Você está na página 1de 38

Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Sumário Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

 APRESENTAÇÃO ____________________________________________
 CAPÍTULO 1 – INTRODUÇÃO __________________________________
 CAPÍTULO 2 - ESPAÇO PÚBLICO URBANO (Caracterização) _________
 CAPÍTULO 3 - PARQUES URBANOS (Histórico e Qualificação) ________
 CAPÍTULO 4 - MANHUAÇU (MG) (Histórico, Urbanística e E. Campo)__
 CAPÍTULO 5 - ESTUDOS DE CASO (Aspectos semelhantes) _________
5.1 Parque Halfeld
5.2 Parque do Confisco
 CAPÍTULO 6 - PROPOSTA _____________________________________

 CAPÍTULO 7 - CONSIDERAÇÕES FINAIS ________________________


 REFERÊNCIAS _____________________________________________
 ANEXOS _________________________________________________

02
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Introdução
PROBLEMA
 O crescimento acelerado das cidades brasileiras;
 Falta de planejamento urbano e de legislação;
 Assentamentos em sítios inadequados (encostas e rios);
 Falta de segurança;
 Problemas de Manhuaçu, área central;
 Falta de áreas verdes e opções de lazer;
 Questão
OBJETIVO GERAL
MÉTODOS
 Fund. Bibliográfica dos temas;
 Pesq. Histórico / documental / Iconográfica do município;
 Campo, comportamento ambiental;
 Estudo de Caso;

04
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Espaço Público Urbano


 Espaço contrário ao edificado nas cidades - público;
 Crise do espaço público diante sua privatização (SERPA, 2007);
 Cidade sadia, continuidade x fragmentação (JACOBS, 2003);
 Relações interpessoais no Espaço Público;
 Valorização do solo – escassez de áreas livres (CAVALHEIRO & DEL
PICCHIA, 1992);

NA HISTÓRIA:
 Revolução Industrial, cidades doentes, crescimento dos problemas;
 Teorias higienistas – unir campo e cidade (HOWARD, 1996);

06
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Parque Urbano
“O parque urbano é um produto da cidade da era industrial” (KLIASS, 2010, p.7);

DEFINIÇÃO

Espaço público, aberto, conservação, recreação, (MACEDO, 2010);

Tem sua origem nos jardins (TEIXEIRA , 2007);

É um meio de controle social (SERPA , 2007);

Um elemento em constante transformação ao longo do tempo e dos diferentes


sítios, teve sua permanência consolidada nas cidades (KLIASS, 1993);

É um elemento de difícil definição;

08
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Parque Urbano no Brasil


 Aparecimento tardio – várzeas e fundos de vales;
 Razões diferentes do europeu – necessidades higienistas e cidades ainda
relativamente pequenas até século XIX;
 Palco das Elites Burguesas – ostentação, ecletismo;
 Plano de Belo Horizonte – Parque Municipal no plano de Paul Villon;

Figura 2 - Alameda de palmeiras no Jardim Figura 3 – Imagem da planta baixa do plano de Aarão Reis para a nova capital de
Figura 1 - Passeio público no Rio de Janeiro, marca o início do tratamento paisagístico Botânico. Fonte: MACEDO, 2010, p. 17. Minas Gerais. Em destaque na figura a mancha referente a área do parque
de áreas públicas no Brasil. Fonte: MACEDO, 2010, p. 16. municipal, atualmente Parque Américo René Giannetti. Fonte: DINIZ, 2010.

09
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Parque Urbano no Brasil


Novos hábitos: Praias;
Parques Lineares;
Parques temáticos (restrito);
Estilos:
 Eclético;
Figura 5 –Praia de Copacabana nos dias atuais. Fonte: FLICKR, 2010.
 Moderno;
 Contemporâneo;
Desenvolvimento:
 Funções evoluíram: salubridade,
contemplação, lazer e recreação esportivas;
 Evolução acompanhou as necessidades
urbanas;
Figura 4 - Castelo da entrada do parque temático Beto Carreiro World.
Fonte: FLICKR, 2010

10
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Manhuaçu
HISTÓRICO:
 Situa-se na Zona da Mata mineira;
 78.605 habitantes (CENSO, 2009);
 133 anos de emancipação;
Figura 6 - Vista parcial da praça Cordovil Pinto Coelho com a Matriz de São Lourenço ao fundo.

 4 fases de crescimento: Café, Ferrovia, Rodovia, Fonte: Arquivo do autor.

Serviços;
 Pólo regional (micro região) na prestação de
serviços;
 Economia fortemente baseada a cultura do café,
sendo o terceiro PIB da Zona da Mata;
 Topografia extremamente acidentada (Mares de
Morros) e desenvolve-se ao longo do vale do Rio
Manhuaçu;
 Desenvolvimento urbano sem planejamento;
Figura 7 - Mapa dos municípios da Zona da Mata mineira. Fonte: MINAS
GERAIS, 2010.

12
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Manhuaçu

Relevo acidentado

Ocupação ilegal do leito do rio.


Figura 8 - Aspecto montanhoso da cidade e sua a ocupação desordenada. Fonte: CUNHA, 2005, p. 42. Figura 9 - Construção cujos alicerces estão dentro do leito do Rio Manhuaçu. Fonte: Arquivo do autor.

Enchentes anuais do Rio Manhuaçu

Ocupação irregular das encostas.

Figura 10 - Imagem da cheia do Rio Manhuaçu na área central. Fonte: ACESSA, 2009. Figura 11 - Aspecto do Bairro Santa Luzia observado da BR 262. Fonte: Arquivo do autor.

13
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

ESPAÇOS PÚBLICOS
PRAÇAS DE MANHUAÇU
 Em número muito pequeno (apenas 8);
 Ausência de atrativos paisagísticos e de
opções esportivas;
 Caráter predominante: passagem, espera e
usos por idosos e crianças;
Figura 12 - Pequena área da praça, uma área residual que recebeu

 Apropriação da ciclovia na BR 262; tratamento de jardinagem. Fonte: CUNHA, 2005, p. 52.

Figura 13 - Desnível das duas ruas que formam a praça. Fonte: Arquivo do autor. Figura 14 - Limites do Rio Manhuaçu com a Praça. Fonte: Arquivo do autor. Figura 15 - Pedestres caminham com crianças. Convivência arriscada ao
lado do tráfego pesado da BR 262. Fonte: Arquivo do autor.

14
37
15
37
15
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Área Central Figura 16 – Foto áerea de Manhuaçu. Fonte: Google Earth, 2010.
ASPECTOS URBANISTICOS:
 Solo adensado;
 Uso misto;
 Enchentes do Rio Manhuaçu;
 Ausência de áreas verdes e de lazer;
 “Ilhas de calor” (CRUZ, 2008);
 Ocupação das margens do rio e BR 262;
 Tendência a verticalização;

Figura 18 – Alagamento próximo a Praça Antônio Brum. Fonte: PORTAL Figura 19 - Vista das edificações cada vez mais altas na área central. Em
Figura 17 - Operário construindo nas margens da BR 262. Fonte: Arquivo do autor. CAPARAÓ, 2009. destaque na paisagem o edifício de 22 pavimentos. Fonte: Arquivo do autor.

16
37
17
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Pesquisa de Campo
QUESTIONÁRIO E MAPA MENTAL
9%
Qualificação, Usos e Intenções
0% •Há uma demanda;
13%
0% •As pessoas utilizam pouco por falta de
52% atrativos e qualidade;
17%
9% •Há o desejo de novas áreas mais
Gráfico 1 – Formas de utilização das praças de Manhuaçu. Fonte: Elaboração própria a partir das entrevistas realizadas.
qualificadas;

0%
4%
4% 31%
49% 36%
26% 31%
17% 2%
0%

Gráfico 2 – Qualificação feita pelos usuários dos locais destinados a atividades esportivas em Manhuaçu. Gráfico 3 – Sugestões às possíveis atividades existentes em um Parque Urbano em Manhuaçu. Fonte: Elaboração
Fonte: Elaboração própria a partir das entrevistas realizadas. própria a partir das entrevistas realizadas.

18
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Pesquisa de Campo
QUESTIONÁRIO E MAPA MENTAL - Terreno

38%
21%
69%
22%
8%
0%
25% 9%
4% 0%
4% 0%
Gráfico 4 – Sugestões para os possíveis terrenos para a implantação de um Parque Urbano em Manhuaçu. Fonte: Gráfico 5 – Qualificação da proposta que transfere o Estádio JK. Fonte: Elaboração própria a partir das entrevistas realizadas.
Elaboração própria a partir das entrevistas realizadas.

•Apesar de ser um elemento


marcante na área central, o
Estádio JK não é um elemento
tido pela população como
indispensável na paisagem
urbana da cidade.
Figura 20 - Mapa mental da área central de Manhuaçu realizado por um Figura 21 - Mapa mental da área central de Manhuaçu realizado por um
dos entrevistados. Fonte: Arquivo do autor. dos entrevistados. Fonte: Arquivo do autor.

19
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Estudos de Caso
PARQUE HALFELD (JUIZ DE FORA - MG)
 Autor do Projeto: 1981 Rosa Glenda Kliass.
 Área: 14.740 m²
 Diversas alterações ao longo da existência;
 Contemplativo;
 Utilização favorecida pelo entorno;
 Segurança;
 Marco da cidade;
 Acessível;

Figura 22 - Detalhe dos bancos de madeira e concreto. Banca de Figura 23 - Vista superior da Igreja de Santo Antônio e a sua frente o Figura 24 - Pedestres atravessando a Av. Rio Branco sobre as faixas
Figura 80 - Apropriação de parte do parque por Hippies
revista e, ao fundo, o posto policial. Fonte: Arquivo do autor, 2010. Parque Halfeld e seu entorno. Fonte: JUIZ DE FORA E REGIÃO..., 2010. elevadas, ou “lombo-faixas” que dão acesso facilitado à Rua Halfeld.
ambulantes. Fonte: JUIZ DE FORA NUA E CRUA, 2010.
Fonte: BATISTA, 2009.

21
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Estudos de Caso
PARQUE DO CONFISCO (BELO HORIZONTE - MG) - Conj. Habitacional do Confisco
 Autor do Projeto: Ana Maria Perez Nascimento Nascif;
 Ano: 1999;
 Área: 27.000 m² ;
 Fruto de requalificação e do apelo popular;
 Atende aos usuários, esportes;
 Bastante utilizado, entorno variado;
 Falta vigilância;
 Sofre depredação;

22
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Proposta
TERRENO
Onde hoje se encontra o Estádio JK,
sugerido pela população ;
 Área: 12.600 m²
 Terreno público;
 Topografia plana;
 Pouco utilizado;
 Acessibilidade reduzida enquanto
estádio;
 Localização central, próximo aos
bairros,fácil acesso;
 Entorno uso misto;
 Vários marcos urbanos;
 Próximo ao rio;
 Enchente;
 Terreno sofre com assédio de
especuladores;

24
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Proposta
TERRENO

25
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

INTENÇÕES

 Classificação:
 Parque ecológico;
 Parque de Bairro (embora tenha dimensões de Parque
de Vizinhança, atende a vários bairros);

 Atende as três atividades de lazer:


contemplativo, recreação esportiva e cultural;

26
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

PROGRAMA DE NECESSIDADES
EQUIPAMENTOS PARA ATIVIDADES EQUIPAMENTOS PARA
CONTEMPLATIVAS: ATIVIDADES ESPORTIVAS:
 Espelho d’água;
 Gramado;  Pista de Cooper (parte
 Jardins floridos; ensolarada e parte sombreada);
 Mini-bosque, recanto, sombreamento;  Pista de skate;
 Ciclovia;
EQUIPAMENTOS PARA ATIVIDADES  Aparelhos de ginástica, opções
CULTURAIS: para idosos;
 Espaço para eventos noturnos;  Quadras poliesportivas, vôlei,
peteca;
 Espaço cultural, concha acústica, palco;
 Playground;
 Monumentos comemorativos históricos
da cidade;

27
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

APOIO E INFRAESTRUTURA: MOBILIÁRIO:

 Banheiros públicos;  Ponto de ônibus;


 Espaço para equipamentos de manutenção;  Bancos e mesas com
jogos;
 Espaço para Feira Livre, flexível com espaço
para pequenas exposições;  Telefones públicos;
 Estacionamento lateral;  Bebedouros;
 Faixas de pedestres em nível para privilegiar o  Lixeiras com coleta
pedestre na travessia das ruas de acesso; seletiva;
 Iluminação do bosque para evitar esconderijos;
 Posto policial;
 Quiosques, lanchonete;
 Sede para Administração do parque, ouvidoria;

28
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares
Proposta
ACESSIBILIDADE E SUSTENTABILIDADE:

 Reservatório para captação de água da chuva e reuso nos jardins e


banheiros;

 Equipamentos de captação e transformação dos movimentos, tanto nas


pistas de Cooper quanto nas quadras em energia elétrica;

 Coletores solares nas coberturas, energia foto-voltáica;

 Sistema de ligação da energia elétrica do parque na rede pública ;

 Utilização de material permeável nos pisos e pistas;

 Posto de coleta de lixo reciclado e educação ambiental.

29
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

SIMULAÇÃO NA PAISAGEM

Figura 25 – Simulação da implantação do parque na paisagem do terreno. Fonte: Montagem com foto de vegetação do site FLICKR, 2010 e foto do Arquivo do autor.

30
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Proposta
DIRETRIZ

31
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

DIRETRIZ – SIMULAÇÃO NA PAISAGEM

Figura 26 - Simulação da implantação atual do Estádio JK no terreno (1), a implantação imediata do Parque Urbano (2), e a implantação futura com as diretrizes de expansão (3).
Fonte: Goole Earth, 2010 (modificado pelo autor).

32
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631

Proposta
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

SETORIZAÇÃO

33
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Considerações Finais
 Desigualdade social;

 Carente de Espaços públicos , áreas verdes, lazer e recreação, sentida pela população;

 Não seria uma solução totalizada em si mesmo, mas inversão da tendência de uso
extremo do solo urbano;

 A contribuição do parque :
 Permeabilidade do solo;
 Áreas verdes que amenizariam o clima na área central - “ilhas de calor”;
 Espaço de convivências - melhoria da qualidade de vida para uma parcela maior da
população;
 Melhor aproveitamento do terreno;
 Estímulo para uma educação ambiental que se estenderá ao rio;
 Melhoria na paisagem urbana;
 Mais vida para a própria cidade.

35
37
Aluno: Wagner de Azevedo Dornellas - 53631
Orientadora: Profª.: Josarlete Soares

Referências
CAVALHEIRO, Felisberto. & DEL PICCHIA, Paulo Celso Dornelles. Áreas Verdes: conceitos, objetivos e diretrizes para o planejamento. In: Congresso Brasileiro sobre Arborização Urbana, I, Vitória/ES, 13-18/09/92. Anais I e II. 1992. P.29-35.

CRUZ, Carlos Henrique. Manhuaçu 131 anos: a construção de uma cidade moderna. Tribuna do Leste. Manhuaçu, 05 de novembro, 2008. Nº 1787. p. 3-8.

CUNHA, Nicole Lacerda. Projeto Urbanístico Pró-Rio Manhuaçu. 2006. 107f. Trabalho de Formatura – Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG.

DIAS. Fabiano. O desafio do espaço público nas cidades do século XXI. Arquitextos, São Paulo, Portal Vitruvius Arquitextos, 061.05, junho de 2005. Disponível em:

DINIZ, João. Planta de Belo Horizonte. Disponível em: <http://joaodiniz.wordpress.com/tag/urbanismo>. Acessado em 13/11/2010.

FLICKR FOTOS. Imagens. Disponível em : <http://www.flickr.com/photos/rioantigamente>. Acessado em 12/11/2010.

FRANCESCHI NETO, Márcia De. Lazer: opção pessoal. Brasília: Departamento de Educação Física, Esportes e Recreação – SCE/GDF, 1993. 100p.

GONÇALVES, Wantuelfer. Padrões de assentamento de áreas verdes municipais: uma visão crítica. 1994. 116f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

GOOGLE EARTH. Imagens de satélite. Disponível em: <www.google.com.br>. Acessado em 07/10/2010.

HOWARD, Ebenezer. Cidades jardins de amanhã. São Paulo: Hucitec, 1996. 211 p.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados do Censo demográfico de 2000. Disponível em:< http://www.ibge.gov.br> Acessado em 15/08/2010.

JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 510 p.

JUIZ DE FORA NUA E CRUA - Comemorando o post de nº 1.000!. Imagens. Disponível em: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=742776 Acessado em: 07/10/2010.

KLIASS, Rosa Grena. Parques urbanos de São Paulo e sua evolução na cidade. São Paulo: Pini, 1993. 211 p.

______. Prefácio. In: MACEDO. Silvio Soares; SAKATA, Francine Gramacho. Parques Urbanos no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Quapá, 2010. p. 7-8.

MACEDO. Silvio Soares; SAKATA, Francine Gramacho. Parques Urbanos no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Quapá, 2010. 208 p.

MANHUAÇU. Administração Municipal de Manhuaçu. Lei n°. 2.595. 10 /10/ 2006. Institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do Município de Manhuaçu, e dá outras providências. MANHUAÇU, MG, 2006.

MARCELLINO, Nelson Carvalho. Estudos do lazer: uma introdução. 3 ed. Campinas,SP: Autores Associados, 2002. 97p.

O MELHOR DO BAIRRO. Imagens. Disponível em: <http//www.0melhordobairro.com.br/bairrosantana_files/manhuacu151.jpg>. Acessado em 15/08/2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA. Parque Halfeld. Disponível em: <http://www.pjf.mg.gov.br/patrimonio/parque_halfeld.htm>. Acessado em 07/10/2010.

PORTES, Kissyla de Oliveira. Reestruturação urbana em Manhuaçu-MG: de rodovia a via urbana em direção à consolidação de uma nova centralidade.2007. 98f. Trabalho de Formatura – Departamento de Arquitetura e Urbanismo da
Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

RANGEL JUNIOR, Victor Hugo Vidal. Parque Halfeld e Praça da Estação, Juiz de Fora-MG: uma leitura histórica, paisagística e urbanística. 2006. 79f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal pelo Departamento de Engenharia Florestal).
Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

ROCHA, Marlysse Carla da Silva. Espaço e significado: uma reflexão com base na relação usuário-ambiente. 2006. 72f. Trabalho de Formatura – Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

SERPA, Ângelo. O espaço público na cidade contemporânea. São Paulo: Contexto, 2007. 205 p.

TEIXEIRA, Ricardo dos Santos. Análise da apropriação pelos usuários de parques urbanos: estudo de casos na bacia da Pampulha – Belo Horizonte, MG. 2007. 127f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal pelo Departamento de Engenharia
Florestal). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

TUAN, Y-fu. Espaço e lugar: a perspectiva da experiencia. São Paulo: DIFEL, 1983. 250 p.

36
37
“A paisagem urbana é, para além de outras coisas, algo para ser apreciado,
lembrado e contemplado”.
Kevin Lynch

OBRIGADO!!!
PARQUE DO IBIRAPUERA, São Paulo - SP. Fonte: Site da internet. Disponível: hhttp://farm5.static.flickr.com/4012/4678586109_ab32b3dd36.jpg . Acessado em 15/11/2010.Modificado pelo autor, 2010.

37
37