Você está na página 1de 14

CEREBELO

CURSO  DE  PSICOLOGIA  


DISCIPLINA:  NEUROANATOMOFISIOLOGIA  
CEREBELO
• Origem: rombencéfalo - metencéfalo
• Divisões do SN: PCSN (parte do encéfalo)
Supra-segmentar
• Localização: dorsalmente ao bulbo e à ponte
entra na formação do quarto ventrículo
• Aspectos anatômicos: Verme e Hemisférios cerebelares
• Superfície: Sulcos, folha, Fissuras e lóbulos
• Conexões: medula e bulbo – pedúnculo cerebelar inferior
ponte – pedúnculo cerebelar médio
mesencéfalo – pedúnculo cerebelar superior
ANATOMIA MACROSCÓPICA
FOLHA
FISSURA

LÓBULO

VISTA VENTRAL

HEMISFÉRIO VERME
CEREBELAR
VISTA SÚPERO-DORSAL
CEREBELO
• Funções: manutenção do equilíbrio e postura
controle do tônus muscular
controle de movimentos voluntários
aprendizagem motora
* Funciona em nível involuntário e inconsciente, e sua
função é exclusivamente motora.
• Organização:
-  Substância cinzenta: córtex cerebelar
Estrato/camada molecular, estrato purkinjense e estrato
granuloso
- Substância branca: corpo medular do cerebelo e lâminas
brancas do cerebelo - “árvore da vida”
*núcleos do cerebelo: denteado, fastigial, emboliforme,
globoso
ANATOMIA MACROSCÓPICA
CÓRTEX CEREBELAR

CORPO MEDULAR LÂMINAS BRANCAS


NÚCLEOS DO CEREBELO

Núcleo globoso*

Núcleo fastigial
Núcleo emboliforme*

Núcleo denteado

*Núcleo interpósito
ANATOMIA MICROSCÓPICA
CÓRTEX CEREBELAR
CITOARQUITETURA DO CÓRTEX
CEREBELAR
DIVISÕES DO CEREBELO
ONTOGENÉTICA (LARSELL)

Lobo
anterior
Fissura prima
Corpo do
cerebelo
Lobo
posterior

Lobo flóculo-nodular
Fissura póstero-lateral
DIVISÕES DO CEREBELO
FILOGENÉTICA
2a fase - Paleocerebelo
Conexões c/ a medula
Tônus e postura

3a fase - Neocerebelo
Conexões c/ o
córtex cerebral
Movimentos finos
1a fase - Arquicerebelo
Conexões vestibulares
Equilíbrio
DIVISÕES DO CEREBELO
LONGITUDINAL
Zona medial

Zona intermédia

Zona lateral
CONEXÕES AFERENTES DO CEREBELO
CÓRTEX CEREBELAR

n. vestibulares
Complexo olivar medula espinal
inferior n. pontinos

Informa posição da cabeça


Aprendizado motor Avalia grau de contração e
atividade muscular
Posições e velocidade do
movimento
Informa intenção do movimento

Fibras trepadeiras Fibras  musgosas  


CONEXÕES EFERENTES DO CEREBELO
Dos núcleos saem as fibras eferentes do
cerebelo e chegam os axônios das células de
Purkinje. Influencia neurônios motores da
medula (indiretamente).
Conexões  eferentes  da  zona  medial                          
Fibras  fas-gioves-bulares  (trato  ves-bulospinal)  
Fibras  fas-giore-culares  (trato  re-culospinal)  
Controlam  a  musculatura  axial  e  proximal  dos  
membros  (postura  e  equilíbrio)                          Conexões  
eferentes  da  zona  intermédia                    Via  
interpositotalamocor-cal(trato  cor-cospinal)    
Via  interpositorubrospinal  (trato  rubrospinal)  
Controlam  os  músculos  distais  dos  membros              
(movimentos    delicados)                                                                                  
Correção  do  movimento                                                        
Conexões  eferentes  da  zona  lateral                                Via  
dentotalamocor-cal  (trato  cor-cospinal)  
Movimentos  balís-cos  (muito  rápidos)  
Planejamento  motor  
CORRELAÇÕES ANATOMOCLÍNICAS
-INCORDENAÇÃO DOS MOVIMENTOS – ATAXIA;
- INCORDENAÇÃO DA FALA;
-  PERDA DO EQUILÍBRIO
-  DIMINUIÇÃO DO TÔNUS DA MUSCULATURA ESTRIADA ESQUELÉTICA.

- SÍNDROME DO ARQUICEREBELO – crianças menores de 10 anos – tumores


no tecto do IV ventrículo.

- SÍNDROME DO PALEOCEREBELO – degeneração do córtex cerebelar –


alcoolismo crônico.
- SÍNDROME DO NEOCEREBELO :
Dismetria – mov. Defeituoso de atingir o alvo;
Decomposição – decomposição de mov. Complexos;
Disdiadococinesia – dificuldade de fazer mov. Rápidos alternados;
Rechaço - força aplicado ao antebraço durante uma flexão;
Tremor – acentuado no final do mov.;
ETC