Você está na página 1de 26

Sumário

Introdução ..................................................................................................................................... 3
Capitulo 1 ...................................................................................................................................... 5
Bagagem Despachada ............................................................................................................... 5
1. Voos Nacionais: ................................................................................................................. 5
2. Voos Internacionais: .......................................................................................................... 6
3. Artigos Especiais ................................................................................................................ 7
Capitulo 2 ...................................................................................................................................... 8
Bagagem de Mão ...................................................................................................................... 8
1. Tamanhos e Pesos Permitidos: ......................................................................................... 9
2. O que não pode ser levado na bagagem de mão? .......................................................... 10
3. O que posso levar na bagagem de mão? ........................................................................ 12
Capitulo 3 .................................................................................................................................... 14
Problemas com Bagagens ....................................................................................................... 14
Como prevenir? ....................................................................................................................... 15
Extravio de Bagagem ............................................................................................................... 16
Bagagem danificada ................................................................................................................ 18
Furto de bagagem ................................................................................................................... 18
Capitulo 4 .................................................................................................................................... 19
Além da Bagagem.................................................................................................................... 19
Legislação ................................................................................................................................ 19
Isento de Impostos .................................................................................................................. 20
Limites Quantitativos .............................................................................................................. 23
Conclusão .................................................................................................................................... 25

2
Introdução

Seja um passageiro frequente ou não, muitos viajantes tem muitas


dúvidas com relação a BAGAGEM.

“Como arrumar de forma mais eficiente?”, “Como fazer tudo caber na


minha mala?”, “O que levar?”, “Qual limite de peso?”, “Qual a melhor
mala?”, “O que é proibido levar?”, “O que fazer se a minha mala for
extraviada?”.

Bom, por essas e outras perguntas, que eu resolvi fazer um GUIA


COMPLETÃO, para te ajudar com todas as suas dúvidas referente a
bagagem. Para que você não precise passar por mais nenhum
aperto, seja um susto por pagar uma taxa extra de bagagem
excedente, ou por esquecer de levar algo para sua viagem. Com o
Guia que eu preparei para você, você nunca mais vai se sentir
perdida.

Após ler esse guia, todas essas suas dúvidas serão esclarecidas.

3
E não se esqueça de colocar em prática tudo o que você vai
aprender aqui!

Então, bora lá para o GUIA DE BAGAGEM!

4
Capitulo 1

Bagagem Despachada

As bagagens que devem ser despachadas, são aquelas malas


maiores, de tamanho médio ou grande, elas vão no bagageiro do
avião. Você entrega na hora que você faz o check-in no aeroporto de
embarque, e pega de volta assim que chega no seu destino final, nas
esteiras de bagagem.

1. Voos Nacionais:

Cada passageiro tem direito a 23 Kg de franquia de bagagem.

Você pode despachar mais de uma mala, desde que o peso total não
exceda o limite de 23 Kg.

- Se eu ultrapassar esse limite, o que acontece?

A companhia aérea pode ou não aprovar o transporte da sua


bagagem, e será cobrado uma taxa por excesso de peso (cada
companhia aérea tem uma tarifação diferente).

5
2. Voos Internacionais:

O limite de peso vai depender da companhia aérea que você for


viajar, você consegue ver essa informação antes de adquirir a
passagem.

Mas a franquia de bagagem pode ser de dois tipos: quantidade ou


peso.

Na franquia por quantidade, geralmente cada passageiro terá direito


a transportar duas bagagens, de até 32 Kg cada.

Na franquia por peso, cada passageiro terá direito a transportar


bagagens que não excedam, no total: 40 Kg na primeira classe, 30
Kg em classe intermediária, 20 Kg em classe econômica e10 Kg para
crianças de colo, que não estejam ocupando assento.

- Se eu ultrapassar esse limite, o que acontece?

Assim como nos voos nacionais, a companhia aérea pode ou não


aprovar o transporte da sua bagagem, e será cobrado uma taxa por
excesso de peso (cada companhia tem uma tarifação diferente).

6
3. Artigos Especiais

Artigos que são frágeis, mas não podem ser levados na bagagem de
mão, devem ser despachados como bagagem especial. Alguns
exemplos: Prancha de surfe, instrumentos musicais, bicicleta, etc.

Atenção: Nunca despache artigos de valor, como dinheiro, joias,


maquinas fotográficas, eletrônicos, esses itens devem ser levados
com você na bagagem de mão.

7
Capitulo 2

Bagagem de Mão

Além da bagagem despachada, o passageiro tem direito a levar uma


bolsa, mala ou mochila com pertences pessoais e itens de valor.

A bagagem de mão deve ser acomodada em compartimento próprio


na cabine do avião ou abaixo do assento.

Você não precisa apresentar a bagagem de mão na hora do check-


in, porém a companhia aérea pode pedir para conferir se a mala ou
bolsa está dentro dos limites estipulado pela companhia, tanto no
tamanho, quanto no peso.

Atenção: Só é permitido bagagens de mão que estejam


devidamente acondicionados, sem perturbar o conforto e a
tranquilidade, nem colocar em risco a integridade física das pessoas
a bordo.

8
1. Tamanhos e Pesos Permitidos:

Voos Nacionais
Em voos domésticos é permitido levar uma bagagem de mão
com até 5 Kg e a soma das dimensões (comprimento + largura
+ altura) não pode ultrapassar 115 cm.

- Se eu ultrapassar esse limite, o que acontece?


A companhia aérea poderá exigir que a bagagem de mão não
viaje com você e seja despachada.

9
Voos Internacionais
O limite de peso vai depender da companhia aérea que você
for viajar, você consegue ver essa informação, antes de adquirir
a passagem.
Mas na maioria das vezes, o limite máximo de peso é de 5 Kg
e o tamanho da soma das dimensões não pode exceder 115
cm.

2. O que não pode ser levado na bagagem de mão?

Não é permitido na bagagem de mão: objetos pontiagudos,


cortantes ou perfurantes, como tesouras de unha, canivetes,
alicates de unha. Esses objetos podem ser transportados na
bagagem despachada.

Armas de fogo ou réplicas, substâncias explosivas ou inflamáveis,


químicas ou tóxicas que possam colocar em risco a integridade
física de pessoas ou a segurança do avião, também são itens
proibidos.

Ferramentas e produtos químicos: martelo e produtos químicos


como sprays para o cabelo, por exemplo, cloro, acetona e vários
outros também são proibidos.

Comidas e bebidas: O que for adquirido antes de passar pelo


controle do aeroporto não pode ter mais que 100 mililitros.

10
Com relação a comidas sólidas, elas não podem ultrapassar 100
gramas. Bebidas alcoólicas estão totalmente proibidas.

Líquidos, remédios e aerossóis são permitidos somente em voos


nacionais.

Atenção: Tripé e pau de selfie devem ser despachados, não pode


ir na bagagem de mão.

Voos Internacionais

Em voos internacionais, além de todos os itens citados acima, é


proibido também:

Levar líquidos de toda natureza na mala de mão, inclusive gel,


pasta, creme, aerossol e similares. Eles só podem ser conduzidos
da seguinte forma:

- Em frascos com capacidade de até 100 ml e colocados em


embalagem plástica transparente, com capacidade máxima de 1
litro;

- Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser


transportados, mesmo se o frasco não estiver cheio!

11
Atenção: Os líquidos adquiridos em free shops ou a bordo de
aeronaves podem exceder os limites estipulados, desde que
dispostos em embalagens plásticas seladas e com o recibo de
compra à mostra (cuja data deve ser a mesma do início do voo),
para passageiros que embarcam ou em conexão.

3. O que posso levar na bagagem de mão?

Tirando todos os objetos citados acima (que são proibidos), vários


outros podem ser levados na bagagem de mão: guarda-chuva,
pinça, tesoura sem ponta, líquidos em embalagens medicinais,
roupas, sapatos, aparelhos eletrônicos e etc.

12
Além desses itens, o passageiro tem direito a uma bolsa de mão,
maleta ou equipamento que possa ser acomodado embaixo do
assento do passageiro ou no compartimento próprio da aeronave
na cabine; Um casaco, sobretudo, manta ou cobertor; Um guarda-
chuva ou bengala (não pontiagudos); Máquina fotográfica, laptop
ou binóculos; Material de leitura para viagem; Alimentação infantil
para consumo durante a viagem; Muletas ou aparelhos
ortopédicos utilizados pelo passageiro; Instrumentos musicais
(desde que os mesmos possam passar pelos equipamentos de
Raio – X nos postos de segurança); Um carrinho de bebê
dobrável, uma cesta ou um bebê conforto.

13
Capitulo 3

Problemas com Bagagens

Sabemos que durante o voo podemos ter todo o tipo de problema


com a bagagem, seja extraviada, danificada ou furtada. E esse e-
book não seria completo se eu não te ensinasse como proceder se
ocorrer algum desses casos com você (mas espero que não ocorra).

Normalmente as principais causas são:

Conexões: em um troca de aeronave você embarca para um próximo


voo e sua mala não. A chance aumenta se houver pouco tempo de
conexão, pois as companhias aéreas fazem de tudo para não atrasar
os voos, o que inclui deixar bagagens dos passageiros para trás, se
preciso;

Falha: da empresa aérea ou da terceirizada responsável, em alguma


fase entre o check-in e a colocação da bagagem na esteira;

Perda: A etiqueta se desprende e sua mala fica perdida e sem


identificação;

Furto: na área interna, externa ou na esteira do aeroporto;

14
Engano: A mala vai para a esteira e outro passageiro pega, achando
que é a dele.

Como prevenir?

Existem algumas ações que podemos tomar para diminuir o risco de


algo desse tipo acontecer:

1- Evite fazer o check-in muito próximo ao horário do embarque;

2- Evite conexões com menos de uma hora (voos domésticos) e


2 horas e 30 minutos (voos internacionais);

3- Retire todas as etiquetas de voos antigos;

4- Confira a pesagem e a etiqueta que foi colocada na sua


bagagem, ela deve indicar o seu destino final;

5- Tire uma foto da sua mala antes de despachá-la (de dentro e


de fora). Isso pode ser determinante na identificação ou servir como
prova no caso do extravio;

6- Identifique sua mala: Eu coloco tag, gosto também, de utilizar


uma capa para mala, ela protege e fica mais fácil a identificação;

7- Utilize sempre cadeados ou lacres na sua mala;

8- Faça uma inspeção na sua mala após retirá-la da esteira;

15
9- Guarde com cuidado o comprovante de despacho da bagagem
até ter certeza que está tudo certo;

10- Se tiver itens muito caros em sua mala despachada, declare e


faça seguro no momento do check-in;

11- Evite despachar malas muito caras de grifes sofisticadas. Além


de chamar a atenção dos bandidos, a empresa área desconsidera o
custo da mala numa eventual indenização;

Extravio de Bagagem

Se mesmo com as precauções citadas acima, você ainda sim, tiver


sua mala extraviada, você deve proceder da seguinte maneira:

Assim que perceber que sua mala foi extraviada, procure a empresa
aérea que você contratou ou em até 15 dias após a data do
desembarque.

Relate o fato ocorrido por escrito em um documento fornecido pela


empresa.

Para fazer sua reclamação, é necessário apresentar o comprovante


de despacho da bagagem.

Caso a empresa não possa entregar sua bagagem de imediato, você


deve exigir alguma compensação financeira para comprar itens de
primeira necessidade (o valor varia de acordo com a rota e com a
empresa, mas algo em torno de US$ 150 em voos para o exterior ou

16
R$ 380 no Brasil). Os recibos serão exigidos; se não conseguir e tiver
algum gasto, guarde os comprovantes.

Caso seja localizada pela empresa aérea, a bagagem deverá ser


devolvida para o endereço informado pelo passageiro.

Caso sua bagagem seja entregue com atraso superior a 72 horas de


seu desembarque, você tem direito a uma compensação financeira
maior.

A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por, no


máximo 30 dias (voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais).
Caso não seja localizada e entregue nesse prazo, a empresa deverá
indenizar o passageiro.

Quanto vou receber de indenização?

As empresas aéreas vão calcular e oferecer uma proposta de


indenização de acordo com o peso da mala registrado no check-in. A
Convenção de Varsóvia, da qual o Brasil é signatário, estabelece o
limite de US$ 20 por quilo de bagagem extraviada em voos
internacionais. Em voos domésticos o limite é R$ 4.200,00.

Caso não considere que esse valor cobre os custos da sua mala e
dos seus pertences, você pode tentar comprovar os bens e seus
valores que constavam na mala extraviada. Se não estiver satisfeito,
recorra à justiça.

17
Bagagem danificada

Assim que identificar que sua bagagem foi danificada durante um


voo, você deve relatar imediatamente o ocorrido para a companhia
aérea. Esse comunicado por escrito poderá ser registrado na
empresa em até 7 dias após a data de desembarque.

Geralmente as companhias aéreas fornecem o conserto em uma loja


conveniada.

Se a solução oferecida pela empresa não for satisfatória, registre


uma queixa na Anac para possíveis indenizações.

Furto de bagagem

Assim como o extravio da bagagem, você deve procurar a empresa


aérea e comunicar o fato, por escrito. A empresa é responsável pela
bagagem desde o momento em que ela é despachada até o seu
recebimento pelo passageiro.

Além disso, faça um boletim de ocorrência na delegacia,


mencionando a empresa área, o número do voo e todos os dados
possível.

18
Capitulo 4

Além da Bagagem

Ainda no clima de bagagens, resolvi fazer um extra nesse e-book.

Muitos brasileiros viajam para os Estados Unidos e voltam com as


malas abarrotadas de compras. Muitos porém, não sabem como
proceder no caso de taxação e o que deve ou não ser taxado.

Por isso, esse capítulo será dedicado à isso, esse será o meu bônus
para você.

Legislação

Infelizmente nossa legislação é confusa, extensa e na maioria das


regras tem várias interpretações, o que abre brecha para muitas
vezes sermos taxados injustamente.
Porém, hoje iremos focar, no que ocorre na maioria das vezes, e no
que está de acordo com a nossa legislação.

19
Isento de Impostos

Temos direito a uma cota de compras isenta de impostos.

- Via aérea e marítima – US$ 500,00 (ou o equivalente em outra


moeda);

- Via terrestre – US$ 300,00 (ou o equivalente em outra moeda);

- Direito à isenção – a cada intervalo de um mês;

- Free Shop – Uma cota extra de até US$ 500, além da cota de gastos
no exterior, está autorizada nos free shops brasileiros, contanto que
os gastos tenham acontecido no desembarque. As compras
efetuadas no embarque no Brasil e nos free shops do exterior terão
o mesmo tratamento das compras feitas no exterior e entrarão na
mesma cota de US$ 500.

Objetos de uso pessoal: roupas, sapatos e acessórios

Objetos de uso pessoal são isentos de impostos, porém aqui o que


vale é o bom senso.

Se o fiscal “achar” que suas roupas não foram usadas durante a


viagem ou que você está querendo revender, você será multado e o
imposto será cobrado.

20
A mala que você vai trazer com as compras precisa ser proporcional
ao período da viagem. Ou seja, 3 dias de viagem e duas malas
imensas cheias de roupa, não vai colar!

Outra questão é o tipo de viagem. Se você foi para a praia e voltou


cheio de casacos de inverno, não vai colar dizer que tudo era para
uso pessoal.

Presentes também podem ser um problema, você tem um corpo PP


e está trazendo roupas G, Não vai rolar também!

A principal regra é: comprou, usou! Roupas, sapatos, tênis e


acessórios que forem usados estão livres de impostos e não entram
na cota, pois caracterizam objetos de uso pessoal. Tire as etiquetas
de tudo o que comprar e evite peças repetidas que possam
caracterizar revenda.

Um dos produtos especificados em lei é o relógio. Apenas uma


unidade por pessoa será considerada de uso pessoal, todos os
outros relógios poderão ser taxados. E o de uso pessoal deverá estar
sem etiqueta e fora da caixa.

Cosméticos e perfumaria

Vale a mesma coisa que roupas, sapatos e acessórios. Trazer vários


cremes e vários perfumes, eles não serão caracterizados como itens
de uso pessoal.

21
Eletrônicos e celulares

Computadores, vídeo games e filmadoras serão taxados. Guarde as


notas fiscais, caso contrário, serão taxados na hora por um preço que
pode ser bem maior que o pago.

Já celulares e máquinas fotográficas são permitidos, porém apenas


um aparelho por pessoa e os produtos devem estar usados, ou seja,
fora da caixa e sem etiquetas.

Lentes, flashs, baterias, cartões de memória e outros acessórios da


câmera não estão isentos de impostos e devem ter comprovante de
compra do Brasil ou poderão ser taxados.

Quanto aos celulares, se você viaja com mais de um aparelho o ideal


é levar a nota fiscal de compra no Brasil. Caso não tenha um
comprovante, ficará a cargo do fiscal decidir se você deve, ou não,
ser taxado pelo segundo aparelho.

No caso de tablets, vale o critério do agente da alfândega, já que eles


não são citados claramente na lei. A princípio eles entram na regra
dos computadores. O conselho é não voltar com tablets novos e
embalados. Eles precisam estar claramente usados para terem a
chance de não entrar na cota.

22
Outros Bens

Bicicletas, televisores, equipamentos de cozinha, equipamentos


esportivos e todos os outros bens são permitidos, porém seguirão o
mesmo critério da cota de isenção de impostos, ou seja, até o valor
de US$ 500.

Vitaminas, suplementos alimentares e medicamentos que estejam


em desacordo com as regras da vigilância sanitária poderão ser
apreendidos e até tratados como drogas. Por isso, verifique antes na
Anvisa se o produto que você pretende trazer está liberado.

Enxoval para bebê: se não tiver um bebê viajando com você (não
vale os que ainda estão na barriga) todos os produtos que excederem
a cota de US$ 500 poderão ser taxados.

Limites Quantitativos

Alguns produtos, além da cota em dinheiro, também têm um limite de


quantidades permitidas.

Via aérea, marítima e terrestre:

– Bebidas alcoólicas: 12 litros, no total;

– cigarros: 10 maços, no total, contendo, cada um, 20 unidades;

– charutos ou cigarrilhas: 25 unidades, no total;

– fumo: 250 gramas, no total;

23
– Outros bens: 20 unidades, no total, desde que não haja mais do
que 3 unidades idênticas (neste caso, por via terrestre, são
permitidas 10 unidades, desde que não haja mais do que 3 unidades
idênticas).

24
Conclusão

É muito importante verificar as regras da companhia aérea antes de


comprar a passagem.

Comprar uma passagem de companhia “low cost” e chegar na hora


e descobrir que não tem direito a despachar malas, definitivamente
será uma roubada! As taxas na hora tendem a ser abusivas!

Por isso, sempre leia antes de comprar!

Não esqueça de verificar na hora de fazer a mala os objetos que são


proibidos de levar na mala de mão, isso vale para ida e a volta ok!?

Nada pior, do que perder aquele seu perfume francês que você
acabou de comprar, pois você esqueceu de despachar e levou na
mala de mão.

E por favor! Nunca despache sua mala com objetos de valor, eles
serão furtados. Isso é um FATO! Objetos de valor, como: Joias,
dinheiro, eletrônicos e documentos, devem ser carregados com você
na sua bagagem de mão.

Espero que o e-book tenha te ajudo a compreender melhor os seus


direitos e que as dicas compartilhadas aqui, te ajudem a mitigar
algum sufoco na sua futura viagem, pelo menos com a bagagem você
não passa mais.

25
Até a próxima dica!

Quem sabe nos vemos em algum destino!

Boa viagem!

Simone Freitas

26