectivas estruturas vertical.
organizacionais não eram continuamente ajustadas às III. O agrupamento de indivíduos em departamentos
suas estratégias. pertence ao modelo de estrutura organizacional
II. As estruturas informais, que são as que horizontal.
proporcionam maior rapidez nos processos, são as IV. A inclusão de projeto de sistemas, para garantir a
divulgadas oficialmente pelas organizações. efetiva comunicação, coordenação e integração de
III. Quanto mais estável for o ambiente menor será a esforços entre os departamentos, pertence ao modelo
contingência, permitindo uma estrutura burocrática e de estrutura organizacional horizontal.
conservadora. É correto o que consta APENAS em
Sobre Estrutura Organizacional está correto o que (A) I, III e IV.
consta em (B) I, II e III.
(A) I apenas. (C) II e III.
(B) I e II, apenas. (D) II e IV.
(C) I, III. (E) III e IV.
(D) III apenas.
(E) II e III, apenas. 05 FCC/2014/TRT 16ª/Analista Administrativo/45.
Sobre as estruturas organizacionais formais
03 FCC/2010/TRT22/Analista – área considere:
administrativa/38. Sobre as características básicas I. A criação de uma unidade organizacional staff na
das organizações, a estrutura organizacional diretoria demonstra tendência de perda de inovação
(A) determina as relações informais de subordinação, na gestão pública.
entre as quais os níveis de hierarquia e a amplitude de II. Um dos tipos de departamentalização é o
controle de gerentes e supervisores. funcional, pois permite otimizar recursos e aumentar
(B) não identifica o agrupamento de indivíduos em a especialidade.
departamentos e de departamentos na organização III. A representação gráfica da estrutura
como um todo. organizacional é feita pelo fluxograma, que é
(C) inclui o projeto de sistemas de informação para reconhecido juridicamente de fato e de direito.
assegurar comunicação eficaz, coordenação e IV. Em um processo de achatamento da estrutura
integração de esforços somente entre os organizacional tende-se a um aumento da amplitude
departamentos operacionais e os stakeholders. de controle das chefias.
Está correto o que se afirma APENAS em resultando na formação de grupos cada vez mais
(A) I e II. especializados, os conflitos decorrentes deste
(B) I e III. processo são explicados
(C) III e IV. (A) pela crescente interdependência de atividades.
(D) II e IV. (B) pelo compartilhamento de recursos
(E) II. organizacionais limitados.
(C) pelo exercício arbitrário da liderança pessoal do
06 FCC/2013/TRT15ª/Técnico Administrativo/23. O dirigente principal.
conceito de departamentalização das organizações (D) pela inevitável ambiguidade de papéis entre
corresponde pessoas e grupos.
(A) ao grupamento de atividades logicamente em (E) pelo surgimento de objetivos organizacionais
órgãos, bem como a divisão dos órgãos em unidades concorrentes.
menores, segundo critérios que podem ser, entre
outros, funcional ou por produto. 10 FCC/2010/TRT22/Analista – área
(B) à separação de funções em uma estrutura de plano administrativa/40. Em uma estrutura funcional
de cargos e salários, segundo critérios que podem ser, (A) as atividades são agrupadas por processos.
entre outros, por clientela. (B) não há o desenvolvimento em profundidade das
(C) à segregação de atividades em setores da habilidades dos funcionários.
organização, centrais ou periféricos, de acordo com a (C) o tempo de resposta às mudanças ambientais é
maior ou menor importância da atividade. rápido.
(D) à descentralização das atividades, com delegação (D) o grau de inovação é baixo e há uma visão restrita
de atribuições e maior autonomia aos colaboradores das metas organizacionais.
da organização. (E) a coordenação horizontal entre os departamentos
(E) a um conceito superado de divisão de atribuições é eficaz e efetiva.
dentro de uma organização, fortemente ligado ao
modelo burocrático. 11 FCC/2013/CETAM/Assistente/49. Sobre a
Estrutura Organizacional Funcional, é INCORRETO
07 FCC/2013/TRT 18ª/Analista Administrativo/43. O afirmar:
conceito: especialização horizontal na organização (A) Foi enfatizada com o advento da abordagem
através da criação de departamentos para cuidar das científica dada à Administração, sendo uma das
atividades organizacionais; é decorrente da divisão do formas de organização mais antigas.
trabalho e da homogeneização das atividades refere- (B) Baseia-se na divisão do trabalho por categorias,
se a especializações ou funções, e a autoridade é
(A) centralização. distribuída por níveis hierárquicos com ênfase na
(B) descentralização. supremacia dos órgãos.
(C) departamentalização. (C) Parte do princípio de que a administração de um
(D) reengenharia. empreendimento, torna-se mais eficiente em função
(E) downsizing. do modo como que se separam as funções que compõe
a organização do trabalho.
08 FCC/2011/TRT24/Analista – área (D) Consiste em organizar uma equipe, ou célula,
administrativa/33. Tipo de estrutura organizacional multidisciplinar e temporária, chefiada por um
em que cada superior tem autoridade única e absoluta gerente dedicado, exclusivamente, para realizar uma
sobre seus subordinados e que não a reparte com tarefa com começo, meio e fim determinados.
ninguém: (E) Predomina a representação vertical ao formar
(A) gerencial. agrupamentos de acordo com características bem
(B) funcional. determinadas, como pessoas, conhecimentos e
(C) staff. habilidades.
(D) linear.
(E) operacional. 12 FCC/2013/TRT 9ª/Analista administrativo/45. Em
uma organização que atua num ambiente competitivo,
09 FCC/2013/PGE-BA/Apoio Administrativo/60. em constante mudança, e que necessita se adaptar e
Quando uma organização cresce de forma acentuada,
inovar constantemente seus processos, o tipo de (C) funcional.
departamentalização mais adequado é o (D) geográfica.
(A) por processos. (E) ad hoc.
(B) por área geográfica.
(C) por clientes. 14 FCC/2010/BahiaGás/Administração/45. O tipo
(D) matricial. híbrido de departamentalização no qual existem os
(E) funcional. órgãos principais de trabalho, que têm vida limitada à
duração do projeto e os órgãos de apoio funcional,
13 FCC/2010/TRT22/Analista – área permanentes, que apoiam os projetos e os orientam
administrativa/39. Estrutura organizacional que em assuntos especializados é denominado
alcança a coordenação necessária para atender a (A) matricial.
demandas duais de clientes; permite o (B) funcional.
compartilhamento flexível de recursos humanos entre (C) divisional.
os produtos; faz com que os participantes (D) por produtos.
experimentem autoridade dual. Trata-se da estrutura (E) staff.
(A) divisional.
(B) matricial.

15 FCC/2014/TJAP/Analista Administrativo/31. Considere os tipos de departamentalização e as características na


tabela abaixo.

A correta correlação entre o tipo de departamentalização e suas características consta em


(A) A-I; B-II; C-III; D-IV.
(B) A-IV; B-III; C-II; D-I.
(C) A-III; B-IV; C-I; D-II.
(D) A-II; B-IV; C-I; D-III.
(E) A-II; B-IV; C-III; D-I.
(C) apresentar estruturas com pouca dispersão e
16 FCC/2014/TRT 19ª/Analista Administrativo/45. A concentração do trânsito de informações e um único
organização em forma de rede é um fenômeno canal de comunicação.
importante nas estruturas sociais e organizacionais (D) modelo de gestão da comunicação hierarquizado
contemporâneas, tendo como característica: de acordo com os papeis que os agentes desempenham
(A) adoção de modelo de gestão verticalizado, com na organização.
coordenação estruturada para evitar a dispersão de (E) serem policêntricas, com autonomia dos
informações. participantes, compartilhamento de conhecimentos e
(B) presença de estruturas rígidas de divisão do cooperação.
trabalho e circulação das informações em uma cadeia
ramificada de comunicação. 17 FCC/2013/TRT12ª/Analista Administrativo/34. As
denominadas redes organizacionais
(A) podem ser definidas como um conjunto de (E) a necessidade de aumentar a cadeia hierárquica
sistemas fundados na tecnologia da informação, com burocrática.
centralização
de ações para consecução de objetivos comuns. 20 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/45.
(B) correspondem a um conjunto de órgãos que atuam As redes organizacionais possuem como
de forma centralizada e coordenada. característica, dentre outras,
(C) fundamentam-se na gestão de processos e pessoas (A) a verticalização da comunicação.
com o objetivo de maximizar os resultados (B) um modelo de gestão horizontal, com
pretendidos. compartilhamento de conhecimentos.
(D) consistem em um conjunto organizado de (C) o monitoramento constante de processos e
objetivos estratégicos, indicadores e metas, acessos.
alinhados a um sistema de coordenação. (D) o uso maciço da tecnologia da informação e
(E) utilizam o modelo de gestão horizontal, sem conseqüente rigidez das soluções.
controle hierárquico, com interação e (E) um sistema central de controle.
compartilhamento de ideias para gerar soluções.
21 FCC/2013/MPE-AM/Administrador/58. A
18 FCC/2013/TRT1ª/Analista Administrativo/36. As atribuição de autoridade e responsabilidade diretas a
redes organizacionais um subordinado para que ele realize tarefas pelas
(A) dizem respeito à coordenação das ações quais o gestor normalmente é responsável denomina-
individuais, perspectivas de curto prazo, com vistas se
ao alcance de resultados imediatos. (A) delegação de autoridade.
(B) podem ser estabelecidas entre diferentes pessoas (B) autoridade de staff.
e/ou instâncias de uma mesma organização, entre (C) cadeia de comando.
organizações e seus diferentes clientes externos e (D) autoridade de linha.
entre diferentes organizações públicas. (E) unidade de comando.
(C) constituem sistemas de fluxo de trabalho e
delimitação de competências, visando ao 22 FCC/2013/MPE-AM/Administrador/59. A
aprimoramento de todas as etapas produtivas, com descentralização faz com que as decisões sejam
foco na qualidade. pulverizadas nos níveis mais baixos da organização. A
(D) são estabelecidas exclusivamente no âmbito tendência moderna é descentralizar para
interno de cada instituição, com vistas a propiciar a proporcionar melhor utilização dos recursos humanos.
coordenação O princípio que rege a descentralização é assim
flexível e o reforço das hierarquias em linha, com definido: a autoridade para tomar ou iniciar a ação
permanentes e claras definições de tarefas. deve ser delegada tão próxima da cena quanto
(E) constituem sistemas internos e externos de possível. (Chiavenatto, 2000) É desvantagem da
comunicação, que objetivam sofisticar os mecanismos descentralização:
de controle e emitir comandos claramente (A) As políticas e procedimentos podem variar
delimitados, de molde a atingir pessoas que operam enormemente nos diversos departamentos.
em diferentes unidades de trabalho. (B) As decisões são tomadas na cúpula que está
distanciada dos fatos e das circunstâncias.
19 FCC/2013/TRT 9ª/Analista administrativo/41. A (C) Tomadores de decisão são os que tem mais
estratégia de redes representa um grande potencial informações sobre a situação.
de aumento da efetividade da gestão pública. Esta (D) O aumento da uniformidade nas decisões.
afirmativa é verdadeira, desde que seja evitado o (E) O aproveitamento suficiente dos especialistas.
problema típico na gestão de redes organizacionais
que é 23 FCC/2010/TRT8/Analista – área
(A) a indefinição na responsabilização pela obtenção administrativa/71. O modelo abaixo representa a
dos resultados. estrutura de uma organização
(B) o excesso de atores com influência nas decisões.
(C) a dificuldade de gerir uma grande quantidade de
informação.
(D) a rigidez formal dos processos de gestão em rede.
(A) centrada no cliente.
(B) matricial.
(C) virtual.
(D) burocrática.
(E) centrada em equipes.

01 E 02 D 03 E 04 E 05 D 06 A 07 C 08 D 09 E 10 D
11 D 12 D 13 B 14 A 15 C 16 E 17 E 18 B 19 A 20 B
21 A 22 A 23 C

3. Gestão de processos
01 FCC/2012/TRF2/Analista Judiciário – área (C) II, III e V.
administrativa/30. É o conjunto integrado e (D) I, II e V.
sincrônico de insumos, infraestruturas, regras e (E) I, IV e V.
transformações, que adiciona valor às pessoas que
fazem uso dos produtos e/ou serviços gerados: 03 FCC/2011/COPERGÁS/Auxiliar Técnico
(A) processo. Administrativo/32. A gestão de um grupo de
(B) diretriz organizacional. atividades realizadas numa sequência lógica com o
(C) política empresarial. objetivo de produzir um bem ou serviço que tem valor
(D) estratégia. para um grupo específico de clientes denomina-se
(E) missão. (A) Departamentalizada.
(B) Hierárquica.
02 FCC/2010/DNOCS/Administrador/38. No que (C) Funcional.
concerne a definições de processos, considere: (D) Operacional.
I. é um grupo de atividades realizadas numa sequência (E) Por processos.
lógica com o objetivo de produzir um bem ou serviço
que tem valor para um grupo específico de clientes. 04 FCC/2010/BahiaGás/Administração/41. Um grupo
II. é aquele descrito suficientemente em detalhes, de de atividades realizadas numa sequência lógica com o
forma que possa ser consistentemente usado. objetivo de produzir um bem ou serviço que tem valor
III. conjunto de ações independentes para um fim para um grupo específico de clientes é denominado
produtivo específico, ao final do qual serão gerados (A) processo.
produtos e/ou serviços e/ou informações. (B) ciclo PDCA.
IV. qualquer atividade ou conjuntos independentes de (C) kaizen.
atividades que toma um input, adiciona valor a ele e (D) fluxograma.
fornece um output a um cliente específico. (E) just-in-time.
V. uma ordenação específica das atividades de
trabalho no tempo e no espaço, com um começo, um 05 FCC/2013/Sergipe gás/Administrador/31. Para os
fim, entradas e saídas, claramente identificadas, sistemas de gestão organizacional, um dos principais
enfim, uma estrutura para ação. benefícios da adoção da Gestão de Processos consiste
É correto o que consta APENAS em em
(A) II, III, IV e V.
(B) I, II, III e IV.
(A) constituir-se em instrumento eficaz na busca da (B) interfuncionalidade e a transformação de insumos
satisfação dos clientes e do aperfeiçoamento em serviços, como o objetivo de agregar valor ao
contínuo da gestão da qualidade. cidadão/cliente.
(B) permitir a maximização da lucratividade da (C) sincronia em unidades funcionais verticais em
empresa a partir do gerenciamento da aquisição, insumos, infraestruturas e regras, com o objetivo de
movimentação, armazenagem de materiais e produtos agregar valor interno.
acabados. (D) estrutura baseada na hierarquia funcional e
(C) desenvolver condições organizacionais de departamental, com objetivo de agregar valor ao
satisfação do pessoal, alcançando os objetivos cidadão/cliente.
individuais. (E) interfuncionalidade e a sincronia dos insumos e
(D) fazer com que as informações cheguem, de forma infraestrutura das unidades verticais,
rápida e eficiente, às pessoas que necessitam delas exclusivamente.
para a tomada de decisão.
(E) propiciar a maximização de resultados, econômicos 09 FCC/2013/PGE-BA/Apoio Administrativo/52. Na
e financeiros, decorrentes das atividades visão contemporânea da gestão de organizações por
operacionais. processos,
(A) o foco são os processos, diretamente
06 FCC/2011/Infraero/Administrador/39. A gestão responsáveis pela satisfação do cliente-fornecedor.
de processos visa (B) subprocessos são tarefas tipicamente executadas
(A) à definição clara da cadeia hierárquica funcional por um departamento.
de uma organização. (C) as decisões são tomadas pelas gerências
(B) à otimização das atividades na utilização dos diretamente responsáveis pelos processos.
recursos da organização. (D) o objetivo central é o redesenho de processos,
(C) ao aumento da eficácia na tomada de decisões em estruturas organizacionais, sistemas de informação e
contextos estratégicos críticos. valores da organização.
(D) à redução dos contenciosos jurídicos que podem (E) a prioridade é a racionalização de processos por
afetar a produtividade da organização. meio da redução de níveis hierárquicos
(E) à valorização de um processo organizacional mais desnecessários.
centrado nos relacionamentos pessoais humanizados.
10 FCC/2014/TJAP/Analista Administrativo/37.
07 FCC/2013/TRT 5ª/Analista Administrativo/45. A Determinada instituição pública vem enfrentando
Gestão por Processos otimiza os resultados das dificuldades na gestão, gerando desperdício e
organizações públicas, uma vez que desmistifica a insatisfação aos seus clientes. Decidiu, então, adotar
burocracia enraizada, melhorando os processos de a Gestão por Processos que
atendimento e aumentando a eficácia. A gestão por (A) desenvolve nos empregados que realizam
processo exige das organizações atividades constantes nos processos mapeados a visão
(A) a definição da cadeia de valor. ou pensamento sistêmico.
(B) a redução de custos e de erros na execução das (B) favorece o trabalho por especialidade, pois o foco
atividades. é funcional.
(C) o auxilio para implementação da estratégia (C) tem como foco o cliente interno e usa a tecnologia
organizacional. da informação para gerar um downsizing, eliminando
(D) a permissão para que as atividades sejam feitas burocracias desnecessárias.
de forma integrada, avaliadas e sempre com foco no (D) conta com 4 tipos de processos: os primários (ou
resultado final. de negócio); os administrativos; os de suporte; os
(E) o investimento em TI, pessoas e agregação de gerenciais.
valor aos clientes. (E) utiliza o organograma como uma ferramenta para
demonstrar o mapeamento dos processos e com isso
08 FCC/2011/TRE-PE/Analista – área permitir a visualização de melhorias.
administrativa/42. A gestão por processos de uma
organização, para cumprir seus objetivos 11 FCC/2014/TJAP/Analista Administrativo/38. A
estratégicos, tem como característica a Gestão por Processos possui etapas e utiliza métodos.
(A) organização em unidades funcionais verticais. Considere a tabela abaixo.
II. Subprocesso corresponde a uma parte específica
do processo, composto por um conjunto de atividades
que demandam insumos próprios e resultam em
subprodutos que concorrem para o produto final do
processo.
III. Tarefa é a menor divisão do trabalho,
exclusivamente operacional, que corresponde ao
fazer, sendo uma partição da atividade com rotina ou
procedimento específico.
Está correto o que consta em
(A) I, II e III.
(B) I e II, apenas.
(C) I e III, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) II, apenas.
A correta correlação entre as etapas e os métodos
constam em 14 FCC/2010/TRF4/Analista – área
(A) A-I; B-III; C-IV; D-II. administrativa/31. Os processos-chave de negócio
(B) A-II; B-III; C-I; D-IV. estão diretamente relacionados às atividades-fim e
(C) A-II; B-IV; C-I; D-III. são críticos para o sucesso organizacional. Analise,
(D) A-IV; B-II; C-III; D-I. com relação a tais processos:
(E) A-III; B-IV; C-II; D-I. I. Seus resultados produzem alto impacto para os
fornecedores.
12 FCC/2014/TRT 19ª/Analista Administrativo/44. II. Falhas nesses processos comprometem o
Processo pode ser conceituado como um grupo de desempenho parcial do sistema.
atividades realizada em uma sequência lógica com o III. Não são críticos para a execução da estratégia
objetivo de produzir um bem ou um serviço que tem da organização.
valor para um grupo específico de clientes. Uma das IV. É preciso haver convergência do esforço
classificações possíveis diz respeito aos níveis do organizacional de modo a minimizar riscos, tempo e
processo, onde desperdícios de recursos e maximizar sinergia.
(A) macroprocesso é o output do processo, ou seja, V. Todos os processos das unidades de negócios
sua visão externa. devem estar integrados no sistema de gestão.
(B) tarefa é o input do processo, correspondente à É correto o que consta APENAS em
cada atividade que o compõe. (A) IV e V.
(C) subprocessos são as externalidades derivadas de (B) II e IV.
um processo, podendo ser positivas ou negativas. (C) III, IV e V.
(D) processos auxiliares são aqueles ligados às (D) I, II e III.
estratégias utilizadas na tomada de decisão, na (E) I e V.
coordenação dos demais processos e na avaliação de
resultados. 15 FCC/2014/TRT 2ª/Técnico Administrativo/60.
(E) atividade é um conjunto de tarefas com Davenport e Gonçalves afirmam que, para a
procedimentos definidos que descrevem o passo a organização adotar o ponto de vista do cliente, deve
passo para a execução de acordo com algum usar a abordagem de processo, o qual necessita ser
método/técnica. projetado para satisfazer ao cliente. Correlacione
corretamente as afirmativas abaixo, que tratam da
13 FCC/2013/TRT 12ª/Técnico Administrativo/56. A Gestão por Processos:
respeito da gestão de processos, considere:
I. Macroprocesso compreende a visão mais geral do
processo, que, em regra, abrange vários processos
principais ou secundários e envolve mais de uma
função organizacional.
(C) implementação do processo.
(D) gerenciamento de desempenho.
(E) refinamento do processo.

18 FCC/2011/Infraero/Administrador/38. Para
realizar o diagnóstico do fluxo de informações
existentes entre elementos da cadeia cliente-
fornecedor, que alcance a execução das atividades de
uma organização, é recomendável preferencialmente
Está correta a correlação que consta em utilizar a técnica denominada
(A) A-III B-I C-II. (A) SWOT.
(B) A-II B-I C-III. (B) brainstorming.
(C) A-I B-III C-II. (C) avaliação 360°.
(D) A-III B-II C-I. (D) reengenharia.
(E) A-II B-III C-I. (E) mapeamento de Processos.

16 FCC/2014/ALEP/Consultor/62. A respeito da 19 FCC/2010/TRT22/Técnico – área


modelagem de processos, é correto afirmar: administrativa/38. Na gestão da qualidade dos
(A) processo é uma etapa das atividades produtivas serviços públicos, a representação gráfica que
que pode ser analisada diacronicamente. permite a visualização dos passos do processo do
(B) almeja evitar o chamado mapeamento, uma vez que serviço ofertado ao cidadão, denomina-se
a componente planejadora da modelagem pretende a (A) Organograma.
redução do desperdício de recursos, reduzindo o (B) Ciclo PDCA.
retrabalho. (C) Histograma.
(C) o gerenciamento de processos constitui-se em uma (D) Fluxograma.
abordagem disciplinada para identificar, desenhar, (E) Gráfico de Pareto.
executar, documentar, medir, monitorar, controlar e
melhorar processos de negócio para alcançar os 20 FCC/2012/TRF2/Analista Judiciário – área
resultados alinhados com as metas estratégicas da administrativa/32. Define-se como a representação
organização. gráfica que permite a fácil visualização dos passos de
(D) a utilização de marcadores tem como objetivo um processo, sua sequência lógica e de encadeamento
gerar uma base referencial que permita criar de atividades e decisões, bem como permite a
condições para a avaliação de indicadores de realização de análise crítica para detecção de falhas
resultados. e de oportunidades de melhorias:
(E) relaciona-se à atividade de redesenho que é (A) Poka Yoke.
entendida como a identificação dos fluxos de (B) organograma.
trabalho com início, meio e fim bem determinados, (C) histograma.
com recursos claramente definidos e com atividades (D) fluxograma.
que seguem uma sequência lógica, permitindo uma (E) método dos 4 M´s.
visão integrada.
21 FCC/2013/MPE-AM/Administrador/32. Dentre as
17 FCC/2012/TRF2/Analista Judiciário – área vantagens de se utilizar um fluxograma destaca-se a
administrativa/31. Criação de especificações para de
processos de negócios novos ou modificados dentro (A) evitar a padronização da representação dos
do contexto dos objetivos de negócio, de desempenho métodos e procedimentos administrativos.
de processo, fluxo de trabalho, aplicações de negócio, (B) usar convenções e simbologias tornando
plataformas tecnológicas, recursos de dados, necessária a análise de um especialista em métodos
controles financeiros e operacionais e integração com administrativos para sua leitura.
outros processos internos e externos: (C) ser praticamente isenta de erros, por representar
(A) análise do processo. um sistema fechado.
(B) desenho do processo.
(D) ressaltar as etapas críticas da operação, evitando 25 FCC/2010/TRT22/Analista – área
a dispersão de uma visão global, por ser focado nos administrativa/43. Na gestão da qualidade dos
detalhes do processo. serviços públicos o ciclo PDCA (plan, do, check,
(E) permitir o rápido entendimento de qualquer action) é uma prática gerencial que promove a
alteração proposta nos sistemas existentes, por melhoria contínua e sistemática da organização, cujo
mostrar claramente as modificações introduzidas. fornecimento de educação e treinamento ocorre
(A) nas fases de Execução (do) e de Verificação
22 FCC/2010/Assembleia Legislativa – SP/Agente (check).
técnico – Gestão de Projetos/43. O método do Ciclo (B) na fase de Planejamento (plan).
PDCA está associado ao conceito de (C) na fase de Execução (do).
(A) análise do ambiente concorrencial. (D) na fase de Correção da ação (action)
(B) job enrichment. (E) nas fases de Verificação e de Correção (check e
(C) planejamento estratégico. action).
(D) benchmarking.
(E) melhoria contínua de processos. 26 FCC/2011/TRT4/Técnico – área
administrativa/36. O Ciclo PDCA tem como objetivo
23 FCC/2010/TRF4/Analista – área (A) a melhoria contínua de processos de gestão.
administrativa/34. Na aplicação do conceito do ciclo (B) a definição dos objetivos estratégicos da
PDCA, a ação de monitoramento e medição dos organização.
processos e produtos em relação às políticas, (C) o aceleramento da qualificação do quadro de
objetivos e requisitos para o produto e registro dos funcionários.
resultados, é denominada de (D) o aperfeiçoamento do benchmarking da
(A) ação corretiva. organização.
(B) planejamento e controle. (E) a melhoria do ambiente concorrencial da
(C) execução. organização.
(D) verificação e controle.
(E) verificação. 27 FCC/2011/COPERGÁS/Auxiliar Técnico
Administrativo/31. O modelo de gestão de melhoria
24 FCC/2011/TRT23/Técnico – área contínua dos processos e métodos de trabalho
administrativa/28. Com relação ao método PDCA, denomina-se
considere as afirmativas abaixo. (A) Gráfico de Pareto.
I. A primeira etapa do PDCA exige o estabelecimento (B) Ciclo PDCA.
de metas e procedimentos técnicos aptos a alcançar (C) 5 S.
os resultados propostos. (D) Benchmarking.
II. A fase C do ciclo PDCA exige a punição severa dos (E) Reengenharia.
erros cometidos na fase de execução.
III. A terceira etapa do ciclo PDCA compreende a 28 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/46.
correção dos processos que não alcançaram os A ferramenta de avaliação que identifica as melhores
resultados desejados. instituições, métodos e estratégias que elas utilizam
IV. A fase de execução do planejado também implica para o sucesso de suas áreas funcionais e processos,
a formação e o treinamento dos funcionários para a comparando essas práticas com as da organização
correta realização das metas estipuladas. avaliada e verificando como estas podem ser
V. O ciclo PDCA visa a melhoria contínua dos melhoradas, denomina-se
processos e a normalização dos procedimentos mais (A) benchmarking.
eficientes. (B) matriz SWOT.
Está correto o que se afirma APENAS em (C) parametrização.
(A) I, IV e V. (D) diagrama de comparabilidade.
(B) II, III e IV. (E) ciclo PDCA.
(C) I e V.
(D) II, IV e V. 29 FCC/2010/TRT22/Técnico – área
(E) I, III, IV e V. administrativa/37. Na gestão da qualidade da
administração pública a pesquisa, a avaliação e a
apropriação dos melhores modelos de serviços e 31 FCC/2011/TRE-PE/Analista – área
processos de trabalho de organizações reconhecidas administrativa/47. No gerenciamento da qualidade do
como representantes das melhores práticas, projeto, a comparação de práticas de projetos reais
denomina-se ou planejados com as de projetos comparáveis, para
(A) Reengenharia. identificar as melhores práticas, gerar ideias para
(B) Benchmarking. melhorias e fornecer uma base para medir o
(C) Matriz GUT. desempenho, é denominada
(D) Método de Ishikawa. (A) Diagrama de Afinidades.
(E) Método de Pareto. (B) Projeto de Experimentos.
(C) Fluxograma.
30 FCC/2010/Assembleia Legislativa – SP/Agente (D) Amostragem Estatística.
técnico – Gestão de Projetos/ 54. Em relação aos (E) Benchmarking.
tipos de benchmarking como ferramenta de mudança
organizacional, considere as afirmativas abaixo. 32 FCC/2014/SABESP/Analista Administrativo/29
I. É um processo sistemático e contínuo de avaliação Na Gestão de Processos,
dos produtos, serviços e processos de trabalho das (A) o resultado é a estrutura vertical da cadeia de
organizações, que são reconhecidas como comando.
representantes das melhores práticas, com a (B) os processos podem ser classificados em
finalidade de comparar desempenhos e identificar organizacionais e coadjuvantes.
oportunidades de melhoria na organização. (C) os processos não atravessam as fronteiras das
II. É um processo gerencial permanente, que requer áreas funcionais que são administradas como
atualização constante da coleta e análise cuidadosa departamentos isolados.
daquilo que há de melhor externamente em práticas e (D) o six sigma e a reengenharia são metodologias
desempenho para as funções de tomada de decisão e para o aprimoramento dos processos.
de comunicação em todos os níveis da empresa. Um (E) o avanço das tecnologias de informação torna
processo que obriga ao teste constante das ações obsoletas as teorias sobre administração de
internas em relação aos padrões externos das processos.
práticas da indústria.
III. O benchmarking competitivo é baseado num 33 FCC/2011/TRE-RN/Analista – área
processo que atravessa várias funções da organização administrativa/25. A aplicação da técnica de
e pode ser encontrado na maioria das empresas do reengenharia à gestão pública visa a
mesmo porte, como por exemplo, o processo desde a (A) mudanças estruturais e comportamentais radicais
entrada de um pedido até a entrega do produto ao na cultura das organizações.
cliente. (B) introdução contínua de mudanças organizacionais
IV. O benchmarking genérico caracteriza-se por ter visando a redução de custos.
como alvo específico as práticas dos concorrentes. É (C) extinção da estrutura departamental das
o mais usual uma vez que as empresas querem acesso organizações.
aos dados que estão ligados diretamente às atividades (D) descentralização da gestão do conhecimento
da concorrência. estratégico das organizações.
V. O benchmarking interno significa a procura pelas (E) racionalização e centralização dos processos
melhores práticas dentro das diferentes unidades da organizacionais.
própria organização (outros departamentos, sedes,
etc). Tem como vantagens a facilidade para se obter 34 FCC/2013/TRT1ª/Analista Administrativo/37.
parcerias, os custos mais baixos e a valorização Constitui princípio basilar do conceito original de
pessoal interna. reengenharia no setor público:
Está correto o que se afirma APENAS em (A) rígido controle de processos, com segmentação de
(A) I, II, III e IV. etapas, evitando-se a atribuição de todas as etapas a
(B) I, II e V. uma única equipe.
(C) I, IV e V. (B) drástico enxugamento do quadro de pessoal.
(D) II e III. (C) ampliação de estruturas, com a criação das
(E) III, IV e V. denominadas carreiras em “y”.
(D) radical redefinição dos processos em base zero, maneira como uma empresa executa tarefas e busca
conhecido como princípio da “folha em branco”. cumprir suas metas. NÃO faz parte do redesenho de
(E) terceirização em larga escala, priorizando o processos:
desempenho de atividades estatais por consultores (A) implementação do processo.
privados especializados. (B) identificação do processo problemático.
(C) levantamento detalhado do processo.
35 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/48. (D) análise crítica do processo.
O conceito proposto na década de 1990, por Hammer (E) balanceamento da linha de produção.
e Champy, consistente na implementação de mudanças
radicais, com redesenho de processos de trabalho,
rompendo paradigmas tradicionais de Administração,
denomina-se
(A) Gerencialismo.
(B) Qualidade Total.
(C) Estado em Rede.
(D) Reengenharia.
(E) Administração por Resultados.

36 FCC/2014/SABESP/Técnico em Gestão/43. A
Reengenharia de Processos é a reformulação da
01 A 02 D 03 E 04 A 05 A 06 B 07 E 08 B 09 A 10 A
11 B 12 E 13 A 14 A 15 A 16 C 17 B 18 E 19 D 20 D
21 E 22 E 23 D 24 A 25 C 26 A 27 B 28 A 29 B 30 B
31 E 32 D 33 A 34 D 35 D 36 E

4. Gestão da qualidade e Modelo de Excelência


em Gestão.
01 FCC/2014/TJAP/Analista Administrativo/40. A privados ou públicos é constante e trazem alguns
gestão da qualidade nos serviços públicos passa por princípios de Deming
conceitos de grandes estudiosos, tais como que estabelecem:
I. Ishikawa, criador do Diagrama Causa e Efeito, do I. Colocar todos da empresa para trabalhar de modo a
Círculo da Qualidade e do PDCA. realizar a transformação. A transformação é tarefa
II. Juran, desenvolvedor da Trilogia de ênfase na de todos.
qualidade: do projeto; de conformidade; do serviço de II. Evitar uma constância de propósito de
campo. aperfeiçoamento do produto e do serviço, a fim de
III. Deming, que introduziu a estatística no controle torná-los competitivos, perpetuá-los no mercado e
da qualidade com uso das técnicas de Shewhart. gerar empregos.
Está correto o que se afirma em III. Eliminar o medo.
(A) II, apenas. IV. Insistir na ideia de um único fornecedor para cada
(B) II e III, apenas. item, desenvolvendo relacionamentos duradouros,
(C) III, apenas. calcados na qualidade e na confiança, com isso
(D) I, apenas. reduzindo o custo total.
(E) I, II e III. Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I e II.
02 FCC/2014/TRT 16ª/Analista Administrativo/48. A (B) I, II e IV.
busca por excelência ou qualidade total nos serviços (C) I, III e IV.
(D) I e IV.
(E) II e III. (D) ampliação da eficácia e efetividade das ações
públicas, com redução do tempo de resposta ao
03 FCC/2013/TRT12ª/Analista Administrativo/33. O usuário, abandonando os antigos paradigmas de
modelo de excelência em gestão pública inspirado nos premiação por resultados.
preceitos da Fundação Nacional de Qualidade (E) desenvolvimento em fases, inicialmente com foco
(A) possui, entre seus fundamentos, pensamento interno, de sensibilização e capacitação dos agentes
sistêmico e cultura da inovação. públicos, e, subsequentemente, incorporando o foco
(B) apresenta critérios de excelência a partir dos externo, com avaliação e premiação envolvendo a
quais são constituídos seus fundamentos. satisfação do usuário.
(C) propõe metas e indicadores de resultados
fundados na gestão de processos. 06 FCC/2011/TRT4/Analista – área
(D) contempla a avaliação de resultados realizada pelo administrativa/36. O princípio central da gestão da
cliente-cidadão, para fins de remuneração por qualidade nos serviços públicos é
resultados. (A) o foco nos clientes e nos usuários, identificando
(E) fundamenta-se no tripé: economicidade, suas satisfações e insatisfações.
satisfação do usuário e transparência. (B) a definição de diretrizes estratégicas tendo como
objetivo a elevação da produtividade.
04 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/57. (C) a motivação constante dos funcionários através da
Constituem, dentre outros, critérios do modelo de ampliação das tarefas.
excelência em gestão da FNQ − Fundação Nacional da (D) a atribuição de maior responsabilidade e
Qualidade: liberdade de opinião para os funcionários.
(A) governabilidade, correspondente à gestão de (E) a racionalização dos processo decisórios, visando a
informações comparativas a serem avaliadas. redução de custos.
(B) governança, relacionado aos processos finalísticos
da organização e sua efetividade. 07 FCC/2014/TRT 2ª/Técnico Administrativo/57.
(C) liderança, relacionado à governança pública e à Método gerencial que abrange todos os níveis da
governabilidade da organização, incluindo aspectos organização, utilizado para a promoção da melhoria
relativos à equidade e transparência. contínua e reflete a base da filosofia do
(D) equidade, consistente no gerenciamento de melhoramento contínuo. Trata-se do conceito de
processos finalísticos e de apoio. (A) Kaizen.
(E) geração de valor, correspondente à redução dos (B) Gráfico de Ishikawa ou Diagrama de Causa e
custos na prestação dos serviços. Efeito.
(C) Muda.
05 FCC/2013/TRT1ª/Analista Administrativo/35. (D) Ciclo PDCA.
Pode-se apontar como características do Programa (E) QFC − Quality Function Deployment.
Brasileiro de Qualidade e Produtividade, implantado
na Administração Pública Federal em 1991, 08 FCC/2011/TRT24/Técnico – área
(A) desenvolvimento em fases progressivas, sendo a administrativa/36. O ciclo de controle de Deming é
última delas o denominado Programa da Qualidade e identificado pela sigla
Participação da Administração Pública − QPAP, que (A) ACDP.
consolida ferramentas de capacitação e melhoria de (B) PCAD.
processos. (C) PDCA.
(B) ampla instituição de política de remuneração por (D) DAPC.
resultados, com estabelecimento de indicadores e (E) PADC.
metas privilegiando o foco interno, voltado ao
desenvolvimento institucional. 09 FCC/2012/TRF2/Analista Judiciário – área
(C) capacitação dos agentes públicos para melhoria administrativa/33. Tratando-se da gestão da
dos processos produtivos, eliminando falhas e qualidade, o ciclo PDCA é
redundâncias, (A) uma ferramenta de representação das possíveis
não envolvendo, para mensuração de seus resultados, causas que levam a um determinado efeito.
a visão do usuário. (B) um método gerencial para a promoção contínua e
reflete a base da filosofia do melhoramento contínuo.
(C) um diagrama que auxilia na visualização da II. São desenvolvidos obrigatoriamente para todos os
alteração sofrida por uma variável quando outra se processos da organização.
modifica. III. Visam monitorar a qualidade, produtividade e
(D) o desdobramento de dados, a partir de capacidade.
levantamento ocorrido, em categorias e grupos para IV. Tempo de atendimento pode ser uma
determinar sua composição, objetivando a análise e característica relevante de um serviço, que se traduz
pesquisa para o desenvolvimento de oportunidades de facilmente em um indicador mensurável.
melhorias. Está correto o que se afirma APENAS em
(E) a representação gráfica que mostra a distribuição (A) I e II.
de dados por categorias. (B) I e III.
(C) III e IV.
10 FCC/2013/TRT 18ª/Analista Administrativo/57. (D) I, II e IV.
NÃO se refere ao chamado Ciclo PDCA a seguinte (E) I, III e IV.
característica:
(A) enfatiza a identificação de forças e fraquezas de 13 FCC/2014/SABESP/Técnico em Gestão/31. De
uma organização, em uma análise ambiental, auxiliando acordo com o Princípio de Pareto, que correlaciona à
no planejamento estratégico. administração da qualidade e é utilizado para definir
(B) está dentro do escopo do controle de qualidade prioridades na correção de defeitos,
nas organizações. (A) 80% das causas insignificantes geram 40% dos
(C) associa-se à noção de melhoria contínua. efeitos.
(D) a fase de planejamento do ciclo está ligada ao (B) 20% das causas significantes geram 80% dos
estabelecimento de metas e definição de métodos efeitos.
para alcançá-las. (C) 80% das causas significantes geram 20% dos
(E) a fase de execução do ciclo consiste em efeitos.
capacitação da organização para a implementação do (D) 20% das causas insignificantes geram 80% dos
planejado e na própria implementação do plano. efeitos.
(E) 80% das causas insignificantes geram 80% dos
11 FCC/2014/TRT 19ª/Analista Administrativo/18. efeitos.
NÃO se inclui no ciclo PDCA, também conhecido como
Ciclo da Melhoria Contínua, a etapa de 14 FCC/2010/TRE-AC/Técnico – área
(A) execução, que implementa as atividades propostas administrativa/67. Sobre o Gráfico de Pareto,
no planejamento. considere:
(B) planejamento, que estabelece objetivos, metas e I. Mostra a importância relativa de diferentes
os meios para alcançá-los. aspectos de um problema, facilitando a identificação
(C) diagnóstico, que identifica o potencial de dos aspectos a serem enfocados e solucionados
crescimento, bem como as falhas existentes e primeiro.
dimensiona o tempo necessário para a melhoria do II. É usado para identificar uma ou duas categorias
processo. de situação nas quais a maioria dos problemas ocorre.
(D) controle/verificação, que controla e monitora a O gráfico enfoca o esforço nas categorias que
execução e verifica o grau de cumprimento do que foi oferecem maior potencial de melhoria, exibindo suas
planejado. frequências relativas.
(E) ação avaliativa/corretiva, que identifica eventuais III. Mostra a importância relativa de diferentes
falhas e as corrige, a fim de melhorar a execução. aspectos de um problema, porém sem identificar quais
aspectos devem ser solucionados primeiro.
12 FCC/2014/TRT 2ª/Técnico Administrativo/59. Os Está correto o que se afirma APENAS em
indicadores da qualidade compõem a métrica da (A) I.
qualidade e têm como conceito básico avaliar a (B) I e II.
satisfação dos clientes. Sobre indicadores da (C) II.
qualidade considere: (D) II e III.
I. São instrumentos de gestão, utilizados para medir (E) III.
um processo ou seus resultados.
15 FCC/2011/TRF1/Analista – área administrativa/24.
Como ferramenta na gestão da qualidade, o Diagrama organização necessárias às decisões do gestor.
da Causa e Efeito é adequado para (C) define as atividades coordenadas que envolvem
(A) analisar processos cujas causas são pessoas, procedimentos, recursos e tecnologia.
suficientemente conhecidas. (D) identifica, organiza e apresenta de modo
(B) solucionar problemas causados por brainstormings. estruturado a causa do problema e seu efeito,
(C) analisar os problemas complexos que parecem ter relacionando-os a máquinas, mão de obra, materiais e
muitas causas inter-relacionadas. métodos de trabalho.
(D) ordenar as frequências das ocorrências dos (E) relaciona causa e efeito com o ciclo PDCA
problemas, da maior para a menor, permitindo a permitindo a gestão do processo decisório da
priorização dos problemas. organização.
(E) documentar os passos necessários para a
execução de um processo qualquer. 17 FCC/2010/TRF4/Analista – área
administrativa/35. Na gestão da qualidade, a
16 FCC/2010/BahiaGás/Administração/43. O ferramenta que auxilia o gestor a visualizar a
diagrama Ishikawa é uma ferramenta importante para alteração sofrida por uma variável quando outra se
o gestor no processo de tomada de decisão, porque modifica é denominada
(A) categoriza o processo decisório primário e de (A) diagrama de dispersão.
apoio da organização relacionando-os a máquinas, mão (B) histograma.
de obra, materiais e métodos de trabalho. (C) diagrama de causa e efeito.
(B) identifica, organiza e apresenta de modo (D) carta de controle.
estruturado o fluxo das informações de toda (E) gráfico de Pareto.

01 B 02 C 03 A 04 C 05 E 06 A 07 D 08 C 09 B 10 A
11 C 12 E 13 B 14 B 15 C 16 D 17 A

6. Convergências e divergências entre gestão


pública e privada
01 FCC/2013/MPE-MA/Analista Administrativo/43. (D) I e II.
Analise as afirmações que tratam das convergências e (E) II e III.
divergências entre as organizações públicas e
privadas. 02 FCC/2010/TRT22/Analista – área
I. A Administração direta tem como objetivo administrativa/41. Considerando-se os modelos de
proporcionar o bem-estar à coletividade, enquanto a gestão na Administração Pública e na Administração
iniciativa privada tem como objetivo primordial o Privada é correto afirmar:
lucro. (A) Na Administração Pública, ao contrário da
II. O “cliente” da Administração Pública paga pelos Administração Privada, há autonomia decisória e
serviços ofertados mesmo sem utilizá-los baixos impactos de ingerências políticas no processo
diretamente, através dos impostos, enquanto o cliente de gestão.
da iniciativa privada apenas paga pelo que utiliza ou (B) Na Administração Pública um bom ou mau
consome. funcionamento não tem impacto político maior que na
III. Apenas as entidades privadas utilizam técnicas Administração Privada.
administrativas como o planejamento, a organização e (C) Enquanto que a Administração Pública é orientada
o controle e sofrem influência do ambiente externo. para o lucro, a Administração Privada é orientada para
Está correto o que se afirma APENAS em o bem-estar social e serviços ao cidadão.
(A) I. (D) Na Administração Privada há autonomia decisória,
(B) II. enquanto que no aspecto organizacional a
(C) III. Administração Pública é afetada por forças externas.
(E) A rentabilidade é vital para a Administração alcançar a agilidade e a eficiência das empresas
Pública, enquanto para a Administração Privada a privadas.
rentabilidade dos produtos e serviços não é vital para IV – Os órgãos públicos devem operar sem levar em
o seu crescimento. conta princípios típicos da gestão privada, como a
economicidade e a eficiência.
03 FCC/2014/ALEP/Consultor/64. A respeito das V – Os servidores públicos estão submetidos a normas
semelhanças e diferenças entre gestão pública e jurídicas e a condições de trabalho que impedem sua
gestão privada, considere: responsabilização diante das possíveis falhas no
I. O cliente atendido pelo setor público, paga atendimento aos cidadãos.
diretamente pelos serviços por meio dos impostos, Estão corretas SOMENTE
que mantêm total simetria de valor com os serviços (A) I, II, III e IV.
adquiridos; ao passo que o cliente do setor privado (B) II, III e V.
remunera indiretamente a organização, pagando pelo (C) I e III.
bem ou serviço adquirido. (D) III e IV.
II. As ações que buscam qualidade no setor privado, (E) I, III e V.
em geral, referem-se a metas de competitividade no
sentido da obtenção, manutenção e expansão de 05 FCC/2011/TRT23/Técnico – área
mercado; ao passo que no setor público, a meta é a administrativa/26. No cumprimento estrito do
busca da excelência no atendimento a todos os princípio da legalidade, o agente público só pode agir
cidadãos, ao menor custo possível. (A) quando não houver custo elevado para a
III. A finalidade precípua das atividades de caráter administração pública.
privado é a sobrevivência em um ambiente de alta (B) se tiver certeza de não ferir interesses privados.
competitividade, enquanto o objetivo da atividade (C) de acordo com a consciência do cumprimento do
pública é a geração de um excedente público a ser dever.
distribuído de forma democrática entre os cidadãos. (D) depois de consultados seus superiores
IV. Os regimes de mercado em cada uma das esferas hierárquicos.
são distintos, com a presença do chamado monopólio (E) nos termos estabelecidos explicitamente pela lei.
artificial no setor público e um regime, não raro de
forte concorrência, sob estruturas concentradas no 06 FCC/2010/TRT22/Técnico – área
setor privado. administrativa/33. O princípio da administração
Está correto o que se afirma APENAS em pública que tem por fundamento que qualquer
(A) III e IV. atividade de gestão pública deve ser dirigida a todos
(B) I e III. os cidadãos, sem a determinação de pessoa ou
(C) II e IV. discriminação de qualquer natureza, denomina-se
(D) II e III. (A) Eficiência.
(E) I e II. (B) Moralidade.
(C) Legalidade.
04 FCC/2011/TRT4/Analista – área (D) Finalidade.
administrativa/31. Com relação às convergências (E) Impessoalidade.
entre a gestão pública e a gestão privada, considere
as afirmativas abaixo. 07 FCC/2010/TRF4/Analista – área
I – Deve-se gerir um órgão público como quem administrativa/41. O princípio que norteia a gestão
administra uma empresa, isto é, buscando pública em que, qualquer atividade pública deve ser
compatibilizar custos e resultados, atuar com os olhos dirigida a todos os cidadãos, sem a determinação de
no cliente-consumidor e tomar decisões rápidas para pessoa ou discriminação de qualquer natureza, é o
aproveitar oportunidades de mercado. princípio da
II – A gestão pública funciona exclusivamente sob a (A) impessoalidade.
forma do modelo burocrático, o que a impede de focar (B) legalidade.
necessidades especiais dos cidadãos. (C) moralidade.
III – Os órgãos públicos existem para servir a todos (D) igualdade.
igualmente, independentemente da capacidade de (E) continuidade.
pagar pelo serviço prestado, o que pode dificultar
08 FCC/2011/TRT24/Analista – área
administrativa/35. Considere: 12 FCC/2012/TRT11/Analista Judiciário – área
I. Na gestão pública só é lícito fazer o que a lei administrativa/34. A ideia de que a Administração
autoriza. tem que tratar todos os administrados sem
II. Tanto na gestão pública como na gestão privada, discriminações, traduz o princípio da
só é lícito fazer o que a lei autoriza. (A) legalidade.
III. Na gestão privada, as fronteiras demográficas (B) indisponibilidade.
são bem definidas. (C) impessoalidade.
Considerando as convergências e diferenças entre a (D) publicidade.
gestão pública e privada, está correto o que consta (E) unicidade.
APENAS em
(A) I. 13 FCC/2014/TRT 19ª/Analista Administrativo/47.
(B) II. Gestão pública e gestão privada apresentam algumas
(C) III. convergências importantes, mas também diferenças
(D) II e III. significativas em decorrência da natureza e regime
(E) I e II. jurídico aplicável a cada qual. A respeito do tema,
considere:
09 FCC/2012/TRT11/Analista Judiciário – área I. Os conceitos de eficiência, eficácia e efetividade
administrativa/40. Um dos fatores que tornam o são próprios da gestão privada, aplicando-se à gestão
setor governamental menos ágil do que o privado é que pública apenas de forma subsidiária ao princípio do
na gestão pública interesse público.
(A) aquilo que não está juridicamente proibido está II. O princípio da legalidade aplicável à gestão pública
juridicamente facultado. possui a mesma conotação do aplicável à gestão
(B) todo comportamento moralmente reprovável está privada, tendo, contudo, maior prevalência na gestão
proibido. pública.
(C) a eficiência econômica é incompatível com o III. O cliente da iniciativa privada paga, apenas, pelos
princípio da equidade. serviços que utiliza, enquanto o cliente da
(D) tudo o que não está juridicamente determinado Administração pública os financia através de tributos,
está juridicamente proibido. mesmo sem usá-los.
(E) a ênfase na avaliação do desempenho com base nos Está correto o que consta APENAS em
resultados prejudica a sua eficácia. (A) III.
(B) I e III.
10 FCC/2012/TRT11/Tec. Judiciário De acordo com o (C) II e III.
princípio da legalidade o administrador público pode (D) I e II.
fazer (E) I.
(A) tudo o que a lei não proibir expressamente.
(B) tudo aquilo que julgar compatível com o interesse
público. 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10
D D C C E E A A D D
(C) apenas aquilo que as normas sociais considerarem
11 12 13
moralmente adequado. B C A
(D) apenas aquilo que as leis expressamente
autorizarem ou determinarem.
(E) aquilo que o bom senso e a ética aprovarem.

11 FCC/2011/TRE-RN/Analista – área
administrativa/22. A gestão pública, ao contrário da
gestão privada, é obrigada a
(A) respeitar a Constituição Federal.
(B) agir apenas de acordo com o que a lei permite.
(C) seguir o princípio da Pluralidade.
(D) oferecer seus serviços gratuitamente.
(E) publicar periodicamente balanços sociais.