Você está na página 1de 17

MINISTÉRIO DA DEFESA

EXÉRCITO BRASILEIRO
SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS
12ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO
(Estabelecimento Regional de Finanças da 12ª Região Militar/1969)

GRUPO DE COORDENAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DAS


LICITAÇÕES E CONTRATOS – GCALC

CARTILHA PARA A EXECUÇÃO DAS LICITAÇÕES CENTRALIZADAS, NO


SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS (SRP),
NO ÂMBITO DA 12ª ICFEx

Manaus-AM
Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

MINISTÉRIO DA DEFESA
EXÉRCITO BRASILEIRO
SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS
12ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO
(Estabelecimento Regional de Finanças da 12ª Região Militar/1969)

Sumário
1. FINALIDADE.................................................................................................... 1
2 REFERÊNCIAS.......................................................................................……. 1
3 OBJETIVOS............................................................................……………………….. 2
4. CONCEITOS............................................................................……………………… 2
5. CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO…………………………………………………….. 3
6. FUNCIONAMENTO……………………………………………………………… 3
7. FASES DA LICITAÇÃO..........................................................................…… ............ 4
7.1. FASE INTERNA (OU PREPARATÓRIA)..................................................... 4
7.2. FASE EXTERNA (OU EXECUTÓRIA)………………………………………. 8
8. ATRIBUIÇÕES............................................................................................................ 9
8.1. Das Unidades Gestoras Gerenciadoras (UGG):..........................…................. 9
8.2 Das Unidades Gestoras Participantes (UGP).................................................. 11
P 9. PRESCRIÇÕES DIVERSAS………………………………………………………. 12

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

MINISTÉRIO DA DEFESA
EXÉRCITO BRASILEIRO
SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS
12ª INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO
(Estabelecimento Regional de Finanças da 12ª Região Militar/1969)

CARTILHA PARA A EXECUÇÃO DAS LICITAÇÕES CENTRALIZADAS


DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS (SRP)

1. FINALIDADE
Orientar quanto à criação de GCALC nas Unidades Gestoras vinculadas à 12ª
ICFEx, consonantes com a Portaria nº 01 - SEF, de 27 de janeiro de 2014.

2. REFERÊNCIAS (principais)

1. Lei 8666/93 e alterações - Lei de Licitações e Contratos.


2. Lei nº 10.520, de 17/07/02 e suas alterações - Lei do Pregão.
3. Decreto nº 7.892, de 23/01/13 - Regulamenta o Sistema Registro de Preços.
4. Decreto nº 3.555, de 08/08/00 e suas atualizações. - aprova o Regulamento do
Pregão.
5. Decreto nº 5450, de 31/05/05 - Regulamento do Pregão Eletrônico.
6. IN nº 2, de 11/10/10 - Normas SICAF.
7. IN nº 5, de 27/06/14, da SLTI MPOG.
8. IN nº 7, de 29/08/14, da SLTI MPOG.
9. Portaria nº 01-SEF, de 27/01/14.
10. IN nº 4, de 11/09/14, da SLTI MPOG.
11. Diretriz Especial de Gestão Orçamentária e Financeira para o ano de 2017, de
março de 2017.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

3. OBJETIVOS
1. Divulgar e coordenar os procedimentos para a execução das licitações
centralizadas, visando à elaboração das Atas de Registro de Preços para as
aquisições de bens e prestação de serviços de consumo habitual e com
quantidades significativas, para contratações futuras.

2. Definir encargos e responsabilidades das Unidades Gestoras Gerenciadoras


(UGG) e das Unidades Gestoras Participantes (UGP), nas licitações de
materiais e serviços, entre outros;

3. Obter, mediante a centralização das licitações, vantagem na aquisição de


bens ou na prestação de serviços para atendimento a mais de uma Unidade,
obtendo-se preços menores nas contratações; e

4. Aperfeiçoar a realização dos certames, observando-se as particularidades e


experiências próprias de cada Unidade.

4. CONCEITOS

1. Sistema de Registro de Preços (SRP) - conjunto de procedimentos para


registro formal de preços relativos à prestação de serviços e aquisição de bens,
para contratações futuras;

2. Ata de Registro de Preços (ARP) - documento vinculativo, obrigacional,


com característica de compromisso para futura contratação, em que se
registram os preços, fornecedores, unidades gestoras (UG) e condições a serem
praticadas, conforme as disposições contidas no instrumento convocatório e
propostas apresentadas;

3. Unidade Gestora Gerenciadora - (UGG) unidade responsável pela


condução do conjunto de procedimentos para registro de preços e
gerenciamento da ata de registro de preços dele decorrente;

4. Unidade Gestora Participante - (UGP) unidade que participa dos


procedimentos iniciais do SRP e integra a ARP;
12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército
Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

5. Unidade Gestora Não Participante - (UGNP) unidade que, não tendo


participado dos procedimentos iniciais da licitação, atendidos os requisitos
desta norma, faz adesão à ata de registro de preços;

6. Intenção de Registro de Preços (IRP) - ferramenta, disponível no site do


Portal de Compras do Governo Federal - Compras Governamentais, para
registro e divulgação dos itens a serem registrados
(www.comprasgovernamentais.gov.br);

7. Edital - é o instrumento por meio do qual a Administração torna pública a


realização de uma licitação. Nele, a Administração fixa os requisitos para a
participação, define o objeto e as condições básicas do contrato e convida a
todos os interessados para que apresentem suas propostas. A principal função
do edital, então, é estabelecer as regras definidas para a realização do
procedimento, as quais são de observância obrigatória, tanto pela
Administração, quanto pelos licitantes. Após a publicação do edital, qualquer
falha ou irregularidade constatada, se insanável, levará à anulação do
procedimento. Costuma-se dizer que o edital é a lei interna da licitação;

8. Termo de Referência - É o documento que devera conter elementos


capazes de propiciar avaliação do custo pela administração diante de
orçamento detalhado, definição dos métodos, estratégia de suprimento, valor
estimado em planilhas de acordo com o preço de mercado.

9. Contratos - A Lei de Licitações considera contrato todo e qualquer ajuste


celebrado entre órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares,
por meio do qual se estabelece acordo de vontades, para formação de vínculo e
estipulação de obrigações recíprocas. Os contratos administrativos regulam-se
por suas cláusulas, pelas normas da Lei de Licitações e pelos preceitos de
direito público. Na falta desses dispositivos, são regidos por princípios da
teoria geral dos contratos e as disposições de direito privado.

5. CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

1. Período: Segundo semestre de 2017 e exercício financeiro de 2018;

2. Participantes: UGV da 12ª ICFEx

3. Coordenação : Comandos vinculados à 12ª ICFEx

6. FUNCIONAMENTO

O Comando enquadrante, por intermédio do Grupo de Coordenação e


Acompanhamento das Licitações e Contratos (GCALC), coordenará as atividades das
Unidades Gestoras Gerenciadoras (UGG) e Unidades Gestoras Participantes (UGP), de
cada licitação centralizada, na área da Guarnição.

7. FASES DA LICITAÇÃO

Os atos de licitação devem desenvolver-se em sequência lógica, a partir da


existência de determinada necessidade pública a ser atendida. O procedimento tem
início com o planejamento e prossegue até a assinatura do respectivo contrato ou a
emissão de documento correspondente, em duas fases distintas:

➢ Fase interna ou preparatória


Delimita e determina as condições do ato convocatório antes de trazê-las ao
conhecimento público.

➢ Fase externa ou executória

Inicia-se com a publicação do edital ou com a entrega do convite e termina com a


contratação do fornecimento do bem, da execução da obra ou da prestação do serviço.

7.1. FASE INTERNA (OU PREPARATÓRIA)

Durante a fase interna da licitação, a Administração terá a oportunidade de corrigir


falhas porventura verificadas no procedimento, sem precisar anular atos praticados.
Exemplos: inobservância de dispositivos legais, estabelecimento de condições
restritivas, ausência de informações necessárias, entre outras faltas.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

1. As UGG deverão elaborar relações-padrão para a elaboração do Termo de


Referência (TR) a seu cargo, com base no estudo de necessidades e
contratações realizadas nos anos anteriores.

2. As UGG deverão encaminhar, para fins de divulgação e planejamento, as


relações-padrão para todas as Unidades Gestoras Participantes (UGP), bem
como apresentá-las em reunião do GCALC, quando solicitado.

3. As UGP poderão encaminhar, tempestivamente, a solicitação de inclusão de


itens que não constem nas relações-padrão das UGG, conforme suas
necessidades e características operacionais, especificando o objeto com os
elementos necessários e suficientes para descrevê-lo, consultando o Sistema de
Catalogação de Material - CATMAT, com o nível de precisão adequado para a
caracterização do bem ou serviço, inclusive definindo as respectivas unidades de
medida.

4. As UGP que acrescerem itens às relações-padrão das UGG, deverão realizar


"Pesquisas de Preços", conforme IN nº 5, de 27 Jun 14 , SLTI MPOG, e as
alterações constantes na IN nº 7, de 29 Ago 14, SLTI MPOG.

5. As UGG deverão apresentar as inclusões realizadas nas relações-padrão


(Termo de Referência) em reunião do GCALC, no Comando enquadrante,
quando solicitado.

6. O Comando enquadrante/GCALC definirá os objetos ou certames que


deverão ser licitados na modalidade SRP, para o biênio considerado .

7. Cada UGG definirá os encargos a serem cumpridos na Ata de Registro de


Preços e no contrato, conforme condições previstas no Edital, para satisfação
das necessidades da Administração. Compreende a execução do objeto
contratual e todas as demais exigências que serão cobradas no contrato
durante a vigência, tais como: inobservância de dispositivos legais,

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

estabelecimento de condições restritivas, ausência de informações


necessárias , ou desconhecimento de condições usuais do mercado , o
pagamento de tributos, a manutenção das condições de habilitação, a entrega
de garantia contratual, o cumprimento dos prazos estabelecidos, a qualidade
e a especialidade dos materiais a serem empregados, entre tantas outras que
podem ser fixadas caso a caso. Também, colocar na Minuta do edital "
CONFORME PROJETO EDITAL EFICIENTE" - de acordo com os
TERMOS DO ACORDO DE COOPERAÇÃO, firmado entre a CJU-
PE/CJU/AGU e a OM consulente, contendo o carimbo (e sobre ele rubrica),
bem como em todos os seus anexos.

8. As UGG deverão atentar para os prazos de divulgação e consolidação das


relações-padrão do TR.

9. As UGG deverão realizar Pesquisa de Preços, cumprido o dispositivo sobre a


Pesquisa de Preços, da IN nº 5, de 27 Jun 14, SLTI MPOG, e suas alterações
constantes na IN nº 7, de 29 Ago 14, SLTI MPOG.
10. As UGG realizarão as Pesquisas de Preços dos itens que compõem a relação
padrão no TR do SRP sob sua responsabilidade, com exceção dos itens
incluídos pelas UGP, que deverão enviá-los com a devida Pesquisa de
Preços.

11. As UGG e as UGP poderão designar comissões para realização de Pesquisa


de Preços.

12. As comissões deverão ser designadas em Boletim Interno da OM com prazo


estabelecido e funções a desempenhar

13. A critério do Comandante, Chefe ou Diretor, os militares envolvidos na


Pesquisa de Preço poderão ser dispensados de suas atividades.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

14. Não deverão ser aceitas as pesquisas de preço elaboradas em desacordo com
o que prescreve as referidas Instruções Normativas.

15. Tão logo seja consolidada a relação-padrão (Termo de Referência) pela UGG
e ouvidas, de acordo com o certame, todas as UGP, a mesma deverá fazer o
lançamento da Intenção de Registro de Preços (IRP), e dará os prazos legais
para cada UGP manifestar o interesse.

16. A UGG deverá informar com antecedência a data de abertura da IRP, via DIEx,
Msg Comunica SIAFI e e-mail, possibilitando o planejamento das UGP para o
cumprimento do prazo, estipulado pela própria UGG; e o preenchimento da
manifestação, evitando-se enquadrar períodos em feriados nacionais ou sem
expediente na Guarnição.

17. Caberá às UGP realizar o planejamento adequado e o preenchimento das


quantidades nas manifestações de interesse dos pregões centralizados, devendo
se antecipar e provocar as seções interessadas para que informem as
quantidades necessárias.

18. A critério do Comandante, Chefe ou Diretor, poderão ser designadas, de acordo


com a conveniência de cada UGP, equipes para levantamento coerente das
quantidades necessárias para preenchimento das IRP, baseadas nas estimativas
de consumo e nas dotações orçamentárias recebidas periodicamente (trimestral,
semestral ou anual) para o objeto considerado.
19. Nas manifestações de interesse (IRP), as UGP deverão atentar para o correto
preenchimento das quantidades, que sejam condizentes com a capacidade de
empenho e expectativa da dotação orçamentária da OM.

20. A responsabilidade pela análise ou negociação das quantidades manifestadas


pelas UGP é inteiramente da UGG; que deverá analisar detalhadamente cada
item e, se for o caso, chamar ou ouvir a UGP para esclarecer as demandas
apresentadas, verbal e formalmente.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

21. Havendo manifestações de interesse com quantidades acima da capacidade de


empenho da UGP, a UGG deverá realizar diligências junto à UGP, a fim de sanar
as possíveis dúvidas e resguardar a Administração de possíveis intervenções
externas.

22. Cabe aos Cmt/Ch/Dir das UGG; na qualidade de Ordenador de Despesas (OD)
que autorizou a licitação, fiscalizar as quantidades manifestadas pelas UGP e,
após sua análise, prosseguir para a fase de Confirmação de IRP, informando a
data-limite às UGP. Poderá, de posse da planilha das quantidades preenchidas
por cada UGP e do documento formal ratificando a demanda apresentada e/ou
das diligências realizadas, tratar do assunto com o Chefe do GCALC, para
análise e tomada de decisão.

23. Após a fase de manifestação de IRP, as UGP deverão encaminhar para as UGG;
as relações-padrão (Termo de Referência) com as quantidades manifestadas, a
fim de compor o processo. (Apenas após a fase de manifestação da IRP).

24. A Manifestação de Interesse e a Confirmação de IRP são de inteira


responsabilidade de cada UGP. Caberá a cada UGP deixar militares em
condições de preencher, a qualquer tempo, os dados no sistema.

25. Após a consolidação da relação-padrão (Termo de Referência) e da confirmação


da IRP, as mesmas serão consolidadas em edital e remetidas a CJU/AGU para
apreciação e parecer.

26. A UGG deverá satisfazer a todas as ressalvas apontadas no Parecer Juridico, e no


consequente despacho da CJU/AGU, só realizando a publicação do Edital e seus
anexos no Diário Oficial da União e no Comprasnet-SIASG; após a satisfação de
questões ou pontos ressalvados no Parecer emitido.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

7.2. FASE EXTERNA (OU EXECUTÓRIA)

1) Publicidade e Impugnação do Edital: Os SRP deverão ser publicados com


bastante antecedência para não haver descontinuidade na prestação do serviço ou
no fornecimento dos materiais.
2) Sessão pública: A sessão pública do pregão deverá ser agendada com a
antecedência necessária de forma a permitir ao pregoeiro a tranquilidade para
desenvolver um bom trabalho, sem a pressão da vigência da ARP anterior.
3) Julgamento/Habilitação: As legislações em vigor devem ser rigorosamente
seguidas (observar o rito legal).
4) Adjudicação/Homologação: As legislações em vigor devem ser rigorosamente
seguidas (observar o rito legal).
5) Caso haja itens cancelados ou revogados, a UGG deverá providenciar outra
licitação para registrar o item que deixou de ser licitado, devendo promovê-la tão
logo concluir o pregão original. O licitante vencedor deverá ser convocado para
assinar a Ata de Registro de Preços, sob pena do cancelamento da referida ata,
aplicação da penalidade e convocação do fornecedor classificado em segundo
lugar (prevê o cadastro reserva no edital).
6) O Pregão Eletrônico para Registro de Preços só estará finalizado com a
assinatura da Ata de Registro de Preços e esta deverá ser encaminhada a todas as
UGP. O extrato da ARP deverá ser publicado no DOU por meio do SIASG.
7) As UGG deverão designar militares em Boletim Interno para exercerem a
função de gestor titular e substituto da Ata de Registro de Preços. Estes
militares poderão assinar a ARP na condição de testemunhas. Nas UGP, as ARP
que resultarem ou não em termo de contratos deverão contar com a designação
de fiscais de contrato em Boletim Interno, com a missão de acompanhar o
cumprimento das obrigações assumidas pelo fornecedor beneficiário da ARP.
8) As UGG deverão envidar esforços para não procrastinar a assinatura da ARP.
9) Todos os contratos administrativos devem ser formalizados por um termo de
contrato ou instrumento equivalente, conforme a necessidade para cada caso
previsto no Edital.

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

10) Fiscal de Contrato: O fiscal de contrato tem a obrigação de anotar em livro


próprio todas as ocorrências relacionadas com a execução do contratual ou
execução da ARP e determinar o que for necessário à correção.
11) Da correta fiscalização e acompanhamento dos contratos, da juntada tempestiva
de informações e documentos comprobatórios das ocorrências, resultará a
possibilidade de exercício do poder sancionador pela Administração.
12) Deve a OM, desde o início até o final da execução do contrato, manter equipes
de fiscalização ou profissionais habilitados, com experiência técnica necessária
ao acompanhamento e controle do objeto contratado. Os fiscais de contratos
deverão acompanhar e fiscalizar a execução dos mesmos.
13) Recebimento e Pagamento - Cumprir rigorosamente a legislação em vigor.

8. ATRIBUIÇÕES

8.1. Das Unidades Gestoras Gerenciadoras (UGG):

a. praticar todos os atos de controle e administração do SRP;

b. consolidar informações relativas à estimativa da aquisição de material de


consumo e da contratação de serviços das OM e o total das necessidades da Gu,
promovendo a adequação dos respectivos termos de referência ou projetos básicos
encaminhados para atender aos requisitos de padronização e racionalização;

c. promover atos necessários à instrução processual para a realização do


procedimento licitatório;

d. realizar pesquisa de mercado para identificação detalhada do objeto e do valor


estimado da licitação e consolidar os dados das pesquisas de mercado realizadas pelas
UGP;

e. confirmar junto às UGP a sua concordância com o objeto a ser licitado, inclusive
quanto aos quantitativos e termo de referência ou projeto básico;

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

f. realizar o procedimento licitatório;

g. convocação dos interessados, por meio de publicação do extrato do Edital,


independente do valor estimado, por meio de publicação do extrato do Edital,
independentemente do valor estimado, no Comprasnet/SIASG, no Diario Oficial da União
(DOU) e facultativamente, conforme o vulto da licitação, sob inteira responsabilidade do
OD, em jornal de grande circulação.

h. gerenciar a Ata de Registro de Preço – ARP;

i. conduzir eventuais renegociações dos preços registrados;

j. aplicar, garantida a ampla defesa e o contraditório, pelo devido processo legal, as


penalidades decorrentes de infrações no procedimento licitatório;

k. aplicar, garantida a ampla defesa e o contraditório, as penalidades decorrentes do


descumprimento do pactuado na ata de registro de preços ou do descumprimento das
obrigações contratuais, em relação às suas próprias contratações;

l. buscar o contínuo aperfeiçoamento da especificação dos materiais e serviços a


serem adquiridos, fazendo pesquisas periódicas em outros órgãos compradores, em
melhoramento constante no conteúdo do Edital;

m. estabelecer prazos para atendimento à demanda da OM;

n. estabelecer procedimentos para os contratos em vigor: termos aditivos e


fiscalização, porque o que constar no Edital é o que poderá ser estabelecido nos contratos
dele decorrentes ;

o. em casos excepcionais, as UG poderão realizar seus próprios pregões SRP,


sempre visando ser o mais vantajoso para a Administração. Entretanto, para isso, deverá

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

encaminhar ao Cmdo enquadrante, via Chefe do GCALC, tal solicitação, com a devida
justificativa;

p. os contatos entre as UGG e as UGP, incluindo a RM, deverá ser realizada por
meio de DIEx, e-mail e Msg SIAFI COMUNICA, especialmente quando gerar
documentação componente do processo legal do certame; a fim de evitar ausência do
formalismo legal;

q. a UG, antes de solicitar autorização para realizar o pregão SRP, fora dos pregões
centralizados, deverá realizar um estudo de caso para verificar a possibilidade de viabilizar
a realização de Pregão Eletrônico tradicional;

r. enviar para as UGP as Atas do Pregão, digitalizadas, assinadas pelo fornecedor e


Ordenador de Despesas; e

s. tratar dos itens cancelados, no decorrer da validade da Ata, ou que apresentem


problemas com fornecedores.

8.2. Das Unidades Gestoras Participantes (UGP):

a a UGP será responsável pela manifestação de interesse em participar do


certame, devendo encaminhar às UGG a sua estimativa de consumo anual, o local de
entrega e, quando couber, o cronograma de contratação e respectivas especificações, ou
o termo de referência, ou o projeto básico , nos termos da Lei nº 8.666/1993 e da Lei nº
10.520/2002, adequados ao registro de preços do qual pretende fazer parte;

b. garantir que os atos relativos à sua inclusão no registro de preços estejam


formalizados e aprovados pela autoridade competente;

c. enviar as inclusões de necessidades para o exercício de 2016/2017 no


relatório-padrão das UGG, com as Pesquisas de Preços realizadas;

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

d. manifestar, junto à Unidade Gestora Gerenciadora, mediante a utilização da


IRP, sua concordância com o objeto a ser licitado, antes da realização do procedimento
licitatório;

e. tomar conhecimento da ARP, inclusive de eventuais alterações, para o correto


cumprimento de suas disposições;

f. aplicar, garantida a ampla defesa e o contraditório, às penalidades decorrentes do


descumprimento do pactuado na ARP ou do descumprimento das obrigações contratuais,
em relação às suas próprias contratações, informando as ocorrências ao Cmdo enquadrante,
por meio do GCALC;
g. em casos excepcionais, as UG poderão realizar seus próprios pregões SRP,
sempre visando ser o mais vantajoso para a Administração. Entretanto, para isso ,
deverá encaminhar ao Cmdo enquadrante, via Chefe do GCALC, tal solicitação com a
devida justificativa e aguardar autorização para dar andamento ao certame;

h. as licitações não abrangidas pelo SRP previstas nesta OS continuarão a ser


realizadas pelas próprias UG interessadas.

9. PRESCRIÇÕES DIVERSAS

a todos os Pregões SRP 2017/2018, independente da data de homologação dos


Pregões SRP 2017, deverão estar homologados de maneira a não existir solução de
continuidade na disponibilidade de aquisição de bens e na prestação de serviços;

b. o Cmdo enquadrante, por intermédio do GCALC, está à disposição das OM


para eventuais dúvidas relacionadas com a operacionalização do processo SRP
2017/2018;

c. toda tramitação de documentos entre as OM, relativos aos procedimentos


licitatórios descritos deverá ocorrer, preferencialmente, por meio eletrônico, como:
DIEx, e-mail, Msg SIAFI COMUNICA ou outro a ser determinado pelo Ch do
12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército
Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

GCALC. Contudo, salienta-se que todo documento componente do processo licitatório,


a ser arquivado na Seção de Conformidade dos Registros de Gestão, deverá ser
formalmente confeccionado;

d. Um plano de contingência que poderá ser adotado pelas OM da área é manter


uma constante pesquisa às IRP abertas, em outros pregões de outros órgãos públicos, no
Sistema SIASG, com a possibilidade de ser UGP;

e. As UGG devem observar, por ocasião do gerenciamento dos seus certames, a


ocorrência ou não de quantidades superestimadas e consequente deturpação no preço
final;

f. As UGG não podem deixar de realizar o pregão, que estiver sob sua
responsabilidade, para não prejudicar todo o Grupo.

g. Todos os Cmt/Ch/Dir de UGG; encarregadas dos certames, devem esmerar-se


para o cumprimento da missão, observando o rito legal e normativo referente à
consecução do objetivo.

h. Os casos omissos ao conteúdo desta Cartilha serão solucionados pela


legislação e, se for necessário, pela orientação da 12ª ICFEx.

i. Orienta-se aos militares que participarão das confecções dos editais que não
devem ser adotadas descrições genéricas e insuficientes do objeto com a finalidade de
atender diversas UG participantes das Atas. Tal procedimento é designado licitação
“guarda-chuva” e é eivada de vícios pelos seguintes motivos:
1. A licitação “guarda-chuva” possui descrição insuficiente do objeto
como conduta danosa à eficiência e à economicidade da Administração pública. A
chamada licitação “guarda-chuva” ocorre quando o contratante não descreve
adequadamente o objeto da licitação.
2. Trata-se de tema altamente sensível, já que a descrição excessiva pode
gerar o direcionamento ou restrição à competitividade no processo licitatório e a

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército


Cartilha GCALC_12ª ICFEx_2017

descrição superficial conduz à absoluta insegurança acerca do que está a ser contratado,
inclusive no que concerne aos custos envolvidos no contrato.

3. Os contratos “guarda-chuva” são a negação, personificada em negócio


jurídico, dos princípios constitucionais da eficiência, da impessoalidade, da
economicidade e da moralidade.
4. Em todos estes casos, não está especificado uma necessidade específica, o local da
aplicação, o tipo e as condições do material a ser aplicado, comprometendo a legalidade
e lisura do processo.

Lista de distribuição:

12ª Inspetoria de Contabilidade e Finanças do Exército