Você está na página 1de 2

UFPI - PROFMAT 2011

Aluno: Fernando Francisco de Sousa Filho

Dada a minha dificuldade para entender o lema a seguir, que foi discutido
em sala de aula e que consta da página 177 do livro texto A Matemática do
Ensino Médio - Vol.1, resolvi reescrevê-lo, procurando tornar o texto mais
claro.

- Lema : Fixado o número real positivo a 6= 1, em todo intervalo de R+


existe alguma potência ar , com r ∈ Q.

Vamos iniciar considerando o caso de intervalos em ]1, +∞[, ou seja, con-


siderando o intervalo [α, β] qualquer, com α > 1. O que pretendemos mostrar
é que qualquer que seja o intervalo [α, β], com α > 1, haverá um número na
forma ar , com a > 1 e r ∈ Q interno a este intervalo.

Inicialmente, em virtude de a exponencial ax não admitir cota superior, pois


ela é extritamente crescente para a > 1, podemos admitir que, por maior que
seja o valor de β, haverá sempre um valor M ∈ N tal que β < aM (a > 1).
Ou seja, podemos garantir que existe α < β < aM .
 
β−α
Por outro lado, podemos conceber o número A = 1 + M como um
a
número maior que 1 e, por conseguinte, podemos garantir que existe n ∈ N
tal que An seja maior que qualquer número dado (em virtude da natureza da
função exponencial).
 Logo, teremos
n que dado um valor qualquer dea, existirá
n
β−α β−α
n ∈ N tal que a < 1 + M , ou seja, temos que 1 < a < 1+ .
a aM

Desenvolvendo esta última relação, temos:

1 1 β−α
1n < an < 1 +
aM

1
1 β−α
1 < an < 1 + (adicionando −1
aM

1 β−α
0 < an − 1 < (multiplicando aM
aM

1
0 < aM (a n − 1) < β − α

m
Dados M, n ∈ N, podemos sempre achar m ∈ N tal que 6 M (se M = 1
n
e n = 10, p.ex. basta tomar m = 1; se M = 10 e n = 1, basta tomar m = 1
etc).

m m
Assim, 6 M ⇒ a n 6 aM , pois ax é extritamente crescente para a > 1.
n 1
Temos então que 0 < aM (a n − 1) < β − α

m 1 1
0 < a n (a n − 1) < aM (a n − 1) < β − α

m 1 m
0 < a n +n − a n < β − α

m+1 m
0<a n −an < β −α

Desta forma, a partir de quaisquer α e β com 1 < α < β, sempre será


m+1 m
possı́vel estipular m de forma a termos a n − a n < β − α, assim podemos
obter, como possı́veis valores de m quaisquer dos numeradores dos expoentes
da sequência
1 2
a0 = 1, a n , a n , ..., aM .

Por esta razão, um dos pares consecutivos desta sequência, que é da forma
ar , r ∈ Q, pertencerá ao intervalo [α, β].