Você está na página 1de 6

SISTEMA CIRCULATÓRIO

O sistema circulatório é um dos diversos sistemas que compõem o corpo humano.  São produzidas cerca de 2,4 milhões de hemácias por segundo em nosso corpo;
Ele tem por função o transporte do sangue para as diversas regiões do corpo e para os  A contagem de hemácias presentes no sangue é feita através de um exame
pulmões. Ele é composto por: CORAÇÃO, ARTÉRIAS, VEIAS E CAPILARES. Sangue laboratorial conhecido como hemograma;
é transportado, mas não é componente.  A cor vermelha do sangue é explicada pela presença das hemácias;
O sangue é um líquido que tem por função transportar nutrientes, gases (oxigênio  A Hemoglobina é o principal componente das hemácias. De coloração
e gás carbônico) e hormônios (secreções diversas). avermelhada, ela possui a função de fazer o transporte de oxigênio pelos diferentes
COMPOSIÇÃO DO SANGUE: tecidos do corpo humano. Transporta também uma pequena quantidade de gás
O sangue é um tecido em forma líquida que tem origem no tecido conjuntivo. A carbônico;
composição básica do sangue é:  Além da hemoglobina, as hemácias também são compostas por íons, glicose, água
 Plasma: parte líquida com nutrientes. e enzimas.
 Hemácias: glóbulos vermelhos. Tem por função o transporte de gases. As hemácias são produzidas na medula óssea junto com as demais células
 Leucócitos: chamados de glóbulos brancos. Defendem o organismo de invasores. sanguíneas. Elas passam por diversas fases até que percam seu núcleo e tornem-se
 Plaquetas: fragmentos celulares que trabalham na coagulação do sangue, evitando hemácias propriamente ditas.
hemorragias. BLASTOS (CÉLULAS JOVENS)
Plasma
De cor amarelada. Composto por água, proteínas e sais minerais. O plasma é quem
transporta os nutrientes para o corpo. Mais da metade do sangue é plasma.
Compostos envolvidos:
 95% água.
 5% nutrientes, gases, hormônios, etc.
Hemácias
O real nome das hemácias é eritrócito. Tem como função o transporte de oxigênio
Proeritroblasto: é uma célula grande, redonda, com núcleo grande e redondo. Eritroblasto
pelo corpo. As hemácias fazem o transporte de oxigênio pois dentro de si possuem uma
basófilo: é uma célula menor que a anterior, redonda, encontrado na medula óssea.
substância chamada hemoglobina. Eritroblasto policromático: encontrado na medula óssea, menor que o anterior, redondo,
As hemácias são células anucleadas (sem núcleo) e tem o formato de um disco
com núcleo redondo e central.
bicôncavo. Porém elas não nascem sem o núcleo, mas o perdem com o tempo. Este Eritroblasto ortocromático: encontrado na medula óssea, menor que o anterior, é redondo,
processo se chama eritropoiese. Este processo é um dos diversos processos de criação de
com núcleo picnótico (pequeno) redondo e periférico (longe do centro, pois é necessário
células sanguíneas chamado de hematopoese. (ou hematopoiese)
tal localização para que seja expulso da célula), não possui nucléolo, cromatina muito densa
Características: (a mais densa de todos os eritroblastos). O citoplasma é abundante e acidófilo, da mesma
 Possuem formato de disco bicôncavo; cor que o das hemácias.
 Não possuem núcleo; Reticulócitos corados: são eritroblastos que perderam os núcleos. Após perder o núcleo
 Medem 0,007 milímetros de diâmetros; sobra somente o citoplasma contendo resto de organelas. Podemos encontrar reticulócito,
 Possui borda mais corada e centro mais claro; geralmente, no sangue periférico. Depois perde as organelas e se transforma em eritrócito.
 A membrana é formada por duas camadas; A hemoglobina é uma proteína composta por diversos átomos, mas
 Uma hemácia vive, em média, de 100 a 120 dias.; principalmente por ferro. O oxigênio se liga quimicamente à hemoglobina e é levado
 Os homens possuem mais hemácias; até as células. Da mesma forma o gás carbônico se liga à hemoglobina e é levado até
os pulmões. É a hemoglobina que dá cor vermelha ao sangue!
1
SISTEMA CIRCULATÓRIO
Leucócitos
Leucócitos são responsáveis pela defesa do organismo. Porém a palavra leucócito
é um jeito simples de se falar sobre todas as células de defesa que existem em nosso
sangue. Vejamos os exemplos:

Quantidade de componentes do sangue e hemogramas:


Sabemos que no sangue temos três tipos básicos de células (plasma não é célula,
mas conta no hemograma). O hemograma faz a contagem destas partes e verifica a
presença ou não de problemas. Homens, mulheres, adultos e crianças têm diferentes
Plaquetas:
quantidades médias de cada um dos tipos de células em seus corpos.
As plaquetas são formadas na medula óssea. São fragmentos de células
Começamos o hemograma pela quantidade de eritrócitos. Homens geralmente têm
sanguíneas sem núcleo. Seu nome real é trombócito. A função deste fragmento é a
5,5 milhões de hemácias por mm3, já mulheres têm 4,5 milhões por mm3. Mas vejamos
coagulação sanguínea. Quando existe um corte ou uma hemorragia formam um tampão
os valores padrão de um hemograma.
chamado de rolha hemostática.

2
SISTEMA CIRCULATÓRIO

Hemoglobina 12 a 16 11,5 a 16
(g/dL)

Hematócrito (%) 35 a 45 34 a 47

TEMA 1: Pesquise em casa as seguintes alterações/doenças do sangue e copie em


seu caderno.
a) Anemia (tipos, causas, sintomas e tratamentos).
b) Policitemia.
c) Leucopenia e leucocitose.
d) Neutropenia.
e) Mononucleose.
f) Leucemia.
g) Trombocitopenia.
h) Trombocitose.

PARTES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO


O sistema circulatório, como o próprio nome diz, tem a função de transportar o
sangue. É muito semelhante em função, ao sistema digestório. O circulatório é um grande
emaranhado de canais e tubos que transportam o sangue, cujo principal órgão é o coração.
O exame é dividido em três partes: eritrograma (verifica as hemácias), leucograma Vejamos cada um destes elementos.
(leucócitos) e a contagem de plaquetas. Se houver uma diferença que fuja da tabela A primeira parte que estudaremos é o coração. O coração é uma bomba muscular
referência (coluna da direita) pode haver um quadro clínico (doença ou alteração do (músculo cardíaco do tipo involuntário), dividido em quatro cavidades:
organismo). Nas mulheres grávidas alguns valores mudam:

Parâmetros Valores de referência Valores de referência da


da mulher mulher grávida

Eritrócitos 3,9 a 5,03 3,9 a 5,6


(1012/L)

3
SISTEMA CIRCULATÓRIO

Como vemos na imagem, o coração é composto por quatro câmaras: 2 átrios e 2


ventrículos. O coração é formado por um músculo específico chamado de miocárdio.
O sangue é transportado para o coração pelas veias. Já o sangue que sai do coração,
sai pelas artérias. Logo a regra de ouro: “o sangue que chega, é em veia/o sangue que sai,
em artéria. ” Dizemos que o sangue que transporta oxigênio é o arterial e o sangue que
transporta gás carbônico é o venoso. Estes nomes foram dados em uma época em que se
acreditava que apenas veias transportavam sangue com gás carbônico e apenas artérias o
sangue com oxigênio. Mas isto não é verdade.
As veias têm paredes internas mais finas do que as artérias. Artérias são chamadas
de vasos calibrosos (grossos), pois a pressão sanguínea dentro delas é muito maior. Outra
diferença é que na parte interna das veias estão presentes pequenas válvulas, que facilitam
o retorno do sangue ao coração.

Mas por que existem as válvulas nas veias? Muito simples, quando o coração bate
as válvulas abrem e o sangue passa. Quando o coração não está batendo (pequeno
intervalo), as válvulas fecham impedindo que o sangue volte. Lembre-se que as veias

4
SISTEMA CIRCULATÓRIO
transportam o sangue do corpo para o coração. Imagine um homem em pé. A gravidade faz O sangue chega ao coração trazido pelas veias e entra no átrio direito. Este sangue
com que o sangue tenda a ir em direção ao chão. Sem as válvulas o trabalho do coração (em azul) está cheio de gás carbônico (sangue venoso). Em seguida ele é impulsionado no
para bombear o sangue seria muito maior. Dizemos que os tecidos que compõem os vasos ventrículo direito para a artéria pulmonar até os pulmões.
sanguíneos são as túnicas. Cada uma delas é composta por tecidos diferentes como vimos Nos pulmões ocorre a troca gasosa de oxigênio e gás carbônico, dentro da estrutura
na imagem acima. Existem 3 túnicas, a mais externa adventícia, a que fica no meio do vaso chamada alvéolo.
média e a mais interna íntima. Em seguida o sangue volta ao coração através das veias pulmonares (2 para cada
Além das veias e das artérias, precisamos de um tipo de vaso que alcancem locais pulmão). Este sangue que agora é arterial chega no átrio esquerdo, passando ao ventrículo
mais restritos e pequenos. Estes vasos muito pequenos são os capilares. São os capilares esquerdo. Dalí é bombeado para a artéria aorta e inicia sua viagem para o corpo.
que entregam os gases e nutrientes para as células, pois suas paredes são mais finas e
permitem a difusão dos componentes.

Bombeamento sanguíneo

5
SISTEMA CIRCULATÓRIO
A circulação que o coração faz entre o pulmão é chamada de pequena circulação SISTEMA LINFÁTICO – FUNÇÃO E LINFONODOS
ou pulmonar. E a circulação feita do coração para o corpo é chamada de corporal ou
sistêmica. O sistema linfático é uma rede de canais e acompanha o sistema cardíaco. Sua função
Regra de ouro: “O sangue sempre vai dos átrios para os ventrículos”. é o transporte de um líquido chamado linfa. Também capta o líquido tissular, o filtra e
Obs.: O ventrículo esquerdo é mais grosso devido a necessidade de enviar o reconduz aos vasos sanguíneos. Suas principais funções são:
sangue para todo o corpo pela aorta. Como o caminho é mais longo, precisa-se de mais
força para movimentá-lo.  Remoção dos fluidos em excesso dos tecidos corporais;
Obs. 2: A aorta se divide em outras artérias, dependendo da direção do corpo que  Absorção dos ácidos graxos e transporte subsequente da gordura para o sistema
vai. Logo todas as artérias têm como origem a aorta. circulatório;
 Produção de células imunes (como linfócitos, monócitos e células produtoras de
Sístole e diástole anticorpos conhecidas como plasmócitos).
 Os Vasos Linfáticos têm a função de drenar o excesso de líquido que sai do sangue
Como o coração possui átrios e ventrículos, é necessária a presença de alguma e banha as células. Esse excesso de líquido, que circula nos vasos linfáticos e é
estrutura que impeça o sangue de voltar (como no caso das veias). Por isso entre os átrios devolvido ao sangue, chama-se linfa.
e ventrículos existem, também, válvulas. Elas são 4:
Logo o sistema linfático é um sistema paralelo ao sanguíneo que dá suporte a este
 Mitral ou bicúspide: apresenta dois folhetos e lembra uma mitra (um tipo de último.
chapéu usado pelo bispo da Igreja Católica). Esta valva possibilita a fluxo Lembre-se que o plasma sanguíneo é quem transporta os nutrientes para o corpo.
sanguíneo entre átrio e ventrículo esquerdos. Quando o sangue chega através dos capilares das células ele não entra na hora nas células.
 Tricúspide: apresenta três folhetos e possibilita o fluxo sanguíneo entre átrio e Existe um espaço entre os capilares e as células, chamado de interstício. Ali o líquido com
ventrículo direitos. nutrientes do sangue espera para ser absorvido.
 Aórtica: está localizada na saída do ventrículo esquerdo para a aorta, O sistema linfático capta este líquido no interstício, que está cheio de toxinas depois
possibilitando o fluxo sanguíneo entre a luz dessas duas estruturas. de ser usado pelas células. Em seguida o leva para os órgãos linfáticos para que este seja
 Pulmonar: localizada na saída do ventrículo direito para a artéria pulmonar, limpo.
possibilitando o fluxo sanguíneo entre a luz dessas duas estruturas. O baço, os linfonodos (nódulos linfáticos), as tonsilas palatinas (amígdalas), a tonsila
faríngea (adenoides) e o timo (tecido conjuntivo reticular linfoide rico em linfócitos) são
A contração ventricular é conhecida como sístole e nela ocorre o esvaziamento dos órgãos do sistema linfático.
ventrículos. O relaxamento ventricular é conhecido como diástole e é nessa fase que os Quando o retorno linfático não ocorre de forma correta, surgem os edemas.
ventrículos recebem sangue dos átrios.
Comumente explicamos que o barulho do coração é devido a este movimento de
contração e relaxamento. Mas, na verdade, o barulho que ouvimos (aquele tum-tum) são as
válvulas abrindo e fechando durante os batimentos cardíacos.