Você está na página 1de 27

TRANSTORNOS ALIMENTARES

• Anorexia
• Bulimia
•Obesidade
O QUE É TRANSTORNO MENTAL?
• Transtorno alimentar (TA)
ou disfunção alimentar,
são termos amplos usados
para designar quaisquer
padrões de
comportamentos
alimentares que causem
severo prejuízos à saúde de
um indivíduo.
Quais são as causas?
Os transtornos alimentares são problemas de
saúde de etiologia multifatorial.

Genéticos Biológicos

FATORES
MULTIFATORIAIS

Psicológicos Ambientais
Fatores de risco
• Mulheres;
• Adolescentes;
• Pessoas ligadas ao
esporte e ao mundo
artístico;
• Mídia.
Anorexia
O que é?
• É um distúrbio alimentar que provoca uma
perda de peso acima do que é considerado
saudável para a idade e altura.

• É um distúrbio de imagem, no qual o paciente


não consegue aceitar seu corpo da forma
como ele é, ou tem a impressão de que está
acima do peso em níveis acima da realidade.
Sintomas
• Sentir medo enorme de engordar ou ficar acima
do peso ideal;

• Recusar-se a manter o peso que é considerado


normal ou aceitável para sua idade e altura;

• Imagem corporal distorcida, e se recusar a


admitir a gravidade da perda de peso;

• Não menstruar por três ou mais ciclos.


Outros comportamentos incluem:
• Recusar-se a comer perto de outras pessoas;

• Usar comprimidos para urinar (diuréticos),


evacuar (enemas e laxantes) ou reduzir o
apetite (comprimidos para perda de peso);

• Ir ao banheiro imediatamente após as


refeições;

• Cortar a comida em pequenos pedaços ou


move-los no prato em vez de come-los.
Outros sintomas de anorexia podem
incluir:
• Pele manchada ou amarelada, seca e coberta por pelos finos
• Pensamento confuso ou lento, junto com memória ou julgamento
deficientes
• Depressão
• Boca seca
• Extrema sensibilidade ao frio (vestir várias camadas de roupas para
ficar aquecido)
• Perda de resistência óssea
• Desgaste dos músculos e perda de gordura corporal
Possíveis complicações
• Inchaço
• Enfraquecimento dos ossos
• Desequilíbrio eletrolítico (como níveis baixos de potássio)
• Arritmia cardíaca
• Redução de glóbulos brancos, que leva ao aumento do risco de infecção
• Desidratação grave
• Desnutrição grave
• Convulsões devido à perda de líquidos como resultado de diarreia repetitiva ou vômitos excessivos
• Problemas na glândula tireoide, que podem levar à intolerância ao frio e à constipação
• Cáries
• Em homens, queda nos níveis de testosterona
• Em mulheres, mudanças no período menstrual
• Depressão
• Problemas de personalidade e ansiedade
• Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)
• Uso de drogas
Diagnóstico
Devem ser feitos exames para ajudar a encontrar a causa da perda de
peso ou observar qual dano a perda de peso ocasionou.

• Albumina
• Densitometria óssea, para verificar se há osteoporose
• Hemograma completo
• Eletrocardiograma (ECG)
• Eletrólitos
• Testes de funcionamento dos rins
• Testes da função hepática
• Proteína total
• Testes de funcionamento da tireoide
• Exame de urina
Tratamento

• O objetivo do tratamento é
recuperar o peso corporal e os
hábitos alimentares normais.

• Acompanhamento psicológico

• Grupos de apoio

• Medicamentos, como
antidepressivos, antipsicóticos
e estabilizadores de humor.
Bulimia Nervosa
O que é?
• É um distúrbio alimentar no qual uma
pessoa oscila entre a ingestão exagerada
de alimentos, com um sentimento de
perda de controle sobre a alimentação, e
episódios de vômitos ou abusos de
laxantes para impedir o ganho de peso.
Sintomas
• Preocupação excessiva com o peso e com a
silhueta
• Ter medo de ganhar peso
• Perder o controle sobre o que come
• Comer em excesso até sentir desconforto ou dor
• Ir ao banheiro imediatamente após as refeições
• Forçar o vômito após comer
• Fazer uso de diuréticos e laxantes após comer
• Usar suplementos diários de perda de peso
Tratamento
O tratamento depende da gravidade da bulimia, assim como a
resposta da pessoa aos tratamentos. Exemplos:
• Grupos de apoio podem ser úteis para pacientes em
condições estáveis, que não têm nenhum problema de saúde.
• A terapia cognitivo-comportamental (TCC) e a terapia
nutricional são os melhores tratamentos para a bulimia que
não responde a grupos de apoio.
• Antidepressivos geralmente são usados.
Complicações possíveis
• Constipação
• Desidratação
• Cáries
• Desequilíbrios eletrolíticos
• Hemorroidas
• Pancreatite
• Inflamação na garganta
• Rasgos no esôfago devido ao excesso de vômitos.
Obesidade
O que é?
• É o acúmulo de gordura no corpo causado quase
sempre por um consumo excessivo de calorias na
alimentação, superior ao valor usada pelo
organismo para sua manutenção e realização das
atividades do dia a dia.
Ou seja:
• A obesidade acontece quando a ingestão
alimentar é maior que o gasto energético
correspondente.
Diagnóstico
• É determinada pelo Índice de Massa Corporal (IMC)
que é calculado dividindo-se o peso (em kg) pelo
quadrado da altura (em metros). O resultado revela se
o peso está dentro da faixa ideal, abaixo ou acima do
desejado - revelando sobrepeso ou obesidade.

• Classificação do IMC:

• Menor que 18,5 Abaixo do peso


• Entre 18,5 e 24,9 - Peso normal
• Entre 25 e 29,9 - Sobrepeso (acima do peso desejado)
• Igual ou acima de 30 - Obesidade.
Cálculo do IMC:
• IMC=peso (kg) / altura (m) x altura (m)

Exemplo: João tem 83 kg e sua altura é 1,75 m

• Altura x altura = 1,75 x 1,75 = 3.0625


• IMC = 83 divididos por 3,0625 = 27,10
• O resultado de 27,10 de IMC indica que João
está acima do peso desejado (sobrepeso).
Tratamento
• Estilo de vida mais
saudável, com menor
ingestão de calorias e
aumento das
atividades físicas;

• Medicamentos;

• Cirurgia bariátrica
(redução de
estômago).
Possíveis complicações
• Pessoas com obesidade têm maior
probabilidade de desenvolver doenças como
pressão alta, diabetes, problemas nas
articulações, dificuldades respiratórias, gota,
pedras na vesícula e até algumas formas de
câncer.