Você está na página 1de 148

SEGUROS DE RISCOS E

RAMOS DIVERSOS
Seguros de Ramos Diversos
• Riscos Diversos;
• Crédito;
• Garantia;
• Fiança Locatícia;
• Global de Bancos;
Introdução:
• Esta disciplina tem o objetivo de apresentar ao futuro
corretor as principais características destes ramos de
seguros pois, são ramos que:
– Na sua maioria são riscos fora da política de aceitação da
maioria das cias;
– Exigirem uma especialização do pessoal técnico;
– Não terem uma expressão econômica.
• Modalidades que forma desmembradas da carteira de
riscos diversos e passaram para outras carteiras
(principalmente multirriscos) como:
– Alagamento, Inundação, Desmoronamento, Equipamentos
móveis, dentre outros.
Introdução
• Ramo de Seguro:

• Plano de Seguro:

• Modalidades
Capítulo 1
Seguro de Ramos
Diversos.
Aspectos Gerais:
• A carteira de riscos diversos engloba
modalidades que ainda estejam em fase de
experiência, portanto, não são ramos
independentes.
• Tem como filosofia que “TUDO” pode ser
segurado.
• Principal característica: Inovação
• Logo, a carteira de Riscos Diversos é
considerada um laboratório de seguro.
• Ramos de ganharam relevância:
– Seguro de crédito: Aumento das compras a prazo.
– Seguro Garantia: Obras do PAC, da Copa do Mundo e
das Olimpíadas.
– Crédito Interno – Quebra de Garantia – Aumento das
vendas de consórcios de autos, motos e imóveis.
– Fiança Locatícia – Tem se revelado um ótimo nicho de
mercado para o corretor, principalmente após
regulamentação por parte da SUSEP.
– Global de Bancos – Tem como público alvo as
instituições financeiras, empresas de factoring e
similares. Com o crescimento da economia, tem
ganhado mais visibilidade no mercado segurador.
• Princípio Fundamental: Criar e oferecer condições
e taxas para determinados riscos que não tem
cobertura em outros ramos de seguros.
• Só podem ser caracterizados como seguros de
riscos diversos os planos não padronizados e,
realtivos aos seguros de danos.
• Não podem ser riscos que estejam amparados
em outros ramos.
• Em função de circular do regulador, algumas
modalidades passam a ser parte integrante de
outros ramos de seguro (principalmente os
compreensivos)
Objetivos do Ramo de Riscos Diversos:
• Controlar pedidos de coberturas não tarifadas.
• Agrupar vários ramos ou modalidades em uma
única apólice.
• Originar novos tipos de seguros a serem
divulgados ao mercado.
• O intercâmbio com outros mercados é
importantes para: Buscar maior consolidação
técnica, seja nas condições técnicas, seja na
taxação dos riscos (cobrança de prêmios
adequados)
Características:
• Objeto do Seguro:
– Garantir ao segurado, dentro do LMR
– Obedecendo ás condições gerais, particulares e
especiais;
– Por prejuízos que o segurado tenha em função de
riscos previstos e cobertos;
• Estrutura da Apólice:
– Capa ou Frontispicio;
– Condições Gerais, Condições Especiais e/ou
Específicas, Condições Particulares;
• Aceitação:
– 15 dias corridos;
– Recusa por escrito e mais dois dias úteis;
– Em caso de recusa de risco, a seguradora deverá atualizar o
premio recebido;
– Renovação:
• Automática;
• Expressa;
• Âmbito Geográfico:
– Território nacional;
– Há a previsão de cobertura no exterior mas, os custos de
tradução é da cia seguradora;
– O conhecimento prévio do local de risco e da atividade do
segurado é importante para a melhor taxação;
• Vigência e cancelamento do seguro:
– 12 meses.
– Tabela de Prazo Curto.
– Endosso – Pro-Rata-Temporis.
• Franquia ou POS:
– Pode ser um valor ou um percentual fixo da IS.
– Quanto maior a participação do segurado, menor
o prêmio do seguro. Falar da diferença entre
POS e Franquia

• Formas de Contratação:
– Risco Total ou Parcial. Admite – se a cláusula de
rateio parcial.
Não esquecer: A Regra de
– Contratação a risco absoluto rateio e franquia simultâ_
enamente;

Relembrar as fórmulas
de risco relativo e de
risco total;
Principais Cláusulas:
• Cláusula de Reposição:
– Em espécie, reparação ou reposição do bem.
• Cláusula de Perda de Indenização:
• Cláusula de Caducidade:
– Fraude, tentativa de fraude, simulação ou
emprego de quaisquer outros meios dolosos.
• Cláusula de Sub-rogação de direitos:
• Aceitação, Modificação e Renovação do
Seguro.
Inspeção de Risco:
• É importante também em RD.
• Pode ser contratado para riscos como: Industrias,
Joalherias, etc.
• O Relatório de vistoria pode ser fundamental no
estabelecimento de taxas.
• Quando envolver coberturas como:
Desmoronamento ou Alagamento, o relatório de
inspeção de riscos pode auxiliar no agravamento
de taxas.
• A inspeção pode ser realizada por funcionários da
seguradora ou por pessoal terceirizado.
Reintegração de IS
• Pode ser feita pelo segurado até 72 horas após
a ocorrência do sinistro.
• Anuência formal da seguradora.
• O prêmio será cobrado na base do Pró-rata
Temporis.
• Se NÃO houver a reintegração após uma
indenização de sinistro e, ocorrendo outro
sinistro, o segurado irá participar
proporcionalmente dos NOVOS prejuízos.
Capítulo 2

Modalidades do
Ramo de Riscos Diversos
Considerações Iniciais
• As cias seguradoras tiveram até 01/01/2012
para concluir todos os processos relativos aos
seguros de:
– Equipamentos, valores, alagamento,
desmoronamento, fidelidade, tumultos, dentre
outros.
– Inclusive demais riscos constantes da circular IRB
084/74.
– Após 01/01/2012:
Considerações Iniciais
– As cias só puderam comercializar produtos:
• Baseados em planos próprios de seguros.
• Não padronizados pela SUSEP/CNSP.
• Mas planos aprovados pelo órgão fiscalizador (SUSEP).
• Os planos antes classificados como RD foram
reclassificados conforme circular 455/2012 e
tabela das páginas 29/30 da apostila.
– Atenção aos ramos 12 e 71.
• Agora são classificados como seguros de RD
aqueles que as coberturas principais são relativas
aos seguros de danos e que não sejam típicas de
outros ramos de seguros.
Considerações Iniciais

• Muitas modalidades de RD migraram para outros


ramos como garantias adicionais.
• Quando o cliente demanda um produto/cobertura
bastante específica ou ainda com um LMI elevado
ocorre o seguinte:
– O subscritor direciona o produto para o RD.
– Exemplo de ramos em que ocorre isso:
• Equipamentos (fora do ramo patrimonial).
• Valores, Joalherias, Obras de Arte, fidelidade, instrumentos
musicais e material rodante.
• As condições gerais do seguro RD servem para todas as
modalidades mas é nas condições especiais que se
define a modalidade de seguro contratado.
Valores:
• Estão classificadas em RD as modalidades que
não forma incluídas nos planos padronizados.
• As modalidades que continuam no RD:
– Valores em Veículos de Entrega de Mercadorias.
– Valores Transportados em Carros – Fortes.
• Aspectos Comuns:
– São considerados valores:
• Dinheiro, Moedas, Metais Preciosos, Pedras Preciosas,
• Pérolas, Joias, selos, estampilhas, certificados de títulos, etc.
• Objetivo do Seguro:
– Garantir ao segurado a indenização, em espécie,
reparando ou repondo os valores em virtude da
ocorrência de um dos eventos cobertos pela apólice,
conforme acordado nas condições da mesma.
• Esses Seguros não tem Franquia.
• Riscos Cobertos:
– Destruição ou perecimento dos valores em
consequência de roubo ou furto qualificado,
quaisquer outros eventos decorrentes de causas
externa e, extorsão (exceto mediante sequestro)
• Riscos Excluídos: Atenção:
Estelionato;
– Extorsão mediante sequestro; Extorsão
– Furto Simples, apropriação indébita ou Sequestro

estelionato.
– Extravio ou desaparecimento inexplicável.
– Infidelidade ou ato doloso de diretores, sócios,
prepostos ou empregados.
• Valores em veículos de Entrega de
Mercadorias:
– Bens Seguráveis:
• Valores transportados por veículos de entrega de
mercadorias do local de origem para outros locais
especificados na apólice.
Exigência: Os valores devem estar guardados em cofres
de aço, com boca de lobo ou alçapão, dotados de
fechadura de segurança e devidamente soldados no
interior do veículo.
– Bens não compreendidos no seguro:
• Valores guardados fora do cofre, conforme especificado
acima.
• Valores em trânsito, sob responsabilidade de empresas
especializadas em transporte de valores.
• Valores Transportados em Carros-Fortes sob
Guarda de Portadores:
– Bens Seguráveis:
• Valores sendo transportados, sob guarda de
portadores, em carros-fortes. Consideram portadores
• Os componentes da guarnição dos carros –fortes,
empregados ou não do segurado.
– Bens não compreendidos pelo seguro:
• Valores transportados em veículos não especificados na
apólice e,
• Valores deixados, durante o período em que
permanecerem nos escritórios do segurado (empresa
de transporte de valores) , para qualquer finalidade,
inclusive preparação de envelopes de pagamento,
ainda que sob sua responsabilidade.
Joalheria
• Objetivo:
– Garantir ao segurado a indenização em espécie ou a
reparação dos danos ou a reposição das joias e
demais mercadorias similares seguradas, em virtude
da ocorrência de um dos riscos cobertos pela apólice.
• Bens Seguráveis:
– Joias, artigos de ouro, prata, platina, metais preciosos
ou semipreciosos, de todos os tipos, e espécies e,
outras mercadorias inerentes ao ramo de negócio de
joalherias.
• Bens não compreendidos pelo seguro:
– Bens não pertencentes ao segurado, exceto sob
sua custódia e,
– Mercadorias ou materiais não inerentes ao ramo
de joalherias.
• Riscos Cobertos:
– Perdas e danos materiais causados aos bens por
quaisquer eventos de causa externa, incluindo-se
o trânsito em mãos de portadores maiores de 18
anos, com vínculo empregatício ou com contrato
de prestação de serviço com o segurado.
• Riscos Excluídos:
– Extorsão mediante sequestro.
– Furto simples, apropriação indébita ou
estelionato.
– Extravio ou desaparecimento inexplicável.
– Infidelidade ou ato doloso de diretores, sócios,
prepostos e/ou empregados e,
– Vício próprio, umidade e chuva.
Obras de Arte
• Objetivo: Este ramo de seguro indeniza o segurado
os prejuízos decorrentes de roubo, furto qualificado,
incêndio e outros riscos capazes de danificar total ou
parcialmente as obras de arte ou raridades
seguradas.
• Bens seguráveis: Todos os bens atestadamente
reconhecido por especialistas e aceito pela
seguradora. E estes bens podem pertencer tanto a
pessoa física quanto a pessoa jurídica.
Obras de Arte
• Bens não compreendidos pelo seguro:
– Todos os objetos que NÃO se enquadram como obras de arte ou
raridades.
• Riscos Cobertos:
– Roubos ou furto qualificado, tumultos, motins, alagamento, queda de
aeronaves, incêndios, etc.
• Risco Excluídos:
– Desgaste natural causado pelo uso, furto simples, defeitos latentes,
ferrugem, umidade, chuva, desaparecimentos simples, extravio, etc.
• Inspeção e Vistoria Prévia:
– Geralmente substituído por um laudo de especialista ;
• Cobertura acessória:
– Transporte de ida e volta em caso de exposição, inclusive transporte
internacional.
Fidelidade
Peculato
• Objetivo e Riscos Cobertos:
– Garante indenização ao segurado pelos prejuízos
que ele venha sofrer me conseqüência de crimes
contra o seu patrimônio, causados por seus
empregados.
– Garante somente empregados, responsáveis
criminalmente, contratados no Brasil sob o regime
da CLT e a funcionários públicos civis regidos pelo
estatuto dos funcionários públicos.
Fidelidade
• Objetivo e Riscos Cobertos:
– Prejuízos Materiais diretamente causados por:
• Apropriação indébita ou peculato;
• As despesas necessárias para recuperar os bens ou
valores subtraídos.
– A cobertura desta modalidade de seguro tem
início na data que se iniciou o desvio de bens ou
valores do patrimônio do segurado
Fidelidade

• Partes Integrantes do Seguro de Fidelidade:


– Segurado: É quem contrata o seguro.
– Seguradora: É quem garante o risco.
– Garantido: São os empregados do segurado.
• Definições Importantes:
– Empregado.
– Garantido.
– Patrimônio do Segurado.
– Sinistro.
Fidelidade

• Modalidades de Seguro Fidelidade:


– Fidelidade Funcional:
• Cobertura para funcionário público civil.
– Fidelidade Comercial Nominativa:
• Para funcionários de empresas privadas – Identificados.
– Fidelidade Comercial Aberta (Blanket)
• Para funcionários de empresas privadas – Sem a
necessidade de Identificação prévia.
• Somente para esta modalidade existe franquia de 5%.
Fidelidade

• Condições da apólice de Seguro de Fidelidade:


– Tomar precauções para evitar ocorrência de
sinistros.
– Facilitar as verificações por parte da seguradora.
– Não contratar outro seguro de fidelidade para
garantir as mesmas pessoas.
– Não aceitar acordo com o empregado sem a
anuência da seguradora.
Fidelidade

• Limite de Responsabilidade:
– Fidelidade Funcional ou Comercial Nominativa:
• O LMR é em relação a cada garantido em caso de sinistro.
– Fidelidade Comercial Aberta:
• O LMI é por sinistro ocorrido.

• Vigência do seguro:
– Fidelidade Comercial Aberta ou Comercial Nominativa:
• 12 meses. Por prazo menor que este – Usar prazo curto.
– Fidelidade Funcional:
• 5 anos com pagamento do prêmio anual.

• Riscos Excluídos:
• Valor estimativo de qualquer bem integrante do patrimônio do segurado.
• Sinistros que não tenham ocorrido ou iniciado na vigência da apólice.
Instrumentos Musicais e
Equipamentos de Som
• Riscos Cobertos:
– Condição importante: O equipamento deve estar
identificado unitariamente na apólice.
– Quaisquer acidentes decorrentes de causa
externa, exceto os riscos excluídos.
– Estão abrangidos os bens em depósito, em uso ou
trânsito.
– Cobertura valida para todo o território brasileiro.
Instrumentos Musicais e Equipamentos de Som

• Riscos Excluídos:
– Lucros cessantes por paralisação parcial ou total dos
aparelhos segurados.
– Desgaste natural causado por uso, deterioração gradativa,
vício próprio, defeito latente, desarranjo mecânico,
corrosão, incrustação, ferrugem, umidade e chuva.
– Furto, qualificado, roubo, extorsão, apropriação indébita,
estelionato praticados por seus funcionários (fidelidade),
mesmo que mancomunados com terceiros.
– Furto simples, desaparecimento inexplicável ou simples
extravio.
– Demoras de qualquer espécie ou perda de mercado.
– Apropriação ou destruição do força de regulamentos
alfandegários.
Instrumentos Musicais e Equipamentos de Som

• LMI:
– Representará o máximo de responsabilidade da cia
seguradora em um sinistro ou em uma série de sinistros
decorrentes de um mesmo evento.
• Cálculo do prejuízo e da indenização:
– A base é o custo de reparação, recuperação ou
substituição do equipamento sinistrado.
– Estarão cobertos ainda os custos de desmontagem e
remontagem que se fizerem necessários à reparação do
bem.
– Estarão cobertos ainda os custos com transporte e as
despesas aduaneiras (se houverem) até a oficina que fará
o reparo.
– Em caso de oficina do próprio segurado a cia arcará com os
custos das peças e da mão de obra necessárias ao reparo e
ainda pagará um overhead.
Instrumentos Musicais e Equipamentos de Som

• Cálculo do prejuízo e da indenização:


– A indenização ficará limitada ao valor do bem
sinistrado.
– Atenção:
• (Valor Atual = Valor de Novo ) – Depreciação onde:
– Será considerado o uso, a idade e o estado de conservação.
• Estarão incluídos no valor de novo (VN):
– Despesas de importação.
– Despesas de transporte.
– Despesas de montagem.
– Perda Total:
• Quando os custos de reparação atingirem ou
superarem 75% do valor deste.
Instrumentos Musicais e Equipamentos de Som

• Salvados:
– Em caso de sinistro o segurado deverá:
• Proteger os salvados, tomando todas as medidas
necessárias à proteção e buscar sempre minimizar os
prejuízos da cia seguradora.
• A seguradora poderá participar das ações descritas
acima sem contudo implicar na obrigação de indenizar
o segurado.
– Franquia:
• Em caso de perda parcial o segurado arcará com um
franquia.
• NÃO haverá franquia em caso de perda total.
Instrumentos Musicais e Equipamentos de Som

– Rateio:
• Haverá rateio se na ocasião do sinistro o VRA for maior que a IS.
• Em caso de mais de um segurado na mesma apólice e for
constatado que o VRA é maior que a IS, cada um dos segurados
estarão sujeitos a referida cláusula de rateio.
– Reintegração de IS:
• O item sinistrado ficará sujeito a reintegração de IS de acordo com
o valor pago pela cia seguradora a título de indenização.
• O segurado NÃO terá direito a restituição do prêmio referente ao
valor da redução.
• A reintegração será facultativa:
– Deverá ser formalizada pelo segurado em no máximo 72 hs após a
ocorrência do sinistro.
– Terá validade a partir da formalização de aceite por parte da cia
seguradora.
– Será calculado no pro rata-temporis.
– Será cobrado junto com a indenização.
Material Rodante (Veículos Ferroviários)

• Bens seguráveis: Vagões, vagonetes, locomotivas,


bondes, etc., que trafeguem no território nacional;
• Há a exigência da contratação da totalidade do risco do
segurado;
• Exclusões: Material rodante que operem em locais
subterrâneos ou submersos, exceto linhas regulares
subterrâneas (metrô);
• Riscos cobertos:
– Incêndio e explosão, inclusive nas operações de reparo e
manutenção
• Riscos excluídos (ler);
• Cobertura adicional – Danos Elétricos
Material Rodante (Veículos Ferroviários)

• Riscos Excluídos:
– Desgaste, corrosão ferrugem.
– Desarranjo mecânico.
– Danos Elétricos.
– Serviços de reparos ou manutenção, salvo se ocorrer incêndio ou explosão.
– Lucros cessantes.
– Tumultos, motins e riscos congêneres.

• Cobertura Acessória ou adicional:


– Danos Elétricos.
Capítulo 3
Riscos Diversos

Equipamentos
Aspectos Gerais
• Até a edição da circular 417/2011 todos os
equipamentos eram segurados indistintamente na
carteira de RD.
• Só haviam duas modalidades de seguro:
– Equipamentos estacionário.
– Equipamentos móveis.
• Era possível contratar as mais variadas coberturas
como:
– Equipamentos arrendados ou cedidos a terceiros.
– Equipamentos em exposição (com e sem transportes)
– Equipamentos cinematográficos, fotográficos e de
televisão (em estúdio e externas)
Aspectos Gerais

Equipamentos

Agrícolas Não Agrícolas

Crédito Rural Outros Outros

Benfeitorias Riscos
Penhor Rural
Rurais Diversos
Aspectos Gerais

• Após a edição da circular 417/2011, temos o


seguinte cenário:
– Quando o valor do equipamento não é
significativo:
• Coberto por meio de coberturas adicionais ou
acessórias nos seguros patrimoniais.
– Quando o valor do bem é significativo ou quando
há uma operação financeira por traz é necessário
se enquadrar a apólice na modalidade de
equipamentos:
• Móveis, ou
• Estacionários.
Formas de contratação de seguros de
equipamentos
• A forma de contratação do LMI deverá estar
expresso nas condições gerais do seguro,
independente do ramo.
• O LMI pode ser contratado de três formas:
– Risco Absoluto.
• Não há rateio.
– Risco Relativo.
• Haverá rateio considerando divergência entre o VRD e o VRA
– Risco Total.
• Quando houver divergência entre a IS e o VRA.
Seguro para equipamentos NÃO
agrícolas
• Há uma grande variedade de equipamentos
utilizados para os mais diversos fins na indústria
mecânica, na construção civil e nas diversas
atividades produtivas.
• Vamos citar apenas alguns exemplos:
– Tratores:
• De pneus e de esteira.
– Unidade aplanadoras.
– Unidades de transportes.
– Unidades compactadores.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Condições especiais – Riscos Diversos –


Equipamentos Móveis:
– Riscos Cobertos:
• De acordo com as condições gerais, condições especiais e
particulares, o segurado terá direito a perdas e danos
provenientes de:
– Roubo ou furto qualificado.
– Queda de raio, granizo, vendaval (velocidade > 54 km/h).
– Alagamento e inundação.
– Etc.
• Cobertura para o equipamento quando está no canteiro de
obras ou se transportado* e/ou autopropelido*.
• Este seguro NÃO cobre viagem de entrega do equipamento
caso o proprietário NÃO tenha tomado posse do bem.
• Caso contrário, se obedecido TODAS as normas de
transporte e trânsito este equipamento estará coberto.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Riscos Excluídos:
– Além das exclusões previstas nas condições gerais
para os seguros de RD este seguro não cobre
ainda:
• Desgaste natural causado pelo uso, deterioração
gradativa, vício próprio, defeito latente, mau
acondicionamento dos objetos segurados, desarranjo
mecânico, corrosão, incrustação, ferrugem, umidade e
chuva.
• Infidelidade funcional.
• Demoras de qualquer espécie ou perda de mercado.
• Apropriação indébita.
• Furto simples.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Bens NÃO seguráveis:


– Embarcações.
– Aeronaves.
– Veículos destinados ao transporte de pessoas.
– Veículos destinados ao transportes de cargas, que
trafegam em ruas e rodovias.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Condições especiais – Riscos Diversos –


Equipamentos Estacionários:
– Riscos Cobertos:
• De acordo com as condições gerais, condições especiais
e particulares, o segurado terá direito a perdas e danos
provenientes de:
– Incêndio, raio e explosão.
– Roubo ou furto qualificado.
– Queda de raio, granizo, vendaval (velocidade > 54 km/h).
Furacão, ciclone, tornado e granizo.
– Alagamento e inundação.
– Etc.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Riscos Excluídos:
– Além das exclusões previstas nas condições gerais
para os seguros de RD este seguro não cobre
ainda:
• Operações de reparo, ajustamento, serviços em geral
de manutenção.
• Quaisquer operações de içamento, transporte ou
transladação dos equipamentos segurados.
• Demora de qualquer espécie ou perda de mercado.
• Apropriação ou destruição por força de regulamentos
alfandegários.
• Furto simples.
• Apropriação indébita.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Bens NÃO seguráveis:


– Todo e qualquer bem relacionado ás atividades
agrícolas, pecuária, aquícola e florestal além de
equipamentos não estacionários.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Condições especiais – Riscos Diversos –


Equipamentos Arrendados ou cedidos a
terceiros:
– Riscos Cobertos:
• De acordo com as condições gerais, condições especiais
e particulares, o segurado terá direito a perdas e danos
provenientes de:
– Incêndio, raio e explosão.
– Roubo ou furto qualificado.
– Queda de raio, granizo, vendaval (velocidade > 54 km/h).
Furacão, ciclone, tornado e granizo.
– Alagamento e inundação.
– Queda de aeronave.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Riscos Excluídos:
– Além das exclusões previstas nas condições gerais
para os seguros de RD este seguro não cobre ainda os
prejuízos diretos ou indiretos provenientes de:
• Operações de reparo, ajustamento, serviços em geral de
manutenção.
• Quaisquer operações de içamento, transporte ou
transladação dos equipamentos segurados.
• Demora de qualquer espécie ou perda de mercado.
• Apropriação ou destruição por força de regulamentos
alfandegários.
• Furto simples.
• Apropriação indébita.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Bens NÃO seguráveis:


– Embarcações.
– Aeronaves.
– Veículos destinados ao transporte de pessoas.
– Veículos destinados ao transportes de cargas, que
trafegam em ruas e rodovias.
– Bens em viagem de entrega pela fábrica,
concessionária, revenda ou loja.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Riscos Excluídos:
– Além das exclusões previstas nas condições gerais
para os seguros de RD este seguro não cobre ainda os
prejuízos diretos ou indiretos provenientes de:
• Operações de reparo, ajustamento, serviços em geral de
manutenção.
• Quaisquer operações de içamento, transporte ou
transladação dos equipamentos segurados.
• Demora de qualquer espécie ou perda de mercado.
• Apropriação ou destruição por força de regulamentos
alfandegários.
• Furto simples.
• Apropriação indébita.
Seguro para equipamentos NÃO agrícolas.

• Bens NÃO seguráveis:


– Embarcações.
– Aeronaves.
– Veículos destinados ao transporte de pessoas.
– Veículos destinados ao transportes de cargas, que
trafegam em ruas e rodovias.
• Condições Especiais – Riscos Diversos – Seguro
de Equipamentos Cinematográficos:
– Riscos Cobertos:
• Perdas e danos causados aos bens descritos na apólice,
por quaisquer acidentes decorrentes de causa externa,
exceto aquelas descritas nas condições especiais.
• Estarão cobertos os equipamentos quando em
depósito, em uso ou em trânsito.
– Riscos Excluídos:
• Atos de hostilidade ou de guerra, rebelião, insurreição,
revolução, confisco, nacionalização, destruição ou
requisição decorrente de qualquer ato de autoridade
de fato ou de direito civil ou militar.
• Destruição por ordem de autoridade publica,
salvo para evitar propagação de danos cobertos
pelo presente seguro.
• Lucro cessante por paralização parcial ou total
dos equipamentos segurado.
• Riscos provenientes de contrabando, transporte
ou comércio ilegal.
• Furto simples.
• Demora de qualquer espécie ou perda de
mercado.
• Queda, quebra, amassamento ou arranhadura,
salvo se decorrente de acidente coberto por esta
apólice.
Seguro para equipamentos cinematográficos

• Bens NÃO seguráveis:


– Embarcações.
– Aeronaves.
– Veículos destinados ao transporte de pessoas.
– Veículos destinados ao transportes de cargas, que
trafegam em ruas e rodovias.
Seguro para equipamentos agrícolas
• São seguros para cobrir equipamentos e
implementos agrícolas.
• Condições Gerais para seguro de
equipamentos agrícolas – Benfeitorias Rurais:
– Objetivo do Seguro:
• Garantir ao segurado o pagamento de indenizações
pelas perdas e/ou danos causados diretamente ou
indiretamente por um ou mais riscos cobertos.
Seguro para equipamentos agrícolas
– Riscos Cobertos:
• De acordo com as condições gerais, condições especiais
e particulares, o segurado terá direito a perdas e danos
provenientes de:
– Incêndio, raio e explosão.
– Roubo ou furto qualificado.
– Queda de raio, granizo, vendaval (velocidade > 54 km/h).
Furacão, ciclone, tornado e granizo.
– Alagamento e inundação.
– Tremores de terra, devidamente identificados por autoridades
competentes
– Queda de aeronave.
• As máquinas, equipamentos e implementos, veículos
rurais de carga, estão cobertos as perdas e danos
causados por:
• Colisão, abalroamento, capotagem ou quedas
acidentais, qualquer que seja a causa.
• Roubo ou furto qualificado.
• Perdas e danos causados por acidente com
veículo transportador decorrente de caso
furtuito ou de força maior.
• Quando o veículo segurado estiver sendo
transportado por qualquer meio adequado e
devidamente regularizado para tal,
observando as normas vigentes para
transporte.
Seguro para equipamentos agrícolas.

• Riscos Excluídos:
– Além das exclusões previstas nas condições gerais
para os seguros de RD este seguro não cobre
ainda os prejuízos diretos ou indiretos
provenientes de:
• Riscos catastróficos, terremotos, maremotos, ciclones,
erupções vulcânicas, cataclismos da natureza.
• Furto simples.
• Atos de autoridades públicas, salvo se para evitar
propagação dos riscos cobertos.
• Vício intrínseco ou má qualidade dos bens segurados,
devidamente caracterizados por laudo de empresa
especializada.
Seguro para equipamentos agrícolas.

• Bens NÃO seguráveis:


– Animais vivos.
– Terras.
– Lavouras, plantações em pé e respectivos
produtos não colhidos.
– Explosivos, pastagens.
– Embarcações.
– Aeronaves.
– Veículos destinados ao transporte de pessoas.
• Condições Gerais para o Seguro de
Equipamentos Agrícolas – Penhor Rural
– Crédito Rural:
• Trata-se de um financiamento destinado a produtores
rurais, cooperativas ou associações de produtores
rurais.
• As operações de crédito rural, em geral, são cobertas
pelo seguro de penhor rural e são muito utilizadas para
financiar equipamentos e implementos rurais.
– Objetivo do Seguro:
• Garantir ao segurado perdas e danos até o LMI
originário de danos cobertos pela apólice, de origem
súbita, imprevisto e acidental.
• Prejuízos Indenizáveis:
– Prejuízos e despesas decorrentes de:
• Diretamente dos riscos cobertos.
• Da impossibilidade de remoção ou proteção dos
salvados.
• Os desembolsos realizados com o objetivo de proteger
os salvados ou minimizar o prejuízo da cia seguradora
estarão cobertos.
• As despesas de salvamento serão somadas aos
prejuízos indenizáveis.
– Riscos Cobertos:
• Danos materiais de causa externa – Cobertura básica
eventos de causa externa.
• É obrigatório a contratação da cobertura básica e da
cobertura adicional de roubo e/ou furto qualificado.
• Riscos Excluídos:
– Atos ilícitos dolosos, culpa grave equiparável a
dolo, atos propositais, fraude, má fé, ação,
omissão dolosa do segurado ou de seus sócios
controladores, dirigentes e administradores legais
e de seus respectivos beneficiários ou
representantes legais, bem como os decorrentes
de atos praticados em estado de alcoolismos, sob
efeito de substância tóxicas ou em estado de
insanidade mental, inclusive negligência em usar
de tosos os meios comprovadamente ao seu
alcance para evitar os prejuízos cobertos, durante
ou após a ocorrência de qualquer sinistro.
• Riscos Excluídos:
– Defeitos de fabricação, erro de projeto, vicio
intrínseco, má qualidade, uso indevido ou mau
acondicionamento dos objetos segurados.
– Tumulto, greve, lockout, atos de vandalismo, invasões
de propriedade, saque, inclusive os ocorridos durante
ou após o sinistro.
– Operações de içamento dos equipamentos segurados
ou ainda a transladação por helicóptero.
– Furto simples.
– Erro de montagem, falta de habilidade, negligência,
imperícia ou sabotagem.
– Atos de terrorismo, independente de seu proposito.
– Danos morais.
• Bens Seguráveis:
– Máquinas e equipamentos de utilização agrícola,
florestal, aquícola e agropecuária oferecidos em
garantia das operações de crédito rural, nas seguintes
modalidades:
• Equipamentos estacionários.
• Equipamentos móveis.
• Bens, objetos ou interesses não compreendidos
no seguro:
– Veículos (licenciados para uso em vias públicas),
aeronaves, locomotiva ou vagões.
– Bens pessoais que existirem no interior dos
equipamentos.
– Documentos, inclusive registros magnéticos.
Coberturas Adicionais para Seguros de
Equipamentos
• Podem ser contratadas para os seguros de
equipamentos em complementação dos
seguintes ramos de seguros:
– Riscos Diversos.
– Benfeitorias Rurais.
– Penhor Rural.
• Cobertura Adicional – Danos Elétricos
– Riscos Cobertos.
• Danos materiais causados diretamente por calor gerado
acidentalmente por eletricidade, devido a variações de
tensão, curto circuito, queima, derretimento e fusão de
circuitos de componentes elétricos e eletrônicos.
• Riscos e Bens não compreendidos no seguro:
– Danos a softwares, sistemas computacionais,
rolamentos, engrenagens, buchas, correias,
fusíveis, lâmpadas, disjuntores, reles de proteção,
resistências.
– Danos elétricos decorrentes de falhas mecânicas e
de fabricação.
• Cobertura Adicional – Operação do
equipamento em proximidade à Agua.
– Riscos Cobertos:
• Estarão cobertos os danos causados pela queda do
equipamento segurado em água doce ou salgada em
consequência da operação do mesmo.
• Riscos e Bens não compreendidos no seguro:
– Operação dos equipamentos segurados sob ou
sobre a água, sejam em plataformas flutuantes ou
qualquer outro tipo de base operacional sobre a
água ou ainda a bordo de embarcações.
– Equipamentos destinados á exposição em feiras e
eventos.
• Cobertura Adicional – Pagamento de Aluguel
de Equipamento Reserva
– Risco Coberto:
• Aluguéis diários ou mensais de equipamentos de
terceiros quando o equipamento segurado sofrer algum
dano coberto pela apólice.
– A indenização será paga em prestações diárias ou
mensais.
– I = LMI / PI
– Há um período de carência de 24 h a contar do
recebimento do aviso de sinistro por parte da cia.
– Cobertura de no máximo 100% da básica.
• Cobertura Adicional – Perda de Rendimento
de Aluguel do Equipamento.
– Risco Coberto:
• Aluguéis mensais que o equipamento deixar de render
pela impossibilidade de sua utilização.
• A indenização será paga em prestações diárias ou
mensais.
– I = LMI / PI
– Há um período de carência de 24 h a contar do
recebimento do aviso de sinistro por parte da cia.
– Cobertura de no máximo 100% da básica.
• Cobertura Adicional – Roubo e/ou furto
qualificado.
– Riscos Cobertos:
• Os prejuízos decorrentes de roubo ou furto qualificado
dos equipamentos segurados até o LMI contratado para
esta cobertura.
– Riscos Excluídos:
• Infidelidade funcional, furto simples, apropriação
indébita, estelionato. Roubo ou furto mediante
sequestro ou extorsão.
• Cobertura Adicional – RC Equipamentos
Móveis.
– Risco coberto:
• As perdas e danos do segurado por danos materiais ou
corporais causados a terceiros de forma involuntária,
decorrentes de risco coberto por este seguro.
• Atos ilícitos culposos ou dolosos praticados por
empregados do segurado.
– Condições da cobertura:
• Dar imediata ciência à seguradora de qualquer ato ou
fato que possa gerar uma reclamação.
• Manter os equipamentos segurados em bom estado de
conservação.
• Esta cobertura se aplica exclusivamente a
equipamentos móveis.
– Riscos Excluídos:
• Indenização por danos morais.
• Danos causados a terceiros decorrente da operação ou
condução por pessoas não treinada ou habilitada para
tal fim.
• Danos causados por contaminação ou poluição do meio
ambiente.
• Lucros cessantes ou perdas financeiras.
• Prejuízos decorrentes da não contratação de seguros
obrigatórios.
• Cobertura Adicional – RC Operador
– Risco coberto:
• As perdas e danos do segurado por danos materiais ou
corporais causados ao operador, quando este estiver no
exercício de suas funções, quando este estiver
operando uma máquina segurada.
• Esta cobertura abrange apenas os danos que resultem
em morte ou invalidez permanente do operador.
• A apólice abrange também os custos do processo.
– Risco Excluído:
• Perdas financeiras, inclusive lucros cessantes, não
decorrentes de dano corporal abrangido por esta
cobertura.
• Danos Morais.
• Indenizações punitivas.
Capítulo 4
Ramos Diversos

Seguro de Crédito
Seguro de Crédito
• Conceito de Crédito:
– “É a disponibilização de um bem
econômico, de forma efetiva e imediata,
tendo em vista uma contraprestação
futura”
– “É toda antecipação de recursos,
mercadorias, serviços, títulos, dinheiro ou
uso de imóveis, mediante garantia de
pagamento futuro.
• “Crédito é a confiança que uma pessoa física ou
jurídica inspira, no que diz respeito á pontualidade
na satisfação de seu compromissos financeiros”

• “Segundo a SUSEP, crédito é todo ato de vontade ou


disposição de alguém de destacar ou ceder,
temporariamente, parte de seu patrimônio a um
terceiro, com a expectativa de que essa parcela volte
a sua posse integralmente, após decorrer o tempo
estipulado”
• O seguro de crédito exige que o credor
assegure o cumprimento da obrigação
contratada com garantias que podem ser:
• Real: Quando o devedor oferece bens materiais como
garantia sem contudo perder a posse destes bens.
• Pessoal: É quando há a intervenção de uma terceira
pessoa, estranha a operação que responde com seus
recursos e bens próprios pela solução na dívida caso
haja inadimplência do devedor. Isso é fiança ou aval.
Objetivo do Seguro de Crédito

• Tem por objetivo ressarcir o segurado (credor)


as perdas líquidas definitivas causada por
devedor insolvente.

• Sempre pressupõe a participação do credor


(segurado) nas perdas;
• Perda Líquida Definitiva (PLD) :
• PLD = VD + D - VR
Partes Envolvidas nos Seguros de Crédito:

• Seguradora

• Garantido (É o devedor – Pessoa Física ou


Jurídica)

• Segurado (É o credor – Pessoa Física ou


Jurídica)

Veja exemplo Gráfico...


Esquematicamente...
Devedor

Devedor

Seguradora Credor Devedor


(Seguradora)

Devedor

Devedor
Princípios Fundamentais do Seguro de Crédito:

• Participação Obrigatória do Segurado;


• Globalidade das Operações; e
• Limite de Crédito por garantido;
___________________________________
Outra ferramenta importante nos seguros
crédito:
• Sub-Rogação;
Modalidades de Seguro de Crédito
• Seguro de Crédito Interno – Riscos Comercias:
• Operações realizadas de comerciante para comerciante
• Seguro de Crédito Interno – Quebra de
Garantia:
• Quando a operação tem por finalidade a venda de
bens, principalmente para consumo, para pessoas
físicas ou jurídicas.
Aspectos Gerais do Seguro de Crédito Interno – Continuação...

• Seguro de Crédito Interno – Cobertura de


Operações de Consórcio:
• Garante ao segurado (grupo de consórcio) as PLD’s em
caso de insolvência do garantido (consorciado
contemplado);
• Só é válido após o garantido haver tomado posse do
bem e se tornar inadimplente;
• Existência de Garantia Real;
• Seguro de Crédito Interno – Cobertura de
Operações de Empréstimo Hipotecário
Aspectos Gerais do Seguro de Crédito Interno – Continuação...

• Garante ao segurado a indenização quando da


insolvência dos devedores pessoas físicas em contratos
de que esteja fora das regras do SFH;
• Seguro de Crédito Interno – Cobertura de
Operações de Arrendamento Mercantil –
Leasing
• A Seguradora garante ao segurado indenização quando
o arrendatário/garantido ficar incapaz de pagar as
prestações previstas no contrato .
• Ainda é possível contratar seguro de crédito para operações
de Factoring e para cobertura de cheques sem fundos.
Características e Condições da Apólice de Seguro de
Crédito Interno:

• Garantir as PLD´s que o segurado venha a


sofrer, em conseqüência da insolvência do de
seu devedores (PF e PJ), denominados
Garantidos, com os quais tenha efetuado
operações de crédito.
• Uma Pessoa Jurídica é insolvente quando:
– For declarada judicialmente a falência do
garantido.
– Haver a declaração oficial de concordata do
garantido
– Da impossibilidade da busca e apreensão dos bens
objeto da garantia;

• Uma pessoa física é insolvente quando:


– Incapacidade de pagamento por estado de
pobreza total do garantido;
– Impossibilidade de execução da garantia, por
parte da seguradora, por paradeiro ignorado do
bem e do garantido;
– Morte do Garantido;
• A cobertura se inicia com a efetivação do crédito e do
pagamento do prêmio;
• O Seguro garante a fatura original, podendo conforme
acordo, abranger gastos como embalagem, transporte,
seguros, juros, atualização monetária pré-fixada, impostos e
acessórios.
• A cobertura permanecerá em vigor enquanto houver
responsabilidade da seguradora, ou seja, a cobertura não se
vincula ao prazo da apólice.
• Os créditos concedidos pelo segurado e abrangidos pela
apólice permanecerão garantidos pela seguradora até sua
quitação pela seguradora.
Declarações Especiais e Providências do Segurado

• O segurado é obrigado a informar a


seguradora:
– Situações que possam influenciar na avaliação do
risco, bem como qualquer informação
desfavorável sobre os devedores;
– Qualquer mudança de endereço ou razão social de
algum dos garantidos pelo contrato de seguro.
• E ainda...
• O segurado deve informar a seguradora em 10 dias
qualquer modificação em sua razão social ou da
interrupção de suas operações, ou da sua liquidação
por via judicial ou amigável, ou qualquer
requerimento que tenha formulado no sentido de
obter concordata preventiva ou sua falência.
• O segurado deverá manter sempre a seguradora a
par do andamento das ações judiciais existentes e
seguir suas orientações.
São Riscos Excluídos:
Aplicáveis a todas as modalidades de crédito.

• Omissões ou atos fraudulentos, praticados pelo devedor


ou por terceiros intervenientes, relacionados ás
operações de crédito;
• Toda e qualquer operação de crédito a cliente, cuja
insolvência tenha se caracterizado ou esteja em
concordata suspensiva da falência.
• Limite de responsabilidade: 50 x o prêmio pago. A cia
seguradora toma os procedimentos judiciais e extrajudiciais,
faz a gestão administrativa para a recuperação do crédito. O
segurado deve favorecer as ações da cia seguradora para
recuperação de indenizações pagas. Tais ações não podem
representar mais que o LMI contratado.
Regulação e Liquidação de Sinistros...

• O segurado deve notificar a seguradora em 15


dias após tomar conhecimento da insolvência
do garantido;
• As despesas judiciais e extrajudiciais relativas
ao processo somam se ao valor do prejuízo a
ser indenizado;
• I = (PLD – POS) - Adiantamentos
Crédito Interno – Riscos Comerciais:
• Destinado as operações B2B somente dentro do país;
• Este tipo de seguro opera independentemente de
qualquer garantia real;
• Cada cliente do segurado opera com um limite
previamente definido, que poderá ser alterado pela
seguradora;
• Essa operação demanda uma franquia;
• Acompanhamento de riscos;
• Prêmio;
Crédito Interno – Quebra de Garantia:

• Globalidade das operações;


• Destinado a aquisição de bens de consumo
(Principalmente as operações de consórcio);
• Os créditos podem ser de 24 / 60 / 180 meses;
• Contratos com reserva de domínio, hipoteca ou
alienação fiduciária;
• Exige uma garantia real;
• Reintegração de posse, penhora ou procedimentos
de retomada dos bens;
Cobertura de Operações de Consórcio

• Esta é uma modalidade do seguro de quebra


de garantia.
• Garante a PLD em conseqüência de
insolvência ou incapacidade de pagamento do
garantido;
• Partes da operação:
– Estipulante;
– Seguradora;
– Garantido (Consorciado Contemplado)
– Segurado (Cada Grupo de Consórcio)
Obrigações da Administradora de Consórcio:
• Ficha cadastral;
• Cobrança de Prêmio;
– Sistema de crédito liberado;
– Sistema de saldo devedor;
• Riscos Excluídos:
– Entrega do bem ao consorciado em débito para
com o segurado;
– Entrega do bem sem que o consorciado tenha
firmado o contrato de alienação fiduciária;
Obrigações da Administradora de Consórcio:

• Medidas Judiciais e Revenda do bem


apreendido:
– Caracterizada a insolvência do consorciado a
administradora tem 180 dias para iniciar os
procedimentos de busca e apreensão;
– Os honorários de advogados devem ser prévia e
expressamente aprovados pela seguradora;
– A administradora tem até 180 dias para revender
os bens após a liberação judicial;
Obrigações da Administradora de Consórcio:

• Insolvência:
– Este seguro não cobre a simples falta de pagamento da parcela pelo
garantido;
– A insolvência do garantido fica caracterizada mediante comprovação
de incapacidade de pagamento ou da impossibilidade da execução do
bem para pagamento da dívida;
• Regulação e Liquidação de Sinistros:
– O segurado tem 15 dias a partir da entrada da ação contra o garantido
para, notificar a seguradora da ocorrência de sinistro;
– O LMI é o valor do bem padrão de cada cota de consórcio;
– A seguradora adiantará 100% de cada parcela vencida e não paga em
até 30 dias após a entrega dos documentos necessários a tal
procedimento;
– Esses adiantamentos são mensais e enquanto forem devidas pelo
consorciado, desde que a seguradora mantenha as medidas judiciais;
Cobertura de Operações de Empréstimo Hipotecário:

• Essa cobertura é uma subdivisão da modalidade


quebra de garantia;
• Garante ao segurado as PLD dos devedores pessoas
físicas nos contratos de empréstimos hipotecários
fora do SFH;
• Esse seguro garante até 80% do valor do empréstimo
concedido pelo segurado diretamente ao garantido;
• A cobertura vigora até o término do contrato de
empréstimo hipotecário;
Cobertura de Operações de Empréstimo Hipotecário:

• Riscos Excluídos:
– Empréstimos ou prestações discutidos ou
impugnados pelo devedor, por falta de
cumprimento ou inexecução, pelo segurado, das
cláusulas e condições do contrato de empréstimo
hipotecário;
– Empréstimo concedido a devedor, cuja insolvência
tenha sido caracterizada;
– Empréstimos concedidos sem que tenha sido
observado pelo segurado o sistema, declarado na
proposta de seguro, para a seleção de seus
clientes;
Cobertura de Operações de Empréstimo Hipotecário:

• Regulação e Liquidação de Sinistros:


– O garantido é considerado insolvente quando, no
caso de cobrança judicial da dívida, o valor do
bem dado em garantia for insuficiente ou for
impossível a execução da hipoteca;
• Obrigações do Segurado:
– Comunicar á seguradora qualquer fato relevante
sobre os devedores cobertos pela apólice que
possam influenciar no risco aceito;
Seguro de crédito interno para cobertura de Operações de
Arrendamento Mercantil.

• Garante indenização ao segurado em caso de


insolvência do arrendatário (garantido).
• Riscos Excluídos:
– Operações realizadas em desacordo com a
apólice;
– Contra prestações discutidas ou impugnadas pelo
arrendatário por cláusulas não cumpridas ou
inexecução por parte do arrendador.
Seguro de crédito interno para cobertura de Operações
de Arrendamento Mercantil

– Operações realizadas com órgão centralizados da


união, estados e municípios e respectivas
autarquias, bem como de empresas controladas
direta ou indiretamente pelo poder público.
– Casos em que a incapacidade de pagamento
tenham sido ocasionadas em virtudes dos riscos
fundamentais.
• Limite de Responsabilidade:
– O limite de responsabilidade da Cia seguradora será
correspondente ao valor das 12 primeiras parcelas não
pagas.
Seguro de Crédito à Exportação:
• Nesta modalidade de seguro os devedores estão no
exterior;
• Existe cobertura para riscos:
– Políticos ou Extraordinários;
– Operação Comercial;
• Indenização:
– Garante ao segurado a PLD por créditos concedidos a
devedores no exterior;
– A cobertura é fixada na moeda que foi realizada a
exportação;
Seguro de Crédito à Exportação:

• Riscos Políticos e Extraordinários:


– São cobertos os seguintes riscos:
• Em conseqüência de medidas adotadas por governos
estrangeiros:
– Que não realize, de forma alguma, o pagamento do débito;
– Que o pagamento seja feito em moeda diferente daquela
convencionada no contrato de exportação e disso resulte em
perda para o exportador;
• Os riscos políticos e extraordinários são garantidos pelo
governo federal através do tesouro nacional quando:
– Quando o devedor for um governo extrangeiro;
Seguro de Crédito à Exportação:

• Riscos Excluídos:
– Na modalidade Riscos Políticos e Extraordinários:
• Operações recusadas pelo IRB Brasil Re;
• Mercadorias de comércio ilícito;
• Valores questionados pelo devedor originados por quebra
contratual por parte do vendedor (segurado);
• Franquia de 15% da PLD;
• Regulação e Liquidação de Sinistros:
– É possível adiantamentos até que a PLD seja apurada:
• 90% da IS pelo seguro e das despesas comprovadas;
• O Segurado tem que devolver possíveis excesso de
indenização;
Seguro de Crédito à Exportação:

• Riscos Comerciais:
– Cobre os valores não recebidos de vendas realizadas no
exterior;
– Riscos Cobertos:
• Inadimplência superior a 12 meses;
• Insolvência do devedor;
• Decretação judicial de falência ou concordata do devedor;
– Riscos Excluídos:
• Vendas realizadas a órgãos públicos estrangeiros;
• Vendas feitas a filiais, sucursais ou agências do segurado;
• Operações recusadas pelo IRB.
Seguro de Crédito à Exportação:

• Regulação e Liquidação de Sinistros:


– O segurado é obrigado a notificar a seguradora em
até 15 dias após o conhecimento do fato;
– É previsto adiantamento de até 90% da IS e das
despesas judiciais comprovadas;
• O Segurado tem que devolver possíveis excesso de
indenização;
Capítulo 5
Ramos Diversos

Seguro Garantia
Considerações Iniciais
• Surgiu nos Estados Unidos;
– Em 1.893 Cria o Heard Act – Estabelece
obrigatoriedade das cauções nos contratos com o
governo;
– Em 1.895 – Primeira seguradora especializada em
seguro garantia – Filadélfia;
– Em 1.935 – Miller Act – Isenta o estado da
inadimplência dos contratados frete a terceiros
Considerações Iniciais
• No Brasil surgiu com o DL 73/66 mas, faltava
regulamentação do CNSP;
• Só tomou corpo com as leis 8.666 / 93 e
8.883/94;
• Limitado ás grandes incorporadoras e
construtoras por exigência do IRB;
Definições e Características:
• Garante o fiel cumprimento das obrigações
assumidas em um contrato entre as partes;
• Não garante as obrigações de pagamento;
• Análogo ás operações de crédito;
– Risco de perda de liquidez;
– Quebra dos tomadores;
– Risco de Insolvência dos tomadores;
• São cias altamente especializadas;
Definições e Características:
• Seguro Garantia: Segurado – Setor Público:
– Processos Administrativos;
– Processos Judiciais, inclusive execuções fiscais;
– Parcelamentos Administrativos de créditos fiscais,
inscritos ou não em dívida ativa
– Regulamentos Administrativos;
• Seguro Garantia: Setor Privado
– Garante o segurado em operações privadas. A
base é o contrato e seu aditivos;
Partes Integrantes do Seguro Garantia
Faz o cadastro,
assina a CCG e
Quando há um sinistro e a cia seguradora solicita o seguro
tem que pagar uma indenização ela o faz
Indeniza em no e,máximo
utiliza a contragarantia para se ressarcir
Tomador
30 dias após ajunto ao tomador, ou seja,
notificação tudo que a cia
Extrajudicial dopagou de indenização mais os custo envol_
tomador,
vidos serão
Em caso de sinistro cobrados do tomador.
coberto

Segurado Segurador
Importante:
• A IS é o LMI;
• Sempre a primeiro
risco absoluto;
Solicita a apólice, paga e a
• A apólice tem como
Entrega ao segurado que é
base o contrato entre
O beneficiário do seguro.
as partes
Modalidades de Seguro Garantia

Concessões/Administrativo/Judic
Aduaneiro
Imobiliário
Perfeito Funcionamento
Retenção de Pagamento
Adiantamento de Pagament
SG do Executante Construto
SG do Executante Forneced
SG do Exec. Prest. de Serv.
SG do Concorrente
Condições da Apólice de SG
• Isenção de Responsabilidade:
– Casos fortuitos ou de força maior.
– Quando o segurado induz o tomador a romper o contrato.
– Alterações no objeto da apólice.
• Pagamento do Prêmio
• Contragarantia;
• Restabelecimento de limite;
• Valor da Garantia
– É o valor máximo de indenização
• Taxa e Prêmio
Regulação e Liquidação de Sinistros

• A intimação extrajudicial;

• Contragarantia
Capítulo 6
Ramos Diversos

Seguro de Fiança
Locatícia
Objetivo
• Cobrir durante a vigência da apólice os prejuízos
ocorridos em conseqüência do inadimplemento do
Garantido;
• O objeto da apólice se complementa com a sentença
de despejo;
• Pode cobrir ainda:
– Danos Físicos causados ao imóvel pelo inquilino;
– Multas Contratuais;
• Esta modalidade de seguro está prevista
na lei do inquilinato;

• Nesta modalidade de seguro de crédito


não é necessário a caracterização da
insolvência, apenas que haja o
inadimplemento e a sentença judicial do
inquilino;
As partes Integrantes do Seguro.

Garantido

Segurado Garantido

Seguradora Garantido

Estipulante Garantido

Garantido
Condições da Apólice de Seguro de Fiança
Locatícia
• A seguradora deve analisa a minuta do
contrato de locação previamente;
• Deve operar em conformidade com as leis
vigentes;
• A seguradora deverá ser comunicada
previamente qualquer alteração no contrato
de locação;
• Não contratar outros seguros de fiança
para cobrir o mesmo risco (concorrência
de apólices);
• A seguradora tem o direito de fiscalizar
sempre que quiser a exatidão das
informações fornecidas pelo garantido;
• O garantido deverá prestar informações
verdadeiras;
• Pagar o prêmio.
• A vigência do seguro é de um ano
podendo ser renovado por endosso e
independe do prazo de locação;
• Se ocorrer sinistro na vigência da apólice a
cobertura se estende por até 30 meses;
• Há franquia de 10% para cada sinistro
coberto pela apólice;
• A taxa do seguro é proporcional a
franquia;
Cobertura
• Cobertura para imóveis no território nacional. Pode
ser estendida ao Mercosul;
• É previsto cobertura e taxa específica para:
– Estabelecimentos de Saúde;
– Escolas autorizadas e Fiscalizadas pelo Governo;
– Sublocações, locação por temporada;
– Locação realizadas com hospitais;
– Asilos e unidades sanitárias oficiais;
• Mediante pagamento de prêmio é
possível contratar cobertura adicional
para:
– Multas contratuais;
– Danos ao imóvel;
• A apólice de seguro bem como sua forma
prevista em lei podem ser alteradas
conforme lei ou decreto do poder público;
• Mediante premio pago, os riscos incluídos
nas apólices terão cobertura a até a
extinção de tais coberturas.
• Este dispositivo só vigora nos casos de apólices
por averbação com prêmio pago a vista para o
período do contrato;
• Nos caso de apólices com pagamento mensal
quando o prêmio não for pago o seguro é
cancelado automaticamente, mas permanecem
em vigor enquanto isso ocorrer, acompanhando
o contrato de locação;
• Quando isso ocorrer a responsabilidade pelo
pagamento do prêmio é do segurado.
• Um contrato de locação poderá ter vigência
máxima de 30 meses.
Prejuízos Indenizáveis
• Aluguéis previstos nos contratos de locações;
• Os reajustes só terão cobertura se forem pagos os
prêmios correspondentes;
• Mediante pagamento de prêmio é possível contratar
cobertura adicional para:
– Multas contratuais;
– Danos ao imóvel;
• Reembolso de custas judiciais e honorários
advocatícios;
Limite de Responsabilidade
• O LR corresponde a apenas uma relação segurado /
garantido;
• Básica:
– 30x o valor do aluguel mais encargos;
• Adicional de Multas e Locação por temporada:
– 3x o valor do aluguel;
• Adicional de Danos ao Imóvel:
– 6x o valor do aluguel
Riscos Excluídos
• Aluguéis ou encargos discutidos pelo locatário
por obstação no seu recebimento, por
inexecução das cláusulas e condições do
contrato de locação;
• Encargos que não sejam legais ou
contratualmente exigíveis do garantido;
• Locações para estabelecimentos de saúde, de
ensinos, asilos, creches, sindicatos de classe,
associações culturais, beneficente, religiosas,
desportivas, recreativas, habitações coletivas;
• Arrendamento mercantil, em qualquer de suas
modalidades;
• Aluguel de espaços destinados à publicidade;
• Incapacidade de pagamento em conseqüência
de fatos da natureza ou de atos do poder
público.
Regulação e Liquidação de Sinistros

• Caracteriza se sinistros quando:


– Pela decretação de despejo;
– Pelo abandono do imóvel;
– Pela entrega das chaves;
• A indenização pela cobertura básica só é
possível mediante a caracterização do sinistro;
• Após 90 dias de vencido a primeira parcela, o
segurado deverá ajuizar a ação de despejo e
com o comprovante passa a ter direito
adiantamentos correspondentes ao valor do
aluguel mensal menos a franquia;
• A cobertura adicional de danos ao imóvel só
será devida após a retomada do imóvel;
• A POS é estabelecida nas condições especiais
e/ou particulares;
• A adoção de franquia resultará em redução do
prêmio.
Capítulo 7
Ramos Diversos

Seguro Global
de
Bancos
Objetivo do Seguro

• Destinado à:
– Bancos;
– Instituições Financeira em Geral;
• Garante o segurado a indenização por prejuízos
causados por:
– Roubo, furto qualificado, destruição ou perecimento
dos valores.
• Danos materiais causados aos recintos e
conteúdos que não sejam valores.
• Não estão cobertos os riscos de incêndio e
explosão
Objeto do Seguro
• Valores em Geral;
– Dinheiro, Jóias, Pedras e Metais Preciosos, ações,
cheques, ordens de pagamento, selos, ou
quaisquer papéis ou documentos que
representem valores;

• Não estão cobertos as obras de arte ou


raridades
Riscos Cobertos
• Roubo;
• Furto Qualificado;
• Destruição ou perecimento dos valores segurados,
decorrentes de tais eventos ou da simples tentativa
destes, tais como: Incêndio, Explosão, Alagamento,
etc.
• Danos causados ao estabelecimento segurado e os
respectivos conteúdos causados por sinistros
cobertos.
Principais Riscos Excluídos

• Extorsão mediante seqüestro


• Vício intrínseco, má qualidade ou mau
acondicionamento;
• Todo evento que não tenha como origem o roubo,
furto qualificado ou a tentativa da prática destes
delitos;
• Tumultos, motins e riscos congêneres;
• Infidelidade e falsificação de cheques ou
documentos sem que tenha sido contratada
cobertura adicional para tanto.
Formas de Contratação
• A primeiro risco absoluto em uma das
modalidades:
– Blanket ou Global;
– Parcial (só para os locais solicitados pelo
segurado);
– Para os seguros contratados para bancos
comerciais pode se estender a cobertura à
empresas controladas pelo banco.
• Nesta modalidade de seguro, se durante a
vigência da apólice, o banco incorporar
outro banco ou agências, se houver
concordância da seguradora, prevalecerá
para esta operação a cobertura constante
da apólice;
• Este seguro cobre todos os valores em
poder do segurado (guardados em suas
dependências ou em trânsito).
Critério de Taxação, POS e Cobertura Adicional

• A taxação é caso-a-caso, conforme IS e


questionário de avaliação de risco;
• Como franquia, poderão existir três, a saber:
Básica e/ou infidelidade e falsificação de
cheques e documentos;
• Infidelidade e falsificação de cheques e
documentos.
• Atenção ao quadro IMPORTANTE.