Você está na página 1de 13

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS

Curso de Graduação em Engenharia Metalúrgica

Janaina Correia Campos

Mateus Menezes de Melo

CONTROLE E INSPEÇÃO

RELATÓRIO 4 – ENSAIOS MECÂNICOS – Ensaio de Dureza Rockwell

Belo Horizonte

2017
2

1 RESUMO

O ensaio de dureza é utilizado na especificação e comparação de diversos materiais.


Trata-se de uma característica referente a superfície do metal, porem para materiais
homogêneos, é tomada como uma propriedade global e representativa deste. Em geral,
para os metais, a dureza implica em uma resistência à deformação plástica.

Para avaliação de dureza de materiais metálicos alguns métodos são mais comumente
utilizados dentre os quais podem ser citados: Método Brinell; Vickers; Rockwell;
Meyer; Knoop; Shore; dentre outros.

No relatório a seguir, foi trabalhado e relatado resultados de microdureza utilizando o


Método Rockwell.

Neste método, a carga do ensaio é aplicada em etapas, ou seja, primeiro se aplica uma
pré-carga, para garantir um contato firme entre o penetrador e o material ensaiado, e
depois se aplica a carga do ensaio propriamente dita.

A leitura do grau de dureza é feita diretamente num mostrador acoplado à máquina de


ensaio, de acordo com uma escala predeterminada, adequada à faixa de dureza do
material.

Figura 1 – Demonstração de Escala


3

2 OBJETIVOS DA PRÁTICA

 Avaliar a dureza de metais pelo método Rockwell;

 Executar verificações empregando padrões de dureza.


4

SUMÁRIO

1 RESUMO ................................................................................................................ 2

2 OBJETIVOS DA PRÁTICA ................................................................................. 3

3 INTRODUÇÃO ...................................................................................................... 5

3.1 Materiais e Métodos Utilizados ......................................................................... 7

4 RESULTADOS E DISCUSSÕES ......................................................................... 8

5 CONCLUSÕES ...................................................................................................... 9

6 EXERCÍCIOS PROPOSTOS ............................................................................. 10

7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................... 13


5

3 INTRODUÇÃO

O ensaio de dureza Rockwell é geralmente realizado em corpos de prova de aço


temperado.

Este tipo de ensaio de dureza foi introduzido em 1922 por Rockwell, motivo pelo qual
leva o nome. Este ensaio oferece algumas vantagens bastante significativas sobre os
demais, o que o faz um tipo de ensaio de extenso uso internacional.

A dureza Rockwell elimina o tempo necessário para a medição de qualquer dimensão


causada pela impressão, pois o valor da dureza do material é lido diretamente na
máquina de ensaio, sendo, portanto um ensaio mais rápido e menos sujeito a erros
humanos. Além disso, utilizando-se penetradores pequenos, muitas vezes não
danificamos a peça a ser usada como corpo de prova.

O ensaio é baseado na profundidade da penetração. Além da aplicação da carga total


sobre o penetrador, existe uma carga menor, a pré-carga, que é aplicada com o objetivo
de eliminar os efeitos da deformação elástica do material.

Os penetradores utilizados na máquina de ensaio de dureza Rockwell são do tipo esférico


(esfera de aço temperado) ou cônico (cone de diamante com 120º de conicidade).

Figura 2 – Tipos de Penetradores

Quando se utiliza o penetrador cônico de diamante, deve-se fazer a leitura do resultado


na escala externa do mostrador, de cor preta. Ao se usar o penetrador esférico, faz-se a
6

leitura do resultado na escala vermelha. Nos equipamentos com mostrador digital, uma
vez fixada a escala a ser usada, o valor é dado diretamente na escala determinada.

O valor indicado na escala do mostrador é o valor da dureza Rockwell, este valor


corresponde à profundidade alcançada pelo penetrador, subtraídas a recuperação elástica
do material, após a retirada da carga maior, e a profundidade decorrente da aplicação da
pré-carga. Em outras palavras: a profundidade da impressão produzida pela carga maior
é a base de medida do ensaio Rockwell.

Figura 3 – Representação Esquemática da profundidade produzida por um


penetrador cônico de diamante.

O valor da dureza Rockwell (HR), ao contrário dos valores obtidos nos demais ensaios,
é adimensional.

É possível obter a medida aproximada desta profundidade (P), a partir do valor de dureza
indicado na escala da máquina de ensaio, utilizando as fórmulas a seguir:

 Penetrador de diamante:

HR normal: P = 0,002 x (100-HR)

HR superficial: P = 0,001 x (100-HR)

 Penetrador esférico:

HR normal: P = 0,002 x (130-HR)

HR superficial: P = 0,001 x (100-HR)


7

3.1 Materiais e Métodos Utilizados

Aço comum 2 / Aço comum 1 / Latão / Bronze / Alumínio

Figura 4 – Amostras Utilizadas

Cone Brale / Esfera 1/16 / Esfera 1/16

Figura 5 – Penetradores Utilizados

Durômetro 2

Figura 6 – Durômetro Utilizado


8

4 RESULTADOS E DISCUSSÕES

Tabela 1 – Valores Obtidos


9

5 CONCLUSÕES

Conclui-se que dureza é a medida de profundidade ou do tamanho da resultante


endentação que por sua vez é relacionada ao número da dureza, ou seja, quanto mais
macio o material, tanto maior e mais profunda a endentação e tanto menor o número
índice de dureza.

Também durezas medidas são apenas relativas (em vez de absolutas), e uma atenção
especial dever ser exercida ao se comparar valores determinados por diferentes técnicas.
10

6 EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1) Cite algumas vantagens da utilização do método Rockwell em relação aos


métodos anteriores.

Este método apresenta algumas vantagens em relação ao ensaio Brinell, pois permite
avaliar a dureza de metais diversos, desde os mais moles até os mais duros. Entretanto,
também tem limitações, o que indica que está longe de ser a solução técnica ideal. Além
disso, apresenta como vantagem a rápida leitura do resultado e a impressão que pode
muitas vezes não danificar a peça que está sendo ensaiada.

2) Como deve ser o procedimento para escolha da escala adequada no método


Rockwell.

O método Rockwell apresenta várias escalas que são independentes entre si. Cada escala
é obtida em função da pré carga, carga nominal e do tipo de penetrador empregados. O
relógio indica o número de dureza por analogia com a profundidade com que a ponta
penetra no material. Um número alto de dureza corresponde a uma pequena
profundidade penetração e vice-versa. Os manuais de operação das maquinas de ensaio
são fornecidos pelos fabricantes e indicam como efetuar a medida em cada escala. Além
disso, tabelas de aplicação do método podem ser facilmente localizadas nos manuais.

A tabela a seguir apresenta as condições que determinam as escalas do método normal


e escalas superficiais:
11

Tabela 2 – Escalas Normais.


12

Tabela 3 – Escalas Superficiais.


13

7 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Castro, U. D. (2017). Metalografia, Ensaios Mecânicos e Tratamentos Térmicos (Vols.


Caderno 1 - 9ª revisão). Belo Horizonte: PUC MINAS

Dureza Rockwell. (s.d.). (D. d. Mecânica, Produtor) Acesso em 25 de Março de 2017,


disponível em Universidade Federal do Paraná:
http://ftp.demec.ufpr.br/disciplinas/EngMec_NOTURNO/TM336/dureza%20rockwell.
pdf