Você está na página 1de 28

Geografia

Professor

Caderno de Atividades
Pedagógicas de
Aprendizagem
Autorregulada - 02
9º Ano | 2° Bimestre

Disciplina Curso Bimestre Ano


Geografia Ensino Fundamental 2° 9º

Habilidades Associadas

1. Localizar o continente europeu e observar seus limites geográficos.

2. Identificar a estrutura e a dinâmica da população no continente europeu.

3. Compreender as principais questões do continente europeu, tais como crise econômica de países
membros da UE, envelhecimento da população, migrações, conflitos, xenofobia, etc.
Apresentação

A Secretaria de Estado de Educação elaborou o presente material com o intuito de estimular o


envolvimento do estudante com situações concretas e contextualizadas de pesquisa, aprendizagem
colaborativa e construções coletivas entre os próprios estudantes e respectivos tutores – docentes
preparados para incentivar o desenvolvimento da autonomia do alunado.
A proposta de desenvolver atividades pedagógicas de aprendizagem autorregulada é mais uma
estratégia pedagógica para se contribuir para a formação de cidadãos do século XXI, capazes de explorar
suas competências cognitivas e não cognitivas. Assim, estimula-se a busca do conhecimento de forma
autônoma, por meio dos diversos recursos bibliográficos e tecnológicos, de modo a encontrar soluções
para desafios da contemporaneidade, na vida pessoal e profissional.
Estas atividades pedagógicas autorreguladas propiciam aos alunos o desenvolvimento das
habilidades e competências nucleares previstas no currículo mínimo, por meio de atividades
roteirizadas. Nesse contexto, o tutor será visto enquanto um mediador, um auxiliar. A aprendizagem é
efetivada na medida em que cada aluno autorregula sua aprendizagem.
Destarte, as atividades pedagógicas pautadas no princípio da autorregulação objetivam,
também, equipar os alunos, ajudá-los a desenvolver o seu conjunto de ferramentas mentais, ajudando-o
a tomar consciência dos processos e procedimentos de aprendizagem que ele pode colocar em prática.
Ao desenvolver as suas capacidades de auto-observação e autoanálise, ele passa ater maior
domínio daquilo que faz. Desse modo, partindo do que o aluno já domina, será possível contribuir para
o desenvolvimento de suas potencialidades originais e, assim, dominar plenamente todas as
ferramentas da autorregulação.
Por meio desse processo de aprendizagem pautada no princípio da autorregulação, contribui-se
para o desenvolvimento de habilidades e competências fundamentais para o aprender-a-aprender, o
aprender-a-conhecer, o aprender-a-fazer, o aprender-a-conviver e o aprender-a-ser.
A elaboração destas atividades foi conduzida pela Diretoria de Articulação Curricular, da
Superintendência Pedagógica desta SEEDUC, em conjunto com uma equipe de professores da rede
estadual. Este documento encontra-se disponível em nosso site www.conexaoprofessor.rj.gov.br, a fim
de que os professores de nossa rede também possam utilizá-lo como contribuição e complementação às
suas aulas.
Estamos à disposição através do e-mail curriculominimo@educacao.rj.gov.br para quaisquer
esclarecimentos necessários e críticas construtivas que contribuam com a elaboração deste material.

Secretaria de Estado de Educação

2
Caro tutor,
Neste caderno, você encontrará atividades diretamente relacionadas a algumas
habilidades e competências do 2° Bimestre do Currículo Mínimo de Geografia do 9º Ano
do Ensino Fundamental. Estas atividades correspondem aos estudos durante o período
de um mês.
A nossa proposta é que você atue como tutor na realização destas atividades
com a turma, estimulando a autonomia dos alunos nessa empreitada, mediando as
trocas de conhecimentos, reflexões, dúvidas e questionamentos que venham a surgir no
percurso. Esta é uma ótima oportunidade para você estimular o desenvolvimento da
disciplina e independência indispensáveis ao sucesso na vida pessoal e profissional de
nossos alunos no mundo do conhecimento do século XXI.
Neste Caderno de Atividades, o aluno vai aprender sobre a organização do
espaço europeu e suas particularidades! Na primeira parte deste caderno, o aluno vai
conhecer a localização geográfica do continente europeu e as principais questões que o
afetam. Na segunda parte, o aluno vai fazer alguns exercícios sobre o tema, além de
uma pesquisa para aprofundar seus conhecimentos.
Este documento apresenta 3 (três) Aulas. As aulas podem ser compostas por
uma explicação base, para que você seja capaz de compreender as principais ideias
relacionadas às habilidades e competências principais do bimestre em questão, e
atividades respectivas. Peça para que o aluno leia o texto e, em seguida, resolva as
Atividades propostas. As Atividades são referentes a dois tempos de aulas. Para
reforçar a aprendizagem, propõe-se, ainda, uma pesquisa e uma avaliação sobre o
assunto.

Um abraço e bom trabalho!


Equipe de Elaboração

3
Sumário

Introdução ..........................................................................................................3
Objetivos Gerais ................................................................................................... 5
Materiais de Apoio Pedagógico........................................................................... 5
Orientação Didático-Pedagógica ......................................................................... 6
Aula 1: Conhecendo as características naturais do continente europeu ............ 7
Aula 2: Conhecendo a estrutura e a dinâmica da população da Europa ........... 12
Aula 3: Compreendendo as principais questões do continente europeu ......... 15
Avaliação ............................................................................................................ 20
Pesquisa.............................................................................................................. 24
Referências ......................................................................................................... 27

Objetivos Gerais

4
No 2º bimestre do 9º ano do Ensino Fundamental, o conteúdo mais abordado é
o estudo do Continente Europeu. Para atingir tal objetivo, trabalhamos inicialmente a
sua localização geográfica, suas características espaciais, além das suas características
climáticas, de vegetação e de relevo. Em seguida, discutimos sobre a população
europeia, principalmente sobre a questão do envelhecimento da população, e da
União Europeia, assim como a crise econômica que atinge o bloco. Para finalizar o
tema, sugerimos que o aluno avance no sentido de pesquisar outros temas
importantes, como a questão da imigração e da xenofobia.

Materiais de Apoio Pedagógico

No portal eletrônico Conexão Professor, é possível encontrar alguns materiais


que podem auxiliá-los. Vamos listar estes materiais a seguir:

A teleaula 43 apresenta os
primórdios da União Europeia,
desde os primeiros acordos
Teleaulas comerciais até a formação do
maior bloco econômico do
mundo. A habilidade
mencionada é parcialmente
contemplada.
Orientações Pedagógicas do CM 2º Bimestre

Orientação Didático-Pedagógica

5
Para que os alunos realizem as Atividades referentes a cada dia de aula,
sugerimos os seguintes procedimentos para cada uma das atividades propostas no
Caderno do Aluno:
1° - Explique aos alunos que o material foi elaborado que o aluno possa compreendê-lo
sem o auxílio de um professor.
2° - Leia para a turma a Carta aos Alunos, contida na página 3.
3° - Reproduza as atividades para que os alunos possam realizá-las de forma individual
ou em dupla.
4° - Se houver possibilidade de exibir vídeos ou páginas eletrônicas sugeridas na seção
Materiais de Apoio Pedagógico, faça-o.
5° - Peça que os alunos leiam o material e tentem compreender os conceitos
abordados no texto base.
6° - Após a leitura do material, os alunos devem resolver as questões propostas nas
ATIVIDADES.
7° - As respostas apresentadas pelos alunos devem ser comentadas e debatidas com
toda a turma. O gabarito pode ser exposto em algum quadro ou mural da sala para
que os alunos possam verificar se acertaram as questões propostas na Atividade.
Todas as atividades devem seguir esses passos para sua implementação.

Aula 1: Conhecendo as características naturais do continente


europeu

6
Caro aluno, nesta aula vamos conhecer o continente europeu! A Europa é um
continente relativamente pequeno, pois ocupa apenas 7% da superfície de todos os
continentes, sendo maior apenas do que a Oceania.
O continente europeu localiza-se totalmente no hemisfério norte, acima do
trópico de Câncer. Como é cortado pelo Meridiano de Greenwich, possui terras nos
hemisférios leste e oeste. A Europa é banhada por mares e oceanos, o que facilita a
circulação de pessoas e produtos. É considerada como uma grande península da Ásia,
pois não há separação geográfica entre a Europa e a Ásia. Prova disso é a Rússia, país
localizado na 'fronteira' entre os dois continentes, que contém terras tanto na Europa
(pequena parte) quanto da Ásia (grande parte).
Então, vamos observar melhor o mapa abaixo? Observe a quantidade de países
existentes nesse continente. Você já ouviu falar em algum deles?

http://www.scribd.com/doc/7146368
Quem nunca ouviu falar da Alemanha? E da França? De Portugal? Da Espanha?
Pois bem, certamente nós já ouvimos falar sobre um desses países europeus, afinal,
nosso país foi colonizado por europeus.
Então, vamos conhecer os aspectos naturais desse belo continente?

7
As características naturais da Europa são bem diferentes das que encontramos
no nosso país. Podemos começar pelo clima.
O clima da Europa, devido a sua posição geográfica, é predominantemente
temperado, variando entre oceânico, nas áreas banhadas pelo Oceano Atlântico,
continental, na parte central da Europa, e frio, na parte mais ao norte do continente.
Há também o clima polar, no extremo norte da Europa, de montanha, nas cadeias de
montanhas, e mediterrâneo, no extremo sul do continente (área banhada pelo mar
Mediterrâneo). Assim, o único local do Brasil que possui clima semelhante ao da
Europa é a região Sul, nos estados que ficam abaixo do Trópico de Capricórnio, onde
no inverno pode até nevar. Não é por acaso que falam que o Sul do Brasil possui um
clima tipicamente europeu.
Com relação à vegetação nativa da Europa, pouco restou, pois ela já foi
bastante desmatada devido à ocupação humana e crescimento industrial que ocorreu
em séculos passados. A vegetação que ainda resiste, está diretamente relacionada ao
tipo de clima de cada área. Por exemplo, onde o clima é polar, muito frio,
encontramos a tundra, um tipo de vegetação rasteira que pode viver coberta de gelo
quase o ano inteiro. Onde o clima é de montanha, a vegetação é a 'de montanha', com
árvores que diminuem o porte de acordo com o aumento da altitude. A vegetação
mediterrânea é encontrada nas áreas de clima mediterrâneo, com vegetações mais
densas, típicas de áreas úmidas. Já em áreas com clima temperado frio encontramos a
floresta boreal, e a floresta temperada e as estepes, espécies vegetais típicas do clima
temperado continental.
Já com relação ao relevo europeu, predominam as áreas de planície (parte
central e norte), cercadas de áreas um pouco mais elevadas, as áreas de planalto. Os
extremos do continente, sul, sudeste, sudoeste e nordeste, encontramos belas cadeias
de montanhas, com destaque para os Alpes.
Para concluirmos o estudo dos aspectos naturais da Europa, vamos ilustrar os
mares e oceanos da Europa. O mapa a seguir mostra os nomes e localização dos mares
e oceanos da Europa. Aproveita para observar a quantidade de mares e a possibilidade
de saídas do continente por via marítima.

8
http://www.scribd.com/doc/7146368

Então, o que achou da Europa? É um continente bem interessante, não é


mesmo?
Após essa viagem pelo continente europeu, chegou a hora de exercitar e
desenvolver seus conhecimentos.

Atividade Comentada 1

9
1. Observe o mapa a seguir e responda:

http://www.scribd.com/doc/7146368

Comentário: Observando o mapa do continente europeu contido nessa questão, o


aluno poderá chegar à seguinte conclusão:

a) O continente europeu é banhado americano é banhado a norte pelo Oceano Glacial


Ártico, a oeste pelo Oceano Atlântico, a sul pelo Mar Mediterrâneo e a sudeste pelos
Mares Negro e Cáspio.

b) A Europa é “cortada” pelo Meridiano de Greenwich.

2. Complete o quadro abaixo com os climas e vegetações predominantes em cada país.

Comentário: Lendo o texto da Aula 1, o aluno pode relacionar os climas às

10
vegetações dos países indicados, apenas localizando-os no mapa e inferindo o tipo de
clima e vegetação correspondentes.
Respostas:

Países Clima Vegetação

Finlândia Polar Tundra

França Temperado Oceânico Floresta Temperada

Grécia Mediterrâneo Mediterrânea

3. Dentre as alternativas abaixo, assinale a única alternativa correta sobre o


continente europeu:
a) é cortado ao sul pelo Trópico de Câncer e ao norte pelo Círculo Polar
Ártico.
b) possui climas temperado e polar na parte norte do continente, tropical na parte sul,
de montanha nas cadeias de montanhas, e mediterrâneo nas áreas banhadas pelo Mar
Mediterrâneo.
c) grande parte da cobertura vegetal na Europa já foi muito retirada devido a
séculos de ocupação humana e econômica.
d) os Alpes, um dos pontos de maior altitude da Europa, por estar
localizado no extremo norte do continente, possui clima polar.
e) todo o continente europeu é cercado por mares e oceanos, configurando assim um
continente ilha.
Comentário: Como a Europa é um continente industrializado há muito tempo,
grande parte da sua vegetação foi desmatada para dar lugar às cidades, indústrias,
bairros residenciais e comerciais, etc. Resposta: (C).

Aula 2: Conhecendo a estrutura e a dinâmica da população da


Europa

11
Agora que você já conhece os aspectos naturais do continente europeu, está na
hora de entender sobre a estrutura e a dinâmica da população europeia.
A Europa é um continente bastante populoso, isto é, o número total de
habitantes do continente é muito elevado (cerca de 730 milhões de pessoas). O
continente também é muito povoado, ou seja, há muitas pessoas distribuídas pelo seu
território.
As áreas mais povoadas são o litoral e o centro-ocidental do continente, e junto
aos rios. As áreas menos habitadas são as de clima polar, mais ao norte.
O crescimento vegetativo da população europeia, isto é, a diferença percentual
entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade, é baixa. Em alguns países, como
Suécia, Rússia, Itália, o crescimento vegetativo chega a ser negativo, porque morrem
mais pessoas do que nascem. Como consequência direta disso, temos a escassez de
mão de obra (pouca população jovem), e elevados gastos com aposentadoria (grande
número de idosos).
Em geral, a população da Europa apresenta elevada taxa de expectativa de vida
(longevidade) e baixas taxas de mortalidade infantil e analfabetismo. Sua renda per
capita (total do que é produzido em um ano dividido pelo número de habitantes do
local) é elevada, o que contribui para uma boa qualidade de vida da sua população.
Todos esses aspectos resultam nos maiores IDHs – Índice de Desenvolvimento
Humano – do mundo.
Agora que você sabe um pouco mais sobre a Europa, que tal exercitar seus
conhecimentos?

Atividade Comentada 2

1. (UFRN-Adaptada) Em alguns países europeus, o índice de crescimento populacional

12
encontra-se próximo de zero ou até negativo. Esse fato deve-se à(ao):
a) Melhor distribuição de renda e à rápida urbanização.
b) Melhor distribuição de renda e à revolução feminista.
c) Popularização da pílula anticoncepcional e às campanhas de vacinação.
d) Desenvolvimento socioeconômico e às desigualdades sociais.
e) Ao êxodo rural verificado nos países ricos europeus em direção aos campos gelados
do interior do continente.
Comentário: Na leitura do texto da Aula 2, espera-se que o aluno chegue a conclusão
de que, devido ao fato das opções de emprego, e consequente melhoria da
distribuição de renda, estenderem-se a população feminina, muitas mulheres
deixaram para constituir família mais tarde, e optaram por ter menos filhos, visto
que uma grande quantidade de filhos dificultaria e até impediria a manutenção do
emprego conquistado. Resposta: (B).

2. (UFRRJ-Adaptada) O envelhecimento da população europeia está mudando


significativamente as características da população, onde o percentual de idosos deve
ultrapassar os 30% da população total. Devido aos avanços da medicina, a população
está cada vez mais velha. Isso ocorre em função do:
a) Declínio da taxa de mortalidade e diminuição da longevidade.
b) Aumento da longevidade e do crescimento vegetativo.
c) Crescimento vegetativo e aumento da taxa de natalidade.
d) Aumento da natalidade e diminuição da longevidade.
e) Declínio da taxa de natalidade e aumento da longevidade.
Comentário: Nessa questão, espera-se que o aluno relacione a mudança do padrão
da população europeia à questão da diminuição do número de filhos (diminuição da
taxa de natalidade), e ao aumento da qualidade de vida (aumento da expectativa de
vida, ou seja, longevidade da sua população). Resposta: (E).
3. (UEM-Adaptada) Analise com atenção a notícia abaixo:

França pagará 750 euros mensais por terceiro filho

O governo francês irá pagar uma licença de 750 euros (cerca de R$ 2.050,00) por
mês durante um ano a famílias que decidirem ter um terceiro filho, anunciou ontem
o primeiro ministro do país, Dominique Villepin.

Folha de S. Paulo, 23/09/2005. Folha mundo, p. A-16.

13
A medida anunciada pelo governo francês está diretamente relacionada:

a) à política de adoção de crianças abandonadas adotada pela França nas últimas


décadas.
b) às elevadas taxas de natalidade verificadas no país e em toda a Europa.
c) à sobrecarga no sistema de previdência social francês, em que um número cada vez
menor de jovens precisa sustentar um número cada vez maior de aposentados.
d) à aproximação do governo francês com as ideias da Igreja Católica, que proíbe o uso
de métodos contraceptivos não naturais.
e) à ideia imperialista de que o poderio econômico de uma nação está diretamente
ligado ao tamanho de sua população.
Comentário: Nessa questão, espera-se que o aluno relacione o estímulo ao aumento
da taxa de natalidade à tentativa do governo de aumentar futuramente a
quantidade de pessoas que farão parte da parcela de população que trabalha, e
contribui para o pagamento de aposentadorias aos idosos, que representam uma
parcela significativa da população. Resposta: (C).

Aula 3: Compreendendo as principais questões do continente


europeu

14
Uma característica marcante do continente europeu é existência de um bloco
econômico mais completo atualmente, a União Europeia. A UE, como é conhecida
aqui no Brasil, é um bloco econômico integrado por 28 países europeus, que
participam de um projeto de integração política e econômica.
Fazem parte desse bloco os seguintes países: Alemanha, Áustria,
Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia,
Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta,
Países Baixos (Holanda), Polônia, Portugal, Reino Unido, República
Tcheca, Romênia e Suécia. Há países em fase de negociação, como a Macedônia, a
Cróacia e a Turquia.
A União Europeia é o único bloco econômico do mundo a adotar uma moeda
única no interior do seu bloco, o euro. O objetivo era a facilitação do comércio entre os
países membros. Mas nem todos os países membros adotaram o euro, devido ao
temor de vinculação da sua economia a possíveis crises econômicas.
Entre os objetivos da EU estão a promoção de unidade política e econômica do
bloco; o aumento da circulação de produtos, pessoas e capitais entre os países; a
redução das desigualdades econômicas entre os países; e a melhoria da qualidade de
vida da população europeia.
Mas nem tudo são flores... em 2011 a Europa viveu uma importante crise
econômica, abalando as bases da União Europeia e sua capacidade de sair da crise.
Devido à globalização, essa crise se espalhou pelo mundo, causando falências,
desempregos, e criando um clima de pessimismo geral na economia mundial.
Mas quais foram as causas dessa crise?
Podemos citar dois fatores: o endividamento público elevado da Grécia,
Portugal, Espanha e Itália; e a falta de coordenação política da União Europeia para
resolver a questão da dívida das nações do bloco.
As consequências da crise da União Europeia foram muitas. Podemos destacar
as seguintes: fuga de capitais de investidores; escassez de crédito; aumento do
desemprego; descontentamento da população com as medidas de corte de gastos
adotadas pelos países como forma de conter a crise; baixo crescimento do PIB dos
países da União Europeia; contaminação da crise para países, fora do bloco, que
mantém relações comerciais com a União Europeia.

15
http://www.freewords.com.br/informacao/crise-economica-na-uniao-europeia/

Outra questão que afeta bastante o continente europeu é a xenofobia. Você


sabe o que é isso? Não? Então vamos aprender.
Xenofobia é a discriminação, preconceito, violência e perseguição exercida
pelos europeus contra imigrantes que chegam ao continente para trabalhar. Durante
muito tempo, especificamente no período do Pós-Segunda Guerra Mundial, a Europa
recebeu e até incentivou a entrada de imigrantes provindos de países asiáticos e
africanos. Mas agora, devido às recentes crises econômicas em que mergulham vários
países europeus, e ao ressurgimento de nacionalismo exagerado, há uma forte
tendência de endurecimento das leis anti-imigração e de punição a imigrantes ilegais.
A xenofobia o racismo têm se tornado cada vez mais comuns na Europa, resultando
em violência e morte de imigrantes.
Pronto! Agora você já está apto a exercitar seus novos conhecimentos!

Atividade Comentada 3

1. (PUCRJ-Adaptada)

16
www.dre.pt/ue

A organização observada no cartograma representa:

a) as nações europeias que adotaram o Euro como moeda.


b) a atual composição regional da União Europeia (UE).
c) as forças militares dos EUA na Europa da Guerra Fria.
d) o espaço militar europeu do século XXI (OTAN).
e) as 25 nações mais ricas do continente europeu.

Comentário: Após a leitura da Aula 3, espera-se que o aluno seja capaz de identificar
o mapa acima como sendo do continente europeu, e que esteja representado nele a
atual composição dos países que integram a União Europeia. Resposta: (B).

2. (PUC-Adaptada) Analise a seguinte manchete: “Zona do euro já vive sua primeira


recessão” (In: Folha de São Paulo, 15 nov. 2008.p. B1). Sobre essa manchete, podemos
afirmar:
a) a zona do euro (ou área do euro) é constituída por todos os países da União
Europeia e pelas ex-colônias dos países membros dessa União.

17
b) a manchete se refere ao crescimento econômico que atinge toda a União Europeia,
mais alguns países que integram a zona do euro.
c) a manchete se refere aos efeitos da crise econômica e financeira atual na parte da
União Europeia que usa o euro como moeda única.
d) se trata de chamar atenção para um efeito da crise econômica que atinge todos os
países que comercializam com a União Europeia em euros.
e) destaca a chegada da crise econômica em toda a zona do planeta que rompeu
comercialmente com os EUA (e com o dólar) e que negocia em euro.

Comentário: Como a maioria dos países que integram a União Europeia adotaram o
euro como moeda, a possibilidade de uma crise de um país se expandir pelo bloco é
real. Resposta: (C).

3. Observe a charge e escreva o que você entendeu.

Comentário: Observando a charge, o aluno deve fazer uma leitura de imagem, em


que o homem que está apanhando é o imigrante, o estrangeiro, e de acordo com os
xenófobos, devem sofrer violência e discriminação. E o homem que bate, é o
nacionalista exagerado, que prega ideais de superioridade racial e cultural em
relação aos estrangeiros provindos de países subdesenvolvidos. O aluno deve

18
compreender, sobretudo, que esse é um comportamento perverso e inaceitável, e
que a xenofobia é algo ruim.

Avaliação

19
Caro professor aplicador, sugerimos algumas diferentes formas de avaliar as
turmas que estão utilizando este material:
1° Possibilidade: as disciplinas nas quais os alunos participam da Avaliação do
Saerjinho, pode-se utilizar a seguinte pontuação:
 Saerjinho: 2 pontos
 Avaliação: 5 pontos
 Pesquisa: 3 pontos

2° Possibilidade: As disciplinas que não participam da Avaliação do Saerjinho,


podem utilizar a participação dos alunos durante a leitura e execução das atividades
do caderno como uma das três notas. Neste caso teríamos:
 Participação: 2 pontos
 Avaliação: 5 pontos
 Pesquisa: 3 pontos

Seguem comentários às questões da avaliação proposta do caderno de


atividades do aluno.

Caro aluno, após a leitura dos textos e realização das atividades, já podemos
avaliar o quanto você aprendeu.
As questões a seguir foram baseadas nas Aulas 1, 2 e 3.
Vamos começar? Lembre-se: você é capaz!

1. (G1- Adaptada) O litoral Europeu, apresenta-se muito recortado e com inúmeras


penínsulas. Assinale a que não pertence à Europa.

a) Jutlândia.

b) Ibérica.

c) Itálica.

20
d) Escandinava.

e) Indochina

Comentário: Na Aula 1, onde o aluno conheceu a localização geográfica do


continente europeu, havia uma mapa de penínsulas e arquipélagos, em que sua
leitura permitia o entendimento e fácil resolução dessa questão. E dentre as
penínsulas existentes na Europa, a único que não faz parte dela é a Península da
Indochina. Resposta: (E).

2. Sobre a xenofobia é correto afirmar que:

a) É um fenômeno recente, exclusivo do continente europeu e ocasionado pela


abertura das fronteiras para atrair imigrantes sem trabalho.

b) Foi provocado pela histórica formação étnica do continente, baseada em grandes


movimentos migratórios ocorridos em diversos momentos.

c) Originou-se pela diminuição da mão de obra e pelo envelhecimento da população,


que impulsionou a entrada de imigrantes nos países.

d) Teve como causa a imigração em massa de asiáticos e norte-africanos para as


grandes cidades da Europa, provocada pelos conflitos civis em seus países de origem.

e) É um fenômeno antigo, de origem americana, devido à crise norte-americana de


1929, e que tem na Europa o seu mais recente local de atuação.

Comentário: A falta de mão de obra e o envelhecimento da população são problemas


que acometem parte dos países europeus. O reflexo destes acontecimentos são
fenômenos como a xenofobia e o racismo. Resposta: (C).

3. Leia o texto abaixo e assinale a alternativa correta:

Na União Europeia, inclusive nos países do capitalismo avançado, 11,5% da população


economicamente ativa está desempregada, o que corresponde a 23 milhões de
pessoas.

21
Sobre o texto é correto afirmar que:

a) a União Europeia não resolveu a crise do desemprego, mas está vendo o seu
Produto Interno Bruto crescer cerca de 20% ao ano, o que resolverá de vez o problema
do desemprego.

b) a taxa de desemprego colocada pelo texto é baixa se comparada a taxa de


desemprego verificada no Japão, que é de 30%.

c) a taxa de desemprego na União Europeia é considerada estrutural, pois na situação


de crise, observa-se sua expansão e na fase de ascensão econômica, a sua diminuição.

d) as taxas de desemprego são diferentes de país para país, e no momento em que a


União Europeia conseguir uma moeda única, o índice de desemprego diminuirá
sensivelmente neste bloco.

e) o peso da taxa de desemprego é resultante da queda do muro de Berlim que


aumentou consideravelmente a população desempregada, pois os países do antigo
Mercado Europeu possuíam índices de desemprego próximos do zero.

Comentário: Assim, como em qualquer país ou bloco econômico, em momentos de


crise a população compra menos produtos, a indústria também, há diminuição do
lucro das empresas, que começam então a demitir. E o contrário ocorre também, em
momentos de crescimento econômico, há mais empregos. Resposta: (C).

Leia o texto a seguir, e responda as questões 4 e 5.

EUROPA: crime de imigração, exceto para os qualificados

As portas da Europa seguirão abertas para os ‘qualificados’, mas os ilegais serão


perseguidos como criminosos. Em 2012 serão implantados os vistos com informação
biométrica e o registro eletrônico de entradas e saídas, instrumentos que
comprovarão a estada ilegal e servirão para instruir os processos de detenção de
pessoas por ‘crime de imigração’. Co
Fonte: http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=3983 m
bas
e no texto, responda:

4. Relacione a questão da imigração com o envelhecimento da população europeia.

22
Comentário: Espera-se que o aluno relacione o recebimento de imigrantes à
necessidade de mão de obra, visto que há muitos postos de trabalho vagos devido à
falta de jovens, provocada pela baixa taxa de natalidade verificada nos países
europeus.

5. A Europa entre os séculos XV e XIX foi um continente de emigração, porém hoje


observamos o contrário, a imigração para alguns países é muito forte. Aponte um
problema que o imigrante que chega nesse continente enfrenta com a população local
procurando explicá-lo.

Comentário: Nessa questão, a resposta óbvia é a xenofobia. Espera-se que o aluno


cite as perseguições e discriminações sofridas pelos imigrantes, cuja cultura
geralmente é muito distante da cultura do país europeu, e considerada por grande
parte da população europeia como inferior.

Pesquisa

23
Caro aluno, agora que já estudamos os principais assuntos relativos ao 2°
bimestre, é hora de discutir um pouco sobre a importância deles na nossa vida. Então,
vamos lá?
Nosso trabalho está dividido em etapas, para que a compreensão e o
desenvolvimento ocorram de forma tranquila, e deverá ser feito em grupo de três ou
quatro estudantes.

O vídeo e a reportagem que vocês irão assistir e ler retrata um fenômeno que
ocorre não só no continente europeu, mas também nos Estados Unidos, a xenofobia.
Esses países têm desenvolvido mecanismos legais e também barreiras físicas para
dificultar de forma mais efetiva a entrada de imigrantes.

1ª etapa
Veja o vídeo disponível em http://www.youtube.com/watch?v=GTOqneH6nDo

24
2ª etapa Leia a reportagem a seguir.

Acusada de xenófoba, propaganda da União Europeia é retirada do ar


Um anúncio de TV da União Europeia foi retirado do ar e se transformou em “viral” na
internet depois de inúmeros protestos de internautas e veículos de mídia, que o acusam
de xenofobia, racismo e de estereotipar países como o Brasil, Índia e China, parte dos
BRICs, grupo formado ainda por Rússia e África do Sul.
Na propaganda, uma mulher branca vestida como a protagonista do filme “Kill Bill”,
com um uniforme amarelo e azul (as cores da União Europeia), caminha num galpão
quando é ameaçada por lutadores de kung fu, capoeira e de kalaripayattu, arte macial
indiana.
A protagonista então se multiplica em várias, formando um círculo ao redor dos
lutadores, que desistem da luta, se transformando no símbolo da UE. “The more we
are, the stronger we are” (algo como “quanto mais nós somos, mais fortes seremos”),
diz o slogan da campanha.
“Este anúncio não é apenas racista. É totalmente incoerente. O que uma mulher em
amarelo e azul (as cores da UE) sendo ameaçada por estrangeiros, derrotando-os ao se
multiplicar em um círculo ao redor deles supostamente quer dizer? Fiquem unidos pois
assim manteremos os malditos imigrantes integrados? Não saiam por aí em estações
de trem abandonadas? Graças a Deus podemos gastar com um traje de Kill Bill?”,
questiona a revista norte-americana “Atlantic”.
Após um pedido de desculpas aos que possam ter se ofendido, a comissão da União
Europeia deu a seguinte explicação sobre a peça publicitária, segundo a revista. “O
vídeo mostra personagens típicos de gêneros de artes marciais: kung fu, capoeira e
kalaripayattu; ele começa com uma demonstração da habilidade deles e termina com
todos os personagens mostrando seu respeito mútuo, em uma posição de paz e
harmonia .”Apenas em abril, 4.802 brasileiros foram detidos em território americano
da fronteira com o México - uma incrível média de 160 casos diários, segundo dados
fornecidos pela Patrulha da Fronteira a pedido da Folha. O número é mais de dez vezes
o registrado no mesmo período do ano passado: 443 casos (15 por dia).
Com mais de 120 mil visualizações até a tarde desta quinta (8), o vídeo também
provocou comentários indignados entre internautas, de protesto ou apoio. “Parece ser
mais um ataque político –direcionado aos BRICs, novas potências emergentes – do que
racista. Em todo caso, é muito estúpido porque nós precisamos ter boas relações com
China, Índia e Rússia”, diz um dos comentários.
Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/03/acusada-de-xenofoba-propaganda-da-
uniao-europeia-e-retirada-do-ar.html.

25
3ª etapa

A partir do material exposto, discuta em grupo as questões envolvidas nas


migrações e na xenofobia na Europa, traçando relações com o crescimento negativo
da população e seu envelhecimento.

4ª etapa

Elabore um texto sobre essa discussão para ser debatido junto com os outros
grupos. Bom trabalho!

Comentário: Caro professor tutor, nessa pesquisa espera-se que os alunos elaborem
um texto, que contenha basicamente algumas informações relevantes, como: as
dificuldades dos emigrantes na Europa, o envelhecimento da população europeia, a
falta de perspectivas de mudança na estrutura da população, como a Europa vai
resolver o problema da falta de mão de obra, etc. O texto deve conter também
informações a respeito da xenofobia, especificamente de algum país europeu contra
imigrantes de países subdesenvolvidos.

26
Referências

[1] BOLIGIAN, L. et al. Geografia, espaço e vivência. Editora Saraiva. 2010.


[2] DANELLI, S. C. S. Projeto Araribá – Geografia. Editora Moderna. 2011.
[3] JAF, I. & MARTIN, A. União Europeia - Viagem Pela Geografia. Editora: Ática
[4] MADEIRA, S. H. C. Geografia caderno de revisão. Editora Moderna. 2010.
[5] http://europa.eu/kids-corner/index_pt.htm
[6] http://www.freewords.com.br/
[7] http://geografianovest.blogspot.com.br/
[8] http://www.modernadigital.com.br/

27
Equipe de Elaboração

COORDENADORES DO PROJETO

Diretoria de Articulação Curricular

Adriana Tavares Maurício Lessa

Coordenação de Áreas do Conhecimento

Bianca Neuberger Leda


Raquel Costa da Silva Nascimento
Fabiano Farias de Souza
Peterson Soares da Silva
Ivete Silva de Oliveira
Marília Silva

PROFESSORES ELABORADORES

Alberto Toledo Resende


Elton Simões Gonçalves
Patrícia Batista Melo Lopes
Tiago da Silva Lyra
Tongaté Arnaud Mascarenhas Junior

28

Você também pode gostar