Você está na página 1de 1

Atividade Discursiva - Relacionar a ocorrência dessa malformação não

associada às síndromes e a influência dessa condição sobre a


personalidade do portador

As malformações congênitas estão entre os problemas médicos de


prevenção e cura mais difíceis. Decorrentes de causas diversas afetam
músculos, esqueleto, órgãos sensoriais, os sistemas respiratório e nervoso, a
circulação e o metabolismo do recém-nascido. No caso do lábio leporino,
conforme o bebê se desenvolve durante a gestação, o tecido corporal e células
especiais de cada lado da cabeça crescem em direção ao centro do rosto para
juntar-se e formarem o rosto. Esta junção de tecido forma as características
faciais como lábios e a boca. O lábio leporino ocorre quando o tecido que faz
os lábios e/ou palato não se juntam completamente durante a gestação. Isto
resulta em uma abertura na região superior da boca. Esta abertura pode ser
pequena e atingir apenas os lábios ou ser maior e atingir até o céu da boca e o
nariz. Como consequência temos problemas causados pela reação externa aos
problemas aparentes da criança, tais como a dificuldade de fala, podendo
acarretar em condições psicológicas adversas como, ansiedade social,
isolamento, timidez ou falta de assertividade, pensamentos depressivos e falta
de autoestima são os mais frequentes. Nos adolescentes, por reação ao meio
ambiente, podem surgir problemas de rejeição, agressividade e atitudes
desafiantes. O tratamento com psicólogo e fonoaudiólogo é importante, para
tentar solucionar esses problemas psicológicos.