Você está na página 1de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA SERRA TALHADA


LICENCIATURA EM LETRAS
UFRP
E ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM INGLÊS 1

A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO


NAS LICENCIATURAS
Izabel Cristina SCALABRIN
Adriana Maria Corder MOLINARI

1. Quais conhecimentos práticos foram adquiridos no decorrer do curso de Letras para a


execução de ESO 1 de inglês?

2. Quando o artigo declara que " professor e aluno necessitam transformar a sala de aula em
um ambiente de prazer, de crescimento de ambas as partes e de realizações" como vocês
acham ser possível fazer isso na escola da rede pública? O que precisa mudar?

3. Discuta a declaração da autora que "é imprescindível o desenvolvimento do estágio com


consciência porque só assim o futuro professor terá a clareza do que ele enfrentará a cada dia,
sendo o melhor e fazendo o melhor".

4. Qual a distinção prática entre estágio curricular obrigatório e não obrigatório?

5. Quais são as habilidades, os hábitos e as atitudes docentes que o estágio supervisionado


em sua configuração mais recente pode ajudar o futuro professor a desenvolver?

6. Na relação entre professor e estagiário, a autora sugere que deve haver diálogo e partilha.
O que fazer quando o professor do estágio não parece interessado em dar detalhes sobre sua
prática ou planejamento didático? Como você pretende dar resposta ao professor sobre o que
pode observar em sua prática didática?

7. O que a autora quer dizer com "o profissional da educação tem como metas a inclusão e a
elevação social"? Você concorda com o que ela diz?

8. "Não é apenas frequentando um curso de graduação que uma pessoa se torna profissional. É,
principalmente, envolvendo-se intensamente como construtor de uma práxis que o profissional se
forma" (FÁVERO, 1992).
a) O que é práxis?
b) Como esse conceito se relaciona à educação?

9. Que oposição a autora cria entre escola pública e privada? Você concorda?

10. Que fatores contribuem para futuros professores não se sentirem preparados? O que você pode
fazer para diminuir essa insegurança para o ensino de língua inglesa?

11. A autora alega que nas escolas há " falta de trabalho coletivo nas escolas e a falta de
experiência somada à insegurança do professor que está iniciando sua profissão". Como você,
enquanto futuro professor, pode mudar essa realidade de isolamento para o ensino de língua inglesa?

12. Quais os quatro pilares de saberes que Tardif considera para o fazer docente? Como você
qualificaria a construção desses pilares para você, enquanto futuro professor de inglês?