Você está na página 1de 22

FACULDADE EDUCACIONAL DE DOIS VIZINHOS

UNIÃO DE ENSINO DO SUDOESTE DO PARANÁ - UNISEP


CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

NOME DO ALUNO

TITULO DO TRABALHO

DOIS VIZINHOS - PR
2015
NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado para obtenção do grau
de Bacharel em Ciências Contábeis
da Faculdade Educacional de Dois
Vizinhos FAED/UNISEP

Orientador: Prof. Xxxx Xxxx Xxxx


(Titulação) em Xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

DOIS VIZINHOS - PR
2015
NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Trabalho de Conclusão de Curso aprovado como requisito parcial para


obtenção do
grau de Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade Educacional de Dois
Vizinhos – FAED/UNISEP.

Dois Vizinhos, Pr., xx de Xxxxx de 20xx.

BANCA EXAMINADORA
______________________________
Prof. Xxxxx Xxxx Xxxxx
Mestre em.../ Especialista em...
Faculdade Educacional de Dois Vizinhos
Orientador
______________________________
Prof. Xxxxx Xxxx Xxxxx
Mestre em.../ Especialista em...
Faculdade Educacional de Dois Vizinhos
______________________________
Prof. Xxxxx Xxxx Xxxxx
Mestre em.../ Especialista em...
Faculdade Educacional de Dois Vizinhos
[LBF1] Comentário: Colocar nome
completo do professor com titulação.
A titulação e nome completo de cada
professor, vai estar na lista de
apresentação.
3
AGRADECIMENTOS

Texto em que o autor faz agradecimentos dirigidos àqueles que contribuíram


de maneira relevante para à elaboração do trabalho.
Fonte: Arial, Tam: 12
Espaçamento: 1,5 cm
Título: centralizado, negrito.
Página sem indicação numérica
Começar agradecimento 2 enter abaixo.
RESUMO

O resumo deverá seguir a NBR 6028:2003 – Resumo. De acordo com a norma,


a extensão indicada para resumo de trabalhos acadêmicos é de 150 a 500
palavras, devendo ser redigido em parágrafo único (sem recuo de parágrafo)
empregando-se letra Arial, fonte 12, espaçamento simples. O resumo tem por
finalidade fornecer uma visão geral do conteúdo escrito, para que o leitor possa
decidir pela continuidade ou não da sua leitura. O resumo precisa,
necessariamente, ser fiel ao trabalho. Ele não pode conter informações extras
não constadas no texto integral. No resumo não consta as citações de autores,
as tabelas, nem as figuras. A primeira frase do resumo deve ser significativa e
explicar o tema principal do trabalho. A sequência de frases consiste na síntese
dos pontos relevantes do texto, em linguagem clara, direta, concisa e objetiva.
Deve indicar a natureza do problema estudado, o método utilizado, as principais
teorias citadas, os resultados mais importantes alcançados e as principais
conclusões a que se chegou. Pelo resumo o leitor pode apreender o sentido geral
do trabalho.
Palavras-chave: Palavra 1. Palavra 2. Palavra 3. Palavra 4. Palavra 5.
LISTA DE FIGURAS
LISTA DE TABELAS
LISTA DE QUADROS
LISTA DE GRÁFICOS
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO

(O que se vai fazer? e Por quê?)


Representa uma visão geral do trabalho, que deve desencadear o
interesse por parte dos leitores sobre o tema em discussão.
Na introdução deve ser feita uma abordagem geral do trabalho, sem expor
o objeto de pesquisa ou antecipar objetivos.

1.1 CONTEXTUALIZAÇÃO

Apresentar o problema através de um enunciado. Pode-se situá-lo,


fazendo um breve comentário e apresentá-lo por meio de uma pergunta. É
necessário ter em mente que sem problema não haverá pesquisa, pois a busca
da solução para o problema se constitui no objeto da pesquisa.
Deverá ser feita uma apresentação do contexto em que a pesquisa se
insere, detalhando e conduzindo o leitor ao tema de pesquisa. Ao final apresenta-
se a questão problema da pesquisa, tem-se como exemplo:
Diante disto, este trabalho tem como problema: “Qual é a destinação
dos recursos públicos das prefeituras que tem parte de seus territórios
alagados pela usina hidrelétrica Governador José Richa (Salto Caxias)?”.

1.2 OBJETIVOS

Neste item deverá ser indicado claramente o que você deseja fazer, o que
pretende alcançar. Para quê?
Os objetivos deverão ser dimensionados considerando-se os recursos à
disposição para tornar realidade o projeto. Os objetivos deverão também ser
negociados com a organização objeto de estudo, para que se tenha uma efetiva
aplicação do conhecimento produzido

1.2.1 Objetivo Geral


Explica-se o que se tem a intenção de pesquisar, o alvo, de maneira mais
ampla, geral. Esse objetivo deve traduzir com exatidão o que se quer com a
pesquisa. Inicia-se com verbo no infinitivo.
Redija apenas o objetivo principal do trabalho, iniciando sempre por um
verbo no infinitivo, sem qualquer comentário adicional. Objetivos devem ser
claros e concisos, já no enunciado devem proporcionar uma indicação precisa
dos resultados a serem alcançados.

1.2.2 Objetivos Específicos

Detalhe o objetivo geral mostrando o que pretende alcançar com a


pesquisa. Torne operacional o objetivo geral indicando exatamente o que será
realizado em sua pesquisa.
São os objetivos operacionais, aqueles que conduzirão os trabalhos,
ações para concretização do Objetivo Geral. Também, devem começar com
verbos no infinitivo.
Relacione os objetivos, normalmente de três a seis, iniciando sempre por
um verbo no infinitivo, sem qualquer comentário adicional.
Os objetivos específicos deverão ser apresentados através de alíneas
identificadas por letras (NBR6024:2003).
Exemplo:
a) identificar...;
b) especificar…;
c) abordar...;
d) justificar

1.3 JUSTIFICATIVA DO TRABALHO

(Por que fazer? Para que fazer?)


O trabalho poderá ser justificado pela contribuição teórico-prática e
pessoal da pesquisa. A justificativa deverá contemplar razões para a existência
do projeto. De maneira geral, é possível justificar um projeto de pesquisa através
da sua importância, oportunidade e viabilidade. Embora essas dimensões
possam estar interligadas, elas têm peculiaridades que poderão ser exploradas
pelo pesquisador para justificar seu projeto.
Mostrar a importância que a pesquisa trará em termos pessoal, social,
científico e institucional. Isto é, justifica-se a apresentação da pesquisa,
discutindo as contribuições que advirão desse trabalho.
Apesar de não necessitar de citações, o texto da introdução deverá ser
redigido seguindo as normas que serão utilizadas ao longo de todo o trabalho.
A justificativa é a resposta que o autor do projeto dá às seguintes
indagações do leitor:
(a) em que o estudo é importante para a área na qual o leitor está atuando
ou para a qual busca formação acadêmica?
(b) qual o interesse pessoal que o pesquisador tem no estudo?
(c) qual a contribuição do estudo em questão para a instituição à qual se
apresentará o trabalho e/ou qual a relação que o trabalho tem com a linha de
pesquisa da instituição?

1.4 ESTRUTURA DO TRABALHO

Colocar na estrutura do trabalho como o TCC é dividido, em quantas


partes e o que vai ser demonstrado em cada parte do trabalho.
Ex: Este trabalho é composto por cinco partes, a primeira parte é feita uma
introdução do que será abordado no trabalho também demonstra os objetivos
gerais e específicos
2 REFERENCIAL TEÓRICO

O que já foi escrito sobre o tema?


Neste capítulo deverá ser mostrado, por meio de compilação crítica e
retrospectiva de várias publicações, o estágio de desenvolvimento do tema de
pesquisa e estabelecer um referencial teórico para dar suporte ao
desenvolvimento da pesquisa.
É um texto dissertativo que aborda os principais fundamentos teóricos do
assunto, do tema. O proponente pode discutir idéias, fazer interlocução com
autores, defender seus pontos de vista com embasamento científico com autores
da área.
Esse texto, com ampliação, constituir-se-á num dos capítulos da
Monografia, servindo de base teórica). Não esquecer de citar as fontes de onde
estão sendo buscadas as ideias.
Tomar o cuidado de identificar com clareza, através de citação, a fonte
das informações obtidas das diversas publicações (NBR10520:2002).
A revisão da literatura deverá englobar o que for relevante para esclarecer
e justificar o problema em estudo e deverá servir para orientar o método de
trabalho desde os procedimentos de coleta até a análise dos dados.
A revisão da literatura não é uma etapa que tem início e fim. Nem todos
os escritos na fase de projeto serão aproveitados no relatório final. Conforme o
rumo que a pesquisa irá tomar, haverá a necessidade de acréscimos ou de
reduções naquilo que já foi escrito.
A revisão da literatura não se consiste apenas em copiar trechos
selecionados de um ou mais autores. A lógica da pesquisa científica é um pouco
diferente. Há necessidade de interpretar as teorias e transcrevê-las com palavras
de entendimento do público alvo (nunca se esquecendo de referenciar a autoria
das ideias). Espera-se uma crítica, mesmo que breve, da literatura, relacionando
a teoria com o tema do trabalho. É importante que o acadêmico perceba as
complementações entre as teorias e os possíveis conflitos entre elas.
Evite afirmações e opiniões pessoais sobre o tema neste capítulo. O que
se pretende é organizar várias informações de forma a dar uma sequência e
consequentemente um sentido lógico para embasar o desenvolvimento da
pesquisa.
2.1. CITAÇÕES

As citações deverão ser apresentadas seguindo o sistema autor-data e


de acordo com as orientações da NBR10520:2002 – Citações em Documentos
Apresentação.
As citações diretas e curtas (até três linhas na digitação do trabalho)
devem ser digitadas entre aspas. Veja o exemplo:
“Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que
apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas
diversas áreas do conhecimento.” (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS
TÉCNICAS, 2003, p. 2).
Barney e Hesterly (2004, p. 147) evidenciam que “na seleção adversa, o
agente possui informações que, para o proprietário, são inobserváveis ou
custosas de se obter”.
As citações diretas e longas (mais de três linhas na digitação do trabalho)
devem ser digitadas com letra menor do que a do texto, sem aspas e destacadas
com recuo de 4 cm da margem esquerda. Veja o exemplo:
De acordo com Vitiello:
A atividade em grupo é uma estratégia que incentiva os
participantes a confiarem no auxílio e na avaliação dos colegas e
promove a independência da autoridade do professor. Além disso,
permite que os indivíduos mais inibidos possam se expressar e ter uma
participação ativa nos pequenos grupos, o que fornece dados para uma
avaliação individual. (VITIELLO, 2001, p. 117).
Jensen e Meckling (1976, p. 308-309) definem uma relação de agência
como:
Um contrato sob o qual uma ou mais pessoas (o(os)
principal(is)) contratam outra pessoa (o agente) para desempenhar
algum serviço em seu interesse que envolve delegação de alguma
autoridade para tomada de decisão para o agente. Se ambas as partes
da relação são maximizadoras de utilidade existe uma boa razão para
acreditar que o agente não atuará sempre nos melhores interesses do
principal.

As citações indiretas apresentam fielmente a opinião do autor de uma obra


consultada com a linguagem do autor do trabalho que está sendo relatado.
Nesses casos não se dará destaque à citação, porém, obrigatoriamente, deverá
ser dado crédito da opinião, colocando-se no texto o autor referenciado e, entre
parêntesis, veja os exemplos:
Exemplo 1. Ensinando o leitor a aprender disciplinas conceituais, Antunes
(1937) recomenda que se faça uma checagem preliminar do que se vai ler.
Exemplo 2. Uma segunda regra para apreensão do conhecimento a partir
de uma leitura de textos conceituais, o leitor deve fazer uma pausa após a leitura
de cada pensamento, imaginando aquilo que está sendo lido (ANTUNES, 1937).

2.1.1 Teoria Xxxxxxxxa

Crawford (1994, p.128) coloca que "Empreendedores não são tomadores


de decisão de risco, mas descobridores de oportunidades"...
A contabilidade transmite aos diversos usuários da informação contábil
qual a situação da entidade, ajudando em suas decisões futuras, por meio da
análise dos eventos passados. As características qualitativas são definidas como
a propriedade desta informação, que é necessária para torná-las úteis
(HENDRIKSEN; VAN BREDA, 1999).
Dechow, Ge e Schrand (2010) explicam que não existe uma medida de
qualidade dos lucros superior a outra. Existem diversos modelos que identificam
a propriedade da informação contábil, como por exemplo, conservadorismo,
tempestividade, oportunidade, gerenciamento de resultados, relevância e
persistência (FRANCIS et al., 2004; DECHOW; GE; SCHRAND, 2010;
ALMEIDA, 2010).
Healy e Wahlen (1999) mencionam que o gerenciamento de resultados
ocorre quando os gestores utilizam o julgamento no processo de elaboração das
demonstrações contábeis, para alterar as informações divulgadas, seja para
iludir alguns stakeholders sobre o desempenho econômico da entidade, ou para
influenciar nos resultados contratuais que dependem dos valores divulgados.

2.1.1.1 Teoria xxxxxx

E diz que os empreendedores trabalham em negócios, ancorados em


um sistema de informação.....
O Quadro 01 demonstra a evolução no que se refere aos ativos
intangíveis.
Quadro 1 - Evolução histórica relacionada aos ativos intangíveis.
Ano Autor Evento e Significado
1571 Decisões Judiciais O primeiro registro que se
tem da sua utilização
avaliação da terra.
1884 William Harris Referia-se ao crescimento
dos ativos intangíveis
Fonte: Adaptado de Schmidt e Santos (2002)
A Figura 1 demonstra os modelos de gerenciamento de resultados
existentes na literatura contábil.
Figura 1 - Modelos de gerenciamento de resultados contábeis

Acrualls

Agregados
Distribuição Acrualls
de
Específicos
Frequência

Modelos
GR

Fonte: Adaptado de Martinez (20 histórica relacionada aos ativos intangíveis


3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
O capítulo da metodologia descreve como o trabalho foi construído.
Aconselha-se partir dos objetivos para definir o método mais apropriado para a
pesquisa.
A metodologia deve:
a) fornecer o detalhamento da pesquisa. Caso o leitor queira reproduzir
a pesquisa, ele terá como seguir os passos adotados;
b) esclarecer os caminhos que foram percorridos para chegar aos
objetivos propostos;
c) apresentar todas as especificações técnicas materiais e dos
equipamentos empregados;
d) indicar como foi selecionada a amostra e o percentual em relação à
população estudada (aplicar em caso de survey, ou seja, uma pesquisa que
permite a obtenção de dados ou informações sobre características, ações e
opiniões de um determinado grupo de pessoas)
e) apontar os instrumentos de pesquisa que foram utilizados
(questionário, entrevista, etc.);
f) mostrar como os dados foram tratados e analisados.
Não esquecer de fundamentar com autores da área de Metodologia da
Pesquisa.
Exemplo:
Demo (1994) enfatiza que a instrumentação pela pesquisa constitui
marca distintiva do ensino superior, sendo sinal vital da instituição universitária
e sua capacidade de alimentar e renovar a produção cientifica própria. Sem
esse aspecto nada se consegue além de ensinar a copiar.

3.1 DELINEAMENTO DA PESQUISA


No tópico do delineamento da pesquisa você irá mencionar se a pesquisa
de cunho bibliográfico, experimental, descritiva, estudo de caso, qualitativa
quantitativa.
Forma de abordagem do problema: Qualitativa ou Quantitativa
Objetivos: Exploratória, Descritiva ou Explicativa.
Quanto aos procedimentos técnicos: Documental, bibliográfica,
experimental, levantamento (questionário), estudo de caso, entrevista.

3.2 POPULAÇÃO E AMOSTRA

Toda pesquisa estatística precisa atender a um público alvo, pois é com


base nesse conjunto de pessoas que os dados são coletados e analisados de
acordo com o princípio da pesquisa. Esse público alvo recebe o nome de
população e constitui um conjunto de pessoas que apresentam características
próprias, por exemplo: os usuários de um plano de saúde, os membros de uma
equipe de futebol, os funcionários de uma empresa, os eleitores de um
município, estado ou país, os alunos de uma escola, os associados de um
sindicato, os integrantes de uma casa e várias situações que envolvem um
grupo geral de elementos. A população também pode ser relacionada a um
conjunto de objetos ou informações.
Amostra diz respeito a um subconjunto da população, fração ou uma
parte do grupo. Em alguns casos seria impossível entrevistar todos os
elementos de uma população, pois levaria muito tempo para concluir o trabalho
ou até mesmo seria financeiramente inviável, dessa forma, o número de
entrevistados corresponde a uma quantidade determinada de elementos do
conjunto, uma amostra.

3.3 PROCEDIMENTOS DE COLETA DE DADOS

A fase de coleta e análise dos dados é de grande importância na


elaboração da pesquisa científica, portanto, é necessário se manter alguns
cuidados para que se possa garantir a fidedignidade dos resultados.
O primeiro cuidado que se deve tomar ao se iniciar a fase de coleta de
dados é quanto à preparação das pessoas responsáveis por ela. É importante a
supervisão para que não se coletem dados errados, ou desnecessários para a
pesquisa realizada. Do mesmo modo, todos os dados coletados devem estar
sendo observados pois, se necessário, deve-se fazer a reaplicação do
instrumento.
A coleta de dados pode ser feita por meio de: observações, entrevistas e
história de vida, pesquisa bibliográfica, questionários, observação
empírica, entre outros.
É importante ressaltar que, existem diversos procedimentos utilizados
para este fim, no entanto, cabe ao pesquisador decidir qual o procedimento que
mais de adequada ao tipo de pesquisa realizada.
O procedimento de coleta dos dados é demonstrar como foi feito para
coletar os dados e onde isso ocorreu e qual o período de coleta. Por exemplo:
Os dados foram obtidos por meio do escritório ........................., no setor
de coleta Por exemplo:
Recursos Humanos, aonde são feitas as folhas de pagamento da
empresa..................................... e a contabilidade. Com autorização da empresa
para emissão de relatórios.
Os dados foram obtidos por meio da BM&FBovespa, nas demonstrações
financeiras padronizadas de cada empresa da amostra, em que foi possível
verificar…, o período coletado se trata das demonstrações contábeis do ano de
2014.