Você está na página 1de 25

UNIVERDADE FEDERAL DO CARIRI – UFCA

CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA –CCT


CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
DISCIPLINA: TRANPORTE AÉREO

ORIENTAÇÕES DAS PISTAS

Profª: Msc. Thays Nogueira Rodrigues


DIREÇÕES DAS PISTAS
 Uma aeronave deveria sempre decolar e pousar exatamente contra o
vento, o que lhe permitiria duas vantagens:

 não sofreria o efeito da componente transversal do vento, que a tiraria de


sua trajetória;
 contaria com o vento como parcela de sua velocidade aerodinâmica.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 https://youtu.be/zUUdrSsH09o
REGIME DOS VENTOS
 O vento é caracterizado por três parâmetros: direção, velocidade e
frequência de ocorrência;

 VENTO SUPERFICIAL : é medido a uma altura de 10 metros acima do nível


do solo;

 DIREÇÃO DO VENTO: é direção e sentido do vento. Assim, quando ar se


move na direção norte-sul e com sentido norte para sul, dizemos vento
norte; Medimos a direção do vento em relação ao norte verdadeiro ou
norte geográfico;

 A velocidade ou intensidade do vento pode ser medida em qualquer


unidade de velocidade ( normalmente em nós, onde 1 nós = 1,852 Km/h).
DIREÇÕES DAS PISTAS

 As informações referentes aos ventos são agrupadas por


intervalos de direção e velocidade, expressas em
porcentagens. Com estes dados são construídas tabelas
onde os 360 ° do círculo são divididos em 16 partes
centrados em pontos notáveis;

 Graficamente, podemos representar os ventos através da


rosa dos ventos (anemograma). Nela são representadas,
geralmente, as direções do vento, as intensidades e as
frequencias.
DIREÇÕES DAS PISTAS
DIREÇÕES DAS PISTAS
 MÉTODO DA ROSA DOS VENTOS
 A orientação apropriada para uma pista (runway) em um aeroporto pode
ser determinada através de análise gráfica vetorial, usando um método
conhecido como Rosa dos Ventos.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 MÉTODO DA ROSA DOS VENTOS
CÍRCULOS CONCÊNTRICOS

LINHAS RADIAIS

- Os círculos representam a
velocidade dos ventos;
- As linhas radiais indicam a
direção do vento.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 MÉTODO DA ROSA DOS VENTOS
CÍRCULOS CONCÊNTRICOS

LINHAS RADIAIS

- Os círculos representam a
velocidade dos ventos;
- As linhas radiais indicam a
direção do vento.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 A FAA (Federal Aviation Administration, EUA) recomenda que as pistas de
pouso e decolagem devem ser orientadas de modo que as aeronaves
possam operar em ao menos de 95% do tempo com componentes de
vento lateral admissível não superior a determinados limites;
Fator de utilização do aeroporto não seja menor que 95 %

 O coeficiente (ou fator) de utilização é a percentagem das ocasiões em que


o aeroporto não está fechado devido ao vento, o que corresponde à soma das
percentagens dentro das faixas paralelas (para o valor T adotado e a direção
de pista em análise).

 Operando 365 dias/ano, temos: 365 x 0,05 = 18,25 dias, ou seja, no


máximo, a pista pode ficar fechada 18 dias ao ano;
DIREÇÕES DAS PISTAS
DIREÇÕES DAS PISTAS

 Este limites são especificados em função do código de referência associado


ao aeroporto, em conjunto à uma aeronave considerada como crítica,
selecionada neste caso em função de uma menor envergadura ou em razão
de uma velocidade de aproximação mais lenta.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 O NÚMERO E A ORIENTAÇÃO DAS PISTAS DE UM AERÓDROMO
DEVE SER TAL QUE O FATOR DE UTILIZAÇÃO NÃO SEJA MENOR
DO QUE 95 % PARA AS AERONAVES AS QUAIS O AERÓDROMO É
DESTINADO A SERVIR.

 Vê-se, portanto que quando uma só pista não ficar mais de 95% do tempo
aberto a operação, recomenda-se a construção de outra pista em outra
direção. O conjunto de uma, duas ou mais direções deve permitir que o
aeródromo fique aberto ao tráfego em pelo menos 95% do tempo.
DIREÇÕES DAS PISTAS
DIREÇÕES DAS PISTAS
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Um retângulo é desenhado em escala, em preferência sobre material
transparente, representando o limite aceitável para ventos transversais.
Neste caso, 15 mi/h.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Este retângulo deve ser recortado e disposto sobre a DIREÇÕES DAS
PISTAS de modo que sua linha de centro coincida com o centro da rosa.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Este retângulo deve ser recortado e disposto sobre a DIREÇÕES DAS
PISTAS de modo que sua linha de centro coincida com o centro da rosa.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Com relação ao procedimento da soma, quando uma das arestas do
retângulo dividir um segmento de direção de vento, deve ser considerado
desprezar, ou o acréscimo ou decréscimo de 0,1%, conforme a área
sobreposta pelo retângulo, em uma decisão com base puramente visual.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Neste caso, não foi alcançado o mínimo de 95%, então existe a necessidade
de indicar a posição para uma pista adicional.
DIREÇÕES DAS PISTAS
 Ashford, Mumayiz & Wright (2011) apresenta os seguintes passos para
determinar a melhor orientação da pista e determinar a porcentagem de
vezes que a orientação da pista estará conforme as limitações de vento
cruzado:
 a) Coloque a parte móvel na Rosa dos Ventos para que a linha do meio
passe pelo centro da Rosa dos Ventos.
 b) Use o centro da Rosa dos Ventos como um ponto de apoio, rodando a
parte móvel até que a soma das porcentagens entre as linhas externas da
parte móvel seja o máximo.
 c) Verifique qual o rumo verdadeiro da pista na escala de fora da Rosa dos
Ventos.
 d) A soma dos percentuais das linhas não cobertas pelas parte móvel
representarão o somatório de vezes que a pista terá componentes de
vento cruzado acima do permitido.
SOFTWARE
 https://airports-
gis.faa.gov/agis/publicToolbox/windroseForm.jsp
DIREÇÕES DAS PISTAS

O regime de ventos de um local C, obtido através de observações feitas nos últimos 5


anos, de 3 em 3 horas, encontra-se resumido no quadro a seguir.

2. Para uma pista com direção 150 ° - 330° e considerando-se uma componente
transversal admissível de 13 nós, calcular o coeficiente de utilização.
DIREÇÕES DAS PISTAS
Os dados relativos aos ventos, que nos permitirá a montagem do anemograma
correspondente, são apresentados em uma tabela fornecida a seguir:
DIREÇÕES DAS PISTAS