Você está na página 1de 2

impulsiva por um produto, como já observou Freud antigo.

antigo. Mas fixar no antigo a norma para o atual obrigaria este antigo
em seus estudos sobre os desejos e impulsos do homem. a recorrer a um mais antigo, até ao limite das origens da língua. A
Consequentemente, os pais, principais responsáveis pela própria língua, como ser vivo que é, decidirá o que lhe importa
educação dos filhos, devem ter o controle sobre o que é assimilar ou recusar. A língua mastiga e joga fora inúmeros arranjos
de frase e vocábulos. Outros, ela absorve e integra a seu modo de
divulgado para eles, pois possuem maior capacidade para ser.
enxergar vantagens e desvantagens do que é anunciado. (Vergílio Ferreira, “Em Defesa da Língua”, em: Estão a Assassinar o
Além disso, pela pouca maturidade, as crianças são Português! trecho adaptado)
facilmente manipuláveis pela mídia. Isso ocorre por uma a)Transcreva a tese de Vergílio Ferreira, isto é, a afi rmação básica
crença inocente em imagens meramente ilustrativas, que que o autor aceita como verdadeira e defende nesse trecho.
despertam a imaginação e promovem o deslocamento da ---------------------------------------------------------------------------------
realidade, deixando a sensação de admiração pelo produto. ---------------------------------------------------------------------------------
Como consequência, empresas interessadas na venda em ---------------------------------------------------------------------------------
larga escala e no lucro aproveitam esse quadro para divulgar b)Transcreva o argumento no qual o autor se baseia para defender
sua tese.
propagandas enganosas, em muitos casos.
(FREIRE, Paula Lage. Redação Enem 2015.Disponível em: ---------------------------------------------------------------------------------
<http://g1.globo.com/educacao/enem/2015/noticia/2015/05/leia-redacoes-do-enem- ---------------------------------------------------------------------------------
que-tiraram-nota-maxima-noexame-de-2014.html>. Acesso em: 10 dez. 2015. --------------------------------------------------------------------------------
Adaptado)
1ª)(SISTEMA DE ENSINO - SER) Os dois parágrafos expostos
(...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plácida, suposta, e, a certos
fazem parte do desenvolvimento de uma das dissertações que obteve
respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa;
nota máxima no Enem. Tendo em vista que o tema da redação foi
farejara a intenção, e doía-lhe o ofício; mas afinal cedeu. Creio que
“Publicidade infantil em questão no Brasil”, sobre o excerto é
chorava, a princípio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, é certo que
correto afirmar que:
não levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses;
falava-me com eles baixos, séria, carrancuda, às vezes triste. Eu
a) o conjunto argumentativo leva a crer que a conclusão será a de
queria angariá-la, e não me dava por ofendido, tratava-a com carinho
que se deve regular a propaganda direcionada ao público infantil,
e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolência, depois a
dada a sua incapacidade de consumo consciente.
confiança. Quando obtive a confiança, imaginei uma história
b) um dos argumentos é o de que crianças também são consumidoras
patética dos meus amores com Virgília, um caso anterior ao
e por isso têm o direito à receptividade de propagandas com produtos
casamento, a resistência do pai, a dureza do marido, e não sei que
que elas consumiriam.
outros toques de novela. Dona Plácida não rejeitou uma só página
c) a autora do texto usa Freud para justificar que crianças também
da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da consciência. Ao
têm desejos e por isso podem e devem consumir como os adultos.
cabo de seis meses quem nos visse a todos três juntos diria que Dona
d) o posicionamento da autora foi a favor da liberdade de se
Plácida era minha sogra. Não fui ingrato; fiz-lhe um pecúlio de cinco
direcionar propagandas às crianças.
contos, — os cinco contos achados em Botafogo, — como um pão
para a velhice. Dona Plácida agradeceu-me com lágrimas nos olhos,
Tom Jobim e Vinicius de Moraes estavam certos: a tristeza não tem
e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma
fim, a felicidade sim. Essa tal alegria é breve. Dura
imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o
apenas 35 horas no seu peito. Já a tristeza dura cinco longos dias.
nojo.
A constatação vem de uma pesquisa realizada por dois cientistas da (MACHADO DE ASSIS, Memórias póstumas de Brás Cubas.)
Universidade de Leuven, na Bélgica. Eles pediram para 233 pessoas
rememorarem episódios recentes que despertaram alguma emoção. 4ª) (UNICAMP-SP)Para obter o que lhe convinha, a personagem
Além disso, contaram também quanto tempo esses sentimentos Brás Cubas usou a estratégia argumentativa de:
duraram.
Entre as 27 emoções avaliadas (vergonha, tédio, alegria, inveja, A)fingir que se ofendia com algumas reações de Dona Plácida.
alívio, ódio, desespero, esperança, etc,), o sentimento B)sugerir a Dona Plácida que iria, no futuro, constituir-lhe um
da tristeza foi o único a se manter vivo por mais de três dias. São pecúlio.
necessárias, em média, 120 horas para você esquecer o abatimento C)simular que ignorava algumas reações de Dona Plácida.
por um término de relacionamento. O desespero passa em 24 horas D)dissimular a mágoa que Dona Plácida lhe causara.
e o ódio vai embora em 60 horas. E)expor a Dona Plácida seus sentimentos mais autênticos.
Segundo o estudo, o hábito de ficar remoendo os fatos ruins é que
faz a melancolia durar tanto tempo assim. Esquecemos
mais rapidamente as outras situações, como se fosse mais fácil
5ª(G1-cps 2015) Comida é o nome de uma das músicas dos
aceitar. Em contrapartida, insistimos em analisar por que aquilo Titãs. Leia um fragmento dela.
aconteceu, repassar cada episódio, pensar em como daria para ter
revertido determinada situação. “A gente não quer só comida
Já os sentimentos que duram pouco tempo, como tédio ou surpresa, A gente quer comida
vêm acompanhados de eventos pouco importantes. Diversão e arte
Observe a tabela com os dados apresentados pelos pesquisadores. A gente não quer só comida
A gente quer saída
2ª)(SISTEMA DE ENSINO - SER) No trecho, a expressao “para Para qualquer parte” (...)
233 pessoas” tem função de:
a) objeto indireto.
b) objeto direto. (Arnaldo Antunes / Marcelo Fromer / Sérgio Britto) (http://tinyurl.com/lwl3v2c
Acesso em: 31.07.2014. Adaptado)
c) complemento nominal.
d) adjunto adnominal. Podemos afirmar que os termos “comida, diversão e arte”,
esse trecho, exercem sintaticamente a função de:
3ª) (UNICAMP-SP)
a)complemento nominal.
Defender a língua é, de modo geral, uma tarefa ambígua e até certo b)sujeito composto.
ponto inútil. Mas também é quase inútil e ambíguo dar conselhos aos c)objeto indireto.
jovens de uma perspectiva adulta e no entanto todo adulto cumpre o d)objeto direto.
que julga seu dever. (...) Ora, no que se refere à língua, o choque ou e)aposto.
oposição situam-se normalmente na linha divisória do novo e do
6ª)A análise sintática é definida pela relação que se estabelece entre Um dia, os imigrantes aglomerados na amurada da proa chegavam à
palavras ou grupos de palavras dentro de um contexto. Relacione a fedentina quente de um porto, num silêncio de mato e de febre
2ª coluna de acordo com a 1ª, observando a correta classificação dos amarela. Santos. — É aqui! Buenos Aires é aqui! — Tinham trocado
termos destacados. A seguir, assinale a alternativa CORRETA: o rótulo das bagagens, desciam em fila. Faziam suas necessidades
nos trens dos animais onde iam. Jogavam-nos num pavilhão comum
1. Objeto direto em São Paulo. — Buenos Aires é aqui! — Amontoados com trouxas,
2. Objeto indireto sanfonas e baús, num carro de bois, que pretos guiavam através do
3. Complemento nominal mato por estradas esburacadas, chegavam uma tarde nas senzalas
4. Agente da passiva donde acabava de sair o braço escravo. Formavam militarmente nas
madrugadas do terreiro homens e mulheres, ante feitores de
( ) “ A fome pode determinar a supressão de uma delas.” espingarda ao ombro.
( ) “ A destruição não atinge o princípio universal e comum.” (ANDRADE, O. Marco Zero II — Chão. Rio de Janeiro: Globo, 1991.)
( ) “ Uma das tribos será exterminada pela outra.”
( ) ... e necessitam de mais alimento. 9ª)(PLATAFORMA GEEKIE) Levando-se em consideração o
texto de Oswald de Andrade e a pintura de Antonio Rocco
a) 3, 1, 4, 2 reproduzida anteriormente, relativos à imigração europeia para o
b) 1, 2, 3, 4 Brasil, é correto afirmar que:
c) 2, 4, 1, 3
d) 4, 3, 2, 1 A)a visão da imigração presente na pintura é trágica e, no texto,
e) 3, 4, 1, 3 otimista.
B)a pintura confirma a visão do texto quanto à imigração de
Os versos de Gregório de Matos são base para responder à questão: argentinos para o Brasil.
C)os dois autores retratam dificuldades dos imigrantes na chegada
Neste mundo é mais rico, o que mais rapa: ao Brasil.
Quem mais limpo se faz, tem mais carepa: D)Antonio Rocco retrata de forma otimista a imigração,
Com sua língua ao nobre o vil decepa: destacando o pioneirismo do imigrante.
O Velhaco maior sempre tem capa. E)Oswald de Andrade mostra que a condição de vida do imigrante
era melhor que a dos ex-escravos.
7ª)(PLATAFORMA GEEKIE) Há casos em que, para construir
com mais clareza o significado, o complemento verbal pode ser
Navegava Alexandre em uma poderosa armada pelo mar Eritreu a conquistar
introduzido por preposição não exigida pelo verbo, constituindo-se
as Índias; e como fosse trazido à sua presença um pirata, que por ali andava
assim um objeto direto preposicionado. É o que se dá em: roubando os pescadores, repreendeu-o muito Alexandre de andar em tão mau
ofício; porém ele que não era medroso nem lerdo, respondeu assim: “Basta,
A)"Neste mundo". Senhor, que eu porque roubo em uma barca sou ladrão, e vós porque roubais
B)"que mais rapa". em uma armada, sois imperador?” Assim é. O roubar pouco é culpa, o roubar
C)"Quem mais limpo". muito é grandeza: o roubar com pouco poder faz os piratas, o roubar com
D)"Com sua língua". muito, os Alexandres.
E)"ao nobre". VIEIRA, A. Sermão do bom ladrão.

10ª) (PLATAFORMA GEEKIE)Em relação ao fragmento, aponte a


8ª) Classifique corretamente os termos integrantes destacados: alternativa que contenha a passagem que resume a tese em favor da qual
Vieira argumenta.
“Mulher que a dois ama, a ambos engana.”
A)Navegava Alexandre em uma poderosa armada pelo mar Eritreu a
a) Objeto direto preposicionado e objeto direto preposicionado. conquistar as Índias
b)Objeto indireto e objeto direto. B)e como fosse trazido à sua presença um pirata, que por ali andava roubando
c) Objeto indireto pleonástico e complemento nominal. os pescadores
C)repreendeu-o muito Alexandre de andar em tão mau ofício
d)Objeto direto e objeto direto preposicionado.
D)Basta, Senhor, que eu porque roubo em uma barca sou ladrão
e)Objeto direto preposicionado e objeto indireto. E)O roubar pouco é culpa, o roubar muito é grandeza: o roubar com pouco
poder faz os piratas, o roubar com muito, os Alexandres.
ANALISE A IMAGEM E O TEXTO PARA RESPONDER A
QUESTÃO 09