Você está na página 1de 15

24/03/2018

1
24/03/2018

REVISÃO DE VÉSPERA
PROFESSOR RICARDO TORQUES

DISPOSIÇÕES
PRELIMINARES

@proftorques
Prof. Ricardo Torques

2
24/03/2018

CONCEITO DE PCD
 conceito legal
Art. 2º Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem
impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou
sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode
obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade
de condições com as demais pessoas.

 critérios legislativos de avaliação da deficiência:


 impedimentos nas funções e estruturas do corpo;
 fatores socioambientais, psicológicos e pessoais;
 limitações para o desempenho de certas atividades; e
 restrições de participação.

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 barreiras

qualquer entrave, obstáculo, atitude ou


comportamento que limite ou impeça a
participação social da pessoa, bem como o
gozo, a fruição e o exercício de seus
BARREIRAS direitos à acessibilidade, à liberdade de
movimento e de expressão, à
comunicação, ao acesso à informação, à
compreensão, à circulação com segurança,
entre outros.

3
24/03/2018

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 acessibilidade
I - acessibilidade: possibilidade e condição de alcance para utilização,
com segurança e autonomia, de espaços, mobiliários, equipamentos
urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação,
inclusive seus sistemas e tecnologias, bem como de outros serviços e
instalações abertos ao público, de uso público ou privados de uso
coletivo, tanto na zona urbana como na rural, por pessoa com
deficiência ou com mobilidade reduzida;
 desenho universal
II - desenho universal: concepção de produtos, ambientes, programas
e serviços a serem usados por todas as pessoas, sem necessidade de
adaptação ou de projeto específico, incluindo os recursos de
tecnologia assistiva;

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 tecnologia assistiva
III - tecnologia assistiva ou ajuda técnica: produtos, equipamentos,
dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços
que objetivem promover a funcionalidade, relacionada à atividade e à
participação da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida,
visando à sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão
social;

4
24/03/2018

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 barreiras
IV - barreiras: qualquer entrave, obstáculo, atitude ou
comportamento que limite ou impeça a participação social da pessoa,
bem como o gozo, a fruição e o exercício de seus direitos à
acessibilidade, à liberdade de movimento e de expressão, à
comunicação, ao acesso à informação, à compreensão, à circulação
com segurança, entre outros, classificadas em:
a) barreiras urbanísticas: as existentes nas vias e nos espaços
públicos e privados abertos ao público ou de uso coletivo;
b) barreiras arquitetônicas: as existentes nos edifícios públicos e
privados;
c) barreiras nos transportes: as existentes nos sistemas e meios de
transportes;

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
 barreiras
d) barreiras nas comunicações e na informação: qualquer entrave,
obstáculo, atitude ou comportamento que dificulte ou impossibilite a
expressão ou o recebimento de mensagens e de informações por
intermédio de sistemas de comunicação e de tecnologia da
informação;
e) barreiras atitudinais: atitudes ou comportamentos que impeçam ou
prejudiquem a participação social da pessoa com deficiência em
igualdade de condições e oportunidades com as demais pessoas;
f) barreiras tecnológicas: as que dificultam ou impedem o acesso da
pessoa com deficiência às tecnologias;

5
24/03/2018

CONCEITOS LEGISLATIVOS
vias e espaços (públicos e privados abertos ao público ou de
Urbanísticas
uso coletivo)

Arquitetônicas edifícios públicos e privados

Nos transportes sistemas e meios de transportes

Nas comunicações e na obstáculo, atitude ou comportamento nos sistemas de


informação comunicação e de tecnologia da informação

Atitudinais atitudes ou comportamentos

dificuldades que dificultam ou impedem o acesso às


Tecnológicas
tecnologias

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 Comunicação
V - comunicação: forma de interação dos cidadãos que abrange, entre
outras opções, as línguas, inclusive a Língua Brasileira de Sinais
(Libras), a visualização de textos, o Braille, o sistema de sinalização
ou de comunicação tátil, os caracteres ampliados, os dispositivos
multimídia, assim como a linguagem simples, escrita e oral, os
sistemas auditivos e os meios de voz digitalizados e os modos, meios
e formatos aumentativos e alternativos de comunicação, incluindo as
tecnologias da informação e das comunicações;
 Adaptações Razoáveis
VI - adaptações razoáveis: adaptações, modificações e ajustes
necessários e adequados que não acarretem ônus desproporcional e
indevido, quando requeridos em cada caso, a fim de assegurar que a
pessoa com deficiência possa gozar ou exercer, em igualdade de
condições e oportunidades com as demais pessoas, todos os direitos e
liberdades fundamentais;

6
24/03/2018

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 pessoa com mobilidade reduzida
IX - pessoa com mobilidade reduzida: aquela que tenha, por qualquer
motivo, dificuldade de movimentação, permanente ou temporária,
gerando redução efetiva da mobilidade, da flexibilidade, da
coordenação motora ou da percepção, incluindo idoso, gestante,
lactante, pessoa com criança de colo e obeso;

CONCEITOS LEGISLATIVOS
 Atendente pessoal
XII - atendente pessoal: pessoa, membro ou não da família, que, com
ou sem remuneração, assiste ou presta cuidados básicos e essenciais
à pessoa com deficiência no exercício de suas atividades diárias,
excluídas as técnicas ou os procedimentos identificados com
profissões legalmente estabelecidas;
 Acompanhante
XIV - acompanhante: aquele que acompanha a pessoa com
deficiência, podendo ou não desempenhar as funções de atendente
pessoal.

7
24/03/2018

CAPACIDADE CIVIL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA


Art. 6º A deficiência não afeta a plena capacidade civil da pessoa,
inclusive para:
I - casar-se e constituir união estável;
II - exercer direitos sexuais e reprodutivos;
III - exercer o direito de decidir sobre o número de filhos e de ter acesso
a informações adequadas sobre reprodução e planejamento familiar;
IV - conservar sua fertilidade, sendo vedada a esterilização compulsória;
V - exercer o direito à família e à convivência familiar e comunitária; e
VI - exercer o direito à guarda, à tutela, à curatela e à adoção, como
adotante ou adotando, em igualdade de oportunidades com as demais
pessoas.

PRIORIDADE DE ATENDIMENTO
Art. 9º A pessoa com deficiência tem direito a receber atendimento
prioritário, sobretudo com a finalidade de:
I - proteção e socorro em quaisquer circunstâncias;
II - atendimento em todas as instituições e serviços de atendimento ao
público;
III - disponibilização de recursos, tanto humanos quanto tecnológicos, que
garantam atendimento em igualdade de condições com as demais pessoas;
IV - disponibilização de pontos de parada, estações e terminais acessíveis de
transporte coletivo de passageiros e garantia de segurança no embarque e
no desembarque;
V - acesso a informações e disponibilização de recursos de comunicação
acessíveis;
VI - recebimento de restituição de imposto de renda;
VII - tramitação processual e procedimentos judiciais e administrativos em
que for parte ou interessada, em todos os atos e diligências.

8
24/03/2018

PRIORIDADE DE ATENDIMENTO
Art. 9º A pessoa com deficiência tem direito a receber atendimento
prioritário, sobretudo com a finalidade de:
§ 1º Os direitos previstos neste artigo são extensivos ao acompanhante da
pessoa com deficiência ou ao seu atendente pessoal, exceto quanto ao
disposto nos incisos VI e VII deste artigo.
§ 2º Nos serviços de emergência públicos e privados, a prioridade conferida
por esta Lei é condicionada aos protocolos de atendimento médico.

DIREITOS FUNDAMENTAIS

@proftorques
Prof. Ricardo Torques

9
24/03/2018

DIREITO À VIDA
• dimensão:
• negativa

• positiva

• autonomia para intervenções cirúrgicas, tratamentos ou


institucionalização

• veda-se a submissão

• consentimento

DIREITO AO TRABALHO
 princípios: liberdade de escolha e aceitação, ambiente acessível e
igualdade de oportunidades.
 É vedada a restrição ao trabalho da pessoa com deficiência na
admissão e ao longo da prestação dos serviços prestados de forma
subordinada.
 A pessoa com deficiência terá direito, em igualdade, de progredir
dentro da carreira.
 Garantia do salário equitativo.
 Garantia de acessibilidade no emprego
 É garantida a participação da pessoa com deficiência em cursos de
formação e capacitação.

2
0

10
24/03/2018

DIREITO AO TRABALHO
 habilitação e reabilitação
• habilitação  tornar hábil para o mercado de trabalho
• reabilitar  restituir a capacidade para o mercado de trabalho
 O Poder Público deve criar serviços e programas para a habilitação e
a reabilitação de pessoas com deficiência para o mercado de
trabalho.
 Necessário respeitar a livre escolha, vocação e interesses da pessoa
com deficiência.
 Equipe multidisciplinar, programas de habilitação e de reabilitação
para restaurar a capacidade para o mercado de trabalho.
 Previsão de recursos específicos e de ambientes acessíveis e
inclusivos para a habilitação/reabilitação.
 Possibilidade de contrato com tempo parcial para avaliar a
habilitação ou a reabilitação.
2
1

RESOLUÇÃO CNJ 230/2015

@proftorques
Prof. Ricardo Torques

11
24/03/2018

REGRAS GERAIS
 obrigações:
• capacitação de servidores e terceirizados;
• capacitação específica em Libras de, pelo menos, 5% dos
servidores e terceirizados;
• adaptação e construção de novos imóveis de acordo com
padrões de acessibilidade;
• viabilização de vagas específicas de estacionamento à razão de
2%, assegurando-se, ao menos, 1 vaga.
 vedação à imposição de custo adicional
 licitações com observância do desenho universal.
 acessibilidade nos processos eletrônicos

2
3

SERVIDORES COM DEFICIÊNCIA


 AVALIAÇÃO DA DEFICIÊNCIA – CONSIDERA:
• impedimentos nas funções e estruturas do corpo
• fatores socioambientais, psicológicos e pessoais
• limitações para o desempenho de certas atividades
• restrições de participação.
 EDITAIS
Art. 19. Os editais de concursos públicos para ingresso nos quadros
do Poder Judiciário e de seus serviços auxiliares deverão prever,
nos objetos de avaliação, disciplina que abarque os direitos das
pessoas com deficiência.

2
4

12
24/03/2018

SERVIDORES COM DEFICIÊNCIA


INFORMAR SOBRE OS DIREITOS QUANDO DA POSSE
ACOMPANHAMENTO PERIÓDICO
 adequação periódica de ambiente
 revisão das políticas e alocação de servidores com deficiência
 aprimoramento das tecnologias assistivas
ESTACIONAMENTO
 interno: todos e vagas preferencial
 externo: 2% (pelo menos 1)

2
5

SERVIDORES COM DEFICIÊNCIA


TRABALHO
 home office
 preferencial
 pode obrigar?
 jornada de trabalho
 Não discriminação pelo horário especial.
 Banco de horas: poderá ser utilizado pelos servidores com
deficiência.
 Não poderá ser obrigado a prestar horas extras se essa
atividade extraordinária for prejudicial à saúde do servidor.

2
6

13
24/03/2018

SERVIDORES COM DEFICIÊNCIA


SERVIDOR COM FAMILIAR COM DEFICIÊNCIA
 abrangência
 cônjuge
 filho ou dependente funcional
 facilitação de cuidados
 preferência no home office
 viabilização de plano de saúde
 horário especial
 não discriminação
 banco de horas
 vedação à obrigação de horas extras

2
7

OBRIGADO
PROFESSOR RICARDO TORQUES

14
24/03/2018

15