Você está na página 1de 9

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

ENGENHARIA CIVIL – CAMPUS MARINGÁ


CENTRO DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

SÓLIDOS SEDIMENTÁVEIS EM CONE DE IMNHOFF

ACADÊMICOS – Grupo 01
BRUNO YOSHIOKA RA: 85637
GUSTAVO HENRIQUE RA: 81940
ROBERTA PAVÃO RA: 82774
RODOLFO BONAN RA: 83316
PROFESSOR: ALEXANDRE
DISCIPLINA: LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS DO AMBIENTE
TURMA: B – 002 - 1º ANO

MARINGÁ, 2013
OBJETIVOS
Indicar o valor de sólidos sedimentáveis dos esgotos que decantará em um
determinado período.
RESUMO
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
A definição usual de sólidos refere-se à matéria que fica como resíduo após
evaporação e secagem de uma amostra a 103°C. Devido à grande variedade de
materiais orgânicos e inorgânicos encontrados nas análises de sólidos, os testes têm
caráter empírico e são relativamente fáceis. Os métodos gravimétricos são usados em
quase todos os casos (UFSC).
Podemos dividir e classificar os sólidos da seguinte maneira (UTFPR):

FIGURA 1 – Fluxograma da divisão dos sólidos

FONTE: UFSC

Sólidos Totais (ST): Material que permanece na cápsula após evaporação


parcial da amostra e posterior secagem em estufa à temperatura escolhida;
Sólidos Dissolvidos (SD): Porção do resíduo total que passa por filtro de
porosidade 1,2µm;
Sólidos Suspensos (SS): Porção do resíduo total retida no filtro de porosidade
de 1,2µm;
Sólidos Fixos (SF): Porção do resíduo total, filtrável ou não filtrável, que resta
após a calcinação a (550 +/- 50) °C por 1h;
Sólidos Voláteis (SV): Porção do resíduo total, filtrável ou não filtrável, que se
perde na calcinação da amostra a (550 +/- 50) °C por 1h);
O teor de sólidos dissolvidos representa a quantidade de substâncias
dissolvidas na água, que alteram as propriedades físicas e químicas da água, como
no caso da turbidez da água que aumenta devido a quantidade de sólidos em
suspensão na água, reduzindo as taxas de fotossíntese e prejudicando a procura de
alimento para algumas espécies, levando a desequilíbrios na cadeia alimentar
(BRAGA et al, 2005).
Em mananciais públicos e industriais, a determinação dos sólidos totais
dissolvidos é a única de importância, sendo usada para determinar se o manancial é
apropriado ou não. Em casos no qual o abrandamento é necessário, o conteúdo de
sólidos dissolvidos pode indicar o tipo de abrandamento a ser utilizado, já que métodos
de precipitação diminuem e métodos de troca de íons aumentam os sólidos (UFSC).
A determinação dos sólidos sedimentáveis tem duas aplicações importantes.
Primeiro, é usada nas análises de efluentes industriais para determinar a necessidade
de tanques primários em tratamentos que utilizam processos biológicos. O teste
também é utilizado em larga escala para determinar a eficiência em unidade de
sedimentação (UFSC).
Os sólidos suspensos e suspensos voláteis são utilizados para determinar a
força de despejos domésticos e industriais. E os sólidos totais e sólidos voláteis têm
uma grande importância para os lodos, sendo indispensáveis no projeto e operação
da digestão do lodo e unidades de incineração (UFSC).
Os sólidos apresentam parâmetros, representados na tabela a seguir:

Tabela 01- Características químicas dos esgotos domésticos brutos


Parâmetro CPC (g/hab.d) Concentração (mg/L)
Faixa Típico Faixa Típico
Sólidos Totais 120-220 180 700-1350 1000
- Em suspensão 35-70 60 200-450 400
Fixos 7-14 10 40-100 80
Voláteis 25-60 50 165-350 320
- Dissolvidos 85-150 120 500-900 700
Fixos 50-90 70 300-550 400
Voláteis 35-60 50 200-350 300
Sedimentáveis - - 10-20 15
Fonte: UFSM
MATERIAIS E MÉTODOS
RESULTADOS
DISCUSSÃO E CONCLUSÃO
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Apostila de Laboratório de Ciências do Ambiente para Engenharia Civil.

BRAGA, B.; HESPANHOL, I; CONEJO, J. G. L.; MIERZWA, J. C; BARROS, M. T. L;


SPENCER, M.; PORTO, M.; NUCCI, N; JULIANO, N.; EIGER, S. Introdução à
Engenharia Ambiental: o desafio do desenvolvimento sustentável. 2ª edição. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. 318p.

UFSC. Sólidos. Disponível em:<


http://www.ens.ufsc.br/corseuil/antigo/parametros/solido.html>. Acesso em
10/11/2013.

UTFPR. Determinação de sólidos em água. Disponível em:<


http://pessoal.utfpr.edu.br/marcusliz/arquivos/Solidos.pdf >. Acesso em 10/11/2013.