Você está na página 1de 7

Área 42: como fazer um carregador de

celular portátil
Hoje em dia, temos muitos recursos tecnológicos à nossa disposição. Quase todo
mundo possui smartphones com acesso à internet e outras comodidades. O único
problema desses aparelhos é a duração da bateria. O excesso de funções dos gadgets
modernos faz com que a energia acabe sempre antes da hora.

E se por acaso você estiver em um local que não tenha energia elétrica, como no meio
do mato, ou acampando nas montanhas? Não é incomum pessoas se perderem e não
conseguirem utilizar o GPS, principalmente porque o celular pode ter ficado sem
bateria.

Para evitar esses problemas, você pode fabricar um carregador portátil e alimentado
por baterias de 9 volts. É preciso ter apenas um pouco de conhecimento em solda e
componentes eletrônicos. Acompanhe as instruções e veja que o processo não é tão
complicado como parece.

Os componentes eletrônicos necessários


 1 regulador de voltagem de 5 volts modelo 7805;
 1 capacitor eletrolítico de 100 uF;
 1 capacitor de 0,1 uF;
 1 resistor de 150 OHMs;
 1 LED verde;
 1 conector USB fêmea;
 1 conector de bateria;
 1 chave para ligar e desligar o conjunto;
 1 protoboard para montar o conjunto;
 1 bateria de 9 volts.

Basta que você leve essa lista a qualquer loja de eletrônica para adquirir tudo com
facilidade. Além desses itens, nós também utilizamos um recipiente plástico que vai
servir como carcaça para o nosso carregador. Você pode escolher aquele que achar
mais conveniente.
(Fonte da imagem: Tecmundo)

Para fazer a montagem, utilizamos ferro de solda e ferramentas diversas, além de


alguns pedaços de fio de cobre para unir os componentes. Os cortes no recipiente
plástico foram feitos com uma furadeira comum. Para fixar os itens no interior do
recipiente, utilizaremos cola quente.

Iniciando a montagem
O primeiro passo da montagem é a preparação da protoboard. Se você adquiriu uma
nova na loja, é possível que ela seja muito grande, portanto, precisamos cortar um
pedaço. Vamos cortar a peça do tamanho aproximado da metade do nosso recipiente
plástico.

Logo em seguida, começamos a posicionar o material na placa. Veja o desenho do


circuito.
(Fonte da imagem: Tecmundo)

Veja que existem duas linhas de energia atravessando tudo: positiva e negativa. Todos
os componentes também possuem dois conectores, sendo um positivo e um negativo.
Devemos prestar muita atenção para não montar os materiais de maneira invertida,
pois isso pode danificá-los.

O único componente que possui três conectores é o regulador de voltagem, pois ele
tem uma porta de entrada, uma porta de saída e um ponto negativo.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Basta você seguir o desenho do circuito e não terá problemas.

Antes de soldar tudo na placa, vamos colocar as peças conforme o desenho.


Posicionamos, então, o capacitor de 100 uF, o regulador de voltagem, o segundo
capacitor e o resistor. O conector USB fêmea deve ficar preso na borda da placa, pois
ele será encaixado no nosso container plástico. O LED deve ficar paralelo ao conector
USB, assim como a chave para ligar e desligar o equipamento.
(Fonte da imagem: Tecmundo)

Após posicionarmos todos os componentes na placa, soldamos e cortamos as hastes.


Agora, basta unir os contatos conforme o desenho. Como estamos utilizando uma
protoboard e não uma placa de circuito impresso, vamos precisar unir todos os
contatos com pequenos fios de cobre.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O projeto final deverá ficar assim.


(Fonte da imagem: Tecmundo)

Depois de montar tudo, vamos verificar as tensões com um multímetro. Veja que a
tensão da bateria varia entre oito e nove volts. Agora, ao posicionarmos o multímetro
na saída de energia, ou seja, no conector USB, verificamos que a tensão varia entre 4,8
e 5,1 volts. Essa é a tensão necessária para carregar a bateria dos gadgets. Um valor
maior que isso poderia danificar o aparelho, por isso precisamos do regulador de
voltagem. Um valor menor não seria suficiente para carregar as baterias.

Montando no case
Agora, precisamos posicionar nosso projeto dentro do suporte plástico. Antes de fazer
isso, no entanto, vamos dobrar os fios — com muito cuidado — para baixo da placa.
Um pedaço de fita isolante somente para proteger tudo deve ser suficiente para
segurá-los no local.

Em seguida, vamos posicionar a placa dentro do case e medir o tamanho dos


conectores, pois precisamos abrir espaço para posicionar o USB, o LED e a chave para
ligar e desligar. Para cortar, podemos utilizar um estilete, uma furadeira ou outra
ferramenta de corte.
(Fonte da imagem: Tecmundo)

Depois de abrir os buracos do tamanho necessário, posicionamos o conjunto no


interior do recipiente. Com um pouco de cola quente, prendemos a placa e vedamos
as aberturas. Para fixar a bateria no lugar, podemos utilizar uma fita dupla face, mas
isso é opcional.

Pronto! Agora é só carregar esse acessório com você sempre que você for viajar.

(Fonte da imagem: Tecmundo)


Recomendações
É importante ressaltar que a quantidade de carga efetuada por esse aparelho é
proporcional à qualidade da bateria utilizada. Uma alcalina, por exemplo, pode
fornecer muito mais energia que uma bateria comum. Também é possível utilizar
baterias recarregáveis.

Esse carregador de emergência não carrega iPhones ou outros gadgets da Apple, pois
os aparelhos da empresa precisam de um circuito diferenciado de recarga. No entanto,
qualquer outro aparelho que possa ser recarregado via USB pode utilizar esse
equipamento.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Gostaram da experiência? Parece um pouco complicado no início, mas, com boa


vontade, paciência e os materiais adequados, você poderá construir o seu carregador
rapidamente.

Para isso, basta você seguir as instruções.