Você está na página 1de 8

28/09/15

IRPJ:

SIMPLES LUCRO PRESUMIDO LUCRO REAL

O Simples Nacional é um Regime Especial Unificado de Arrecadação de Impostos e Contribuições devidos pelas Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP), criado pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 (LC 123/2006), e vigente a partir de 1º de julho de 2007.

28/09/15

O extinto Simples Federal, por exemplo,

abrangia apenas os tributos administrados pela

União (IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI e

CPP). A principal mudança trazida pelo Simples

Nacional foi a inclusão de dois impostos, um

estadual (ICMS) e um municipal (ISS) no

regime unificado de arrecadação.

São oito tributos pagos em um único documento de arrecadação,

Receita Bruta > R$ 48 Milhões/ano

Obrigatório IR pelo Lucro Real

O Simples Nacional é um regime facultativo para o contribuinte.

 

Receita Bruta R$ 3,6 Milhões/ano

Receita Bruta R$ 360.000/ano

Microempresa (ME)

Empresa de Pequeno Porte (EPP)

IR pelo

Lucro Presumido Pode optar pelo SIMPLES
Lucro Presumido
Pode optar
pelo
SIMPLES
 

28/09/15

Os tributos de arrecadação do Simples Nacional são:

• Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);

• Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);

• Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);

• Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);

• Contribuição para o PIS/Pasep;

• Contribuição Previdenciária Patronal (CPP);

• Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);

• Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação ( ICMS ); • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza

28/09/15

Exemplo cálculo do SIMPLES para maio/2013 (Comércio):

Se receita bruta dos últimos 12 meses (jun/2012 até mai/ 2013) foi de R$ 580.000 à alíquota do SIMPLES 7,54%

Sendo a receita bruta de mai/2013 de R$ 31.000

O IR de mai/2013 é de R$ 2.337,40 (7,54% de R$ 31.000) (a ser pago em jun/2013)

O Portal do Simples Nacional, na internet,

contém as informações e os aplicativos

relacionados ao Simples Nacional.

Pode ser acessado por meio da página da

RFB, na internet, no endereço eletrônico

www.receita.fazenda.gov.br

ou diretamente por meio do link

www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/

28/09/15

28/09/15 LUCRO PRESUMIDO Quais as pessoas jurídicas que podem optar pelo ingresso no regime do lucro

LUCRO PRESUMIDO

Quais as pessoas jurídicas que podem optar pelo ingresso no regime do lucro presumido?

a)cuja receita bruta total tenha sido igual ou inferior a R $48.000.000,00 (quarenta e oito milhões de reais), no ano-calendário anterior,); e

b) que não estejam obrigadas à tributação pelo lucro real em função da atividade exercida ou da sua constituição societária ou natureza jurídica

Considera-se receita bruta total a receita bruta de vendas somada aos ganhos de capital e às demais receitas e resultados positivos decorrentes de receitas não compreendidas na atividade

28/09/15

Quem não pode optar pelo regime do lucro presumido, ainda que preenchendo o requisito relativo ao limite máximo de receita bruta?

a. bancos comerciais, bancos de investimentos, bancos de desenvolvimento,

caixas econômicas, sociedades de crédito, financiamento e investimento, sociedades de crédito imobiliário, sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários, empresas de arrendamento mercantil, cooperativas de crédito, empresas de seguro privado e de capitalização e entidades de previdência privada aberta;

b. pessoas jurídicas que tiverem lucros, rendimentos ou ganhos de capital

oriundos do exterior;

c. pessoas jurídicas que, autorizadas pela legislação tributária, queiram

usufruir de benefícios fiscais relativos à isenção ou redução do imposto de

renda;

d. pessoas jurídicas que, no decorrer do ano-calendário, tenham efetuado o

recolhimento mensal com base em estimativa;

e. pessoas jurídicas que explorem as atividades de prestação cumulativa e

contínua de serviços de assessoria creditícia, mercadológica, gestão de crédito, seleção e riscos, administração de contas a pagar e a receber, compras de direitos creditórios resultantes de vendas mercantis a prazo ou de prestação de serviços (factoring).

Os percentuais a serem aplicados sobre a receita bruta são:

Os percentuais a serem aplicados sobre a receita bruta são:

28/09/15

LUCRO PRESUMIDO

A alíquota do imposto de renda que incidirá sobre a base de cálculo é de 15%

O adicional do imposto de renda devido pelas pessoas jurídicas tributadas com base no lucro presumido será calculado mediante a aplicação do percentual de 10% sobre a parcela do lucro presumido que exceder ao valor de R$60.000,00 em cada trimestre.

EXEMPLO

- 1º TRIMESTRE – 2013

Empresa Comercial

Receita Bruta de R$ 2 milhões

Presunção de Lucro de 8% da Receita Bruta:

Base de Cálculo do IRPJ

R$

160.000 (8% de R$ 2 MI)

15% até R$ 20.000/mês 15% + 10% s/ excedente

R$ 60.000 X 15% = 9.000

R$ 100.000 X 25% = 25.000

IR devido

R$

34.000

Há ainda 9% de CSLL à 9% de R$ 160.000 = R$ 14.400 Então: 15% + 10% + 9% = 34% IR e CSLL

Pagamento trimestral

28/09/15

Base de cálculo IR pelo Lucro Real

Receita Bruta de Vendas e Serviços (-) Devoluções das vendas, abatimentos e impostos sobre vendas (=) Receita líquida de venda (-) CMV, CPV ou CSP (=) Lucro Bruto (-) Despesas operacionais (+) Receitas operacionais (=) Lucro operacional (-) Despesas Financeiras (-) Despesas não operacionais (+)Receitas não operacionais (=) LAIR (Lucro antes do IR) (-) Provisão para o IR (-) Provisão para a CSLL = LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO

(=) LAIR (Lucro antes do IR) (-) Provisão para o IR (-) Provisão para a CSLL

BC

EXEMPLO

- 1º TRIMESTRE – 2013

Empresa Comercial

Receita Bruta de R$ 52 milhões

Lucro Real de R$ 2,6 Milhões (Base de Cálculo)

15% até R$ 20.000/mês 15% + 10% s/ excedente

R$ 60.000 X 15% =

9.000

R$ 2.540.000 X 25% = 635.000

IR devido

R$

644.000

Há ainda 9% de CSLL à 9% de R$ 2,6 MI = R$ 234.000 Então: 15% + 10% + 9% = 34% IR e CSLL

Pagamento mensal ou trimestral