Você está na página 1de 134

1

MEDICAMENTOS, NUTRIÇÃO E COISAS AINDA INEXPLICÁVEIS ÍNDICE NAS ÚLTIMAS PÁGINAS


Os títulos em negrito foram eficazes em pessoas que os utilizaram, ou são resultados de pesquisa, ou relatados por quem presenciou
o efeito do medicamento ou ainda de amplo domínio popular havendo, portanto, algum fundamento em sua utilização.

DIABETE Picar uma cebola e colocar os pedaços em um copo com água. Beber desta água várias
vezes ao dia acrescentando água à medida que for bebendo.

DIABETE Derreter 250 gramas de qualquer açúcar em uma panela, até ficar preto. Então, derramar
1,5 litro de água sobre este açúcar derretido e “queimado” misturando-os. Este preparado ficará muito
amargo. Beber meio copo pela manhã e meio copo à tarde. Repetir o preparo deste medicamento, nesta
mesma quantidade, tomando-o nas doses indicadas acima, por cinco vezes ininterruptas. Após este tempo
de uso fazer exame da taxa de glicose e se houver melhora deve-se repetir o tratamento. Diabéticos não
podem beber água, sucos ou qualquer líquido gelado. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

DIABETE Infusão das folhas de carambola. Diabéticos não podem beber água, sucos ou qualquer
líquido gelado segundo indianos residentes na Venezuela.

DIABETE Colocar em uma jarra com água pedaços da entrecasca de Castanheira do Brasil
(Bertholetia excelsa) e beber somente desta água. Diabéticos não podem beber água, sucos ou qualquer
líquido gelado segundo indianos residentes na Venezuela.

DIABETE Retirar a casca morta do caimbé (lixeira) de entrecasca clara ou rósea bem clara numa
área de um palmo por um palmo. Raspar a entrecasca desta área, de cima para baixo, e colocar esta
raspa em 1,5 litros de água e guardar na geladeira, de preferência em recipiente de vidro. No dia seguinte
coar e beber 2 copos desta água por dia. Se tiver taxa muito alta de açúcar no sangue, deve fazer este
tratamento por 3 semanas seguidas com intervalos de 7 dias entre estas semanas.
Durante o tratamento comer com freqüência banana comprida cozida ou bananas de outras
espécies para manter a taxa de potássio no sangue. Também deve beber suco puro de laranja. Controlar a
taxa de glicose através de exames para que não a deixe baixar além do necessário.
Este medicamento não obteve resultado positivo em uma senhora diabética que o utilizou. Talvez
em razão de ter usado cascas desidratadas por um período insuficiente para a cura e, devido à
diversidade de fatores individuais, o medicamento não tenha sido efetivo. Portanto, não se deve julgar que
este medicamento seja ineficaz. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

DIABETE Ferver 15 alhos inteiros em 1 litro de água depois bater em liquidificador e coar. Beber meio
copo desta solução por dia durante uma semana. Após este tempo de uso fazer exame da taxa de glicose
e se houver melhora deve-se repetir o tratamento.
Pode-se fazer este medicamento usando um punhado de brotos novos dos galhos da tangerineira em
substituição ao alho. Diabéticos não podem beber água, sucos ou qualquer líquido gelado, segundo
indianos residentes na Venezuela. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

DIABETE Colocar de molho, para maior hidratação, folhas de pata-de-vaca (de preferência a que produz
flores brancas). Ferver um pouco estas folhas (1 a 2 minutos de fervura) na quantidade que desejar. A
pessoa que se curou não conta o número de folhas usadas, põe na quantidade que tiver vontade; é
sensato experimentar a partir de 3 folhas e que as corte em pedaços pequenos após a hidratação, para
que haja maior contato dos princípios ativos da folha com a água. Quando não encontrar folhas de pata-
de-vaca usar folhas de Jamelão em maior quantidade que as de pata-de-vaca e, após hidratá-las, ferver
por mais tempo. Beber somente este chá em lugar da água bebida diariamente. Observação: folhas de
pata-de-vaca tomadas em excesso podem causar sérios problemas na visão.

DIABETE Suco da fruta carambola com um pouco d’água. Tomar meio copo de manhã e meio copo
à noite. Informado por pessoa que curou a diabete.

DIABETE No primeiro dia da lua minguante fazer um pequeno furo perto do pedúnculo de num
mamão verde, médio ou grande, retirando cuidadosamente a porção do mamão para que sirva de tampa.
Este furo deve ser feito de forma a dar acesso a parte interna do mamão, onde ficam as sementes.
Colocar dentro deste mamão duas colheres de sopa de açúcar falando “Aqui neste mamão eu estou
colocando o açúcar que estava em meu corpo”. A seguir, colocar dentro deste mamão a urina que coletou
durante a noite, inclusive a que fez ao acordar. Todos estes procedimentos têm que ser feitos antes do sol
nascer. Tapar o furo do mamão com o pedaço cuidadosamente retirado, e enterrar o mamão. Medicamento
venezuelano.
2

DIABETE Colocar 3 frutos de cubiu (Solanum sessiliflorum) em um litro de água e ferver até reduzir a
¼ do volume de água (250 ml). Transferir esta água com os frutos de cubiu para uma vasilha que não seja
de alumínio e amassar dissolvendo-os nesta água. Beber a vontade. O Cubiu é um fruto com 2,25 mg% de
vitamina B3 e contem licopeno, substância que reduz o colesterol e triglicerídeos e combate a diabete.

CÂNCER Do livro Câncer tem Cura – Frei Romano Zago.


A planta de babosa (Aloe vera) deve ter no mínimo 5 anos. Utilizam-se as folhas com idade acima de 4
anos. Colher as folhas 7 dias após a última chuva, no escuro da madrugada ou a noite e não colher com
orvalho. Enxugar as folhas após lavá-las. Preparar no escuro logo após colher as folhas. Guardar em vidro
bem escuro, na geladeira. Tomar o remédio no escuro.
Colocar no liquidificador, no escuro, meio quilo de mel de abelhas, 40 a 50 ml de bebida destilada
(cachaça de alambique, uísque ou conhaque) e 1 metro de folhas de babosa (retirar os espinhos). Colocar
em um vidro escuro e guarda-lo na geladeira.
Dose preventiva: 1 colher de sopa em jejum antes do almoço e antes do jantar durante 10 dias
seguidos.
Dose curativa: 2 colheres de sopa 3 vezes ao dia durante 10 dias seguidos, parar por 10 dias e
repetir a dose e intervalos entre as tomadas, sucessivamente até a cura.
Suspender totalmente a alimentação de produtos de origem animal.

CÂNCER Colocar em uma jarra de água pedaços da entrecasca de caimbé (lixeira) e beber somente
desta água diariamente até a cura. Renovar as entrecascas a cada 2 dias. Guardar em geladeira.
Medicamento indígena de Roraima.

CÂNCER Chá de um punhado de folhas de corama (AM). Planta de caule carnoso até 1 m de altura
com folhas carnosas e espessas cujas bordas tem muitos arredondamentos com reentrâncias das quais
surgem brotações, e talos de cor roxa. A pessoa que informou curou-se de câncer generalizado que
ocorreu após a extração de um câncer de mama. Também chamada língua de pirarucu.

CÂNCER Chá de folhas de graviola. Casos comprovados de câncer generalizado cuja cura ocorreu
em dois meses. Estudos realizados pelo National Cancer Institute comprovam que o extrato da graviola é
10.000 vezes mais potente que a quimioterapia para o tratamento e câncer e não causa efeitos colaterais.
A publicação é NUTRITION & HEALING – December 2002 Citations avaiable up on request and on the
Nutrition & Healing http://www.wrightnewsletter.com/. Mais informações são encontradas nos enderêços:
American College for Advancement in Medicine http://www.acam.org/
American Academy of Enviromental Medicine http://www.aaem.com/
International College of Intergrative Medicine http://www.icimed.com/
Meridian Valley Laboratory http://www.meridianvalleylab.com/
Tahoma Clinic and Dispensary http://www.tahoma-clinic.com/

PRÓSTATA Chá de folhas de pião roxo. Não foi especificada a quantidade de folhas nem a dosagem
diária de ingestão do chá e nem o período de tratamento. Calcula-se, pela informação, que foram usadas
de 3 a 5 folhas por dia para fazer o chá e ingeridos de 1 a 1,5 litros do chá diariamente. Por ser uma planta
possivelmente tóxica, é recomendável evitar exageros tanto na quantidade de folhas quanto na dose
diária. Um senhor com mais de 70 anos, na Venezuela, que dependia de sonda para urinar, ficou
totalmente curado com este medicamento. Valdemar Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

ANTIBIÓTICO Açúcar em contato direto com ferida inflamada e exposta. É necessário que haja contato
entre o açúcar e a matéria inflamada onde estão os microrganismos. Osmose é a passagem de líquido
através da membrana celular dos microrganismos, é desta forma que eles se nutrem. O açúcar promove a
hiper-osmose nos microrganismos causadores da inflamação e eles não resistem a esta intensidade
osmótica. Usado por enfermeira em um hospital no sul do Brasil e pelo veterinário Plautino de Oliveira Laroque (IBAMA-RN) em
Roraima.

ANTIBIÓTICO Esta quantidade é a dose diária para adulto. Fazer no momento em que for ingerir este
antibiótico. A cura num caso de toxoplasmose ocorreu em 30 dias. 125 gramas de suco de limão, um
pedacinho de raiz de gengibre com casca, um pedacinho de cebola branca, um pedacinho de cebola roxa,
um pedacinho de rabanete com casca, um talo de cebola verde (cheiro verde), dois grãos de pimenta do
reino, três dentes de alho. Triturar em liquidificador e adicionar mel. Não comer carnes, repolho, feijão, frituras, café,
frutas ácidas e doces num mesmo dia. Tomar um copo d’água com limão por dia, comer muitas verduras cruas com azeite. É
recomendável que faça COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS. Receitado por gnóstico em Roraima.

PICADA DE COBRA Beber meio copo da seiva de bananeira. Usado por agricultores da Colônia do Apiaú (RR)
3

PICADA DE COBRA Colocar um pedaço pequeno de fel (vesícula) de paca em um copo de água, agitar
e beber a solução. Colocar um pedacinho deste fel umedecido sobre os furos da picada. Caso os furos
estiverem fechados, lavar o local até sair sangue ou secreção. O fel de paca umedecido retira espinhos
cravados profundamente quando colocado sobre o ferimento e também retira a “carne crescida” dos olhos
quando colocado no canto do olho, próximo ao nariz.

PICADA DE COBRA Retirar o fígado da cobra que picou, parti-lo ao meio e coloca-lo sobre os furos
deixados pela presa da cobra. Caso os furos estiverem fechados, lavar o local até sair sangue ou
secreção. Em seguida tomar um pouco do suco de palmito de açaí.

PICADA DE COBRA A suposição é que a descarga elétrica de alta voltagem e baixa amperagem
dissocia as moléculas do veneno. Ligar a extremidade de um fio à vela do motor de popa e a outra
extremidade colocar a 1 mm do furo da presa, ou encosta-lo no furo, e puxar a corda que dá partida ao
motor. Pode-se também usar um dos cabos de vela de um carro e ligar a chave de ignição.

PICADA DE COBRA Denominado pedra preta, este medicamento antiofídico é usado por indígenas da
Região de Pacaraima (RR) para picadas de cobra, escorpião e aranha.
Cortar o osso da coxa do boi ou vaca que não tenham idade avançada em pedaços de 2 a 4 cm
rachá-los no sentido longitudinal, ferver até sair o tutano e carne aderidos ao osso. Raspar a película que
envolve o osso e guardá-lo, em local seco e limpo exposto ao sol e ao ar livre por 20 a 30 dias, para secar.
Queimar então, estes pedaços de osso sobre brasas até tornarem-se vermelhos. Retirar do fogo e
enterrá-los na profundidade de uns 15 a 20 cm em terra argilosa, de preferência, até esfriar (cerca de 2
horas). Desenterrar e lixar até criar uma superfície lisa e desaparecer todas as partes brancas do osso. Ao
lixar ele se torna preto. Deve-se lixar até transformar estes pedaços de osso em chapas pequenas para
serem aplicadas com facilidade. O índio disse para lixar até se tornarem chapinhas de fácil aplicação.
Ferver durante 5 minutos e deixar secar ao ar livre ao sol. Guardar em pano limpo.
Teste para ver se está bom para uso:
Deve grudar na língua
Deve borbulhar ao imergir na água
Modo de usar:
Aplicar sobre os furos das presas. Caso estiverem fechados, lavar o local até sair sangue ou
secreção.
Não retirar a pedra; quando sugar todo o veneno ela desgruda sozinha.
Limpeza da pedra após o uso:
Lavar bem e ferver em água limpa por duas horas.
Deixar secar.
Testar na língua ou na água, ou em ambas, para verificar se ainda serve para uso.
Ferver em água limpa por 5 minutos.
Secar bem e guardá-la num pano limpo.
A pedra pode ser usada sempre desde que passe pelo teste da língua ou da água, de preferência os dois.
Ensinado pelo indígena Augustinho Alfredo Pereira da Silva da Reserva Indígena de São Marcos, Região de Pacaraima (RR)

PICADA DE COBRA Batata de samambaia ralada. Beber misturada em água.

PICADA DE COBRA Ingerir um punhado de excrementos frescos de minhoca (geralmente encontrados


nas margens de lagos e igarapés) e colocar um pouco deste excremento úmido em contato com os furos
da presa. Pode-se usar também um punhado de minhocas trituradas, adicionando-se leite para atenuar o
sabor. Este procedimento, usando excremento, foi visto pelo Sr. Otávio Ferreira, agricultor, que acompanhava um casal de
indígenas na Guiana Inglesa quando a índia foi picada por cascavel. O uso de minhocas também foi feito por um guia de excursões
ao Monte Roraima, chamado José, descendente de índios venezuelanos residentes em Santa Helena de Uairén, Venezuela, que as
triturou com um pouco de leite para que um turista pudesse ingerir tal medicamento.

PICADA DE COBRA Assar de 1 a 3 castanhas de caju e socá-las com uma colher de sopa de gergelim
preto extraindo dessa forma o sumo produzido. Misturar este sumo em um pouco de água e beber dessa
mistura. A quantidade de castanha de caju varia conforme o tamanho da pessoa. Foi eficaz contra os
venenos de jararaca e cascavel. Utilizam-se também folhas de graviola em substituição ao gergelim preto.
Relatado por um agricultor da Colônia do Cantá e por Dona Maria Fátima da vicinal 7 da Colônia do Roxinho, em julho de 2004.
Ambos usaram este medicamento.

PICADA DE COBRA Pingar algumas gotas de creolina em um copo d’água e beber. A quantidade,
segundo informação de uma pessoa que utilizou este medicamento, varia de 2 a 3 gotas. Edson Conrado
Alves, marceneiro naval habitante da comunidade Sacai no Baixo Rio Branco (RR) usa regularmente a
creolina e afirma que 10 gotas em 1 litro de água é a dose máxima que se pode tomar como vermicida.
4

Após tomar o medicamento um líquido escurecido pode ser excretado pelos dois furos da picada. O Sr.
Waldivino, picado por uma cobra não identificada bebeu, após algum tempo, uma solução feita de cinzas
colhidas no fogão de sua casa no campo e um pouco de creolina. Acredita que tenha tomado 10 gotas
misturadas em um copo d’água. É recomendável não exagerar a dose e usar gradativamente até a
eliminação dos sintomas. Tanto cinza quanto creolina são básicas. A suposição é que o veneno seja ácido
e a reação química entre os dois resulta em sal + água neutralizando imediatamente o veneno. Waldivino
Pereira de Oliveira, funcionário da EMBRAPA-RR.

LEISHIMANIOSE Açúcar em contato direto com ferida inflamada e exposta. É necessário que haja
contato do açúcar com a matéria inflamada onde estão os microrganismos. Osmose é a passagem de
líquido através da membrana celular dos microrganismos, é desta forma que eles se nutrem. O açúcar
promove a hiper-osmose nos microrganismos causadores da leishmaniose e eles não resistem a esta
intensidade osmótica. Usado por garimpeiros em Roraima.

LEISHIMANIOSE Colocar sobre a ferida a seiva do broto de embaúba. A cura é alcançada na


primeira aplicação. Otaviano Ferreira, caçador e agricultor (RR).

FERIDA INFLAMADA Feridas inflamadas, com pus, curam-se rapidamente colocando-se o açúcar em
contato direto com a ferida aberta.
Osmose é a passagem de líquido através da membrana celular dos microrganismos, é desta forma
que eles se nutrem. O açúcar promove a hiper-osmose nos microrganismos causadores da infecção e eles
não resistem a esta intensidade osmótica. Usado por enfermeira em um hospital no sul do Brasil e pelo veterinário Plautino
de Oliveira Laroque (IBAMA-RN) num cão em Roraima.

QUEIMADURA Colocar sob água corrente e fria a área queimada do corpo para que o calor da parte
queimada diminua evitando dessa forma um aprofundamento da queimadura. Depois disso colocar sobre a
área queimada clara de ovo levemente batida (para mais fácil aplicação). Tão logo inicie a secagem da
primeira aplicação repetir colocando mais clara de ovo. A clara contém colágeno e promoverá a
restauração dos tecidos evitando que fiquem marcas de queimaduras. Ensinado num Curso de Agente de Saúde
Comunitária. Ver BARRO

QUEIMADURA Colocar sob água corrente e fria a parte queimada do corpo para que haja troca térmica
suficiente promovendo a diminuição do calor na área queimada evitando dessa forma um aprofundamento
da queimadura. Depois, colocar sobre a área queimada, tomate esmigalhado. Evita que fiquem marcas de
queimadura. Usado por Francisco Medeiros Patico (IBAMA-PI)

ANTI-INFLAMATÓRIO BUCAL Bochechar solução feita de folhas novas de cajueiro socadas com um
pouco de água. Usado por Antonio Balderramas (IBAMA-PA)

CÁLCULO RENAL E NA VESÍCULA Ferver 3 folhas secas de embaúba em 3 litros de água até reduzir
a 1 litro. Coar e guardar em vidro na geladeira. Tomar uma xícara pequena de manhã em jejum e outra a
noite. A embaúba utilizada não tinha raízes aéreas e o lado inferior de suas folhas verdes é
esbranquiçado. Medicamento altamente eficaz e rápido na eliminação de cálculos renais e cálculos na
vesícula. Cálculos inflamados não são retirados com esse medicamento; para estes usar a Cana-de-
macaco, abaixo. Medicamento usado pelos indígenas de Roraima e do Receituário de indianos residentes na Venezuela.

CÁLCULO RENAL Água de coco com limão. Abrir um buraco no coco, pingar 3 gotas de limão e
deixar uma noite ao ar livre no sereno e beber de manhã em jejum. Repetir por sete dias seguidos. Valdemar
Craveiro dos Santos Filho, agricultor.

CÁLCULOS COM INFLAMAÇÃO NOS RINS E NA VESÍCULA Cana-da-Índia ou Cana-de-


macaco. Os macacos chupam esta cana cujos gomos ficam cobertos pela bainha das folhas. As folhas são
verde intenso, curtas e largas. O caldo desta cana é azedo quase como o vinagre. Retirar folhas e socar e
colocar num copo com água para extrair o suco. Beber um copo por dia. Após uma cirurgia para extração
de cálculos renais, desenganada por médicos, uma senhora de 60 anos e muitos cálculos inflamados nos
rins curou-se completamente. Expeliu todo pus e pedras dos rins. Uma senhora da vicinal do Paredão - Roraima

DEFICIÊNCIA VISUAL Pingar uma gota de mel de abelhas jataí ou jatí (Tetragonisca angustula Latraille)
todas as noites durante um longo tempo. No entanto, não há certeza se é o mel desta espécie de abelhas
que tem efeito medicinal ou o princípio ativo das flores de onde coletam o pólen ou o néctar.
No livro A criação de Abelhas Indígenas sem Ferrão, de Paulo Nogueira Neto, está escrito que
estas abelhas são as indígenas mais comuns, ocorrendo desde o Rio Grande do Sul até o México. Vivem
nas grandes e pequenas cidades, nas florestas, capoeiras, cerrados, em moirões de porteiras, ocos de
5

paredes de pedra, etc... A entrada da colméia é um tubo de cera esbranquiçada. Os potes de mel são
pequenos medindo 1,5 cm de altura e os favos de cria são horizontais ou helicoidais (em forma de hélice).
A própolis é altamente viscosa e pegajosa. O batume (parede de cera feita pelas abelhas) e a calefação
são feitos de cerume e própolis. As colônias são muito populosas e o mel extremamente saboroso. Há
registros de sérias intoxicações e até mortes devido à ingestão do mel que provavelmente foi produzido a
partir de alguma planta tóxica. Uso antigo no interior de Roraima e de conhecimento do Sr. Mundô, mateiro da Floresta
Nacional do Araripe, Crato-CE

COLUNA VERTEBRAL Partir um coco ainda novo em sete pedaços. Ferver estes pedaços em 1 litro de
água, esfriar e beber esta água em jejum. Medicamento receitado por um espírito.

COLUNA VERTEBRAL Comer um punhado de folhas cruas de ora-pro-nobis (Pareskia aculeata, Mill) em
jejum até que ocorra a cura. Medicamento receitado por um espírito.

COLUNA VERTEBRAL Ferver em meio copo de água 1 ou 2 folhas de alfavaca. Beber desta solução por
umas 3 vezes. Sr. Mundô, mateiro da Floresta Nacional do Araripe, Crato-CE.

COLUNA VERTEBRAL Quebrar em duas partes 7 giletes de aço de boa qualidade e coloca-las em 1 litro
de álcool bem fechado. Deixar em repouso durante 7 dias. Após este período usar, passando o álcool sem
esfregar, ao longo da coluna. Quem relatou viu efeitos positivos em pessoas com hérnia de disco e
inflamação nos nervos da coluna. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

COLUNA VERTEBRAL Retirar a gordura da tartaruga da Amazônia (Podocnemis expansa), transforma-la


em óleo, derretendo-a em fogo brando numa panela, e passa-lo massageando sobre a parte dolorida da
coluna. É mais eficaz se o óleo estiver morno. A pessoa que relatou sentiu significativa melhora após um
mês de aplicação e após três meses sentiu-se completamente curada.

FERROADA DE ARRAIA E MANDí (peixe) E CONTATOS COM LAGARTAS URTICANTES Dissolver


em água bastante Bicarbonato de Sódio e aplicar esta solução diretamente na parte afetada. Em ferida
causada por arraia esta solução pode ser aplicada através de uma seringa sem agulha que injetando o
líquido na ferida promove uma lavagem. Aquecendo a água ao dissolver o bicarbonato de sódio esta
solução terá maior poder de penetração tanto na pele (no caso de lagartas urticantes) quanto na ferida
causada por arraia. A suposição é que o veneno seja ácido e ao entrar em contato com uma substância
básica (bicarbonato de sódio, por exemplo) haverá uma reação química entre o veneno (ácido) e o
bicarbonato (básico) formando sal + água, neutralizando imediatamente o veneno. Usado por técnicos do Projeto
Quelônios da Amazônia (IBAMA-RR) no Baixo Rio Branco, em Roraima.

FERROADA DE ARRAIA Colocar em contato com a ferida causada por arraia a “pedra” encontrada
no interior da base dos chifres de veado. Usado antigamente por pescadores em Roraima. Edmilson, técnico do SENAI-RR
e filho de pescador.

PICADA DE ABELHA, LACRAIA, MARIMBONDO, ARANHA Pegar uma folha de cada três árvores
diferentes, mastigar bastante essas três folhas e coloca-las sobre a área da picada. Medicamento indígena da
Venezuela.

INFLAMAÇÃO NOS OLHOS Lavar o olho inflamado com leite materno ou água boricada. Caso a
inflamação persista pingar com freqüência um destes medicamentos no olho inflamado. O leite materno é
medicamento altamente eficaz. José Rodrigues de Carvalho brigadista IBAMA, Rui Rabelo da Silva IBAMA/Brasília, Felipe
Orlando Marron IBAMA/RR.

CORPO ESTRANHO NOS OLHOS Para retirar detritos que caem nos olhos, colocar uma semente de
alfavaca dentro da pálpebra, no canto do olho próximo da orelha. Esta semente irá locomover-se devido ao
movimento dos olhos, sem irrita-los, formando uma mucosa que, envolvendo os detritos, os arrastarão até
o canto do olho próximo ao nariz. Se houver inflamação, pingar nos olhos leite materno ou água boricada.
Valdemar Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

BARRO Do livro Nutrição Orientada - Dr. Durval Stockler de Lima


“O barro ou argila é um poderoso elemento curativo. Certa vez eu estava no campo trabalhando
nos preparativos para a construção de um hospital. Enquanto isso, um grupo de crianças se divertia num
campo próximo. De repente alguém pediu que eu corresse para socorrer um menino de 7 anos de idade
que, subindo numa árvore, bateu com a cabeça numa enorme casa de vespas (marimbondos, cabas). As
vespas haviam-no picado da cabeça aos pés. Quando cheguei onde estava deitado, ele já estava
6

inconsciente e com poucos sinais de vida. Eu sabia que a morte era questão de minutos. Alguém sugeriu
que o levasse à cidade, quase 20 quilômetros de distância. Ele nunca chegaria vivo lá.
Mandei dois homens cavarem rapidamente um buraco no chão e misturar um pouco de água na
terra. Imediatamente deitamos o menino no barro enterrando-o completamente inclusive, parte da cabeça
e do rosto deixando de fora apenas olhos, nariz e boca. Após 20 minutos ele abriu os olhos. Então lhe
ordenei que ficasse bem quieto. Deixamo-lo ali mais uns 30 minutos então ele me disse: já estou bom,
podem me tirar daqui. Após um banho ele saiu para brincar. Os sinais de picadas de vespas
desapareceram rapidamente, não houve nenhuma inflamação.
Tenho usado o barro para muita coisa. Para queimaduras não há coisa melhor; ninguém
precisaria levar pela vida as cicatrizes de queimaduras se tivesse usado o barro tão logo fosse queimado.
O barro não tem rival para a cura de inflamação dos ovários, útero e vagina e nos corrimentos de
várias origens quando usado em aplicações no baixo ventre e no vão das pernas envolvendo os órgãos
genitais; os resultados podem ser verificados em poucos dias. Deve ser usado nas inflamações do
estômago, fígado, intestinos, sinusites, pancadas, picadas de insetos e animais venenosos. Em
qualquer destes casos o barro ocupa sempre o primeiro lugar. O barro não oferece nenhum perigo no caso
de haver um tumor maligno em desenvolvimento sob a inflamação que está sendo tratada.
O barro é bom também em aplicações sobre os olhos para eliminar inflamações e irritações.
O barro tira a dor de pancadas ou de queimaduras no exato instante que o colocamos parte afetada. Não
há nenhuma outra coisa que tire a dor tão rapidamente. Ele é o mais precioso recurso da Natureza para
curar e aliviar os sofrimentos.”
Toda inflamação (doenças que terminam e ite como apendicite, sinusite, etc) tem aumento de
temperatura na área afetada. Fazendo com que a temperatura volte à normalidade elimina-se o estado de
doença. O uso do barro misturado em água fria e colocado sobre a barriga e cobrindo até a região da
bexiga e se possível as laterais próximas aos rins elimina rapidamente a febre causada pela malária
possibilitando que o organismo volte à temperatura normal. Também tem esta eficácia em apendicite e
hepatite. No caso de malária há que repetir o tratamento para a febre, pois para a eliminação do
organismo patogênico causador da malária é necessário fortalecer o organismo com nutrientes através da
COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS. Ver TRATAMENTO DA FEBRE INTERNA em FEBRE.

FEBRE Do livro Medicina Natural ao Alcance de Todos do autor Manuel Lezaeta Acharán
A febre no estômago e intestinos é a única e verdadeira doença que altera a saúde. Não existe
doença sem febre interna. No sistema digestivo está a origem e a manutenção do estado de febre que
caracteriza o doente, qualquer que seja o nome ou manifestação de sua doença.
Os alimentos indigestos, irritando a mucosa estomacal ou impondo-lhes um trabalho forçado
prolongado, despertam a reação nervosa e circulatória que eleva a temperatura do estômago e intestinos;
um processo inflamatório e congestivo que se chama febre. Os alimentos crus (frutas, verduras e legumes)
refrescam o sistema digestivo, mas os alimentos cozidos, especialmente de origem animal, exigem um
esforço maior do processo digestivo e elevam a temperatura do estômago e intestinos.
A febre mata porque altera e impossibilita a função digestiva normal, que só existe quando a
temperatura interna é de 37º C, e o conseqüente congestionamento dos órgãos vitais impede uma reação
orgânica contra a causa da doença.
Existe uma relação estável entre a atividade do coração e a temperatura interna do corpo; à
medida que a temperatura interna sobe (febre interna), proporcionalmente também se eleva o ritmo
cardíaco que se manifesta na pulsação. A febre externa (leve aquecimento da temperatura da pele) é
reação normal do processo de cura que o organismo desenvolve, mas a febre interna é característica de
anormalidade no funcionamento dos órgãos vitais.
Em estado de repouso um adulto deve ter 70 pulsações por minuto (admitindo-se uma variação
entre 65 a 75 pulsações por minuto) correspondentes a uma temperatura interna de 37ºC. Pulso abaixo de
70 pulsações revela debilidade nervosa causada por intoxicação intestinal alimentar, medicamentosa ou
por contatos com produtos químicos tóxicos.
Contam-se as pulsações colocando-se os dedos anular ou médio com leve pressão sobre a artéria
do pulso.

Quantidades normais de pulsações por minuto


Recém-nascidos 150
3 anos 100
14 anos 75
20 anos 70
Após 60 anos 80
7

Pulsações por minuto em adultos Febre interna (ºC)


80 37.5
90 38
100 39
110 39.5
120 40

TRATAMENTO DA FEBRE INTERNA


Combate-se a febre refrescando-se o interior do ventre e com alimentação de frutas e verduras
cruas, se houver fome. É melhor o jejum até que sinta fome.
A cataplasma de barro sobre o ventre ou, de modo mais eficiente, envolvendo todo o tronco do
doente é suficiente para eliminar o estado febril e restaurar a temperatura normal do organismo. Deve-se
aplicar esta cataplasma de barro seguidamente, trocando o barro quando esquentar, até que o organismo
supere a febre definitivamente.
Outra maneira mais eficaz de combater a febre alta é o banho de tronco, mantendo-o imerso em
água fria, entre 18 e 20ºC, durante 20 a 40 minutos. Deve-se repetir este banho cada vez que a pulsação
subir a 100 por minuto.
Com o uso da cataplasma de barro ou banho de troco em água fria, retira-se o calor dos órgãos
internos, paralisa-se as fermentações pútridas nos intestinos, descongestiona-se rins, fígado e baço,
regularizando os batimentos cardíacos e o funcionamento do sistema nervoso.
Para aplicar a cataplasma de barro coloca-se barro seco em uma bacia e acrescenta-se aos
poucos água fria, se possível gelada, misturando sempre até que fique com uma consistência grudenta,
mas não aguada. Espalhar esta massa de barro desde o baixo ventre até toda a barriga e nas laterais
envolvendo o fígado e o baço, numa espessura em torno de 2 cm. Quando o barro esquentar retira-lo e
colocar outra camada de barro novo. O barro tem que estar em contato direto com a pele. É melhor
peneirar o barro em malha fina para eliminar pequenas pedras. Usar um barro que não tenha resíduos de
defensivos agrícolas ou detritos orgânicos. Não se deve usar o barro da superfície, procurar retira-lo de
parte mais profunda do solo.

ARTRITE, ARTROSE, ARTERIOSCLEROSE, CÁLCULO RENAL, COÁGULOS DE SANGUE, DOR DE


CABEÇA, NERVOSISMO, DOENÇAS BRONCOPULMONARES E DO DIAFRAGMA, DOENÇAS DO
MIOCÁRDIO, DESOBSTRUÇÃO DOS VASOS SANGUÍNEOS, HIPERTENSÃO, ISQUEMIA,
PROBLEMAS DE METABOLISMO, SINUSITE, PARA RETIRAR EXCESSO DE GORDURA NOS
ÓRGÃOS INTERNOS, PARA EMAGRECER.
Este medicamento só pode ser tomado pela segunda vez após passados 5 anos do seu primeiro
uso. Observar sempre este intervalo de 5 anos entre as suas tomadas.Colocar em uma garrafa de vidro,
de preferência branco, 350 gramas de alho triturado e 250 ml de álcool de cereais. Fechar o vidro
totalmente para evitar a entrada de ar e coloca-lo ao ar livre, exposto ao tempo, durante 8 dias. Depois,
filtrar a solução em coador de pano e coloca-la na garrafa bem fechada por dois dias na geladeira. Após
estes dois dias na geladeira tomar o medicamento nas seguintes doses em gotas:

DIAS MANHÃ ALMOÇO JANTAR Este medicamento melhora dores na coluna


1 1 2 3 vertebral, degenerescência da coluna
2 4 5 6
3 7 8 9 vertebral, diabete, emagrecimento e,
4 10 11 12 principalmente, normaliza da taxa de
5 13 14 15 colesterol.
6 16 17 18
7 12 11 10
8 9 8 7
9 6 5 4
10 3 2 1
11 15 25 25
Continuar tomando 25 gotas antes de cada refeição até terminar todo o
medicamento

O consumo de vinagre é causa de cálculos renais (médico iridologista de João Pessoa – PB)

PRÓSTATA Primeiro desinflame a próstata bebendo durante 2 dias seguidos apenas a solução obtida
fervendo em 1,5 litros de água até reduzir a 1 litro, uma parte grossa triturada da raiz de urtiga.
Depois beber durante 3 dias seguidos apenas a água obtida colocando 3 caroços de manga
comum, maduras (sem a casca, apenas as amêndoas ou cotilédones inteiros) em 3 litros de água.
Acrescentar água na medida em que for bebendo e trocar as amêndoas por outras após 3 dias de uso.
Continuar até a cura. Receituário de indianos residentes na Venezuela.
8

TOSSE Usado também para problemas pulmonares e anemia. Colocar numa vasilha com água
cascas do fruto do jatobá, após retirar toda a polpa, e deixar de molho durante 1 dia. Beber desta água até
que o organismo volte à normalidade. Sr. Mundô, mateiro da Floresta Nacional do Araripe, Crato-CE.

DOENÇAS DA PELE Herpes, psoríase, verrugas, etc... Ferver a casca da raiz da janagúba (CE) em
água e passar sobre a pele afetada. Sr. Mundô, mateiro da Floresta Nacional do Araripe, Crato-CE.

COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS Do livro Nutrição Orientada – Dr. Durval Stockler de Lima.


Os fatores que causam doenças são os antibióticos, analgésicos, antiácidos, cigarro, bebidas
alcoólicas, o ácido oxálico existente no feijão e modificado pelo excesso de cozimento (feijoada) e
processamento industrial quando ingerido continuamente, o ácido oxálico existente nos produtos a base de
chocolate, os alimentos murchos e as frituras. Porém, a maior causa de doenças é a fermentação dos
alimentos no aparelho digestivo. Todos os distúrbios orgânicos em suas mais simples manifestações
têm como causa a fermentação dos alimentos no aparelho digestivo e a causa quase que exclusiva
dessas fermentações são as más combinações de alimentos.
Geralmente, não é o micróbio o grande responsável pela doença, mas a desnutrição das células
que as tornam incapazes de reagirem em defesa do organismo. Adelle Davis, uma das mais consideradas
nutricionistas, relata em um de seus livros uma notável experiência. Pesquisadores adubaram
cuidadosamente uma área somente com matéria orgânica onde plantaram capim adequado à pastagem.
Após algum tempo colocaram nesta área animais de diferentes espécies e depois de alguns meses
injetaram nestes animais doses maciças de micróbios virulentos. Uma e duas semanas depois analisaram
o sangue destes animais e não encontraram nenhum dos micróbios vivos que foram injetados nos animais.
Todos foram vencidos pelas defesas orgânicas fortalecidas pela alimentação saudável plantada em um
solo corretamente adubado. Para exemplificar como ocorre a fermentação suponhamos que nos
alimentemos, numa só refeição, de cereais e carne ao mesmo tempo. Os cereais, ricos em hidratos de
carbono, têm a sua digestão iniciada na mastigação sob a ação da ptialina. A carne, alimento que contém
proteínas, é predominantemente digerida no estômago sob a ação da pepsina do suco gástrico em
ambiente ácido. A ptialina e a pepsina são compostos diferentes que interagem quando liberadas juntas na
digestão. Dessa incompatibilidade entre as duas enzimas digestivas ocorre a fermentação dos alimentos
no aparelho digestivo. Os alimentos que fermentam depois de ingeridos perdem até mais de 80% de seus
nutrientes, daí a desnutrição e as diversas disfunções orgânicas causadas também pelas toxinas que são
produzidas pela fermentação do bolo alimentar. Para que não haja fermentação dos alimentos no sistema
digestivo e se obtenha o máximo de absorção de nutrientes dos alimentos, cada refeição só pode ter
apenas um grupo de combinação de alimentos.
GRUPOS COMBINAÇÕES DE ALIMENTOS
1 PROTEÍNAS + HORTALIÇAS + OLEAGINOSAS
2 CEREAIS + HORTALIÇAS + OLEAGINOSAS
3 TUBÉRCULOS FECULENTOS + HORTALIÇAS + OLEAGINOSAS
4 CEREAIS + FRUTAS DOCES + LEITE, IOGURTE OU COALHADA
5 FRUTAS ÁCIDAS + LEITE, IOGURTE OU COALHADA

PROTEÍNAS HORTALIÇAS OLEAGINOSAS CEREAIS TUBÉRCULOS FECULENTOS


Feijão Repolho Amendoim Arroz Batata doce
Carne Couve Castanha do Brasil Trigo Batata
Peixe Pepino Castanha de caju Aveia Macaxeira
Queijo Alface Gergelim Milho Cará
Ovo Caruru Azeitona Cevada Inhame
Soja Ervilha Centeio Taioba
Ora-pro-nobis1 Feijão de corda
Levedo de cerveja Feijão de vagem
Cenoura
Beterraba
Maxixe
Tomate
Agrião
Espinafre
Abóbora
Chuchu
Cubiu2

1
Pareskia aculeata Mill. Vegetal da família das cactáceas, de folhas suculentas, palatáveis, com 21,25% de proteína digestível
contendo, à exceção do triptofano, todos os aminoácidos essenciais em percentuais acima da Proteína Referência da FAO.
2
O Cubiu é um fruto da Amazônia com 2,25 mg% de vitamina B3 e contem licopeno, substância que reduz o colesterol e
triglicerídeos e combate a diabete. O cozimento libera o licopeno melhorando a sua assimilação pelo organismo.
9

Exemplo de combinação de alimentos

Manhã mingau de cereais


(grupo 4) leite desnatado
fruta doce

Cozinhar durante 1 hora os grãos de trigo e o arroz. Faltando 15 minutos, acrescentar a


aveia, mexendo sem parar. Guardar na geladeira e, ao comer, acrescentar o leite desnatado. Pode-se
aumentar o teor de fibras acrescentando farelo de trigo.

Almoço feijão
(grupo 1) carne cozida (pouca e sem tempero, melhor é substitui-la por peixe)
ovo cozido (levemente cozido)
couve crua (3 a 5 folhas)
legumes (levemente cozidos)
castanha do Brasil (3 ou 4 castanhas)
levedo de cerveja em pó (1 colher de sopa de levedo misturado em água)
gergelim branco (colocar na noite anterior uma colher de gergelim em um copo d’água)

Jantar iogurte (feito em casa)


(grupo 5) frutas (doces ou ácidas)

Evite comer carne de animais e aves, prefira peixes.


Não comer a parte central da cenoura nem talos de vegetais (couve, repolho) e nem a parte branca interna
do tomate e pimentão.
Não comer catchup, vinagre, mostarda, maionese, picles, etc...
Mastigar muito antes de engolir.
Não comer se estiver cansado ou irritado; tome um banho, descanse e depois coma.
Não se aborreça nem pense, ouça ou converse coisas desagradáveis ao alimentar-se.
O uso de azeite nas verduras dificulta o contato do alimento com o suco digestivo.
Açúcar, doces e refrigerantes causam fermentação e desmineralizam o organismo.
Os condimentos têm efeitos tóxicos além de causarem a hipertensão; a pimenta do reino tem efeito
semelhante à nicotina e afeta a fibra dos gânglios, a pimenta calabresa demonstrou ser a causa de vários
tipos de câncer na forma de tumores no fígado nas experiências em cobaias. A noz moscada contém
uma toxina capaz de causar coma e choque e, conforme a quantidade ingerida produz os mesmos efeitos
da maconha. A mostarda contém um óleo capaz de matar um boi se ele ingerir 2 a 4 gramas de mostarda
pura. O gengibre, se usado com freqüência, produz resultados semelhantes aos sintomas de usuários de
cocaína. O vinagre causa cálculos renais (médico iridologista de João Pessoa – PB).

FIBRAS ALIMENTARES Do livro Dieta para Salvar a Vida – Dr. David Reuben.
As fibras alimentares nos protegem de diversas doenças e disfunções orgânicas. Uma alimentação
corretamente equilibrada em fibras alimentares nos protege contra os distúrbios:
1. Câncer do cólon e do reto
2. Doenças cardíacas isquêmicas – principal causa dos ataques cardíacos
3. Doença diverticular do cólon
4. Apendicite
5. Flebite e conseqüentes coágulos sanguíneos nos pulmões
6. Obesidade
7. Hemorróidas
8. Varizes
9. Colesterol
10. Prisão-de-ventre
Os alimentos mais ricos em fibras são os cereais integrais. As industrias processam os cereais
retirando as fibras e comercializando-os na forma de farinhas ou grãos refinados. Antigamente, o pão era
feito da farinha de trigo integral; naqueles tempos a incidência das doenças relacionadas acima não era
grande. Há algumas décadas, com o uso de moinhos de aço e processos mais aprimorados de
transformação em farinha, a separação do farelo do grão de trigo é total dando como resultado uma
farinha refinada sem qualquer teor fibroso da qual são feitos pães, biscoitos, etc. Outros produtos como o
arroz e aveia também sofrem processo de refinamento sendo comercializados sem fibras ou, no caso da
aveia, com reduzido teor fibroso.A farinha refinada tem tão poucos elementos nutritivos que ela mal
consegue manter a vida de insetos. Para comprovar basta que se coloque juntos, um recipiente de farinha
integral e outro de farinha refinada e observar em qual deles os insetos mais se reproduzem. É por isso
10

que as industrias preferem a farinha refinada, pois um dos grandes problemas do comércio de farinha era
a perda relativamente alta de trigo integral armazenado, devida a insetos.
As fezes são o indicador exato da quantidade de fibras alimentares que ingerimos.

ALIMENTAÇÃO COM BAIXO TEOR FIBROSO ALIMENTAÇÃO COM ALTO TEOR FIBROSO

• volume fecal em torno de 200 g/dia • volume fecal em torno de 500 g/dia
• fezes endurecidas e comprimidas • fezes volumosas e macias
• odor fétido e putrefato das fezes • fezes quase sem mau cheiro
• o bolo fecal demora de 3 dias até 2 • o bolo fecal demora apenas 24 para
semanas para ser evacuado, havendo ser evacuado, não havendo prisão
portanto prisão de ventre de ventre

A prisão de ventre é conseqüência exclusiva da alimentação de baixo teor fibroso. O uso de


laxantes pode destruir os nervos que controlam o intestino grosso. Todos os pesquisadores de câncer
concordam que o câncer pode ser causado pelo fato das superfícies do corpo entrarem em contato com as
substâncias cancerígenas. Ultimamente, o cloreto de vinil como causa do câncer no fígado vem
recebendo muita publicidade. Muitos dos aditivos alimentares são comprovados ou supostamente
causadores de câncer em seres humanos. É sem dúvida preferível a antiga “lavagem do cólon” ou
“clisteres” ao uso de laxantes.

ALIMENTAÇÃO DE BAIXO TEOR FIBROSO

Estômago (onde atuam o ácido clorídrico e enzimas)

digestão lenta

Intestino delgado (aonde vão os ácidos biliares que provém do colesterol produzido pelo fígado)

chegada tardia ao cólon

Cólon (onde bactérias maléficas, bífidos e bacteróides, transformam os ácidos biliares em


substâncias cancerígenas que atuam nas paredes do cólon)

final do processo digestivo com longa permanência do bolo fecal no cólon

Evacuação retardada (caracterizada por pequena quantidade de fezes, endurecidas e fétidas e com
produtos da decomposição dos ácidos biliares)

ALIMENTAÇÃO DE ALTO TEOR FIBROSO

Estomago (onde atuam o ácido clorídrico e enzimas)

digestão rápida

Intestino delgado (aonde vão os ácidos biliares que provém do colesterol produzido pelo fígado)

chegada rápida ao cólon

Cólon (onde há predominância das bactérias benéficas lactobacilos e estreptococus)

final do processo digestivo com curta permanência do bolo fecal no cólon

Evacuação rápida (caracterizada pela ausência de mau cheiro, grande volume de fezes, macias, com
20% de bactérias e ácidos biliares intactos)

O fígado sintetiza o colesterol em grandes quantidades e há especialistas que acham que se


reduzirmos a quantidade de colesterol que ingerimos, estaremos obrigando o fígado a produzi-lo em maior
quantidade. De qualquer forma, o colesterol não é maléfico, é essencial para o funcionamento do corpo
humano. No entanto, quando a taxa de colesterol que circula no sangue sobe acima de digamos, 300% as
11

probabilidades de um ataque cardíaco aumentam drasticamente devido à formação de coágulos


sanguíneos nas artérias coronárias causados pelo excesso de colesterol no organismo. A alimentação rica
em fibras alimentares pode baixar eficientemente o colesterol no sangue aos níveis normais e dar uma
proteção notável contra ataques cardíacos. Vejamos como se dá esse processo.
Uma certa quantidade de colesterol, normalmente produzida pelo fígado, é convertida pelo corpo
em ácidos biliares que chegam ao cólon e são excretados através das fezes. Nos indivíduos que se
alimentam de baixo teor fibroso proliferam milhões de bactérias anti-bílis em seus cólons. Estas bactérias
decompõem os ácidos biliares em importantes tipos de substâncias entre as quais há compostos químicos
causadores de câncer e uma substância tóxica denominada litocolato que age especificamente sobre o
fígado reduzindo a conversão de colesterol em ácidos biliares. Portanto, como uma quantidade menor de
colesterol é convertida em ácidos biliares, o colesterol tende a acumular-se na corrente sanguínea e nas
artérias para o coração. O principal meio de livrar o organismo do colesterol indesejável é a sua
transformação em ácidos biliares e eliminação via cólon e evacuação. Esse mecanismo já foi comprovado
centenas de vezes tanto no homem quanto em experiências em animais.
Com uma alimentação de alto teor fibroso predominam outros tipos de bactérias no cólon,
bactérias que não atacam os ácidos biliares. Então, o colesterol é convertido em ácidos biliares pelo
fígado, que não sofre a ação do litocolato e, esses ácidos biliares excretados normalmente retratam o
quadro de normalidade funcional do sistema digestivo no que tange ao teor de fibras alimentares na
alimentação.
A diverticulose é a doença mais comum do cólon, isoladamente. Cerca de 40% dos americanos
acima de 40 anos são suas vítimas e quase 70% dos que têm mais de 70 anos sofrem de diverticulose.
Ela alcança proporções endêmicas na América do Norte e na Europa e provoca incríveis sofrimentos e
invalidez. Os sintomas da diverticulose são:
1. náuseas
2. azia
3. gases em excesso
4. inchação e dilatação do estômago
5. intensas dores abdominais
6. maior sensibilidade no reto
7. esvaziamento incompleto do reto
8. prisão de ventre
Não sabemos exatamente quantos milhões de pessoas sofrem de diverticulose porque muitos
casos nunca são diagnosticados. As vítimas gastam fortunas todos os anos em comprimidos antiácidos,
pílulas e líquidos que geralmente proporcionam algum alívio aos sintomas, mas permitem que a doença
progrida. Quase dois em cada dez casos de diverticulose evoluem até chegar a diverticulite, doença
inflamatória perigosa e potencialmente fatal que pode se apresentar com sintomas de dores constantes,
arrepios, febre, sangramento e perfuração do intestino.
Esta disfunção do cólon se forma da seguinte maneira: os produtos da digestão no intestino
delgado passam demoradamente pelo cólon quando a alimentação é pobre em fibras alimentares e, na
passagem, a água desta matéria fecal é absorvida continuamente pelas paredes do cólon transformando-a
em massa mais dura e seca. Com o decorrer do tempo, o cólon vai se tornando estreito e suas paredes
internas enfraquecidas devido ao lento fluxo da matéria fecal. Isso causa um grave aumento na pressão
interna do cólon e, devido à ação irritante desta matéria fecal endurecida e ressecada nas paredes
internas do cólon, ocorre a formação de bolhas semelhantes a pequenos balões de borracha. Depois que
a parede fina e elástica do cólon forma essas bolhas, nunca mais volta ao normal, o dano é permanente.
Então, ao contrário de cavidade grande e paredes lisas, a vítima de diverticulose fica com um tubo estreito
com muitos bolsões e intumescências em sua extensão. A digestão passa a ser profundamente perturbada
e os oito principais sintomas da doença diverticular tornam-se mais intensos.
O diagnóstico é feito facilmente tirando-se uma radiografia do intestino grosso (cólon). Vêem-se
claramente várias dessas bolsinhas salientes nas paredes do cólon. Às vezes um pedacinho de matéria
fecal endurecida pode tapar a passagem estreita por entre esses balões denominados tecnicamente de
divertículos ou então, a abertura que liga a bolsa do intestino delgado com o cólon pode obstruir-se; nesse
caso pode ocorrer inflamação, infecção e abscesso. Quando isto acontece instala-se a diverticulite, que é
a inflamação dos divertículos, e neste caso podem ocorrer dores intensas, hemorragia e até mesmo a
morte, sendo necessária a extração cirúrgica de parte do cólon.
Cientes que a extração de parte do intestino não resolvia o problema, os médicos dedicaram-se a
pesquisar e descobriram que a incidência da diverticulose nos países onde se consumiam alimentos de
baixo teor fibroso era bastante alta e nos países onde a alimentação era de elevado teor fibroso, como na
área rural africana, a ocorrência de diverticulose era quase nula. Daí os médicos passaram a prescrever
alimentação de alto teor fibroso obtendo assim excelentes resultados.
12

A diverticulose leva em torno de uns 40 anos para lesar a parede intestinal. O momento ideal para
evitarmos seus estragos irreversíveis é na infância. Os principais alimentos, consumidos pelas crianças,
que causam diverticulose são:
1. pão branco (de farinha refinada)
2. cereais açucarados de baixo teor fibroso
3. refrigerantes, que contém muito açúcar
4. hamburgues, pizzas, cachorro-quente, sorvetes e doces
Muito antes de aparecerem os sintomas da diverticulose, o sintoma imediato da falta de fibras
alimentares nas refeições é o odor fétido nas fezes e a prisão de ventre; mais tarde aparecem
hemorróidas e varizes.
Outra conseqüência da alimentação de baixo teor fibroso, especialmente desastrosa para crianças
e pessoas com menos de 40 anos, é a apendicite. A apendicite é a emergência abdominal número 1 nos
Estados Unidos e ocorre da seguinte forma: a qualquer hora do dia ou da noite o apêndice enche-se de
fluido, fica quente e vermelho devido ao congestionamento e, a não ser que seja realizada uma operação
3
imediata, pode romper-se espalhando as fezes líquidas do intestino delgado por toda a cavidade
abdominal resultando numa peritonite aguda, potencialmente fatal.
Estudos revelam que antes de 1880 a apendicite era uma doença rara, só aparecendo em grande
escala mais tarde com o aumento do consumo de farinha refinada. Não é coincidência que indivíduos que
tenham apendicite também tenham uma tendência maior de, mais tarde, vir a contrair câncer no cólon. O
cólon absorve continuamente uma grande variedade de poderosos agentes químicos das fezes; quanto
mais tempo as fezes permanecerem no cólon maiores são as probabilidades de ocorrerem graves
conseqüências.
O mecanismo exato que provoca apendicite não está bem claro, mas bem poderia ser explicado
assim: sob a influência de uma alimentação de baixo teor fibroso, todo o sistema digestivo trabalha em
ritmo mais lento. A comida demora em sua lenta marcha através dos intestinos e, à medida que as horas
vão passando, mais água vai sendo absorvida da massa alimentar; isso predispõe a formação de fecalitos,
pedrinhas duras de matéria fecal. Enquanto a matéria fecal passa lentamente através dos intestinos, uma
dessas pequenas pedras pode cair na abertura do apêndice e tapa-la. Às vezes o intestino estagnado
oferece condições para que as bactérias se multipliquem e a inflamação resultante fecha a abertura do
apêndice. A pressão dentro do apêndice aumenta distendendo a sua parede, que já é fina, tornando-o
vulnerável às bactérias ocorrendo então a infecção e conseqüente inflamação.
A prisão de ventre ou produção de fezes duras, comprimidas e fétidas evacuadas a intervalos
superiores a 24 horas, conserva as substâncias perigosas existentes nas fezes por muito mais tempo que
o normal, ocasionando deposição de resíduos fecais tóxicos endurecidos firmemente grudados nas dobras
da parede interna do cólon. A prisão de ventre é quase impossível se a alimentação costumeira tiver um
teor adequado de fibras alimentares. Eis como funciona o processo da fibra alimentar: ela é constituída de
três componentes básicos, a lignina, a celulose e a hemicelulose. Estes componentes são exclusivos das
fibras vegetais; nenhum alimento de origem animal contém estes componentes. Havendo suficiente
quantidade de fibras nas refeições essas substâncias trabalham em conjunto no intestino para que haja
evacuação rápida e fácil. As bactérias do cólon ao agirem sobre estas fibras promovem a formação de um
grupo de “ácidos gordurosos”: os ácidos acético, butírico e propiônico, que são laxantes naturais. Este
efeito laxante natural parece ser equilibrado pela lignina evitando dessa forma uma diarréia.
O teor fibroso também age sobre a constipação intestinal de duas outras maneiras: primeiro
aumenta o volume da evacuação de modo que os fecalóides estimulados pela ação muscular dos
intestinos vão sendo empurrados para frente. Isto é explicado, em parte, pela capacidade que tem cada
grama de fibra alimentar em aumentar o volume da evacuação em até 20 vezes, pois as fibras absorvem,
durante o preparo do alimento, considerável quantidade de água e ainda absorvem mais líquidos no
intestino delgado. Portanto, quando tal bolo fecal passa pelo cólon, dispõe de líquido suficiente para ser
extraído pelo cólon sem que haja ressecamento e conseqüente endurecimento das fezes.
Um dos efeitos colaterais mais comuns da prisão de ventre são as hemorróidas.
A finalidade das veias no aparelho circulatório é fazer voltar ao coração o sangue das diversas
partes do corpo. Numa alimentação de baixo teor fibroso, as fezes secas e endurecidas que se juntam dia
após dia no cólon são impelidas para fora e com isso comprimem as veias grandes das imediações. Esta
pressão age como uma represa impedindo que o sangue flua normalmente nas veias anais e retais,
provocando uma tremenda pressão interna nas veias. Daí resultam veias inchadas, inflamadas e nodosas
denominadas hemorróidas. A pressão dentro da veia cava já foi medida em até 300 a 400 mm Hg, cerca
de 250 a 350% mais alta que a pressão sanguínea sistólica normal. Esta pressão é transmitida

3
O uso de cataplasmas de barro com água fria (ver BARRO e FEBRE) aplicadas continuamente sobre a região do apêndice pode
reverter a inflamação fazendo o apêndice voltar à normalidade ou, no mínimo, proporcionar maior tempo para que haja atendimento
cirúrgico antes que a parede do apêndice se rompa.
13

diretamente às veias anais e retais fazendo-as incharem, enfraquecendo suas paredes e produzir
hemorróidas permanentes.
Hemorróidas são varizes nas veias do ânus e podem ser internas ou externas. As externas podem
ser vistas e são pequenos caroços ou pontas arroxeadas em torno do orifício anal que incham devido à
pressão causada pela evacuação. Às vezes formam-se coágulos de sangue dentro dessas veias
distendidas e então as hemorróidas tornam-se sensíveis e dolorosas. A fina camada de pele sobre a
hemorróida pode ulcerar-se e sangrar em cada evacuação.
As hemorróidas internas afetam as veias que estão mais acima no canal anal e por serem mais
extensas que as veias externas elas podem causar um considerável sangramento. Embora a quantidade
de sangue que se perde com o sangramento das hemorróidas raramente seja grande, ele pode mascarar
o sangramento ocasionado pelo câncer do cólon e do reto fazendo com que o doente atribua o fato às
hemorróidas.
Uma alimentação de alto teor fibroso pode impedir o sangramento, aliviar a pressão dentro das
veias dilatadas e deformadas e impedir a formação de novas hemorróidas.
Outro distúrbio que pode ter a mesma causa básica das hemorróidas são as varizes, que podem
causar inchação, câimbras musculares, tensão e dor. De vez em quando provocam a exsudação e úlceras
na pele, mas, pior que isso, as varizes podem progredir em seu estado de disfunção orgânica chegando a
provocar a embolia pulmonar, que é fatal.
O sangue que alimenta as pernas e os pés é levado para cima, de retorno ao coração, por meio de
engenhoso mecanismo conhecido como “bomba muscular”. Encaixado nas veias há um sistema de
válvulas, como diques de um canal e, cada vez que o sangue é impelido para cima pelo exercício dos
músculos, ele não desce devido a estas válvulas. Se elas forem destruídas o sangue não é impulsionado
naturalmente para cima, fica estagnado e começam a surgir os sintomas das varizes.
Até pouco tempo atribuía-se o aparecimento de varizes a causas vagas como, por exemplo, ficar
de pé por longo tempo seguido. Mas entre as pessoas que tem uma alimentação de alto teor fibroso,
menos de 0,1% sofrem de varizes embora, conforme dados estatísticos, quase 100% destas pessoas
permaneçam em pé por longos períodos.
A evolução das varizes é a seguinte: a estagnação do sangue devido à má circulação forma dentro
da veia um coágulo sanguíneo, ou flebotrombose, que com o tempo adquire um prolongamento que pode
prender-se às paredes dos vasos sanguíneos inflamando-os. Ocorre então a flebite, um processo
inflamatório cujos sintomas são fortes dores, inchação e hipersensibilidade. Pode acontecer que,
repentinamente, este coágulo preso à veia pode romper-se e ser conduzido para cima passando por veias
cada vez mais largas até chegar aos pulmões obstruindo então as artérias pulmonares causando um
colapso circulatório, parada do coração e morte. A isto denomina-se embolia pulmonar.
A obesidade afeta a saúde de duas maneiras: torna a pessoa mais vulnerável a doenças
potencialmente fatais como diabete, ataques cardíacos, pressão alta e embolia pulmonar e também
provoca uma taxa de mortalidade consideravelmente mais alta em casos de diabete, inflamação nos
rins, cirrose hepática, moléstia da vesícula biliar, apendicite e complicações pós-operatórias. Além
disso, as pessoas obesas tem maior tendência à artrites, varizes e complicações na gravidez.
Pesquisadores, ao estudarem a influência das fibras alimentares na alimentação, chegaram as
seguintes conclusões:
1. Quase todos os obesos ficaram assim devido à alimentação de baixo teor fibroso onde constava
açúcar e produtos de farinha branca refinados.
2. Muitos pacientes, embora adotem dieta de baixa caloria não conseguem emagrecer chegando até
a engordar; isto é um fato observado por médicos.
3. Em todo mundo há pessoas que consomem alimentos de alta caloria sem que se tornem obesos,
entre estas, os vegetarianos rigorosos e os africanos e asiáticos rurais.
4. Antes de 1770, na Europa, a obesidade era rara.

Depois de estudarem cuidadosamente milhares de hábitos alimentares individuais os


pesquisadores chegaram às seguintes conclusões:
1. Em razão de ser extremamente apetitosa (rica em açúcar e farinha refinados) a alimentação de
baixo teor fibroso praticamente obriga a um consumo exagerado tornando a obesidade quase
inevitável.
2. O tratamento típico da obesidade é prescrever ao paciente uma dieta pobre em calorias. No
entanto, depois de um emagrecimento inicial, muitos não conseguem mais perder peso. Esse tipo
de dieta, quase sempre pobre em fibras, causa prisão de ventre o que evidencia que o sistema
digestivo está sendo prejudicado em seu funcionamento normal.
3. A obesidade é rara entre os vegetarianos rigorosos que só se alimentam de frutas, nozes,
verduras, legumes e cereais integrais abstendo-se até de leite e ovos. Os africanos e asiáticos
rurais chegam a ingerir até 3.000 calorias diárias, mas, como sua alimentação, tal como a dos
vegetarianos, é de alto teor fibroso, quase nunca se tornam obesos.
14

4. Na Europa, antes de 1770, uma alimentação de farinha refinada era cara e só acessível aos ricos.
Os pobres alimentavam-se de produtos de cereais integrais, ricos em calorias e fibras, e não eram
obesos.

Outra dieta condenada pela Associação Médica Americana, por ser anormal e perigosa, é a dieta
pobre em carboidratos. Os defensores desta dieta recomendam apenas 30 gramas de carboidratos/dia,
mas não sabem explicar porque os africanos consomem até 3.000 calorias/dia e 600 gramas de
carboidratos/dia e não se tornam obesos.
Os indivíduos com tendência à obesidade têm, muitas vezes, uma reação de satisfação retardada
isto é, podem consumir grandes quantidades de alimentos antes de receberem do seu centro de controle
do apetite o sinal de que não estão mais com fome. O inverso acontece quando se alimenta com alto teor
fibroso. Os que têm tendência à obesidade consomem seu alimento mais depressa mastigando
superficialmente e tem preferência por comidas que contém mais calorias e pouco volume. Os alimentos
fibrosos são mais difíceis de se comer, são mais volumosos e, à medida que são mastigados é produzida
grande quantidade de saliva e suco gástrico que se misturam com a comida no estômago aumentando o
volume das fibras por absorção no bolo alimentar, produzindo rápida e duradoura sensação de saciedade.
Existem algumas provas convincentes, embora não conclusivas, de que uma alimentação
abundante em fibras reduz a capacidade que tem o intestino delgado de absorver calorias. Já ficou
bastante provado que as pessoas que consomem alimentos de alto teor fibroso eliminam mais gordura na
evacuação que outras que se alimentam com baixo teor fibroso. Alimentação rica em fibras evita
totalmente a prisão de ventre, disfunção que ocorre em todas as pessoas que fazem dieta para emagrecer.
O excesso de gordura de quem passa a se alimentar com alto teor fibroso desaparecerá aos
poucos, a quantidade de gordura e ácidos gordurosos que serão eliminados nas evacuações aumentará
sensivelmente e o nível de lipídeos (gordura) no sangue será mais baixo.
Tabela de alimentos e suas quantidades de fibras (gramas de fibras/100 gramas de alimento).
Universidade Federal Fluminense. A linhaça foi pesquisada pela Universidade Estadual de Campinas.

Farelo de trigo cru 39,45


Farinha de mandioca torrada 9,78
Arroz integral cozido 4,32
Arroz parbolizado cozido 2,54
Aveia em flocos crua 6,42
Aveia em flocos cozida por 3 min 1,53
Farinha de aveia crua 10,49
Farinha de aveia cozida 2,07
Farinha de centeio crua 18,27
Fibra de trigo crua 31,34
Flocos de milho 8,90
Flocos de trigo 10,77
Flocos de arroz 7,27
Germe de milho desengordurado cru 23,36
Germe de trigo 16,20
Pipoca 17,79
Trigo de quibe 17,58
Batata baroa cozida por 20 min 4,80
Batata doce cozida por 20 min 4,20
Cará cozido por 20 min 4,99
Cogumelo em conserva 4,53
Couve de Bruxelas cozida por 15 min 4,47
Mandioca cozida por 20 min 4,41
Mandioca frita por 10 min 8,56
Feijão comum branco cozido por 30 min 5,80
Feijão comum carioca cozido por 30 min 7,22
Feijão comum preto cozido por 30 min 6,38
Feijão macassar cozido por 30 min 6,22
Feijão olho-de-pomba cozido por 30 min 7,10
Grão de bico cozido por 30 min 5,21
Lentilha cozida por 30 min 7,26
Abacate variedade Fortuna 3,22
Banana d’água 3,29
Banana da terra cozida por 10 min 5,01
Banana da terra frita por 3 min 8,63
Banana da terra assada por 25 min 4,97
Caqui variedade Rama Forte com casca 4,98
Caqui variedade Rama Forte sem casca 3,94
Goiaba branca 6,63
Goiaba vermelha 5,93
Jatobá (fruto de árvore da Amazônia) 37,96
15

Laranja variedade Terra Albedo 10,15 Ver LINHAÇA na


Linhaça (sementes) 33,5 página 71
Pêra variedade William com casca 4,01
Pêra variedade William sem casca 2,53
Amêndoa 12,71
Avelã 8,34
Azeitona variedade Portuguesa 5,51
Coco 7,81
Noz 5,18

MAGNÉSIO O magnésio está em maior quantidade nos ossos e nos líquidos do interior das células do
corpo humano, é um mineral essencial à manutenção da saúde, necessário em todos os principais
processos biológicos, inclusive o metabolismo da glicose, a produção de energia celular e a síntese de
ácidos nucléicos e proteínas. Importante também para a estabilidade elétrica das células, manutenção da
integridade das membranas celulares, contração muscular, condutibilidade nervosa e controle do tônus
vascular. Biologicamente, está em íntima associação com o cálcio. Embora na síntese de ácidos nucléicos
e proteínas, onde o magnésio é importante e o cálcio lhe seja antagônico, tanto o magnésio quanto o
cálcio atuam juntos na produção do cristal de energia biológica, o trifosfato de adenosina. O magnésio
parece regular a entrada de cálcio nas células para ativar as funções vitais como os batimentos cardíacos.
A deficiência de magnésio é caracterizada por perda de apetite, náuseas, diarréia, vômitos,
confusão, tremores, perda de coordenação, disritmias cardíacas e, ocasionalmente, convulsões
fatais. A deficiência de magnésio por vezes é associada a deficiências simultâneas de cálcio e potássio.
Os que mais necessitam de magnésio são os idosos, pessoas em dietas de baixas calorias,
diabéticos, pessoas que tomam diuréticos e preparados digitálicos, consumidores de bebidas
alcoólicas, gestantes e pessoas que praticam exercícios regulares e pesados. A suplementação de
magnésio pode proteger contra a isquemia cardíaca (ausência de oxigenação do músculo cardíaco
causada por espasmo ou estreitamento e obstrução das artérias que levam sangue ao coração).
O magnésio protege contra doenças cardiovasculares e é útil no tratamento da hipertensão, é
benéfico no tratamento da tensão pré-menstrual, ajuda no combate ao complexo problema da
depressão, eficaz no tratamento de convulsões em gestantes e impede o parto prematuro, benéfico
no tratamento de doenças nervosas e neuromusculares, eficaz no tratamento da diarréia, vômitos e
indigestão.
Doses diárias recomendadas: 350 mg de magnésio para homens e 280 mg para mulheres.
Recomendam-se doses adicionais de 40 e 60 a 75 mg para gestantes e lactantes, respectivamente.
Vegetais verdes e alimentos do mar são fontes naturais de magnésio.
Efeitos tóxicos: o magnésio não deve ser administrado em pessoas com comprometimento renal
grave nem em pessoas que apresentam alto grau de bloqueio atrioventricular ou bloqueio bifascicular,
pois, nesses casos, pode reduzir a freqüência cardíaca e levar à depressão da função neuromuscular e até
à depressão respiratória. (A Enciclopédia de Vitaminas e Minerais – Dr. Sheldon Saul Hendler)
Pesquisas realizadas nos Estados Unidos permitiram constatar que, em 40 pessoas mortas por
problemas cardíacos, a concentração de magnésio em seu tecido cardíaco era 22% inferior a do tecido
cardíaco de pessoas que faleceram em conseqüência de acidentes. O magnésio desempenha um papel
importante na contração e relaxamento dos músculos e na defesa orgânica realizada pelos glóbulos
brancos do sangue. Em decorrência dos trabalhos do Dr. Delbet, do Dr. Neveu e do Professor Raymond
Lautié, o tratamento pelo cloreto de magnésio é freqüentemente aconselhado para afecções bem diversas,
desde a poliomielite até problemas de nutrição.
Obstrução das artérias – o colesterol é o principal constituinte dos depósitos de matérias
gordurosas no interior da parede das artérias. A obstrução das artérias é progressiva e inúmeras formas
de doenças cardíacas estão relacionadas aos depósitos de colesterol. A interrupção da circulação é,
geralmente, causada por coágulos sanguíneos denominados trombos, formados por glóbulos vermelhos
danificados pelo estreitamento das artérias.
As deposições de colesterol que se formam nas artérias atraem o cálcio que endurece as artérias
(arteriosclerose); quando isto ocorre na parte interna das artérias denomina-se arteriosclerose da parte
íntima, doença mais grave que a arteriosclerose da parte exterior.
A taxa de colesterol sanguíneo pode ser reduzida mesmo tendo-se uma alimentação rica em
colesterol. Os alimentos ricos em colesterol também contêm lecitina que contribui para dissolver os
perigosos depósitos de colesterol, ajudando o organismo a utilizá-lo impedindo que se deposite nas
paredes das artérias. (Dr. Roger J. Williams)
Devemos tirar das pessoas essa idéia perigosa de que é possível evitar doenças cardíacas
deixando de comer alguns alimentos como ovo, manteiga e leite. Essa idéia simplista é inteiramente falsa.
(Professor Linus Pauling)
Quando se produz uma carência de ácidos gordurosos não saturados (exclusivos dos alimentos
vegetais) aparece um desequilíbrio na solubilidade do colesterol, que ameaça depositar-se na parede dos
16

vasos sanguíneos. O magnésio contido nas frutas e especialmente nos legumes verdes protege as artérias
contra a arteriosclerose.
O endurecimento dos vasos sanguíneos tem uma relação certa com uma irrigação insuficiente e
de sangue pouco oxigenado (referindo ao uso do tabaco). As pessoas que exercem atividade física
(exercícios) raramente estão sujeitas à arteriosclerose.
O magnésio é um complemento importante nos casos de hipertensão arterial. Sua concentração
normal por litro de sangue é 0,024 gr, no entanto eleva-se a 0,032 gr na hipertensão arterial. O Professor
Lautié atribui esse efeito a uma tentativa do organismo para destruir os lipídeos em excesso através da
desidratação dos ácidos gordurosos realizada pelo efeito catalisador do magnésio. Aconselha também a
suplementação com 1 ou 2 gramas de cloreto de magnésio por dia, ingeridos com suco de frutas de
manhã em jejum.

Tratamento de doenças circulatórias


Solução de cloreto de magnésio: 20 gramas de cloreto de magnésio em 1 litro de água
Doses para adultos e crianças acima de 5 anos: 1 copo da solução de 6 em 6 horas durante 48
horas, em seguida tomar apenas 1 copo (125 ml) da solução de 12 em 12 horas de acordo com o estado
do paciente.
Dose para adultos e crianças acima de 5 anos em casos muito graves: é conveniente iniciar as
doses em intervalos de 2 ou 3 horas.
Dose para crianças com menos de 5 anos: 100 ml para crianças de 4 anos, 80 ml para crianças de
3 anos e 60 ml para crianças de 2 anos, todas estas doses ministradas conforme os intervalos acima
referidos.
Este tratamento deve ser adotado desde os primeiros sintomas da doença.
Tratamento da hipertensão arterial (pressão alta)
Solução de 16 gramas de cloreto de magnésio em 1 litro de água
Dose de manutenção orgânica (preventiva): 50 ml por dia
(Tratamentos Naturais das Doenças Circulatórias – Dr. A. Passebeq)

O Padre Breno J. Schorr, professor de Química, Física e Biologia do Colégio Catarinense


recomenda o uso de cloreto de magnésio para reumatismo, bico de papagaio, dores no nervo ciático,
dores nas articulações, artrose, próstata, rigidez muscular, câimbras, endurecimento das artérias
(arteriosclerose), tremedeira nos membros, prevenção do câncer, dores nas pernas quadris e
braços e dores na coluna.
Solução: 30 gramas de cloreto de magnésio em 1 litro d’água
Dose para adultos: uma xícara pequena de manhã, ao meio-dia e à noite para problemas na
próstata. Para as demais doenças mencionadas tomar uma xícara pequena de manhã e outra ao meio-dia.
_________________________________________
20 ou 30 gramas de cloreto de magnésio, dependendo da maior ou menor hidratação deste sal, equivalem a 2 colheres de sopa
rasas.
_________________________________________
MgCl2 . 6 H2O (cloreto de magnésio hexa-hidratado devido a absorção da umidade atmosférica)
Pesos atômicos Mg = 24,30 Cl = 35,45 O = 16 H = 1

Mg + Cl2 + 6 H2O = MgCl2 . 6 H2O

24,30 + 70,9 + 108 = 203,2

203,2 gr de MgCl2 .6 H2O ______ 95,2 gr de MgCl2


x gr de MgCl2 . 6 H2O ------------------ 20,0 gr de MgCl2

x gr de MgCl2 . 6 H2O = 42,7 gr

Portanto, ao pesar o cloreto de magnésio úmido a solução deve ser feita com a quantidade de 42,7 gr de
MgCl2 . 6 H2O em 1 litro de água, quantidade que tem apenas 20 gr de MgCl2 pois as outras 22,7 gramas
é o peso da água.

ENXAQUECA Tomar uma colher pequena de guaraná em pó dissolvida em um copo d’água de manhã e
à noite.

SINUSITE Tomar chá de casca de abacaxi. A bromelina, enzima contida no abacaxi, dissolve
a mucosidade das fossas nasais. Lavar bem a casca do abacaxi, escovando-a com pouco de sabão antes
de descascá-la, para retirar possíveis resíduos de inseticida ou detritos orgânicos.

HIPERTENSÃO ARTERIAL Deixar 10 grãos de bico em um copo com água de um dia para outro. Retirar
a película que envolve os grãos e come-los mastigando-os bastante e, em seguida, beber a água em que
17

ficaram de molho. Repetir diariamente durante 15 dias seguidos. Interromper este tratamento durante uma
semana e em seguida tornar a utiliza-lo por mais 15 dias seguidos. Durante o tratamento beber bastante
água e comer banana ou melão para nutrir o organismo com potássio. Medicamento japonês.

VITAMINA C A carência de vitamina C pode causar hemorragia interna. O ácido oxálico orgânico
transforma-se em vitamina C durante o processo de digestão. O cozimento transforma o ácido oxálico em
4
matéria inorgânica que, juntando-se ao cálcio irá formar matéria oxálico-calcárea causando calcificação
que ocasionará cálculo renal nos rins, arteriosclerose nas artérias, artrose nas articulações e
reumatismo nos músculos. O consumo de vinagre é causa de cálculos renais (médico iridologista de João Pessoa – PB)
A carência de vitamina C causa sangramento nas gengivas, enfraquecimento
dos dentes, hemorragias, anemia, dor nas extremidades do corpo, compromete a formação de
colágeno, da osteóide (matriz óssea orgânica) e do cimento intercelular. Provoca dessa forma uma
deficiência nas cicatrizações e enfraquecimento dos ossos e das paredes dos vasos capilares. É
uma vitamina indispensável às diversas reações metabólicas do organismo. Há indícios de que a vitamina
C esteja relacionada com a capacidade mental; Kubala e Kartz, em 1960, relataram que aumentando a
taxa de ácido ascórbico no plasma, o quociente de inteligência subiu em média 3,6 em 50% dos 351
estudantes pré-escolares e universitários testados.
Efeitos básicos da vitamina C
1. importante no crescimento dos dentes
2. importante na resistência das paredes dos vasos capilares
3. importante para os tecidos da pele
4. importante na resistência orgânica aos microrganismos patogênicos
5. estimula a ação do oxigênio no metabolismo
6. controla a pressão sanguínea
7. estimula a secreção de vários hormônios
8. essencial na formação de colágeno
9. fortalece o funcionamento dos glomos5

A dose diária recomendada de vitamina C é em torno de 30 mg. A vitamina C é


eliminada em grandes quantidades durante a febre ou na transpiração, nessas ocasiões deve ser reposta
mais freqüentemente.
A ingestão de vitamina C através de produtos industrializados não tem bons
resultados. Em testes de urina detectou-se que após 2 ou 3 horas, de 50 mg de vitamina C injetados,
apenas 5 mg ficaram retidos no organismo; a excreção foi quase completa. A melhor maneira de ingerir
vitamina C é através da alimentação com verduras cruas e frutas.
(ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum)

Resultados obtidos com um mesmo método de análise em frutas de uma mesma área nos campos
experimentais do INPA e da EMBRAPA em Manaus – AM. A quantidade de vitamina C é expressa em
miligramas de vitamina C em 100 gramas de polpa da fruta.

Abacate 10,2
Abacaxi 27,2
Abio 13,2
Açaí 9,0
Buriti 20,6
Cupuaçú 26,5
Manga espada 36,3 O caçarí (também denominado camú-camú) é a única
Laranja 40,9 fruta cuja vitamina C não é oxidada quando em contato
Goiaba vermelha 45,6 com o ar. Pode ser congelada por até 2 anos que o teor
Goiaba branca 60,0 de vitamina C permanece inalterado.
Caju 219,7
Acerola 1.790,0
Caçarí 2.880,0

4
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS
5
Glomo é um aglomerado de minúsculas veias e artérias que existe em vários órgãos e na pele, especialmente nas dermes das
extremidades. É uma anastomose arteriovenosa especializada ou, um órgão neuromioarterial. É um desvio pelo qual o sangue passa
da artéria diretamente para a veia sem passar pelos capilares.
18

ANTI-INFLAMATÓRIO Ingerir 2 a 3 gotas de óleo de copaíba (Copaífera sp) por dia, misturadas em água,
durante 3 a 5 dias. Em caso de blenorragia (gonorréia) a cura ocorreu com a ingestão de 3 gotas de óleo
de copaíba por dia durante 3 dias.

LIMPEZA DO PULMAO Ferver em 5 litros de água até reduzir a 1 litro, 15 brotos de embaúba, meio quilo
de rapadura preta, 7 folhas de folha santa (saião ou língua de pirarucu), 7 folhas de malva grossa, 7
cravinhos da Índia e meio caroço ralado de noz moscada. Esfriar e adicionar 250 ml de mel de abelhas.
Dose: 2 colheres de sopa de manhã, em jejum, e 1 colher de sopa à noite. Receituário de indianos residentes na
Venezuela.

AMEBA E GIARDIA Ingerir 80 a 100 mg por dia, durante 5 dias, de folhas de hortelã. 80 a 100 mg
equivalem a 50 folhas. Em volume, 5 cm³ ou 5 ml equivalem a 125 mg de folhas secas trituradas,
aproximadamente 63 folhas. Esta dose é para adultos.

AMEBA Cortar dentes de alho e colocar num copo de água ao ar livre durante a noite. Beber esta
água em jejum pela manhã ao nascer do sol. Repetir por 5 dias. Lembrar que o alho abaixa a pressão
arterial.

HEMORRAGIA Raspar a casca de um cajueiro, imergir em água para umedece-la, espremer


levemente para retirar o excesso de água e colocar diretamente na ferida que sangra. Este medicamento
tem um efeito adstringente e em poucos minutos estanca a hemorragia. A aplicação deste medicamento
foi vista por Bruno, estagiário em Ecologia no INPA-AM, em aplicação numa hemorragia grave causada
por corte de facão na perna onde o sangue era esguichado a cada pulsar do coração.

HEMORRAGIA Para estancar o sangramento colocar no corte seiva de bananeira. Esta seiva pára
a hemorragia mesmo em cortes que sangram abundantemente evitando assim, a morte por perda de
sangue até que o acidentado seja medicado convenientemente. Antonia Moreira da Silva, conhecedora de plantas
medicinais – Boa Vista/RR.

QUEDA DE CABELO Bater no liquidificador flor de hibiscus e cebola roxa com um pouco de
água. Passar o suco no cabelo.

QUEDA DE CABELO Pegar um punhado de raiz do capim cabelo de índio, nativo na região da
fronteira Brasil-Venezuela, e ferver em água para obter uma solução. Amornar uma cebola roxa e bater no
liquidificador a solução do capim e a cebola roxa. Colocar este preparado no cabelo e deixar por meia
hora. Usar este medicamento 3 vezes por semana.

QUEDA DE CABELO Para nascer e engrossar o cabelo. Ferver cascas de qualquer ipê (pau
d’arco) em água. Passar esta solução nos cabelos. Sr. Mundô, mateiro e conhecedor de plantas medicinais da Floresta
Nacional do Araripe, em Crato-CE.

QUEDA DE CABELO Bater no liquidificador erva-de-passarinho com pouquíssima água e colocar no


cabelo. Dona Antonia Moreira da Silva, conhecedora de plantas medicinais – Boa Vista/RR.

REUMATISMO Acender carvão e deixar ficar em brasa, sem fumaça. Pegar um osso de capivara
(em torno de 20 cm de comprimento) e colocar no meio das brasas de carvão. Quando o osso queimar
bem e ficar vermelho, retire e coloque em cima de uma tábua limpa para esfriar e depois triture para
transforma-lo em pó. Pegue este pó e misture em 1 litro de água. Coe esta água em um pano limpo para
tirar os resíduos. Beba desta água no lugar da água bebida diariamente. Para cada dia fazer um novo
preparado.
A senhora que ensinou este medicamento necessitava de cadeira de rodas para se locomover tal
era a intensidade do seu reumatismo. Em aproximadamente 15 dias de uso deste medicamento ela já
podia caminhar e em pouco tempo estava totalmente curada. Olívia Silva Santos, Boa Vista (RR)

VARIZES E MÁ CIRCULAÇÃO Picar 1 kg de cebola roxa em 3 litros de água e deixar ferver até
reduzir a 2 litros. Esfriar e acrescentar 2 nozes moscadas raladas e uma xícara grande de mel de abelhas.
Beber uma xícara pequena de manhã e outra à tarde. Medicamento peruano

TRIGLICERÍDEOS Misturar um copo de leite, um copo de água e 15 dentes de alho triturados e ferver
esta mistura até reduzir o volume a 1 copo. Colocar na geladeira e tomar meia colher de sopa de pela
manhã e meia colher se sopa pela tarde.
19

DOR Queimar um cupinzeiro e colocar a parte dolorida do corpo sobre a fumaça. Foi visto usando o
cupinzeiro do galho de uma árvore. É tido como um anestésico muito eficaz. Usado por indígenas do Baixo
Amazonas.

Do livro Tambores de Angola


Apontamentos Espírito Ângelo Inácio

Há algum fundamento científico em relação a banhos e ervas de defumações utilizados na


Umbanda ?
... tomemos como exemplo os chamados banhos de descarrego receitados pelos pretos velhos e
caboclos. A erva tem seu próprio magnetismo e quando utilizadas adequadamente podem realizar
verdadeiros prodígios, gerando equilíbrio e harmonia. As plantas guardam nesse estado de evolução,
muita energia, muita vitalidade, e os raios absorvidos do sol no processo de fotossíntese formam uma aura
particular em cada família do reino vegetal e que se associa ao próprio ”quimismo” da planta. Quando
colocadas em infusão transmitem à água todo o seu potencial energizante, curador, reconstituinte. É
o que se passa com os florais usados atualmente. Quando se toma banho com a mistura de ervas todo o
magnetismo que está ali associado provoca, em alguns casos, um choque energético ou uma
reconstituição das camadas mais externas de sua aura. Na verdade isso não tem nenhuma relação com o
misticismo; é científico. Sob a influencia abençoada das ervas muitos benefícios tem sido alcançados por
inúmeras pessoas.
No caso das defumações empregadas na Umbanda, o princípio é o mesmo, mas, em lugar de
empregar as ervas em infusão, elas são queimadas. Na queima, suas propriedades terapêuticas são
transferidas ou utilizadas de forma energeticamente pura, o fogo, a combustão, transforma a matéria em
energia; isso é lei física, e quando determinada erva é queimada, sua parte astral ou etérea passa a
concentrar, além do seu potencial próprio, o potencial da parte física, que é transformado no momento da
combustão. O produto obtido, aliado aos fluidos dos espíritos que sabem manipular tais recursos, é de
eficácia comprovada em casos de parasitismos, simbioses e larvas astrais, que são literalmente
arrancadas de seus hospedeiros encarnados. Isso ocorre pela ação conjunta dos fluidos liberados na
ocasião da queima das ervas, nas defumações. Mesmo que muitos não aceitem tais recursos não significa
que não sejam eficazes. Basta que sejam feitas observações com métodos científicos e tudo será
comprovado.

ENFERMIDADES DIVERSAS Vacina do sapo é o nome pelo qual se conhece um medicamento de larga
aplicação usado pelos índios katukina, no estado do Acre. A toxina coletada da pele de uma perereca
arborícola denominada kambo é aplicada em leves escarificações na pele e atua fortemente no organismo
provocando rápida e intensa reação que finda em torno de 15 minutos. Há relatos de inúmeros casos de
cura ou melhora em diferentes tipos de enfermidades tais como câncer, dores na coluna, depressão,
artrite, lepra, doenças cardíacas, etc. Jorge Mota (IBAMA/RR) foi testemunha da cura de paralisia,
seqüela de um derrame em uma senhora com mais de 80 anos, que durante 8 anos necessitou de ser
carregada pois não tinha capacidade de locomover-se. Uma hora após tomar este medicamento esta
senhora dava os primeiros passos recuperando sua capacidade de locomoção e uma semana depois
estava bastante recuperada podendo andar sem ajuda.

HEMORRÓIDAS Socar 12 folhas da planta algodão roxo, umedecidas e envoltas num pano para
extrair o suco. Para facilitar a extração aquecer as folhas ao fogo antes de soca-las. Colocar o suco
extraído destas folhas em uma colher de sopa. Completar a capacidade da colher adicionando azeite de
oliva. Tomar esta dose por 15 dias seguidos. Por ser uma planta possivelmente tóxica, evitar exageros na
quantidade de folhas e período de tratamento. Sra.Nazilda, agricultora da região da Região do Água Boa – Caracaraí

DESOBSTRUÇÃO DE VASOS E ARTÉRIAS SANGUÍNEAS 100 gramas de folhas de tamarindo, 100


gramas de folhas de pitanga e 100 gramas de folhas de cana de açúcar. Ferver em 1 litro de água durante
5 minutos e beber um copo por dia. Muito utilizado na Venezuela. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

DERRAME Triturar alho e cebola e misturar com suco de limão e beber esta mistura. Algum tempo
depois, ferver em 1 litro de água durante 5 minutos 100 gramas de folha de tamarindo, 100 gramas de
folhas de pitanga e 100 gramas de folhas de cana de açúcar e beber diariamente esta solução. Receituário
de indianos residentes na Venezuela.

PICADA DA ARANHA VIÚVA Aranha pequena, nativa da Venezuela, com dorso vermelho e ventre
alaranjado, seu habitat é sob as folhas verdes da plantas. Produz pouca teia e é muito rápida Sua picada é
letal, podendo matar rapidamente ou em três dias se o veneno não entrar diretamente no fluxo sanguíneo.
A pessoa picada por esta aranha sente-se fraca em torno de 30 minutos e continua a debilitar-se até
20

desmaiar. Os sintomas são dores tão intensas que parecem rasgar a carne na área da picada, suor
abundante e muito tremor com fortes dores em todas as partes do corpo. O medicamento é de uso antigo
dos povos indígenas de Santa Helena de Uiarén – Gran Sabana – Estado de Bolívar.
Ferver durante pouco tempo uma colher de sopa cheia de raspa do osso ou chifre de veado em um litro de
água. Tomar um copo morno desta solução e continuar bebendo deste líquido a cada 15 minutos até
terminar este litro. Após 15 minutos da primeira dose desaparecem os sintomas de dor e tremores no
corpo. Continuar tomando deste medicamento por algumas semanas a intervalos pequenos ou ao
voltarem os sintomas de envenenamento até que desapareçam totalmente. José Mella, aldeia de Jaspe na
Venezuela, cujo irmão foi picado e curou-se após tomar este medicamento.
Observação: A raspa de osso ou chifre é um composto básico e supõe-se que venenos sejam ácidos. Quando um ácido
entra em contado com uma base, ocorre uma reação química transformando os compostos envolvidos em sal e água neutralizando
assim o veneno. Histórias relatam casos de cura de picada de cascavel bebendo-se uma solução de gotas de creolina (composto
básico) dissolvidas em um copo de água. Edson Conrado Alves, marceneiro naval habitante da comunidade Sacai no Baixo Rio
Branco (RR) usa regularmente a creolina e afirma que 10 gotas em 1 litro de água é a dose máxima que se pode tomar com alguma
regularidade. Também o bicarbonato de sódio (composto básico) é utilizado para neutralizar, através de contato direto na área
afetada, os venenos da ferroada de arraia e das lagartas urticantes.

ASMA Furar um ovo e retirar todo o conteúdo. Encher o ovo com a urina do asmático e tapar com
esparadrapo. Colocar o ovo dentro de uma meia usada qualquer, dar um nó e pendurar sobre um fogão à
lenha. O resto desta urina passar no peito e nas costas do asmático. Pegar um dente de alho e pendurar
no pescoço do doente. Quando o alho murchar trocar por outro até que coloque o terceiro dente de alho.
Quando este terceiro dente de alho murchar o asmático estará curado. Medicamento venezuelano.

DOENÇAS HEPÁTICAS Elimina com grande eficácia os malefícios causados ao fígado pela
intoxicação medicamentosa produzida por ingestão de medicamentos contra a malária. “Eficaz no combate
às diversas causas de desnutrição profunda. Utilizada em qualquer doença hepática. Médicos franceses
na África ministravam-na com bom resultado contra a febre amarela e em substituição ao quinino quando
este não era eficaz. Altamente perigosa às mulheres gestantes, pois tem um poder abortivo extremamente
grande causando nesta situação sérios danos à saúde da gestante.
Fedegoso, mangerioba, ibixuma, mata-pasto, maioba, mamangá, pajamarioba, lava-pratos (Cássia
ocidentalis L.) Arbusto de caule herbáceo ou apenas lenhoso na base, atingindo pouco mais de 1 m de
altura. Raiz lenhosa revestida de casca preta e altamente amarga. Flores grandes, amarelas com nervuras
alaranjadas. O fruto é uma vagem de 15 a 20 cm de comprimento e 6 mm de largura. Planta cosmopolita
tropical”. Dicionário de Plantas Úteis do Brasil – Pio Corrêa.
Colher a raiz durante a lua minguante. Usar uma ou duas raízes esmigalhadas e ferve-las em 1
litro de água e guardar na geladeira. Beber 1 a 2 copos desta água por dia. É preferível que beba esta
solução diluída em água, pois todo chá de ervas deve ser suave e não concentrado.

FRIEIRA E MICOSE NOS PÉS Passar no pé cal virgem seca (óxido de cálcio). Utiliza-se também a
creolina pura ou misturada em água. Rui Rabelo da Silva, IBAMA-SEDE, Brasília

REATIVAÇÃO DOS RINS Medicamento usado para reativar o funcionamento dos rins. Este
tratamento deve ser repetido 3 vezes. Ferver uma folha verde e duas folhas secas de abacate e o “cabelo”
seco (estigma) da espiga de 3 milhos de grãos amarelos e 1 litro de água. Beber meio copo desta água de
manhã e meio copo à tarde, durante sete dias seguidos. Na semana seguinte beber meio copo por dia,
durante 7 dias, da solução obtida pela fervura de 3 folhas de pião roxo, um pouco trituradas, em 1 litro de
água. Receituário de indianos residentes na Venezuela.

CIRROSE HEPÁTICA Jambú. Planta usada no tacacá, comida típica do Pará. Beber o suco extraído com
água no liquidificador. Cura estados avançados de cirrose.

DIAGNÓSTICO DO DERRAME O derrame se manifesta por três sintomas: dificuldade de


expressão facial, dificuldade de levantar os braços e dificuldade em falar. Diante de qualquer estado
irregular que uma pessoa apresente peça à esta pessoa para fazer os seguintes procedimentos:
1. rir
2. levantar os dois braços
3. falar qualquer frase simples
Se a pessoa tiver dificuldades em qualquer um destes procedimentos ela estará sofrendo um
derrame. Quanto mais rapidamente for atendida num centro médico, maiores as chances de evitar
seqüelas no cérebro. Conclusão de cientistas médicos na reunião de fevereiro de 2004 da American Stroke Association.

MICOSES, COÇEIRAS E MANCHAS AVERMELHADAS NA PELE Picar muitas folhas de goiabeira e


ferve-las durante algum tempo. Esfriar e banhar a pele afetada com esta água. Em poucas horas elimina a
coceira e em alguns dias a doença.
21

OSTEOPOROSE, ARTROPATIAS NÃO INFECCIOSAS (artrite, artrose, osteartrose, hérnia de disco,


artropatias degenerativas, etc.), COADJUVANTE EM CASOS DE FRATURA e PROFILAXIA DE
DOENÇAS OSTEARTICULARES Medicamento quimioterápico de uso veterinário de nome comercial
CONDROTON 1000. Este medicamento promove um processo de regeneração dos tecidos articulares
e cartilagíneos. A dose é de uma cápsula por dia por um período de 60 dias ou mais. Dependendo da
gravidade da doença deve-se prolongar o tempo de medicação até que se obtenha a cura completa.
Contra indicações: devido aos componentes glucosamina e sulfato de condroitina serem classificados
bioquimicamente como carboidratos (açúcares), é aconselhável que pessoas com alto grau de diabete
sejam monitoradas nas primeiras semanas de uso do medicamento. Não são conhecidas interações
medicamentosas indesejáveis podendo, portanto, ser administrado ao mesmo tempo com qualquer outro
medicamento. Foram constatadas curas em pessoas com intensas dores nas articulações, graves
problemas na coluna vertebral, bicos de papagaio em quase todas as vértebras da coluna e com estado
adiantado de osteoporose que tomaram este medicamento. Um dos medicamentos humanos tem o nome
comercial de CONDROFLEX. Dr. Euclides José Bernardon, médico veterinário (RR)
O sulfato de condroitina tem propriedades comuns ao ácido hialurônico, sulfato de dextrina e heparina. Provavelmente
todos são fluidificantes de membranas e podem ter efeitos rejuvenescedores sobre as células e efeitos desorganizadores das
membranas de alguns vírus, tornando-os menos infecciosos. Experimentalmente há indícios de que isso seja verdade. O sulfato de
condroitina é encontrado nas cartilagens da maioria dos mamíferos, inclusive do homem.
A maioria das referências feitas sobre esse composto está relacionada a doenças cardiovasculares e ósseas. Há alguns
indícios de que o sulfato de condroitina possa reduzir as concentrações de colesterol e triglicerídeos no sangue e dar proteção
contra coágulos sanguíneos. Enciclopédia de Vitaminas e Minerais – Sheldon Saul Hendler, MD, PhD.

MAL DE PARKINSON (tremor contínuo das mãos e braços e até mesmo da cabeça), CÂNCER,
DOENÇAS CARDÍACAS, DISFUNÇÕES DIGESTIVAS, DIABETE, TRANSTORNOS AUTO-
IMUNOLÓGICOS, MELHORA O SISTEMA IMUNOLÓGICO (regulando a função celular e a regeneração
das células danificadas), INFARTOS, DOENÇAS DA PELE E CABELO, MELHORA A ATIVIDADE DA
GLÂNDULA PINEAL (produtora de serotonina que forma a melatonina, ambas importantes na
regularização do sono, temperatura, estados de ânimo e ciclos de ovulação; esta glândula é localizada no
cérebro), REGULA O SONO, TEMPERATURA E ESTADO DE ÂNIMO, AUMENTA A ENERGIA DO
ORGANISMO, ANTI-INFLAMATÓRIO E ANTI-HISTAMÍNICO, ALIVIO EFICAZ DA DOR, TEM
PROPRIEDADES ANTIBACTERIANAS, INIBE A FUNÇÃO PRÉ-CANCERÍGENA E O CRESCIMENTO
DE TUMORES CANCEROSOS, REDUZ DORES MENSTRUAIS E A INCHAÇÃO DA PRÓSTATA.
O noni tem 75% de eficácia contra a dor em relação ao sulfato de morfina, anestésico usado em
casos extremos de dores, como o câncer. O noni tem bons resultados em casos de herpes tipo 1 e 2,
hepatite crônica, inflamação pélvica, pancreatite, cirrose hepática, tireoidite viral, infecções
produzidas por fungos, mofo e levedura (pé-de-atleta, candidíase, afta, etc), fibróides uterinos,
arteriosclerose, diverticulite, verrugas, AIDS, doença de Eptein-Barr, tumores, fraturas ósseas, anti-
histamínico, alergia, parasitos intestinais, intoxicação alimentar, tosse, dor de garganta,
tuberculose, resfriado, tendinite, fibromialgia, queimaduras e ulcerações na pele, abcessos,
celulite, moléstias do couro cabeludo, infecções cutâneas, febre, sinusite, asma, bronquite, úlceras
gástricas e duodenais, gastrite, refluxo esofágico do ácido gástrico, psoríase, tireoidite, doença de
Crohn, lupus erimatoso.
O suco do fruto noni (Morinda citrofolia, família das Rubiáceas) deve ser tomado em jejum meia
hora antes de comer alimentos. Inofensivo para mulheres grávidas ou lactantes. Tem efeito sinérgico
(potencializa) com suplementos nutricionais e medicamentos, portanto é aconselhável, por precaução,
evitar o noni quando estiver tomando medicamentos. No entanto, o noni elimina ou reduz os efeitos
colaterais de medicamentos quimioterápicos e não há ocorrências de malefícios por interações
medicamentosas. Reações alérgicas ocorreram em menos de 1% das pessoas, mas caso sinta reações na
pele, urticária, inchaço no pescoço ou na face ou se sinta ofegante, interrompa o uso de noni.

QUANTIDADE DE PESSOAS QUE % DE PESSOAS COM


OBJETIVO TOMARAM SUCO DE NONI RESULTADOS POSITIVOS

Alergia 948 84
Artrite 719 81
Câncer 889 65
Depressão 807 77
Desenvolvimento da massa muscular 816 71
Desordens digestivas 1593 89
Diabete tipo 1 e 2 2773 84
Dificuldades de concentração 2983 72
Dores 4231 88
Enfermidades cardíacas 1123 80
Estresse 4113 72
Falta de energia, desânimo 8327 92
22

Hipertensão arterial 938 85


Infarto 1019 57
Obesidade 2841 75
Problemas renais 2372 67
Problemas respiratórios 2727 78
Problemas sexuais 1608 87
Rejuvenescimento 148 78
Sensação de bem-estar 4561 80
Tabagismo 452 58
Transtornos do sono 1231 73
Vivacidade mental 2983 72
A maioria das pessoas que usaram o noni sem obter resultado satisfatório tomou doses insuficientes ou por tempo reduzido

Para fazer o suco utilize 445 gramas da polpa de noni misturada em 55 ml de água ou suco. Tomar meia
hora antes de comer qualquer alimento. Em percentual, 89% de polpa para 11% de água ou suco.

doses em ml (mililitro) período adulto criança


manhã noite manhã noite
dose de teste 3 dias 30 30 30
dose de ataque 1 mês 60 60 30 30
dose terapêutica 5 meses 60 30 30 15

Caso no período em que tomar a dose terapêutica não esteja ocorrendo melhora, siga então a tabela terapêutica abaixo e acrescente
15 ml na dosagem diária total, a cada 7 dias, até obter os resultados desejados.

manhã meio-dia noite


adulto 35 35 35
criança 20 20 20

Para animais acima de 45 kg usar dose para adultos. Dr.Neil Solomon, M.D. PhD – Estados Unidos
Observações
A cura do mal de Parkinson, doença não relatada pelo Dr. Neil Solomon, ocorreu em um senhor de 75 anos com estado
avançado da doença, em Boa Vista (RR), que usou frutos em quantidade desconhecida para fazer suco. Indígenas da Venezuela
fazem uso deste fruto para curar doenças.
Constatada em Roraima, a cura de feridas graves no pé de diabético sob indicação médica de amputação da perna em
conseqüência de diabete.
Relato do uso de noni em caso grave de câncer confirmou o efeito contra a dor possibilitando ao doente prostrado
levantar-se sem sentir as extremas dores desta doença.
Relato do Sr. Mustapha Rahim, Boa Vista (RR) indica o uso do suco de noni para curar ulcerações na pele causadas por
manuseios de produtos químicos utilizados em revelações de filmes fotográficos. Deve-se beber e passar o suco sobre as
ulcerações.

DESIDRATAÇÃO Beber goles de água devagar e a intervalos de tempo em torno de 10 minutos. Ao


colocar a água na boca mantê-la em contato com a saliva por alguns segundos antes de engolir. Desta
forma a água bebida é mais absorvida pelo organismo. Em casos de maior intensidade da desidratação
deve-se colocar na água sais para reidratação oral (produto farmacêutico) na quantidade de 30 gramas por
litro d’água.

CÃIBRA A cãibra (contração espasmódica e dolorosa dos músculos) é um estado de deficiência de


sais minerais no organismo. Em atividades exaustivas de intensa sudorese e de alimentação inadequada,
pode haver necessidade de reposição destes sais minerais. Caso sinta câimbra ou queira prevenir-se,
coloque em 1 litro de água a quantidade de um pacote de 30 gr de sais para reidratação oral (produto
farmacêutico) e beba até que o organismo esteja normalizado e, portanto, não tenha mais vontade de
beber desta água.

GORDURA HIDROGENADA Os “alimentos” industrializados sequinhos e crocantes, aquelas frituras


não oleosas, biscoitos simples, recheados e do tipo wafer, batatas fritas, tortas e bolos prontos e semi-
prontos (os que são bem fofos), pães principalmente os pães de massa doce, sorvetes (quanto mais
gordura hidrogenada mais espumoso fica e até mesmo os denominados light a contém), chocolates (os
diet são os piores), leites achocolatados prontos para o consumo, todas as margarinas (e quanto mais
duras pior), manteigas que se apresentam crocantes quando solidificadas na geladeira, comidas fritas tipo
fast-food (salgadinhos, batatas, quibes, etc), requeijão (quanto mais cremosos mais gordura hidrogenada),
pipoca de micro-ondas, macarrão de preparo rápido, chips, temperos prontos em tabletes ou em pó, são
parte de uma lista enorme de “alimentos” que contém gordura hidrogenada, veneno de ação lenta e alta
eficácia na destruição do sistema cardiovascular.
A gordura hidrogenada, também chamada trans, é muito mais destrutiva que a gordura saturada,
de origem animal; é fabricada de óleos vegetais submetidos à alta pressão e temperatura numa câmara
com gás hidrogênio. Os óleos transformam-se em uma pasta preta com mau cheiro que depois passa por
23

um processo de branqueamento e desodorização. Foi criada pela industria para ser uma alternativa à
gordura saturada, como a do bacon, da lingüiça e da carne gordurosa.
Esta gordura deixa tudo crocante porque solidifica aderida aos alimentos após a fritura formando
uma casquinha crocante. Isto acontece também com os vasos sanguíneos que ficam impedidos de
dilatarem-se normalmente. Por isso esta se tornando comum, pessoas jovens sofrerem parada cardíaca
durante a prática de esportes, pois quando em atividade física o fluxo sanguíneo aumenta, mas os vasos
não dilatam o suficiente para a passagem do sangue, e então ocorre o infarto. Há também relatos
médicos que associam o consumo de gordura hidrogenada com vários tipos de câncer.
Os malefícios do consumo da gordura hidrogenada são pouco divulgados no Brasil. Em 1994
médicos epidemiologistas da Universidade de Harvard (Estados Unidos) atribuíram como causa de
100.000 mortes prematuras por ano o consumo de “alimentos” preparados com gordura hidrogenada.
Desde essa época foi solicitado ao Foods and Drugs Administration (FDA), órgão regulador de alimentos e
medicamentos nos EUA, alteração dos rótulos dos “alimentos” para que informassem ao consumidor o teor
de gordura hidrogenada, porém nada foi feito. Cientistas relacionaram o consumo da gordura hidrogenada
a doenças metabólicas ou a denominada Síndrome Metabólica - aumento da cintura abdominal, diabete
tipo 2, alterações dos lipídeos sanguíneos, hipertensão arterial e esteatose hepática (fígado
gorduroso).
A constatação dessa síndrome, inicialmente chamada de Quarteto da Morte em 1984, coincide
com o uso maciço da gordura hidrogenada pela industria.
O epidemiologista-chefe da Escola de Medicina de Havard, Walter Willet, escreve no endereço
eletrônico http://www.transfreeamerica.org que a introdução dos hidrogenados na alimentação foi o maior
desastre da história alimentícia nos EUA pois resultou numa epidemia de obesidade e outras doenças.
Em 2001 foi divulgado um estudo feito em 84.000 enfermeiras durante 14 anos confirmando que a
principal gordura causadora de diabete, aumento do colesterol e triglicerídeos é a gordura hidrogenada.
No ano seguinte, cientistas americanos realizaram um novo estudo para saber o quanto de gordura
hidrogenada uma pessoa poderia consumir por dia sem prejudicar a saúde. Resultado dessa pesquisa:
nada poderia ser consumido com gordura hidrogenada se a pessoa quisesse evitar conseqüências graves
para a sua saúde.

VERRUGA Pingar uma a duas gotas de óleo de copaíba (Copaífera sp) por dia, sobre a verruga.
Normalmente após o terceiro dia a verruga é eliminada. Ivo Weddigen, professor, Boa Vista (RR)

CRAVO ou ÔLHO DE PEIXE Anomalia dolorosa que aflora na pele. Ocorre na sola dos pés podendo
também aparecer também sobre os dedos dos pés. Colocar, apenas sobre o cravo, uma fatia de 2 a 3 mm
de espessura de alho cru e fixar com esparadrapo. Trocar diariamente. Normalmente na terceira aplicação
obtém-se a cura, porém há casos em que é necessário mais tempo de aplicação do medicamento. Ivo
Weddigen, professor, Boa Vista (RR)

CORAÇÃO DILATADO e ARTÉRIAS ENTUPIDAS Colocar 3 frutos de cubiu (Solanum sessiliflorum)


em um litro de água e ferver até reduzir a ¼ do volume de água. Transferir esta água com os frutos de
cubiu para uma vasilha que não seja de alumínio e amassar dissolvendo-os nesta água. Beber à vontade.
O Cubiu é um fruto com 2,25 mg% de vitamina B3 e contem licopeno, substância que reduz o colesterol e
triglicerídeos e combate a diabete. O cozimento libera o licopeno melhorando a sua assimilação pelo
organismo. Antonia Moreira da Silva, conhecedora de plantas medicinais (AM)

PRÓSTATA Retirar a pele de 2 tomates, cozinhá-los em água com pequena quantidade de óleo, deixar
esfriar e com esta água juntamente com os tomates cozidos, fazer o suco e beber diariamente em jejum. O
cozimento do tomate libera o licopeno, substância que reduz o colesterol e triglicerídeos e combate a
diabete. Beber chá dos frutos de jucá em substituição da água bebida diariamente. Antonia Moreira da Silva,
conhecedora de plantas medicinais (RR)

DOENÇAS ESTOMACAIS Chá de folhas de ata, fruta também conhecida como pinha ou fruta de
conde.

ATAQUE CARDÍACO (tratamento emergencial) Caso sinta uma dor muito forte no peito, que se
irradia pelo braço subindo até o queixo este sintoma é de ataque cardíaco. Tussa com muita força
repetidas vezes. Inspire e tussa profundamente buscando expulsar o ar residual dos pulmões tal como se
estivesse expelindo catarro de dentro do peito. Repita a seqüência inspirar/tossir a cada 2 segundos até
que seu coração volte a funcionar normalmente. A inspiração profunda leva oxigênio aos pulmões e a
tosse contrai o coração fazendo com que o sangue circule. A pressão da contração causada pela tosse
ajuda o coração a retomar o ritmo normal. Este procedimento deve continuar até que haja o devido
socorro. Publicado no Journal of General Hospital Rochester nº 240.
24

ESPINHOS O fel de paca umedecido retira espinhos cravados profundamente quando colocado sobre
o ferimento e também retira a “carne crescida” (pterígio) dos olhos quando colocado no canto do olho,
próximo ao nariz. Há que ter extremo cuidado, pois parece ter ação muito corrosiva.

DOENÇAS MENTAIS, ESQUECIMENTO Fazer um chá de um punhado de folhas de erva-de-


passarinho, adoçar e beber. Sr. Mundô, mateiro da Floresta Nacional do Araripe, Crato-CE.

TOSSE O aquecimento dos pés elimina com eficácia a tosse e a gripe. Esfregar o produto
farmacêutico “Vick Vaporub” na sola dos pés e colocar meia grossa ou envolvê-los com pano grosso para
mantê-los aquecidos. Outra forma de aquecer é colocar os pés em vasilha com água quente; após algum
tempo secá-los e envolvê-los num pano grosso ou manta de lã.

EMAGRECER Colocar maracujás inteiros ao sol durante 1 dia para secarem. Cortar os maracujás, retirar
apenas as sementes, picar a casca em pequenos pedaços e completar a secagem no forno. Não deixar
que torrem. Triturar estes pedaços no liquidificador para transformá-los em farinha. Tomar uma colher de
sopa rasa desta farinha por dia, misturada em um copo de água, em jejum. Pesquisa da UFRJ – RJ

CICATRIZANTE Colocar sobre o corte ou ferida o óleo de copaíba (Copaífera sp). O óleo de
copaíba é anti-inflamatório e cicatrizante. A cicatriz fica reduzida apenas a uma delgada linha, quase
imperceptível. Nos Manuscritos de Coimbra, escritos provavelmente entre os anos 1591 e 1596 (Coisas
Notáveis do Brasil – volume 1 - Instituto Nacional do Livro – Ministério da Educação e Cultura , 1966) , os
portugueses relataram os resultados excepcionais do óleo de copaíba utilizado como cicatrizante pelos
índios brasileiros da época.

TOSSE, CONGESTIONAMENTO DA VIAS RESPIRATÓRIAS, CATARRO, INFLAMAÇÃO NA


GARGANTA E AMÍGDALAS Bater em liquidificador 350 ml de mel de abelhas, uma cebola roxa
grande, uma folha grande de babosa (retirar a casca e usar apenas a parte gelatinosa) e um dente de
alho. Guardar na geladeira. Tomar uma colher de sopa de manhã, uma ao meio-dia e outra a noite ou para
um efeito mais rápido, de 2 em 2 horas uma colher de sopa. Mesmo sem usar a folha da babosa o
medicamento é eficaz. É aconselhável fazer pouca quantidade deste preparado para que os princípios
ativos da cebola e do alho não diminuam devido a um período prolongado de armazenamento. Valdemar
Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

CARNE CRESCIDA NOS OLHOS (PTERÍGIO) É um espessamento fibroso da conjuntiva que


cresce em direção à córnea. Pingar no olho mel de abelhas Jandaíra (Melípona subnitida Ducke). Esta
espécie é a jandaíra mais escura, maior e não agressiva quando se colhe o mel. A jandaíra da outra
espécie é menor com listras amareladas e, se a colméia for muito populosa, costuma morder quando se
colhe o mel. Há relato de que este medicamento, aplicado em um senhor idoso, eliminou totalmente a
carne crescida como também melhorou muito a sua visão possibilitando a leitura sem o uso de óculos. A
eficácia deste medicamento pode estar relacionada às espécies de flores das quais estas abelhas
produzem o mel. Valdemar Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

LEISHIMANIOSE Coletar vísceras completas de barata doméstica, espremendo ou abrindo o


abdômen das baratas. Misturar bem até obter uma pasta homogênea. Lavar as feridas causadas pela
leishmaniose e colocar sobre elas esta pasta de vísceras de baratas. Este medicamento foi aplicado em
um garimpeiro por uma colombiana, em Roraima. Rapidamente ocorre a cicatrização da ferida quase não
ficando marcas na pele cicatrizada. Valdemar Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima
Pesquisas com insetos, realizadas pelo Departamento de Entomologia do Museu Emílio Goeldi em
Belém/PA e pela Escola Paulista de Medicina, em São Paulo, comprovaram a eficácia de secreções e
líquidos de insetos na cura de doenças.

LIMPEZA DO SANGUE Costuma-se dizer, quando qualquer arranhão ou pequena ferida na pele
resistem por longo tempo apresentando um estado persistente de inflamação, que é preciso limpar o
sangue para que aconteça a cura. O preparado usado para esta limpeza do sangue é obtido batendo em
um liquidificador 1 abacaxi descascado, 1 colher se sopa de sal amargo ou sal de Epson (sulfato de
magnésio), 4 colheres de sopa de pasta de tamarindo sem sementes. Beber à vontade. Valdemar Craveiro dos
Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

INGESTÃO DE COMPOSTOS CORROSIVOS O caso em questão foi conseqüência de ingestão acidental


de água sanitária (hipoclorito de sódio). O acidentado, alcoólatra, foi socorrido imediatamente e depois de
procedida a lavagem estomacal, encaminhado à um hospital em São Paulo; depois de todas as medidas
cabíveis encerrou-se o tratamento médico sem oferecer esperança de vida. Retornando à Boa Vista foi
dado ao acidentado a seiva leitosa de sucuúba (janagúba no Nordeste), alternando com mastruz
25

(mastruço) batido com leite. A cura foi alcançada sem seqüelas aparentes. Fato contado ao João Perdiz (Mecânica
União) por uma pessoa que conheceu o acidentado.

CICATRIZANTE Colocar sobre o corte a seiva leitosa da sucuúba. A cicatrização ocorreu muito
rapidamente em corte profundo e extenso. Valdemar Craveiro dos Santos Filho, mateiro e agricultor, Roraima

GRIPE, DOENÇAS ESTOMACAIS, “RESSACA” CAUSADA POR BEBIDAS ALCOÓLICAS Chá das
folhas de salva-do-campo, planta nativa nas savanas arbustivas de Roraima. Índios yanomami, no Hospital
do Índio em Boa Vista, usam este chá para tratamento destes males. Ivo Weddigen, professor, Boa Vista (RR)

ERISIPELA Também conhecida pelo nome de vermelha são feridas doloridas cuja pele ao redor
inflama e fica vermelha escura, incham, mas não apresentam pus. Inflamação é uma reação patológica
que se estabelece no organismo devido a uma agressão traumática, química ou microbiana e se
caracteriza por apresentar calor, dor, rubor e tumor. Infecção é contaminação do tecido orgânico por
germes patogênicos com aparecimento de fenômenos reacionais como o pus. Lavar e socar algumas
plantas de vassourinha e colocar o sumo extraído embebido em algodão sobre as feridas. Se possível não
colocar água ao extrair o sumo das plantas, apenas a água que permanece nas folhas após a lavagem é
suficiente. Normalmente apenas uma aplicação é suficiente para curar. A vassourinha é planta de
aproximadamente 30 cm de altura, de folhas muito verdes e bordas serreadas, que é muito utilizada pelas
rezadeiras para tirar “quebrantos”. O Sr. João Silvino, agricultor da vicinal 2 no município de Rorainópolis
(RR) internado no hospital com diversas feridas na perna que dificultavam o andar curou-se ao usar essa
planta. Francisco das Chagas Viana, caminhoneiro, Boa Vista (RR). Outro medicamento eficaz é a parte gelatinosa
interna da folha de babosa aplicada sobre as feridas. No entanto, há circunstâncias em que é necessário
recorrer a rezadeiras devido as energias envolvidas na doença. Elizabete Marcellaro Thomé, Boa Vista (RR)

VERRUGA Molhar a verruga com urina de cadela que ainda não teve o primeiro cio (cadela virgem).
Bastam apenas duas aplicações. A criança curada tinha verrugas dentro das narinas obstruindo-as e
causando dificuldades à respiração. Francisco das Chagas Viana, caminhoneiro, Boa Vista (RR)

DOR ESTOMACAL Bater no liquidificador meia batata inglesa crua e descascada em um copo d’água.
Coar e beber.

INSÔNIA Chá de raízes de couve. Francisco das Chagas Viana, caminhoneiro, Boa Vista (RR)

HEMORRAGIA Retirar a casca da folha da babosa e colocar a parte gelatinosa interna sobre a
ferida que sangra. Elizabete Marcellaro Thomé, Boa Vista (RR)

MALÁRIA Preventivo contra a malária. Comer uma bolota, de uns 2 a 3 cm de diâmetro, de tabatinga.
Tabatinga é uma argila macia, mole por ser muito hidratada, lisa, pegajosa e de elevada plasticidade,
branca ou leitosa e sem grãos de areia, encontrada nas margens de cursos d’água próximo à superfície do
solo. Usado por Timborana, mateiro e garimpeiro em Roraima. Francisco das Chagas Viana, caminhoneiro, Boa Vista (RR)

LABIRINTITE Inflamação do conjunto de cavidades existentes entre o tímpano e o canal auditivo


interno. Macerar 3 vagens de Jucá e deixa-las um pouco de molho em um copo d’água e beber a água.
Uma senhora curou-se com apenas dois copos desta solução. Mustapha Rahim, Boa Vista (RR)

BURSITE Pegar plantas de jambú, na quantidade que duas mãos podem ajuntar, retirar as flores e
bater em liquidificador com um litro de água e um litro de mel de abelhas. Colocar na parte baixa da
geladeira. Tomar uma colher de sopa três vezes ao dia. Francisco das Chagas Viana, caminhoneiro, Boa Vista (RR)

CÁLCULO RENAL Chá de duas folhas de figo (planta de fruto comestível) em três xícaras de água.
Tomar esta dose diária por apenas 7dias seguidos. Não tomar este chá por mais que sete dias e também
sem intercalar, entre as tomadas, um período suficiente para a eliminação total deste medicamento do
organismo, pois ele pode causar excessiva dilatação nos rins. O consumo de vinagre é causa de cálculos renais
(médico iridologista de João Pessoa – PB) Mustapha Rahim, Boa Vista (RR)

CARRAPATO Banhar com uma solução feita de água e folhas de capim citronela, cujo aroma é
muito semelhante ao do eucalipto. Esta solução deve ser feita com folhas trituradas em água com o uso de
liquidificador ou então socar as folhas imersas em água. Os carrapatos se desprendem do corpo.

PIRA (doença de pele em cães) Socar ramas de melão São Caetano em pouca quantidade de
água morna e passar a solução sobre a área afetada. Otaviano Ferreira, caçador e agricultor (RR)
26

POMADA VOVÔ PEDRO Pomada elaborada e distribuída gratuitamente pelos centros espíritas,
fórmula de origem espiritual. Aplicar 3 vezes ao dia, sempre em movimentos verticais de cima para baixo.
Indicada para afecções da pele, úlceras varicosas, feridas em geral, bursite, mutilações da
hanseníase (lepra), reumatismo, dores na coluna, bronquite, queimaduras, inflamações uterinas,
hemorróidas, rinite alérgica, herpes, tumores vaginais, dores em geral.

GRIPE, TOSSE, DOENÇAS RESPIRATÓRIAS Ingerir 3 gotas de óleo de andiroba misturadas em


uma colher de mel de abelhas.

PANO BRANCO Manchas brancas na pele. Esfregar sobre elas a casca do fruto do melão São
Caetano. Planta trepadeira que produz frutos de aproximadamente 3 cm de comprimento, amarelos
quando maduros, cujas sementes são vermelhas. Otaviano Ferreira, caçador e agricultor (RR).
6
BANHO DE AR Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum. Os glomos estão distribuídos formando uma
rede subcutânea por toda a pele do corpo. Estimulando a atividade dos glomos obtém-se o máximo de
aumento das funções da pele tais como respiração, absorção, excreção, sentidos, possibilitando maior
expulsão de toxinas, absorção de oxigênio e acelerando a oxidação que propiciará a eliminação do
monóxido de carbono.
O efeito é notável em caso de artrose, bronquite asmática, hepatopatia, cardiopatia, nefrose,
úlcera, doenças de pele, prisão de ventre, dores de cabeça e atua de forma positiva em câncer e
AIDS. O banho de ar deve ser praticado em ambiente arejado onde o ar circule livremente, mas não
exposto ao sol. Beber água antes e após fazer este exercício.
Ficar totalmente despido, sentado em um banco ou esteira no chão, expondo o corpo à atmosfera
durante 20 segundos e depois cobrir-se com dois cobertores quentes durante 60 segundos e continuar
nesta seqüência de movimentos alternados até completar 12 vezes observando o tempo de permanência
progressivo em cada movimento conforme a tabela.

vezes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
descoberto 20” 30” 40” 50” 60” 70” 80” 90” 100” 110” 120” 130”
coberto 60” 60” 60” 60” 90” 90” 90” 120” 120” 120” 4’ 5’

segundo “ 120” = 120 segundos


minuto ‘ 4’ = 4 minutos

O banho de ar deve ser praticado 3 vezes ao dia (manhã, tarde e noite) no caso de enfermidades
ou duas vezes ao dia (manhã e noite) em casos de relativa saúde. O horário mais adequado é antes do sol
nascer e ao anoitecer. Pode-se fazer o banho de ar uma hora antes ou uma hora depois das refeições.
Banhos de água (chuveiro, banheira, rio, piscina ou mar) sempre após o banho de ar nunca antes. Depois
de iniciar o uso do banho de ar deve-se continuar a fazê-lo durante 30 dias sem interrupção; dar um
intervalo de 3 dias e reiniciar sem interrupção durante 3 meses.
Em casos muito graves o doente deve praticar o banho de ar apenas uma vez ao dia, conforme a
tabela abaixo:

dias 1º dia 2º dia 3º dia 4º dia 5º dia 6º dia 7º dia 8º dia 9º dia 10º dia 11º dia 12º dia
descoberto 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20” 20”
coberto 70” 80” 90” 100” 110” 120” 120” 120” 120” 120” 120” 120”

Há casos em que ocorre diarréia e também erupções cutâneas ao praticar o banho de ar. Caso a
manifestação de tais sintomas, ou outros que aconteçam, for muitíssimo forte pode-se parar até que
passem, porém reiniciar em seguida com o banho de ar.
O banho de ar é eficiente em qualquer doença, principalmente em casos de asfixia ou coma tem
efeitos surpreendentes. Há casos de cura de distúrbios cardio-cérebro-vasculares através da prática do
banho de ar. Um senhor de aproximadamente 60 anos, com caso grave de asma, obteve a cura através do banho de ar. Antonio
Carlos M. Cattaneo – Boa Vista (RR)

EXERCÍCIO VASOCAPILAR Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum. A força motriz da circulação sanguínea
está nos vasos capilares e nos glomos e não concentrada no coração. Capilares e glomos são os meios
por onde passa a circulação de retorno. Distúrbios circulatórios, varizes, celulite, qualquer tipo de
inchação nos membros, pressão alta ou pressão baixa, problemas de pulsação, frieza nas mãos e

6
Glomo é um aglomerado de minúsculas veias e artérias que existe em vários órgãos e na pele, especialmente nas dermes das
extremidades. É um desvio pelo qual o sangue passa da artéria diretamente para a veia sem passar pelos capilares. O glomo se
forma logo após o nascimento e desenvolve-se até os 40 anos quando então começa a diminuir.
27

pés, rubor ou palidez facial enfim, todas as doenças circulatórias podem ser prevenidas e curadas
através do exercício vasocapilar. Com a prática deste exercício todo tipo de coagulação e entupimento
dos vasos sanguíneos é eliminado. Não existe outra prática além deste exercício que torne o pé
fisiologicamente sadio. Defeitos nos pés refletem-se no ponto mais vulnerável do corpo da pessoa. O Dr.
Soarell, médico francês, afirmou que 95% das pessoas têm defeitos nos dois pés.
Os defeitos no pé direito refletem-se na parte superior do corpo, causando distúrbios nos
aparelhos respiratório e circulatório e defeitos no pé esquerdo refletem-se na parte superior do corpo,
causando distúrbios nos aparelhos digestivo, ginecológico e urinário. Os estudos a respeito dos pés
como alicerces da saúde são vastos e complexos.
Para obter maiores efeitos faça os seguintes exercícios com os pés, antes e após a realização do
exercício vasocapilar:
1. Supondo que a doença seja no pé direito, na posição deitada levante as duas pernas para o alto,
segure com a mão direita o tornozelo direito. O cotovelo do braço direito deve ficar encostado na parte
interna do joelho e todo o antebraço junto à perna. Segure com a mão esquerda o calcanhar direito
envolvendo-o com a palma da mão. Se conseguir, mantenha a cabeça levantada. Sacudir lateralmente o
pé direito durante 1 a 2 minutos. Através deste exercício cura-se a doença de Morton, que é a inflamação
na articulação do tornozelo por excesso de peso e luxação.
2. Supondo que a doença seja no pé esquerdo, na posição deitada levante as duas pernas para o alto,
segure com as mãos o tornozelo ou a ponta do pé esquerdo movimentando-o para frente e para trás tal
como o movimento que se faz no acelerador de um carro, durante 1 a 2 minutos. Através desse exercício
pode-se curar a Doença de Soarell, que é a inflamação na articulação dos tornozelos por excesso de peso
e luxação.
Faça esses exercícios de acordo com o pé que esteja doente.
Para praticar o exercício vasocapilar é necessário deitar em cama dura ou sobre uma esteira no chão
e colocar apenas sob a nuca um pequeno travesseiro que apóie o pescoço sem forçá-lo. Levantar os
braços e pernas para o alto, retos, colocando a sola dos pés na direção horizontal. Tremer ao mesmo
tempo, braços e pernas vigorosamente e, sobretudo, observar para que as pernas vibrem sem dobrá-las.
Fazer este exercício por um, dois ou mais minutos.
Pessoas portadoras de qualquer distúrbio crônico de saúde não conseguirão manter as pernas
erguidas formando um ângulo reto com o corpo. Doentes em estado muito grave deverão ser ajudados a
realizar este exercício.

Observação: houve caso em que após o período de sintomas agudos devido à inalação de produto agrotóxico, a estagnação de
tais resíduos nas pernas e pés, causando enrijecimento das articulações dos pés e tornozelos, foi totalmente eliminada com três dias
de exercício vasocapilar à noite ao deitar. Tais exercícios possibilitaram que as toxinas fluíssem através dos glomos para o sistema
urinário e conseqüente eliminação do organismo. Também as depressões que persistem na pele ao ser pressionada, possivelmente
devido à concentração de toxinas na região pressionada, são sintomas de irrigação deficiente e, portanto curáveis com o exercício
vasocapilar. Antonio Carlos M. Cattaneo – Boa Vista (RR)

BANHO ALTERNADO FRIO E QUENTE Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum. Estimula a circulação
e a pulsação, aumenta a resistência orgânica contra substâncias tóxicas, elimina rapidamente o
cansaço, indicado em nevralgias, reumatismos, artrose, dores de cabeça, diabete, distúrbios
cardiovasculares, hipertensão, anemia, doenças do fígado e dos rins, gripes, resfriados, malária,
7
dengue, rejuvenescimento da pele, enfermidades diversas. Estimula os glomos e fortalece todos os
nervos e glândulas, elimina as causas patogênicas e promove a cura natural.
Num mesmo banho alternar a temperatura da água permanecendo 1 minuto no banho em água
fria e 1 minuto no banho em água quente. Iniciar com água fria e terminar com água fria num total de 7 a
11 banhos (frios e quentes) por vez. A temperatura indicada para a água quente é 44º C e para a água fria
14 ou 15º C. Em caso de doença fazer até 60 banhos por vez (uma hora de banho).
Evitar o banho alternado quente e frio completo nos casos de sífilis e cirrose. Em tais casos o
doente deve praticá-lo apenas nos pés e mãos. Também em casos de doentes muito enfraquecidos deve-
se pratica-lo apenas nos pés e nas mãos durante a primeira semana de tratamento. No caso de pessoas
magras o tempo de banho será evidentemente mais curto.
Diante de qualquer mal estar físico ou psicológico durante o banho deve-se pratica-lo somente nos
pés e braços e experimentar o BANHO DE AR durante 2 a 3 meses.
Observação: a prática deste banho alternado, evidentemente com alimentação correta (COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS),
dá ao organismo enorme capacidade de equilibrar sua temperatura em função da temperatura ambiente diminuindo
significativamente as sensações de impacto da influência ambiental térmica sobre o organismo. Antonio Carlos M. Cattaneo – Boa
Vista (RR)

7
Glomo é um aglomerado de minúsculas veias e artérias que existe em vários órgãos e na pele, especialmente nas dermes das
extremidades. É um desvio pelo qual o sangue passa da artéria diretamente para a veia sem passar pelos capilares. O glomo se
forma logo após o nascimento e desenvolve-se até os 40 anos quando então começa a diminuir.
28

EXERCÍCIO DO JOÃO TEIMOSO Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum Fazer os onze movimentos
preparatórios. Conseguindo faze-los cada um em 1 minuto, desaparecerão os distúrbios dos órgãos
situados acima do diafragma. Fazer esses movimentos durante 10 minutos de manhã e a noite.
1. Em pé com os braços baixados e sem movimentar a cabeça, erguer e baixar os ombros por 10
vezes para relaxar os músculos do trapézio.
Este movimento elimina a bursite e dormência nas mãos.
2. Pender a cabeça para a direita aproximando ao máximo o lóbulo da orelha do ombro; não erguer
os ombros. Repetir esse movimento 10 vezes.
A gordura absorvida pelos intestinos passa para a caixa torácica e junta-se ao sistema linfático do corpo passando para a
veia cava inferior (aurícula esquerda do coração) indo em seguida para a aurícula direita. Este exercício estimula a
irrigação sanguínea da caixa torácica.
3. Fazer o mesmo exercício pendendo a cabeça para o lado esquerdo. Fazer 10 vezes.
Este movimento estimula a veia cava inferior e as glândulas linfáticas do lado direito do pescoço prevenindo ou
curando o entupimento das glândulas linfáticas.
4. Deixar cair a cabeça para frente fazendo com que o queixo toque o peito e ergue-la rapidamente
voltando à posição normal. Repetir esse movimento 10 vezes.
A contração dos músculos posteriores da espinha dorsal provoca distúrbios nos nervos de percepção e no sistema
nervoso central. Este exercício atua na flexibilização dos músculos de ligações intervertebrais, estimulando o nervo
simpático, aumentando a acidez no sangue e conseqüentemente, dilatando as veias.
5. Fazer o mesmo exercício tombando a cabeça para trás por 10 vezes.
Este exercício flexibiliza os músculos anteriores da coluna dorsal, estimula o nervo parassimpático, aumentando a
alcalinidade do sangue e conseqüentemente contraindo as veias.
6. Virar rapidamente a cabeça para o lado direito, o maxilar quase alinhado com o ombro direito.
Olhar com firmeza para um ponto situado atrás de si. Repetir por 10 vezes.
Esse exercício fortalece a vista e estimula o nervo simpático na região direita superior do pescoço.
7. Fazer o mesmo exercício virando a cabeça para o lado esquerdo. Repetir por 10 vezes.
Esse exercício fortalece a vista e estimula o nervo parassimpático na região esquerda superior do pescoço.
8. Estender os braços para os lados à altura dos ombros, mantendo-os nesta posição ligeiramente
voltados para frente. Movimentar a cabeça da direita para a esquerda e da esquerda para a direita,
apenas uma vez para cada lado. Em seguida vibrar somente as mãos.
Esse exercício ativa a irrigação das glândulas linfáticas na região torácica e torna flexíveis os músculos do pescoço.
9. Levantar os braços perpendicularmente acima da cabeça. Virar a cabeça para um lado e para o
outro apenas uma só vez.
Exercício de ativação das glândulas linfáticas da região mamária e de flexibilização dos músculos do pescoço.
10. Levantar os braços perpendicularmente acima da cabeça, dobrar o polegar na palma da mão
seguro pelos quatro dedos e punhos bem firmes. Em seguida baixar os braços mantendo os
cotovelos em ângulo de 90º à altura das axilas, deixando em seguida os braços caírem ao longo
do corpo. Fazer esse movimento apenas uma vez.
Os dedos polegar e indicador estão ligados à sétima vértebra torácica, que estimula a alcalinidade do sangue8. Os dedos
médio e anular estão ligados à oitava vértebra torácica que reduz a alcalinidade do sangue.
11. Com os cotovelos formando um ângulo de 90 º à altura dos ombros, force os braços e a cabeça
para trás, esticando bem o pescoço e levantando o queixo ao máximo que consiga.
Esse exercício fortalece a irrigação dos vasos linfáticos da caixa torácica, ativando a glândula tireóide e o nervo
parassimpático.

Após esses movimentos preparatórios, despido ou com roupa leve sentar no chão sobre os pés
afastando os joelhos a uma distância de 4 a 5 punhos fechados. Colocar o dedão do pé esquerdo sobre a
sola do pé direito e apoiar as pontas dos dedos das mãos sobre os joelhos. Mantenha os olhos fechados
Manter a coluna vertebral reta e firme com os músculos da barriga encolhidos quando na posição
ereta. Inclinar o tronco em 40º para um lado afrouxando os músculos da barriga. Voltar a posição ereta
encolhendo os músculos abdominais e inclinar o tronco para o outro lado também num ângulo de 40º
afrouxando os músculos abdominais. As inclinações para ambos os lados contam-se como uma vez deste
exercício. Fazer este exercício durante 10 minutos. Durante esse tempo pode faze-lo até 500 vezes, no
entanto 200 a 300 vezes é satisfatório para iniciantes. Nunca fazer este exercício em pé, de preferência
sempre sentado sobre os pés ou num pequeno banco.
Se uma pessoa fizer esse exercício durante uns 30 minutos sofrerá reações. Por exemplo, em
casos de reumatismo aparecerá uma crise muito estranha; há pessoas que apresentam uma crise
semelhante à do epiléptico. Caso isto aconteça basta bater levemente em seus joelhos ou em sua cabeça
enquanto outra pessoa bate levemente em sua coluna vertebral; a crise passará na hora. Essas reações
acontecem em razão do organismo intensificar a eliminação de toxinas acumuladas pelo enfermo.

8
70% das doenças são causadas pelo excesso de acidez dos líquidos orgânicos e 30% pelo excesso de alcalinidade. O
ponto fundamental da manutenção da saúde depende do equilíbrio dinâmico entre a acidez e a alcalinidade do corpo (teoria de
Hipócrates). Alimentação à base de verduras cruas e BANHO ALTERNADO FRIO QUENTE promovem o equilíbrio ácido-básico do
corpo.
29

Conseguindo fazer esse exercício 2000 vezes seguidas não haverá mais necessidade de fazê-lo
diariamente.
O movimento das costas estimula o nervo simpático induzindo à acidez os líquidos do corpo e o movimento do ventre
estimula o nervo parassimpático induzindo à alcalinidade os líquidos do corpo. Esse antagonismo leva à neutralidade dos líquidos
orgânicos (equilíbrio ácido-básico do organismo). Balançar as costas tem o objetivo de proporcionar a retificação da coluna e
movimentando-se o abdômen eliminam-se as fezes ressequidas dos intestinos prevenindo e curando a visceroptose.
A oscilação das costas favorece a irrigação de veias obstruídas na cabeça, estimulando o cérebro e agilizando a
produção intelectual (é um tipo de exercício vasocapilar para a cabeça).
Qualquer problema nos olhos ou nariz é curado com esse exercício. O próprio Dr. Jong Suk Yum curou-se de sinusite
com esse exercício. Recomenda que se beba bastante água até a urina tornar-se incolor.

DORES MUSCULARES, ENTREVAMENTO Estado que dificulta a movimentação. Chá em leve fervura
de 20 folhas de graviola, trituradas ou cortadas em fatias finas, em um litro de água. Beber 3 copos por dia.
Alamir Casarin – professor, Boa Vista (RR)

HEMORRAGIA Qualquer hemorragia no braço é estancada quando, elevando o braço ferido acima
da cabeça e agitando-o fazendo tremer, ativa-se os glomos. O mesmo acontece com as pernas. Ver
EXERCÍCIO VASOCAPILAR Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum

QUEIMADURA COM PIMENTA Algumas pimentas com alto grau de ardência podem causar
queimaduras graves na pele. Os nativos da Guiana Inglesa utilizam uma calda feita com muito açúcar
demerara (açúcar não refinado) e água que passando na área afetada anulam o efeito da pimenta.
Mustapha Rahim, Boa Vista (RR)

CICATRIZ Para remover a cicatriz, passar sobre ela a seiva do talo (pedúnculo) da abóbora.

VERRUGA Colocar uma fatia de tomate verde sobre a verruga e prender com um esparadrapo. É
conveniente fazer ao dormir. Repetir até desaparecer a verruga. Medicamento utilizado pelos antigos em Roraima

NARIZ ENTUPIDO O aquecimento dos pés desobstrui o nariz. ABC DA SAÚDE – Dr. Jong Suk Yum

VERRUGA Esfregar sobre a verruga a parte interna da casca de banana. Medicamento usado nas malocas
indígenas em Roraima.

GASTRITE, ÚLCERA Comer repolho cru ou beber suco das folhas do repolho cru. Em poucos dias a
cura é realizada. Gases são produzidos quando se come repolho cozido; repolho cru não dá gases.

UNHEIRO, FERIDAS INFLAMADAS Colocar folha de fumo sobre a ferida ou unheiro e passar uma
gaze para mantê-la em contato com a parte afetada. Se a folha estiver endurecida umedece-la com óleo
de cozinha. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

ESCORPIÃO Para afugentar escorpiões de um local os indígenas venezuelanos pegam um escorpião


vivo, cortam apenas o ferrão, soltam o escorpião e jogam o ferrão para o lado que o sol se põe. Todos os
outros escorpiões saem daquela área. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

IMPEDIR QUE A CADELA SEJA EMPRENHADA Indígenas venezuelanos amarram um cordão, feito
preferencialmente de fibras de algodão, ao redor da barriga da cadela sem aperta-lo. Caso queiram que a
cadela tenha apenas um filhote dão um nó em qualquer parte do segmento do cordão, dois nós para que
tenha dois filhotes e assim por diante. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

ABCESSO DENTÁRIO Colocar uma boa quantidade de algodão sobre a parte da gengiva afetada e deixar
até que o abcesso vaze. Se a saliva molhar o algodão durante o processo colocar outro algodão seco.
Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

PICADA DE ESCORPIÃO Cortar um pouco do cabelo do alto da parte de trás da cabeça da pessoa
acidentada, colocar num recipiente, queimar o cabelo e fazer a pessoa respirar esta fumaça. Repetir até a
cura. Medicamento indígena de San José de Guanipa, Estado Anzoatigui, Venezuela. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

DOR DE CABEÇA Passar ambas as mãos, lentamente e ao mesmo tempo com os dedos abertos em
meio aos cabelos nas laterais da cabeça, em direção ao topo da parte traseira da cabeça. Ao chegar atrás
da cabeça, afastar as mãos, com dedos abertos, para trás e para o alto como se estivesse jogando fora
alguma coisa. Fazer esse movimento 15 vezes. Depois, passar levemente em movimentos circulares a
palma da mão esquerda no cotovelo do braço direito dobrado. Fazer esse movimento 15 vezes. Fazer o
mesmo procedimento com o cotovelo do braço esquerdo. Ensinamento japonês. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela
30

ESTIMULANDO O SABER Todo conhecimento reside na parte posterior da cabeça, região do cérebro
que o contém. Esta zona situa-se na metade superior de trás da cabeça entre as linhas imaginárias que
passam na perpendicular ao centro da nuca e nas perpendiculares às bordas externas dos lóbulos das
orelhas. Para estimular o saber massagear suavemente com a ponta dos dedos esta área da cabeça.

DERMATOSES, PÚSTULAS, FURÚNCULOS, FUNCIONAMENTO EXAGERADO DAS GLÃNDULAS


SEBÁCEAS Ovos de galinha contém um fator que faz com que as glândulas sebáceas funcionem
exageradamente. A vitamina H neutraliza este fator mantendo a normalidade de funcionamento das
glândulas sebáceas. Os alimentos que contém grande quantidade de vitamina H são a levedura de
cerveja, queijo, leite e fígado. Desde tempos remotos utiliza-se a levedura de cerveja, como alimento, na
cura de dermatoses, pústulas e furúnculos. Também os banhos de lama medicinal curam dermatoses, pois
contém vitamina H. Do livro O Corpo Humano – Fritz Kahn

LIMPEZA DO SANGUE Depurativo do sangue. Nove laranjas da Terra (variedade de laranja


amarga) descascadas e cortadas em pedaços pequenos com sementes fervidas em 3 litros d’água. Deixar
ferver até reduzir a 1 litro. Durante a fervura ir retirando a espuma que se forma. Coar, deixar esfriar um
pouco e colocar uma colher de sopa de sal amargo ou Sal de Epson. Colocar em uma garrafa com rolha
de cortiça e deixar no sol e sereno por 3 dias seguidos. Beber uma xícara pequena de manhã em jejum e
tomar banho em seguida. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

VERMÍFUGO Ferver 500 ml de soro do leite (sem sal), esfriar, colocar em uma garrafa e adicionar
pedaços da parte interna de uma folha grande de babosa (sem a casca). No caso de folhas pequenas usar
3 folhas de babosa. Deixar ao sol e ao sereno durante 5 dias. Beber uma xícara pequena por dia, em
jejum, durante uma semana. Repetir mais duas vezes dando um intervalo de 3 dias entre os períodos de
tratamento. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

PROBLEMAS MENSTRUAIS Colocar em 500 ml de soro de leite (sem sal) uma folha de babosa assada
com casca, cortada em pedaços, duas folhas de babosa descascadas (usar apenas a parte gelatinosa
interna) e uma colher e meia de sal amargo ou Sal de Epson. Deixar ao sol e sereno por 5 dias seguidos.
Beber uma xícara pequena em jejum durante 15 dias. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

PROBLEMAS MENSTRUAIS Este medicamento é feito no momento de toma-lo. Os ingredientes deste


medicamento não podem ter contato com nenhum metal durante a preparação. Devido a coloração
vermelha da planta utilizada a urina será avermelhada após tomar o medicamento. Retirar a casca de um
abacaxi, ralar em um ralo plástico e espreme-lo em um pano para extrair o suco. Pegar 15 folhas de
sangria (planta cujo suco é vermelho e as folhas semelhantes às da carmelitana) colocar dentro de um
pano e soca-las com um soquete de madeira ou com uma pedra. Colocar 3 colheres de água dentro do
pano onde estão as folhas socadas e espreme-las. Misturar o suco assim extraído, ao suco do abacaxi e
beber em jejum. Após 15 minutos beber água lentamente.

VARIZES Cortar 1 kg de cebola roxa em pedaços médios e ferver em 3 litros de água até reduzir a 2
litros. Deixar esfriar um pouco e acrescentar 2 nozes moscadas raladas e uma xícara grande de mel de
abelhas. Não coar. Beber uma xícara pequena de manhã e outra à tarde. Este medicamento clareia a pele
escurecida pelas varizes. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

SINUSITE Ferver em um litro d’água uma colher de sopa de bicarbonato de sódio e uma colher de
sopa de sal. Usar desta água para pingar uma ou duas gotas em cada narina de manhã e à tarde. Da
mesma água fazer gargarejo de manhã e à noite antes de dormir. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

ARTRITE DEFORMANTE Moer no liquidificador sementes de linhaça e destas sementes moídas


tomar uma colherinha de manhã e outra à tarde, misturadas em água, suco ou sopa. Maria de Jesus Cipriani,
Venezuela

OXIGENAÇÃO CEREBRAL, ENERGIA SEXUAL, CIRCULAÇÃO, COLESTEROL Fazer um pequeno


corte em 1 kg de uvas de cor verde após lavá-las bastante e coloca-las em uma garrafa com vinho branco.
Após uma semana socar o máximo possível, com uma varinha seca e limpa, as uvas dentro da garrafa.
Beber diariamente uma a duas xícaras pequenas em jejum e no almoço. Deve-se beber o vinho com
bagaço e sementes. Talvez fosse melhor usar o liquidificador ao invés de socá-las com uma varinha.
Medicamento de indianos residentes na Venezuela. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

ERISIPELA Molhar a ponta da pena de galinha com iodo e passar acima da área inchada da ferida
(fora da inchação) circundando totalmente a perna e jogar esta pena fora. Fazer uma aplicação por dia.
Maria de Jesus Cipriani, Venezuela
31

DOR DE DENTE Retirar apenas a primeira casca de um dente de alho e prende-lo ao pulso com
uma tira de pano. Se o dente doído for do lado esquerdo colocar o alho do lado direito e vice-versa. Tal
procedimento alivia a dor de dente. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

ALERGIA Para alergia cuja manifestação é na pele, causando coceiras e inchações. Pegar a terra da
superfície da área onde a galinha deita para tomar sol e passar em todo o corpo da pessoa. Em seguida a
pessoa deve tomar banho sem usar sabão e não enxugar após o banho. Medicamento usado pelos antigos em
Roraima. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

PICADA DE LACRAIA (PIOLHO DE COBRA) Comer bastante queijo de coalho, colocar um pedaço
deste queijo em contato com a área picada e amarra-lo com uma tira de pano. O queijo puxa o veneno.
Não beber água. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

TERÇOL, TUMOR Cortar 3 limões verdes e tirar uma semente de cada limão. Engolir as três
sementes bebendo meio copo de água. Repetir sete e quatorze dias depois o mesmo procedimento. Maria
de Jesus Cipriani, Venezuela

COLÍRIO Fazer fogo com lenha de mirixí sem casca (madeira que queima mantendo a brasa por longo
tempo). Quando toda lenha se tornar brasa, colocar nela três caroços secos (velhos) de buriti. Quando se
tornarem bem vermelhos (em brasa) retira-los e coloca-los em um copo grande com água fervida, tapar e
deixar em repouso por várias horas. Coar em algodão e colocar num vidro. Pingar uma gota em cada olho
duas vezes ao dia. Recupera a visão. Medicamente usado pelos antigos em Roraima. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela.

HEMORRÓIDAS Encostar-se em uma bananeira e marcar na bananeira a exata altura das


hemorróidas. Nesta altura, cavar um buraco na bananeira retirando o pedaço na forma de uma tampa e
passar sobre as hemorróidas a seiva da bananeira. Coletar mais um pouco desta seiva, colocar num vidro
e passar nas hemorróidas por mais dois dias seguidos. Tampar o buraco feito na bananeira com o pedaço
dela retirado. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela.

DEFICIÊNCIA NOS OLHOS Pingar a seiva de caimbé (lixeira) nos olhos. Esta seiva pode ser colhida
de galhos novos ou da entrecasca, mas há que esperar um pouco para obter esta seiva que não sai
imediatamente. Isto foi contado por um índio macuxí da Serra da Água Fria - Roraima, na forma de uma
história a respeito de seu avô que estava quase cego e ao usar tal recurso voltou a enxergar.

NEURÓBICA – Ginástica para o cérebro Trocar de mão ao escovar os dentes é um exercício de


coordenação que estimula a atividade cerebral fazendo com que o cérebro desenvolva tal aptidão. É uma
técnica para melhorar a capacidade de concentração treinando a criatividade e inteligência.
Uma descoberta da neurociência revela que o cérebro possui uma capacidade extraordinária de
desenvolver-se e mudar o padrão de suas conexões. Os autores desta descoberta (Lawrence Katz e
Manning Rubin, 2000) revelam que a neuróbica (aeróbica dos neurônios) é uma forma de exercício
cerebral projetada para manter o cérebro ágil e saudável, criando novos e diferentes padrões de
atividades dos neurônios. O mal de Alzheimer pode ser evitado realizando tais exercícios mentais.
Oitenta por cento de nossos costumes diários é ocupado por rotinas que reduzem o trabalho
cerebral devido ao automatismo adquirido com as repetições das atividades. Portanto é um exercício para
o cérebro contrariar as rotinas do automatismo. Tente exercitar seu cérebro realizando diariamente ações
diferentes do seu costume alternando-as continuadamente. Por exemplo:
1. use o relógio de pulso no lado contrário ao de costume
2. escove os dentes com a mão contrária a de costume
3. ande em casa de trás para frente (chineses treinam desta forma nos parques das cidades)
4. vista-se de olhos fechados
5. escreva com a mão contrária a de costume
6. veja fotos de cabeça para baixo
7. olhe as horas através de um espelho
8. penteie seus cabelos com a mão contrária a de costume
9. escreva palavras com apenas a primeira e a ultima letra no lugar certo. Exemplo: De aorcdo
com uma pqsieusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas de uma plravaa
etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo.
10. mude sua trajetória ao ir para o trabalho e ao andar dentro das dependências do seu trabalho
11. beba água com a mão contrária a de costume
Diversificar – quem percebe que começa a não se lembrar de nomes, a não ter novas idéias ou
motivação para buscar novos interesses, deve ficar atento para não deixar o cérebro entrar em estado de
apatia. Faça coisas inesperadas para provocar uma espécie de tratamento de choque no cérebro.
32

Ambientes diferentes, que apresentem desafios, são excelentes agentes de mudanças de atitudes,
ajudando a pensar e ver as coisas de modo diferente.

Curiosidade – o melhor estímulo para o cérebro ainda é a curiosidade, a capacidade de se


deslumbrar. Faça coisas novas. Aprenda a pintar, dançar, cantar, saia da rotina. Resgate sua capacidade
de se surpreender. Passe a questionar suas crenças e verdades, duvide. Seja criativo, invente um novo
roteiro para sua vida. Tenha a criatividade não somente como uma estratégia para diferenciar-se no
mundo do trabalho, mas como uma filosofia de vida. Maria Inês Felippe, consultora de Criatividade e Inovação.

CÂNCER DE PULMÃO O consumo de repolho, brócolis e outros vegetais da mesma família


botânica e brotos de feijão reduz o risco de câncer de pulmão em até 72%. Tais alimentos são ricos em
substâncias químicas denominadas isotiocianatos, considerados como protetores naturais contra o câncer
de pulmão, no entanto, para que tais substâncias sejam efetivas é necessário evidentemente, que o
organismo não as elimine. As pessoas que têm versões inativas dos genes GSTM1 e GSTT1 não
eliminam isotiocianatos. Nas pessoas que têm versões ativas estes genes produzem enzimas que, ao
removerem toxinas do organismo, também removem os isotiocianatos.
Foram examinadas 2.168 pessoas com câncer no pulmão e outras 2.168 pessoas saudáveis,
todas vindas da Polônia, Eslováquia, República Checa, Romênia, Rússia e Hungria, países onde tais
verduras fazem parte da dieta básica da população.
Nas pessoas com versões ativas dos dois genes não foram observados os efeitos protetores dos
isotiocianatos.
Nas pessoas com versão inativa do gene GSTM1 o consumo destes vegetais aumentou a
proteção contra o câncer do pulmão em 33%. Aproximadamente metade das pessoas tem essa forma de
gene.
Nas pessoas com versão inativa do gene GSTT1 o consumo dos vegetais aumentou a proteção
contra o câncer do pulmão em 37%. Apenas 1/5 das pessoas tem essa forma de gene.
Nas pessoas com versões inativas dos genes GSTM1 e GSTT1 o consumo de vegetais aumentou
a proteção contra o câncer de pulmão em 72%. Apenas 10% das pessoas tem essa forma de genes.
O pesquisador Paulo Boffetta, um dos membros desta equipe, disse que não é possível saber se a
quantidade de vegetais ingeridos está relacionada diretamente com o efeito protetor. IARC – Agência
Internacional para Pesquisa sobre o Câncer – Lyon, França - publicação do jornal científico The Lancet

QUEDA DE CABELO Deixar de molho em ½ litro d’água um punhado de alecrim seco ou verde por 1 dia.
Depois ferver e deixar esfriar. Bater em liquidificador esta solução de alecrim com uma cebola inteira. Coar
e usar em massagens no cabelo. Interrompe a queda e promove o nascimento dos cabelos.

REPÔLHO Para fechar o repolho durante seu crescimento mantendo um volume compacto de suas
folhas. Dissolver 2 colheres de sementes de urucum moídas em 20 litros de água. Colocar sobre as folhas
abertas de cada planta com aproximadamente um mês de plantada, uma colher desta solução. Manter as
raízes das plantas sob a terra sempre ajuntando terra sobre elas ou grande quantidade de palhas ou
folhas secas. Técnico agrícola Gilvan, Pacaraima, Roraima

PLANTANDO EM SOLOS POBRES Fazer uma cova circular, retirar toda a terra e colocar no fundo da
cova a terra superficial retirada ao fazer o buraco. Colocar um tubo vazado (pode ser um bambu cujas
divisões internas de gomos tenham sido retiradas) alinhado na direção leste-oeste, com uma extremidade
apoiada, próxima à parede interna do buraco e inserida nesta terra que foi posta na parte inferior da cova.
A outra extremidade, acima uns 10 a 15 cm da superfície do solo, alinhada no sentido leste.
Bem próximo às bordas do buraco, na superfície do solo, colocar um cristal cravado
perpendicularmente no solo, em cada ponto nos sentidos oeste, norte e sul. Tal procedimento acelera o
crescimento da planta. Ensinado em uma palestra por um extra-terrestre em Minas Gerais.

PICADA DE COBRA Se dos furos da picada não estiver saindo sangue, lavar a ferida para que a ferida
fique aberta e o sangue saia. Esmagar uma cebola e coloca-la sobre os furos da picada. Passar um pano
em volta para mantê-la sobre a ferida. Se houver, prefira a cebola roxa. O Sr. Milton aplicou este
medicamento em dois garimpeiros picados por cobra; um deles picado por uma cobra de grande porte e o
outro picado por uma jararaca. Em pouco tempo cessa a dor. A cebola retira o veneno e vai tornando-se
preta. Milton Araújo de Almeida, garimpeiro.

PICADA DE ARANHA Passar sobre a área da picada o produto fitoterápico farmacêutico denominado
Específico Pessoa e toma-lo na dose recomendada na bula deste medicamento.
33

PICADA DE COBRA Tomar o produto fitoterápico farmacêutico denominado Específico Pessoa na


dosagem recomendada na bula deste medicamento.

CÁLCULO NA VESÍCULA Ferver 3 folhas secas de embaúba em 3 litros de água até reduzir a 1 litro.
Guardar na geladeira e tomar uma xícara pequena desta solução de manhã, em jejum, e outra a noite. A
embaúba utilizada não tinha raízes aéreas. Este medicamento é eficaz apenas quando a vesícula não está
inflamada. Para cálculos com inflamação nos órgãos ver CÁLCULOS COM INFLAMAÇÃO NOS RINS E NA
VESÍCULA na página 4.
Receituário de indianos residentes na Venezuela.
Helena França Costa (Boa Vista-RR), 85 anos, estava impedida de realizar cirurgia devido à idade, alta taxa de
triglicerídeos e pressão alta. Em estado gravíssimo com fortes dores em toda a região dos rins e abdômen, infecção urinária e sem
conseguir andar devido à gravidade de seu estado, tomou este medicamento e após algumas horas sentia poucas dores e no dia
seguinte conseguia andar, recuperando a normalidade rapidamente. O cálculo na vesícula foi totalmente eliminado, como constatado
nos exames médicos, algumas semanas após tomar este medicamento.

BATOM Chumbo é uma substância química que causa câncer. Quanto maior o conteúdo de
chumbo, maior a chance de causar câncer. Quanto maior poder de fixação do batom provavelmente mais
chumbo terá. Depois de fazer testes em batons, foi constatado no batom da Y.S.L. o maior teor de
chumbo. Eis um teste que você pode fazer:
1. ponha um pouco de batom em sua mão
2. com um anel de ouro esfregue sobre o batom na palma de sua mão
3. se a cor do batom mudar para preto o batom contém chumbo.
As marcas que contêm chumbo são: Christian Dior, Lancöme, Clinique, Y.S.L., Estée Lauder,
Shiseido, Read Hearth (Lip Gloss), Chanel (Lip Conditioner), Market America, Motives Lipstick, Avon.
Ana Isabela Lopes Sales, Doutoranda em Biologia Celular e Molecular, Laboratório de Genômica e Biologia Molecular
Bacteriana, Departamento de Biologia Celular e Molecular e Bioagentes Patogênicos - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -
Universidade de São Paulo - fone: 16 602-3265 - fax: 16 633-1786

FERIDAS PERSISTENTES, DE CURA DIFÍCIL Pingar sobre toda a área da ferida cera derretida
de vela. Provavelmente, a mudança brusca de temperatura ao contato da área ferida com a cera quente
elimina os microrganismos causadores da infecção. Newton Perdiz, Rio de Janeiro - RJ.
Na década de 1940 em Roraima, houve caso de cura de ferida profunda (contam que estava gangrenada, pois havia
insensibilidade nos tecidos) aplicando-se óleo de copaíba extremamente quente sobre a área da ferida. A cada aplicação de óleo de
copaíba quente removiam-se os tecidos mortos e tornavam a aplicar mais óleo quente até alcançar os tecidos sadios quando então,
manifestava-se a dor.

FURÚNCULO Colocar fatias de cebola aquecidas sobre o furúnculo. Se possível, fazer um pequeno furo
no centro do furúnculo para facilitar a ação da cebola. Este medicamento extrai os tecidos inflamados.
Alamir Casarin – professor, Boa Vista (RR)

PICADAS DE ABELHAS Passar sobre a área da picada o medicamento fitoterápico farmacêutico


denominado Específico Pessoa. Ivo Weddigen, apicultor, toma uma colher de sopa deste medicamento
antes de trabalhar com as colméias e não sente as conseqüências dolorosas das picadas de abelhas. Tal
medicamento pode ser de igual eficácia também em picadas de marimbondos (cabas, vespas). Ivo
Weddigen, professor e apicultor, Boa Vista (RR)

ALERGIA Peneirar terra argilosa sem impurezas de matéria orgânica, retirada da camada abaixo da
superfície do solo, na quantidade de um prato fundo. Misturar bem esta terra em 2 litros de água e deixar
em repouso numa vasilha. Após 4 horas de repouso, aproximadamente, a terra ficará no fundo e a água
na parte de cima da vasilha. Colocar esta água em uma garrafa e beber somente desta água até eliminar a
alergia. Este medicamento foi usado em caso de alergia que causa empolamentos na pele devido a
picadas de insetos. Medicamento usado pelos antigos em Minas Gerais. Tarcísio Rodrigues, Engenheiro Agrônomo, Secretaria
de Agricultura - Boa Vista/RR.

GRIPE, AFECÇÕES PULMONARES, PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS Cozinhar fubá de milho até


o ponto de formar um angu (polenta) macio, envolver essa massa em um pano e coloca-la bem quente
sobre o peito como uma cataplasma. No dia seguinte são expelidas as mucosidades (catarro). Medicamento
usado pelos antigos em Minas Gerais. Tarcísio Rodrigues, Engenheiro Agrônomo, Secretaria de Agricultura - Boa Vista/RR.

OLHOS, ENFRAQUECIMENTO VISUAL Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum
A prisão de ventre prolongada e as fezes ressequidas no intestino grosso, ocasionadas pelo mal
funcionamento e conseqüente paralisia do intestino grosso (ver Fibras Alimentares), fazem com que o humor
vítreo (massa transparente, avascular, de consistência gelatinosa, que ocupa todo o espaço existente entre o cristalino e a retina) e
o cristalino (estrutura ocular biconvexa, transparente, localizada entre a câmara posterior e o corpo vítreo, e que constitui parte do
mecanismo de refração ocular) fiquem deformados e percam a capacidade de contrair e relaxar. Geralmente as
pessoas que sofrem de deficiência visual têm, também, problemas nos pés. Assim, podemos observar
34

um fato muito interessante: se o pé direito apresentar maiores problemas que o pé esquerdo


conseqüentemente o olho direito terá maior deficiência visual. Existem pessoas idosas que usaram óculos
durante muitos anos devido a problemas oculares considerados irreversíveis, que curaram-se praticando a
Unibiótica (designação dada pelo autor às práticas estudadas por ele com o objetivo de revitalização orgânica e conseqüente
recuperação da saúde). Até a Umbra Iridis pode ser curada com o EXERCÍCIO VASOCAPILAR e o EXERCÍCIO
DO ABDOMEN, alimentação exclusiva de verduras cruas e bebendo água freqüentemente e em pequenos
goles.
Visões múltiplas, distúrbio causado pelo cansaço visual pode ser curada da seguinte maneira:
Localizar um ponto e olha-lo fixamente. Com o braço esticado levante verticalmente um dedo sem desviar
os olhos do ponto em que estão fixados. O dedo será visto em dupla visão. Fazer com que o ponto fixado
fique entre os dedos da visão dupla. Aproxime o dedo do rosto sempre mantendo o ponto entre a dupla
visão do dedo. Esticar e dobrar o braço sempre mantendo o ponto fixado entre as duas imagens do dedo.
Fazer este exercício durante 2 minutos. O cansaço e as visões múltiplas desaparecerão. Se junto com
esse exercício for feito o EXERCÍCIO DO TORNOZELO o resultado será ainda maior.

Para recuperar totalmente a visão e não depender mais de óculos o livro Como enxergar bem
sem óculos, de M. Matheus de Souza, DC, DM. – Editora IBRAQUI – São Paulo-SP, ensina o Sistema
Bates, elaborado no começo do século vinte pelo Dr. William Horatio Bates em Nova York – Estados
Unidos, que permite recuperar a visão em casos de miopia, astigmatismo, hiperopia, estrabismo, etc e
abandonar definitivamente o uso de óculos. O sistema Bates, método desenvolvido para corrigir
disfunções visuais (problemas de refração) não é adequado às pessoas cuja visão foi afetada por
distúrbios orgânicos tais como tumores, degenerescência da retina, do nervo óptico ou dos centros visuais
do cérebro.

EXERCÍCIO DO TORNOZELO Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum


Deitado, apóie os pés em um volume de qualquer coisa com altura de 30 cm (um bloco de
madeira, por exemplo). Mantendo as pernas esticadas inclinar os pés o máximo possível em direção às
canelas e, mantendo-os inclinados na direção do tornozelo, deita-los ao máximo na direção horizontal.
Voltar à posição inicial e repetir 5 vezes.
Na mesma posição, com os pés apoiados sobre um volume qualquer com altura de 30 cm, abra
um pouco as pernas até que a distância entre os pés seja de 30 cm. Estique os pés na direção oposta às
canelas fazendo com que eles se inclinem para mais longe possível do corpo. Nesta posição, dobre os pés
e os dedos dos pés até que os dedos grandes encostem-se nas solas dos pés imediatamente abaixo
deles. Voltar à posição inicial e repetir 5 vezes.
Repetir 4 vezes cada série destes exercícios alternando suas execuções.
Fazendo simultaneamente o mesmo exercício com as mãos o resultado será ainda melhor. A
prática destes exercícios corrige os defeitos dos pés causados pelo uso excessivo de sapatos e melhora
o funcionamento dos rins e o vigor sexual.

EXERCÍCIO DO ABDÔMEN Do livro ABC da Saúde – Dr. Jong Suk Yum


Deitado em cama dura ou no chão, colocar as mãos espalmadas na região cervical, sob o
pescoço. Apoiando-se nos calcanhares erguer os quadris e movimenta-lo lateralmente da esquerda para a
direita em movimentos rápidos. Manter os pés inclinados em direção à canela e pernas esticadas.
Para facilitar pode-se apoiar a sola dos pés na parede. Praticar esse exercício diariamente durante
um a dois minutos, pela manhã e à noite. Qualquer tipo de dor no ventre é curada com esse exercício. O
Dr. Yum relata em seu livro um caso de cura de apendicite, acúmulo de fezes no cécum (primeira parte do
intestino grosso), ocorrido no Vietnã. Esse exercício corrige defeitos na coluna, elimina a paralisia dos
nervos periféricos normalizando a pressão sanguínea, aumenta a produção de hemoglobina na
osteomedula e estimula o nervo simpático. Estimula o peristaltismo beneficiando os intestinos e pode
curar torção intestinal (vulgarmente chamada de nó nas tripas) que ocorre quando fezes ressequidas
acumulam-se em alguma parte dos intestinos dilatando-lhe os músculos, o que normalmente se resolve
pela cirurgia. O piloro, quando entupido ocasiona roncos no ventre, esse exercício desentupirá o piloro.
A pélvis é também beneficiada com esse exercício que previne e cura a prostatite (inflamação na
próstata) no homem e, em geral, distúrbios ginecológicos na mulher.

MALÁRIA Triturar a planta inteira do melão São Caetano com um pouco de leite em um liquidificador
com um pouco de água fazendo uma calda grossa. Além de curar a malária evita que se pegue a doença.
Francisco das Chagas do Nascimento – indígena da Maloca do Boqueirão, Amajarí (RR)

ALCOOLISMO Torrar um beija-flor inteiro até transforma-lo em cinzas. Colocar estas cinzas em um copo
com cachaça e dar ao alcoólatra para beber sem que ele saiba. Deve-se dar esse medicamento quando
35

estiver bastante embriagado. Considerado altamente eficaz para eliminar o alcoolismo. Francisco das Chagas
do Nascimento – indígena da Maloca do Boqueirão, Amajarí (RR)

ALCOOLISMO Raspar a baba (muco secretado) do corpo do peixe traíra, coloca-la num copo com
cachaça e dar ao alcoólatra para que ele beba. Deve-se dar esse medicamento quando estiver bastante
embriagado. Considerado altamente eficaz para eliminar o alcoolismo. Filomeno , IBAMA (RR)

GASTRITE, LEISHIMANIOSE Moer a resina de jatobá até transforma-la em um pó fino. Para gastrite
misturar a resina moída em um copo de água e beber. Para leishimaniose colocar esta resina moída sobre
a ferida em quantidade suficiente para tapá-la. Filomeno , IBAMA (RR)

DOR Fazer chá de algumas folhas de douradão (planta pequena de folhas coriáceas e raiz profunda
existente nas savanas de Boa Vista – RR). Cura dores do corpo. Francisco das Chagas do Nascimento – indígena da
Maloca do Boqueirão, Amajarí (RR)

PALHAS DE BURITI PARA COBERTURA DE CASA E CORTE DE ÁRVORES O corte de folhas


de buriti, usadas em cobertura de casa, bem como de qualquer árvore, que se quer preservar contra
ataques de lagartas e brocas deve ser feito nos 3 dias antes da lua cheia (oficialmente marcada em
calendários) e nos três dias depois da lua cheia (3 primeiros dias da lua minguante). Feito assim, a
cobertura de casas com palhas de buriti duram de 6 a 8 anos e a madeira fica protegida contra brocas.
Conhecimento de indígenas de Roraima.

DENGUE Tomar o medicamento fitoterápico farmacêutico Específico Pessoa. Quem informou disse
que tomava 5 gôtas tres vezes ao dia para que os sintomas aliviassem. Nerivan Gomes, apicultor, Boa Vista – RR.

GASTRITE Comer folhas da planta Língua de Pirarucú, também conhecida pelo nome de Corama.
Antonio Balderramas – IBAMA/PA

GANGRENA Diante de um menino com gangrena, na qual o vergão negro era visível, o autor desta
informação teve a intuição de esquentar uma banda de limão numa chapa de ferro de fogão a lenha e,
quando bem aquecida, encostar com firmeza sobre a ferida chegando a causar dor. Quase que
imediatamente a ferida abriu-se expelindo o sangue necrosado seguido de sangue sadio salvando assim o
menino das conseqüências gravíssimas da gangrena. Luiz Vanderlei Pereira – IBAMA/TO
3
TESTE DE GRAVIDEZ Coletar 0,5 cm (0,5 ml) da urina da mulher e injetar no sapo cururu macho, sob a
pele imediatamente acima do ânus, preferencialmente utilizando uma seringa para insulina. Se a mulher
estiver grávida terá um hormônio que induzirá o sapo a produzir esperma imediatamente após a injeção da
urina. Esse teste era utilizado com eficácia pelos laboratoristas. Luiz Vanderlei Pereira – IBAMA/TO

DESODORANTE TÓXICO Todo desodorante contém alumínio como agente fixador. O alumínio é
altamente tóxico, letal caso entre na corrente sanguínea através de algum ferimento na axila. Os orientais
utilizam como desodorante eficaz tanto para axilas quanto para os pés o Leite de Magnésia.
Antonio Dantas – engenheiro agrônomo, fisiologista, consultor da área ambiental – Brasília.

CÂNCER Beber o chá da raiz da planta Vitória Régia ou mesmo comer a raiz. Luiz Vanderlei Pereira –
IBAMA/TO

HEMORRÓIDAS Fazer chá da planta Vassourinha de Botão (Família Ciperáceae), planta utilizada
pelas rezadeiras. Colocar numa bacia e sentar nesta solução de maneira que a água possa banhar a
hemorróida. Antonio Balderramas – IBAMA/PA

MANCHAS NA PELE CAUSADAS POR FERIDAS Há ferimentos que ao cicatrizarem deixam


manchas escuras na pele. Para remover essas manchas passar sobre elas a seiva do pedúnculo (talo) da
abóbora. Conhecimento dos antigos em Roraima.

AMEBA Chá de folhas de pitangueira. Um punhado cheio de folhas em um litro de água. Beber
quando tiver sede. Tatiana Menezes – Boa Vista (RR)

TOSSE, PIGARRO, CATARRO Cozinhar, sem usar água, um abacaxi descascado, picado em
pequenos pedaços socados até tornarem-se uma massa homogênea. Quando essa massa começar a
mudar de cor, ficando amarelada, colocar meio litro de mel de abelhas e misturar bem. Quando iniciar as
borbulhas indicando fervura, apagar o fogo, deixar esfriar e coar. Tomar uma xícara pequena três vezes ao
dia. Elimina a tosse e o pigarro causado pelo fumo e também o catarro. Ivo Weddigen, professor e apicultor, Boa
Vista (RR)
36

DOR DE GARGANTA, GARGANTA INFLAMADA Colocar em um litro de água o suco de 2 limões


Taiti (melhor se for do limão rosa), duas colheres de sopa de vinagre e uma colher de sopa de sal. Ferver.
Fazer gargarejos com essa solução morna, quatro vezes ao dia e, se quiser, beber apenas um pouquinho.
Rosângela Santos - PR

EMAGRECIMENTO, DIURÉTICO Chá das folhas de pata-de-vaca, mororó (planta arbustiva das
matas ciliares de Roraima). Não foi especificada a quantidade de folhas por litro d’água, pode-se utilizar
até sete folhas fervidas em um litro de água. Informações confirmam que, se este chá for bebido no lugar
da água potável diária, podem ser perdidos até 20 quilos de peso corpóreo em dois meses. Tem efeito
diurético. Observação: folhas de pata-de-vaca em excesso podem causar sérios problemas na visão.

GRIPE Ferver um ou dois punhados de folhas de alfavaca, deixar esfriar e banhar todo o corpo desde a
cabeça até os pés.

CÂNCER Pingar 3 gotas da seiva leitosa do avelós (planta da família das Euforbiáceaes) em 1 litro
de água. Beber meio copo por cada tomada de manhã, ao meio-dia e a noite. Houve caso em que a cura
de câncer em estado inicial ocorreu em pouco mais de 30 dias. O avelós é uma planta composta de caules
verdes flexíveis, sem folhas, utilizada na região nordeste como cerca viva para contenção do gado, pois
sua seiva cáustica repele os animais. Pesquisas científicas comprovam que a eficácia do avelós é superior
aos medicamentos quimioterápicos, pois paralisam a metástase, que é a forma de proliferação das células
cancerosas. Cineide – IBAMA/Roraima

CÁLCULO NA VESÍCULA Misturar o conteúdo de um vidro de tamanho médio de Leite de Magnésia


(hidróxido de magnésio) com um copo pequeno de azeite de oliva puro e beber de uma só vez. Roberto
Fernandes Abreu – analista ambiental IBAMA/RO

CÁLCULO NOS RINS Cozinhar a polpa do cacto mandacaru e extrair o suco desse cozimento. Beber no
lugar da água potável. Roberto Fernandes Abreu – analista ambiental IBAMA/RO

LIMPEZA DE SANGUE Costuma-se dizer, quando qualquer arranhão ou pequena ferida na pele
resistem por longo tempo apresentando um estado persistente de inflamação, que é preciso limpar o
sangue para que aconteça a cura. Num liquidificador colocar um abacaxi (sem água) e bater até
transformá-lo em suco puro. Misturar este suco com a mesma quantidade de água e ferver. À medida que
for fervendo retirar a espuma que se forma até que não haja mais nenhuma espuma. Apague o fogo e
acrescente uma colher de sopa cheia de sal amargo.. Guardar em geladeira e tomar uma xícara pequena
por dia em jejum e em seguida tomar um banho. Medicamento indiano. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela.

MANCHAS NA PELE Passar diariamente, à noite, sobre a mancha a mucilagem (parte interna da folha)
da folha de babosa. Não tomar sol ao passar essa mucilagem; usar a noite. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela.

VERMÍFUGO Para todos os vermes. Assar sementes de abóbora em chapa de fogão. Descascar e
comer durante 5 dias seguidos pela manhã em jejum. Adulto: 10 sementes por dia Crianças com mais de 5
anos: 5 sementes por dia Crianças até 5 anos: 3 sementes por dia. Rosangela Santos, PR

VERMÍFUGO PARA TAENIA (Taenia saginata ou Solitária) Para saber se uma pessoa tem solitária,
basta que ela olhe para um peixe seco salgado, tipo um bacalhau, ou para uma carne seca salgada; se a
boca se enche de saliva é certeza desta pessoa ter uma solitária. Comer durante um dia inteiro somente
água e polpa de coco. Daí, quando sentir vontade de defecar coloque uma vasilha de leite morno, ou
quente, no chão e fique de cócoras ou sente sobre essa vasilha. O verme sairá vivo em direção ao leite;
demora sair, mas espere sair totalmente. Não beber leite durante um ano. Destruir a Taenia depois dela
sair; deixe que ela saia por si mesma em direção ao leite. Rosangela Santos, PR

CARRAPATO Para repelir carrapatos tomar banho, e deixar secar no corpo, a solução preparada com
uma colher de sopa cheia de orégano fervida em 1 litro de água. Rosangela Santos, PR

DIARRÉIA Colocar em um copo as cascas secas que envolvem a cebola e derramar sobre elas água
fervente. Tapar por algum tempo e beber em seguida. Magnalda da Silva Maia – aluna do curso de formação de brigada
de combate a incêndios florestais, Taim-RS

PRÓSTATA Cozinhar 3 tomates com meia colher de azeite doce. Bater no liquidificador com meio copo
de água e beber em jejum. Fazer esse tratamento durante sete dias seguidos repetindo mais duas vezes e
fazendo um intervalo de três dias entre os tratamentos. Maria de Jesus Cipriani, Venezuela.
MEL DE ABELHAS _ TESTE DE PUREZA Para saber se o mel é puro multiplica-se o volume do mel
que se quer testar por 1,4. Para ser puro o resultado tem que ser igual ao peso deste mesmo volume de
37

mel. Um litro de mel pesa 1.400 gramas e a densidade do mel é 1,4. Ivo Weddigen, professor e apicultor, Boa Vista
(RR) Peso = massa x densidade 1.400 gramas = 1.000 ml (1 litro) x 1,4 (densidade) = 1.400 gramas = 1 quilo e quatrocentas gramas

DIABETE Colocar um mangará (inflorescência da bananeira) cortado ao meio em uma jarra com
água. Beber desta água somente. Após 7dias preparar esta solução com outro mangará.
Repetir por três vezes. Ermínia Ponciano – IBAMA/RR

DIABETE Chá da casca da árvore Jamelão (conhecida em Roraima como azeitona). Fazer um chá
fraco de folhas secas e beber no lugar da água. Ermínia Ponciano – IBAMA/RR

DIABETE Pegar uma planta inteira (folhas, ramos, frutos) de melão São Caetano colocar em uma
caixa de papelão para secar. Quando estiver seca, cozinhar toda a planta em água e beber desta solução
no lugar da água. Repetir mais duas vezes com intervalo de 7 dias entre as tomadas. Fazer exame médico
nos intervalos. Feliciano Belém Dantas, brigadista do Parque Nacional do Viruá, Caracaraí (RR)

DIABETE Chá das raízes do açaizeiro. Feliciano Belém Dantas, brigadista do Parque Nacional do Viruá, Caracaraí
(RR)

PICADA DE COBRA Beber uma colher de querosene. Feliciano Belém Dantas, brigadista do Parque Nacional do
Viruá, Caracaraí (RR)

MALÁRIA Triturar em liquidificador ou socar e depois cozinhar, folha de embaúba (de preferência a
folha branca da planta de caule rajado), raízes de açaí, raízes de picão, menos da metade (¼) de um
caroço de abacate ralado. Tomar com freqüência. Feliciano Belém Dantas, brigadista do Parque Nacional do Viruá,
Caracaraí (RR)

DOENÇAS – CAUSAS PSÍQUICAS Segundo a psicóloga americana Louise l. Hay, todas as doenças
que temos são criadas por nós. Ela afirma que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece
no nosso organismo. "Todas as doenças tem origem num estado de não-perdão", diz a psicóloga. Sempre
que estamos doentes, é importante que tentemos descobrir a quem precisamos perdoar.
Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. Pesar, tristeza,
raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o
ressentimento

AMIGDALITE Emoções reprimidas, criatividade sufocada.


ANOREXIA Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE Crítica conservada por longo tempo.
ASMA Sentimento contido, choro reprimido.
BRONQUITE Ambiente família inflamado. Gritos, discussões.
CÂNCER Magoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
COLESTEROL Medo de aceitar a alegria.
DERRAME Resistência. Rejeição à vida.
DIABETE Tristeza profunda.
DIARRÉIA Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA Autocrítica, falta de auto-valorização.
DOR NOS JOELHOS Medo de recomeçar, medo de seguir em frente
ENXAQUECA Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
FIBROMAS Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
FRIGIDEZ Medo. Negação do prazer.
GASTRITE Incerteza profunda. Sensação de condenação.
HEMORROIDAS Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
INSONIA Medo, culpa.
LABIRINTITE Medo de não estar no controle.
38

MENINGITE Tumulto interior. Falta de apoio.


NÓDULOS Ressentimento, frustração. Ego ferido.
PELE (ACNE) Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA Desespero. Cansaço da vida.
PRESSÃO ALTA Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA Falta de amor em criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
PULMÕES Medo de absorver a vida.
QUISTOS Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS Confusão mental, desordem, mágoas.
REUMATISMO Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
RINITE ALÉRGICA Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
RINS Medo da crítica, do fracasso, desapontamento.
SINUSITE Irritação com pessoa próxima.
TIROÍDE Humilhação.
TUMORES Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS Medo. Crença de não ser bom o bastante.
VARIZES Falta de coragem. Sentir-se sobrecarregado.

VÔMITO Para conter vômitos em gestantes dar suco da parte branca interna da casca de melancia
Rui Rabelo, PREVFOGO-IBAMA-Brasilia

VÔMITO Para dar sustentação evitando a debilitação orgânica quando estiver em crise de vômito
deve-se beber água de coco. Rosangela Santos, PR

UNHEIRO, AFECÇÃO CAUSADA POR FUNGOS NAS UNHAS Comprar em uma farmácia de
manipulação um preparado com a formulação URÉIA 20%, ÁCIDO SALICÍLICO 5%, P. CLOBETASOL
0.05%, CREME DE SILICONE 20%, CREME HIDRATANTE qsp 80 g. Passar na área afetada duas a três
vezes por dia. Rui Rabelo, PREVFOGO-IBAMA-Brasilia

OLHOS (PARA MANTER A SAÚDE DO CRISTALINO) Pingar a noite quando for dormir, uma gota
de óleo feito com a banha do lagarto iguana, réptil de cor verde e hábitos arborícolas que se alimenta de
vegetais. As aplicações devem ser feitas periodicamente como uma nutrição para os olhos. Retirar a
banha do lagarto, colocar esta banha em uma vasilha limpa e esterilizada (escaldada) e colocar a vasilha
em uma panela com água fervente (banho-maria) até que a banha se dissolva transformando-se em óleo.
Tal procedimento é necessário para evitar que a banha receba calor excessivo. Este medicamento foi
ensinado por um senhor de 72 anos, morador da Colônia do Taiano em Roraima, pai de um médico em
Boa Vista (RR), cujo cristalino estava como o de uma pessoa jovem, em perfeito estado sem estar afetado
pela idade avançada.

GASTRITE, LEISHIMANIOSE, FERIDAS ABERTAS Raspar a resina do Jatobá para transformá-la em


pó. Para curar gastrite ingerir o pó da resina em quantidade em torno de uma colher pequena de café por
dia misturada em água ou suco. Para feridas de leishimaniose e outros ferimentos abertos basta colocar o
pó da resina sobre a ferida. Filomeno , IBAMA (RR)

CANOLA, VENENO DE AÇÃO LENTA QUE A INDÚSTRIA VENDE COMO ALIMENTO


Transgênica, gordura hidrogenada, gás mostarda, gás erúcico, ação tóxica acumulativa.
A canola é mais uma destas histórias atuais, que mostram como a ciência, afastada de seu
compromisso de divulgar o que descobre se torna cúmplice de atitudes públicas perigosas para a saúde
coletiva.
O que é canola, que, afinal, nem consta nas encicoplédias (Comptons e Encarta de 96)? Vejam só:
Canola é novo nome da colza. Colza é uma planta da família das mostardas. (A mostarda contém um óleo capaz
de matar um boi se ele ingerir 2 a 4 gramas de mostarda pura – Nutrição Orientada _Dr. Durval Stockler de Lima)
39

É a mesma planta que foi a fonte de produção do agente mostarda, gás letal usado de forma terrível
na Guerra Mundial. O óleo de colza é utilizado como substrato de óleo lubrificante, sabões e combustível,
sendo considerado venenoso para coisas vivas: ótimo repelente (quando bem diluído) de pragas em
jardins. Este poder tóxico é proporcionado pela alta quantidade de ácido erúcico que ela contém. Tem sido
usado de forma alimentar no Extremo Oriente, na forma não refinada, mas sempre contrabalançada com
uma dieta rica em gordura saturada, o que evitaria seus graves efeitos tóxicos.
No entanto no ocidente o objetivo era se produzir um óleo com pouca gordura poli-insaturada, e boa
quantia de ácido oléico e omega-3. O óleo de oliva tem estes predicados, mas sua produção em larga
escala é dispendiosa. Aí entram em cena empresas com intenções nada saudáveis, como a Monsanto, e
produz uma variação transgênica da colza. Para evitar problemas de marketing, usa o nome CAN - OLA
(Canadian oil - ou óleo canadense). Isto mesmo: canola é absolutamente transgênica! Sua comparação
aos benefícios do óleo de oliva não passa de uma estratégia de venda: o óleo de oliva é bem mais caro,
mas a canola é o mais caro do que os outros óleos, apesar do baixo custo de produção. Bom negócio,
enfim!
Bem, se você não queria usar transgênicos sem seu expresso consentimento, mas já usou o óleo de
canola, talvez até aconselhado pelo seu cardiologista ou nutricionista, fazer o quê? Perdemos o direito
desta opção quando nos foi retirada toda a informação.
Mas se é tão bom assim como se diz, porque não informar tudo a respeito? O óleo de canola está
longe de ser tão salutar como se alardeia. Se observarem bem, pode deixar um cheiro rançoso nas
roupas, pois é facilmente oxidado, e seu processo de refinamento produz as terríveis gorduras
hidrogenadas ou trans (igual problema das margarinas), relacionadas a graves doenças
cardiocirculatórias e câncer. Produz déficit de vitamina E, antioxidante natural. Alimentos feitos com
canola embolaram mais rapidamente. As pequenas quantias de ácido erúcico, que ainda persistem na
planta alterada, continuam sendo tóxicas para consumo humano, e esta ação tóxica é cumulativa.
Existem relatos de inúmeras outras enfermidades ligadas à ingestão e até mesmo a inspiração de vapores
de canola (possível vínculo com câncer de pulmão).
A canola também ilustra um jeito de funcionar das mega empresas de biotecnologia. Em abril de
2002, nos Estados Unidos, o CFS (Centro de Segurança Alimentar) e o GEFA (Alerta de Alimentos
Geneticamente Produzidos) pediram uma investigação criminal contra a Monsanto e a Aventis e contra o
Departamento Americano de Agricultura, que haviam permitido o ingresso ilegal de sementes de colza
modificada para dentro do território americano antes da aprovação legal desta importação para produção
local. Aqui e lá tudo funciona de modo semelhante. A própria liberação da canola no território americano
contou com estímulo de 50 milhões de dólares do governo canadense para que o FDA (órgão regulador)
facilitasse seu ingresso na indústria alimentar de lá, mesmo sem os adequados estudos de segurança em
humanos. Lá nos EEUU também impera a gordura trans ou hidrogenada; basta ver a insidiosa obesidade
na maioria das crianças e adultos.
Enfim, novamente nos defrontamos com uma situação em que a mão do homem subverte o bom
senso entre ciência e saúde, porque os interesses econômicos são muito mais persuasivos que a saúde
dos consumidores. Mas o pior é que não podemos contar com os meios de informação, que
sistematicamente informam apenas o que interesses maiores julgam mais oportuno. A canola, podemos
ter certeza, é uma fração pequena do mundo obscuro do capitalismo científico, que pesquisa fontes de
enriquecimento muito mais entusiasticamente do que as verdadeiras fontes de saúde, vida e paz!

José Carlos Brasil Peixoto - médico

Sobre a ação nos Estados Unidos contra a Monsanto: www.centerfoodsafety.org ou www.gefa.org Sobre o
relato de americano estudioso indignado sobre a verdade da canola: www.tetrahedron.org (The truth about
canola oil). O site www.shirleys-wellness-cafe.com/canola.htm é o mais completo e atual em informações.
Há inúmeros outros a respeito.
40

MAMÃO O mamão (Carica papaya), originário da América Tropical é uma das melhores frutas, tanto
pelo seu valor nutritivo como pelo poder medicinal.
Da parte interna do tronco retira-se uma polpa que, pois de ralada e seca - assemelha-se ao coco
ralado. É rica em propriedades nutritivas e aproveitadas em alguns lugares no preparo de rapaduras.
O cozimento das raízes produz um tônico para os nervos que também é remédio para as
hemorragias renais.
As folhas do mamoeiro, secas à sombra, têm aplicação no preparo de agradável chá digestivo
que não contém cafeína.
O suco leitoso extraído das folhas e diluído em água é excelente vermífugo. É também digestivo,
cura feridas, e é utilizado para tratar eczemas, verrugas e úlceras.
Os índios preparam a carne envolvendo-a com folhas de mamoeiro por algumas horas antes de
levá-la ao fogo. Este processo amacia a carne.
Com as flores do mamoeiro macho prepara-se um xarope que combate à tosse, rouquidão,
bronquite, gripe e indisposições gástricas causadas por resfriados. Coloca-se um punhado de flores,
com um pouco de mel em vasilha resistente ao calor, mas que não seja de alumínio. Acrescenta-se um
copo de água fervendo, tapando-se bem. Depois de esfriar, toma-se às colheradas, de hora em hora.
O mamão maduro é altamente digestivo (cada grama de papaína – fermento solúvel contido no
fruto digere 200g de proteína) e tem mais vitamina C que a laranja e o limão. Contribui para o equilíbrio
ácido-básico do organismo. É diurético, emoliente, laxante e refrescante, cura prisão de ventre
crônica comido em jejum, pela manhã, faz bem ao estômago e é eficaz contra a diabete, asma e
icterícia. Bom depurativo do sangue e favorece o crescimento das crianças
Depois de comer o mamão, esfrega-se a parte interna da casca sobre a pele para tirar manchas
da pele, suavizar a pele áspera e eliminar rugas.
Mastigar de 10 a 15 sementes frescas elimina vermes intestinais, regenera o fígado e limpa o
estômago. Comidas em maior quantidade as sementes são eficazes contra câncer e tuberculose.
Qualquer uso que se faça de qualquer parte desta planta, traz consigo uma ação vermífuga
poderosa, o que bastaria para destacar sua importância.
Melhor que consumir frutos do supermercado (colhidos verdes e amadurecidos no carbureto), é
colhê-los já maduros no planta, no próprio quintal, pois, além disso, estarão livres de agrotóxicos.
O consumo do mamão é recomendado pelos nutricionistas por ser um alimento rico em licopeno
(média de 3,39 mg em 100 gramas), vitamina C e minerais importantes para o organismo. Quanto mais
maduro maior concentração desses nutrientes. Lucia Helena dos Santos

Artigo publicado no Diário de Pernambuco em 12 de junho de 1977


De Silvio Rolim
Londres – William Scharf, um corretor de 31 anos, foi submetido a um transplante de rins; a
operação poderia ter sido qualificada de um sucesso se não fosse por uma pequena ferida que insistia em
não cicatrizar. Antibióticos não surtiam o efeito esperado e o caso começava a se complicar quando
alguém teve a idéia de usar o mamão (que os ingleses conhecem pelo nome mais exótico de paw-paw)
Alguns dias depois William levantou-se do seu leito no hospital, louvando com entusiasmo os poderes
milagrosos do suculento fruto tropical. Os médicos ficaram estarrecidos e a imprensa publicou a historia
com destaque e também fotografias de William, sua mulher, Zen e o fruto tropical. O mamão é
praticamente desconhecido na Grã-Bretanha, sendo encontrado apenas em latas, geralmente em
mercados especializados em comidas indiana e africana.
Tal fato ocorreu num hospital de Dulwich, no sul de Londres. O tratamento foi sugerido pelo
medico Christopher Rudge, da equipe de transplantes, que durante um estagio na Cidade do Cabo, na
África do Sul, tinha visto o mamão ser usado na cicatrização de úlceras e feridas.
O tratamento consiste simplesmente no seguinte:
Lava-se bem o ferimento infeccionado e em seguida aplicam-se fatias de mamão sobre o mesmo,
cobrindo com gaze. Como disse o medico, o mamão age como uma espécie de cimento numa rachadura.
A cada 48 horas o processo deve ser repetido até que a ferida comece a cicatrizar, o que em geral
acontece dentro de três a seis dias.
Para a surpresa do mundo médico britânico o Dr Christopher revelou que já havia usado o mamão
como cicatrizante em mais de vinte pacientes nos últimos seis meses e que estava muito satisfeito com os
resultados. Segundo ele, todos esses pacientes tinham rins artificiais ou haviam sido submetidos a
transplantes. Drogas para evitar a rejeição do novo rim tornam esses pacientes particularmente
vulneráveis às infecções, e qualquer ferida demora muito para cicatrizar. Especialistas em medicina
tropical mostraram-se surpresos e não conseguiram dar uma explicação satisfatória para o fenômeno.
Depois de admitirem seu espanto eles afirmaram que a única explicação plausível é o fato de o mamão
conter enzimas (entre elas a papaína) que poderiam ser os agentes causadores da cura.
41

COLUNA VERTEBRAL Para detectar desalinhamento da coluna vertebral, que pode ou não
causar dores, sentar a pessoa em um banco, com os joelhos juntos, e levantar suavemente seus braços,
sem puxá-los, acima da cabeça encostado naturalmente as palmas das mãos uma na outra. Se a coluna
estiver desalinhada o dedo polegar do lado desalinhado ficará mais abaixo que o outro polegar. Para
alinhar a coluna baixar os braços da pessoa e fazê-la cruzá-los sobre o tórax com as palmas das mãos
espalmadas sobre o peito. Colocar-se atrás da pessoa encostando a barriga em suas costas para melhor
apoio e, segurando seus cotovelos puxar para cima até que fique com as costas esticadas. Nesse
momento dar um leve puxão em ambos os cotovelos sendo que o cotovelo do lado do polegar que ficou
abaixo do outro deve ser puxado com um pouco mais de força. Conferir se a coluna alinhou-se repetindo o
processo descrito no início; caso os polegares tenham-se alinhado à mesma altura o problema estará
corrigido. Neusa Maria Carmelita, prática usada em Minas Gerais por entidades assistenciais.

PTERÍGIO (carne crescida nos olhos), ADENÓIDES Medicamento de nome comercial ALOI-12
comercializado pela distribuidora de produtos naturais PRO-SAÚDE em Manaus-AM. Para pterígio (ou
carne crescida) pingar uma gota em cada olho duas vezes ao dia (de manhã e a noite) e para adenóides
pingar uma gota em cada narina duas a três vezes ao dia. Ocorre melhora significativa.

OBESIDADE_DIFICULDADE DE PERDER PESO Causada pela falta de ácidos graxos essenciais e


vitamina A. Comer sementes de linhaça, cenoura crua e peixe salmão.

RETENÇÃO DE LÍQUIDOS Causada pelo desequilíbrio nutricional de potássio, fósforo e sódio. Comer
azeitona, pêssego, figo, amêndoa, nozes, acelga, coentro e beber água de coco.

EXCESSIVA VONTADE DE COMER DOCES Causada pela falta de cromo. Comer cereais integrais,
levedo de cerveja, queijo, nozes, centeio, banana, espinafre e cenoura.

CÃIMBRA, DOR DE CABEÇA Falta de potássio e magnésio. Comer banana, cevada, milho, manga,
pêssego, acerola, laranja e beber mais água.

DESCONFORTO INTESTINAL, GASES, INCHAÇO ABDOMINAL Falta de lactobacilus vivos. Comer


coalhada, iogurte, missô e yacult.

MEMÓRIA A falta de memória é causada pela deficiência de inositol (mioinositol) e acetil colina
(substância que funciona como neurotransmissor e atua na dilatação das artérias). Comer vegetais, frutas,
nozes, feijão, grãos, lecitina de soja e gema de ovo.

HIPOTIREOIDISMO (CAUSA GANHO DE PESO SEM MOTIVO APARENTE) Falta de iodo. Comer algas
marinhas, cenoura, pêra, abacaxi, peixes de água salgada e sal marinho.

CABELOS E UNHAS QUEBRADIÇOS Falta de colágeno. Comer peixes, ovos, carne magra e gelatina.

FRAQUEZA, INDISPOSIÇÃO, MAL ESTAR Falta de ferro e vitaminas A, C, E. Comer verduras cruas,
frutas e carnes magras.

COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS A falta de ômega 3 e ômega 6 causa elevação das taxas de


colesterol e triglicerídeos. Comer sardinha, salmão, abacate e azeite de oliva.

PROTEÇÃO CONTRA ONÇA Passar formigas esmigalhadas nas roupas, braços e pescoço. A onça evita
confrontos com tamanduás, pois estes, abraçando-a ao serem atacados, morrem, mas não a soltam
ferindo-a mortalmente com suas unhas extremamente fortes. O cheiro de formigas, portanto afastará o
perigo de ser vítima de uma onça esfomeada o suficiente para atacar um homem. Raimundo Silva (Alegria),
caçador amazonense, morador da Boca do Catalão, na margem do Rio Amazonas oposta à cidade de Manaus.
42

PANELAS DE ALUMÍNIO _ Impróprias para uso em cozinha


Queda de cabelo, além de outros malefícios à saúde, pode ser causada pelo excesso de alumínio
na corrente sanguínea. Este metal, quando em excesso no organismo, provoca grande oleosidade no
couro cabeludo sufocando a raiz dos cabelos. Usar xampus contra oleosidade ajuda pouco; caso não se
elimine a causa continuarão a cair cabelos. Muitas vezes a queda de cabelo é acompanhada de
dormências ou formigamentos quando se fica numa mesma posição por um tempo prolongado (com as
pernas cruzadas, por exemplo). Evidentemente, além dos cabelos, todo organismo é prejudicado.
O alumínio se deposita no cérebro causando o Mal de Alzheimer (esclerose mental precoce) e
causa perda de cálcio produzindo osteoporose. O cálcio saído dos ossos e cartilagens deposita-se em
outras partes do organismo originando bursite, tártaro nos dentes, bico-de-papagaio nas vértebras da
coluna dorsal, cálculo renal e também se deposita dentro das artérias estimulando a pressão alta e a
9
possibilidade de isquemia cardíaca (infarto), isquemia cerebral (trombose) e isquemia genital (frigidez e
impotência).
O Dr. Mauro Tarandach, da Sociedade Brasileira de Pediatria, afirma que graças ao avanço da
Biologia Molecular, no que se refere ao papel dos oligoelementos na Fisiologia e Patologia, está bastante
evidente a influência do alumínio nas doenças da infância. Os sintomas da intoxicação por alumínio
nas crianças, além da hiperatividade e da indisciplina, são muitos: anemia microcítica hipocrômica
(que resiste ao tratamento com ferro), alterações ósseas e renais, anorexia e até psicoses, o que se
agrava com a continuidade da intoxicação. Atualmente se utiliza a bioresonância para avaliar o nível de
alumínio e outros metais no organismo. O método é muito menos dispendioso, podendo ser usado no
consultório ou na casa do paciente.
De onde vem o alumínio que intoxica o organismo? Das panelas de alumínio, que são proibidas
em muitos países. Na Itália, por exemplo, famosa por seus restaurantes, nenhum deles pode usar panelas
de alumínio devido à proibição do governo. Panelas de alumínio contaminam o alimento intensamente.
Para ter uma idéia, uma pesquisa realizada pela Universidade do Paraná provou que as panelas de
alumínio vendidas no Brasil deixam resíduos de alumínio na comida que vão de 700 a 1.400 vezes além
do permitido. Isso somente no preparo da comida. Se a comida ficar guardada na panela por algumas
horas ou de um dia para o outro, esse valor pode ser de três a cinco vezes maior.
Não são somente as panelas de alumínio que são nocivas à saúde. As latinhas de refrigerantes e cerveja,
tão difundidas no Brasil, foram pesquisadas pelo Departamento de Química da PUC. O resultado
demonstrou que tais bebidas podem conter quase 600 vezes mais alumínio do que se estivessem em
garrafas. Além do alumínio foram constatados pela mesma pesquisa mais 12 outros metais altamente
perigosos para a saúde nessas latinhas de refrigerante e cerveja: metais como o manganês (que causa o
mal de Parkinson), o cádmio (que causa psicoses), o chumbo (que é comumente encontrado em
pesquisas feitas em organismos de muitos indivíduos assassinos), e outros metais nocivos. O alumínio é
usado também em antiácidos e desodorantes antitranspirantes. É um metal totalmente impróprio e
perigoso para uso no preparo e guarda de alimentos e para compor produtos que têm contato com a pele
e, muito menos para antiácidos.

ESTRESSE Comer uma maçã por dia, de manhã ao acordar ou a tarde nunca após as refeições ou
misturando com outro alimento. Fazer chá da casca da maçã e beber antes de dormir.

DOR DE CABEÇA Colocar os pés por 1 minuto imersos em água mais gelada possível.

GRIPE, PNEUMONIA Assar bananas em forno convencional, colocar canela em pó e comer a vontade.

VERRUGA, QUEIMADURAS DE 3º GRAU Raspar a parte interna da casca da banana colocar sobre o
local e cobrir com gaze ou pano fino.

INFLAMAÇÃO NA GARGANTA Misturar uma pitada de sal ao suco de abacaxi e fazer gargarejo

AFTA Mastigar um pouco de folhas novas da mangueira e cuspi-las em seguida.

DIABETE Beber por dia o chá de 80 gramas de raiz da urtiga feito com 1 litro de água.

ARTROSE Beber chá das folhas do sabugueiro.

9
Insuficiência localizada de irrigação sangüínea, devida a constrição ou a obstrução arterial.
43

PRESSÃO BAIXA Bater no liquidificador um pepino caipira, coar e tomar uma xícara por dia

COURO CABELUDO (ESCAMAÇÕES, CROSTAS, MOLÉSTIAS CAUSADAS POR FUNGOS)


Geralmente originárias de infecções por fungos, o produto de farmácia de manipulação com a formulação
URÉIA 20%, ÁCIDO SALICÍLICO 5%, P. CLOBETASOL 0.05%, CREME DE SILICONE 20%, CREME
HIDRATANTE qsp 80 g é altamente eficaz na cura de doenças do couro cabeludo. Passar sobre o local
afetado ou, se for o caso, em todo couro cabeludo levemente umedecido.

ALIMENTOS FUNCIONAIS Propriedades terapêuticas de alguns alimentos considerados funcionais.

substâncias fontes alimentares benefícios à saúde

Ácido graxo ômega 3 Peixes de águas frias com alto ter de gordura, Prevenção de doenças cardiovasculares,
óleos vegetais (óleo de linhaça) prevenção e controle de doenças auto-
imunes e inflamatórias
Esteróis e etanóis Vegetais, milho, soja, trigo Redução do risco de doenças
cardiovasculares, diminui a absorção do
colesterol
Flavonóides Uva, amora, framboesa, frutas cítricas, Diminuição dos níveis de LDL-colesterol,
brócolis, repolho, chá verde, soja alívio das ondas de calor em mulheres na
menopausa, efeitos antioxidantes (ação
sobre os radicais livres)
Antocianinas Frutas (principalmente nas frutas de cor Prevenção de doenças cardiovasculares e
vermelho escuras e roxas) câncer
Catequinas Uva, morango, chá verde, chá preto Atividade anti-oxidante e inibição da
formação de ateromas, prevenção de certos
tipos de câncer
Limonóides Frutas cítricas Estímulo à produção de enzimas, proteção
contra o câncer e redução do colesterol
Resveratrol e Casca de uva, vinho tinto, maçã Redução do risco de doenças
quercetina cardiovasculares, inibição da formação de
carcinógenos, coágulos e inflamações
Isoflavonas Soja, leguminosas, amendoim, alcaçuz, Alívio dos sintomas da menopausa, redução
legumes e ervilha do risco de doenças cardiovasculares e
osteoporose, redução do risco de câncer de
mama e câncer de próstata
Proteínas de soja Soja e derivados Redução do risco de doenças
cardiovasculares
Betaglucana Aveia, cevada, legumes Controle da glicemia e do colesterol sérico
Isotiocianatos e indol Brócolis, repolho, couve-flor, rabanete, folha Aumento da atividade de enzimas tipo 2
de mostarda protetoras contra carcinogênese
Licopeno Tomate, goiaba, melancia Atividade anti-oxidante, redução do risco de
doenças cardiovasculares, proteção contra
câncer principalmente da próstata
Luteína e zeaxantina Folhas verdes (luteína), pequi e milho Proteção contra degeneração muscular,
(zeaxantina) manutenção de uma boa visão
Lignanas Linhaça Inibição de tumores hormônio-dependentes
Sulfetos alílicos (alil Alho e cebola Redução do risco de doenças
sulfetos) cardiovasculares, estímulo à produção de
enzimas protetoras contar o câncer gástrico
Fibras/Prebióticos Grãos integrais, frutas e vegetais Melhora a saúde intestinal, redução do risco
(fibras solúveis e de câncer no cólon, controle do colesterol
insolúveis,
frutooligossacarídeos,
inulina)
Probióticos Leites fermentados, iogurte, coalhada Melhora a saúde intestinal, redução do risco
(bífidobactérias e de câncer no cólon, melhora a intolerância à
lactobacílus) lactose

Dra. Jocelem Mastrodi Salgado - pesquisadora e professora titular da ESALQ / USP - Piracicaba/ SP, Presidente e Fundadora da
Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais - SBAF.
44

PRÓSTATA Hiperplasia da próstata. Tomar três gotas de óleo de copaíba diariamente por vários meses
consecutivos até a cura total. A próstata voltará ao tamanho normal totalmente sadia. Melhor pingar as
gotas na boca e beber água em seguida, pois caso a copaíba seja pingada em água ela se espalha
aderindo nas paredes do copo perdendo-se dessa forma certa quantidade de óleo. Fato constatado através de
exames clínicos e análise médica por Sylvio Henrique Monteiro – Rio de Janeiro/RJ.

ÚLCERA e GASTRITE Beber de 100 a125 ml (aproximadamente 4 dedos de copo americano) da própria
urina da manhã. Medicamento usado no sul da Bahia com alto índice de eficácia.

CONJUNTIVITE, INFLAMAÇÕES NOS OLHOS Molhar um algodão com a própria urina e espremer
sobre os olhos lavando-os com a urina. Após a primeira aplicação de emergência, à qualquer hora,
continuar a fazer esse procedimento com a primeira urina da manhã e à noite ao deitar ou com mais
freqüência. No caso de haver alguma infecção urinária, relativamente comum em mulheres, deve-se evitar
tal uso até que se cure a infecção. Medicamento usado no sul da Bahia com alto índice de eficácia.

PICADA DE COBRA Em casos extremos beber de uma vez uma colher de sopa de óleo de copaíba.
Para cães dar meia colher de sopa. Causa intensa sudorese. Medicamento de alta eficácia usado no sul da Bahia.

DIABETE Beber de 100 a125 ml (aproximadamente 4 dedos de copo americano) da própria urina da
manhã. Medicamento usado pelos antigos em Roraima.

DIABETE Chá de folhas de jamelão (jambolão, azeitona preta em Roraima). Tomar o chá na
quantidade de dois litros por dia no lugar da água bebida diariamente. Fazer o chá com um punhado bem
cheio de folhas bem maduras ou secas caídas ao chão em dois litros de água. Uma senhora com diabete,
residente em Cruzeiro do Sul (distrito de Vereda) no sul da Bahia, com tumor no ovário, curou-se após
tomar esse medicamento e pode então operar-se para retirar o tumor. Izabel Borges Silva-Cruzeiro do Sul-BA

PULMÃO – LIMPEZA DE CATARRO DOS FUMANTES Pegar um punhado grande das folhas do
olho do pé de café da variedade canilon e cozinhar em um litro de mel numa panela tapada em cima de
uma chapa de fogão a lenha ou em fogo baixo de fogão a gás, coar e por numa vasilha. Tomar três vezes
ao dia na quantidade de uma colher de sopa em cada tomada. Muito eficaz para retirar o catarro de
fumantes. Medicamento utilizado no sul da Bahia com elevada eficácia.

ASMA Pegar um pé de meia usada de um bebe de sete meses cujo pai a mãe não conhece ou nem diz
quem é. Ferver em um litro de água até reduzir a meio litro Dar para a pessoa beber sem que ela saiba o
que é. Medicamento utilizado no sul da Bahia com elevada eficácia.

ECLAMPSIA Pegar um coco seco e ralar para tirar o leite. Ferver o leite de coco bem fervido e enterrar
por sete dias em um vidro escuro bem tampado. Desenterrar, e quando acontecer a crise beber uma
colher de sopa. Não guardar na geladeira. Como preventivo, para evitar a eclampsia, tomar uma colher de
sopa por dia a partir do nono mês de gravidez até nascer o filho. Caso não tome como preventivo e ocorra
a crise, colocar imediatamente uma colher entre os dentes para evitar cerrar os dentes – há casos em que
a língua chega a ser decepada – e vai tomando o medicamento aos poucos até que saiam todos os
resíduos do parto (líquidos, placenta e mucosidades). A eclampsia é causada pela retenção destes
resíduos, que causam um estado de toxidez causando morte. Muitas vezes nem a curetagem consegue
retirar os resíduos do parto. Com este medicamento a planenta sai totalmente
No caso de haver uma forte expulsão destes líquidos e resíduos do parto pelo uso deste medicamento e,
por conseqüência, ocorrer hemorragia, pegar apenas uma raiz (bulbo, batata) de açafrão (medicamento
que cura qualquer hemorragia) ralar e por num copo de água com três colheres de açúcar. Se a
hemorragia for muito grande tomar, no máximo, uma colher de sopa de 10 em 10 minutos diminuindo-se a
dosagem à medida que a hemorragia for cessando. Assim que o sangramento parar interromper
imediatamente o medicamento com açafrão, pois é um medicamento forte que não deve ser dado em
excesso. Exames clínicos detectam a eclampsia a partir do oitavo mês de gravidez.
Eclampsia é uma forma convulsiva de toxemia gravídica, podendo, ou não, terminar em coma ou, até, em
morte, e cuja tríade sintomática se compõe de edema, hipertensão e proteinúria. O primeiro sintoma visível
é o apertar forte dos maxilares (cerrar os dentes). Medicamento usado no sul da Bahia com alta eficácia.

MIOPIA Segundo a oftalmologista norte-americana Anne Barber, a miopia raramente é resultado da


genética. A principal causa é forçar a visão: ficar muito tempo em frente ao computador ou à televisão, por
exemplo. Para evitar isso, de tantas em tantas horas durante o dia, feche seus olhos, contraia seu corpo,
respire profundamente, e após alguns segundos expire e relaxe os músculos ao mesmo tempo. Apertar e
45

relaxar os músculos tais como bíceps e glúteos, pode fazer com que outros músculos, como os dos olhos,
relaxem também. Ver página 69 item 7

PIGARRO Quando os nervos da orelha são estimulados, criam um reflexo na garganta, que causa um
espasmo muscular. Esse espasmo alivia a coceira da garganta. Mas esse alívio varia de indivíduo para
indivíduo e também depende do tipo de coceira. Por exemplo, o pigarrear do fumante é resultante da
tentativa do organismo em manter a fisiologia da traquéia adequada, produzindo muco excessivo. Isso
causa uma irritação para a qual esse procedimento não funciona.

DOR DE INJEÇÃO INTRADÉRMICA Cientistas alemães descobriram que tossir durante a aplicação de
injeção pode diminuir a dor provocada pela agulha. De acordo com os pesquisadores, isso causa um
aumento repentino e temporário na pressão exercida no peito e no canal da espinha, inibindo as estruturas
condutoras da sensação de dor na medula espinhal. Mas essa inibição é muito rápida, só vale no
momento da picada. A injeção intramuscular gera muita dor e a subcutânea gera só a dor da picada na
pele. Somente a dor da injeção subcutânea pode ser suprimida por tal estímulo.

AZIA Estudos mostram que pacientes que dormem virados para o lado esquerdo têm menos chances de
sofrer de refluxo estomacal. O estômago e o esôfago estão conectados em um determinado ângulo.
Quando você dorme virado para o lado direito, o estômago fica mais alto do que o esôfago, permitindo que
a comida e o ácido estomacal deslizem para sua garganta. Quando você vira para o lado esquerdo, o
estômago fica mais baixo do que o esôfago, e a gravidade a seu favor, causando azia.

DOR DE CORRIDA Se você é como a maioria das pessoas, quando corre, você expira quando seu pé
direito toca o chão. Isso coloca pressão no seu fígado (localizado no lado direito), que o repassa para o
diafragma e produz aquela "dorzinha lateral". Por isso o conselho é exalar o ar quando seu pé esquerdo
tocar o chão.

TONTURA CAUSADA POR INGESTÃO DE ÁLCOOL Para acabar com aquela tontura resultante
de bebidas alcoólicas basta apoiar suas mãos em algum lugar estável. O órgão responsável pelo
equilíbrio, a cóclea, flutua em um fluido que tem a mesma densidade que o sangue. À medida que o álcool
dilui o sangue na cóclea, o órgão se torna menos denso. Isso confunde o cérebro. A informação tátil de um
objeto estável dá ao cérebro uma "segunda opinião", e você fica mais equilibrado. Como os nervos das
mãos, principalmente das pontas dos dedos, são mais numerosos e, portanto maior sensibilidade nos
dedos, a tática funciona melhor do que manter os pés no chão.

DOR CAUSADA POR EXCESSIVA E ‘RÁPIDA INGESTÃO DE SORVETE Para evitar


aquela dor de cabeça característica de quando se toma uma grande quantidade de sorvete muito rápido,
pressione sua língua contra o céu da boca. Como os nervos da região ficarão extremamente gelados, seu
cérebro irá pensar que seu corpo também está congelando. Quanto mais pressão você aplicar no céu da
boca, mais rápido a dor de cabeça irá diminuir. Outra maneira eficaz e rápida de acabar com essa
sensação é expirar lentamente pelo nariz; o ar quente do pulmão estabilizará rapidamente a temperatura
do céu da boca eliminando essa sensação de dor.

ACELERAÇÃO DOS BATIMENTOS CARDÍACOS CAUSADA POR NERVOSISMO Para controlar


o nervosismo que antecede a entrevista de emprego ou o primeiro encontro, assopre e respire bastante
(num saquinho ou na concha formada pelas mãos). A estratégia funciona porque, quando sofremos uma
grande descarga nervosa e não estamos em movimento, temos uma hiperventilação. Quando isso
acontece, temos um aumento na concentração de oxigênio em um lugar chamado gás alveolar, que se
localiza no alvéolo pulmonar (onde ocorrem as trocas de gases no pulmão). Quando respiramos dentro de
um saquinho, por exemplo, devido à redução do oxigênio no gás alveolar o efeito é a diminuição da
freqüência cardíaca. Isso faz com que a freqüência cardíaca volte ao normal rapidamente, sem precisar de
calmantes.

IMPEDIMENTO DA FUGA DE CRIMINOSO Ao se colocar uma moeda qualquer sob a língua da


pessoa assassinada o criminoso perde imediatamente a noção de orientação e interrompe sua fuga
permanecendo, desnorteado, no local onde se encontra sem conseguir evadir-se dali. Prática muito usada no
sul da Bahia tanto por policiais quanto pela população.

COBRA – REPELENTE Para afugentar cobras pegar um punhado de talos de alho, amarrá-los e
colocar no bolso. Usado no sul da Bahia pelos caboclos caçadores e mateiros.
46

ASPARTAME _ VENENO ADOÇANTE Passei alguns dias falando na Conferência Mundial


de Meio Ambiente a respeito do aspartame, conhecido por nomes comerciais como Nutrasweet, Equal,
Zerocal, Finn e Spoonful, etc. Eles anunciaram que existia uma epidemia de esclerose múltipla e lúpus
sistêmico, e não entendiam que toxina estava fazendo com que essas doenças assolassem os Estados
Unidos tão rapidamente. Eu disse que estava na conferência para falar exatamente sobre este assunto.
Quando a temperatura excede 30º C, o álcool contido no aspartame se converte em formaldeído e em
seguida para ácido fórmico (o ácido fórmico é o veneno das formigas), que provoca acidose metabólica.
A toxicidade do metanol imita a esclerose múltipla e as pessoas recebem diagnóstico errado de esclerose
múltipla.
A esclerose múltipla não se constitui em sentença de morte, mas a toxicidade do metanol sim.
No caso do lúpus sistêmico, estamos percebendo que é quase tão grave quanto a esclerose múltipla,
especialmente em usuários de Diet Coke e Diet Pepsi.
Nos casos de lúpus sistêmico causado pelo aspartame, a vítima geralmente não sabe que o aspartame é
a causa de sua doença e continua com seu uso, agravando o lúpus a um grau tão intenso que algumas
vezes ameaça a vida. Quando interrompemos o uso do aspartame, as pessoas que tinham lúpus ficam
assintomáticas.
Em uma conferência eu disse: Se você está usando aspartame (Nutrasweet, Equal, Zerocal,
Spoonful, etc.) e sofre de sintomas como fibromialgia, espasmos, dores, formigamento nas pernas,
cãimbras, vertigem, tontura, dor de cabeça, zumbido no ouvido, dores articulares, depressão,
ataques de ansiedade, fala atrapalhada, visão borrada, dores repentinas nos membros inferiores ou
perda de memória - você provavelmente tem a doença do aspartame.
Há um tempo atrás houve audiências no Congresso dos EUA incluindo o aspartame em 100 produtos
diferentes. Nada foi feito. Os lobbies da droga e da indústria química têm bolsos muito profundos. Agora
existem mais de 5000 produtos contaminados com este produto químico, e a patente expirou permitindo
que outras empresas usassem o aspartame. Na época da primeira audiência, as pessoas estavam ficando
cegas.
O metanol no aspartame se converte em formaldeído na retina do olho. Formaldeído é do mesmo
grupo das drogas como cianeto e arsênico - Venenos mortais! Infelizmente, leva muito tempo para matar,
mas está matando as pessoas e causando todos os tipos de problemas neurológicos. O aspartame
muda a química do cérebro. É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de
dopamina no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que sofrem da doença de Parkinson!
Também causa deformações fetais. Não existe nenhuma razão para se utilizar este produto, pois não é um
produto dietético! Os anais do congresso relatam: Ele faz você desejar carboidratos e conseqüentemente
engordar. Dr. Roberts viu que, quando ele interrompeu o uso do aspartame em seus clientes, a perda de
peso foi de 9,5 kg por pessoa. O formaldeído se armazena nas células adiposas, principalmente nos
quadris e coxas.
O aspartame é especialmente mortal para diabéticos. (Use o adoçante natural Stévia, ver página 60) O
Dr. H. J. Roberts, especialista em diabete e perito mundial em envenenamento pelo aspartame, escreveu o
livro Defesa contra o mal de Alzheimer. (http://www.sunsentpress.com/defenseAgainstAlzheimers.HTML).
onde conta como o envenenamento pelo Aspartame está relacionado à mal de Alzheimer. E realmente
está. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer. Dr. Russell Blaylock e Dr. Roberts
estão escrevendo uma carta-posição com alguns casos relatados e vão colocá-la na Internet. Artigo
escrito pela Dra. Mancy Marckle
Endereços relacionados ao assunto:
http://portalverde.com.br/alimentacao/acucar/aspartame.htm
http://phar-mecum.com.br/atual_jornal.cfm?jor_id=1915
http://www.webseed.com/aspartame.html
http://www.sunsentpress.com/aspartameDisease.html
Na gravidez os efeitos do aspartame podem passar diretamente para o feto, mesmo em doses
pequenas.O aspartame é encontrado na Diet Coke, em outros refrigerantes diet, chiclete diet, Nutra Sweet
e demais produtos denominados diet. Muitos médicos têm diagnosticado esclerose múltipla quando o
que existe na realidade é intoxicação por metanol, que se assemelha à esclerose múltipla. Livre-se desta
droga perigosa imediatamente. Esclerose múltipla não é uma sentença de morte; intoxicação por metanol
é sentença de morte.
O aspartame é uma molécula com três componentes: ácido aspártico, fenilalanina e metanol.
Depois de ingerido, o metanol - álcool de madeira que já matou ou cegou milhares de bêbados de sarjeta -
converte-se em formaldeído e ácido fórmico (veneno de formiga). O formaldeído, neurotoxina mortal, é o
fluido geralmente usado em embalsamamentos, um cancerígeno classe A. A fenilalanina também é neuro-
tóxica quando isolada dos outros aminoácidos das proteínas.
O ácido aspártico causa lesões cerebrais em desordens neuroendócrinas, em experiências com animais.
Há 92 sintomas documentados, incluindo dores de cabeça, dormência, fadiga, visão borrada palpitações
cardíacas, tonteira, espasmos musculares, ganho de peso, irritabilidade, ansiedade, vertigens, ataques
47

epilépticos, urticária, cegueira, taquicardia, zumbido nos ouvidos, depressão, perda de audição, fala
arrastada, perda do paladar, insônia.
O aspartame está presente em 5.000 produtos alimentares e em muitas mesas de restaurantes,
pela mesma razão que o tabaco está por toda parte: ganância, vício e lucro! A NutraSweet e sua irmã
Searle, cujos químicos descobriram o aspartame durante experiências com um remédio para úlcera,
pertencem à Monsanto.
A melhor maneira de entender o aspartame é vê-lo como uma minúscula dose de gás dos nervos,
que paralisa as funções do cérebro e do sistema nervoso.
Algumas doenças provocadas pelo aspartame: tumores no cérebro e outros canceres; esclerose múltipla;
epilepsia; fibromialgia; doença de Graves; síndrome da fadiga crônica; doença de Epstein Barr; doença de
Parkinson; mal de Alzheimer; diabete; retardamento mental; linfoma; defeitos no feto; lúpus sistêmico; e
morte! Pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT - Instituto de Tecnologia de
Massachusetts) observaram 80 pessoas que sofreram ataques cerebrais depois de comerem ou beberem
produtos com aspartame. Disse o Community Nutrition Institute (Instituto de Nutrição da Comunidade):
Estes 80 casos ajustam-se à definição da própria FDA de risco iminente para a saúde pública, que exige
da própria FDA a retirada imediata do produto do mercado.
Os Estados Unidos estão presenciando um enorme aumento de casos de ataques epilépticos. A
fenilalanina do aspartame reduz o patamar de ataque no cérebro e bloqueia a produção de serotonina.
Hoje o país está sendo varrido por uma onda de violência. Os pesquisadores atribuem este fato, em parte,
aos níveis baixos de serotonina, que induzem à depressão, ao ódio e à paranóia.
O tecido fetal não tolera o metanol, e o Dr. James Bowen chama o aspartame de controle
instantâneo da natalidade. A placenta pode concentrar a fenilalanina e provocar retardamento mental.
Testes com aspartame em animais produziram tumores cerebrais e mamários.
O NutraSweet e outros adoçantes com aspartame são as toxinas mais mortais de nossa
sociedade, por causa de sua presença em toda parte, em milhares de alimentos, até mesmo nas vitaminas
para crianças, remédios, pudins, gelatinas e em mesas de restaurantes. Dr. Marcos Dias de Moraes

ALIMENTOS E SUAS FUNÇÕES

ALIMENTOS QUE MELHORAM A IMUNIDADE CELULAR hortaliças, frutas, chás, trigo, peixe.
ALIMENTOS ANTIOXIDANTES (são alimentos mais ricos em vitamina C, zinco, beta-caroteno e vitamina E)
cenoura, abóbora, brócolis, espinafre, tomate.
ALIMENTOS QUE CONTÉM ÁCIDOS GRAXOS POLIINSATURADOS ÕMEGA 3 E ÕMEGA 4 (previnem doenças
cardíacas, triglicerídeos e hipertensão) peixes de água salgada e fria, sementes de linhaça.
ALHO contém vitamina E, selênio, estimula a produção de enzimas protetoras, considerado como o
melhor alimento para a cura, ação antibiótica contra infecções, reduz o colesterol, auxilia na circulação
sanguínea, reduz a pressão arterial, protege contra vários tipos de tumores. Comer de 1 a 2 dentes de alho cru por
dia.
AVEIA contém complexo B, vitamina E, fibras, ácido linoléico, controla o colesterol, auxilia na remoção
de toxinas no sangue, auxilia na prisão de ventre.
BRÓCOLIS contém antioxidantes, vitamina B, cálcio, ferro, zinco,ácido fólico, betacaroteno, potássio,
tem ação anticâncer, protege os olhos contra catarata, auxilia a evitar anemia e hipertensão, dificulta a
sobrevivência da bactéria que se instala na gastrite e úlcera, contém cromo que ajuda a regular o açúcar
no sangue.
MAÇÃ previne doenças cardiovasculares, tem ação antibiótica e antiinflamatória, fortalece artérias e
veias, diurético, anestésico expectorante.
TOMATE contém carotenóides (licopeno) com forte função antioxidante contra radicais livres,
melhora a imunidade celular, inibe a formação de tumores principalmente na próstata, atua contra
doenças coronárias.
BERINJELA previne contra câncer, antidepressivo, analgésico, reduz o colesterol, estimula o
sistema imunológico.
CEBOLA antialérgico, antiinflamatório, tratamento de câncer de mama, câncer de bexiga e
câncer de próstata, laxante, combate viroses, antioxidante, reduz o colesterol, tratamento de asma,
previne a catarata.
AZEITE DE OLIVA VIRGEM possui gorduras monoinsaturadas, e forte atividade antioxidante, diminui a
incidência de doenças cardíacas e câncer, reduz a pressão arterial. Usar azeite tipo extra virgem na
quantidade máxima de uma colher de sopa por dia.
SEMENTES DE LINHAÇA (ÔMEGA 3) e PEIXES GORDOS têm ação terapêutica e preventiva principalmente
em doenças cardíacas, ajuda a reduzir a pressão arterial, trata a artrite e o reumatismo, combate a
psoríase e dermatite, evita a formação de coágulos no sangue. Os peixes fontes de ômega 3 são
salmão, arenque, atum fresco, sardinha e cavalinha. Equipe de Reeducação Alimentar da PETROBRÁS
48

PRISÃO DE VENTRE Comer pasta de tamarindo natural ou industrializada. Alta eficácia em prisão de
ventre

EXERCÍCIOS E PRÁTICAS QUE EVITAM DOENÇAS evitam problemas cardíacos, diminuem micro
varizes, evitam o encurvamento da coluna, emagrecem e melhoram a visão

1. Antes do banho, exercitar a barriga da perna levantando o corpo na ponta dos pés, primeiro
rapidamente até esquentar a barriga da perna e depois uma seqüência de 10 movimentos lentos. Esse
exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das
veias. Nos primeiros 6 meses, se a pessoa estiver com excesso de peso, ela emagrece da cintura para
baixo e, nos 6 meses seguintes, da cintura para cima; depois de 2 anos, não engorda mais e, alem de
tudo, diminui o risco de uma cirurgia cardíaca.

2. Ao chegar em casa, coloque os seus pés em uma bacia com água bem quente (escalda pés). Além de
relaxar, esse processo desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e
melhora a visão. Esse processo foi pesquisado com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a
melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos de gangrena. O quadro geral da saúde dos
pesquisados melhorou e, como um fato relevante, ocorreu a melhora da melhora da visão.

3. Ao acordar, deitado de barriga para cima pedalar 120 vezes no ar. Esse exercício melhora o
posicionamento da coluna vertebral e da postura, diminuindo ou retardando o encurvamento das costa e
aliviando as dores nas costas. De um médico naturalista

DORES NAS ARTICULAÇÕES Limpar a pele lavando ou passando um pouco de álcool e enxugar.
Friccionar o óleo de andiroba na pele, no local da articulação dolorida. Adílio Augusto Valadão de Miranda_ Ibama,
Bonito MS

CÉLULAS CANCEROSAS _ COMO EVITAR A PERMANÊNCIA NO ORGANISMO


Esta é uma das pesquisas do Hospital John Hopkins de Nova York, o centro mais avançado de pesquisa
sobre câncer.
1. Toda pessoa tem células de câncer no corpo. Estas células cancerosas não aparecem nos testes
padrões, até que elas se multipliquem em alguns bilhões.
Quando os médicos dizem aos pacientes de câncer que não há mais nenhuma célula de câncer nos seus
corpos, após o tratamento, isto quer dizer que os testes não podem mais identificar as células cancerosas,
porque elas não atingiram o tamanho detectável.
2. Células cancerosas podem ocorrer de 6 a mais de 10 vezes na vida de uma pessoa.
3. Quando o sistema imunológico da pessoa é vigoroso, as células cancerosas serão destruídas e
impedidas de multiplicar e formar tumores.
4. Quando uma pessoa tem câncer, isto significa que ela tem múltiplas deficiências nutricionais. Estas
deficiências são devidas ao fator genético, ambiental, da alimentação e do estilo de vida.
5. Superar as deficiências nutricionais múltiplas significa mudança de dieta e a inclusão de suplementos,
que irá fortalecer o sistema imunológico.
6. Um modo efetivo para combater o câncer é fazer as células cancerosas ficarem desnutridas, sem os
alimentos que as faz multiplicarem.
As células cancerosas se alimentam de:
a) O açúcar é um alimentador do câncer. Tirando o açúcar, se elimina a fonte de suprimento mais
importante das células cancerosas.
b) O sal de cozinha tem substância química para torná-lo branco. Esta substância ingerida em excesso
causa graves danos ao sistema gastro-intestinal.
c) O leite faz o corpo produzir muco, especialmente na área gastro-intestinal. O câncer se alimenta do
muco. Eliminando o leite e substituindo-o por leite de soja não adoçado, as células cancerosas ficam
desnutridas.
7. Células cancerosas prosperam em um ambiente ácido. Uma dieta com base na carne é ácida.
8. Uma dieta feita com 80% de legumes frescos, sucos, grãos inteiros, sementes, nozes e um pouco de
frutas ajudam pôr o corpo em um ambiente alcalino. Aproximadamente, 20% delas podem ser ingeridas
cozidas, incluindo os feijões.
9. Sucos de vegetais frescos provêem enzimas que são facilmente absorvidas e alcançam níveis celulares
em 15 minutos, nutrindo e aumentando o crescimento das células saudáveis. Para obter enzimas vivas
para formar células saudáveis, deve ingerir sucos de vegetais frescos isentos de agrotóxicos (a maioria
dos legumes e verduras, inclusive brotos de feijão) e comer alguns legumes crus, duas ou três vezes por
dia. As enzimas são destruídas a temperaturas de 40 graus centígrados.
10. Não beber café, chá e chocolate, pois têm alto nível de cafeína. O chá verde é a melhor alternativa.
49

11. É melhor beber água limpa e natural, filtrada, para evitar toxinas e metais pesados da água de torneira.
12. Proteína de carne é difícil de digerir e requer muitas enzimas digestivas. Carne não digerida, que
permanece nos intestinos, entra em estado de putrefação e causa a formação de mais toxinas.
13. Células cancerosas têm paredes cobertas de proteína dura. Alimentando-as com nenhuma ou pouca
carne, as células protetoras do corpo têm maior capacidade de destruir as células cancerosas.
14. Alguns suplementos constroem o sistema imunológico: O IP6, Flor-essence, (flor de essência - uma
mistura de ervas para fazer chá, que se acredita ter propriedades para curar câncer), antioxidantes,
vitaminas, minerais, etc., para permitir que as próprias células protetoras do corpo destruam as células
cancerosas.
Outros suplementos, como vitamina E, são conhecidos por causar apoptose, (autodestruição da célula;
uma espécie de sistema programado para eliminá-las) - o método normal do corpo de se livrar das células
indesejáveis ou desnecessárias.
15. Câncer é uma doença da mente, do corpo e do espírito. Um espírito positivo ajudará a ser um
sobrevivente. Raiva, inclemência e amargura causam estresse, predispondo o corpo à um ambiente
acetoso. Aprenda ter um espírito clemente e amoroso. Aprenda relaxar e desfrutar vida.
16. As células cancerosas não podem prosperar num ambiente oxigenado. O exercício diário de
respiração profunda ajuda o organismo a adquirir mais oxigênio até o nível celular. A terapêutica de
oxigênio é outra maneira usada para destruir as células cancerosas.
Informações do Hospital John Hopkins sobre utilização de recipientes:
1. Não coloque nenhum recipiente plástico em microondas.
2. Não coloque suas garrafas de plástico, com água, em congelador.
3. Não ponha nenhuma embalagem de plástico em microonda. Substâncias químicas de dioxina são
liberadas e causando câncer, especialmente câncer de mama. Dioxinas são altamente venenosas às
células do nosso corpo.
Não aquecer comida, especialmente alimentos gordurosos, em forno de microondas usando recipientes de
plástico. Isto se aplica especialmente para alimentos gordurosos.

ESCARAS _ TRATAMENTO COM URINOTERAPIA

Prof.Dr.Wiliam César Alves Machado


wilmachado@uol.com.br

A Urinoterapia é uma das técnicas terapêuticas mais antigas e populares usada por diferentes culturas
através dos tempos. Era amplamente usada na Índia, Tibet, Egito e Grécia Antiga, e nas civilizações
asteca, inca e maia. Ainda hoje é usada como procedimento terapêutico na Nicarágua, Arábia e Alasca,
para combater males físicos. No Brasil, particularmente em áreas carentes de recursos, como no Nordeste
e em outras regiões do país, a tradição popular recomenda a aplicação de urina de crianças nos casos de
doenças de pele, urticárias e queimaduras por venenos de animais, como taturanas e águas-vivas.

Na medicina ortodoxa, por exemplo, em 1841, foi publicado na Inglaterra um livro intitulado "O Tesouro
Inglês", do Dr. Dioscorides, no qual ele prescrevia urina para lavar as feridas. Na Europa da Idade Média,
era comum beber a própria urina como medida de prevenção contra a peste. Não obstante a técnica
terapêutica da Urinoterapia ser milenar e mundialmente difundida, foi perdendo espaço frente o
desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica, além de não ter resistido à grande pressão exercida
pela indústria farmacêutica influenciando as tendências da prática em clínica médica. Por outro lado, a
emergência do método científico fez com que todas as formas de tratamentos naturais da sabedoria
popular passassem a ser consideradas superstições e, conseqüentemente, excluídas dos currículos das
escolas de medicina, até porque atentavam contra os interesses especuladores da economicamente
poderosa indústria farmacêutica.

PROPRIEDADES DA URINA
A urina é um produto puro do sangue e não um amontoado de elementos tóxicos diminutos, além de ser
um excelente medicamento natural que o organismo humano produz gratuitamente. Sua composição é de
96% de água e 4% de elementos orgânicos e inorgânicos. Dentre os elementos e compostos inorgânicos
destacam-se o cloreto de sódio, sais de cloro, sais de enxofre, fósforo, sódio, potássio, cálcio, magnésio,
cobre, flúor, iodo, ferro, zinco, ácido fosfórico e ácido sulfúrico. Quanto aos compostos orgânicos a urina
contém: uréia, creatinina, amônia, ácido úrico, albumina e outras proteínas, além de 21 espécies de
aminoácidos, aminas e ácidos orgânicos. Possui também os seguintes hidratos de carbono: cetoácidos,
ácido lático e ácido úrico; as vitaminas, A, B, C, E, entre outras, e ácido pantotênico; os hormônios
hipofisários, sexuais, prostaglandinas, ADH (hormônio antidiurético), entre outros; a alantoína, extraída da
urina, é uma substância que ajuda no processo de cicatrização de feridas e excelente anti-rugas.
50

Conforme pode ser observado na descrição anterior, o corpo humano é um grande laboratório vivo capaz
de produzir desde analgésicos, antibióticos, substâncias que reorganizam o sistema imunológico e até
mesmo alguns hormônios que podem curar ou prevenir enfermidades. Enfim, o uso da urina para o
tratamento de escaras pode não ser atraente devido ao hábito que se cultiva de olhar para ela com certo
nojo, desprezo, etc. Entretanto, uma vez superada a barreira do preconceito, decidir fazer uma experiência
de curativos em ferimentos do tipo escaras pode trazer resultados surpreendentes, além de o material a
ser usado não depender de despesas ou gastos financeiros. Basta seguir as instruções abaixo e ver para
crer.
TRATANDO AS ESCARAS COM URINA
Embora possa parecer meio bizarro, o procedimento técnico de troca dos curativos de escaras usando
urina é bastante eficaz.
1) Recomenda-se colher a urina fresca do próprio cliente, despejando-a num recipiente limpo após as
micções (no caso de micção voluntária) e/ou abrir o coletor de urina deixando fluir (em caso de o cliente
depender da utilização de cateter vesical para drenagem da bexiga).
2) Limpar bem a área da escara com solução isotônica (soro fisiológico) ou água fervida, removendo
secreções acumuladas e restos de tecido morto.
3) Embeber esponja macia em urina e passar suavemente sobre a superfície da ferida. IMPORTANTE:
Caso não esteja disponível esponja suficiente para se descartar após o uso, deve-se optar pelo uso de
compressa de algodão, desde que atentando para que não deixar seus pequenos fragmentos sobre o
ferimento. Posto que ao serem removidos noutros curativos posteriores, corre-se o risco de comprometer
tecidos em granulação e de áreas subjacentes.
4) Aplicar compressas de tecido (algodão) embebidas em urina nas áreas lesionadas, trocando de seis em
seis horas. Procure manter o cliente confortável, evitando posições favoráveis a compressão das áreas
lesionadas. Observe os resultados obtidos através de avaliação do estado da ferida de 10 em 10 dias.
Vale a pena experimentar para constatar o poder de cicatrização da alantoína e demais componentes da
urina.
Observação: Embora não haja contra-indicação, nos casos de infecção urinária, recomenda-se o uso de
urina de criança para os clientes nessa situação, até que o quadro infeccioso seja eliminado.

Sobre o autor: Doutor em Enfermagem, pela Escola de Enfermagem Anna Nery, UFRJ (1996). Mestre em Enfermagem, pela Escola
de Enfermagem Alfredo Pinto, UNI-RIO (1988). Especialista em Administração Hospitalar, pela Universidade Católica do Rio de
Janeiro, PUC-RIO (1978). BIBLIOGRAFIA ARMSTRONG, J. W. The water of life: a treatise on Urine Therapy. Walden, Londres,
Health Science Press, 1990. HIROSHI, Tikumagawa. Cura-te a ti mesmo: terapia do real, São Paulo, Madras Editora, 1998.
MACHADO, Denise G. URINOTERAPIA. Carmo da Cachoeira, Irdin Editora, 1999. BIBLIOGRAFIA ARMSTRONG, J. W. The water of
life: a treatise on Urine Therapy. Walden, Londres, Health Science Press, 1990.HIROSHI, Tikumagawa. Cura-te a ti mesmo: terapia
do real, São Paulo, Madras Editora, 1998.MACHADO, Denise G. URINOTERAPIA. Carmo da Cachoeira, Irdin Editora, 1999.

A urina pode ser utilizada em qualquer hora do dia, mas a melhor é a primeira que sai de manhã. Nesta
urina se encontra um componente especial chamado SPU-hormônio. É um material hipnótico produzido
durante o sono que age como antibiótico, analgésico, ativador da circulação e estimulante da
secreção de outros hormônios. A princípio se começa com pequenas doses que depois poderão ser
aumentadas gradativamente. O sabor da urina é mais suave quando se tem uma alimentação mais
natural, vegetariana e com menos carne.
Há outras formas de aplicação da urina. O hospital de Guerson em San Diego –USA, receita jejum e a
seguir uma dieta apenas com ingestão de urina e verduras durante algumas semanas.
Depois do jejum receita dieta a base de legumes e verduras. Assim são tratados cancerosos e doentes de
AIDS. No Japão, casos de câncer do intestino grosso (cólon) ou câncer no útero, além de tomar urina
aplicam urina com uma seringa no órgão doente. Em doenças da pele com úlceras, feridas, vitiligo,
manchas escuras, varizes, alergias etc., aplica-se urina na região afetada. No nariz, olhos e boca
(inflamação, cáries, dores, etc.) enxáguam-se ou se faz bochechos. Infecção vaginal lava-se com sua
própria urina.
É importante lembrar que a urina tomada não deixa gosto ou cheiro, ela cura o mau hálito. Após a ingestão
da urina, toma-se um pouco de água e desaparece todo sabor da urina. No uso externo da urina é
necessário lavar a região tratada depois de um determinado tempo. Somente neste caso costuma
aparecer cheiro, se assim não se proceder.

Reações características da recuperação


São sintomas que aparecem quando se toma urina. Às vezes se tem a sensação de que piora o estado de
saúde. Não há por que se preocupar, pois é uma reação sadia de reação orgânica. Os sintomas que
aparecem são aumento das dores, diarréia, furúnculos, alergias, comichão, aftas, febres, secreção dos
olhos, mamas ou vagina, sensações estranhas no estômago e intestino, sono profundo, cansaço etc. Isto
significa que o organismo está reagindo em processo de recuperação.
51

As reações não aparecem todas ao mesmo tempo e dependem da profundidade ou tempo em que a
doença está instalada no organismo. Estas reações são sinais importantes de que está ocorrendo a cura.
São reações passageiras e que variam de acordo com a gravidade da doença e a quantidade de urina
ingerida. Deve aceitar com tranqüilidade essas reações, não se preocupar com elas e até mesmo
aumentar a quantidade de urina ingerida. Em pouco tempo essas reações desaparecerão.
Método de aplicação da urina
1. Começar ingerindo pequena quantidade de urina (um copo pequeno) para depois, aos poucos, ir
aumentando a dosagem.
2. Em caso de dores, massagear o local com a própria urina.
3. Nas alergias, furúnculos, reações na pele, olhos, nariz e ouvidos, colocar urina com um algodão
embebido de urina.
4. Na garganta, útero, ânus, vagina e intestinos, aplicar urina com uma seringa sem agulha.
Indicações do uso da urina como medicamento
1. Infecções, em substituição aos antibióticos.
2. Contra tumores como câncer e sarcomas.
3. Para dissolver materiais estranhos como cálculos renais, cálculos biliares.
4. Para equilibrar a taxa hormonal.
5. Para equilibrar a hipo ou hiperfunção nervosa.
6. Para melhorar a circulação sangüínea.
7. Para fortalecer a resistência do sistema imunológico.
8. Para produzir anticorpos.
Doenças curadas pela urina
1. Enfermidade sexual - gonorréia.
2. Enfermidades do tecido conjuntivo - artrite-reumatóide, esclerodermia, lupus erythemadoides
sistemático
3. Tumores malignos - sarcomas do fígado, tireóide, esôfago, cólon, pâncreas, colo do útero, ovário,
mamas, próstata, leucemia, linfoma maligno (vasos linfáticos).
4. Tumores benignos - ovário, cólon, estômago, esôfago e útero.
5. Enfermidades infecciosas - herpes, malária, aftas, hepatites, cirroses, gripes, catarro etc.
6. Enfermidades cérebro-cardio-vasculares - derrame, tumor cerebral, tumor artéreo-cerebral, enfarte,
angina, arritmia e hiper e hipotensão.
7. Enfermidades respiratórias - asma, bronquite, pneumonia, tuberculose, tosse crônica, faringite,
amigdalite
8. Enfermidades digestivas - esofagite, gastrite, úlcera gastroduodenal, colite, diarréia, pólipo digestivo,
cálculo de vesícula, hemorróidas.
9. Enfermidades genito-urinárias - cálculos dos rins, bexiga, nefrose, infecção renal, vaginite e pólipo
de vagina.
10. Enfermidades ginecológicas - problemas de menstruação, pólipo de útero, ovário, mastite, fibroma
mamário, uteromioma, endometrite.
11. Enfermidades ortopédicas - lombalgia, artrite, ciático e neurite.
12. Enfermidades dermatológicas - dermatite nervosa, alergia, abcesso, hongo, comichões, furúnculos.
13. Enfermidades sensoriais - catarata, retinite, hemorragia retinal, zumbido, otite, dor de ouvido,
sinusite e conjuntivite.
14. Outras enfermidades - gota, diabete, hemofilia, depressão, insônia, neurose, enxaqueca, impotência,
contaminação radioativa, epilepsia, histeria e desnutrição. Luis Guerreiro

RELATO DE EXPERIÊNCIA COM URINOTERAPIA _ Paulo Roberto Guimarães


Aos 18 anos, sofri um acidente de automóvel ficando paraplégico, por ter tido uma lesão medular
entre a 4ª e a 5ª vértebras do tórax. Uma das mais sérias conseqüências disto, talvez pior que não andar é
a bexiga ficar paralítica, sujeita a infecção crônica. Nasci com apenas o rim direito e por causa do
problema relatado, tive várias pielonefrites agudas, ou seja, infecções renais. Isto durante 30 anos, pois
vou completar 48 anos. Nos últimos 3 anos, tive uma infecção que não debelava com nenhum antibiótico.
Fiquei tão debilitado que percebi que minha vida estava em perigo. Faltava um mês para minha
aposentadoria, proporcional ao tempo trabalhado, ser desencadeada. Rezei pedindo aos Grandes Seres
que me enviassem uma terapêutica eficaz que me curasse, já que a Medicina Ayurvédica diz que existe
um antídoto para cada veneno e um remédio para cada doença. A resposta veio a seguir. Peguei o jornal e
lá estava um anúncio de um curso de Urinoterapia a ser ministrado pelo Prof. Hiroshi. Senti que era a
resposta. Pensei comigo mesmo: Sou tão maluco que se eu for nesse curso vou acabar bebendo minha
urina e ela vai me curar. Não pude ir, não tinha forças nem mental, nem emocional, nem física. Fiquei os 3
dias do curso deitado, dormindo, tentando arranjar forças para poder sair de casa. Quando melhorei, sai
imediatamente para comprar o livro do Hiroshi que li vorazmente. Depois li o outro prefaciado pelo Dr.
Christian Tal Schaller. Aguardei os médicos autorizarem minha aposentadoria proporcional, avisei a eles
52

que estava pesquisando a Urinoterapia e que era provável que tentaria essa terapêutica. Devem ter
pensado: Coitado, além de paraplégico, seu estado grave de saúde deve estar lhe deixando meio doido.
Sempre tive dentro de mim a convicção de que as saídas para nossos problemas são simples, que você
muda tudo mudando a si mesmo. Eu queria me curar com a minha urina e queria divulgar essa
extraordinária terapêutica para todas as pessoas que queiram ouvir, abrir seus corações e mentes e
resolver seus problemas de forma gratuita, inteligente, ecológica, enfim, sábia. Tive febre alta no início.
Tive medo de ter uma septicemia (infecção generalizada), pois eu estava tomando urina infectada, com um
vírus resistente a praticamente todos os tipos de antibióticos não injetáveis. Mas no livro do Hiroshi ele
dizia que os problemas urinários eram os que a urina curava mais rápidamente. Telefonei a ele e ele pediu
que eu aumentasse a quantidade de urina ingerida. Havia a história do cunhado do Hiroshi que foi de
caminhão para o Amazonas, com uma infecção urinária tão forte que a urina parecia leite. E ele se curou
com a Urinoterapia. Nesse momento penso nos milhares ou milhões de pessoas no mundo inteiro que por
uma lesão medular, ou qualquer outra disfunção que afete as vias urinárias, têm a chance de cura na auto
vacina com sua própria urina infectada.
Depois de alguns dias de febre, minha urina foi melhorando. A infecção acabou. Mandava minha
urina para exame e a patologista me ligava dizendo que havia algo estranho. As colônias não se
formavam. Perguntou se eu estava tomando algum remédio. Disse que sim, minha própria urina. Ela disse
que isto era loucura, pois ela conhecia minha história da longa infecção de 3 anos. Mas informei a ela que
ia continuar. Mandava nova urina para exame. A patologista dizia que estavam presentes todas as
características de infecção, mas as colônias não se formavam. Eu estava radiante de alegria. Foi quando
viajei para minha terra natal e diminui muitíssimo a ingestão de urina. A infecção voltou. Hoje cheguei a
conclusão que não posso mais ficar sem ingerir o máximo possível de urina para manter minha saúde boa.
Minha cor melhorou. Minha energia melhorou. A glicose baixou. A libido melhorou. Resfriado eu não
tenho mais. As crises agudas de tendinite e gota (acumulação de ácido úrico nas articulações)
melhoraram embora ainda me incomodem ultimamente. Voltei a fazer planos de vida. Voltei a viver e a
querer viver.
Sou Terapeuta e indico esse tratamento aos clientes mais graves ou àqueles que se mostram
abertos às verdadeiras terapêuticas, por mais estranhas que pareçam. Uso os Florais de Bach para
problemas mais emocionais e mentais e Urinoterapia para problemas mais físicos. Mas estou consciente
de que preciso aprender as boas influências da urina no comportamento emocional e mental das pessoas,
além do físico. Precisava ir a Campinas, São Paulo, e aproveitei meu grande entusiasmo para fazer
palestras sobre Astrologia, Florais de Bach, a Causa dos Vícios e Urinoterapia. Apesar de aparecer no
folder: O Caminho das Estrelas, O Caminho das Flores, O Verdadeiro Êxtase e A Água da Vida, a palavra
Urinoterapia, que também aparecia, se encarregou de esvaziar a platéia. Tive grandes prejuízos. Aprendi,
então, que Urinoterapia não é um assunto de massas. É assunto para se tratar reservadamente. É assunto
para pessoas que tenham certa sabedoria. Na minha terra natal, Caxambu, como já admiram minhas
palestras, o Diretor da Escola Estadual convocou todos os alunos para as mesmas palestras que preparei
para Campinas. No entanto, disse aos organizadores que queria falar apenas aos alunos verdadeiramente
interessados nos assuntos. Foi um sucesso. Brasília é um lugar privilegiado, neste aspecto. Lá existem
almas abertas para os assuntos desse novo mundo, que felizmente estamos criando. Minha palestra em
Brasília sobre o assunto foi assimilada com naturalidade, por muitas pessoas. Infelizmente, no entanto,
houve censura velada, por outras, a ponto de comprometer as futuras palestras, que eu viria a fazer
naquela importante instituição, que prefiro não mencionar o nome. Esta instituição, felizmente, está,
infinitamente, acima da mediocridade, que existe dentro dela e em toda parte. Agradeço muito ao Hiroshi e
a todos que divulgam a Urinoterapia. Vocês me ajudaram a salvar minha vida.
Sou Economista de formação. O maior problema da aceitação da Urinoterapia é o fato da urina
não ser uma mercadoria. Mercadoria é um bem econômico que tem valor de uso e valor de troca. A urina
não tem valor de troca. Aquilo que não tem valor de troca no mundo capitalista não tem valor. Só por isto a
Urinoterapia é mais revolucionária que o médico Che Guevara. Ela contesta o sistema no que ele tem de
mais sagrado: a mercadoria, razão de ser do capital. Ela coloca em cheque a máfia dos produtos
químicos. Ela é a grande alternativa para essa exploração sem limites dos remédios alopáticos. Que são
as drogas legais. Que não curam, enfraquecem o sistema imunológico, criam dependência, exploram e
matam talvez mais que as doenças. A quimioterapia é o supra-sumo do vampirismo, em que o trabalho
morto, as máquinas, submetem as forças de trabalho vivo, os homens. E os levam ao sacrifício final: à
morte aos pés do totem sagrado, a máquina, o capital. Saiamos desse ritual macabro, mudemos nossos
valores equivocados, leiamos os livros de urinoterapia e bebamos nossa urina: a água da vida. E vivamos
como aqueles que têm a coragem de viver cada vez melhor. Brasília, outubro de 1999
Este artigo foi escrito para ser publicado, como depoimento, para o próximo livro de Tikumagawa Hiroshi, que já escreveu
CURA-TE A TI MESMO - Terapia Real, Ed. Madras. Leia também da mesma editora: URINOTERAPIA - Xixi - O Meio de Saúde Mais
Extraordinário que Existe.
53

SAL EM APLICAÇÕES DIVERSAS


SALA DE ESTAR, CARPETES as cores podem ser restauradas com o auxílio de um pano umedecido em
uma solução, meio a meio, de sal e água. Quando usar novos tapetes de lã, lembre-se de que as traças
não gostam de sal. O segredo é esfregar o chão com uma solução concentrada de sal e água quente
antes de assentar o carpete.
LAREIRAS o sal possibilita às lareiras um funcionamento melhor e mais seguro. Jogue um punhado
de sal no fogo. O sal remove a fuligem acumulada e ajuda a evitar incêndios perigosos na chaminé.
PAREDES buracos na parede podem ser restaurados com sal. Misture quantidades iguais de sal e
amido com água suficiente para fazer uma pasta. Os buracos poderão ser facilmente restaurados com
esta pasta.
SALA DE JANTAR, MANCHAS NA MESA em manchas brancas nas mesas causadas por pratos e copos,
quentes ou molhados aplique uma pasta rala de óleo de salada e sal em proporções iguais. Esfregue a
pasta sobre a mancha e deixe em repouso por uma ou duas horas. Em seguida remova a pasta,
esfregando-a até sair. As manchas desaparecerão.
COMIDA NO CARPETE DA SALA DE JANTAR manchas de gordura nos carpetes podem ser removidas
com uma solução de uma parte de sal para quatro partes de álcool. Esfregue sobre a mancha firmemente
até que ela desapareça.
COZINHA, QUEIJOS para evitar o mofo, antes de colocar o queijo na geladeira enrole-o em um pano
umedecido em água salgada.
ÁGUA FERVENTE o sal é condutor de calor, para esquentar mais rapidamente a comida, ponha-a
num prato sobre uma panela com água e um pouco de sal, e aqueça esta água..
PROTEÇÃO CONTRA FORMIGAS borrifar sal ao longo dos rodapés, nos cantos dos cômodos e nos
balcões dos armários manterá as formigas afastadas.
GELADEIRAS sal misturado à solução de bicarbonato de sódio + água limpam e perfumam o interior da
geladeira com vantagem de não arranhar o esmalte como o fazem alguns produtos mais fortes de limpeza.
PANELAS ENGORDURADAS panelas de ferro, engorduradas, são facilmente pondo um pouco de sal
nelas e esfregando-as com papel.
XÍCARAS uma esfregada rápida com sal removerá as mais resistentes manchas de chá das xícaras.
LIMPEZA DE FORNO o sal e a canela são um excelente restaurador do forno e eliminam o cheiro de
comida queimada. Borrife-o no forno, enquanto estiver quente, e quando secar remova as manchas de sal
com uma escova dura ou pano.
AROMATIZANTE o sal pode aromatizar as garrafas térmicas, moringas ou outros recipientes bem
como retirar o amargo das cafeteiras enchendo-os com água e adicionando quatro colheres de sopa de
sal, em seguida enxágüe em água corrente. O cheiro de cebola, e eventuais manchas de frutas e legumes
nas mãos, poderão ser retirados com sal.
PIA ENTUPIDA para eliminar o cheiro e evitar que o cano da pia da cozinha fique entupido pela gordura,
use uma salmoura concentrada.
IRRITAÇÃO NA GARGANTA gargarejo com água e sal muitas vezes alivia irritações da garganta e da
boca. Usar partes iguais de sal e bicarbonato de sódio dissolvidos em água para limpam os dentes e
conservam as gengivas saudáveis.
LAVAGEM DE ROUPAS retire as manchas de suor das roupas colocando-as de molho em água com sal,
na dosagem de 4 colheres de sopa para cada litro de água, antes de lavá-las. Para clarear os tecidos de
algodão ou linho amarelecido, ferva-os por 1 hora em solução de sal e bicarbonato de sódio.
MOFO quando as roupas ou um objeto mofar molhe a área manchada com uma mistura de suco de limão
e sal e depois exponha ao sol para um descoramento natural. Complete o tratamento com uma lavagem
completa e secagem.
PULGAS pulgas não gostam de sal. Para afugentá-las borrife sal no animal infestado e no local onde
costumam ficar.
LIMPEZA DE BRONZE E COBRE maçanetas e peças de bronze adquirem novo brilho quando esfregadas
com uma pasta de sal obtida misturando-se partes iguais, em volume, de sal, farinha de trigo e vinagre.
Deixe por 1 hora ou mais e depois limpe com um pano macio ou uma escova para dar o polimento final.
PROTEÇÃO EM PÁRA-BRISA esfregue um pouco de sal umedecido na parte externa do pára-brisa do
carro para evitar aderência de neve ou geada.
PISOS SUJEITOS À NEVE para evitar o endurecimento do gelo e da neve espalhar um pouco de sal
2
sobre o piso da calçada antes de nevar na quantidade de 270 gramas por m . Eficaz se não nevar mais do
que 7,5 cm.
SORO CASEIRO para crianças que apresentam sintomas de vômitos e diarréias adicionar 1 pitada de sal e
1 punhado de açúcar, ou então, 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de café de sal, a 1 litro de água
filtrada fervida. Dar para a criança pequenas doses de meia em meia hora. O soro caseiro deve ter o gosto
da lágrima.
Indústria de Processos Químicos R. Norris Shreve, Joseph A. Brink Jr._Sodium Chloride, The Production and Properties of Salt and
Brine Dale W. Kaufmann _Revista Superinteressante Nº 07, Alexandre Pimentel
54

MANCHAS NA PELE Passar óleo de buriti sobre a área da mancha de preferência à noite. Não pode
tomar sol após passar o óleo. Retira manchas da pele após algum tempo de uso contínuo.

ALHO E AZEITE DE OLIVA VIRGEM


Publicação: 19/04/2005
No papiro de Ebbers, de 2.550 a.C. haviam mais de 20 receitas à base de alho indicadas para combater
infecções, dor de cabeça e faringites. Outros documentos datados de 3.000 anos a.C. elaborados pelos
Babilônios, Chineses e Romanos também mostraram o uso do alho como medicamento. Mas, foi
Hipócrates, pai da medicina, o primeiro a demonstrar com detalhes, o uso do alho como diurético e
laxante. Plínio e Galeno, médicos romanos, também utilizaram o alho para o tratamento de infecções
intestinais, problemas digestivos, pressão alta, senilidade e impotência. Nas anotações de Marco
Polo há várias referências sobre o uso do alho pelos chineses com a finalidade de desintoxicação.
O valor terapêutico do alho sempre foi reconhecido na medicina popular, mas somente há 30 anos as suas
aplicações médicas começaram a ser reavaliadas, comprovadas e aceitas. Por isso é, ainda, muito cedo
para afirmar as diferentes funções do alho, mas há provas sugerindo benefícios no controle do nível de
colesterol do sangue e da hipertensão, no combate a infecções e benéfico para a digestão, circulação e
respiração.
É lógico que a evidência clínica do valor efetivo do alho, tanto na prevenção quanto no tratamento de
inúmeras afecções não se justifica apenas pelo seu conteúdo de minerais e vitaminas. Várias pesquisas
têm atribuído seus efeitos terapêuticos pela presença de algumas substâncias. As mais importantes delas
em relação ao coração, são:
Òxido dialildissulfeto – com capacidade de reduzir os níveis de lipídeos e do colesterol do sangue.
Germânio – elemento condutor de oxigênio com ação revigorante e rejuvenescedora, graças à sua
capacidade de conduzir oxigênio e agentes hipotensores que ajudam a controlar a pressão arterial sem
provocar efeitos secundários.
Selênio – um mineral protetor do coração, pois ajuda a prevenir a formação de ateromas, de coágulos e
ainda normaliza a pressão arterial.
O alho ainda tem alicina, a alina, ambas com efeitos antibactericida e antinflamatório.

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL, NA ESPANHA, SOBRE O EFEITO DO AZEITE DE OLIVA NA SAÚDE.


Publicação: 01/06/2005
Resumo das conclusões
1. O envelhecimento representa uma grande preocupação em países desenvolvidos por causa das
patologias associadas à idade como ateriosclerose, mal de Parkinson, mal de Alzheimer,
demência vascular, perda de memória, diabete e câncer.
2. Estudos epidemiológicos sugerem que a dieta mediterrânea (rica em azeite de oliva virgem)
diminui o risco de doenças cardiovasculares.
3. A dieta mediterrânea, rica em azeite de oliva virgem, diminui os maiores fatores de risco para
doenças cardiovasculares, como perfil lipídico, pressão sangüínea e metabolismo da
glicose. Funções endoteliais (revestimento interno do aparelho circulatório inclusive coração),
estresse inflamatório e oxidativo são também positivamente modulados. Alguns desses efeitos
são atribuídos aos micro-componentes do azeite de oliva virgem.
4. Diferentes estudos conduzidos em humanos têm mostrado que a ingestão de gordura
monoinsaturada pode ajudar a proteger contra o declínio de funções cognitivas, relacionas à
idade, e contra o Mal de Alzheimer.
5. Micro componentes do azeite de oliva virgem são biodisponíveis em humanos e apresentam
propriedades antioxidantes e capacidade para melhorar a função endotelial. Além disso, os
micro componentes podem modificar a hemóstases, apresentando eficácia contra os trombos
(coágulos sanguíneos).
6. Em países onde o azeite de oliva virgem é a principal fonte de gordura onde a população consome
mais a típica dieta mediterrânea, como Espanha, Grécia e Itália, há menores índices de câncer
que os paises do norte Europeu.
7. Os efeitos protetores do azeite de oliva virgem podem ser mais importantes nas primeiras décadas
de vida, o que sugere que o beneficio dietético do azeite de oliva virgem deve ser iniciada antes da
puberdade, e mantida durante toda a vida.
8. Estudos mais recentes têm indicado que a dieta mediterrânea baseada em azeite de oliva virgem
proporciona envelhecimento saudável e aumenta a longevidade.
55

DOCUMENTO NA ÍNTEGRA DA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL, NA ESPANHA, SOBRE O EFEITO DO AZEITE


DE OLIVA NA SAÚDE.
Prefácio
A maioria das causas de morte tem uma origem em múltiplos fatores, normalmente resultado da interação
entre a estrutura genética e fatores ambientais. Entre os últimos, a dieta talvez seja o mais relevante.
Durante as últimas décadas, pesquisas vêm demonstrando uma grande variedade de efeitos biológicos
induzidos por diferentes nutrientes e alimentos..
Uma das mais conhecidas e importantes características da dieta mediterrânea é a presença do azeite de
oliva virgem como a principal fonte de energia a partir de gordura. Em contraste com outros óleos
comestíveis com uma composição de gordura aproximada, como os óleos de girassol, soja e canola (ver
Canola e seus malefícios), o azeite de oliva virgem é um sumo natural, enquanto os óleos de semente
precisam ser refinados antes de serem consumidos, mudando assim sua composição original. Então, o
azeite de oliva virgem é uma fonte saudável de ácidos graxos e de centenas de micronutrientes,
especialmente antioxidantes, como os compostos fenólicos, vitamina E e carotenóides.
O objetivo do relatório é fazer um sumário das descobertas sobre os efeitos benéficos do azeite de oliva
virgem, incluindo seus componentes gordurosos ou não-gordurosos, e também confirmar que a dieta
mediterrânea baseada no azeite de oliva é um modelo de alimentação para alcançar o envelhecimento
saudável e prevenir as mais importantes causas de morbidade e mortalidade no mundo.
Evidência dos efeitos benéficos da dieta mediterrânea
A relação entre a dieta e a saúde cardiovascular foi sugerida por estudos experimentais há 100 anos.
Todavia, foi apenas a partir da metade do século 20 que doenças cardiovasculares transformaram-se em
uma epidemia em vários paises industrializados. Desde então a identificação dos fatores de risco e dos
mecanismos de prevenção tornou-se uma necessidade crucial. A epidemiologia forneceu a direção inicial
para a identificação dos primeiros fatores de risco. Isto foi possível graças às contribuições do Framingham
Heart e outros estudos similares. Contudo, quando falamos da construção da hipótese dieta-coração a
pedra fundamental foi o estudo Seven Countries Study, chefiado pelo Dr. Ancel Keys. Esses
pesquisadores demonstraram com o seu estudo comparativo da influência dos hábitos alimentares sobre a
formação das doenças cardiovasculares que a ingestão de gordura saturada estava significantemente
associada com o colesterol e o risco de doenças coronárias. Como conseqüência desse estudo firmou-
se o conceito das propriedades cardioprotetoras dos hábitos alimentares das populações do Mediterrâneo,
que apresentavam como denominador comum o consumo de azeite de oliva virgem. Nessas últimas
décadas, muitos estudos populacionais tiveram o propósito de consolidar a observação inicial do estudo
Seven Country Studies e demonstrar a relevância do azeite de oliva virgem como um componente
cardioprotetor da dieta mediterrânea. Graças às essas descobertas, aprendemos que a proteção
cardiovascular das dietas mediterrâneas não se destaca somente pelos seus efeitos benéficos sobre os
fatores de riscos ligados a gordura sérica, mas também pelos seus efeitos em várias outras funções
importantes incluindo a sensibilidade à insulina, pressão sangüínea, integridade das paredes arteriais e
resposta a processos inflamatórios. Os resultados desses estudos apóiam consideravelmente que a dieta
mediterrânea e fatores associados ao estilo de vida são realmente protetores e compatíveis com o
envelhecimento saudável e o aumento da longevidade. Entretanto, os trabalhos atuais e futuros utilizando
a epidemiologia genética e métodos genéticos em conjunto com métodos experimentais começam a
fornecer mais evidencias sobre o mecanismo protetor especifico do azeite de oliva virgem dentro do
contexto da dieta mediterrânea. Essa combinação de tecnologias propiciará pistas moleculares sobre a
ação dos padrões de dieta ou de seus componentes individuais na saúde. Este conhecimento irá fornecer
enormes benefícios para a prevenção e tratamento de doenças crônicas.
Gordura monoinsaturada e risco cardiovascular
É conhecido que a dieta mediterrânea, rica em azeite de oliva virgem como a maior fonte de gordura,
vegetais, frutas e outros alimentos vegetais, e com baixos níveis de gordura saturada, ácidos graxos trans
(gordura hidrogenada) e colesterol - está associada com um menor risco de doenças cardiovasculares. A
dieta mediterrânea, quando substituiu uma dieta rica em gordura saturada, diminui o nível do colesterol
LDL plasmático e aumenta a relação entre colesterol LDL e HDL. Além disso, a dieta mediterrânea reduz o
nível de triglicérides plasmático e aumenta o nível de HDL-colesterol quando comparado com uma dieta
pobre em gorduras e rica em carboidratos. E, ainda, melhora o metabolismo lipídico posprandial.
O padrão da dieta mediterrânea pode também pode fornecer benefícios adicionais pela atuação sobre
outros fatores de risco cardiovasculares clássicos, incluindo a redução da pressão sanguínea, tanto em
indivíduos normais como em hipertensos, e melhora do metabolismo dos carboidratos, tanto em indivíduos
saudáveis como em pacientes de diabete tipo 1 e tipo 2. Além do mais, substanciais evidências sugerem
que a dieta mediterrânea pode modular bio-marcadores em receptores celulares envolvidos no
desenvolvimento da aterosclerose. Partículas de LDL de indivíduos consumidores da dieta mediterrânea
são protegidas das modificações oxidantes quando comparadas com as partículas de LDL de indivíduos
consumidores de uma dieta muito rica em ácidos graxos polinsaturados. A melhora da função endotelial e
da resposta inflamatória também foram relatadas em pacientes com hipercolesterolemia. A dieta
56

mediterrânea traz à tona ambientes menos protrombóticos pela modificação de diferentes compostos do
hemoestase, como a agregação plaquetária, fibrinogênio, fator Von Willebrand, plasma total Fator VII e
PAI-1 níveis de plasma. O aumento posprandial na ativação do Fator VII é reduzido pelo consumo do
azeite de oliva virgem.

Estresse oxidante e envelhecimento


O envelhecimento é um assunto de grande interesse para países desenvolvidos devido o aumento
doenças relacionadas, tais como ateriosclerose, mal de Parkinson, mal de Alzheimer, demência
vascular, perda de memória, diabete e câncer. Em uma população idosa no sudoeste da Itália,
submetida a uma dieta típica mediterrânea, a elevada ingestão de energia oriunda de gordura
monoinsaturada parece estar associada com a redução de doenças de declínio cognitivo relacionadas com
a idade. Esse efeito pode ser relacionado com o papel do ácido graxo monoinsaturado na manutenção da
integridade estrutural das membranas dos neurônios. Além disso, descobertas muito recentes têm
demonstrado que o grande consumo de gordura monoinsaturada pode proteger contra a mal de Alzheimer,
circunstância na qual o consumo de gorduras saturadas ou trans (gordura hidrogenada) pode ser
prejudicial. De acordo com a teoria dos radicais livres, envelhecimento é o resultado de danos oxidantes,
principalmente na mitocôndria, que acontecem durante toda a vida. Alguns desses danos oxidantes não
podem ser completamente neutralizados e convertem-se em disfunções celulares. As membranas das
mitocôndrias são muito sensíveis aos ataques dos radicais livres por causa da presença da dupla cadeia
de carbono na extremidade dos fosfolipídios. Assim, um baixo nível de ácido graxo monoinsaturado (por
exemplo, aquele do acido oléico) irá diminuir o estresse oxidante celular.
Curiosamente quase toda pesquisa realizada até hoje tem demonstrado que o nível de ácidos graxos
insaturados é menor em espécies de vida longa (humanos, por exemplo) do que em espécies de vida curta
(roedores). Foi demonstrado que as modificações oxidantes, produzidas pela ingestão de gorduras fritas,
talvez possam ser tamponados com êxito quando usado o azeite de oliva virgem.
Em resumo, o consumo de azeite de oliva causa a preservação das funções das mitocôndrias e sua
cadeia de transporte de elétrons, com um menor nível de produção de radicais livres; um sangue mais
capaz de lutar contra os radicais livres e com o DNA mais protegido contra oxidação.
Os benefícios dos micros componentes do azeite de oliva virgem
O azeite de oliva virgem é um alimento que além da gordura contém vários microcomponentes com
propriedades biológicas. Entre essas frações insaponificáveis, o esqualeno tem sido apontado como um
fator casual para a menor incidência de câncer na população mediterrânicas. Apesar da quantidade de
alfa-tocoferol (vitamina E) e carotenóides, proporcionada pelo consumo diário de azeite de oliva virgem ser
baixa, sua ingestão continuada contribui para a reserva geral de antioxidantes no organismo humano. Por
outro lado, esteróis são seqüestradores de ácidos biliares e inibidores de ACAT e seu consumo abaixa os
níveis de LDL colesterol plasmático. Triterpenos, como eritordiol e acido oléico, vêm apresentando
propriedades antiinflamatórias e antioxidantes em estudos in vitro e atividade vasodilatadora em
experimentos com animais. Mais estudos são necessários para testar os efeitos benéficos desses
componentes em seres humanos.
Os principais componentes fenólicos presentes no azeite de oliva são tirosol, hidroxitirosol, os secoróides e
formas conjugadas e lignantes. Eles são absorvidos pelo intestino humano de maneira dose-dependente e,
levando em conta que formas livres desses componentes não são detectadas no plasma, suas atividades
biológicas in vivo devem estar referenciadas a esses metabólicos biológicos. Em estudos experimentais,
esses micro-componentes têm apresentado propriedades antioxidantes, atividade quimio-preventiva e
capacidade para melhorar a função endotelial, isso feito pela diminuição de expressão das moléculas de
adesão celular, pelo aumento da disponibilidade oxido nítrico e pela extinção de radicais livres
intracelulares. Além do mais, eles também podem modificar a hemeostasia, inibindo a agregação
plaquetária e apresentando propriedades antitromboticas, aspectos demonstrados tanto em estudos
experimentais como em humanos. Tem sido mostrado que o consumo do azeite de oliva virgem, rico em
compostos fenólicos, leva a um aumento no conteúdo total de fenólico do LDL, o que provavelmente vai
exercer sua ação no interior das artérias onde a oxidação completa do LDL ocorre. Então, componentes
fenólicos do azeite de oliva virgem, por meio desse mecanismo, podem atrasar a progressão da
ateriosclerose.
Os resultados aleatórios de testes cruzados em humanos, sobre os efeitos antioxidantes do componente
fenólico do azeite de oliva ainda são controversos. O efeito protetor na oxidação lipídica nesses testes vem
sendo mais bem demonstrado em condições de estresse oxidativo, por exemplo, homens submetidos a
dietas antioxidantes estritas, hiperlipidêmicas ou em paciente com doenças vasculares periféricas. Estudos
cuidadosamente controlados em populações apropriadas ou com uma amostra de maior tamanho são
urgentemente necessários para estabelecer definitivamente in vivo essas propriedades antioxidantes dos
componentes ativos presentes no azeite de oliva virgem.
57

Prevenção e Progressão do Câncer


Aproximadamente 80% do câncer humano estão associados com seus estilos de vida. Alimentação e os
ácidos graxos têm grande influência na formação do câncer associado ao estilo de vida (particularmente
câncer gastrintestinal e câncer relacionado com hormônios, como o de mama e o de próstata). Estudos
epidemiológicos fornecem evidências de que em paises onde a população consome uma dieta típica
mediterrânea, como a Espanha, a Grécia e a Itália, na qual o azeite de oliva virgem é a principal fonte de
gordura, o número de casos de câncer é menor do que nos países no norte da Europa. O consumo de
azeite de oliva virgem garante simultaneamente uma ingestão apropriada de ácidos graxos polinsaturados
essenciais. Pesquisas em animais evidenciam o efeito protetor do azeite de oliva virgem. O efeito protetor
do azeite de oliva virgem na iniciação do câncer pode ocorrer pela prevenção da oxidação do DNA. Alguns
dos componentes presentes no azeite de oliva virgem podem também agir como potentes antioxidantes. O
mecanismo pelo qual o azeite de oliva virgem exerce seu efeito protetor no câncer pode acontecer por
mudanças na membrana celular, alterando a síntese eicosanoide tumoral e receptores celulares,
modulando a expressão gênica e prevenindo os danos causados ao DNA pelas reações com metabolitos
de oxigênio (radicais livres). Isto pode ser associado com expressões alteradas dos genes de câncer ou
ligadas a fatores epigenéticos, que também tem papel importante na carcinogênese humana. Muitos dos
componentes de azeite de oliva virgem têm efeitos anticancerigenos por si só ou em associação os ácidos
graxos monoinsaturados (ácido oléico). Isto inclui flavonóides, vitamina E, ácido esqualeno, ácido caffeic e
hidroxitirosol. Esse efeito protetor do consumo do azeite de oliva virgem parece ser mais importante nas
primeiras décadas da vida, o que sugere que para alcançar o beneficio, a ingestão de azeite de oliva
virgem deve ser iniciada antes da puberdade e mantido durante a vida.
Participantes
G Alvarez de Cienfuegos (Spain), L Badimon (Spain) , G Barja (Spain), M Battino (Italy), A Blanco (Spain) , A Bonanome (Italy), R
Colomer (Spain), D Corella-Piquer (Spain) , I Covas (Spain) , J Chamorro-Quiros (Spain), E Escrich (Spain) , JJ Gaforio (Spain), PP
Garcia Luna (Spain), L Hidalgo (Spain) , A Kafatos (Greece), PM Kris-Etherton (USA), D Lairon (France), R Lamuela-Raventos
(Spain), J Lopez-Miranda (Spain), F Lopez-Segura (Spain), MA Martinez-Gonzalez (Spain) , P Mata (Spain), J Mataix (Spain), J
Ordovas (USA) , J Osada (Spain), R Pacheco-Reyes (Spain), F Perez-Jimenez (Spain), M Perucho (USA), M Pineda-Priego
(Spain), JL Quiles (Spain), MC Ramirez-Tortosa (Spain), V Ruiz-Gutierrez (Spain), P Sanchez-Rovira (Spain), V Solfrizzi (Italy), F
Soriguer-Escofet (Spain), R de la Torre-Fornell (Spain), A Trichopoulos (Greece), JM Villalba-Montoro (Spain), JR Villar-Ortiz (Spain) ,
F Visioli (Italy).

CEGUEIRA POR DERRAME NO ÔLHO, ARTÉRIA AORTA SINUOSA, COLESTEROL,


TRIGLICERÍDEOS, ÁCIDO ÚRICO – depoimento sobre o uso do alho e azeite de oliva virgem.
Em abril de 2005 fui acometido por cegueira total no olho esquerdo causada por derrame de
sangue. A pressão sanguínea estava 19/ 11.
Um cardiologista do Einstein (Doutor Roderick) recomendou, na emergência, tomar diurético e Adalat em
dose dupla para baixar a pressão de imediato. O oculista disse que não havia nada a fazer senão esperar,
possivelmente por 6 meses, para depois verificar o que fazer. Consultado o cardiologista do Sabin
(Climed-Atibaia), foi feito o eletrocardiograma, exames de sangue e chapa do tórax.
Os resultados, além da pressão alta, foram: artéria aorta sinuosa, taxas elevadas de colesterol,
triglicerídeos e ácido úrico. Passei a tomar Betalor (vasodilatador) e Hidrion (diurético). Com o olho
direito ainda bom, li um no jornal um artigo divulgado na Internet, Ambiente Brasil, a respeito das
propriedades antiinflamatórias do azeite de oliveira. Lendo a respeito de azeite, associei com a idéia de
alho. Pesquisei a respeito das propriedades do alho e sobre a alicina que favorece a circulação impedindo
trombos além da existência de outras substâncias, algumas contendo enxofre na molécula e outras mais
com ação antivirótica e antibacteriana além de agir sobre determinados tipos de câncer.
Como não há referências a respeito de dosagem, resolvi experimentar e verificar qual a dosagem de
dentes de alho cru que faria algum efeito fisiológico evidente. Ultrapassando a dose de um dente de alho
cru para cada 20 quilos de peso corpóreo verifiquei uma sensação de afogueamento e calor evidenciando
vaso dilatação juntamente com uma sensação estranha. Reduzida a dose a um dente de alho para cada
20 quilos de peso, torna-se bem suportável, principalmente se o alho, sendo esmagado e cru, for deixado
no azeite extra virgem de primeira espremedura a frio (uma a duas colheres de sopa de azeite) por um
prazo mínimo de 30 minutos. Pode-se colocar essa mistura no alimento habitual. Eu a tomava com sopas
e pão integral. O tratamento deve ser feito à noite, pois sobrevém uma sonolência e, em seguida, sono
profundo e reparador a noite inteira. Esse tratamento foi feito durante 4 meses, pois além de
desaparecerem as dores de articulações, eu esperava que se limpassem as artérias devido à presença
dos ácidos graxos insaturados do azeite. Entre os meses eu fazia um intervalo de menos de uma semana
no qual não tomava esse medicamento.
Resultados:
1. O alívio de dores articulares foi progressivo, sendo evidente em 30 dias.
2. O sangue do derrame no olho foi clareando e em dois meses enxergava sem nitidez, em três meses
havia nitidez e em quatro meses transparência cristalina. Animado com os resultados continuei o
58

tratamento. Completados dez meses, voltei ao cardiologista do Sabin. Fiz novamente todos os exames e
os resultados foram:
1. Radiografia de tórax: tudo limpo e normal.
2. Aorta: normal.
3. Exame de sangue: ácido úrico, colesterol e triglicérides baixaram.
4. Eletrocardiograma: normal com ligeiro bloqueio no ramo direito do Feixe de Hiss que me acompanha
desde jovem. Continuo com Betalor e Hidrion.
Além disso, as verrugas caíram e não tenho gripes nem resfriados nem infecções desde que iniciei esse
hábito alimentar.

Alberto Barbosa Pinto Dias


Professor Secundário Efetivo por Concurso (Ciências e Biologia).
Professor Catedrático de Fisiologia Humana na Fac. Estadual de São José do Rio Preto, de 1956 a 1961 (UNESP).
Professor responsável por Fisiologia Humana e Geral na Faculdade Estadual de Rio Claro, de 1961 a 1963 (UNESP).
Professor por Concurso no Colégio de Aplicação da USP de 1963 a 1966.
Professor de Biologia e Bioquímica do Colégio Rio Branco, SP, de 1964 a 1978
Técnico em Aplicação de Relaxamentos, desde 1975.
Diretor do Silva Mind Control Ind. Inc., no Brasil de 1982 até 1994.
Atuando em Atibaia/SP desde 1998 com cursos de Desenvolvimento Mental e Psíquico.
Atualmente como colaborador do Jornal Alternativas.
Fone: (11) 4415.1613 – endereço eletrônico: diasmind@uol.com.br

LINHAÇA E AZEITE DE OLIVA VIRGEM


Publicação: 31/05/2004
A linhaça é um alimento funcional. Isso significa que ela está na categoria de alimentos que além de
nutrientes contêm substâncias bioativas capazes de prevenir o aparecimento de doenças e a manter a
saúde. Com os alimentos funcionais é possível comer bem e, ao mesmo tempo, afastar o risco de
doenças.
No caso da linhaça, uma semente de cor marrom escura brilhante, as substâncias bioativas são:
1. Ácidos graxos ômega 3 alfa-linolênico que corresponde a 57% da composição da linhaça.
2. Lignana – um composto associado às fibras. A lignana é o fator mais pesquisado dessa semente.
Óleo de linhaça
O óleo de linhaça é rico em uma gordura chamada ácido alfa-linoléico (ALA) utilizada como fonte de
energia e matéria-prima do tecido nervoso e de substâncias que regulam a pressão arterial,
coagulação sangüínea, freqüência cardíaca, dilatação vascular, resposta imunológica e quebra de
gorduras. É usado como coadjuvante no tratamento de asma e diabete, e atenua a formação de radicais
livres pelo estresse. Protege também contra certos tipos de câncer, como os de mama e endométrio.
A semente de linhaça também tem o poder de afetar os níveis hormonais que estão envolvidos na
progressão do câncer. A inclusão de linhaça como parte de uma dieta pobre em gordura pode retardar o
crescimento de tumores em homens com câncer de próstata, de acordo com os estudos feitos por Wendy
Demark-Wahnefried, do Centro Médico da Universidade Duke, em Durham, na Carolina do Norte, e sua
equipe.
Linhaça e azeite de oliva espanhol
Como podemos utilizar a semente da linhaça? Para resolver esse problema a Casa do Azeite Espanhol
criou uma deliciosa receita de pão integral com linhaça e azeite de oliva para você poder se beneficiar
desses dois alimentos saudáveis, cujo uso habitual previne o aparecimento de doenças.
Pão de linhaça
Rendimento: 8 fatias de 60 g
Tempo de preparo: 25 minutos (mais 1 hora para a massa crescer e 25 minutos para assar)
Ingredientes
• meia xícara (chá) de leite. (120 ml) (Ver página 86 LEITE, ALIMENTO DO CÂNCER)
• 1 tablete de fermento biológico. (15 g)
• 1 colher (sopa) de açúcar. (12 g)
• 1 colher (chá) de sal. (2,5 g)
• 2 xícaras (chá) de farinha de trigo. (240 g)
• 5 colheres (sopa) de azeite de oliva espanhol. (50 g)
• 1/2 xícara (chá) de linhaça em grãos. (75 g)
Modo de Fazer
1. Coloque o leite em uma panela, leve ao fogo e aqueça por 2 minutos ou até ficar morno. Retire do
fogo, despeje em uma tigela e junte o fermento biológico, o açúcar e o sal. Misture com uma colher
até o fermento dissolver.
2. Acrescente meia xícara (chá) de farinha de trigo e misture até ficar homogêneo. Cubra a tigela
com filme plástico e deixe descansar por 40 minutos ou até dobrar de volume.
59

3. Em seguida, junte o restante da farinha de trigo alternando com 4 colheres (sopa) de azeite de
oliva virgem. Acrescente a linhaça e misture até a massa ficar homogênea. Transfira para uma
superfície lisa e enfarinhada e sove por 5 minutos ou até obter uma massa lisa.
4. Unte uma assadeira redonda (25 cm de diâmetro) com o azeite de oliva restante e enfarinhe. Dê à
massa o formato redondo (como um pão italiano) e arrume-a na assadeira.
5. Deixe o pão crescer em local aquecido por 20 minutos ou até dobrar de volume.
6. Aqueça o forno em temperatura média (180°C).
7. Em seguida, leve a massa ao forno por 25 minutos ou até dourar e ficar firme ao tato. Retire do
forno.
Valor nutricional por fatia
175 calorias
24,5 g de carboidratos
5,5 g de proteínas
7,5 g de gorduras totais (1,5 g de saturada, 5 g de monoinsaturada e 1 g de poliinsaturada)
2 mg de colesterol
4 g de fibras

TOMATE E AZEITE DE OLIVA VIRGEM


Publicação: 31/05/2004
Os tomates e os seus produtos são as melhores fontes de carotenóides (licopeno e beta-caroteno), ácido
fólico, potássio e vitamina C. Os seus benefícios para saúde devem-se principalmente aos carotenóides,
mais especificamente ao licopeno que tem uma estrutura muito semelhante ao beta-caroteno, mas não
tem atividade de provitamina A.
O licopeno tem recebido muita atenção dos pesquisadores pelo seu potencial em prevenir o câncer de
próstata e as doenças cardiovasculares, graças a sua ação antioxidante. Trata-se de um pigmento
lipossolúvel encontrados nos vegetais, principalmente, naqueles de cor vermelha, como o tomate incluindo
os molhos, sucos e pastas, goiaba, melancia, romã, buriti.
Importância do licopeno
Uma elevada ingestão de licopeno, a partir de tomate fresco, polpa e molho de tomate, está associada
com uma redução do risco do câncer de próstata. O interessante é que a polpa e o molho de tomate
parecem ter efeito mais pronunciado no aumento da taxa de licopeno no sangue.
O tratamento térmico para produzir o molho e a polpa de tomate pode diminuir a concentração de
micronutrientes quando comprado com o legume fresco, o que não acontece com os carotenóides,
inclusive o licopeno. Isto significa que, quando se consome tomate cru as células dos vegetais ficam
intactas e no processamento sob uma temperatura elevada elas se rompem aumentando a
biodisponibilidade do licopeno.
Licopeno e doença cardiovascular
O licopeno parece ter um efeito inibitório na síntese do colesterol, ação que aumenta a degradação das
LDL (mau colesterol), diminuindo o risco de doenças cardiovasculares nas pessoas com elevada taxa de
licopeno. O que mostra o benefício de se incluir alimentos ricos em licopeno na dieta habitual para diminuir
riscos destas doenças.
Ao contrário de outros carotenóides, o licopeno não se encontra em baixa concentração entre os
fumantes, sugerindo uma atividade preventiva, pois, como se sabe, os fumantes estão no grupo de maior
risco para desenvolver as doenças cardiovasculares.
Molho de tomate e Azeite de Oliva Espanhol
Ambos contêm ricas substâncias para a saúde como o licopeno e ácidos graxos poliinsaturados, que
agem preventivamente diminuindo o risco de câncer de próstata e de doenças do coração. Há ainda
estudos mostrando que o licopeno do tomate pode prevenir o aparecimento de câncer de pulmão.

MALÁRIA Triturar 5g de sementes secas de mamão (270 a 300 sementes). Ferver em meio litro de
água por cinco minutos. Beber essa quantidade em três tomadas por dia. Para cada dia fazer nova
solução para beber. Após os oito dias tomar vitaminas do complexo B.
Sebastião Reginaldo, brigadista voluntário de combate a incêndios florestais da Colônia do Trairão, Município do Amajari - RR

PROBLEMAS CARDÍACOS, MICROVARIZES, ENCURVAMENTO DA COLUNA E MELHORA DA


VISÃO
1. Antes do banho, exercitar a panturrilha (barriga da perna) levantando o corpo na ponta dos pés,
primeiro rápido até esquentar as panturrilhas e depois fazer uma seqüência de dez movimentos lentos.
Esse exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das
veias. Nos primeiros seis meses, se a pessoa estiver com excesso de peso, ela emagrece da cintura
para baixo e, nos seis meses seguintes, da cintura para cima. Depois de dois anos, não engorda mais.
60

2. Ao chegar em casa, ponha os pés numa bacia com água bem quente. Além de relaxar, isso causa a
dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e a visão. Esse processo foi testado com
pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos de
gangrena. O quadro geral de saúde das pessoas melhorou e um fato significativo foi a melhora da visão.

3. Ao acordar, deitado de barriga para cima pedalar 120 vezes no ar. Esse exercício melhora o
posicionamento da coluna e da postura, diminuindo ou retardando o encurvamento e aliviando as dores
nas costas.

STÉVIA A stévia (Stévia rebaudiana) é um pequeno arbusto perene que pertence à familia dos
crisântemos, nativa no Paraguai. Esta planta tem uma extraordinária capacidade adoçante. Em sua forma
natural é aproximadamente 10 a 15 vezes mais doce que o açúcar. Na sua forma mais comum de pó
branco, extraído das folhas da planta, chega a ser de 70 a 400 vezes mais doce que o açúcar. Por isso é o
açúcar mais poderoso do mundo. Por que não há o emprego desta planta, como ingrediente, em nenhum
produto hoje disponível no mercado?
As principais características desta planta são:
- não causa diabete
- não contém calorias
- não altera o nível de açúcar no sangue
- não é tóxica
- inibe a formação da placa e da cárie dental
- não contém ingredientes artificiais
- pode ser usada para cozinhar
A Stévia é conhecida ainda pelas suas propriedades medicinais e foi usada pelos índios por centenas de
anos. Os seus possíveis empregos na medicina são: diabete, obesidade, hiperatividade, pressão alta,
hipoglicemia, indigestão, candidíase, e tônico para a pele, inibe o desejo de carboidratos e diminui a
necessidade de tabaco e álcool.

ASPARTAME _ VENENO ADOÇANTE


O aspartame é um adoçante artificial criado em laboratório e descoberto ao acaso por um químico da
empresa G.D. Searle em 1965. A Monsanto adquiriu a G.D.Searle em 1985. O aspartame é a substância
mais danosa em comércio que vem sendo adicionada em muitos alimentos e fármacos que utilizamos
normalmente. Segundo pesquisadores e médicos que estudam os efeitos colaterais provocados pelo
aspartame as seguintes doenças crônicas podem ser desencadeadas ou agravadas com a sua ingestão:
tumores no cérebro, epilepsia, síndrome de fadiga crônica, mal de Parkinson, mal de Alzheimer,
retardamento mental, linfoma, defeitos de nascença, fibromialgia e diabete.
O aspartame é constituído por três elementos quimicos: ácido aspártico, fenilalanina, e metanol. O livro
Prescrições para uma nutrição saudável de James e Phillys Balch refere-se ao aspartame na categoria
venenos químicos.
Acido Aspártico – O aspartame é constituído com 40% de ácido aspártico. O Dr. Russel L. Blaylock,
professor de neurocirurgia da universidade Médica do Mississipi, publicou um livro no qual descreve todos
os danos causados (existem 500 referências científicas) pela ingestão deste aminoácido. O ácido aspártico
é precursor de um neurotransmissor chamado aspartato que em dosagens excessivas destrói neurônios
excitando-os até a morte (excitotoxina) devido a um exagerado afluxo de cálcio nas células. Isto causa a
morte das células por uma alta produção de radicais livres. Durante a infância a barreira sanguínea do
cérebro, que normalmente protege o cérebro do excesso de aspartato e outras substancias danosas, não
é plenamente desenvolvida, não protegendo assim todas as áreas do cérebro. Mulheres grávidas e mães
em amamentação devem tomar o máximo de cuidados. Diversos estudos demonstraram que uma
prolongada exposição a esta substância provoca as doenças acima mencionadas e outras mais como a
perda da memória, surdez, problemas hormonais, etc.
Fenilalanina – O aspartame é constituido em 50% de fenilalanina, um aminoácido que se encontra
normalmente no cérebro. Nas pessoas que ingerem habitualmente este adoçante foram encontrados
níveis exageradamente altos (frequentemente letais) de fenilalanina no cérebro, e os indivíduos propensos
a fenilcetonúria (impossibilidade de metabolizar a fenilalanina) têm maior risco. Excessivos níveis de
fenilalanina no cérebro podem causar um abaixamento do nível de serotonina causando várias desordens
como depressão, esquizofrenia, dor de cabeça e torna o indivíduo mais suscetível ao infarto.
Metanol – Constitui 10% do aspartame. O metanol causou a cegueira e a morte em alguns bebedores de
vinho anos atrás. Esta substância se oxida no corpo produzindo formaldeído e ácido fórmico. Estes dois
metabolizados são altamente tóxicos. O formaldeído é uma substância cancerígena, causa danos à
retina, interfere com a formação do DNA e é causa de defeitos de nascença. Os estudos de
envenenamento por metanol incluem gravíssimos distúrbios na visão, zumbido nos ouvidos, náuseas,
perda temporária de memória, distúrbios gastrointestinais etc. Foram realizados diversos estudos em
61

animais referente a utilização do aspartame e nos anos 70 foi descoberto que muitos destes estudos foram
propositalmente modificados com o objetivo de configurar esta substância como inofensiva aos olhos.
A Associação Diabete Americana (ADA) está atualmente aconselhando o uso deste veneno às pessoas
afetadas por diabete. Segundo os estudos do Dr. H.J.Roberts (especialista em diabete, membro do ADA e
respeitável especialista em adoçantes artificiais) o aspartame além de não resolver nenhum problema
diabético, piora gravemente os sintomas. Edição Nexus 3 e 4 - Avalon Edizioni
mailto://nexus_it@hotmail.com
http://www.nexusitalia.comhttp://www.dorway.com
http://web2.airmail.net/marystod http://aspartamekills.com/symptoms.htm

HEPATITE Chá de folhas de tamarindo. Sebastião Reginaldo, brigadista voluntário de combate a incêndios florestais
da Colônia do Trairão, Município do Amajari - RR

BRONQUITE Tirar a água do coco maduro, encher com mel, tampar e enterrar por 15 dias. Dose para
adulto: uma colher de sopa três vezes ao dia. Dose para crianças: uma colher de chá três vezes ao dia.
Sebastião Reginaldo, brigadista voluntário de combate a incêndios florestais da Colônia do Trairão, Município do Amajari - RR

MANTEIGA E MARGARINA
Ambas têm a mesma quantidade de calorias. A manteiga tem 8 gramas de gordura saturada e a margarina
5 gramas.
Comer margarina pode aumentar em 53% a incidência de doenças cardíacas em mulheres quando
consumida na mesma quantidade que a manteiga, segundo um estudo da Universidade de Harvard (EUA)
Comer manteiga aumenta a absorção de muitos nutrientes presentes em outros alimentos. A manteiga traz
mais benefícios nutricionais, enquanto o pouco que a margarina traz lhe foi adicionado pela indústria.
A manteiga é muito mais gostosa do que a margarina e pode melhorar o sabor de outros alimentos. A
manteiga existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos.
Sobre a margarina:
- tem teor altíssimo de ácidos graxos tipo trans (gordura hidrogenada)
- triplica o risco de doenças coronárias
- aumenta o nível de colesterol total e o de LDL (mal colesterol)
- reduz o nível de colesterol HDL (bom colesterol)
- aumenta, em cinco vezes, o risco de câncer
- afeta a qualidade do leite materno
- deprime a resposta imunológica
- reduz a reação insulínica
E o fato mais perturbador: a diferença entre o plástico e a margarina é de uma molécula.
Basta saber disso para evitar, por toda a vida, a margarina e tudo o que for composto de gordura
hidrogenada.
Você pode fazer uma experiência: Deixe a margarina aberta em algum lugar sombreado. Em poucos
dias, você vai notar duas coisas:
10
- nenhuma mosca, nenhum inseto vai chegar perto dela (só isso já deveria lhe dizer alguma coisa)
- não vai apodrecer, nem ficar com cheiro ruim.
Como não tem nenhum valor nutritivo, nada crescerá nela, nem mesmo aqueles microrganismos
encontrarão ali um ambiente para viver. Sabe por quê? Porque é quase um plástico!
Dr. José Geraldo Ferreira Gonçalves – Instituto de Patologia Clínica Hermes Pardini
(www.hermespardini.com.br)

FUNGO E AFECÇÕES NO COURO CABELUDO Para afecções com formação de escamações ou


crostas no couro cabeludo podendo ou não haver queda de cabelo. Comprar em uma farmácia de
manipulação um preparado com a formulação URÉIA 20%, ÁCIDO SALICÍLICO 5%, P. CLOBETASOL
0.05%, CREME DE SILICONE 20%, CREME HIDRATANTE qsp 80 g. Passar na área afetada duas a três
vezes por dia.

DIABETE Chá de três folhas verdes de mamona (Ricinus communis) em um litro de água. Beber
normalmente durante o dia. Felipe Orlando Marron, IBAMA-RR

DIABETE Chá de cinco folhas de embaúba em vinte litros de água. Ferver até reduzir a dois litros.
Beber no lugar da água. Agricultor da Vicinal II, Município de Cantá, Boa Vista (RR)

CÁLCULO RENAL Chá da casca de jatobá em oito litros de água. Usar um pedaço de 10 x 10 cm de
casca. Beber bastante de chá durante o dia. José Alexandre Faustino, Polícia Militar, Boa Vista (RR)

10
Com o açúcar acontece a mesma coisa; à exceção de formigas nenhum inseto se alimentará de açúcar e ele não apodrece.
62

FÍGADO, INTESTINO GROSSO (desintoxicação), PRISÃO DE VENTRE, CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA


Fazer suco de tamarindo adoçado com rapadura. Ferver e ir retirando a espuma que se formará.
Apagar o fogo e acrescentar uma colher de sal amargo e misturar bem. Dose: meio copo em jejum, em
seguida beber um copo de água pura. Tomar durante 15 dias, fazer um intervalo de 15 dias e repetir a
dosagem por mais 15 dias.

MANCHA NA PELE Passar casca de mamão maduro

FÍGADO Suco de um punhado de mastruss.

RINS Chá de casca de abacaxi reativa os rins mesmo que afetados parcialmente e sob ação de
hemodiálise

VARIZES E HEMORRÓIDAS Comer sementes trituradas, ou mastigá-las, de um ou dois frutos de


urucum por dia. Excelente medicamento para hemorróidas, varizes. É usado no meio rural de Roraima
como medicamento para problemas cardíacos. Pode-se tomar também meia colher pequena (de café)
por dia do pó puro feito da moagem das sementes de urucum, mas é preferível ingerir as sementes
mastigadas.

PULMÃO (problemas pulmonares diversos) Dormir embaixo de um pé de tamarindo. Cavalos têm sido
curados de problemas pulmonares em Roraima deixando-os dormir embaixo de um pé de tamarindo.
Joaquim Parimé – IBAMA (RR)

CASTANHA DO BRASIL E SELÊNIO


Fornece o selênio que o organismo necessita para preservar células, eliminar substâncias tóxicas
como metais pesados, várias drogas, álcool, fumaça de cigarro, gorduras peroxidadas, protege o
organismo contra câncer, doenças cardíacas e circulatórias, proporciona benefícios cosméticos à pele,
aumenta a potência masculina e o desejo sexual, antiinflamatório e, portanto, útil no combate a artrite e
outras doenças auto-imunes e é imunoestimulante.
Apenas uma castanha por dia supre a quantidade de selênio necessária ao organismo; um mineral
extremamente importante para uma vida saudável. Atua contra o envelhecimento celular causado pela
formação natural de moléculas denominadas radicais livres, que danificam as células.
Um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, atesta que a ingestão diária de duas
castanhas do Pará, atualmente denominadas castanhas do Brasil, eleva em 65% o teor de selênio no
sangue. As castanhas produzidas na região norte e nordeste do país são tão ricas em selênio que basta
uma unidade para alcançar esse nível de 65% de selênio no organismo. A recomendação é de que um
adulto consuma, no mínimo, 55 microgramas de selênio por dia, diz a nutricionista Bárbara Rita Cardoso,
pesquisadora do Laboratório de Minerais da Universidade de São Paulo. E com uma unidade da castanha
brasileira já é possível encontrar de 200 a 400, microgramas, de selênio. O limite de consumo diário do
mineral é de 400 microgramas. No caso de uma criança, metade de uma castanha seria suficiente, afirma
Silvia Cozzolino, presidenta da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição.
Observação: alimentos naturais, mesmo em excesso, não causam superdosagem.
E por que toda essa importância do selênio? Ele é essencial para acionar enzimas que combatem
os radicais livres, responde Christine Thomson, a pesquisadora neozelandesa que investigou as
propriedades da castanha. O selênio se liga a algumas proteínas já existentes em nosso corpo para formar
essas enzimas antioxidantes, descreve, completando, Bárbara Cardoso. Na ausência dele, as tais
enzimas ficam sem atividade e, então, deixam de combater os radicais e ainda desguarnecem as defesas
do organismo. O selênio da castanha também teria um papel especial na proteção do cérebro. É que,
com a capacidade de acabar com os malefícios dos radicais livres, as células nervosas seriam
preservadas evitando o surgimento de doenças neurodegenerativas com a idade. Justamente por isso, a
pesquisadora Bárbara Rita Cardoso começa a estudar os possíveis benefícios do selênio em portadores
do mal de Alzheimer. A gente desconfia que nesses pacientes os radicais livres causem os maiores
danos, diz ela. A tireóide também funciona melhor na presença do selênio, acrescenta Christine Thomson.
Isso porque, se não houver esse elemento, ela não consegue produzir direito seus hormônios. O selênio
também está intimamente associado à capacidade do organismo se livrar de substâncias tóxicas
ajudando-o a eliminar os metais pesados alojados nas células. Apesar de tudo isso, o selênio deve ser
consumido com moderação. O consumo correto e contínuo é que faz todas as enzimas que dependem do
selênio trabalhem de forma adequada, diz Bárbara.
Uma das principais funções do selênio é a sua capacidade de desintoxicar o organismo. O
selênio atua em mecanismos que favorecem a eliminação de metais pesados pelas fezes e urina, explica
a nutricionista Bárbara Rita Cardoso. Esses metais nocivos, como o mercúrio e o arsênico, ficam
63

impregnados no organismo quando se consume peixes que vieram de águas contaminadas e, dai
disparam inúmeros problemas nos tecidos, do envelhecimento ao câncer.
A natureza oferece fontes de selênio, mas há quem prefira recorrer às cápsulas. Estudos recentes
revelam que é muito melhor é alimentar-se de brócolis, couve, cogumelos, aipo, pepino, cebola, alho,
rabanete, levedo de cerveja, grãos (cereais integrais) peixe, miúdos, castanha do Brasil e sementes de
linhaça. O selênio dos alimentos naturais é melhor utilizado pelo organismo, justifica o pesquisador Alexei
Lobanov, do Departamento de Bioquímica da Universidade, Nebraska, Lincoln-EEUU, já que a quantidade
de que precisamos nem é lá tão alta, a suplementação deveria ficar restrita a casos especiais.
A concentração de selênio em um alimento depende do solo em que é cultivado. De acordo com o
engenheiro agrônomo José Urano de Carvalho, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, a
castanheira, nativa da floresta Amazônica brasileira, além de ter uma incrível habilidade para extrair o
mineral, encontra na terra de lá uma enorme quantidade de selênio. Por isso seus frutos são ricos em
selênio. As castanhas do Brasil são nativas da região Norte, especialmente no cinturão amazônico.

Selênio – o elemento antienvelhecimento e anticancerígeno


The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler,1990
O selênio é um mineral-traço essencial que o organismo necessita em doses mínimas. O
reconhecimento de sua importância vital ao organismo humano ficou prejudicado devido ao seu potencial
tóxico e aos temores de carcinogenidade, temores que já foram descartados por indícios sugerindo
exatamente o contrário – que o selênio oferece proteção contra diversos tipos de cânceres e contra um
amplo espectro de doenças.
Hoje se sabe que o selênio que o selênio é essencial para a saúde. Doenças crônicas como
arteroesclerose (doenças das artérias coronarianas, doença cerebrovascular e doença vascular
periférica), câncer, doença degenerativa das articulações (artrite), cirrose e doença pulmonar obstrutiva
crônica (efisema) compreendem a avassaladora maioria dos problemas de saúde. Existem indícios, cada
vez mais numerosos, de que o selênio é capaz de oferecer proteção contra essas doenças e deve assumir
um papel essencial na medicina preventiva.
Um denominador comum na etiologia da maioria das doenças crônicas que associamos ao
processo de envelhecimento são os danos provocados pelo oxigênio às membranas celulares, ácidos
nucléicos e proteínas. Uma enzima crucial na defesa contra o dano oxidante é a glutationa-peroxidase.
Esta enzima contém selênio (sob a forma de selenocisteína) em cada um de seus quatro locais catalíticos.
Assim, o selênio desempenha papel crucial na função antioxidante dessa importante enzima. Porém,
além disso, o selênio também pode diminuir a agregação plaquetária, o que o torna ainda mais protetor
contra a doença das artérias coronarianas, derrames e ataques cardíacos. Seu papel no sistema
imunológico, principalmente no sentido de melhorar a imunidade celular, pode explicar, em parte, sua
afamada ação anticancerígena.
O selênio é notável na medida em que os melhores indícios sugerem que pode ter efeitos
inibidores sobre todos os principais mecanismos de envelhecimento. Parece certo que ele possa ter um
papel muito importante no sentido de ajudar a reduzir a incidência de muitas doenças. O consumo
adequado de selênio é, sem sombra de dúvida, necessário caso queira ter uma ótima saúde e uma
expectativa completa de vida. A habilidade do homem em prolongar “ao máximo sua vida” para além dos
limites definidos atualmente ainda não foi provada. Se existem micronutrientes capazes de ajudar a romper
a “barreira do tempo de vida”, o selênio tem que ser considerado um dos principais elementos.
Argumentos positivos
1. Anticarcinógeno
2. Imunoestimulante
3. Protege contra doenças cardíacas e circulatórias
4. Capaz de desintoxicar metais pesados, várias drogas, álcool, fumaça de cigarro, gorduras peroxidadas
5. Proporciona benefícios cosméticos à pele
6. Aumenta a potência masculina e o desejo sexual
11
7. Antiinflamatório e, portanto, útil no combate a artrite e outras doenças auto-imunes
12
Argumentos negativos
1. Altamente tóxico mesmo em pequenas doses
2. Mutagênico, ou seja, capaz de produzir mutações potencialmente danosas nas células
3. Carcinogênico

11
Observação: a condroitina recupera a cartilagem e já existem compostos de condroitina disponíveis à venda sob os nomes
comerciais Artrolive e Condroflex, portanto, as doenças degenerativas das articulações (artrite, hérnia de disco, “bicos de papagaio”,
e demais doenças que afetam a cartilagem diminuindo sua espessura e causando dores por pressionarem os nervos) não podem
mais ser consideradas auto-imunes. Tais distúrbios orgânicos têm cura pela regeneração do tecido cartilaginoso.
12
Referem-se à forma industrializada de selênio, tal como o selenito de sódio, ingerido em doses elevadas. Algumas formas de
selênio industrializado não são absorvidas pelo organismo. Tais argumentos negativos não se aplicam aos alimentos naturais que
contém selênio.
64

13
4. Não pode ser eficazmente usado pelo organismo sob forma de suplemento
5. Considerado inútil com a ingestão simultânea de vitamina C.

Indícios relacionados aos argumentos positivos (trechos do livro)


1. Anticarcinógeno – Existe hoje um amplo conjunto de indícios epidemiológicos que sugerem que a
mortalidade pelo câncer aumenta quando o conteúdo de selênio do solo e, portanto, das colheitas, diminui.
Outros estudos confirmaram esses estudos estendendo-os a mais de vinte países: quanto menor o
consumo de selênio, maior a incidência de leucemia e cânceres de cólon (intestino grosso), reto, pâncreas,
mama, ovário, próstata, bexiga, pele e (nos homens) pulmão. A Venezuela, com seu solo rico em selênio,
tem, para citar um exemplo, uma taxa de mortalidade decorrente de câncer do intestino grosso inferior a
14
um quarto da taxa norte-americana. A baixa incidência de câncer de mama entre as japonesas tem sido
atribuída a seu consumo relativamente elevado de selênio; no entanto, a incidência de câncer entre as
mulheres japonesas que emigram para os EUA aumenta muito. Os pesquisadores encontraram níveis
sanguíneos de selênio consistentemente mais altos em indivíduos saudáveis do que nos que sofriam de
diversas formas de câncer.
Em trabalhos mais recentes, outros pesquisadores relatam maior incidência de câncer –
especialmente gastrointestinal e de próstata – entre os indivíduos que apresentavam níveis mais baixos
de selênio. Isso foi particularmente verdadeiro entre os indivíduos com níveis baixos de vitamina E e A no
sangue, bem como níveis mais baixos de selênio no sangue. O estudo é de grande importância porque foi
o primeiro estudo epidemiológico em que as amostras sanguíneas foram obtidas antes do
desenvolvimento do câncer. Estudos semelhantes subseqüentes alcançaram conclusões semelhantes.
Outro estudo epidemiológico finlandês relatou um alto risco de câncer fatal entre os indivíduos que
consumiam pouco selênio, principalmente quando associado ao baixo consumo de vitamina E. O mesmo
estudo relatou que o baixo consumo de selênio contribui para o aumento do risco de câncer de pulmão
entre os homens fumantes que consumiam baixa quantidade de vitamina A.
O selênio também parece oferecer proteção contra o câncer de pele. Pesquisadores descobriram
que níveis baixos de selênio no sangue, no contexto de baixos níveis de vitamina A aumentavam os riscos
de determinados cânceres de pele.
Existem indícios de que a deficiência de selênio é um problema significativamente crescente.
Foram postuladas várias hipóteses explanatórias. Uma sugere que, já que o enxofre compete com o
selênio pala absorção em plantas, o aumento da precipitação radioativa de anidrido sulfuroso e a “chuva
ácida” podem estar contribuindo para a perda de selênio.
Ainda não conhecemos bem os mecanismos anticancerígenos do selênio, mas qualquer que seja
o mecanismo já não há mais dúvidas de que o selênio realmente possui propriedades anticancerígenas.
2. Imunoestimulante – Em estudos realizados com animais foram observados grandes aumentos na
produção de anticorpos após a administração de selênio. Aumentos de até trinta vezes foram relacionados
à administração da combinação selênio/vitamina E. Pesquisadores soviéticos confirmaram algumas
dessas descobertas. Outros relataram que uma dose de 2,5 ppm de selênio, acrescentada à água que os
ratos bebiam, potencializa muito a resposta imunológica à vacina da malária e reduzia a taxa de
mortalidade associada a reexposição subseqüente à malária. Outros observaram ainda que o selênio
dobra a resposta imunológica à vacina da leptospirose em bezerros. Os mecanismos imunoestimulantes
do selênio continuam obscuros. O selênio parece promover o funcionamento ideal das membranas
celulares. A capacidade de resposta das células imunológicas depende muito da integridade de suas
membranas. Os efeitos do selênio no sentido de estimular a imunidade e suas propriedades
anticancerígenas estão, sem sombra de dúvida, intimamente associados.
3. Protege contra doenças cardíacas e circulatórias – Indícios epidemiológicos sugerem que muitas formas
de doenças cardiovasculares aumentam com a diminuição da ingestão de selênio. O chamado “cinturão
do derrame” nos EUA é uma área onde o conteúdo de selênio no solo é muito baixo. Na Finlândia, cujo
solo também possui um teor de selênio muito baixo e que tem uma taxa de mortalidade por doenças
cardiovasculares extremamente alta, um estudo prospectivo de longo prazo realizado com 11.000
finlandeses revelou que os níveis sanguíneos de selênio inferiores a 45 microgramas por litro (uma
condição encontrada em 30% dos estudados) estão associados a uma taxa de mortalidade por doenças
coronárias agudas correspondente a quase três vezes a dos que apresentam níveis plasmáticos de
selênio mais altos. A taxa de ataques cardíacos não fatais também aumentou para cerca do dobro da
taxa dos que apresentam níveis mais altos de selênio no sangue.

13
Refere-se ao suplemento mineral industrializado, tal como ocorre com a vitamina C, cujos suplementos industrializados não se
comparam em eficácia e assimilação aos alimentos naturais com vitamina C. Alimentos naturais, mesmo em excesso, não causam
superdosagem.
14
Há que considerar também a base alimentar da Venezuela que tem no milho integral seu principal alimento diário além de outros
alimentos integrais ao contrário dos EUA cujos alimentos em sua maioria são de baixo teor fibroso devido ao processamento
industrial. Ver FIBRAS ALIMENTARES na página 9.
65

Um estudo alemão revelou que vítimas recentes de ataques cardíacos apresentam níveis
sanguíneos de selênio inferiores aos níveis dos controles. Os baixos níveis de selênio estão associados
não apenas a arterosclerose. A doença de Keshan, uma cardiomiopatia caracterizada pelo aumento do
tamanho do coração e alta dose de mortalidade, tornou-se endêmica em áreas da China onde o solo é
particularmente pobre em selênio. Há relatos que essa doença está respondendo à suplementação oral de
selênio.
Vários estudos experimentais sugerem que o selênio, principalmente associado à vitamina E, pode
proteger contra danos aos tecidos relacionados ao fluxo sanguíneo ou suprimento de oxigênio. Em um
estudo duplo-cego, 22 dentre 24 pacientes que recebiam 1 miligrama de selênio a 200 UI de vitamina E
por dia tiveram alívio significativo da angina, enquanto apenas 5 entre 24 pacientes que estavam tomando
placebos foram julgados como tendo benefícios semelhantes.
Existem indícios de que as fortes propriedades antioxidantes do selênio podem inibir alguns dos
mecanismos dos radicais livres. Seus efeitos anticoagulantes parecem estar relacionados à sua possível
habilidade de inibir a agregação plaquetária.
4. Capaz de desintoxicar metais pesados, várias drogas, álcool, fumaça de cigarro, gorduras peroxidadas
– A capacidade do selênio de desintoxicar vários metais pesados, inclusive mercúrio e cádmio, tem sido
amplamente divulgada. Não se sabe exatamente como isso ocorre. Ao combinar-se aos metais pesados o
selênio pode formar selenitos inertes, inofensivos. Existem indícios de que o selênio é capaz de
desintoxicar gorduras peroxidadas e assim inibir sua carcinogenicidade.
Os resultados são ainda confusos em relação aos argumentos de que o selênio oferece proteção
contra doenças hepáticas provocadas pelo álcool e as alegações de que o selênio confere proteção contra
algumas formas de danos causados pela fumaça do cigarro não foram adequadamente investigadas.
5. Proporciona benefícios cosméticos à pele – Os argumentos de que o selênio aumenta a elasticidade e a
“juventude” da pele, remove manchas senis e assim por diante não foram ainda investigadas de forma
confiável. Entretanto o selênio parece proteger a pele contra certos tipos de câncer. Há vários anos
demonstrou-se que a administração oral de selênio causa a redução de tumores de pele induzido
quimicamente em ratos. Mais recentemente relatou-se que baixos níveis sanguíneos de selênio, no
contexto de baixos níveis de vitamina A no sangue, aumentam o risco de determinados tipos de cânceres
de pele. Outro pesquisador descobriu que tanto a L-selenometionina oral quanto tópica eram eficazes no
sentido de retardar alguns cânceres induzidos por raios ultravioleta em animais. Os efeitos benéficos da
loção de sulfito de selênio (nome comercial Selsun) no combate a caspa e outras dermatites seborréicas e
esfoliáveis foram relatados.
6. Aumenta a potência masculina e o desejo sexual – O selênio é conhecido por contribuir
significativamente para a produção e motilidade do esperma. Relatou-se recentemente a restauração da
fertilidade em alguns homens diabéticos após a suplementação de antioxidantes de amplo espectro
(incluindo selênio). Esses relatos, e os associados ao aumento do desejo sexual continuam sendo apenas
histórias não comprovadas.
7. Antiinflamatório e, portanto, útil no combate à artrite e outras doenças auto-imunes – Preparados
injetáveis e orais de selênio/vitamina E são usados, com bons resultados, na prática veterinária para aliviar
a artrite em cães e outros animais. O selênio realmente possui propriedades antiinflamatórias. Existem
inúmeras histórias sobre o uso de selênio para dor nas juntas, osteoartrite, artrite reumatóide e outras
doenças auto-imunes no mundo inteiro. No entanto, até o momento, não existe documentação científica
sobre o uso do selênio nessas condições.
Indícios relacionados aos argumentos negativos (trechos do livro)
1. Altamente tóxico, mesmo em pequenas doses – Os indícios citados acima mostram que o selênio pode
ser tolerado em doses mais altas do que se acreditava anteriormente.
2. Mutagênico, ou seja, capaz de produzir mutações potencialmente danosas nas células – O selênio, sob
a forma de selenito de sódio possui tanto efeitos mutagênicos quanto antimutagênicos em circunstancias
variáveis, mas apenas em doses muito superiores às que normalmente seriam consumidas. Doses
equivalentes de formas orgânicas não são mutagênicas.
3. Carcinogênico – A maioria dos estudos que falam sobre os indícios de carcinogenicidade são muito
antigos. Um estudo epidemiológico de 1978, entretanto, relatou uma maior taxa de mortalidade por câncer
de cólon (intestino grosso) e reto associada a níveis mais altos de selênio na água. Essa descoberta ainda
não foi confirmada por outros pesquisadores. O Conselho Nacional de Pesquisas concluiu que “uma
análise crítica das condições experimentais sugere que os estudos anteriores que demonstravam as
propriedades cancerígenas do selênio podem ser criticadas com base no projeto dos experimentos”.
4. Não pode ser eficazmente usado pelo organismo sob a forma de suplemento – Algumas formas de
selênio são de fato não absorvidas pelo organismo.
5. Considerado inútil com a ingestão simultânea de vitamina C – A vitamina C tomada ao mesmo tempo
que o selenito de sódio, pode transformar o selênio em uma forma não absorvível.
Recomendações
66

O Conselho Nacional de Pesquisas (EUA) determinou que a dose diária recomendada de selênio é
de 70 microgramas para homens e 55 microgramas para mulheres. Segundo vários pesquisadores, esses
valores são muito baixos. As doses humanas na faixa de 400 a 1.000 migrogramas por dia ou mais
correspondem a algumas dosagens que se revelaram anticarcinogênicas e imunoestimulantes nos
animais, embora isso não signifique que doses inferiores também não possam conferir alguns destes
mesmos benefícios. Alguns médicos relataram o uso de até 1.000 microgramas de selênio orgânico por
dia em pacientes selecionados durante períodos prolongados sem sinais de toxicidade.
Existem motivos suficientes para complementar à alimentação com 50 a 200 microgramas de
selênio por dia. Para crianças com menos de sete anos a dose suplementar não deve ultrapassar 100
microgramas por dia. Os pacientes que recebem alimentos por via intravenosa ou através de tubos estão
particularmente expostos ao risco de deficiência de selênio.

Fontes e formas de selênio


As melhores fontes naturais de selênio são: brócolis, couve, cogumelos, aipo, pepino, cebola, alho,
rabanete, levedo de cerveja, grãos (cereais integrais) peixe, miúdos, castanha do Brasil e sementes de
15
linhaça . Dependendo das condições regionais os alimentos podem ter baixo teor de selênio.
A suplementação de selênio pode ser obtida sob a forma orgânica de selenito de sódio, selênio
orgânico ou então como selenato de sódio. O selênio orgânico é a principal forma nutricional de selênio, ou
seja, a forma presente nos alimentos. As formas orgânicas disponíveis normalmente são derivadas de um
levedo de cerveja especial enriquecido com selênio. A principal forma de selênios nos alimentos é a L-
selenometionina. As formas orgânicas de selênio são as preferíveis. O selenito de sódio inorgânico reage
com a vitamina C de uma forma capaz de diminuir a absorção de selênio. Isso não acontece com o selênio
orgânico. Relatou-se que o uso prolongado de 1 micrograma por dia ou doses maiores de selenito de
sódio durante períodos prolongados apresenta efeitos tóxicos. Nenhuma toxicidade foi relatada a respeito
do selênio orgânico em doses semelhantes. De qualquer modo a ingestão de mais de 200 microgramas de
selênio por dia, sob qualquer forma, não é recomendada.
Devido aos amplamente relatados efeitos sinérgicos, uma dose diária de 50 a 60 microgramas de
selênio orgânico pode ser acompanhada de 20 a 400 UI de vitamina E por dia.
Precauções
Não tome selênio junto com vitamina C se você estiver usando a forma inorgânica. Suspenda o
uso de selênio a qualquer sinal de toxicidade. Tais sinais são: odor persistente de alho na pele e no hálito,
unhas fracas ou quebradiças, gosto de metal, tonteira e náusea sem outra causa aparente. A toxicidade é
altamente improvável na dose/forma recomendada. Seja especialmente cuidadoso com as altas doses
desse mineral.

TERAPÊUTICA DA ÁGUA Dr. Mahmoud Hussain IBN SINA COMPANY


Beba diariamente um litro e meio de água em jejum, ao acordar e evite medicamentos
quimioterápicos. Os antepassados conheciam essa terapêutica como Usha Paana Chikitsa.
Ao acordar de manhã (antes de escovar os dentes) beba 1,5 litros de água. Depois então fazer a
higiene matinal. Não beba ou coma nada 1 hora antes e 1 hora depois de beber 1.5 litros de água. Beber
água pura isenta de cloro ou produtos químicos de tratamento de água. Não tomar nenhuma bebida
alcoólica na noite anterior.
A principio, para acostumar-se, beba um litro e depois de dois minutos beba os restantes 500 ml.
Pode ser que sinta necessidade de urinar com mais freqüência, porém em pouco tempo o metabolismo
voltará à normalidade.
As pessoas que sofrem de artrite e reumatismo devem praticar esta terapêutica três vezes ao
dia; de manhã ao acordar, ao meio-dia e a noite, sempre 1 hora antes de ingerir alimentos e por um
período de uma semana. Após esse período inicial deve continuar o tratamento bebendo 1,5 litros de água
duas vezes ao dia até que esteja curado totalmente.
O consumo de água, seguindo essa terapêutica, purifica o organismo proporcionando ao intestino
grosso (cólon) maior eficácia na formação de sangue novo, conhecido nos termos médicos como
heatopoese (formação e desenvolvimento das células sanguíneas). Que as mucosas dos intestinos
delgado e grosso são ativadas através dessa terapêutica é fato comprovado.
Com a limpeza do intestino grosso as substâncias nutritivas dos alimentos são melhor absorvidas
e através da ação das paredes da mucosa intestinal serão convertidos em sangue mais puro. O sangue é
o principal meio de cura das doenças e, portanto, da restauração da saúde.

15
A castanha do Brasil e sementes de linhaça foram incluídas nesse texto por seus elevados teores de selênio conforme consta em
CASTANHA DO BRASIL E O SELÊNIO na página 62 e LINHAÇA na página 73
67

Enfermidades que podem ser curadas com essa terapêutica:

Anemia Gastroenterite Obesidade


Asma Hemorragia oftálmica Paralisia geral
Bronquite Hiperacidez Prisão de ventre
Cálculo renal Hipertensão Reumatismo
Câncer de mama Laringite Sinusite
Câncer de uretra Leucemia Taquicardia
Diabete Meningite Tosse
Disenteria Menstruação irregular Tuberculose
Enfermidades oftálmicas Dor de cabeça de origem Vertigem
Enfermidades urogenitais intestinal Enjôo (náusea)

As seguintes doenças foram curadas por essa terapêutica no período médio respectivo:

Acidez 2 dias
Diabete 7 dias
Câncer 4 semanas
Pneumonia 3 meses
Tuberculose 3 meses
Hipotensão 4 semanas
Hipertensão 4 semanas

TERAPÊUTICA ORTOMOLECULAR

DIFICULDADE DE PERDER PESO


O QUE ESTÁ FALTANDO ácidos graxos essenciais e vitamina A
ONDE OBTER semente de linhaça, cenoura e salmão, além de suplementos específicos

RETENÇÃO DE LÍQUIDOS
O QUE ESTÁ FALTANDO a causa é um desequilíbrio entre o potássio, fósforo e sódio
ONDE OBTER água de coco, azeitona, pêssego, ameixa, figo, amêndoa, nozes, acelga, coentro e os
suplementos específicos

COMPULSÃO A DOCES
O QUE ESTÁ FALTANDO cromo
ONDE OBTER cereais integrais, nozes, centeio, banana, espinafre, cenoura e suplementos específicos

CÃIMBRA, DOR DE CABEÇA


O QUE ESTÁ FALTANDO potássio e magnésio
ONDE OBTER banana, cevada, milho, manga, pêssego, acerola, laranja

DESCONFORTO INTESTINAL, GASES, INCHAÇO ABDOMINAL


O QUE ESTÁ FALTANDO lactobacilos vivos
ONDE OBTER coalhada, iogurte, missô, yakult e similares derivados do leite

MEMÓRIA RUIM
O QUE ESTÁ FALTANDO acetil colina, inositol
ONDE OBTER lecitina de soja, gema de ovo e suplementos específicos

HIPOTIREOIDISMO (produz aumento de peso sem causa aparente)


O QUE ESTÁ FALTANDO iodo
ONDE OBTER algas marinhas, cenoura, óleo, pêra, abacaxi, peixes de água salgada e sal marinho

CABELOS QUEBRADIÇOS E UNHAS FRACAS


O QUE ESTÁ FALTANDO colágeno.
ONDE OBTER peixes, ovos, carnes magras, gelatina e suplementos específicos

FRAQUEZA, INDISPOSIÇÃO, MAL ESTAR


O QUE ESTÁ FALTANDO ferro e vitaminas A, C, E
ONDE OBTER verduras, frutas, carnes magras e suplementos específicos
68

COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS ALTOS


O QUE ESTÁ FALTANDO Omega 3 e Omega 6
ONDE OBTER sardinha, salmão, abacate, azeite de oliva

Evite a ingestão de queijos, carnes gordas e frituras. A gordura acelera o processo de oxidação dos
alimentos.
16
Cozinhe os alimentos no vapor, excesso de cozimento oxida os alimentos
Evite utensílios de alumínio; os resíduos desse metal são tóxicos e podem ficar nos alimentos
17
Preferira panelas de vidro, aço inoxidável ou antiaderentes
Em hipótese alguma, aqueça os seus alimentos em embalagens de plástico no microondas nem use
recipientes plásticos como reservatório de água potável. O plástico contém dioxina que é cancerígena e,
liberada do plástico, quer seja pelo calor ou pelo congelamento, adere aos alimentos ou à água
18 19
LEITE , ESPINAFRE E SALMÃO COMBATEM A ARTROSE
O conceito de que a artrose não tem cura e o máximo que se pode fazer é suportar as dores não
tem fundamento. A medicina ortomolecular mostra que por meio de leite, tomate, espinafre, kiwi, salmão,
entre outras frutas, verduras, legumes, o paciente pode adquirir uma melhor qualidade de vida.
O tratamento com reposição de zinco, magnésio, cálcio e vitaminas diminui a dor, a rigidez das
articulações e aumenta a capacidade geral do indivíduo. Ao longo dos tempos o homem alimenta-se por
quantidade e não pela qualidade; essa é a causa do desequilíbrio de nutrientes vitais para o organismo.
Legumes e verduras crus são excepcionais nutrientes de sais minerais, vitaminas e fibras. Frutas são
alimentos ricos em energia e mantém a saúde através de suas vitaminas, sais minerais e enzimas, além
de eliminar os radicais livres.
A artrose surge a partir dos 30 a 40 anos, de forma imperceptível, podendo causar desvios de
direção nos joelhos e até alterações do metabolismo. Caracterizada pelo desgaste da cartilagem
articular, associada às conseqüentes alterações nos ossos, membrana sinovial e líquido sinovial, a
doença se estabelece principalmente na coluna, nos ossos das mãos, nos pés e na bacia. No entanto,
quanto mais cedo for diagnosticada, melhores serão os resultados obtidos.
Os principais elementos nutricionais de combate à artrose são:
Zinco - promove a liberação do hormônio do crescimento, participa da estrutura dos ossos e
dentes. Encontrado em ovos, cereais e carnes vermelhas.
Cálcio - componente estrutural dos ossos, sua deficiência pode levar osteoporose e raquitismo.
Encontrado no leite e seus derivados, brócolis e abóbora.
20
Selênio - melhora as condições da cartilagem. Encontrado no alho, cebola cogumelo, brócolis,
couve, aipo, pepino, rabanete, levedo de cerveja, grãos (cereais integrais), peixe, miúdos e castanha do
Brasil.
Magnésio - fixa o cálcio nos ossos e dentes. Sua falta causa deficiência crescimento ósseo.
Encontrado na soja, salmão, espinafre, caju e abacaxi.
Boro - melhora o balanço de cálcio negativo no sangue. Sua deficiência pode levar a osteoporose.
É encontrado no figo, pêssego, uva, pêra. A água, dependendo de sua origem, também é uma fonte de
boro.
Vitamina D - previne fraturas. Sua diminuição afeta o crescimento ósseo, podendo levar ao
raquitismo e osteoporose. Encontrada no fígado, ovo e assimilada pelo organismo em banhos de sol.
Vitamina K - responsável pela fixação do cálcio nos ossos, atuando na mineralização óssea, e
previne a osteoporose participando ativamente da formação óssea. Encontrada no iogurte, alfafa, gema de
ovo, óleo de açafrão, óleo de soja, óleo de fígado de peixe, algas e verduras.
21
Vitamina C - tem influência decisiva no metabolismo do tecido ósseo e da cartilagem, sua
deficiência pode causar alterações de crescimento. Encontrada no tomate, couve-flor, kiwi, acerola e
caçarí.

16
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS página 8
17
Para saber se é aço inoxidável testar com um imã; o imã não adere ao aço inoxidável.
18
Ver página 48 CÉLULAS CANCEROSAS_COMO EVITAR A PERMANÊNCIA NO ORGANISMO e página 86 LEITE, ALIMENTO
DO CANCER
19
A condroitina recupera a cartilagem e já existem compostos de condroitina disponíveis sob os nomes comerciais Artrolive e
Condroflex, portanto, as doenças degenerativas das articulações (artrite, hérnia de disco, “bico de papagaio”, e demais doenças que
afetam a cartilagem (diminuindo sua espessura e causando dores por pressionarem os nervos) não podem mais ser consideradas
auto-imunes. Tais distúrbios orgânicos têm cura pela regeneração do tecido cartilaginoso. Ver página 21
20
Ver na página 62 CASTANHA DO BRASIL E O SELÊNIO
21
Ver na página 17 VITAMINA C
69

22
MELHORE O SEU DIA
Hábitos nocivos diminuem produtividade. Muitos fatores colaboram para a diminuição do nível
adequado de desempenho orgânico.
Noites mal dormidas, alimentação inadequada, intestino preguiçoso pela manhã, estresse no
trânsito e vários costumes nocivos contribuem para que o organismo não consiga desempenhar bem todos
os papéis necessários que poderiam garantir seu equilíbrio. Aqui estão algumas informações básicas para
você se sentir mais leve durante a jornada diária, colaborando para seu bem estar físico e disposição.
1 - Comece se preparando para um sono restaurador. Procure serenar a mente pelo menos 30
minutos antes de se deitar com uma leitura agradável ou uma boa música. Quando dormimos mal ocorre
um atraso na produção da melatonina, que é uma substância responsável pelo funcionamento adequado
do organismo em momentos específicos do dia, como o controle da pressão arterial, freqüência cardíaca,
liberação de hormônios e funcionamento de todos os órgãos, inclusive dos intestinos.
2 - Leite quente é uma excelente opção para uma boa noite de sono, pois favorece a produção de
serotonina, outro hormônio igualmente importante para o equilíbrio do sistema nervoso. O baixo teor de
serotonina é fator determinante para ocasionar sintomas de depressão, irritação, impulsividade ou
excesso de apetite.
3 - Pela manhã, procure se levantar 15 minutos antes do horário previsto, para uma pequena
sessão de alongamento, deixando para trás possíveis dores no corpo e promovendo um fluxo maior de
oxigênio nos pulmões e conseqüentemente no sangue. Um organismo mais oxigenado propicia um melhor
funcionamento do sistema imunológico, além de trazer bem-estar e disposição.
4 - Não tenha pressa, faça seu intestino funcionar todas as manhãs, antes do banho. Intestinos
cheios liberam muitas toxinas para o sangue, deixando as pessoas irritadas além de prejudicar a absorção
de vitaminas pelo organismo. O intestino pode ser educado para evacuar pela manhã.
5 - Combata o estresse e o nervosismo diário alimentando-se com fontes produtoras de
triptofano, como o leite, iogurte, queijos brancos e magros, carnes magras, peixes, nozes, banana, arroz,
batata, feijão, lentilha, castanhas, abacate, soja e carboidratos.
6 - Durante o dia levante-se de hora em hora para fazer alongamentos, melhorando a respiração e
23
a postura ou faça exercícios diários em casa. Exercícios de hatha-yoga são excelentes para restaurar a
normalidade dos órgãos internos e fáceis de praticar, bastam 15 minutos diários.
7 - Evite falar por longos períodos em aparelhos celulares e procure não se expor ao
computador por muito tempo. Coloque uma solução de água e sal ao lado do computador ou de
preferência em frente ao monitor, diminuindo os índices de eletromagnetismo nocivo do ambiente.
8 – Não tome ou então diminua o número de xícaras de café e beba muita água durante o dia.
Sem água seu sangue fica mais denso e a eliminação de toxinas se torna um processo lento, o que
dificulta a circulação e atrapalha o funcionamento do sistema imunológico.
Todas estas medidas farão com que o organismo funcione de forma muito mais eficiente, o
sistema imunológico fique muito mais ativo, a circulação sanguínea melhore e o humor e disposição se
transformem para melhor.

GELATINA
Tem ação eficaz ação eficaz na saúde e beleza. Com poucas calorias e bastante versatilidade, a
gelatina pura (sem corantes e adoçantes) é um alimento excelente para quem procura manter uma
alimentação saudável regularmente. Isenta de gordura e colesterol e com muita água ela é uma ótima
opção para quem procura se alimentar bem.
Devido a sua ação no nível gástrico e como se liga a uma grande quantidade de água, a gelatina
produz um grande efeito de saciedade. Assim também é uma opção para quem está de dieta ou procura
alimentos com poucas calorias.
A gelatina é composta de 84 a 90% de proteína, 8 a 15% de água e 1 a 2% de sais minerais e tem
em sua composição subprodutos do colágeno que é uma proteína predominante na pele, ossos,
cartilagens, tendões e tecido conjuntivo. O colágeno compõe 25% de toda proteína do organismo
humano e tem uma função primordialmente estrutural, ou seja, dá sustentação às células, mantendo-as
unidas.
Conforme a nutricionista Tamara Mazaracki, a gelatina é recomendável porque além de ser pouco
calórica fornece nove dos dez aminoácidos essenciais ao corpo, beneficiando a síntese do colágeno e
auxiliando na nutrição dos tecidos. As propriedades do colágeno fazem dele um ingrediente especial e
importante. A gelatina oferece uma combinação multifuncional única de propriedades tecnológicas e
promotoras da saúde. O uso da gelatina tem dado resultados positivos principalmente no fortalecimento
dos ossos, na prevenção de doenças como osteoporose, na nutrição desportiva, promovendo maior

22
Beber um litro e meio de água em jejum, imediatamente ao acordar, produz uma limpeza orgânica excepcional, hidrata e equilibra o
organismo. Ver TERAPÊUTICA DA ÁGUA página 66
23
Livro AUTOPERFEIÇÃO COM HATHA YOGA, autor Hermógenes
70

resistência e também na manutenção da beleza, auxiliando o crescimento e brilho das unhas, cabelos e
pele.
Para quem procura um efeito mais rápido e não quer ingeri-la somente como sobremesa, é só usar
a gelatina hidrolisada (também chamada de colágeno hidrolisado). Esta pode ser diluída em meio copo de
água ou adicionada em sucos, leite, sopas, chás na dose diária de 10g (1 colher de sopa)

MAMÃO24
Depoimento de um paciente:
Quando eu tive gastrite aguda, nem um copo de água podia beber que me dava azia (posso
provar por imagem de endoscopia), o próprio médico, recomendou-me, ao invés de tomar os remédios que
vinha me receitando por quase dois anos, comer de manhã, por 30 dias um mamão de quem já ouvira
maravilhas para curar gastrites e disfunções semelhantes.
Durante esse período de tratamento, até as 10 horas da manhã, não devia tomar nenhum líquido.
Café, chás ou outras bebidas que contivessem pó não poderiam ser tomados em hipótese alguma durante
um mês. Ao final dos 30 dias, em nova endoscopia, meu aparelho digestivo não apresentava mais nenhum
sinal de gastrite.
Transmito isso, pois sei que muitas pessoas evitam comer doce ou qualquer outra coisa porque
logo surge a dolorosa azia. Desde que comecei a comer, todos os dias, um mamão de manhã em jejum,
nunca mais tive qualquer sintoma de azia ou mal estar. Naquela ocasião eu também sofria de hérnia do
hiato, que provoca o refluxo gastro-intestinal.
O mamão (Carica papaya), originário da América Tropical, é uma das melhores frutas do mundo,
tanto pelo seu valor nutritivo, como pelo poder medicinal. Cada parte desta planta é preciosa, a começar
pelo tronco! De sua parte interna, retira-se uma polpa que depois de ralada e seca assemelha-se ao coco
ralado. É rica em propriedades nutritivas e aproveitada em alguns lugares no preparo de rapaduras. O
cozimento das raízes dá um tônico para os nervos e é também remédio para as hemorragias renais. As
folhas do mamoeiro, após secas à sombra, têm aplicação no preparo de agradável chá digestivo.
O suco leitoso extraído das folhas é o vermífugo mais enérgico que se conhece. Usa-se diluído
em água, também é digestivo e cura ferida. Em diversos lugares, a medicina popular o utiliza para tratar
eczemas, verrugas e úlceras.
Os índios preparam a carne envolvendo-a com folhas de mamoeiro por algumas horas, antes de
levá-la ao fogo; esse processo amacia a carne. Com as flores do mamoeiro macho é preparado um
maravilhoso xarope que combate a rouquidão, tosse, bronquite, gripe e indisposições gástricas
causadas por resfriados. Coloca-se um punhado de flores, com um pouco de mel em vasilha resistente ao
calor, mas que não seja de alumínio. Acrescenta-se um copo de água fervendo, tapando-se bem. Depois
de esfriar, tomar às colheradas, de hora em hora.
O mamão maduro é altamente digestivo (cada grama de papaia - fermento solúvel contido no
fruto - digere 200g de proteína), tem mais vitamina C que a laranja e o limão, contribui para o equilíbrio
ácido-base do organismo, é diurético, emoliente, laxante e refrescante, cura prisão de ventre crônica
e, em jejum, pela manhã, faz bem ao estômago. É eficaz contra a diabete, asma e icterícia, bom
depurativo do sangue e não pode faltar na alimentação da criança, pois favorece o seu crescimento.
Depois de comer o mamão, esfrega-se a parte interna da casca sobre a pele para tirar manchas,
suavizar a pele áspera e eliminar rugas.
Mastigando de 10 a 15 sementes frescas elimina vermes intestinais, regenera o fígado e limpa o
estômago. Sementes frescas comidas em quantidade maior são eficazes contra câncer e tuberculose.
Qualquer uso que se faça de qualquer parte desta planta traz consigo uma ação vermífuga
poderosa, o que bastaria para destacar sua importância. Melhor que consumir frutos do supermercado
(colhidos verdes e amadurecidos no carbureto), é colher mamão maduro no próprio quintal, pois terá
certeza também de que estão isentos de agrotóxicos.
O consumo do mamão é recomendado pelos nutricionistas por se constituir em um alimento rico em
licopeno (média de 3,39 mg em 100 gr), vitamina C e minerais importantes para o organismo. Quanto
mais maduro, é maior a concentração desses nutrientes.

OLHOS Irritação, cansaço, pterígio (carne crescida), inflamação. Triturar uma ou mais folhas de
língua de pirarucu (também denominado corama, saião, folha santa) e pingar uma ou duas gotas em cada
olho. Para facilitar a aplicação a folha pode ser levemente aquecida ao fogo e depois esperar que esfrie.
Muito cuidado para não pingar o suco quente no olho. Medicamento utilizado pelos caboclos na Guiana Inglesa

24
Ver MAMÃO na página 40
71

LINHAÇA
A linhaça canadense tem 41% de gordura, 28% de fibras dietéticas, 21% de proteína, 4% de
resíduos e 6% de outros carboidratos, entre os quais estão açúcares, ácidos fenólicos, lignana e
hemicelulose.

PROTEÍNAS
A composição de aminoácidos encontrada na proteína da linhaça é similar ao da proteína de soja,
que é vista como uma das mais nutritivas proteínas vegetais. As proteínas da linhaça são a albumina e a
globulina.

Gramas de aminoácido em 100 g de proteína


PROTEÍNA REFERÊNCIA DA FAO-ONU
Alanina 4.7 (aminoácidos essenciais em g/100 g de
Arginina 10.0 proteína)
Ácido Aspártico 10.0
Cistina 1.8 Isoleucina 4.2
Leucina 4.8
Ácido Glutamínico 20.0
Lisina 4.2
Glicina 5.9 Metionina 2.2
Histidina 2.1 Fenilalanina 2.8
Isoleucina 4.1 Treonina 2.8
Leucina 6.0 Triptofano ----
Lisina 4.0 Valina 4.2
Metionina 1.4
Fenilalanina 4.8
Prolina 3.8 Observação: em outras fontes de pesquisa o percentual de cada aminoácido
Serina 4.7 da linhaça é muito menor que o apresentado por Oomah e Mazza (1993)
Treonina 3.8
Triptofano ----
Tirosina 2.4
Valina 5.1 Os oito aminoácidos essenciais aos humanos estão em negrito

Fonte: Oomah e Mazza (1993)

LIPÍDIOS
A linhaça é composta por 57% de ácido graxo ômega 3, 16% de ômega 6, 18% de ácido graxo
monoinsaturado e somente 9% de ácidos graxos insaturados. A predominância do ômega-3 na semente
da linhaça tem sido correlacionada com a prevenção das doenças coronarianas e câncer.

FIBRAS
A semente de linhaça contém 28% de fibras dietéticas do peso seco da linhaça. Relatórios sobre as
proporções de fibras solúveis e insolúveis na linhaça variam entre 20 para 80 e 40 para 60 (fibras solúveis
para fibra insolúveis) A faixa depende do método usado na análise química e extração de resina. A fração
de fibra mais importante consiste de amidos resistentes, como a celulose e complexos polímeros com a
lignana. O componente solúvel em água da fibra de linhaça é basicamente composto por resinas adesivas
em níveis de 7% a 10%. Pela presença das fibras solúveis, a linhaça apresenta efeitos fisiológicos na
dislipidemia e arteriosclerose.

MINERAIS E VITAMINAS
A linhaça é particularmente rica em potássio contendo cerca de sete vezes mais potássio que a
banana. A vitamina E está presente na linhaça primariamente como gama-tocopherol funcionando como
um antioxidante biológico.

Fitoquímicos
A linhaça exerce proteção contra certos tipos de câncer, particularmente aqueles sensíveis aos
hormônios como os de mama, endométrio e próstata. Reduz os níveis de colesterol sangüíneo, o risco
de doenças cardiovasculares e modula o sistema imunológico.
A linhaça contém dois componentes benéficos ao sistema imunológico: ácido alfa-linoléico (ALA) ou
ácido graxo ômega-3 e lignanas (fitoestrógeno).
As lignanas são componentes fenólicos, que contém o 2,3-dibenzilbutano em sua estrutura. São
fitoquímicos biologicamente ativos com potencial anticancerígeno.
A linhaça é uma fonte particularmente rica em um precursor da lignana, chamado
secoisolariciresinol diglycoside, ou SDG. Os ácidos fenólicos são fitoquímicos abundantes na linhaça e por
72

ocorrerem em associação com as fibras nas paredes celulares alguns deles poderiam assumir o papel nos
benefícios à saúde atribuíveis às fibras da linhaça. Os mais importantes são: trans-ferulico, trans-sinapico,
pcoumarico e trans-cafeico. O total dos ácidos fenólicos variou de 7.9 mg/g a 10.3 mg/g em oito
variedades de linhaça cultivadas no Canadá.

Referências bibliográficas
1. SIMOPOULOS, A.P. Ômega-3 fatty acids in health and disease and ingrowth and development. Am. J. Clin. Nutr., 54: 438-463,
1991.
2. CARTER, J.F. Potential of flaxseed and flaxseed oil in baked goods andother products in human nutrition. Cereal Foods World 38:
753-759, 1993.W
3. LEAF, A & WEBER, P.C. Cardiovascular effects of ômega-3 fatty acids. N.Engl. J. Med., 318: 549-557,1988.
4. WHO & FAO JOINT CONSULTATION. Fats and oils in human nutrition. Nutr. Res., 53: 202-205, 1995.

LINHAÇA
A semente de linhaça é considerada um alimento funcional, pois apresenta em sua composição
alguns nutrientes específicos que podem trazer diversos benefícios à saúde.

1. Lignina – é um composto fitoquímico que, segundo estudos atuais, pode atuar na prevenção do câncer
de mama e, por apresentar uma estrutura química similar ao estrógeno, pode ajudar a prevenir os
sintomas da menopausa. A linhaça é a fonte mais rica de precursores de lignina e por isso pode
desempenhar um papel na prevenção de cânceres dependentes de estrogênios. Entretanto, não há
nenhum dado epidemiológico e apenas poucos estudos com animais para apoiar esta hipótese. Em
roedores, a linhaça demonstrou diminuir tumores do cólon e da glândula mamária, bem como do
pulmão.

2. Ácidos graxos ômega 3 e ômega 6 – destacam-se por seu potencial preventivo. Muitos estudos
apontam esta gordura como um protetor do coração, já que é um antioxidante com potente ação contra a
formação de placas de ateroma (gordura), além de reforçar o sistema imunológico, reduzir inflamações,
atuar na redução do colesterol total e triglicérides e ainda retardar a coagulação sanguínea.

3. Fibras solúveis e insolúveis – as fibras, além de regular o trânsito intestinal prevenindo o câncer de
cólon, se destacam por retardar a absorção de glicose e colesterol no intestino.

4. A semente de linhaça também apresenta diversas vitaminas e minerais: B1, B2, C, E e caroteno e os
minerais ferro, zinco, potássio, magnésio, fósforo e cálcio.

Existem dois tipos de semente de linhaça: dourada e marrom. Não existem diferenças na
composição dos dois tipos, já que as duas são compostas pelos mesmos nutrientes e mantêm o mesmo
potencial funcional. Porém, a marrom é cultivada em regiões de clima quente e úmido e a dourada é
plantada em regiões frias.
Todos os benefícios da linhaça se potencializam quando a semente é moída ou triturada, pois
como a casca da semente é muito dura, sua digestão é comprometida, podendo passar direto pelo trato
gastrointestinal, reduzindo a absorção de seus nutrientes. Depois de moída, a semente deve ser mantida
25
sob refrigeração e longe da luz, para evitar a oxidação das gorduras .

Câncer – a semente de linhaça contém 27 componentes anticancerígenos, um deles é a lignina. A


semente de linhaça contém 100 vezes mais lignina que os melhores grãos integrais. Nenhum outro vegetal
conhecido até agora iguala essas propriedades. Protege e evita a formação de tumores.
Redução de peso – ajuda a controlar a obesidade e a sensação desnecessária de apetite, por conter
grandes quantidades de fibra dietética. Elimina toxinas e contaminadores.
Sistema digestivo – ideal para artrite, prisão de ventre, acidez estomacal. Lubrifica e regenera a flora
intestinal. Expulsão de gases gástricos. É um laxante por excelência. Previne os divertículos nas paredes
do intestino. A linhaça contém em grandes quantidades dois tipos de fibras dietéticas solúveis e insolúveis.
Contém mais fibra que a maioria dos grãos.
Sistema nervoso – é uma boa opção de tratamento para a depressão. As pessoas que consomem
linhaça sentem uma grande diminuição da tensão nervosa e uma sensação de calma. Ideal para pessoas
que trabalham sob pressão. Melhora as funções mentais dos idosos, melhora os problemas de conduta
(esquizofrenia). A linhaça também é uma dose de energia para o cérebro.
Sistema imunológico – a linhaça alivia alergias, é efetiva para o lupus. A semente de linhaça, por conter
os azeites essenciais ômega 3 e ômega 6, e um grande conteúdo de nutrientes que necessitamos

25
É aconselhável ingerir qualquer alimento submetido a processamento imediatamente após sua transformação, e não armazena-los.
73

constantemente, faz com que nosso organismo fique menos doente, por oferecer uma grande resistência
às doenças. A linhaça é útil para o tratamento da anemia.
Sistema cardiovascular – é ideal para tratar a arteriosclerose, elimina o colesterol aderido nas artérias,
esclerose múltipla, trombose coronária, alta pressão arterial, arritmia cardíaca, incrementa as plaquetas na
prevenção da formação de coágulos sanguíneos. É excelente para regular o colesterol ruim (LDL).
Doenças inflamatórias – o consumo de linhaça diminui as condições inflamatórias de todo tipo, tais
como: gastrite, hepatite, artrite, colite, amidalite, meningite, etc.
Retenção de líquidos – o consumo regular de linhaça ajuda aos rins a excretar água e sódio. A retenção
de água (edema) acompanha sempre a inflamação de tornozelos, alguma forma de obesidade, síndrome
pré-menstrual, todas as etapas do câncer e as doenças cardiovasculares.
Diabete - o consumo regular de linhaça favorece o controle dos níveis de açúcar no sangue. Esta é uma
excelente notícia para os insulino dependentes
Vitalidade física - um dos mais notáveis indicativos de melhora devido ao consumo de linhaça é o
incremento progressivo na vitalidade e na energia. A linhaça aumenta o coeficiente metabólico e a
eficácia na produção de energia celular. Os músculos se recuperam da fadiga do exercício.

COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DA LINHAÇA (100 GRAMAS)

Nutrientes Quantidade
Calorias 333 cal
Proteínas 22 g
Carboidratos 10,1 g
Gorduras 36,2 g
Fibras 21,94 g
Colesterol 0g
Ômega 3 16,51 g
Ômega 6 5,74 g
Vitamina A 18,47 UI
Vitamina E 128,2 UI
Vitamina B1 0,6 mg
Vitamina B6 0,86 mg
Vitamina B12 1,65 mg
Potássio 777 mg
Sódio 253 mg
Magnésio 3270 mg
Fósforo 6551 mg
Ferro 2,2 mg
Cobre 14,4 mg
Zinco 46,2 mg
Manganês 33,3 mg
Selênio 0,64 mg

26
Os principais nutrientes da semente de linhaça são: lignina, fibra solúvel e ácidos graxos
essenciais ômega 3 e ômega 6, que auxiliam na prevenção de cânceres, na regularização do
funcionamento do intestino e no controle dos níveis de colesterol.

Dose diária
Duas colheres de sopa da semente por dia, batidas no liquidificador. Pode ser misturada com suco
de frutas doces, frutas doces, aveia, iogurtes, coalhada. Pode ser tomada por pessoas de todas as idades
(crianças, adolescentes e anciãos), inclusive mulheres grávidas. Renata Farina Matos, Nutricionista

EXERCÍCIO MENTAL DIÁRIO


Este exercício produzirá resultados rápidos na sua vida quando for praticado de forma regular, ao
menos uma vez por dia, mas sem fixar mentalmente o resultado que poderá alcançar.
Se deseja resultados mais rápidos concentre-se em como você se sente em vez de fixar sua atenção
na manifestação concreta que pode resultar da prática deste exercício.

1. Sente-se numa cadeira confortável ou deite-se. Feche os seus olhos e respire profundamente durante
um minuto.
2. Durante um minuto, afirme o seu desejo, no presente do indicativo, como se ele já estivesse
manifestando.

26
Em relação a referência principais nutrientes ver SELÊNIO na página 63
74

3. Durante um minuto visualize que o seu desejo se realizou imaginando vivamente um pedaço de
evidencia concreta que comprove que o desejo se tornou real.
4. Não é preciso acreditar que isto funciona.
5. Crie simplesmente um espaço na sua agenda para praticar este exercício de 3 minutos todos os
dias. Pratique todas as vezes que desejar durante o dia.
6. Agarre-se a um objetivo de cada vez. Dedique a sua total atenção a esse objetivo único e magnetize-
o através da pureza da sua intenção.
7. Não avalie resultados demasiadamente cedo; a impaciência mantém a pessoa afastada do seu
desejo.
8. Concentre-se nos sentimentos que surgem em você ao imaginar o seu desejo como realizado e não
nos sentimentos que você tem ao concentrar-se na lacuna, naquilo que lhe falta.
9. O único motivo de temos um desejo é por acreditarmos que a realização desse desejo nos fará sentir
bem. Sentir-se bem é o verdadeiro desejo; a manifestação é apenas o veículo para nos dar o
sentimento. Através do poder da nossa imaginação, nós podemos ter o sentimento neste preciso
momento, e a manifestação deve seguir em breve. Pensamento é força criativa.

ÚLCERA, GASTRITE Colocar um pedaço de 2 cm por 2 cm de casca de aroeira em dois litros de água e
guardar na geladeira. Tomar uma xícara de manhã. Completar a água todo dia após tomar uma xícara de
manhã. Trocar os pedaços de casca de aroeira quando a água não tiver mais o gosto da casca. Tomar
esse medicamento por uns três meses. Vaurilene Moreira de Oliveira – Boa Vista (RR)

ENGASGO Soprar na testa da pessoa engasgada por qualquer motivo. Quanto mais forte for o
engasgo soprar mais acima no sentido do alto da cabeça. Medicamento usado no sul da Bahia

DIARRÉIA Suco de melancia com água de coco. A melancia cessa a diarréia e a água de coco nutre
com sais minerais. A atitude mais correta é beber água de meia em meia hora para hidratar e deixar que a
diarréia limpe o intestino das toxinas que a causaram. Mais adequado é fazer a terapêutica com água
descrita na página 66 (Água – terapêutica com água). Medicamento usado no sul da Bahia

LIMPEZA DA PELE, LIMPEZA DO SANGUE, ABSCESSOS Colocar numa frigideira sem óleo pedaços
de 2 cm por 2 cm de couro de jacaré e tostar sem deixar que torrem. Comer um pedaço por dia misturado
em uma refeição. Medicamento usado no sul da Bahia

SINUSITE Esmagar uma pimenta e usar um cotonete para passar o sumo desta pimenta esmagada
dentro das narinas. Medicamento indígena – Prof. Inácio Brito, indígena da Aldeia Maturuca - Roraima

DOR DE CABEÇA Esmagar uma pimenta em um copo de água e colocar com um conta-gotas esta
solução dentro das narinas. Medicamento indígena – Prof. Inácio Brito, indígena da Aldeia Maturuca - Roraima

PRÓSTATA Foi divulgado pela internet, sem informação da origem, o relato abaixo. Como a melancia
tem efeito diurético é possível haver alguma relação que justifique tal efeito.
“Não sou de recomendar remédios, mas desta vez não posso resistir à divulgação dos resultados
milagrosos que venho constatando pessoalmente. Por sugestão de um cunhado, comecei a cerca de um
mês a tomar diariamente um copo de suco de melancia batido com caroços, visando a diminuir o tamanho
da próstata. Já há algum tempo tenho dificuldade em urinar e faço controle periódico do estado da
próstata; depois do tratamento já melhorei muito. No caso do cunhado que me recomendou o tratamento,
ele já estava em preparação para uma cirurgia da próstata quando recebeu a receita de um médico
naturalista. Em quatro meses de tratamento, o tamanho se sua próstata reduziu bastante, dispensando a
cirurgia, para espanto de seu médico. Supõe-se que os resultados milagrosos devem-se ao alto teor de
licopeno da melancia. Portanto, não custa nada experimentar.”

MEL COM CANELA A revista Weekly World New do Canadá, na edição de 17 de Janeiro de 1995,
publicou uma lista das doenças que são curadas pelo mel misturado com canela. Essa informação foi
divulgada pela internet.

OBESIDADE Diariamente, meia hora antes do café da manhã e meia hora antes de deitar, beber mel
com canela fervido numa xícara de água. Bebido todos os dias, reduz o peso até de pessoas
extremamente obesas.

DOENÇAS DO CORAÇÃO Fazer uma pasta de mel com canela. Passar no pão e come-lo
regularmente no café da manhã em vez de manteiga ou geléia. Reduz o colesterol nas artérias e previne
problemas do coração. Também previne novos enfartes nas pessoas que já o tiveram antes. O uso regular
75

deste hábito diminui a falta de ar e fortalece o coração. Nos Estados Unidos e Canadá, utiliza-se esta
pasta frequentemente nos asilos. Descobriu-se que o mel com canela revitaliza e limpa as artérias e veias
dos pacientes idosos.

PICADA DE INSETOS Misturar uma colher pequena com mel, duas colheres pequenas de água morna e
uma colher pequena de canela em pó. Fazer uma pasta com os ingredientes e aplicar sobre a picada. Dor
e coceira desaparecerão em um ou dois minutos.

ARTRITE Misturar uma xícara de água quente com duas colheres de mel e uma colherinha de
canela em pó. Beber uma de manhã e outra à noite. Tomado com freqüência, pode curar a artrite crônica.
Em pesquisa feita na Universidade de Kopenhagen os médicos deram aos seus pacientes diariamente,
antes do café da manhã, uma colherada de mel e meia colher pequena de canela em pó. Em uma
semana, de 200 pacientes que seguiram o tratamento, 75 deixaram de sentir dores. Um mês depois, todos
os pacientes estavam livres da dor, mesmo aqueles que tinham dificuldade em caminhar.

PERDA DE CABELO Os que sofrem de calvície ou perdem muito cabelo, podem aplicar uma pasta de
azeite de oliveira, uma colher de mel e uma colher pequena de canela em pó, o mais quente que
aguentarem, no couro cabeludo. Lavar apenas depois de 15 minutos. Foi comprovado que é eficiente
mesmo deixando a pasta na cabeça somente durante 5 minutos.

INFECÇÃO NOS RINS Um copo de água morna, misturada com duas colheres de canela em pó e uma
colher de mel, mata os germens que produzem infecções nos rins. Tomar de manhã e de tarde até que a
infecção acabe.

DOR DE DENTE Fazer uma pasta com uma colher pequena de canela e cinco colheres pequenas
de mel e aplicar no dente que dói. Repetir pelo menos três vezes ao dia.

COLESTEROL Duas colheres de mel misturadas com três colheres pequenas de canela em meio litro de
água. Tomar três vezes ao dia. Isto reduz o colesterol a 10% em apenas duas horas. Tomado diariamente
elimina todo o colesterol prejudicial.

RESFRIADOS Para curar completamente sinusites, tosse crônica e resfriados comuns ou severos,
misturar uma colher de mel morno com uma colher pequena de canela em pó e tomar com frequencia. A
mistura de mel com canela também alivia os gases no estômago, fortalece o sistema imunológico e alivia a
indigestão.

VELHICE Retarda o envelhecimento tomando regularmente quatro colheres de mel misturadas com
uma colher de canela em três xícaras de água. Ferver para fazer um chá com estes ingredientes e beber
1/4 de xícara, três ou quatro vezes por dia. Mantém a pele fresca e suave, e diminui os sintomas da idade
avançada.

DOR DE GARGANTA Tomar de quatro em quatro horas, uma colher de mel misturada com meia colher
de vinagre de sidra (bebida que se prepara com o suco fermentado da maçã).

CURA DO CÂNCER Um médico italiano descobriu algo simples que considera a causa do câncer.
Inicialmente banido da comunidade médica italiana, foi aplaudido de pé na Associação Americana contra o
Câncer quando apresentou sua terapia.
O médico observou que todo paciente de câncer tem aftas. Isso já era conhecido na comunidade
médica, mas a afta sempre foi tratada como uma infecção oportunista dos fungos Candida albicans.
Esse médico achou muito estranho que todos os tipos de câncer tivessem essa característica, ou
seja, vários são os tipos de tumores cancerosos, mas todos têm em comum o aparecimento de aftas no
doente. A causa do câncer poderia ser o fungo. E para tratar esse fungo usa-se o medicamento mais
simples que a humanidade conhece: bicarbonato de sódio.
Assim ele começou a tratar seus pacientes com bicarbonato de sódio, não apenas por ingestão,
mas também sobre os tumores. Resultados surpreendentes começaram a acontecer. Tumores de pulmão,
próstata e intestino desapareciam como num passe de mágica junto com as aftas. Desta forma,
muitíssimos pacientes de câncer foram curados e hoje comprovam com seus exames os resultados
altamente positivos do tratamento. Para quem se interessar mais pelo assunto, abra o link
http://www.curenaturalicancro.com e http://www.cancerfungus.com e veja o vídeo. O médico fala em
italiano, mas tem legenda em português. Lá estão os métodos utilizados para aplicação do bicarbonato de
sódio sobre os tumores. Quaisquer tumores podem ser curados com esse tratamento simples e barato.
76

DIABETE Bater no liquidificador ou esmagar dois maxixes em meio copo de água. Beber em jejum
diariamente para controlar a diabete. Felipe Orlando Marron_IBAMA-RR

LEISHIMANIOSE Raspar ou macerar alho e colocar sobre a ferida amarrando uma gaze ou pano por
cima. Não dói, quando começar a doer é porque está quase curado. Nilton Barbosa Silva – Caroebe -RR

POTÊNCIA SEXUAL Suco das frutas do noni. Nilton Barbosa Silva – Caroebe -RR

CÂNCER DE PRÓSTATA Suco das frutas do noni. Duas curas de câncer de próstata, constatadas
por laudo médico ocorreram m Caroebe, estado de Roraima. Nilton Barbosa Silva – Caroebe –RR

CARRAPATO E CARAPANÃ - REPELENTE DE MOSQUITOS DA MALÁRIA E DENGUE Comer um


dente de alho cru todos os dias repele de modo eficaz estes mosquitos. Nilton Barbosa Silva – Caroebe -RR

MENISCO, PROBLEMAS ARTICULARES NOS JOELHOS Esmigalhar cinco ou seis raízes grandes
de guiné, colocá-las em 1 litro de álcool e deixar em repouso por dois ou três dias. Passar esta solução
esfregando bastante sobre todo o joelho três vezes ao dia. O senhor Emílio, que curou sério problema
articular do joelho, colocou as raízes em um litro de gasolina; a gasolina tem maior poder de penetração
que o álcool e a cura foi alcançada em poucos dias de uso. Emílio Barbosa (Sr. Lili) – Jucuruçú, BA

VISÃO DEFICIENTE, PTERÍGIO (carne crescida), SENSIBILIDADE CONSTANTE Á LUZ SOLAR,


PROBLEMAS DOS OLHOS EM GERAL Pingar 3 gotas de óleo de copaíba em um copo com pouca
água e em seguida encher o copo de modo que o óleo se fracione nesta água. Colocar um pouco desta
solução na mão em concha e lavar os olhos por fora de modo que um pouco da solução banhe os olhos;
com o dedo pressionar os cantos dos olhos próximos ao nariz para que a solução penetre no globo ocular.
Ardem os olhos, porém a visão melhora muito e a sensibilidade excessiva à luz solar desaparece
imediatamente. Após alguns minutos lavar o rosto com sabão. Antonio Barbosa – Itamarajú, BA

ÁGUA E ENVELHECIMENTO_ Dr. Arnaldo Lichtenstein, médico, clínico-geral do Hospital das Clínicas e
professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de
São Paulo (USP).

Sempre que dou aula de Clínica Médica a estudantes do quarto ano de Medicina, faço a pergunta:
Quais as causas que mais fazem o vovô e a vovó terem confusão mental?"
Alguns arriscam: Tumor na cabeça. Eu digo não.
Outros apostam: Mal de Alzheimer. Respondo, novamente não.
A cada negativa a turma espanta-se. E fica ainda mais boquiaberta quando enumero os três responsáveis
mais comuns:

1. diabetes descontrolado.
2. infecção urinaria
3. esquecimento pela família. Exemplifico: a família passou um dia inteiro no shopping enquanto o
idoso ficou em casa.

Parece brincadeira, mas não é. Constantemente o vovô e vovó, sem sentir sede, deixam de tomar líquidos.
Quando falta gente em casa para lembrá-los, desidratam-se com rapidez.
A desidratação tende a ser grave e afeta todo o organismo. Pode causar confusão mental abrupta, queda
de pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos (batedeira), angina (dor no peito), coma e até
morte. Insisto: não é brincadeira.
Ao nascermos, 90% do nosso corpo é constituído de água.
Na adolescência, isso cai para 70%
Na fase adulta, para 60%
Na terceira idade, que começa aos 60 anos, temos pouco mais de 50% de água. Isso faz parte do
processo natural de envelhecimento. Portanto os idosos têm menos reserva hídrica.
Mas há outro complicador: mesmo desidratados, eles não sentem vontade de tomar água, pois os seus
mecanismos de equilíbrio interno não funcionam muito bem.
Explico: nós temos sensores de água em várias partes do organismo. São eles que verificam e ajustam o
nível do líquido no organismo. Quando ele cai, aciona-se automaticamente um alarme.
Pouca água significa menor quantidade de sangue, de oxigênio e de sais minerais em nossas artérias e
veias. Por isso, o corpo pede água. A informação é passada ao cérebro, a gente sente sede e sai em
busca de líquidos.
77

Nos idosos, porem, esses mecanismos são menos eficientes. A detecção de falta de água no organismo e
a percepção da sede ficam prejudicadas. Alguns idosos, devido a certas doenças, como a artrose, evitam
movimentar-se até para ir tomar água.
Conclusão: idosos desidratam-se facilmente não apenas porque possuem menos reserva hídrica, mas
também porque quase não percebem a falta de água em seu corpo.

Além disso, para a desidratação ser grave nos idosos, eles não precisam de grandes perdas, como
diarréias, vômitos ou exposição intensa ao sol. Basta o dia estar quente e o verão forte ou a umidade do ar
muito baixa - como tem sido comum nos últimos meses. Nessas situações, perde-se mais água pela
respiração e pelo suor. Se não houver reposição adequada é desidratação na certa.
Mesmo que o idoso seja saudável fica prejudicado o desempenho das reações químicas fundamentais ao
seu organismo. Por isso, aqui vão dois alertas.
O primeiro para vovós e vovôs: tornem voluntário o hábito de beberem líquidos. Bebam toda vez que
houver uma oportunidade. Por líquido entenda-se água, sucos, chás, água-de-coco, leite. Sopa, gelatina e
frutas ricas em água, como melão, melancia, abacaxi, laranja e tangerina, também funcionam.
O importante é a cada duas horas, botar algum líquido para dentro. Lembrem-se disso! Meu segundo
alerta é para os familiares: ofereçam constantemente líquidos aos idosos.
Lembrem-lhes de que isso é vital. Ao mesmo tempo, fiquem atentos. Ao perceberem que estão rejeitando
líquidos e, de um dia para o outro, ficam confusos, irritadiços, fora do ar, atenção: é quase certo que esses
sintomas sejam decorrentes de desidratação. Líquido neles e rápido para um serviço médico.
Dr. Arnaldo Lichtenstein

REPELENTE DE INSETOS Esta receita é usada por uma colônia de pescadores de Muriqui na Bahia
que nunca contraíram dengue ou doenças transmissíveis por mosquitos. Os pescadores há muito tempo
já usam esta mistura em suas noites de pescaria para evitar picadas de insetos. Não é um repelente
tóxico. Misturar em um litro de álcool 20 gramas de cravo da Índia (uns dois pacotes) e deixar em infusão
por 4 dias agitando 3 vezes ao dia. Depois acrescentar 200 ml de óleo para bebê agitar e usar um pouco
nos braços e pernas.

EXTRATO DE SEMENTES DE UVA CURA LEUCEMIA


Substância elimina células de leucemia ao e preserva as células saudáveis.
Um estudo conduzido por pesquisadores americanos sugere que extrato de sementes de uva pode
destruir células cancerígenas. Os cientistas, da Universidade de Kentucky, realizaram experiências de
laboratório e mostraram que, em 24 horas, 76% de células de leucemia expostas ao extrato foram mortas
e as células saudáveis ficaram intactas.
As sementes de uva contêm alta concentração de antioxidantes, conhecidos por suas
propriedades contra o câncer. Pesquisas anteriores já haviam mostrado que o extrato da semente da uva
pode ser eficaz no combate a células cancerígenas da pele, mama, intestino, pulmão, estômago e
próstata. No entanto, o estudo americano é inédito ao provar as ações do extrato contra a leucemia. Na
experiência, os cientistas expuseram as células doentes a altas doses do extrato, levando várias delas a
destruição, em um processo conhecido como apoptose.
Os pesquisadores observaram que o extrato ativou a proteína JNK, que ajuda a regular o processo
de autodestruição celular. Ao exporem as células de leucemia a um agente que inibe a proteína JNK, o
efeito do extrato da semente de uva foi interrompido.
O autor do estudo, Xianglin Shi, disse que os resultados podem levar à incorporação de novos
agentes na prevenção ou tratamento da leucemia e de outros tipos de câncer.
O que todos buscam é um agente que tenha um efeito nas células cancerígenas, mas que deixe
as saudáveis intactas. E o extrato de semente de uva se encaixa nesta categoria, afirmou o pesquisador.
O estudo foi reproduzido na publicação especializada Clinical Cancer Research. BBC Brasil - Todos os
direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
Fonte: http://www.estadao.com.br Vida & Saúde
Edson Luiz da Paz & Célia Cambaúva Consultoria em Bem Estar e Qualidade de Vida
Distribuidor Independente - FLP Nº 550.000.061532 (41) 9922-3900 / 8419-1502 / 3342-0787 / 3243-4910
Conheça os Produtos e o Negócio: http://www.forevercuritiba.com.br
MSN: edsondapaz@hotmail.com Skype: edsondapaz Curitiba - Paraná – Brasil

SORO DA MEMÓRIA Não é qualquer leite que carrega o segredo do soro da memória. Leite de caixinha
e em pó, ou seja, industrializados, não funcionam. De acordo com os cientistas, o processo industrial
acaba com os preciosos ingredientes que agem no cérebro. A pesquisadora recomenda o leite em
saquinho, tipo A ou B.
Receita do soro
- Para cada litro de leite, misture o suco de um limão inteiro.
- Deixe em repouso de quatro a doze horas até coagular.
78

- Depois, separe a parte sólida da líquida com uma peneira bem fina. O líquido que sobra é o soro da
memória.
Ele é insípido, não tem gosto. Um gole não faz grande feito. O importante dos alimentos que servem como
coadjuvantes da saúde é que eles sejam consumidos costumeiramente. Estudos mostram que em três
meses nota-se uma diferença na memória e no sono. Tomando meio copo antes de dormir durante três
meses, há uma diferença interessante. Você vai conseguir descansar melhor, deixar o cérebro mais
tranqüilo. Em conseqüência disso, vai ter um melhor aprendizado das tarefas que você realiza, diz a
nutricionista.
Pode ser conservado de três a cinco dias na geladeira. Também pode ser congelado. O processo é bem
parecido com o que acontece nas fábricas de queijo. Mas qual é o destino dos milhões de litros de soro
que o Brasil produz todos os dias? Na Europa, por exemplo, o soro do leite tem destino nobre: ele é
transformado em pó e adicionado a massas e biscoitos e também vendido nos mercados como bebida
para crianças e adultos. No Brasil, apesar da ciência já conhecer os poderes do alimento, o soro da
memória acaba na grande maioria das vezes jogado aos porcos.
Só em uma fábrica de queijo 70 toneladas por mês vão para o carro-pipa da fazenda da suinocultora
Karmen Scheuer, em Marques de Souza, Rio Grande do Sul. Todo dia tem carregamento.
"Quatro mil litros custam R$ 20,00. É barato, mas é uma ajuda para laticínios. Se quiséssemos,
poderíamos conseguir de graça, porque eles têm problemas ambientais. Eles têm que dar sumiço ao
produto que sobra. É um lixo dos laticínios", diz a suinocultora. Observação: a restrição é que os laticínios utilizam
compostos químicos para fermentar o leite.

MEMÓRIA PERMANENTE Em um laboratório da PUC do Rio Grande do Sul, a equipe do professor


Iván Izquierdo fez uma descoberta surpreendente: a diferença entre as lembranças que ficam e as que
desaparecem para sempre pode depender do que acontece 12 horas depois. São as 12 horas mágicas da
memória.
Nossos cientistas descobriram que o hipocampo produz uma substância que consegue encontrar, 12
horas depois, no meio da gigantesca teia de neurônios, as conexões exatas que formam cada lembrança.
Se você reviver de alguma forma essa lembrança 12 horas depois de aprendê-la ou vivê-la, a substância
produzida pelo hipocampo faz as conexões tornarem-se permanentes.
Se você está interessado em algo que acaba de aprender, pense nisso durante o resto do dia e,
exatamente, 12 horas depois de tê-la aprendido. Automaticamente, o cérebro vai tornar permanente o que
você aprendeu doze horas atrás. Orientação do neurocientista Iván Izquierdo da PUC do Rio Grande do Sul

EXTRATO DE SEMENTES DE UVA


Substância elimina células de leucemia e preserva células saudáveis.
Um estudo conduzido por pesquisadores norte-americanos sugere que extrato de sementes de
uva pode destruir células cancerígenas. Os cientistas, da Universidade de Kentucky, realizaram
experiências de laboratório e mostraram que, em 24 horas, 76% de células de leucemia expostas ao
extrato foram mortas e as células saudáveis ficaram intactas.
As sementes de uva contêm alta concentração de antioxidantes, conhecidos por suas
propriedades contra o câncer. Pesquisas anteriores já haviam mostrado que o extrato da semente da uva
pode ser eficaz no combate a células cancerígenas da pele, mama, intestino, pulmão, estômago e
próstata. No entanto, o estudo americano é inédito ao provar as ações do extrato contra a leucemia. Na
experiência, os cientistas expuseram as células doentes a altas doses do extrato, levando várias delas a
destruição, em um processo conhecido como apoptose.
Os pesquisadores observaram que o extrato ativou a proteína JNK, que ajuda a regular o processo
de autodestruição celular. Ao exporem as células de leucemia a um agente que inibe a proteína JNK, o
efeito do extrato da semente de uva foi interrompido.
O autor do estudo, Xianglin Shi, disse que os resultados podem levar à incorporação de novos
agentes na prevenção ou tratamento da leucemia e de outros tipos de câncer.
"O que todos buscam é um agente que tenha um efeito nas células cancerígenas, mas que deixe
as células saudáveis intactas. E o extrato de semente de uva se encaixa nesta categoria", afirmou o
pesquisador. O estudo foi reproduzido na publicação especializada Clinical Cancer Research. BBC Brasil -
Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Fonte: http://www.estadao.com.br Vida & Saúde


Edson Luiz da Paz & Célia Cambaúva Consultoria em Bem Estar e Qualidade de Vida
Distribuidor Independente - FLP Nº 550.000.061532 (41) 9922-3900 / 8419-1502 / 3342-0787 / 3243-4910
Conheça os Produtos e o Negócio: http://www.forevercuritiba.com.br
MSN: edsondapaz@hotmail.com Skype: edsondapaz Curitiba - Paraná – Brasil
79

MAGNÉSIO Para quatro males incuráveis e a maioria dos outros o magnésio é uma descoberta da
década de 1980, pouco difundida. Não é remédio, mas sim alimento essencial para a vida, a ponto de
animais novos, bem tratados, mas sem magnésio, morrerem todos em um mês. O magnésio controla 18
minerais e tem em torno de 300 funções.
Todos nós nascemos de uma única célula que se multiplica, até a idade adulta, em cerca de 100
trilhões de células variadas, que nos dão calor e energia. Cada célula tem no seu interior um pequeno
núcleo tido como sede da vida, com toda a programação da primeira célula. O núcleo consiste de um
conjunto de átomos em forma de rede espiralada, onde aqui e ali há um átomo de magnésio; podemos
imaginá-lo como se fosse uma “borrachinha”. Tais células são flexíveis e ativas, como o corpo todo. Na
formação das novas células, o magnésio escolhe as substâncias programadas, todas de origem animal,
como único material de construção – ao menos até os seis anos de idade – para dar acabamento ao
cérebro e evitar deficiências mentais. Assim, cada célula sabe e segue o programa da primeira célula. Nos
adultos, a célula-mãe se desfaz, para evitar o gigantismo (desenvolvimento extraordinário e anormal de
qualquer ser animal ou vegetal). O magnésio constrói as células.
Célula doente: se faltar magnésio na formação das células, o cálcio ocupa seu lugar; tais células
vão perdendo flexibilidade e atividade, e todo o corpo endurece, envelhece e se cansa. O cálcio mata pelo
menos 80% por doenças como calcificações, artrites, ciáticas incuráveis, câncer, infartos – uns seis mil
sintomas de doença do organismo. Basta devolver o magnésio que falta, e ele vai direto aos núcleos
eliminar o cálcio e retomar seu lugar como “borrachinha”. Assim, o corpo endurecido volta aos poucos a
ser flexível e ativo, pois o magnésio é o restaurador das células. O magnésio vai à toda parte do
organismo e limpa as pequenas artérias.
A indústria visa lucros, refina retirando os nutrientes dos grãos de arroz e do trigo, o melaço escuro
do açúcar. Do sal marinho, rejeita o magnésio porque umedece e rejeita o iodo e mais vinte sais minerais.
Use a farinha de trigo integral (cinzenta e não a branca) e arroz integral. O sal saudável é o sal grosso
(marinho puro). Afine-o com uma garrafa sobre a mesa.
Estresse é o esgotamento perigoso, por falta de magnésio nos alimentos industrializados. Isso
provoca em gente ativa um ciclo perigoso. A falta de magnésio transforma ocupações em preocupações;
ânsias que geram o começo do estresse, que por sua vez consome magnésio. Inicia-se um ciclo contínuo:
menos magnésio dá mais ânsia, mais estresse até ocorrer o colapso, às vezes fatal.
Cura certa: Siga a receita geral por uns meses, até sentir-se forte e adote uma alimentação rica em
27
magnésio .
Preparo da solução: Use cloreto de magnésio PA (puro para análise) e um copinho pequeno de
plástico para cafezinho. Encha um copinho com esse sal socando levemente e o dissolva em um litro de
água pura. Ou então dissolva 100g de cloreto de magnésio em três litros de água pura. A solução nunca
estraga.
Dose diária: um copinho pequeno de plástico para cafezinho bem cheio. Dissolva essa dose em
um copo de água para que se torne menos amargo. Se em jejum for laxante, deixe para tomar depois do
café da manhã.
Tenha o meu caso, de quase paralítico, como referência. Aos 55 anos de idade, sentia estranho
peso na perna direita. Aos 65 anos tornou-se dor intratável. Aos 69 anos formigava toda a perna ao ficar
em pé (sentado não sentia tal formigamento). Então pensei ser bico de papagaio, já visível aos 55 anos,
que calcificara e apertava o nervo que descia à perna. Fugia da dor sentando e, na cama, enrolando-me
como um feto. Ouvi de um especialista que todas as vértebras estavam calcificadas causando
deformação na coluna dorsal. Um dia o padre Suarez mostrou-me no livro do padre Puig o uso do
magnésio. Comecei com uma dose diária, durante uma semana, aumentei então para duas doses, sempre
sentado ou enrolado até o vigésimo dia, quando acordei tarde e estirado, reto, sem dor. Caminhar sem
dor, somente no trigésimo dia, quando me levantei como que a sonhar de tanta felicidade, pois nada mais
me doía. Um pequeno passeio, contudo, fez voltar o peso de outrora, mas em poucos dias também
desapareceu esse sintoma. Além da dor no nervo ciático, melhorou o coração e sumiram as pontadas
no fígado. A prostatite aguda (inflamação na próstata) após um ano tomando cloreto de magnésio pouco
incomodava. Três anos depois, nem sinal dela. Desfizeram-se as calcificações da coluna e em três anos
fiquei flexível como jovem. A lucidez voltou e o cansaço se foi. Curei-me também da erisipela, quando
reapareceu, tomando 3 doses durante 3 meses e matando, por certo, o último micróbio escondido nas
varizes. Voltou-me, enfim, a alegria de viver. Em 1993, descobri a cura da psoríase, que escama a pele e
é considerada incurável desde a Antiguidade. Já no desespero, tive uma luz: se o magnésio é o construtor
da célula posso criar novas células sadias sobre a pele afetada pela psoríase. Mantive então a pele
afetada sob compressa úmida com magnésio concentrado e nova pele nasceu. Somente isso!

27
100 gramas de sementes de linhaça contêm 3270 mg de magnésio. O magnésio é encontrado nas frutas e especialmente nos
legumes verdes. Doses diárias recomendadas: 350 mg de magnésio para homens e 280 mg para mulheres (A Enciclopédia de
Vitaminas e Minerais – Dr. Sheldon Saul Hendler), ver MAGNÉSIO página 15.
80

Contra-indicações Duas contra-indicações graves: insuficiência dos rins e paratireóide (garganta);


as glândulas paratireóides exercem papel regulador no metabolismo do cálcio e do fósforo. Nesse caso
tente devagar, com meia dose diária durante uma semana, duas meia-doses na outra semana, três meias-
doses na terceira semana; todas três vezes ao dia (ao acordar, ao meio dia e ao deitar). Mas se piorar,
diminua a dose ou vá ao médico. O uso desta receita fica a seu critério ou a critério de um médico amigo.
Receita geral Se você não estiver incluído nas contra-indicações, tome uma dose diária durante
uma semana. Depois, na segunda semana passe a tomar uma dose de manhã e uma dose à noite. Se
você sofrer de fase aguda dos sintomas da doença, tome uma dose de manhã outra ao meio dia e outra
à noite. Passada a fase aguda, volte a uma dose de manhã e outra à noite, durante meio ano ou mais, até
sentir-se bem, com boa saúde.
28
Observação: com o uso de três doses diárias, a pressão sanguínea pode subir. Se subir demais
diminua o sal de cozinha ou volte a tomar duas doses. Mas não largue o magnésio.
A deposição de cálcio em qualquer parte do organismo é uma disfunção orgânica comum na
atualidade devido a alimentação inadequada. Uma série de doenças até mesmo mortais como coronárias
entupidas, necrose, infarto, coágulos, derrame, trombose, arritmia, arteriosclerose, colesterol,
afetações na coluna vertebral, dor no nervo ciático, etc. têm como causa a deposição anômala de
cálcio nos tecidos. O magnésio retira o cálcio depositado irregularmente e o fixa nos ossos. E cura a
osteoporose.
Artrite, reumatismo, gota, inflamam com dor as articulações nos dedos e do corpo todo. E a
artrose degenera as articulações por acúmulo de ácido úrico, que os rins já não eliminam, por falta de
magnésio.
Câncer e infartos. As células de doentes podem estar incompletas, por falta de substâncias ou
com presença de partículas estranhas (fumo, tóxicos, radiações, metais pesados). Essas células anormais,
presentes em todas as pessoas, somente se tornam perigosas ao se agruparem causando lesões, o pré-
câncer, que o magnésio cura. Após a formação do tumor cancerígeno o magnésio não cura mais. Caso
haja em sua família casos de nódulos no seio e câncer use logo a dosagem recomendada na Receita
geral. Mas câncer da pele, que dá chagas incuráveis, o magnésio cura em um ano e pouco. Assim você
se salva do câncer, de infartos e de quase tudo, simultaneamente. O magnésio reforça as defesas naturais
do organismo, duplica os glóbulos brancos.
O magnésio é ótimo contra furúnculos e inflamações e cura erisipela. Em manchas da
pele, psoríase, alergias, acne e feridas ponha a área afetada um pano úmido com magnésio.
Para psoríase use uma solução concentrada.
Na véspera de uma cirurgia, tome de três a cinco doses espaçadas. Possibilita uma cura rápida,
sem infecção e promove uma boa disposição.
29
O adulto precisa de magnésio, o equivalente a quatro ou cinco doses por dia . Como os alimentos
refinados não as fornecem, é preciso complementar o que falta. Crianças e adultos até 40 anos devem
tomar uma colher para cada 10 kg de peso, se estiver doente ou em fase de crescimento. Se não estiver
doente nem crescendo, tomar uma colher para cada 20 kg de peso. Adultos de 40 a 55 anos devem tomar
duas doses espaçadas por dia. Dos 55 aos 70 anos devem tomar três doses espaçadas por dia. Dos 70
anos ao fim da vida devem tomar quatro doses espaçadas ao dia. Assim, complementa-se a
necessidade de magnésio e o corpo se mantém flexível, sem cansaço, sangue puríssimo, coração e outros
órgãos sadios, sem infartos, derrames, sem morte súbita, sem câncer, etc. A cozinheira deve distribuir nas
comidas uma dose de magnésio para cada três pessoas, uma vez por dia; assim fazem na Finlândia e
toda a família vive saudável. O magnésio é alimento inocente: o intestino somente absorve o
necessário. Alimentos ricos em magnésio são: farelos, melaço, melado, mel, açúcar mascavo em
rapaduras, amendoim, todas as nozes, amêndoas e sementes de linhaça. No Alto Tocantins, vivem 20
pessoas com mais de 100 anos de idade, porque a terra lá é rica em magnésio. No Cáucaso chegam a
125 anos, alguns a 150, porque as searas e fontes são ricas em magnésio.
Nunca compre o cloreto de magnésio de farmácia, pois fazem mal à saúde pelos três a cinco por
cento de impurezas que contêm. Recomendo as lojas que fornecem material para laboratórios. No seu
Artigo Mirim nº 14, de 1994, o Padre.Beno fornece uma lista de 60 empresas em 15 cidades, de Rio
Grande do Sul até Rio de Janeiro - que deixei de transcrever por que os endereços são muito antigos. O
magnésio certo deve ser o CLORETO DE MAGNÉSIO PA (PA = puro para análise). Na época do padre Beno, as
marcas que ele recomendava eram: Reagen, Isofar, Caal, Vetec, Synth, Eleibra, Cinética e
Merck. Atualmente, pode-se comprar nas farmácias um envelope com 33 gramas (quantidade para um litro
de água, se o cloreto de magnésio não estiver hidratado, úmido), da marca Multilab.

Adaptado, por autor desconhecido, do Artigo Mirim - 14ª edição, 1994_Padre Beno José Schorr, Professor de física, química e
biologia do Colégio Catarinense

28
Ver EXERCÍCIO VASOCAPILAR na página 26 e sua eficácia para normalizar a pressão alta e pressão baixa.
29
Observar, sobre a dose diária recomendada, outras referências citadas em Medicamentos e Nutrição.
81

CÂNCER E A VITAMINA B17 Phillip Day, jornalista, buscou conhecer a causa do câncer em artigos
científicos e com pesquisadores e chegou a conclusão de que a causa do câncer esta na ausência da
vitamina B17 em nosso organismo. Esta vitamina é encontrada na semente de algumas frutas.
Ele mostra estudos realizados pelo pesquisador americano Dr. Krebs que isolou a vitamina B17 nos anos
50. Este cientista descobriu que esta vitamina possuía uma molécula em que um dos elementos é o
cianeto. O cianeto se ingerido isolado é mortal, mas por estar ligado a um segundo elemento químico, o
benzaldeído, ele passa pelo trato intestinal sem causar danos ao organismo. Dr. Krebs descobriu que esta
molécula da vitamina B17, que tem como componente o cianeto, quando em contato com uma célula
cancerosa é quebrada quimicamente e o cianeto livre ataca diretamente a célula cancerosa, agindo como
se fosse uma quimioterapia dirigida. O componente químico que causa a quebra da molécula denomina-se
beta-glucosidase, que envolve sempre a célula cancerosa. Uma célula cancerosa possui três mil vezes
mais beta-glucosidase que uma célula norma.
A vitamina B 17 é encontrada no interior da semente de algumas frutas como pêssego, ameixa, cereja,
nectarina, maça e principalmente no abricó. Dr. Krebs afirma que uma pessoa com câncer deve se
alimentar grande quantidade de sementes de abricó (20 a 40 sementes por dia) bem como tomar 10 mg de
30
vitamina C diariamente e também vitamina E, assim como vitamina B17 injetável.
Não entrarei em maiores detalhes por não ser medico e este grupo não ser o adequado a isso. Para a
prevenção do câncer bastam 6 sementes de abricó por dia. O que interessa diretamente o nosso grupo
permacultura é que em 1930 um grupo de estudo levou ao congresso americano um relatório que afirmava
que os alimentos consumidos pela população não eram suficientes para a reposição orgânica de todas as
vitaminas e sais minerais. Eles atribuíam a culpa ao solo empobrecido pelos plantios em larga escala
(monocultura) e que por isso os produtos deveriam ser enriquecidos ou que a população recebesse
suplementação mineral na forma de vitaminas. Não preciso dizer que o congresso simplesmente
desprezou este relatório. O que vemos hoje em dia, é que 1/3 da população americana possui câncer e
invariavelmente irá morrer em virtude dele e que a medicina não consegue, apesar de algum sucesso
relativo, encontrar a cura do câncer. A verdade é que eles sabem que a cura existe (vitamina B 17), mas o
problema é que uma vitamina patenteada, ou seja, não se pode continuar ganhando dinheiro com o
câncer. Se for alardeado que a vitamina B17 pode evitar e curar o câncer, os cartéis da doença irão à
falência (laboratórios químicos, hospitais, convênios médicos, médicos, laboratórios de análises clínicas)
Os custos de tratamento do câncer são exorbitantes e os lucros são astronômicos. Os estudos realizados
por alguns médicos que tiveram a coragem de constatar a eficácia da vitamina B17 foram conclusivos. Não
preciso dizer que os médicos anteriormente considerados como renomados, foram depois disso
declarados formalmente como fracassados e seus estudos ridicularizados. Antes da descoberta da
vitamina C, milhares de pessoas morriam de escorbuto nos navios na época dos descobrimentos. Na
época ninguém sabia por que; os primeiros a descobrirem isso foram os ingleses que em suas longas
viagens marítimas, levavam frutas e limões a bordo. Isso na época foi importantíssimo, pois enquanto os
espanhóis e portugueses morriam, os marujos ingleses continuavam saudáveis. Esta foi a principal razão
da hegemonia inglesa nos mares. Aproximadamente há 180 anos muitas crianças morreram de uma
doença parecida com o escorbuto (o que não foi concluído na época) pelo fato delas consumirem leite
pasteurizado (processo descoberto por Pasteur) em que a vitamina C, naturalmente contida no leite, era
eliminada pela pasteurização. Pessoal, a coisa é seria, vejam a alimentação da população americana:
batata frita (o óleo aquecido é altamente cancerígeno), coca-cola (contem enorme quantidade de açúcar
alem de cocaína que a Coca-Cola compra oficialmente 1% da cocaína colombiana), pizza (farinha branca),
frango frito (o frango é alimentado com hormônios, antibióticos e outros produtos químicos), hambúrguer,
gorduras saturadas, sal refinado, conservantes, acidulantes, corantes e tudo isso em quantidades
enormes. Não é admirar que sejam o povo que mais sofre de câncer. E eles estão exportando seus
hábitos alimentares para o resto do mundo. No zoológico de Nova York constatou-se que sete entre os dez
ursos pardos tinham câncer; acreditavam que só poderia ser devido a algum vírus, entre outras hipóteses.
O fato é que livres na natureza, os ursos ingerem uma grande quantidade de frutinhas silvestres (cujas
sementes possuem B17) e quando em cativeiro esta vitamina não é consumida.
Um organismo bem alimentado, combate normalmente o câncer, que é apenas o crescimento
desordenado de células. Não vai haver vacinas, pois o câncer não é conseqüência de um agente
patógeno. Os agricultores apenas se preocupam em produzir quantidade e não qualidade. Eles usam NPK
(nitrogênio fósforo e potássio) no solo como base essencial da nutrição vegetal e não como complemento
nutricional da planta; transformam o solo num meio estéril e se esquecem ou menosprezam os elementos
traço (microelementos) existentes em solos vivos, bem como bactérias, minhocas, compostos orgânicos,
cobertura morta, todos inerentes a agricultura orgânica que dá vida ao solo. A pesquisadora Ana Primavesi
relata em seus livros que as plantas nutridas organicamente em solo bem estruturado não adoecem; com
31
o organismo humano é semelhante . Vejam um caso clássico que aconteceu comigo quando eu estava

30
VITAMINA C página 17
31
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS, na página 8, o relato de um experimento realizado pela pesquisadora Adelle Davis
82

no Parque da Água Branca comprando produtos orgânicos. Vi uma planta de babosa num vaso no estande
da AAO (Associação dos Agricultores Orgânicos) e comecei a conversar com algumas pessoas que me
disseram que a babosa é, além de anti-cancerígena, um remédio bom para tudo e que se nós fizéssemos
uso regular deste, dificilmente adoeceríamos. A AAO iniciou, há algum tempo, um curso ensinando como
se curar com o uso de ervas medicinais e o curso teve que ser cancelado devido à pressão exercida por
32
médicos e associações homeopatas. Existe um livro Câncer tem cura , escrito por um padre católico, que
ensina como se curar com o uso da babosa e apresenta depoimentos fantásticos. O assunto tem tudo a
ver com permacultura, que valoriza entre outras coisas, uma agricultura saudável com respeito e amor ao
solo. Devemos fazer o máximo possível para nos alimentarmos melhor, informando-nos a respeito e
abolindo aos poucos, todos os elementos prejudiciais e industrializados (açúcar refinado, farinha de trigo
branca, sal refinado, refrigerantes, frituras, gorduras saturadas, etc.) e aumentar a ingestão de frutas,
verduras e grãos integrais. Pesquisem e reflitam sobre o assunto, nosso corpo é o que comemos, e a
saúde é a nossa maior riqueza! Autor desconhecido

VIROSE, GRIPE A pedido de um amigo de pesquisas no tempo do nosso saudoso e querido


Corsini, do qual fui amigo nos anos 70 e discípulo no começo dos anos 80 em Imunologia e Genética na
Unicamp, descrevo a maneira mais correta e saudável de enfrentar a Influenza A, erroneamente chamada
de gripe suína.
O melhor que você pode fazer é reforçar o seu sistema imunológico através de uma alimentação
correta e saudável, no sentido de melhorar sua imunidade preparando as células brancas do sangue
(neutrófilos), os linfócitos (células T), as células B e células matadoras naturais.
Essas células B produzem anticorpos importantes que concorrem para destruir os invasores
estranhos, como vírus, bactérias e células de tumores. As células T controlam inúmeras atividades
imunólogicas e produzem duas substâncias químicas chamadas Interferon e Interleucina, essenciais ao
combate de infecções e de tumores.
Bem vamos ao que interessa, ou seja: quais os procedimentos e alimentos que são importantes
porque estimulam a ação do sistema imunológico e potencializam seu funcionamento.
Beba pelo menos um litro e meio de água por dia, pois os vírus vivem melhor em ambientes secos e
manter suas vias aéreas úmidas protege contra os vírus.
Não tome água gelada, prefira água na temperatura ambiente e de preferência água mineral de boa
qualidade.
Não tome leite, principalmente se estiver resfriado ou com sinusite, pois produz muito muco e dificulta a
cura.
Tome muito iogurte natural, um excelente alimento do sistema imunológico.
Coma muita cebola na sua alimentação.
Coma muito alho que é excelente para o seu sistema imunológico.
Coma alimentos ricos em caroteno (cenoura, damasco seco, beterraba, batata doce cozida, espinafre
cru, couve, linhaça, abóbora, tomate e derivados, brócolis)
Coma alimentos ricos em zinco (fígado de boi, ovos,cereais, linhaça, levedo de cerveja, farelo de trigo,
frutos do mar, semente de abóbora).
Faça uma dieta vegetariana (vegetais e frutas).
Coma salmão, bacalhau e sardinha, excelentes para o seu sistema imunológico.
O cogumelo Shiitake também é um excelente anti-viral
O chá de gengibre que destrói o vírus da gripe
Evite ao máximo os alimentos ricos em gordura (debilitam o sistema imunológico), tais como carnes
vermelhas e derivados.
Evite óleo de milho, de girassol ou de soja que são óleos vegetais poli-insaturados.
Mantenha suas mãos sempre bem limpas e use fio dental para limpar os dentes, antes da escovação.

Com esses cuidados acima e essa alimentação os vírus nem chegarão perto de você.
Em 6 de maio de 2009 pelo Prof. Dr. Odair Alfredo Gomes
Laboratório Morfofuncional Faculdade de Medicina – Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto_SP)
Fone: (16) 36037000 ramal 6795 Fax: (16) 36036795 URL da Homepage: http://www.unaerp.br

32
Ver na página 2 a receita do livro Câncer tem Cura – Frei Romano Zago
83

SINTOMAS DE RESFRIADOS, GRIPES E INFLUENZA A (gripe suína)

SINTOMAS RESFRIADO, GRIPE COMUM INFLUENZA A _ (H1N1)


Febre pouco freqüente em adolescentes e adultos; pode geralmente chega a 39°C e pode durar de
ocorrer em crianças pequenas 3 a 4 dias
Dor de cabeça raro aparece de forma brusca e é muito
intensa
Dores musculares leves a moderadas geralmente muito intensas
Cansaço/fraqueza leves a moderados geralmente muito intensos e podem
durar até 2 semanas
Dificuldade para em alguns casos muito intensa
respirar
Congestão nasal freqüente em alguns casos
Espirros freqüente em alguns casos
Ardor e/ou dor de freqüente raro
garganta
Tosse leve a moderada aparece sempre e muito intensa

QUEIMADURA Cortar caroços (sementes) de jaca e raspar a massa (albume ou endosperma) da


parte interior da semente e colocar esta raspa sobre a queimadura. Fazer duas ou três aplicações ao dia,
até aparecer uma fina camada de pele na área queimada; em um ou dois dias se formará uma fina
camada de pele, porém não será formada a casca que normalmente aparece em feridas.
A parte interna da semente que envolve o embrião é formada por um tecido nutritivo rico em
substâncias alimentares. Não haverá cicatriz nem mancha escura na área queimada se tratada com
sementes de jaca. Mesmo em queimadura de terceiro grau ou se tratada horas após a queimadura não
haverá cicatrizes. Izabel B. Silva_Cruzeiro do Sul, BA

SANGRAMENTO Para estancar sangramentos em cortes colocar seiva de bananeira sobre a área
do corte; é eficaz mesmo em cortes profundos. Renato.Silva Bustamante _Cruzeiro do Sul, BA

RUGA Grande eficácia no tratamento de rugas. Socar raiz da planta lírio dos vales e passar o líquido
assim extraído sobre a pele com rugas. Esta planta tem flores brancas, grandes e perfumadas (perfume
semelhante às flores do manacá, porém mais intenso), crescimento ereto e folhas lanceoladas largas com
média de 25 cm de comprimento de cor verde claro. Ocorre em lugares encharcados de baixas e de suas
raízes, amarelo claro com diâmetro em torno de 2 cm, nascem novas brotações formando um aglomerado
populacional. Izabel B. Silva_Cruzeiro do Sul, BA

33
CLOROFILA Dr. Richard Willastatter, químico alemão, descobriu a semelhança entre a clorofila e a
34
hemoglobina , pigmento dos glóbulos vermelhos do sangue. A hemoglobina é composta por átomos de C,
H, O e N, agrupados em torno de um átomo de ferro e a clorofila possui a mesma estrutura, porém
agrupada em torno de um átomo de magnésio. O magnésio da clorofila estimula a formação de açúcares,
proteínas, gorduras e vitaminas vegetais, aumenta a resistência dos vegetais a fatores ambientais
adversos, como seca, doenças, etc.e tem ainda influência positiva sobre o aumento da espessura das
paredes e permeabilidade das membranas celulares. O ferro da hemoglobina é responsável pela fixação
temporária do oxigênio, transportando-o, juntamente com outros nutrientes, para todas as células do
organismo vertebrado. Assim como as algas possuem a maior quantidade de traços minerais do mar, rios
e lagos, a clorofila possui o néctar da terra. A clorela, alga unicelular microscópica de água doce é o
organismo vegetal mais rico em clorofila de que temos notícia. O broto de alfafa é o segundo deles.

33
Clorofila é um grupo de pigmentos fotossintéticos presente nos cloroplastos. Cloroplastos são os corpúsculos portadores da
clorofila existentes no interior das células verdes. A intensa cor verde da clorofila é devido a sua enorme capacidade de absorver a
luz solar. Devido a cor verde sobressair-se às cores de outras substâncias como, por exemplo, os carotenóides (pigmento vermelho
ou amarelo encontrado em plantas e animais), a cor predominante nas plantas é o verde. Conforme a diminuição da quantidade de
clorofila nas plantas outras cores começam a aparecer. Uma característica importantíssima da clorofila é a sua capacidade
transformar a energia da luz solar em energia química, isso ocorre através do processo de fotossíntese, no qual, a energia absorvida
pela clorofila transforma dióxido de carbono e água em carboidratos e oxigênio.
Usada pela primeira vez há quarenta anos na forma de sucos pela doutora Ann Winmore, a clorofila tem grande poder de cura,
pois cria condições desfavoráveis ao crescimento de bactérias. Suas pesquisas concluíram também que o capim de trigo tem mais de
cem elementos nutritivos, incluindo todos os minerais e vitaminas A, C, E, K e complexo B.
A clorofila também pode ser usada para animais e, quando dada aos animais idosos, proporciona maior disposição e atividade,
como se fosse um rejuvenescimento. Auxilia o tratamento de problemas de pele e atua no crescimento dos pelos.
34
Proteína responsável pela coloração do sangue, que contém ferro e transporta oxigênio no organismo através dos glóbulos
vermelhos.
84

Nenhum elemento pesquisado é assimilado pela corrente sangüínea tão rapidamente como a
clorofila. Ela é um fator nutricional muito importante e um excelente desintoxicante natural. Incluir clorofila
na dieta alimentar é fundamental para quem quiser se manter saudável, tendo em vista o fato de que os
alimentos industrializados tanto possuem como produzem excesso de acidez orgânica, cuja eliminação é
sensivelmente favorecida pela clorofila. Os estudos do professor Louis Kevran sobre transmutações
35
biológicas à baixa energia mostram a possibilidade de, sob certas circunstâncias , o magnésio
transformar-se em ferro no organismo dos mamíferos. Hoje, nos meios científicos, conhece-se a notável
36
capacidade da clorofila de estimular a formação do eritrócito , célula vermelha do sangue. Isso vem
comprovar a enorme importância da clorofila para a vida humana, inclusive na prevenção e no tratamento
adequado e correto das anemias por carência de ferro de várias causas. Mas, a capacidade de fixação
deste ferro vegetal no corpo humano depende da presença da vitamina C37. Assim, ao ingerir suco de
clorofila deverá também ingerir vitamina C como coadjuvante do tratamento terapêutico.
A clorofila tem grande influência sobre o crescimento bacteriano e animal, no metabolismo em
geral, na respiração, na ação hormonal, na nutrição dos tecidos, no sistema imunológico e numa série
de situações anormais. Ela proporciona maior velocidade na recuperação das contusões e queimaduras,
além de ação desodorizante. Há muito tempo se conhece a capacidade desodorizante da clorofila,
porque ela reduz a putrefação causada por bactérias. Dentro do organismo, principalmente nas vias
digestivas, a clorofila reduz os maus odores, tanto do hálito e das fezes quanto do corpo em geral.
Outra propriedade medicinal da clorofila é a sua capacidade cicatrizante e restauradora dos
tecidos orgânicos. Em 1930 o Dr. E. Burgi mostrou que extratos de plantas verdes eram capazes de
estimular o crescimento de tecidos humanos em meios de cultura. Em 1943, os doutores P. R. Kline, E.
Graham e T. H. Flinke, clínicos de Nova Iorque (EUA), aplicaram pomadas e soluções aquosas de clorofila
no tratamento de vários tipos de úlceras de pele, obtendo respostas muito satisfatórias quando 19 dos 23
casos obtiveram rápida recuperação.
Durante o período da Segunda Guerra Mundial, ocorreram muitas pesquisas com a clorofila nos
EUA. Em 1940, mais de mil casos de gripes e de infecções respiratórias foram tratados e curados
somente com extratos de clorofila. Mais de 1300 animais de laboratório apresentaram rápida resposta no
tratamento de contusões e feridas. Na ocasião, vinte casos de distúrbios intestinais, tipo colite, foram
curados definitivamente com extratos de clorofila. Em 1941, os trabalhos do dentista Dr. S. L. Goldberg
38
mostraram a capacidade da clorofila de tratar as doenças da cavidade oral quando 300 pacientes com
piorréia (sangramento gengival e perda de dentes) apresentaram excelente recuperação. O mesmo
resultado foi obtido com a aplicação de bochechos e massagens gengivais com extrato concentrado de
clorofila em casos de estomatites (inflamação da membrana mucosa da boca) e infecções gengivais.
A clorofila administrada em adultos saudáveis reduz o nível de um marcador do DNA associado
com o aumento no risco de se desenvolver câncer no fígado.
Na pesquisa realizada com um grupo de 180 adultos saudáveis foi relatado, pela National Academy of
Sciences, que os pacientes que consumiram clorofila tiveram uma redução de 55% nos níveis deste
sinalizador.
EFEITOS TERAPÊUTICOS DA CLOROFILA
Aumenta a contagem sangüínea
Fornece ferro para todos os órgãos
Reduz as toxinas ingeridas
Reduz a anemia
Limpa e desodoriza os tecidos intestinais
Ajuda a purificar o fígado
Reduz a taxa de açúcar no sangue
Aumenta conteúdo de ferro no leite materno
Ajuda a curar os ferimentos com mais rapidez
Elimina odores do corpo
Resiste às bactérias do corpo
Limpa os dentes e as gengivas na piorréia
Melhora a drenagem nasal e expectoração do catarro
Reduz o corrimento nasal

35
Necessário alimentar-se também com vitamina C para que ocorra a transmutação biológica de ferro em magnésio.
36
Célula humana, rica em hemoglobina, que tem a função de transportar os gases envolvidos no processo respiratório; hemácias,
glóbulo vermelho do sangue.
37
Ver VITAMINA C na página 17
38
Folhas novas de couve isentas de agrotóxicos, cruas, bem mastigadas e mantidas na boca por alguns minutos, são excelentes e
de rápida eficácia para curar infecções tais como abscesso bucal mesmo que localizados no interior da gengiva sem possibilidade de
drenagem. A gengiva é muito pouco irrigada e a absorção de nutrientes ocorre também por contato com a massa alimentar.
Abscesso é o acúmulo de pus em conseqüência de processo inflamatório; para curá-lo há necessidade de manter as folhas
mastigadas, juntamente com a saliva, banhando a região do abscesso e repetir alguns dias seguidos este processo.
85

Diminui a necessidade de desodorantes


Elimina o mau hálito
Excelente gargarejo pós-operatório bucal
Melhora a inflamação da amígdala
Cura as ulcerações dos tecidos
Reduz a dor causada por inflamações
Diminui as varizes e revitaliza o sistema vascular das pernas
Reduz a acidez intestinal
Nutre e fortalece os sistemas circulatório e intestinal
Suco de clorofila
1 xícara de broto de alfafa
2 folhas grandes de couve manteiga
1 inhame cru
suco de 2 limões
Bater no liquidificador com água mineral ou água de coco e ingerir imediatamente.
Suco de clorofila
1 folha de couve
1 folha de erva-doce com talo
meio limão
1 copo de água gelada
1 colher de café de açúcar mascavo.
Liquidificar, coar e beber imediatamente
Conceição Trucom Eroni Lupatini – Nutricionista – CRN 4298
Cardápios personalizados/fator RH/alimentos funcionais
Medicina Tradicional Chinesa - Terapia Floral – telefone (45) 3037-5811 e 9914-4717
Clinica APTA - Terapias Alternativas em Cascavel Paraná – telefone (45) 3223-1729
CEOS- Centro Especializado de Odontologia e Saúde Vera Cruz do Oeste – telefone (45) 3267-1298
msn: nutricionistaeroni@hotmail.com Cascavel - Paraná

ACNE (ESPINHAS) _NUTRIÇÃO CONTRA A ACNE A acne ainda é uma disfunção que se não
for combatida e prevenida, pode deixar marcas na pele difíceis de serem eliminadas. A acne acontece
devido a um aumento da secreção sebácea associado à obstrução da abertura do folículo pilosebáceo,
gerando cravos que através da proliferação de microorganismos, resultam na inflamação característica das
espinhas.
Existem quatro graus de gravidade da acne; as áreas mais afetadas são a face e as regiões anterior e
posterior do tórax. A maior incidência da acne ocorre entre os 16 e 19 anos nos meninos e entre as suas
causas temos a hereditariedade, atividade hormonal desencadeada na puberdade, hiperatividade das
glândulas sebáceas e irritação bacteriana.
39
A alimentação contribui para uma melhora da acne em graus mais leves e também na prevenção delas
40
através do consumo de alimentos ricos em vitaminas e minerais, além de adequada ingestão de água
diariamente.
Consumir alimentos contendo vitamina A, C, e complexo B é importante no combate às espinhas.
Vitamina A reduz a produção de sebo
41
Vitamina C é antioxidante e antiinflamatória
Vitamina B2 controla a oleosidade da pele
Vitamina B6 regula o metabolismo hormonal
Vitamina B5 atua no metabolismo e hormônios sexuais
42
Fibras eliminam toxinas
43
Clorofila tem ação desintoxicante
Cálcio, fósforo e magnésio mantêm o equilíbrio do sangue
Enxofre é cicatrizante
44
Selênio é antioxidante
Manganês tem ação antiinflamatória
Zinco atua na cicatrização e regeneração de tecidos e tem ação antiinflamatória
Laticínios com baixos teores de gordura diminuem a eliminação de gordura pelos poros O chá verde
também é um bom antioxidante que repele as bactérias que causam as espinhas e reduz a inflamação;

39
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS na página 8
40
Ver ÁGUA nas páginas 19, 66 e 76
41
Ver VITAMINA C nas páginas 17 e 40
42
Ver FIBRAS ALIMENTARES na página 9
43
Ver CLOROFILA na página 83
44
Ver SELÊNIO nas páginas 62 e 63
86

pode ser consumido de quatro a cinco xícaras por dia, quente ou gelado. Evitar alimentos gordurosos
como frituras, salgadinhos e também os doces em geral, é outra orientação importante a ser seguida.
Juliana Garcia – nutricionista, em 24 outubro de 2008 julianagarcia@terra.com.br

LEITE, ALIMENTO DO CÂNCER Essa é a história da professora Jane Plant, geoquímica e chefe
científica do British Geological Surve, instituição pública britânica que se dedica à pesquisas em Geologia.
Ela sobreviveu a 5 tumores mamários e às práticas médicas convencionais para tratar o câncer. A sua
história é parecida à de muitas outras mulheres; sentiu o mesmo pânico quando lhe diagnosticaram
câncer de mama e confiada no saber dos oncólogos submeteu-se a uma mastectomía e à irradiação dos
ovários porque lhe disseram que assim provocava-se a menopausa, suprimia-se a produção de estrogênio
e se poderia curar o câncer. Mas tudo resultou negativo; o câncer reproduziu-se até 4 vezes.
Sofri a amputação de uma mama, submeteram-me a radioterapia e a uma quimioterapia muito
dolorosa. Vieram os mais eminentes especialistas do meu país, mas no meu íntimo estava certa que
estava enfrentando a morte e estive quase a ponto de “atirar a toalha”, conta a professora Plant no seu
livro Your life in your hands (A tua vida nas tuas mãos) onde relata a sua própria experiência e explica
como chegou à ideia que acabou por salvar a sua vida. Teve origem numa viagem de meu marido à
China; comecei a pensar que a minha enfermidade era virtualmente inexistente em tal país. De fato só
uma em cada 10.000 mulheres morre de câncer de mama na China enquanto que no Reino Unido os
números oficiais falam de uma morte em cada 12 mulheres.
Então eu e meu marido, que também é cientista, começamos a investigar sobre a forma de vida e
alimentação dos orientais até que chegamos à ideia que me salvou a vida: as mulheres chinesas não
tinham câncer de mama nem os homens desenvolviam tumores prostáticos porque são incapazes de
tolerar o leite e, portanto, não o tomam. Eles nunca o utilizam e muito menos para amamentar os seus
bebês. Não pode ser uma simples casualidade que mais de 70% da população mundial é incapaz de
digerir a lactose. Hoje creio que a natureza tenta avisar-nos a tempo, de que estamos comendo um
alimento errado.
Quando Jane Plant escreveu tudo isto, estava fazendo quimioterapia em seu quinto tumor
mamário. E foi então quando decidiu suprimir por completo a ingestão de lácteos, incluindo todos os
alimentos que contêm qualquer traço de leite: sopas, biscoitos, pastéis, margarinas, chocolate, etc. Em
apenas alguns dias, conta em seu livro, o tumor começou a encolher. Duas semanas depois da minha
segunda sessão de quimioterapia e uma semana depois de haver suprimido o leite e seus derivados, o
tumor começou a picar-me; logo abrandou e começou a minguar. Umas seis semanas depois havia
desaparecido. De fato meu oncologista, do Charing Cross, Hospital de Londres, não pôde reprimir um
exclamar maravilhado quando examinou a zona onde havia estado o tumor. Não o encontro! disse êle.
Pelo visto, não esperava que alguém com um câncer tão avançado, pois já havia invadido o meu sistema
linfático, pudesse sobreviver. Felizmente, aquele oncologista conseguiu superar seu ceticismo e
atualmente recomenda uma dieta sem leite e seus derivados à seus pacientes.
Ainda que não tenha sido fácil aceitar que uma substancia tão “natural” como o leite pudesse ter tais
repercussões para a saúde, agora não tenho dúvida de que a relação entre os produtos lácteos e o
câncer de mama é similar à que existe entre o tabaco e o câncer de pulmão.
Mas não só isso porque, por exemplo, já em 1989 o Dr. Daniel Cramer da Universidade de
Harvard, concluiu que o leite e seus derivados estão implicados na aparição do câncer dos ovários. E os
dados sobre o câncer da próstata conduzem a conclusões similares. A própria Organização Mundial de
Saúde (OMS), afirma que o número de homens que padecem deste câncer na China, é de 0,5 por cada
10.000 enquanto que no Reino Unido o número é 70 vezes maior. Para a professora Plant o leite de vaca
é um grande alimento... mas só para os bezerros! De fato estou convencida, conclui, de que salvei a minha
vida por deixar de consumir leite de vaca e derivados. Só desejo que a minha experiência possa servir a
mais mulheres e homens que, sem o saberem, podem estar enfermos por causa dos lácteos que
consomem.
Em seu livro, além de detalhes da sua própria experiência e dados interessantes sobre suas
investigações acerca dos efeitos do leite de vaca sobre nossa saúde, encontramos uma série de
recomendações nutricionais que se resumem em alimentar-se basicamente de leite de soja, chá de ervas,
sementes de sésamo, tofú, nozes, muita fruta e verduras frescas.

ENGASGO Levantar qualquer braço bem alto para de imediato as convulsões do engasgo.

OLHOS – RECUPERAR A VISÃO Comer muito alface recupera a visão. Edemar Woltrich, agricultor (Boa
Vista-RR)

ATAQUE CARDÍACO_INFARTO FEMININO Os ataques cardíacos nas mulheres raramente


apresentam os mesmos sintomas do infarto nos homens. Dor intensa no peito, o suor frio e o
desfalecimento (desmaio, perda de consciência) súbitos são geralmente os sintomas masculinos. Para que
87

saibam como é a versão feminina do infarto, uma mulher que experimentou um ataque cardíaco relatou
assim a sua história:
Eu tive um inesperado ataque do coração por volta de 22h30min, sem haver feito nenhum
esforço físico exagerado nem haver sofrido algum trauma emocional que pudesse desencadeá-lo. Estava
sentada, muito agasalhadinha, com meu marido nos joelhos. Lia um livro muito interessante, com o meu
pijama preferido e muito relaxada.
Um pouco mais tarde, senti uma horrível sensação de indigestão, como quando, estando com
pressa, comemos um sanduíche, engolindo-o com um pouco de água e parece que temos uma bola que
desce pelo esôfago, bem devagar, meio que nos embuchando. Esta foi minha sensação inicial, mas eu
não havia comido nada desde às 17h00 horas.
Depois, desapareceu esta sensação e senti como se alguém me apertasse a coluna vertebral
(pensando bem, agora acredito que eram os espasmos em minha aorta). Logo essa pressão começou a
avançar para o meu externo (osso, no peito, de onde nascem as costelas). O processo continuou até que
a pressão subiu à garganta e a sensação progrediu até alcançar ambos os lados de meu queixo. Ahá!!
Nesse momento, soube realmente o que estava se passando comigo. Acredito que lemos ou escutamos
que a dor no queixo é sinal de um ataque do coração. Santo Deus creio que estou tendo um ataque
cardíaco! –disse a meu marido. Tirei os pés da almofada e tratei de ir até o telefone, mas caí no chão.
Então pensei: Isto é um ataque cardíaco e não deveria caminhar até o telefone ou a nenhum outro
lugar, mas se não digo a alguém o que se está passando, ninguém poderá me ajudar e se demoro, talvez
não possa mover-me depois. Levantei-me apoiando em uma cadeira e caminhei devagar até o telefone
para chamar a emergência. Disse ao atendente que acreditava que estava tendo um ataque cardíaco e
descrevi os sintomas. Tratando de manter a calma, informei o que se passava comigo. Eles disseram que
viriam imediatamente e me aconselharam a deitar-me perto da porta, depois de destrancá-la, para que
pudessem entrar e me localizar rapidamente.
Segui as instruções, deitei-me no chão e, quase imediatamente, perdi os sentidos. Não lembro
quando entraram os médicos e nem quando me levaram de ambulância, mas vagamente, lembro-me de
haver aberto os olhos ao chegar ao hospital e perceber que o cardiologista estava esperando pronto para
levar-me à sala de cirurgia. O médico se aproximou e me fez algumas perguntas (creio que perguntou se
havia tomado algum medicamento), mas não pude responder nem entender o que continuava dizendo
porque voltei a perder os sentidos. Acordei algumas horas depois e soube que introduziram um pequeno
balão em minha artéria femural para instalar dois 'stents' que manteriam aberta minha artéria coronária do
lado direito.
Sei que parece que tudo o que fiz antes de chamar a ambulância havia demorado uns 20 ou 30
minutos, mas na realidade apenas me custou 4 ou 5 minutos e,também, graças a minhas explicações
precisas, os médicos já estavam esperando prontos para atender-me adequadamente quando cheguei ao
hospital.
Vocês se perguntam porque lhes conto tudo isto com tantos detalhes demorados... Simplesmente,
é porque quero que todos saibam o que aprendi depois desta terrível experiência.
1. Tenham em mente que seus sintomas provavelmente não serão parecidos em nada aos que
acometem os homens. Eu, por exemplo, senti a dor no externo e no queixo. Dizem que muito mais
mulheres do que homens morrem em seu primeiro ataque cardíaco por não saberem identificar os
sintomas ou então por confundi-los com os de uma indigestão. Então, tomam um digestivo e logo vão para
a cama esperando que o mal-estar desapareça durante a noite. Também, por razões culturais, as
mulheres, estão acostumadas a tolerar a dor e o desconforto mais que os homens. Queridas amigas:
Talvez seus sintomas não sejam iguais aos meus, mas não percam tempo.
Ao primeiro sintoma, se sentem que seu corpo experimenta algo estranho chamem a ambulância. Cada
um conhece o estado normal de seu corpo. Mais vale uma falsa emergência do que não tomar a iniciativa
de chamar socorro e perder a vida.
2. Notem que eu disse chamem os paramédicos e ambulância. Amigas, o tempo é importante,
Além disto, não pensem em dirigir e nem deixem que seus esposos ou familiares as levem ao hospital.
Além do mais, nessas horas, ninguém está em condições de dirigir calmamente. E os seus sintomas
podem agravar-se no caminho do hospital e complicar as coisas. Tampouco é recomendável chamar o
médico para ir até sua casa, pois além de perder minutos preciosos, poucos médicos levam em seu carro
equipamento salva-vidas necessário a estes casos. A ambulância está totalmente equipada,
principalmente, tem o oxigênio, que é fundamental nestes casos.
3. Nunca acreditem que não irão sofrer um ataque cardíaco pelo fato de seu colesterol estar em
níveis normais ou por nunca haverem tido problemas cardíacos. Os médicos já sabem bem que o
colesterol, por si só (a menos que seja excessivo) raramente é a causa de um ataque cardíaco. Os
ataques cardíacos são resultado de um estresse prolongado que faz que nosso sistema segregue toda
classe de hormônios que inflamam as artérias e tecido cardíaco.
88

Por outro lado as mulheres que estão entrando, ou já ultrapassaram a menopausa, perdem a proteção que
lhes era dada pelos estrogênios e, assim, passam a correr um risco igual ou tão grande quanto os
homens, de virem a sofrer os mesmos problemas cardíacos que eles.
Ver na página 23 ATAQUE CARDÍACO (tratamento emergencial) Publicado no Journal of General Hospital Rochester nº 240

DESODORANTE PARA AXILAS E PÉS Leite de Magnésia (hidróxido de magnésio). O hidróxido de


magnésio é um composto de caráter químico básico. Os microrganismos (fungos e bactérias) causadores
do mau odor nas axilas e pés necessitam de um meio ácido para sobreviverem e reproduzirem-se. Ao
passar este produto nas regiões do corpo onde tais microrganismos proliferam muda-se o meio, de ácido
para básico, impedindo sua sobrevivência. O efeito é imediato e duradouro. Efeito eficaz na eliminação
completa desses microrganismos em tênis e sapatos quando banhados internamente com o Leite de
Magnésia, produto isento do alumínio tóxico utilizado como fixador em desodorantes comerciais. Eficaz na
eliminação de micoses (frieiras, pé-de-atleta), que são conseqüência de infestação de microrganismos.

HERPES Passar Leite de Magnésia (hidróxido de magnésio) sobre a ferida causada pelo herpes.
Tem rápido efeito secante no prurido causado pelo herpes desde que se evite atritos sobre a ferida que
removam o Leite de Magnésia.

ÁCIDO ÚRICO Usar colar, anel ou pulseira de prata pura para que os sintomas sejam eliminados. A
oxidação (escurecimento) da prata acontece rapidamente e com maior freqüência em pessoas que tem
problemas de ácido úrico. Dizem que em intoxicação por venenos ou produtos tóxicos deve-se colocar
um objeto de prata na boca para desintoxicar. No entanto, não há relatos mais aprofundados e muito
menos provas de que tal procedimento seja eficaz. Usado pelos antigos no extremo sul da Bahia

ENVENENAMENTO DE CÃO OU GATO Quando houver suspeita dar água morna salgada ou água
oxigenada 10 volumes (na dose de uma colher de sopa) que, em contato com o estomago do animal, vira
água morna salgada e faz o animal vomitar e assim expelir o alimento envenenado. Em seguida, dar
Atroveran (medicamento farmacêutico) na dose de uma gota por quilo de peso de 6 em 6 horas. É o
melhor antídoto para venenos do tipo 1080 e chumbinho. Dr. Marcel Benedeti (veterinário)
Observação: o carvão vegetal é eficaz na desintoxicação de humanos e animais, pois seus microporos
absorvem as toxinas ingeridas. Devido ao poder de absorção do carvão ativado usá-lo somente após o
Atroveran fazer efeito (algumas horas depois de eliminar o risco de morte), pois o carvão ativado também
absorve medicamentos. Nestes casos de envenenamento pode usar dose trinta vezes maior do que o
recomendado pela bula do carvão ativado, pois ele não é absorvido pelo organismo.

RATOS_RATICIDA PREPARADO COM FEIJÃO Para eliminar ratos moer em liquidificador feijão
preto cru até o ponto de transformá-lo em farinha e colocar em vasilhas nas áreas de trânsito de ratos. Os
ratos não conseguem digerir o feijão cru e morrem. Caso queira acrescente pó de cimento nesta farinha.

MALÁRIA_ELIMINAÇÃO DO PLASMODIUM, AGENTE CAUSADOR Colocar farinha de mandioca em


panela ou frigideira ao fogo e deixar aquecer até que esteja bem tostada, porém não deixar torrar. Ao
mesmo tempo colocar em uma vasilha água pura para aquecer. Quando a farinha estiver muito tostada, e
a água da vasilha começar a soltar as borbulhas que antecedem a fervura, despejar a farinha nesta vasilha
da água, retirá-la do fogo, tapar e deixar esfriar. Beber desta água até sentir-se bem, sem os efeitos dos
agentes causadores da malária. Usado por indígenas em Roraima

DOENÇA DE CHAGASMisturar em 1 litro de mel de abelhas duas colheres de sopa de óleo de copaíba e
sete folhas de babosa grandes (retirar a casca e colocar a parte interna gelatinosa da folha). Tomar uma
colher dessa mistura por dia. Fato constatado de cura de doente em estado avançado dessa doença no
extremo sul da Bahia. Izabel Borges Silva-BA

OLHOS_IRRITAÇÕES E OUTROS MALES Colocar a parte interna, gelatinosa, da folha de babosa nos
olhos. Esperar meia hora antes de lavar os olhos.

ASMA, BRONQUITE ASMÁTICA Medicamento de alta eficácia. Bater 3 gemas de ovo de pata com 3
colheres de mel e misturar em um vidro médio de Emulsão Scott. Tomar uma colher de sopa de manhã ao
acordar, outra antes do almoço e outra ao deitar a noite. Medicamento usado pelos antigos no extremo sul da Bahia

AFECÇÕES NA GARGANTA, GASTRITE E PROBLEMAS NA COLUNA Quebrar um punhado de


sementes de sucupira (árvore) e colocar em um vidro de Biotônico Fontoura (ou vinho). Beber uma xícara
pequena por dia. Medicamento usado no interior de Roraima
89

INFECÇÃO NO OUVIDO Colocar um bulbo (cabeça) de cebolinha branca em uma colher se sopa
com pouquíssima quantidade de azeite de oliva e esquentar em fogo brando. Quando o azeite começar a
ferver, retirar a colher do fogo e deixar esfriar um pouco. Espremer então a cebola diretamente no ouvido
para que o sumo penetre e elimine a inflamação. Este medicamento é de alta eficácia em inflamações no
ouvido, cura a inflamação em dois ou três dias com apenas uma aplicação por dia. Essa cebolinha é igual,
em aparência, a cebola branca grande, apenas seu tamanho que é reduzindo em torno de 2 à no máximo
3 centímetros. Medicamento usado pelos antigos no extremo sul da Bahia

DOR ESTÔMAGO Para dor no estômago de causa desconhecida, inexplicável, colocar um pedaço de
carvão, preferencialmente de madeira dura tipo braúna, itaúba, em um copo de água e deixar dormir no
sereno à noite. Ao amanhecer beber esta água. Repetir até não sentir mais dor. Medicamento usado pelos
antigos no extremo sul da Bahia. Izabel Borges Silva, Bahia

IRRITAÇÃO E OUTROS MALES NOS OLHOS Remover a terra da base do caimbé, planta nativa das
savanas de Roraima (Curatela americana) até expor a raiz principal. Fazer um pequeno furo e coletar em
um vidro a seiva que sai desta raiz. Colocar gotas desta seiva nos olhos. Medicamento indígena de Roraima.

EMAGRECIMENTO COM PREPARADO NATURAL DE BABOSA


Fazer comprimidos da seguinte forma: retire a casca das folhas de babosa e coloque a parte gelatinosa,
cortada em pequenos pedaços, no liquidificador. Não acrescente água, apenas use a parte gelatinosa da
folha de babosa. Após bater no liquidificador despeje numa vasilha, adicione farelo de trigo e misture bem.
Em seguida adicione farinha de trigo (de preferência farinha de trigo integral) para dar liga. Faça bolinhas
como comprimidos e deixe secar em sol brando, protegidas contra moscas. Guarde em local arejado para
não mofar. Tomar diariamente dois comprimidos 15 minutos antes do almoço e dois comprimidos 15
minutos antes do jantar. Em poucos dias o apetite se normalizará e em pouco tempo o excesso de peso
será eliminado. Em média bastam 30 dias de uso deste medicamento. É medicamento comprovado pelo
uso e muito eficaz para emagrecer. Use duas folhas grandes de babosa se quiser obter grande quantidade
de comprimidos. Izabel Borges Silva, Bahia

BABOSA (Aloe vera) As plantas de Aloe vera (nome botânico da babosa) foram usadas durante séculos
devido à variedade de poderes curativos aclamados. Existem mais de 300 espécies desta planta; as
utilizadas com mais freqüência são Aloe vera, Aloe barbandensis, Aleo perryi e Aloe ferrox. O extrato desta
planta é amplamente usado em cosméticos, sabonetes, loções para pele, xampus e bronzeadores.
Os argumentos atuais em favor da babosa vão de efeito hidratante a um possível tratamento
contra a AIDS (HIV); a babosa não é uma panacéia, mas apresenta propriedades terapêuticas muito úteis.
Existem muitas histórias e alguns indícios clínicos de que o gel da babosa alivie disfunções
dermatológicas, como a dermatite por radiação. Existem também relatos clínicos de que o gel da babosa
pode promover a cicatrização de úlceras crônicas na perna. De um modo geral faltam estudos
controlados em seres humanos, mas em alguns experimentos bem elaborados realizados em animais o
gel da babosa acelerou a cicatrização de feridas cirúrgicas, queimaduras, úlceras de decúbito e ulcerações
produzidas pelo frio.
Demonstrou-se também que os sucos e géis da babosa possuem propriedades bactericidas e
fungicidas Parecem conferir proteção contra um amplo espectro de micróbios. Recentemente um extrato
de babosa, de nome comercial Carrisyn, apresentou atividade antiviral inibindo a reprodução do vírus da
herpes, sarampo e HIV in vitro (em laboratório). Estão sendo realizados estudos com o objetivo de
determinar se o Carrisyn, que está sendo desenvolvido como droga, pode ser útil no tratamento da AIDS. A
mesma empresa que fabrica o Carrisyn comercializou diversos outros produtos de babosa, incluindo um
gel para ferimentos que combina o gel da babosa a outras substâncias. Foram relatados bons resultados
clínicos. Diversas são as formas nas quais a babosa pode ter efeitos terapêuticos. Os salicilatos, que
possuem características antiinflamatórias e analgésicas, são encontrados na babosa. Também o lactato de
magnésio, uma substância capaz de inibir reações histamínicas do tipo que podem causar, entre outras
coisas, coceiras e irritações na pele. Descobriu-se uma enzima na babosa que, em experimentos de
laboratório, demonstrou ser inibidora da bradicinina; a bradicinina produz dor nos tecidos inflamados.
Ainda não foram realizados estudos de longo prazo para verificar a segurança da ingestão de
sucos e géis de babosa, como muitas pessoas estão fazendo. Alguns indivíduos infectados pelo HIV e
pacientes de AIDS já estão tomando uma bebida de babosa com alto teor de Carrisyn (extrato concentrado
do gel). Sugiro que isso só seja feito sob supervisão médica. A babosa pareceu interessante durante
algum tempo e hoje parece mais promissora que nunca. Merece muito mais atenção científica e médica
sob a forma de pesquisas e testes clínicos.
The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler,1990
90

ASMA, BRONQUITE, EXPECTORANTE Misturar uma gema de ovo de pata com uma colher de mel
de abelhas e uma colher de Emulsão Scott. Beber três vezes ao dia essa mistura. Quando colocar o mel
em contato com a gema do ovo de pata bater bem para que a mistura fique homogênea; em seguida
adicione a colher de Emulsão Scott. Medicamento usado pelos antigos no extremo sul da Bahia.

ÁCIDO FÓLICO
O ácido fólico é o principal componente de um grande número de componentes naturais
conhecidos como folatos. São produzidos em plantas superiores e microrganismos e estão presentes em
vegetais verdes folhosos frescos.
O ácido fólico participa de vários processos metabólicos importantes do organismo, sendo o mais
importante deles a síntese do DNA. A deficiência do ácido fólico no organismo produz uma anemia
bastante semelhante à anemia causada pela deficiência de vitamina B12 Entretanto, pode ocorrer
deficiência de ácido fólico sem anemia, podendo gerar um amplo espectro de sintomas, tais como
fraqueza generalizada, fadiga fácil, irritabilidade e câimbra.
A maioria das deficiências de ácido fólico é provocada por dietas desbalanceadas. Os alcoólatras
são suscetíveis a essa deficiência, assim como os idosos por suas dietas freqüentemente pobres em
vitamina B12, problemas de má absorção e interações medicamentosas. A deficiência de B12 aumenta o
risco de deficiência de ácido fólico. Descobertas recentes sugerem que o ácido fólico pode prevenir certos
tipos de câncer, bem como defeitos congênitos.
O ácido fólico previne defeitos congênitos e é benéfico no tratamento do retardamento mental. A
síndrome do X-Frágil é um distúrbio hereditário do sexo masculino e constitui a segunda causa
identificada de retardamento mental depois da síndrome de Down. Em 1981 pesquisadores franceses
relataram que suplementos orais de ácido fólico de 10 mg melhoraram muitas anormalidades de
comportamento associadas ao distúrbio.
Em 1986, um estudo relatou que alguns pacientes portadores da síndrome do X-Frágil submetidos
a uma dose diária de 10 mg de ácido fólico mostraram alguma melhora de comportamento. Alguns
meninos na pré-puberdade, que participaram do estudo, mostraram alguma melhora do QI, embora o
mesmo não tenha ocorrido com crianças maiores. Outro estudo usou uma dose diária de 250 mg e nesse
estudo duas crianças com idades entre oito e treze anos mostraram aumento do QI; o mesmo não
aconteceu com crianças mais velhas. Outros estudos demonstraram que o ácido fólico é benéfico em
algumas crianças, mas em geral não proporciona tais benefícios em crianças maiores que treze anos. A
resposta dos pacientes portadores da síndrome do X-Frágil ao ácido fólico é imprevisível, mas
considerando-se a natureza da doença a tentativa é válida e certamente deve-se seguir essa linha de
pesquisa. A administração de ácido fólico como suplemento quimioterápico em altas doses pode causar
problemas neurológicos graves.
Observação:Utilize alimentos naturais livres de agrotóxicos, à vontade, pois estes jamais causarão a
toxicidade que os produtos industriais causam quando tomados em excesso.
Fontes de ácido fólico
Vegetais folhosos verde-escuro (brócolis, espinafre, alface romana, couve)
Levedo de cerveja
Fígado
Laranja
Feijão
Arroz integral The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler,1990

CARVÃO VEGETAL ATIVADO É um produto preparado sob condições controladas para tornar-se
extremamente poroso adquirindo assim maior capacidade de absorver gases e líquidos. Tem também a
propriedade de formar uma capa protetora sobre a mucosa inflamada do aparelho digestivo evitando
assim a ação de substâncias irritantes. Absorve gases e toxinas que produzem fermentação intestinal e
diarréia, evitando dores no aparelho digestivo e formação de gases. É um notável condutor de oxigênio e
extraordinário eliminador de toxinas. É indicado em casos de dores no estômago, mau hálito, aftas,
gases intestinais, intoxicações alimentares e gases intestinais.
O carvão vegetal é um material natural, preparado de madeiras macias e não resinosas, com
milhões de poros de origem natural, tipo uma esponja natural. Sua principal característica é a grande área
2
de superfície interna, que varia de 500 a 1.500 m por cada grama de carvão. Herbarium – Laboratório Botânico
Ltda.
O carvão vegetal não é apenas um grande eliminador de gases, mas também está mostrando
sinais de ser eliminador de colesterol. Estudos duplo-cegos, controlados por placebos, revelaram que o
carvão vegetal ativado é muito mais eficaz do que a droga simeticona quando se trata de acabar com
flatulência, inchaço e síndrome do cólon irritável.
O carvão vegetal é um remédio popular para gases há mais de um século, mas com o advento dos
antiácidos e da simeticona ele saiu de moda, mas agora está sendo redescoberto. O carvão vegetal foi
91

chamado de esponja rígida; sua enorme superfície torna-o ideal para absorção de inúmeras substâncias
diferentes inclusive gases.
Um estudo preliminar realizado com sete pacientes com hipercolesterolemia (altos níveis
sanguíneos de colesterol) sugeriu a capacidade do carvão vegetal de reduzir também o colesterol. Quando
tomaram 8 gramas de carvão vegetal ativado três vezes ao dia durante um mês estes pacientes exibiram
uma redução média do colesterol total de 25% e uma redução média do colesterol LDL, especialmente
danoso, de 41%. Enquanto isso, seu colesterol bom aumentou em média 8%. O único efeito colateral foi a
coloração preta de suas fezes.
Estudos anteriores mostraram que o carvão vegetal ativado ministrado via oral pode ser útil no
tratamento prolongado de pacientes renais com risco grave de desenvolvimento de altos níveis de
colesterol e arterosclerose. Altas doses de carvão vegetal (20 a 50 gramas diários) ajudaram muitos
pacientes renais a excretar resíduos que, de outra forma, seus rins teriam dificuldades de excretar, e foram
relatadas reduções de colesterol de até 43% e redução de triglicerídeos (gorduras do sangue) de até
76% nos pacientes renais que fizeram esse tratamento.
45
Há quem fique imaginando como alguém pode tomar, com segurança, tão altas doses de carvão
vegetal. A razão é que o carvão vegetal não é absorvido pelo intestino. O carvão vegetal simplesmente
passa pelo sistema digestivo absorvendo colesterol, toxinas e outros resíduos para em seguida ser
expelido pelas fezes.
O carvão vegetal deve ser tomado pelo menos uma hora antes ou depois da ingestão de drogas
terapêuticas ou suplementos nutricionais. The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler,
1990

LEVEDO DE CERVEJA O levedo de cerveja é uma excelente fonte de vários nutrientes, entre eles
a tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), piridoxina (vitamina B6), biotina (vitamina do complexo B),
ácido nicotínico, ácido pantotênico e ácido fólico. Contém alguns minerais e minerais-traço, principalmente
cromo e selênio. Contém também cerca de 8 a 10% de ácido nucléico, que pode estimular a imunidade.
Algumas das descobertas médicas mais importantes de todos os tempos dizem respeito às
substancias denominadas ácidos nucleicos. Os ácidos nucléicos são grandes moléculas biológicas dentro
das quais estão codificadas as instruções genéticas que determinam a especificidade genética, ou seja, se
será uma bactéria, um cão, um ser humano ou outras formas de vida. O material genético do ácido
nucléico também ajuda a determinar a cor, altura, paladar, raciocínio analítico ou criativo. Existem
essencialmente duas categorias principais de ácidos nucléicos: o DNA (ácido desoxirribonucléico) e o RNA
(ácido ribonucléico). As instruções genéticas contidas no DNA são transferidas para o RNA em um
processo conhecido como transição. A transmissão de instruções do DNA para o RNA é utilizada para a
construção da matéria biológica, fazendo com que os vinte aminoácidos se alinhem nas seqüências
46
adequadas, necessárias para a produção de proteínas.
A formação da vida, portanto, depende da translação adequada do código genético original contido
no DNA. A continuidade do código do DNA é garantida por processos de reparo e pela reprodução do
DNA. O envelhecimento celular tem sido atribuído a erros que ocorrem durante o reparo do DNA, sua
reprodução, a síntese do RNA (transição) e a síntese de proteínas (translação).
Provavelmente passamos por avarias e escassez de ácidos nucléicos e seus mecanismos à
medida que envelhecemos, mas os suplementos orais e preparados sintéticos não podem nos ajudar tanto
quanto propalam as industrias e o comércio de cosméticos e suplementos.
Se você quiser experimentar os ácidos nucléicos para ver se eles exercem algum efeito sobre sua
imunidade ou energia, sugiro que tome até 1,5 grama por dia. Uma colher de sopa de levedo de cerveja
47
tem aproximadamente 1,5 grama de ácidos nucléicos.
Uma substância de valor medicinal contida no levedo de cerveja é chamada de fator respiratório
da pele, às vezes conhecido como derivado da célula viva de levedo. O primeiro relatório oficial que
mostrou que o fator respiratório da pele seria benéfico na cicatrização de feridas veio da Escola de
Medicina da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA). Os autores demonstraram que o fator
respiratório da pele aumentou a produção de colágenos em fragmentos de pele humana (em tubos de
ensaio) e aumentou a apreensão de oxigênio pelos fibroblastos humanos. Um relatório mais recente
mostrou que a aplicação do fator respiratório da pele a enxertos de pele em pacientes com queimaduras
produziu sinais de cicatrização significativamente mais rápidos. O levedo de cerveja pode ser um tesouro
de substâncias saudáveis. The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler, 1990

45
A dose de 50 gramas/dia é trinta e três vezes maior que a dose indicada na bula de cápsulas de carvão ativado do laboratório
Herbarium, vendidas nas farmácias.
46
Ver ÁCIDO FÓLICO na página 90.
47
Ver ZINCO_ESTIMULANTE IMUNOLÓGICO na página 93
92

AIDS E COLESTEROL Um estudo realizado há alguns anos indicou que alguns pacientes de AIDS que
seguiam uma dieta macrobiótica se sentiam melhor do que os que seguiam uma dieta norte-americana
mais típica. Infelizmente não houve estudos posteriores que confirmassem isso. Contudo, isso faz algum
sentido. A dieta macrobiótica é, entre outras coisas, pobre em colesterol, pobre em gordura, rica em
carboidratos complexos e rica em fibras alimentares.
A membrana do vírus HIV que desempenha uma função na AIDS é rica em colesterol. A diminuição
da quantidade de colesterol rompe a membrana viral e pode até chegar a desativá-la. Além disso, há
indícios de que as células da imunidade possam se tornar mais eficazes se o conteúdo de colesterol de
suas membranas for reduzido. Portanto, uma alimentação com menos colesterol pode ser útil de duas
formas vitais. Um aumento da quantidade de ácidos graxos poliinsaturados nas membranas celulares,
além de torná-las mais fluídas, deveria aumentar sua atividade. Um aumento destas mesmas substâncias
nas membranas do HIV deveria reduzir a atividade viral. As dietas macrobióticas são ricas em ácidos
graxos poliinsaturados. The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul Hendler, 1990

AMINOÁCIDOS Quando os biólogos falam de aminoácidos, normalmente se referem aos vinte


aminoácidos necessários à síntese das proteínas. As proteínas são moléculas grandes essenciais à vida;
participam da formação da estrutura viva e catalisam as reações químicas necessárias para a manutenção
da vida.
Os vinte aminoácidos que compõem a estrutura formadora de todas as proteínas são: alanina,
arginina, asparagina, ácido aspártico, cisteína, ácido glutâmico, glutamina, glicina, histidina, isoleucina,
leucina, lisina, metionina, fenilalanina, prolina, serina, treonina, triptofano, tirosina e valina. Existem outros
aminoácidos em nosso corpo, como por exemplo taurina e ornitina, mas eles não participam da síntese de
proteínas. Além de participar da síntese de proteínas, os aminoácidos participam de outros processos
biológicos importantes, como a formação dos neurotransmissores do cérebro. Estudos recentes
sugerem que determinados aminoácidos podem desempenhar papéis importantes no aperfeiçoamento do
sistema imunológico e na proteção contra o câncer.
Os vinte aminoácidos que participam da biossíntese de proteínas estão divididos em dois grandes
grupos: essenciais e não essenciais. A manutenção da saúde dos adultos saudáveis exige a ingestão, via
alimentação, de oito desses aminoácidos: fenilalanina, valina, treonina, triptofano, isoleucina, metionina,
lisina e leucina; são denominados de aminoácidos essenciais. Os outros doze aminoácidos (não
essenciais) podem ser elaborados pelo organismo a partir de outras substâncias.
Crianças saudáveis necessitam, além dos oito aminoácidos essenciais, de histidina e arginina.
Existem situações nas quais os aminoácidos não essências se tornam essenciais ao organismo, por
exemplo: um adulto que tenha sofrido algum trauma físico necessita de arginina para que ocorram
processos de reparos ótimos. Estão surgindo aplicações farmacológicas promissoras para suplementos de
aminoácidos, principalmente nos campos da psiquiatria e neurologia.

ÁGUA ENGARRAFADA_O PERIGO QUÍMICO DO PLÁSTICO Se a propaganda da mina


de água limpa em meio a floresta o impressiona a ponto de comprar água engarrafada e achar que está
fazendo bem para alguém, você precisa rever seus conceitos.
Há muita gente interessada em convencê-lo que você será mais limpo, mais bonito e até mais
ecológico bebendo água engarrafada porque este é um mercado de mais de 10 bilhões de dólares em
franco crescimento e baseado em matéria prima muito barata. Se algo nisto lembra as antigas
propagandas de cigarro com barcos a vela e gente bonita, não foi por acaso.
Com a recente queda no consumo de bebidas carbonadas, as grandes engarrafadoras têm se
mudado para este mercado promissor. Quando o Seu Zé do bar nos trás uma garrafa de água sem lacre
você logo imagina que ele está lhe vendendo água de torneira. A própria Pepsi está fazendo isto; em 2007
as ações desta empresa tiveram uma queda brusca quando veio a público que sua marca Aquafina nada
mais era que água de torneira. A única diferença do Seu Zé é que eles podem comprar a máquina que faz
um lacre de plástico bonitinho.
Aqui no Brasil a coisa é um pouco pior. A Nestlé comprou todos poços de São Lourenço e não precisa, ao
contrário da Pepsi, nem mesmo pagar a conta de água.
De qualquer forma você está também fazendo mal para você mesmo bebendo a água
engarrafada. Como a garrafa é geralmente de plástico, você estará ingerindo disruptores químicos
endócrinos que podem bloquear a testosterona, responsável entre outros, pela fertilidade masculina e o
desejo sexual feminino. Os ftalatos, usados para deixar o plástico das garrafas e copinhos mais macio
também causam problemas na formação de fetos. Leia o volume especial The Plastic World da revista
científica Environmental Research de outubro de 2008. A Professora Shanna Swan da Universidade de
Rochester cunhou o termo síndrome de ftalato associado a pênis pequeno e má formação testicular.
Além do gasto e dos efeitos biológicos, a água engarrafada também desperdiça transporte e
combustível. Não precisamos comer arroz do Rio Grande do Sul e frutas de Goiás, pois todo nosso
território é capaz de produzir frutas e grãos. Beber água transportada por caminhão é ainda pior, só se
93

justifica em casos de calamidade pública. Se você não é um refugiado, compre um filtro de cerâmica onde
a água ficará por umas horas perdendo o cheiro de cloro e beba uma água saudável, fresca, com flúor,
barata para seu bolso e boa para o ambiente.
Efraim Rodrigues, Ph.D. (efraim@efraim.com.br) Doutor pela Universidade de Harvard, Professor Associado de Recursos Naturais
da Universidade Estadual de Londrina, consultor do programa FODEPAL da FAO-ONU, autor dos livros Biologia da Conservação e
Histórias Impublicáveis sobre trabalhos acadêmicos e seus autores. Nos fins de semana ajuda escolas do Vale do Paraíba-SP,
Brasília-DF, Curitiba e Londrina-PR a transformar de cozinha em adubo orgânico e a coletar água da chuva.

ZINCO_ESTIMULANTE IMUNOLÓGICO O zinco, firmemente estabelecido como um dos principais


protetores do sistema imunológico e um grande antagonista de doenças foi considerado recentemente
como tendo uma enorme capacidade de impedir uma doença prevalente dos olhos chamada degeneração
macular que gera cegueira irreversível nos idosos. Existem indícios, cada vez mais numerosos que, com o
envelhecimento, quase todos nós tornamo-nos cada vez mais propensos à deficiência de zinco.
Uma das maiores causas de perda da visão nos idosos é a degeneração macular. Uma vez que
essa doença afeta parte dos olhos, e se sabe que o zinco tem um impacto importante na função
metabólica das enzimas cruciais na visão, os pesquisadores especulam que a deficiência de zinco pode
estar associada a esta doença. Para testar esta suposição eles desenvolveram uma experiência
envolvendo 151 pacientes afetados por essa condição. Em um acompanhamento realizado ao longo de 12
a 14 meses, descobriram que os pacientes que receberam suplemento de zinco tiveram uma perda visual
significativamente do que o grupo que recebeu placebos. O zinco foi administrado em tabletes de 100
miligramas, duas vezes por dia, durante as refeições; os efeitos colaterais foram mínimos. Essas
descobertas promissoras merecem estudos de acompanhamento imediatos para serem confirmadas.
A atividade de mais de duzentas enzimas (catalisadores biológicos) exige o metal-traço zinco.
Dentre elas estão as enzimas envolvidas na produção dos ácidos nucléicos DNA e RNA, as substâncias
que determinam nossa herança biológica. O zinco ajuda a formar os dedos de zinco, que permitem a
aderência específica entre as proteínas e os ácidos nucléicos, regulando assim a expressão de nossa
herança genética. O zinco tem um papel fundamental a desempenhar na estrutura e funcionamento das
membranas celulares.
Dentre os sinais de deficiência moderada e severa de zinco estão o retardo do crescimento, falta
de apetite, mau funcionamento das glândulas sexuais, letargia mental, má cicatrização de feridas,
anormalidades no paladar, olfato e visão, alterações na pele e maior suscetibilidade à infecções.
Relatou-se uma aceleração considerável da cicatrização de incisões cirúrgicas entre um grupo de
pacientes que receberam suplementação de zinco. A cicatrização total em dez pacientes que recebiam150
miligramas diários de zinco sob a forma de sulfato de zinco levou 46 dias, enquanto no grupo de controle,
que não recebeu suplementação de zinco, a cicatrização total levou 80 dias. Outro estudo não confirmou
esse efeito da suplementação de zinco. Parece que o valor da suplementação de zinco na cicatrização de
feridas está intimamente relacionado ao status de zinco do individuo. Espera-se que a cicatrização
melhore em indivíduos com deficiência de zinco que receberam terapia de zinco, já que o metal é
necessário para o reparo celular. No entanto ainda restam duvidas quanto a utilidade da suplementação de
zinco em indivíduos com quantidades suficientes de zinco. De qualquer forma, já que a ingestão de zinco é
precariamente adequada em muitos indivíduos, parece razoável administrar suplementação de zinco para
uma cicatrização ótima.
Alega-se que até a deficiência marginal de zinco pode produzir impotência. É certo que a
deficiência moderada a severa de zinco produz a regressão das glândulas sexuais masculinas, os
testículos. A deficiência branda leva a uma baixa contagem de esperma. Os homens com deficiência de
moderada a severa de zinco apresentam diminuição do apetite sexual bem como letargia mental,
problemas emocionais, falta de apetite e todas as outras conseqüências da deficiência de zinco. O zinco e
a testosterona (hormônio sexual masculino) são conhecidos por sua intima correlação, embora ainda não
se conheça bem a natureza dessa relação. A próstata é um dos órgãos mais ricos em zinco.
Descobriu-se que, nos homens com deficiência branda de zinco, a suplementação de zinco foi
acompanhada de um aumento na contagem de esperma e na testosterona no plasma. Parece que a
suplementação de zinco só é útil no combate à impotência masculina no contexto de deficiência de
moderada a severa desse mineral. Muitas formas de impotência masculina têm bases psicológicas e,
portanto, não estão relacionadas ao zinco. O efeito do zinco sobre a função sexual da mulher não tem
comprovação científica.
É conhecido o caráter essencial do zinco na formação de esperma. Os homens com deficiência de
moderada a severa de zinco não produzem esperma, enquanto os homens com deficiência branda de
zinco apresentam uma contagem de esperma reduzida. A deficiência de zinco também vem
acompanhada de uma diminuição do nível de testosterona. O papel do zinco na fertilidade feminina é
desconhecido.
Obviamente, a infertilidade também existe entre homens que não têm insuficiência de zinco. Será
que a suplementação de zinco pode ajudá-los? Nessa questão serei pessoal. Minha mulher e eu só
94

tivemos nosso primeiro filho depois de dezesseis anos de casados. Durante dez anos daquele período
tentamos arduamente ter um filho. O problema parecia ser meu. Minha contagem de esperma estava baixo
e a motilidade (capacidade de movimentação) e morfologia (desenvolvimento geral do esperma) estavam
anormais. Eu havia sido fumante durante muitos daqueles anos. Lembro-me que havia cádmio no papel
do cigarro. O cádmio é antagonista do zinco e pode causar problemas na formação do esperma. Comecei
tomando 50 miligramas de zinco por dia, sob a forma de gluconato de zinco. Em alguns meses minha
contagem de esperma, bem como a motilidade e morfologia das células se normalizou. Logo concebemos
nosso primeiro filho. Admito que a história não tem comprovação científica, entretanto a exposição ao
cádmio através da fumaça do cigarro e através da poluição é muito comum. A alta exposição ao cádmio,
segundo sugerem as pesquisas, pode levar ao amolecimento dos ossos e possivelmente ao câncer de
próstata, doenças renais, hipertensão, anemia e doenças pulmonares. Todos nós estamos expostos
ao cádmio. O norte-americano médio acumula 30 miligramas, principalmente nos rins. Os efeitos da
exposição branda podem causar problemas na produção de esperma devido ao antagonismo ao zinco. É
necessário realizar pesquisas sobre esse assunto.
Existe uma boa quantidade de zinco na próstata. O aumento da próstata (hiperplasia benigna da
próstata) é comum com o envelhecimento. A suplementação de zinco tem sido recomendada tanto para
prevenção quanto para o tratamento dessa condição. Entretanto não há indícios de que o zinco seja capaz
de uma coisa ou outra. Será necessário realizar muitas pesquisas antes que se possam alcançar
conclusões definitivas quanto a esse argumento.
Embora a deficiência moderada e severa de zinco seja improvável em países desenvolvidos,
muitos grupos da população correm risco de sofrer deficiência marginal de zinco. A deficiência de zinco é
tão comum entre pacientes de hospitais alimentados por via intravenosa que hoje os hospitais estão
acrescentando zinco, junto com outros minerais, à solução intravenosa.
Indícios intrigantes, porém contraditórios, relacionados ao possível do zinco no câncer e na
proteção contra o câncer estão surgindo lentamente. O zinco pode ser útil na cicatrização de úlceras
gástricas e no tratamento de algumas formas de infertilidade masculina e impotência sexual. Relatos
da utilidade do zinco em algumas formas de diabete e do alívio de alguns sintomas de artrite reumatóide
merecem estudos mais profundos. Argumentos recentes afirmam que o zinco pode ser útil na prevenção e
na diminuição da duração de resfriados. A ingestão adequada de zinco é nitidamente necessária para a
saúde ótima e para o prolongamento da vida.
Existem pesquisas indicando que o suprimento adequado de zinco é essencial ao desenvolvimento
e manutenção de um sistema imunológico saudável e que o envelhecimento está associado a danos
imunológicos que às vezes podem ser parcialmente revertidos com a suplementação de zinco. Com o
envelhecimento, o sistema imunológico das pessoas sofre alterações significativas. Essas alterações são,
provavelmente, responsáveis pelos aspectos do envelhecimento. O aumento da produção de anticorpos
contra o próprio organismo, as chamadas doenças auto-imunes, aumenta com o envelhecimento, bem
como a predisposição a infecções. A deficiência progressiva de zinco pode desempenhar um papel
importante na falência gradativa do sistema imunológico. Um estudo mostrou que a suplementação de
zinco (220 miligramas de sulfato de zinco durante um mês) aumentou o numero de linfócitos-T em
circulação, responsáveis pelo combate à infecções, e melhorou a resposta dos anticorpos em um grupo de
pessoas saudáveis com mais de 70 anos. Há relatos da eficácia do tratamento com zinco via oral no
tratamento da doença de Wilson. A doença de Wilson é uma doença congênita de acúmulo de cobre, que
pode ser fatal se não for tratada. Até então, a penicilina, tóxica para muitas pessoas, era o único
tratamento reconhecido. Acontece que o zinco é eficaz e não é tóxico.
Dose recomendada As doses diárias recomendadas pelo Conselho Nacional de Pesquisas são:
15 miligramas para homens
12 miligramas para mulheres
3 miligramas para bebês
10 miligramas para crianças de 1 a 10 anos de idade
15 miligramas para grávidas
16 a 19 miligramas para lactantes
Nossa capacidade de absorver o zinco diminui com a idade. Acredito que a suplementação de
zinco seja uma forma prudente de garantia de saúde. Recomendo de 15 a 30 miligramas por dia para
adultos e 10 miligramas por dia para crianças.
Fonte e forma Dentre as fontes de zinco na alimentação encontram-se os produtos integrais,
levedo de cerveja, farelo de trigo, germe de trigo, frutos do mar e carnes de animais (que são fontes muito
melhores de zinco biodisponível, ou seja, facilmente absorvido pelo organismo. Existem vários
suplementos de zinco no mercado: sulfato de zinco, acetato de zinco, gluconato de zinco, citrato de zinco,
aspartato de zinco e orotato de zinco. Existem indícios de que os produtos derivados de proteínas
(aminoácidos e seus derivados) facilitam naturalmente a absorção de zinco. O sulfato de zinco
freqüentemente causa irritação gástrica. The Doctor’s Vitamin and Mineral Encyclopedia, Dr PHD Sheldon Saul
Hendler, 1990
95

CÂNCER O senhor chamado de Goiâno, dono de uma lanchonete do posto de gasolina de Jundiá
(extremo-sul do estado de Roraima) tinha câncer de estômago em estado avançado, inclusive com enorme
inchaço abdominal, e alimentava-se somente de comidas líquidas. Curou-se com um medicamento feito de
barbatimão, Stryphnodendron barbatiman, (árvore de porte médio da savana) com mel de abelhas. O
medicamento foi feito na região do Brasil Central (das savanas desta região). A cura se deu
completamente em quinze dias. Relatado por Joaquim Parimé_IBAMA-RR

O QUE ACONTECE AO BEBER UMA LATA DE REFRIGERANTE


Primeiros 10 minutos
10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente.
Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.
20 minutos
O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina.
O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura (É muito para este momento em
particular).
40 minutos
A absorção de cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado
responde bombeando mais açúcar na corrente. Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados
para evitar tonteiras.
45 minutos
O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. (Fisicamente,
funciona como com a heroína)
50 minutos
O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo.
As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina, ou seja, está
urinando seus ossos, uma das causas da osteoporose.
60 minutos
As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina.
Agora é garantido que eliminará cálcio, magnésio e zinco, que os ossos necessitam.
Conforme a onda abaixa haverá um choque de açúcar causando irritação.
Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante juntamente com os nutrientes, extraídos de
seu corpo, necessários ao seu organismo.
Pense nisso antes de beber refrigerantes.
Se não puder evitá-los, modere sua ingestão! Prefira sucos naturais.
Prof. Dr. Carlos Alexandre Fett
Faculdade de Educação Física da UFMT
Mestrado da Nutrição da UFMT
Laboratório de Aptidão Física e Metabolismo - 3615 8836
Consultoria em Performance Humana e Estética

PICADA DE COBRA Socar folhas de abacaxi (da planta, da base ou da ponta da fruta) para extrair o
suco puro (sem uso de água). Tomar três gotas diárias deste suco e colocar a massa de folhas socadas
em contato com os furos da picada (sobre a picada). Fazer esse procedimento até a cura completa.
Medicamento usado pelos antigos no Acre

CATAPORA, SARAMPO Este medicamento é eficaz na cura da catapora e sarampo. Tomar banho
com chá de aroeira (árvore nativa do nordeste, de flores brancas e sementes vermelhas e pequenas).
Preparar o banho da seguinte forma: depois de ferver a água colocar muitas folhas de aroeira na água
fervente, apagar o fogo, tapar e deixar esfriar.
Dar banho no corpo todo e, se criança, beber uma colher de sopa deste chá e, se for adulto, duas
colheres de sopa. Não tomar vento após este banho. Medicamento usado no interior do sul da Bahia

INFLAMAÇÃO BUCAL (ABSCESSO DENTÁRIO), CÁLCULOS INFLAMADOS NOS RINS E NA


VESÍCULA Cana-de-macaco (ou Cana-da-India) Colocar dois ou três talos (colmos) socados numa
quantidade de dois copos d’água e beber. Medicamento dos antigos em Roraima

ABÓBORA CRÚA NA LIMPEZA DO SANGUE Alguns anos atrás, um ex-professor me mostrou uma
análise de sangue; o que eu vi me deixou impressionado. Os cinco principais parâmetros do sangue, ou
seja: uréia, colesterol, glicemia, lipídeos e triglicerídeos apresentavam valores que, em muito
excediam os níveis permitidos.
96

Comentei que a pessoa com aqueles índices já deveria estar morta ou, se estava viva, isto seria
apenas por teimosia. O professor, então, mostrou o nome do paciente que, até então, tinha sido ocultado
pela sua mão. O paciente era ele mesmo!
Fiquei estupefato! E comentei: Mas como? E o que você fez? Com um sorriso, ele me apresentou
a folha de outra análise, dizendo: Agora, olhe esta, compare os valores dos parâmetros e veja as datas.
Os valores dos parâmetros estavam nitidamente dentro das faixas recomendadas, o sangue estava
perfeito, impecável, mas a surpresa aumentou, quando olhei as datas; a diferença era de apenas um mês
(entre as duas análises da mesma pessoa).
Perguntei: Como conseguiu isso? Isso é, literalmente, um milagre! Calmamente, ele respondeu
que o milagre se deveu a seu médico, que lhe sugeriu um tratamento obtido de outro médico amigo. Este
tratamento foi utilizado por mim mesmo, várias vezes, com impressionantes resultados.
Aproximadamente, uma vez por ano, faço análise de meu sangue e, se algum dos parâmetros
estiver apresentando tendência ao desarranjo, volto imediatamente a repetir esse processo. Sugiro que
você o experimente.
Aqui está o segredo: Semanalmente, por 4 semanas, compre, na feira ou em supermercado,
pedaços de abóbora. Não deve ser a abóbora moranga e sim a abóbora grande, que costuma ser usada
para fazer doce.
Diariamente, descasque 100 gramas de abóbora, coloque os pedaços no liquidificador, junto com
água (só água), e bata bem, fazendo uma vitamina de abóbora com água. Tome essa vitamina em
jejum, 15 a 20 minutos antes do desjejum (café da manhã). Faça isso durante um mês, toda vez que o
seu sangue precisar ser corrigido.
Poderá controlar o resultado, fazendo uma análise antes e outra depois do tratamento com a
abóbora. De acordo com o médico, não há qualquer contra-indicação por tratar-se apenas de um vegetal
natural e água (não se usa açúcar).
O professor, engenheiro químico, estudou a abóbora para saber qual ou quais ingredientes ativos
ela contém e concluiu, pelo menos parcialmente, que nela está presente um solvente do colesterol de
baixo peso molecular : o colesterol mais nocivo e perigoso - LDL . Durante a primeira semana, a urina
apresenta grande quantidade de colesterol LDL (de baixo peso molecular), o que se traduz em limpeza
das artérias, inclusive as cerebrais, incrementando, assim, a memória da pessoa.
Há apenas um inconveniente: o sabor da abóbora crua não é muito agradável. Nada mais. Porém,
há um detalhe importante: nem a abóbora, nem a água poderão ir para a geladeira, porque a refrigeração
destrói os ingredientes ativos da vitamina. Esta é a razão de ter que comprar, semanalmente, a abóbora,
pois, fora da geladeira, ela se estraga rapidamente.
Referência: Salvatore de Salvo e Mara Teresa de Salvo, Novos Segredos da Boa Saúde, Editado pela Biblioteca 24x7
www.biblioteca24x7.com.br São Paulo-SP, novembro 2008.

CAXUMBA Fazer uma massa de barro argiloso com água (de preferência fria) e colocar abaixo do
queixo sobre a área inchada. Repetir algumas vezes e, à noite, na ultima aplicação, colocar um pouquinho
do barro de casa de marimbondos. Estes marimbondos fazem suas casas, que são depositórios de ovo,
de forma arredondada, geralmente em conjunto, mas podem ser isoladas, em paredes e folhas de plantas;
são marimbondos grandes de cor preta ou avermelhada. Este medicamento é muito eficaz e se aplicado
num dia pela manhã provavelmente no dia seguinte não haverá sintomas da doença. Não há informações
sobre a importância do barro da casa destes marimbondos, pode ser que o medicamento seja eficaz
mesmo sem o uso deste barro. Medicamento usado pelos antigos no sul da Bahia

HEPATITE Fazer infusão (colocar a planta em água fervente, apagar o fogo e deixar esfriar) de
carrapicho, erva de pequeno porte comumente encontrada em todo local. Usar dois punhados cheios da
planta inteira. Beber um copo e banhar todo o corpo. Medicamento muito eficaz cura a hepatite em um ou
dois dias. O nome botânico é Cenchrus echinatus L. e tem nomes vulgares de capim carrapicho, timbetê e
capim amoroso. As sementes têm espinhos que ferem a pele, inclusive a do pé, e aderem à roupa.
Medicamento usado pelos antigos no sul da Bahia

CÂNCER Cavar a tabatinga (solo argiloso de cor branca geralmente encontrado a beira de rios)
a uma profundidade de um ou dois palmos e retirar um punhado de tabatinga. Colocar este punhado em
um litro d’água e agitar bastante para dissolvê-lo. Coar essa solução em pano para retirar areia e
partículas maiores. Beber um copo dessa água coada no almoço e um copo no jantar até a cura completa.
Colocar um emplasto de tabatinga úmida em cima da área do corpo onde se localiza o câncer. Este
medicamento foi ensinado ao informante, descrito a seguir, por um senhor nordestino. Euzébio de Souza
Oliveira, Maloca da Laje-Terra indígena Raposa serra do Sol

PICADA DE COBRA Moer ou socar carvão vegetal até transformar-se em pó. Coar esse pó em pano
para obter um pó de carvão fino. Colocar uma ou mais colheres de sopa desse pó em um copo d’água e
97

beber. A quantidade de pó de carvão colocada no copo com água pode ser muita sem problema algum
para a saúde, pois o pó de carvão não é absorvido pelo organismo. O carvão tem a função de absorver
toxinas. O autor dessa informação, indígena da Maloca da Laje, Terra indígena Raposa-Serra do Sol, usou
esse medicamento quando foi picado por três vezes por surucucu, serpente muito venenosa. Nas três
vezes curou-se apenas usando esse medicamento e dois dias após tomar esse medicamento já estava
curado. Euzébio de Souza Oliveira, Maloca da Laje-Terra indígena Raposa serra do Sol
Observação: ver sobre o carvão na página 90.

CABELO, QUEDA E NASCER CABELO Pegar a raiz da planta jurubeba, lavar, socar bem e colocar
num copo d’água e deixar à noite de uma quinta-feira no sereno. Usar o medicamento na sexta-feira
molhando o couro cabeludo várias vezes ao dia. A jurubeba mostrada pelo autor dessa informação tem
flores pequenas de cor lilás com miolo amarelado, e espinhos no caule. Euzébio de Souza Oliveira, Maloca da Laje-
Terra indígena Raposa serra do Sol

CHUMBO DE ARMA DE FOGO (RETIRAR) Para retirar do corpo chumbos disparados por arma de
fogo, socar uma boa quantidade de folhas novas (ou folhas que tenham vigor, bem verdes) de couve e
colocar as folhas socadas (trituradas) com o sumo sobre o ferimento. Os chumbos virão à superfície da
carne e pode-se retira-los com pinça. Tal medicamento foi e é muito utilizado pelos antigos da região sul
da Bahia com muita eficácia. Izabel Borges Silva_Vereda-Bahia

PICADA DE COBRA Extrair sumo da folha do abacaxi, beber 3 gotas deste sumo e colocar sobre os
furos da picada as folhas trituradas de abacaxi.

CATARATA, LEICHIMANIOSE e FERIDAS PERSISTENTES Extrair o sumo puro (sem acrescentar


água) de um punhado de folhas de corama (AM), também chamada de lingua de pirarucú (RR). Planta de
caule carnoso até 1 m de altura com folhas carnosas e espessas cujas bordas tem muitos
arredondamentos com reentrâncias das quais surgem brotações, e talos de cor roxa. No tratamento de
catarata misturar o sumo com um pouquinho de mel de abelha nativa (jandaíra, urucu, jutaí, etc), coar esta
mistura em algodão e colocar no olho afetado. Em leichimaniose e feridas persistentes colocar o sumo
puro das folhas trituradas. Cura rapidamente a catarata. Uso em Roraima

HEMORRÓIDA Engolir uma pimenta malagueta com um copo d’água pela manhã e outra à noite. Em um
mês pode-se obter a cura. Professor Moacir Biongo, biólogo da Universidade Federal do Amazonas

ALIMENTAÇÃO CRÚA
Enzimas são, em termos biológicos, compostos protéicos complexos, caracterizados por longas
cadeias de aminoácidos, unidos por ligações peptídicas. Enzimas são estruturas protéicas ativas, básicas,
que são essenciais à vida. Sem enzimas a vida não seria possível. As enzimas representam a fonte de
energia orgânica e a vitalidade bioquímica central de toda a estrutura viva existente, incluindo animais,
plantas, algas e microorganismos.
As enzimas são essenciais na formação da estrutura, crescimento, desintoxicação, defesa e
mecanismos de cura do nosso organismo. São fundamentais na regulação das atividades bioquímicas do
organismo, como a digestão e absorção de alimentos, equilíbrio hormonal, atividade cerebral, humor,
sexualidade, circulação sanguínea, respiração, estímulos nervosos, reposição celular, sistema
imunológico, mecanismos dos sentidos (paladar, olfato, tato, visão e audição) e outras. Sem enzimas,
nem mesmo se efetiva a função de assimilação e distribuição de vitaminas e sais minerais. A vitalidade e
longevidade estão relacionadas às enzimas. Toda a nossa saúde depende da manutenção de níveis
enzimáticos adequados. Por exemplo, são detectadas carências enzimáticas em muitos casos de doenças
crônicas, como câncer, reumatismo, artrite reumatóide, alergias, doenças cardiovasculares, e muitas
outras.
As enzimas podem ser divididas em dois grupos, as endógenas e as exógenas. As endógenas ou
internas, originam-se no próprio organismo e as exógenas ou externas, são originadas fora do corpo e são
obtidas dos alimentos ingeridos. As endógenas dividem-se em metabólicas e digestivas. As metabólicas
estão presentes nas células, no sangue e nos tecidos em geral. As digestivas estão presentes no trato
digestivo.
Ao nascer, recebemos um potencial enzimático metabólico limitado. É como se o organismo
recebesse uma reserva limitada para metabolizar enzimas. Até onde se sabe quanto mais enzimas
próprias o organismo precisa usar, ao longo do tempo, menos capacidade lhe resta para manter os níveis
enzimáticos necessários. É como se essa reserva fosse esgotando-se na medida em que vai sendo usada.
Quanto mais rapidamente usamos essa reserva, mais curta será nossa vida e mais deficiente nossa
saúde.
98

Os níveis enzimáticos nos tecidos corporais são elevados na infância e reduzidos na velhice. Um
recém-nascido pode apresentar cerca de cem vezes mais enzimas na corrente sanguínea do que um
idoso (com alimentação cozinhada durante a sua vida). Por outro lado um idoso apresenta cerca de mil
vezes mais radicais livres no seu organismo que o recém-nascido.
O enfraquecimento dos níveis de enzimas está ligado ao aumento de radicais livres associada à
carência de micro-minerais. A redução do potencial enzimático do organismo é causa de doenças
degenerativas e envelhecimento precoce. Os alimentos crus trazem consigo as enzimas necessárias à
sua própria digestão. As nossas enzimas digestivas, presentes na saliva (ptialina), no estômago
(proteases), nos intestinos (lípases) e as produzidas pelo pâncreas, atuam como reservas ou para
complementar o processo digestivo. Normalmente o corpo conta com a presença das enzimas digestivas
que já vêm com os alimentos.
A redução do nosso potencial enzimático é provocada principalmente, e em ordem de importância,
por:
1. ingestão de alimentos pobres em enzimas
2. estresse
3. consumo de álcool, açúcar e outros destruidores de vitaminas e minerais
4. uso excessivo de medicamentos
5. poluição ambiental
Se exposta ao calor intenso a enzima é completamente destruída, mas se mantida a uma
temperatura corporal, durante o tempo necessário, será ativada e realizará adequadamente suas
funções. O cozimento, ao destruir as enzimas de qualquer alimento, perturba a programação biológica do
organismo, aperfeiçoada durante milhões de anos, e cria uma sobrecarga orgânica, já que provoca a
necessidade de produção de enzimas digestivas. A produção dessas enzimas digestivas desvia
substâncias presentes nas enzimas metabólicas. Desta forma é provocado um enfraquecimento das
funções gerais que dependem dessas enzimas, debilitando o organismo e expondo-o a variadas
moléstias.
Quando comemos a comida cozinhada, para a sua digestão e assimilação, o corpo precisa usar
suas próprias enzimas. Essas enzimas a que o corpo precisa recorrer poderiam estar servindo para
atividades mais importantes, tais como limpar o fígado, proteção contra tumores, eliminação de radicais
livres e toxinas em geral. Tudo isso, porque o cozimento destruiu as enzimas que já estavam contidas nos
alimentos quando crus. Sob estresse, ocorrem importantes perdas minerais, o que enfraquece os níveis de
enzimas metabólicas e reduz a capacidade das enzimas digestivas.
O açúcar refinado é um produto desmineralizante, que rouba cálcio, magnésio e vitaminas do
complexo B, e é um agente de enfraquecimento do organismo. O abuso de bebidas alcoólicas reduz as
reservas corporais de tiamina (vitamina B1), e de outras vitaminas envolvidas com a estruturação
enzimática. O uso constante de medicamentos, principalmente os antibióticos, enfraquece os mecanismos
de defesa do organismo, interfere nos processos de auto-regulação e homeostase, afetando as funções
enzimaticas. A poluição ambiental origina a ingestão de compostos químicos, moléculas agressoras e
metais pesados, que intoxicam e alteram as funções celulares, prejudicando também a função das
enzimas. Esses fatores associados causam um aumento de radicais livres, devido à incapacidade das
enzimas metabólicas de inibir a formação destes radicais. Em quantidades elevadas, esses radicais livres,
interferem nas atividades celulares, provocando mutações, erros genéticos, inibição de secreções
celulares e uma porção de outros problemas. Outra conseqüência, menos evidente, mas relevante, da
diminuição dos níveis enzimáticos do organismo, é que nos tornamos menos sensíveis aos outros e nós
próprios, prejudicando nossa espiritualidade. Gastamos energia demasiada na desintoxicação e deixamos
de usá-la para outras finalidades importantes.

ALIMENTAÇÃO PARA A VIDA - Marina Hetenyi Francini


Quando se fala de alimentação entramos num tema muito extenso e que não está limitado
exclusivamente àquilo que geralmente chamamos de comida. A cada momento do nosso dia a dia
estamos fazendo escolhas de coisas que necessitarão de digestão e assimilação; podemos nutrir-nos ou
envenenar-nos, poluir-nos.
Tomamos a maior parte de tais decisões de forma automática, quase inconsciente. Muitas vezes,
não refletimos para saber o que estamos escolhendo nem quais as conseqüências. Há alimentos para o
corpo físico, e outros para nossa mente, nossos sentidos e nosso espírito, ou seja: respiração,
pensamentos, palavras, emoções, relacionamentos, leituras, músicas, cores, etc, são alimentos para o
espírito. Algo que sabemos é que precisamos alimentar-nos para nos mantermos vivos. Trata-se de um
bom ponto de partida, porque nos indica uma responsabilidade individual precisa nesse sentido. Se
observarmos que somos seres vivos, não é difícil entender que precisamos de alimentos vivos para
manter a saúde, o bem estar e a alegria.
O Dr. Edmond Bordeaux-Szekely estabeleceu a seguinte classificação que pode ser de grande
ajuda para nos orientar em nossas escolhas:
99

• Biogênico que produz a vida


• Bioativo que mantêm a vida
• Biostático que diminui a vida
• Biocídico que mata a vida
Outro aspecto que é importante lembrar quando pensamos em alimentação é que temos um
campo energético eletromagnético de consciência que sustenta o nosso ser físico que precisa ser
recarregado e nutrido. Tudo que é manifestado existe como energia sutil antes de assumir uma forma
específica.
Primeiramente a energia condensa-se no que poderíamos chamar de molde etéreo do que será
seu aspecto tridimensional e posteriormente adquire a forma física. As qualidades vibratórias dos
alimentos que escolhemos têm uma influencia neste campo sutil ao mesmo tempo em que atuam no corpo
mais denso. Por isso, é importante privilegiar os produtos que mantêm intactas suas características
energéticas vitais. Uma alimentação para a vida dá preferência a alimentos que fazem parte das duas
primeiras categorias (biogênico e bioativo), e o uso de alimentos que constituem as duas últimas
categorias prejudica, com o passar do tempo, a saúde e a vitalidade. Assim o correto é utilizar elementos
frescos, sem cozimento, de preferência de origem orgânica (livres de pesticidas e fertilizantes químicos) e
aproveitar a contribuição especial dos brotos, reconhecendo neles uma maneira simples, prática e
econômica de receber a mais concentrada forma de energia de vida comestível.

ALIMENTO CRÚ CONTÉM AS ENZIMAS NECESSÁRIAS PARA SER DIGERIDO – Dr. Edward Howell
O Dr. Edward, que dedicou a vida toda ao estudo das enzimas, chegou a concluir que estas são as
transportadoras da energia vital. Todos os organismos possuem uma variedade quase infinita de enzimas
que atuam como catalisadoras das mais diferentes funções. No corpo humano foram encontradas milhares
delas; aquelas implicadas na digestão são somente doze.
Utilizando o mesmo exemplo dado pelo Dr. Howell em seu livro Enzyme Nutrition, é como se, ao
nascer, o ser humano recebesse uma doação muito grande, embora limitada, de enzimas - ou energia vital
- como se fosse uma soma de dinheiro depositada no banco. Se, durante a vida, se retira energia vital
desta conta, sem nunca ter o cuidado de fazer depósitos nela, chegará o momento em que esta se
esgotará. Se tomarmos, por exemplo, uma maçã e a comemos crua aproveitaremos as enzimas ativas que
promovem a sua fácil digestão. Trata-se das mesmas enzimas que provocam a putrefação do fruto quando
ele não é utilizado. Quando isto acontece com um fruto caído da árvore sobre o solo, é como uma
devolução de nutrientes orgânicos à nossa Mãe Terra, completando assim o ciclo vital do fruto. Se as
condições são favoráveis, é até possível às sementes brotarem, dando lugar ao nascimento de uma nova
planta.
Retornando ao nosso exemplo, a situação será diferente se comermos o alimento cozido. Neste
caso, as enzimas estão inativas (as enzimas são compostas por dois elementos que, ao serem expostos a
uma temperatura superior a 50 ºC, ou a certo tipo de radiação, distanciam-se tanto entre elas a ponto de
se tornarem inertes) e nosso corpo deverá fornecer as enzimas digestivas necessárias, valendo-se da
reserva de energia vital.
Quando a alimentação é constituída na maioria por produtos cozidos e processados
industrialmente, o que fazemos é retirar continuamente de nossa conta bancária. É desta forma que, na
produção das doze enzimas digestivas, investimos a maior parte de nossa reserva de energia. O prejuízo,
ao cozinhar os alimentos, não se limita à perda total das enzimas, perdem-se em forma considerável
também as vitaminas - às vezes totalmente como no caso da vitamina B12 - e acontecem alterações dos
ácidos graxos, minerais e proteínas que deixam de ser metabolizadas do mesmo jeito de antes,
convertendo-se, muitas vezes, em toxinas.
No caso do forno microondas o quadro é ainda mais grave pelo fato que suas intensas radiações
destroem completamente o campo energético dos alimentos, desvitalizando-os e modificam mais ainda
sua estrutura molecular que não é reconhecida geneticamente pelo nosso metabolismo que entra em
estado de alerta como quando na presença de agentes patogênicos. Este fenômeno, chamado de
leucocitose digestiva, acontece cada vez que for ingerido algum alimento cozido ou processado (também
balas, bolachas, salgadinhos, refrigerantes). O número de leucócitos (glóbulos brancos) no sangue
aumenta e se normaliza somente uma hora e meia após cada refeição. Isto não acontece com os
alimentos crus. As gorduras, por exemplo, em estado natural (cru), contêm também elementos ativos que
permitem a sua metabolização. Ao cozinhar, se perde este elemento, saturando os ácidos graxos numa
forma que o organismo não pode metabolizar.
Por esta razão é que o abacate e as sementes oleaginosas sem torrar - sempre que ingeridos com
moderação - não produzem acúmulo de graxas saturadas prejudicial para a saúde, ao contrário das
carnes, óleos, manteiga, margarina e azeite cozidos. É fundamental reduzir ao mínimo o consumo de
graxas cozidas e saber que somente os azeites e óleos prensados a frio mantêm intactos seus valores
nutritivos. Em todos os demais casos, as sementes e as azeitonas foram tratadas com altas temperaturas
para obter uma maior quantidade de azeite.
100

O excesso de proteínas prejudica a saúde


Um dos grandes preconceitos de nossa época é a obsessão pelas proteínas. É importante
esclarecer que praticamente todos os alimentos naturais contêm proteínas, sendo quase impossível uma
deficiência protéica; é preciso chegar a casos extremos de desnutrição para que isto aconteça. Por outro
lado, a necessidade de proteínas para o organismo é muito inferior àquela propagandeada com claras
finalidades comerciais. Na composição do leite materno as proteínas representam somente entre 2 e 6%.
Pode-se dizer que, tão importantes como as proteínas, e até talvez mais, são as vitaminas, os minerais, as
enzimas e os oligo-elementos que, para ser energeticamente ativos precisam ser de proveniência natural.
É interessante observar que os minerais e as vitaminas de mais fácil absorção são aqueles de
origem vegetal. Vitaminas e minerais sintetizados em laboratórios na forma de cápsula ou adicionados aos
alimentos não são completamente metabolizados pelo nosso organismo e resultam numa carga maior de
trabalho de eliminação. O ferro adicionado, por exemplo, aos achocolatados traz muitas vezes como efeito
colateral intestino preso e raramente consegue melhorar quadros de anemia.
Voltando ao tema das proteínas, outro aspecto chave é que nosso corpo é perfeitamente capaz de
produzi-las na medida necessária, sempre que lhe sejam fornecidos os materiais básicos, os aminoácidos,
os quais são encontrados em forma facilmente metabolizável em vegetais e grãos, especialmente na etapa
de germinação. São 22 aminoácidos, dos quais 12 são sintetizados diretamente no nosso organismo e 8
deles são chamados essenciais (precisamos obtê-los a través dos alimentos). Todos os oito aminoácidos
essenciais se encontram nos alimentos de origem vegetal não processados. Mais ainda, quando o corpo
recebe os aminoácidos essenciais diretamente, como no caso de vegetais e brotos (sementes
germinadas), está dispensado do trabalho de decompor as proteínas complexas em aminoácidos. A
eliminação das proteínas em excesso (especialmente se de origem animal) sobrecarrega fígado e rins
estressando-o. Este processo de eliminação precisa de grandes quantidades de cálcio provocando perda
óssea e cálculos renais devido à grande concentração de cálcio na urina. Outro produto que facilita a
perda do cálcio ósseo é o açúcar refinado; o organismo utiliza o cálcio ósseo para neutralizar a
hiperglicemia repentina que este provoca. Observa-se também, durante o processo da germinação, uma
potencialização dos valores nutritivos e da energia vital da semente. Isto é fácil de entender se pensarmos
que a semente, antes de brotar, contém, em estado latente, toda a informação necessária para o
crescimento da planta completa. Quando germina, este potencial todo entra em movimento numa explosão
energética comparável à do Big Bang de que falam os astrofísicos contemporâneos. Esta é a contribuição
inestimável que nos dão as sementes germinadas, sempre que forem ingeridas no seu estado natural (cru)
que resulta em importantes depósitos de energia vital a favor de nossa reserva bancária.
Os resultados de uma vida Inteira de hábitos alimentares errados são os problemas de saúde que
afetam a maioria das pessoas: má nutrição e toxemia
A causa comum de toda enfermidade é a má nutrição, da qual deriva a toxemia (alto nível de
toxinas em nossas células). A má nutrição deve-se à desordem na alimentação e à ingestão de alimentos
que satisfazem apenas ao paladar, enchem a barriga, mas são deficientes em nutrientes e qualidades
vitais.
Quando nossos veículos físicos não recebem os nutrientes necessários para a reprodução de
novas células, são obrigados a construir com aquilo que encontram; pedindo, a distintas partes do corpo,
doações de materiais básicos indispensáveis. O resultado é uma lenta e progressiva deterioração dos
órgãos e tecidos e de suas funções, que termina produzindo a doença. O envelhecimento precoce do ser
humano tem sua origem principal na má nutrição e no sedentarismo. Podemos observar que os animais,
depois da juventude, passam por uma maturidade que se estende praticamente até o final de suas vidas,
quando vivenciam um rápido declínio antes da morte. O ser humano parece começar a envelhecer já a
partir dos quarenta anos, durando assim sua velhice, às vezes a metade da vida.
Das 8.400.000 espécies que existem na Natureza, 8.399.999 comem alimentos que estão no
próprio estado natural - não cozidos. O ser humano parece ser o único que está sujeito a maior quantidade
de problemas relacionados com a saúde.
A toxemia depende de uma série de fatores que vão se somando. O ar contaminado das
concentrações urbanas, a água com seus minerais nem sempre metabolizáveis, o stress, o abuso de
álcool, tabaco, carnes, remédios, drogas, excitantes, o contato com elementos tóxicos no lugar de trabalho
ou em casa, são todos fatores que contribuem para o excesso de concentração de toxinas no organismo,
mas a causa principal encontra-se nos alimentos do mundo contemporâneo.
Os resíduos de agrotóxicos nos vegetais, de hormônios e antibióticos em carnes e ovos, de
químicos utilizados para processar alimentos como, por exemplo, para branquear o açúcar, a farinha, o
sal, de conservantes nas carnes frias e nos produtos em lata e em garrafa, os corantes e sabores
artificiais, as vitaminas sintéticas adicionadas que o organismo não metaboliza, etc. Outro fator que
contribui para a intoxicação do nosso corpo é comer de novo quando não se tem ainda completada a
digestão e comer quando irritado ou ressentido. Isto transforma tudo aquilo que está no estômago em
sustância tóxica, uma sobrecarga de trabalho para o sistema de eliminação.
101

A mesma coisa acontece quando ingerimos alimentos que precisam de tipos diferentes de
48
digestão como, por exemplo, comida cozida e fruta. Frente à mistura de alimentos não compatíveis os
organismos mais sensíveis reagem imediatamente, apresentando sintomas como azia, peso, gases, sentir
de novo um sabor de algo já ingerido, fezes soltas, etc. É importante compreender que, nos organismos
das pessoas que têm uma digestão ótima (dos quais se diz que podem digerir até as pedras), mesmo
quando não se manifestam os inconvenientes mencionados, apresenta-se igualmente a acumulação de
toxinas resultante da mistura inadequada. É de extrema importância a mente (bom astral) de quem
prepara os alimentos, por isso a comida da mãe, se feita com amor, nos faz bem. As atitudes, emoções e
pensamentos de quem trabalha na cozinha são absorvidas pelos alimentos e recebidas por aqueles que
os consomem. O habito de abençoar a comida com gratidão ajuda enormemente a purifica-los,
sintonizando as freqüências dos alimentos com as freqüências dos nossos corpos.
O acúmulo das substâncias tóxicas debilita o sistema imunológico e, conseqüentemente, o
organismo não será capaz de resistir à presença de elementos patogênicos. Compreender que a toxemia
é a causa fundamental de todas as doenças, permite definir claramente o caminho até a saúde: favorecer
a eliminação dos venenos e fortalecer o sistema natural de imunidade, introduzindo no corpo os alimentos
capazes de fornecer as substâncias nutrientes necessárias para seu bom funcionamento.
Ou citando Hipócrates: Doenças atacam as pessoas não como um raio em céu azul, mas são
conseqüências de contínuos erros contra a Natureza.

ALIMENTOS CRÚS - Ernst Bauer


Tenho 85 anos. Exerço a medicina há vinte anos em Arosa, Suíça. Meu pai era médico rural e
conheci os limites da medicina convencional convivendo com doenças crônicas já na minha juventude. De
constituição bastante frágil, procurava ampliar as possibilidades da medicina convencional com métodos
alternativos. Hoje, considero alimentação e jejum os mais importantes. O famoso médico suíço, Dr. Max
Bircher-Benner (1867-1993), ouviu falar dos incríveis efeitos da alimentação crua. Experimentou e ficou
perplexo com o resultado. Naquela época, todas as crianças com doença abdominal morriam. A clínica
pediátrica do Hospital Universitário de Zurique encaminhou quatro crianças ao Dr. Bircher-Benner.
Retornaram curadas. Sua alimentação consistia, principalmente, de bananas frescas, depois substituídas
por maçãs frescas, com o mesmo resultado. Também as crianças diabéticas foram beneficiadas com uma
dieta exclusiva de frutas frescas. O Dr. Bircher-Benner apresentou ao Dr.Joseph Evers, na Alemanha, três
pacientes que ficaram livres de esclerose múltipla, uma doença considerada incurável. O Dr. Evers
começou, então, a tratar pacientes portadores de esclerose múltipla e outras doenças consideradas
incuráveis, com resultados surpreendentes.
Em reunião da Associação Alemã de Neurologia, o Dr. Evers apresentou suas radiografias e a
estatística, mostrando que após a alimentação com frutas e verduras frescas no período de um ano 94%
dos portadores de esclerose múltipla foram curados. O Dr. Evers, falecido em 1975, não utilizava
medicamentos, somente alimentação. Em seu livro Warum Evers-Diät? (Porque a dieta Evers?), ele
afirma: O sucesso é a melhor prova de que uma teoria está correta.
O Dr. Honekamp, diretor clínico de uma clínica psiquiátrica alemã, documentou, em seu livro sobre
a cura de doenças mentais com produtos naturais, como conseguiu curar pela alimentação crua, com
poucas exceções, os pacientes internados em sua clínica. Entretanto, ele mostrou que a esquizofrenia
crônica só pôde ser curada após quatro anos. Tudo foi esquecido até recentemente, quando o físico Fritz
Popp descobriu que os nutrientes vivos irradiam fótons. Essas pequenas partículas de luz aparentemente
protegem o sistema imunológico e destroem células cancerígenas. Quando aquecemos os alimentos
vivos, a irradiação se torna muito forte e depois cessa — os alimentos estão mortos. No livro Biologie des
Lichts (Biologia da luz), publicado em 1984, ele descreve os princípios da irradiação extremamente fraca
das células. Uma enfermeira do hospital da Universidade de Zurique estava morrendo. Anos antes,
haviam-lhe retirado um tumor maligno (câncer) da mama e mais tarde, apareceram metástases no fígado.
Quando o tumor reapareceu por uma terceira vez, após duas quimioterapias, acreditavam que nada mais
poderia ser feito. Era Natal e seus amigos vieram despedir-se dela. Uma amiga lhe falou da alimentação
crua e logo trouxe frutas e hortaliças frescas. No dia seguinte, a enfermeira já pôde deixar a alta dose de
morfina que estava tomando contra as dores e levantar-se. A cada dia, ficava de pé durante mais tempo.
Como podemos explicar este efeito imediato sobre tumores malignos? A pesquisadora em
oncologia, Virginia Livingston, de San Diego, EUA, descreve em seu livro The Conquest of Cancer (A
conquista do câncer) que os alimentos vivos, as frutas e as hortaliças contêm um ácido, um sub-produto
da vitamina A, que também é produzido no fígado. Essa substância freia o câncer, mas é sensível ao
calor. Cenouras cozidas no vapor só contêm 1% a 2% da quantidade do ácido que as cenouras cruas
contêm. Recomendo aos pacientes em minha clínica — e eu mesmo me alimento desta forma: Comer
apenas o que nasce na natureza. Disso, só comer aquilo que temos vontade, apenas na quantidade que o

48
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS na página 8
102

corpo pede e quando sentimos fome. Consumir os alimentos assim como a natureza nos oferece, sem
misturar, sem temperos, sem aquecer.
Sempre que possível, comer os alimentos isentos de agrotóxicos e adubos químicos. Como
podemos saber se uma fruta é saudável ou prejudicial? Só nosso instinto pode nos dizer isso. Cada ser
vivo tem sua voz interior, inclusive as bactérias e os vírus. O ser humano é o único ser vivo que não segue
sua voz interior, nós nos sentimos superiores. Porém, se não seguimos esta voz, surge o efeito contrário, o
vício. O adulto é viciado no fumo, em alimentos desnaturados, cozidos etc. Após um jejum, estes vícios
desaparecem. O instinto, a voz interior, está de volta, como em um recém-nascido. Se comemos alimentos
cozidos, há um aumento dos glóbulos brancos após a refeição — como se tivéssemos ingerido veneno.
Nosso sistema imunológico, neste caso, está ocupado de manhã até a noite enfrentando os tóxicos que
introduzimos com a alimentação aquecida, em vez de se defender contra germes e destruir células
cancerígenas.
Ao dar alimentação cozida para animais selvagens, saudáveis — como fizeram Mac Carrison na
Inglaterra e o Prof. Kollath na Alemanha — estes adoecem com nossas doenças da civilização e morrem.
Se acrescentamos vitaminas da farmácia, morrem alguns dias mais tarde. Entretanto, se os colocamos em
liberdade para que voltem a se nutrir com alimentos vivos, seguindo o seu instinto, eles se recuperam. O
mais interessante: animais, antes dóceis, tornam-se agressivos com nossa alimentação desnaturada e se
agridem. Fonte: Palestra apresentada durante o Congresso Vegetariano em Widnau, Suíça, 1999

Em Pitkin, Colorado, 500 prisioneiros passaram por um regime isento de alimentos nocivos e
receberam refeições compostas de alimentos naturais. Um estudo mostrou que, desde sua liberação até o
fim do estudo, nenhum prisioneiro teve problemas com a lei. Em Doughty, Geórgia, todo ofensor juvenil
passa por um teste bioquímico e recebe suplementos nutricionais para ajudar a corrigir qualquer
desequilíbrio químico. A criminalidade juvenil quase parou — uma agradável exceção à tendência em
muitas comunidades americanas. Em Cuyahoga Falls, Ohio, 600 criminosos receberam educação
nutricional e começaram uma dieta que enfatiza refeições leves, cereais integrais, frutas e hortaliças
frescas. 89% deles não cometeram outro crime. É pura verdade que má nutrição e mau comportamento
estão intimamente ligados. Entretanto, as pessoas que dirigem o milionário sistema de justiça criminal
americano estão apenas começando a acordar para esse fato. Estão sendo despertadas por um pequeno
grupo de homens e mulheres conscientes de que nenhuma abordagem de reabilitação criminal,
assistência social, psicoterapia, terapia de grupo, psiquiatria, treinamento acadêmico e vocacional pode
funcionar a menos que tenha o suporte de uma boa alimentação. Alex Schauss nos contou que dos quase
dois milhões de criminosos na prisão, mais de 70% já estiveram presos antes, portanto, algo tem que estar
errado com o modo de reabilitação da maioria dos criminosos.
Schauss é um ex-oficial da Comissão de Treinamento da Justiça Criminal do Estado de
Washington. Ele supervisionou o treinamento dos oficiais encarregados da liberdade condicional e da
liberdade assistida (os homens que lidam com criminosos fora da prisão). Para mantê-los do lado de fora,
Schauss elaborou um curso chamado Química corporal e comportamento delinqüente. O curso abrange
informações detalhadas sobre saúde, incluindo alimentação, vitaminas, minerais, estresse, alergias a
alimentos e exercícios físicos, que o oficial repassa ao ofensor. Será que este tipo de abordagem pode
realmente amolecer um criminoso insensível? Nenhum oficial me procurou e disse que esta abordagem
não funciona. E se não funcionasse eu estaria sabendo disso, disse Schauss. Estudos confirmam essa
afirmação. Veja também o livro de Alexander Schauss e o artigo Aspectos genéticos e bioquímicos da
criminalidade.

UMA EXPERIÊNCIA NO TAITI – Edmond Bordeux Székely


A minha maravilhosa expedição ao Taiti nasceu do interesse por uma doença muito temida na
antigüidade: a lepra. Havia estudado esta doença e os métodos utilizados pelos essênios. Sua cura era
baseada em uma combinação de jejum, água, plantas e de alimentos naturais. Queria experimentar esses
métodos, que considerava eficazes. Meu único problema era encontrar um leprosário onde pudesse
colocar em prática minhas idéias com toda liberdade. Descobri uma colônia de leprosos em Orofara, no
arquipélago do Taiti, na Polinésia Francesa, ao sul do Oceano Pacífico. Encontrei uma situação realmente
horrível. Embora o Taiti tenha clima tropical e no norte da França esteja nevando no inverno, esses pobres
doentes estavam sendo tratados de acordo com manuais publicados no norte da França. Isso quer dizer,
uma dieta exclusivamente de alimentos enlatados. Como encontrei uma quantidade enorme de latas, a
primeira coisa foi organizar uma brigada chamada de lançadores de latas. Passamos um dia inteiro
arremessando as latas no oceano! Em seguida, tive que falar com os parentes dos leprosos, que vinham
visitá-los regularmente. Pedi que trouxessem frutas e verduras frescas nas visitas. As famílias ficaram
muito contentes, sentindo finalmente uma possibilidade de participarem do tratamento. E, mais importante,
pela primeira vez sentiram esperança. Encontrar os alimentos necessários não era problema naquela ilha
viçosa havia uma grande variedade de frutas e vegetais.
103

O método de tratamento usado estava tão ultrapassado quanto a comida enlatada e ainda davam
injeções com azul de metileno, que obviamente não faziam efeito. Por isso, introduzi um jejum, banhos de
sol, exercícios na água e uma alimentação inteiramente crua, aplicando exatamente os métodos que os
antigos essênios usavam. Os meus pacientes se adaptaram ao novo regime sem incidentes, com uma
exceção. O obstáculo surgiu quando tentei introduzir exercícios. A doença causa um estado de terrível
letargia e as enfermeiras se queixavam que não havia meio de persuadir os doentes a fazerem os
exercícios prescritos. Encontrei a resposta, olhando pela janela para um lindo riacho. Reuni alguns
auxiliares musculosos e literalmente jogamos todos os doentes dentro do riacho! Obviamente eles
protestaram, a água no riacho estava fria, mas os meus auxiliares não os deixaram sair. Não havia outra
saída a não ser mover braços e pernas; quanto mais se mexiam, menos desagradável era a temperatura
da água. Após alguns dias desse balé compulsório na água, eu conseguia organizar exercícios
sistemáticos. Eles estavam se habituando a movimentar-se e, na realidade estavam gostando de fazer
exercícios pela primeira vez em muitos anos. Não passou muito tempo para que a minha adaptação do
método essênio começasse a causar uma grande melhoria nos leprosos. Onde havia mutilações, só
pudemos evitar que a doença progredisse. Entretanto, na grande maioria dos casos, houve melhoria
espetacular e até cura. Na ilha havia um excelente fotógrafo e tiramos um grande número de fotografias
das diferentes fases da melhoria gradativa. Essas fotos ilustram os resultados maravilhosos conseguidos
pelos métodos essênios de cura natural. Edmond Bordeaux Székely é descendente de Csoma de Körös,
filólogo que há 150 anos compilou a primeira gramática da língua tibetana, um dicionário inglês-tibetano e
escreveu a famosa obra Asiatic Researches. Dr. Edmond recebeu o Ph.D. pela Universidade de Paris e
outros títulos das universidades de Viena e Leipzig. Conhecido filólogo em sanscrito, aramaico, grego e
latim, ele falava dez línguas modernas e é autor de mais de 80 livros publicados em muitos países sobre
filosofia e culturas antigas. Suas publicações sobre os essênios e a vida biogênica atraíram interesse
mundial. Em 1928 fundou a Sociedade Internacional Biogênica com Romain Rolland, prêmio Nobel de
Literatura.
Teoria metabólica da lepra
A aventura de Edmond Székely ilustra estudos que foram publicados mais tarde pelo Dr. Meny
Bergel, então Diretor do Instituto de Investigações Leprológicas em Rosario, Argentina. Em 1982,
Professor Bergel publicou o estudo analítico Lepra (A Doença de Hansen ) não é uma doença infecciosa e,
em 1991, publicou a Teoria Metabólica de la Lepra. Nesses estudos, Dr. Bergel expõe seu conceito da
lepra como doença de origem não infecciosa — nem produzida pelo bacilo de Hansen, mas metabólica,
causada por uma alteração nos processos de auto-oxidação no organismo humano. Em resumo, ele
mostra o perfil metabólico do hanseniano como sendo o seguinte: níveis baixos de vitamina E, vitamina A,
colesterol total, ácido linoléico, ácido alfa linoléico, prostaglandina E 2, selênio e zinco. Nível alto de
colesterol HDL.

EFEITOS DA TEMPERATURA SOBRE A VIDA – Reverendo George Malkmus


Depois de eu ter recebido o diagnóstico de câncer do cólon, em 1976, o evangelista Lestor Roloff
me aconselhou a mudar meus hábitos alimentares, da alimentação americana padrão (baseada no
consumo de carne), consumida no mundo inteiro, para a alimentação com alimentos vivos, a alimentação
da Bíblia, descrita em Gênesis 1:29. Comecei a melhorar quase que imediatamente! Após um ano da nova
alimentação, o meu tumor, do tamanho de uma bola de beisebol, havia desaparecido, assim como todos
os meus outros problemas físicos. Esta experiência foi o começo de uma procura que continua até os dias
de hoje (27 anos depois), estudando tudo o que posso sobre esse corpo físico que Deus me deu e como
conquistar e manter boa saúde. Minha busca pelo conhecimento da saúde perfeita tem sido muito
interessante e, às vezes, difícil, embora as bases tenham sempre sido simples, bem definidas e seguras.
Desde o início de minha busca, aprendi que meu corpo é um organismo vivo, composto de células vivas,
criado por Deus para ser nutrido com alimentos vivos (crus). Portanto a alimentação com alimentos vivos,
a alimentação em Gênesis 1:29, que Deus deu à humanidade desde o início, condizia perfeitamente com
aquilo que eu estava aprendendo e fazia muito sentido. Me dei conta também, que todo animal selvagem
criado por Deus, que seja carnívoro ou vegetariano, consumia seus alimentos em sua forma natural, crua,
desde a criação.
Eu quero falar com vocês da temperatura dos alimentos que ingerimos, porque a temperatura pode
fazer a diferença entre vida e morte. Notem que, nos parágrafos anteriores, enfatizei as palavras vivo e
cru. Entre todas as coisas que aprendi nos últimos 27 anos, nada foi mais importante do que saber se os
alimentos que eu como estão vivos (crus) ou mortos (cozidos). A temperatura de nosso corpo é de
aproximadamente 37ºC. Se a temperatura de algum ente querido sobe acima de 40ºC, ficamos muito
preocupados e com razão. À temperatura de 42ºC, as células do nosso cérebro começam a morrer e,
quando a temperatura interna chega a 43ºC, a pessoa geralmente morre. Em 2001, Korey Stringer, um
jogador americano de críquete, desmaiou durante o treinamento. A temperatura do seu corpo estava em
43ºC. Na manhã seguinte, ele morreu da insolação. Muitas vezes, em meus seminários, eu conto a história
verdadeira de duas mães que deixaram seus filhos no carro, em um dia quente e ensolarado de verão.
104

Quando a primeira mãe correu com o filho para o hospital, a sua temperatura interna estava em 42º, a
criança sobreviveu, mas sofreu danos cerebrais permanentes. A segunda mãe encontrou seu filho
inconsciente, porém ainda respirando. Correu para o hospital, onde foi constatado que a temperatura
interna da criança estava em 43ºC e esta criança morreu. Por que estou lhes contando essas histórias tão
tristes? Porque da mesma forma como a temperatura afeta a vida do corpo humano, a temperatura
também afeta a vida dos alimentos que comemos. Na temperatura de aproximadamente 42ºC, a força vital
dos alimentos começa a desaparecer e as enzimas começam a morrer. Na temperatura de
aproximadamente 50ºC toda a atividade das enzimas cessa e o alimento morre. Em outras palavras, o
calor destruiu a sua força vital. Lembre-se que o seu corpo é um organismo vivo, composto por células
vivas, criadas por Deus para serem nutridas por alimentos vivos (crus). A alimentação que Deus deu à
humanidade, em Gênesis 1:29, foi uma alimentação viva, de alimentos crus. A base da Alimentação
Aleluia é consumir a maioria dos nossos alimentos na sua forma natural, crua, viva, como fornecida pela
natureza. Esta é a chave para a vida física. Fonte: Revista “Back to the Garden” publicada por Hallelujah
Acres www.hacres.com

CÂNCER – DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL


Câncer é uma doença clássica de deficiência nutricional. Quando você examina o estilo de vida de
um doente com câncer, durante os anos antes do diagnóstico, você encontra, quase invariavelmente, uma
série de fatores prejudiciais. Essas pessoas comeram muito mais alimentos cozidos e industrializados do
que alimentos naturais, frescos e crus e comeram muito açúcar e doces.
É importante salientar que alimentos crus são essenciais para a prevenção do câncer. Alimentos
crus e suplementos naturais permitiram que eu (e outros) superássemos o câncer do colo. Recebia
nutrição ótima e oxigênio adicional para o meu organismo. Alimentos cozidos, industrializados, não contêm
oxigênio. A água fervida para preparar chá ou café, ou simplesmente beber para aquecer o corpo, também
não contém oxigênio. Entretanto, o oxigênio é necessário para evitar que as células se tornem anaeróbicas
ou radicais. As células do câncer só proliferam onde não existe oxigênio. Se nós não respiramos
profundamente ar fresco e puro a cada dia, se não comemos alimentos crus que contêm oxigênio, se não
recebemos oxigênio da água pura estamos vulneráveis a câncer e outras doenças degenerativas.
Elizabeth Baker, autora de sete livros famosos nos EUA.
Em Appleton, Wisconsin uma revolução ocorreu na Escola Alternativa Central. As crianças agora
estão comportadas, os corredores não estão agitados e até os professores estão felizes. A escola estava
fora do controle, crianças escondiam armas e problemas de disciplina inundavam o gabinete do diretor.
Mas a partir de 1997 esta situação caótica mudou. Em 1997 um grupo particular chamado Fornos Naturais
começou a estabelecer um programa de alimentação saudável. Sanduíches, batata frita, e burritos foram
substituídos por saladas frescas, vegetais preparados com receitas antigas, e pão totalmente integral.
Frutas frescas foram adicionadas ao cardápio. Chegou água boa para se beber. As máquinas de venda de
comida foram retiradas. Conforme relatado no folheto chamado Fatos Puros, as notas melhoraram,
ausências não são mais um problema, os argumentos são raros, e os professores podem gastar seu
tempo ensinando. A diretora LuAnn Coenen, que preenche o relatório anual com o estado de Wisconsin,
viu-se com resultados incríveis desde 1997. Todo ano. Mary Bruyette, uma professora, declara, Eu não
tenho que lidar diariamente com problemas de disciplina. Eu não tenho interrupções na aula ou
dificuldades com comportamento dos alunos que eu vivenciei antes de ter começado o programa de
alimentos. Um aluno afirmou: Agora que eu posso me concentrar eu acho que é mais fácil me entender
com as pessoas. Comer alimentos saudáveis aumenta a concentração. A Diretora Coenen afirma: Eu não
posso comprar o argumento que é mais caro para as escolas prover uma boa nutrição para seus alunos.
Eu descobri que um custo reduzirá o outro. Eu não tenho vandalismo. Eu não tenho resíduo. Eu não
preciso de alta segurança.
Em uma escola de ensino médio vizinha, um novo programa de alimentos está sendo implantado.
Um professor de lá, Dennis Abram, relata: Eu ensino aqui há mais de 30 anos. Eu vejo as crianças este
ano mais calmas, mais fáceis de conversar. Eles simplesmente parecem mais racionais. Eu tinha pensado
em me aposentar este ano e basicamente eu decidi ensinar mais um ano--- eu estou me divertindo muito.
Fatos Puros, o folheto que conta esta história, é publicado por uma organização não lucrativa
chamada Associação Feingold que existe desde 1976. Parte do seu objetivo é gerar consciência pública
dos efeitos dos alimentos e aditivos sintéticos no aprendizado e problemas de saúde. O programa é
baseado numa dieta que elimina cores sintéticas, sabores sintéticos e conservantes BHA, BHT e TBHQ.
Trinta anos atrás havia um Dr. Feingold. Seu trabalho de descoberta foi um avanço revolucionário. As
descobertas de Feingold foram logo descartadas pelo cartel médico, já que estas descobertas ameaçaram
os remédios quimioterápicos e conceitos de doença-modelo da assistência médica moderna. Mas os
seguidores de Feingold mantiveram seu trabalho vivo. Se o que aconteceu em Appleton, Wisconsin, fosse
feito em muitas outras comunidades através da América, talvez as corporações ávidas que invadem o
espaço da escola com suas máquinas de venda e lanches ficariam para trás e talvez ADHD (transtorno
do desenvolvimento neurocomportamental, causado principalmente pela co-existência de problemas
105

de atenção e hiperatividade) se transformasse num dinossauro. E talvez o quimioterápico Ritalin será


visto como apenas outro produto químico tóxico que foi adicionado aos corpos das crianças numa tentativa
enlouquecida de colocar uma tampa no comportamento que, em parte, foi o resultado de uma subversão
do fornecimento de alimentos. Para aqueles leitores que nos pedem soluções aos problemas dizemos que
aqui está a verdadeira solução. Ajude estes grupos. Envolva-se, encare o desafio. As companhias de
medicamentos não estão fazendo isto. Elas estão ocupadas calculando o tamanho de seus mercados
potenciais. Estão construindo oleodutos químicos nas mente e corpo dos jovens. Toda grande revolução
começa com um passo. Vozes como Forno Naturais e a Associação Feingold fizeram fortes cortes na
grande rocha da ignorância e avareza.

TRATAMENTO COM ALIMENTOS CRÚS – Dra. Kirstine Nolfi


Antes que eu desse conta da importância dos alimentos crus, minha atitude era exatamente a
mesma de outros médicos: tratava dos sintomas da doença, sem pensar na prevenção. No futuro,
encontrar meios de prevenção, muito mais do que fazemos hoje, deveria ser dever da profissão médica ao
invés de tentar curar quando já é tarde.
Adotei uma alimentação exclusivamente crua porque fiquei gravemente doente. Tive câncer da
mama. A doença, é claro, havia sido precedida de má nutrição e maus hábitos durante doze anos de
formação hospitalar. Inicialmente, descobri um pequeno nódulo no seio direito. Cansada e sem ânimo, não
prestei muita atenção ao nódulo até cinco semanas mais tarde. Descobri que estava do tamanho de um
ovo de galinha. Havia crescido aderindo à pele, um sinal característico do câncer. Como médica, estava
suficientemente bem informada para não querer me submeter ao tratamento geralmente usado nesses
casos. Lembrei, então, de passar para uma alimentação 100% vegetariana crua. Parti em busca da
natureza. Vivi durante algum tempo em uma pequena ilha. Tomava banhos de sol durante várias horas por
dia, dormia em uma barraca e tomava banhos de mar. Alimentei-me exclusivamente de frutas e hortaliças
cruas. Mais tarde, introduzi esse hábito de vida no sanatório Humlegaarden.
Após dois meses, comecei a melhorar. O nódulo foi regredindo e minhas forças voltaram.
Aparentemente, estava curada e me sentia muito bem. Após um ano de boa saúde, persuadida pelo Dr.
Hindhede, tentei voltar, a título de experiência, a uma alimentação vegetariana que incluía 50% de
alimentos vegetais cozidos. Não deu outra. Após alguns meses, comecei a sentir uma dor aguda no seio
onde o tumor havia aderido à pele. A dor aumentou e percebi que o câncer estava crescendo novamente.
O câncer voltara devido aos alimentos cozidos. Mais uma vez, voltei à alimentação crua. A dor diminuiu
rapidamente e eu me senti menos cansada. Como médica, achei que deveria usar a experiência adquirida
para ajudar outras pessoas doentes. Sob minha iniciativa, foi criada uma sociedade anônima que comprou
a propriedade Humlegaarden. Bem adequada ao meu propósito, ela foi adaptada como sanatório onde
todos os doentes e funcionários seguiam somente a alimentação crua. Alimentos crus são alimentos vivos
Por que será que a alimentação 100% crua exerce um efeito tão benéfico para as pessoas que a
adotam? Em primeiro lugar, isso ocorre porque o alimento cru é um alimento vivo, tal como nos oferece a
Natureza. É somente a planta, com suas finas folhas verdes abertas, que consegue absorver a luz solar e
transformá-la em raízes, tubérculos, frutas e sementes. Por isso, tanto homens como animais usam as
plantas para proporcionar energia solar ao seu organismo. Chamo os alimentos crus de alimentos vivos,
ao contrário dos alimentos cozidos, que considero alimentos mortos. Devemos cuidar para que os
alimentos não contenham substâncias que contrariam a química do organismo, para que os resíduos não
fiquem retidos por muito tempo e apodreçam no intestino grosso. Portanto, o melhor alimento é totalmente
natural, que não passou por nenhum tipo de processamento. É preciso acrescentar que o alimento vivo é
muito mais fácil de digerir. Os alimentos crus ajudam e fortalecem o organismo de todas as maneiras
porque contêm enzimas, elementos vivos básicos e vitaminas que se combinam de forma natural,
dissolvendo e eliminando as toxinas. Toda pessoa sensata percebe que nossa alimentação atual é muito
destrutiva. É a causa mais comum e mais grave das doenças físicas e psicológicas e da degeneração
constitucional do organismo. Precisamos buscar hábitos de vida e alimentação mais saudáveis, se
queremos viver melhor agora e no futuro. Não podemos nos contentar, fazendo concessões, quando a
vida e a saúde estão em jogo. Precisamos adotar a única solução correta: uma alimentação 100% crua.
As frutas secas não são tão boas quanto as frescas. Na primavera de 1946, recebemos algumas
frutas secas (uvas-passa, tâmaras, ameixas e figos). Pensei que não faria mal incluí-las na minha
alimentação, mas estava errada. Essas frutas haviam sido tratadas com produtos químicos a fim de
preservá-las e dar-lhes melhor aspecto. Depois de consumi-las durante três ou quatro meses, comecei, de
repente, a sentir dores intensas no tecido da mama e descobri um pequeno nódulo no seio direito, no
exato lugar do câncer anterior. Voltei a comer apenas alimentos frescos e crus e o nódulo desapareceu.
Os alimentos frescos crus contêm o máximo valor nutritivo, não podendo ser aumentado nem melhorado.
Esquentar, secar, armazenar, fermentar e conservar reduz e destrói o valor nutritivo.
As hortaliças cozidas têm pouco sabor; é preciso fazer alguma coisa para torná-las saborosas.
Misturamos vários alimentos, acrescentamos sal, açúcar, condimentos e manteiga. Também removemos o
germe e o farelo do trigo, polimos o arroz, refinamos o açúcar, descascamos as frutas e as batatas e
106

raspamos as cenouras. Carnes, peixes, ovos e queijos fornecem um grande excesso de proteína animal.
Bebidas à base de café, cacau e chá preto contêm estimulantes tóxicos. Além disso, conservamos
alimentos com produtos químicos, ácido benzóico, ácido salicílico, salitre, ácido bórico e ácido sulfúrico,
para que não deteriorem e tenham boa aparência. Também o uso de medicamentos está aumentando
cada vez mais. Tomamos calmantes, soníferos, sedativos e laxantes, todos eles são produtos tóxicos e
estranhos ao organismo.

Resultado da alimentação viva


Vamos abordar por um instante a maneira como essa alimentação age sobre diversas doenças. A
ação depende da idade do doente, da intoxicação, do enfraquecimento e da deterioração de sua
constituição, devido a uma alimentação nociva e maus hábitos. De forma geral, haverá um efeito curativo
sobre quase todas as doenças, quer sejam adquiridas durante nossa vida ou devidas a predisposições
hereditárias, se o organismo estiver razoavelmente bem e conseguir se beneficiar de uma alimentação
exclusivamente crua. Percebi, também, que os doentes que se submetem totalmente à alimentação crua
perdem, aos poucos, a vontade de fumar. Quanto mais cedo adotarmos uma alimentação vegetariana
crua, mais cedo seus benefícios se farão sentir. As mulheres que adotam uma alimentação crua durante
a gravidez sentem-se melhor. O parto é rápido e quase sem dor; o bebê sadio, forte e ágil, coopera. Os
alimentos crus produzem leite bom e abundante, durante todo o primeiro ano, se a mãe continuar
comendo alimentos crus. Após poucos meses, ela pode começar a dar para o bebê um complemento de
frutas e hortaliças, raladas na quantidade que ele pede. Entretanto, nunca deve dar frutas e hortaliças em
uma mesma refeição. Mesmo a criança que ainda não nasceu pode ser prejudicada pela má alimentação
da mãe, porque é nutrida pelo seu sangue enfraquecido. Assim, existem condições que favorecem a
doença e o bebê já nasce fraco. Após o parto, sua saúde deteriora, principalmente quando o leite materno
é de qualidade e quantidade insuficientes. Dessa forma, no mundo civilizado, as crianças nascem fracas
— algumas mais, outras menos — e a humanidade entra em estado de degeneração.
E quanto aos idosos ou aos doentes que adotaram essa alimentação tarde demais? O que podem
esperar? Todos podem se beneficiar da alimentação vegetariana crua. As pessoas precisam ser
pacientes, mostrar energia e estar muito motivadas. Precisam, também, descansar bastante,
principalmente no início. Os primeiros dias podem ser sofridos, até que estejam acostumados com essa
alimentação e hábitos de vida diferentes. Logo, porém, sentirão uma melhora. O intestino funcionará
regularmente, o que para muitos é um grande estímulo. A alimentação crua exerce seu efeito benéfico
sobre todas as formas de reumatismo e artrite reumática, quando essas doenças ainda não atingiram um
estado muito avançado. Constatamos o efeito benéfico sobre as doenças causadas por excesso de ácido
úrico, sobre a psoríase, enxaqueca, pedras na vesícula, rins e bexiga. Quase todas as doenças da
pele são curadas com bastante rapidez. Queda de cabelo, seborréia e caspa desaparecem. As
infecções melhoram ou são curadas. A alimentação totalmente crua também pode beneficiar casos de
câncer e de patologias em estágio terminal. Pode aliviar a dor e prolongar a vida. Quando o câncer é
tratado a tempo, é possível obter uma remissão durante muitos anos. O tratamento com alimentos crus
precisa ter início assim que o câncer é detectado e precisa ser seguido rigorosamente.
Seria muito importante que os médicos adquirissem mais conhecimento nesse campo. Médicos
dinamarqueses e estrangeiros ficaram por algum tempo em Humlegaarden e puseram sua experiência em
prática com seus clientes.
A alimentação viva na prática
Para concluir, algumas palavras sobre as condições práticas e o uso diário de alimentos crus. É
indispensável que os alimentos sejam orgânicos. Por isso, sentimos a necessidade de introduzir uma horta
orgânica. Da mesma forma, o solo, muito adubado com adubo químico, corre o risco de se tornar tão
doente quanto o homem — com excesso de acidez, superalimentado, dele brotam plantas doentes,
inadequadas para o consumo humano. Cerca de mil doentes passam por Humlegaarden a cada ano.
Tanto os doentes como os funcionários vivem exclusivamente de alimentos não cozidos e, de acordo com
nossa experiência, uma dieta de transição não é necessária. A alimentação varia de acordo com as
estações do ano e consiste de três refeições diárias. Fazemos uma refeição de frutas pela manhã e à noite
e uma refeição de hortaliças ao meio-dia. Nunca misturamos frutas e hortaliças. Se o estado do doente
permitir, os alimentos crus são servidos inteiros; se não, são ralados pouco antes da refeição. Uma vez
ralados ou cortados em pequenos pedaços, os alimentos perdem seu teor de vitaminas. Os alimentos
precisam ser cuidadosamente mastigados, de preferência até que se tornem uma papa. Mesmo aqueles
que forem ralados devem ser bem salivados. Os oleaginosos fornecem um bom complemento. A refeição
vegetal consiste de folhas verdes, raízes e tubérculos. Todas as frutas são ingeridas com casca. No caso
de doenças como gastrite e úlcera gástrica, é preciso tomar cuidado no início. Se a alimentação crua for
associada a hábitos de vida saudáveis, muita coisa vai melhorar. As doenças, pouco a pouco, serão
prevenidas. A obesidade se tornará uma raridade. A vida será alegre para as pessoas saudáveis. O
trabalho doméstico vai se reduzir pela metade — e as horas de lazer adicionais serão uma fonte de alegria
para todos. Veremos mais pessoas com o corpo esbelto, o porte ereto, o andar flexível, a pele fresca, os
107

dentes brancos e fortes, e os cabelos vigorosos. Com o corpo saudável, nossos pensamentos negativos
se transformarão em pensamentos positivos e contribuirão para o grande progresso cultural que o mundo
aguarda ansiosamente. Só então valerá a pena viver! Dra. Kirstine Nolfi, famosa médica dinamarquesa,
falecida aos 66 anos, em 1967, descreveu suas experiências com os alimentos vivos em uma pequena
brochura traduzida para varias línguas e está disponível em português na TAPS (Temas atuais na
promoção da saúde).

ENZIMAS – Dr. Paul Kouchakoff


As enzimas existem apenas nos alimentos crus e não nos alimentos cozidos e são mais
importantes para a nossa saúde do que vitaminas, minerais e aminoácidos. São também essenciais para
manter a limpeza interna do corpo. As enzimas são catalisadores de todas as reações químicas do
organismo. Sem eles, não há divisão celular, funcionamento do sistema imunológico, produção de energia
nem atividade cerebral. Existem duas variedades de enzimas no nosso organismo, enzimas metabólicas e
enzimas digestivas. Produzimos mais de 100 000 enzimas diferentes, cada qual com a sua tarefa.
Os alimentos crus têm exatamente a perfeita mistura de enzimas digestivas para serem absorvidos
completamente, estes são chamadas de enzimas alimentícias. A natureza na sua interminável perfeição
faz com que todos os alimentos, quer seja a carne, fruta ou vegetal, se decomponham e voltem para a
terra de onde vieram. Mas cozinhar a nossa comida acima dos 45ºC destrói as enzimas, deixando ao
organismo o trabalho de produzi-las para ajudar a digestão. Há muitos problemas derivados desta
destruição de enzimas. Primeiro, o organismo não consegue produzir enzimas na proporção necessária
para metabolizar a comida como as enzimas naturais contidas nos alimentos crus. Isto resulta na criação
de gorduras parcialmente digeridas, proteínas e amidos que entopem os intestinos e artérias. Os
esquimós são um verdadeiro exemplo do que foi dito. Esquimó significa quem come cru. Vivendo durante
séculos com uma dieta de óleo de baleia e foca, os esquimós não têm esclerose arterial. Não tiveram
quase nenhuma doença de coração ou ataques, ou tensão arterial alta. A doutrina nutricional instituída
prediria uma alta incidência destas doenças, mas até óleo de baleia cru pode ser digerido completamente
se não for cozido e ter suas enzimas destruídas. Mas uma vez aquecido, o óleo mais fino, a temperaturas
superiores a 45%, não poderá ser digerido completamente. Mais importante: está demonstrado que o
organismo produz uma quantidade de enzimas de forma finita ao longo da vida. Cada refeição cozida vai
obrigar a mais produção de enzimas, o que esvazia a nossa reserva finita. Uma refeição viva não causa
este esgotamento. Isto pode explicar porque uma pessoa de 85 anos tem só um terço da produção de
enzimas que outra de 18 anos. Envelhecer não é mais do que ficar sem enzimas. As células param de
multiplicar-se, o sistema imunológico falha e não consegue vencer os desafios como vencia quando era
jovem. A nossa reserva de enzimas é empobrecida durante uma vida com comida cozinhada.
Em 1930 o Dr. Paul Kouchakoff descobriu que quando comemos comida cozida o organismo
ataca-a com leucócitos, glóbulos brancos, que são a pedra angular do sistema imunológico. Estas células
trazem enzimas á comida cozinhada na tentativa de a decomporem e livrarem-se dela. O organismo na
realidade trata os alimentos cozinhados como um invasor estranho. Não há produção de leucócitos
quando se come comida viva. É um tremendo fardo para o organismo produzir leucócitos e enzimas. O
pâncreas dos seres humanos e animais domésticos é em média o dobro em peso do pâncreas dos
mamíferos que vivem na natureza. Este é o resultado direto do trabalho excessivo que criamos para
produzirmos enzimas. Não é de admirar que nos sintamos tão cansados depois de uma refeição
cozinhada. Na realidade queimamos cerca de metade das calorias que ingerimos só para as digerir. Na
natureza os mamíferos vivem entre oito e dez vezes o seu tempo de maturação. Os seres humanos,
animais domésticos e criados em cativeiro que comem comida cozinhada só vivem quatro vezes o tempo
de maturação. No famoso estudo Pottinger sobre gatos, foi demonstrado que comida cozinhada resulta em
vidas mais curtas, anormalidades congênitas e eventualmente, perda da capacidade reprodutiva.
Experiências em laboratório comprovaram que ratos alimentados a cru viveram 50% mais tempo do que
outros alimentados a alimentos cozinhados. Incrível como os animais na natureza conservam a sua
reserva de enzimas. Se dermos a um esquilo uma noz crua, ele não a come imediatamente, mas guarda-
a, enterrando-a e só a comerá quando a noz germinar. Há sensores nos narizes dos esquilos que
conseguem identificar uma noz germinada. Crua e não germinada a noz tem inibidores de enzimas que
impedem que esta seja digerida. Só quando germina os inibidores são desativados.
Os fótons
Hoje sabemos que o organismo precisa muito de elementos vivos presentes na alimentação.
Entretanto, na comida cozida esses elementos praticamente não existem mais. Nenhuma semente tostada
vai produzir uma nova planta. Isso só funciona quando a vida do germe não foi destruída. Há algumas
décadas, foi demonstrado que as células do nosso corpo emitem os chamados biofótons. São minúsculas
partículas de luz que trocam informação e estão presentes em todas as células vivas e, portanto, também
nos alimentos vivos. Quando uma célula morre na panela de cozimento, a luz se apaga, os biofótons não
estão mais presentes. É uma boa idéia comer, de forma conseqüente, alimentos naturais que não foram
manipulados e que, portanto, contém os biofótons. Talvez isso nos dê uma luz! (Natürlich Leben, nº 6,
108

2001) – Sinopse do programa REDES, veiculado pela televisão espanhola internacional (Directv) – Texto
extraído de http://www.rtve.es/tve/b/redes/semanal/prg281/entrevista.htm

BIOENERGIA E BIOELETRÔNICA – Dr. Fritz Albert Popp, cientista biofísico alemão


A luz é uma das maiores energias que movem o mundo. E nesse sentido o descobrimento das
emissões biofotônicas significou um passo muito importante. Os fótons tem sido denominados a luz das
células. Não é por acaso, são luzes débeis emitidas pelos organismos vivos, por meio da qual se
comunicam entre si. Entre outras coisas, os fótons são imprescindíveis para conseguir qualquer reação
química em um sistema biológico. Todos os organismos vivos, incluindo as células, se comunicam através
de campos eletromagnéticos, emitindo fótons que são captados pelos demais seres. Dessa maneira,
graças à comunicação celular, se ativam as ordens para formar os órgãos dos organismos vivos. Trata-se
de uma réplica a nível microscópico da comunicação que também se dá entre as comunidades de animais.
O biofísico alemão e vice-presidente do Instituto Internacional de Biofísica, Fritz-Albert Popp, será
nosso convidado do programa. Fritz Popp, que foi nominado ao Prêmio Nobel pelo descobrimento da luz
fotônica celular ou biofotônica, conversará com Eduard Punset e, provavelmente nos fornecerá novos e
interessantes dados sobre o mundo da bioenergia e da bioeletrônica.

Entrevista com Fritz Albert Popp


Eduard Punset: No ano passado vi pela primeira vez, graças à imagem ao microscópio de dois
fótons, células em movimento. Células de verdade movendo-se. E obviamente estavam se comunicando
entre si. Nos anos oitenta você começou a descobrir e a afirmar que todos os organismos vivos, incluídas
as células, emitem uma luz ultra débil, os fótons, e que graças a estas emissões se comunicam entre si. É
assim mesmo?
Fritz: Sim. Na verdade com apenas uns poucos fótons se produzem efeitos quânticos, não falo
de efeitos clássicos. Tem a ver com uma radiação coerente. E a radiação faz com que as interferências no
espaço que existe entre as células sejam maiores, mas aqui a radiação é uma radiação na qual se utilizam
as interferências como uma forma de comunicação. Os fótons emitidos pelas diferentes células interferem
e fazem com que as interferências sejam maiores entre as ondas que as células emitem. As amplitudes
dos campos elétricos provocam, principalmente, interferências destrutivas, assim, a radiação entre os
sistemas, neste caso as células, desaparece, enquanto que, por outro lado, a intensidade dentro dos
sistemas é maior porque se tem que conservar a energia. Esta é a forma de comunicação entre as células.
Todas as células se comunicam com padrões ondulatórios específicos. Observam-se estruturas de
interferência específicas, e se as células são idênticas, diz-se que têm o mesmo padrão de freqüência. Isto
é como dizer, mais ou menos, que têm o mesmo padrão de interferência. E esta também é uma forma de
identificação entre elas: cancelar a luz entre elas é a melhor maneira que têm para comunicar-se porque
criam algo assim como um canal, criam uma zona de quietude, ou dito de outro modo, criam uma zona
livre de som entre elas, de modo que quando qualquer pequena perturbação surge, percebem-na
imediatamente como um sinal entre elas. O que digo não é uma especulação, é o resultado de uma
experimentação que foi realizada em profundidade.
Eduard: Se nos comunicamos através de campos eletromagnéticos, que são os mesmos para
todo o mundo, como os fótons são únicos? Isto quer dizer que abrimos a possibilidade de que as árvores
possam se comunicar com os humanos, que os humanos possam se comunicar com os animais, ou as
árvores entre sí?
Fritz: Claro, podemos observá-lo a um nível celular. Também podemos observá-lo entre os
animais. Por exemplo, entre as dafnias (gênero de crustáceos da ordem Cladocera, normalmente
chamada de pulga de água ou dáfnia) observam-se claros efeitos de luz e criação de canais dependentes
da distancia, de modo que usam esta possibilidade para produzir populações. O mesmo efeito ocorre
também entre as células de um organismo, por exemplo, entre as células do nosso corpo. Este tipo de
comunicação é responsável pela formação dos órgãos, do fígado, rim, etc., porque as células utilizam esta
forma de comunicação também para criar estas forças que as atrairão entre si ou para dizer o que é que
têm que fazer. A informação se manifesta desta maneira. Inclusive dentro de uma mesma célula, se tem
que produzir cerca de 1000 reações químicas por segundo em cada célula, e ainda a informação sobre o
lugar e o momento exato em que estas reações químicas se deverão produzir, realiza-se através de uns
poucos fótons, que são coerentes, e por serem coerentes podem provocar melhores interferências para
transmitir uma quantidade tão grande de informação.
Edward: Sempre pensamos que uma doença era o resultado de uma desordem bioquímica, mas
de acordo com seu raciocínio pode parecer que uma doença seja também, ou ao invés disso, o resultado
de uma desordem eletromagnética. Uma desordem nas ondas de fótons. É assim mesmo?
Fritz: Sim. Os campos e a matéria estão muito unidos num sistema vivo. O avanço de um depende
da reação do outro. Para conseguir uma reação química necessita-se de um fóton. Um dos componentes
desta reação química tem que ser estimulado ou excitado por ondas eletromagnéticas. Devem excitar os
estados eletrônicos do sistema. Esta excitação só pode dar-se mediante a absorção de um fóton. De fato,
109

este é um acontecimento muito comum que se pode encontrar nos livros-texto de química. Este é o motivo
pelo qual a velocidade de reação das reações químicas aumenta em função da temperatura: se
aumentamos a temperatura se consegue um aumento do número de reações químicas por segundo,
porque se produz mais fótons disponíveis. Mas a principal diferença é que em um sistema biológico não se
produz radiação calorífica nessa pequena reação, mas sim biofótons. Produz-se um pequeno número de
fótons, e não é necessário ter muitos deles para conseguir um grande número de reações químicas. Por
que isso ocorre? Porque quanto se da uma reação química o fóton é devolvido ao campo e nesse campo
biofotônico os fótons não são termalizados, quer dizer, não desaparecem como radiação calorífica, como
calor, mas sim são armazenados para que desta forma estejam sempre disponíveis para a próxima
reação. Para esse campo biofotônico, com seu baixo número de fótons, não lhe é muito difícil assumir toda
a atividade que se dá em uma célula, ainda que seja muito elevada. A informação sempre fica armazenada
no campo e pode ser utilizada por outras células em outra ocasião. Pode-se dizer que nos sistemas
biológicos existe uma espécie de matrimônio entre o campo fotônico e a matéria bioquímica; um é
necessário para entender o comportamento do outro, é impossível separar seu estudo. Caso se leve em
conta só uma das partes, cometem-se muitos erros.
Eduard: O descobrimento das emissões biofotônicas nos levaria a confirmar alguns métodos
convencionais de cura baseados no conceito da auto-regulação de organismos vivos, como a homeostase,
por exemplo, ou inclusive a acupuntura? Existem muitas investigações que correlacionam propriedades da
emissão fotônica com anomalias biológicas, ou padrões de crescimento, ou diferenciação de células no
processo de morfogênese (desenvolvimento da forma). Isto está correto?
Fritz: Eu gostaria de ressaltar que pode parecer muito simples afirmar que esses fenômenos
podem ser observados apenas dizendo que existem ondas electromagnéticas implicadas neles. É muito
difícil fazer uma idéia exata do que ocorre na acupuntura ou na homeopatia. Todavia são só especulações.
Como eu disse antes, é muito difícil encontrar evidencias experimentais de forças elétricas de tais
dimensões, porque nossos instrumentos não são suficientemente sensíveis para detectar esses padrões
de sensibilidade tão complexos e de tão baixa amplitude.
Eduard: Passemos a outro tema muito diferente, mas que tem muito a ver com sua teoria da vida.
Vou citar textualmente o Prêmio Nobel Erwin Schroedinger, quando chamou à atenção ao afirmar que
estávamos equivocados ao tentar medir a qualidade da comida, por exemplo, das coisas que comemos.
"Estamos nos fixando nos aspectos equivocados" disse ele. E você disse algo muito similar, afirmou, por
exemplo, que depois de haver investigado, pode assegurar que na comida que foi exposta a uma radiação,
ou que tem demasiadas bactérias em comparação com a comida normal, a emissão de fótons é mais débil
se comparada com a da comida fresca. De algum modo, nas suas e nas palavras de Schroedinger, a
comida poderia estar refletindo uma determinada quantidade de ordem, e se a comida reflete desordem,
não está em bom estado. É isso?
Fritz: Schroedinger descobriu que a qualidade da comida tem que ser medida em termos de sua
capacidade organizativa, que ele chamou de megantropia da comida: os humanos e os animais são mais
ou menos ladrões de ordem. Nossa idéia era medir esta capacidade organizativa da comida mediante a
interação de fótons, porque as plantas vivem da luz do sol. A luz do sol é uma comida natural das plantas,
e também dos humanos e dos animais, no sentido de que se alimentam de plantas que tem fótons
armazenados. Por exemplo: se separamos a glicose, o açúcar, em CO2 e H2O, ambos são componentes
moleculares do açúcar, mas ambos contem luz do sol, armazenam luz do sol, e nosso corpo aproveita o
CO2 e o H2O do açúcar, e o resto é luz do sol, que permanece em nosso corpo enquanto o CO2 e o H2O
desaparecem. Portanto, também vivemos da luz e temos que encontrar como se realiza esta conexão
entre a capacidade de armazenagem da comida e sua qualidade. É muito provável que a qualidade da
comida seja melhor quanto maior seja sua capacidade de armazenar luz, e por isso medimos sua
capacidade de armazenar luz. Isto parece muito simples explicado assim, mas é muito mais complexo.
Eduard: Estamos nos aproximando do dia em que chegaremos à saber qual é a dieta exata que
deveríamos seguir, o que deveríamos comer e as que não deveríamos comer? Por exemplo, você diz que
é tanto uma questão de quantidade, é uma questão da potência do campo bioelétrico, das interações entre
diferentes produtos. Estamos nos aproximando ao momento no qual conheceremos qual a dieta ideal para
cada pessoa?
Fritz: Espero que seja assim. Mas existem também muitos componentes subjetivos que não
podem ser medidos, como os biofótons ou qualquer outro que seja. O tema da saúde é muito evidente se
observamos algumas doenças em diferentes culturas ou nações: os americanos, por exemplo, levam uns
40 anos alimentando-se de conservas e comida preparada e isso está lhes causando muitos problemas.
Enquanto os chineses, que não podem permitir-se a comida preparada, simplesmente por motivos
econômicos, mantêm uma saúde muito forte inclusive quando velhos.
Eduard: Tem havido uma mudança radical na percepção do universo, em direção a uma espécie
de desmaterialização. E, conseqüentemente, sua aproximação bioenergética está nessa linha. Você
acredita que sua investigação está nos levando a uma futura teoria da vida, que seria muito diferente da
concepção químico-molecular que tínhamos antes?
110

Fritz: Os sistemas vivos comparados com outros sistemas se diferenciam no fato em que a
interação com a matéria é muito estreita; são dependentes um do outro, ambos se influenciam entre si. E
este é um aspecto completamente novo. Está muito longe da visão da vida considerando o ponto de vista
de que a interação entre as moléculas é baixa. É claro que é necessário saber que as moléculas estão
implicadas porque podem chegar a influenciar a todo o campo, mas não é o suficiente. Seria como se você
tratasse de descrever uma moeda só por um de seus lados, tem que olhar ambos os lados para ter uma
imagem completa.

VIVENDO DE COMIDA VIVA – National Academy of Sciences National Research Councils book, Diet,
Nutrition and Cancer
Na natureza todos os animais comem alimentos vivos. Só o ser humano cozinha os seus alimentos
e só o ser humano sofre de variadas doenças e males. Os humanos que comem mais alimentos vivos
estão mais alertas, pensam com mais clareza, são mais concisos e mais lógicos e tornam-se mais ativos.
Melhor, comedores de comida viva tornam-se virtualmente livres de doença. O nosso organismo evoluiu
durante cerca de quatro milhões de anos. Cerca de 3.950.000 dos quais comemos só cru (alimentos
vivos). É só recentemente que começamos a comer alimentos cozinhados. Quando olhamos para os
outros mamíferos na natureza, não vemos qualquer incidência das doenças que se difundiram pelos seres
humanos. Nem cancro, doenças do coração, ataques ou diabetes, etc.
Cozinhar é um processo de destruição dos alimentos a partir do momento em que calor é
49
aplicado á comida. Os nutrientes são praticamente todos destruídos se o cozimento for longo . Cozinhar
transforma a comida num tóxico! A toxicidade dos alimentos cozidos é confirmada pela duplicação e
triplicação das células brancas no sangue depois de comer uma refeição cozinhada. As células brancas do
sangue são a primeira linha de defesa do organismo e são popularmente chamadas de sistema imunitário.
A primeira coisa que se perde quando se cozinham os alimentos é a água que os constitui. Como
confirmado por centenas de pesquisas citadas na prestigiosa National Academy of Sciences National
Research Councils book, Diet, Nutrition and Cancer, qualquer forma de cozimento, etc., rapidamente gera
mutação e agentes cancerígenos nos alimentos. Cozinhar destrói 50% das proteínas e entre 50 e 80% e
minerais são destruídos.
Os pesticidas fracionam-se em partículas ainda mais tóxicas porque são mais facilmente
assimilados pelo organismo. O oxigênio é perdido e radicais livres são produzidos. As proteínas
começam a coagular a temperaturas normalmente utilizadas, e perdem o seu valor nutritivo. As vitaminas
são, em geral, rapidamente destruídas pelo aquecimento. Os minerais rapidamente perdem o seu contexto
50
orgânico e voltam ao estado nativo em que se encontram no solo, mar, água e rochas, metais etc. Nesse
estado eles não são assimilados pelo organismo e são postos á parte combinando com gorduras
saturadas e colesterol no sistema circulatório, dessa forma bloqueando-o com uma massa tipo cimento.
Mais de 90% dos americanos tem placas nas suas artérias. Pior ainda, os minerais inorgânicos são
altamente tóxicos. Como exemplo, conhecemos o iodo orgânico como um nutriente essencial. Apesar de
tudo no seu estado inorgânico causa hepatite. A comida cozinhada não só leva mais tempo a ser digerida
como por vezes é completamente indigesta e, indiscutivelmente, no caso das proteínas aquecidas. A
comida cozinhada rapidamente fermenta e entra em putrefação no trato intestinal enquanto a comida viva
é praticamente toda absorvida antes de oxidar o suficiente para criar uma fermentação bactériana e
putrefação. Isto evidencia o fato de que o comedor convencional comum tem em torno de 907,194 gramas
de bactérias intestinais enquanto que um comedor de comida viva tem em torno de 28,3498 gramas.
Cerca de 20% das fezes de comedores convencionais são bactérias mortas enquanto que um comedor de
comida viva tem somente uma fração delas. Se cozinhar uma batata e a puser ao lado de uma crua, a crua
irá durar semanas e talvez germinar enquanto que a cozida fermentará num ou dois dias. Isto dá uma idéia
do que acontece com qualquer comida cozida no trato intestinal onde a fermentação e a putrefação que
levam um ou dois dias cá fora, acontecem numa hora ou duas nos intestinos. Por conseguinte, a
indigestão é uma indicação de que a fermentação e/ou a putrefação estão a ocorrer. Se já vomitou tem ai
uma resposta. Não precisa acreditar nas minhas palavras, arranje algumas cobaias, ratos brancos, por
exemplo, e faça a experiência; o que os humanos levam anos para evidenciar, eles demonstram em
semanas. Alimente um grupo controlado com uma dieta de comida crua. Alimente outro grupo com a
mesma comida cozinhada. Mas não sejamos tão cruéis com os pobres animais. Melhor ainda, pode ver os
resultados maravilhosos aqui enumerados por si só.
Gorduras aquecidas são devastadoras porque são alteradas, formam radicais livres mutações e
elementos cancerígenos como confirmado pela Diet, Nutrition and Cancer. Por isso pode ver que comida
cozinhada cria pessoas fracas, doentes e em breve gente morta. Pesquisas recentes revelaram que a
qualidade dos nutrientes que pomos no nosso corpo determina a nossa qualidade de vida. Sabemos bem
que os motores trabalham bem ou mal, dependendo da qualidade do combustível e óleo que usarem.

49
Observar a feijoada e a posterior sensação de peso após ingeri-la.
50
Ver COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS na página 8
111

Poucos de nós fazemos idéia de que a qualidade da alimentação determina as nossas habilidades e
desempenho físico e mental. Os benefícios do regime de comida crua ou viva são: os crudívoros
sentem-se geralmente melhor e estão normalmente num estado de euforia orgânica.

Os crudívoros tem mais energia e vigor. Porquê?


Quem vive da alimentação viva precisa de menos descanso e de menos tempo para dormir. Quem
vive da alimentação viva especialmente com exercício físico, perde bastante peso. Isto é bom para quem
precisa perder peso. Quem começa uma dieta de alimentação viva faz uma desintoxicação do organismo
que, às vezes pode ser muito intensa. A desintoxicação do corpo pode ter alguns sintomas
desagradáveis. Quem subsiste nesta alimentação torna-se mais ativo e preciso nas suas ações e
pensamentos. Daqui se conclui que trabalha melhor e com maior competência.
Quem se alimenta de alimentos crus tem menos estresse e tensões nervosas do que os
comedores convencionais, de alimentos cozidos. Além disso, se um regime diário de exercício de 15 a 30
minutos for seguido, eles estarão menos sujeitos ao estresse. Quem vive da alimentação viva fica
virtualmente livre de doenças. Claro que um grande ceticismo existe, e apesar de tudo ainda precisam de
licença e justificativa para deixar as pizzas, pão, batatas etc. Há quem diga que tudo isto parece uma
anedota e que quem se alimenta assim vive numa espécie de ilusão. Eu diria: Porque não vos
experimentam os resultados excelentes? Depois poderão contar as vossas experiências anedoticamente
tal como expressam anedoticamente o vosso cepticismo. Só os seres humanos, regular e
consistentemente, sofrem de morte prematura. A morte natural nos seres humanos é tão rara que nem
sequer aparece nos nossos almanaques ou estatísticas. Há quem pergunte regularmente: O que há de tão
terrível na comida cozinhada? Todos a comem. A resposta é: Quase todos têm cáries, visão deficiente,
constipação e contraem toda uma série de doenças, não é verdade? As proteínas depois do cozimento
ficam entram em putrefação rapidamente pela ação das bactérias no trato digestivo, o que leva á criação
de potentes venenos tais como amoníaco, ácido sulfídrico, putrescina, cadaverina e outras mais. Estes são
absorvidos pelo organismo e causam inumeráveis doenças. Penso que de forma agradável ficam
sumariadas as razões mais salientes para evitar a comida cozinhada porque deveria, se ama a sua saúde
e sua vida, comer comida viva.

O Dr. Aris La Tham é cientista do alimento, lingüista e educador de Sunfired Food.é considerado o
pai da culinária viva, ética e gourmet. Há mais de 30 anos é vegetariano e crudívoro. Nascido em Gatun,
na Zona do Canal do Panamá, ele se tornou conhecido ao redor do mundo em assuntos de alimentação
natural compartilhou seus interesses lingüísticos e culinários pela África, Ásia, Américas, Austrália, Caribe
e Europa.
Crudivorismo é um estilo de vida a base de alimentos biogênicos, bioativos (alimentos vivos) crus
ou cozidos naturalmente pelo sol.
http://annakingsfordsvb.wordpress.com
grupo-ak@svb.org.br / (61|) 98199293
www.svb.org.br / www.svb.org.br/segundasemcarne
Para assinar a lista Svb-bsb@, envie mensagem em branco para svb-bsb-subscribe@yahoogrupos.com.br

CORAÇÃO Chá de folhas de cacau. Fazer infusão, colocar as folhas na água fervente, apagar o fogo e
deixar esfriar. Medicamento recebido em sonho. Izabel Borges Silva, BA

OVULAÇÃO- AUMENTO DA OVULAÇÃO Chá de sementes de cacau. Fazer infusão, colocar as


sementes em água fervente, apagar o fogo e deixar esfriar. Medicamento recebido em sonho. Izabel Borges
Silva

CÃIMBRA Colocar fumo sobre o nódulo formado pela câimbra. Izabel Borges Silva, BA

CARRAPATO Para retirar carrapatos do corpo, passar óleo de andiroba. Medicamento usado no Amapá

COLUNA VERTEBRAL, ARTICULAÇÕES, PARALISIA INFANTIL, ENRIGECIMENTO DE MUSCULOS E


NERVOS Aquecer sebo de carneiro e friccionar sobre a parte afetada. Caso de cura de paralisia
infantil foi constatado no sul da Bahia com o uso diário do sebo de carneiro. Izabel Borges Silva, BA

BARATA, FORMIGA Para manter afastadas as baratas e formigas, espalhar cravo da Índia (cravinho)
pela casa. Muito mais eficaz que tentar erradicar baratas com uso de inseticidas. O efeito é imediato.
Izabel Borges Silva, BA

EQUILIBRIO ÁCIDO-BASE E SAÚDE Trechos do livro ABC DA SAÚDE vol 1 – Dr. Jong Suk Yum
112

O ponto fundamental da manutenção da saúde depende do equilíbrio dinâmico entre acidez e


alcalinidade do corpo (teoria de Hipócrates).
Quando o corpo está saudável o sangue tem pH entre 7,2 e 7,4.
O metabolismo produz substâncias ácidas que podem acidificar o sangue. Os que estudam
nutrição aconselham a ingestão de alimentos de caráter alcalino para manter o líquido do corpo com tal
característica.
O Dr. Aldrich diz que É mais importante balancear a alcalinidade e a acidez dos alimentos que
estudar suas calorias.
O Dr. Boas afirma que Os alimentos alcalinos fornecem substâncias como o cálcio que neutralizam
as substâncias ácidas produzidas pelo metabolismo. Isto é necessário para proteger o esqueleto e demais
tecidos.
O Dr. Berg escreveu que O alimento ideal para a saúde deve, além de outras condições,
preencher as duas seguintes, consideradas fundamentais:
1) Neutralizar, através de sua alcalinidade, todo o ácido contido no alimento anterior.
2) Conter a quantidade suficiente de substâncias alcalinas necessárias para neutralizar as
substâncias ácidas, produzidas pelo metabolismo.
No livro Shang Han Luen, o mais antigo livro de medicina oriental sobre terapias clínicas lê-se: O
homem cujo yin (alcalino) e yang (ácido) estão em harmonia, recupera-se por si mesmo.
Normalmente os alimentos de caráter ácido são os que contém alto teor de proteínas sendo quase
todos, alimentos de origem animal (exceto o leite), leguminosas (feijão) ou cereais (arroz), trigo). Os
alimentos alcalinos são, na sua maioria, de origem vegetal (folhas, raízes). A temperatura influencia no
sabor dos alimentos.
O gosto doce provém de açucares e glicerina
O gosto ácido provém do íon hidrogênio
O gosto salgado provém do cloreto de sódio ou magnésio
O gosto amargo provém dos alimentos alcalinos em geral
Verduras cozidas alcalinizam os líquidos do corpo e as cruas neutralizam (estabelecem o equilíbrio
ácido-base)
Excesso de exercícios (fadiga física), excitação, tristeza e estresse fazem os líquidos do corpo
tender para a acidez. Repouso, tranqüilidade, alegria, descanso mental fazem tender para alcalino.
Banhos de água fria acidificam o organismo e banhos de água quente alcalinizam o organismo.
Estimulando o nervo simpático, o sangue se acidifica (simpaticotonia) e estimulando o nervo
parassimpático ele se alcaliniza (parassinpaticotonia).
51
O objetivo que a probiótica se propõe é buscar dinamicamente o equilíbrio ácido-básico do corpo
através de banhos alternados (frio-quente), banhos de ar e alimentação à base de verduras cruas.
Mantendo-se neutra a relação ácido-base dos líquidos do corpo o organismo se equilibra tornando-se
menos vulnerável às doenças.
Atualmente 70% das doenças são causadas pelo excesso de acidez dos líquidos do corpo. Os
demais 30% por excesso de alcalinidade, pois que, neste caso o excesso é parcialmente excretado pelo
intestino bem como pela diarréia. Por este raciocínio vemos que a diarréia não é uma doença, mas um
processo de recuperação do equilíbrio orgânico.
Em estado de saúde, após exercícios, o sangue e a linfa se tornam ácidos; nesse caso a
alimentação deve ser à base de verduras cruas. Em repouso, com o organismo alcalinizado, deve-se
também, comer verduras cruas para equilibrar suavemente os líquidos do corpo. O cansaço após os
exercícios ocorre porque, além do desgaste físico, houve perda de sais minerais, vitamina C e água
através da transpiração, tendendo o sangue para a acidez. Estes três elementos (sais minerais, vitamina C
e água) são muito importantes para a manutenção do equilíbrio ácido-base. Quando em repouso o
organismo, acidificado pelo cansaço, se torna neutro devido a secreção das glândulas endócrinas.
As crianças, cujo metabolismo é muito intenso devido a constante movimentação e ao
crescimento, devem ser alimentadas à base de produtos alcalinos, tais como derivados de soja, feijões,
verduras cruas, frutas, algas marinhas e peixes pequenos.
Alimentando-se as crianças excessivamente à base de ovo, carne, peixes e doces, ocorrerão
infecções, principalmente amigdalite, gripes e febres, causando conseqüentemente, obesidade, falta de
resistência e de energia.

EQUILÍBRIO ÁCIDO-BASE_EXERCÍCIO DO JOÃO TEIMOSO


Do livro ABC da Saúde vol 1 – Dr. Jong Suk Yum

51
Probiótica é a designação que o Dr. Jong Suk Yum deu para as práticas que pesquisou para restabelecer o equilíbrio orgânico
(saúde) através de práticas simples e nutrição correta.
113

Fazer os onze movimentos preparatórios. Conseguindo fazê-los cada um em 1 minuto, desaparecerão os


distúrbios dos órgãos situados acima do diafragma. Fazer esses movimentos durante 10 minutos de
manhã e a noite.
1. Em pé com os braços baixados e sem movimentar a cabeça, erguer e baixar os ombros por 10
vezes para relaxar os músculos do trapézio.
Este movimento elimina a bursite e dormência nas mãos.
2. Pender a cabeça para a direita aproximando ao máximo o lóbulo da orelha do ombro; não erguer
os ombros. Repetir esse movimento 10 vezes.
A gordura absorvida pelos intestinos passa para a caixa torácica e junta-se ao sistema linfático do corpo passando para a
veia cava inferior (aurícula esquerda do coração) indo em seguida para a aurícula direita. Este exercício estimula a irrigação
sanguínea da caixa torácica.
3. Fazer o mesmo exercício pendendo a cabeça para o lado esquerdo. Fazer 10 vezes.
Este movimento estimula a veia cava inferior e as glândulas linfáticas do lado direito do pescoço prevenindo ou curando o
entupimento das glândulas linfáticas.
4. Deixar cair a cabeça para frente fazendo com que o queixo toque o peito e ergue-la rapidamente
voltando à posição normal. Repetir esse movimento 10 vezes.
A contração dos músculos posteriores da espinha dorsal provoca distúrbios nos nervos de percepção e no sistema nervoso
central. Este exercício atua na flexibilização dos músculos de ligações intervertebrais, estimulando o nervo simpático,
aumentando a acidez no sangue e conseqüentemente, dilatando as veias.
5. Fazer o mesmo exercício tombando a cabeça para trás por 10 vezes.
Este exercício dá flexibilidade aos músculos anteriores da coluna dorsal, estimula o nervo parassimpático, aumentando a
alcalinidade do sangue e conseqüentemente contraindo as veias.
6. Virar rapidamente a cabeça para o lado direito, o maxilar quase alinhado com o ombro direito.
Olhar com firmeza para um ponto situado atrás de si. Repetir por 10 vezes.
Esse exercício fortalece a vista e estimula o nervo simpático na região direita superior do pescoço.
7. Fazer o mesmo exercício virando a cabeça para o lado esquerdo. Repetir por 10 vezes.
Esse exercício fortalece a vista e estimula o nervo parassimpático na região esquerda superior do
pescoço.
8. Estender os braços para os lados à altura dos ombros, mantendo-os nesta posição ligeiramente
voltados para frente. Movimentar a cabeça da direita para a esquerda e da esquerda para a direita,
apenas uma vez para cada lado. Em seguida vibrar somente as mãos.
Esse exercício ativa a irrigação das glândulas linfáticas na região torácica e torna flexíveis os músculos do pescoço.
9. Levantar os braços perpendicularmente acima da cabeça. Virar a cabeça para um lado e para o
outro apenas uma só vez.
Exercício de ativação das glândulas linfáticas da região mamária e de flexibilização dos músculos do pescoço.
10. Levantar os braços perpendicularmente acima da cabeça, dobrar o polegar na palma da mão
seguro pelos quatro dedos e punhos bem firmes. Em seguida baixar os braços mantendo os
cotovelos em ângulo de 90º à altura das axilas, deixando em seguida os braços caírem ao longo
do corpo. Fazer esse movimento apenas uma vez.
Os dedos polegar e indicador estão ligados à sétima vértebra torácica, que estimula a alcalinidade do sangue. Os dedos
médio e anular estão ligados à oitava vértebra torácica que reduz a alcalinidade do sangue.
11. Com os cotovelos formando um ângulo de 90 º à altura dos ombros, force os braços e a cabeça
para trás, esticando bem o pescoço e levantando o queixo ao máximo que consiga.
Esse exercício fortalece a irrigação dos vasos linfáticos da caixa torácica, ativando a glândula tireóide e o nervo
parassimpático.

Após esses movimentos preparatórios, despido ou com roupa leve sentar no chão sobre os pés
afastando os joelhos a uma distância de 4 a 5 punhos fechados. Colocar o dedão do pé esquerdo sobre a
sola do pé direito e apoiar as pontas dos dedos das mãos sobre os joelhos. Mantenha os olhos fechados
Manter a coluna vertebral reta e firme com os músculos da barriga encolhidos quando na posição
ereta. Inclinar o tronco em 40º para um lado afrouxando os músculos da barriga. Voltar a posição ereta
encolhendo os músculos abdominais e inclinar o tronco para o outro lado também num ângulo de 40º
afrouxando os músculos abdominais. As inclinações para ambos os lados contam-se como uma vez deste
exercício. Fazer este exercício durante 10 minutos. Durante esse tempo pode fazê-lo até 500 vezes, no
entanto 200 a 300 vezes é satisfatório para iniciantes. Nunca fazer este exercício em pé, de preferência
sempre sentado sobre os pés ou num pequeno banco.
Se uma pessoa fizer esse exercício durante uns 30 minutos sofrerá reações. Por exemplo, em
casos de reumatismo aparecerá uma crise muito estranha; há pessoas que apresentam uma crise
semelhante à do epiléptico. Caso isto aconteça basta bater levemente em seus joelhos ou em sua cabeça
enquanto outra pessoa bate levemente em sua coluna vertebral; a crise passará na hora. Essas reações
acontecem em razão do organismo intensificar a eliminação de toxinas acumuladas pelo enfermo.
Conseguindo fazer esse exercício 2000 vezes seguidas não haverá mais necessidade de fazê-lo
diariamente.
O movimento das costas estimula o nervo simpático induzindo à acidez os líquidos do corpo e o movimento do ventre
estimula o nervo parassimpático induzindo à alcalinidade os líquidos do corpo. Esse antagonismo leva à neutralidade dos líquidos
114

orgânicos (equilíbrio ácido-básico do organismo). Balançar as costas tem o objetivo de proporcionar a retificação da coluna e
movimentando-se o abdômen eliminam-se as fezes ressequidas dos intestinos prevenindo e curando a visceroptose.
A oscilação das costas favorece a irrigação de veias obstruídas na cabeça, estimulando o cérebro e agilizando a produção
intelectual (é um tipo de exercício vasocapilar para a cabeça).
Qualquer problema nos olhos ou nariz é curado com esse exercício. O próprio Dr. Jong Suk Yum curou-se de sinusite com
esse exercício. Recomenda que se beba bastante água até a urina tornar-se incolor.

EQUILÍBRIO ÁCIDO-BASE_FATOR ESSENCIAL À SAÚDE Dr. Gunther Enderlein, Alemanha, Dr. Robert Young,
USA, Dr. Federico Ituarte, Argentina, Dr. Robert O.Young, Estados Unidos, Dr.Tullio Simmoncini, Itália, Dr. Simmoncini e outros
pesquisadores
O corpo humano abriga grande quantidade de bactérias e fungos que sobrevivem em harmonia
quando estamos comendo e vivendo de forma saudável. Porém, podem tornar-se altamente prejudiciais
quando o meio onde vivem se altera, tornando-se muito ácido ou muito alcalino.
A alteração desse meio é causada por dietas altas em açúcar ou hidratos de carbono, e também
por água e ar contaminados ou pela destruição de nossa flora intestinal causada pelo uso de antibióticos
e outros medicamentos de quimioterapia. As bactérias e fungos se alimentam das mesmas substâncias
de que se alimenta o nosso cérebro. Quando ingerimos exceso de alimentos ricos em glicose, também
estamos alimentando em excessivamente bactérias e fungos que crescem e se multiplicam de modo
desproporcional. O consumo de substâncias dessa excessiva população microbiana impede que o cérebro
receba nutrição suficiente, que é a glucose, então sentimos necessidade de comer algo doce ou hidratos
de carbono (que são transformados pelo organismo em glucose), ou álcool. Começa então o ciclo vicioso:
ao ingerir mais açúcar cresce a multiplicação de bactérias e fungos e essa população em crescimento
necessita cada vez mais alimentos e sentimos a necessidade de ingerir mais açúcares.
Assim como as bactérias e fungos obtém o alimento do sangue, também jogam nele toxinas que o
tornam cada vez mais ácido, e com o decorrer do tempo chegam a intoxicar os tecidos e órgãos. A
acumulação excessiva de bactérias e fungos reduz a quantidade de potássio e magnésio do corpo e
consequente redução da energia celular. Tal quadro provoca fadiga excessiva, redução das forças e da
lucidez de pensamento e causa a liberação de radicais livres que são coadjuvantes do processo de
envelhecimento. Outros sintomas mais graves de acumulação de bactérias e fungos são os ataques de
pânico, ansiedade, depressão, irritabilidade, dores de cabeça, dores nas articulações, inflamação
nas vias respiratórias, sinusite, estresse glandular e problemas menstruais.
Muitos estudos científicos existem de conclusões coincidentes de que as bactérias e fungos podem causar
enfermidades quando se desenvolvem num ambiente doentio (ácido).
Através de diferentes estudos científicos (Enderlein, Yong, Ituarte e outros), analizando as células
vivas do sangue, os pesquisadores observaram formas de bactérias que vivem em nosso organismo
(algumas inclusive trabalham ajudando o corpo) dependendo do meio em que se desenvolvem, às vezes
cresciam e se alargavam tornando-se patógenas e, em alguns casos, mudando de bactéria para fungo.
A acidez no pH dos tecidos de nosso corpo deve ser o selo distintivo do câncer e de outros desequilibrios
da saúde tais como enfermidades cardiovasculares, problemas cerebrovasculares, patologias dos rins,
transtornos inflamatórios e enfermidades do pulmão. O pesquisador Sang Whang, com 50 anos de
experiência no estudo do balanço ácido–base, afirma que é o excesso de ácido em nosso corpo que
cultiva o câncer e formula os seguintes postulados:
1) As células saudáveis são alcalinas.
2) Um ambiente ácido contém menos oxigênio que um ambiente alcalino.
3) As células saudáveis morrem em um ambiente ácido, enquanto que as células cancerosas morrem em
um ambiente alcalino.
O Dr. Sang Whang sugere que todo tratamento contra o câncer deveria começar mudando o
ambiente ácido por um ambiente alcalino.
Dr. Gunther Enderlein, Alemanha, Dr. Robert Young, USA, Dr. Federico Ituarte, Argentina e outros pesquisadores

O Dr. Robert O. Young, atualmente o microbiólogo mais reconhecido a nível mundial concorda
com muitos cientistas de que a enfermidade é a expressão de um excesso de ácidos no corpo humano.
Como cada dia mais cientistas, o Dr. Robert O. Young afirma que: O organismo fabrica e utiliza
bicarbonato de sódio como um sistema natural para manter o desenho alcalino para prevenir a
degeneração dos tecidos. A hiper-alcalinização dos tecidos corporais com bicarbonato de sódio é a
maneira mais segura, eficaz e natural para evitar a progressão de qualquer condição cancerosa e muitas
enfermidades e processos inflamatórios. Se mantivermos nosso corpo com um pH alcalino, entre 7.3 e 7.4,
52
evitaremos enfermidades. O Dr.Tullio Simmoncini, oncólogo italiano , por muitos anos cura o câncer
destruindo tumores com o uso de bicarbonato de sódio. Dr. Simmoncini afirma que O bicarbonato de sódio
é medicamento seguro, extremamente barato e inegavelmente efetivo quando se trata de tecidos
cancerosos.O Dr. Robert Young afirma o seguinte: Durante anos tenho observado o impacto que provoca

52
Ver CURA DO CÂNCER página 75
115

aquilo que ingerimos no delicado balanço do pH do sangue. Através de minhas investigações comprovei
que a combinação de 4 maravilhosos sais de bicarbonato (sódio, magnésio, potássio e cálcio) ocorre
naturalmente em todos os fluidos de um corpo são, com o propósito de manter o balanço ácido-base
natural e atuando como anti-oxidantes que retardam o processo de envelhecimento.
Uma adequada provisão destes quatro sais de bicarbonato é a melhor proteção contra o envelhecimento e
toda enfermidade, incluindo o câncer. Melhoram o rendimento atlético e ao melhorar a saúde em geral,
melhoram também o estado de animo e as energias.

Alcalinidade Acidez
alta média baixa Baixa média alta
Verduras Alho Alface Azeitona Batata Feijão branco Picles
Feijões Aipo Beterraba Abóbora Alcachofra
Legumes Brócolis Cenoura Milho doce
Cevada Abóbora Couve-flor
Suco de verduras Feijão Aspargos
Espinafre cru Feijão verde Nabo
Salsa Batata
Soja
Repolho
Tomate
Frutas Figos secos Maçã Abacaxi Banana Frutas em lata
Passas de uva Kiwi Cereja Ciriguela
Groselha Pêssego Sucos artificiais
Amora Coco
Mamão Morango
Pêra Lima
Uva Manga
Laranja
Abacate
Toranja
Melancia
Cereais Lentilha Arroz integral Arroz polido Donuts
Milho Pão de centeio Pão comum Tortas fritas
Trigo negro Pão sovado Massas Panquecas
Pastéis

Alcalinidade Acidez
alta média baixa baixa média alta
Carnes Fígado Carneiro Carne de boi
Ostras Galinha Carne de porco
Peixe Peixe
Peru Marisco
Peixe em lata
Lácteos Leite humano Desnatados Creme de leite Ovo Queijo de ralar
Ovos Coalhada Sorvete Queijo camembert Queijo
Leite de cabra Manteiga Queijos duros parmesão
Leite de soja Queijo cottage Queijos
Queijo de cabra Iogurte fundidos
Queijo de soja (tofú)
Oleaginosas Amêndoas Castanhas Girassol Castanha de caju Mandioca
Avelãs Sésamo Noz pecan Nozes
Abóbora Pistache
53
Azeites Canola Girassol
Óleos Oliva Milho
Linhaça Margarina
Bebidas Chás de Chá verde Chá de gengibre Cacau Bebidas gasosas Café
ervas Vinho Cerveja
Limonada Licores
Chá preto
Adoçantes Mel silvestre Açúcar branco Açúcar mascavo Edulcorantes
Condimentos Mel Chocolate artificiais
processado Ketchup
Maionese
Melaço
Marmelada

53
Ver CANOLA-VENENO DE AÇÃO LENTA na página 38
116

Mostarda
Vinagre

Orientações

Beba ao menos um litro de água por dia ao qual tenha agregado uma colher de sopa de bicarbonato de
sódio.
Para reverter casos de pneumonia, asma, sinusite, faça nebulizações de água com duas gotas de
bicarbonato de sódio líquido, 2 ou 3 vezes por dia.
Para prevenir excesso de bactérias na boca, faça bochechos com uma mistura de uma colher de chá de
bicarbonato de sódio em um copo d’água.
Para eliminar os resíduos químicos ácidos de seu cabelo, agregue uma colherinha de bicarbonato de sódio
a seu frasco de shampo.
Para combater os efeitos de uma ingestão de alimentos ácidos, beba antes ou depois da refeição, um
copo d’água com uma colher de chá de bicarbonato de sódio, ou duas colheres se excedeu na ingestão de
bebidas alcoólicas.
http://www.phmiracleliving.com/pHourSalts.htm
Robert O.Young é Doutor em Medicina, Microbiologia e Nutrição.
Há 30 anos realizando análises de sangue, sua investigação sobre o câncer foi validada por um estudo científico britânico.
Diariamente atende a 14 pacientes em seu Centro Milagroso pH localizado perto de San Diego, CA.
Seu lema de Estilo de Vida Alcalino conta com 100% de efetividade em quem o aplicou e conseguiu reverter inumeras enfermidades
metabólicas. Criador do conceito da Nova Biologia, é autor dos livros O milagroso pH, Enfermo e cansado, O milagroso pH para
diabetes, O milagroso pH para perder peso e O milagroso pH para o câncer

FERROADA DE ARRAIA Injetar na ferida, com aparelho de injeção sem agulha, o anestésico
xilocaina e depois injetar, da mesma forma, água oxigenada 10 vol e aspirar em seguida após a reação da
água oxigenada. Repetir varias vezes até que não sinta dores. Usado por médico no tratamento de paciente em
Roraima

ALIMENTOS QUE EVITAM O ENVELHECIMENTO PRECOCE


Maçã, aveia, alho, soja, azeite de oliva extra virgem, tomate, castanha do Brasil, iogurte, semente de
linhaça, uva
Maçã Estudos têm demonstrado que o consumo, regular, de maçãs ajuda a retardar o envelhecimento
da pele, protegendo-a dos raios solares. A fruta é rica em fibras e vitamina C, reduz risco de câncer e
torna o sistema imunológico mais jovem, pois possui flavonóides e polifenóis. Uma pesquisa da
Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, garante que, para prevenir o câncer, uma maçã pequena e
com casca tem o mesmo poder, de eliminar os temidos radicais livres, que 30 copos de suco puro de
laranja (63 calorias em cem gramas). A maçã é excelente para prevenir, e manter, a taxa de colesterol em
níveis aceitáveis. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. Também, tem um
efeito acentuado para emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e
elimina o colesterol. O alto teor de potássio, contido na polpa da maçã, faz eliminar o sódio excedente,
eliminando o excesso de água retida no corpo.
Aveia De todos os cereais, a aveia é uma das mais ricas em fibras. Ela ajuda a diminuir o colesterol ruim,
o LDL. A quantidade recomendada: 40 gramas por dia de farelo, ou 60 gramas da farinha. A aveia previne
doenças cardiovasculares, por seus efeitos sobre o colesterol, a arteriosclerose, o envelhecimento dos
tecidos, a hipertensão arterial e por seus efeitos como antiinflamatório. Para os dentes, combate as
cáries. Melhora a concentração e o esgotamento mental. É útil em enxaquecas, insônia, hiperatividade
e ansiedade. Indicada para controle de diabetes, como estabilizadora do nível de açúcar no sangue,
porque estimula a atividade do pâncreas, e também como fonte de energia, para assimilação lenta e de
fibras.
Alho Um estudo, realizado na Alemanha, chegou à conclusão de que 1 grama de alho, consumido por
dia, reduz em 80% o volume na placa de aterosclerose nas artérias. Pesquisas recentes mostram que
alguns de seus componentes, como a alicina, substância responsável pelo sabor e odor, inibem uma
bactéria, que causa a úlcera, e que tem sido apontada como precursora do câncer gástrico. Reduz a
pressão arterial e protege o coração, ao diminuir a taxa de colesterol ruim, e aumentar os níveis do
colesterol bom, o HDL. Pesquisas indicam que pode ajudar na prevenção de tumores malignos.
Quantidade recomendada: um dente por dia para diminuir o colesterol e a pressão arterial. Rico em
componentes, que ativam o sistema imunológico e combatem vírus, bactérias e fungos, que causam
infecções, o alho pode agir, como coadjuvante, no tratamento de resfriados, gripes e aftas, por exemplo.
Além disso, graças aos compostos fitoquímicos (alicina e ajoeno), o alimento ajuda a baixar os níveis de
açúcar, no sangue e tem ação antioxidante, importante, no controle do câncer.
117

Soja A soja é, reconhecidamente, o alimento que tem maior teor protéico. Ajuda a reduzir o risco de
doenças cardiovasculares, segundo a FDA. Seu consumo, regular, pode diminuir os níveis de colesterol
ruim, em mais de 10%. Há indicações de que, também, ajuda a amenizar os incômodos da menopausa e
a prevenir o câncer de mama e de cólon. Quantidade recomendada: 150 gramas de grão de soja por dia,
o equivalente a uma xícara de chá (para reduzir o colesterol). As substâncias, presentes na soja, atuam
devido ao fato de que a leguminosa é rica em isoflavonas. É um fitoestrôgenio, pois imita o estrógeno
(hormônio sexual feminino). Quando elas entram no organismo da mulher, na menopausa, são capturadas
pela mesma proteína que carrega o hormônio estrógeno. Essa proteína leva as isoflavonas até o receptor
do estrógeno, onde elas irão atuar como o hormônio, fazendo o papel dele, no corpo da mulher.
Consumida três vezes por semana, a partir dos 25 anos, ajuda as mulheres a manter os níveis de
hormônios regulares, depois da menopausa.
Azeite de oliva extra virgem Evitar todos os óleos vegetais, parcialmente hidrogenados, reduzirá sua
idade verdadeira em 2,7 anos. Azeites, com baixa acidez (de até 0,8%), são chamados de extra virgem, e
são os de maior qualidade por serem apenas prensados sem fervura. Para ter essa característica, não
podem passar por processos térmicos, ou químicos. Sua extração é feita a frio, a temperaturas inferiores a
27ºC, de maneira a conservar melhor aroma e sabor. Ajuda a prevenir a arteriosclerose e seus riscos;
melhora o funcionamento do estômago e do pâncreas; digere-se com maior facilidade do que qualquer
outra gordura comestível, não tem colesterol e proporciona a mesma caloria dos outros óleos; acelera as
funções metabólicas. Azeite extra virgem tem muitos antioxidantes anticancerígenos: ômega 3 e
esqualeno, que é um composto que previne câncer de cólon. Extra virgem significa que o nível de acidez é
menor que 1%, vindo da primeira prensagem das azeitonas, que foram processadas a frio (processo que
preserva os nutrientes e matem o sabor). Quanto mais escuro, mais o sabor é acentuado. Auxilia na
redução do LDL. Sua ingestão, no lugar de margarina ou manteiga, pode reduzir em até 40% o risco de
doenças do coração e aumenta o HDL. Quantidade diária recomendada: 15 mililitros por dia, ou uma
colher (de sopa rasa). Cada grama de azeite tem 9 calorias; 1 colher de sopa tem 125 calorias.
Tomate (sem sementes) Devemos comer o ano inteiro. Diminui 40% do risco de câncer de esôfago,
se você comer apenas um tomate por semana. Um tomate cru, de tamanho médio, contem somente 25
calorias. Tem licopeno, retarda o envelhecimento das células da próstata. O cozimento do tomate
facilita a absorção do licopeno pelo corpo, portanto o molho de tomate cozido é melhor do que o tomate
cru. Coloque azeite de oliva no tomate, para absorver melhor o licopeno. Se for beber suco de tomate,
coma algumas nozes antes (gordura), pois facilitam a absorção do licopeno. Dez colheres de molho de
tomate, ingeridas semanalmente, podem reduzir em 50% o risco de ocorrência de 11 tipos de câncer.
Além de ser uma boa fonte de vitamina C, o tomate é ideal para quem quer perder peso, pois contém
poucas calorias. 0 tomate funciona como antitóxico e laxante e ajuda o organismo a combater infecções.
Além disso, é um excelente depurador do sangue. Também é rico em sais minerais, tais como: potássio,
sódio, fósforo, cálcio, magnésio e ferro. Nunca compre tomates com manchas escuras, partes podres ou
emboloradas. Nem compre os verdes, que amadurecem fora do pé, pois eles têm menos vitaminas que os
maduros. Escolha sempre os bem vermelhos, firmes e com a casca lisa. Auxilia na prevenção do câncer
de próstata. Quantidade recomendada: uma colher e meia (sopa) de molho de tomate por dia.
Castanha do Brasil Auxilia na prevenção de problemas cardíacos. Também reduz as doenças
cardiovasculares, da FDA. Ao ingerir cinco ou seis castanhas antes da refeição você se sente saciado
mais rápido, e por mais tempo. As mulheres ficarão 3,4 anos mais jovens e os homens 4,4 anos. Ela é
fonte de vitamina E e selênio, que colaboram para frear a produção de radicais livres, desacelerar o
envelhecimento e reduzir o risco de doenças do coração. O mineral, ingerido em doses recomendadas
(entre 55 e 70 gramas por dia, quantidade contida em uma castanha), previne câncer, atua no equilíbrio do
hormônio da glândula tireóide, fortalece a imunidade, reduz a toxidade de metais pesados e age no
combate aos radicais livres. Apenas uma castanha é suficiente, para suprir as necessidades diárias de
selênio do organismo humano. A castanha-do-pará tem alto teor de selênio, mineral que atua no equilíbrio
da tiróide (evitando oscilações de peso), previne tumores, fortalece o sistema imunológico e protege contra
a ação dos radicais livres.
Iogurte O iogurte tem mais cálcio do que qualquer outro laticínio. É também uma importante fonte
de proteínas, zinco e vitaminas A e do complexo B. O valor desse alimento está nos 6 milhões de bactérias
probióticas (benéficas à saúde) por mililitro. Além de equilibrar a microflora intestinal, elas auxiliam no
trabalho de absorção dos nutrientes, prevenindo infecções causadas por fungos, melhoram a imunidade,
aumentam a absorção de cálcio pelo organismo, controla o colesterol e reduz o risco de câncer. A sua
ingestão é uma fonte de ajuda, no crescimento das crianças. O iogurte atenua as olheiras. Um copo de
iogurte, por dia, já traz todos esses benefícios, desde que não tenha corantes, conservantes, espessantes
e nem adição de açúcar - tudo isso pode atrapalhar a sobrevivência das bactérias, no organismo. A
quantidade de cálcio ideal, para ser ingerida, é de 1000 a 1200 mg ao dia, após a menopausa; 1 copo de
iogurte tem, aproximadamente, 300 mg de cálcio e 90 de Calorias.
Semente de linhaça Diversos estudos indicam que a linhaça é uma das principais fontes de ácidos
graxos, do tipo ômega 3. Trabalhos científicos já comprovaram que o óleo de linhaça tem 60% de ômega
118

3, enquanto o óleo de salmão tem metade, ou seja, 30%. Portanto, é uma ótima opção, para quem não
gosta de peixe, ou não pode ter acesso a ele, e pretende obter a proteção daquele óleo, que é
fundamental à nossa saúde. O ômega 3 é protetor contra as doenças cardiovasculares, pressão alta,
trombose, ajuda no desenvolvimento e crescimento das crianças, nas doenças auto-imunes, diminui o
colesterol, ajuda a controlar o açúcar no sangue e, inclusive, melhora o ressecamento de lágrima. Pode,
também, ativar o metabolismo, auxiliando a combater a obesidade. Aumenta a imunidade, devido ao alto
poder antioxidante e previne câncer de mama e próstata. O alimento é, extremamente, rico em ácidos
graxos ômega 3, baixa o colesterol ruim e a taxa de triglicérides, devendo ser consumido, de preferência,
diariamente, no café da manhã. Estudos recentes atribuem à linhaça propriedades que ajudam a controlar
os hormônios. Ela amenizaria os efeitos da TPM e os fogachos da menopausa. Para diminuir o colesterol
ruim (LDL), sintomas de TPM e menopausa, consuma diariamente 1 colher (sopa) de semente de linhaça
triturada sobre os alimentos. A semente de linhaça ajuda na prevenção do câncer de mama, por
neutralizar a ação do estrógeno sobre essa glândula. A semente de linhaça protege e evita a formação de
tumores, pois contém 27 componentes anticancerígenos, sendo um deles é a lignina (fitoesteróide),
substância que imita o estrógeno. Contém 100 vezes mais Lignina, que os melhores grãos integrais.
Nenhum outro vegetal, conhecido até hoje, tem esta quantidade de lignina. Estes benefícios estão
relacionados ao fato da lignina ser a precursora dos hormônios enterodiol e enterolactona e estes
exercerem atividade sobre o nível de estrogênio.
Uva Tem muitas fibras e tem resveratrol, flavonóide da casca da uva, que revitaliza o sistema
imunológico e as artérias, reduzindo câncer, derrame, perda da memória e doenças cardíacas. O
resveratrol também vem sendo relacionado com a inibição da carcinogênese. Com propriedades laxativas
e diuréticas, as uvas estimulam as funções do fígado, deixando você bem-disposto e com a pele mais
bonita. Além de ser boa fonte de vitamina C, ferro e potássio a uva contêm pectina (fibra) e bioflavonóides,
que evitam o envelhecimento precoce. As uvas vermelhas ou pretas, presente no suco, ajudam a
aumentar o colesterol bom, e evitam o acúmulo de gordura nas artérias, prevenindo doenças do coração.
Tanto a casca, quanto a semente da uva, utilizadas na fabricação do vinho, possuem substâncias
antioxidantes, conhecidas como polifenóis, poderosos aliados no combate aos radicais livres.

RINS_REATIVAÇÃO DOS RINS e ASMA Um doente dos rins, paciente de hemodiálise, utilizou este
medicamento e curou-se completamente normalizando sua função renal. Assar um abacaxi e bater em
liquidificador sem descascá-lo. Beber o suco diariamente. Tal medicamento também é eficaz para asma.

CÂNCER Pingar 30 gotas da seiva leitosa do avelóz (Euphorbia heterodoxa Mull Arg) em 1 litro de água
pura (sem cloro) e tomar uma colher de sopa ao acordar, outra ao meio-dia e outra a noite. O Sr. Arlindo
Komers, autor desta informação, tinha câncer de próstata em fase inicial, confirmado clinicamente, e
curou-se com dois litros desta solução. Nesta dose diária a ingestão é de uma gota da seiva por dia. Arlindo
Komers, horticultor em Pacaraima-Estado de Roraima
Observação: Os pesquisadores já demonstraram que os extratos de certas plantas na família das Ephorbias realmente demonstram
atividades antileucêmicas. A Euphorbia heterodoxa é vulgarmente conhecida como mata-verrugas porque sua seiva é considerada
eficaz quando aplicada em verrugas e tumores, particularmente quando localizados na face.
Observação: ver AVELOZ na página 118

PICADA DE COBRA Tomar 2 a 4 colheres de óleo de buriti (Mauritia flexuosa) por dia. Outro
procedimento também com o uso desta planta é cortar um talo de folha nova de buriti e colocar a base do
talo (sem a folha) diretamente em cima dos furos da picada. O veneno vai ser chupado pelo talo da folha.
Tal medicamento é de uso do informante. Nivaldo Rufo, fazenda Bom Sossego, região do Jalapão-Mateiros-TO

AFRODISÍACO Comer o fruto da buritirana (Mauritella armata). A palmeira buritirana é semelhante


e de menor porte que o buriti e costuma vegetar associada ao buriti.
Nivaldo Rufo, fazenda Bom Sossego, região do Jalapão-Mateiros-TO

CONJUNTIVITE e PROBLEMAS NOS OLHOS Imediatamente ao acordar, sem lavar o rosto,


coletar com a mão o orvalho pela manhã bem cedo e passar nos olhos. Cura conjuntivite em duas a três
aplicações. O informante fez uso desse meio de cura. Eduardo Gomes Paulino, Secretário municipal de turismo e meio-
ambiente, Mateiros-TO

OLHOS – PARA MELHORAR A VISÃO Colocar umas gotas de limão em um pouco d’água
sem cloro e todas as manhãs ao acordar passar nos olhos. Arlindo Komers, horticultor em Pacaraima (RR)
119

AVELOZ_ Lelington Lobo Franco, escritor, pesquisador, químico-fitologista da Universidade Federal do


Paraná

Nome popular Aveloz


Nome científico Euphorbia tirucalli
Familia Euphorbiáceae
Sinonimia Árvore do lápis
Parte usada Látex retirado dos ramos
Propriedades Antiasmática, Anticarcinogênica, Antiespasmódica, Antibiótica,
Antibacteriana, Antivirótica, Funcicida, Expectorante
Princípios ativos Hidrocarbonetos terpênicos e aldeídos
Indicações Tumores cancerosos e pré-cancerosos

Habitat
Originária da África e de lá foi levada para outros países tropicais. No Brasil se adaptou bem na região
Nordeste.
Descrição
É um arbusto que pode atingir até 3 metros de altura e possui ramos verticiliados, cilíndricos,
extremamente ramificado, com coloração verde. Dá uma excelente cerca viva, impenetrável por animais.
Propriedades químicas
Óleos essenciais (eugenol), hidrocarbonetos terpênicos, aldeídos, látex, goma tirucalli, ésteres de forbol e
ingenano ésteres de ingenol, 4-desoxi-forbol e 12-O-tetradecanoil forbol-13-acetato; 12-0-(22) (4E)-
octadienol-4-deoxiforbol-13-acetado; ácido 3, 3’-di-0-metil-elágico; beta-sitosterol; ácido cítrico; ácido
elágico; eufol; euforona; glucose; hentriacontanol; isoeuforal; kaempferol; ácido málico; sapogenina-
acetatos; ácido succínico; taraxasterol; taraxerina e tirucalol.
Indicações
Na medicina alternativa é usado o suco (látex) leitoso cáustico, de efeito irritante na pele e aos olhos,
porém o seu suco dissolvido em água é indicado para tratamento de tumores cancerosos e pré-
cancerosos.
Pesquisadores americanos já se interessaram pelo aveloz e descobriram propriedades contra o
carcinoma maligno, como complemento de outros procedimentos médicos.
Veja um resumo de depoimento no Livro da Família, 1994, páginas 170 e 171, sobre o efeito do aveloz em
pacientes com câncer:
Antes de qualquer coisa quero deixar bem claro que nunca desautorizo a medicina. Não me
intrometo onde não posso, pois não sou médico. Apenas por acaso descobri esta planta para minha cura
de fístula e, ao que parece, está também dando certo com pessoas que sofrem de câncer.
Observando mais de 200 pessoas que tomaram o aveloz pude tirar algumas conclusões:
1. Pessoas que sofrem de câncer podem tomar até três gotas de seiva do aveloz contra o câncer,
diariamente.
2. Tomar uma gota de cada vez em três vezes ao dia, em meio copo de leite, após as refeições.
Assim se garante uma ação contínua.
3. Tomar a seiva pura faculta uma cura mais rápida, mas deve-se continuar o tratamento até três
meses após o desaparecimento dos sintomas. E mesmo depois voltar ao tratamento de vez em
quando, por uns dois anos.
4. Continuar o controle médico. Só ele pode declarar uma cura definitiva.
Observação: sobre a seiva pura, ver Toxicidade no final deste artigo.
Quando começou a propaganda do aveloz? Eu, pessoalmente, sofria de uma fístula pleural durante
quase cinco anos. Uma cirurgia seria perigosa, segundo alguns médicos. Achavam que eu deveria
conviver com este incômodo até o fim da vida. Saía muito pus. Um dia me lembrei de usar o aveloz. Deu
certo. Em apenas três semanas a fístula desapareceu. Isto já faz ano e meio e continuo bem.
Vejamos o efeito do aveloz em duas pessoas:
Uma senhora sofria de câncer das mamas. O uso do aveloz fez desaparecer totalmente todos os nódulos
em apenas duas semanas. Ela estava sob observação médica, que constatou câncer. Após um ano de
desaparecimento dos sintomas de câncer, voltaram os nódulos. Voltou a tomar aveloz e novamente ficou
sem os sintomas. Deverá tomar o aveloz durante mais tempo.
Outra senhora estava condenada à morte com câncer generalizado dos intestinos. Os médicos lhe
davam no máximo dois meses de vida. Tomou o aveloz. E hoje está trabalhando normalmente, com boa
saúde. A cura foi em maio de 1992. Ela se sente bem. Não sente mais nada da doença. Aguardamos
algum tempo para poder falar de uma cura definitiva.
Poderia mencionar ainda muitos casos de pessoas doentes de câncer que tomaram o aveloz e não
sentem mais nada. Todos os sintomas desaparecem.
120

Toxicidade
Por ser altamente cáustico, o látex precisa ser diluído em água. O látex puro pode provocar até uma
hemorragia. Devido a sua toxicidade, o uso mais seguro do aveloz deve ser em glóbulos homeopáticos,
pois tem o mesmo efeito das gotas e não agridem o estômago. Usar 6 glóbulos sublingual de manhã e a
noite. Lelington Lobo Franco, escritor, pesquisador, químico-fitologista (UFPR, Curitiba, PR)

Observação: O Hospital Albert Einstein (http://www.einstein.br/espaco-saude/tecnologia-e-inovacao/Paginas/avelos-um-aliado-


contra-o-cancer.aspx) iniciou a fase de testes do principio ativo nas células tumorais, porém sem maiores explicações suspenderam a
continuidade deste trabalho que legalizaria tal medicamento fitoterápico. Isto não significa, no entanto, que tal medicamento seja
perigoso se ingerido nas doses acima descritas. Quanto a eficácia desta planta é desnecessário comentar visto os resultados
positivos alcançados.

GASTRITE, DOR NO ESTÔMAGO, ÚLCERA, PROBLEMAS ESTOMACAIS Ralar uma batata inglesa
crua, adicionar pouquíssima água, misturar bem e extrair o suco espremendo com um pano. Beber todo
esse suco em jejum. Em geral, usando uma vez por dia durante dois ou três dias cura-se estes males do
estômago. Medicamento de alta eficácia comprovada pelo uso. Medicamento usado pelos
antigos do extremo sul da Bahia, Izabel Borges Silva (BA)

FERROADA DE ARRAIA Colocar imediatamente sobre o furo da ferida uma bolota de coco de
minhoca e enrolar um pano para mantê-lo no local do furo da ferida. Imediatamente a dor passa e o
veneno vai sendo neutralizado. Este medicamento foi usado por indígena da região da Boca da Mata da
Área Indígena de São Marcos, Pacaraima (RR) Relatado por indígena da região da Boca da Mata (RR)

Observação sobre o uso de bicarbonato de sódio para ferroada de arraia


Uma senhora de Rondônia ferida de arraia no pé há quarenta dias e com a ferida já fechada apresentava o
seguinte quadro: fortes dores, perna inchada até o joelho, coloração negra ao redor da ferroada
estendendo-se para cima em direção ao joelho sendo que metade da perna estava vermelha e outra
metade escurecida. Iniciou após quarenta dias o banho da perna com bicarbonato em água morna e
bebeu por dia cerca de um litro de água com bicarbonato de sódio. No primeiro dia deste tratamento sentiu
enorme alívio e com três dias a perna estava desinchada, a coloração da pele quase normal e não havia
dor. O bicarbonato de sódio bebido torna o sangue básico e como a toxina da arraia deve ser ácida ocorre
uma reação ácido-base neutralizando assim o veneno da arraia.

LIMPEZA DO PULMÃO DE FUMANTE Tomar uma vez por semana durante alguns meses suco de
mastruz batido em liquidificador com água. A quantidade de mastruz pode ser em torno de 100 a 150
gramas de folhas e brotos novos (ramificações novas) em dois copos de água; isto equivale a dois
punhados cheios de folhas e ramos novos. Beber logo após bater em liquidificador. Os pulmões de um
senhor, fumante há longo tempo, revelou-se limpo nas abreugrafias a que se submeteu; ele tem o hábito
de tomar uma vez por mês um copo de suco de mastruz. O mastruz tem nome botânico Coronopus
didymus, é conhecido pelo nome de pasote na Venezuela. Informado por Wellington Souto de Alencar, Boa Vista (RR)

EPILEPSIA Pegar três minhocas grandes, limpar ligeiramente da terra sem banhar em excesso,
colocar na frigideira sem óleo e torrar até que se tornem um pó. Colocar este pó em uma xícara e derramar
água bem quente, tapar e deixar esfriar e beber. Repetir este procedimento por três dias seguidos. Quem
informou disse que já utilizou este medicamento em epilépticos com excelente efeito curativo. Para evitar a
natural repugnância ao medicamento é recomendável que a pessoa doente não saiba o que está bebendo.
Maria de Jesus Cipriani, Venezuela

PRÓSTATA Beber suco de melancia e abacaxi feito com água de coco. Ver na página 74 (PRÓSTATA) o
uso de melancia na cura da prostatite (infamação da próstata) Medicamento usado pelos antigos no extremo-sul da
Bahia

PRÓSTATA Cana-da-Índia ou Cana-de-macaco. Os macacos chupam esta cana cujos gomos ficam
cobertos pela bainha das folhas. As folhas são verde intenso, curtas e largas. O caldo desta cana é azedo
quase como o vinagre. Retirar as folhas e colocar num copo com água para extrair o sumo. Beber um ou
mais copos por dia. Medicamento ainda não confirmado por ninguém. Medicamento usado na Venezuela

PICADADA DE TUCANDEIRA Esta formiga da Amazônia pica com ferrão e causa muita dor. Colocar bem
próximo ao local da picada algo bem quente de modo a transmitir forte calor para a região da picada. O
calor, ao penetrar na região afetada causa dissociação do veneno anulando-o. A autora desta informação
usou uma brasa que, aproximando da região picada, pela terceira vez anulou completamente o veneno
eliminando toda a dor. Solange da Paz Ribeiro Melo, pescadora, Rio Uraricoera, Roraima
121

FUNGO NA UNHA, ÔLHO-DE-PEIXE (verruga na sola dos pés) Pingar seiva de manga verde
sobre a área afetada. Alexandre Matos Martins Pereira, IBAMA (MS)

VERRUGA Misturar urina com fumo de corda, embeber um algodão e colocar sobre a verruga. Maurício
Diamantino, Araguaiana (TO)

ÁCIDO ÚRICO Colocar brotos de bambu cortados em finas rodelas numa jarra d’água e beber desta água.
Luiz Wanderley Grama Pereira, Palmas (TO)

O objetivo deste arquivo é registrar informações, tanto de trabalhos científicos como de uso popular ou
até mesmo relatos de pessoas, cujas convicções não cabe aqui discutir, para que estejam disponíveis à
estudos ou referências, porém, acima de tudo, que possibilitem orientações construtivas à manutenção e
recuperação da saúde. Observar que, como no caso de câncer, a alimentação é base fundamental para
que medicamentos surtam o efeito desejado.

Medicamentos podem ter eficácia diversa em função das características individuais e da postura psíquica
potencializando ou anulando sua ação. A manutenção dos tecidos orgânicos através da correta nutrição e
a postura mental equilibrada, livre de pensamentos negativos, é a base imprescindível a qualquer
reconstrução orgânica e superação de males.

Abóbora na limpeza do sangue 95


Abscesso 21, 74
Abscesso dentário 29, 74, 95
Aceleração dos batimentos cardíacos causada por nervosismo 45
Acidez intestinal 85
Acidez nos tecidos do corpo 114
Acidez orgânica 84
Ácido fólico 90
Ácidos graxos poliinsaturados 92
Ácido nucléico 91, 93
Ácido oxálico orgânico transforma-se em inorgânico por excesso de cozimento 8
Ácido oxálico orgânico transforma-se em vitamina C 17
Ácido úrico 52, 57, 80, 88, 121
Ácidos graxos poliinsaturados 41, 43, 47, 58, 59, 68, 71, 72. 73
Acidose metabólica 46
Acne 80, 85
Açúcar afeta o equilíbrio do pH do corpo humano 114
Açúcar refinado – agente de enfraquecimento do organismo 98
Açúcar no sangue 84
Adenóides 41
Aditivos sintéticos 104
Adoçante _ mal causado por adoçantes 46
Afecção na garganta 89
Afecção pulmonar 33
Afecção causada por fungos nas unhas 38
Afrodisíaco 118
Afta 21, 42, 90
Agrotóxicos – inalação e conseqüente enrijecimento das articulações dos pés 27
Água – absorve todo o potencial curador, energético e reconstituinte das ervas 19
Água e envelhecimento 76
Água engarrafada – o perigo químico do plástico 92
Água – terapêutica com água 66
AIDS (HIV) 21, 26, 50, 89, 92
122

Alcalinidade do sangue – estímulo e redução – Dr. Jong Suk Yum 113


Alcoolismo 34, 35, 62
Alergia 21, 31, 33, 47, 80, 97
Alho e azeite de oliva virgem 54, 116
Alho e azeite de oliva virgem (depoimento) 57
Alimentação – comer quando irritado ou ressentido 100
Alimentação crua – a melhor para a saúde 97
Alimentação crua durante a gravidez 106
Alimentação crua – tratamento com alimentação crua 105
Alimentação para a vida 98
Alimento cru contém as enzimas necessárias para sua digestão 99
Alimentos crus 101
Alimentos funcionais 43, 58
Alimentos vivos 98
Alumínio tóxico 42
Alzheimer 31, 42, 46, 54
Ameba 18, 35
Amígdalas inflamadas 24, 85
Aminoácidos 92
Aminoácidos essenciais 69
Analgésico 47, 50
Anemia 17, 27, 47, 94
Anemia infantil (resistente ao tratamento com ferro) 42
Angina 65
Ânimo – regulador) 21
Ansiedade 46, 114, 116
Antiácidos 42
Antialérgico 47
Antiasmático 119
Antibacteriano 21,54, 119
Antibiótico 2, 47, 50, 114, 119
Anticarcinogênico 119
Anticorpos – produção 51
Antidepressivo 47
Antiespasmódico 119
Anti-histamínico 21
Antiinflamatório 18, 21, 47, 54, 62, 116
Antiinflamatório bucal 4
Antioxidante 43, 47, 54, 55, 63, 71, 72, 114, 118
Antivirótico 119
Aparelho celular 69
Aparelho digestivo (mucosa inflamada) 90
Artéria aorta sinuosa 57
Apendicite 6, 9, 12, 13, 34
Apetite (excesso) 69
Apetite (perda) 15, 93
Arritmia 80
Artérias e vasos sanguíneos (desobstrução) 19
Artérias entupidas 15, 23
Arteriosclerose (endurecimento das artérias) 7, 15, 16, 17,21, 54, 55, 63, 71, 80, 116
Articulações 111
Articulações (dores) 16
Artrite 7, 13, 19, 21, 47, 62, 63, 75, 80
Artrite deformante 30
Artrite reumatóide 64, 94, 97
Artropatias degenerativas 21
Artropatias não infecciosas 21
Artrose 7, 16, 17, 21, 26, 27, 42, 68
Asfixia 26
Asma 20, 21, 26, 40, 44, 47, 58, 70, 88, 90, 119
Aspartame – veneno adoçante 45, 46, 60
Ataque cardíaco (tratamento emergencial) 23
Ataque cardíaco_infarto feminino (relato de uma doente) 87
Ataque cardíaco 11, 13, 63, 64
Atenção – problemas com atenção 104
Ateroma 43, 72
Aveloz 119
Azeite de oliva virgem e alho 54, 117
Azeite de oliva virgem e alho (depoimento) 57
Azeite de oliva virgem e linhaça 58
Azeite de oliva virgem e tomate 59
Azia 11, 45, 70
Bactérias – sintomas graves de acumulação de bactérias e fungos) 114
123

Bactericida (propriedades) 89
Babosa 89
Banho alternado frio e quente 27
Banho de ar 26
Barro 5
Baratas 111
Batom (teste para ver se o batom contém chumbo em sua fórmula) 33
Bebidas alcoólicas (consumidores) 15
Beleza 70
Bem-estar (sensação) 22
Bexiga – pedras na bexiga 106
Bico de papagaio (protuberância óssea anormal nas superfícies articulares) 16, 21, 42, 79
Bioenergia e bioeletrônica 107
Biofótons 107
Blenorragia (gonorréia) 18
Bloqueio atrioventricular 15
Bloqueio bifascicular 15
Bronquite 21, 26, 40, 61, 70, 90
Bronquite asmática 26, 88
Bursite 25, 26, 28, 42
Cabelo (caspa) 106
Cabelo (crescimento) 70
Cabelo (doenças) 21
Cabelo (fraco, quebradiço) 41, 67
Cabelo (queda) 18, 32, 75, 97, 106
Cabelo (seborréia) 106
Câimbra 16, 22, 41, 46, 67, 111
Cálculo na bexiga (pedras na bexiga) 106
Cálculo na vesícula ou cálculo biliar (pedras na vesícula) sem inflamação 4, 33, 36, 51, 106
Cálculo na vesícula ou cálculo biliar (pedras na vesícula) com inflamação 4, 95
Cálculo renal (pedras nos rins) sem inflamação 4, 7, 17, 25, 36, 42, 51, 61, 106
Cálculo renal com inflamação 4, 95
Câncer alimenta-se do leite e seus derivados 86
Câncer – deficiência nutricional 104
Câncer (excluir leite e seus derivados da alimentação) 2, 9, 11, 19, 21, 22, 23, 26, 33, 35, 36, 39, 40, 43,
47, 48, 51, 54, 55, 61, 62, 63, 64, 70, 71, 72, 75,
78, 80, 81, 86, 92, 94, 95, 96, 97, 101, 118, 114,
119
Câncer (cura, bicarbonato de sódio) (excluir leite e derivados da alimentação) 75
Câncer de bexiga (excluir leite e seus derivados da alimentação) 47
Câncer do cólon e do reto (excluir leite e seus derivados da alimentação) 9, 13, 50, 116
Câncer do estômago (excluir leite e seus derivados da alimentação) 78
Câncer do fígado (excluir leite e seus derivados da alimentação) 10, 84
Câncer do intestino (excluir leite e seus derivados da alimentação) 78, 119
Câncer de mama (excluir leite e seus derivados da alimentação) 47, 78, 86, 105, 116, 118, 119
Câncer da pele (excluir leite e seus derivados da alimentação) 78, 80
Câncer de próstata (excluir leite e seus derivados da alimentação) 47, 58, 59, 64, 76, 78, 86, 94, 118
Câncer do pulmão (excluir leite e seus derivados da alimentação) 32, 39, 64, 78
Câncer e vitamina B17 (excluir leite e seus derivados da alimentação) 81
Câncer no útero (excluir leite e seus derivados da alimentação) 50
Câncer (prevenção) (excluir leite e seus derivados da alimentação) 16
Candidíase 21, 60
Canola – veneno de ação lenta 38
Cansaço 27
Carcinoma maligno 119
Cardiopatia (doenças do coração) 26
Carrapato – repelente 76
Cartilagem 69
Cartilagem – desgaste da cartilagem articular 68
Carrapato 25, 36, 111
Carvão vegetal ativado 90
Castanha do Brasil e selênio 62, 117
Catapora 95
Catarata 47, 97
Catarro 24, 35, 85, 89
Causa das doenças – a maior causa orgânica das doenças 8, 28
Caxumba 96
Cegueira 60
Cegueira total por derrame 57
Celular (aparelho) 69
Celulite 21, 26
Células cancerosas – como evitar a permanência no organismo 48
Células cancerosas – os alimentos que nutrem as células cancerosas 48
124

Cérebro ágil e saudável 31


Cérebro – estímulo 29
Cérebro – atividade cerebral 97
Cérebro – ginástica para o cérebro 31
Cérebro – neurotransmissores 92
Cérebro – oxigenação 30
Cérebro – proteção 62, 114
Chumbos de arma de fogo de caça – como remover 97
Cicatriz – para remover 29
Cicatrização deficiente 17
Cicatrizante 24, 25, 84
Cigarro 62
Cigarro – exposição ao cádmio através da fumaça 94
Cimento intercelular (comprometimento na formação) 17
Cintura abdominal (aumento) 23
Circulação sanguínea 97
Circulação sanguínea deficiente 18, 27, 30, 47, 50, 51, 61
Cirrose hepática 13, 20, 21, 27, 63
Cirurgia – procedimento nutricional com magnésio, na véspera de uma cirurgia 80
Clorofila 83
Coagulação sanguínea 58
Coágulos de sangue 7, 13, 15, 21, 27, 43, 47, 54, 80
Coágulos de sangue nos pulmões 9
Coeficiente metabólico 73
Colágeno 69, 91
Cobra (repelente) 45
Colágeno (comprometimento na formação) 17
Colesterol 7, 8, 9, 10, 11, 21, 23, 30, 41, 43, 47, 54, 55, 57,
59, 61, 68, 71, 72, 75, 80, 90, 92, 95, 101, 116
Colírio para recuperar a visão 31
Colite 84
Cólon (intestino grosso) irritável 90
Coluna vertebral 5, 19, 26, 48, 89, 111
Coluna vertebral (calcificações nas vértebras) 16, 80
Coluna vertebral (degenerescência) 7
Coluna vertebral (dores) 7, 16, 79
Coluna vertebral (desalinhamento e retificação) 29, 34, 41
Coma 26
Combinação de alimentos 8
Compulsão a doces 67
Computador 69
Concentração (dificuldade) 21
Confusão 15
Congestionamento das vias respiratórias 24
Conjuntivite 44, 118
Contagem sangüínea (indicador do DNA associado a câncer no fígado) 84
Contusões 84
Convulsões fatais 15
Coordenação (perda) 15
Coração dilatado 23, 64
Coração (doenças) 75, 79, 111
Coronárias entupidas 80
Corrimentos de várias origens 6
Corrimento nasal 85
Couro cabeludo (moléstias) 21
Couro cabeludo (afecções, crostas, moléstias, causadas por fungos) 43
Cozinhar – processo de destruição dos alimentos 110
Cravo ou olho de peixe 23
Criatividade 31
Criminalidade juvenil 102
Crescimento (retardo) 93
Defeitos congênitos, de nascença (prevenção) 89
Defeito de nascença (congênito) 60, 90
Degeneração muscular 43
Demência vascular 54
Dengue 27, 35, 77
Dentes (enfraquecimento) 17
Dentes (perda de dentes) 84
Depressão 15, 19, 21, 46, 47, 60, 69, 114
Depurativo do sangue 24, 30, 36, 40, 70
Dermatoses 30
Dermatites 47
Derrame 19, 63, 64, 80
125

Derrame (diagnóstico) 20
Desânimo (falta de energia) 21
Desconforto intestinal 67
Desidratação 22
Desintoxicação 54, 62, 97
Desintoxicante 84
Desobstrução dos vasos sanguíneos 7
Desodorante para axila e pés 88
Desodorante tóxico 35, 42
Desodorizante (do corpo) 84
Diabete 1, 2, 7, 8, 13, 15, 21, 23, 27, 37, 40, 42, 44, 46, 54,
55, 58, 60, 61, 70, 73, 76, 94, 116
Diabete (cura de ferida de paciente sob indicação médica de amputação) 22
Diabete, o aspartame é especialmente mortal para os diabéticos 46
Diabete, usar o adoçante natural stévia 60
Diarréia 15, 36, 74, 90
Dieta de baixas calorias 15
Dieta pobre em carboidratos 14
Dificuldade de perder peso 67
Digestão 97
Digestão (problemas) 21, 40
Digestivo 70
Dilatação vascular 58
Dioxina (forno de microondas) 49
Disciplina – problemas de disciplina 104
Dislipidemia 71
Disritmias cardíacas 15
Distúrbios cardiovasculares 27
Distúrbios cardio-cérebro-vasculares 26
Distúrbios circulatórios 26
Distúrbios digestivos (intestinais) 21, 27, 84
Distúrbios do sistema nervoso central 28
Distúrbios gastrointestinais 60
Distúrbios ginecológicos 27, 34
Distúrbios nos nervos de percepção 28
Distúrbios nos órgãos situados acima do diafragma 27
Distúrbios urinários 28
Diurético 36, 40, 54, 70
Diuréticos e preparados digitálicos (pessoas que tomam) 15
Diverticulite 11, 21
Diverticulose 11
DNA (síntese do DNA) 89
Doces – vontade excessiva de comer doces) 41
Doenças – a maior causa das doenças) 8, 28
Doenças auto-imunes 62, 94, 117
Doenças broncopulmonares e do diafragma 7
Doenças cardíacas 15, 19, 21, 26, 47, 62, 64
Doenças cardíacas isquêmicas (principal causa dos ataques cardíacos) 9
Doenças cardiovasculares 15, 21, 27, 39, 43, 54, 59, 64, 71, 97, 116, 117
Doenças (causas psíquicas) 37
Doenças circulatórias 16, 27, 62, 64
Doenças coronárias 55, 61, 64
Doenças da cavidade oral (doenças bucais) 84
Doenças da pele 50
Doença das artérias coronarianas 63
Doença de Chagas 88
Doença de Crohn 21
Doença de Eptein-Barr 21
Doença de Soarell (inflamação na articulação do tornozelo) 27
Doença de Wilson 94
Doença diverticular do cólon 9
Doenças auto-imunes 93
Doenças do estômago, dor no estômago, disfunções digestivas 21, 23, 25, 27, 90
Doenças do miocárdio 7
Doenças coronárias 47
Doenças hepáticas (fígado) 20, 26, 27
Doenças inflamatórias 73
Doenças mentais 24, 101
Doenças nervosas e neuromusculares 15
Doenças neurodegenerativas 62
Doenças ostearticulares 21
Doenças pulmonares 94
Doenças renais 94
126

Doenças respiratórias 21, 26, 27, 47


Dor 6, 19, 21, 22, 26, 35, 46, 85, 89
Dor causada por ingestão rápida de sorvete 45
Dor de cabeça 7, 21, 26, 27, 29, 41, 42, 46, 60, 67, 74, 114
Dor de corrida 45
Dor de dente 31, 75
Dor de garganta 21, 36, 75
Dor de injeção intradérmica 45
Dor menstrual 21
Dor muscular 29
Dor nas articulações (juntas) 16, 46, 48, 65, 114
Dor nas costas 60
Dor nas extremidades do corpo 17
Dor nas pernas, quadris e braços 16
Dor no estômago (de causa desconhecida, inexplicável) 89, 120
Dor no estômago, ventre 11, 25, 34
Dor repentina nos membros inferiores 46
Dormência nas mãos 28
Dormência ou formigamento 42
Drenagem nasal 85
Drogas 62
Eclampsia (forma convulsiva de toxemia gravídica) 44
Eczema 40, 70
Efizema 63
Emagrecimento 7, 24, 36, 48, 59, 89, 116
Embolia pulmonar 13
Emoliente (amolecimento, abrandamento de uma inflamação) 40, 70
Encurvamento da coluna 59
Energia celular 73
Energia orgânica (aumento) 21
Energia sexual 30
Enfermidades cardíacas 21
Enfermidades diversas 19, 27, 51
Engasgo 74, 87
Enrigecimento dos músculos e nervos 111
Entrevamento 29
Envelhecer – ficar sem enzimas 107
Envelhecimento 55, 76, 94, 114
Envelhecimento celular 62
Envelhecimento precoce 98, 100
Envelhecimento precoce – alimentos que evitam 116
Envelhecimento – selênio inibe todos os principais mecanismos 63
Envelhecimento saudável 54
Envenenamento de cão ou gato 88
Enxaqueca 16, 106, 116
Enzimas 97, 107
Enzimas desintoxicantes 62
Enzimas (estímulo à produção) 43
Epilepsia 60, 120
Equilibrio ácido-base do organismo 28, 40, 70
Equilíbrio ácido-base e saúde – Dr. Jong Suk Yum 111
Equlíbrio ácido-base – exercício do João teimoso – Dr. Jong Suk Yum 112
Equilíbrio ácido-base – fator essencial á saúde – Dr. Jong Suk Yum 114
Erisipela 25, 30, 80
Escaras (tratamento com urinoterapia) 49
Esclerose múltipla 46, 101
Escorpião (para afugentar escorpiões de um local) 29
Espasmos 46
Expectorante 90, 119
Esperma (baixa contagem) 93
Espinhos 24
Esquecimento 24
Equilíbrio ácido-base e saúde 111
Esquimós – alimentação 107
Esquizofrenia crônica 101
Esteatose hepática (fígado gorduroso) 23
Estresse 21, 42, 58, 69, 111
Estresse glandular 114
Estresse inflamatório oxidativo 54
Estômago (dor) 89, 120
Estômago (inchação e dilatação) 11
Estômago (refrescante, indisposição) 40
Estomatite (inflamação da membrana mucosa da boca) 84
127

Esvaziamento incompleto do reto 11


Exercício do abmômen 34
Exercício do João Teimoso 28
Exercício do tornozelo 34
Exercícios e práticas que evitam doenças 48
Exercícios pesados 15
Exercício vasocapilar 27
Extrato de semente de uva contra leucemia 77
Fadiga 73
Fadiga excessiva 114
Fala atrapalhada 46
Febre 6, 21
Feridas 26, 38, 40, 80, 84
Ferida inflamada 4, 29
Ferida – má cicatrização 93
Feridas persistentes, de cura difícil 33, 80, 97
Fermentação de alimentos no sistema digestivo – a maior causa de doenças 8
Fermentação intestinal 90
Ferroada de arraia 5, 116, 120
Ferroada de arraia e mandi (peixe) 5, 120
Fezes (odor fétido) 12
Fezes ressequidas 29
Fibras alimentares 9
Fibróides uterinos 21
Fibromialgia 21, 46, 60
Fígado (regeneração) 40, 70
Fígado (desintoxicação) 61, 62
Fígado gorduroso (ver página 7 para retirar gordura dos órgãos internos) 23
Fígado (pontadas no fígado) 79
Fístula 119
Flebite 9, 13
Flexibilização dos músculos de ligações intervertebrais 28
Fraqueza 41, 68
Fraturas ósseas (auxilia a recuperação) 21
Frieira e micose nos pés 20, 88
Frieza nas mãos e pés 26
Frigidez 42
Formação do DNA 60
Formigas 111
Formigamento nas pernas 46
Forno de microondas 49, 99
Fortalecimento dos nervos 27
Fortalecimento das glândulas 27
Freqüência cardíaca 58
Fumante 44, 45, 59, 64, 94
Fumante (limpeza dos pulmões) 120
Funções cognitivas (declínio) 54
Funções endoteliais 54
Fungicida (propriedades) 89, 119
Fungo e afecções no couro cabeludo 61
Fungo na unha 38, 121
Fungos – sintomas graves de acumulação de bactérias e fungos) 114
Furúnculo 30, 33, 80
Gangrena 35
Garganta inflamada 36, 89
Garganta irritada 53
Gases intestinais 11, 41, 67, 90
Gastrite 21, 29, 35, 38, 44, 47, 70, 74, 89, 120
Gelatina 69
Gengivas (sangramento) 17
Gestantes (convulsões) 15
Giárdia 18
Glândulas linfáticas (irrigação das glândulas linfáticas na caixa torácica) 28
Glândulas linfáticas do lado direito do pescoço 28
Glândula pineal (melhora da atividade) 21
Glândulas sebáceas (funcionamento excessivo) 30
Glândulas sexuais (mau funcionamento) 93
Glândula tireóide (estímulo) 28
Glicemia 43, 95
Glicose 52
Glóbulos brancos 80
Gordura do sangue (triglicerídeos) 8, 18, 21, 23, 41, 47, 57, 68, 72, 90
Gordura nos órgãos internos (para retirar o excesso de gordura nos órgãos) 7
128

Gordura hidrogenada ou gordura trans – veneno 22, 39


Gorduras aquecidas 110
Gorduras peroxidadas 62
Gordura (quebra) 58
Gota (forma hereditária de artrite que ocorre, em geral, numa única articulação) 52, 80
Gravidez (complicações) 13
Gravidez (teste) 35
Gripe 24, 25, 26, 27, 33, 36, 40, 42, 70, 82, 83, 84
Gripe suína 82, 83
Habilidade e desempenho físico e mental 110
Hanseníase (lepra) 19, 26
Hemoglobina (produção) 34
Hemorragia renal 40, 70
Hemorragia (sangramento) 17, 18, 25, 29, 83
Hemorróidas 9, 12, 19, 26, 31, 35, 62, 97
Hepatite 6, 61, 96
Hepatite crônica 21
Hepatopatia (doenças do fígado) 20, 26, 27
Hérnia de disco 21
Hérnia do hiato 69
Herpes 8, 21, 26, 88, 89
Hidratos de carbono 114
Hiperatividade 60, 104, 116
Hipertensão (pressão alta) 7, 9, 13, 15, 16, 22, 23, 26, 27, 34, 42, 43, 47, 51,
54, 58, 60, 94, 116, 117
Hipertireoidismo 41, 67
Hipoglicemia 60
Hipotensão (pressão baixa) 26, 34, 51, 92
HIV (AIDS) 21, 26, 50, 89
Hormônios (equilíbrio da taxa hormonal) 51, 97
Hormônios (estimulante da produção) 50
Icterícia 40, 70
Idosos 15
Impedimento da fuga de criminoso 45
Impedir que a cadela seja emprenhada 29
Impotência sexual 42, 54, 94
Impulsividade 69
Imunidade celular 47
Imunidade (resposta imunológica) 61
Imunoestimulante 62, 64
Inchação nos membros 27
Inchaço abdominal 41, 67, 90
Indigestão 15, 60
Indisposição 41, 68
Indisposição gástrica causada por resfriados 40
Indisposições gástricas 70
Infarto 21, 22, 23, 42, 60,80
Infecção gengival 84
Infecção no ouvido 89
Infecção urinária 52
Infecções 51, 54, 82
Infecções cutâneas 21
Infecções intestinais 54
Infecções nos rins 51
Infecções produzidas por fungos, mofo ou levedura 21
Infecções respiratórias 84
Infecções (suscetibilidade) 93
Infertilidade masculina 94
Inflamação 6, 43, 72, 80
Inflamação bucal 95
Inflamação das vias respiratórias 114
Inflamação (estômago, fígado, intestinos, ovários, útero, vagina, olhos) 6
Inflamação na garganta 42
Inflamação na garganta e amígdalas 24
Inflamação pélvica 21
Inflamação uterina 26
Influenza A (gripe suína) 82, 83
Ingestão de compostos corrosivos (soda cáustica, etc) 24
Insônia 25, 116
Inteligência 31
Inteligência (aumento) 90
Inteligência (aumento do quociente de inteligência) 17, 89
Intestino (desconforto intestinal) 41
129

Intestino grosso (desintoxicação) 61


Intoxicação (desintoxicação do organismo) 62, 88
Intoxicação alimentar 21, 90
Intoxicação por agrotóxicos 27, 88
Irrigação sanguínea da caixa torácica (estímulo) 28
Irrigação sanguínea insuficiente 16
Irritabilidade 114
Irritação 69
Irritação na garganta 53
Isquemia (doenças cardíacas isquêmicas) 7, 15
Jejum 101
Joelhos, menisco, problemas articulares nos joelhos 76
Labirintite 25
Lagartas urticantes 5
Laxante 10, 40, 47, 54, 70
Laxantes produzidos pelo organismo 12
Leishimaniose 4, 24, 35, 38, 76, 97
Leite, alimento do câncer 86
Leite materno (aumento do ferro no leite) 84
Leite quente 69
Lepra 19, 26, 102
Leucemia 77, 78
Leucócitos 107
Levedo de cerveja 91
Licopeno 8, 40, 59, 70
Limpeza dos pulmões de fumante 120
Linfoma 60
Linhaça 71, 72, 117
Linhaça e azeite de oliva virgem 58
Lipídeos 95
Lipídeos sanguíneos (alterações) 23
Líquidos orgânicos (neutralidade) 29
Longevidade 97
Lúpus erimatoso 21
Lúpus sistêmico 46
Má nutrição 100
Magnésio 15, 41,50, 67, 68, 72, 73, 79, 83, 114
Mal-estar 41, 68
Mal de Alzheimer 31, 42, 46, 54, 60, 62
Mal de Parkinson (tremedeira constante nos membros e cabeça) 21, 22, 42, 46, 54, 60
Malária 27, 34, 37, 59
Malária (eliminação da febre interna) 6
Malária (eliminação do plasmódium, agente causador 88
Malária (preventivo) 25
Mamão 40, 70
Manchas na pele 36, 40, 54, 62, 80
Manchas na pele causadas por feridas 35, 80
Manteiga e margarina 61
Massa muscular (desenvolvimento) 21
Mau hálito 90
Mecanismos de cura 97
Mel com canela (revista Weekly World New, Canadá, edição de 17.01.95) 74
Mel de abelhas _ Teste de pureza 37
Memória – falta de memória 41, 46, 54, 60, 67
Memória – perda de memória 118
Memória permanente 78
Memória – soro da memória 78
Membrana sinovial 68
Menisco, problemas articulares nos joelhos 76
Mente – exercício mental diário 73
Mente – letargia mental 93
Mente – vivacidade 22
Menopausa 43, 72, 116
Metabolismo da glicose 54
Metabolismo (disfunções) 7
Metais pesados, arsênico, mercúrio (intoxicação) 62
Microvarizes 59
Miopia 44
Moléstias do couro cabeludo 21
Morte 60
Músculos (degeneração muscular) 43
Músculos de ligações intervertebrais 28
Músculos do pescoço (flexibilização) 28
130

Nariz entupido 29
Nariz (qualquer doença) 29
Náuseas 11,15, 60
Necrose 80
Nefrose (afecção dos rins, degenerativa não inflamatória) 26
Nervos (tônico) 40, 70
Nervo ciático (dor) 16, 79
Nervo parassimpático (estímulo) 28
Nervos periféricos (paralisia) 34
Nervo simpático (estímulo) 28
Nervosismo 7, 69
Neuróbica (ginástica para o cérebro) 31
Neutralidade dos líquidos orgânicos 28
Nevralgia 27
Nó nas tripas (torção intestinal) 34
Nódulos no seio 80
Noni 21
Nutrição desportiva 69
Nutrição dos tecidos 84
Obesidade 9, 13, 22, 23, 39, 41, 60, 67, 72, 74, 118
Obesidade (aumento da cintura abdominal) 23
Odores do corpo 84
Odores (maus odores do hálito e das fezes) 84
Olfato – anormalidades 93
Ôlho-de-peixe (verruga na sola dos pés) 121
Olhos (carne crescida ou pterígio) 24, 41, 70, 76
Olhos (conjuntivite, inflamação) 44, 76, 118
Olhos (corpo estranho no olho) 5
Olhos (danos na retina) 60
Olhos (deficiência) 4, 31, 34, 76
Olhos (degeneração macular) 93
Olhos (distúrbios) 60, 76, 118
Olhos (enfraquecimento) 33
Olhos (irritação e outros males) 88, 89
Olhos (fortalecimento, melhora da visão) 28, 48, 59, 70, 76
Olhos (inflamação) 5, 6, 44, 70, 76
Olhos (manter boa visão) 43
Olhos (miopia) 44
Olhos (para manter a saúde do cristalino) 38
Olhos (pterígio ou carne crescida) 76
Olhos (qualquer doença) 29
Olhos (recuperar a visão) 86, 118
Olhos (Umbra Iridis) 34
Olhos (visão múltipla) 34
Ômega 3, ômega 4 e ômega 6 (ácidos graxos poliinsaturados) 41, 43, 47, 58, 68, 71, 72. 73, 117
Ossos (fortalecimento) 69
Ossos (enfraquecimento) 17
Osteartrose 21
Osteoartrite 65
Osteóide (comprometimento na formação) 17
Osteoporose 21, 42, 43, 69, 80, 95
Ouvido (infecção) 89
Ovulação – aumento 111
Oxigenação cerebral 30
Paladar – anormalidades 93
Palhas de buriti para cobertura de casa e corte de árvores 35
Pancada 6
Pâncreas 107
Pâncreas – estímulo 116
Pancreatite 21
Panelas de alumínio _ impróprias para uso em cozinha 42
Pânico 114
Pano branco 26
Paralisia (seqüela de derrame) 19
Paralisia infantil 111
Paralisia dos nervos periféricos 34
Parasitismo, simbiose e larvas astrais (eficácia de infusão de ervas) 19
Parasitos intestinais 21
Parto prematuro (evita) 15
Pé-de-atleta 21, 88
Pés (mau odor) 88
Pé (micoses) 88
Pés (defeitos) 34
131

Pedras nos rins e na vesícula Ver Cálculos nos rins e na vesícula


Pele 69, 70, 74
Pele – alterações 93
Pele (animais) 83
Pele – aspereza 40, 70, 74
Pele – coceira, irritação 89
Pele – doenças 8, 21, 26, 50, 74, 106
Pele – envelhecimento 116
Pele – fator respiratório 91
Pele – micoses, coceiras e manchas avermelhadas 20
Pele – manchas na pele 36, 40, 54, 62, 80
Pele – ulcerações causadas por produtos químicos 22
Pele – rejuvenescimento 27, 60
Pelo (animais) 83
Pensamento é força criativa 74
Perfil lipídico 54
Peristaltismo, estímulo (movimento da musculatura dos intestinos) 34
Peritonite aguda 12
Pernas – sistema vascular das pernas 85
Pesticidas – inseticidas, nematicidas, fungicidas agrícolas 110
Picada da aranha viúva (Venezuela) 19
Picada de abelha 5, 33
Picada de animais venenosos 6
Picada de aranha 5, 32
Picada de cobra 2, 3, 32, 33, 37, 44, 95, 96, 97, 118
Picada de cobra – repelente 45
Picada de escorpião 29
Picada de formiga tucandeira 120
Picada de insetos 75
Picada de lacraia (piolho de cobra) 5, 31
Picada de marimbondo (caba, vespa) 5, 33
Pielonefrite aguda 51
Pigarro 35, 45
Piloro (entupimento) 34
Pimenta (queimaduras) 29
Piorréia (sangramento gengival e perda de dentes) 84
Pira (doença de pele em cães) 25
Plantando em solos pobres (ensinamento de extra-terrestre) 32
Pneumonia 42, 51, 67, 116
Poliomielite 15
Pós-operatório bucal 85
Potássio 71
Potência sexual 62, 76
Pressão sanguínea 95
Pressão alta (hipertensão) 7, 9, 13, 15, 16, 22, 23, 26, 27, 34, 42,47, 51, 54,
58, 60
Pressão baixa (hipotensão) 26, 34, 43
Prisão de ventre 9, 10, 11, 12, 26, 33, 40, 47, 48, 61, 70
Problemas cardíacos 48, 59, 62
Problemas digestivos 54
Problemas no estômago 120
Problemas hormonais 60
Problemas menstruais 30, 114
Problemas neurológicos 46
Problemas respiratórios 22, 33
Problemas sexuais 22
Produtos dietéticos – aspartame 46
Proteção contra ataque de onça 41
Próstata, prostatite (inflamação na próstata) 2, 7, 16, 21, 23, 34, 36, 44, 47, 64, 74, 80, 120
Próstata – quantidade de zinco existente 94
Próstata – retardante do envelhecimento 117
Pterígio (carne crescida no olho) 41, 70, 76
Psicoses 42
Psoríase 8, 21, 47, 80, 106
Pulgas 53
Pulmão (limpeza) 18, 44
Pulmão (problemas diversos) 62
Pulsação (distúrbios) 27
Pústula 30
Quantidade de fibras alimentares nos alimentos 14
Queimadura 4, 6, 21, 26, 42, 83, 84, 91
Queda de cabelo 42
Queimadura com pimenta 29
132

Radicais livres 58, 62, 98, 110, 114


Ratos_raticida preparado com feijão 88
Reação insulínica 61
Refluxo esofágico do ácido gástrico 21
Rejuvenescimento 22
Rejuvenescimento da pele 27, 40
Repelente de mosquitos da malária e dengue 76, 77
Repolho (para fechar as folhas e manter um volume compacto da planta) 32
Resposta imunológica 58
Refluxo gastrointestinal 70
Refrigerante – o que acontece ao beber uma lata de refrigerante 95
Resfriado 21, 27, 75, 52, 82, 83, 94
Resistência orgânica contra substâncias tóxicas 27
Ressaca causada por ingestão de bebidas alcoólicas 25
Restauração dos tecidos orgânicos 84
Retardamento mental 60
Retenção de líquidos 41, 67, 73
Reto (sensibilidade) 11
Reumatismo 16, 17, 18, 26, 27, 28, 47,80, 97
Rigidez muscular 16
Rinite alérgica 26
Rins – cálculos inflamados 95
Rins (comprometimentos renais graves) 15, 62
Rins (hemorragia) 40
Rins (inflamação) 4, 13, 75
Rins (doenças renais) 22, 27, 62
Rins (reativação dos rins) 20, 62
Roncos no ventre (entupimento do piloro) 34
Rouquidão 40, 70
Rubor ou palidez facial 27
Rugas 40, 70, 83
Saber (estimulando o saber) 30
Sal em aplicações diversas 53
Sangramento gengival 84
Sangramento (para estancar sangramento) 83
Sangue (estímulo e redução da alcalinidade) 28
Sangue (limpeza) 24, 30, 36, 40, 74, 95
Sangue pouco oxigenado 16
Sarampo 89, 95
Sarcomas 51
Seios (nódulos no seio) 80
Selênio 62, 91
Selênio – elemento antienvelhecimento e anticancerígeno 63
Senilidade 54
Sensibilidade constante à luz solar 76
Sífilis 27
Síndrome de fadiga crônica 60
Síndrome do X-Frágil 90
Sintomas de intoxicação por alumínio em crianças 42
Sinusite 6, 7, 16, 21, 29, 30, 74, 82, 114
Sistema cardiovascular (destruição) 22
Sistema cardiovascular (nutrição) 73
Sistema circulatório 85
Sistema digestivo 72
Sistema imunológico 21, 51, 71, 72, 73, 84, 92, 93, 97, 102
Sistema imunológico (a gordura debilita o sistema imunológico) 82
Sistema intestinal 85
Sistema nervoso 51, 69, 73
Sono (regulador) 21, 69, 78
Sono (transtornos) 22
Soro caseiro 53
Stévia 60
Substâncias tóxicas 62
Surdez 60
Tabagismo 22
Tártaro 42
Taxa de açúcar no sangue 84
Tecido conjuntivo 69
Tecido nervoso 58
Temperatura – efeitos sobre a vida 103
Temperatura do organismo (regulador) 21
Tendinite 21, 52
Tendão 69
133

Tensão nervosa 111


Tensão pré-menstrual 15, 30
Terapêutica com água 66
Terapêutica ortomolecular 67
Terçol 31
Tireóide 62
Tireoidite 21
Tireoidite viral 21
Tomate e azeite de oliva virgem 59
Tontura 46
Tontura causada por ingestão de álcool 45
Torção intestinal (nó nas tripas) 34
Tosse 8, 21, 24, 26, 35, 40, 70
Toxemia 100
Toxinas 114
Toxicidade do metanol 46
Toxinas 88, 114
Toxinas no sangue 47
Toxoplasmose 2
Transtornos auto-imunológicos 21
Transtorno do desenvolvimento neurocomportamental 104
Trauma físico 92
Tremedeira nos membros 16
Tremores 15
Triglicerídeos (gordura do sangue) 8, 18, 21, 23, 41, 47, 57, 68, 72, 95
Triptofano (aminoácido essencial) 69
Trombos 15, 54
Trombose 42, 80, 117
Tuberculose 21, 40, 70
Tucandeira (picada de formiga tucandeira) 120
Tumores 21, 31, 43, 47, 82
Tumores cancerosos e pré-cancerosos 119
Tumores no cérebro 60
Tumores no fígado 9
Tumores vaginais 26
Úlceras 26, 29, 40, 44, 47, 70, 74, 116
Úlcera gástrica 94, 120
Úlcera gástrica e duodenal 21, 29
Ulceração dos tecidos 85
Ulcerações na pele 21, 84
Ulcerações na pele causada por produtos químicos 22
Úlceras varicosas 26
Unhas (crescimento) 70
Unhas quebradiças 41, 67
Unheiro (fungo, afecção na unha) 29, 38, 121
Uréia 95
Urinoterapia 49
Vacina do sapo 19
Varizes 9, 13, 18, 26, 30, 62, 85
Varizes (microvarizes) 48, 62
Vasos capilares (enfraquecimento) 17
Vasos e artérias sanguíneas (desobstrução) 7, 19, 27
Vasos linfáticos da caixa torácica (fortalecimento da irrigação) 28
Veia cava inferior (estímulo) 28
Veias obstruídas da cabeça (irrigação estimulando o cérebro) 29
Vermelha (ferida com contorno de pele vermelho intenso) 25
Vermífugo 30, 36, 40, 70
Verruga 8, 21, 23, 25, 29, 40, 42, 70, 121
Verruga na sola dos pés (olho-de-peixe) 121
Vertigem 46
Vesícula biliar 4,13, 33,36
Vesícula – cálculos inflamados 95
Véspera de uma cirurgia (uso do magnésio) 80
Viroses 47, 82
Visão – anormalidades 93
Visão borrada, visão deficiente 46, 76
Visceroptose 29
Vitalidade física 73, 97
Vitamina C 17, 40
Vivendo de comida viva 110
Vômitos 15, 38
Zinco – estimulante imunológico 93
Zumbido nos ouvidos 46, 60
134

Você também pode gostar