Você está na página 1de 5

Nome _______________________________________nº ___ 9º ___ data ____/____/____

Material : Orações subordinadas Adverbiais

Observe:
[Fiz-lhe sinal] [para que parasse]

or. principal or. subord.

Qual a função morfológica que a oração subordinada exerce em relação à oração principal? _________________.
Como você pode notar, essa oração exerce função sintática de adjunto _________________________. As orações subordinadas adverbiais são
introduzidas pelas conjunções _______________________, exceto as ______________.

Classificação:
1. Causais: [Vale a segurança] [porque tudo é incerto]

or. principal or. sub. adverbial causal

A oração subordinada indica a causa da segurança.


As principais conjunções subordinadas causais são: porque, pois que, como, já que, visto que ...

2. Comparativas: [Ela é mais gulosa] [do que a prima].

or. principal or. subord. adverbial

A oração subordinada estabelece uma _____________________________ dela com a _________________________.


Principais conj. Comparativas: mais ... que, mais ... (do) que, menos ... (do) que, tanto ... quanto, tão ... quanto.
Geralmente, na oração subordinada adverbial comparativa, o verbo é omitido

3. Concessivas: [Embora estivesse ferido] , [continuava lutando].

or. sub. adverbial or. principal

O que você pode notar na relação entre estas duas orações? Em geral, quem está ferido não continua lutando.
Estes dois fatos: lutar e estar ferido são contraditórios e um não modifica o outro. Isso, em termos gramaticais, é uma concessão. Por esta
razão, a oração subordinada é _________________________.
Principais conjunções concessivas: embora, ainda que, se bem que, mesmo que, apesar de que, por mais que ...

4. Condicionais: [Só irás ao cinema] , [se levares tua avó.]

or. principal or. sub. adverbial

A oração sub. indica a __________________ para que a oração principal se realize.


Principais conjunções condicionais: se, salvo se, caso, contanto que, desde que, a menos que ...

5. Conformativas: [Não haverá aula na próxima semana] , [ conforme já combinamos.]

or. principal or. sub. adverbial

Entre a oração principal e a subordinada adverbial existe uma relação de


____________________.
Principais conjunções conformativas: conforme, segundo, como, consoante.

6. Consecutivas: [Ele era tão sério] [que eu tinha medo.]

or. principal or. sub. adverbial


“Ter medo” é __________________________ de ele ser tão sério. Portanto, esta oração indica uma
______________________________ da principal.
Principais conjunções consecutivas: tão ... que, tanto ... que, tamanho ... que , que.

7. Finais: [Ficava doente] [para que recebesse atenção]


or. principal or. sub. adverbial

Com que finalidade ficava doente? Para que recebesse atenção. Esta oração indica a ____________________________ da oração principal.
Conjunções sub. finais: para que, a fim de que, que.

8. Proporcionais: [Quanto mais a vejo,] [mais a quero.]

or. sub. or. principal

Note que existem dois fatos: vejo e quero. Existe uma relação de ____________________: ambos acontecem na mesma proporção.
Principais conj, proporcionais: à medida que, à proporção que, (quanto mais) ... mais, (quanto mais) ... menos.

9. Temporais: [Quando vi sua imagem na tela,] [quase desmaiei.]

or. sub. adverbial or. principal

A oração subordinada indica uma circunstância de _______________________________ com relação ao verbo da oração principal. As
principais conjunções sub. temporais: quando, enquanto, até que, logo que, assim que, sempre que, antes que, mal ...

DIFERENTES CLASSIFICAÇÕES DA PALAVRA COMO

1. Conjunção subordinativa causal: (valor de porque)


Ex.: Como estava chovendo, levei guarda-chuva
( = porque)
2. Conjunção subordinativa conformativa (valor de conforme)
Ex.: Faça tudo como lhe ensinei.
( = conforme)
3. Conjunção subordinativa comparativa: (valor de igual)
Ex.: Júlia é tão nervosa como a irmã.
( = igual)
4. Conjunção integrante
Advérbio interrogativo. (Introduz oração subordinada substantiva)
Não sabemos [ como ele foi parar lá. ]

EXERCÍCIOS

1. Identifique as diferentes classificações da palavra como:


a) Sabe como fiz isso? __________________________________________________________________
b) Como está perto de meu aniversário, programei uma grande festa. ______________________________
c) Como você disse, ela é muito teimosa. ____________________________________________________
d) Estou preocupada como você. __________________________________________________________
e) Percebi como ela estava triste. __________________________________________________________
f) Entendeu como era difícil resolver o problema. _____________________________________________
g) A casa parecia ser tão grande como o apartamento. __________________________________________
h) Como saí muito cedo, não pude tomar café. ________________________________________________
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

1. Compare:
Não analisei o romance porque não tive tempo.
Como não tive tempo, não analisei o romance.

São duas possibilidades como pode ser construída uma oração subordinada adverbial causal. Empregue a segunda possibilidade:

a) Não concluiu a pesquisa porque lhe faltavam recursos.


b) Não fui ao trabalho porque o chefe me dispensou.
c) Foi afastado da fila porque não era a sua vez.
2. Compare:
Se não tiver assistência médica, não sobreviverá.
Caso não tenha assistência médica, não sobreviverá.

São duas possibilidades como podem ser construídas as orações subordinadas adverbiais condicionais. Empregue a segunda possibilidade.

a) Se você souber tocar violão, eu cantarei este samba.


________________________________________________________________________________________
b) Se o governo não cumprir as promessas, perderá mais uma eleição.
________________________________________________________________________________________
c) Se ela não me desse um beijo, teria que descer do carro.
________________________________________________________________________________________

3. Observe a transformação:
Estava cansado, mas terminou o trabalho.
Embora estivesse cansado, terminou o trabalho.
Para informar uma relação de oposição, empregamos no segundo período uma oração subordinada adverbial concessiva. Faça o mesmo:

a) Eu disse a verdade, mas ninguém quis acreditar.


________________________________________________________________________________________
b) Você leu o texto, mas não soube responder às questões.
________________________________________________________________________________________
c) Regina está doente, mas irá à festa.
________________________________________________________________________________________

4. Observe:
A. Ganhamos a partida
B. Faltavam dois minutos.
C. Ganhamos a partida quando faltavam dois minutos.
D. Quando faltavam dois minutos, ganhamos a partida.

Em C, empregamos a oração adverbial temporal após a oração principal. Em D, empregamos a oração adverbial temporal antes da oração
principal. Faça o mesmo:
a) Todos se levantaram.
Ele acabou de falar.

b) Deu o sinal.
O professor entrou na sala.

5. Leia:
A. Ainda não escrevi a carta, porque não tive tempo.
B. Ainda não escrevi a carta, visto que não tive tempo.
C. Ainda não escrevi a carta, uma vez que não tive tempo.
D. Ainda não escrevi a carta, por não ter tempo.
E. Como não tive tempo, ainda não escrevi a carta.

São algumas das possibilidades que a língua portuguesa possui para se construir uma oração adverbial causal. Faça isso no período abaixo:

Não prestou atenção, porque estava preocupado.


6. Observe:
A. Jogou mal.
B. Foi substituído.
C. Jogou tão mal que foi substituído.

No período C, reunimos as orações A e B, empregando uma oração adverbial consecutiva.


Faça o mesmo:
a) Levantou cedo.
Ouviu ainda o canto do galo.
b) Nada bem.
Foi classificado para as Olimpíadas.
7. Observe:
A. Prepare os papéis, para fazermos o contrato.
B. Prepare os papéis, para que façamos o contrato.
C. Prepare os papéis, a fim de que façamos o contrato.
São diferentes possibilidades como podem apresentar-se as orações subordinadas adverbiais finais.
Faça o mesmo:
a) Traga o material, para iniciarmos a pesquisa.
b) Ame intensamente, para poder ser amado.

8. Observe:
A. Melhoramos nosso físico.
B. Praticamos esporte.
C. Melhoramos nosso físico à medida que praticamos esporte.
No período C empregamos uma oração subordinada adverbial proporcional. Faça o mesmo:

a) Crescem nossos conhecimentos.


Lemos bons livros.
b) A produção de carros aumenta.
Há maior procura do consumidor.
c) A sociedade melhora sua condição de vida.
Há maior igualdade na distribuição de rendas.
9. Classifique as orações destacadas:
(1) oração principal (3) oração subordinada adverbial consecutiva
(2) oração subordinada adverbial causal (4) oração subordinada adverbial concessiva

a. ( ) Tão grande foi a seca que a terra partiu.


b. ( ) Embora estivesse chovendo, ele saiu.
c. ( ) Como não se comportaram bem, disse-lhes palavras ásperas.
d. ( ) Comeu tanto que ficou doente.
e. ( ) O liquidificador foi aposentado porque as vitaminas não me fazem bem.
f. ( ) Ele viria mais cedo se tivesse tempo.

10. Classifique as orações subordinadas adverbiais destacadas.


a) A sua mão tremia tanto que mal podia escrever.
b) Se eu fosse presidente, não faria outra coisa.
c) Fez tudo como lhe disseram.
d) Seu tenente dá licença para que eu visite um amigo no hospital.
e) Quando abriu a porta, foi preso em flagrante.
f) A raposa, como não pudesse alcançar as uvas, desdenhou-as.
11. Por definição, uma oração é subordinada adverbial causal se a conjunção é subordinativa causal. Um exemplo está na alternativa:

a) Era magra e comprida como um coqueiro da Bahia.


b) A criança sussurrava, gemia mais que chorava.
c) Ei-lo sublime por terra qual no ocaso é grande o sol.
d) Eu conheço mais Ouro Preto do que você.
e) A poesia há de sempre viver, porque o sentimento sempre há de existir, porque o belo nunca há de morrer.

12. Classifique as orações destacadas de acordo com o código:


(1) oração principal
(2) oração subordinada adverbial causal
(3) oração subordinada adverbial concessiva
(4) oração subordinada adverbial condicional
(5) oração subordinada adverbial temporal
(6) oração subordinada adverbial final
(7) oração subordinada adverbial conformativa
(8) oração subordinada adverbial consecutiva
(9) oração subordinada adverbial proporcional
(10) oração subordinada adverbial comparativa

a. ( ) Quando a fortuna nos sorri, temos muitos amigos.


b. ( ) As criaturas são mais perfeitas, à proporção que são mais capazes de amar.
c. ( ) Ele não tem progredido, embora seja esforçado.
d. ( ) Perfeita também seria a ventura de Belinha, caso o marido não existisse.
e. ( ) Se bem que o admirasse, não o aplaudiu.
f. ( ) A sua mão tremia tanto que mal podia escrever.
g. ( ) Exteriormente era modesto, segundo convém aos sabedores.
h. ( ) Teus olhos são negros, negros, como as noites sem luar.
i. ( ) Como não conseguiu a vitória, procurou desmoralizar o concurso.
j. ( ) Tudo lhe perdoarei, contanto que me ame.
l. ( ) Saíram para que pudessem ver o desfile.
m. ( ) Os vizinhos, embora o cumprimentassem com certo respeito, riram-se por detrás dele, que era um gosto.

13. No período "Quando veio o dia, Tamandaré viu que a palmeira estava plantada no meio da várzea", a oração destacada é:
a) principal
b) subordinada adverbial temporal
c) coordenada aditiva
d) subordinada adjetiva explicativa

14. Assinale a oração subordinada adverbial concessiva:


a) Tão grande foi a seca que a terra partiu-se.
b) Só embarcarei se tiver dinheiro.
c) Irei à festa, não obstante estar doente.
e) Passava eu a minha vida como podia.

15. De acordo com o código indique a classe das orações subordinadas abaixo enumeradas:
(1) causal
(2) temporal
(3) concessiva
(4) condicional
(5) final
a. ( ) Ficarei em casa para descansar.
b. ( ) Visto que todos chegaram, vamos iniciar a conferência.
c. ( ) Enquanto temos tempo, façamos o bem.
d. ( ) Assim que tiver notícias, escreveremos.