Você está na página 1de 5

INSTITUTO AGOSTINANO DE FILOSOFIA

PLANO DE ENSINO

Disciplina: Lógica.

Curso: Filosofia.

Período: Manhã. Ano: 2015 Semestre: 1o Carga horária: 64. Créditos: 4.

Professor: Frei Hélton Pimenta.

Ementa:

Conceituação e breve histórico. Lógica formal: a silogística como teoria formal


axiomática. Princípios lógicos. Conceito e termo; definição e divisão. Juízo e
proposição. O Raciocínio; o silogismo: modos e figuras; regras; sofismas. A indução.
Lógica simbólica: o cálculo das proposições. Conectivos sentenciais e respectivas
tabelas de verificação funcional veritativa; tautologias; validade dos argumentos. Lógica
dialética: conceituação e breve histórico. O esquema dialético. A relação lógica formal /
lógica dialética.

Objetivos:

Propiciar o exercício das operações do pensamento para atingir a verdade e evitar o


erro.

Discernir a validade ou não dos argumentos analisados tendo como base os princípios
da lógica formal.

Propiciar o exercício da objetividade do pensamento no processo de argumentação.

Levar o estudante de filosofia a exercer sua capacidade de raciocínio lógico com vistas à
organização do conhecimento e elaboração, análise e compreensão de textos e
argumentos filosóficos.

Métodos didáticos:

Aulas expositivas.

Interação entre estudante e professor.

Leitura de textos a serem propostos pelo professor.

Exercícios individuais e em grupos.


Utilização de uma apostila como instrumento básico de trabalho.
1
Processo de avaliação:

Serão realizadas avaliações escritas bimestrais e uma avaliação escrita final peso dois.

Serão também critérios de avaliação o interesse e participação do aluno durante as aulas.

Conteúdo programático:

Introdução: o que é lógica: definição, divisão, história

Primeira parte: lógica formal

I- A simples apreensão e o conceito


1.1 - A simples apreensão
1.2 - O conceito
1.2.1 - Noção
1.2.2 - Extensão e compreensão
1.2.3 - As várias espécies de conceito: incomplexos e complexos,
concretos e abstratos, coletivos e divisivos.
1.3 - O termo
1.3.1 - Noção
1.3.2 - Várias espécies de termos
1.4 - A definição
1.5 - A divisão

II - O juízo e a proposição
2.1 - O juízo
2.2 - A proposição
2.2.1 - Noção geral
- Várias espécies de proposições: simples e compostas, afirmativas e
negativas, de “inesse” e modais; o Sujeito e o Predicado do ponto de
vista da quantidade.
2.2.2 - Oposição das proposições
2.2.3 - Conversão das proposições

III - O raciocínio
3.1 - O raciocínio em geral
3.1.1 - Noções gerais
3.1.2 - Divisão
3.1.3 - Inferências imediatas
3.2 - O Silogismo
3.2.1 - O silogismo categórico: noções, figuras e modos, discussões
sobre o silogismo, o silogismo expositivo.
3.2.2 - O silogismo condicional: os silogismos hipotéticos em geral; o
silogismo condicional.
2
3.2.3 - Divisão do silogismo: demonstrativos, prováveis, errôneos,
sofísticos; incompletos; oblíquos; compostos.
3.3 - A indução
3.3.1 - Raciocínio indutivo
3.3.2 - Divisão da indução
3.3.3 - Raciocínio por semelhança

Segunda parte: lógica simbólica

IV- Primeiras noções

V- Operações lógicas
5.1 – Negação de uma proposição
5.2 – Conjunção de duas proposições
5.3 – Disjunção de duas proposições
5.4 – Proposição condicional
5.5 – Proposição bicondicional

VI- Construção de tabelas-verdade

VII- Argumentos e formas de raciocínio


7.1 – Critério de validade de um argumento
7.2 – Validade de um argumento mediante o uso de tabela-verdade
7.3 – Prova de não-validade
7.4 – Formas de raciocínio: prova formal de validade
7.5 – Aplicação das regras de inferência
7.6 – Outras provas formais de demonstração

Terceira parte: dialética

VIII- Primeiras noções

IX- O esquema dialético


9.1 – Lei da interação universal
9.2 – Lei do movimento universal
9.3 – Lei dos contrários
9.4 – Lei dos saltos
9.5 – Lei da superação
9.6 – Regras práticas

X- Aplicação do esquema dialético

Referência Bibliográfica.

ALEJANDRO, José M. de. La Logica y el hombre. Madrid: BAC, 1970. 423p.

3
ALENCAR FILHO, Edgard. Inicicação à lógica matemática. 5. ed. São Paulo: Nobel,
1972.138p.
ALMEIDA, Vieira de. Lógica elementar. São Paulo: Saraiva, 1944. 188p.
ALVES, Alaôr Caffé. Lógica: pensamento formal e argumentação: elementos para o
discurso jurídico. 2. ed. São Paulo: Quartier Latin, 2002. 416p.
AZEVEDO, Vânia Dutra de (coord.). Introdução à Lógica. 2 ed. Ijuí: UNIJUI, 2000.
243p.
* BASTOS, Cleverson L., KELLER, Vicente. Aprendendo Lógica. 6 ed. Petrópolis:
Vozes, 1998. 143p.
* COPI, I. M. Introdução à Lógica. Tradução por Álvaro Cabral. São Paulo: Mestre Jou,
1974. 491p.
DERNTL, José. Síntese de Lógica. São Paulo: Nobel, 1963.
* FLEURY, Aidê Buzaid. Introdução à lógica jurídica: fundamentos filosóficos. São
Paulo: LTr, 2002. 246p.
GYURICZA, Gyorg Laszlo. Lógica de argumentação: teoria e exercícios. São Paulo:
Yalis, 2005. 224p.
HEGENBERG, Leônidas. Definições: termos teóricos e significados. São Paulo:
Cultrix, 1974.
_____. Lógica: o cálculo sentencial. São Paulo: Herder, 1972. 177p.
* _____. Saber de e saber que: alicerces da racionalidade. Petrópolis: Vozes, 2001.
271p.
IDE, Pascal. A Arte de pensar. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
JEVONS, W. S. Lógica. Traducción por A. J. Dorta. 2. ed. Madrid: Pegaso, 1952. 315p.
KONDER, Leandro. O que é dialética. 28. ed. São Paulo: Brasiliense, 2004. 87p.
(Primeiros Passos 23)
LAUSCHNER, Roque. Lógica Formal: técnica do desenvolvimento do raciocínio.
Porto Alegre: Sulina, 1969.
* MARITAIN, Jacques. Lógica Menor. Tradução por Ilza das Neves. 9. ed. Rio de
Janeiro: Agir, 1980. 318p.
MORTARI, Cezar A. Introdução à Lógica. São Paulo: UNESP: Imprensa Oficial do
Estado, 2001. 393p.
NAHRA, Cinara, WEBER, Ivan Hingo. Através da Lógica. 4 ed. Petrópolis: Vozes,
1997. 174p.
POLTRONIERI, Renato e CAMARGO, Jane Bueno de. Lições preliminares de lógica
formal e jurídica. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2002. 128p.

4
* SALMON, Wesley C. Lógica. Tradução por Leônidas Hegenberg e Octanny Silveira
da Mota. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1973. 143p.
* SOARES, Edvaldo. Fundamentos de Lógica. Elementos de Lógica Formal e Teoria da
Argumentação. São Paulo: Atlas, 2003. 187p.
TELLES JÚNIOR, Godoffredo. Curso de Lógica Formal. São Paulo: José Buschatsky,
1977.
TOULMIN, Stephen. Os usos do argumento. Tradução por Reinaldo Guarany. São
Paulo: Martins Fontes, 2001, 375p.
VERNEAUX, R. Introducción general y Lógica. Traducción por Josep A. Pombo. 2.
ed. Barcelona: Herder, 1972. 182p.
ZARAGUETA, Juan. Lógica. Madrid: Gredos, 1968.
WITTGENSTEIN, Ludwig. Tratactus Logico-Philosoficus. 3 ed. São Paulo: EdUSP.
2010. 294p.