Você está na página 1de 2

Como Identificar o Azeite Falsificado

Escolher um bom azeite é como escolher o vinho certo. Quando


se trata de vinhos, você pode olhar para o tipo de uva, de onde
veio, ou a cor. Quando se trata de azeite, as pessoas geralmente
olham para o tipo de garrafa, a cor, o cheiro ou observam se são
virgens olhando contra a luz.

Alguns estudos foram realizados sobre a pureza do azeite de oliva, pois os


consumidores nem sempre sabem se estão comprando um produto legítimo e as
coisas começam a ficar confusas quando é hora de comprar azeite. Por exemplo,
alguns azeites extra virgem são misturados com outros óleos, como soja ou girassol.

Você nem sempre sabe o que está levando para casa, mas há uma maneira de
separar o ‘joio do trigo’: seus sentidos!

De acordo com a especialista em azeite Katerina Mountanos, você deve começar


com o cheiro e depois passar para o sabor. Um azeite de qualidade deve ter um
aroma como frutas, grama, ervas ou plantas.

Veja o que ela sugere que você faça:

- Coloque um pouco de óleo num copo pequeno e cubra o topo com a mão.
- Agite o óleo ao redor do copo, certificando-se de que sua mão esteja aquecendo-o
suavemente.
- Tire a mão e cheire rapidamente.

Você vai querer cheiros parecidos com tomate, amêndoas, frutas ou algo
apimentado, como rúcula. Se não sentir nenhum cheiro, cheiro de cera ou cheiro de
vinagre, isso pode significar um mal sinal. No entanto, o teste final está no paladar.
Mountanos desenvolveu uma ciência para degustar azeite de oliva que envolve um
pouco de agitação, inalação e tosse. Isso mesmo! Veja o que fazer:

- Agite-o no copo e tome um gole, mas não engula.


- Inspire um pouco de ar pela boca.
- Misture o azeite (um leve bochecho) na boca e depois engula.

Você deve sentir um gosto de planta, mas de acordo com Mountanos, o veredito é
que, depois do procedimento acima, você tossirá depois de experimentar um sabor
amargo na parte de trás da garganta. Se isso acontecer, este é o sinal de um azeite
extra virgem de grande qualidade, 100% real. Porém, se a tosse ou outra sensação
estranha na garganta não aparecerem, você tem um óleo rançoso ou um impostor de
baixa qualidade. Existe até uma chance de que nem seja azeite de oliva, quem dirá
extra virgem.

Depois de ter encontrado o azeite perfeito, você precisa armazená-lo em uma área
fresca e escura, onde o calor e a luz não podem destruí-lo. Se você notar um odor
desagradável, jogue fora.

Um estudo de 2011, da Universidade da Califórnia-Davis, concluiu que 70% dos


azeites vendidos nos EUA não atendiam aos padrões para serem classificados como
extra virgens. Agora você já sabe as técnicas profissionais para tirar a prova dos 9!

Interesses relacionados