Você está na página 1de 5
re ne ah anne © sujetopostico, ae descrever a sua joventude, tranamiteidela de ser uma pessoa tutes sermadora, que staves de sonkes Neat a coriecer muitos tagarss, Mostra “Ams figuras de estilo mastram a tristeza do sujelto poético. A hipérbole “Eu bentar do mar / Das paginas dos livros que ja tinha lido", sallenta 0 jelto pestice sentir multas saudades da sua Infancia. 1.0 Poema esta claramente marcado por um "antes" e um "agora". 1.1. A que momentos da vida do eu correspondem o "antes" e o "agora"? Durante a sua vida, 0 sujeito poético destaca duas fases da mesma, correspondendo o "antes" a sua infancia feliz, quando ainda estava em casa a descobrir o mundo através da leitura e 0 “agora” a idade adulta. = 1.2- que acontecimento separa os dois momentos? 1.3- Quais as fontes do conhecimento associadas ao "antes"? O acontecimento que separa estes dois momentos principais é a saida de casa dos pais, para viajar. As fontes de conhecimento das quais ele se servia eram os livros que ele lia e os sonhos que tinha. Associado ao antes surge o pretérito imperfeito ("conhecia", "chegava", “passava", "tinha") e ligado ao agora temos o presente do modo indicativo ("nao sei", "s6 sei") Durante 0 poema, o sujeito poético utiliza verbos no Pretérito Imperfeito para dar uma ideia de continuidade das ages passadas, para dar uma ideia mais prolongada dos seus sonhos e felicidade na sua inocéncia de crianga, ou seja, de modo a contrastar com a vida adulta, 2-O passado queo_—_ evoca parece ter sido muito feliz. Justifica a afirmacgao com dados textuais das 2? e 3? estrofes. " era so ouvir o sonhador falar" " Era tudo Florido" " Havia para as coisas sempre outra saida" "... tinha o poder de uma crianga" “Tudo era possivel" 3.Que importancia teve parao —_ 0 facto de ter "viajado"? A viagem foi importante para o eu porque marca a transi¢ao para a idade adulta e, do ponto de vista simbélico, representa um trajecto de experiéncia activa, um momento de descoberta, de aprendizagem e de conhecimento. Descoberta e conhecimento de um mundo que nos rodeia, dos outros e de n6s mesmos. 4- Partindo do poema e do esquema, conta © percurso de vida do Saiu de casa asceu Ago ;- > Juventude Idade adulta Estrutura interna Osujeito poético situa o tempo para que remete o poema no periado de juventude e de aprendizagem, usando, como fronteira, o momento de saida da casa de seus pais. Ha, assim, um antes e um depois € aquele é 0 tempo “antes de ter saido’ Neste poema esta expressa a dicotomia (Dicotomia € a divisao de um elemento em duas partes contrarias) “antes” & ‘agora’ O “antes” corresponde a idade da infancia e da juventude, que terminou no momento em que o sujeito poético decidiu sair de casa e viajar. Antes deste acontecimento, o “eu” conhecia a vida através da leitura e do acto de sonhar. Nesta idade, nao havia preocupagées e tudo era possivel, bastava sonhar. O “rolo das manhas” é simbolo de todos os possiveis e este existia na juventude do sujeito lirico. Linguagem poética Encontra-mos os recursos expressivos: metafora nos versos "'e era so ouvir 0 sonhador falar / da vida como se ela houvesse acontecido''; hipérbole nos versos "eu conhecia ja 0 rebentar do mar / das paginas dos livros que ja tinha lido" Conclusdo Em conclusdo, neste poemia, a ideia de viagern esta ligada ao proprio ato de crescer, de descoberta de uma realidade que nao era visivel no mundo fantasioso da infancia e da juventude: uma realidade bern mais amarga. Com este trabalho conseguimos entender o ponto de vista do autor sobre a maneira como ele encarava a sua vida adulta em comparacao com a sua infancia.