Você está na página 1de 610

0

Organização Prof.ª Natale Souza


1

SUMÁRIO
Parte 01 – 100 questões........................................................................................................................................................................................................... 3
Parte 02 - BIOÉTICA .............................................................................................................................................................................................................. 64
Parte 03 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM .................................................................................................................................................................................. 74
Parte 04 - TEORIAS DE ENFERMAGEM .................................................................................................................................................................................... 78
Parte 05 - CÁLCULO E ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS ................................................................................................................................................. 89
Parte 06 - ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS ................................................................................................................................................................. 132
Parte 07 - UTI ...................................................................................................................................................................................................................... 185
Parte 08 - ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS ............................................................................................................................................................................... 219
Parte 09 - IMUNIZAÇÃO ....................................................................................................................................................................................................... 231
Parte 10 - ENFERMAGEM E SAÚDE DO TRABALHADOR......................................................................................................................................................... 282
Parte 11 - QUESTÕES VARIADAS – REDE SARAH ................................................................................................................................................................... 349
Parte 12 - LEGISLAÇÃO DO SUS E POLÍTICAS DE SAÚDE ....................................................................................................................................................... 392
Parte 13 - CF/88 ................................................................................................................................................................................................................... 407
Parte 14 - LEI 8.080/90 ......................................................................................................................................................................................................... 425
Parte 15 - LEI 8.142/90 ......................................................................................................................................................................................................... 465
Parte 16 - RESOLUÇÃO 453/12 ............................................................................................................................................................................................. 489
Parte 17 - DECRETO 7.508/11............................................................................................................................................................................................... 503
Parte 18 - 141/12 ................................................................................................................................................................................................................. 530
2

Parte 19 - Epidemiologia e vigilância epidemiológica............................................................................................................................................................ 541


Parte 20 - Determantes Socias da Saúde .............................................................................................................................................................................. 564
Parte 21 - SIS........................................................................................................................................................................................................................ 573
Parte 22 - POLÍTICA NACIONAL DE GESTÃO ESTRATEGICA E PARTICIPATIVA NO SUS ............................................................................................................ 583
Parte 23 - PROCESSO SAÚDE-DOENÇA ................................................................................................................................................................................. 589
Parte 24 - PPI ....................................................................................................................................................................................................................... 598
Parte 25 - NOBS ................................................................................................................................................................................................................... 603
Parte 26 - NOAS ................................................................................................................................................................................................................... 607
3

Parte 01 – 100 questões

1. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) De acordo com a Lei Federal no 7.498/1986, no que se refere ao exercício da enfermagem,
os técnicos de enfermagem têm como uma de suas atribuições a
A) prestação de cuidados diretos a pacientes graves com risco de vida
B) participação na programação da assistência de enfermagem
C) execução, independente, de ações assistenciais de enfermagem
D) realização de consultas de enfermagem
E) realização da coordenação dos serviços de enfermagem
2. (2014/CESGRANRIO/Petrobrás) As atividades do pessoal de enfermagem devem ser desenvolvidas de acordo com a Lei no
7.498, de 25/06/1986, que dispõe sobre o exercício da profissão.
Em relação a tais atividades, considere as afirmativas a seguir.
I - O técnico de enfermagem exerce as atividades auxiliares de nível médio técnico.
II - O técnico de enfermagem presta cuidados diretos de enfermagem em pacientes graves.
III - O auxiliar de enfermagem executa tarefas referentes à conservação e à aplicação de vacinas.
4

IV - O auxiliar de enfermagem auxilia o enfermeiro e o técnico de enfermagem na execução dos programas de educação para
a saúde.
Estão corretas as afirmativas
A) I e II, apenas
B) I e III, apenas
C) I, II e III, apenas
D) II, III e IV, apenas
E) I, II, III e IV
3. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco) De acordo com a Lei do Exercício Profissional, assinale a opção que corresponde a uma
atividade que cabe, especialmente, ao Técnico de Enfermagem.
A) A prescrição da assistência de enfermagem.
B) A organização e direção dos serviços de enfermagem.
C) A participação na programação da assistência de enfermagem.
D) A prestação de cuidados de higiene e conforto ao paciente.
E) A identificação das distocias obstétricas e tomada de providência.
5

4. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) A multa é uma das penalidades que podem ser aplicadas ao profissional de enfermagem
e consiste no pagamento de
A) 05 (cinco) a 09 (nove) vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual pertence o infrator.
B) 01 (uma) a 10 (dez) vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual pertence o infrator.
C) 02 (duas) a 06 (seis) vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual pertence o infrator.
D) 03 (três) a 12 (doze) vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual pertence o infrator.
E) 04 (quatro) a 08 (oito) vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual pertence o infrator.
5. (2014/ FCC/TRT - 13ª Região (PB) De acordo com a Lei do Exercício Profissional, como integrante da equipe de saúde, compete
ao enfermeiro:
A) prescrever medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela instituição de saúde.
B) incluir ou retirar a participação de pacientes ou familiares destes, em programas de saúde, uma vez confirmado a ausência
em 2 convocações consecutivas feitas pela instituição de saúde
C) alterar a prescrição médica, quando em função de chefia ou de auditoria, desde que em situação de indiscutível benefício
para o paciente, não necessariamente devendo comunicar o fato ao médico responsável.
D) dispensar medicamentos estabelecidos no Formulário Terapêutico Nacional de acordo com a gravidade do paciente.
E) responder pela elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde da equipe multiprofissional.
6

6. (2014/CETRO/CHS) Ao recusar-se a executar uma prescrição medicamentosa, por não conseguir ler o que está sendo pedido,
é correto afirmar que o profissional de enfermagem está
A) cometendo uma infração leve, conforme §1º, artigo 121 do Código de Ética Profissional.
B) respaldado pelo parágrafo único dos direitos das relações com os trabalhadores de enfermagem, saúde e outros do Código
de Ética dos Profissionais de Enfermagem.
C) cometendo uma infração ao Código de Deontologia de Enfermagem e está sujeito à penalidade leve, grave ou gravíssima.
D) respaldado pelo artigo 37 do Código Profissional, que afirma que o profissional nunca deve executar a prescrição quando
não houver a assinatura do profissional.
E) colaborando diretamente com outros profissionais da saúde, no descumprimento da legislação.
7. (2014/CETRO/CHS) Assinale a alternativa que apresenta a ordem correta das penalidades a serem impostas pelos Conselhos
Federal e/ou Regional de Enfermagem.
A) Advertência verbal/ Censura/ Suspensão do Exercício Profissional/ Multa/ Cassação do direito ao Exercício Profissional
B) Advertência verbal/ Censura/ Multa/ Suspensão do Exercício Profissional/ Cassação do direito ao Exercício Profissional
C) Advertência verbal/ Multa/ Censura/ Suspensão do Exercício Profissional/ Cassação do direito ao Exercício Profissional
D) Advertência verbal/ Suspensão do Exercício Profissional/ Multa/ Censura/ Cassação do direito ao Exercício Profissional
E) Advertência verbal/ Censura/ Multa/ Cassação do direito ao Exercício Profissional/ Suspensão do Exercício Profissional
7

8. (2014/CETRO/CHS) De acordo com a Lei nº 7.498/1986, artigo 11, é correto afirmar que o Enfermeiro exerce todas as
atividades de enfermagem, cabendo-lhe, privativamente,
A) participação em projetos de construção ou reforma de unidades de internação.
B) prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral.
C) assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera.
D) consultoria, auditoria e emissão de parecer sobre matéria de enfermagem.
E) execução do parto sem distocia.
9. (2014/IBFC/TRE-AM) Considerando a Lei no 7.498, de 25 de junho de 1986, que regulamenta o exercício profissional da
enfermagem, leia as frases abaixo e a seguir assinale a alternativa correta.
I. O técnico de enfermagem é um profissional de nível médio e exerce atividade que envolve orientação e acompanhamento
do trabalho de enfermagem em grau auxiliar.
II. O técnico de enfermagem participa no planejamento da assistência de enfermagem, inclusive nas ações privativas do
enfermeiro quando na sua ausência.
III. A prescrição de enfermagem é uma atividade privativa do enfermeiro.
Estão corretas as frases:
A) I apenas.
8

B) I, II e III.
C) I e III apenas.
D) II apenas.
10. (2014/IBFC/TRE-AM) Considerando a lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que regulamenta o exercício profissional da
enfermagem, o técnico de enfermagem é um profissional:
A) Com nível fundamental completo, que exerce atividades de nível médio, de natureza de orientação e supervisão.
B) De nível universitário, que exerce todas as atividades de enfermagem.
C) Com ensino médio completo, que participa na execução de ações assistenciais de enfermagem, exceto as privativas do
enfermeiro.
D) Que participa das atividades de enfermagem em nível de execução simples.
11. (2013/FUNDEP/IPSEMG) A Lei nº 7.498 que regulamenta o exercício da enfermagem, entre outras providências, define as
atribuições dos profissionais de enfermagem.
Em relação às atribuições específicas do técnico de enfermagem, analise as alternativas e assinale a INCORRETA.
A) Participar da equipe de saúde.
B) Executar ações assistenciais de enfermagem, exceto as privativas do auxiliar de enfermagem.
9

C) Participar da programação da assistência de enfermagem.


D) Participar da orientação e supervisão do trabalho de enfermagem em grau auxiliar
12. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Julgue os itens subsequentes, que se referem à legislação em enfermagem.
A censura é uma penalidade que consiste em repreensão que será divulgada nas publicações oficiais do Conselho Federal de
Enfermagem e dos conselhos regionais de enfermagem e em jornais de grande circulação.
A) Certo
B) Errado
13. (2013/CESPE/MPU) Com base na legislação relativa à enfermagem, julgue os itens subsequentes.
É proibido ao profissional de enfermagem divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os envolvidos
possam ser identificados.
A) Certo
B) Errado!
14. (2013/CESPE/MPU) Com base na legislação relativa à enfermagem, julgue os itens subsequentes.
A aplicação da pena de cassação do direito ao exercício profissional é de competência do Conselho Federal de Enfermagem.
A) Certo
10

B) Errado
15. (2013/IBFC/EBSERH) O Técnico de Enfermagem exerce atividade de nível médio, envolvendo orientação e acompanhamento
do trabalho de Enfermagem em grau auxiliar, e participação no planejamento da assistência de Enfermagem. Considerando as
atividades exercidas pelo técnico de enfermagem, não é permitido a esse profissional:
A) Participar da programação da assistência de Enfermagem.
B) Executar ações assistenciais de Enfermagem, exceto as privativas do Enfermeiro
C) Participar da orientação e supervisão do trabalho de Enfermagem em grau auxiliar.
D) Liderar a equipe de saúde.
16. (2013/UFPR) A lei nº 7.498/86, de 25 de junho de 1986, dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e
define, no Art. 13, que o auxiliar de enfermagem exerce atividades de nível médio, cabendo-lhe especialmente:
1. Participar da programação da assistência de enfermagem.
2. Observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas.
3. Executar ações de tratamento simples.
4. Prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente.
5. Participar da orientação e supervisão do trabalho de enfermagem em grau auxiliar.
11

6. Participar da equipe de saúde.


Correspondem ao estabelecido na mencionada lei as ações descritas nos itens:
A) 1, 3, 5 e 6 apenas.
B) 2, 3, 4 e 6 apenas.
C) 1, 2, 4 e 5 apenas.
D) 3, 4, 5 e 6 apenas.
E) 1, 2, 3, 4, 5 e 6.
17. (2013/FUMARC/PC-MG) De acordo com a Lei 7.498/86, que dispõe sobre a Regulamentação do Exercício da Enfermagem e
dá outras providências, o enfermeiro exerce todas as atividades de enfermagem, cabendo-lhe privativamente:
I – Organização e direção de serviços de enfermagem e de suas atividades técnicas e auxiliares nas empresas prestadoras
desses serviços.
II – Planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços de assistência de enfermagem.
III – Cuidados indiretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida.
IV – Consulta de enfermagem.
Estão CORRETOS os itens:
12

A) I, II e IV, apenas.
B) II, III e IV, apenas.
C) II e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.
18. (2013/FGV/TJ-AM) A suspensão consiste na proibição do exercício profissional da Enfermagem por um período não superior
a 29 (vinte e nove) dias e é divulgada nas publicações oficiais dos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem, jornais de
grande circulação e comunicada aos órgãos empregadores.
Essa penalidade é da alçada do
A) Conselho Regional de Enfermagem.
B) Associação Brasileira de Enfermagem.
C) Sindicato dos Servidores de Saúde.
D) Sindicato dos enfermeiros.
E) Conselho Federal de Enfermagem.
19. (2013/FADESP/COREN-PA) A Lei nº 7.498/86, em seu Art. 12, regulamenta as atividades de competência do Técnico de
Enfermagem no exercício da profissão. De acordo com essa lei, é da competência desse profissional, exceto:
13

A) participar da equipe de saúde.


B) prestar cuidados diretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida.
C) participar da orientação e supervisão do trabalho de Enfermagem em grau auxiliar.
D) participar da programação da assistência de enfermagem.
20. (2013/FADESP/COREN-PA) No estado do Pará, em um assentamento de sem terras que conta com 300 famílias cadastradas
e que não apresenta estrutura de serviços de saúde e saneamento básico, foi encontrada uma senhora, de 68 anos, que se
intitulava auxiliar de enfermagem e prestava cuidados simples de enfermagem naquela comunidade. Tendo sido abordada por
um profissional de saúde quanto ao exercício da profissão, informou ter o certificado de enfermeiro prático. Segundo o Decreto
nº 94.406/87, é correto afirmar que o certificado de enfermeiro prático ou prático de Enfermagem foi
A) concedido aos profissionais com o diploma ou certificado de Parteira, ou equivalente, conferido por escola ou curso
estrangeiro, segundo as respectivas leis, e registrado em virtude de intercâmbio cultural ou revalidado no Brasil até 26 de
junho de 1988.
B) um direito concedido aos profissionais considerados “enfermeiros leigos”, que atuavam nas comunidades carentes e
distantes de serviços de saúde e que exerceram tais atividades por tempo de, no mínimo, 10 anos, e até o ano de 1946.
C) expedido até 1964 pelo Serviço Nacional de Fiscalização da Medicina e Farmácia do Ministério da Saúde, ou por órgão
congênere da Secretaria de Saúde nas Unidades da Federação e conferido aos auxiliares de enfermagem da época.
14

D) expedido aos auxiliares de enfermagem diplomados por escolas registradas pelo Ministério da Saúde até o ano de 1970,
os quais participaram da formação complementar pelo Programa de Profissionalização de Auxiliares de Enfermagem (PROFAE)
implantado em todo o território nacional.
21. (2013/CESPE/UNIPAMPA) A respeito das responsabilidades e dos deveres dispostos no código de ética dos profissionais de
enfermagem, julgue os itens subsecutivos.
É dever do profissional de enfermagem respeitar o pudor, a privacidade e a intimidade do ser humano, em todo seu ciclo vital,
exceto em situações de morte e pós-morte.
A) Certo
B) Errado
22. (2013/FCC/DPE-RS) De acordo com o Decreto nº 94.406/1987, o técnico de enfermagem exerce as atividades
A) elementares de enfermagem, bem como a participação em nível de execução simples, em processos de tratamento.
B) auxiliares, de nível fundamental/médio, atribuídas à equipe de enfermagem, cabendo-lhe dentre outras, participar de
atividades de educação em saúde.
C) auxiliares de enfermagem, de natureza repetitiva, sob supervisão, bem como a participação em nível de execução simples,
em processos de tratamento.
D) auxiliares, de nível médio técnico, atribuídas à equipe de enfermagem, cabendo-lhe dentre outras, assistir ao enfermeiro
no planejamento da assistência de enfermagem.
15

E) auxiliares, de nível médio técnico, atribuídas à equipe de enfermagem, cabendo-lhe dentre outras, a prescrição da
assistência de enfermagem.
23. (2012/IFC/IFC) De acordo com a Lei nº 7.498/86, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a Regulamentação do Exercício
da Enfermagem, cabe ao enfermeiro, privativamente:
A) Execução do parto sem distocia.
B) Participação na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde.
C) Participação no planejamento, execução e avaliação da programação de saúde.
D) Cuidados diretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida.
E) Prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada.
24. (2012/FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE/EMAP) Durante a realização de um procedimento, a falta de atenção ou cuidado
denomina-se
A) imprudência.
B) negligência.
C) dolo.
D) imperícia.
16

E) distração.
25. (2012/Quadrix/DATAPREV) A administração de medicamentos é uma das atividades típicas do auxiliar de enfermagem.
Quando o auxiliar de enfermagem administra a medicação prescrita sem saber ao certo o nome do medicamento, ocorre crime
culposo por:
A) Imperícia
B) Negligência
C) Desconhecimento.
D) Imprudência
E) Displicência.
26. (2012/CEPERJ/CEDAE-RJ) Conforme a regulamentação do exercício da enfermagem, o Enfermeiro exerce todas as atividades
de enfermagem, cabendo- lhe privativamente:
A) organizar e dirigir os serviços de enfermagem e suas atividades técnicas e auxiliares nas empresas prestadoras desses
serviços
B) participar da programação da assistência de enfermagem e da supervisão do trabalho de enfermagem em grau auxiliar
B) assistir a parturiente ao parto normal e observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas
D) realizar episiotomia, episiorrafia, aplicação de anestesia local, quando necessária, e participar da equipe de saúde
17

E) identificar as distocias obstétricas, tomar providências até a chegada do médico e prestar cuidados de higiene e conforto
ao paciente.
27. (2012/FUMARC/TJ-MG) A Lei 7.498 de 25 de junho de 1986, dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem.
No seu ART. 1º pode-se identificar que é livre o exercício da enfermagem em todo o território nacional, desde que observadas
disposições desta lei, que em seu Art. 11, trata: O enfermeiro exerce todas as atividades de enfermagem, cabendo-lhe
privativamente, EXCETO:
A) Organização e direção dos serviços de enfermagem e suas atividades técnicas e auxiliares nas empresas prestadoras de
serviço.
B) Cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica e que exijam conhecimentos de base científica e capacidade de
tomar decisões imediatas.
C) Direção do órgão de enfermagem integrante da estrutura básica da instituição de saúde pública ou privada.
D) Planejamento, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde.
28. (2012/FCC/TRE-PR) O auxiliar de enfermagem de uma instituição de saúde executa as seguintes atividades:
I. efetua o controle de pacientes e de comunicantes em doenças transmissíveis.
II. prepara o paciente para consultas, exames e tratamento.
III. presta cuidados diretos de enfermagem a pacientes em estado grave.
18

IV. realiza parto normal, quando necessário, e cuida da puérpera e do recém-nascido.


De acordo com o Decreto nº 94.406, de 8 de junho de 1987, cabe ao auxiliar de enfermagem as atividades descritas em
A) I, II, III e IV.
B) I e II , apenas.
C) II e III, apenas.
D) II e IV, apenas.
E) III e IV, apenas.
29. (2011/CESPE/Correios) Considerando os aspectos éticos e legais do exercício da enfermagem bem como competências e
atribuições da equipe de enfermagem do trabalho, julgue os seguintes itens.
O profissional de enfermagem tem como responsabilidade e dever proteger a pessoa, a família e a coletividade contra danos
decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência por parte de qualquer membro da equipe de saúde.
A) Certo
B) Errado
30. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO (MT)) A Lei no 7.498, de 25 de junho de 1986, que regulamentou o exercício profissional da
Enfermagem, dispõe que
19

I. A enfermagem e suas atividades auxiliares somente podem ser exercidas por pessoas legalmente habilitadas e inscritas no
Conselho Regional de Enfermagem com jurisdição na área onde ocorre o exercício.
II. A enfermagem é exercida privativamente pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Auxiliar de Enfermagem e
pela Parteira, respeitados os respectivos graus de habilitação.
III. O planejamento e a programação das instituições e serviços de saúde incluem planejamento e programação de
enfermagem.
Está correto o que se afirma em
A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) III, apenas.
D) I e III, apenas.
E) I, II, III.
31. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO (MT)) Conforme a Lei Federal no 7.498/86, que dispõe sobre o exercício da enfermagem, são
atividades privativas do enfermeiro
A) administrar medicamentos e prestar consultoria de enfermagem.
B) observar e reconhecer sinais e sintomas e realizar auditoria em enfermagem.
20

C) efetuar consultas de enfermagem e emitir parecer sobre matéria de enfermagem.


D) prestar cuidados de higiene e conforto ao paciente e coletar materiais para exame.
E) realizar a anotação de enfermagem e executar a episiotomia com anestesia local.
32. (2011/FCC/TRT - 4ª REGIÃO (RS)) Considerando a Lei do Exercício do Profissional, cabe ao técnico de enfermagem
A) cumprir o protocolo de prevenção de quedas a pacientes sob sua responsabilidade durante a assistência à saúde.
B) identificar as distócias obstétricas e tomadas de providências até a chegada do médico.
C) prescrever, em caso de urgência e emergência, os medicamentos especificados em protocolo.
D) realizar episiotomia e episiorrafia com aplicação de anestesia local, quando necessária.
E) instalar via aérea definitiva, de acordo com o especificado em protocolo.
33. (2011/CESGRANRIO/Petrobras) A participação nos programas de treinamento e aprimoramento de pessoal de saúde,
particularmente nos programas de educação continuada, é uma atribuição
A) privativa do enfermeiro.
B) do técnico de enfermagem do trabalho.
C) do auxiliar de enfermagem do trabalho.
D) do enfermeiro integrante da equipe de saúde.
21

E) do enfermeiro docente em programas de saúde.


34. (2011/FCC/TRE-RN) Segundo a Lei n° 7.498/86 que trata do exercício de enfermagem, ao assistir o enfermeiro, cabe ao
técnico de enfermagem a
A) prevenção e controle sistemático de danos físicos que possam ser causados a pacientes durante a assistência a saúde.
B) realização de episiotomia e episiorrafia durante o parto com aplicação de anestesia local quando necessária.
C) prescrição de medicamentos previamente estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela
instituição de saúde.
D) consultoria, auditoria e emissão de parecer sobre matéria de Enfermagem.
E) planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços da assistência de enfermagem.
35. (2010/COVEST-COPSET/UFPEP) No que se refere à Lei do Exercício Profissional (Lei 7498/86), é atividade privativa do
enfermeiro:
A) assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera.
B) participação na elaboração, execução e avaliação dos planos assistenciais de saúde.
C) prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral
D) educação visando a melhoria da saúde da população.
22

E) cuidados diretos de enfermagem a pacientes graves com risco de vida.


36. (2010/IBAM/Prefeitura de Leopoldina – MG) Na Unidade Básica de Saúde da Família, o enfermeiro tem competência para
prescrever medicamentos previamente estabelecidos em programas de saúde pública, como, por exemplo, os de tuberculose e
hipertensão. O suporte legal para o desenvolvimento dessa competência encontra amparo na seguinte lei:
A) do Ato Médico
B) do Exercício Profissional de Enfermagem
C) Orgânica da Saúde
D) das Diretrizes e Bases da Educação
37. (2009/CESPE/FUB) A respeito da ética e da legislação profissional de enfermagem, julgue os próximos itens.
O profissional de enfermagem tem o dever de manter segredo sobre fato sigiloso de que tenha conhecimento em razão de
sua atividade profissional, exceto nos casos previstos em lei, ordem judicial, ou com o consentimento escrito da pessoa
envolvida ou de seu representante legal.
A) Certo
B) Errado
38. (2009/CESPE/FUB) A respeito da ética e da legislação profissional de enfermagem, julgue os próximos itens.
23

Nos casos previstos em lei, o profissional deverá decidir, de acordo com a sua consciência, sobre a sua participação ou não
em ato abortivo.
A) Certo
B) Errado
39. (2008/CESPE/STF) Com relação a preceitos da ética e da legislação profissional de enfermagem, julgue os próximos itens.
O enfermeiro tem o direito de recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica em caso de identificação de
erro ou ilegibilidade.
A) Certo
B) Errado
40. (2008/CESGRANRIO/Petrobras) No atendimento de Emergências Clínicas, "prestar cuidados diretos de enfermagem a
pacientes em estado grave, sob a supervisão direta ou a distância do profissional enfermeiro" é competência do
A) coordenador do serviço.
B) responsável técnico.
C) enfermeiro assistencial.
D) técnico de enfermagem.
24

E) auxiliar de enfermagem.
41. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) Após ministrar treinamento sobre o uso de equipamento de proteção individual para os
membros da equipe de enfermagem que atuam na coleta de material hematológico, o enfermeiro do trabalho observou o
descarte inadequado de material perfurante.
Qual princípio ético está relacionado a essa problemática?
A) Beneficência
B) Fidelidade
C) Veracidade
D) Responsabilidade
E) Confidencialidade
42. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) As opções a seguir apresentam proibições previstas no Código de Ética de
Enfermagem, à exceção de uma. Assinale-a.
A) Negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se caracterize como urgência ou emergência.
B) Administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga e sem certificar-se das possibilidades de risco.
C) Prestar serviços que, por sua natureza, competem a outro profissional, exceto em caso de emergência.
25

D) Recusar-se a desenvolver atividades profissionais na falta de material ou equipamentos de proteção individual e coletiva,
definidos na legislação específica.
E) Divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos, de forma que os envolvidos possam ser identificados.
43. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) Aos profissionais de enfermagem infratores do Código de Ética da categoria poderão ser
aplicadas penalidades. É da alçada dos Conselhos Regionais, a aplicação de advertência
A) verbal, advertência escrita e multa, apenas.
B) verbal, multa, censura, suspensão do exercício profissional e cassação do direito ao exercício profissional.
C) verbal e advertência escrita, apenas.
D) verbal, multa, censura e suspensão do exercício profissional, apenas.
E) verbal e multa, apenas.
44. (2014/FGV/SUSAM) Com relação às infrações e às penalidades previstas no Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem,
assinale a afirmativa correta.
A) A suspensão consiste na proibição do exercício profissional da enfermagem por um período não superior a 29 (vinte e
nove) dias.
B) A ação, omissão ou conivência que implique desobediência e/ou inobservância às disposições do Código de Ética
dos Profissionais de Enfermagem é considerada infração disciplinar.
26

C) As ações que provoquem morte, deformidade permanente, perda ou inutilização de membro, sentido, função ou,
ainda, dano moral irremediável a qualquer pessoa são consideradas infrações graves.
D) A inobservância das normas dos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem é considerada infração ética.
E) A multa consiste na obrigatoriedade de pagamento de 05 (cinco) a 20 (vinte) vezes o valor da anuidade em vigor, no
ato do pagamento, da categoria profissional à qual pertence o infrator.
45. (2014/IADES/EBSERH) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem e no que diz respeito ao ensino, à
pesquisa e à produção técnico-científica, é correto afirmar que é dever e responsabilidade do profissional de enfermagem
A) atender às normas vigentes para a pesquisa envolvendo seres humanos, segundo as normas gerais da legislação.
B) manter a pesquisa na presença de qualquer perigo à vida e à integridade da pessoa.
C) respeitar os princípios da honestidade e fidedignidade, bem como os direitos autorais no processo de pesquisa, exceto na
divulgação de seus resultados.
D) disponibilizar os resultados da pesquisa somente à comunidade científica.
E) promover a defesa e o respeito aos princípios éticos e legais da profissão no ensino, na pesquisa e nas produções técnico-
científicas.
46. (2014/IADES/EBSERH) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, assinale a alternativa que
apresenta uma das proibições previstas no capítulo que descreve a publicidade.
27

A) Divulgar informação verídica a respeito do assunto de sua área profissional.


B) Anunciar a prestação de serviços voluntários ou propor honorários que caracterizem concorrência desleal.
C) Anunciar título ou qualificação que possa comprovar.
D) Omitir, em proveito de terceiros, referência a pessoas ou instituições.
E) Inserir imagens ou informações que possam identificar pessoas e instituições sem sua prévia autorização.
47. (2014/IADES/EBSERH) Segundo o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, é correto afirmar que se recusar a
executar atividades que não são da competência técnica, científica, ética ou legal deles configura um(a)
A) dever do profissional.
B) das responsabilidades do profissional.
C) direito do profissional.
D) proibição ao profissional.
E) obrigação do profissional.
48. (2014/IADES/EBSERH) O profissional de enfermagem está agindo de forma antiética quando
A) nega assistência de enfermagem em situação característica de urgência ou emergência.
B) se recusa a executar ação que não seja de sua competência técnica.
28

C) tem acesso a informações sobre a pessoa e a família dela.


D) não aceita encargo ou atribuição que não poderia exercer de forma segura para si e para outrem.
E) presta assistência de enfermagem sem discriminação de qualquer natureza.
49. (2014/FUNDEP/IF-SP)A assistência de enfermagem pautada na ética e compromisso profissional é base para uma prestação
de serviços em saúde de excelência.
Considerando as diretrizes do código de ética de enfermagem, assinale a alternativa INCORRETA.
A) É dever e responsabilidade do profissional de enfermagem garantir a continuidade da assistência de enfermagem em
condições que ofereçam segurança, mesmo em caso de suspensão das atividades profissionais decorrentes de movimentos
reivindicatórios da categoria.
B) É proibido ao profissional de enfermagem negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se caracterize como
urgência ou emergência.
C) Somente responderá pela infração quem a cometer, não tendo qualquer responsabilidade pela infração quem concorrer
para a sua prática, ou dela obtiver benefício, quando cometida por outrem.
D) É proibido ao profissional de enfermagem promover a eutanásia ou participar em prática destinada a antecipar a morte
do cliente.
29

50. (2014/FUNDEP/ IF-SP) No que tange às relações com os trabalhadores de enfermagem, saúde e outros, é direito dos
profissionais de enfermagem participar da prática multiprofissional e interdisciplinar com responsabilidade, autonomia e
liberdade.
Tendo em vista os direitos, as responsabilidades, os deveres e as proibições dos profissionais de enfermagem, assinale a
alternativa INCORRETA.
A) É direito dos profissionais de enfermagem recusar-se a executar prescrição medicamentosa em que não conste a
assinatura e o número de registro do profissional.
B) Os profissionais de enfermagem devem participar da orientação sobre benefícios, riscos e consequências decorrentes de
exames e de outros procedimentos na condição de membro da equipe de saúde.
C) É permitido aos profissionais de enfermagem assinar as ações de enfermagem executadas pela equipe, mesmo que não
tenham participado dos procedimentos.
D) É dever dos profissionais de enfermagem prestar informações escritas e verbais, completas e fidedignas necessárias para
assegurar a continuidade da assistência.
51. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO (MA)) Disponibilizar seus serviços profissionais à comunidade em casos de emergência,
epidemia e catástrofe, sem pleitear vantagens pessoais.
No Código de Ética dos profissionais de enfermagem, essa descrição consta em um dos itens referente
A) ao direito profissional.
30

B) à responsabilidades e deveres.
C) às proibições.
D) aos direitos optativos.
E) à benemerência voluntária.
52. (2014/CETRO/CHS) Em relação às Proibições constantes nas Relações Profissionais do Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem, assinale a alternativa correta.
A) Praticar e/ou ser conivente com crime, contravenção penal ou qualquer outro ato, que infrinja postulados éticos e legais.
B) Negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se caracterize como urgência ou emergência.
C) Executar ou participar da assistência à saúde sem o consentimento da pessoa ou de seu representante legal, exceto em
iminente risco de morte.
D) Administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga e sem certificar-se da possibilidade de riscos.
E) Prestar serviços que por sua natureza competem a outro profissional, exceto em caso de emergência.
53. (2014/CETRO/CHS) Sobre o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, marque V para verdadeiro ou F para falso e,
em seguida, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.
( ) É direito do profissional de enfermagem recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica,
científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
31

( ) É direito do profissional de enfermagem negar assistência de enfermagem em situação que se caracterize como urgência
ou emergência caso haja suspensão das atividades profissionais decorrentes de movimentos reivindicatórios da categoria.
( ) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem leva em consideração a necessidade e o direito de assistência em
enfermagem da população, os interesses do profissional e de sua organização.
( ) É dever do profissional de enfermagem manter segredo sobre fato sigiloso de que tenha conhecimento em razão de sua
atividade profissional, exceto se intimado como testemunha pela autoridade legislativa.
A) V/ V/ V/ F
B) V/ F/ V/ V
C) V/ F/ F/ F
D) F/ V/ F/ V
E) V/ F/ V/ F
54. (2014/FUNRIO/IF-PI) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, aprovado pela Resolução COFEN nº 311, de
08/02/07 estabelece no capítulo I “Das relações profissionais”, direitos, responsabilidades e deveres e proibições. Indique qual
das alternativas expressa uma das responsabilidades e deveres dos direitos dos profissionais
A) Exercer a profissão com justiça, compromisso, equidade, resolutividade, dignidade, competência, responsabilidade,
honestidade e lealdade.
32

B) Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e princípios legais, éticos e dos
direitos humanos.
C) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses da categoria e da
sociedade.
D) Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de enfermagem, equipe de saúde e de
trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou instituições.
E) Obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão, por meio do Conselho Regional de Enfermagem.
55. (2014/CESGRANRIO/Banco do Brasil) No Código de Ética dos profissionais de enfermagem, consta que, nas relações com as
organizações empregadoras, é direito do profissional da área:
A) Abster-se de revelar informações confidenciais, das quais tenha conhecimento em razão de seu exercício profissional, a
pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
B) Recusar-se a desenvolver atividades profissionais quando houver falta de material ou equipamentos de proteção individual
e coletiva, definidos na legislação específica.
C) Exercer a enfermagem com liberdade e autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e princípios legais e éticos.
D) Ter acesso às informações relacionadas à pessoa, à família e às coletividades, que sejam necessárias ao exercício
profissional.
E) Anunciar a prestação de serviços para os quais está habilitado.
33

56. (2014/FUNRIO/IF-PI) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, aprovado pela Resolução COFEN nº 311, de
08/02/07 estabelece no capítulo I “Das relações profissionais”, direitos, responsabilidades e deveres e proibições. Indique qual
das alternativas expressa uma das responsabilidades e deveres dos direitos dos profissionais
A) Exercer a profissão com justiça, compromisso, equidade, resolutividade, dignidade, competência, responsabilidade,
honestidade e lealdade.
B) Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e princípios legais, éticos e dos
direitos humanos.
C) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses da categoria e da
sociedade.
D) Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de enfermagem, equipe de saúde e de
trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou instituições.
E) Obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão, por meio do Conselho Regional de Enfermagem.
57. (2014/FUMARC/AL-MG) De acordo com o Código de Ética, no capítulo referente às relações profissionais, pode-se afirmar,
EXCETO:
A) O profissional de enfermagem deve exercer a profissão com justiça, compromisso, equidade, resolutividade, dignidade,
competência, responsabilidade, honestidade e lealdade.
34

B) O profissional de enfermagem deve comunicar ao COREN e aos órgãos competentes fatos que infrinjam dispositivos legais
e que possam prejudicar o exercício profissional.
C) O profissional de enfermagem deve fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e
na diversidade de opinião e posição ideológica.
D) O profissional de enfermagem deve submeter-se a avaliações de desempenho periódicas pela chefia imediata e/ou COREN,
de modo a aferir sua competência relacional.
58. (2014/IBFC/TRE-AM) O técnico de enfermagem, que trabalhava em um ambulatório há mais de 25 anos, estava terminando
de organizar as salas de atendimentos para o expediente vespertino. O enfermeiro e o médico dessa unidade já haviam saído
para almoço. Nesse momento, chegou um trabalhador com um corte no dedo mínimo e precisava de uma sutura com quatro
pontos simples. Como o médico não estava presente e o técnico de enfermagem tinha conhecimento e experiência, ele realizou
a sutura e medicou o trabalhador para dor. Após uma semana, o trabalhador retornou para retirar os pontos e o médico
constatou que o procedimento foi realizado de forma inadequada e causou lesão permanente de movimento do dedo.
Considerando as questões éticas, o técnico de enfermagem cometeu:
A) Imperícia.
B) Imprudência.
C) Negligência.
D) Um gesto de cidadania, pois não deixou o trabalhador sem atendimento.
35

59. (2014/IBFC/TRE-AM) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, Art.121, as infrações são
consideradas leves, graves ou gravíssimas, segundo a natureza do ato e a circunstância de cada caso. Os casos que ofendam a
integridade física, mental ou moral de qualquer pessoa, sem causar debilidade ou aquelas que venham a difamar organizações
da categoria ou instituições são considerados:
A) Infrações Graves.
B) Infrações Leves.
C) Infrações Gravíssimas.
D) Circunstâncias atenuantes.
60. (2013/FUNDEP/IPSEMG) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem está organizado por assunto e inclui princípios,
direitos, responsabilidades, deveres e proibições pertinentes à conduta ética desses profissionais.
Considerando as responsabilidades e deveres dos profissionais de enfermagem descritas no Código de Ética Profissional,
analise as seguintes afirmativas e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.
() Comunicar ao COREN e aos órgãos competentes fatos que infrinjam dispositivos legais e que possam prejudicar o exercício
profissional.
() Disponibilizar seus serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e catástrofe, mediante vantagens
pessoais.
36

() Assegurar à pessoa, família e coletividade assistência de enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia, negligência
ou imprudência.
() Garantir a continuidade da assistência de enfermagem em condições que ofereçam segurança, à exceção em caso de
suspensão das atividades profissionais decorrentes de movimentos reivindicatórios da categoria.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.
A) F V V F.
B) V F V F.
C) F V F F.
D) V F V V.
61. (2013/FGV/AL-MT) No que se refere às infrações e penalidades previstas no Código de Ética do Profissional de Enfermagem,
assinale a afirmativa correta.
A) A censura consiste na perda do direito ao exercício da enfermagem e será divulgada nas publicações dos Conselhos Federal
e Regional de Enfermagem e em jornais de grande circulação.
B) As penalidades referentes à advertência verbal, multa, censura e suspensão do exercício profissional, são da alçada do
Conselho Federal de Enfermagem.
C) A suspensão consiste na proibição do exercício da Enfermagem por um período não superior a 29 dias
37

D) A multa consiste na obrigatoriedade de pagamento de até 15 vezes o valor da anuidade da categoria profissional à qual
pertence o infrator, em vigor no ato do pagamento.
E) São consideradas infrações graves as que provoquem morte, deformidade permanente, perda ou inutilização de membro,
sentido, função ou ainda, dano moral irremediável em qualquer pessoa.
62. (2013/FCC/TRT - 5ª Região (BA)) Ser omisso com qualquer forma de violência é considerado, pelo Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem, um comportamento
A) de direito.
B) permitido nos casos de violência verbal e permitido nos casos de violência física.
C) proibido nos casos de violência verbal e permitido nos casos de violência física.
D) de direito profissional para instauração do procedimento de desagravo público.
E) proibido.
63. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região (PA e AP)) De acordo com o Código de Ética do Profissional de Enfermagem, assinale a opção
correta.
A) Ao profissional de enfermagem é vedado encaminhar pessoa, família ou coletividade aos serviços de defesa do cidadão,
para preservar o seu ambiente de trabalho.
38

B) O profissional de enfermagem pode abster-se de comunicar ao Conselho Regional de Enfermagem fato que vá de encontro
a preceitos éticos do exercício profissional se houver profissionais de outras categorias envolvidos na situação.
C) A prestação de assistência de enfermagem, sem discriminação de qualquer natureza inclui-se no rol de direitos do
profissional de enfermagem.
D) Ao profissional de enfermagem é permitido negar assistência de enfermagem em situações que estiverem em desacordo
com suas crenças, mesmo que sejam caracterizadas como urgência ou emergência.
E) O profissional de enfermagem tem o direito de abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento
em razão de seu exercício profissional a pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
64. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região (PA e AP)) Acerca do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, assinale a opção correta.
A) A penalidade de multa consiste na obrigatoriedade de pagamento de dez a vinte vezes o valor da anuidade da categoria
profissional a que pertença o infrator, em vigor no ato do pagamento.
B) Ter maus antecedentes profissionais é considerado uma circunstância gravíssima.
C) A censura consiste em repreensão que será divulgada nas publicações oficiais dos sindicatos e na Associação Brasileira de
Enfermagem.
D) A enfermagem tem como princípio fundamental ser uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da
pessoa, da família e da coletividade.
39

E) São consideradas infrações graves procedimentos e(ou) comportamentos que provoquem morte, deformidade
permanente, perda ou mutilação de membro, sentido, função ou ainda dano moral irremediável em qualquer pessoa.
65. (2013/IBFC/EBSERH) Considerando o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, Art. 12 que deve ser assegurada à
pessoa, família e coletividade assistência de Enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência.
Desta maneira, uma atitude em que o profissional atua com precipitação, inconsideração, com afoiteza, sem cautelas, não
usando de seus poderes inibidores, ele está incorrendo em:
A) Imprudência
B) Imperícia.
C) Negligência.
D) Homicídio culposo.
66. (2013/CESPE/DEPEN) Julgue os itens a seguir com base no Código de Ética dos profissionais de enfermagem.
Mesmo sem conhecimento do mecanismo de ação da medicação, o profissional de enfermagem não pode se negar a
administrar nenhum medicamento
A) Certo
B) Errado
67. (2013/CESPE/DEPEN) Julgue os itens a seguir com base no Código de Ética dos profissionais de enfermagem.
40

É dever do profissional de enfermagem manter segredo profissional referente ao menor de idade, mesmo quando a revelação
seja solicitada por pais ou responsáveis, desde que o menor tenha capacidade de discernimento, exceto nos casos em que a
omissão possa acarretar danos ou riscos ao menor de idade.
A) Certo
B) Errado
68. (2013/CESPE/DEPEN) Julgue os itens a seguir com base no Código de Ética dos profissionais de enfermagem.
A utilização de meio de comunicação para entrevistas com cunho educativo ou social consta entre os direitos do profissional
de enfermagem.
A) Certo
B) Errado
69. (2013/NCE-UFRJ/UFRJ) O enfermeiro que deixa de aspirar as vias aéreas inferiores de uma pessoa, em uso de suporte
ventilatório mecânico, está incorrendo em:
A) imperícia
B) imprudência
C) negligência
D) crime culposo
41

E) infração hospitalar
70. (2013/FGV/TJ-AM) No que se refere ao sigilo profissional, de acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem,
é direito do profissional de enfermagem
A) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os envolvidos possam ser identificados.
B) abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu exercício profissional a
pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
C) manter segredo sobre fato sigiloso de que tenha conhecimento em razão de sua atividade profissional, exceto casos
previstos em lei, ordem judicial, ou com o consentimento escrito da pessoa envolvida ou de seu representante legal.
D) comparecer perante a autoridade, quando intimado como testemunha e, se for o caso, declarar seu impedimento de
revelar o segredo.
E) franquear o acesso a informações e documentos a pessoas que não estão diretamente envolvidas na prestação da
assistência, exceto nos casos previstos na legislação vigente ou por ordem judicial.
71. (2013/FUMARC/PC-MG) Considerando o Art 118 do Código de Ética de Profissionais de Enfermagem, as penalidades a serem
impostas pelos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem, conforme o que determina o art. 18, da Lei n° 5.905, de 12 de
julho de 1973, são as seguintes, EXCETO:
A) Multa: consiste na obrigatoriedade de pagamento de 01 (um) a 10 (dez) vezes o valor da anuidade da categoria profissional
à qual pertence o infrator, em vigor no ato do pagamento.
42

B) Advertência verbal: consiste na admoestação ao infrator, de forma reservada, que será registrada no prontuário do
mesmo, na presença de duas testemunhas;
C) Suspensão: consiste na proibição do exercício profissional da Enfermagem por um período superior a 29 (vinte e nove)
dias e divulgada nas publicações oficiais dos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem, em jornais de grande circulação e
comunicada aos órgãos empregadores.
D) Cassação: consiste na perda do direito ao exercício da Enfermagem e será divulgada nas publicações dos Conselhos Federal
e Regional de Enfermagem e em jornais de grande circulação.
72. (2013/FCC/DPE-RS) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, a infração que provoca perigo de
vida, debilidade temporária de membro, sentido ou função em qualquer pessoa ou as que causem danos patrimoniais ou
financeiros, é classificada como
A) gravíssima.
B) média
C) grave.
D) grau I.
E) grau II.
73. (2013/IDECAN/COREN-MA) Analise os seguintes artigos do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem.
43

I. Art. 7º – Comunicar ao COREN e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que possam prejudicar o
exercício profissional.
II. Art. 57 – Aceitar cargo, função ou emprego vago em decorrência de fatos que envolvam recusa ou demissão de cargo,
função ou emprego motivado pela necessidade do profissional em cumprir o presente código e a legislação do exercício
profissional.
III. Art. 81 – Abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu exercício profissional
a pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
Estes artigos correspondem, respectivamente, às seguintes categorias dos preceitos éticos do exercício profissional da
enfermagem
A) responsabilidades e deveres / direitos / proibições.
B) direitos / proibições / responsabilidades e deveres.
C) proibições / direitos / responsabilidades e deveres.
D) direitos / responsabilidades e deveres / proibições.
E) responsabilidades e deveres / proibições / direitos.
74. (2013/AOCP/INES) Com base no Código de Ética dos profissionais de Enfermagem entre as alternativas a seguir, assinale
aquela que representa um Dever do profissional de enfermagem.
44

A) Recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam
segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
B) Comunicar ao Conselho Regional de Enfermagem e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais que
possam prejudicar o exercício profissional.
C) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses da categoria e da
sociedade
D) Executar ou participar da assistência à saúde sem o consentimento da pessoa ou de seu representante legal, exceto em
iminente risco de morte
E) Abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu exercício profissional a
pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
75. (2013/AOCP/INES) Cometendo o profissional de enfermagem uma Infração ao seu Código de Ética, para a graduação da
penalidade e respectiva imposição, considera- se
A) o ato praticado individualmente ou em equipe
B) o cargo ocupado pelo infrator dentro da instituição
C) a idade do infrator.
D) a categoria profissional do infrator.
45

E) o dano causado e suas consequências.


76. (2012/IFC/IFC) De acordo com o Artigo 121 do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, “as infrações serão
consideradas leves, graves ou gravíssimas, segundo a natureza do ato e a circunstância de cada caso”. Com base neste artigo,
são consideradas infrações graves as que provoquem:
A) Morte.
B) Deformidade permanente.
C) Perigo de vida.
D) Perda ou inutilização de membro.
E) Dano moral
77. (2012/CEPERJ/CEDAE-RJ) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, o Enfermeiro que trabalha
numa empresa tem responsabilidades e deveres como:
A) colaborar com a equipe de médicos no esclarecimento da pessoa e da sua família a respeito dos direitos, riscos, benefícios
e intercorrências acerca da sua doença.
B) respeitar e reconhecer ações que garantam o direito da pessoa e somente desta, não havendo possibilidade de
representação legal para tomar decisões sobre sua saúde.
46

C) respeitar o pudor, a privacidade e a intimidade do ser humano, em todo seu ciclo vital, inclusive nas situações de morte e
pós- morte.
D) prestar informações adequadas à pessoa a respeito dos direitos e benefícios acerca da assistência de enfermagem, ciente
de que, quanto à coletividade, as informações deverão ser fornecidas pelas autoridades.
E) disponibilizar seus serviços profissionais à comunidade em casos de urgência, emergência, epidemia e catástrofe, podendo
obter vantagens quanto a qualquer atividade pessoal e profissional.
78. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) Conforme o Código de Ética dos profissionais de Enfermagem, registrar no prontuário, e em
outros documentos próprios da enfermagem, informações referentes ao processo de cuidar da pessoa corresponde
A) aos princípios.
B) aos direitos.
C) às responsabilidades.
D) aos deveres.
E) às obrigações.
79. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) De acordo com o Código de Ética dos profissionais de Enfermagem, sobre as relações com a
pessoa, família e coletividade, é direito do profissional
A) cumprir, no prazo estabelecido, as determinações e convenções do Conselho Federal e Conselho Regional de Enfermagem.
47

B) proteger a pessoa, família e coletividade contra danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência por parte de
qualquer membro da equipe de saúde.
C) interromper a pesquisa na presença de qualquer perigo à vida e à integridade da pessoa.
D) recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam
segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
E) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os envolvidos possam ser identificados.
80. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) Conforme o capítulo I do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, sobre as
responsabilidades e deveres nas relações profissionais, analise:
I. Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na diversidade de opinião e posição
ideológica.
II. Ter conhecimento acerca do ensino e da pesquisa a serem desenvolvidos com as pessoas sob a sua responsabilidade
profissional ou em seu local de trabalho.
III. Comunicar ao COREN, e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que possam prejudicar o exercício
profissional.
IV. Abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu exercício profissional a
pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.
É correto o que consta em
48

A) I e II, apenas.
B) I, II, III e IV.
C) II e III, apenas.
D) II e IV, apenas.
E) I e III, apenas.
81. (2014/EBSERH/IDECAN) Quando realizado em instituições prestadoras de serviços ambulatoriais de saúde, domicílios,
escolas, associações comunitárias, entre outros, o processo de saúde de enfermagem, de acordo com o COFEN, corresponde ao
usualmente denominado, nesses ambientes, como
A) consulta de enfermagem.
B) anamnese de enfermagem.
C) atenção primária de enfermagem.
D) cuidados básicos de enfermagem.
E) cuidados mínimo sem enfermagem.
82. (2014/EBSERH/IDECAN) Qual atividade de enfermagem faz parte da etapa do planejamento do processo de enfermagem?
A) Estabelecer os resultados esperados.
49

B) Coordenar as atividades da equipe de enfermagem.


C) Entrevistar a família ou outras pessoas significativas para o paciente.
D) Identificar as alterações que precisam ser feitas nas prescrições de enfermagem.
E) Identificar os membros da equipe de saúde com os quais é essencial a colaboração.
83. (2014/PREFEITURA DE PARNARAMA/NUCEPE/UESPI) São objetivos da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE),
EXCETO:
A) Aumentar o grau de satisfação dos enfermeiros no seu desempenho, aumentando também o vínculo deste profissional
com a instituição.
B) Implementar as ações de enfermagem de forma sistematizada.
C) Melhorar a comunicação e prevenir erros, omissões e repetições desnecessárias no atendimento do paciente.
D) Atender o paciente de forma comunitária.
E) Reduzir a incidência e a duração de estadia do paciente no hospital.
84. (2013/EBSERH/IDECAN) O Enfermeiro necessita conhecer as fases do processo de trabalho da enfermagem, sob o contexto
de um referencial teórico, para promover uma assistência de qualidade ao paciente. A sistematização de enfermagem consiste
em:
50

A) Histórico de enfermagem e exame físico, diagnóstico de enfermagem, prescrição de enfermagem e evolução de


enfermagem.
B) Diagnóstico de Enfermagem, Exame físico e histórico de enfermagem, prescrição de enfermagem e evolução de
enfermagem.
C) Histórico de enfermagem e exame físico, evolução de enfermagem, diagnóstico de enfermagem e prescrição de
enfermagem.
D) Histórico de enfermagem e exame físico, prescrição de enfermagem, diagnóstico de enfermagem e evolução de
enfermagem.

85. (2013/EBSERH/IBFC) De acordo com a Resolução do COFEN nº 358/2009, o Processo de Enfermagem, quando realizado em
instituições prestadoras de serviços ambulatoriais de saúde, domicílios, escolas, associações comunitárias, entre outros,
corresponde ao que usualmente é denominado de

A) Assistência de Enfermagem.

B) Assistência Ambulatorial.

C) Consulta de enfermagem.

D) Prescrição de Enfermagem.
51

86. (2013/EBSERH/IBFC) De acordo com a Resolução do COFEN nº 358/2009, o Processo de Enfermagem organiza-se em cinco
etapas inter-relacionadas, interdependentes e recorrentes. Considerando essas etapas, assinale a alternativa incorreta.

A) Coleta de dados de Enfermagem (ou Histórico de Enfermagem) – processo deliberado, sistemático e contínuo, realizado
com o auxílio de métodos e técnicas variadas, que tem por finalidade a obtenção de informações sobre a pessoa, família ou
coletividade humana e sobre suas respostas em um dado momento do processo saúde e doença.

B) Diagnóstico de Enfermagem – processo de interpretação e agrupamento dos dados coletados na primeira etapa, que
culmina com a tomada de decisão sobre os conceitos diagnósticos de enfermagem que representam, com mais exatidão, as
respostas da pessoa, família ou coletividade humana em um dado momento do processo saúde e doença; e que constituem
a base para a seleção das ações ou intervenções com as quais se objetiva alcançar os resultados esperados.

C) Planejamento de Enfermagem – realização das ações ou intervenções determinadas na etapa de diagnóstico de


enfermagem.

D) Avaliação de Enfermagem – processo deliberado, sistemático e contínuo de verificação de mudanças nas respostas da
pessoa, família ou coletividade humana em um dado momento do processo saúde doença, para determinar se as ações ou
intervenções de enfermagem alcançaram o resultado esperado; e de verificação da necessidade de mudanças ou adaptações
nas etapas do Processo de Enfermagem.

87. (2009/PREFEITURA DE CASSARENGUE/ADVISE) O processo de enfermagem é considerado a essência da enfermagem. Qual


a ordem desse processo:
52

A) Histórico de enfermagem, planejamento, diagnósticos, implementação e avaliação.

B) Diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação e avaliação.

C) Histórico de enfermagem, diagnósticos, planejamento, implementação e avaliação.

D) Histórico de enfermagem, planejamento, avaliação, implementação e diagnóstico.

E) Histórico de enfermagem, implementação, diagnóstico e avaliação.

88. (2013/PREFEITURA DE CAPISTRANO/CE/EXITUS) Analise o enunciado a seguir:

É um processo que representa desenvolvimento de um estado a outro. Para realizá-lo, precisa levantar dados sobre as
condições anterior e atuais do cliente e família para, mediante análise, emitir um julgamento. Mudanças para piora ou
melhora do quadro; manutenção das situação; ou surgimento de novos problemas são constatados neste processo. Este
enunciado refere-se:

A) Ao diagnóstico de Enfermagem.

B) À evolução de Enfermagem.

C) Ao plano de cuidados de Enfermagem.

D) Aos cuidados de Enfermagem.


53

E) Ao histórico de Enfermagem.

89. (2012/TJMG/FUMARC) A Resolução COFEN-358/2009 dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem. Tendo
como base esta resolução, analise as afirmativas abaixo e marque a opção INCORRETA.

A) O processo de Enfermagem deve ser realizado de modo deliberado e sistemático em todos os ambientes, públicos ou
privados, em que ocorre o cuidado profissional de enfermagem.

B) Os ambientes de que se trata o caput deste artigo referem-se a instituições prestadoras de serviço de internação hospitalar,
prestadoras de saúde ambulatorial, escolas, domicílios, associações comunitárias, fábricas entre outros.

C) O processo de enfermagem, quando realizado fora das instituições prestadoras de serviço de internação hospitalar
corresponde ao denominado Consulta de Enfermagem.

D) O processo de Enfermagem organiza-se em cinco etapas inter-relacionadas, independentes e recorrentes.

90. (2012/PUC/PR) A resolução COFEN n. 358, de 15 de outubro de 2009, dispõe sobre a Sistematização da Assistência de
Enfermagem e implementação do processo de enfermagem em ambientes públicos ou privados.Com base nessa resolução,
marque com (V) as afirmativas que forem verdadeiras e com (F) as que forem falsas:

() O processo de enfermagem é um instrumento metodológico que orienta o cuidado profissional de enfermagem e a


documentação da prática profissional.
54

() A Sistematização da Assistência de Enfermagem organiza o trabalho profissional quanto ao método e instrumentos


necessários, o que possibilita a operacionalização do processo de enfermagem.

() O processo de enfermagem deve estar baseado em um suporte teórico que oriente a coleta de dados, o estabelecimento
de diagnósticos de enfermagem, o planejamento das intervenções de enfermagem e que forneça a base para a avaliação dos
resultados de enfermagem alcançados.

() Ao enfermeiro, incumbe a liderança na execução e avaliação do processo de enfermagem, cabendo- lhe privativamente, o
diagnóstico de enfermagem, enquanto as demais etapas são realizadas em conjunto com os demais profissionais da equipe.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

A) V - V - V – F

B) V - F - V – V

C) V - F - F - F

D) V – F - V - F

E) V - F- F - V
55

91. (2010/UFSC/UFSC) A Resolução COFEN nº 358, de 15 de outubro de 2009, dispõe sobre a Sistematização da Assistência de
Enfermagem e a implementação do processo de enfermagem em ambientes públicos ou privados, onde ocorre o cuidado
profissional de enfermagem.
Sobre a referida Resolução, é CORRETO afirmar que:
A) O processo de enfermagem deve ser realizado apenas em ambientes hospitalares, onde há pacientes internados.
B) O processo de enfermagem deve ser realizado de modo deliberado e sistemático em todas as instituições públicas em que
ocorre o cuidado de enfermagem. Nas instituições privadas, a aplicação do processo de enfermagem é uma decisão do
empregador.
C) O processo de enfermagem organiza-se em 5 etapas inter-relacionadas, interdependentes e recorrentes, quais sejam:
coleta de dados/histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, planejamento de enfermagem, implementação e
avaliação de enfermagem.
D) O processo de enfermagem está baseado no modelo biomédico e no diagnóstico médico.
E) Os técnicos e auxiliares de enfermagem participam do processo de enfermagem através da elaboração da prescrição de
enfermagem e da realização da evolução diária do paciente.
92. (2012/BANCO DO BRASIL/FCC) Segundo a Resolução COFEN-358/2009, no art. 2º, o Processo de Enfermagem organiza-se
em cinco etapas inter-relacionadas, interdependentes e recorrentes.
56

Uma dessas etapas apresenta a seguinte descrição: processo deliberado, sistemático e contínuo de verificação de mudanças
nas respostas da pessoa, família ou coletividade humana em um dado momento do processo saúde doença, para determinar
se as ações ou intervenções de enfermagem alcançaram o resultado esperado; e de verificação da necessidade de mudanças
ou adaptações nas etapas do Processo de Enfermagem.
Esta descrição corresponde:
A) ao Planejamento de Enfermagem.
B) à Avaliação de Enfermagem.
C) ao Diagnóstico de Enfermagem.
D) à Coleta de dados de Enfermagem.
E) à Implementação de Enfermagem.
93. (2014/FUNDEP/Prefeitura de Bela Vista de Minas – MG) Com relação à Resolução COFEN nº 311/2007, assinale a afirmativa
INCORRETA.
A) Aprovou o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem para aplicação na jurisdição de todos os conselhos de
enfermagem.
B) Este ato resolucional entrou em vigor a partir de 12 de maio de 2007, ou seja, 90 (noventa) dias após sua publicação,
revogando a Resolução COFEN nº 240/2000.
57

C) Cada profissional de enfermagem deverá conhecer o teor do código de ética aprovado, no que se refere a sua categoria,
acessando os sites www.portalcofen.gov.br e www.portalenfermagem.gov.br, além de requerê-lo no conselho regional de
enfermagem do estado onde exerça suas atividades.
D) Este Código aplica-se aos profissionais de Enfermagem e aos profissionais das atividades elementares de enfermagem.
94. (2014/CETRO/CHS) Segundo a Lei nº 5.905/1973, que dispõe sobre a criação dos Conselhos Federal e Regionais de
Enfermagem, são competências dos Conselhos Regionais de Enfermagem, exceto:
A) manter o registro dos profissionais com exercício na respectiva jurisdição.
B) expedir a carteira profissional indispensável ao exercício da profissão, a qual terá fé pública em todo o território nacional
e servirá de documento de identidade.
C) instituir o modelo das carteiras profissionais de identidade e as insígnias da profissão.
D) deliberar sobre inscrição no Conselho e seu cancelamento.
E) conhecer e decidir os assuntos atinentes à ética profissional impondo as penalidades cabíveis.
95. (2014/FCC/TCE-PI) De acordo com a Resolução n° 358/2009 do COFEN, o processo de enfermagem é estruturado nas etapas
denominadas:
A) coleta de dados de enfermagem (histórico de enfermagem), diagnóstico de enfermagem, planejamento de enfermagem,
implementação e avaliação de enfermagem.
58

B) histórico de enfermagem, prognóstico de enfermagem, planejamento de enfermagem, implementação e registro de


enfermagem.
C) exame físico e coleta de dados de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, prescrição de enfermagem e consulta de
enfermagem.
D) coleta de dados de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, prescrição de enfermagem, implantação e avaliação de
enfermagem.
E) histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, consulta de enfermagem, implementação e documentação de
enfermagem.
96. (2013/FCC/TRT - 5ª Região (BA)) De acordo com a Resolução COFEN-358/2009, a execução do processo de enfermagem
deve ser
A) registrada formalmente, envolvendo, dentre outros, um resumo dos dados coletados sobre a pessoa, família ou
coletividade humana em um dado momento do processo saúde e doença.
B) anotada em impresso próprio, contendo a justificativa das ações de enfermagem não realizadas e com registro opcional
das intervenções de enfermagem realizadas.
C) anotada opcionalmente, contendo, dentre outros, os resultados alcançados como consequência das ações ou intervenções
de enfermagem realizadas.
59

D) transmitida verbalmente, quanto ao histórico e diagnóstico de enfermagem, e o registro em impresso próprio está restrita
às intervenções de enfermagem realizadas.
E) anotada, obrigatoriamente em meio eletrônico, a partir de 1 de junho de 2014.
97. (2013/IBFC/EBSERH) A pena de cassação do direito ao exercício profissional é de competência do Conselho Federal de
Enfermagem, conforme o disposto no art. 18, da Lei n° 5.905/73. As penalidades, referentes à advertência verbal, multa, censura
e suspensão do exercício profissional, também são responsabilidade do Conselho Regional de Enfermagem, sendo registradas
no prontuário do profissional de Enfermagem. Leia as afirmativas abaixo e assinale a alternativa que corresponde à resposta
correta.
Para a graduação da penalidade e respectiva imposição consideram-se:
I. A maior ou menor gravidade da infração.
II. As circunstâncias agravantes e atenuantes da infração.
III. O dano causado e suas consequências.
IV. Os antecedentes do infrator.
V. O local da infração, sendo que as unidades críticas, como Unidade de Terapia Intensiva e Pronto Socorro são consideradas
as de maior gravidade.
Estão corretas as afirmativas
60

A) I,II,III e IV.
B) II,III e V.
C) III, IV e V
D) I, II, III, IV e V.
98. (2012/CESPE/TJ-GO) A Lei n.º 5.905/1973, que dispõe sobre a criação dos conselhos federal e regionais de enfermagem, deu
início ao processo de legalização das atividades profissionais da enfermagem. Com relação a essa lei, assinale a opção correta.
A) O mandato dos membros do conselho federal será honorífico e terá duração de dois anos, admitindo-se uma reeleição.
B) O conselho federal deve ser composto por vinte e cinco membros e igual número de suplentes, todos com nacionalidade
brasileira e portadores de curso de enfermagem de nível superior.
C) Os infratores do Código de Deontologia de Enfermagem serão penalizados, pelos presidentes dos conselhos regionais, com
advertência verbal, multa, suspensão do exercício profissional e cassação do direito ao exercício profissional.
D) O valor das multas e as infrações que implicam as diferentes penalidades serão disciplinados pelo conselho federal em
regimento específico.
E) O conselho federal e os conselhos regionais são órgãos disciplinadores do exercício da profissão de enfermeiro e das
demais profissões compreendidas nos serviços da enfermagem.
61

99. (2010/FCC/TRE-AM) Quanto à relevância do sigilo profissional, a Resolução COFEN 311/2007, no Código de Ética, estabelece
que
A) há isenção do dever do profissional em manter o sigilo, quando o fato já é de conhecimento público.
B) na atividade multiprofissional, o fato sigiloso poderá ser revelado quando necessário à prestação da assistência.
C) a revelação do sigilo é permitida, quando há falecimento da pessoa que lhe confiou o segredo.
D) o segredo profissional referente ao menor de idade deverá ser revelado aos pais deste, em quaisquer situações.
E) o profissional de enfermagem, intimado como testemunha, deverá, em todas as situações, revelar o segredo perante a
autoridade.
100. (2013/FADESP/COREN-PA) Um profissional enfermeiro, após realizar uma pesquisa de mercado e detectar que um número
significativo de pessoas, principalmente de idosos, necessitava constantemente de cuidados de enfermagem em nível domiciliar,
constituiu uma empresa de home-care para atender a essa demanda, na qual trabalhavam três enfermeiros e cinco técnicos de
enfermagem. O Conselho Regional de Enfermagem, após receber denúncia sobre a empresa, resolveu realizar uma diligência
ao local e constatou que a mesma não possuía registro junto ao COREN. Essa empresa poderá sofrer as penalidades constantes
na Lei nº
A) 6.437/77.
B) 6839/80.
C) 8078/90.
62

D) 8.142/90.

GABARITOS
1-B 2-E 3-C 4-B 5- A 6-B 7-C 8-D 9-C 10-C
11-B 12-A 13-A 14-A 15-D 16-B 17-A 18-A 19-B 20-C
21-B 22-D 23-D 24-B 25-D 26-A 27-E 28-B 29-A 30-E
31-C 32-A 33-E 34-A 35- E 36- B 37-A 38- A 39-A 40-D
41-D 42-D 43-D 44-A 45-E 46-E 47-C 48- A 49-C 50-C
51-B 52-A 53-E 54- A 55-B 56-A 57-D 58- A 59- B 60-B
61-C 62-E 63-E 64-D 65-A 66-B 67-A 68-A 69-C 70-B
71-C 72-C 73-E 74-B 75-E 76-C 77-C 78-B 79-D 80-E
63

81-A 82-A 83-D 84-A 85-C 86-C 87-C 88-B 89-D 90-D
91-C 92-B 93-C 94-C 95-A 96-A 97-A 98-E 99-B 100-
B
64

Parte 02 - BIOÉTICA
19- QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/Petrobras/Enfermeiro do trabalho) Um dos desafios para o sistema de saúde brasileiro, na


atualidade, tem sido o desenvolvimento de diretrizes clínicas ou guidelines que possam produzir ações assistenciais de
melhor qualidade, bem como auditar a prática clínica.

Nesse contexto, a enfermagem, para construir suas diretrizes de cuidado baseadas em evidências, deve considerar, em
primeiro lugar,
A) a consenso
B) a linguagem apropriada
C) a opinião acrítica
D) os estudos observacionais
E) os cenários reais
65

2. (2014/IADES/EBSERH/Nivel Médio-Técnico-Saúde do Trabalhador) Em Enfermagem Os princípios bioéticos do técnico


em enfermagem do trabalho, relacionados à informação adequada, a confidencialidade, ao consentimento e à privacidade,
estão relacionados à (ao)
A) dever social.

B) prestação de serviço.

C) atenção social.

D) autonomia.
E) advertência.

3. (2014/IADES/EBSERH/Nível Médio- Técnico -Saúde do Trabalhador) Acerca da conduta do técnico em enfermagem, no


atendimento em domicílio, assinale a alternativa incorreta

A) Revelar a sua enfermeira informações de caráter privado que envolvam questões de saúde.

B) Revelar informações de caráter privado de qualquer natureza aos membros da comunidade.


C) Revelar ao médico informações de caráter privado que envolvam diagnóstico médico.

D) Revelar à assistente social informações de caráter privado que envolvam questões sociais.
66

E) Fazer atendimento sem que esteja acompanhado do seu enfermeiro chefe.

4. (2013/VUNESP/IMESC/Técnico de Enfermeiro) O técnico de enfermagem participa da equipe que aplicará uma pesquisa
com seres humanos. De acordo com a Resolução 196/96, o princípio ético da autonomia é assegurado aos indivíduos e ou
grupos participantes por meio do processo de
A) declaração de destinação e/ou uso do material coletado.
B) descrição dos resultados a serem alcançados.

C) identificação da fonte e dos materiais utilizados.

D) explicitação quanto à propriedade das informações geradas.

E) consentimento livre e esclarecido.

5. (2013/CESPE/SERPRO/Técnico-Enfermeiro do Trabalho) A respeito das relações existentes entre os seres vivos, julgue
os itens subsequentes. O mutualismo é uma associação entre seres vivos, na qual ambos são beneficiados, e
frequentemente resulta em dependência mútua.
A) Certo

B) Errado
67

6. (2013/CESPE/SERPRO/Técnico-Enfermeiro do Trabalho) A respeito das relações existentes entre os seres vivos, julgue
os itens subsequentes. No parasitismo, o organismo de um ser vivo hospeda, abriga ou recebe outro ser vivo de espécie
diferente, que passa a morar nesse organismo e utiliza-se dessa moradia para se beneficiar.

A) Certo

B) Errado

7. (2013/CESPE/UNIPAMPA/Enfermeiro) Caso todos os órgãos de um doador estejam viáveis para transplante, vinte e cinco
pessoas, no máximo, poderão ser beneficiadas.

A) Certo

B) Errado

8. (2012/NB/UFPB/Enfermeiro) A expressão “problema interdependente” diz respeito aos problemas potenciais ou


complicações que são de origem clínica e que necessitam de intervenções interdependentes com o médico e outros
membros da equipe de saúde.

A) Certo

B) Errado
68

9. (2010/COVEST-COPSET/UFPE/Enfermeiro) É a capacidade de um bioagente produzir casos graves ou fatais, este é o


conceito de:
A) patogenicidade.
B) virulência.
C) poder invasivo.
D) dose infectante.
E) infectividade.
10. (2010/COVEST-COPSET/UFPE/Enfermeiro) No que se refere aos princípios éticos comuns, assinale a
alternativa CORRETA.
A) Autonomia é sinônimo do conceito de privacidade.
B) Beneficência é o dever de não infligir o mal.
C) Não maleficência é a promoção ativa de atos benevolentes.
D) Fidelidade é a manutenção da promessa
E) Veracidade refere-se à distribuição de benefícios sociais.
69

11. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Em relação às situações de atendimento ao


paciente submetido ao transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH), julgue os próximos itens.
O período de hospitalização para o paciente transplantado tem reduzido progressivamente de 30 a 35 dias para 5 a 10 dias,
independentemente da condição socioeconômica do paciente. Os fatores de avaliação para a alta consideram o tipo de
enxerto, a intensidade do regime de condicionamento e a presença de um cuidador em domicílio.
A) Certo
B) Errado
11.(2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Com respeito aos critérios de inclusão e
exclusão de doadoras de sangue do cordão umbilical e placentário (SCUP), julgue os itens a seguir.
São candidatas à doação de SCUP as gestantes que satisfaçam pelo menos uma das seguintes condições: idade entre 18 e
36 anos, inclusive, que tenha se submetido, no mínimo, a duas consultas pré-natais documentadas; idade gestacional igual
ou superior a 35 semanas, peso fetal igual ou superior a 2.000 g, bolsa rota há menos de 12 horas,
trabalho de parto sem anormalidade, ausência de processos infecciosos durante a gestação e doenças que possam interferir
com a vitalidade placentária.
A) Certo
B) Errado
13. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Com respeito aos critérios de inclusão e
exclusão de doadoras de sangue do cordão umbilical e placentário (SCUP), julgue os itens a seguir.
70

Temperatura materna superior a 38 ºC durante o trabalho de parto é considerado um critério de exclusão para doação de
SCUP.
A) Certo

B) Errado

14. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Com respeito aos critérios de inclusão e
exclusão de doadoras de sangue do cordão umbilical e placentário (SCUP), julgue os itens a seguir.
Diabetes melito e hipertensão arterial são exemplos de doenças que podem interferir na vitalidade da placenta, sendo
assim, um critério de exclusão para doação de SCUP.
A) Certo
B) Errado
15. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Com respeito aos critérios de inclusão e
exclusão de doadoras de sangue do cordão umbilical e placentário (SCUP), julgue os itens a seguir.
Mães que tiverem reação positiva com anticorpos IgM para citomegalovírus podem ser doadoras de SCUP.
A) Certo
B) Errado
71

16. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Julgue os itens que se seguem acerca do
SCUP.
O volume coletado do SCUP é o principal critério para uma coleta bem sucedida, seguido da esterilidade. Quanto maior o
volume, maior o número de células-tronco, possibilitando atender pacientes com maior idade.
A) Certo
B) Errado
17. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Julgue os itens que se seguem acerca do
SCUP.
O consentimento livre, esclarecido, consciente e desinteressado da doadora (ou seu responsável legal) deve ser obtido em
qualquer fase da coleta, por escrito, e ser redigido em uma linguagem clara e compreensível para o leigo.
A) Certo
B) Errado
18. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Julgue os itens que se seguem acerca do
SCUP.
O consentimento livre e esclarecido não pode ser obtido de pessoas com deficiências psíquicas, enfermidade mental ou
qualquer outra causa ou motivo que possa comprometer a garantia dos princípios bioéticos.
A) Certo
72

B) Errado
19. (2010/CESPE/INCA/Tecnologista Junior - Célula Tronco e Hematopoiética) Julgue os itens que se seguem acerca do
SCUP.
A coleta de sangue na placenta poderá ser realizada com a placenta ainda in útero ou após a sua dequitação (ex-útero). Se
optar pela coletaex-útero, a placenta deverá ser suspensa por um membro da equipe, com auxílio de compressas de gaze,
favorecendo a gravidade. A retirada da placenta quando manual deverá ser cuidadosa, visto que a fragmentação da mesma
acarreta em perdas significativas de sangue de cordão.
A) Certo
B) Errado

GABARITO:
73

1-E 2-D 3-B 4-E 5- 6- 7- 8- 9-B 10-D


Errado Certo Certo Certo
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19-
Errado Errado Certo Certo Errado Certo Certo Certo Errado
74

Parte 03 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM


O5 QUESTÕES

1. (2014/IADES/EBSERH) Desde o tempo de Florence Nightingale, o enfermeiro usa uma variedade de modelos de prestação de
cuidados de enfermagem para o cuidado do cliente. A filosofia que o enfermeiro estabelece para o cuidado de qualidade do
cliente orienta a escolha do modelo de prestação de cuidados. A respeito desses modelos, assinale a alternativa correta.
A) No cuidado integral ao cliente, o enfermeiro é responsável por todos os aspectos do cuidado de um ou mais clientes.
B) No cuidado integral ao cliente, os membros da equipe prestam cuidados diretos ao cliente sob a supervisão da enfermeira.
C) No cuidado integral ao cliente, há uma comunicação hierárquica.
D) Na enfermagem em equipe, o enfermeiro trabalha diretamente com o cliente, os familiares e a equipe de saúde.
E) Na enfermagem em equipe, o enfermeiro de referência assume a responsabilidade por um grupo de clientes.
2. (2013/FUNCAB/SESACRE) O conceito básico mais característico dos trabalhos escritos por Florence Nightingale é o de:
A) energia.
B) ambiente.
C) cultura.
75

D) interação.
E) diagnóstico.
3. (2013/AOCP/INES) Sabemos que na Antiguidade ocorria o sacrifício de surdos em função do ideal grego de beleza e perfeição.
Ademais, o nascimento de uma pessoa narrada como “deficiente” era concebido como um castigo dos deuses, o que justificava
a sua eliminação. Somente no século XVI é que iniciam as defesas a favor da capacidade do aprendizado desses sujeitos, em
especial, os surdos. Quem foi o primeiro professor de surdos de que se tem registro histórico?
A) O monge beneditino Pedro Ponce de Léon (1520 – 1584)
B) O abade Charles Michel de L’Epée (1712 – 1789).
C) O médico italiano Girolamo Cardano (1501-1576)
D) O médico britânico John Bulwer (1614 – 1684).
E) O físico Alexander Grahn Bell (1874 - 1922).
4. (2011/FUNIVERSA/SES-DF) A trajetória histórica da enfermagem, como uma prática de saúde tão antiga quanto a própria
humanidade, é marcada por períodos transitórios influenciados por aspectos das organizações sociais, relações de poder,
perspectivas socioeconômicas, ideologias e política. Acerca desse assunto, assinale a alternativa correta.
A) As práticas de saúde pós-monásticas foram marcadas pelo domínio do clérigo com reflexos sociais de expansão e criação
de novas universidades, retomada da ciência e progresso intelectual.
76

B) Durante a Inquisição, muitas mulheres, filósofos e cientistas sofreram perseguições, pois a prática de saúde associava-se
à religiosa, conhecida como a era das práticas mágico-sacerdotais.
C) A retomada da ciência, o declínio do Feudalismo no final do século XIII e o progresso social da Renascença foram fatores
importantes para o crescimento da enfermagem, contribuindo para o início da aplicação dos conhecimentos científicos na
profissão.
D) Florence Nightingale foi a precursora de uma nova enfermagem, por trazer concepções teórico-filosóficas de uma prática
envolvida de caráter disciplinar, humanística e diferenciada da prática médica não apenas nas ações, mas também no
conhecimento.
E) Nas escolas pré-hipocráticas, as concepções acerca do funcionamento do corpo humano e da natureza das doenças eram
marcadas de religiosidade, sistematização e produção de conhecimento científico.
5. (2009/FCC/TRT - 3ª Região (MG)) Florence Nightingale, considerada precursora da enfermagem, estabeleceu critérios para
aqueles que desejas- sem ingressar nessa profissão, tornando-a, desta forma, "... uma ciência e arte do cuidar". O sistema
Nigthingale tinha como pressupostos
A) ensino ocasional, seleção de candidatos sob aspectos cognitivo-afetivos, morais e religiosos.
B) ensino metódico, seleção de candidatos sob aspectos intelectuais, morais e aptidões.
C) ensino ocasional, seleção de candidatos sob aspectos morais, éticos e religiosos.
D) direção da escola por enfermeira, seleção de candidatos sob aspectos morais, éticos e religiosos.
77

E) direção da escola por enfermeira, seleção de candidatos sob aspectos intelectuais e religiosos.

GABARITO:
1- A 2- B 3-A 4- D 5-B
78

Parte 04 - TEORIAS DE ENFERMAGEM


14- QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/ Petrobras/ Enfermeiro(a) do Trabalho Júnior) No histórico de enfermagem foi informado que o
trabalhador teve afetada sua necessidade básica por ter apresentado problemas respiratórios ao desenvolver trabalho em
espaço confinado.

Nessa forma de registro, o informe da enfermeira está sustentado na teoria de

A) Sister Callista Roy

B) Wanda de Aguiar Horta

C) Marjorie Gordon

D) Madeleine Leininger

E) Martha Rogers
79

2. (2014/FCC/ TRT - 13ª Região (PB)/Analista Judiciário – Enfermagem) Para implantar a Sistematização da Assistência de
Enfermagem em uma unidade ambulatorial, os enfermeiros da unidade, inicialmente, devem adotar um marco conceitual que
fundamente a prática assistencial que o serviço almeja alcançar. Este marco denomina-se

A) Teoria de Donabedian.

B) Regimento de Enfermagem

C) Diagnóstico de Enfermagem.

D) Manual de Normas e Rotinas de Enfermagem.

E) Teoria de Enfermagem.

3. (2014/IADES/EBSERH/Nível Superior - Enfermeiro Assistencial) A definição de prioridades é a ordenação dos diagnósticos de


enfermagem ou problemas do cliente, utilizando as determinações de urgência e (ou) importância para estabelecer uma ordem
preferencial para as ações de enfermagem. Considerando a teoria das necessidades humanas básicas de Maslow, assinale a
alternativa que apresenta o diagnóstico de enfermagem com a mais alta prioridade.

A) Manutenção do lar prejudicada.

B) Percepção sensorial perturbada.


80

C) Planejamento de atividade ineficaz.

D) Processos familiares interrompidos.

E) Risco de desequilíbrio da temperatura corporal.

4. (2014/IADES/EBSERH/Nível Superior - Enfermeiro Assistencial) Assinale a alternativa que indica os conceitos que fazem parte
do modelo de sistemas de Neuman.

A) Fisiológico, espiritual, saúde, doença, promoção.

B) Psicológico, prevenção, recuperação, fisiológico, limitação.

C) Sociocultural, compaixão, empatia, fisiológico, psicológico.

D) De desenvolvimento, aceitação, prioridade, sociocultural, psicológico.

E) Fisiológico, psicológico, sociocultural, de desenvolvimento e espiritual.

5. (2014/IADES/EBSERH/Nível Superior - Enfermeiro Assistencial) O processo de enfermagem consiste em um método utilizado


para ordenar a assistência de enfermagem e é composto por fases. O autor que divide esse processo em seis fases é:

A) Imogene King.
81

B) Rosalinda Alfaro Lefevre.

C) Wanda de Aguiar Horta.

D) Florence Nightingale.

E) Patricia Iyer.

6. (2014/FCC/TCE-PI/ Enfermeiro) De acordo com a teoria das necessidades humanas básicas de Maslow, no planejamento da
assistência de enfermagem ao indivíduo doente, o enfermeiro deve considerar que

A) as necessidades humanas básicas fisiológicas consistem em hidratação, nutrição, eliminação, sono e oxigênio, dentre
outras.

B) o indivíduo precisa satisfazer as necessidades de nível superior para sentir a necessidade de atender as de nível inferior.

C) as necessidades humanas básicas estão hierarquizadas em cinco níveis, denominadas fisiológicas, de segurança e proteção,
de propriedade e de afeição, de poder e de autor realização.

D) as intervenções a serem executadas devem ser baseadas nas necessidades coletivas dos indivíduos.

E) ao satisfazer uma necessidade de nível superior do indivíduo, concomitantemente, estará contemplando as necessidades
de nível inferior.
82

7. (2014/FUNRIO/ IF-PI/ Enfermeiro) Uma teoria de enfermagem é uma conceitualização de alguns aspectos da enfermagem
que descrevem, explicam, preveem ou prescrevem os cuidados de enfermagem. Dentre as teóricas de enfermagem, assinale
aquela cuja teoria é concentrada sobre as relações interpessoais entre a enfermeira, o paciente e a família do paciente e no
desenvolvimento da relação enfermeira- paciente.

A) Florence Nightingale.

B) Virgínia Henderson.

C) Dorothea Orem.

D) Hildegard Peplau.

E) Madeleine Leininger.

8. (2013/FUNCAB/SESACRE/Enfermeiro) A teórica Dorothea Orem identificou três classificações de sistemas de enfermagem


para satisfazer aos requisitos de autocuidado do paciente. Os sistemas são os seguintes:

A) hospitalar, domiciliar para o autocuidado e de autoajuda.

B) psicobiológicos, psicossocial e psicoespiritual.

C) sociais (sociedade), interpessoais (grupos) e pessoais (indivíduos).


83

D) totalmente compensatório, parcialmente compensatório e de apoio-educação.

e) de ação, reação e interação.

9. (2012/IFC/IFC-SC/ Enfermeiro) Assinale alternativa CORRETA.

Segundo Oren (2006), a teoria de enfermagem do déficit do autocuidado está constituída por três teorias de sua autoria.

A) Teoria do autocuidado, teoria do déficit do autocuidado e teoria das ações de enfermagem.

B) Teoria do autocuidado, teoria do déficit do autocuidado e teoria do sistema de enfermagem.

C) Teoria do autocuidado, teoria do déficit do autocuidado e teoria da demanda do autocuidado terapêutico

D) Teoria do déficit do autocuidado, teoria das ações de enfermagem e teoria do sistema de enfermagem.

E) Teoria do déficit do autocuidado, teoria das ações de enfermagem e teoria da demanda do autocuidado terapêutico.

10. (2012/CESPE/TJ-AL/ Analista Judiciário – Enfermagem) Acerca das teorias de enfermagem, assinale a opção correta.

A) Virgínia Henderson introduziu a dimensão cultural do cuidado de enfermagem em sua teoria e criou a metodologia
denominada modelo do sol nascente.

B) Hildegard Peplau criou a teoria do modelo conceitual do homem.


84

C) De acordo com a teoria humanística de enfermagem, o cuidado de enfermagem promove as respostas adaptativas do
paciente mediante o fortalecimento dos mecanismos de enfrentamento regulador e cognitivo.

D) A teoria de Martha Rogers é composta pelos princípios de conservação: da energia, da integridade estrutural, da
integridade pessoal e da integridade social.

E) A teoria geral de enfermagem de Dorothea Orem é formada pelos seguintes constructos teóricos: teoria do autocuidado,
teoria do déficit de autocuidado e a teoria de sistemas de enfermagem

11. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO/Analista Judiciário – Enfermagem) Segundo o referencial de João Mohana, aplicado na
enfermagem, as necessidades humanas básicas classificadas como psicossociais compreendem, dentre outros, gregarismo e
liberdade, que consistem, respectivamente, na necessidade do indivíduo de:

A)

B)

C)
85

D)

E)

12. (2012/FCC/TJ-PE/Técnico Judiciário) Baseando-se na teoria das necessidades humanas, proposta por Maslow, considere as
proposições:

I. “Meu corpo não aceita comida porque meu intestino não quer funcionar”.

Necessidade: fisiológica.

II. “As rondas policiais estão mais ostensivas, agora tem vigilância no local, ficou mais seguro”.

Necessidade: autoestima.

III. “Estou feliz, agora me sinto pleno”.

Necessidade: autor realização.

IV. “Que falta eu sinto do meu amor”.

Necessidade: de afeto, amor e relacionamento.


86

A coerência entre o relato do trabalhador e a necessidade humana básica, associada pelo técnico de enfermagem, está
corretamente descrita em

A) I, apenas.

B) I e II, apenas.

C) I, III e IV, apenas.

D) II, III e IV, apenas.

E) I, II, III e IV.

13. (2011/FCC/ TRE-AP/Analista Judiciário – Enfermagem) O conceito de enfermagem evoluiu ao longo dos tempos.

Assistir, em enfermagem, é fazer pelo ser humano tudo aquilo que ele não pode fazer por si mesmo; ajudá-lo ou auxiliá-lo
quando parcialmente impossibilitado de se autocuidar; orientá-lo ou ensiná-lo, supervisioná-lo ou encaminhá-lo a outros
profissionais.
87

Este conceito é de autoria de

A) Wanda de Aguiar Horta.

B) Raquel Haddock Lobo.

C) Ana Néri.

D) Florence Nightingale.

E) Santa Clara.

14. (2011/CESPE/Correios/Enfermeiro do Trabalho) Tendo em vista que o processo de enfermagem, também conhecido como
metodologia de assistência, consiste em um conjunto de ações sistematizadas e holísticas empregado com a finalidade de
melhorar a assistência prestada ao indivíduo, à família e à comunidade, julgue os itens seguintes.

De acordo com a teoria de Levine, o paciente deve ser auxiliado pelo enfermeiro quanto ao alcance do autocuidado
terapêutico, estendendo-se esse auxílio aos membros da família e da comunidade.

A) Certo

B) Errado
88

GABARITO:

1-B 2-E 3-E 4-E 5-C 6-A 7-D 8-D 9-B 10- 11- 12- 13- 14-
E C C A Errado
89

Parte 05 - CÁLCULO E ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS


74 QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/ Petrobras) Em uma prescrição médica de cefalotina 600 mg, por via endovenosa, com disponibilidade
da medicação em frascos de 1 g, que volume de medicação, em ml, será aplicado?

A) 4

B) 6

C) 10

D) 15

E) 20

2. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) Foram prescritos 40 UI de insulina NPH (apresentação 100 UI/mL); porém, na unidade
de saúde, as seringas disponíveis são de 3 mL. Para cumprir a prescrição, a quantidade de insulina a ser administrada é de:

A) 0,2 mL.

B) 0,4 mL.
90

C) 1,0 mL.

D) 2,0 mL.

E) 4,0 mL.

3. (2014/UFBA/UFBA) Considere a seguinte prescrição médica: “suspensão de eritromicina, 250mg”. Tendo em vista que a
farmácia disponibilizou frasco de 100ml na concentração de 125mg/5ml, para atender ao que está prescrito deverão ser
administrados 2,5ml da medicação.

A) Certo

B) Errado

4. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO-MA) O médico prescreve ao paciente adulto a administração de:

I. cloridrato de propranolol 1 comprimido de 15 mg e no ambulatório. Os comprimidos desse medicamento apresentam-se


na dosagem de 10 mg e 40 mg.

II. antibiótico derivado da penicilina 700 mg por via intramuscular. A apresentação desse antibiótico é: frasco contendo 1 g do
medicamento diluído em 5 mL.

III. soro glicofisiológico (SGF 5%) 400 mL, em 8 horas.


91

Para atender a uma das dosagens prescritas, o técnico de enfermagem deverá administrar

A) 3,5 mL do antibiótico.

B) 1/5 do comprimido de 40 mg.

C) 1 comprimido de 10 mg e 1/4 do comprimido de 40 mg.

D) 1 comprimido de 10 mg e 1/3 do comprimido de 40 mg.

E) 3,0 mL do antibiótico.

5. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO-MA) O médico prescreve ao paciente adulto a administração de:

I. cloridrato de propranolol 1 comprimido de 15 mg e no ambulatório. Os comprimidos desse medicamento apresentam-se


na dosagem de 10 mg e 40 mg.

II. antibiótico derivado da penicilina 700 mg por via intramuscular. A apresentação desse antibiótico é: frasco contendo 1 g do
medicamento diluído em 5 mL.

III. soro glicofisiológico (SGF 5%) 400 mL, em 8 horas.

Para que o soro glicofisiológico 400 mL possa ser infundido em 8 horas é necessário que o número de gotas por minuto seja
de
92

A) 16 a 17.

B) 10 a 12.

C) 21 a 22.

D) 27 a 28.

E) 8 a 10.

6. (2014/CESGRANRIO/ Banco do Brasil) Foram prescritos 2000 ml de soro glicosado a 5% para serem administrados num período
de 6 horas. A velocidade de infusão em gotas por minuto, deverá ser de, aproximadamente,

A) 60

B) 86

C) 92

D) 112

E) 136
93

7. (2014/IBFC/TRE-AM) Para Fernanda de 3 anos está prescrito tratamento com ampicilina (frascos contendo 50mg/mL e de
60mL após reconstituição) por 10 dias. A dose da prescrição médica é de 250mg a cada 6 horas. O número de frascos a serem
fornecidos de ampicilina para todo o tratamento são ______. Orientar a mãe para administrar ______mL a cada 6 horas,
conforme prescrição médica. Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas.

A) 3 frascos; 2,5mL.

B) 4 frascos; 5mL.

C) 2 frascos; 2mL.

D) 5 frascos; 6mL.

8. (2014/IBFC/TRE-AM) Em uma unidade hospitalar foi prescrito um soro glicosado de 250mL a 10% para correr em 8 horas. No
armário da enfermaria tem soro glicosado de 250mL a 5% e ampolas de glicose a 50% com 10mL cada. Serão usadas ______
ampolas de glicose a 50% (de 10mL) e o gotejamento será de ______ gotas/minuto. Assinale a alternativa que completa correta
e respectivamente as lacunas.

A) 2,5 ampolas;11 gotas/minuto.

B) 3 ampolas; 13 gotas/minuto.

C) 5 ampolas; 37 gotas/minuto.
94

D) 3,5 ampolas; 36 gotas/minuto.

9. (2014/FUMARC/ AL-MG) Foi prescrito para um paciente intoxicado por ADT (antidepressivo tricíclico) 1 mEq/kg de peso de
Bicarbonato de Sódio. Sabe-se que 1mEq de bicarbonato de Na = 1ml da solução de bicarbonato de Na 8,4%. Sabendo que seu
paciente pesa 70 kg, qual será a dose (aproximada) a administrar da solução de bicarbonato a 5%?

A) 90 ml.

B) 118 ml.

C) 179 ml.

B) 240 ml.

10. (2014/FUMARC/AL-MG) A dose máxima de lidocaína que pode ser administrada num paciente com arritmias ventriculares
é 3 mg/kg. Considerando um adulto de 70 kg, isso corresponde a quanto da solução de lidocaína 2%?

A) 200 ml.

B) 3 ml.

C) 10,5 ml.

D) 20,8 ml.
95

11. (2014/FUMARC/AL-MG) Um paciente precisa receber 40 mg da Droga A, diluída para 10 ml de SF 0,9%. A apresentação de
A é frasco- ampola de 100 mg/10ml. Você preparará a medicação, utilizando

A) 4 ml de A e 6 ml de SF 0,9%.

B) 6 ml de A e 4 ml de SF 0,9%.

C) 4 ml de A e 10 ml de SF 0,9%.

D) 40 ml de A e 10 ml de SF 0,9%.

12. (2014/FUMARC/AL-MG) Em quanto tempo correrá o seguinte esquema de soro: SGI5% 500 ml + SGH 50% 40 ml +KCl 10%10
ml, na vazão de 40 gts/min?

A) 4horas e 10 minutos.

B) 4 horas e 35 minutos.

C) 4 horas e 58 minutos.

D) 5 horas.
96

13. (2014/FUMARC/ AL-MG) Um funcionário da sua empresa precisa receber 6 mg do medicamento B, o equivalente a 60 gotas,
conforme prescrito. No entanto, a apresentação da droga B está em frasco-ampola e você não tem conta gotas. A equivalência
CORRETA seria administrar

A) 3 ml de B.

B) 6 ml de B.

C) 9 ml de B.

D) 30 ml de B.

14. (2013/FUNCAB/SESACRE) A prescrição indica 1.500 mL de soro glicosado a 5% com 20 mEq de cloreto de sódio para ser
infundido em 12h.Quantos mililitros serão infundidos por hora?

A) 62

B) 112

C) 125

D) 136
97

15. (2013/FUNDEP/IPSEMG) Durante a internação de um paciente adulto, foram-lhe prescritos 125 mg (EV) do medicamento
Ampicilina a ser administrado de 6 em 6 horas. A farmácia disponibilizou frasco ampola de 1 g, em 10 ml.

Considerando a informação anterior, calcule quantos ml deverão ser administrados para que a dose em cada horário seja de
125 mg e assinale a alternativa CORRETA.

A) Deverão ser administrados 1,50 ml.

B) Deverão ser administrados 1,00 ml.

C) Deverão ser administrados 1,25 ml.

D) Deverão ser administrados 2,00 ml.

16. (2013/FUNDEP/IPSEMG) Foram prescritas para um paciente adulto 20 UI de insulina regular de 100 UI. No momento da
aplicação, no posto de enfermagem, só havia seringa de 3,0 ml.

Qual a quantidade de ml deverá ser administrada para que a dose seja a prescrita?

A) Deverão ser administrados 0,5 ml.

B) Deverão ser administrados 0,2 ml.

C) Deverá ser administrado 1,0 ml.


98

17. (2013/FUNDEP/ IPSEMG) A penicilina cristalina é um medicamento muito utilizado em vários processos infecciosos e é
encontrada em soluto em pó, em frasco ampola de 5.000.000.000 e 10.000 UI. Foi prescrita para um paciente adulto a dose de
500.000 UI (EV) de penicilina cristalina a ser administrada de 6 em 6 horas. A farmácia disponibilizou frasco ampola de 5.000.000
UI.

Considerando a informação anterior, calcule em quantos ml o medicamento deverá ser diluído para que 01 ml seja
correspondente à dose prescrita de 500.000 UI e assinale a alternativa CORRETA.

A) Deverá ser diluído em 10 ml.

B) Deverá ser diluído em 08 ml.

C) Deverá ser diluído em 04 ml.

D) Deverá ser diluído em 05 ml.

18. (2013/FCC/TRT - 5ª Região -BA) É prescrito 10 g de glicose ao paciente que apresenta quadro de hipoglicemia. No serviço de
saúde existem ampolas de 10 mL de glicose 25% e ampolas de 20 mL de glicose 50%. Nessa situação, deve-se administrar ao
paciente

A) 25 mL de glicose 25%.

B) 20 mL de glicose 50%.
99

C) 10 mL de glicose 50%.

D) 10 mL de glicose 25%.

E) 5 mL de glicose 25%.

19. (2013/CESPE/SEGESP-AL) A administração de medicamentos pela equipe de enfermagem constitui uma tarefa que demanda
grande responsabilidade, competência técnica e conhecimento de fármacos. Com relação ao preparo, à administração e à ação
desses produtos, julgue os itens a seguir.

O cálculo da velocidade de gotejamento de soluções a serem administradas no paciente em equipo de gotas é realizado por
meio da multiplicação do volume total, em litros, pelo número total de minutos durante os quais a solução será infundida.

A) Certo

B) Errado

20. (2013/VUNESP/ IMESC) Ao atender um paciente adulto febril, o técnico de enfermagem verifica que o médico prescreveu
dipirona 2 mL por via oral, e o local dispõe de um frasco de dipirona gotas com 10 mL a 10%. A quantidade prescrita pelo médico
equivale a

A) 10 gotas do frasco de dipirona a 10%


100

B) 20 gotas do frasco de dipirona a 10%.

C) 30 gotas do frasco de dipirona a 10%

D) 40 gotas do frasco de dipirona a 10%.

E) 50 gotas do frasco de dipirona a 10%.

21. (2013/CESPE/MPU)

Para atender à prescrição, a medicação deve ser administrada a um gotejamento de aproximadamente 33 gotas/min.

A) Certo
101

B) Errado

22. (2013/CESPE/MPU)

Para atender à prescrição, deve ser administrado 1g da medicação disponível, em um total de 25 mL.

A) Certo

B) Errado
102

23. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Um paciente tem como prescrição receber a dose de 200mg de determinado
medicamento, por via endovenosa. Sabendo-se que o medicamento vem em ampolas de 2ml, e que cada 1ml contém 50mg do
medicamento, assinale a alternativa que apresenta a quantidade de ampolas a ser administrada.

A) 2 ampolas.

B) 2,5 ampolas.

C) 3 ampolas.

D) 4 ampolas.

24. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Para infundir uma solução de 250ml de soro fisiológico a 0,9%, com o fluxo programado
para 45ml/h, serão necessárias, aproximadamente,

A) 2,5 horas.

B) 3 horas.

C) 3,5 horas.

D) 5,5 horas.
103

25. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Sabendo-se que 1ml equivale a aproximadamente 20 gotas, para infundir uma solução
de 500ml de soro fisiológico com o fluxo programado para 90 microgotas/minuto, serão necessárias, aproximadamente,

A)3,5 horas.

B) 5 horas.

C) 5,5 horas.

D) 6,5 horas.

26. (2013/UFPR/UFPR) O auxiliar de enfermagem realiza a administração de medicamentos simples por via parenteral. Para
tanto é imprescindível realizar cálculos matemáticos, pois nem sempre a dose prescrita é a que está disponível na Unidade.
Considere o seguinte caso: 30/05/2013, 07 h, sr. A.B.C, 72 anos, internado na Clínica Médica Masculina. Apresenta-se
consciente, lúcido e orientado. Relata dor contínua em região lombar. Prescrição: 125 mg de dipirona EV se necessário. A ampola
contém 1 mL a 50% (500 mg/mL).

Para ministrar a dose correta, o auxiliar de enfermagem deve proceder da seguinte forma:

A) diluir a ampola inteira em 20 mL de SF0 9% e aplicar somente 2,5 mL da solução.

B) diluir a ampola inteira em 10 mL de SF0 9% e aplicar somente 2,5 mL da solução.


104

C) diluir a ampola inteira em 10 mL de SF0 9% e aplicar somente 2,75 mL da solução.

D) diluir a ampola inteira em 20 mL de SF0 9% e aplicar somente 2,75 mL da solução.

E) diluir a ampola inteira em 5 mL de SF0 9% e aplicar somente 1,25 mL da solução.

27. (2013/NCE-UFRJ/ UFRJ) Cliente recebe, em bomba infusora, uma solução preparada com 119 ml de soro isiológico 0,9% e
100 UI de Insulina, na velocidade de infusão de 15 ml/h. Após 6 horas, ele recebeu a dosagem aproximada de Insulina equivalente
a:

A) 18 UI

B) 75 UI

C) 20 UI

D) 48 UI

E) 90 UI

28. (2013/FUMARC/ PC-MG) Considerando o correto cálculo para administração de medicamentos na enfermagem, em uma
solução glicosada de 500mL a 5%, temos

A) 25 gramas de glicose.
105

B) 50 gramas de glicose.

C) 75 gramas de glicose.

D) 100 gramas de glicose.

29. (2013/FUMARC/ PC-MG) A lidocaína 2% é um anestésico local com propriedades antiarrítimicas, cuja dose máxima para um
paciente adulto é de 3 mg/kg. Um frasco de 20 ml de lidocaína 2% tem quantos mg de lidocaína?

A) 400 mg.

B) 200 mg.

C) 40 mg.

D) 40 mg.

30. (2013/FCC/DPE-RS) Para preparar determinada medicação prescrita pelo médico, o técnico de enfermagem precisa
converter litro em mililitros. Para isso é necessário que o volume, em litro, seja

A) dividido por 100

B) dividido por 1.000.


106

C) multiplicado por 10.

D) multiplicado por 100.

E) multiplicado por 1.000.

31. (2013/FCC/DPE-RS) Na prescrição médica consta que deve ser administrado ao paciente 60 mg de um determinado
antibiótico, e o ambulatório dispõe de uma ampola de 2 mL contendo 80 mg. Nessa situação, será administrado

A) 1,5 mL.

B) 0,6 mL.

C) 1,2 mL.

D) 1,7 mL.

E) 1,8 mL.

32. (2013/FCC/DPE-RS) Durante os procedimentos de preparo e administração de medicação, o técnico de enfermagem, para
garantir uma prática segura, necessita saber que

A) 500 mL = 0,05 litro.


107

B) microgotas por segundo = mL por hora.

C) 10 mg = 0,01 grama.

D) 1 hora = 60 segundos.

E) 1 mL = 20 microgotas.

33. (2013/FCC/DPE-RS) Foi prescrito pelo médico um frasco de 100 mL de Soro Glicosado a 5%, para correr em 30 minutos.
Utilizando-se de um equipo de microgotas, o técnico de enfermagem deverá controlar o gotejamento para, aproximadamente,

A) 100 microgotas por minuto.

B) 200 microgotas por minuto.

C) 67 microgotas por minuto.

D) 60 microgotas por minuto.

E) 33 microgotas por minuto.

34. (2013/FCC/ TRT - 9ª REGIÃO -PR) Um cliente está recebendo uma infusão de 300 mL de soro fisiológico por veia periférica.
Considerando que a venóclise iniciou às 15 horas e o gotejamento é de 33 gotas/minuto, a previsão do término da infusão será,
aproximadamente, às
108

A) 15 horas.

B) 16 horas e 33 minutos.

C) 18 horas.

D) 19 horas e 30 minutos.

E) 20 horas.

35. (2012/IFC/IFC-SC) Identifique se são verdadeiras (V ) ou falsas ( F ) as alternativas quanto ao preparo, diluição e aplicação de
medicação.

( ) 1500 ml de soro fisiológico em 12 horas é igual a 42 gotas por minuto.

( ) Na via subcutânea a absorção é lenta e o volume não deve exceder a 1 ml.

( ) Vasto lateral da coxa é a segunda escolha de local para aplicação IM e o volume máximo é 5 ml.

( ) Há antagonismo entre duas drogas quando o efeito de uma é potencializado pelo efeito da outra.

( ) O termo “Em Bolus” refere-se a uma substância que é diluída em grande quantidade de soro para ser ministrada por via
endovenosa.
109

Assinale a alternativa que apresenta a seqüência correta de cima para baixo.

A) V – V – F – F – F

B) V – F – F – V – V

C) F – V – V – V – F

D) V – F – V – F – V

E) F – V – V – V – V

36. (2012/Quadrix/DATAPREV) Ao administrar 10 mg de amiodarona por via endovenosa, dispondo de frasco ampola contendo
50 mg desse medicamento e ampola de água destilada com 10 ml para diluição, a quantidade da solução a ser aspirada e
aplicada, em ml, deve ser de:

A) 0,1.

B) 0,2.

C) 1
110

D) 2

E) 1,2

37. (2012/FCC/TRT - 6ª Região -PE) A velocidade de infusão de 140 mL de Albumina 20% em 100 minutos será de

A) 1,8 microgotas/minuto.

B) 5,4 gotas/minuto.

C) 84,0 mL/hora.

D) 48,5 microgotas/minuto.

E) 88,2 mL/hora.

38. (2012/FCC/TRT - 6ª Região -PE) Um paciente deve receber, por via endovenosa, 520 mL de Soro Fisiológico 0,9% a uma
velocidade de infusão de 130 microgotas/minuto. O tempo necessário para a infusão de todo esse soro é de

A) cinco horas.

B) seis horas.

C) quatro horas.
111

D) duas horas.

E) três horas.

39. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) Ao administrar 500 mL de soro glicosado a 5% por via endovenosa na velocidade de 125
microgotas por minuto, o paciente será comunicado que a infusão finalizará em

A) 2 horas.

B) 3 horas.

C) 4 horas.

D) 6 horas.

E) 8 horas.

40. (2012/ND/ UFPB) Medicamento é toda substância que, introduzida no organismo, atua de forma preventiva ou profilática,
diagnóstica ou terapêutica. A propósito de medicamentos, julgue cada uma das assertivas seguintes:

Uma ampola tem 2,5mL e 4 gramas de Dexametasona por mL, então serão necessárias duas ampolas para administrar 20mg
de Dexametasona no paciente.

A) Certo
112

B) Errado

41. (2012/ND/ UFPB) Medicamento é toda substância que, introduzida no organismo, atua de forma preventiva ou profilática,
diagnóstica ou terapêutica. A propósito de medicamentos, julgue cada uma das assertivas seguintes:

O cálculo de gotejamento é feito pela fórmula: nº de gotas = volume em mL/Tempo. Portanto, para calcular microgotas,
utiliza-se a mesma fórmula, multiplicando-se o tempo por três.

A) Certo

B) Errado

42. (2012//FCC/TRE-PR) Prepare exatamente a dose certa.

Considerando esse cuidado, no preparo da medicação, e que o cliente deve receber 300 mg de ampicilina, o profissional de
enfermagem deve introduzir 6 mL de diluente no frasco contendo 1 g do antibiótico em pó e administrar, dessa solução,

A) 1,0 mL.

B) 1,8 mL.

C) 2,6 mL.

D) 3,0 mL.
113

E) 3,5 mL.

43. (2012/FCC/ TRE-PR) É prescrito a infusão de 350 mL de soro glicofisiológico, em 6 horas. Para atender a essa prescrição
médica é necessário calcular o gotejamento do soro para, aproximadamente,

A)35 gotas/minuto.

B) 28 microgotas/minuto.

C) 19 gotas/minuto.

D) 15 microgotas/minuto.

E) 12 gotas/minuto.

44. (2012/FCC/TJ-PE) A velocidade de infusão de 500 mL de soro fisiológico a 0,9% em 150 minutos será de

A) 40 gotas/minuto.

B) 90 gotas/minuto.

C) 100 mL/hora.

D) 150 mL/hora.
114

E) 200 microgotas/minuto.

45. (2012/FCC/TJ-PE) Foi solicitada ao técnico de enfermagem a administração de 25 gotas de determinado analgésico cuja
apresentação é de 250 mg/mL. Essa dosagem corresponde a

A) 0,25 mL.

B) 1,25 mL.

C) 2,05 mL.

D) 2,25 mL.

E) 2,5 mL.

46. (2011/CESGRANRIO/TranspetroProva) Para implementar uma prescrição de 250 miligramas de Cefalotina, cuja apresentação
é de 1 grama diluído em 10 mililitros de água destilada, deve-se aspirar o correspondente, em mililitros, a

A) 1,5

B) 2,5

C) 3,0
115

D) 4,0

E) 5,0

47. (2011/FCC/TRE-AP) Na administração de um soro com volume total de 750 mL, a 25 gotas por minuto, ao final de 4 horas o
volume infundido será de

A) 150 mL.

B) 200 mL.

C) 250 mL.

D) 300 mL.

E) 350 mL.

48. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO –MT) O gotejamento de um soro cujo volume total é de 1080 mL e o tempo de infusão
corresponde a 9 horas será de

A) 45 gotas/minuto.

B) 55 gotas/minuto.
116

C) 90 gotas/minuto.

D) 120 microgotas/minuto.

E) 140 microgotas/minuto.

49. (2011FCC/TRT - 23ª REGIÃO-MT) Para administrar ¼ do comprimido de captopril cuja apresentação é de 25 mg será
necessário diluir o comprimido em

A) 25 mL de água destilada e administrar 10 mL, que corresponde a 8,5 mg.

B) 15 mL de água destilada e administrar 4,7 mL, que corresponde a 12,5 mg.

C) 15 mL de água destilada e administrar 4,7 mL, que corresponde a 12,5 mg.

D) 5 mL de água destilada e administrar 5,5 mL, que corresponde a 2,25 mg.

E) 12 mL de água filtrada e administrar 7,4 mL, que corresponde a 4,25 mg.

50. (2011/FCC/ TRT - 4ª REGIÃO-RS) Ao administrar 750 mL de SGF (soro glicofisiológico) à velocidade de 125 microgotas por
minuto, a previsão de término da infusão ocorrerá em

A) 2 horas.
117

B) 3 horas.

C) 4 horas.

D) 6 horas.

E) 8 horas.

51. (2011/FCC/TRT - 24ª REGIÃO-MS) Para uma prescrição de 10 UI de insulina regular por via subcutânea, estão disponíveis
frasco com insulina regular 100 UI/mL e seringa 50 UI/mL. Com esse tipo de seringa, o volume de insulina a ser aspirado
corresponde a :

A) 10 UI.

B) 8 UI.

C) 5 UI.

D) 3 UI.

E) 2 UI.

52. (2011/FCC/ TRT - 24ª REGIÃO -MS) Para administrar uma solução de 360 mL de Glicose a 5% em 12 horas, a velocidade de
infusão em gotas/min e o volume administrado em mL/hora serão, respectivamente, de
118

A) 05 e 10.

B) 10 e 30.

C) 20 e 50.

D) 10 e 35.

E)40 e 30.

53. (2011/FCC/TRE-RN) Uma solução de medicação deve ser administrada na velocidade de 120 microgotas/minuto.
Considerando o tempo de infusão de 30 minutos, o volume a ser administrado será de

A) 6 mL.

B) 12 mL.

C) 30 mL.

D) 60 mL.

E) 120 mL.
119

54. (2011/FCC/TRE-RN) Foi orientado administrar 3,8 mg de enalapril via oral. O comprimido disponível no serviço contém 10
mg e foi diluído em 15 mL de água filtrada. Desta solução, a dose prescrita corresponde a

A) 5,07 mL.

B) 5,7 mL.

C) 6,25 mL.

D) 7, 5 mL.

E) 7,05 mL.

55. (2011/FCC/TRE-RN) Ao administrar Soro Fisiológico 0,9%, na velocidade de 103 mL/h em 6 horas, o volume total a ser
infundido será de

A) 10,3 mL.

B) 60 mL.

C) 100,3 mL.

D) 600 mL.
120

E) 618 mL.

56. (2010/FCC/ TRT - 9ª REGIÃO-PR) No rótulo de uma ampola de 2 mL consta que há 0,4% de um determinado medicamento.
Se o enfermeiro aplicar 1/4 dessa ampola, o cliente receberá

A) 0,5 mg do medicamento.

B) 1,0 mg do medicamento.

C) 2,0 mg do medicamento.

D) 3,0 mg do medicamento.

E) 4,0 mg do medicamento.

57. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Um cliente recebe 5 mL/h de uma solução de heparina contendo 18.000 UI em 600 mL de soro
fisiológico a 0,9%. A apresentação do frasco de heparina é de 5.000 UI / mL. Em 7 horas, esse paciente recebeu, em unidades
inter-nacionais de heparina, o equivalente a

A) 100.

B) 500.

C) 750.
121

D) 1.050.

E) 1.500.

58. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Para a administração de 1/4 da ampola de diazepan, cuja apresentação é de 10mg/2 mL, a
dosagem em mL e mg são, respectivamente, iguais a:

A) 2,5; 0,5.

B) 0,25; 2.

C) 0,25; 4.

D) d 1; 2,5.

E) 0,5; 2,5.

59. (2010/FCC/TRF- 4ª REGIÃO) O número de microgotas por minuto de uma solução fisiológica a 0,9% contendo 120 mL, para
ser infundida em 50 minutos, será de

A) 144.

B) 64.
122

C) 48.

D) 120.

E) 105.

60. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Para transformar 500 mL de soro glicosado (SG) 5% em 500 mL de SG 7% é necessário
acrescentar ao frasco

A) 35 mL de Glicose 25%.

B) 20 mL de Glicose 50%.

C) 15 mL de Glicose 25%.

D) 12,5 mL de Glicose 25%.

E) 10 mL de Glicose 50%.

61. (2010/FCC/AL-SP) Na administração de um soro com volume total de 1000 mL, o gotejamento estabelecido é de 40
gotas/minutos. Após três horas, havia no frasco a metade do volume inicial, quando deveriam ter sido infundidos

A) 120 mL.
123

B) 240 mL.

C) 280 mL.

D) 360 mL.

E) 420 mL.

62. (2010/FCC/TRE-AM) Um soro com volume total de 500 mL estava sendo infundido na velocidade de 45 gotas/min. Após 3
horas restava no frasco 235 mL, indicando que o soro estava atrasado, pois o volume que deveria ter sido infundido era de

A) 103 mL.

B) 105 mL.

C) 203 mL.

D) 325 mL.

E) 405 mL.

63. (2010/FCC/ TRE-AM) Para administrar 7,2 miligramas de Aminofilina, diluída em 90 mL de soro fisiológico a 0,9%, em 45
minutos, dispondo de ampola com 10 mL a 2,4%, a quantidade de aminofilina aspirada e o gotejamento em microgotas/mi-
nutos será, respectivamente, cerca de
124

A) 0,3 mL; 120.

B) 0,5 mL; 100.

C) 3 mL; 90.

D) 5 mL; 45.

E) 10 mL; 40.

64. (2010/FCC/TRE-AM) O gotejamento em microgotas por minuto de um soro cujo volume total é 504 mL e o tempo de infusão
de dez horas é de

A) 5,4

B) 50,4

C) 54,0

D) 54,4

E) 55,4
125

65. (2009/FUNDEP/FHEMIG) Tão importante quanto saber interpretar as prescrições médicas é saber calcular as doses e formas
de administração exatas prescritas.

Considerando a administração correta das medicações, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.

A) Foi prescrito soro fisiológico a 0,9% com volume de 500 ml para correr em quatro horas. Para atender corretamente a
prescrição, o soro foi colocado para correr a 42 gotas/minuto.

B) Foi prescrito soro fisiológico a 0,9% de 500 ml a 40 gotas/minuto para correr em Bomba de Infusão (BI). Ao colocar a
solução na bomba, o técnico de enfermagem colocou o soro para correr a 140 ml/hora a fim de adequar a utilização da BI à
prescrição.

C) A concentração de sódio em um frasco de 500 ml de soro fisiológico a 0,9% corresponde a 4,5 gramas de sódio no volume
total de 500 ml.

D) Foram prescritas 60 gotas de determinada medicação diluída em um copo de água por via oral. Como não havia conta-
gotas e para administrar a dose correta, o técnico aspirou três mililitros da medicação e os diluiu em um copo d’água.

66. (2009/FCC/TRT - 3ª Região-MG) Cliente apresenta hipoglicemia e necessita receber 20 mL de glicose a 20% por via EV.
Dispõe-se de ampolas de glicose a 10%, contendo 10 mL. Nessa situação, a dosagem a ser administrada, corresponde, em
miligramas e em mililitros, respectivamente, a
126

A) 4000 mg e 40 mL.

B) 3000 mg e 20 mL.

C) 2000 mg e 30 mL.

D) 1100 mg e 10 mL.

E) 1000 mg e 10 mL

67. (2009/FCC/ TRT - 7ª Região-CE) Um soro, com volume total de 1.000 mL, estava sendo administrado com 50 gotas/minutos.
Em 3 horas foram infundidos, aproximadamente:

A) 450 mL.

B) 350 mL.

C) 250 mL.

D) 550 mL.

E) 650 mL.
127

68. (2009/FCC/TRT - 7ª Região-CE) Para administrar 5 milhões de UI de Penicilina Cristalina, em 50 minutos, diluídas em 90 mL
de soro fisiológico a 0,9%, dispondo de frasco ampola contendo 5 milhões de UI. A dosagem da medicação a ser aspirada e o
gotejamento da solução corresponde, respectivamente, a cerca de

A) 10 mL; 120 microgotas.

B) 10 mL; 50 gotas.

C) 4 mL; 50 microgotas.

D) 4 mL; 100 gotas.

E) 3 mL; 80 microgotas.

69. (2008/FCC/TRT - 2ª REGIÃO-SP) O médico prescreveu Penicilina G benzatina 240.000 UI. Considerando que o frasco-ampola
com 4 mL contém 600.000 UI, o técnico de enfermagem deverá administrar

A) 1,6 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por via endovenosa.

B) 1,5 mL no terço médio do músculo vasto lateral da coxa.

C) 1,5 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por dispositivo intra-vascular.

D) 1,6 mL no quadrante superior externo do glúteo.


128

E) 1,2 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por via endovenosa profunda.

70. (2008/FCC/ TRT - 2ª REGIÃO -SP) O médico prescreveu ao cliente 400 mg de um antibiótico por via intra-muscular. No
ambulatório existem ampolas com 3 mL contendo 500 mg desse medicamento. Para atender à prescrição médica, o profissional
de enfermagem deverá aspirar da ampola

A) 2,4 mL.

B) 2,2 mL.

C) 2,0 mL.

D) 2,6 mL.

E) 2,7 mL.

71. (2008/FCC/ TRT - 2ª REGIÃO -SP) Injetou-se 5 mL de diluente em um frasco contendo 1 g de um determinado antibiótico. Ao
administrar 2 mL dessa solução, a quantidade de medicamento que o paciente receberá corresponde, em mg, a

A) 450.

B) 400.

C) 250.
129

D) 200.

E) 150.

72. (2008/FCC/TRT - 2ª REGIÃO -SP) A prescrição médica solicita que 250 mL de soro glicofisiológico sejam infundidos em 3
horas.

Para atender a essa prescrição, é necessário controlar o gotejamento do soro para, aproximadamente,

A) 42 gotas/minuto.

B) 32 gotas/minuto.

C) 28 gotas/minuto.

D) 19 gotas/minuto.

E) 14 gotas/minuto.

73. (2008/ FCC/TRT - 2ª REGIÃO -SP) A prescrição médica solicita que 250 mL de soro glicofisiológico sejam infundidos em 3
horas

Em microgotas, o gotejamento será de, aproximadamente,


130

A) 27 / 28 microgotas/minuto.

B) 31 / 32 microgotas/minuto.

C) 41 / 42 microgotas/minuto.

D) 71 / 72 microgotas/minuto.

E) 83 / 84 microgotas/minuto.

74. (2008/CESPE/UEPA) Considerando que, em 100 mL de solução fisiológica a 0,9%, sejam diluídas duas ampolas e meia de
amicacina para ser infundida por via intravenosa em uma hora, e considerando, ainda, que em cada ampola de amicacina
existam 2 mL com dose de concentração de 50 mg/mL e que o fator de gotejamento do equipo seja equivalente a 20, nessa
situação, a dosagem correta do medicamento a ser prescrita e o número de gotas por minuto que deverão correr no tempo
desejado são, respectivamente, de

A) 125 mg e 1,75 gotas.

B) 125 mg e 35 gotas.

C) 250 mg e 1,75 gotas.

D) 250 mg e 35 gotas.
131

Gabarito:
1-B 2-B 3-E 4-A 5-A 6-D 7-B 8-A 9-B 10-C 11-A 12-B 13-A 14-C 15-B 16-C 17-B 18-B 19-E 20-D
21-C 22-E 23-A 24-D 25-C 26-C 27-B 28-A 29-A 30-C 31-E 32-A 33-C 34-B 35-A 36-D 37-C 38-C 39-C 40-E
41-E 42-B 43-C 44-B 45-E 46-B 47-D 48-D 49-B 50-D 51-D 52-B 53-E 54-C 55-B 56-C 57-D 58-A 59-D 60-E
61-D 62-E 63-A 64-B 65-B 66-A 67-A 68-A 69-D 70-A 71-B 72-C 73-E 74-D
132

Parte 06 - ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS


92 QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/ Petrobras) Em uma prescrição médica de cefalotina 600 mg, por via endovenosa, com disponibilidade
da medicação em frascos de 1 g, que volume de medicação, em ml, será aplicado?

A) 4

B) 6

C) 10

D) 15

E) 20

2. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) Foram prescritos 40 UI de insulina NPH (apresentação 100 UI/mL); porém, na unidade
de saúde, as seringas disponíveis são de 3 mL. Para cumprir a prescrição, a quantidade de insulina a ser administrada é de:

A) 0,2 mL.

B) 0,4 mL.
133

C) 1,0 mL.

D) 2,0 mL.

E) 4,0 mL.

3.(2014/UFBA/UFBA) A reação anafilática, após administração de solução ou medicamento, é um evento grave, que pode ser
fatal e requer intervenção imediata, sendo que o quadro sintomático mais característico é o edema de faringe, a sibilância e
dor precordial.

A) Certo

B) Errado

4. (2014/UFBA/UFBA) Considere a seguinte prescrição médica: “suspensão de eritromicina, 250mg”. Tendo em vista
que a farmácia disponibilizou frasco de 100ml na concentração de 125mg/5ml, para atender ao que está prescrito deverão
ser administrados 2,5ml da medicação.

A) Certo

B) Errado
134

5. (2014/UFBA/UFBA) Os agentes antineoplásicos, quando extravasam da veia, têm ação irritante sobre o tecido mole e
induzem reações inflamatórias que provocam dano tecidual permanente e irreversível.

A) Certo

B) Errado

6. (2014/FGV/SUSAM) Uma das principais preocupações relacionada à terapia com digitálicos é quanto ao risco de
intoxicação. A esse respeito, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) Os sintomas clínicos de intoxicação por digitálicos incluem anorexia, náuseas, vômito, fadiga e mal-estar.

( ) A enfermagem deve monitorar o paciente para os fatores que aumentam o risco de intoxicação, como, por exemplo,
a hipercalemia.

( ) Pacientes em uso de digoxina devem ter a função renal monitorada, principalmente aqueles com 65 anos ou
mais, uma vez que esse medicamento é eliminado pelos rins.

As afirmativas são, respectivamente,

A) V, F e V.

B) V, V e F.
135

C) F, F e V.

D) F, V e F.

E) V, F e F

7. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO-MA) O médico prescreve ao paciente adulto a administração de:

I. cloridrato de propranolol 1 comprimido de 15 mg e no ambulatório. Os comprimidos desse medicamento apresentam-se


na dosagem de 10 mg e 40 mg.

II. antibiótico derivado da penicilina 700 mg por via intramuscular. A apresentação desse antibiótico é: frasco contendo 1 g do
medicamento diluído em 5 mL.

III. soro glicofisiológico (SGF 5%) 400 mL, em 8 horas.

Para atender a uma das dosagens prescritas, o técnico de enfermagem deverá administrar

A) 3,5 mL do antibiótico.

B) 1/5 do comprimido de 40 mg.

C) 1 comprimido de 10 mg e 1/4 do comprimido de 40 mg.


136

D) 1 comprimido de 10 mg e 1/3 do comprimido de 40 mg.

E) 3,0 mL do antibiótico.

8. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO-MA) O médico prescreve ao paciente adulto a administração de:

I. cloridrato de propranolol 1 comprimido de 15 mg e no ambulatório. Os comprimidos desse medicamento apresentam-se


na dosagem de 10 mg e 40 mg.

II. antibiótico derivado da penicilina 700 mg por via intramuscular. A apresentação desse antibiótico é: frasco contendo 1 g do
medicamento diluído em 5 mL.

III. soro glicofisiológico (SGF 5%) 400 mL, em 8 horas.

Durante o preparo e administração dos medicamentos prescritos, um procedimento de enfermagem é

A) realizar, antes da administração do antibiótico, teste de hipersensibilidade à penicilina em região dessensibilizada com
pomada de corticoide.

B) promover, especialmente durante o preparo, a aerossolização dos antibióticos.

C) preparar a solução glicofisiológica, acrescentando 20 mL de glicose 50% ao frasco de 400 mL de soro fisiológico.

D) preparar a solução glicofisiológica, acrescentando 50 mL de glicose 50% ao frasco de 400 mL de soro fisiológico.
137

E) selecionar o local da aplicação, que poderá ser o quadrante superior externo do glúteo.

9. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO-MA) O médico prescreve ao paciente adulto a administração de:

I. cloridrato de propranolol 1 comprimido de 15 mg e no ambulatório. Os comprimidos desse medicamento apresentam-se


na dosagem de 10 mg e 40 mg.

II. antibiótico derivado da penicilina 700 mg por via intramuscular. A apresentação desse antibiótico é: frasco contendo 1 g do
medicamento diluído em 5 mL.

III. soro glicofisiológico (SGF 5%) 400 mL, em 8 horas.

Para que o soro glicofisiológico 400 mL possa ser infundido em 8 horas é necessário que o número de gotas por minuto seja
de

A) 16 a 17.

B) 10 a 12.

C) 21 a 22.

D) 27 a 28.

E) 8 a 10.
138

10. (2014/CESGRANRIO/ Banco do Brasil) Foram prescritos 2000 ml de soro glicosado a 5% para serem administrados num
período de 6 horas. A velocidade de infusão em gotas por minuto deverá ser de, aproximadamente,

A) 60

B) 86

C) 92

D) 112

E) 136

11. (2014/FUMARC/AL-MG) Foi prescrito para um paciente intoxicado por ADT (antidepressivo tricíclico) 1 mEq/kg de peso de
Bicarbonato de Sódio. Sabe-se que 1mEq de bicarbonato de Na = 1ml da solução de bicarbonato de Na 8,4%. Sabendo que seu
paciente pesa 70 kg, qual será a dose (aproximada) a administrar da solução de bicarbonato a 5%?

A) 90 ml.

B) 118 ml.

C) 179 ml.

D) N240 ml.
139

12. (2014/FUMARC/AL-MG) A dose máxima de lidocaína que pode ser administrada num paciente com arritmias ventriculares
é 3 mg/kg. Considerando um adulto de 70 kg, isso corresponde a quanto da solução de lidocaína 2%?

A) 200 ml.

B) 3 ml.

C) 10,5 ml.

D) 20,8 ml.

13. (2014/FUMARC/AL-MG) Um paciente precisa receber 40 mg da Droga A, diluída para 10 ml de SF 0,9%. A apresentação de
A é frasco- ampola de 100 mg/10ml. Você preparará a medicação, utilizando

A) 4 ml de A e 6 ml de SF 0,9%.

B) 6 ml de A e 4 ml de SF 0,9%.

C) 4 ml de A e 10 ml de SF 0,9%.

D) 40 ml de A e 10 ml de SF 0,9%.

14. (2013/FUNCAB/ SESACREP) A prescrição indica 1.500 mL de soro glicosado a 5% com 20 mEq de cloreto de sódio para ser
infundido em 12h.Quantos mililitros serão infundidos por hora?
140

A) 62

B) 112

C) 125

D) 136

E) 187

15. (2013/FUNCAB/SESACRE) Os locais mais comuns para administração de injeção intramuscular são os músculos, EXCETO:

A) vasto lateral da coxa.

B) ventrogluteal.

C) grande dorsal.

D) deltoide.

E) dorsogluteal

16. (2013/FUNDEP/IPSEMG) A insulinoterapia é indicada em todos os casos de diabetes mellitus, nos quais o controle metabólico
não foi conseguido pelo uso da dieta ou hipoglicemiante oral.
141

Considerando a importância desse conhecimento para que o técnico de enfermagem ministre a insulina ao paciente com
diabetes, numere a COLUNA II de acordo com a COLUNA I.

COLUNA I

1. Insulina de ação rápida.

2. Insulina de ação intermediária.

COLUNA II

( ) Na sua utilização, é importante inverter o frasco e rolar lentamente entre as mãos antes de aspirar a solução.

( ) É ministrada pelo técnico de enfermagem, após prescrição médica sendo utilizada principalmente para tratamento da
cetoacidose.

( ) É cristalina e também conhecida como insulina regular.

( ) Tem aparência leitosa e seu tempo de ação é maior.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.

A) 1 1 2 2.
142

B) 2 1 2 1.

C) 2 1 1 2.

D) 1 2 1 2.

17. (2013/CESPE/SEGESP-AL) A administração de medicamentos pela equipe de enfermagem constitui uma tarefa que demanda
grande responsabilidade, competência técnica e conhecimento de fármacos. Com relação ao preparo, à administração e à ação
desses produtos, julgue os itens a seguir.

No corpo humano, a dipirona, cujas principais vias de administração são a oral, a intramuscular e a endovenosa, tem ação
analgésica e antitérmica.

A) Certo

B) Errado

18. (2013/CESPE/SEGESP-AL) A administração de medicamentos pela equipe de enfermagem constitui uma tarefa que demanda
grande responsabilidade, competência técnica e conhecimento de fármacos. Com relação ao preparo, à administração e à ação
desses produtos, julgue os itens a seguir.

O cálculo da velocidade de gotejamento de soluções a serem administradas no paciente em equipo de gotas é realizado por
meio da multiplicação do volume total, em litros, pelo número total de minutos durante os quais a solução será infundida.
143

A) Certo

B) Errado

19. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Tendo em vista que a realização de procedimentos em pacientes é uma prática sistematizada, que
deve obedecer a princípios mínimos para garantir a eficácia e a segurança tanto ao paciente como ao profissional, julgue os
itens a seguir.

O ângulo para inserção da agulha nas injeções subcutâneas varia entre 45 e 90 graus, a depender do porte físico do paciente
e do comprimento da agulha utilizada

A) Certo

B) Errado

20. (2013/VUNESP/IMESC) Na administração de injeções por via intramuscular em pacientes adultos idosos, com pouca massa
muscular, para minimizar a dor, a irritação local da pele e impedir a saída do medicamento, de acordo com o Conselho Regional
de Enfermagem (COREN-SP), a técnica atualmente recomendada é chamada de

A) Hochstetter

B) modelo geométrico
144

C) método em Z (Z-track).

D) hipodermólise.

E) ventroglútea

21. (2013/CESPE/MPU)
145

Para atender à prescrição, a medicação deve ser administrada a um gotejamento de aproximadamente 33 gotas/min.

A) Certo

B) Errado

22. (2013/CESPE /MPU)

Para atender à prescrição, deve ser administrado 1g da medicação disponível, em um total de 25 mL.
146

A) Certo

B) Errado

23. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Um paciente tem como prescrição receber a dose de 200mg de determinado
medicamento, por via endovenosa. Sabendo-se que o medicamento vem em ampolas de 2ml, e que cada 1ml contém 50mg do
medicamento, assinale a alternativa que apresenta a quantidade de ampolas a ser administrada.

A) 2 ampolas.

B) 2,5 ampolas.

C) 3 ampolas.

D) 4 ampolas.

24. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) A insulinoterapia é realizada pelo profissional de saúde ou pelo próprio paciente,
através da via de administração subcutânea. Sabendo-se que há diferentes tipos de insulina, assinale a alternativa que apresenta
o único tipo que pode também ser administrado por via endovenosa.

A) Insulina regular.

B) Insulina NPH.
147

C) Insulina lenta.

D) Insulina ultralenta.

25. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Sabendo-se que 1ml equivale a aproximadamente 20 gotas, para infundir uma solução
de 500ml de soro fisiológico com o fluxo programado para 90 microgotas/minuto, serão necessárias, aproximadamente,

A) 3,5 horas.

B) 5 horas.

C) 5,5 horas.

D) 6,5 horas.

26. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Assinale a alternativa que apresenta a quantidade máxima de líquido que pode ser
introduzida no músculo deltoide durante a administração de medicamento por via intramuscular.

A) 5ml.

B) 4ml.

C) 3ml.
148

D) 2ml.

27. (2013/CESPE/DEPEN) A administração de medicamentos é um dos deveres de maior responsabilidade da equipe de


enfermagem. Antes da administração, deve- se observar a regra dos sete certos: prescrição certa, leito certo, cliente certo,
medicamento certo, via certa, dose certa e hora certa. A respeito da via de administração de medicamentos, julgue os itens a
seguir

Para a administração de medicamentos por via intradérmica e por via subcutânea devem ser utilizadas seringas de 3 mL.

A) Certo

B) Errado

28. (2013/FUMARC/PC-MG) A lidocaína 2% é um anestésico local com propriedades antiarrítimicas, cuja dose máxima para um
paciente adulto é de 3 mg/kg. Um frasco de 20 ml de lidocaína 2% tem quantos mg de lidocaína?

A) 400 mg.

B) 200 mg.

C) 40 mg.

D) 40 mg.
149

29. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Julgue os itens seguintes, relativos à assistência de enfermagem e ao tratamento de distúrbio
hidroeletrolítico e acidobásico.

A reposição de volume por via endovenosa, após estabilização do quadro, e a reposição de eletrólitos, por via arterial, tratam
a desidratação ocasionada por perda de sódio, potássio, lítio, proteínas e magnésio.

A) Certo

B) Errado

30. (2013/FCC/TRT - 9ª REGIÃO-PR) Um cliente está recebendo uma infusão de 300 mL de soro fisiológico por veia periférica.
Considerando que a venóclise iniciou às 15 horas e o gotejamento é de 33 gotas/minuto, a previsão do término da infusão será,
aproximadamente, às

A) 15 horas.

B) 16 horas e 33 minutos.

C) 18 horas.

D) 19 horas e 30 minutos.

E) 20 horas.
150

31. (2013/FCC/ DPE-RS) Analise as quatro situações hipotéticas referentes ao preparo e administração de 100.000 UI (Unidades
Internacionais) de benzilpenicilina procaína + benzilpenicilina potássica.

I. Utilizar frasco contendo 400.000 UI de benzilpenicilina procaína e potássica, injetar 8 mL de diluente, aspirar 2,5 mL da
solução e aplicar no paciente esse volume.

II. Após a reconstituição, armazenar o medicamento no congelador em temperatura variando de -2 a + 2 ºC (menos dois a
mais dois graus Celsius).

III. Averiguar com o paciente e/ou familiar, previamente à administração, história de hipersensibilidade à penicilina.

IV. Administrar o medicamento diluído em 100 mL de soro glicosado a 5% por via intravenosa, em veia de grosso calibre.

Está correto o que consta APENAS em

A) III.

B) II e III.

C) I e III.

D) II, III e IV.

E) III e IV.
151

32. (2013Banca: CESPE/TRT - 10ª REGIÃO -DF e TO) No que se refere à farmacologia, julgue os itens seguintes.

Pós, comprimidos, suspensão e emulsão são medicamentos sólidos.

A) Certo

B) Errado

33. (2013/IADES/EBSERH) No serviço médico, um paciente diabético com DM recém- descoberta, solicitou à enfermagem a
aplicação de insulina, pois ainda não sabia como administrá-la adequadamente.

Assinale a alternativa que apresenta as vias administração da insulina:

A) Subcutânea somente.

B) Intradérmica, subcutânea e endovenosa.

C) Intramuscular, intradérmica e subcutânea.

D) Subcutânea, intramuscular e endovenosa.

E) Somente intradérmica.

34. (2012/FCC/TRT - 6ª Região-PE) A velocidade de infusão de 140 mL de Albumina 20% em 100 minutos será de
152

A) 1,8 microgotas/minuto.

B) 5,4 gotas/minuto.

C) 84,0 mL/hora.

D) 48,5 microgotas/minuto.

E) 88,2 mL/hora.

35. (2012/FCC/TRT - 6ª Região -PE) A expressão que exemplifica a etapa da clarificação no processo da comunicação está descrita
em:

A) Essa medicação que o senhor vai tomar é parecida com leite.

B) Vou repetir a orientação para o senhor.

C) O senhor confirma que sua altura é 1,80 m?

D) Não adianta fingir que não me ouve!

E) Ainda bem que a dor melhorou, senhor Alfredo.


153

36. (2012/FCC/TRT - 6ª Região-PE) Um paciente deve receber, por via endovenosa, 520 mL de Soro Fisiológico 0,9% a uma
velocidade de infusão de 130 microgotas/minuto. O tempo necessário para a infusão de todo esse soro é de

A) cinco horas.

B) seis horas.

C) quatro horas.

D) duas horas.

E) três horas.

37. ( 2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) Dentre as vantagens e desvantagens da hipodermóclise, em relação à via intravenosa,
destacam-se, respectivamente, a

A)

B)
154

C)

D)

E)

38. (2012/ND/UFPB) Medicamento é toda substância que, introduzida no organismo, atua de forma preventiva ou profilática,
diagnóstica ou terapêutica. A propósito de medicamentos, julgue cada uma das assertivas seguintes:

Uma ampola tem 2,5mL e 4 gramas de Dexametasona por mL, então serão necessárias duas ampolas para administrar 20mg
de Dexametasona no paciente.

A) Certo

B) Errado

39. (2012/FCC/ TRE-PR) Um trabalhador hipertenso fará uso de propanolol, porém tem antecedente de asma. Atentamente, o
profissional de enfermagem relacionou o uso do medicamento com o risco de ocorrência de

A) carcinogênese.
155

B) broncoconstrição.

C) taquicardia.

D) hipertireoidismo.

E) síndrome de Cushing.

40. (2012/FCC/TRE-PR) No manejo do medicamento líquido, o volume a ser administrado por via oral pode ser medido em
colher. Considerando a medida padrão, está correta a seguinte equivalência:

A) 1 colher de chá = 1/4 medida = 2 mL.

B) 1 colher de sobremesa = 1/2 medida = 5 mL.

C) 1 colher de sopa = 1 medida = 15 mL.

D) 1 colher de chá = 1 medida = 2,5 mL.

E) 1 colher de sobremesa = 2 medidas = 17,5 mL.

41. (2012/FCC/TRE-PR) Prepare exatamente a dose certa.


156

Considerando esse cuidado, no preparo da medicação, e que o cliente deve receber 300 mg de ampicilina, o profissional de
enfermagem deve introduzir 6 mL de diluente no frasco contendo 1 g do antibiótico em pó e administrar, dessa solução,

A) 1,0 mL.

B) 1,8 mL.

C) 2,6 mL.

D) 3,0 mL.

E) 3,5 mL.

42. (2012/FCC/TRE-PR) Na venóclise, as duas soluções isotônicas que podem ser utilizadas são:

A) soros glicosado 5% e 10%.

B) soro glicosado 10% e solução de manitol 20%.

C) solução de aminoácidos e água destilada.

D) soluções de bicarbonato de sódio a 10% e de Ringer simples.

E) soro glicosado 5% e soro fisiológico 0,9%.


157

43. (2012/FCC/TRE-PR) É prescrito a infusão de 350 mL de soro glicofisiológico, em 6 horas. Para atender a essa prescrição
médica é necessário calcular o gotejamento do soro para, aproximadamente,

A) 35 gotas/minuto.

B) 28 microgotas/minuto.

C) 19 gotas/minuto.

D) 15 microgotas/minuto.

E) 12 gotas/minuto.

44. (2012/PaqTcPB/UEPB) Objetivando reduzir a “zero” o erro na administração de medicamentos, preconiza-se seguir a regra
dos cinco certos, que são:

A) Medicamento, via, dose, horário, paciente.

B) Medicamento, via, leito, paciente, dose.

C) Via, prescrição, leito, paciente, dose.

D) Dose, prescrição, leito, enfermaria, paciente.


158

E) Via, dose, horário, prazo de validade, paciente.

45. (2012/PaqTcPB/UEPB) São características na administração de medicamentos pela via subcutânea, EXCETO:

A) Um dos locais para administração é a face anterior da coxa.

B) Sua absorção é mais rápida que a via intramuscular.

C) O acúmulo de medicamentos dentro dos tecidos pode causar abcessos estéreis.

D) O peso corporal do paciente indica a profundidade da camada subcutânea.

E) Os locais escolhidos devem estar livres de lesões e proeminências ósseas.

46. (2012/FCC/ TJ-PE) A velocidade de infusão de 500 mL de soro fisiológico a 0,9% em 150 minutos será de

A) 40 gotas/minuto.

B) 90 gotas/minuto.

C) 100 mL/hora.

D) 150 mL/hora.

E) 200 microgotas/minuto.
159

47. (2012/FCC/TJ-PE) Foi solicitada ao técnico de enfermagem a administração de 25 gotas de determinado analgésico cuja
apresentação é de 250 mg/mL. Essa dosagem corresponde a

A) 0,25 mL.

B) 1,25 mL.

B) 2,05 mL.

D) 2,25 mL.

E) 2,5 mL.

48. (2011/CESGRANRIO/ Transpetro) Para implementar uma prescrição de 250 miligramas de Cefalotina, cuja apresentação é
de 1 grama diluído em 10 mililitros de água destilada, deve-se aspirar o correspondente, em mililitros, a

A) 1,5

B) 2,5

C) 3,0

D) 4,0
160

E) 5,0

49. (2011/FCC/TRE-AP) Na administração de um soro com volume total de 750 mL, a 25 gotas por minuto, ao final de 4 horas o
volume infundido será de

A) 150 mL.

B) 200 mL.

C) 250 mL.

D) 300 mL.

E) 350 mL.

50. (2011/FCC/ TRT - 23ª REGIÃO -MT) Para administrar ¼ do comprimido de captopril cuja apresentação é de 25 mg será
necessário diluir o comprimido em

A) 25 mL de água destilada e administrar 10 mL, que corresponde a 8,5 mg.

B) 15 mL de água destilada e administrar 4,7 mL, que corresponde a 12,5 mg.

C) 15 mL de água destilada e administrar 4,7 mL, que corresponde a 12,5 mg.


161

E) 12 mL de água filtrada e administrar 7,4 mL, que corresponde a 4,25 mg.

51. (2011/FCC/TRT - 4ª REGIÃO-RS) Ao administrar 750 mL de SGF (soro glicofisiológico) à velocidade de 125 microgotas por
minuto, a previsão de término da infusão ocorrerá em

A) 2 horas.

B) 3 horas.

C) 4 horas.

D) 6 horas.

E) 8 horas.

52. (2011/FCC/TRE-RN) Dentre os fatores que interferem na velocidade da absorção da insulina, incluem-se

A) banho frio, compressa fria, exercício físico e hipertermia, diminuindo a velocidade, ocasionando hiperglicemia.

B) massagem, compressa fria, hipertermia e desidratação, aumentando a velocidade, ocasionando hiperglicemia.

C) exercício físico, aumento da temperatura ambiente, hipertermia e banho quente, aumenando a velocidade, ocasionando
hipoglice- mia.
162

D) aumento da temperatura ambiente, desidratação, banho frio e compressa fria, diminuindo a velocidade, ocasionando
hipoglicemia.

E) desidratação, exercício físico, hiportermia e compressa quente, aumentando a velocidade, ocasionando hipoglicemia.

53. (2011/FCC/ TRT - 24ª REGIÃO -MS) Na administração de medicamentos por via parenteral em indivíduo adulto, o volume
máximo permitido para aplicação de medicamentos, considerando as diferentes vias, corresponde, respectivamente, a

A) 0,2 mL intraóssea.

B) 0,5 mL intradérmica.

C) 5 mL endovenosa.

D) 4 mL subcutânea.

E) 10 mL intramuscular.

54. (2011/FCC/TRT - 24ª REGIÃO-MS) Para uma prescrição de 10 UI de insulina regular por via subcutânea, estão disponíveis
frasco com insulina regular 100 UI/mL e seringa 50 UI/mL. Com esse tipo de seringa, o volume de insulina a ser aspirado
corresponde a

A) 10 UI.
163

B) 8 UI.

C) 5 UI.

D) 3 UI.

E) 2 UI.

55. (2011/FCC/TRT - 24ª REGIÃO -MS) Para administrar uma solução de 360 mL de Glicose a 5% em 12 horas, a velocidade de
infusão em gotas/min e o volume administrado em mL/hora serão, respectivamente, de

A) 05 e 10.

B) 10 e 30.

C) 20 e 50.

D) 10 e 35.

E) 40 e 30.

56. (2011/CESPE/STM) Em relação aos diferentes procedimentos e recomendações de enfermagem, julgue os itens de 76 a 82.
164

Para ajudar a reduzir os erros de medicação, é fundamental cumprir o checklist da regra dos certos, que é composta por
quatro itens: dose certa, paciente certo, via certa, hora certa.

A) Certo

B) Errado

57. (2010/CESPE/MPU) Considerando o papel do técnico de enfermagem na administração de medicamentos, julgue os itens a
seguir.

Na medicação endovenosa de doentes com cateter venoso periférico heparinizado, deve-se observar a seguinte sequência:
injetar de 3 mL a 5 mL de soro fisiológico, administrar lentamente o medicamento, injetar de 3 mL a 5 mL de soro fisiológico
e heparinizar o cateter.

A) Certo

B) Errado

58. (2010/FCC/ TRT - 9ª REGIÃO-PR) No rótulo de uma ampola de 2 mL consta que há 0,4% de um determinado medicamento.
Se o enfermeiro aplicar 1/4 dessa ampola, o cliente receberá

A) 0,5 mg do medicamento.
165

B) 1,0 mg do medicamento.

C) 2,0 mg do medicamento.

D) 3,0 mg do medicamento.

E) 4,0 mg do medicamento.

59. (2010/FCC/ TRF - 4ª REGIÃO) Na administração de medicamentos por via intramuscular, é recomendável

A) utilizar a região de Hochester, quando o volume a ser administrado for maior que 8 mL.

B) optar por locais que não tenham recebido injeções recentes, com ausência de lesões e de ferimentos.

C) administrar volumes maiores que 5 mL em duas aplicações, na região do deltoide direito.

D) injetar na região glútea, quando o volume a ser administrado for maior que 7 mL, ao associar dois medicamentos.

E) posicionar a agulha em ângulo de 45° em aplicações no músculo reto-femoral.

60. (2010/FCC/TRF- 4ª REGIÃO) Previamente à administração de medicação no paciente, por via parenteral, é necessário que o
técnico de enfermagem realize

A) antissepsia da pele.
166

B) lavagem da sonda nasogástrica.

C) antissepsia do cateter enteral.

D) degermação do material.

E) aspiração da sonda gástrica.

61. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Com relação à insulina e respectiva técnica de administração, o técnico de enfermagem deve
saber que

A) os diversos tipos de insulina diferem entre si quanto à concentração, ao grau de emulsificação e ao tempo de ação.

B) a insulina pode ser conservada entre 10 °C a 12 °C na parte inferior da geladeira, com validade máxima de uma semana,
após a abertura do frasco.

C) a insulina de ação rápida usualmente é administrada por via intramuscular e, em situações de emergência, por via
endovenosa.

D) as regiões mais recomendadas para a administração são face interna do braço, região escapular, área abdominal externa
e panturrilhas.

E) as insulinas de ação prolongada apresentam ausência do pico de ação e evitam episódios de hipoglicemia.
167

62. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) O número de microgotas por minuto de uma solução fisiológica a 0,9% contendo 120 mL, para
ser infundida em 50 minutos, será de

A) 144.

B) 64.

C) 48.

D) 120.

E) 105.

63. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Na administração de medicamentos por via oral, intramuscular ou endovenosa, além de
conhecer a indicação, o modo de preparo e os eventos adversos de tais medicamentos, é direito do profissional de enfermagem

A) não executar a prescrição medicamentosa e terapêutica, em caso de identificação de erro ou ilegibilidade.

B) executar prescrição medicamentosa e terapêutica sem o carimbo do profissional.

C) recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica sem a assinatura e o registro do profissional, inclusive em
situações de urgência e emergência.

D) ter autonomia para aplicar medicamentos não prescritos.


168

E) não executar a prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em situações de urgência e emergência.

64. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Para transformar 500 mL de soro glicosado (SG) 5% em 500 mL de SG 7% é necessário
acrescentar ao frasco

A) 35 mL de Glicose 25%.

B) 20 mL de Glicose 50%.

C) 15 mL de Glicose 25%.

D) 12,5 mL de Glicose 25%.

E) 10 mL de Glicose 50%.

65. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Previamente à administração de medicação no paciente, por via parenteral, é necessário que o
técnico de enfermagem realize

A) antissepsia da pele.

B) lavagem da sonda nasogástrica.

C) antissepsia do cateter enteral.


169

D) degermação do material.

E) aspiração da sonda gástrica.

66. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Para a administração de 1/4 da ampola de diazepan, cuja apresentação é de 10mg/2 mL, a
dosagem em mL e mg são, respectivamente, iguais a:

A) 2,5; 0,5.

B) 0,25; 2.

C) 0,25; 4.

D) 1; 2,5.

E) 0,5; 2,5

67. (2010/CESPE/BRB) Acerca de intoxicações ou superdosagens de substâncias que podem provocar alterações físicas e mentais
nos indivíduos, julgue os itens de 57 a 62.

A lavagem gástrica é indicada para a descontaminação gastrintestinal em casos de ingestão de substâncias como os
hidrocarbonetos. Nesse procedimento, utiliza-se uma sonda de baixo calibre a fim de se evitar perfuração esofágica.

A) Certo
170

B) Errado

68. (2010/CESPE/BRB) Acerca de intoxicações ou superdosagens de substâncias que podem provocar alterações físicas e mentais
nos indivíduos, julgue os itens de 57 a 62.

A quelação é um método de descontaminação inicial que deve ser empregado em associação ao carvão ativado, a fim de
promover a eliminação das substâncias e toxinas por evacuação.

A) Certo

B)Errado

69. (2010/FCC/AL-SP) Na administração de um soro com volume total de 1000 mL, o gotejamento estabelecido é de 40
gotas/minutos. Após três horas, havia no frasco a metade do volume inicial, quando deveriam ter sido infundidos

A) 120 mL.

B) 240 mL.

C) 280 mL.

D) 360 mL.

E) 420 mL.
171

70. (2010/CESPE/INCA) Com relação ao extravasamento de quimioterápicos, que é a infiltração acidental da droga no tecido
subcutâneo próximo ao sítio de venopunção, julgue os itens a seguir.

São medidas apropriadas em caso de extravasamento: retirar o acesso venoso atual, realizar compressas frias e comunicar ao
enfermeiro imediatamente.

A) Certo

B) Errado

71 (2010/FCC/TRE-AM) Um soro com volume total de 500 mL estava sendo infundido na velocidade de 45 gotas/min. Após 3
horas restava no frasco 235 mL, indicando que o soro estava atrasado, pois o volume que deveria ter sido infundido era de

A) 103 mL.

B) 105 mL.

C) 203 mL.

D) 325 mL.

E) 405 mL.
172

72. (2010/FCC/TRE-AM) Para administrar 7,2 miligramas de Aminofilina, diluída em 90 mL de soro fisiológico a 0,9%, em 45
minutos, dispondo de ampola com 10 mL a 2,4%, a quantidade de aminofilina aspirada e o gotejamento em microgotas/mi-
nutos será, respectivamente, cerca de

A) 0,3 mL; 120.

B) 0,5 mL; 100.

C) 3 mL; 90.

D) 5 mL; 45.

73. (2010/FCC/TRE-AM) O gotejamento em microgotas por minuto de um soro cujo volume total é 504 mL e o tempo de infusão
de dez horas é de

A) 5,4

B) 50,4

C) 54,0

D) 54,4

E) 55,4
173

74. (2009/FUNDEP/FHEMIG) Tão importante quanto saber interpretar as prescrições médicas é saber calcular as doses e formas
de administração exatas prescritas.

Considerando a administração correta das medicações, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.

A) Foi prescrito soro fisiológico a 0,9% com volume de 500 ml para correr em quatro horas. Para atender corretamente a
prescrição, o soro foi colocado para correr a 42 gotas/minuto.

B) Foi prescrito soro fisiológico a 0,9% de 500 ml a 40 gotas/minuto para correr em Bomba de Infusão (BI). Ao colocar a solução
na bomba, o técnico de enfermagem colocou o soro para correr a 140 ml/hora a fim de adequar a utilização da BI à prescrição.

C) A concentração de sódio em um frasco de 500 ml de soro fisiológico a 0,9% corresponde a 4,5 gramas de sódio no volume
total de 500 ml.

D) Foram prescritas 60 gotas de determinada medicação diluída em um copo de água por via oral. Como não havia conta-
gotas e para administrar a dose correta, o técnico aspirou três mililitros da medicação e os diluiu em um copo d’água.

75. (2009/FCC/TRT - 3ª Região-MG) Cliente apresenta hipoglicemia e necessita receber 20 mL de glicose a 20% por via EV.
Dispõe-se de ampolas de glicose a 10%, contendo 10 mL. Nessa situação, a dosa- gem a ser administrada, corresponde, em
miligramas e em mililitros, respectivamente, a

A) 4000 mg e 40 mL.
174

B) 3000 mg e 20 mL.

C) 2000 mg e 30 mL.

D) 1100 mg e 10 mL.

E) 1000 mg e 10 mL.

76. (2009/FCC/TRT - 7ª Região -CE) Um soro, com volume total de 1.000 mL, estava sendo administrado com 50 gotas/minutos.
Em 3 horas foram infundidos, aproximadamente:

A) 450 mL.

B) 350 mL.

C) 250 mL.

D) 550 mL.

E) 650 mL.

77. ( 2009/FCC/TRT - 7ª Região-CE) Para administrar 5 milhões de UI de Penicilina Cristalina, em 50 minutos, diluídas em 90 mL
de soro fisiológico a 0,9%, dispondo de frasco ampola contendo 5 milhões de UI. A dosagem da medicação a ser aspirada e o
gotejamento da solução corresponde, respectivamente, a cerca de
175

A) 10 mL; 120 microgotas.

B) 10 mL; 50 gotas.

C) 4 mL; 50 microgotas.

D) 4 mL; 100 gotas.

E) 3 mL; 80 microgotas.

78. (2009/CESPE/FUB) Julgue os itens a seguir acerca de aspectos relacionados aos procedimentos de enfermagem.

Os melhores locais para administração de injeção subcutânea são a face interna dos antebraços, o abdome e as faces
anteriores das coxas.

A) Certo

B) Errado

79. ( 2009/FCC/ TJ-PA) Um cliente adulto que iniciará tratamento para sífilis expressa a sua preferência em receber 5 mL de
penicilina benzatina no deltóide. Ao observar que essa re-gião apresenta pouca massa muscular, o enfermeiro deve

A) ministrar a medicação fracionada nos dois deltóides e nos dois glúteos.


176

B) intercalar aplicações frias com compressas quentes no deltóide, durante 15 minutos, antes e após a aplicação da
medicação.

C) aplicar pomada trombolítica no deltóide 15 minutos antes e logo após a aplicação da medicação.

D) conversar com o cliente sobre a inadequação da escolha desse local de aplicação, orientando-o sobre outras regiões mais
indicadas.

E) ministrar 1 mL em cada deltóide e 3 mL em um dos glúteos.

80. (2008/CESPE/SERPRO) A utilização de diferentes vias para a aplicação de injeção é justificada pelo objetivo que se quer
alcançar com a substância utilizada e pelas características do paciente. Em relação à administração de medicamentos por via
parenteral, julgue os itens que se seguem.

A via intramuscular é escolhida para a aplicação de injeção porque a substância injetada pode ser irritativa, volumosa, ou de
difícil absorção.

A) Certo

D) Errado
177

81. (2008/CESPE/SERPRO) A utilização de diferentes vias para a aplicação de injeção é justificada pelo objetivo que se quer
alcançar com a substância utilizada e pelas características do paciente. Em relação à administração de medicamentos por via
parenteral, julgue os itens que se seguem.

A injeção subcutânea é utilizada para fazer testes alérgicos e para reações de hipersensibilidade.

A) Certo

B) Errado

82. (2008/FCC/ TRT - 2ª REGIÃO-SP) O médico prescreveu Penicilina G benzatina 240.000 UI. Considerando que o frasco-ampola
com 4 mL contém 600.000 UI, o técnico de enfermagem deverá administrar

A) 1,6 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por via endovenosa.

B) 1,5 mL no terço médio do músculo vasto lateral da coxa.

C) 1,5 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por dispositivo intra-vascular.

D) 1,6 mL no quadrante superior externo do glúteo.

E) 1,2 mL dissolvido em 50 mL de SG 5% por via endovenosa profunda.


178

83. (2008/FCC/ TRT - 2ª REGIÃO -SP) O médico prescreveu ao cliente 400 mg de um antibiótico por via intra-muscular. No
ambulatório existem ampolas com 3 mL contendo 500 mg desse medicamento. Para atender à prescrição médica, o profissional
de enfermagem deverá aspirar da ampola

A) 2,4 mL.

B) 2,2 mL.

C) 2,0 mL.

D) 2,6 mL.

E) 2,7 mL.

84. (2008/FCC/TRT - 2ª REGIÃO-SP) A prescrição médica solicita que 250 mL de soro glicofisiológico sejam infundidos em 3 horas.

Para atender a essa prescrição, é necessário controlar o gotejamento do soro para, aproximadamente,

A) 42 gotas/minuto.

B) 32 gotas/minuto.

C) 28 gotas/minuto.
179

D) 19 gotas/minuto.

E) 14 gotas/minuto.

85. (2008/FCC/TRT - 2ª REGIÃO -SP) A prescrição médica solicita que 250 mL de soro glicofisiológico sejam infundidos em 3
horas.

Em microgotas, o gotejamento será de, aproximadamente,

A) 27 / 28 microgotas/minuto.

B) 31 / 32 microgotas/minuto.

C) 41 / 42 microgotas/minuto.

D) 71 / 72 microgotas/minuto.

E) 83 / 84 microgotas/minuto.

86. (2008/CESPE/STF) Julgue os itens a seguir, que tratam de aspectos ligados à saúde da mulher durante o período do
climatério.

Podem ser utilizadas várias vias de administração de estrogênio para terapia de reposição, como a oral, a transdérmica, a
percutânea, a nasal, a subcutânea ou a vaginal.
180

A) Certo

B) Errado

87. (2008/CESPE/ UEPA) Considerando que, em 100 mL de solução fisiológica a 0,9%, sejam diluídas duas ampolas e meia de
amicacina para ser infundida por via intravenosa em uma hora, e considerando, ainda, que em cada ampola de amicacina
existam 2 mL com dose de concentração de 50 mg/mL e que o fator de gotejamento do equipo seja equivalente a 20, nessa
situação, a dosagem correta do medicamento a ser prescrita e o número de gotas por minuto que deverão correr no tempo
desejado são, respectivamente, de

A) 125 mg e 1,75 gotas.

B) 125 mg e 35 gotas.

C) 250 mg e 1,75 gotas.

D) 250 mg e 35 gotas

88. (2007/FCC/MPU) Um auxiliar de enfermagem pretende administrar 5 (cinco) ml de penicilina benzatina no deltóide com
pouca massa muscular de um cliente adulto em tratamento para sífilis. Nesta situação, o enfermeiro deve orientá-lo para

A) passar pomada trombolítica no deltóide 15 (quinze) minutos antes e a cada 2 (duas) horas após a aplicação da medicação.
181

B) fazer compressas quentes no deltóide durante 15 (quinze) minutos antes e após a aplicação da medicação.

C) ministrar a medicação preferencialmente no glúteo, após conversar com o cliente sobre a escolha desse local de aplicação.

D) ministrar a medicação fracionada nos dois deltóides e nos dois glúteos.

E) ministrar 1 (um) ml em cada deltóide e 3 (três) ml em um dos glúteos.

89. (2005/CESPE/TRT - 16ª REGIÃO -MA) A administração de medicamentos é um processo que envolve uma seqüência de ações
a serem desenvolvidas pelo profissional de enfermagem a fim de se obterem os melhores resultados junto ao paciente, sem
desperdício de recursos. Considerando essas informações, julgue os itens subseqüentes.

É aceitável, em casos de emergência, administrar medicações com base apenas em uma ordem verbal. Nesse caso, toda
medicação usada deve ser prescrita pelo médico posteriormente.

A) Certo

B) Errado

90. (2005/CESPE/TRT - 16ª REGIÃO -MA) A administração de medicamentos é um processo que envolve uma seqüência de ações
a serem desenvolvidas pelo profissional de enfermagem a fim de se obterem os melhores resultados junto ao paciente, sem
desperdício de recursos. Considerando essas informações, julgue os itens subseqüentes.
182

Deve-se evitar o uso de bandeja ou de carrinho de medicação que tenham sido limpos ou desinfetados com álcool a 70%.

A) Certo

B) Errado

91. (2005/CESPE/TRT - 16ª REGIÃO -MA) A administração de medicamentos é um processo que envolve uma seqüência de ações
a serem desenvolvidas pelo profissional de enfermagem a fim de se obterem os melhores resultados junto ao paciente, sem
desperdício de recursos. Considerando essas informações, julgue os itens subseqüentes.

Há necessidade de as mãos serem lavadas apenas antes do preparo e da administração de medicamentos.

A) Certo

B) Errado

92. (2005/CESPE/TRT - 16ª REGIÃO-MA) A administração de medicamentos é um processo que envolve uma seqüência de ações
a serem desenvolvidas pelo profissional de enfermagem a fim de se obterem os melhores resultados junto ao paciente, sem
desperdício de recursos. Considerando essas informações, julgue os itens subseqüentes.

É recomendável fazer o registro da medicação imediatamente antes de administrá-la.

A) Certo
183

B) Errado

GABARITO

1- B 2- D 3- B 4- B 5- B 6- A 7- A 8- E 9-A 10- D
11- B 12- C 13- A 14- C 15- C 16- C 17- A 18- B 19- A 20-C
21- A 22- B 23- A 24- A 25-C 26- D 27- B 28- A 29- B 30- C
31- A 32- B 33- D 34- C 35- A 36- C 37- E 38- B 39- B 40- C
41- B 42- E 43- C 44- A 45- B 46- B 47- B 48- B 49-D 50- B
51- D 52- C 53- B 54- C 55- B 56- B 57- B 58- C 59-B 60- A
184

61- E 62- A 63- A 64- B 65- A 66- E 67- B 68- B 69- D 70- B
71- E 72- A 73- B 74- B 75-A 76- A 77-A 78- B 79- D 80- A
81- B 82- D 83- A 84- C 85- E 86- A 87- D 88- C 89- A 90- B
91- B 92- B
185

Parte 07 - UTI
31 QUESTÕES

1. (2014/UFBA/UFBA) Para a admissãode pacientes em uma Unidade de Terapia Intensiva–UTI, são avaliados critérios que
visam identificar prioridades, sendo que pacientes que requerem suporte ventilatório, que usam drogas vasoativas e que
apresentam choque, são incluídos na prioridade 1(um).

A) Certo

B) Errado

2. (2014/FUNRIO/IF-PI) A colocação de um paciente internado em UTI na posição prona é um procedimento barato e inofensivo,
entretanto deve ser realizado por equipe multiprofissional experiente. Dentre as alternativas abaixo, assinale aquela em que a
posição prona é indicada.

A) Trauma torácico.

B) Instabilidade hemodinâmica refratária ao uso de drogas vasoativas.

C) Lesão Medular.
186

D) Monitorização intracraniana.

E) Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo.

3. (2013/CESPE/MPU) No que concerne à assistência de enfermagem em unidade de terapia intensiva (UTI), julgue os itens
subsecutivos.

Deve ser evitada a contenção física nos pacientes com delírio em UTI.

A) Certo

B) Errado

4. (2013/CESPE/MPU) No que concerne à assistência de enfermagem em unidade de terapia intensiva (UTI), julgue os itens
subsecutivos.

Cuidados com o tubo traqueal, o dreno, a traqueostomia, a nebulização, a aspiração traqueal e a dieta enteral são atribuições
rotineiras do técnico de enfermagem em UTI.

A) Certo

B) Errado
187

5. (2013/CESPE/DEPEN) Julgue os itens seguintes, relativos ao atendimento inicial ao politraumatizado e à avaliação de


consciência no paciente em estado de coma.

De acordo com a escala de Glasgow, todos os pacientes cujo somatório de pontos seja igual ou menor que oito são
considerados em coma

A) Certo

B) Errado

6. (2013/CESPE/DEPEN) Julgue os itens seguintes, relativos ao atendimento inicial ao politraumatizado e à avaliação de


consciência no paciente em estado de coma.

A escala de coma de Glasgow, utilizada universalmente, possibilita uma visão geral do nível de resposta do paciente mediante
três reações a estímulos: abertura dos olhos, reações motoras e respostas circulatórias.

A) Certo

B) Errado

7. (2013/CESPE/DEPEN) Com relação a distúrbio hidroeletrolítico, distúrbio acidobásico, insuficiência respiratória e ventilação
mecânica, julgue os itens que se seguem.
188

Os casos de alcalose respiratória geralmente são brandos. O tratamento dessa condição consiste em remover a causa da
hipoventilação por meio de ventilação artificial com respiradores mecânicos.

A) Certo

B) Errado

8. (2013/CESPE/DEPEN) Um homem de quarenta e sete anos de idade deu entrada em uma unidade de pronto- socorro após
sofrer trauma automobilístico. O paciente chegou acompanhado de uma equipe de atendimento especializado pré-hospitalar
que, após empregar as medidas de avaliação primária, fez imobilização cervical completa e controle ventilatório com máscara
facial. Na admissão, foi realizada avaliação do paciente e confirmado traumatismo craniencefálico (TCE). Após algumas horas, o
paciente evoluiu com perda da consciência (escore 5 na escala de coma de Glasgow) e instabilidade hemodinâmica.

Considerando o caso clínico acima apresentado e os cuidados devidos em casos de trauma, julgue os itens

Os parâmetros utilizados na escala de coma de Glasgow envolvem capacidade de resposta pupilar e respostas verbal e motora.
No caso descrito, o escore identificado é considerado moderado.

A) Certo

B) Errado
189

9. (2013/FGV/TJ-AM) A Escala de Coma de Glasgow é um instrumento bastante utilizado para avaliar a resposta de um paciente
a estímulos. Os escores vão de 3 (coma profundo) a 15 (normal).

Ao avaliar um paciente vítima de acidente automobilístico e que está há três dias no CTI, a enfermeira, aplicando a escala de
Coma de Glasgow, observa que ele apresenta abertura dos olhos quando estimulado, dá resposta verbal com palavras
desconexas e aperta sua mão quando solicitado. Diante desse quadro, assinale a alternativa que indica a pontuação obtida e
o respectivo nível de consciência desse paciente.

A) 3 – coma profundo.

B) 4 – coma profundo.

C) 7 – coma intermediário.

D) 11 – coma superficial.

E) 15 – normal

10. (2013/FGV/TJ-AM) As medidas específicas e fortemente recomendadas para prevenção das pneumonias hospitalares e da
mortalidade relacionadas à ventilação mecânica, estão relacionadas a seguir, à exceção de uma. Assinale- a.

A) Manter os pacientes com a cabeceira elevada entre 30 e 45°.


190

B) Avaliar diariamente a sedação e diminuir sempre que possível.

C) Realizar higiene oral com antissépticos (clorexidina veículo oral).

D) Trocar o circuito do ventilador a cada 5 dias.

E) Realizar aspiração da secreção subglótica rotineiramente.

11. (2013/CESPE/TRT - 10ª REGIÃO-DF e TO) Uma mulher de sessenta e dois anos de idade foi internada em uma unidade de
terapia intensiva (UTI), relatando ser nefropata, hipertensa e fazer uso de anti-hipertensivos. A paciente foi encaminhada para
a UTI após diagnóstico de infarto agudo do miocárdio. Ela informou que já esteve internada diversas vezes, devido a infecções
decorrentes das diálises que realiza em seu domicílio. A paciente possui cateter nasal para oxigênio e cateter peritoneal com
boa inserção e sem sinais flogísticos ao redor. A paciente negou algias. No exame físico, apresentava-se descorada e emagrecida,
com pupilas isocóricas e fotorreagentes, e edema de face, pernas e mãos. O débito urinário foi de 100 mL/h. Os sinais vitais
auferidos foram: temperatura = 37,8 °C; pulso = 106 bpm; respiração = 20 irpm e pressão arterial = 140 mmHg × 10 mmHg. Após
o atendimento inicial, e tendo recebido a terapia indicada, a paciente sentiu-se com menos fadiga e inchaço, comparativamente
a meses anteriores, e conseguiu se alimentar melhor.

Com referência ao caso clínico acima apresentado e ao cuidado de enfermagem a pacientes críticos, julgue os itens
subsequentes.
191

A analgesia e a sedação estão indicadas para o caso clínico descrito, a fim de reduzir a dor e diminuir a ansiedade. Após a
administração desses procedimentos, é importante monitorar a resposta cardiovascular e a frequência respiratória da
paciente.

A) Certo

B) Errado

12. (2012/CESPE/TJ-RO) No setor de politraumatizados, toda a equipe deve conhecer a escala de coma de Glasgow, que
apresenta utilidade particular no monitoramento da fase aguda do coma. Acerca dessa escala, assinale a opção correta.

A) Na escala de avaliação motora cujo escore vai de 1 a 4, o escore 2 apresenta extensão hipertônica, indicando sinal de
descerebração.

B) Na avaliação de abertura ocular, no escore 2 o paciente abre os olhos em resposta ao chamado.

C) Na avaliação da resposta verbal, cujo escore vai de 1 a 10, no escore 3 o paciente se apresenta confuso e desorientado.

D) Essa escala se baseia em 3 critérios: resposta de abertura dos olhos, melhor resposta verbal e melhor resposta motora,
com escores que vão de 0 a 15.

E) Nos traumas leves, com grande perspectiva de vida, os valores vão de 13 a 15 nessa escala.
192

13. (2012/CESPE/ TJ-RO) Acerca das medidas da pressão intracraniana (PIC) e da pressão de perfusão cerebral (PPC) em terapia
intensiva, assinale a opção correta.

A) A pressão intracraniana (PIC) é estável e não oscila com a pulsação arterial, tosse ou espirro.

B) Quanto maior a pressão intracraniana (PIC) maior será a pressão de perfusão cerebral (PPC).

C) O fluxo sanguíneo dentro do cérebro será normal se a pressão arterial média (PAM) for igual à pressão intracerebral (PIC).

D) Se a pressão de perfusão cerebral cair para menos de 40 mmHg, ocorre isquemia cerebral.

E) A pressão intracraniana varia de 0 a 10 mmHg, com limite superior a 15 mmHg.

14. (2012/CESGRANRIO/Petrobras) A ausência da consciência é uma situação cerebral que pode variar do estupor ao coma.

No coma, não há resposta aos estímulos externos, e o paciente apresenta respiração tipo

A) Biot

B) Foley

C) Kussmaul

D) Hartmann
193

E) Cheyne-Stokes

15. (2011/FCC/TRE-AP) A avaliação neurológica que indica o nível de consciência do cliente de acordo com as respostas de
abertura ocular, verbal e motora é chamada de

A) avaliação dos nervos cranianos.

B) escala de coma de Glasgow.

C) escala de Cincinnati.

D) escala de coma de Braden.

E) escala de coma de Babinski.

16. (2011/CESPE/STM) Indica-se ventilação mecânica (VM) quando o paciente apresenta insuficiência respiratória grave. Com
relação a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

Na VM com pressão de suporte, o fluxo de gás é livre durante toda a fase inspiratória, que termina quando o fluxo inspiratório
aumenta.

A) Certo

B) Errado
194

17. (2011/CESPE/STM) Indica-se ventilação mecânica (VM) quando o paciente apresenta insuficiência respiratória grave. Com
relação a esse assunto, julgue os itens que se seguem.

A VM com pressão positiva tem repercussões na função renal, com diminuição do débito urinário e da excreção de sódio.

A) Certo

B) Errado

18. (2010/FCC/TRT - 9ª REGIÃO-PR) Alguns dos sinais que indicam complicação do aumento acentuado da Pressão Intracraniana
são

A) diminuição do fluxo sanguíneo cerebral, anasarca e diabetes mellitus.

B) aumento do fluxo sanguíneo cerebral, depleção das reservas de dopamina e rapidez ao falar.

C) degeneração da via dopaminérgica nigroestriada, retenção gástrica e urinária.

D) herniação do tronco cerebral, diabetes insipidus e síndrome da secreção inadequada do hormônio antidiurético.

E) edema cerebral, com aumento do fluxo sanguíneo cerebral, hiperatividade e perambulação à noite.

19. (2009/FCC/TRT - 3ª Região-MG) O balão de Sengstaken-Blakemore é utilizado com o intuito de


195

A) desobstruir artérias ou veias, em casos de embolia pulmonar.

B) promover dilatação esôfago-gástrica, em casos de megaesôfago.

C) estancar sangramento gástrico e esofágico, em casos de hemorragia digestiva.

D) realizar a embolização de nervos, em casos com nevralgia do trigêmio.

E) realizar angioplastia cerebral, em casos de aneurisma.

20. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaioe mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
196

crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática).

Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os itens seguintes.


197

O derrame pleural evidenciado na radiografia de tórax está associado à punção venosa central realizada, uma das causas mais
frequentes desse distúrbio.

A) Certo

B) Errado

21. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
198

× 50 mmHg, a frequência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a frequência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

Pelas características do líquido drenado na primeira toracocentese, infere-se que se tratava de uma condição conhecida por
empiema loculado.

A) Certo
199

B) Errado

22. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a frequência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
200

de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

O acesso venoso central que foi instalado para medida da PVC reflete a pressão na veia cava superior e os valores obtidos
progressivamente estão indicando que, a partir da reposição hídrica, houve normalização da PVC e melhora do funcionamento
ventricular direito.

A) Certo

B) Errado

23. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
201

episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi

instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9 cm de H2O, não
havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a paciente mantinha-
se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à esquerda, extenso,
sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro de dispnéia, sudorese,
palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade de terapia intensiva
(UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e noradrenalina a 20 mL/h)
202

e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade hemodinâmica, dificuldades
respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e manutenção sob ventilação mecânica
na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e cateterismo vesical. A paciente seguiu com
quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio (FiO2) de 50%, pressão arterial variando
entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O) e diurese de 10 mL/h. Passou a
apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à esquerda, com dreno em selo de água
(dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os itens seguintes.

A ablação cardíaca a que a paciente foi submetida para melhora da disritmia certamente representou um procedimento de
grande risco, considerando sua idade e o próprio ato de ablação, uma vez que tal procedimento se dá por meio de uma
cirurgia cardíaca a céu aberto sob anestesia geral.

A) Certo

B) Errado

24. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
203

Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
204

(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

A pressão arterial média (PAM) no momento da admissão da paciente na UTI, estimada enquanto valor clínico, foi de 50
mmHg, o que está abaixo dos limites normais.

A) Certo

B) Errado

25. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
205

orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e manutenção sob
ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e cateterismo vesical. A
paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio (FiO2) de 50%, pressão
arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O) e diurese de 10 mL/h.
Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à esquerda, com dreno em selo
de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os itens seguintes.
206

Os cuidados no ambiente intensivo envolvem a administração rápida e freqüente de vários medicamentos e líquidos
prescritos, realizações de gasometrias arteriais, monitoração eletrocardiográfica e hemodinâmica, bem como
acompanhamento dos níveis de eletrólitos séricos.

A) Certo

B) Errado

26. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
207

ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

Como a ventilação por pressão positiva contínua aumenta a produção de secreções nas vias respiratórias, é necessário aspirar
a paciente a cada hora, usando técnicas assépticas.
208

A) Certo

B) Errado

27. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
209

paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

Considerando a ventilação mecânica instituída na paciente, é correto afirmar que o aparelho termina cada inspiração quando
a pressão preestabelecida é atingida.

A) Certo

B) Errado
210

28. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
211

de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

O sistema de drenagem torácica instalado na paciente requer os seguintes cuidados: a câmara do selo de água deve ser
preenchida com água esterilizada, o cateter que sai da cavidade torácica deve ser fixado com curativo fechado e o frasco de
drenagem deve permanecer em pé e abaixo do nível de inserção do dreno.

A) Certo

B) Errado

29. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
212

infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a frequência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a frequência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
213

manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

O cateterismo vesical mais indicado para a paciente é o intermitente.

A) Certo

B) Errado

30. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anterior de perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada
214

não-revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso, indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
215

esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.

A dobutamina pode ser diluída em solução fisiológica ou glicosada isotônicas, conforme prescrição médica, e deve ser
conectada a um controlador intravenoso ou uma bomba de infusão que permita o fornecimento seguro e exato da medicação
a 5 gotas por minuto, considerando, para cálculo, o fator de gotejamento do equipo igual a 20.

A) Certo

B) Errado

31. (2008/CESPE/STF) Uma mulher com 59 anos de idade procurou o serviço de pronto-atendimento de um hospital com queixas
de desmaio e mal-estar. Relatou que há cinco dias procurou atendimento médico, em outro hospital, após ter apresentado um
episódio de perda de consciência, com duração de 5 minutos, seguido de desorientação. Naquela data, foi diagnosticada
infecção no trato urinário por E. coli e iniciado tratamento com ciprofloxacino. No atendimento em apreço, referiu episódio
semelhante ao anteriorde perda de consciência, associado a dor em região precordial com irradiação para o dorso e dispnéia.
Foi mantida em observação no pronto-socorro e foram solicitados exames laboratoriais, eletrocardiograma e radiografia do
tórax. A paciente tem antecedentes de cardiopatia chagásica, nas formas dilatada e arritmogênica, faz uso de medicamentos
diuréticos e vasodilatadores, além de marcapasso cardíaco definitivo há 7 anos, devido a taquicardia ventricular sustentada não-
revertida após ablação cardíaca. O exame físico realizado na admissão do pronto-socorro mostrou paciente consciente,
orientada, com ritmo cardíaco regular e sem turgência jugular. No aparelho respiratório identificou-se inspeção pulmonar
216

estática e expansão pulmonar sem anormalidades, murmúrio vesicular fisiológico em toda extensão do tórax e presença de
crepitações em bases pulmonares. O abdome da paciente é semigloboso, normotenso,indolor, sem visceromegalias e com
ruídos hidroaéreos normoativos. As extremidades, mal perfundidas, não apresentam edemas. A pressão arterial era de 70 mmHg
× 50 mmHg, a freqüência cardíaca, de 80 batimentos por minuto e a freqüência respiratória, de 30 movimentos respiratórios
por minuto. Foi instalado acesso venoso central em veia subclávia para medida de pressão venosa central (PVC), que revelou 9
cm de H2O, não havendo sinais radiológicos de intercorrência pós-punção. Após um dia de internação no pronto-socorro, a
paciente mantinha-se consciente, orientada e hipotensa. Em radiografia de tórax, foi observado imagem de derrame pleural à
esquerda, extenso, sendo drenado 1.500 mL de transudato citrino. Permaneceu no box de emergência quando iniciou quadro
de dispnéia, sudorese, palidez cutânea, vômitos e hipotensão arterial (70 mmHg × 40 mmHg). Foi transferida para uma unidade
de terapia intensiva (UTI). Iniciadas a hidratação venosa, a administração de aminas vasoativas (dobutamina a 15 mL/h e
noradrenalina a 20 mL/h) e a oxigenoterapia por cateter nasal a 2 L/min, evoluiu com piora geral do quadro, instabilidade
hemodinâmica, dificuldades respiratórias e relato de parada de eliminação de flato e fezes. Foi necessária entubação e
manutenção sob ventilação mecânica na modalidade controlada a volume. Foram realizadas sondagem nasogástrica e
cateterismo vesical. A paciente seguiu com quadro grave, inconsciente, com ventilação mecânica, fração inspirada de oxigênio
(FiO2) de 50%, pressão arterial variando entre 45 mmHg × 25 mmHg e 93 mmHg × 35 mmHg, PVC entre 17 cm e 23 cm (de H2O)
e diurese de 10 mL/h. Passou a apresentar temperaturas elevadas (acima de 38,8 ºC). Foi realizada drenagem de tórax à
esquerda, com dreno em selo de água (dreno com secreção serohemática). Com relação a este caso clínico hipotético, julgue os
itens seguintes.
217

Os medicamentos vasoativos prescritos são da classe dos vasodilatadores e atuam reduzindo a pré-carga e a pós-carga e
diminuindo a demanda de oxigênio do coração. Tais medicamentos exigem observação rigorosa, pois podem causar
hipotensão.

A) Certo

B) Errado

1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9-D 10-D 11-


Certo Certo Certo Certo Certo Errado Errado Errado Certo
218

12-E 13-E 14-E 15-B 16- 17- 18-D 19-C 20- GABARITO:
Errado Certo Errado
21- 22- 23- 24- 25- 26- 27- 38- 29- 30- 31-
Errado Errado Errado Certo Certo Errado Errado Certo Errado Errado Errado
219

Parte 08 - ASSISTÊNCIA A QUEIMADOS


15 QUESTÕES

1. (2014/IADES/EBSERH) A aplicação da regra dos nove em pacientes queimados é fundamental para estimar a área lesada e,
assim, calcular as necessidades de reposição líquida. Com base na regra, o valor do somatório da área dos dois membros
superiores de um adulto é

A) 9%.

B) 18%.

C) 19%.

D) 21%.

E) 27%.

2. (2014/CETRO/CHS) Os primeiros socorros a pessoas vítimas de queimaduras envolvem os seguintes cuidados, exceto:

A) pode utilizar um cobertor ou tapete para abafar as chamas.

B) depois das chamas extintas, deve-se resfriar a área queimada envolvendo a região com uma compressa com gelo.
220

C) deve-se remover as roupas que não estejam aderidas à lesão e todas as joias ou acessórios.

D) a queimadura deve ser coberta adequadamente o mais rápido possível para minimizar a contaminação bacteriana e
diminuir a dor.

E) se a queimadura for causada por uma substância química, a área deve ser irrigada imediatamente com água corrente.

3. (2013/IBFC/EBSERH) Em casos de acidentes com água-viva, para inativar a carga de veneno e impedir mais envenenamento,
as ferroadas de água-viva devem ser:

A) Lavadas com água fria em abundância por cerca de 30 minutos. Após a remoção dos nematocistos, a dor das ferroadas de
água-viva deverá ser tratada com compressa de gelo, quando possível.

B) Lavadas com álcool 70° tão logo que possível por no mínimo 30 minutos. Após a remoção ou desativação dos nematocistos,
a dor das ferroadas de água-viva deverá ser tratada com imersão em água fria, quando possível

C) Lavadas com vinagre abundante (solução de ácido acético de 4 a 6%) tão logo que possível e por, no mínimo, 30 segundos.
Após a remoção ou desativação dos nematocistos, a dor das ferroadas de água-viva deverá ser tratada com imersão em água
quente, quando possível.

D) Removidas com uma pinça; e a seguir lavadas com álcool 70º tão logo que possível e por, no mínimo, 5 minutos.
221

4. (2013FGV/TJ-AM) De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, para situações de urgência e emergência que envolvem
vítimas de queimaduras, os critérios de transferência de pacientes para Unidades de Tratamento de Queimados - UTQ, estão
listados a seguir, à exceção de um. Assinale- o.

A) Queimaduras de 1° grau, maiores do que 20% da Superfície Corpórea Queimada - SCQ em adultos.

B) Queimaduras de 2° grau, maiores do que 10% da SCQ em crianças ou maiores de 50 anos.

C) Lesões na face, nos olhos, no períneo, nas mãos, nos pés e em grandes articulações.

D) Lesão inalatória ou lesão circunferencial de tórax ou de membros.

E) Queimaduras de 3° grau em qualquer extensão e queimadura elétrica.

5. (2012/VUNESP/SPTrans) As ações imediatas do auxiliar de enfermagem, ao prestar os primeiros socorros à vítima de


queimadura em ambas as mãos, com água quente, no ambiente de trabalho, incluem

A) interromper o processo de queimadura, irrigando a lesão com água abundante em temperatura ambiente, e retirar
adornos.

B) aplicar gelo na área queimada, para acelerar o processo de resfriamento, e manter adornos para evitar piora da lesão.

C) lavar a área queimada abundantemente com água gelada e sabão neutro e aplicar creme à base de safigel.
222

D) promover o rompimento dos flictemas, e aplicar pomada à base de sulfadiazina de prata.

E) irrigar com antisséptico não alcoólico a fim de minimizar o risco de infecção, e cobrir a lesão como medida de alívio da dor.

6. (2012/FUMARC/ TJ-MG) O trauma é uma lesão caracterizada por uma alteração estrutural ou fsiológica, de parte ou de todo
o corpo, resultante da exposição excessiva a uma energia ou da privação de uma energia essencial. Com relação ao atendimento
a vítimas de queimadura, marque a opção INCORRETA:

A) Deve-se utilizar a regra dos 7 em homens e dos 9 em mulheres para calcular a área queimada.

B) O calor coagula as proteínas, sendo este o mecanismo primário do trauma por queimadura.

C) As queimaduras são classifcadas de acordo com o grau de destruição celular na pele e tecido subcutâneo.

D) O tratamento inicial tem como base o AbCDE do HTLS.

7. (2012/FCC/TRE-PR) Após um incêndio em local fechado na sala do Tribunal, um trabalhador não responsivo apresenta sinais
de inalação de fumaça, vibrissas chamuscadas, dispneia, queimadura de 2º grau em face e membros superiores. Nesse caso, nas
ações de primeiros socorros são prioridades

A) resfriar as regiões queimadas com soro fisiológico gelado e realizar o curativo compressivo das lesões.

B) assegurar a permeabilidade de vias aéreas e preparar o material de oxigenoterapia.


223

C) obter acesso venoso calibroso e iniciar infusão de fluidos e hemocomponentes.

D) monitorizar o paciente e aferir a pressão arterial.

E) preparar material para escarotomia imediata da região queimada e observar sinais de mioglobinúria.

8. (2010/FCC/TRT - 9ª REGIÃO-PR) De acordo com a referência Atendimento pré-hospitalar ao traumatizado/NAEMT, no


atendimento em primeiros socorros à vítima de queimadura por radiação, o enfermeiro identifica a Síndrome da Radiação Aguda
? SRA, por meio de

A) destruição maciça de grandes massas musculares com a resultante liberação de cálcio e mioglobina.

B) acrodinia, bolhas no local, acrescidas de sensação de queimação na garganta e nos olhos.

C) náuseas, vômitos e dores abdominais em cólicas, devido às células da pele, trato gastrintestinal e medula óssea sofrerem
divisão rápida.

D) contração muscular intensa e sustentada, podendo ocorrer fraturas em vários níveis da coluna vertebral, e rompimento
das membranas timpânicas.

E) necrose de liquefação, devido à penetração contínua do agente causal da queimadura, provocando lesão cada vez mais
profunda.
224

9. (2010/FCC/AL-SP) Durante o trabalho, um funcionário sofreu uma extensa queimadura por escaldo na mão, com presença de
bolhas e muita dor no local. As ações imediatas de primeiros socorros, antes de transportar a vítima ao serviço de saúde,
consistem em

A) irrigar o local com água fria e aplicar gelo sobre as bolhas, a fim de proporcionar analgesia local.

B) romper as bolhas com agulha estéril e aplicar antibiótico tópico, imediatamente, a fim de impedir crescimento bacteriano
local.

C) aumentar o fluxo de ar sobre o local afetado e aplicar analgésicos tópicos, a fim de amenizar a dor.

D) irrigar o local com grande quantidade de água em temperatura ambiente e aplicar curativos secos, não- aderentes.

E) promover o rompimento imediato das bolhas e retirar os tecidos desvitalizados, a fim de evitar presença de tecido necrótico
e infecção.

10. (2010/FCC/TRE-AM) Uma funcionária derruba chá fervente sobre uma grande área do próprio antebraço, causando dor e
vermelhidão intensa no local, além do surgimento de bolhas. Nesta situação, as ações imediatas de primeiros socorros são

A) romper as bolhas e aplicar pomada antimicrobiana em toda a área lesada.

B) realizar escarotomia, curativo compressivo e imobilizar, com tipoia, o membro afetado.


225

C) empregar bolsa de gelo, na área afetada, durante trinta minutos e gaze vaselinada.

D) aplicar creme hidratante sobre todo o local afetado e enfaixá-lo delicadamente.

E) resfriar o local afetado com água em temperatura ambiente e preservar a integridade da pele.

11. (2008/CESPE/UEPA) Uma mulher vítima de queimadura deu entrada em um pronto-socorro tendo 30% da área do corpo
queimada. Encontra- se consciente e queixando-se de náuseas.

Considerando as ações de enfermagem na situação hipotética acima, na sala de atendimento de emergência, assinale a opção
correta.

A) A ação prioritária é a realização de curativos nas áreas queimadas.

B) Deve-se avaliar as áreas queimadas expostas, sendo recomendado o uso apenas do lençol de cima, a fim de promover a
hipotermia

C) A sondagem nasogástrica é contra-indicada devido às queixas de náuseas.

D) É necessário puncionar uma veia calibrosa para instalar venóclise.

12. (2004/CESPE/TRE-AL) Durante o plantão noturno de um profissional de enfermagem, deram entrada na sala de emergência
três pacientes vítimas de queimaduras. A primeira, um homem de 43 anos,encontrava-se consciente e orientado. Informou ao
226

enfermeiro ter ajudado as pessoas a saírem da casa onde estavam, alguns minutos após o início de um incêndio, que se deu por
uso indevido de um fogão a lenha localizado no único cômodo da casa. Esse homem apresentava queimaduras nas mãos e nas
pernas, caracterizadas por eritema intenso, bolhas, edema e dor. A segunda vítima, uma mulher de 37 anos, chegou
inconsciente. Seus sinais vitais indicavam apnéia, bradicardia, hipotensão e hipotermia. Apresentava, também, várias áreas
queimadas, inclusive o tórax e a cabeça. Em alguns locais, havia apenas forte eritema, e, em outros, as lesões apresentavam-se
esbranquiçadas, com perda de camadas da pele. A terceira vítima, uma criança de 2 anos, encontrava-se consciente, chorosa,
com sinais de queimaduras em um dos braços e em uma das mãos, cujas características eram de hiperemia e edema. Seus sinais
vitais revelaram função cardíaca normal e ausência de dificuldade respiratória.

Considerando a situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes.

Temperatura de 37,8 ºC, respiração de 14 movimentos por minuto, pulso de 54 bpm e pressão arterial de 110 mmHg × 60
mmHg são sinais vitais compatíveis com o quadro da paciente de 37 anos.

A) Certo

B) Errado

13. (2004/CESPE/TRE-AL) Durante o plantão noturno de um profissional de enfermagem, deram entrada na sala de emergência
três pacientes vítimas de queimaduras. A primeira, um homem de 43 anos, encontrava-se consciente e orientado. Informou ao
enfermeiro ter ajudado as pessoas a saírem da casa onde estavam, alguns minutos após o início de um incêndio, que se deu por
227

uso indevido de um fogão a lenha localizado no único cômodo da casa. Esse homem apresentava queimaduras nas mãos e nas
pernas, caracterizadas por eritema intenso, bolhas, edema e dor. A segunda vítima, uma mulher de 37 anos, chegou
inconsciente. Seus sinais vitais indicavam apnéia, bradicardia, hipotensão e hipotermia. Apresentava, também, várias áreas
queimadas, inclusive o tórax e a cabeça. Em alguns locais, havia apenas forte eritema, e, em outros, as lesões apresentavam-se
esbranquiçadas, com perda de camadas da pele. A terceira vítima, uma criança de 2 anos, encontrava-se consciente, chorosa,
com sinais de queimaduras em um dos braços e em uma das mãos, cujas características eram de hiperemia e edema. Seus sinais
vitais revelaram função cardíaca normal e ausência de dificuldade respiratória.

Considerando a situação hipotética acima, julgue os itens subseqüentes.

A garantia do suporte básico de vida, a monitorização dos sinais vitais, o estabelecimento do volume circulante, o tratamento
das áreas queimadas e a prevenção e o combate à infecção são alguns dos objetivos do tratamento de um paciente grande
queimado.

A) Certo

B) Errado

14. (2004/CESPE/TRE-AL) Durante o plantão noturno de um profissional de enfermagem, deram entrada na sala de emergência
três pacientes vítimas de queimaduras. A primeira, um homem de 43 anos, encontrava-se consciente e orientado. Informou ao
enfermeiro ter ajudado as pessoas a saírem da casa onde estavam, alguns minutos após o início de um incêndio, que se deu por
228

uso indevido de um fogão a lenha localizado no único cômodo da casa. Esse homem apresentava queimaduras nas mãos e nas
pernas, caracterizadas por eritema intenso, bolhas, edema e dor. A segunda vítima, uma mulher de 37 anos, chegou
inconsciente. Seus sinais vitais indicavam apnéia, bradicardia, hipotensão e hipotermia. Apresentava, também, várias áreas
queimadas, inclusive o tórax e a cabeça. Em alguns locais, havia apenas forte eritema, e, em outros, as lesões apresentavam-se
esbranquiçadas, com perda de camadas da pele. A terceira vítima, uma criança de 2 anos, encontrava-se consciente, chorosa,
com sinais de queimaduras em um dos braços e em uma das mãos, cujas características eram de hiperemia e edema. Seus sinais
vitais revelaram função cardíaca normal e ausência de dificuldade respiratória.

Considerando a situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes.

A paciente de 37 anos teve queimaduras classificadas como de primeiro e terceiro graus.

A) Certo

B) Errado

15. (2004/CESPE/TRE-AL) Durante o plantão noturno de um profissional de enfermagem, deram entrada na sala de emergência
três pacientes vítimas de queimaduras. A primeira, um homem de 43 anos, encontrava-se consciente e orientado. Informou ao
enfermeiro ter ajudado as pessoas a saírem da casa onde estavam, alguns minutos após o início de um incêndio, que se deu por
uso indevido de um fogão a lenha localizado no único cômodo da casa. Esse homem apresentava queimaduras nas mãos e nas
pernas, caracterizadas por eritema intenso, bolhas, edema e dor. A segunda vítima, uma mulher de 37 anos, chegou
229

inconsciente. Seus sinais vitais indicavam apnéia, bradicardia, hipotensão e hipotermia. Apresentava, também, várias áreas
queimadas, inclusive o tórax e a cabeça. Em alguns locais, havia apenas forte eritema, e, em outros, as lesões apresentavam-se
esbranquiçadas, com perda de camadas da pele. A terceira vítima, uma criança de 2 anos, encontrava-se consciente, chorosa,
com sinais de queimaduras em um dos braços e em uma das mãos, cujas características eram de hiperemia e edema. Seus sinais
vitais revelaram função cardíaca normal e ausência de dificuldade respiratória.

Considerando a situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes.

A ausência de dificuldade respiratória indica o bom estado geral da criança acidentada, sendo, nesse caso, dispensável a
avaliação periódica dos seus sinais vitais.

A) Certo

B) Errado

GABARITO:

1-B 2-B 3-C 4-A 5-A 6-A 7-B 8-C 9-D 10-E
230

11-D 12- 13- 14- 15-


Errado Certo Certo Errado
231

Parte 09 - IMUNIZAÇÃO
100 QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/PETROBRÁS) Alguns trabalhadores foram orientados por médicos e enfermeiros a não comparecerem à
vacinação de rotina, sendo encaminhados para realizarem o procedimento vacinal pelo Centro de Referência de Imunobiológicos
Especiais (CRIE) de sua região.
Qual condição determinou essa orientação?
A) Faixa etária
B) Tendência à convulsão
C) Manifestações alérgicas
D) Comprometimento imunológico
E) Doença infecciosa em incubação
2. (2014/CESGRANRIO/PETROBRÁS ) Segundo o Calendário Nacional de Vacinação de Adultos, quando um trabalhador não
vacinado é deslocado para áreas de risco, deve ser aplicada a vacina contra a febre amarela.
232

Quantos dias antes da partida o imunobiológico deve ser administrado?


A) 2
B) 4
C) 6
D) 8
E) 10
3. (2014/CESGRANRIO/PETROBRÁS) No armazenamento de imunobiológicos, um dos cuidados fundamentais a ser tomado com
o equipamento de refrigeração é a(o)
A) checagem da temperatura e seu registro diário no mapa de controle, no mínimo 3 vezes ao dia.
B) checagem do funcionamento de itens, tais como fechamento de portas, alarmes e alimentação elétrica, no início do
expediente.
C) limpeza do equipamento que deve ser realizada, de preferência, em vésperas de feriados prolongados.
D) limpeza do equipamento, sempre que novos estoques forem colocados nas câmaras
E) remanejamento dos produtos armazenados antes do procedimento de limpeza das câmaras.
233

4. (2014/FUNDEP/Prefeitura de Bela Vista de Minas – MG) Com relação às feridas corto-contusas potencialmente contaminadas,
assinale a alternativa que apresenta a vacina indicada.
A) Tríplice viral
B) BCG
C) Tétano
D) Poliomielite
5. (2014/FUNDEP/Prefeitura de Bela Vista de Minas – MG) Segundo o manual de procedimentos para vacinação, o boletim
mensal de doses de vacina é um dos registros de atividades e arquivos da sala de vacinação.
Sobre esse boletim, assinale a alternativa CORRETA.
A) É um dado avaliado apenas dentro da unidade.
B) É um dado avaliado apenas pela secretaria de saúde
C) É um dado que não tem relevância, ficando arquivado para o caso de algum problema judicial.
D) É um dado encaminhado para instância nacional para a consolidação final.
234

6. (2014/FUNDEP/Prefeitura de Bela Vista de Minas – MG) Com relação às atribuições da equipe de enfermagem na sala de
vacinação, assinale a alternativa INCORRETA.
A) Verificar e anotar a temperatura do refrigerador ou refrigeradores no mapa de controle de temperatura uma vez por mês
B) Verificar o prazo de validade dos imunobiológicos, usando com prioridade aqueles que estiverem com prazo mais próximo
do vencimento.
C) Retirar do refrigerador de estoque a quantidade de vacinas e diluentes necessária ao consumo durante a jornada de
trabalho.
D) Colocar as vacinas e os diluentes da jornada de trabalho na caixa térmica (com gelo reciclável ou gelo em sacos plásticos
e com o termômetro), ou, quando disponível, no refrigerador para imunobiológicos que serão utilizados no dia de trabalho.
7. (2014/FUNDEP/Prefeitura de Bela Vista de Minas – MG). Sobre as atribuições das Unidades Básicas de Saúde (UBS), para o
controle da tuberculose do Sistema Único de Saúde (SUS), em todos os municípios do país, assinale a alternativa INCORRETA.
A) Acompanhar e tratar os casos confirmados nas (UBS).
B) Aplicar a vacina Tríplice Viral.
C) Coletar material para a pesquisa direta de Bacilos Álcool Ácido Resistentes (BAAR) no escarro, e caso a unidade básica de
saúde não possua laboratório, identificar um laboratório de referência e estabelecer um fluxo de envio do material.
D) Coletar material para a pesquisa direta de Bacilos Álcool Ácido Resistentes (BAAR) no escarro, e caso a unidade básica de
saúde não possua laboratório, identificar um laboratório de referência e estabelecer um fluxo de envio do material.
235

E) A realização da prova tuberculínica.


8. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) De acordo com as normas do Programa Nacional de Imunização, a temperatura dos
refrigeradores domésticos destinados à estocagem de imunobiológicos deve ser mantida entre
A) +0°C e +2°C.
B) –2°C e –8°C.
C) +2°C e +4°C.
D) -2°C e –4°C
E) +2°C e +8°C.
9. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) Assinale a opção que apresenta a evolução da lesão vacinal da BCG (vacina contra
tuberculose) de forma correta.
A) Mácula, cicatriz, pústula e úlcera.
B) Úlcera pústula, cicatriz e mácula.
C) Pústula, mácula, úlcera e cicatriz.
D) Mácula, pústula, úlcera e cicatriz.
E) Úlcera, mácula, cicatriz e pústula
236

10. (2014/FGV/Prefeitura de Osasco – SP) De acordo com o Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde a 1ª e a
2ª doses da vacina contra o Rotavírus humano devem ser aplicadas na criança, respectivamente,
A) entre 3 e 6 meses.
B) entre 2 e 4 meses
C) entre 4 e 6 meses.
D) entre 6 e 12 meses.
E) entre 5 e 9 meses.
11. (2014/UPENET/Prefeitura de Paulista – PE) Em relação à imunização dos adolescentes, analise as afirmativas e coloque V nas
Verdadeiras e F nas Falsas.
( ) A complementação do esquema vacinal do adolescente deve ser realizada, apenas, nas escolas.
( ) Agendar as próximas doses na Caderneta de Saúde do Adolescente.
( ) Verificar, na ficha de condições básicas de saúde do adolescente, qualquer registro de efeitos adversos, decorrentes de
determinada vacina aplicada.
( ) Elaborar e preencher o “cartão espelho” para controle e monitoramento vacinal.
Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.
237

A) V-F-V-V
B) F-V-V-F
C) V-V-F-V
D) V-V-V-V
E) F-V-V-V
12. (2014/UPENET/Prefeitura de Paulista – PE) Considerando que a vacinação é a maneira mais eficaz de se evitarem diversas
doenças imunopreveníveis, analise as afirmativas abaixo:
I. Vacina é o mecanismo usado para controlar algumas doenças infectocontagiosas, como varíola, poliomielite, sarampo,
tuberculose, rubéola, hepatite B e febre amarela, entre outras.
II. A pessoa vacinada é aquela que recebeu uma dose da vacina, independentemente de ter recebido o esquema completo.
III. A pessoa imune é aquela que possui anticorpos protetores específicos contra determinado agente infeccioso. A pessoa só
pode adquirir imunidade por meio da vacinação.
IV. As ações de vacinação são coordenadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) da Secretaria de Vigilância em Saúde
do Ministério da Saúde cujo objetivo é o de erradicar, eliminar e controlar as doenças imunopreveníveis no território
brasileiro.
Assim, verifica-se que
238

a) apenas a IV está correta.


b) I, II, III e IV estão corretas.
c) apenas I, II e IV estão corretas.
d) apenas II e IV estão corretas.
e) apenas I está correta.
13. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) Em 1980, após longo processo para certificar a interrupção da transmissão humana do
varíola vírus de pessoa a pessoa, foi declarada a erradicação mundial da varíola, e, no Brasil, ficou estabelecido que a vacina
contra varíola seria
A) aplicada, com recomendação médica, nos infectados pelo Mycobacterium leprae.
B) facultativa, apenas, nas regiões norte e nordeste.
C) não obrigatória.
D) recomendada para crianças portadoras do vírus HIV.
E) obrigatória para crianças menores de 12 meses, residentes no Brasil, porém nascidas em outro país.
14. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) A vacina pentavalente faz parte, desde 2012, do calendário de vacinação da criança e
resulta da combinação das vacinas DTP, hepatite B e Hib. Dentre as vantagens apontadas no Informe Técnico do Ministério
da Saúde está
239

A) o aumento no intervalo de tempo entre as doses de reforço.


B) a capacidade, praticamente inexistente, de provocar reações adversas.
C) a mudança da via de administração da vacina.
D) o aumento do número de profissionais capacitados para administrá-la.
E) a diminuição do número de injeções.
15. (2014/UFBA/UFBA) O Programa Nacional de Imunização reconhece a validade da estratégia de campanha de vacinação por
fortalecer a consciência sobre a necessidade e a importância da prevenção e da promoção da saúde.
A) Certo
B) Errado

16. (2014/FDC/IF-SE) De acordo com as normatizações técnicas do Programa Nacional de Imunizações, a vacina Penta deve ser
administrada em três doses, a partir dos dois meses de idade, por via intramuscular, na seguinte quantidade, em mililitros (ml):
A) 0,2
B) 0,5
C) 0,8
240

D) 1,0
17. (2014/IADES/EBSERH) De acordo com o atual calendário de vacinação do Ministério da Saúde, é correto afirmar que a
criança, ao nascer, deve receber a vacina contra a
A) hepatite B.
B) febre amarela.
C) varicela.
D) rubéola.
E) poliomielite.

18. (2014/IADES/EBSERH) Considerando a Política Nacional de Imunização, no que se refere à rotina da vacinação de crianças,
adolescentes, adultos e idosos, assinale a alternativa correta.
A) A vacina de BCG deve ser aplicada em três doses, com reforço após 15-18 meses.
B) A primeira dose da hepatite B deve ser aplicada após as primeiras 72 horas de vida.
C) A Influenza (vacina da gripe) deve respeitar a sazonalidade da doença e ser administrada a partir de seis meses de idade.
241

D) A febre amarela deve ser aplicada em residentes ou viajantes para áreas com recomendação da vacina, com reforço a
cada cinco anos.
E) No caso da vacinação tríplice bacteriana (sarampo, caxumba e rubéola), a criança é considerada protegida se tiver tomado
duas doses da vacina após um ano de idade.
19. (2014/FAFIPA/Prefeitura de Iguaraçu – PR) Sobre as campanhas nacionais de vacinação é correto afirmar, EXCETO:
A) Influenza – Crianças de 06 meses a menores de 02 anos de idade, gestantes, puérperas, pessoas com 60 anos e mais,
trabalhadores de saúde, população privada de liberdade, povos indígenas e indivíduos com comorbidades.
B) Poliomielite – Crianças de 06 meses a menores de 05 anos de idade.
C) Multivacinação (todas as vacinas do Calendário Básico de Vacinação da Criança para atualização de esquema vacinal) –
Crianças menores de 05 anos de idade.
D) Seguimento contra o Sarampo (a cada 02 anos ou de acordo com a situação epidemiológica) – Crianças menores de 5
anos de idade.
20. (2014/FAFIPA/Prefeitura de Iguaraçu – PR) A Rede de Frio ou Cadeia de Frio é:
A) O processo de armazenamento, distribuição e transporte dos imunobiológicos do Programa Nacional de Imunizações, e
deve ter as condições adequadas de refrigeração, desde o laboratório produtor até o momento em que a vacina é
administrada.
242

B) O processo de armazenamento, conservação, manipulação, distribuição e transporte dos imunobiológicos do Programa


Nacional de Imunizações, e deve ter as condições adequadas de refrigeração, desde o laboratório produtor até o momento
em que a vacina é administrada.
C) O processo de armazenamento, distribuição e transporte dos imunobiológicos do Programa Nacional de Imunizações, e
deve ter as condições adequadas de refrigeração no momento em que a vacina é administrada.
D) O processo de manipulação, distribuição e transporte dos imunobiológicos do Programa Nacional de Imunizações, e deve
ter as condições adequadas de refrigeração, desde a regional de saúde até o momento em que a vacina é administrada.
21. (2014/CESGRANRIO/Banco do Brasil) As estatísticas oficiais reconhecem o recrudescimento da Tuberculose Pulmonar nas
grandes metrópoles, e uma de suas principais causas reside no tratamento incompleto e/ou no abandono do tratamento
específico por parte do paciente. Uma das medidas epidemiológicas adotadas é a vacinação precoce da criança com o BCG
intradérmico. Esse tipo de vacina deve ser aplicado
A) no recém-nato, em dose única
B) no recém-nato e com reforço aos dois meses
C) aos dois, quatro e seis meses de idade
D) aos três, cinco e sete meses de idade
E) aos seis meses de idade, em dose única
243

22. (2014/ CETRO/CHS - adaptada pelo autor) Sobre as vacinas do calendário básico, marque V para verdadeiro ou F para falso
e, em seguida, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.
( ) As crianças que não apresentam cicatriz vacinal de BCG após 6 meses da vacinação devem ser revacinadas.
( ) A vacina contra hepatite B deve ser aplicada por via subcutânea, com esquema básico de 0, 2 e 6 meses.
( ) A vacina pentavalente é composta por toxoides de difteria e tétano, suspensão celular inativada de Bordetella pertussis,
antígeno de superfície de hepatite B e vírus atenuado de sarampo.
( ) O esquema de vacinação contra poliomielite consiste na aplicação de três primeiras doses de VIP e dois reforços de VOP.
( ) A aplicação da segunda dose de vacina contra rotavírus deve ser administrada entre 3 meses e 15 dias a 7 meses e 15 dias
de idade.
a) V/ V/ V/ V/ F
b) F/ V/ F/ V/ F
c) F/ F/ V/ V/ V
d) V/ F/ F/ V/ F
e) V/ F/ V/ F/ V
23. (2014/FCC/TCE-PI) De acordo com o calendário nacional de vacinação (Ministério da Saúde) administra-se na criança ao
nascer as vacinas
244

a) BCG e VIP (Vacina Inativada da Poliomielite).


b) hepatite B (recombinante), dispensando-a se a Secretaria de Estado da Saúde já tiver implantado a vacina pentavalente.
c) pentavalente adsorvida e BCG.
d) BCG e hepatite B (recombinante).
e) pentavalente adsorvida e VIP (Vacina Inativada da Poliomielite).
24. (2014/FUMARC/AL-MG) Conforme o Manual de Vigilância dos Eventos Adversos Pós-Vacinação: cartilha para trabalhadores
de sala de vacinação, do Ministério da Saúde, 2003, são cuidados para observar durante a preparação da vacina, no sentido de
evitar o evento adverso, EXCETO:
A) A diluição deve ser feita, lentamente, pela parede do frasco.
B) Proceder à desinfecção do frasco-ampola da vacina antes de aspirar cada dose.
C) Se o local de aplicação não apresentar boas condições de higiene, passar um algodão seco.
D) Ao acrescentar o diluente, agitar o frasco em movimentos circulares, para homogeneizar melhor a vacina.
25. (2014/FUMARC/AL-MG) Conforme o Manual de Vigilância dos Eventos Adversos Pós-Vacinação: cartilha para trabalhadores
de sala de vacinação, do Ministério da Saúde, 2003, são orientações a seguir durante a triagem na vacinação com a tríplice viral,
EXCETO:
245

A) O profissional de saúde deverá sempre perguntar ao cliente ou responsável sobre a ocorrência de qualquer evento
adverso anterior.
B) Em mulheres em idade fértil, perguntar sobre a possibilidade de gravidez. Nesse caso, estará autorizado a proceder à
vacinação em dose diferenciada.
C) Explicar que os eventos adversos comuns, ou esperados, para essa vacina são: dor local, eritema (vermelhidão),
enduração, ardência, exantema, prurido (coceira) e febre.
D) Deve ser perguntado ao cliente se ele tem ou já apresentou alergia ao ovo de galinha. No caso de confirmar alergia a ovo
ou a alimentos com ovos, a vacina deverá ser administrada em ambiente hospitalar, com supervisão médica.
26. (2014/FUMARC/AL-MG) As orientações do Manual de Normas para Vacinação do Ministério da Saúde sobre o transporte
dos imunobiológicos indicam, EXCETO:
A) Identificar a caixa externamente, indicando o conteúdo (tipo e quantidade do imunobiológico) e o destinatário.
B) Vedar a tampa da caixa térmica com fita adesiva gomada, de mais ou menos 5 cm de largura, não deixando frestas ou
folgas.
C) Manter a caixa térmica, durante o percurso, à sombra e longe do motor do veículo, manipulando-a com cuidado para
evitar a quebra dos produtos.
D) Após a organização da caixa, verificar a temperatura do interior da caixa térmica, colocando o termômetro entre os
imunobiológicos por 30 segundos.
246

27. (2014/FUMARC/AL-MG) O Programa Nacional de Imunização (PNI) comemorou 30 anos no ano de 2003. Sobre sua criação,
seus desafios e seu estabelecimento, é correto afirmar, EXCETO:
A) O PNI teve que se adaptar com a implantação do SUS, a descentralização e municipalização do programa.
B) Num país de dimensões geográficas como o Brasil, o sucesso do PNI muito significa em termos de abrangência e alcance.
C) A meta operacional básica do PNI é vacinar 80% das crianças menores de 1 ano com todas as vacinas indicadas no
calendário básico.
D) No histórico do PNI, duas providências foram especialmente importantes: a implantação dos Centros de Referência para
Imunobiológicos Especiais (Cries) e a criação do Comitê Técnico Assessor em Imunizações.
28. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) Segundo as normatizações técnicas do Programa Nacional de Imunização, referente ao
Calendário Nacional de Vacinação, de que trata a Portaria GM/MS nº 1.498 de 19 de julho de 2013, a vacina de BCG deve ser
A) indicada em crianças com idade entre 18 meses e 4 (quatro) anos 11 meses e 29 dias, não vacinadas e com sorologia
positiva para HIV, e para estes indivíduos a revacinação é contraindicada.
B) adiada em crianças prematuras ou com baixo peso, até que atinjam 1,5 Kg de peso.
C) administrada em crianças com idades entre 1 (um) ano e 5 (cinco) anos de idade com cicatriz vacinal.
D) administrada em crianças, filhas de mãe HIV positiva, o mais precocemente possível, até os 18 meses de idade, se
sintomáticas e com sinais de imunodeficiência.
247

E) administrada em dose única, o mais precocemente possível, preferencialmente nas primeiras 12 horas, após o nascimento.
29. (2013/FUNCAB/SESACRE) Assinale a vacina considerada bacteriana:
A) Poliomielite inativada.
B) Poliomielite oral.
C) Rota vírus humano.
D) Febre amarela.
E) Pneumocócica
30. (2013/FUNCAB/SESACRE) A vacina conjugada de Hib protege contra infecções graves causadas pelo Haemophilus influenzae
tipo b como:
A) difteria e coqueluche.
B) meningite e pneumonia.
C) meningite e pertussis.
D) rotavírus e caxumba.
E) rotavírus e rubéola.
248

31. (2013/FUNCAB/SESACRE) Segundo Portaria do Ministério da Saúde (2013), a Campanha Nacional de Vacinação contra o
Sarampo tem como população alvo:
A) escolares de 7 a 12 anos de idade
B) adolescentes após 17 anos.
C) crianças de zero a seis meses.
D) crianças de 1 ano a menores de 5 anos de idade.
E) idosos acima de 65 anos.
32. (2013/FUNCAB/SESACRE/Adaptada pelo autor) No âmbito do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em todo o
território nacional, crianças de 5 meses de idade devem receber
A) a 1ª dose da vacina pneumocócica 10-valente (conjugada).
B) a 2ª dose da vacina hepatite B (recombinante).
C) a 1ª dose da vacina febre amarela (atenuada).
D) a 2ª dose da vacina meningocócica C (conjugada).
E) a dose inicial da vacina Haemophilus influenzae B (conjugada).
249

33. (2013/FGV/ AL-MT) A imunoglobulina humana anti-hepatite tipo B (IGHAB), disponível nos Centros de Referência em
Imunobiológicos Especiais (CRIE), é indicada para pessoas não vacinadas após exposição ao vírus da hepatite B nas
situações relacionadas a seguir, à exceção de uma. Assinale-a.
A) Vítimas de abuso sexual.
B) Comunicantes sexuais de caso agudo de hepatite B.
C) Recém-nascidos de mãe sabidamente portadora do HBV.
D) Comunicantes domiciliares de portadores do vírus da hepatite B.
E) Vítimas de exposição sanguínea, quando o caso fonte for portador do HBV ou de alto risco.
34. (2013/FCC/TRT - 5ª Região) A vacina Tetra Viral é utilizada na prevenção, controle e eliminação das seguintes doenças:
A) hepatites A, B, C e D.
B) sarampo, caxumba, rubéola e varicela.
C) meningite viral, catapora, hantavirose e tularemia.
D) hepatite B, varicela, hantavirose e tularemia.
E) hepatites C e D, herpes zoster, meningite viral.
250

35. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Acerca do Programa Nacional de Imunização (PNI), que oferece um conjunto ampliado de
imunológicos, julgue os seguintes itens.
A vacina DPT, indicada para a prevenção da difteria, da coqueluche e do tétano, é preparada com toxoides tetânicos e
diftéricos e com componente pertussis, e não deve ser congelada.
A) CERTO
B) ERRADO
36. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Acerca do Programa Nacional de Imunização (PNI), que oferece um conjunto ampliado de
imunológicos, julgue os seguintes itens.
A vacina tríplice viral (MMR), preparada com vírus vivos atenuados, é indicada para a prevenção do sarampo, da varíola e da
caxumba.
A) CERTO
B) ERRADO
37. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Acerca do Programa Nacional de Imunização (PNI), que oferece um conjunto ampliado de
imunológicos, julgue os seguintes itens.
É proibida a guarda de vacinas nas portas das geladeiras e nas gavetas, para evitar deterioração e contaminação.
A) CERTO
251

B) ERRADO
38. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Acerca do Programa Nacional de Imunização (PNI), que oferece um conjunto ampliado de
imunológicos, julgue os seguintes itens.
A vacina antirrábica, que deve ser aplicada em pessoas agredidas por animal possivelmente transmissor do vírus da raiva, é
também utilizada na profilaxia pré-exposição dos técnicos de biotérios, laboratórios, treinadores ou médicos veterinários.
A) CERTO
B) ERRADO
39. (2013/CESPE/SEGESP-AL) Acerca do Programa Nacional de Imunização (PNI), que oferece um conjunto ampliado de
imunológicos, julgue os seguintes itens.
A vacina BCG - ID não requer proteção da ação direta da luz solar, podendo ser usada no prazo máximo de 24 h após a sua
reconstituição.
A) CERTO
B) ERRADO
40. (2013/VUNESP/IMESCA) pós a perícia em uma gestante, as orientações quanto à proteção e prevenção de doenças
transmissíveis incluem a indicação das seguintes vacinas:
A) dupla adulto, febre amarela e influenza.
252

B) sarampo-caxumba-rubéola, hepatite B e febre amarela.


C) dupla adulto, hepatite B e influenza
D) BCG, hepatite B e influenza.
E) meningocócica C, hepatite B e dupla adulto.
41. (2013/IBFC/EBSERH) Segundo o calendário nacional de vacinação, uma criança deve receber a vacina VIP com a idade de:
A) 2, 4 e 6 meses
B) 3 e 5 meses e mais uma dose de reforço aos 15 meses.
C) 2, 4 e 15 meses.
D) 3 e 7 meses apenas.
42. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região) No que concerne ao impacto e desenvolvimento da imunização no Brasil, assinale a opção
correta.
A) De acordo com o Ministério da Saúde, deve-se continuar a vacinação para doenças erradicadas, uma vez que elas poderão
reaparecer sob a forma de epidemias, como ocorreu com a poliomielite em 1970.
B) No Brasil, a excelência e eficiência do PNI deve-se ao fato de que o financiamento público tem sido incrementado com
empréstimos de organismos internacionais e doações da iniciativa privada.
253

C) Embora raros, os eventos adversos locais provenientes da vacina BCG-ID são decorrentes, majoritariamente, do tipo de
cepa utilizada.
D) As ações de imunização nas populações indígenas e ribeirinhas são restringidas, a cada ano, devido à reduzida capacidade
das instalações nas áreas de difícil acesso geográfico.
E) O Brasil, país autossuficiente na produção de vacinas, utiliza apenas 30% das vacinas que produz.
43. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) As vacinas Hepatite B e BCG-ID devem ser administradas pela primeira vez em uma
criança na seguinte faixa etária:
A) 4 meses após o nascimento.
B) 1 mês após o nascimento.
C) 2 meses após o nascimento.
D) ao nascimento
44. (2013/CESPE/DEPEN) Tendo em vista que as normas de vigilância epidemiológica preconizam ações para controle e
acompanhamento das hepatites virais, julgue os itens que se seguem.
A vacina contra a hepatite B é contraindicada para gestantes e nutrizes.
A) CERTO
B) ERRADO
254

45. (2013/CESPE/DEPEN) O Programa Nacional de Imunizações preconiza que, para a estocagem e manutenção da qualidade
dos imunobiológicos, a temperatura interna das geladeiras da sala de vacinação da unidade de saúde deve ser graduada entre
+2 ºC e +8 ºC. A equipe de enfermagem é responsável pela realização da leitura diária da temperatura desses equipamentos no
início e no final da jornada de trabalho.
A) CERTO
B) ERRADO
46. (2013/UFPR/UFPRP) O Programa Nacional de Imunizações tem como objetivo, em primeira instância, o controle de doenças
imunopreveníveis através de amplas coberturas vacinais, para que a população possa ser provida de adequada proteção
imunitária contra as doenças abrangidas pelo programa. São vacinas contraindicadas em gestantes:
A) sarampo, rubéola, caxumba e febre amarela.
B) tétano, difteria, caxumba e sarampo.
C) sarampo, rubéola, Haemophilus influenzae e hepatite B.
D) BCG, difteria, rubéola e hepatite B.
E) BCG, tétano, raiva e Haemophilus influenzae.
47. (2013/NCE-UFRJ/UFRJ) De acordo com o Calendário Nacional de Vacinação é correto afirmar que:
255

A) A vacina febre amarela (atenuada) é administrada 30 (trinta) dias antes da data da viagem e a dose de reforço, dez anos
após a data da última dose.
B) A vacina BCG está indicada em qualquer situação para os portadores de HIV (positivo).
C) A vacina hepatite B (recombinante) é contra-indicada para gestantes não vacinadas e que apresentem sorologia negativa
para o vírus da hepatite B após o primeiro trimestre de gestação.
D) A vacina sarampo, caxumba e rubéola - SCR é administrada 01 (uma) dose em mulheres de 20 (vinte) a 49 (quarenta e
nove) anos de idade e em homens de 20 (vinte) a 39 (trinta e nove) anos de idade que não apresentarem comprovação vacinal.
E) A vacina febre amarela (atenuada) é indicada para gestantes e mulheres que estejam amamentando.
48. (2013/FADESP/COREN-PA) Sr. João, 34 anos, foi atendido na unidade municipal de saúde de Iracema referindo manchas
esbranquiçadas no rosto, costas e nádegas e dores nos trajetos dos nervos ulnar e radial. Após os exames dermatoneurológicos,
foi confirmado caso de hanseníase multibacilar. Seu João convivia há mais de dez anos com a esposa (contato A), 32 anos, e com
dois filhos (contatos B e C), 16 e 18 anos, respectivamente. A enfermeira do programa, seguindo as recomendações do Ministério
da Saúde, examinou os contatos intradomiciliares e observou a presença ou não de cicatriz da vacina de BCG-ID, obtendo o
seguinte resultado: Contato A – apresentava sinais e sintomas da doença e não tinha cicatriz de BCG-ID; Contato B – não
apresentava sinais e sintomas da doença e apresentava uma cicatriz de BCG-ID; Contato C – não apresentava sinais e sintomas
da doença e não tinha cicatriz de BCG-ID. Diante da situação descrita e com relação à vacinação de BCG dos contatos, a conduta
adequada seria
256

A) Contato A: deverá receber uma dose da vacina BCG-ID; Contato B: não deverá receber dose da vacina BCG-ID; Contato C:
deverá receber duas doses da vacina BCG, sendo uma dose no momento da avaliação e outra com seis meses.
B) Contato A: não deverá receber a vacina BCG-ID; Contato B: deverá receber uma dose adicional da vacina BCG-ID; Contato
C: deverá receber uma dose de vacina de BCG-ID no momento da avaliação.
C) Contato A: deverá receber uma dose da vacina BCG-ID; Contato B: deverá receber uma dose adicional de vacina de BCG-
ID; Contato C: deverá receber duas doses da vacina BCG-ID, com intervalo de três meses.
D) Contato A: não deverá receber a vacina BCG; Contato B: deverá receber duas doses da vacina BCG-ID; Contato C: deverá
receber duas doses da vacina BCG-ID, com intervalo de dois meses.
49. (2013/FUMAR/PC-MG) De acordo com o Manual de Procedimentos para Vacinação do Ministério da Saúde (2001), quanto
à composição da vacina, NÃO é correto o que se afirma em:
A) Contra a raiva - vírus inativado.
B) Contra a hepatite B - vírus inativado.
C) Contra o sarampo - vírus vivo atenuado.
D) Contra DTP - bactérias mortas e produtos de bactérias (toxinas).
50. (2013/FGV/TJ-AM) A vacina dupla tipo adulto ( dT) é indicada a partir dos sete anos de idade, para prevenção do tétano
acidental e da difteria. É também indicada para a vacinação de mulheres em idade fértil (12 a 49 anos) e gestantes,
principalmente para a prevenção do tétano neonatal.
257

O esquema básico da vacina dupla tipo adulto ( dT) é de


A) duas doses, com intervalo mínimo de 60 dias entre as doses.
B) três doses, com intervalo mínimo de 60 dias entre as doses.
C) duas doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
D) três doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
E) uma dose, com reforço a cada 10 anos.
51. (2013/ FGV/TJ-AM/ADAPTADA PELO AUTOR) O calendário de vacinação brasileiro é definido pelo Programa Nacional de
Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS) e corresponde ao conjunto de vacinas consideradas de interesse prioritário à
saúde pública do país.
O Calendário Básico de Vacinação da Criança contempla vacinas que devem ser administradas desde o nascimento até os 10
anos de idade. De acordo com esse calendário, aos 12 meses a criança deve receber
A) o 2º reforço da tríplice bacteriana e a 2ª dose da tríplice viral.
B) a 1ª dose da meningocócica C (conjugada).
C) a 1ª dose da tríplice viral
D) a dose inicial da febre amarela e a 3ª dose da tetravalente.
258

E) a 1ª dose da vacina oral rotavírus humano (VORH).


52. (2013/CESPE/SERPRO) Considerando a promoção da saúde e segurança do trabalho, julgue os itens subsequentes.
A vacina contra febre amarela não é indicada para trabalhadores que estejam com febre baixa, tosse e coriza
A) CERTO
B) ERRADO
53. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Com relação à vigilância em saúde e à estratégia de saúde da família, julgue os itens que seguem.
O Brasil é reconhecido internacionalmente como um dos países com os melhores programas de imunização do mundo,
responsável pelo atingimento de altos índices de cobertura vacinal, sendo todos os segmentos populacionais abrangidos de
forma universal.
A) CERTO
B) ERRADO
54. (2013/FCC/TRT - 9ª REGIÃO) No preparo e administração de vacinas, um dos procedimentos recomendados é
A) manter a vacina em temperatura entre + 4 °C a + 11 °C, após a abertura do frasco.
B) preparar a vacina em local ventilado e com incidência de luz solar direta sobre a vacina.
C) injetar rapidamente o diluente no frasco de vacina com o objetivo de homogeneizar a formação de espuma.
259

D) lavar com água e sabão e proceder a esterilização química do conta-gotas contaminado acidentalmente na boca da
criança.
E) aspirar o diluente específico em temperatura semelhante à da vacina.
55. (2013/FCC/TRT - 9ª REGIÃO (PR)) Uma das vacinas (imunobiológicos) que pode ser armazenada em - 20 °C é a
A) antirrábica.
B) hepatite B.
C) tríplice bacteriana.
D) dT (dupla tipo adulto).
E) VOP (vacina oral contra a poliomielite).
56. (2013/FCC/DPE-RS) Durante a consulta do pré-natal, uma gestante solicita informações sobre as vacinas a serem aplicadas
no neonato. Com base no calendário de vacinação do Ministério da Saúde, a criança ao nascer deve receber
A) BCG-ID (intradérmica) e contra hepatite B.
B) BCG-VO (via oral) e tetravalente.
C) BCG-ID, contra hepatite B e Hib (Haemophilus influenzae tipo b).
D) VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano).
260

E) BCG-VO fracionada e VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano).

57. (2013/CESPE/TRT - 10ª REGIÃO (DF e TO)) Julgue os itens que se seguem, relativos a medidas de vigilância epidemiológica,
serviço que reúne um conjunto de ações em que permite acompanhar a evolução das doenças na população e que funciona
como um indicador para a priorização de ações de planejamento da assistência à saúde.
Na vacinação de bloqueio, intensifica-se a administração de uma vacina para impedir a transmissão da doença de um indivíduo
para outras pessoas.
A) CERTO
B) ERRADO
58. (2013/CESPE/TRT - 10ª REGIÃO (DF e TO)) Acerca da biossegurança nos serviços de saúde, julgue os itens a seguir.
Recomenda-se aos profissionais de saúde, especialmente aqueles que exerçam atividades em áreas críticas, sejam vacinados
contra meningite, sarampo e rubéola.
A) CERTO
B) ERRADO
59. (2013/CESPE/TRT - 10ª REGIÃO (DF e TO)) Acerca da biossegurança nos serviços de saúde, julgue os itens a seguir.
A gravidez e a lactação não são contraindicações à vacinação contra o vírus da hepatite B.
261

A) CERTO
B) ERRADO
60. (2013/CESPE/TRT - 10ª REGIÃO (DF e TO) O perfil epidemiológico no Brasil vem mudando nas últimas décadas, entretanto,
os índices de doenças infecto parasitárias ainda são preocupantes. Em relação a essas doenças, julgue os itens seguintes.
As vacinas influenza e pneumocócica são oferecidas em campanhas nacionais de vacinação do idoso. Nos idosos
institucionalizados, aqueles que vivem em abrigos, asilos ou hospitais, deverá ser realizada a dose de reforço da vacina
pneumocócica.
A) CERTO
B) ERRADO
61. (2012/IFC/IFC-SC- MOFICADA PELO AUTOR) Segundo o calendário básico de vacinação, definido pelo Programa Nacional de
Imunizações da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (PNI/MS), as vacinas recomendadas PARA TODOS
adolescentes são:
A) Tetravalente(DTP+Hib); Febre amarela e BCG-ID.
B) dT (Dupla tipo adulto); Hepatite B e Tríplice viral (SCR).
C) dT (Dupla tipo adulto); Hepatite B e Vacina pneumocócica 10 (conjugada).
D) Hepatite B; Vacina meningocócica C (conjugada) e Tríplice viral (SCR)
262

E) BCG-ID; Vacina Oral Rotavírus Humano(VORH) e Tríplice viral (SCR).


62. (2012/CESPE/TJ-RO) A respeito das reações de hipersensibilidade associadas à vacinação, assinale a opção correta.
A) A reação do tipo tardia local ocorre com algumas vacinas que contêm conservantes, como a BCG, provocando dermatite
de contato mediada por anticorpos.
B) Na vacinação contra rubéola, pode ocorrer reação mediada por IgE, que provoca abcessos cutâneos, sem sinais de
insuficiência respiratória e ou colapso circulatório.
C) A vacinação meningocócica pode acarretar reação citotóxica, de instalação súbita, indicando colapso circulatório, com
diminuição ou abolição do tônus muscular, palidez e cianose.
D) Reação tardia, que confere eritema e tumefação devido à formação de complexos depositados próximos ao local de
aplicação da vacina ou soro, como as reações ao ovo de galinha, pode ocorrer em indivíduo vacinado contra febre amarela.
E) Em baixa porcentagem, pessoas que recebem vacina contra a raiva podem apresentar reação anômala e indesejável
consistente na agressão, por linfócitos T citotóxicos, da bainha de mielina dos nervos, o que provoca doenças desmielinizantes,
como a Síndrome de Guillain Barré.
63. (2012/Quadrix/DATAPREV) A profilaxia da poliomielite, doença infectocontagiosa causada por vírus, é realizada em crianças
por vacina que deve ser administrada:
A) ao nascer.
B) a partir dos 2 meses
263

C) a partir dos 4 meses.


D) a partir dos 6 meses.
E) a partir dos 9 meses
64. (2012/Quadrix/DATAPREV-MODIFICADA PELO AUTOR) Relacione a primeira coluna de vacinas com a segunda coluna de
doenças prevenidas pelas respectivas vacinas.
1. BCG-ID a. Difteria, tétano, coqueluche.
2. Vacina PENTAVALENTE b. Sarampo, rubéola, caxumba.
3. Tríplice viral c. Poliomielite.
4. VOP d. Contra Difteria / Tétano / Coqueluche / Hepatite B / Doenças invasivas causadas por
Haemóphilus influenzae do tipo B.
5. DTP e. Tuberculose
Assinale a alternativa que apresenta a correta associação.
A) 1-a, 2-b, 3-c, 4-d, 5-e
B) 1-b, 2-e, 3-a, 4-d, 5-c
C) 1-e, 2-d, 3-b, 4-c, 5-a
264

D) 1-c, 2-d, 3-a, 4-b, 5-e


E) 1-d, 2-b, 3-a, 4-c, 5-e
65. (2012/CESGRANRIO/Petrobras) Considerando a exposição laboral, todo trabalhador de serviço de saúde deverá receber,
gratuitamente, imunização ativa contra
A) difteria, hepatite A e hepatite C
B) difteria, tétano e hepatite C
C) tétano, meningite e hepatite B
D) tétano, meningite e hepatite C
E) tétano, difteria e hepatite B
66. (2012/FCC/TRT - 6ª Região (PE)) De acordo com o Ministério da Saúde (2001), no preparo e administração da vacina BCG-ID
(intradérmica)
A) o volume padrão a ser administrado é de 0,2 mL, podendo ocorrer variação na dose de acordo com o peso do recém-
nascido.
B) a agulha deve ser introduzida formando um ângulo de 45° em relação à pele e a solução administrada na dose exata de
0,2 mL.
265

C) a introdução da agulha deve ser em um ângulo de 30° em relação à pele, com o bisel voltado para baixo e a solução
injetada rapidamente.
D) o diluente, no momento da reconstituição, deve estar na mesma temperatura da vacina, ou seja, entre +2 °C e +8 °C.
E) o frasco multidoses da vacina BCG-ID, uma vez aberto, desde que mantido sob temperatura adequada (+2 °C a +8 °C) e
adotados os cuidados que evitem sua contaminação, pode ser usado por até vinte e quatro horas.
67. (2012/FCC/TRF - 2ª REGIÃO) Na profilaxia de doenças imunopreveníveis em trabalhadores dos serviços de saúde, além das
vacinas indicadas pelo Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, é recomendado ao empregador proporcionar a
imunização ativa gratuita contra
A) tétano, difteria e hepatite B.
B) febre amarela, influenza tipo C, hepatites tipo A, B, C e doença viral multirresistente.
C) tétano, febre amarela, dengue e salmonelose.
D) doença de chagas, influenza sazonal, hepatite tipo A.
E) tétano, doença pneumocócica, hepatite tipo C e influenza tipo B.
68. (2012/FCC/TRE-PR) No ser humano, a aplicação de vacinas previne determinadas doenças transmissíveis (infecciosas), tais
como:
A) malária, leptospirose e febre amarela.
266

B) hanseníase, tuberculose e leishmaniose tegumentar.


C) rubéola, coqueluche e blastomicose.
D) caxumba, difteria e varicela.
E) doenças diarreicas, poliomielite e pneumonia pneumocócica.
69. (2012/FCC/TJ-PE) A imunização contra o sarampo, caxumba e rubéola (SCR) em indivíduo adulto do gênero feminino sem a
devida comprovação vacinal, consiste em administrar
A) uma dose para mulheres acima de 60 anos.
B) duas doses em mulheres de 50 (cinquenta) a 60 (sessenta) anos de idade.
C) três doses consecutivas mensais em mulheres com 30 anos de idade.
D) uma dose em mulheres de 20 (vinte) a 49 (quarenta e nove) anos de idade.
E) três doses em mulheres de 20 (vinte) a 39 (trinta e nove) anos de idade.
70. (2011/FUNIVERSA/SES-DF) As vacinas constituem meios eficazes para a redução da morbidade e da mortalidade de uma
população. Considerando que algumas doenças podem ser adquiridas também nos locais de trabalho, assinale a alternativa que
condiz com as doenças imunopreveníveis.
A) rubéola, febre amarela e hepatite B
267

B) tuberculose, criptococose e bissinose


C) antracose, sarampo e varicela
D) hepatite C, difteria e febre maculosa
E) caxumba, leptospirose e siderose
71. (2010/IBAM/Prefeitura de Leopoldina – MG) Para interromper, em curto espaço de tempo, a cadeia de transmissão de um
caso de difteria em uma determinada comunidade, objetivando a eliminação dos suscetíveis, o enfermeiro utiliza-se da
vacinação denominada de:
A) rotina
B) campanha
C) bloqueio
D) cobertura
72. (2010/ CESPE/MPU) Julgue os seguintes itens acerca dos procedimentos técnicos de vacinação.
Reações febris são comuns e não constituem sinal de hipersensibilidade ou contraindicação para revacinação.
A) CERTO
B) ERRADO
268

73. (2010/ CESPE/MPU) Julgue os seguintes itens acerca dos procedimentos técnicos de vacinação.
O conteúdo do frasco multidoses da vacina BCG pode ser utilizado em até cinco dias após a abertura do frasco, desde que
sejam adotados os cuidados que evitem sua contaminação pelo ambiente e seja mantido sob temperatura adequada.
A) CERTO
B) ERRADO
74. (2013/CETRO/CAISM PHILIPPE PINEL) Com relação ao atendimento à gestante que não possui carteira de vacinação ou
qualquer registro de imunização contra o tétano, assinale a alternativa que apresenta a conduta correta a ser adotada.
A) Administrar na gestante somente a primeira dose do esquema vacinal da antitetânica, a fim de minimizar os riscos que a
imunização pode oferecer ao bebê.
B) Imunizá-la contra o tétano somente após o parto, pois a vacina oferece riscos de má formação para o bebê.
C) Iniciar imediatamente o esquema vacinal, independentemente da idade gestacional, tentando garantir que as 3 doses da
vacina antitetânica sejam administradas antes do parto.
D) A realização do esquema vacinal da antitetânica na gestante é indiferente, pois o parto não oferece riscos de se contrair o
tétano.
75. (2010/CESPE/INCA) Com relação à neutropenia e à plaquetopenia, julgue o item seguinte.
269

A administração de vacina de vírus vivos e atenuados pode ser feita em pacientes neutropênicos, visando à prevenção da
gripe e pneumonia pneumocócica, por exemplo.
A) CERTO
B) ERRADO
76. (2010/ CESPE/MPU) Julgue os seguintes itens acerca dos procedimentos técnicos de vacinação.
O estoque de diluentes pode ser deixado em temperatura ambiente, mas, no momento da administração, o diluente deve
estar na temperatura da vacina.
A) CERTO
B) ERRADO

77. (2012/FCC/TRT - 11ª Região) Ministério da Saúde formalizou, em julho de 2010, um calendário de vacinação para os povos
indígenas. De acordo com a Portaria no 1.946/2010, a aplicação da vacina pentavalente inicia-se
A) ao nascer.
B) a 1 mês de idade.
C) aos 2 meses de idade.
270

D) aos 4 meses de idade.


E) aos 5 meses de idade.
78. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO) Sobre o armazenamento de imunobiológicos, o Ministério da Saúde recomenda que
A) a ponta do termômetro deve ficar em contato direto com o gelox na caixa térmica.
B) o termômetro de máxima e mínima, após anulada a temperatura, deve ser colocado na primeira prateleira do refrigerador.
C) os imunobiológicos devem ser mantidos congelados, em caixa térmica, até 10 minutos antes da administração no cliente.
D) os materiais de laboratório de uso odontológico, alimentos e bebidas devem ser armazenados na terceira prateleira do
refrigerador.
E) as vacinas que não podem ser submetidas à temperatura negativa (dT, DTP, Hepatite B, Hib, influenza, TT e BCG) devem
ser colocadas na segunda prateleira do refrigerador.
79. (2011/FCC/TRE-AP) Um homem de 45 anos viajará para uma região com recomendação de aplicação da vacina contra febre
amarela (atenuada). Considerando que a pessoa em questão nunca recebeu essa vacina, o Calendário de Vacinação do Adulto
e do Idoso do Ministério da Saúde recomenda administrar a vacina
A) dois dias antes da data da viagem.
B) cinco dias antes da data da viagem.
C) dez dias antes da data da viagem.
271

D) quinze dias antes da data da viagem.


E) trinta dias antes da data da viagem.
80. (2011/CESGRANRIO/Petrobras) A vacinação refere-se ao ato de induzir, artificialmente, o organismo a produzir anticorpos
contra uma doença infecciosa. Na inoculação da substância antigênica contra a tuberculose, utilizam-se
A) bactérias atenuadas.
B) bactérias mortas.
C) frações de bactérias.
D) vírus inativados.
E) vírus atenuados.
81. (2011/CESPE/Correios) Criado em 1973, no Brasil, o Programa Nacional de Imunização é referência mundial, não só por ter
contribuído para programas de imunização desenvolvidos em outros países, mas também pelos resultados e avanços notáveis
no controle e erradicação, no país, de doenças imunopreveníveis. Com referência a esse programa, julgue os próximos itens.
A vacina contra influenza é administrada, por via intramuscular ou por via subcutânea, no músculo deltoide.
A) CERTO
B) ERRADO
272

82. (2011/CESPE/Correios) Criado em 1973, no Brasil, o Programa Nacional de Imunização é referência mundial, não só por ter
contribuído para programas de imunização desenvolvidos em outros países, mas também pelos resultados e avanços notáveis
no controle e erradicação, no país, de doenças imunopreveníveis. Com referência a esse programa, julgue os próximos itens.
A vacina contra difteria, tétano e coqueluche é conhecida também como tríplice viral.
A) CERTO
B) ERRADO

83. (2007/FCC/ MPU) Recomenda-se que os profissionais de saúde sejam imunizados contra a hepatite B. A vacinação consiste
na aplicação de
A) dose única, primeiro reforço aos dezoito meses após a dose única e, após, reforço a cada cinco anos.
B) duas doses, com intervalo de dois meses entre cada dose, primeiro reforço aos doze meses após a primeira dose e, após,
reforço a cada dez anos.
C) duas doses, com intervalo de dois meses entre cada dose e reforço anual.
D) três doses, com intervalo de dois meses entre cada dose.
E) três doses, com intervalo de 30 (trinta) dias entre a primeira e a segunda dose e a terceira dose seis meses após a primeira
dose.
273

84. (2010/FCC/TRT - 9ª REGIÃO) Existe uma vacina recomendada para ser aplicada, dependendo da história vacinal, nos contatos
intradomiciliares sem presença de sinais e sintomas de hanseníase no momento da avaliação, independentemente de serem
contatos de casos paucibacilares (PB) ou multibacilares (MB). De acordo com as Instruções Normativas referentes à Portaria
Conjunta nº 125 de 2009 do Ministério da Saúde, a vacina em questão é a
A) tríplice acelular via oral.
B) Hib (Haemophilus influenzae tipo B) via oral.
C) antivaricela zoster intramuscular.
D) SRC (tríplice viral) subcutânea.
E) BCG (bacilo de Calmette-Guerin) intradérmica.
85. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Ao verificar a carteira de vacinação de um indivíduo de 30 anos, o profissional identifica que o
cliente nunca recebeu vacina contra difteria e tétano. A indicação correta para a vacinação dT deste indivíduo, desde então, será
A) administrar a 1º dose e agendar a 2º dose após 6 meses.
B) marcar a data da 1º dose para quando ele completar 35 anos.
C) administrar a 1ºdose e outras duas doses a cada 3 meses.
D) aplicar a 1ª dose e agendar a 2ª dose após 2 meses, já que a 3a dose é desnecessária.
E) aplicar a 1ª dose, agendar a 2ª dose após 2 meses e a 3ª dose após 4 meses da 1ª dose.
274

86. (2008/CESPE/STF) Acerca de imunizações, julgue os itens que se seguem.


A vacina tríplice viral, contra sarampo, rubéola e caxumba, pode ser administrada em pacientes HIV-positivos, mesmo na
presença de imunossupressão grave.
A) CERTO
B) ERRADO
87. (2009/CESPE/FUB) Acerca das orientações do programa nacional de imunização, julgue os itens subsequentes.
A vacina contra a raiva para uso humano utilizada rotineiramente, é obtida em cultivo de células e aplicada em dose única
diária, dependendo do esquema indicado.
A) CERTO
B) ERRADO
88. (2010/CESGRANRIO/Petrobras) Ao atender um trabalhador vítima de um acidente, há mais de 24 horas, com ferimento
superficial e limpo para a profilaxia do tétano, o técnico de enfermagem aproveitou para complementar o esquema dessa vacina.
Qual é a história de imunização contra o tétano desse trabalhador?
A) Última dose incerta.
B) Com duas doses há menos de cinco anos.
C) Com três doses entre cinco e nove anos.
275

D) Última dose há menos de cinco anos.


E) Última dose entre cinco e nove anos.

89. (2011/FCC/TRE-AP) Ao avaliar a caderneta de vacinação de uma adolescente, no segundo mês de gestação, moradora no
Estado do Amapá, o enfermeiro verifica a ausência da vacina da febre amarela. Nesse caso, a conduta é
A) iniciar vacinação em esquema de três doses, após o terceiro mês de gestação.
B) encaminhar a adolescente para realizar o exame de gota espessa antes de iniciar a vacinação.
C) encaminhar a adolescente para avaliação médica, tendo em vista as contraindicações para essa vacina em caso de
gestantes.
D) realizar a prova do laço e iniciar a vacinação, sendo a 1a dose após os três meses de gestação.
E) fazer o exame de BK para avaliação da presença ou não da doença e, em caso negativo, aplicar uma dose da vacina.
90. (2011/FCC/TRT - 4ª REGIÃO) Segundo o Calendário de Vacinação constante no Programa Nacional de Imunização, a vacina
contra rubéola deverá ser aplicada em
A) mulheres grávidas, entre o primeiro e o terceiro mês de gestação.
B) bebês, a partir do primeiro mês do nascimento até o sexto mês.
276

C) bebês, a partir dos doze meses, preferencialmente, na forma combinada com as vacinas contra o sarampo e a caxumba
(tríplice viral).
D) idosos acima de 65 anos na forma combinada com as vacinas contra o sarampo (dupla viral).
E) adultos com intervalo de seis meses entre as três doses.
91. (2009/CESPE/FUB)Criado em 1973, no Brasil, o Programa Nacional de Imunização é referência mundial, não só por ter
contribuído para programas de imunização desenvolvidos em outros países, mas também pelos resultados e avanços notáveis
no controle e erradicação, no país, de doenças imunopreveníveis. Com referência a esse programa, julgue os próximos itens.
A rede de frio, ou cadeia de frio, restringe-se ao processo de conservação dos imunobiológicos.
A) CERTO
B) ERRADO
92. (2010/CONSULPLAN/Prefeitura de Santa Maria Madalena – RJ) O registro das atividades de vacinação é feito em impressos
específicos, padronizados nas diversas instâncias, com o objetivo principal de acompanhar e analisar o trabalho desenvolvido,
bem como seus resultados e impactos. Dos impressos padronizados em instância nacional, o documento que é de uso interno
do serviço de saúde, no qual são registradas informações sobre vacinação contidas no cartão da criança, sendo útil para o
acompanhamento e controle da vacinação da clientela, pois serve como referência na busca de faltosos e, também, para
organizar o arquivo pendente de vacinação é:
A) Boletim diário de vacinação.
277

B) Cartão de Controle.
C) Cartão do Adulto.
D) Cartão da Criança.
E) Boletim mensal de doses aplicadas e vacinas.
93. (2007/FCC/MPU) Consideram-se doenças imunopreveníveis:
A) febre maculosa, raiva humana, tuberculose e coqueluche.
B) moléstia de Hansen V e D, meningite A, B e C.
C) caxumba, rubéola, febre tifóide e febre amarela.
D) leishmaniose, tuberculose, poliomielite e tétano.
E) sarampo, difteria, malária e esquistossomose.
94. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Ao supervisionar as ações do aplicador da sala de vacinas, o enfermeiro deve considerar que,
de uma maneira geral,
A) os imunobiológicos devem ser conservados em geladeira a uma temperatura que varia de +4 °C a + 10 °C.
B) a realização de compressas quentes no local da aplicação da vacina não é recomendada.
C) a sala deve ser ventilada, ensolarada, com a luz solar incidindo na área de preparo dos imunobiológicos.
278

D) a VOP (vacina oral contra a poliomielite) necessita de intervalo de duas horas entre a aplicação da vacina e as refeições ou
mamadas.
E) o local da úlcera da BCG deve ser mantida coberta com curativo fechado.
95. (2004/CESPE/TRE-AL) A atuação do profissional de enfermagem em saúde coletiva é de suma importância e deve estar
fundamentada em princípios e práticas que priorizem a atenção à saúde e não à doença. Acerca desse assunto, julgue os itens
que se seguem.
O Programa Nacional de Imunizações (PNI) preconiza, para prevenir as formas graves de tuberculose, a vacinação com a BCG-
ID em recém-nascidos, crianças no primeiro mês de vida e gestantes.
A) CERTO
B) ERRADO
96. (2009/FCC/TRT - 3ª Região) O soro antiofídico, o leite materno e a vacinação conferem, respectivamente, imunidade
A) passiva, ativa e ativa.
B) ativa, ativa e ativa.
C) passiva, passiva e ativa.
D) ativa, ativa e passiva.
E) ativa, passiva e ativa.
279

97. (2008/CESPE/STF) Acerca de imunizações, julgue os itens que se seguem.


A imunoglobulina humana antivaricela zóster (IGHAVZ) deve ser utilizada em comunicantes suscetíveis à varicela zóster que
se encontrem em situações especiais de risco e deve ser administrada até 96 horas depois da ocorrência de contato.
A) CERTO
B) ERRADO
98. (2008/CESPE/STF) Acerca de imunizações, julgue os itens que se seguem.
A vacina combinada é aquela composta por diferentes antígenos na mesma apresentação e a vacina conjugada é aquela que
combina um antígeno polissacarídeo a uma proteína, obtendo uma resposta timo-dependente.
A) CERTO
B) ERRADO
99. (2009/FCC/TJ-PA) O enfermeiro do Trabalho deve atentar para a conservação das vacinas, por serem produtos
extremamente termolábeis e de fácil deterioração. Para sua conservação adequada, é necessário que as vacinas que não podem
ser congeladas
A) permaneçam em local seco e arejado.
B) sejam estocadas na rede de frio a -10°C.
C) permaneçam em caixas de isopor de cor escura, para maior proteção.
280

D) sejam estocadas em geladeira, entre + 4 °C a + 12 °C.


E) sejam isoladas do contato direto, na caixa de isopor, com blocos de gelo ou gelox.
100. (2014/CAIPIMES/FUMUSA) Segundo o calendário nacional de vacinação, para uma criança de 12 meses de idade estão
indicadas os imunobiológicos:_____________________________. Complete a frase e a seguir assinale a alternativa correta.
a) 1° reforço da DTP (difteria, tétano e coqueluche) e 1° reforço da VOP (vacina oral poliomielite)
b) Reforço da Meningo C e dose única da Tetra Viral (Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela)
c) Reforço da Pneumo 10,Reforço MMC e dose única Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola)
d) Dose inicial da Febre Amarela e dose única da Dupla Viral (Sarampo e Rubéola)
281

GABARITO:
1-D 9- D 17-A 25-B 33-D 41- A 49-B 57- A 65- E 73-B
2-E 10-B 18-C 26-D 34-B 42-A 50-D 58- B 66- D 74-C
3 -E 11-E 19- D 27-C 35- A 43-D 51-C 59- E 67- A 75-B
4-C 12- C 20- B 28-E 36-B 44.B 52-B 60- A 68- D 76-A
5 -D 13- C 21-A 29-E 37-A 45-A 53-A 61- B 69- D 77-C
6- A 14- E 22- D 30-B 38-A 46- A 54-E 62- E 70- A 78-E
7-B 15- C 23- D 31-D 39-B 47-D 55-E 63- B 71- C 79-C
8-E 16-B 24-C 32-D 40. C 48-B 56-A 64- C 72-A 80-A
81-A 82-B 83-E 84-A 85-E 86-B 87-B 88-A 89-C 90-C
91-B 92-B 93-C 94-B 95-E 96-C 97-A 98-C 99-E 100-C
282

Parte 10 - ENFERMAGEM E SAÚDE DO TRABALHADOR


110 QUESTÕES

1. (2014/CESGRANRIO/ Petrobras) As empresas com mais de 10 empregados e com até 20 empregados, enquadradas no grau
de risco 3 ou 4, quando suas condições não representarem potencial de risco grave, segundo o Quadro I da NR 4, poderão estar
desobrigadas de indicar médico do trabalho coordenador em decorrência de

A) acordo individual

B) negociação coletiva

C) decisão arbitrária

D) parecer técnico

E) determinação do delegado

2. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) Os processos de seleção e de admissão de candidatos à atividade de trabalho submerso ou


sob pressão obedecem, na avaliação dos padrões psicofísicos e em conformidade com a NR 15 (Atividades e Operações
Insalubres), à determinação de idade mínima, que corresponde, em anos, a
283

A) 18

B) 20

C) 21

D) 25

E) 28

3. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) Conforme a NR 7 (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), os dados obtidos


nos exames médicos do trabalhador, incluindo avaliação clínica e exames complementares, as conclusões e as medidas aplicadas
deverão ser registrados em prontuário clínico individual e mantidos arquivados por um período mínimo de 20 anos após o
desligamento do trabalhador.

Esses arquivos ficam sob a responsabilidade do

A) arquivista

B) assistente social

C) médico-coordenador

D) enfermeiro do trabalho
284

E) técnico de enfermagem

4. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) A ação da sílica e do asbesto no organismo humano de trabalhadores em atividade de refino


é classificada como

A) sistêmica

B) irritante

C) asfixiante

D) anestésica

E) pneumoconiótica

5. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) A exposição humana a poluentes atmosféricos pode, de acordo com a forma de exposição,
provocar impactos à saúde dos trabalhadores.

Qual é o agravo decorrente de problemas de curto prazo devidos à alta concentração de poluentes?

A) Desenvolvimento de cardiopatias

B) Diminuição da qualidade de vida


285

C) Irritação nas mucosas do nariz e dos olhos

D) Redução da expectativa de vida em até dois anos

E) Aumento das chances de desenvolvimento de câncer de pulmão

6. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) O equipamento de proteção individual para os olhos e a face de trabalhadores contra


impactos de partículas volantes, radiação ultravioleta, radiação infravermelha e luminosidade intensa deve ser o seguinte:

A) óculos

B) capacete

C) bataclava

D) protetor facial

E) máscara de solda

7. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) Em relação à proteção individual e aos procedimentos adequados ao ofício dos trabalhadores,
quando em presença do álcool etílico hidratado combustível, considere os procedimentos abaixo.

I - Usar luvas de PVC em atividades de contato direto com o produto.


286

II - Garantir ventilação local exaustora ou ventilação geral diluidora.

III - Utilizar equipamento de respiração autônoma quando em baixa concentração.

IV - Usar óculos de segurança herméticos para contato com produtos químicos.

São corretos APENAS os procedimentos

A) I e IV

B) II e III

C) III e IV

D) I, II e III

E) II, III e IV

8. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) Segundo o Calendário Nacional de Vacinação de Adultos, quando um trabalhador não


vacinado é deslocado para áreas de risco, deve ser aplicada a vacina contra a febre amarela.

Quantos dias antes da partida o imunobiológico deve ser administrado?

A) 2
287

B) 4

C) 6

D) 8

E) 10

9. (2014/CESGRANRIO/ Petrobras) Fomentar a estruturação da atenção integral à saúde dos trabalhadores, envolvendo a
reabilitação física e psicossocial, bem como a adequação e ampliação da capacidade institucional é competência do Ministério
da(o)

A) Saúde

B) Educação

C) Previdência Social

D) Indústria e Comércio

E) Trabalho e Emprego

10. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) A NR 23 (Proteção Contra Incêndios) estabelece os procedimentos a serem seguidos nos
locais de trabalho em que esteja ocorrendo um princípio de incêndio.
288

Entre os procedimentos recomendados, encontra-se o seguinte:

A) Evacuar o local, trancando portas e janelas

B) Bloquear a passagem de pessoas em pânico.

C) Acionar o sistema de alarme

D) Parar nos andares, sinalizando a saída para outras pessoas.

E) Não retirar os sapatos, especialmente os de salto alto.

11. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) No atendimento ambulatorial de uma empresa petrolífera, ficou determinado que o técnico
de enfermagem agendaria, por hora, no máximo, 10 imunizações por via intra-muscular.

Essa organização das atribuições refere-se

A) à saúde dos trabalhadores

B) à exigência de tempo

C) às condições ambientais

D) ao ritmo de trabalho
289

E) ao posto de trabalho

12. (2014/IADES/SES-DF) Quanto às lesões nervosas periféricas, assinale a alternativa que corresponde à transecção traumática
do nervo.

A) Neuropraxia.

B) Axoniotmese.

C) Neurotmese.

D) Neurólise.

E) Neurorrafia.

13. (2014/IADES/ SES-DF) Assinale a alternativa que não apresenta um dos princípios do tratamento das lesões traumáticas do
aparelho locomotor.

A) Alívio da dor.

B) Melhora da função.

C) Melhora da marcha.
290

D) Consolidação da fratura.

E) Prevenção ou correção da deformidade.

14. (2014/IADES/SES-DF) Assinale a alternativa que corresponde ao tratamento da síndrome compartimental aguda.

A) Transferência muscular.

B) Neurólise.

C) Fasciotomia.

D) Tenólise.

E) Miorrafia.

15. (2014/IADES/SES-DF) Considerando as lesões epifisárias, segundo a classificação de Salter, corresponde à lesão traumática
contusa, sem alteração radiográfica, a do tipo

A) I.

B) II.

C) III.
291

D) IV.

E) V.

16. (2014/IADES/SES-DF) As deformidades em adução e rotação interna do quadril, e consequente encurtamento do membro
inferior, resultam em luxação

A) anterior.

B) central.

C) medial.

D) lateral.

E) posterior.

17. (2014/IADES/SES-DF) Assinale a alternativa que apresenta a lesão de esforço repetitivo que acomete o grupo muscular flexor
do punho e pronador do antebraço.

A) Epicondilite medial.

B) Epicondilite lateral.
292

C) Fibromialgia.

D) Epicondilite posterior.

E) Síndrome miofascial.

18. (2014/IADES/SES-DF) A síndrome do túnel do carpo é caracterizada por compressão neurotendínea na face volar do punho
e acomete o nervo

A) radial e os tendões extensores.

B) axilar e o manguito rotador.

C) ulnar e os tendões flexores.

D) musculocutâneo e os tendões extensores.

E) mediano e os tendões flexores.

19. (2014/IADES/SES-DF) Quanto à principal medida preventiva de lesões por esforço repetitivo (LER) no ambiente de trabalho
na área de informática, assinale a alternativa correta.

A) Cadeira anatômica.
293

B) Teclado ergonômico.

C) Apoio para os antebraços.

D) Mesa grande.

E) Rampa para os pés.

20. (2014/IADES/SES-DF) A sigla utilizada para representar o documento previdenciário que protege o paciente em caso de
acidente de trabalho é a seguinte:

A) PAT.

B) GAT.

C) SIPAT.

D) CAT.

E) PM.

21. (2014/IADES/SES-DF) Os equipamentos de proteção têm como objetivo evitar riscos ameaçadores da saúde e segurança do
trabalhador no exercício de determinada atividade. A legislação prevê a utilização de equipamentos de proteção individual e
294

equipamentos de proteção coletiva. Com base no exposto, assinale a alternativa que apresenta somente equipamentos de
proteção coletiva.

A) Piso antiderrapante e cinto de segurança.

B) Redes de proteção e mosquetão.

C) Sensores em máquinas e luvas.

D) Cabines para pintura e capacete.

E) Lava-olhos e exaustores para gases.

22. (2014/IADES/SES-DF) Nos locais de trabalho, pela natureza da atividade desenvolvida, há riscos que podem comprometer o
trabalhador em curto, médio ou longo prazo. Os riscos ambientais são classificados em grupos. O exemplo de um risco
classificado como ergonômico é a presença, no ambiente de trabalho, de

A) animais peçonhentos.

B) bactérias e fungos.

C) monotonia e repetitividade.

D) vibrações.
295

E) neblina.

23. (2014/IADES/SES-DF) O tipo de luva utilizado nos trabalhos que envolvem amostras biológicas é a luva de

A) fio de Kevlar.

B) borracha antiderrapante.

C) procedimento.

D) látex nitrílico.

E) látex neoprene.

24. (2014/IADES/SES-DF)

O símbolo de segurança apresentado identifica o risco

A) de irritante.
296

B) biológico.

C) inflamável.

D) corrosivo.

E) radioativo.

25. (2014/IADES/SES-DF) A sinalização que fornece informações de salvamento e apresenta forma retangular, fundo verde e
símbolo branco é denominada

A) combate de incêndio.

B) proibição.

C) obrigação.

D) emergência.

E) aviso ou alerta.

26. (2014/FCC/TRT - 13ª Região-PB) Como medida de segurança nos serviços de enfermagem, o enfermeiro deve estar atento
aos fatores de risco que podem causar agravos à saúde e à segurança dos trabalhadores. Dentre os riscos classificados pelo
297

Ministério do Trabalho e Emprego, de acordo com a sua natureza, encontram-se os fatores de risco de acidente que são, dentre
outros,

A) probabilidade de incêndio ou explosão, jornadas de trabalho prolongadas, vibrações.

B) eletricidade, esforço físico intenso, animais peçonhentos.

C) iluminação inadequada, armazenamento inadequado, arranjo físico inadequado.

D) radiações ionizantes, eletricidade, trabalho em turno e noturno.

E) levantamento e transporte manual de peso, probabilidade de incêndio ou explosão, vapores.

27. (2014/FCC/TRT - 13ª Região-PB) A fim de cumprir os dispositivos legais de proteção, segurança e saúde dos colaboradores e
do ambiente de trabalho, faz-se necessário que o enfermeiro conheça as competências dos profissionais integrantes do Serviço
Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho - SESMT. De acordo com a NR 4, são estabelecidas as
seguintes ações:

I. Promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores para a prevenção de
acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto através de campanhas, quanto de programas de duração permanente.

II. Esclarecer e conscientizar os empregadores sobre acidentes do trabalho e doenças autoimunes, estimulando-os em favor
da prevenção.
298

III. Exercer atividades essencialmente prevencionistas, sendo vedado o atendimento de emergência.

Está correto o que consta em

A) I e II, apenas.

B) I, apenas

C) I, II e III.

D) II e III, apenas.

E) III, apenas.

28. (2014/FCC/TRT - 13ª Região - PB) O enfermeiro que compõe a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA de uma
unidade de saúde deve saber que dentre as atribuições desta comissão consta:

A) identificar os riscos do processo de trabalho e elaborar o mapa de riscos, com a participação do maior número de
trabalhadores e com assessoria do SESMT, onde houver.

B) elaborar plano de trabalho que possibilite a ação corretiva na mitigação de problemas de segurança no trabalho e de
doenças ocupacionais e não ocupacionais.

C) promover, semestralmente, em conjunto com o SESMT, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho - SIPAT.
299

D) analisar as causas das doenças e acidentes de trabalho para então propor, em reuniões mensais com o SESMT e a Diretoria
Colegiada do Ministério do Trabalho e Emprego, medidas de prevenção dos problemas identificados.

E) considerar as questões incidentes sobre o indivíduo e a comunidade, privilegiando o instrumental clínico-epidemiológico


na abordagem da relação entre sua saúde, o trabalho e as medidas curativas do agravo.

29. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Aos trabalhadores segurados do Regime Geral da Previdência Social, a doença que exclui a
exigência de carência para a concessão de auxílio-doença ou de aposentadoria por invalidez é a

A) asma

B) dermatose

C) hanseníase

D) estresse

E) síndrome de burnout

30. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Numa instituição, o trabalhador que atua em laboratório de esterilização, exposto à radiação
ultravioleta, está sujeito à doença ocupacional denominada

A) hipoacúsia
300

B) artrose

C) otite

D) hepatonefrite

E) catarata

31. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Numa instituição de ensino, o trabalhador que atua em laboratório com aldeído fórmico, está
sujeito à doença ocupacional denominada

A) asma brônquica

B) encefalopatia aguda

C) osteosclerose

D) polinevrite

E) nefropatia

32. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Um trabalhador de uma indústria que apresenta a doença ocupacional denominada anemia
progressiva do tipo hipoplástico provavelmente foi exposto ao seguinte fator de risco:
301

A) flúor

B) manganês

C) arsênio

D) xileno

E) cádmio

33. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Em um hospital, as características dos postos de trabalho, do espaço físico laboral e as
condições de posicionamento e movimentação de segmentos corporais dos trabalhadores integram a análise

A) postural

B) ergonômica

C) fisioterápica

D) biopsíquica

E) mecânica
302

34. ( 2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Em ambientes hospitalares, em um sistema de gestão ambiental, a melhoria da segurança


no trabalho implica benefícios de

A) flexibilidade

B) competitividade

C) redução de custos

D) minimização de riscos

E) maximização dos lucros

35. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Ao realizar a avaliação do risco em saúde do trabalhador, os fatores de risco ocupacionais
associados ao aparecimento de DORT-LER podem estar relacionados aos fatores

A) biológicos

B) químicos

C) psicossociais

D) biomecânicos
303

E) epidemiológicos

36. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Em um hospital, o enfermeiro, ao analisar a frequência de ocorrência de novos acidentes de


trabalho em um ano, está considerando uma medida epidemiológica de

A) prevalência

B) incidência

C) razão

D) risco

E) padronização

37. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Sobre as situações de exposição a riscos biológicos para a saúde do profissional de saúde,
considere as afirmativas abaixo.

I – O trabalhador pode deixar o local de trabalho com equipamento de proteção individual usado, desde que se responsabilize
pela higienização do mesmo.

II – O empregador não tem responsabilidade sobre o fornecimento e a reposição de Equipamentos de Proteção Individuais
não descartáveis.
304

III – O empregador deve providenciar locais adequados para fornecimento de vestimentas limpas e para deposição das usadas.

Está correto APENAS o que se afirma em

A) I

B) II

C) III

D) I e II

E) II e III

38. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Identifica-se como uma doença pulmonar ocupacional:

A) Asbestose

B) Micose fungoide

C) Doença de Hodgkin

D) Linfoma de Burkitt

E) Carcinoma ductal infiltrante


305

39. (2014/CESGRANRIO/ CEFET-RJ) Após uma exposição percutânea ou cutânea a materiais biológicos, deve-se

A) lavar o local exposto com solução salina 0,9%.

B) lavar a área exposta com água e sabão.

C) lavar o local exposto com glutaraldeído.

D) drenar a área exposta com injeções locais.

E) drenar a área exposta com pequenos cortes.

40. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) A carência é a quantidade mínima de contribuições mensais para que se tenha o direito aos
benefícios previdenciários.

Tanto a aposentadoria por idade, quanto por tempo de contribuição e especial têm a mesma carência, qual seja:

A) 10 contribuições

B) 12 contribuições

C) 36 contribuições

D) 72 contribuições
306

E) 180 contribuições

41. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Segundo a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego no 17 (Ergonomia),


deve ser observado que

A) mulheres designadas para o transporte manual de cargas deverão trabalhar com o mesmo peso daquele admitido para os
homens, para não configurar discriminação negativa de gênero.

B) nas atividades de processamento eletrônico, na entrada de dados, deve haver, no mínimo, uma pausa de 30 minutos para
cada 90 minutos trabalhados, deduzidos da jornada normal de trabalho.

C) só é aberta a possibilidade de determinar a obrigatoriedade do uso temporário de vestimentas ou propagandas ou


maquilagem temática, independente do constrangimento, se o resultado do trabalho depender dessa atividade.

D) todo trabalhador que transporta cargas pesadas manualmente deve ser selecionado para o emprego após teste de
conhecimento sobre os métodos de trabalho que deverá utilizar, com vistas a salvaguardar a empresa de eventuais processos
de responsabilidade sobre a sua saúde.

E) quando os trabalhos são realizados em pé, devem ser colocados assentos para descanso em locais em que possam ser
utilizados por todos os trabalhadores durante as pausas.
307

42. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) A Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego no 7 estabelece como


obrigatória a realização de exames médicos em todos os funcionários que estejam registrados de acordo com a Consolidação
das Leis Trabalhistas.

Dentre os diferentes tipos de avaliação de saúde, encontra-se a avaliação

A) admissional, que é realizada antes que o trabalhador assuma suas atividades no novo emprego.

B) periódica, que é realizada sistematicamente num intervalo anual, extensível ao intervalo de dois anos, de acordo com a
atividade laboral.

C) de retorno ao trabalho, que é realizada até uma semana antes da volta ao trabalho, quando houver ausência por um
período de trinta dias, por qualquer problema de saúde

D) de mudança de função, que é realizada sempre que ocorre modificação na função do trabalhador

E) de risco no retorno, que é realizada no retorno do trabalhador de qualquer área de doenças endêmicas

43. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Relacione cada responsabilidade do enfermeiro do trabalho com seu respectivo objetivo,
apresentados a seguir.

I – Estudar as condições de segurança e periculosidade da empresa, efetuando observações nos locais de trabalho e
discutindo-as em equipe.
308

II – Treinar trabalhadores, instruindo-os sobre o uso de roupas e material adequado ao tipo de trabalho.

III – Prestar primeiros socorros no local de trabalho, em caso de acidente ou doença, fazendo curativos ou imobilizações
especiais, administrando medicamentos e tratamentos e providenciando o posterior atendimento médico adequado.

P – Reduzir a incidência de acidentes.

Q – Atenuar consequências e proporcionar apoio e conforto ao paciente.

R – Identificar as necessidades no campo de segurança, higiene e melhoria do trabalho.

S – Propiciar a preservação do emprego do trabalhador, favorecendo a sua saúde.

As associações corretas são:

A) I – Q , II – R , III – S

B) I – Q , II – S , III – P

C) I – R , II – P , III – Q

D) I – R , II – S , III – P

E) I – S , II – Q , III – R
309

44. (2014/CESGRANRIO/CEFET-RJ) Segundo a Norma Regulamentadora nº 32 do Ministério do Trabalho, os Programas de


Prevenção de Riscos Ambientais devem ser reavaliados uma vez ao ano e sempre que

A) mudem os procedimentos de trabalho que afetem o ritmo de produção e o resultado econômico final da empresa.

B) se produza uma mudança nas condições de trabalho, que possa alterar a exposição aos agentes biológicos.

C) ocorra uma intoxicação exógena por agentes biológicos, na qual esses riscos foram previamente reconhecidos.

D) ocorra qualquer acidente envolvendo risco de qualquer tipo, com ou sem afastamento do trabalhador.

E) ocorra uma solicitação formal do representante dos trabalhadores junto ao sindicato da categoria.

45. (2014/IADES/EBSERH) Assinale a alternativa correta quanto ao órgão que passou a gerir as aposentadorias, as pensões e a
assistência médica de todos os trabalhadores formais a partir de 1966.

A) INPS.

B) IAPs.

C) Mesp.

D) CAPs.
310

E) IAPm.

46. (2014/IADES/EBSERH) Com relação à segurança do paciente e de acordo com a Classificação Internacional de Segurança do
Paciente da Organização Mundial da Saúde, assinale a alternativa que apresenta a definição de risco.

A) Redução, a um mínimo aceitável, do risco de dano desnecessário associado ao cuidado de saúde.

B) Evento ou circunstância que poderia ter resultado, ou resultou, em dano desnecessário ao paciente.

C) Incidente com potencial dano ou lesão.

D) Probabilidade de um incidente ocorrer.

E) Incidente que resulta em dano ao paciente.

47. (2014/IADES/EBSERH) As atividades ou operações com condições ou métodos de trabalho que exponham os empregados a
agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados em razão da natureza e da intensidade do agente e do tempo
de exposição aos seus efeitos, são atividades consideradas de

A) urgência.

B) imperícia.

C) emergência.
311

D) imprudência.

E) insalubridade.

48. (2014/IADES/EBSERH) Assinale a alternativa correta quanto ao principal órgão nacional competente para coordenar,
orientar, controlar e supervisionar as atividades relacionadas com a segurança e medicina do trabalho.

A) Ministério da Saúde (MS).

B) Ministério do Trabalho (MT).

C) Delegacia Regional do Trabalho (DRT).

D) Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho (SSST).

E) Fundação Centro Nacional de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho (Fundacentro).

49. (2014/IADES/EBSERH) Assinale a alternativa que indica o nome da lesão causada por superutilização do sistema
osteomuscular, que se instala progressivamente no trabalhador sujeito a fatores de risco técnico-organizacionais.

A) Saturnismo.

B) Fibromialgia.
312

C) Artrite reumatoide.

D) Doença glomerular crônica.

E) Lesão por esforço repetitivo.

50. (2014/IADES/EBSERH) Cabe às empresas, públicas ou privadas, que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis
do Trabalho (CLT) manter em pleno funcionamento uma CIPA. Em relação ao conceito de CIPA, assinale a alternativa correta.

A) Comissão Inter-Regional de Prevenção a Acidentes.

B) Comissão Internacional de Promoção a Acidentes.

C) Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

D) Cooperativa Integrada de Proteção a Acidentes.

E) Cooperativa Interna de Proteção a Acidentes.

51. (2014/IADES/EBSERH) É obrigatória a toda CIPA a confecção de um mapa de risco da unidade, no qual sejam visíveis as áreas
de risco por agentes físicos, químicos, biológicos, ergonômicos ou mecânicos, identificados por cores diferentes
preestabelecidas. No que se refere à cor com que devem ser identificadas áreas de risco por agentes biológicos, assinale a
alternativa correta.
313

A) Verde.

B) Amarelo.

C) Azul.

D) Vermelho.

E) Marrom.

52. (2014/FCC/TRT - 16ª REGIÃO -MA) Ao técnico de enfermagem a ser admitido em um serviço de saúde deve-se orientá-lo
quanto à vacinação do trabalhador. Sobre esse assunto, a NR 32 estabelece que:

A) a todo trabalhador dos serviços de saúde deve ser fornecido, gratuitamente, programa de imunização ativa contra tétano,
difteria, hepatite B e os estabelecidos no PCMSO - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional.

B) a recusa do trabalhador em ser vacinado, de acordo com os estabelecidos no PCMSO, é motivo de demissão por justa
causa.

C) o empregador deve oferecer, obrigatoriamente, a vacina dupla tipo adulto; as demais devem ser custeadas pelo próprio
trabalhador.
314

D) o documento comprobatório referente à recusa de vacinação deve ser guardado, unicamente, pelo próprio trabalhador e
apresentá-lo à inspeção do trabalho, quando solicitado.

E) o empregador deve exigir que o trabalhador de saúde mantenha o esquema vacinal atualizado, com as despesas do
programa de imunização sendo divididas, equitativamente, entre o empregador e o trabalhador.

53. (2014/CESGRANRIO/Banco do Brasil) Com o objetivo de evitar contaminação, as orientações de enfermagem, tais como:
conservar as mãos limpas, usar material esterilizado quando adequado e cuidar do material contaminado são condições gerais
do processo de trabalho referente à(ao)

A) esforço

B) conforto

C) ergonomia

D) segurança

E) economia de tempo

54. (2014/FCC/TCE-PI) Durante a jornada de trabalho, ocorreu a um trabalhador um acidente com exposição a material biológico
relacionado ao trabalho. De acordo com a Portaria no 104/2011 (Ministério da Saúde), esse evento
315

A) não é de notificação compulsória na ausência de doença ou lesão decorrente do acidente.

B) não consta na Lista de Doenças/Agravos de Notificação Compulsória.

C) consta na Lista de Notificação Compulsória em Unidades Sentinelas - LNCS.

D) consta na Lista de Notificação Compulsória Imediata - LNCI.

E) não é de notificação compulsória, havendo ou não desenvolvimento de doença ou lesão decorrente do acidente.

55. (2014/FCC/TCE-PI) LER/Dort são causas comuns de incapacidade funcional e afastamento do trabalho. Dentro do programa
de saúde do trabalhador, o empregador deve incluir medidas preventivas dessas lesões, como

A) implantação de campanha de vacinação do trabalhador com reforço e controle de sorologias das vacinas contra difteria,
tétano e coqueluche.

B) capacitação dos trabalhadores quanto aos riscos ergonômicos inerentes às atividades ocupacionais.

C) monitorização do ambiente de trabalho para identificação de riscos de lesões e subnotificação de novos casos de LER/Dort.

D) disponibilização de equipamentos e de dispositivos ao trabalhador que maximize o esforço ergonômico na execução das
atividades.
316

E) redução de carga horária e disponibilização de instrumentos e de materiais que intensifique a sobrecarga muscular estática
do trabalhador.

56. (2014/FCC/TCE-PI) A Norma Regulamentadora - NR 32 estabelece medidas para proteger a segurança e a saúde dos
trabalhadores dos serviços de saúde. Quanto aos riscos biológicos, essa NR determina que

A) os profissionais com feridas nos membros superiores podem retornar às atividades mediante avaliação médica e emissão
de laudo de liberação para o trabalho.

B) a disponibilização de equipamento de proteção individual e o uso de vestimentas utilizadas nas atividades laborais são de
responsabilidade do empregado.

C) o processo de lavagem das mãos é dispensável após o atendimento quando o profissional faz uso de luvas estéreis durante
o procedimento.

D) a capacitação aos trabalhadores expostos a estes riscos é facultativa e deve ser executada com base no índice de acidentes.

E) o uso de adornos discretos como anéis, brincos, relógio de uso pessoal e colares é permitido durante o processo de
trabalho.

57. (2014/FCC/ TCE-PI) Determinada empresa adotou um estilo para negociação e solução de conflitos internos, que é
confrontador e colaborativo ao mesmo tempo; busca a solução para o problema em conjunto, de modo benéfico para ambas
317

as partes. Requer tempo, esforço, compromisso mútuo, comunicação franca e poderes de decisão compartilhados. Essas
características, segundo Kurcgant, são compatíveis com o estilo denominado

A) colaborativo.

B) contestador.

C) da retirada.

D) taylorista.

E) da aceitação.

58. (2014/FCC/TCE-PI) As mudanças tecnológicas e sociais no ambiente de trabalho suscitaram novas formas de doenças
profissionais, incluindo aumento de estresse e uso de álcool. Incluem- se, dentre as manifestações clínicas características da
síndrome de abstinência alcoólica no trabalhador:

A) agitação, alucinações visuais, náuseas e anisocoria.

B) irritabilidade, sudorese, angioedema e convulsões.

C) ansiedade, tremores, convulsões e xeroftalmia.

D) delírios, febre, irritabilidade e taquicardia.


318

E) insônia, acrocianose, náuseas e sudorese.

59. (2014/FCC/TCE-PI) A depressão, segundo Ministério da Saúde, é uma das principais causas de incapacitação no trabalho.
Apresenta riscos e está relacionada

A) ao elevado índice de suicídio em pacientes com depressão (superior a 60%).

B) à inexistência de tratamento medicamentoso ou psicoterapêutico.

C) aos episódios depressivos, que são classificados em leve, moderado e letal.

D) à anedonia e à alteração da vida social, afetiva ou laboral do indivíduo, que são sintomas predominantes da doença.

E) ao maior acometimento entre homens do que em mulheres ao longo da vida.

60. (2014/FUNRIO/IF-PI) Em relação ao risco ocupacional para transmissão do HIV e dos vírus das hepatites B e C, são
classificados perigosos os acidentes envolvendo os seguintes, EXCETO:

A) contato com sangue.

B) respingos em mucosas.

C) contato com a pele não íntegra.


319

D) mordeduras humanas.

E) contatos com suor, lágrima, fezes, urina, vômitos, e secreções nasais.

61. (2014/FUMARC/AL-MG) Ao orientar um trabalhador da sua empresa sobre a prevenção das DCNT, é importante que o
enfermeiro

A) estimule a atividade física orientada, para combate ao sedentarismo.

B) estimule uma alimentação saudável, com consumo de frutas e hortaliças em, pelo menos, 4 porções diárias.

C) converse com o paciente sobre seus modos de vida, apontando sua autonomia e corresponsabilidade pela prevenção.

D) investigue a história familiar e, caso seja positiva para DCNT, converse sobre o provável insucesso da prevenção nesses
casos.

62. (2014/FUMARC/AL-MG) A respeito do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), é correto afirmar, de
acordo com a NR7, EXCETO:

A) O PCMSO deverá ser planejado e implantado com base nos riscos à saúde dos trabalhadores, especialmente os identificados
nas avaliações previstas nas demais NR.
320

B) O PCMSO deve incluir, entre outros, a realização obrigatória dos exames médicos: admissional; periódico; de retorno ao
trabalho; de mudança de função; demissional.

C) O PCMSO deverá ter caráter de prevenção, rastreamento e diagnóstico precoce dos agravos à saúde relacionados ao
trabalho, inclusive de natureza subclínica, além da constatação da existência de casos de doenças profissionais ou danos
irreversíveis à saúde dos trabalhadores.

D) Os dados obtidos nos exames médicos do PCMOS, incluindo avaliação clínica e exames complementares, as conclusões e
as medidas aplicadas deverão ser registrados em sistema operacional coletivo, que ficará sob a responsabilidade do
enfermeiro do trabalho ou médico coordenador do PCMSO.

63. (2014/FUMARC/AL-MG) De acordo com a NR 6, que dispõe sobre uso do Equipamento de Proteção Individual, é correto
afirmar, EXCETO que cabe ao empregado

A) responsabilizar-se pela sua guarda e conservação.

B) usar o EPI para qualquer finalidade, a fim de proteger-se.

C) cumprir as determinações do empregador sobre o seu uso adequado.

D) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso.


321

64. (2014/FUMARC/AL-MG) De acordo coma NR 7, para cada exame médico realizado, o médico emitirá o Atestado de Saúde
Ocupacional ASO, em 2 (duas) vias. Diante do exposto, está INCORRETA a afirmativa:

A) A primeira via do ASO ficará arquivada no Ministério do Trabalho, à disposição da fiscalização do trabalho.

B) A segunda via do ASO será, obrigatoriamente, entregue ao trabalhador, mediante recibo na primeira via.

C) O ASO deverá conter nome completo do trabalhador, o número de registro de sua identidade e sua função.

D) O ASO deverá conter os riscos ocupacionais específicos existentes, ou a ausência deles, na atividade do empregado.

65. (2014//IBFC/TRE-AM) Segundo a Norma Regulamentadora nº 32 (NR-32), os agentes biológicos estão classificados segundo
risco. Correlacione classe de risco com as frases e a seguir assinale a alternativa correta correspondente.

A) Classe de risco 1 ( )Risco individual elevado para o trabalhador e com probabilidade de disseminação para a coletividade.
Podem causar doenças e infecções graves ao ser humano, para as quais nem sempre existem métodos eficazes de proflaxia
ou tratamento.

B) Classe de risco 2 ( )Baixo risco individual para o trabalhador e para a coletividade, com baixa probabilidade de causar doença
ao ser humano.

C) Classe de risco 3 ( )Risco individual moderado para o trabalhador e com baixa probabilidade de disseminação para a
coletividade. Podem causar doenças ao ser humano, para as quais existem meios eficazes de proflaxia ou tratamento.
322

(D) Classe de risco 4 ( )Risco individual elevado para o trabalhador e com probabilidade elevada de disseminação para a
coletividade. Apresenta grande poder de transmissibilidade de um indivíduo a outro. Podem causar doenças graves ao ser
humano, para as quais não existem meios eficazes de proflaxia ou tratamento.

A) B,C,D,A.

B) D,B,A,C.

C) A,D,C,B.

D) C,A,B,D.

66. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) Dentre os instrumentos eficazes para prevenir acidentes no ambiente de trabalho estão:

A) o conhecimento e análise dos riscos de cada ambiente; a elaboração de manuais de prevenção de acidentes específicos
para cada área e a instituição de medidas punitivas aos infratores.

B) a análise dos acidentes para identificação dos responsáveis; a manutenção de um quadro de divulgação do número de
acidentes no trabalho e uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes atuante.

C) a inspeção de segurança somente nos períodos de maior circulação de pacientes e funcionários; a elaboração de fichas de
comunicação interna sobre a ocorrência do acidente e a divulgação dos resultados.
323

D) a análise dos acidentes; a implantação de um sistema de punição administrativa para os envolvidos nos casos de
reincidência de acidentes e a instalação de câmeras de vigilância nos locais de maior ocorrência de acidentes.

E) os processos educativos para o trabalhador; as campanhas de segurança e a inspeção de segurança.

67. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) De acordo com a NR 32, as medidas de controle para a prevenção de acidentes com materiais
perfurocortantes, são:

I. Substituir o uso de agulhas e outros perfurocortantes, quando for tecnicamente possível.

II. Adotar controles de engenharia no ambiente, como a presença de coletores de descarte.

III. Adotar o uso de material perfurocortante com dispositivo de segurança, quando existente, disponível e tecnicamente
possível.

IV. Mudanças na organização e nas práticas de trabalho.

Está correto o que consta em

A) I, II, III e IV.

B) I, III e IV, apenas.

C) I, II e III, apenas.
324

D) II, III e IV, apenas.

E) I, II e IV, apenas.

68. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO - (Norma Regulamentadora 7)
prevê a realização de exames

A) de mudança de função, mesmo que não implique na exposição do trabalhador a risco diferente daquele a que estava
exposto antes da mudança.

B) admissionais, até 90 dias após o trabalhador assumir suas atividades.

C) de retorno ao trabalho, realizado no primeiro dia de volta ao trabalho de trabalhador ausente por período igual há 15 dias.

D) demissionais, que deverão ser realizados até 135 dias da data da homologação.

E) periódicos anuais, quando os trabalhadores forem menores de 18 anos e maiores de 45 anos.

69. (2014/FCC/ TRF - 3ª REGIÃO) Um Técnico Judiciário, durante a jornada de trabalho, escorrega na escada, cai e fratura a tíbia.
Este evento adverso, de natureza indesejável, é um

A) incidente com vítima.

B) incidente.
325

C) circunstância indesejada.

D) acidente do trabalho.

E) acidente de percurso.

70. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) O Decreto nº 3.048/99, no Capítulo V da Habilitação e da Reabilitação Profissional, no artigo
137, assegura que: O processo de habilitação e reabilitação profissional do beneficiário será desenvolvido por meio das funções
básicas de

I. avaliação do potencial inativo.

II. orientação e acompanhamento da programação profissional.

III. articulação com a comunidade, inclusive mediante a celebração de convênio para a reabilitação física restrita a segurados
que cumpriram os pressupostos de elegibilidade ao programa de reabilitação profissional com vistas ao reingresso no
mercado de trabalho.

IV. acompanhamento e pesquisa da fixação no mercado de trabalho.

Está correto o que consta APENAS em

A) IV.
326

B) III e IV.

C) II, III e IV.

D) I, II e III.

E) I e III.

71. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) Os benefícios previdenciários do Regime Geral da Previdência Social - RGPS, em sua maioria,
dependem do período de carência e abrangem os auxílios

A) acidente, creche e alimentação.

B) doença, reclusão e acidente.

C) maternidade, reclusão e creche.

D) acidente, doença e alimentação.

E) alimentação, maternidade e doença.

72. (2014/FCC/ TRF - 3ª REGIÃO) Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, o processo construtivo e participativo para a
resolução de um problema complexo, que exige o conhecimento das tarefas, da atividade desenvolvida para realizá-las e das
dificuldades enfrentadas para se atingirem o desempenho e a produtividade exigidos, é a análise
327

A) antropométrica do trabalhador.

B) geofísica do trabalho.

C) mercantil do trabalho.

D) geoeconômica do trabalho.

E) ergonômica do trabalho.

73. (2014/FCC/TRF - 3ª REGIÃO) Com relação à Ergonomia aplicada ao trabalho, o Técnico em Enfermagem, no uso de suas
atribuições, deve orientar que, nas atividades de processamento eletrônico, o colaborador que processa a entrada dos dados,
deve ter, no mínimo, uma pausa de

A) 15 minutos para cada 60 minutos trabalhados, deduzidos da jornada normal de trabalho.

B) 10 minutos para cada 50 minutos trabalhados, não deduzidos da jornada normal de trabalho.

C) 20 minutos para cada 80 minutos trabalhados, não deduzidos da jornada normal de trabalho.

D) 5 minutos para cada 70 minutos trabalhados, deduzidos da jornada normal de trabalho.

E) 15 minutos para cada 80 minutos trabalhados, não deduzidos da jornada normal de trabalho.
328

74. (2014/FCC/ TRF - 3ª REGIÃO) A Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora alinha-se com o conjunto de
políticas de saúde no âmbito do SUS, considerando a

A) transversalidade das ações de saúde do trabalhador e o trabalho como um dos determinantes do processo saúde-doença.

B) localização rural como prioridade nas ações de saúde do trabalhador e sua forma de inserção no mercado.

C) localização urbana, preferencialmente, para o desenvolvimento das ações de atenção integral de saúde.

D) implantação das ações de saúde do trabalhador, prioritariamente, para o mercado de trabalho informal.

E) inserção da rede de referência para trabalhadores, autônomos, avulsos, e temporários.

75. (2013/VUNESP/UNESP) Um profissional de enfermagem, com aproximadamente vinte anos de trabalho na área da saúde,
começou a apresentar esgotamento físico e emocional, caracterizado por sintomas de cansaço, irritabilidade, sinais de
depressão e de ansiedade, e diminuição da produtividade.

Esse quadro clínico é característico da

A) Síndrome Compartimental.

B) Síndrome de Korsakoff.

C) Síndrome de Angelman.
329

D) Síndrome de Stokes-Adams.

E) Síndrome de Burnout.

76. (2013/VUNESP/ UNESP) O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (2010) criaram a Resolução da
Diretoria Colegiada – RDC n.º 7 – por meio da qual reconhecem a importância de prevenir a ocorrência dos eventos adversos
nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), obrigando cada instituição a desenvolver o Gerenciamento de Riscos e a Notificação de
Eventos Adversos.

Com base nessas informações, é correto afirmar que

A) a identificação da ocorrência de sinais ou sintomas relacionados a possíveis eventos adversos ocorridos durante ou após a
transfusão é de competência médica.

B) o serviço de saúde onde ocorreu a transfusão não é responsável pela notificação do evento adverso e sim os profissionais
da vigilância epidemiológica.

C) o estabelecimento de saúde deve buscar a redução da ocorrência dos eventos adversos relacionados a uso de sangue e
hemocomponentes.

D) a equipe da UTI, na monitorização e no gerenciamento do risco, não participa da notificação dos eventos adversos
pertinentes à unidade.
330

E) o uso de saneantes não faz parte desta resolução.

77. (2013/FCC/TRT - 5ª Região- BA) Com relação aos quimioterápicos antineoplásicos, a NR - Norma Regulamentadora 32
estabelece que é necessário prover uma sala de preparo dotada de Cabine de Segurança Biológica Classe II B2. A cabine deve

A) estar em funcionamento no mínimo por 10 minutos antes do início do trabalho de manipulação e permanecer ligada por
30 minutos após a conclusão do trabalho.

B) ser colocada em funcionamento no momento do início do trabalho de manipulação e ser desligada, logo a seguir, após a
conclusão do trabalho.

C) ser colocada em funcionamento no momento do início do trabalho de manipulação e permanecer ligada por 30 minutos
após a conclusão do trabalho.

D) estar em funcionamento no mínimo por 30 minutos antes do início do trabalho de manipulação e permanecer ligada por
30 minutos após a conclusão do trabalho.

E) estar em funcionamento no mínimo por 10 minutos antes do início do trabalho de manipulação e ser desligada, logo a
seguir, após a conclusão do trabalho.

78. (2013/FCC/TRT - 5ª Região- BA) Em um serviço de saúde há 16 trabalhadores. Nessa situação, a legislação sobre Comissão
Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA dispõe que
331

A) é recomendável que o serviço contrate um consultor especialista em enfermagem ou medicina do trabalho.

B) não é obrigatória a instituição da CIPA.

C) é obrigatório a instituição da CIPA, sendo constituída por um enfermeiro e um trabalhador de qualquer categoria
profissional.

D) é obrigatório a instituição de uma CIPA composta por dois trabalhadores de qualquer categoria profissional e um
representante da diretoria.

E) é recomendável que o serviço contrate um profissional da saúde para o desempenho específico na CIPA.

79. (2013/CESPE/SEGESP-ALP) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Conforme prevê a norma regulamentadora pertinente, o programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO) exige
a realização de anamnese ocupacional e exame físico e mental para a avaliação clínica do empregado em seu retorno ao
trabalho.

A) Certo

B) Errado
332

80. (2013/CESPE/SEGESP-AL) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Nos casos em que a divulgação dos resultados dos exames médicos realizados pelo trabalhador possa gerar outros problemas
para a saúde, tais como estresse e depressão, o empregador poderá omitir do trabalhador os resultados desses exames, em
conformidade com o que dispõe a norma regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego

A) Certo

B) Errado

81. (2013/CESPE/SEGESP-AL) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Os órgãos da administração direta e indireta devem constituir CIPA, a fim de promover permanentemente a saúde de seus
trabalhadores, por meio de ações de prevenção de acidentes e de doenças decorrentes do trabalho

A) Certo

B) Errado
333

82. (2013/CESPE/ SEGESP-AL) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Em caso de acidente grave ou fatal, a CIPA deve promover, na sua primeira reunião ordinária após o acidente, medidas
corretivas e ações que visem à prevenção de ocorrências de mesma natureza.

A) Certo

B) Errado

83. (2013/CESPE/SEGESP-AL) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Ao receber o EPI fornecido pelo empregador, o empregado será responsável pela conservação desse equipamento e terá a
obrigação de comunicar ao empregador qualquer alteração que inviabilize sua utilização.

A) Certo

B) Errado
334

84. (2013/CESPE/SEGESP-AL) No que diz respeito à segurança no trabalho, julgue os itens seguintes. Nesse sentido, considere
que as siglas CIPA e EPI, sempre que empregadas, referem-se a comissão interna de prevenção de acidentes e equipamento de
proteção individual, respectivamente.

Compete exclusivamente ao SESMT analisar os riscos existentes e recomendar ao empregador o EPI adequado a cada
atividade que o trabalhador irá realizar.

A) Certo

B) Errado

85. (2013/IBFC/EBSERH) Considerando a Norma Regulamentadora NR 32, assinale a alternativa correta.

A) Todo local onde exista possibilidade de exposição ao agente biológico deve ter lavatório exclusivo para higiene das mãos,
provido de água corrente, sabonete líquido, toalha descartável e lixeira provida de sistema de abertura sem contato manual

B) Os quartos ou enfermarias destinados ao isolamento de pacientes portadores de doenças infectocontagiosas devem contar
com, no mínimo, um lavatório no corredor em frente à porta.

C) O uso de luvas substitui o processo de lavagem das mãos, o que deve ocorrer, no mínimo, antes da colocação das mesmas.

D) É facultativo ao empregado o consumo de alimentos e bebidas nos postos de trabalho.


335

86. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região -PA e AP)O manual de perícia oficial em saúde do servidor público federal reúne, em um único
título, toda a legislação relacionada aos mecanismos de perícia médica em servidores públicos federais e seus dependentes.
Com base nesse manual, assinale a opção correta.

A) Atestados, laudos e pareceres emitidos por psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e outros
profissionais de saúde são usados para fins de embasamento pericial e são suficientes para justificar as faltas ao trabalho por
motivo de doença.

B) Doença incapacitante é toda enfermidade que produz incapacidade para desempenhar as tarefas da vida diária e as
atividades laborais, não possível de ser tratada ou controlada e que leva à invalidez.

C) O acidente, para ser caracterizado como acidente de trabalho deve, necessariamente, ocorrer no exercício do cargo,
função, ou emprego, no ambiente de trabalho, e provocar lesão corporal, perturbação funcional ou mental.

D) A avaliação pericial é obrigatória nos processos de licença de saúde, aposentadoria por invalidez e doença relacionada ao
trabalho, sendo suficiente para a obtenção da concessão de direito.

E) Na realização do exame pericial, serão registradas as informações necessárias à conclusão pericial, incluindo-se as relativas
a exames e diagnósticos.

87. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região- PA e AP) Ainda com base no manual de perícia oficial em saúde do servidor público federal,
assinale a opção correta.
336

A) A atividade pericial oficial em saúde pode ser executada por qualquer profissional na área da saúde, desde que outros
profissionais de saúde a subsidiem por meio de parecer específico.

B) Aos portadores de doenças como a hanseníase, a nefropatia grave e as neoplasias malignas é garantida a isenção de
imposto de renda sobre proventos de aposentadoria, reforma ou pensão.

C) Não serão equiparadas às doenças relacionadas ao trabalho as doenças degenerativas e as inerentes a grupo etário,
independentemente de suas causas.

D) A caracterização ou constatação da deficiência não é atribuição exclusiva do médico perito, uma vez que, caracterizada a
deficiência, o candidato aprovado passará por avaliação de equipe multiprofissional.

E) O atestado médico deve ser apresentado à unidade competente do órgão ou entidade no prazo máximo de quinze dias,
contados da data da reintegração do servidor ao serviço.

88. (2013/IBFC/EBSERH)
337

O reconhecimento dos riscos ambientais é uma etapa fundamental do processo que servirá de base para decisões quanto às
ações de prevenção, eliminação ou controle desses riscos. Reconhecer o risco significa identificar, no ambiente de trabalho,
fatores ou situações com potencial de dano à saúde do trabalhador ou, em outras palavras, se existe a possibilidade deste dano.
Assinale a alternativa que representa o significado do símbolo acima.

A) Risco biológico.

B) Risco de radiação

C) Risco de queimadura

D) Risco químico

89. (2013/CESPE/DEPEN) Em geral, os acidentes de trabalho são notificados mais facilmente que as doenças ocupacionais, pois
estas necessitam de avaliação e comprovação do efeito causal, o que pode acarretar a subnotificação dos casos. A respeito dos
agravos à saúde relacionados ao trabalho, julgue os itens seguintes.

As doenças infectoparasitárias relacionadas ao trabalho distinguem-se dos demais grupos de doenças devido ao agente
etiológico não ser de natureza ocupacional e a ocorrência da doença depender das condições ou circunstâncias em que o
trabalho é executado.

A) Certo
338

B) Errado

90. (2013/FADESP/COREN-PA) A Norma Regulamentadora nº 32 (NR-32) estabelece as diretrizes básicas para a implementação
de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores nos serviços de saúde. Em seu anexo I, essa norma ressalta as
medidas de proteção que devem ser adotadas a partir da avaliação prevista no programa de prevenção de riscos ambientais
(PPRA). Quanto a essas medidas, é verdadeiro afirmar que

A) em caso de exposição acidental ou incidental, somente devem ser adotadas as medidas de proteção previstas no PPRA,
sendo vedada qualquer outra forma de proteção.

B) todo local onde existe possibilidade de exposição ao agente biológico deve conter lavatório para higiene das mãos provido
de água corrente, água destilada e detergentes para desinfecção das mãos

C) todo quarto ou enfermaria destinados ao isolamento de pacientes com doenças infecto-contagiosas devem conter
lavatórios em seu interior.

D) o uso de luvas não substitui o processo de lavagem das mãos, o que deve ocorrer sempre no início do plantão ou serviço,
e após o uso de luvas estéreis.

91. (2013/FUMARC/PC-MG) A NR-32 tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de
proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de
promoção e assistência à saúde em geral.
339

Em relação às medidas de proteção, são itens que devem ser vedados pelo empregador, EXCETO:

A) o consumo de alimentos e bebidas nos postos de trabalho.

B) a guarda de alimentos em locais não destinados para este fim.

C) o uso de calçados fechados e adequados ao ambiente.

D) o uso de adornos e o manuseio de lentes de contato nos postos de trabalho.

92. (2013/FGV/TJ-AM) O Mapa de Risco é a representação gráfica de um conjunto de fatores presentes nos locais de trabalho,
capazes de acarretar prejuízos à saúde dos trabalhadores, acidentes e doenças do trabalho. Esses fatores são identificados por
círculos coloridos de acordo com o grupo a que pertencem.

Com base na identificação dos fatores de risco por meio de cores, assinale a afirmativa correta

A) Verde – risco ergonômico.

B) Vermelho – risco biológico.

C) Marrom – risco químico.

D) Amarelo – risco físico.


340

E) Azul – risco de acidente.

93. (2013/CESPE/SERPRO) A representação gráfica do conjunto de fatores existentes nos locais de trabalho que são capazes de
ocasionar acidentes de trabalho e doenças é conhecida como mapa de riscos. Com relação a esse mapa e aos múltiplos aspectos
a ele relacionados, julgue os itens subsecutivos.

A regulamentação do Mapa de Riscos no Brasil levou em consideração algumas convenções da Organização Internacional do
Trabalho (OIT).

A) Certo

B) Errado

94. (2013/CESPE/SERPRO) A representação gráfica do conjunto de fatores existentes nos locais de trabalho que são capazes de
ocasionar acidentes de trabalho e doenças é conhecida como mapa de riscos. Com relação a esse mapa e aos múltiplos aspectos
a ele relacionados, julgue os itens subsecutivos.

O mapa de riscos deve ser arquivado no setor de recursos humanos, para comprovação no caso de eventual fiscalização
trabalhista.

A) Certo

B) Errado
341

95. (2013/CESPE/SERPRO) A representação gráfica do conjunto de fatores existentes nos locais de trabalho que são capazes de
ocasionar acidentes de trabalho e doenças é conhecida como mapa de riscos. Com relação a esse mapa e aos múltiplos aspectos
a ele relacionados, julgue os itens subsecutivos.

Poeiras, gases e vapores são exemplos de riscos físicos, considerando-se as intensidades de cada um

A) Certo

B) Errado

96. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

A primeira via do atestado de saúde ocupacional é de propriedade do trabalhador.

A) Certo

B) Errado

97. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

Trabalhadores diabéticos e hipertensos com idade entre dezoito e quarenta e cinco anos deverão realizar exames periódicos
a cada dois anos.

A) Certo
342

B) Errado

98. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

O relatório anual do PCMSO deverá ser arquivado confidencialmente, por conter dados sigilosos sobre a saúde dos
trabalhadores.

A) Certo

B) Errado

99. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

Por meio de negociação coletiva de trabalho, podem-se ampliar os parâmetros mínimos e as diretrizes gerais a serem inseridos
no PCMSO.

A) Certo

B) Errado

100. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

Conforme norma regulamentadora, em todas as empresas, deve haver médico coordenador do PCMSO, independentemente
do grau de risco.
343

A) Certo

B) Errado

101. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens a seguir, a respeito de programa de controle médico de saúde ocupacional (PCMSO).

Os dados dos exames médicos e complementares de um trabalhador desligado de uma empresa poderão ser descartados
logo após o seu desligamento.

A) Certo

B) Errado

102. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.

Em indústrias com mais de cinquenta empregados, é obrigatória a existência de sistema contra incêndios dotado de
dispositivo para aprisionamento de água sob pressão para extinguir pequenos focos de fogo de classe A.

A) Certo

B) Errado
344

103. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.

Em caso de emergência, os dispositivos de parada de máquinas e equipamentos podem ser acionados por outra pessoa que
não seja o operador.

A) Certo

B) Errado

104. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.

Trabalhadores expostos a poeiras minerais em concentrações que ultrapassem os limites de tolerância fazem jus ao adicional
de insalubridade de grau máximo.

A) Certo

B) Errado

105. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.
345

Os exames médicos do PCMSO para trabalhadores em espaços confinados seguem as mesmas regras daqueles a que são
submetidos os demais empregados da mesma empresa.

A) Certo

B) Errado

106. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.

De acordo com o programa de prevenção de riscos ambientais (PPRA) são riscos ocupacionais os agentes físicos, químicos e
biológicos.

A) Certo

B) Errado

107. (2013/CESPE/SERPRO) Em relação às Normas Regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho e Emprego, julgue os itens
que se seguem.

É facultado à trabalhadora gestante o afastamento de atividades que impliquem exposição a radiações ionizantes.

A) Certo
346

B) Errado

108. (2013/CESPE/SERPRO) Com relação à ergonomia no ambiente laboral, julgue os itens subsecutivos.

As lesões por esforços repetitivos podem atingir estruturas anatômicas de forma isolada ou associada, com ou sem
degeneração dos tecidos.

A) Certo

B) Errado

109. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens seguintes, relativos às doenças relacionadas ao trabalho e de notificação compulsória.

A oxigenoterapia hiperbárica é um dos vários fatores que ocasionam a labirintite de origem ocupacional.

A) Certo

B) Errado

110. (2013/CESPE/SERPRO) Julgue os itens seguintes, relativos às doenças relacionadas ao trabalho e de notificação compulsória.

Todas as pneumoconioses de origem laboral devem ser comunicadas às autoridades competentes, para controle
epidemiológico efetivo.
347

A) Certo
B) Errado
348

GABARITO

1-B 2- A 3- C 4- E 5- C 6- E 7- A 8- E 9- A 10- C
11- D 12- C 13- D 14- C 15- E 16- E 17- A 18- E 19- C 20- D
21- E 22- C 23- C 24- E 25- D 26- C 27- B 28- A 29- C 30- E
31- A 32- D 33- B 34- D 35- D 36- B 37- C 38- A 39- B 40- E
41- E 42- A 43- C 44- B 45- A 46- D 47- E 48- D 49- E 50- C
51- E 52- A 53- D 54- C 55- B 56- A 57- A 58- D 59- D 60- E
61- D 62- D 63- B 64- A 65- D 66- E 67- A 68- E 69- D 70- C
71- B 72- E 73- B 74- A 75- E 76- C 77- D 78- B 79- A 80- A
81- A 82- B 83- A 84- B 85- A 86- E 87- B 88- A 89- A 90- C
91- C 92- E 93- A 94- B 95- B 96- B 97- B 98- B 99- A 100- B
101- 102- 103- 104- 105- 106- 107- 108- 109- 110- A
B A A A B A B A A
349

Parte 11 - QUESTÕES VARIADAS – REDE SARAH


74 QUESTÕES

1.(2011/Sarah/ Rede Sarah) Entre 10% e 15% das gestações apresentam quadros de hemorragias, que podem representar
complicações gestacionais ou agravos ginecológicos concomitantes com o período gravídico. As situações hemorrágicas
gestacionais ocorrem na primeira e segunda metade da gestação. Um dos agravos hemorrágicos frequentes na segunda metade
da gestação é a placenta prévia, definida como a placenta que se implanta total ou parcialmente no segmento inferior do útero.
Tal agravo decorre principalmente de fatores de risco. Assinale o fator de risco que não potencializa a ocorrência deste agravo:
A) Cesariana prévia.
B) Tabagismo.
C) Intervalo interparietal longo.
D) Gemelaridade.
E) Intervenções uterinas anteriores, tais como miomectomia e curetagem
2. (2011/Sarah/ Rede Sarah) A morbimortalidade materna e a perinatal ainda se apresentam elevadas no contexto nacional,
revelando discrepâncias frente ao desenvolvimento econômico e social do país. Apesar de se tratar de um fenômeno fisiológico,
uma pequena parcela da população apresenta determinados fatores que aumentam a probabilidade de evolução desfavorável
350

da gestação, tanto para o feto quanto para a própria mãe. Os seguintes fatores individuais e condições sociodemográficas se
apresentam como predisponentes para a gestação de alto risco, exceto:
A) Conflitos familiares e baixa escolaridade.
B) Idade menor que 16 anos ou menarca há menos de 3 anos.
C) Dependência de drogas lícitas ou ilícitas e hábitos de vida, como o fumo e o álcool.
D) Idade maior que 35 anos.
E) Exposição a riscos ocupacionais como esforço físico, carga horária excessiva, rotatividade de horário, exposição a agentes
físicos, químicos e biológicos nocivos, bem como estresse.
3. (2011/Sarah/ Rede Sarah) O câncer do colo do útero é o segundo mais prevalente na população feminina brasileira. Foram
estimados, para o ano de 2010, a ocorrência de 18.430 casos novos, e uma taxa bruta de incidência de 4,87 casos/100.000
mulheres, o que coloca este agravo como merecedor de atenção. A incidência e a mortalidade por essa doença podem ser
reduzidas por meio de programas organizados de rastreamento, que apresenta como método principal a realização do teste de
Papanicolau. No que se relaciona à realização deste método de rastreamento, é correto afirmar:
A) O teste de Papanicolau deve ser disponibilizado às mulheres com vida sexual ativa, prioritariamente àquelas com faixa
etária entre 24 e 59 anos, definida como a população-alvo.
B) A continuidade do rastreamento por meio do teste de Papanicolau, após os 60 anos, deve ocorrer de forma generalizada
e, após os 65 anos, devem ser mantidas as condutas de rastreamento dos casos.
351

C) A rotina preconizada de rastreamento no Brasil é a de repetição do teste de Papanicolau a cada três anos, após dois exames
normais consecutivos no intervalo de um ano.
D) Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma cobertura de 80% e a garantia de diagnóstico e tratamento dos casos
alterados permitem reduzir em média de 50% a 70% da incidência de câncer invasivo de cervix na população.
E) A particularidade na rotina de rastreamento se refere às mulheres portadoras de doenças crônicas, como o vírus da
imunodeficiência humana (HIV) e o diabetes mellitus, que devem realizar o exame anualmente.
4. (2011/Sarah/ Rede Sarah) O método canguru, regulamentado no contexto nacional por meio da Portaria nº 1.683, de 12 de
julho de 2007, é definido como um modelo de assistência perinatal voltado para o cuidado humanizado que reúne estratégias
de intervenção biopsicossocial. O Anexo desta portaria consiste na Norma de Orientação para a Implantação do Método
Canguru. O que esta Norma contempla:
A) A adoção do Método Canguru visa exclusivamente uma mudança de atitude na abordagem da equipe junto ao recém-
nascido de baixo peso com necessidade de hospitalização.
B) O método tem como objetivo principal economizar recursos humanos e técnicos, de modo a tornar mais eficaz à atenção
perinatal.
C) O início da atenção adequada ao recém-nascido antecede o nascimento. No pré-natal, é possível identificar mulheres com
menor risco de terem recém-nascidos de baixo peso e oferecê-las informações sobre cuidados médicos gerais e humanizados.
352

D) A presença de berço no alojamento de mãe e filho, com possibilidade de elevação da cabeceira, permitirá que a criança ali
permaneça na hora do exame clínico, durante o asseio da criança e da mãe e nos momentos em que a mãe e a equipe acharem
necessários.
E) Todas alternativas estão corretas.
5. (2011/Sarah/ Rede Sarah) A amamentação é um ato importante e representa mais do que simplesmente alimentar. Consiste
em uma prática que, além de nutrir, promove o vínculo afetivo entre mãe e filho e repercute na habilidade da criança de se
defender de infecções, além de influenciar em sua fisiologia e em seu desenvolvimento cognitivo e emocional. Contemplam as
repercussões do aleitamento materno em curto, médio e longo prazo as seguintes alternativas, exceto:
A) Melhoria da qualidade de vida, tendo em vista que as crianças amamentadas adoecem menos, precisam de menos
atendimento médico, hospitalizações e medicamentos.
B) Proteção contra doenças cardiovasculares como hipertensão arterial sistêmica e infarto agudo do miocárdio.
C) Proteção contra a obesidade, evidenciada por estudos que comprovam menor frequência de sobrepeso ou obesidade em
crianças que foram amamentadas.
D) Promoção do crescimento pelo fato de o leite materno apresentar todos os nutrientes essenciais para o crescimento da
criança, além de ser mais bem digerido quando comparado ao leite de vaca, por exemplo. Esses benefícios fazem com que o
crescimento das crianças amamentadas seja utilizado como padrão.
E) Proteção contra alergias, como as relacionadas ao consumo de leite de vaca, dermatite atópica e outros tipos de alergias.
353

6. (2011/Sarah/ Rede Sarah) O processo de desinstitucionalização do doente mental se fortaleceu no Brasil entre os anos de
2003 e 2010, quando a assistência hospitalar psiquiátrica reduziu o número de leitos para internação associada à expansão
progressiva de uma rede de atenção substitutiva, de base comunitária. Essa transformação do modelo assistencial decorreu de
dois mecanismos complementares. Assinale a alternativa correta.
A) Participação efetiva dos familiares dos doentes mentais e dos gestores de saúde, nas instâncias de participação e controle
social, instituídos a partir da Constituição Federativa do Brasil de 1988.
B) Participação efetiva dos Conselhos Regionais de Enfermagem e dos Conselhos Regionais de Medicina junto ao Ministério
da Saúde.
C) Implantação, em larga escala, dos Centros de Atenção Psicossocial e das Residências Terapêuticas nos municípios
brasileiros.
D) Pelos resultados efetivos dos seguintes Programas: Programa Nacional de Avaliação dos Serviços Hospitalares (PNASH) e
Programa Anual de Reestruturação da Assistência Psiquiátrica Hospitalar no SUS (PRH).
E) Pela necessidade de uma resposta efetiva e adequada ao alto consumo de álcool e das drogas nos grandes centros urbanos
do Brasil.
7. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Para o contexto da Saúde Mental, o ano de 2001 representou um marco importante em decorrência
da Lei nº 10.216, de 6 de abril deste ano. Tal lei dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas com transtornos mentais e
visa redirecionar o modelo assistencial em saúde mental. No parágrafo I do Art. 2, discorre sobre os direitos da pessoa com
transtorno mental. Assinale a alternativa incorreta.
354

A) Ser tratada com humanidade e respeito e no interesse exclusivo de beneficiar a sua saúde, visando alcançar sua
recuperação pela inserção na família, no trabalho e na comunidade.
B) Ser tratada, preferencialmente, em serviços comunitários de saúde mental.
C) As informações a respeito da doença e do tratamento devem ser exclusivas aos familiares.
D) Ter livre acesso aos meios de comunicação disponíveis.
E) Ser tratada em ambiente terapêutico pelos meios menos invasivos possíveis.
8. (2011/Sarah/ Rede Sarah) No ano de 2004, a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher foi planejada seguindo
os princípios, as diretrizes e os objetivos que consideram a mulher segundo o contexto biopsicossocial. No que se relaciona às
diretrizes de tal política, assinale a alternativa correta:
A) A atenção integral à saúde da mulher refere-se às ações de promoção à saúde e de prevenção à doença, executadas nos
diferentes níveis de atenção à saúde.
B) O Sistema Único de Saúde (SUS) deverá garantir, de forma descentralizada, hierarquizada e integrada, o acesso das
mulheres a todos os níveis de atenção à saúde, sendo de competência do nível municipal garantir as condições para execução
dessa política.
C) A atenção integral à saúde da mulher compreende o atendimento a partir de uma percepção ampliada de seu contexto de
vida, do momento em que apresenta determinada singularidade e de suas condições enquanto sujeito capaz e responsável
por suas escolhas.
355

D) Ações voltadas à melhoria das condições de vida e saúde das mulheres executar-se-ão de modo articulado somente entre
os setores governamentais, de modo a promover a configuração de redes integradas de atenção à saúde e obter os resultados
esperados.
E) No âmbito do setor saúde, a execução de ações será pactuada entre todos os níveis hierárquicos, visando uma atuação
abrangente e verticalizada.
9. (2011/Sarah/ Rede Sarah)Ao administrar um broncodilatador da classe dos agonistas beta-adrenérgicos, a investigação pré-
administração feita pelo enfermeiro deve incluir
A) Exames de função hepática e tireoidiana.
B) Avaliação de histórico de disritmias e diabetes mellitus.
C) Exames de função renal e tireoidiana.
D) Avaliação de histórico de glaucoma e hipertireoidismo.
E) Avaliação de histórico de glaucoma e úlcera péptica
10. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Paciente de 65 anos, com diagnósticos médicos de hipertensão arterial e diabetes mellitus tipo 2,
tem início de dor precordial, com irradiação para mandíbula, membro superior esquerdo e face lateral do pescoço. Com base
em exames físicos e laboratoriais, chega-se ao diagnóstico médico de infarto agudo do miocárdio. O tratamento anti-isquêmico
emergencial inclui a administração de dinitrato de isossorbida por via sublingual. O tratamento profilático inclui, além dos
medicamentos já utilizados no tratamento do diabetes mellitus e hipertensão arterial, o ácido acetilsalicílico (100 mg/dia) e a
356

varfarina (2,5 mg/dia). Em relação ao uso do ácido acetilsalicílico nesta situação, assinale a alternativa que indica: qual o
propósito de seu uso, como esse medicamento deve ser administrado e qual o seu principal efeito colateral:
A) Uso como antiplaquetário, administração após refeição, úlcera gástrica.
B) Uso como anticoagulante, administração em jejum, úlcera gástrica.
C) Uso como antiplaquetário, administração em jejum, úlcera gástrica.
D) Uso como antiplaquetário, administração após refeição, hipotensão.
E) Uso como antiinflamatório, administração após refeição, úlcera gástrica.

11. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Paciente de 60 anos queixa-se de dor no estômago e “inchaço” nas pernas. Os antecedentes
clínicos incluíam diagnóstico de insuficiência cardíaca congestiva. Os medicamentos em uso atual são: antiácido à base de
hidróxido de magnésio, digoxina, hidroclorotiazida e ácido acetilsalicílico. O nível sanguíneo de digoxina encontrado estava
abaixo da faixa terapêutica. Questionada sobre a regularidade do uso da digoxina a paciente relatou seguir a posologia
adequadamente. Nesse caso, o que poderia ter ocasionado os níveis subterapêuticos da digoxina?
A) A hidroclorotiazida aumentou o débito urinário aumentando a eliminação renal da digoxina.
B) O ácido acetilsalicílico competiu com a digoxina pela ligação à albumina plasmática aumentando a concentração livre da
digoxina e conseqüentemente sua eliminação renal.
357

C) A hidroclorotiazida aumentou a taxa de metabolismo hepático da digoxina.


D) O antiácido à base de hidróxido de magnésio reduziu a absorção da digoxina no trato gastrointestinal.
E) O antiácido à base de hidróxido de magnésio aumentou a taxa de metabolismo hepático da digoxina.
12. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 16 anos é diagnosticado com diabetes mellitus tipo 1. A seguinte prescrição é
feita: associação de 9 Unidades Internacionais (UI) de insulina regular (humana) com 28 UI de insulina NPH (humana). A
apresentação da insulina regular é em frasco de 10 mL contendo 100 UI/mL e a da insulina NPH é em frasco de 10 mL contendo
100 UI/mL. Em relação a essa terapia, assinale, respectivamente: via de administração a ser utilizada; volume de insulina regular
a ser administrado; volume de insulina NPH a ser administrado; volume total a ser administrado; insulina a ser aspirada
primeiramente, ao associar as insulinas na mesma seringa.
A) Subcutânea; 0,09 mL; 0,28 mL; 0,37 mL; NPH.
B) Subcutânea; 0,9 mL; 2,8 ml; 3,7 mL; regular.
C) Subcutânea; 0,09 mL; 0,28 ml; 0,37 mL; regular.
D) Intravenosa; 0,9 mL; 2,8 mL; 3,7 mL; NPH.
E) Subcutânea; 0,09 mL; 2,8 mL; 2,89 mL; regular
13. (2011/Sarah/ Rede Sarah) O teste de Allen é um procedimento indicado na realização de uma punção arterial. Em relação a
tal teste, pode-se afirmar que:
358

I. Avalia a adequação da circulação colateral da artéria radial.


II. Avalia a adequação da circulação colateral da artéria ulnar.
III. Deve ser realizado durante uma punção arterial.
IV. A compressão é realizada na artéria radial e, em seguida, na artéria ulnar.
V. A circulação é considerada adequada quando houver retorno à cor normal da mão, em aproximadamente três a cinco
segundos.
A) As afirmações I, II e III são verdadeiras.
B) As afirmações I, III e IV são verdadeiras.
C) As afirmações I, III e V são verdadeiras.
D) As afirmações II, III e V são verdadeiras.
E) As afirmações I e V são verdadeiras.
14. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Uma paciente de 60 anos realizou uma biópsia renal, recebeu alta do serviço de recuperação pós-
anestésica e foi encaminhada para unidade de internação. O enfermeiro sabe que a prioridade no cuidado desta paciente é:
A) Usar precaução de contato nas próximas 48 horas.
B) Manter a paciente em jejum até 8 horas, após o procedimento cirúrgico.
359

C) Monitorar o sangramento pós-operatório.


D) Encorajar a paciente a deambular a cada 2 horas.
E) Trocar o curativo compressivo do local da biópsia.

15. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 23 anos apresentou estenose mitral, após um quadro de febre reumática. No
planejamento do cuidado, o enfermeiro propõe a avaliação regular da perfusão tecidual. Isto significa que serão avaliados: sinais
e sintomas neurovasculares das extremidades, o nível de consciência e:
A) Os ruídos hidroaéreos.
B) A distensão da veia jugular.
C) O débito urinário.
D) Os sons respiratórios.
16. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 45 anos apresentou menos de 400 mL de débito urinário nas últimas 24 horas. O
médico diagnosticou insuficiência renal aguda. Enquanto realiza o planejamento do cuidado para este paciente, o enfermeiro
deve observar os sinais e sintomas relacionados a que situações?
A) Hipercalcemia e hipomagnesemia.
B) Hipercloremia e alcalose.
360

C) Hiperpotassemia e acidose.
D) Hipernatremina e hipercalcemia.
E) Hipomagnesemia e alcalose.
17. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 53 anos foi admitido na sala de emergência com precordialgia e foi diagnosticado
infarto agudo do miocárdio. O enfermeiro deve posicioná-lo em:
A) Posição supina com a cabeceira elevada de 45 a 90 graus.
B) Decúbito lateral esquerdo com discreta elevação da cabeceira.
C) Decúbito lateral direito com discreta elevação da cabeceira.
D) Posição supina elevando a cabeça do paciente com um travesseiro.
E) Posição de Trendelemburg.
18. (2011/Sarah/ Rede Sarah)Um paciente de 21 anos com diabetes mellitus tipo 1 tem dificuldade em compreender o efeito
do exercício físico sobre sua glicemia. Embora o exercício físico esteja relacionado à redução dos níveis glicêmicos, a atividade
física pode também estimular a liberação de substâncias que elevam o valor da glicemia. Essas substâncias incluem glucagon,
hormônio do crescimento, adrenalina e:
A) Noradrenalina.
B) Cortisol.
361

C) Angiotensina.
D) Aldosterona.
E) Melatonina.
19. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente está em tratamento com digoxina. Antes de administrar esse medicamento, o
enfermeiro deve avaliar:
A) Frequência respiratória.
B) Pulso radial.
C) Pressão sanguínea.
D) Temperatura corporal.
E) Pulso apical.
20. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 34 anos realizou litotripsia para remoção de cálculos de ácido úrico localizados
no ureter. O enfermeiro ensina ao paciente que a prevenção de formação de outros cálculos pode ser auxiliada pela ingesta
hídrica adequada e uma dieta baseada em:
A) Alto teor de vitamina C.
B) Baixo teor de cálcio.
362

C) Alto teor de fibra.


D) Baixo teor de proteínas.
E) Baixo teor de gorduras.
21. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Na administração de medicamentos pela sonda nasoenteral, em um paciente no pós-operatório
mediato de gastrectomia, o enfermeiro deve:
A) Irrigar a sonda com solução salina isotônica.
B) Reposicionar a sonda e fixá-la novamente.
C) Checar o posicionamento da sonda.
D) Inserir a sonda por mais dois centímetros.
E) Tracionar a sonda.
22. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Para um paciente de 55 anos com dreno de tórax conectado a um sistema de aspiração contínua,
para remoção de sangue da cavidade pleural, que necessita de mudança de decúbito, o enfermeiro deve assegurar que:
A) O sistema de aspiração conectado ao frasco coletor do dreno seja desligado.
B) O dreno de tórax seja clampado.
C) A água estéril usada como nível do frasco coletor deve ser desprezada.
363

D) O curativo seja trocado.


E) O frasco coletor do dreno de tórax esteja abaixo do nível do tórax
23. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 66 anos com insuficiência cardíaca congestiva faz uso diário dos medicamentos
digoxina e furosemida. Qual(is) teste(s) laboratorial(ais) o enfermeiro deve monitorar?
A) Hemograma.
B) Transaminases hepáticas.
C) Tempo de coagulação.
D) Bilirrubinas.
E) Eletrólitos e creatinina.
24. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente está recebendo sangue total, quando subitamente inicia um quadro de tremor com
calafrios e apresenta temperatura corporal de 37,8oC. Qual é a primeira ação que o enfermeiro deve ter?
A) Chamar o médico imediatamente.
B) Aguardar cinco minutos para verificar novamente a temperatura corporal.
C) Administrar a medicação prescrita em caso de febre.
D) Puncionar outro acesso venoso e instalar solução salina isotônica.
364

E) Suspender a infusão do sangue imediatamente.


25. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente com diabetes mellitus tipo 1 está se recuperando de um quadro de cetoacidose. A
informação da concentração plasmática de qual eletrólito será de extrema importância para o planejamento da assistência de
enfermagem?
A) Sódio.
B) Cálcio.
C) Potássio.
D) Magnésio.
E) Cloro.
26. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Uma paciente de 57 anos tem insuficiência renal crônica e fístula arteriovenosa, no membro
superior esquerdo, para a realização de hemodiálise, três vezes na semana. O enfermeiro faz qual das seguintes avaliações no
membro superior esquerdo a cada sessão de hemodiálise?
A) Avalia a pressão arterial sistêmica.
B) Avalia a distensão arterial e venosa.
C) Avalia o turgor e a integridade da pele.
D) Avalia a presença do frêmito e do sopro.
365

E) Avalia a pressão de pulso.


27. (2011/Sarah/ Rede Sarah) O enfermeiro avalia o sítio de inserção do cateter intravascular periférico e observa hiperemia,
edema e dor local; além disso, não há refluxo de sangue. Assim, o enfermeiro deverá:
A) Retirar o cateter intravascular.
B) Observar se o edema aumenta.
C) Relatar ao médico responsável.
D) Aplicar compressa de gelo.
E) Aplicar calor local.
28. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 61 anos foi admitido na sala de emergência se queixando de intensa dor nos
membros inferiores. Relatou que, há sete dias, havia sido submetido à cirurgia de colecistectomia, por via aberta. Após avaliação
da equipe médica foi diagnosticado tromboembolismo venoso profundo e iniciada a terapia anticoagulante com heparina
intravenosa. Devido ao risco de sangramento aumentado, o enfermeiro deve garantir que, nessa unidade, tenha o medicamento
utilizado para neutralizar a ação da heparina. Qual é o medicamento correto?
A) Vitamina K.
B) Sulfato de protamina.
C) Adrenalina.
366

D) Noradrenalina.
E) Varfarina.
29. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Uma paciente de 61 anos com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) foi internada em
Clínica de Pneumologia com quadro de dispneia, apresentando frequência respiratória de 34 mov./min., saturação de oxigênio
de 85% e Pressão Arterial de Oxigênio (PaO2) de 54 mmHg. Entre outras indicações terapêuticas, a prescrição médica solicitava
a administração de oxigênio por cânula nasal a 2 litros por minuto. Inadvertidamente, um membro da equipe de saúde, ao
observar que a paciente não apresentava melhora no quadro respiratório, alterou o fluxo de administração do oxigênio para 6
litros por minuto. Houve piora aguda do quadro clínico e a paciente passou a apresentar depressão respiratória grave. Justifique
as consequências desta ação.
a) O paciente com DPOC não deve receber oxigênio em altas concentrações porque o maior uso de oxigênio aumenta a PaO2
tecidual, resultando em menor descarga de oxigênio pela hemoglobina.
b) Ao administrarmos oxigênio em altas concentrações ao paciente com DPOC, estaremos suprimindo o estímulo hipoxêmico
do centro respiratório e levando o paciente à hipoventilação, com aparecimento de hipercapnia ou acentuação de quadro
preexistente.
c) Durante a hipoventilação prolongada causada por DPOC, a PaO2 é elevada e atua via quimiorreceptores centrais, mas
alguns pacientes perdem a sensibilidade às alterações dos gases arteriais.
d) Nos pacientes com DPOC, a hipóxia não funciona como estímulo respiratório, não havendo consequências relacionadas à
terapia com oxigênio.
367

e) Todas as alternativas são incorretas.


30. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Quando a bexiga urinária está repleta de urina e o reflexo de micção é iniciado, o suprimento
nervoso da bexiga promove a contração da bexiga e o relaxamento do esfíncter uretral externo. Se o momento for inoportuno
para a micção, o esfíncter uretral externo poderá ser contraído, impedindo a saída da urina.
Responda:
- Que tipo de músculo compõe a bexiga? Que ramo do sistema nervoso periférico inerva esse músculo?
- Que tipo de músculo compõe o esfíncter uretral externo? Que ramo do sistema nervoso periférico inerva esse músculo?
A) Músculo liso e divisão eferente do sistema nervoso parassimpático / Músculo esquelético e neurônios motores do sistema
nervoso somático.
B) Músculo liso e divisão eferente do sistema nervoso simpático / Músculo esquelético e neurônios motores do sistema
nervoso simpático.
C) Músculo esquelético e divisão aferente do sistema nervoso parassimpático / Músculo esquelético e neurônios motores do
sistema nervoso somático.
D) Músculo liso e divisão eferente do sistema nervoso parassimpático / Músculo liso e neurônios motores do sistema nervoso
somático.
E) Músculo esquelético liso e neurônios motores do sistema nervoso somático / Músculo esquelético e divisão eferente do
sistema nervoso simpático.
368

31. (2011/Sarah/ Rede Sarah) De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA (2001), as mãos são
consideradas as principais vias de disseminação de infecções relacionadas à assistência à saúde. A eficaz higienização das mãos
é uma medida muito importante para prevenir e controlar a infecção e sua disseminação. Com base neste componente de
proteção do paciente e do profissional de saúde, responda se as afirmativas abaixo são Verdadeiras (V) ou Falsas (F).
( ) A higienização com sabonete líquido remove a microbiota transitória; esse nível de descontaminação é suficiente para os
contatos sociais em geral e para a maioria das atividades práticas nos serviços de saúde.
( ) Os álcoois têm rápida ação microbicida, razão pela qual as preparações alcoólicas são as mais apropriadas quando as mãos
estão visivelmente sujas ou contaminadas com material proteico.
( ) O uso de agentes antissépticos para a higienização das mãos é indicado nos casos de contato, recomendado para pacientes
portadores de microrganismos multirresistentes e nos casos de surtos.
( ) A fricção antisséptica das mãos deve ser realizada preferencialmente com utilização de gel alcoólico a 90% em um
procedimento com duração mínima de 2 minutos.
( ) Não devem ser aplicados nas mãos sabões e detergentes registrados como saneantes, uma vez que seu uso é destinado a
objetos e superfícies inanimadas.
A) V, V, V, F, V
B) V, F, V, F, V
C) F, V, V, F, V
369

D) V, F, V, F, F
E) F, F, V, V, V
32. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Em relação ao procedimento de mensuração da Pressão Arterial (PA), assinale a alternativa
correta:
A) A utilização de um manguito de tamanho inadequado não altera a leitura dos valores de PA.
B) Antes da mensuração da PA, deve ser determinado o ponto de máxima insuflação por meio do método auscultatório.
C) O início do segundo som de Korotkoff é um indicador de pressão arterial diastólica em adultos.
D) É possível mensurar a PA na extremidade inferior posicionando-se o manguito sobre a artéria poplítea na área mediana da
coxa.
E) No momento da mensuração da PA em membros superiores por método auscultatório, o braço do paciente deve estar
posicionado abaixo do nível do coração.
33. (2011/Sarah/ Rede Sarah) Pesquisas que investigam complicações associadas à administração de medicamentos por via
intramuscular indicam que a região ventroglútea deve ser a opção de escolha para a maioria das situações que envolvam
administração de injetáveis em adultos e crianças. Indique as estruturas anatômicas utilizadas para a delimitação da região
ventroglútea:
A) Espinha ilíaca ântero-superior, crista ilíaca, trocânter maior do fêmur, músculos glúteo médio e glúteo mínimo.
370

B) Espinha ilíaca póstero-superior, crista ilíaca, artéria femoral, músculo vasto lateral.
C) Crista ilíaca, trocânter maior do fêmur, espinha ilíaca póstero-superior, músculo glúteo máximo.
D) Espinha ilíaca ântero-superior, crista ilíaca, trocânter maior do fêmur, músculo glúteo máximo.
E) Espinha ilíaca ântero-superior, espinha ilíaca póstero-superior, processo acromial, músculos glúteo médio e mínimo
34. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Foi prescrito 1000 mL de solução de permanganato de potássio a 2%. O(A) enfermeiro(a) tem à
disposição solução a 10% e diluente. Para atender a prescrição serão necessários:
A) 10 mL de solução a 10% e 990 mL de diluente.
B) 100 mL de solução a 10% e 900 mL de diluente.
C) 20 mL da solução a 10% e 980 mL de diluente.
D) 200 mL da solução a 10% e 800 mL de diluente.
35. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Foram prescrito 500 mL de soro glicosado a 12% endovenoso a cada 6 horas. Dispomos apenas
de soro glicosado a 5% em frasco de 500 mL. Para atender a prescrição, quantos gramas de glicose estão faltando no soro que
dispomos e qual a velocidade de infusão, respectivamente?
A) 35 g e velocidade de 83,3 mL/hora.
B) 35 g e velocidade de 21 gotas/minuto.
371

C) 30 g e velocidade de 83,3 mL/hora.


D) 30 g e velocidade de 28 gotas/minuto.
36. (2007/Sarah/ Rede Sarah)Um homem de 33 anos foi trazido à emergência vítima de queimadura que ocorreu devido incêndio
iniciado em sua cama e que se alastrou por toda casa. Observam-se queimaduras na face, peito, parte superior do braço
esquerdo, todo o braço direito e pescoço. As queimaduras estão com flictenas de cor avermelhada e úmidas. Ele está gritando
de dor. Qual das seguintes alternativas corresponde à prioridade no atendimento primário a este paciente?
A) Verificar permeabilidade de vias aéreas e aliviar a dor.
B) Realizar curativos e monitorizar da pressão arterial.
C) Monitorizar diurese e observar sinais de hipovolemia.
D) Verificar sinais de infecção e realizar monitorização cardíaca.
37. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Uma mulher de 47 anos tem úlcera gástrica há cinco anos. Pela manhã apresentou hematêmese
e melena. Foi levada ao serviço de emergência e submetida à reposição endovenosa de fluidos, que não respondeu
satisfatoriamente. Foi iniciada infusão intravenosa de dopamina. Esta droga vasoativa em dosagens beta-adrenérgica é
freqüentemente a droga de escolha para o tratamento primário do choque porque:
A) Age como potente vasoconstrictor.
B) Aumenta a contratilidade miocárdica.
372

C) Mantém a perfusão renal.


D) Aumenta o fluxo sangüíneo mesentérico.
38. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Em relação à fisiopatologia do choque, associe a segunda coluna de acordo com a primeira e, a
seguir, assinale a alternativa correta.
1.Choque cardiogênico.
2.Choque séptico - primeira fase.
3.Choque séptico - segunda fase.
4.Choque hipovolêmico.
5.Choque anafilático.
( ) A diminuição do volume intravascular resulta em diminuição do retorno venoso para o coração e subseqüente enchimento
ventricular diminuído. Conseqüentemente, o volume sistólico e o débito cardíaco estão diminuídos. Há queda da pressão
arterial. A pele fica fria e úmida.
( ) O débito cardíaco está comprometido. O volume sistólico e a freqüência cardíaca diminuem, há queda na pressão arterial
e a perfusão tecidual fica comprometida. O músculo cardíaco não recebe sangue suficiente. O ventrículo não ejeta todo
volume sangüíneo na sístole. O paciente pode ter dor anginosa e desenvolver arritmias.
373

( ) O débito cardíaco está elevado, com vasodilatação. Ocorre freqüência respiratória elevada, taquicardia e diminuição da
pressão arterial.
( ) O débito cardíaco está baixo, com vasoconstrição, para compensar a hipovolemia intravascular. Ocorre queda da pressão
arterial e freqüência cardíaca e respiratória elevadas. A pele fica fria e pálida.
( ) Ocorre vasodilatação devido liberação de substâncias vasoativas pelos mastócitos, além de permeabilidade disseminada.
A) 1 - 4 - 3 - 2 - 5.
B) 4 - 1 - 5 - 2 - 3.
C) 1 - 4 - 5 - 2 - 3.
D) 4 - 1 - 2 - 3 - 5.
39. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 56 anos de idade é admitido no serviço de emergência com queixa de náuseas,
vários episódios eméticos e dor forte em quadrante superior direito do abdome. Apresenta temperatura de 38,5°C e os exames
radiológicos revelam vesícula biliar aumentada. O paciente recebe diagnóstico de colecistite, com indicação cirúrgica. Após a
administração de analgésico, qual a ação prioritária do(a) enfermeiro(a)?
A) Avaliar hematócrito e a necessidade de orientação nutricional.
B) Avaliar a presença de hipocalemia e desidratação.
C) Avaliar gasometria venosa e ingesta hídrica.
374

D) Avaliar coagulação sangüínea e solicitar consentimento do paciente para o procedimento cirúrgico.


40. (2007/Sarah/ Rede Sarah) O(A) enfermeiro(a) recebe uma paciente que se submeteu a cirurgia de troca de válvula mitral,
com história de febre reumática, Diabetes Mellitus tipo 1, hipertensão arterial, anemia perniciosa e apendicectomia. Após a
alta, a paciente irá submeter-se a extração dentária. Qual dos dados corresponde ao maior fator de risco para endocardite
nesta paciente?
A) Apendicectomia.
B) Anemia perniciosa.
C) Diabetes Mellitus.
D) Troca de válvula cardíaca.
41. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Após infarto do miocárdio, o paciente desenvolve arritmia, que requer infusão contínua de
lidocaína. Para monitorar a efetividade da intervenção, o(a) enfermeiro(a) deve atentar-se primeiramente para:
A) Eletrocardiograma (ECG).
B) Débito urinário.
C) Nível sangüíneo de troponina e creatinina-cinase (CK).
D) Pressão sangüínea e freqüência cardíaca.
375

42. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente tem diagnóstico de infarto agudo do miocárdio e está prescrito sulfato de morfina.
Esta medicação é indicada porque tem como ação:
A) Eliminar a dor, reduzir o trabalho cardíaco e aumentar a contratilidade do miocárdio.
B) Reduzir a resistência, diminuir o trabalho cardíaco e reduzir a demanda de oxigênio do miocárdio.
C) Elevar a pressão sangüínea, diminuir a demanda de oxigênio do miocárdio e eliminar a dor.
D) Aumentar o retorno venoso, reduzir a resistência e diminuir o trabalho cardíaco.
43. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Na enfermaria de clínica médica, o(a) enfermeiro(a) assiste a uma paciente que está usando
anticoagulante oral. Por ocasião da alta hospitalar, deve orientá-la a:
A) Estimular o uso de contraceptivo oral.
B) Utilizar sempre o aparelho com gilete para barbear-se.
C) Evitar alimentos ricos em vitamina K.
D) Tomar aspirina para alívio da dor.
44. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente chega ao serviço de emergência com queixa de dor repentina em região poplítea à
esquerda. Não há história de doença vascular periférica. Durante inspeção e palpação, o(a) enfermeiro(a) detecta ausência de
pulso, parestesia, pele fria, cianótica e com petéquias em panturrilha. Enquanto o médico assistente determina a conduta, o(a)
enfermeiro(a) deve:
376

A) Manter paciente no leito e aplicar calor local na panturrilha.


B) Manter paciente no leito com o membro no mesmo nível do corpo, sem comprimir a panturrilha.
C) Manter paciente no leito e elevar membro inferior esquerdo o quanto possível.
D) Realizar tricotomia do membro afetado em antecipação a um procedimento cirúrgico.

45. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 68 anos de idade foi recebido na enfermaria após a realização de ressecção
transuretral de próstata devido à hiperplasia prostática benigna. Além da hematúria esperada, que sinais abaixo indicam a
ocorrência de hemorragia pós-operatória?
A) Hipotensão, taquicardia e hiperpnéia.
B) Instabilidade da pressão arterial, bradicardia e hiperpnéia.
C) Hipertensão, bradicardia e movimentos respiratórios irregulares.
D) Hipertensão, pulsação cardíaca irregular e bradipnéia.
46. (2007/Sarah/ Rede Sarah) A embolia pulmonar pode ser uma complicação no período pós-operatório. Os sinais clínicos
precoces de embolia pulmonar são:
A) Agitação e taquicardia.
377

B) Dor no peito e bradicardia.


C) Febre baixa e hipotensão.
D) Dor no peito localizada e hipertensão.

47. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Uma paciente de 47 anos de idade foi submetida à colecistectomia. No terceiro dia de pós-
operatório ela refere náuseas. Na reavaliação clínica tem ausculta pulmonar limpa, ausência de ruídos hidro-aéreos, sinal de
Homan's negativo e ausência de sinais flogísticos na incisão cirúrgica. Os valores dos sinais vitais são: temperatura = 37,7°C,
pulso = 100 batimentos/minuto, respiração = 24 incursões/minuto e pressão arterial = 110X70 mmHg. Qual é o diagnóstico de
enfermagem prioritário?
A) Risco elevado para diminuição do débito cardíaco.
B) Risco elevado para infecção ferida operatória.
C) Risco elevado para íleo paralítico.
D) Risco elevado para diminuição da troca gasosa.
48. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 57 anos, que trabalha na construção civil, será submetido à laminectomia em dois
níveis. Qual dos seguintes resultados de exames laboratoriais deve ser comunicado imediatamente ao médico cirurgião deste
paciente?
378

A) Hematócrito 40 %.
B) Potássio sérico 2,5 mEq/L
C) Contagem de plaquetas 300 mil/mm3.
D) Velocidade de hemossedimentação (VHS) de 10 mm na 1ª
49. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente de 26 anos, sexo masculino, admitido no serviço de emergência com queixas de
náusea, vômitos e dor abdominal. Refere ser portador de Diabetes Mellitus tipo 1 e que há quatro dias reduziu a dose de insulina
devido quadro gripal, que provocou diminuição do apetite. Durante a avaliação do paciente, o(a) enfermeiro(a) observou pele
com turgor diminuído, mucosas secas e hálito cetônico. Esses sinais indicam:
A) Hipoglicemia.
B) Doença viral.
C) Cetoacidose.
D) Coma hiperglicêmico hiperosmolar não cetótico
50. (2007/Sarah/ Rede Sarah) O (A) enfermeiro(a) assiste a uma paciente no ambulatório que tem Diabetes Mellitus tipo 1 e
apresenta confusão, tonturas e comportamento agitado. Ela ainda está consciente. O(A) enfermeiro(a) deve administrar
primeiramente:
A) Glicose subcutânea ou via intra-muscular.
379

B) Carboidrato de ação rápida como 120 ml_ de suco de laranja.


C) Glicose a 50% em bolus via intra-venosa.
D) 10 Ul de insulina de ação rápida.
51. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Uma paciente de 62 anos tem diagnóstico de pielonefrite e possível septicemia. Tem histórico de
cinco episódios de infecção do trato urinário nos últimos dois anos. Ela aparenta cansaço devido a falta de sono, queixa-se de
urinar freqüentemente inclusive durante a noite e teve perda ponderai nas últimas semanas. Os exames laboratoriais revelaram
os seguintes resultados: sódio: 152 mEq/L; osmolaridade: 340 mOsm/L; glicose sérica: 125 mg/dL e potássio: 3,8 mEq/L. Qual é
o diagnóstico de enfermagem prioritário para esta paciente?
A) Déficit de volume de líquidos relacionado à perda anormal de líquidos.
B) Nutrição alterada: ingestão menor do que as necessidades corporais relacionada ao estado hipermetabólico.
C) Déficit de volume de líquidos relacionado à diurese induzida pela hipernatremia.
D) Nutrição alterada: ingestão menor do que as necessidades corporais relacionada ao efeito catabólico da deficiência de
insulina.
52. (2007/Sarah/ Rede Sarah) O (A) enfermeiro(a) assiste a um paciente em pós-operatório de craniotomia, que está com sonda
vesical de demora. Na primeira hora de pós-operatório, o débito urinário foi de 1.500 ml. O mesmo volume foi mensurado na
segunda hora. O(A) enfermeiro(a) deve suspeitar de:
A) Síndrome de Cushing.
380

B) Diabetes Mellitus.
C) Crise adrenal.
D) Diabetes Insípidus.
53. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Na clínica médica, é admitido um paciente com nível sérico de glicose de 618 mg/dl. Ele está
acordado e orientado, tem a pele seca e quente e apresenta os seguintes valores dos sinais vitais: temperatura de 38,1°C, pulso
de 116 batimentos/minuto e pressão arterial de 108X70 mmHg. De acordo com estes dados, qual diagnóstico de enfermagem
é prioridade para intervenção imediata?
A) Débito cardíaco diminuído relacionado à elevação de pulso.
B) Déficit de volume de líquidos relacionado à eliminação excessiva de urina.
C) Nutrição alterada: ingestão menor do que as necessidades corporais relacionada a deficiência de insulina.
D) Termorregulação ineficaz relacionada à desidratação.
54. (2007/Sarah/ Rede Sarah) No serviço de emergência, o(a) enfermeiro(a) recebe um adulto jovem com a seguinte história:
após tropeçar, bateu a cabeça no meio-fio. Segundo informações colhidas, ele ficou inconsciente por um momento e, depois
que acordou, não se recordava do que aconteceu. Pouco tempo depois, se queixou de cefaléia intensa e solicitou que o levasse
ao pronto atendimento. No caso do(a) enfermeiro(a) considerar a possibilidade de elevação da pressão intracraniana (PIC), qual
seria o primeiro sinal detectado:
A) Assimetria das pupilas.
381

B) Diminuição do nível de consciência.


C) Padrão respiratório irregular.
D) Movimentos involuntários.
55. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente da clínica médica queixa de cefaléia pulsante e intensa após submeter-se a punção
lombar. Qual é a intervenção de enfermagem prioritária para este paciente?
A) Aumentar a oferta de líquidos.
B) Restringir a ingestão de líquidos.
C) Elevar a cabeceira do leito.
D) Checar os sinais vitais.
56. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um homem chega ao serviço de emergência após acidente automobilístico. O exame neurológico
mostra que a Escala de Coma de Glasgow corresponde a 4. O paciente está em que estado neurológico?
A) Minimamente responsivo.
B) Estado vegetativo persistente.
C) Coma profundo.
D) Sonolento mas reage facilmente aos estímulos.
382

57. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Na clínica médica, é admitido um senhor de 75 anos, após um acidente vascular cerebral (AVC).
Ele apresenta fraqueza em hemicorpo esquerdo e ausência do reflexo de deglutição. Possui incontinência esfincteriana e
constipação intestinal. A pressão arterial está em 90X50 mmHg, e a hemoglobina está em 10 g/dL. Qual das seguintes
alternativas corresponde a prioridade para este paciente?
A) Realizar exame para pesquisa de sangue oculto nas fezes.
B) Acionar fisioterapia para iniciar exercícios no dimídio esquerdo do corpo.
C) Manter a pele limpa e seca.
D) Manter a cabeceira do leito elevada a 30°.
58. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente acaba de sofrer uma crise isquêmica transitória (CIT). Para formular o plano de
cuidados, o(a) enfermeiro(a) deve considerar que:
A) Os sintomas da CIT duram de 24 a 48 horas.
B) A maioria dos pacientes permanecem com algum efeito neurológico residual após uma CIT.
C) O sintoma mais comum de uma CIT é a incapacidade de falar no período de até 36 horas.
D) Um acidente vascular cerebral pode ocorrer após uma CIT.
383

59. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Uma criança de dez anos de idade é trazida ao pronto socorro pela mãe. Ela tem história de
reações alérgicas desencadeadas por exposição ao frio, à fumaça e ingestão de chocolate. O(A) enfermeiro(a) detecta respiração
de 36 incursões/minuto, pulso de 160 batimentos/minuto e observa que a criança está ansiosa e agitada.
Como tratamento, a criança está recebendo metilpredinisolona (solumedrol) endovenosa.
Durante e após a infusão, o(a) enfermeiro(a) deve monitorar a criança atentando-se principalmente para:
A) Hipotensão.
B) Hipertensão.
C) Manchas vermelhas na pele.
D) Convulsões.
60. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Qual das seguintes alternativas indica sinal precoce de falência cardíaca em uma criança de dois
anos de idade?
A) Aumento da freqüência cardíaca e respiratória.
B) Aumento do débito urinário e do peso corporal.
C) Diminuição do peso corporal e do débito urinário.
D) Diminuição da freqüência cardíaca e respiratória.
384

61. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um bebê de nove meses é admitido com diarréia e sinais de desidratação. Qual avaliação é mais
importante neste momento, além de monitorar os sinais vitais?
A) Obter amostra de fezes para exames.
B) Obter amostra de urina para exames.
C) Mensurar o peso corporal da criança.
D) Inspecionar fontanela posterior.
62- (2007/Sarah/ Rede Sarah) Quanto à infecção por varicela-zóster, analise as afirmativas abaixo, indicando V (verdadeiro) ou
F (falso) e, a seguir, assinale a alternativa correta.
( ) A infecção primária causada pelo vírus varicela-zóster manifesta-se como varicela ou catapora e resulta em infecção latente
dos neurônios dos gânglios sensoriais.
( ) As lesões típicas da varicela primeiramente aparecem nos membros inferiores e caracterizam-se por máculas, pápulas,
vesículas e crostas.
( ) Recomendam-se apenas precauções padrão para pacientes com herpes-zóster disseminado, porque apresentam menor
risco de contágio que pacientes com infecção primária.
( ) O vírus varicela-zóster é transmitido pelas secreções de vias aéreas e pelo fluido vesicular, tanto por disseminação através
do ar, como por contato direto ou indireto.
385

( ) A reativação da infecção latente causada pelo vírus da varicela resulta em herpes-zóster.


A) V - F - F - V - V.
B) V - F - V - F - F.
C) F - V - V - F - V.
D) F - V - F - F - V.
63. (2007/Sarah/ Rede Sarah) A exposição do profissional de saúde a material biológico propicia risco de infecção por diversos
patógenos, sendo os mais importantes os vírus da hepatite B (HBV), da hepatite C (HCV) e o vírus da imunodeficiência humana
(HIV). Em relação a essas patologias, analise as afirmativas abaixo, indicando V (verdadeiro) ou F (falso) e, a seguir, assinale a
alternativa correta.
( ) O uso de luvas não impede acidentes perfurocortantes, mas reduz o volume de sangue em contato com a lesão, diminuindo
o risco de transmissão.
( ) Todo profissional de saúde deve ser vacinado contra hepatite B e C.
( ) A transmissão do HIV-1 dá-se por meio de líquidos corporais que contêm HIV-1 ou linfócitos T CD4+. Esses líquidos incluem
soro, líquido seminal, secreções vaginais, líquido amniótico e leite materno.
386

( ) Todas as vezes em que houver exposição acidental da pele com material perfurocortante ou fluidos orgânicos, devemos
lavá-la imediatamente com água e solução anti-séptica degermante PVPI ou Chlorexidine).
A) V - V - F - V
B) V - F - V - V
C) F - F - V - V
D) F - V - V – F
64. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Em relação ao tratamento da tuberculose, é incorreto afirmar:
A) A sensação de queimação nas extremidades está relacionada ao uso de isoniazida.
B) Efeitos hepatotóxicos podem estar presentes, fazendo-se necessária a avaliação do esquema terapêutico.
C) A piridoxina (vitamina B6) pode ser administrada com a isoniazida para prevenir a neuropatia periférica associada à
isoniazida.
D) As medicações deverão ser administradas preferencialmente após o almoço e o jantar.

65. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Um paciente chega ao serviço de emergência em angústia respiratória. Após entubação e
introdução de ventilação mecânica, o paciente é transferido para a unidade de terapia intensiva. Antes de realizar a aspiração
do tubo traqueal, o(a) enfermeiro(a) hiperventila o paciente. Esta intervenção tem como objetivo ajudar a prevenir:
387

A) Arritmia cardíaca.
B) Enfisema subcutâneo.
C) Pneumotórax.
D) Edema pulmonar.
66. (2007/Sarah/ Rede Sarah) O(A) enfermeiro(a) assiste a um paciente com insuficiência respiratória aguda. Ele deve focar a
assistência na resolução de quais problemas?
A) Hipertensão, hipoxemia e hipercapnia.
B) Hiperventilação, hipertensão e hipocapnia.
C) Hipotensão, hipocapnia e hiperventilação.
D) Hipercapnia, hipoventilação e hipoxemia.

67. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Na sala operatória, no procedimento de broncoscopia, o paciente apresenta uma resposta
vasovagal durante a inserção do broncoscópio rígido. Qual sinal o(a) enfermeiro(a) espera encontrar?
A) Pupilas dilatadas.
B) Paciente com broncodilatação.
388

C) Queda da freqüência cardíaca.


D) Decréscimo da secreção gástrica.
68. (2007/Sarah/ Rede Sarah) Na clínica médica, um paciente em tratamento de pneumonia, está recebendo suplementação
de oxigênio a 2L/min, através de cânula nasal. Ele tem história de doença coronária e de doença pulmonar obstrutiva crônica.
Devido a este quadro, o(a) enfermeiro(a) deve monitorar o fluxo de oxigênio e o padrão respiratório do paciente. Qual
complicação pode surgir se este paciente receber concentração elevada de oxigênio, superior a 5L/min?
A) Alcalose respiratória.
B) Dor de angina.
C) Hipoventilação.
D) Acidose metabólica.

69. (2007/Sarah/Rede Sarah) Na clínica médica, um paciente está internado com pneumotórax. A análise inicial da gasometria
do sangue arterial mostrou os seguintes resultados: pH: 7.19; PaCO2: 63 mmHg e HCO3" : 22 mEq/L Foi então instalado
dreno de tórax e administrado oxigênio a 4L/min através de cânula nasal. Uma hora após, colheu-se nova gasometria arterial
com os seguintes resultados: pH: 7.28; PaCO2: 52 mmHg e HC03": 22 mEq/L. Esta mudança no resultado da gasometria indica:
A) Alcalose respiratória.
389

B) Respiração ineficaz.
C) Melhora do padrão respiratório.
D) Necessidade de entubação.
70. (2007/Sarah/Rede Sarah) Um jovem estudante de 22 anos é admitido no hospital com quadro agudo de Hepatite A. O plano
de cuidados do(a) enfermeiro(a) será feito considerando-se o período de incubação e a forma de transmissão, que são
respectivamente:
A) De 30 a 160 dias, e o vírus causador é excretado nas fezes.
B) De 15 a 50 dias, e o vírus causador é excretado nas fezes.
C) De 15 a 50 dias, e a transmissão se dá via parenteral.
D) De 30 a 160 dias, e a transmissão se dá através do sangue.
71. (2007/Sarah/Rede Sarah) Um paciente da clínica médica tem os seguintes resultados no exame de sangue: hematócrito:
42%; hemoglobina: 14 g/dL e leucócitos: 1.000 céls/mm3. Qual dos seguintes objetivos é o mais importante para o paciente
neste momento?
A) Promover equilíbrio eletrolítico.
B) Prevenir infecção.
C) Promover repouso.
390

D) Prevenir lesão corto-contusa.


72. (2007/Sarah/Rede Sarah) Na unidade de clínica médica está internado um paciente com diarréia por Clostridium difficile. Por
tratar-se de doença contagiosa que exige medidas de controle, além da lavagem de mãos, que orientação o(a) enfermeiro(a)
deve fornecer à equipe?
A) Manter o paciente em precauções para aerossóis.
B) Manter o paciente em precauções para gotículas.
C) Manter o paciente em precauções padrão e precauções de contato.
D) Manter o paciente em precauções de contato.

73. (2007/Sarah/Rede Sarah) Um paciente da clínica médica tem hepatite B e está com hidratação venosa. Durante a refeição,
o equipo de soro desconecta acidentalmente do dispositivo de punção e extravasa sangue sobre o criado-mudo. Qual a
substância melhor indicada para a limpeza desta superfície?
A) Álcool.
B) Detergente enzimático.
C) Cloro orgânico.
D) Hipoclorito de sódio.
391

74. (2007/Sarah/Rede Sarah) Um paciente internado na unidade de clínica médica é alimentado por meio de sonda nasogástrica.
Durante a administração da dieta, o paciente apresenta episódio emético e começa a tossir. Qual a ação mais apropriada do(a)
enfermeiro(a) neste momento?
A) Deixar o paciente confortável, com a cabeceira elevada.
B) Parar a dieta e desobstruir vias aéreas.
C) Iniciar ressuscitação cardiopulmonar.
D) Parar a dieta e retirar a sonda nasogástrica.

GABARITO:
1- C 9-B 17-A 25-C 33-A 41-A 49-C 57-D 65-A 73-C
2- B 10-A 18-B 26-D 34-D 42-B 50-B 58-D 66-B 74-B
3-C 11-D 19-E 27-A 35-A 43-C 51-A 59-D 67-C
4-D 12-C 20-E 28-B 36-A 44-B 52-D 60-A 68-C
5-B 13-E 21-C 29-B 37-B 45-A 53-B 61-C 69-C
6-D 14-C 22-E 30-A 38-D 46-A 54-D 62- A 70-B
7-C 15-C 23-E 31-B 39-B 47-C 55-A 63-B 71-B
8-C 16-C 24-E 32-D 40-D 48-B 56-C 64-D 72-C
392

Parte 12 - LEGISLAÇÃO DO SUS E POLÍTICAS DE SAÚDE


SIMULADO HISTÓRIA
19 QUESTÕES

1. (2013/EBSERH/ Enfermeiro) Sabe-se que houve importante evolução na história da Saúde Pública no Brasil. Sobre essa
evolução, principalmente na organização do Sistema de Saúde, assinale a alternativa correta.
A) A crise da Previdência Social, no início dos anos 1970, fez surgir o Conselho Consultivo de Administração de Saúde
Previdenciária (Conasp).
393

B) No relatório final da 8a Conferência Nacional de Saúde, a saúde passa a ser definida apenas como o resultado das condições
de alimentação, habitação, educação, trabalho e lazer.
C) O fundamento legal do Sistema Único de Saúde (SUS) é a Constituição Federal de 1988, regulamentado na Lei Federal no
8.080, de 19 de setembro de 1990, que trata do financiamento da saúde e da participação popular e na Lei Federal no 8.142,
de 28 de dezembro de 1990, que dispõe sobre a organização e regulação das ações de saúde.
D) A realidade social, na década de oitenta do século passado, era de inclusão da maior parte dos cidadãos no direito à saúde,
que se constituía na assistência prestada pelo Instituto Nacional de Previdência Social, restrita aos trabalhadores que para ele
contribuíam.
E) A Reforma Sanitária Brasileira sempre pretendeu ser mais que apenas uma reforma setorial.
2. (2013/EBSERH/Enfermeiro) Na evolução do sistema de saúde no Brasil, foram elaboradas legislações específicas
governamentais que “estruturaram” a formação do SUS, formando uma “linha do tempo”. Um órgão foi criado, em 1977, e fez
parte do Sistema Nacional de Assistência e Previdência Social (SIMPAS). Este órgão foi o grande prestador da assistência médica
e funcionava à custa de compra de serviços médicos hospitalares, do setor privado.
O órgão referenciado no texto é o
A) SINAN.
B) SIMPAS.
C) INPS.
394

D) INAMPS.
E) SIN.
395

3. (2013/ Instituto Benjamin Constant/Enfermeiro)


Sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa correta.
A) O SUS foi criado pela Constituição Federal de 1998 e regulamentado pelas Leis n.º 8080/80 e nº 10.216/02 e pelas Leis
Orgânicas da Saúde.
B) O SUS foi criado com a finalidade de alterar a situação de desigualdade na assistência à Saúde da população, tornando
facultativo o atendimento público a qualquer cidadão, sendo proibidas cobranças de dinheiro sob qualquer pretexto.
C) Através do SUS, todos os cidadãos têm direito a consultas, exames, internações e tratamentos nas Unidades de Saúde
vinculadas ao SUS da esfera municipal, estadual e federal, sejam públicas ou privadas, contratadas pelo gestor público de
saúde.
D) O SUS é destinado a todos os cidadãos e é financiado com recursos arrecadados pelo Ministério Público provenientes do
governo federal, estadual e municipal.
E) O setor privado participa do SUS de forma complementar, por meio de contratos e convênios de prestação de serviço ao
Estado quando as unidades públicas de assistência à saúde se recusam a garantir o atendimento a toda população de uma
determinada região.
396

4. (2010/FUNJAB-SC/Prefeitura de Florianópolis - SC - Médico - Cardiologia - Pediatria)


O processo histórico de construção do Sistema Único de Saúde culminou com sua regulamentação em 1990, através da Lei
Orgânica da Saúde. Considerando os fatos da trajetória de construção do SUS, e o ano do acontecimento deles, numere a coluna
da direita, que trata dos fatos históricos, segundo a coluna da esquerda, que identifica os anos correspondentes a esses fatos.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo


A) ( ) III, I, V, II, IV
B) ( ) IV, II, V, I, III
C) ( ) V, I, IV, II, III
D) ( ) IV, I, III, II, V
E) ( ) IV, I, V, II, III
5. (2009/FEPESE /Prefeitura de Brusque - SC - Médico – Cardiologia)
397

Analise o texto abaixo.


“O acesso universal aos serviços de saúde, além de ser uma garantia constitucional, é uma bandeira de luta dos movimentos
sociais, nos quais essa reivindicação passou a ser um dos elementos fundamentais dos direitos de cidadania”
Esta afirmação vai ao encontro de uma das Diretrizes do SUS. Assinale a alternativa que a contém:
A) ( ) Equidade
B) ( ) Integralidade
C) ( ) Universalidade
D) ( ) Controle social
E) ( ) Descentralização
6. (EBSERH/IDECAN/UPE- ENFERMEIRO ASSISTENCAL) Antes da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), a saúde não era
considerada um direito social. O SUS foi institucionalizado no Brasil com a:
A) Lei nº 8.080/90.
B) Lei nº 8.142/90.
C) Declaração de Alma-Ata.
D) Constituição Federal de 67.
398

E) Constituição Federal de 88.


7. (2010/Universidade Federal de Mato Grosso) Sobre a Reforma Sanitária brasileira, analise as afirmativas.
I - Constitui uma proposta abrangente de mudança social e um processo de transformação sanitária gestada desde a década
de 70 do século XX.
II - Deve ser entendida simplesmente como uma reforma setorial.
III - Na busca de viabilidade para as intervenções propostas pela Reforma Sanitária, utilizou-se unicamente de Dois caminhos:
legislativo-parlamentar e técnico-institucional.
IV - Os princípios e as diretrizes da Reforma foram sistematizados na 8ª Conferência Nacional de Saúde, destacando-se:
conceito ampliado de saúde; Sistema Único de Saúde (SUS) e participação popular.
Estão corretas as afirmativas
A) II e III, apenas.
B) I, II e III, apenas.
C) I e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.
399

8.(2009/ FUNCAB/ Prefeitura de Porto Velho - RO - Médico – Cardiologia) O princípio do Sistema Único de Saúde (SUS) que
extinguiu o privilégio de acesso dos trabalhadores do mercado formal aos serviços de saúde com financiamento público, à época
do INAMPS-MPAS, é:
A) equidade;
B) universalidade;
C) descentralização;
D) integralidade;
E) intersetorialidade.
9. (2010/ UPENET / FCM-UPE - Residência – Enfermagem) Sr. Fernando era acompanhado, antes do SUS, num centro de saúde
da cidade vizinha, pois trabalhava como comerciante, sem carteira assinada. Em relação à retrospectiva histórica da política de
saúde do Brasil, assinale a assertiva INCORRETA.
A) Antes do SUS, era o INAMPS que atendia os trabalhadores informais (sem carteira assinada).
B) Antes do INAMPS, Sr. Fernando teria direito à assistência no IAPC (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários),
se fosse contratado.
C) O centro de saúde da cidade vizinha deveria ser estadual ou municipal, pois atendia indigentes.
400

D) As Ações Integradas de Saúde (AIS) promoveram a ampliação das unidades básicas de saúde no interior do Brasil e poderiam
ter garantido atendimento ao Sr Fernando, quando jovem.
E) O SUDS – Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde foi uma “estratégia ponte” entre as AIS e o SUS durante a
construção da Reforma Sanitária.
10. (2014/IADES/MCO/BIOMÉDICO-BAHIA) Antes da criação do SUS, o Ministério da Saúde atuava na área de assistência à saúde
por meio de alguns poucos hospitais especializados, além da ação da Fundação de Serviços Especiais de Saúde Pública (FSESP),
em regiões específicas do País. Nesse período, a assistência à saúde mantinha uma vinculação muito próxima com determinadas
atividades e o caráter contributivo do sistema existente gerava uma divisão da população brasileira em dois grandes grupos
(além da pequena parcela da população que podia pagar os serviços de saúde por sua própria conta). Considerando as
informações apresentadas, é correto afirmar que esses grupos são os (as) pequena parcela da população que podia pagar os
serviços de saúde por sua própria conta). Considerando as informações apresentadas, é correto afirmar que esses grupos são
os (as)
A) profissionais de saúde e a população leiga.
B) previdenciários e os não previdenciários.
C) anarquistas e os socialistas.
D) sindicalizados e os autônomos.
E) populações propensas a endemias e as populações urbanas.
401

11. (2014 /IADES/BAHIA/MCO/ ASSISTENTE ADM) Antes da criação do SUS, o Ministério da Saúde (MS), apoiado por estados e
municípios, desenvolvia basicamente quais tipos de ações?
A) Ações de promoção da saúde e de prevenção de doenças, merecendo destaque as campanhas de vacinação e controle de
endemias.
B) Assistência médico-hospitalar de alta complexidade e fabricação de vacinas e medicamentos, com destaque para as drogas
de combate ao vírus da Aids.
C) Campanhas educacionais de prevenção de doenças, com incentivo à prática de exercícios e à busca por uma alimentação
saudável.
D) Fiscalização das ações de saúde pelos estados e municípios, com a aplicação de multas quando encontradas irregularidades
na execução dos orçamentos contratados.
E) O MS foi criado juntamente com o SUS. Antes desse período, as ações de saúde pública eram executadas pelo Instituto
Nacional de Assistência Médica e Previdência Social (INAMPS).
12. (2014/IADES/BAHIA/MCO/ASSISTENTE ADM) : O momento inicial de responsabilização do Estado pela regulação da
concessão de benefícios e serviços, especialmente de assistência médica, aconteceu com a
A) criação do Funrural.
B) aprovação da Lei Eloy Chaves.
C) criação da Consolidação das Leis de Trabalho.
402

D) criação dos Institutos de Aposentadorias e Pensões.


E) criação do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos
Marítimos.
13. (2014/IADES/BAHIA/COM/ASSISTENTE ADM): No que se refere ao agrupamento dos IAPs no Instituto Nacional de
Previdência Social (INPS), é correto afirmar que ele ocorreu durante a (o)
A) Primeira República.
B) Era Vargas.
C) ditadura militar.
D) governo de João Goulart.
E) Nova República.
14. (2007/ FCC/ ANS - Especialista em Regulação) O Sistema Único de Saúde - SUS pode ser entendido como a política de saúde
que busca
A) a forma de atuação de clínicas e hospitais particulares, no âmbito da saúde, em parceria com o setor público.
B) a forma de organização da assistência das Unidades Básicas de Saúde no âmbito governamental.
C) a reformulação e a reorganização política e organizacional dos serviços e ações de saúde no país.
403

D) organização da relação e financiamento da assistência prestada pelo setor privado.


E) um sistema público de saúde que funcione de forma independente da assistência prestada pelo setor privado.
15. (2013/CESPE/MS - Todos os Cargos - Conhecimentos Gerais) No que diz respeito à evolução das políticas de saúde no Brasil
e à criação do SUS, julgue os itens que se seguem.
O direito à saúde no Brasil, que se restringia aos trabalhadores segurados pela previdência social, estendeu-se a todas as pessoas,
a partir da criação do SUS, tornando-se um direito assegurado pelo Estado.
A) Certo
B) Errado
404

16. (2008/CESPE/IPEA - Técnico de Planejamento e Pesquisa - Proteção Social, Direitos e Oportunidades)


A Constituição de 1988 foi o estuário do processo de construção no Brasil das bases de um sistema de proteção social universal
e igualitário, na perspectiva dos modelos clássicos de Estado de Bem-Estar Social. Julgue os seguintes itens, relacionado à Carta
de 1988.
Com o Sistema Único de Saúde (SUS), houve uma ruptura com o modelo médico-assistencial e privatista que prevalecia na
política de saúde durante o regime militar. A equiparação dos direitos previdenciários dos trabalhadores rurais e urbanos foi
outra conquista do movimento social que desaguou na Carta de 1988.
A) Certo
B) Errado
17. (2010/FUNCAB-SES/GO) Após a Reforma Sanitária, diversas mudanças nos modelos de enfrentamento de problemas de
saúde no Brasil vêm ocorrendo. O modelo “sanitarista”, correspondente à Saúde Pública institucionalizada no país no século
passado, tem como característica:
A) abranger aspectos biopsicossociais.
B) contemplar a integralidade da atenção à saúde.
C) apresentar cunho predominantemente curativo.
D) ser universal e estar voltado para o atendimento da “demanda espontânea”.
405

E) estar baseado na realização de campanhas e em programas especiais.

18. (2013/FUNCAB/SESACRE) O Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) foi criado no contexto do regime autoritário de
1964 com o objetivo central de aumentar a eficiência do sistema. A respeito desse instituto, analise as alternativas abaixo e
marque a correta.
A) A Lei Eloy Chaves consolida especialmente o componente assistencial do Instituto Nacional de Previdência Social,
concretizando e fortalecendo o modelo hospitalocêntrico.
B) O INPS foi criado com a promulgação da Lei da Previdência Social que uniformizou as regras previdenciárias já existentes,
mas manteve a organização institucional segmentada.
C) A lógica da prestação de assistência à saúde pelo INPS privilegiava a compra de serviços às grandes corporações médicas
privadas, notadamente hospitais e multinacionais fabricantes de medicamentos.
D) No decorrer de sua existência, o INPS destacou-se pela introdução de inovações na assistência médico-sanitária, tais como
técnicas de programação e avaliação e métodos de capacitação de pessoal em saúde pública.
E) A maior inovação que adveio com o INPS foi a criação do Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência (SAMDU),
até então inexistente no setor público, embora comum na prática privada

19. (2013/UFG/RESIDÊNCIA) Na história da construção do Sistema de Saúde Brasileiro é importante destacar os diferentes
modelos de atendimento e de atenção à saúde utilizados no combate às situações sanitárias. No início do século XX, as cidades
do Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP) conviviam com graves endemias que prejudicavam o comércio e as exportações. Isso
precipitou ações de intervenção do Estado no combate às doenças, envolvendo ações coletivas e individuais.
406

As doenças em evidência nessa época eram:


A) dengue, febre amarela, peste e tétano.

B) tuberculose, hanseníase e cólera.

C) cólera, varíola, febre amarela e peste.


D) febre amarela, tétano e peste
GABARITO:
1-E 2-D 3-C 4-B 5-C 6-E 7-C 8-B 9-A
10-B 11-A 12-B 13-C 14-C 15-A 16-A 17-E 18-C 19-C
407

Parte 13 - CF/88
30 QUESTÕES

1. (2012/EBSERH/IADES/UFPI) Qual é o conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade,
destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência social?
A) Contribuição Social e Previdenciária.
B) Políticas Sociais e Econômicas.
C) Legislação Social.
D) Seguridade social.
E) Lei Orgânica da Saúde
2. (2014/EBSERH – HUC/AOCP/ANALISTA ADMINISTRATIVO) No termos do parágrafo único do art. 194 da Constituição Federal,
compete ao Poder Público, nos termos da lei, organizar a seguridade social, com base nos seguintes objetivos, EXCETO:
A) universalidade da cobertura e do atendimento.
B) uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e rurais.
C) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços.
408

D) redutibilidade do valor dos benefícios.


E) equidade na forma de participação no custeio.
3. (2014/EBSERH/AOCP/UFGD) De acordo com a Constituição Federal, constituem objetivos da seguridade social, EXCETO:
A) universalidade da cobertura e do atendimento.
B) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços.
C) equidade na forma de participação no custeio.
D) diferenciação dos benefícios e serviços em relação às populações urbanas e às populações rurais.
E) diversidade da base de financiamento.
4. (2014/HUJM-UFMT/AOCP) Analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas. Compete ao Poder Público,
nos termos da lei, organizar a seguridade social, com base nos seguintes objetivos:
I. limitação da cobertura e do atendimento.
II. uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e rurais.
III. irredutibilidade do valor dos benefícios.
IV. diversidade da base de financiamento.
A) Apenas II e IV.
409

B) Apenas I e IV.
C) Apenas I, III e IV.
D) Apenas II, III e IV.
E) I, II, III e IV.
5. (2014/EBSERH/BIOMÉDICO/AOCP/CEARÁ) De acordo com a Constituição Federal, é INCORRETO afirmar que:
A) a pessoa jurídica em débito com o sistema da seguridade social, como estabelecido em lei, poderá
contratar com o Poder Público e dele receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.
B) as receitas dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios destinadas à seguridade social constarão dos respectivos
orçamentos, não integrando o orçamento da União.
C) a proposta de orçamento da seguridade social será elaborada de forma integrada pelos órgãos responsáveis pela
saúde, previdência social e assistência social, tendo em vista as metas e prioridades estabelecidas na lei de diretrizes
orçamentárias, assegurada a cada área a gestão de seus recursos.
D) a lei poderá instituir outras fontes destinadas a garantir a manutenção ou expansão da seguridade social.
E) nenhum benefício ou serviço da seguridade social poderá ser criado, majorado ou estendido sem a correspondente fonte
de custeio total.
6. (2014/EBSERH/HUOL-UFRN/IADES) Com base no art. 195 da Constituição Federal de 1988, a seguridade social será financiada:
410

A) pela parcela mais rica da população brasileira.


B) integralmente pelo Poder Público.
C) por toda a sociedade, de forma direta e indireta.
D) com o apoio de fundos internacionais de seguridade social.
E) unicamente a partir das contribuições dos trabalhadores para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
7.(2014/EBSERH/Hospital Universitário Alcides Carneiro-UFCG-PB/Enfermeiro) Considerando o conteúdo da Constituição
Federal e da lei 8.080 referente à participação da iniciativa privada no SUS, assinale a alternativa INCORRETA.
A) As instituições privadas poderão participar de forma complementar do Sistema Único de Saúde, segundo diretrizes deste,
mediante contrato de direito público ou convênio, tendo preferência as entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos.
B) É vedada a destinação de recursos públicos para auxílios ou subvenções às instituições privadas com fins lucrativos.
C) É livre a participação direta ou indireta de empresas ou capitais estrangeiros na assistência à saúde no País.
D) Os serviços privados de assistência à saúde caracterizam-se pela atuação, por iniciativa própria, de profissionais liberais,
legalmente habilitados, e de pessoas jurídicas de direito privado na promoção, proteção e recuperação da saúde.
E) Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios éticos e as normas expedidas pelo
órgão de direção do SUS.
411

8. (2014/HUCAM-UFES– AOCP) De acordo com a Constituição Federal, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta
as corretas. Ao sistema único de saúde compete, além de outras atribuições, nos termos da lei:
I. controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde e participar da produção de
medicamentos, equipamentos, imunobiológicos, hemoderivados e outros insumos.
II. executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
III. ordenar a formação de recursos humanos na área de saúde.
IV. participar da formulação da política e da execução das ações de saneamento básico.
A) Apenas I, II e III.
B) Apenas I, III e IV.
C) Apenas II e III.
D) Apenas I e IV.
E) I, II, III e IV.
9. (2014/UFSM/AOCP) De acordo com a Constituição Federal de 1988, compete ao Sistema Único de Saúde (SUS), EXCETO:
A) executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
412

B) fiscalizar e inspecionar alimentos, compreendido o controle de seu teor nutricional, bem como bebidas e águas para
consumo humano.
C) participar do controle e fiscalização da produção, transporte, guarda e utilização de substâncias e produtos psicoativos,
tóxicos e radioativos.
D) cobrir os eventos de doença, invalidez, morte e idade avançada.
E) colaborar na proteção do meio ambiente, nele compreendido o do trabalho.
10. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde - SAMU 192 - MG ) Observadas as disposições do Artigo 200 da Constituição Federal,
do Artigo 6º da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, e do Artigo 2o da Lei Complementar n 141, de 13 de janeiro de 2012,
para efeito da apuração da aplicação dos recursos mínimos estabelecidos em lei, são consideradas despesas com ações e
serviços públicos de saúde, EXCETO:
A) Vigilância em saúde, incluindo a epidemiológica e a sanitária.
B) Obras de infraestrutura realizadas para beneficiar direta ou indiretamente a rede de saúde.
C) Atenção integral e universal à saúde em todos os níveis de complexidade, incluindo assistência terapêutica e recuperação
de deficiências nutricionais.
D) Capacitação do pessoal de saúde do Sistema Único de Saúde.
11. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde - SAMU 192 - MG) Sobre as atribuições do Sistema Único de Saúde analise as assertivas
e assinale com V as assertivas verdadeiras e com F as assertivas falsas.
413

( ) Controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde e participar da produção de
medicamentos, equipamentos, imunobiológicos, hemoderivados e outros insumos.
( ) Executar as ações de vigilância sanitária de bens de consumo e prestação de serviços relacionados com a saúde, vigilância
epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
( ) Ordenar a formação de recursos humanos em todas as áreas da educação.
( ) Participar da formulação da política e da execução das ações de saneamento básico.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.
A) V F V F.
B) F V F V.
C) V V F V.
D) V V V V.
12. (2013/Prefeitura Municipal de Água Branca - AL) Sobre a direção do Sistema Único de Saúde – SUS está correto afirmar:
A) É única, de acordo com o inciso I do art. 198 da Constituição Federal, sendo exercida em cada esfera de governo;
B) É tripla, pois é exercida pelas três esferas de governo, municipal, estadual e Federal, conforme o inciso I do art. 198 da
Constituição Federal;
414

C) É paritária, pois prevê a participação social através dos conselhos de saúde;


D) É equivalente e exercida pelo ministério da saúde, a nível federal, e pelas secretarias de saúde no âmbito dos estados e
municípios.
13. (2012/Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFC) Quanto à participação do setor privado no SUS, é
incorreto afirmar-se que
A) Art. 199, § 1º - As instituições privadas poderão participar do SUS, mediante contrato de direito público.
B) as entidades não podem participar através de convênio.
C) é permitida, quando as unidades públicas de saúde não forem suficientes, para garantir o atendimento às pessoas de uma
determinada área.
D) dá-se de forma complementar.
E) têm prioridade as instituições filantrópicas e sem fins lucrativos
14. (2012/Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFC) O Art. 200. da Constituição Brasileira afirma que,
ao Sistema Único de Saúde, compete, além de outras atribuições, nos termos da lei, exceto
A) participar do controle e da fiscalização da produção, do transporte, da guarda e da utilização de substâncias e produtos
psicoativos, tóxicos e radioativos.
B) executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.
415

C) incrementar, em sua área de atuação, o desenvolvimento científico e tecnológico.


D) fiscalizar e inspecionar alimentos, compreendido o controle de seu teor nutricional, bem como bebidas e águas para
consumo humano.
E) elaborar, controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde e participar da produção
de medicamentos, equipamentos imunobiológicos, hemoderivados e outros insumos.
15. (2012/Prefeitura de Manaus-Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA)/Especialista em Saúde) Sobre as diretrizes
constitucionais do Sistema Único de Saúde, analise os itens abaixo.
I. Descentralização com direção única em cada esfera de governo.
II. Participação da comunidade.
III. Atendimento integral, com prioridade para as atividades repressivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais.
É correto o que se afirmar em
A) I, II e III.
B) I e III, apenas.
C) I e II, apenas.
D) II e III, apenas.
416

E) I, apenas.
16. (2007/FCC/MPU - Analista de Saúde) A atenção à saúde, vigente nas décadas que seguiram a reforma sanitária instituída
pela Constituição Federal de 1988, está consubstanciada em diretrizes, sendo três delas:
A) visão holística da saúde, promoção à saúde e espírito do sanitarismo campanhista.
B)descentralização, universalização do atendimento e integralização das ações de saúde.
C) vigilância em saúde, centralização das ações e municipalização da saúde.
D) promoção à saúde, ações preventivas e atendimento médico assistencialista.
E)atenção curativa/reabilitação, valorização dos agentes comunitários e espírito do sanitarismo assistencialista.
17. (2010/FUNCAB-SC/Prefeitura de Florianópolis) O artigo 198 da Constituição Federal define o Sistema Único de Saúde – SUS,
constituído por uma rede regionalizada e hierarquizada, integrada por ações e serviços públicos de saúde.
Assinale a alternativa CORRETA, sobre as diretrizes que organizam o SUS.
A) ( ) Participação da comunidade
B) ( ) Atendimento integral, com prioridade para os serviços assistenciais, sem prejuízo das atividades preventivas
C) ( ) Atendimento equitativo, com prioridade aos mais necessitados
D) ( ) Descentralização, com direção compartilhada em cada esfera de governo
417

E) ( ) Regionalização, com verticalidade gerencial e adstrição de clientela


18. (2013/FCC/TRT-15ª Região - Analista Judiciário) A adoção de um novo modelo de atenção à saúde no Brasil ocorreu com a
Constituição Federal de 1988, sendo posteriormente regulamentado o Sistema Único de Saúde - SUS em 1990. Com relação ao
SUS, é correto afirmar que houve a
A) realização da descentralização político-administrativa, atribuindo a menor instância com poder formal no município, isto
é, as unidades prestadoras de serviços de atenção básica, a responsabilidade de gestão do Sistema Único de Saúde no
município.
B) realização da estatização de serviços privados, filantrópicos ou não governamentais para a garantia de acesso
universalizado de assistência.
C) compreensão de que a doença e o seu atendimento são assuntos privados e não se configuram como responsabilidade da
saúde pública focando a atenção aos pobres por meio da organização do sistema de filantropia.
D) instituição do princípio da hierarquização e regionalização do atendimento por regiões sanitárias em um sistema de acesso
por níveis de complexidade.
E) ênfase no cuidado com os problemas coletivos relacionados às epidemias, vigilância, controle de alimentos e meio
ambiente.
418

19. (2010/FCC - DPE-SP/ Agente de Defensoria) A Defensoria Pública, ao receber retorno do pedido de informações sobre o
funcionamento dos serviços de saúde, deve levar em conta na análise da resposta, que o Sistema Único de Saúde - SUS deve
estar estruturado
A) sob o parâmetro da nacionalização, o que permite considerar sua efetivação linear e igualitária sem considerar as diferenças
regionais.
B) com ênfase na participação do setor privado mediante a destinação de recursos públicos para a subvenção a entidades
sem fins lucrativos.
C) pela hierarquização de suas diversas instâncias operacionais estruturadas segundo o grau das respectivas
responsabilidades, sob o comando único.
D) com serviços que comercializem sangue humano e seus derivados especialmente para os casos de baixa complexidade.
E) com assistência gratuita parcial à população portadora de HIV e doentes de AIDS, pacientes com problemas renais crônicos
e pacientes com câncer nas fases inicial e terminal.
20. (2010/MPE-GO/Promotor de Justiça) A direção do Sistema Único de Saúde (SUS) é única, de acordo com o inciso I, do artigo
198, da Constituição Federal, sendo exercida em cada esfera de governo pelos seguintes órgãos:
A) no âmbito da União, pelo Ministério da Saúde; no âmbito dos Estados e do Distrito Federal, pela respectiva Secretaria de
Saúde ou órgão equivalente; e no âmbito dos Municípios, pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente.
419

B) no âmbito dos Estados e do Distrito Federal, pelo Governador e pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente;
e no âmbito dos Municípios, pelo Prefeito e pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente.
C) no âmbito da União, pelo Ministro da Saúde; no âmbito dos Estados e do Distrito Federal, pelo Governador e respectivos
Secretários de Saúde ou órgão equivalente; e no âmbito dos Municípios, pelo Prefeito e respectivos Secretários de Saúde
Municipal ou órgão equivalente.
D) Nenhuma das respostas está correta.
21. (2004/CESGRANRIO/SECAD-TO) De acordo com a Constituição Federal de 1988, assinale a afirmativa correta, a respeito do
Sistema Único de Saúde (SUS).
A) O SUS deve colaborar com as ações de saúde do trabalhador.
B) O SUS deve ser centralizado, com direção do governo Federal.
C) As instituições privadas de saúde devem participar do SUS.
D) Compete ao SUS controlar a proteção do meio ambiente.
E) Compete ao SUS fiscalizar e inspecionar alimentos.
22. (2010/CESPE/INCA/Analista em C&T Júnior) No que concerne às regras definidas na CF em relação ao SUS, julgue os itens
que se seguem. O SUS é incompetente para participar do controle e fiscalização da produção, transporte, guarda e utilização de
substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos.
420

A) Certo
B) Errado
23. (2005/CESPE/ANS/Analista Administrativo) Considerando a legislação do setor de saúde no Brasil, em especial o capítulo da
saúde na Constituição da República e a Lei n.º 8.142/1990, julgue os itens subsequentes.
No art. 200 da Constituição, são estabelecidas as competências do SUS. Essas competências não incluem incrementar em sua
área de atuação o desenvolvimento científico e tecnológico.
A) Certo
B) Errado
24. (2012/FCC/MPE-AP/Analista Ministerial) A Constituição Federal de 1988 possibilitou um rompimento com a lógica da
organização das políticas sociais até esse período e, dentre elas, a política de saúde. Para a concretização do dispositivo
constitucional, foi instituído o Sistema Único de Saúde - SUS, cujo modelo prevê
A) a garantia do acesso universal apenas para o nível de atenção básica, deixando para os níveis de média e alta complexidade
os casos de maior vulnerabilidade social.
B) a definição da participação paritária da rede pública e da rede privada, considerando que essa forma de organização dá
maior liberdade de escolha para os usuários dos serviços.
C) o atendimento privado realizado de forma complementar ao serviço público, dando-se preferência para as instituições
lucrativas, que possuem melhor estrutura, o que pressupõe, qualidade no atendimento público.
421

D) a responsabilização do Estado recaindo exclusivamente na prestação de serviços estratégicos e cumprindo papel regulador
do sistema privado.
E) a responsabilização do Estado pelo financiamento e execução dos serviços de saúde e a participação complementar do
setor privado na insuficiência do serviço público, cuja preferência é para as instituições filantrópicas.
25. (2011/CESPE/CBM-DF/Oficial Bombeiro Militar Complementar)
Considerando que o Sistema Único de Saúde (SUS) engloba políticas públicas de saúde expressas em ações e programas que
devem ser norteados por sua legislação básica, julgue os itens subsequentes.
Descentralização e comando único no SUS significam que os municípios são os principais executores das ações e serviços de
saúde, enquanto o Ministério da Saúde, órgão de gestão nacional do sistema de saúde, possui comando único sobre os estados
e municípios.
A) Certo
B) Errado
26. (2012/VUNESP/PM-SP/2º Tenente Médico PM) De acordo com as diretrizes da Constituição Federal do Brasil e os princípios
do Sistema Único de Saúde (SUS), o atendimento integral refere-se
A) ao controle de bens de consumo que, direta ou indiretamente, relacionem-se com a saúde, compreendidas todas as etapas
e processos, da produção ao consumo.
422

B) à integração, em nível executivo, das ações de saúde, meio ambiente e saneamento básico com participação conjunta e
articulada das três esferas de governo no planejamento.
C) à capacidade de resolução dos serviços em todos os níveis de assistência.
D) à introdução no sistema, da possibilidade de formulação da política de medicamentos, equipamentos, imunobiológicos e
outros insumos de interesse para a saúde e à participação na sua produção.
E) à integralidade de assistência, entendida como um conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e
curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema.
27. (2012/MPE-SP/Promotor de Justiça) As ações e serviços públicos de saúde e os serviços privados contratados ou conveniados
que integram o Sistema Único de Saúde (SUS), são desenvolvidos de acordo com as diretrizes previstas na Constituição Federal,
obedecendo ainda aos seguintes princípios:
A) Universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência, igualdade da assistência à saúde, sem
preconceitos ou privilégios de qualquer espécie e participação da comunidade.
B) Participação da comunidade e descentralização político-administrativa, com direção única em cada esfera de governo e a
execução de ações de vigilância sanitária, de vigilância epidemiológica e de saúde do trabalhador.
C) Integralidade de assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos,
individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema e assistência terapêutica
integral, inclusive farmacêutica.
423

D) Divulgação de informações quanto ao potencial dos serviços de saúde e a sua utilização pelo usuário, universalidade de
acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência e o controle e a fiscalização de serviços, produtos e substâncias
de interesse para a saúde.
E) Organização dos serviços públicos de modo a evitar duplicidade de meios para fins idênticos, integração em nível executivo
das ações de saúde, meio ambiente e saneamento básico e participação na normatização, fiscalização e controle dos serviços
de saúde do trabalhador nas instituições e empresas públicas e privadas.
28. (2013/CESPE/ANS/Analista Administrativo) Considerando o disposto na CF, julgue os itens a seguir, a respeito do Sistema
Único de Saúde (SUS).
Compete ao SUS a formulação de políticas e a execução de ações relacionadas ao saneamento básico.
A) Certo
B) Errado
29. (CONSULTOR TÉCNICO LEGISLATIVO/ ENFERMAGEM-SP-VUNESP) O SUS – Sistema Único de Saúde, como definido na
Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, admite a participação de instituições privadas
A) quando registradas na Organização Nacional de Acreditação.
B) exceto quando se tratar de ações de baixa complexidade.
C) apenas em situações em que o SUS é insuficiente.
424

D) em caráter complementar ao SUS.


30. (CONSULTOR TÉCNICO LEGISLATIVO /ENFERMAGEM-SP-VUNESP) A possibilidade de o texto do artigo 196 da Constituição
da República Federativa do Brasil, de 1988, ser modificado por meio de uma nova Emenda Constitucional, que muda a redação
de “A saúde é direito de todos e dever do Estado...” para apenas “A saúde é direito de todos”, pode
A) comprometer a observância do princípio do acesso universal e gratuito aos serviços de saúde.
B) remeter ao município a responsabilidade por gerir as questões de saúde no âmbito de seu território.
C)resultar na revogação da Emenda Constitucional 29/2000, que provê recursos contingenciados para a saúde.
D) desobrigar os governos estaduais e do Distrito Federal a destinarem recursos orçamentários para a saúde.
E)requerer a criação de outros instrumentos legais para o estabelecimento de consórcios intermunicipais de saúde.
GABARITO:
1-D 2-D 3-D 4-D 5-A 6-C 7-C 8-E 9-D 10-B
11-C 12-A 13-B 14-E 15-C 16-B 17-A 18-D 19-C 20-A
21-E 22-B 23-B 24-E 25-B 26-E 27-B 28-A 29-D 30-A
425

Parte 14 - LEI 8.080/90


60 questões

1.(2014/EBSERH/Hospital Universitário de Sergipe - UFS ) De acordo com o que a Lei 8.080/1990 que dispõe sobre a Participação
Complementar na saúde, assinale a alternativa INCORRETA.
A) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à população de uma determinada
área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada.
B) A participação complementar dos serviços privados será formalizada mediante contrato ou convênio, observadas, a
respeito, as normas de direito público.
C) As entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do Sistema Único de Saúde (SUS).
D) Os critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura assistencial serão estabelecidos por
cada órgão local de administração da saúde.
E) Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos princípios e diretrizes do Sistema Único
de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio econômico e financeiro do contrato.
2.(2014/EBSERH/Hospital Universitário de Sergipe - UFS) Analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas. Ao
Sistema Único de Saúde (SUS), compete
426

I. executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador.


II. ordenar a formação de recursos humanos na área de saúde.
III. legislar sobre as normas atinentes à área de saúde.
IV. colaborar na proteção do meio ambiente, nele compreendido o do trabalho.
A) Apenas I, II e IV.
B) Apenas I, II e III.
C) Apenas I e II.
D) Apenas I e IV.
E) I, II, III e IV.
3. (2014/Hospital Universitário Alcides Carneiro - UFCG - PB) O Art. 6.° da Lei 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990, define as
ações de vigilância epidemiológica, vigilância sanitária e vigilância em saúde do trabalhador como atribuição do SUS. Relacione
o conceito com a respectiva vigilância.
( ) Conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários
decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde,
abrangendo o controle de bens de consumo e da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com a
saúde.
427

( ) Conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores
determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de
prevenção e controle das doenças ou agravos.
( ) Conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e
proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa à recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos
aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho.
A- Vigilância Sanitária.
B- Vigilância em Saúde do Trabalhador.
C- Vigilância Epidemiológica.
Assinale a resposta correta:
A) B, C, A
B) B, A, C
C) A, B, C
D) A, C, B
E) C, B, A
428

4. (2014/Hospital Universitário Alcides Carneiro - UFCG – PB- MODIFICADA PELO AUTOR/2015) Considerando o conteúdo da
Constituição Federal e da lei 8.080 referente à participação da iniciativa privada no SUS, assinale a alternativa INCORRETA.
A) As instituições privadas poderão participar de forma complementar do Sistema Único de Saúde, segundo diretrizes deste,
mediante contrato de direito público ou convênio, tendo preferência as entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos.
B) É vedada a destinação de recursos públicos para auxílios ou subvenções às instituições privadas com fins lucrativos.
C) É vedada a participação direta ou indireta de empresas ou capitais estrangeiros na assistência à saúde no País.
D) Os serviços privados de assistência à saúde caracterizam-se pela atuação, por iniciativa própria, de profissionais liberais,
legalmente habilitados, e de pessoas jurídicas de direito privado na promoção, proteção e recuperação da saúde.
E) Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios éticos e as normas expedidas pelo
órgão de direção do SUS.
5. (2014/Hospital Universitário Alcides Carneiro - UFCG - PB) As Comissões Intergestores são instâncias de pactuação consensual
entre os entes federativos para definição das regras da gestão compartilhada do SUS. A Comissão Intergestores Tripartite – CIT
é composta por:
A) Representantes do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde – CONASS, do Conselho Nacional de Secretarias
Municipais de Saúde - CONASEMS e do Ministério da Saúde.
B) Secretários Estaduais e Ministro da saúde.
429

C) Representantes dos Conselhos Municipais de Saúde - CMS, das Secretarias Municipais- SMS e da Secretaria Estadual de
Saúde - SES.
D) Representantes do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde- COSEMS e da Secretaria Estadual de Saúde.
E) Representantes do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde – CONASS, do Conselho Municipal de Saúde –CMS
e do Ministério da Saúde.
6.(2013/CESPE/Ministério Público da União/Analista - Saúde -) Acerca de princípios, diretrizes e gestão financeira do Sistema
Único de Saúde (SUS), julgue os itens subsecutivos.
Nas leis orgânicas da saúde, vigentes desde o início da década de 90 do século XX, são estabelecidos as diretrizes e os limites
que devem ser observados pelas esferas do governo na elaboração de suas normas individuais.
A) Certo
B) Errado
7. (2013/CESPE/Ministério Público da União - Analista - Saúde) Acerca de princípios, diretrizes e gestão financeira do Sistema
Único de Saúde (SUS), julgue os itens subsecutivos.
Pelo princípio de equidade são garantidas a igualdade na assistência à saúde e a priorização das ações e dos serviços de saúde,
conforme as necessidades individuais de cada grupo.
A) Certo
430

B) Errado
8. (2013/CESPE/Ministério Público da União - Analista - Saúde) Acerca de princípios, diretrizes e gestão financeira do Sistema
Único de Saúde (SUS), julgue os itens subsecutivos.
A descentralização político administrativa, com direção única, ocorre nas esferas federal, estadual e municipal, principalmente
no âmbito ministerial.
A) Certo
B) Errado
9. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde - SAMU 192 - MG) Um conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos
e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso, em todos os níveis de complexidade do sistema remete ao conceito
de
A) equidade.
B) universalidade.
C) integralidade.
D) igualdade
11. (2013/Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde - IABAS - RJ) A lei 8080/90 estabelece o atendimento domiciliar e a
internação domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde. Em relação ao tema, avalie as afirmativas a seguir:
431

I - Na modalidade de assistência de atendimento e internação domiciliares incluem-se, principalmente, os procedimentos


médicos, de enfermagem, fisioterapêuticos, psicológicos e de assistência social, entre outros necessários ao cuidado integral
dos pacientes em seu domicílio.
II - O atendimento e a internação domiciliares serão realizados por equipes multidisciplinares que atuarão nos níveis da
medicina preventiva, terapêutica e reabilitadora.
III - O atendimento e a internação domiciliares podem ser realizados com ou sem indicação médica, e com ou sem a expressa
concordância do paciente e de sua família.
Está correto o que se afirma em:
A) I, apenas;
B) II, apenas;
C) I e III, apenas;
D) I e II, apenas;
E) I, II e III.
12. (2013/Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde - IABAS - RJ) De acordo com a Lei 8080/90, em relação à organização,
direção e gestão do SUS NÃO é correto afirmar que:
432

A) as ações e serviços de saúde executados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) serão organizados de forma regionalizada e
hierarquizada em níveis de complexidade crescente;
B) a direção do Sistema Único de Saúde (SUS) é única;
C) aos municípios é vedado constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os serviços de saúde que lhes
correspondam;
D) a direção do Sistema Único de Saúde (SUS) é exercida, no âmbito dos Municípios, pela respectiva Secretaria de Saúde ou
órgão equivalente;
E) no nível municipal, o Sistema Único de Saúde (SUS), poderá organizar-se em distritos de forma a integrar e articular
recursos, técnicas e práticas voltadas para a cobertura total das ações de saúde.
13. (2013/Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde - IABAS - RJ ) Em relação à saúde, avalie as afirmativas a seguir:
I - A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno
exercício.
II - O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à
redução de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e
igualitário às ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.
III - O dever do Estado exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade.
433

IV - A saúde tem como fatores condicionantes, mas não determinantes, entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento
básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais.
Estão corretas:
A) I e II, apenas;
B) III e IV, apenas;
C) I, II e IV, apenas;
D) II e III, apenas;
E) I, II, III e IV.
14. (2013/Hospital Guilherme Álvaro - Santos - SP) Assinale a alternativa que apresenta uma competência da direção municipal
do Sistema Único de Saúde.
A) Formular, avaliar e apoiar políticas de alimentação e nutrição.
B) Planejar, organizar, controlar e avaliar as ações e os serviços de saúde e gerir e executar os serviços públicos de saúde.
C) Estabelecer critérios, parâmetros e métodos para o controle da qualidade sanitária de produtos, substâncias e serviços de
consumo e uso humano.
D) Formular, avaliar, elaborar normas e participar na execução da política nacional e produção de insumos e equipamentos
para a saúde, em articulação com os demais órgãos governamentais.
434

E) Controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse para a saúde.


15. (2013/Prefeitura Municipal de São José - SC) da Família De acordo com o artigo 5o da Lei 8080/1990, que dispõe sobre as
condições para a promoção, proteção, recuperação da saúde e a organização e funcionamento dos serviços correspondentes,
identifique as afirmativas abaixo que expressam os objetivos do Sistema Único de Saúde:
1. a identificação e divulgação dos fatores condicionantes e determinantes da saúde.
2. o aumento da capacidade da rede de atenção por meio da instalação de complexos de média complexidade, policlínicas e
das unidades de pronto-atendimento.
3. a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização
integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas.
4. a formulação de políticas públicas direcionadas exclusivamente ao atendimento da demanda espontânea nos centros de
saúde da atenção básica.
5. o fortalecimento da rede hospitalar e do corpo clínico para que a atenção de alta complexidade seja a porta de entrada
preferencial ao Sistema Único de Saúde.
Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
A) São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
B) São corretas apenas as afirmativas 2 e 4.
435

C) São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5.


D) São corretas apenas as afirmativas 2, 4 e 5.
E) São corretas as afirmativas 1, 2, 3, 4 e 5.
16. (2013/Instituto Lauro de Souza Lima - Bauru – SP) Considerando a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, leia as frases
abaixo e marque (F) se a afirmativa for falsa e (V) se for verdadeira. Em seguida, assinale a alternativa que contém a sequência
correta:
( ) A incorporação, a exclusão ou a alteração pelo SUS de novos medicamentos, produtos e procedimentos, bem como a
constituição ou a alteração de protocolo clínico ou de diretriz terapêutica, são atribuições do Ministério da Saúde, assessorado
pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.

( ) É estabelecida, no âmbito do Sistema Único de Saúde, apenas a internação domiciliar.


( ) A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno
exercício.
A) F,V,V.
B) V,V,V.
C) F,F,V.
436

D) V,F,V.
17. (2013/Instituto Lauro de Souza Lima - Bauru - SP) Em relação ao Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa
incorreta:
A) A articulação das políticas e programas, a cargo das comissões intersetoriais, abrange, em especial, as atividades de
alimentação e nutrição, de vigilância sanitária, de recursos humanos, sendo que não estão incluídas as áreas de ciência e
tecnologia e saúde do trabalhador.
B) Um dos objetivos do SUS é a identificação e divulgação dos fatores condicionantes e determinantes da saúde.
C) Estão incluídas ainda no campo de atuação do SUS, a execução de ações de vigilância sanitária, vigilância epidemiológica,
saúde do trabalhador e assistência terapêutica integral, inclusive farmacêutica.
D) O atendimento e a internação domiciliares só poderão ser realizados por indicação médica, com expressa concordância do
paciente e de sua família.
18. (Universidade Federal do Ceará - UFC - CCV – UNILAB) A Lei nº 8.080 de 19 de Setembro de 1990 dispõe sobre as condições
para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras
providências. Dentre os princípios e diretrizes dessa Lei, consta que as ações e serviços públicos de saúde e os serviços privados
contratados ou conveniados que integram o Sistema Único de Saúde são desenvolvidos de acordo com as diretrizes previstas
no artigo 198 da Constituição Federal, obedecendo ainda a diversos princípios, entre os quais, é correto citar:
A) centralização político-administrativa, com ênfase na centralização dos serviços para o âmbito federal.
437

B) evitação da autonomia das pessoas na defesa de sua integridade física e moral, visto que se trata de ação do município e
do estado.
C) universalidade de acesso aos serviços de saúde em nível federal; e integralidade e igualdade da assistência à saúde a nível
municipal e estadual.
D) integralidade e igualdade da assistência à saúde a nível federal e universalidade de acesso aos serviços de saúde em nível
estadual e municipal.
E) universalidade de acesso aos serviços de saúde, integralidade e igualdade da assistência à saúde, em todos os níveis de
assistência, sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie.
19. (2012/SESAPI/PI -NUCEPE/UESPI) A Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, denominada Lei Orgânica da Saúde, determina
que:
A) as ações e os serviços de alta complexidade no SUS sejam executados, prioritariamente, por prestadores privados,
conveniados ou contratados.
B) as ações e os serviços da Atenção Básica no SUS sejam executados, exclusivamente, por prestadores estatais.
C) a prestação de serviços privados de assistência à saúde deve observar os princípios éticos e as normas expedidas pelo órgão
de direção do SUS, quanto às condições para seu funcionamento.
D) a participação complementar dos serviços privados no SUS será formalizada mediante contrato ou convênio, observadas,
a respeito, as normas de direito privado.
438

E) as ações e os serviços, de média complexidade no SUS, sejam executados, prioritariamente, por entidades filantrópicas.
20. (2012/Prefeitura Municipal de São João Nepomuceno - Auditor Sanitário Municipal) As ações e serviços públicos de saúde e
os serviços privados contratados ou conveniados que integram o Sistema Único de Saúde - SUS são desenvolvidos de acordo
com as diretrizes previstas no artigo 198 da Constituição Federal, obedecendo ainda aos seguintes princípios:
I - Utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades, a alocação de recursos e a orientação programática;
II - Participação da comunidade.
III - Descentralização político-administrativa, com direção única em cada esfera de governo.
IV - Integração, em nível legislativo, das ações de saúde, meio ambiente e saneamento básico;
V - Conjugação dos recursos financeiros, tecnológicos, materiais e humanos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios, na prestação de serviços de assistência à saúde da população
Das afirmativas anteriores:
A) Apenas as afirmativas I e II e V estão correta.
B) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.
C) Apenas as afirmativas I, II ,III e V estão corretas.
D) Todas as afirmativas estão corretas.
439

21.(2012/Prefeitura Municipal de São João Nepomuceno-Auditor Sanitário Municipal) Segundo a Lei Federal 8.080/90 estão
incluídas no campo de atuação do Sistema Único de Saúde - SUS a execução de ações:
I - De vigilância sanitária e de vigilância epidemiológica;
II - De saúde do trabalhador e de assistência terapêutica integral, inclusive farmacêutica.
Das afirmativas anteriores:

A) Apenas a afirmativa I está correta.


B) Apenas a afirmativa II está correta.
C) Ambas as afirmativas estão corretas.
D) Ambas as afirmativas estão incorretas.
22. (2012/Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA)/Prefeitura de Manaus ––– Especialista em Saúde – Auditor do SUS) De acordo
com a Lei nº 8.080/90, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o
funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências sobre o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, analise
as assertivas abaixo.
I. Caberá à União, com seus recursos próprios, financiar o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena.
440

II. O SUS promoverá a articulação do Subsistema instituído pela Lei nº 8.080/90 com os órgãos responsáveis pela Política
Indígena do País.
III. Os Estados, Municípios, outras instituições governamentais e não governamentais não poderão atuar complementarmente
no custeio e execução das ações.
É correto o que se afirma em
A) I e II, apenas.
B) II e III, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II, apenas.
E) I, II e III.
23. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO (MT) - Analista Judiciário) A Lei Orgânica da Saúde - Lei no 8.080/1990 - especifica em seu Art.
7o que são princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde:
A) universalidade do acesso aos serviços, igualdade da assistência à saúde e centralização das decisões no nível federal.
B) universalidade do acesso aos serviços, igualdade da assistência à saúde e integralidade da assistência.
C) universalidade do acesso aos serviços, priorização da saúde suplementar e integralidade da assistência.
441

D) centralização das decisões no nível federal, igualdade da assistência à saúde e integralidade da assistência.
E) universalidade do acesso aos serviços, igualdade da assistência à saúde e priorização da saúde suplementar.
24. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO - Analista Judiciário) Gestante, no 4º mês de gravidez, desempregada, é atendida na Unidade
Básica de Saúde com história de mal súbito. Durante a sua permanência no local, foi avaliada, medicada e orientada a fazer sua
matrícula na Unidade e iniciar o pré-natal. Detectada a necessidade de avaliação neurológica, saiu da Unidade com consulta
agendada com o especialista, no Núcleo de Especialidades da rede de saúde do município. De acordo com a Lei nº 8080/1990,
a situação expressa a organização do sistema local de saúde segundo os princípios da
A) universalidade e da integralidade.
B) intersetorialidade e da territorização.
C) intersetorialidade e da regionalização.
D) integralidade e da territorialização.
E) universalidade e da regionalização
25. (2008/CESGRANRIO/Petrobrás-TÉCNICO(A) DE ENFERMAGEM DO TRABALHO JÚNIOR) Segundo a Lei Orgânica da Saúde, as
políticas e os programas de saúde devem ser articulados pelas comissões intersetoriais de modo a abranger, entre outras
demandas, a
A) alimentação e a nutrição.
442

B) saúde do adulto.
C) saúde da mulher.
D) segurança ocupacional.
E) vigilância epidemiológica.
26. (2008/CESGRANRIO/Petrobrás - TÉCNICO(A) DE ENFERMAGEM DO TRABALHO JÚNIOR) Compete à Direção Estadual do SUS
coordenar e executar ações e serviços de saúde do trabalhador em caráter
A) individual.
B) suplementar.
C) coletivo.
D) complementar.
E) geral
27. (2009/CESGRANRIO/SECAD-TO) O §2º do Art. 4º da Lei nº 8.080, de 19/09/90 (SUS), prescreve: “a iniciativa privada poderá
participar do Sistema Único de Saúde - SUS, em caráter complementar.” Sobre a participação da iniciativa privada no SUS, de
acordo com a Lei, considere as afirmativas a seguir.
I – Os critérios e valores para a remuneração de serviços pelo setor privado serão definidos nos contratos e convênios firmados
com as instituições.
443

II – Os procedimentos dos serviços privados de saúde serão controlados e fiscalizados pela direção municipal do SUS.
III – Os proprietários das entidades privadas contratadas não poderão exercer cargo de chefia ou função de confiança no SUS.

Está(ão) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s)


A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) II e III.
28. (2010/CESPE/INMETRO –Analista) Considerando que a saúde do trabalhador está incluída no campo de atuação do Sistema
Único de Saúde (SUS), julgue os itens abaixo.
I-A saúde do trabalhador utiliza ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária para alcançar seus objetivos.
II-Cabe ao SUS prestar assistência ao trabalhador vítima de acidentes de trabalho e avaliar o impacto que as tecnologias
provocam à saúde.
444

III-Informar o trabalhador sobre os riscos de acidentes de trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho em seu ambiente
laboral é atribuição do SUS.
IV-O SUS deve participar da normatização, da fiscalização e do controle dos serviços de saúde do trabalhador nas instituições
e empresas tanto públicas quanto privadas.
V-Elaborar normas técnicas e estabelecer padrões de qualidade para promoção da saúde do trabalhador são atribuições
comuns da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.
Assinale a opção correta.
A) Nenhum item está certo.
B) Estão certos apenas os itens I, II e V.
C) Estão certos apenas os itens I, III e IV.
D) Estão certos apenas os itens II, III e V.
E) Todos os itens estão certos.
29. (2013/CETRO/ANVISA - Especialista em Regulação- ADAPTADA PELO AUTOR/ 2015) Os serviços privados de assistência à
saúde se caracterizam pela atuação, por iniciativa própria, de profissionais liberais, legalmente habilitados, e de pessoas jurídicas
de direito privado, na promoção, proteção e recuperação da saúde. A assistência à saúde é livre à iniciativa privada. Sobre os
serviços privados de assistência à saúde, marque V para verdadeiro ou F para falso e, em seguida, assinale a alternativa que
apresenta a sequência correta.
445

( ) Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios éticos e as normas expedidas pelo
órgão de direção do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto às condições para seu funcionamento.
( ) É vedada a participação direta ou indireta de empresas ou de capitais estrangeiros na assistência à saúde, salvo por meio
de doações de organismos internacionais vinculados à Organização das Nações Unidas, de entidades de cooperação técnica
e de financiamento e empréstimos. Excetuam-se os serviços de saúde mantidos, sem finalidade lucrativa, por empresas, para
atendimento de seus empregados e dependentes, sem qualquer ônus para a seguridade social.
( ) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à população de determinada
área, o SUS poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada.
( ) Os critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura assistencial serão estabelecidos pela
direção nacional do SUS, aprovados no Conselho Nacional de Saúde. Aos proprietários, administradores e dirigentes de
entidades ou serviços contratados é vedado exercer cargo de chefia ou função de confiança no SUS.
A) F/ V/ F/ F
B) V/ V/ V/ V
C) V/ F/ F/ V
D) V/ F/ V/ V
E) F/ F/ V/ F
30. (2004/CESGRANRIO/SECAD-TO) Em relação aos recursos humanos que atuam no SUS são feitas as afirmações a seguir.
446

I - Os cargos e funções de chefia, direção e assessoramento só poderão ser exercidos em regime de tempo integral.
II - Os servidores que legalmente acumulam dois cargos ou empregos somente poderão exercer suas atividades em um único
estabelecimento do SUS.
III - Somente poderão exercer suas atividades em mais de um estabelecimento do SUS os ocupantes de cargos ou funções de
chefia, direção ou assessoramento.
Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões):
A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.
31. (2012/MPE-SC/MPE-SC - Promotor de Justiça)
I - A Lei n. 8.080/90 prevê um subsistema de atendimento e internação domiciliar, cujos serviços são realizados por equipes
multidisciplinares envolvendo medicina preventiva, terapêutica e reabilitadora, sendo que tais serviços somente poderão ser
realizados por indicação médica, com expressa concordância do paciente e de sua família.
447

II - De acordo com a Lei n. 8.080/90, os municípios poderão constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os
serviços de saúde que lhes correspondam.
III - A legislação que rege o Sistema Único de Saúde (SUS) prevê que à direção municipal do Sistema de Saúde, compete
colaborar na fiscalização das agressões ao meio ambiente que tenham repercussão sobre a saúde humana e atuar, junto aos
órgãos municipais, estaduais e federais competentes, para controlá-las.
IV - Na gestão do SUS, a Conferência de Saúde, em caráter permanente e deliberativo, órgão colegiado composto por
representantes do governo, prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários, atua na formulação de estratégias e no
controle da execução da política de saúde na instância correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, cujas
decisões serão homologadas pelo chefe do poder legalmente constituído em cada esfera do governo.
V - Para garantir a atuação do SUS , as Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite reunir- se-ão anualmente após
convocação do CONASS (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde) para discutir e avaliar a situação de saúde e propor aos
Conselhos de Saúde as diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis correspondentes.
A) Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.
B) Apenas as assertivas II, III e V estão corretas.
C) Apenas as assertivas IV e V estão corretas.
D) Apenas as assertivas II, III e IV estão corretas.
E) Todas as assertivas estão corretas.
448

32. (2007/FCC/ANS - Especialista em Regulação) Considere as seguintes assertivas a respeito da Organização, da Direção e da
Gestão do Sistema Único de Saúde - SUS:
I. As ações e serviços de saúde executados pelo SUS serão organizados de forma regionalizada e hierarquizada em níveis de
complexidade crescente.
II. Os Municípios poderão constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os serviços de saúde que lhes
correspondam.
III.A articulação das políticas e programas, a cargo das comissões intersetoriais, não abrangerá as atividades de vigilância
sanitária e farmacoepidemiologia.
IV.A direção do SUS é única, sendo exercida no âmbito dos Estados pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente.
33. (2013/FGV/ TJ-AM - Analista Judiciário) O Sistema Único de Saúde – SUS – foi criado pela Constituição Federal de 1988 e
regulado pela Lei n. 8.080/90, com a finalidade de alterar a situação de desigualdade na assistência à saúde da população,
tornando obrigatório o atendimento público a qualquer cidadão.
Com base no que dispõe a Lei Orgânica da Saúde, analise as afirmativas abaixo:
I. Os municípios poderão constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os serviços
II. A integração em nível executivo das ações de saúde, meio ambiente e saneamento básico, faz parte dos princípios do SUS.
III. No nível municipal, o Sistema Único de Saúde (SUS), poderá organizar-se em distritos de forma a integrar e articular
recursos, técnicas e práticas voltadas para a cobertura total das ações de saúde.
449

Assinale:
A) se somente a afirmativa I estiver correta.
B) se somente a afirmativa II estiver correta.
C) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
34. (2009 /FCC/TRT - 3ª Região (MG) - Analista Judiciário) As ações e serviços de saúde executados pelo Sistema Único de Saúde
(SUS) serão organizados de forma regionalizada e hierarquizada, em níveis de complexidade crescente. No nível municipal, o
SUS poderá organizar-se em distritos para
A) criar comissões permanentes de integração entre os serviços de saúde e as instituições de ensino médio.
B) articular políticas e programas de interesse para a saúde, cuja execução envolva áreas compreendidas no âmbito do SUS.
C) integrar e articular recursos, técnicas e práticas voltadas para a cobertura total das ações de saúde.
D) propor prioridades, métodos e estratégias para a formação de recursos sociais do SUS.
C) desenvolver em conjunto ações e serviços sócio - assistenciais.
450

35. (2010/FUNCAB-SC/Prefeitura de Florianópolis – SC) O Sistema Único de Saúde (SUS) obedece a um conjunto de princípios
que compõem sua filosofia.
Assinale a alternativa CORRETA, considerando os princípios de organização do SUS.
A) ( ) Participação da comunidade significa que todo e qualquer cidadão tem direito de acesso aos serviços públicos de saúde.
B) ( ) Hierarquização significa a organização dos serviços de saúde em nível de complexidade disponível no âmbito municipal.
C) ( ) Resolubilidade significa a capacidade de resolução dos serviços, em todos os níveis de assistência.
D) ( ) Descentralização significa a exigência de um rápido impacto coletivo na saúde do município.
E) ( ) Complementaridade do setor privado significa o provimento de exames complementares sofisticados para um bom
diagnóstico de saúde.
36. (2010/PaqTcPB -IPSEM) A Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990, determina que o conjunto de ações e serviços de saúde
prestados por Órgãos e Instituições Públicas Federais, Estaduais e Municipais, da administração direta e indireta, das Fundações
mantidas pelo poder público, constitui o Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa privada poderá participar do SUS, em caráter
A) extraordinário.
B) complementar.
C)suplementar.
D) permanente.
451

E) temporário.
37. (2012/MPE-SP/MPE-SP - Promotor de Justiça) Considere as seguintes afirmações sobre a Lei Orgânica da Saúde (Lei no
8.080/90):
I. São objetivos do Sistema Único de Saúde SUS: a) a identificação e divulgação dos fatores condicionantes e determinantes
da saúde; b) a formulação de política de saúde destinada a promover, nos campos econômico e social, a observância do dever
do Estado de garantir que a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução
de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às
ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação; c) a assistência às pessoas por intermédio de ações de
promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas.
II. Estão incluídas no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS): a colaboração na proteção do meio ambiente, nele
compreendido o do trabalho.
III. As ações de vigilância sanitária não abrangem o controle de bens de consumo ainda que, direta ou indiretamente, se
relacionem com a saúde, enquanto compreendidos nas etapas e processos de produção.
IV. As ações de saúde do trabalhador compreendem um conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância
epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa à recuperação e
reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho, mas não estão
no âmbito da atuação do Sistema Único da Saúde.
Está correto o que se afirma APENAS em
452

A) I e II.
B) II e III.
C) II e IV.
B) I e III.
E) I e IV.
38. (2013/CESPE/DEPEN) No que se refere ao Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens que se seguem.
As comissões intergestores são instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos para definição das regras da
gestão compartilhada do SUS.
A). Certo
B) Errado
39. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Considerando a legislação básica do SUS, bem como o planejamento e a gestão no SUS, julgue os
itens seguintes.
De acordo com os princípios da descentralização e do comando único no SUS, os municípios devem ser os principais executores
das ações e serviços de saúde, devendo a gestão do sistema ser realizada pelo Ministério da Saúde, que contém o comando
único do SUS.
A). Certo
453

B) Errado
40. (2013/CESPE/SEGESP) Com relação a ações e programas do Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens a seguir.
A assistência farmacêutica é um campo de execução de ações do SUS, sendo um elemento que compõe a assistência terapêutica
integral
A) Certo
B) Errado
41. (2010/EXATUS/CEFET-RJ)A Lei Orgânica da Saúde – LOS (Lei n º. 8.080 de 19 de setembro de 1990), no que tange a iniciativa
privada dispõe que:
I - A iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.
II - A assistência à saúde é livre à iniciativa privada.
III - Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à população de uma
determinada área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada.
IV - As ações e serviços de saúde pela iniciativa privada não necessitam ser organizadas de forma regionalizada e hierarquizada
em níveis de complexidade crescente.
Assinale a alternativa correta:
A) Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.
454

B) Apenas s afirmativas II, III e IV estão corretas.


C) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.
D) Todas as afirmativas estão corretas.
42. (2008/FCC/TRT - 18ª Região (GO) - Analista Judiciário) O artigo 6º da Lei nº 8.080, de 1990, que dispõe sobre a execução de
ações no campo de atuação do SUS - Sistema Único de Saúde, estabelece que são de sua competência as ações
A) que garantem integralmente às pessoas e à coletividade condições de bem-estar físico.
B) realizadas pela iniciativa privada, em caráter prioritário e fundamental para o sistema.
C) de controle e vigilância social, por meio dos conselhos gestores de saúde, formados especialmente pelos profissionais de
saúde.
D) de unificação e hierarquização da rede dos serviços, promovendo uma direção única para suas ações.
E) de vigilância sanitária, de vigilância epidemiológica, de saúde do trabalhador e de assistência terapêutica integral, inclusive
farmacêutica.
43. (2010/CESPE/INCA - Assistente em Ciência e Tecnologia) Julgue os itens que se seguem, relativos ao SUS.
Incrementar em sua área de atuação o desenvolvimento científico e tecnológico é competência do SUS.
A) Certo
455

B) Errado
44. (2010/CESPE/INCA - Assistente em Ciência e Tecnologia) Julgue os itens que se seguem, relativos ao SUS.
Cabe ao SUS planejar, regulamentar, executar e fiscalizar a política e as ações de saneamento básico.
A) Certo
B) Errado
45. (2010/CESPE/INCA - Assistente em Ciência e Tecnologia) Entende-se por saúde do trabalhador no SUS, por meio das ações
de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, o conjunto de atividades que se destina à promoção e proteção da saúde dos
trabalhadores e que visa à recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das
condições de trabalho. A respeito da saúde do trabalhador no SUS, julgue os itens a seguir.
No conjunto de atividades relacionado à saúde do trabalhador no SUS, incluem-se a participação na normatização, a fiscalização
e o controle dos serviços de saúde do trabalhador nas instituições e empresas, desde que sejam públicas.
A) Certo
B) Errado
46. (2010/CESPE/INCA - Assistente em Ciência e Tecnologia) Entende-se por saúde do trabalhador no SUS, por meio das ações
de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, o conjunto de atividades que se destina à promoção e proteção da saúde dos
trabalhadores e que visa à recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das
condições de trabalho. A respeito da saúde do trabalhador no SUS, julgue os itens a seguir.
456

A avaliação do impacto que as tecnologias provocam na saúde é da abrangência do que se entende por saúde do trabalhador
no SUS.
A) Certo
B) Errado
47. (2010/CESPE-MS/ Todos os Cargos) Quanto às competências e atribuições dos entes da Federação em matéria de saúde,
julgue os itens seguintes.
Compete à União, aos estados, ao Distrito Federal (DF) e aos municípios, no âmbito administrativo, elaborar a proposta
orçamentária do Sistema Único de Saúde (SUS).
A) Certo
B) Errado
48. (2010/CESPE-MS/Todos os Cargos) Quanto às competências e atribuições dos entes da Federação em matéria de saúde,
julgue os itens seguintes.
Conforme legislação do SUS, constitui competência exclusiva da União a realização de operações externas de natureza financeira
de interesse da saúde, autorizadas pelo Senado Federal.
A) Certo
B) Errado
457

49. (2010 /ESPE/DPU - Assistente Social) Tendo como base a Lei Orgânica da Saúde e as respectivas leis complementares, assinale
a opção correta acerca do SUS.
A) É permitida a destinação de subvenções e auxílios a instituições prestadoras de serviços de saúde com fins lucrativos.
B) A assistência terapêutica integral, excluindo a farmacêutica, constitui campo de atuação do SUS.
C) A gestão e a execução das ações de saúde no nível da atenção básica são exclusivas do nível estadual.
D) O princípio da integralidade de assistência no âmbito da Lei Orgânica da Saúde refere-se às ações vinculadas ao acolhimento
individualizado do usuário, proporcionando-lhe conforto e bem-estar.
E) O atendimento e a internação domiciliares só podem ser realizados por indicação médica, com expressa concordância do
paciente e de sua família.
50. (2009/CESPE/MPE-RN - Promotor de Justiça) No que concerne ao SUS, assinale a opção correta.
A) À iniciativa privada é vedado participar do SUS, ainda que em caráter complementar.
B) As ações e os serviços públicos de saúde são desenvolvidos, obedecendo-se, entre outros, ao princípio da centralização
político-administrativa, com direção única em cada esfera de governo.
C) É vedada aos municípios a constituição de consórcios para desenvolverem em conjunto as ações e os serviços de saúde
que lhes correspondam.
D) No âmbito do SUS, o atendimento e a internação domiciliares não incluem procedimentos fisioterapêuticos.
458

E) No campo de atuação do SUS, está a execução de ações de assistência terapêutica integral, inclusive a farmacêutica.
51. (2014/UFS –– AOCP) Em relação ao Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, analise as assertivas e assinale a alternativa
que aponta as corretas.
I. As ações e serviços de saúde voltados para o atendimento das populações indígenas, em todo o território nacional, coletiva
ou individualmente, obedecerão ao disposto na Lei 8.080/1990.
II. Caberá à União, com seus recursos próprios, financiar o Subsistema de Atenção à Saúde Indígena.
III. O SUS promoverá a articulação do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena com os órgãos responsáveis pela Política
Indígena do País.
IV. Os Estados, Municípios, outras instituições governamentais e não-governamentais poderão atuar complementarmente no
custeio e execução das ações.
A) Apenas I, II e III.
B) Apenas I, III e IV.
C) Apenas II e III.
D) Apenas I e IV.
E) I, II, III e IV.
459

52.(2010/INTEGRI/Prefeitura de Votorantim- SP) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura
assistencial à população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde – SUS, poderá recorrer:
A) Aos serviços ofertados apenas pelos municípios;
B) Aos serviços ofertados pelo poder público;
C) Aos serviços ofertados pela iniciativa privada;
D) Nenhuma das alternativas.
53. (2010/CONSULPLAN/Prefeitura de Resende – RJ) A aprovação dos critérios e valores para remuneração dos serviços do SUS,
assim como os parâmetros para a cobertura assistencial, é de responsabilidade:
A) Consórcio Intermunicipal.
B) Conselho Nacional de Saúde.
C) Conselho Nacional de Educação.
D) Ministério da Fazenda.
E) Fundo Municipal de Saúde
54. (2006/CESPE/CONSULTOR LEGISLATIVO DF) A Lei 8080/90 dispõe sobre condições para promoção, proteção e recuperação
da saúde. Nela, entende-se por vigilância sanitária um conjunto de ações abrangendo:
460

A) o controle da prestação de serviços que se relacionem direta ou indiretamente com a saúde


B) a prevenção de mudanças em fatores determinantes da saúde coletiva
C) a participação na execução de ações de saneamento básico
D) o acesso a informações sobre a atuação dos serviços de saúde
55. (2013/FUNCAB/SESACRE) A Lei nº 8.080/1990 determina que a necessidade de contratação de serviços privados, quando
ocorre por insuficiência do setor público, deve se dar sob algumas condições. Considerando tais condições, analise as afirmativas
a seguir:

I. A celebração do contrato deve se dar conforme as normas de direito público, ou seja, o interesse público deve prevalecer
sobre o particular.
II. A instituição privada deverá estar de acordo com os princípios básicos e normas técnicas do SUS, uma vez que, quando
contratada, atua em nome deste.
III. Dentre os serviços privados, as instituições não lucrativas terão preferência exclusiva na participação do SUS.
Assinale:
A) se somente a afirmativa I estiver correta.
B) se somente a afirmativa II estiver correta.
C) se somente a afirmativa III estiver correta.
D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
E) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas
461

56. (2013/FUNCAB-/SESACRE) De acordo com o que dispõe a Lei Orgânica da Saúde a respeito das ações e serviços do
“Subsistema de Atenção à Saúde Indígena”, analise as afirmativas abaixo e marque a opção correta.

I. O Subsistema de Atenção à Saúde Indígena deverá ser, como o SUS, descentralizado, hierarquizado e regionalizado.
II. As populações indígenas terão direito a participar dos organismos colegiados de formulação, acompanhamento e avaliação
das políticas de saúde, tais como o Conselho Estadual de Saúde.
III. O SUS servirá de retaguarda e referência ao Subsistema de Atenção à Saúde Indígena sem, no entanto, modificar ou adaptar
sua estrutura e organização nas regiões onde residem essas populações.
Está (ão) correta(s) somente:
A) a afirmativa I.
B) a afirmativa II.
C) a afirmativa III.
D) as afirmativas I e II.
E) as afirmativas II e III.

57. (2010/FUNCAB-SES/GO) As instituições privadas podem participar de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS).
No que se refere a essa participação, assinale a alternativa INCORRETA.
A) O SUS poderá recorrer aos serviços ofertados pela iniciativa privada, quando as suas disponibilidades forem insuficientes
para garantir a cobertura assistencial à população de uma determinada área.
B) A participação complementar dos serviços privados será formalizada mediante contrato ou convênio, observadas, a
respeito, as normas de direito público.
462

C) As entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do SUS.
D) Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos princípios e diretrizes do SUS, mantido
o equilíbrio econômico e financeiro do contrato.
E) Aos proprietários, administradores e dirigentes de entidades ou serviços contratados é permitido exercer cargo de chefia
ou função de confiança no SUS.
58. (2010/FUNCAB-SES/GO) Em relação ao Sistema Único de Saúde (SUS), é atribuição comum da União, dos Estados, do Distrito
Federal e dos Municípios:
A) formar consórcios administrativos intermunicipais.
B) definir e coordenar o sistema de vigilância epidemiológica.
C) elaborar e atualizar periodicamente o plano de saúde.
D) estabelecer normas e executar a vigilância sanitária de portos.
E) executar serviços de saúde do trabalhador.
59. (2013/FUNCAB-SESAP DO RIO GRANDE DO NORTE) Segundo a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, Art. 7º, um dos
princípios que as ações e serviços públicos de saúde e os serviços privados contratados ou conveniados que integram o Sistema
Único de Saúde (SUS), devem obedecer é:
A) a ênfase na centralização dos serviços para a União.
463

B) o privilégio na assistência à saúde de servidores públicos.


C) o direito à informação, às pessoas assistidas, sobre sua saúde.
D) a capacidade de resolução dos serviços apenas nos níveis básicos de assistência.
E) a exclusão da participação da comunidade.
60. (2013/FUNCAB-SESAP DO RIO GRANDE DO NORTE) De acordo com o Art. 17 da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, à
direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS), compete:
A) prestar apoio técnico e financeiro aos Municípios e executar supletivamente ações e serviços de saúde.
B) normatizar e coordenar nacionalmente o Sistema Nacional de Sangue, Componentes e Derivados.
C) formar consórcios administrativos intermunicipais.
D) formular, avaliar e apoiar políticas de alimentação e nutrição.
E) definir os sistemas de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária.
464

GABARITO:
1-D 2-A 3-D 4-C 5-A 6-A 7-A 8-B 9-C 10-D
11-D 12-C 13-A 14-B 15-A 16-D 17-A 18-E 19-C 20-C
21-C 22-A 23-B 24-A 25-A 26-D 27-E 28-E 29-D 30-A
31-A 32-C 33-E 34-C 35-C 36-B 37-A 38-A 39-B 40-A
41-C 42-E 43-A 44-B 45-B 46-A 47-A 48-B 49-E 50-E
51-E 52-C 53-B 54-A 55-D 56-D 57-E 58-C 59-C 60-A
465

Parte 15 - SIMULADO LEI 8.142/90


40 questões

1. (UFCG/Hospital Universitário Alcides Carneiro/PB) Considerando a Lei 8.142 de 28 de Dezembro de 1990, que dispõe sobre a
participação popular no SUS, assinale a alternativa INCORRETA.
A) A Conferência de Saúde reunir-se-á a cada quatro anos com a representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a
situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis correspondentes, convocada pelo
Poder Executivo ou, extraordinariamente, pelo Conselho de Saúde.
B) O Conselho de Saúde, em caráter permanente e deliberativo, atua na formulação de estratégias e no controle da execução
da política de saúde na instância correspondente, exceto nos aspectos econômicos e financeiros, cujas decisões serão
prerrogativa do chefe do poder legalmente constituído em cada esfera do governo.
C) O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde
(Conasems) terão representação no Conselho Nacional de Saúde.
D) A representação dos usuários nos Conselhos de Saúde e Conferências será paritária em relação ao conjunto dos demais
segmentos.
E) As Conferências de Saúde e os Conselhos de Saúde terão sua organização e normas de funcionamento definidas em
regimento próprio, aprovadas pelo respectivo conselho.
466

2. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde/MG/SAMU 192) Sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de
Saúde, descrita, é INCORRETO afirmar que
A) se dá por meio da Conferência de Saúde e pelo Conselho de Saúde.
B) participam os seguintes segmentos da sociedade: usuários dos serviços de saúde, prestadores de serviços, profissionais de
saúde e representantes do governo.
C) a participação comunitária em saúde é um canal importante de relação entre o Estado, os trabalhadores e a sociedade na
definição e no alcance de objetivos setoriais de saúde, ao mesmo tempo orientada para a modificação favorável dos
determinantes sociais de saúde tendo em vista a conquista de maior autonomia da comunidade em relação a tais
determinantes ou aos próprios serviços de saúde e ao desenvolvimento da sociedade.
D) constitui-se em um conjunto de atividades políticas, com caráter consultivo, sem efeito deliberativo.
3. (2013/IABAS-RJ) Avalie se, de acordo com a Lei 8142/90, os recursos do Fundo Nacional de Saúde - FNS serão alocados como:
I - Despesas de custeio e de capital do Ministério da Saúde, seus órgãos e entidades, da administração direta e indireta.
II - Investimentos previstos em Lei orçamentária, de iniciativa do Poder Legislativo e aprovados pelo Congresso Nacional;
III - Investimentos previstos no Plano Quinquenal do Ministério da Saúde;
IV - Cobertura da ações e serviços de saúde a serem implementados pelos Municípios, Estados e Distrito Federal, destinados
a investimentos na rede de serviços, à cobertura assistencial ambulatorial e hospitalar e às demais ações de saúde.
467

Estão corretos os itens:


A) I e II, apenas;
B) III e IV, apenas;
C) I, III e IV, apenas;
D) II e III, apenas;
E) I, II, III e IV.
4. (2013/Prefeitura Municipal de Itajaí - SC) Considerando o artigo 1º de que trata a Lei nº 8080, o Sistema Único de Saúde (SUS)
contará em cada esfera do governo, sem prejuízo das funções do poder legislativo, com as seguintes instâncias colegiadas:
A) Conferência de Saúde e Pacto de Gestão.
B) Conferência de Saúde e Conselho de Saúde.
C) Pacto de Gestão e Pacto pela Vida.
D) Pacto de Saúde e Pacto pela Vida.
5. (Prefeitura do Município de Fazenda Rio Grande - PR – 2012) De acordo com a Lei 8142/90, podemos afirmar:
A) A relação de usuários no conselho e conferência será 25%.
468

B) A representação dos usuários nos conselhos de saúde e conferência de saúde, será paritária em relação aos demais
segmentos.
C) Não ocorre a paridade não conselho.
D) A saúde tem como fatores determinantes o trabalho e o lazer.
6. (2012/FEAES/Serviço de Controle de Infecção Hospitalar ) O Conselho de Saúde é um órgão colegiado, deliberativo e
permanente do Sistema Único de Saúde, que atua na formulação e proposição de estratégias e no controle da execução das
Políticas de Saúde, inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros. Sobre a criação e a organização dos Conselhos de
Saúde, considere as afirmações a seguir:
I. A criação dos Conselhos de Saúde é estabelecida por lei municipal, estadual ou federal, com base na Lei n. 8.142/90.
II. O número de conselheiros será indicado pelos Plenários dos Conselhos de Saúde e das Conferências de Saúde, devendo ser
definido em lei.
III. As vagas do Conselho de Saúde deverão ser distribuídas da seguinte forma: 50% de entidades de usuários; 25% de
entidades dos trabalhadores de saúde; e 25% de representação de governo, de prestadores de serviços privados conveniados,
ou sem fins lucrativos.
Está(ão) CORRETA(S):
A) Todas as afirmações.
B) Somente as afirmações I e II.
469

C) Somente a afirmação I.
D) Somente as afirmações II e III.
E) Somente as afirmações I e III.
7. (2013/Prefeitura Municipal de Águas de Chapecó - SC) A Lei n° 8.142, de 28 de dezembro de 1990, dispõe sobre a participação
da comunidade na gestão do SUS e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá
outras providências. Sobre a referida Lei é INCORRETO afirmar:
A) A conferência de saúde reunir-se-á a cada quatro anos com a representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a
situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis correspondentes.
B) O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde
(Conasems) terão representação no Conselho Nacional de Saúde.
C) As conferências de saúde, bem como os conselhos de saúde terão sua organização e normas de funcionamento definidas
em regimento compartilhado com o Plano Diretor de Regionalização.
D) O Conselho de Saúde, em caráter permanente e deliberativo, órgão colegiado composto por representantes do Governo,
prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários, atua na formulação de estratégias e no controle da execução da
política de saúde na instância correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, cujas decisões serão
homologadas pelo chefe do poder legalmente constituído em cada esfera de governo.
470

8. (2010/FUNCAB-SES/GO) A participação da comunidade na gestão do SUS se dá por meio dos Conselhos de Saúde e das
Conferências de Saúde. Com relação aos Conselhos de Saúde, podemos afirmar que:
A) são órgãos colegiados deliberativos.
B) reúnem-se a cada quatro anos.
C) avaliam a situação de saúde.
D) contam com a representação das indústrias de tecnologias da saúde.
E) a representação dos usuários corresponde a 25% do conjunto de participantes.
9. (2012/SESAPI-PI/NUCEPE/UESPI) A Conferência de Saúde, que constitui uma das instâncias colegiadas do SUS:
A) consiste numa reunião da qual participam, somente, representantes de usuários e de trabalhadores de saúde.
B) avalia a situação de saúde e propõe diretrizes para formulação da política de saúde n
os níveis municipal, estadual e federal.
C) tem natureza deliberativa.
D) deve-se reunir a cada dois anos.
E) deve ser convocada pelo Poder Legislativo.
471

10. (2010/FADESP/Prefeitura de Juruti – PA) O Sistema Único de Saúde (SUS) é constituído pelo conjunto de ações e
serviços de saúde prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais. Em 1990, foram criadas
algumas leis com a finalidade de disciplinar legalmente a proteção e a defesa da saúde, entre elas a Lei 8.142/90, que estabelece:
A) As conferências de saúde devem ocorrer a cada quatro anos, com representação do município, e propor diretrizes para
políticas de saúde a nível municipal.
B) Os conselhos de saúde são órgãos colegiados de caráter permanente e deliberativo, formados por representantes
exclusivamente do governo.
C) Os conselhos de saúde atuam na formulação de estratégias e no controle da execução de políticas de saúde na instância
correspondente.
D) As conferências de saúde acontecem a cada quatro anos para reavaliar os fatores determinantes e condicionantes da
saúde, como alimentação e moradia.
11. (2007/FCC/MPU/Analista de Saúde) A participação social na gestão do Sistema Único de Saúde, expressa na Lei nº
8.142/1990, se efetiva principalmente por meio dos Conselhos de Saúde, cuja representação dos usuários, na instância
municipal, é
A) numericamente menor, 25 (vinte e cinco) %, em relação ao conjunto dos demais segmentos.
B) numericamente maior, 70 (setenta) %, em relação ao conjunto dos demais segmentos.
C) paritária em relação ao conjunto dos demais segmentos.
472

D) definida pelo número de usuários que utilizam o sistema de saúde local.


E) desnecessária, quando existem os movimentos populares de saúde.
12. (2007/CESPE/ANVISA) A participação da comunidade é considerada fundamental para o bom funcionamento do SUS. A
respeito desse tema e com base na Lei n.º 8.142/1990, julgue o item seguinte.
A representação dos usuários do SUS nos conselhos e conferências de saúde é um direito previsto na referida lei.
A)Certo
B) Errado
473

13. (2010/CESPE /INCA/Assistente em Ciência e Tecnologia)


O SUS deve contar, em cada esfera de governo, com as seguintes instâncias colegiadas: Conferência de Saúde e Conselho de
Saúde.
A)Certo
B)Errado
14. (2010/CESPE-MS/Todos os Cargos) Acerca da participação da comunidade na gestão do SUS, julgue os itens que se seguem.
O SUS conta, em cada esfera de governo, com o Conselho de Saúde, órgão colegiado composto exclusivamente pelos
representantes do governo e pelos usuários, o qual atua na formulação de estratégias, no controle da execução da política de
saúde na instância correspondente e nos aspectos econômicos e financeiros.
A) Certo
B) Errado
15. (2010/CESPE/DPU) A Lei n.º 8.142/1990 dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde
(SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros da área de saúde. Ao tratar da participação da
comunidade, essa lei estabelece que cada esfera de governo, sem prejuízo das funções do Poder Legislativo, deve contar com
conselho de saúde. O conselho de saúde
A) atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde na instância correspondente, e suas
decisões são homologadas pelo chefe do poder legalmente constituído em cada esfera do governo.
474

B) é órgão de caráter estatal, consultivo e paritário.


C) compõe-se de representantes de prestadores de serviços privados, totalizando a metade da representação, e de usuários,
profissionais de saúde e governo, que representam a outra metade do conselho.
D) é órgão responsável pelo controle social do Estado sobre a sociedade, necessário no fortalecimento e centralização do
poder político.
E) possui organização e normas de funcionamento definidas em regimento próprio, aprovados pelo Poder Executivo.
16. (2010/IPAD/Prefeitura de Caruaru – PE) A lei Federal 8142/90, de 28 de dezembro de 1990, dispõe sobre a participação da
comunidade na gestão do SUS. Em relação aos Conselhos Municipais de Saúde assinale a alternativa incorreta:
A) É um órgão colegiado composto por representantes do governo, prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários.
B) A representação dos usuários é paritária em relação ao conjunto dos demais seguimentos.
C) Atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política municipal de saúde, inclusive nos aspectos
econômicos e financeiros.
D) Tem sua organização e normas de funcionamento definidas em regimento próprio, aprovadas pela Câmara Municipal.
E) Tem caráter permanente e deliberativo cujas decisões serão homologadas pelo chefe do poder municipal legalmente
constituído.
475

17. (2009/FUNDEP/UNIMED - Belo Horizonte) A participação da população no controle dos serviços de saúde prevista no Sistema
Único de Saúde – SUS é viabilizada pela
A) mobilização das comunidades por meio dos conselhos profissionais.
B) atuação das entidades representativas das comunidades nos diferentes níveis do sistema.
C) integração dos serviços de saúde às necessidades da comunidade.
D) participação das comunidades nas campanhas de saúde.
18. (2010/FADESP/Prefeitura de Juruti – PA) O Sistema Único de Saúde (SUS) é constituído pelo conjunto de ações e serviços de
saúde prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais. Em 1990, foram criadas algumas leis com a
finalidade de disciplinar legalmente a proteção e a defesa da saúde, entre elas a Lei 8.142/90, que estabelece:
A) As conferências de saúde devem ocorrer a cada quatro anos, com representação do município, e propor diretrizes para
políticas de saúde a nível municipal.
B) Os conselhos de saúde são órgãos colegiados de caráter permanente e deliberativo, formados por representantes
exclusivamente do governo.
C) Os conselhos de saúde atuam na formulação de estratégias e no controle da execução de políticas de saúde na instância
correspondente.
D) As conferências de saúde acontecem a cada quatro anos para reavaliar os fatores determinantes e condicionantes da
saúde, como alimentação e moradia.
476

19. (2010/CONSULPLAN/Prefeitura de Santa Maria Madalena – RJ) A participação da comunidade na gestão do SUS está
estabelecida em legislação federal específica e deverá acontecer através do(a):
A) Conselho de Saúde.
B) Conselho comunitário.
C) Organizações não-governamentais.
D) Ingresso em cooperativas hospitalares.
E) Gerência extragovernamental.
20. (2010/FUNCAB/SEJUS-RO) Que dispositivo legal trata da participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde
– SUS?
A) Portaria/GM nº 1.101/2002.
B) Lei nº 8.142/1990.
C) RDC nº 50/2002.
D) Lei nº 8.080/1990.
E) Lei nº 9.836/1999.
477

21. (2014/AOCP/CEARÁ) De acordo com o art. 4° da Lei n° 8.142/1990, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta
a(s) correta(s). Para receberem os investimentos previstos no Plano Quinquenal do Ministério da Saúde, os Municípios, os
Estados e o Distrito Federal deverão contar, dentre outros, com:
I. Fundo de Saúde.
II. Contrapartida de recursos para saúde no respectivo orçamento.
III. Conselho de Saúde, com composição paritária.
IV. Seguro de Saúde.
Está(ão) CORRETA(S):
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas II, III e IV.
(D) Apenas I, II e III.
(E) I, II, III e IV
22. (2014/IADES/BAHIA/COM) No âmbito do SUS, a participação social é um processo em permanente construção e, por isso,
muitas vezes, depende de:
478

A) verbas oficiais, para o correto funcionamento dos mecanismos de controle.


B) ocorrências nefastas, como epidemias e desastres naturais, para que os governos percebam o nível de mobilização das
populações.
C) ampla mobilização da comunidade na defesa de seus direitos.
D) fornecimento de vacinas e medicamentos em quantidades suficientes para o atendimento às populações atingidas por
epidemias e (ou) desastres naturais.
E) fluxos de aprovação orçamentária constantes, para garantir o acesso da população aos remédios e assistência médico-
hospitalar.
23. (2014/IADES/BAHIA/COM) Com a participação da comunidade na gestão do SUS, estabelece-se uma relação entre o Estado
e a sociedade, de forma que:
A) a população esteja completamente subordinada às ações discriminatórias do Estado no âmbito da saúde.
B) as decisões do Estado sobre o que fazer na saúde terão que ser negociadas com os representantes da sociedade.
C) os representantes eleitos nos Poderes Executivo e Legislativo possam ser impedidos de governar quando da ocorrência de
conflito de interesses entre a população e o Estado.
D) a aprovação de processos de compras governamentais de medicamentos por membros da sociedade civil passe a ser
necessária.
479

E) todas as ações da sociedade, no âmbito da saúde popular, precisem ser formalmente aprovadas pelas instâncias
competentes da Administração Pública.
24. (2012/UEG/AGSEP) O Conselho de Saúde, instância colegiada do Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com a Lei 8.142,
de 28 de dezembro de 1990, é composto por representantes
A) do governo e dos profissionais de saúde, que atuam na execução da política de saúde em hospitais públicos.
B) dos profissionais de saúde que trabalham no Ministério da Saúde que controlam e executam a política de saúde.
C) do governo, dos usuários e dos profissionais da área de saúde e meio ambiente, que formulam e executam a política de
saúde.
D) do governo, dos prestadores de serviço, dos profissionais da saúde e dos usuários, que formulam estratégias e controlam
a execução da política de saúde.
25. (2012/UEG/AGSEP) A Lei nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990, dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do
Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde. Para
receberem os recursos do Fundo Nacional de Saúde (FNS), os Municípios, os Estados e o Distrito Federal deverão contar com:
A) Fundo de Saúde, Conselho de Saúde e Epidemiológico, plano de saúde coletiva, relatórios de gestão, recursos para a saúde
no orçamento estadual e Comissão de elaboração do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS).
B) Fundo de Saúde, Conselho de Saúde, plano de saúde, relatórios de gestão, contrapartida de recursos para a saúde no
respectivo orçamento e Comissão de elaboração do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS).
480

C) Fundo de Saúde e Educação, Conselho de Saúde, plano de saúde individual, relatórios de gestão, recursos para a saúde no
respectivo orçamento e Comissão de elaboração do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS).
D) Fundo de Saúde, Meio ambiente, Conselho de Saúde e Educação, plano de saúde individual, relatórios de gestão, recursos
para a saúde no respectivo orçamento e Comissão de elaboração do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS).
26. (2012/UEG/AGSEP) O SUS conta com instâncias colegiadas previstas na Lei 8.142, de 28 de dezembro de 1990, que dispõe:
A) a Conferência de Saúde destina-se à avaliação e posição de diretrizes para políticas de saúde no Brasil.
B) as Conferências de Saúde e os Conselhos de Saúde são organizados e funcionam conforme legislação aprovada
nacionalmente
C) o Conselho de Saúde é um órgão colegiado, permanente e deliberativo constituído por representação do Ministério da
Saúde.
D) o Conselho de Saúde precede a Conferência de Saúde em hierarquia, inclusive na representação dos usuários.
27. (2013/CESPE/ANP) Acerca do orçamento público, julgue os itens seguintes.
As receitas de transferências legais, como as transferências fundo a fundo referentes ao repasse do SUS, são os repasses feitos
aos estados e municípios por determinação legal e requerem a celebração de convênio.
A) Certo
B) Errado
481

28. (2007/FCC/ANS/Especialista em Regulação) O Sistema Único de Saúde - SUS contará, em cada esfera do governo, sem
prejuízo das funções do Poder Legislativo, com a Conferência de Saúde e o Conselho de Saúde. É certo que a Conferência de
Saúde
A) não poderá ser convocada extraordinariamente pelo Conselho de Saúde, uma vez que a legislação em vigor veda a invasão
de competência no órgão colegiado.
B) atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde na instância correspondente, exceto nos
aspectos econômicos e financeiros.
C) reunir-se-á ordinariamente por convocação do Poder Legislativo e extraordinariamente por convocação do Poder
Executivo.
D) tem sua organização e normas de funcionamento definidas em regimento próprio que deverá sempre ser submetido à
aprovação prévia do Ministro da Saúde.
E) reunir-se-á a cada quatro anos para avaliar a situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde
nos níveis correspondentes.
29. (2010/FUNCAB/SES/GO) A Conferência Estadual de Saúde tem como um de seus objetivos:
A) controlar a execução da política de saúde no Estado.
B) disseminar as definições do Ministério da Saúde.
C) auditar os relatórios financeiros da Secretaria Estadual de
482

Saúde.
D) propor as diretrizes para a formulação da política de saúde para o Estado.
E) formular estratégias para atuação da Secretaria Estadual de Saúde.
30. (2006/CESPE/PM/DF) Durante uma conversa relativa ao Sistema Único de Saúde (SUS) entre dois profissionais médicos, um
dos interlocutores emitiu uma série de comentários sobre os conselhos municipais de saúde. Julgue esses comentários, que
estão contidos nos itens a seguir.
Os conselhos municipais de saúde representam instâncias com características basicamente consultivas.
A) Certo
B) Errado
31. (2006/CESPE/PM/DF) Durante uma conversa relativa ao Sistema Único de Saúde (SUS) entre dois profissionais médicos, um
dos interlocutores emitiu uma série de comentários sobre os conselhos municipais de saúde. Julgue esses comentários, que
estão contidos nos itens a seguir.
Por lei, o conselho municipal de saúde deve ser constituído por, no máximo, 4 membros: um representante do governo
municipal, dos prestadores de serviço, dos profissionais de saúde e dos usuários.
A) Certo
B) Errado
483

32. (2006/CESPE/PM/DF) Durante uma conversa relativa ao Sistema Único de Saúde (SUS) entre dois profissionais médicos, um
dos interlocutores emitiu uma série de comentários sobre os conselhos municipais de saúde. Julgue esses comentários, que
estão contidos nos itens a seguir.
Uma das principais funções do conselheiro municipal de saúde é fiscalizar in loco (em uma unidade básica de saúde, por
exemplo) se os funcionários estão realizando adequadamente as suas funções.
A) Certo
B) Errado
33. (2013/Quadrix/CRF-RS) Assinale a única alternativa correta a respeito da participação da comunidade na gestão do Sistema
Único de Saúde (SUS), conforme determina a Lei nº 8.142/90.
A) O Sistema Único de Saúde (SUS) contará, em cada esfera do governo, com prejuízo do Poder Legislativo, com as seguintes
instâncias colegiadas: a Conferência de Saúde e o Conselho de Saúde.
B) O Conselho de Saúde reunir-se-á a cada quatro anos com a representação de vários segmentos sociais, para avaliar a
situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis correspondentes, convocada pelo
Poder Executivo ou, extraordinariamente, por esta ou pelo Conselho de Saúde.
C) O Conselho de Saúde, em caráter permanente e deliberativo, órgão colegiado composto por representantes do governo,
prestadores de serviço, profissionais de saúde e usuários, atua na formulação de estratégias e no controle da execução da
484

política de saúde na instância correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, cujas decisões serão
homologadas pelo chefe do poder legalmente constituído em cada esfera do governo.
D) O Conselho Estadual de Secretários de Saúde (CONASS) e o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde
(CONASEMS) terão representação no Conselho Nacional de Saúde.
E) A representação dos usuários nos Conselhos de Saúde e Conferências será paritária em relação ao conjunto dos demais
segmentos, sendo que as Conferências de Saúde e os Conselhos de Saúde terão sua organização e normas de funcionamento
definidas em lei federal, aprovadas pelo respectivo conselho.
34. (2013/CESPE/TRT - 8ª Região (PA e AP)) De acordo com a Lei nº 8.142/1990, que dispõe sobre a participação da comunidade
na gestão do SUS, assinale a opção correta.
A) Manter vínculo dos serviços do SUS com os seus usuários é função do gestor federal.
B) A Conferência Nacional de Saúde reúne-se a cada quatro anos, a fim de avaliar a situação da saúde e formar novas diretrizes.
C) O Conselho de Saúde, que é permanente e conta com poder deliberativo, constitui-se de prestadores de serviço,
profissionais de saúde e usuários do SUS.
D) Formular e controlar a execução de estratégias que norteiem o funcionamento do SUS, excetuada a utilização de recursos
financeiros, cabe ao Conselho de Saúde.
E) Exercer funções de normatização e de coordenação da gestão nacional do SUS é papel do gestor estadual.
485

35. (2014/Instituto AOCP/UFGD) O órgão colegiado composto por representantes do governo, prestadores de serviço,
profissionais de saúde e usuários, que atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde na
instância correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, em caráter permanente e deliberativo, é:
A) a Conferência de Saúde.
B) o Conselho de Saúde.
C) a Secretaria de Saúde.
D) o Ministério da Saúde
E) a Comissão de Intergestores.
36. (2013/SESAP DO RIO GRANDE DO NORTE) Acerca da participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde
podemos afirmar que:
A) o Conselho de Saúde tem caráter permanente e deliberativo.
B) a Conferência de Saúde é convocada anualmente pelo Poder Executivo.
C) o Conselho de Saúde tem por objetivo avaliar a situação da saúde.
D) a Conferência de Saúde atua no controle da execução da política de saúde.
E) apenas a Conferência de Saúde conta com a representação dos usuários.
486

37. (2013/SESAP DO RIO GRANDE DO NORTE) O repasse direto e automático de recursos para a cobertura das ações e serviços
de saúde a serem implementados pelos Estados, está condicionado:
A) à celebração de convênio entre os órgãos executivos.
B) ao estabelecimento de acordo de compra e venda de serviços.
C) à existência de fundo de saúde e à apresentação de plano de saúde.
D) à identificação das diferenças entre as diversas regiões.
E) ao comprovado crescimento de suas populações
38. (2013/UFF/RESIDÊNCIA) A participação da comunidade na Gestão do SUS será feita conforme a lei Nº 8.142, de 28/12/1990,
envolvendo
A) a Conferência de Saúde e o Conselho de Saúde.
B) a Comunidade de Saúde Municipal e o Conselho Federal de Saúde.
C) a Conferência Interestadual de Saúde e o Conselho Federal de Medicina.
D) a Conferência Intermunicipal de Saúde e o Conselho Federal de Medicina.
487

39. (2013/UFTM/RESIDÊNCIA) A Lei n.º 8.142/90, que dispõe sobre a participação da comunidade na Gestão do Sistema Único
de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências,
determina que, para receber os recursos relativos à cobertura das ações e serviços de saúde, os Municípios devem contar, entre
outros itens, com
A) Fundo Nacional de Saúde.
B) implantação da estratégia de saúde da família.
C) alocação de recursos financeiros próprios em seu orçamento, para a formação e capacitação dos profissionais de saúde.
D) Conselho Gestor organizado e atuante em, pelo menos, 75% das unidades de saúde em operação.
E) contrapartida de recursos para a saúde, no respectivo orçamento.
40. (2013/UPENET/UPE /PROCAPE) Em relação à Lei 8142/90, assinale a alternativa INCORRETA.

A) A Lei 8142/90 dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as
transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências.

B) São considerados como instâncias colegiadas pela Lei os Conselhos de Saúde e as Conferências de Saúde.

C) A Lei legitima o Controle Social da Saúde.


488

D) A Lei legitima a política de recursos humanos na área de saúde para o país.

E) A Lei estabelece que os recursos do Fundo Nacional de Saúde - FNS serão alocados como despesas de custeio e de capital
do Ministério da Saúde, seus órgãos e entidades da administração direta e indireta.

GABARITO:
1-B 2-D 3-E 4-B 5-B 6-E 7-C 8-A 9-B 10-C
11-C 12-A 13-A 14-B 15-A 16-D 17-B 18-C 19-A 20-B
21-D 22-C 23-B 24-D 25-B 26-A 27-B 28-E 29-D 30-B
31-B 32-B 33-C 34-B 35-B 36-A 37-C 38-A 39-E 40-D
489

Parte 16 - RESOLUÇÃO 453/12

1. (2014/EBSERH/UFS Hospital Universitário de Sergipe) De acordo com a Resolução 453/2012, os Conselhos de Saúde Nacional,
Estaduais, Municipais e do Distrito Federal para aprovação ou não do relatório de gestão, deliberarão
A) bienalmente.
B) anualmente.
C) semestralmente.
D) trimestralmente.
E) bimestralmente.
2. (2013/HUB/IBFC) Sobre a Resolução 453/2012 do Conselho Nacional da Saúde, que define funcionamento dos conselhos de
saúde, assinale a alternativa incorreta:
A) A cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalhadores e prestadores de serviços, ao seu critério,
promovem a renovação de, no mínimo, 50% de suas entidades representativas.
B) Compete aos conselheiros examinar propostas e denúncias de indícios de irregularidades, nas ações e aos serviços de
saúde.
C) O tempo de mandato dos conselheiros será definido pelas respectivas representações.
490

D) O conselho de saúde terá poder de decisão sobre o seu orçamento e não será mais apenas o gerenciador de suas verbas.
3. (2014/HUJM/UFMT/AOCP) De acordo com a Resolução 453/2012, as resoluções aprovadas pelo Pleno do Conselho de Saúde
serão obrigatoriamente homologadas pelo chefe do poder constituído em cada esfera de governo, em um prazo de
A) 05 dias.
B) 10 dias.
C) 15 dias.
D) 30 dias.
E) 45 dias.
4. (2014/HU/UFGD/AOCP) Conforme a Resolução 453/2012, os Conselhos de Saúde são
A) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e privadas e na administração da saúde.
B) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na administração da saúde.
C) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na administração da saúde e da assistência
social.
D) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na administração da saúde e da previdência
social.
491

E) espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e privadas e na administração da saúde e da
assistência social.
5. (2014/HUCAM/UFES/AOCP) De acordo com a Resolução 453/2012, assinale a alternativa INCORRETA.
A) cabe ao Conselho de Saúde deliberar em relação à sua estrutura administrativa e ao quadro de pessoal.
B) o Conselho de Saúde contará com uma secretaria-executiva coordenada por pessoa preparada para a função, para o
suporte técnico e administrativo, subordinada ao Plenário do Conselho de Saúde, que definirá sua estrutura e dimensão.
C) o Conselho de Saúde decide sobre o seu orçamento.
D) o Plenário do Conselho de Saúde se reunirá, no mínimo, a cada mês e, extraordinariamente, quando necessário, e terá
como base o seu Regimento Interno. A pauta e o material de apoio às reuniões devem ser encaminhados aos conselheiros
com antecedência mínima de 10 (dez) dias.
E) as reuniões plenárias dos Conselhos de Saúde são fechadas ao público e deverão acontecer em recintos exclusivos do
ministério da saúde.
6. (2014/HUCAM/UFES/AOCP) A Conferência de Saúde com a representação dos vários segmentos sociais, para avaliar a situação
de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis correspondentes, convocada pelo Poder
Executivo ou, extraordinariamente, por esta ou pelo Conselho de Saúde, reunir-se-á a cada:
A) um ano.
B) dois anos.
492

C) três anos.
D) quatro anos.
E) cinco anos.
7. (2014/UFSM/AOCP) Considerando o que a Resolução 453/2012 do Conselho Nacional de Saúde dispõe sobre os Conselhos de
Saúde, assinale a alternativa INCORRETA.
A) Conselho de Saúde é uma instância colegiada, deliberativa e permanente do Sistema Único de Saúde (SUS) em âmbito
nacional.
B) Os Conselhos de Saúde, consagrados pela efetiva participação da sociedade civil organizada, representam pólos de
qualificação de cidadãos para o Controle Social nas esferas da ação do Estado.
C) O Conselho de Saúde é um subsistema da Seguridade Social.
D) Os Conselhos de Saúde são espaços instituídos de participação da comunidade nas políticas públicas e na administração da
saúde.
E) Os Conselhos de Saúde atuam na formulação e proposição de estratégias e no controle da execução das Políticas de Saúde,
inclusive nos seus aspectos econômicos e financeiros
8. (2014/HUOL/UFRN/IADES) É correto afirmar que os Conselhos de Saúde foram constituídos para:
A) executar, com o apoio da comunidade, as atividades principais da Atenção Básica à Saúde.
493

B) apoiar os órgãos legislativos na execução dos programas de saúde do município.


C) exercer controle e fiscalização sobre as ações de saúde e aplicar multas.
D) formular, fiscalizar e deliberar sobre as políticas de saúde.
E) deliberar sobre a escolha das equipes médicas e assistentes de saúde que irão trabalhar nas ações de saúde do município.
9. (2013/HC/UFTM/IADES) O secretário municipal de Saúde de um município brasileiro questiona o prefeito sobre a atuação do
Conselho de Saúde para na prestação de contas dessa localidade, dentre outros questionamentos. Quanto a esse caso hipotético
e considerando a importância da participação social no Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa que apresenta a
correta afirmação desse prefeito.
A) O Conselho Municipal de Saúde tem poder consultivo e pode ter vistas, mas não veto, a qualquer das prestações de contas.
B) Somente poderão votar, nesses casos, os membros titulares e suplentes, representantes da gestão.
C) A avaliação do plano municipal de saúde e das prestações de contas da gestão são exemplos de possibilidades legais de
interferência direta dos conselhos municipais de saúde.
D) A existência do Conselho Municipal de Saúde pode ser revogada pelo gestor, se percebido que esse conselho atrapalha os
repasses de recursos ao município.
E) A execução direta da política de saúde é função dos órgãos de controle social.
494

10. (2014/IADES/BAHIA/COM) De acordo com a Resolução no 453/2012, do Conselho Nacional de Saúde, recomenda-se que, a
cada eleição, os segmentos de representações de usuários, trabalhadores e prestadores de serviços, ao seu critério, promovam
a renovação de
A) 30% de suas entidades representativas, no mínimo.
B) metade mais um, da quantidade total de conselheiros.
C) 20% dos conselheiros, no máximo.
D) todo o quadro de conselheiros.
E) todas as entidades representativas.
11. (2014/IADES/BAHIA/COM) Considerando a Resolução no 453/2012, do Conselho Nacional de Saúde, assinale a alternativa
que não apresenta uma competência dos Conselhos de Saúde.
A) Propor critérios para programação e execução financeira e orçamentária dos Fundos de Saúde e acompanhar a
movimentação e o destino dos recursos.
B) Estimular articulação e intercâmbio entre os Conselhos de Saúde, entidades, movimentos populares, instituições públicas
e privadas para a promoção da saúde.
C) Substituir a ação do setor privado de saúde quando ele apresentar ocorrências de falhas e atrasos nos serviços à
comunidade.
495

D) Fiscalizar e acompanhar o desenvolvimento das ações e dos serviços de saúde e encaminhar denúncias aos respectivos
órgãos de controle interno e externo, conforme legislação vigente.
E) Acompanhar e controlar a atuação do setor privado credenciado, mediante contrato ou convênio na área de saúde.
12. (2013/HC/UFTM/IADES). O secretário municipal de Saúde de um município brasileiro questiona o prefeito sobre a atuação
do Conselho de Saúde para na prestação de contas dessa localidade, dentre outros questionamentos. Quanto a esse caso
hipotético e considerando a importância da participação social no Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa que
apresenta a correta afirmação desse prefeito.
A) O Conselho Municipal de Saúde tem pode consultivo e pode ter vistas, mas não veto, a qualquer das prestações de contas.
B) Somente poderão votar, nesses casos, os membros titulares e suplentes, representantes da gestão.
C) A avaliação do plano municipal de saúde e das prestações de contas da gestão são exemplos de possibilidades legais de
interferência direta dos conselhos municipais de saúde.
D) A existência do Conselho Municipal de Saúde pode ser revogada pelo gestor, se percebido que esse conselho atrapalha os
repasses de recursos ao município.
E) A execução direta da política de saúde é função dos órgãos de controle social.
13. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Considerando a legislação básica do SUS, bem como o planejamento e a gestão no SUS, julgue os
itens seguintes.
496

As funções dos membros dos conselhos de saúde do SUS são de relevância pública, podendo estes serem dispensados de suas
atividades laborais quando em exercício das atividades de controle social.
A) Certo
B) Errado
14. (2012/FUNCAB/Pref. Colatina/ES) Os Conselhos de Saúde são instâncias colegiadas que garantem o controle e participação
da sociedade nas políticas de saúde. Em relação a esses Conselhos, marque a alternativa correta.

A) A fiscalização da movimentação de recursos repassados à Secretaria de Saúde e/ou ao Fundo de Saúde não é competência
dos Conselhos de Saúde.

B) Os Conselhos de Saúde atuam prioritariamente na definição das metas com vistas ao alcance dos objetivos traçados para
a política de saúde.
C) A participação na formulação das estratégias de implementação das políticas de saúde é uma das finalidades dos Conselhos
de Saúde.

D) O trabalho do Conselho de Saúde tem as mesmas características do trabalho desenvolvido pelos gestores de saúde.

E) Os Conselhos de Saúde são responsáveis pela execução das políticas de saúde do SUS.

15. (2012/FUNCAB/Pref. Magé) Em relação aos Conselhos de Saúde, marque a opção correta.
497

A) O mandato dos conselheiros será definido no Regimento Interno do Conselho, podendo coincidir com o mandato do
Governo Estadual, Municipal, do Distrito Federal ou do Governo Federal.

B) O Plenário do Conselho de Saúde que se reunirá, no mínimo, a cada dois meses e, extraordinariamente, quando necessário,
funcionará baseado em normas predefinidas.

C) Não cabe, em hipótese alguma, aos Conselhos de Saúde buscar auditorias externas e independentes sobre as contas e
atividades do Gestor do SUS.

D) Os Conselhos de Saúde devem ser compostos por 40% de entidades de usuários, 30% de entidades dos trabalhadores da
saúde e 30% de representação de governo, de prestadores de serviços privados conveniados ou sem fins lucrativos.

E) Compete aos Conselhos de Saúde implementar a mobilização e a articulação contínuas da sociedade, na defesa dos
princípios
Constitucionais que fundamentam o SUS, para o controle social de Saúde.

16. (2013/Pref. Cacoal-RO/FUNCAB) Os Conselhos de Saúde consubstanciam a participação da sociedade organizada na


administração do SUS, propiciando e melhorando o controle social do sistema. No que se refere ao Conselho Estadual de Saúde,
a representação dos usuários deverá ser composta, entre outros, por representante(s):
A) de instituições públicas e privadas.
498

B) de trabalhadores na área de saúde.

C) de associações de portadores de patologias.

D) da Secretaria Municipal e Estadual de Saúde.

E) de prestadores de serviços de saúde.

17. (2011/Pref. Anápolis-GO/FUNCAB) Que instância colegiada atua no controle da execução da política de saúde no Município?

A) Comissão Municipal de Saúde.

B) Conferência Municipal de Saúde.

C) Assembleia Deliberativa de Usuários.

D) Conselho Municipal de Saúde.

E) Comitê Gestor de Saúde.


499

18. (2011/Pref. Anápolis-GO/FUNCAB) Na composição da Conferência de Saúde, a representação dos usuários em relação ao
conjunto dos demais segmentos deve ser de:

A) 75%

B) 50%

C) 25%

D) 20%

E) 15%

19. (2013/SESAP DO RIO GRANDE DO NORTE) Acerca da participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde
podemos afirmar que:
A) o Conselho de Saúde tem caráter permanente e deliberativo.
B) a Conferência de Saúde é convocada anualmente pelo Poder Executivo.
C) o Conselho de Saúde tem por objetivo avaliar a situação da saúde.
D) a Conferência de Saúde atua no controle da execução da política de saúde.
500

E) apenas a Conferência de Saúde conta com a representação dos usuários.


20. (2013/UPENET-PROCAPE--ALTERADA PELO AUTOR) Em relação à legislação do SUS, analise as afirmativas abaixo e assinale
V nas Verdadeiras e F nas Falsas.

( ) Os Conselhos de Saúde são órgãos de controle do Sistema Único de Saúde pela sociedade.

( ) A Constituição Federal dispõe que a assistência à saúde é livre à iniciativa privada.

( ) Os Conselhos de Saúde têm como composição 50% usuários, 25% trabalhadores e 25% prestadores.
( ) A conferência de saúde reunir-se-á a cada quatro anos com a representação dos vários segmentos sociais.
Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA.
A) V –V – F – F

B) F – F – F – F

C) V – F –V – V

D) F –V –V – F

E) V –V –F – V
501
502

GABARITO:
1-B 2-A 3-D 4-B 5-E 6-D 7-A 8-D 9-C 10-A
11-C 12-C 13-A 14-C 15-E 16-C 17-D 18-B 19-A 20-E
503

Parte 17 - DECRETO 7.508/11

1. (2014/UFS/EBSERH - Hospital Universitário de Sergipe) De acordo com o Decreto 7.508/2011, o acordo de colaboração
firmado entre entes federativos com a finalidade de organizar e integrar as ações e serviços de saúde na rede regionalizada e
hierarquizada, com definição de responsabilidades, indicadores e metas de saúde, critérios de avaliação de desempenho,
recursos financeiros que serão disponibilizados, forma de controle e fiscalização de sua execução e demais elementos
necessários à implementação integrada das ações e serviços de saúde denomina-se
A) Contrato Administrativo da Ação Pública da Saúde.
B) Contrato Administrativo da Ação Privada da Saúde.
C) Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde.
D) Contrato Organizativo da Ação Privada da Saúde.
E) Contrato Substitutivo da Ação Pública da Saúde.
2. (2014/ UFCG/Hospital Universitário Alcides Carneiro/PB) O Decreto 7.508 de 28 de Junho de 2011, que regulamenta a Lei
8.080 de 19 de setembro de 1990, apresenta uma série de instrumentos para o reordenamento do Sistema único de Saúde. De
acordo com as suas proposições assinale a alternativa INCORRETA:
A) Para ser instituída, a Região de Saúde deve conter, no mínimo, ações e serviços de atenção primária, de urgência e
emergência, de atenção psicossocial, de atenção ambulatorial especializada e hospitalar e de vigilância em saúde.
504

B) São Portas de Entrada às ações e aos serviços de saúde nas Redes de Atenção à Saúde os serviços de atenção primária, de
atenção de urgência e emergência, de atenção psicossocial, os serviços especiais de acesso aberto e os Hospitais de
Universitários.
C) O acesso universal e igualitário às ações e aos serviços de saúde será ordenado pela atenção primária e deve ser fundado
na avaliação da gravidade do risco individual e coletivo e no risco cronológico.
D) O Mapa da Saúde será utilizado na identificação das necessidades de saúde e orientará o planejamento integrado dos entes
federativos, contribuindo para o estabelecimento de metas de saúde.
E) A Relação Nacional de Ações e Serviços de Saúde - RENASES compreende todas as ações e serviços que o SUS oferece ao
usuário para atendimento da integralidade da assistência à saúde.
3. (2014/UFCG/Hospital Universitário Alcides Carneiro/PB) O Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde- COAP objetiva a
organização e a integração das ações e dos serviços de saúde, sob a responsabilidade dos entes federativos em uma Região de
Saúde, com a finalidade de garantir a integralidade da assistência aos usuários, através de acordo de colaboração entre os entes
federativos para a organização da rede interfederativa de atenção à saúde. Assinale a alternativa que representa o instrumento
legal do SUS que instituiu o COAP:
505

A) Decreto 7.508, de 28 de Junho de 2001.


B) Norma Operacional Básica do SUS/93.
C) Lei 8.080 de 19 de Setembro de 1990.
D) Portaria nº 399/GM de 22 de fevereiro de 2006- Pacto pela Saúde.
E) Lei 8.142 de 28 de Dezembro de 1990.
4. (2013/EBSERH/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) O Decreto no 7.508, de 28 de junho de 2011, visa dar mais
transparência à estrutura do SUS, com a finalidade de garantir maior segurança jurídica na fixação das responsabilidades dos
entes federativos, para que o cidadão possa, de fato, conhecer as ações e os serviços de saúde ofertados nas regiões de saúde
e organizados em redes de atenção à saúde. Sobre vertentes deste decreto, assinale a alternativa correta.
A) O Ministério da Saúde disporá sobre a RENASES, em âmbito nacional, observadas as diretrizes pactuadas pela CIB.
B) A RENASES compreende todas as ações e serviços, que o SUS oferece ao usuário, para atendimento da integralidade da
assistência à saúde.
C) RENAME é a Relação Nacional de Medicamentos Especiais, atualizada, a cada três anos pelo Ministério da Saúde.
D) A Rede de Atenção à Saúde é o conjunto de ações e serviços de saúde, articulados em níveis de complexidade crescente,
com a finalidade de garantir a equidade da assistência à saúde.
506

E) Serviços Especiais de Acesso Aberto são instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos, para definição das
regras da gestão compartilhada do SUS.
5. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde - SAMU 192/MG) As Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite são reconhecidas
como foros de negociação e pactuação entre gestores, quanto aos aspectos operacionais do Sistema Único de Saúde. A atuação
das Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite tem por objetivo, EXCETO
A) Decidir sobre os aspectos operacionais, financeiros e administrativos da gestão compartilhada do SUS, em conformidade
com a definição da política consubstanciada em planos de saúde, aprovados pelos conselhos de saúde.
B) Definir diretrizes, de âmbito nacional, regional e intermunicipal, a respeito da organização das redes de ações e serviços de
saúde, principalmente no tocante à sua governança institucional e à integração das ações e serviços dos entes federados.
C) Fixar diretrizes sobre as regiões de saúde, distrito sanitário, integração de territórios, referência e contrarreferência e
demais aspectos vinculados à integração das ações e serviços de saúde entre os entes federados.
D) Administrar os recursos orçamentários e financeiros destinados, em cada ano, à saúde.
6. (2013/UPENET/IAUPE/HEMOPE) O Decreto Nº 7.508, de 28 de junho de 2011 teve a finalidade de

A) consolidar uma política de financiamento para o SUS.


B) regulamentar a Lei No 8.080, de 19 de setembro de 1990.

C) tornar sem vigor a Lei 8142/90.


507

D) definir exclusivamente a composição das Comissões Intergestores que são instâncias de pactuação consensual entre os
entes federativos para definição das regras da gestão compartilhada do SUS.

E) regulamentar que uma Região de Saúde pode ser instituída apenas com ações de urgência e emergência.

7. (2013/Consórcio Aliança para a Saúde/SAMU 192/MG) De acordo com o Decreto nº 7.508, de 28 de junho de 2011, que
regulamenta a Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990, a Região de Saúde é definida como um espaço geográfico contínuo
constituído por agrupamentos de municípios limítrofes, delimitado a partir de identidades culturais, econômicas e sociais e de
redes de comunicação e infraestrutura de transportes compartilhados, com a finalidade de integrar a organização, o
planejamento e a execução de ações e serviços de saúde.
Quais ações e serviços mínimos devem existir para que uma região seja instituída?
A) Atenção primária; atenção psicossocial; urgência e emergência; atenção ambulatorial especializada e hospitalar; e vigilância
em saúde.
B) Atenção primária; urgência e emergência; atenção ambulatorial especializada e hospitalar; e vigilância em saúde.
C) Atenção primária; urgência e emergência; e atenção ambulatorial especializada e hospitalar.
D) Atenção primária; atenção psicossocial; urgência e emergência; e atenção ambulatorial especializada e hospitalar.
508

8. (2013/UPENET/IAUPE/HEMOPE) Para as definições propostas pelo Decreto Nº 7.508/11, assinale V para as Verdadeiras ou F
para as Falsas.

( ) As Regiões de Saúde serão referência para as transferências de recursos entre os entes federativos.
( ) As Comissões Intergestores são definidas pelo Decreto como instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos
para a definição das regras da gestão compartilhada do SUS.
( ) O SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da saúde executados pelos
entes federativos de forma direta ou indireta.
( ) Mesmo havendo justificativa técnica, os entes federativos não poderão criar novas Portas de Entrada às ações e serviços
de saúde.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.
A) V – V – V – V

B) F – F – F – V

C) F – F – V – F

D) F – V – F – F

E) V – V – V – F

9. (2013/UPENET/IAUPE/HEMOPE) Em relação ao Planejamento em Saúde disposto no Decreto Nº 7.508/11 (Artigos de 15 a


19), assinale a alternativa CORRETA.
509

A) O planejamento da saúde é obrigatório para os entes públicos e será indutor de políticas para a iniciativa privada.

B) As diretrizes a serem observadas na elaboração dos planos de saúde serão estabelecidas de forma ascendente e integradas
pelos entes federativos.

C) No planejamento, os serviços e as ações prestados pela iniciativa privada, de forma complementar ou não ao SUS, não
deverão compor os Mapas da Saúde regional, estadual ou nacional.

D) O planejamento da saúde em âmbito estadual deve ser realizado de maneira regionalizada, sem, no entanto, considerar as
necessidades dos municípios que deverão ter planejamento próprio.

E) Compete à Comissão Intergestores Tripartite - CIT de que trata o inciso II do art. 30 pactuar as etapas do processo e os
prazos do planejamento municipal em consonância com os planejamentos estadual e nacional.

10. (2012/Prefeitura de Manaus – Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA)/ Especialista em Saúde) É a base territorial de
planejamento da atenção à saúde, não necessariamente coincidente com a divisão administrativa do estado, a ser definida pela
Secretaria Estadual de Saúde, de acordo com as especificidades e estratégias de regionalização da saúde em cada estado. A
definição acima se refere à(ao)
A) Município Sede.
B) Município Polo.
510

C) Região de Saúde.
D) Unidade Territorial.
E) Módulo Assistencial.
11. (2013/CETRO/ANVISA - Especialista em Regulação) Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios poderão adotar relações
específicas e complementares de medicamentos, em consonância com a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais
(Rename), respeitadas as responsabilidades dos entes pelo financiamento de medicamentos, de acordo com o pactuado nas
Comissões Intergestores. De acordo com a legislação vigente, são exigências cumulativas e necessárias ao acesso universal e
igualitário à assistência farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS):
I. estar o usuário assistido por ações e serviços de saúde do SUS.
II. ter o medicamento sido prescrito por profissional de saúde, no exercício regular de suas funções no SUS.
III. estar a prescrição em conformidade com a Rename e os Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas ou com a relação
específica complementar estadual, distrital ou municipal de medicamentos.
IV. ter a dispensação ocorrido em unidades indicadas pela direção do SUS.
A) I e II, apenas.
B) I, II, III e IV.
C) II, III e IV, apenas.
511

D) III e IV, apenas.


E) I e III, apenas.
12. (2014/UFS/AOCP) De acordo com o Decreto 7.508/2011, os serviços de atendimento inicial à saúde do usuário no SUS são
considerados
A) Serviços Especiais de Acesso Aberto.
B) Portas de Entrada.
C) Serviços Especiais de Acesso Primário.
D) Portas Iniciais do SUS.
E) Serviços de Atenção Primária.
13. (2014/FUNCAB/Pref. Vassouras-RJ) O Decreto nº 7.508/2011 prevê um acordo de colaboração firmado entre entes
federativos com a finalidade de organizar e integrar as ações e serviços de saúde na rede regionalizada e hierarquizada. Esse
acordo diz respeito ao:

A) Contrato da Gestão Participativa do SUS– CGPS.

B) Pacto em Defesa do SUS (parte do Pacto pela Saúde).


512

C) Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde– COAP.

D) Programação Pactuada e Integrada entre Gestores.

E) Pacto Intergestores pela Integração das Ações de Saúde.

14. (2014/FUNCAB/Pref. Vassouras-RJ) O Decreto nº 7.508/2011 passou a exigir uma nova dinâmica na organização e gestão do
Sistema Único de Saúde, sendo a principal delas o aprofundamento das relações interfederativas e a instituição de novos
instrumentos, documentos e dinâmicas na gestão compartilhada do SUS. Com base no exposto, analise as afirmativas a seguir.

I. Dentre os novos elementos advindos do Decreto estão a Relação Nacional de Ações e Serviços de Saúde – RENASES; a
Relação Nacional de Medicamentos Essenciais – RENAME e o Mapa da Saúde.

II. O acesso universal, igualitário e ordenado às ações e serviços de saúde se inicia pelas Portas de Entrada do SUS e se
completa na rede regionalizada e hierarquizada, de acordo com a complexidade do serviço.
III. As Redes de Atenção à Saúde estarão compreendidas no âmbito de um Distrito Sanitário, ou de vários deles, em
consonância com as diretrizes pactuadas no Conselho Nacional de Saúde.

Conforme análise, assinale a alternativa correta.

A) Somente a afirmativa I está correta.


513

B) Somente a afirmativa II está correta.

C) Somente a afirmativa III está correta.

D) Somente as afirmativas I e II estão corretas.

E) Somente as afirmativas II e III estão corretas.

15. (2014/AOCP/CEARÁ) Assinale a alternativa considerada INCORRETA.


De acordo com o art. 5º do Decreto Presidencial n° 7.508, de 28 de junho de 2011, para a instituição da Região de Saúde, esta
deve conter, no mínimo, ações e serviços de
A) urgência e emergência.
B) atenção secundária.
C) atenção psicossocial.
D) atenção ambulatorial especializada e hospitalar.
E) vigilância em saúde.
16. (2013/IADES/HC/UFTM) Sobre a concepção do Sistema Único de Saúde (SUS), tendo como base sua Lei Orgânica e o Decreto
Presidencial no 7.508/2011, assinale a alternativa correta.
514

A) A saúde é colocada como um direito de todos, cuja assistência deve ser assegurada em um sistema integral, com vistas às
atividades curativas e, em menor escala, às preventivas.
B) O sistema de saúde deve estar organizado em uma rede hierarquizada na qual os serviços controlados pelas secretarias de
Estado da Saúde têm supremacia sobre os serviços municipais.
C) Os recursos aplicados na saúde são provenientes da União e repassados para estados e municípios, os quais têm a
responsabilidade de fixar as ações com base apenas no recurso transferido.
D) As ações de vigilância sanitária e epidemiológica não são atribuições do SUS.
E) A Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) é um dos instrumentos do SUS para atendimento aos usuários,
devendo conter apenas medicamentos com registro concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
17. (IAUPE-2013) O Decreto Nº 7.508, de 28 de junho de 2011 teve a finalidade de:
(A) consolidar uma política de financiamento para o SUS.
(B) regulamentar a Lei No 8.080, de 19 de setembro de 1990.
(C) tornar sem vigor a Lei 8142/90.
(D) definir exclusivamente a composição das Comissões Intergestores que são instâncias de pactuação consensual entre os
entes federativos para definição das regras da gestão compartilhada do SUS.
(E) regulamentar que uma Região de Saúde pode ser instituída apenas com ações de urgência e emergência.
515

18- (2013/IAUPE) Para as definições propostas pelo Decreto Nº 7.508/11, assinale V para as Verdadeiras ou F para as Falsas.
( ) As Regiões de Saúde serão referência para as transferências de recursos entre os entes federativos.
( ) As Comissões Intergestores são definidas pelo Decreto como instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos
para a definição das regras da gestão compartilhada do SUS.
( ) O SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da saúde executados pelos
entes federativos de forma direta ou indireta.
( ) Mesmo havendo justificativa técnica, os entes federativos não poderão criar novas Portas de Entrada às ações e serviços
de saúde.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.
A) V – V – V – V
B) F – F – F – V
C) F – F – V – F
D) F – V – F – F
E) V – V – V – F
19. (2012/FUNCAB/Pref. Magé-RJ) Em relação ao processo de Planejamento da Saúde, analise as afirmativas abaixo e, em
seguida, marque a alternativa correta.
516

I. O planejamento da saúde, em âmbito estadual, deve ser realizado de maneira regionalizada, com base nas necessidades
dos Municípios, considerando o estabelecimento de metas de saúde.

II. No planejamento da saúde, não devem ser considerados os serviços e as ações prestados pela iniciativa privada, de forma
complementar ou não ao SUS.

III. O Mapa da Saúde será utilizado na identificação das necessidades de saúde e orientará o planejamento integrado dos
entes federativos, contribuindo para o estabelecimento de metas de saúde.

A) Somente a I está correta.

B) Somente a II está correta.

C) Somente I e II estão corretas.

D) Somente I e III estão corretas.

E) Somente II e III estão corretas.

20. (2013/CESPE/MS/Todos os Cargos) Com base na legislação de referência, julgue os próximos itens, relativos ao controle
social em saúde.
517

O contrato organizativo de ação pública da saúde tem a função de definir, entre os entes federativos, as responsabilidades no
SUS, permitindo, a partir de uma região de saúde, uma organização dotada de unicidade conceitual, mediante a explicitação
de diretrizes, metas e indicadores, os quais devem ser cumpridos dentro dos prazos estabelecidos.
A) Certo
B) Errado
21. (2013/CESPE/DEPEN) No que se refere ao Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens que se seguem.
Consideram-se portas de entrada às ações e aos serviços de saúde nas redes de atenção à saúde os serviços de atenção
primária, de atenção de urgência e emergência, de atenção psicossocial e os especiais de acesso aberto.
A) Certo
B) Errado
22. (2013/FGV/TJ-AM/Analista Judiciário) O Decreto 7.508 / 11 regulamenta a Lei Orgânica da Saúde, e dispõe, entre outras
coisas, sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação
interfederativa.
De acordo com esse decreto, o Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde – COAP é
A) uma instância de pactuação consensual entre os entes federativos para definição das regras da gestão compartilhada do
SUS.
518

B) um acordo de colaboração firmado entre entes federativos com a finalidade de organizar e integrar as ações e serviços de
saúde na rede regionalizada e hierarquizada.
C) um conjunto de ações e serviços de saúde articulados em níveis de complexidade crescente, com a finalidade de garantir
a integralidade da assistência à saúde.
D) um contrato que contém a discriminação da receita e da despesa, a fim de evidenciar a política econômico- financeira e o
programa de trabalho do governo.
e) um conjunto de acordos que determina as diretrizes, os objetivos e as metas da administração pública, no que se refere à
saúde, para um período de quatro anos.
23. (2013/CETRO/ANVISA/Analista Administrativo) No que se refere à hierarquização da organização do Sistema Único de Saúde
(SUS), prevista pelo Decreto nº 7.508/2011, assinale a alternativa correta.
A) Consideram-se Portas de Entrada às ações e aos serviços de saúde nas Redes de Atenção à Saúde os serviços de atenção
primária e de atenção de urgência e emergência, tão somente.
B) Os serviços de atenção hospitalar e os ambulatoriais especializados, entre outros de maior complexidade e densidade
tecnológica, não são imediatamente referenciados como sendo de Portas de Entrada.
C) A criação de novas Portas de Entrada às ações e serviços de saúde são de competência exclusiva dos municípios, devendo
esses apenas comunicar às Comissões e ao estado-membro, mediante apresentação de justificativa técnica.
519

D) Ao usuário é assegurada a continuidade do cuidado em saúde, em todas as suas modalidades, nos serviços, hospitais e
outras unidades integrantes da rede de atenção se forem disponíveis na respectiva região.
E) De modo a possibilitar acesso às ações e aos serviços de saúde, esse será ordenado pela atenção primária e fundado na
avaliação da gravidade do risco individual e coletivo, bem como no critério cronológico.
24. (2013/IBFC/EBSERH) Segundo o Decreto Presidencial nº 7.508, de 28 de junho de 2011, a descrição geográfica da distribuição
de recursos humanos e de ações e serviços de saúde ofertados pelo SUS e pela iniciativa privada, considerando-se a capacidade
instalada existente, os investimentos e o desempenho aferido a partir dos indicadores de saúde do sistema é a definição de
A) Pactuação Integrada em Saúde.
B) Rede hierarquizada em Saúde.
C) Rede de Atenção à Saúde.
D) Mapa da Saúde.
25. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Acerca da organização das ações e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens a
seguir.
A priorização dos atendimentos no SUS é feita com base em alguns critérios, entre os quais se incluem a gravidade do risco
individual e coletivo e o tempo de espera ao atendimento.
A) Certo
520

B) Errado
26. (2013/CESPE/UNIPAMPA) Acerca da organização das ações e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), julgue os itens a
seguir.
O acesso universal, igualitário e ordenado às ações e serviços de saúde do SUS é circunscrito aos pacientes residentes na
região de saúde, sendo garantido até a capacidade instalada da rede regionalizada e hierarquizada.
A) Certo
B) Errado
27. (2014/Instituto AOCP/UFS) De acordo com a organização do SUS estabelecida no Decreto 7.508/2011, é possível afirmar que
A) o SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da
saúde executados apenas pela União, de forma direta ou indireta, mediante a participação complementar da
iniciativa privada, sendo organizado de forma hierarquizada.
B) o SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da
saúde executados apenas pelos Estados e Distrito Federal, de forma direta ou indireta, mediante a
participação complementar da iniciativa privada, sendo organizado de forma regionalizada e não hierarquizada.
C) o SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da
saúde executados pelos entes federativos, de forma direta ou indireta, mediante a participação complementar da
iniciativa privada, sendo organizado de forma regionalizada e hierarquizada.
521

D) o SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da
saúde executados apenas pelos Municípios, de forma direta ou indireta, mediante a participação complementar da
iniciativa privada, sendo organizado de forma não hierarquizada.
E) o SUS é constituído pela conjugação das ações e serviços de promoção, proteção e recuperação da
saúde executados pelos entes federativos e pela iniciativa privada, de forma direta ou indireta, sendo organizado de
forma regionalizada e hierarquizada.
28. (2014/Instituto AOCP/UFS) De acordo com o Decreto 7.508/2011, os serviços de atendimento inicial à saúde do usuário no
SUS são considerados
A) Serviços Especiais de Acesso Aberto.
B) Portas de Entrada.
C) Serviços Especiais de Acesso Primário
D) Portas Iniciais do SUS.
E) Serviços de Atenção Primária.
29. (2014/CESPE/Caixa) Acerca da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), julgue os seguintes itens.
No âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), o elenco de medicamentos e insumos da RENAME inclui, entre outras, a Relação
Nacional de Medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica, a Relação Nacional de Insumos e a Relação
Nacional de Medicamentos de Uso Hospitalar.
522

A. Certo
B. Errado
30. (2012/FUNCAB/Pref. Magé-RJ) “O conjunto de ações e serviços de saúde articulados em níveis de complexidade crescente,
com a finalidade de garantir a integralidade da assistência à saúde”, refere-se à(ao):

A) serviço especial de acesso aberto.


B) rede de atenção à saúde.
C) protocolo clínico e diretriz terapêutica.
D) mapa de saúde.
E) porta de entrada.

31. (2012/FUNCAB/Pref. Magé-RJ) Atenção primária, urgência e emergência e vigilância em saúde são serviços que fazem parte
dos requisitos mínimos para que seja instituído um (a):

A) região de saúde.
B) área de saúde.
C) rede de atenção à saúde.
D) núcleo de saúde.
E) serviço especial de saúde.

32. (2012/FUNCAB/Pref. Magé-RJ ) São considerados portas de entrada do SUS os seguintes serviços, EXCETO:
523

A) atenção primária.
B) atenção de urgência e emergência.
C) de apoio diagnóstico.
D) atenção psicossocial.
E) especiais de acesso aberto.

33. (2014/SESACRE/FUNCAB) De acordo com o Decreto nº 7.508/2011, são portas de entrada às ações e aos serviços de saúde
nas Redes de Atenção à Saúde os seguintes serviços, EXCETO:
A) atenção primária.
B) atenção psicossocial.
C) especiais de acesso aberto.
D) vigilância em saúde.
E) atenção de urgência e emergência.
34.(2014/SESACRE/FUNCAB) O Decreto nº 7.508/2011 trouxe alguns elementos novos, principalmente no que se refere à
articulação interfederativa. Um desses elementos é:
A) o conceito de Regiões e Redes de Saúde.
524

B) o Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde.


C) a Comissão Intergestores Bipartite.
D) o Protocolo Clínico e Diretriz Terapêutica.
E) a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais– RENAME.
35. (2013/FUNCAB/SESACRE) Considerando as disposições legais do Planejamento da Saúde, assinale a alternativa correta.
A) O processo de planejamento da saúde será descendente e integrado, do nível federal até o nível local.

B) A Comissão Intergestor Bipartite estabelecerá as diretrizes a serem observadas na elaboração dos planos de saúde.

C) O planejamento da saúde é obrigatório para os entes públicos e será indutor de políticas para a iniciativa privada.

D) Compete ao Conselho Municipal de Saúde pactuar as etapas do processo e os prazos do planejamento municipal.

E) No planejamento do SUS não são considerados os serviços e as ações prestados pela iniciativa privada, mesmo que de
forma complementar ao SUS.

36. (2013/FUNCAB/SESACRE) Um dos novos elementos incorporados ao SUS pelo Decreto nº 7.508/2011 é a Relação Nacional
de Ações e Serviços de Saúde – RENASES. A respeito das disposições legais sobre a RENASES, é correto afirmar:
A) Os Comitês de Saúde disporão sobre a RENASES em âmbito nacional, observadas as diretrizes pactuadas pela CIT.
525

B) A RENASES compreende todas as ações e serviços que o SUS oferece ao usuário para atendimento da integralidade da
assistência à saúde.
C) Os Municípios pactuarão, nos Conselhos de Saúde, as suas responsabilidades em relação ao rol de ações e serviços
constantes da RENASES.
D) Somente os Estados poderão adotar relações de ações e serviços de saúde complementares a RENASES.
E) Os Estados serão responsáveis por consolidar e publicar as atualizações na RENASES a cada 4 anos.

37. (2013/ FUNCAB/ Pref. Ji-Paraná-RO/Enfermeiro - Superior) O Decreto nº 7.508/2011 passou a exigir uma nova dinâmica na
organização e gestão do sistema de saúde, sendo a principal delas o aprofundamento das relações entre os entes federados.
Considerando o que dispõe esse decreto, analise as afirmativas abaixo.

I. As Regiões de Saúde são estabelecidas como referência para as transferências de recursos entre os entes federativos.
II. As Redes de Atenção à Saúde estarão compreendidas no âmbito de uma Região de Saúde, ou de várias delas.
III. O Mapa da Saúde será utilizado na identificação das necessidades de saúde e orientará o planejamento integrado dos
entes federativos, contribuindo para o estabelecimento de metas de saúde.

Assinale:
A) Se somente a afirmativa I estiver correta.

B) Se somente a afirmativa II estiver correta.


526

C) Se somente a afirmativa III estiver correta.

D) Se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

E) Se as afirmativas I, II e III estiverem corretas.

38. (2013/FUNCAB/Pref. Ji-Paraná-RO/Enfermeiro - Superior) A respeito da Relação Nacional de Medicamentos Especiais –


RENAME– é correto afirmar:

A) As atualizações da RENAME deverão ser feitas a cada quatro anos pelo Conselho Nacional de Saúde.

B) Os Estados, o Distrito Federal e os Municípios não poderão adotar relações específicas e complementares de
medicamentos.

C) Estar o usuário assistido por ações e serviços de saúde do SUS é um dos pressupostos para o acesso universal e igualitário
à assistência farmacêutica.

D) A Comissão Nacional de Saúde é o órgão competente para dispor sobre a RENAME e dobre as Diretrizes Terapêutica sem
âmbito nacional.

E) Os entes federativos não poderão ampliar o acesso do usuário à assistência farmacêutica estabelecida em âmbito nacional.
527

39. (2013/FUNCAB/SESACRE) De acordo com o Decreto nº 7.508/2011, compete à Comissão Intergestores Bipartite pactuar as
etapas do processo e os prazos do Planejamento:

A) regional.

B) federal.

C) municipal.

D) estadual
E) interestadual.

40. (2013/FUNCAB/SESACRE) Os Serviços Especiais de Acesso Aberto são definidos como:

A) conjunto de ações e serviços de saúde articulados em níveis de complexidade crescente, com a finalidade de garantir a
integralidade da assistência à saúde.
B) serviços de saúde específicos para o atendimento da pessoa que, em razão de agravo ou de situação laboral, necessita de
atendimento especial.

C) espaço geográfico contínuo constituído por agrupamentos de Municípios limítrofes, delimitado a partir de identidades
culturais.
528

D) serviços de atendimento inicial à saúde do usuário no SUS com a finalidade de integrar a organização das ações de saúde.

E) instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos para definição das regras da gestão compartilhada do SUS.
529

GABARITO:
1- C 2-B 3-A 4-B 5-D 6-B 7-A 8-E 9-A 10-C
11-B 12-B 13-C 14-D 15-B 16-E 17-B 18-E 19-D 20-A
21-A 22-B 23-E 24-D 25-A 26-B 27-C 28-B 29-A 30-B
31-A 32-C 33-D 34-B 35-C 36-B 37-E 38-C 39-D 40-B
530

Parte 18 - 141/12
13 QUESTÕES

1. (2014/UNIFESP/Residência Multiprofissional em Saúde) Segundo a Lei Complementar nº 141, que regulamenta a Emenda
Constitucional 29, aprovada pelo Congresso em dezembro de 2011, os percentuais mínimos das receitas brutas correntes dos
municípios e estados destinados obrigatoriamente à saúde são, respectivamente, de
A) 10% e 9%
B) 13% e 15%
C) 15% e 12%
D) 18% e 20%
E) 20% e 10%
2. (2013 SMS/RJ PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO) Para efeito do cálculo do montante de recursos previsto na Lei Complementar
141, de 13 de janeiro de 2012, que dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, estados, Distrito
Federal e municípios em ações e serviços públicos de saúde, no § 3o do art. 5o e nos arts. 6o e 7º devem ser considerados os
recursos decorrentes da:
A) aplicação financeira do Fundo Nacional, Estadual e Municipal de saúde
531

B) arrecadação do percentual do INSS, IRF e do PIB


C) dotação orçamentária do exercício anterior, acrescida do percentual da inflação prevista para o exercício seguinte
D) dívida ativa, da multa e dos juros de mora provenientes dos impostos e da sua respectiva dívida ativa.
3. (2013/PREFEITURA DE LONDRINA/PR) A Lei Complementar nº 141 dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados
anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde. Estabelece os critérios de
rateio dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas
três esferas de governo. Com base na Lei Complementar nº 141, analise as afirmativas a seguir:
I. Os recursos da União são repassados ao Fundo Nacional de Saúde e às demais unidades orçamentárias que compõem o
órgão Ministério da Saúde, para serem aplicados em ações e serviços públicos de saúde.
II. Os Municípios aplicarão anualmente, em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo, 10% (dez) da arrecadação dos
impostos
III. Os Estados aplicarão anualmente, em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo, 23% (vinte e três) da arrecadação
dos impostos, deduzidas as parcelas que forem transferidas aos respectivos Municípios.
IV. A União aplicará, anualmente, em ações e serviços públicos de saúde o montante correspondente a 10% (dez) da
arrecadação dos impostos.
Assinale a alternativa correta.
A) Somente a afirmativa I é correta.
532

B) Somente as afirmativas I e II são corretas.


C) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
D) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
E) As afirmativas I, II, III e IV são corretas
4. (2013/CISSUL) A Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012, dentre outras atribuições, regulamenta as normas de
fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas três esferas de governo. Na referida lei, NÃO constitui despesas
com ações e serviços públicos de saúde, EXCETO:
A) Capacitação do pessoal de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).
B) Pagamento de aposentadorias e pensões, inclusive dos servidores da saúde.
C) Pessoal ativo da área de saúde quando em atividade alheia à referida área.
D) Assistência à saúde que não atenda ao princípio de acesso universal.
I - pagamento de aposentadorias e pensões, inclusive dos servidores da saúde;
II - pessoal ativo da área de saúde quando em atividade alheia à referida área;
III - assistência à saúde que não atenda ao princípio de acesso universal;
533

5. (2013/FCC/TCE-SP) O Poder Legislativo, diretamente ou com o auxílio dos Tribunais de Contas, do sistema de auditoria do
Sistema Único de Saúde - SUS, do órgão de controle interno e do Conselho de Saúde de cada ente da Federação, fiscalizará o
cumprimento das normas da Lei Complementar no 141/2012, com ênfase no que diz respeito
A) à elaboração e execução do Plano de Saúde Anual.
B) ao cumprimento das metas para a saúde estabelecidas na Lei Orçamentária Anual.
C) à aplicação dos recursos mínimos, públicos ou não, em ações e serviços públicos e privados de saúde.
D) às transferências dos recursos aos Fundos de Saúde.
E) à aplicação dos recursos, públicos e privados, vinculados e não vinculados ao SUS.
6. (2012/FGV/Senado Federal) Com relação à lei complementar 141/12, que Regulamenta o § 3º do art. 198 da Constituição
Federal, para dispor sobre ações e serviços públicos de saúde, pode ser afirmado que:
A) Haverá automática concessão de créditos à saúde toda vez que a variação nominal do Produto Interno Bruto for majorada.
B) A vigilância epidemiológica e a remoção de resíduos são consideradas despesas vinculadas às ações e serviços públicos de
saúde.
C) São diretrizes para as ações e serviços públicos de saúde a universalização, isonomia e gratuidade do sistema.
D) As taxas, tarifas ou multas arrecadadas por entidades da área da saúde que integram a administração dos Estados, deverão
ser aplicados em ações e serviços públicos de saúde pelas respectivas entidades.
534

E) Os recursos previstos na Lei Complementar 141/12 serão recolhidos e movimentados em contas específicas mantidas em
instituição financeira oficial.
7. (2013/SESA/CESPE/ES) Com base na Constituição Federal de 1988 (CF) e na Lei Complementar n.º 141/2012, que são
instrumentos relevantes para a compreensão da gestão e da operacionalização do Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a
opção correta.
A) A União, os estados e os municípios devem investir anualmente recursos mínimos para o financiamento das ações e serviços
públicos de saúde.
B) A capacitação de pessoal de saúde do SUS e as ações de assistência social são consideradas como despesas com ações e
serviços públicos de saúde.
C) A saúde é um direito da população brasileira garantida mediante políticas sociais que visem, prioritariamente, ações de
reabilitação e recuperação da saúde.
D) Os estados que estabelecerem consórcios para a execução conjunta de ações e serviços de saúde em suas regiões não
poderão repassar diretamente os recursos oriundos dos fundos de saúde, pois esta é uma atribuição exclusiva da União.
E) Cabe exclusivamente à rede pública garantir o acesso universal à saúde, de modo a oferecer, pelo SUS, todos os
procedimentos de atenção à saúde necessários ao cidadão.
8. (2013/TCE-MS/PUC-PR) Sobre a Lei Complementar n. 141/12, assinale a alternativa CORRETA.
535

A) É vedado aos estados e municípios que estabelecerem consórcios ou outras formas legais de cooperativismo, para a
execução conjunta de ações e serviços de saúde e cumprimento da diretriz constitucional de regionalização e hierarquização
da rede de serviços, o remanejamento entre si de parcelas dos recursos dos Fundos de Saúde derivadas tanto de receitas
próprias como de transferências obrigatórias.

B) O Ministério da Saúde definirá e publicará, semestralmente, utilizando metodologia pactuada na comissão intergestores
tripartite e aprovada pelo Conselho Nacional de Saúde, os montantes a serem transferidos a cada estado, ao Distrito Federal
e a cada município para custeio das ações e serviços públicos de saúde.

C) Os recursos do Fundo Nacional de Saúde, destinados a despesas com as ações e serviços públicos de saúde, de custeio e
capital, a serem executados pelos estados, pelo Distrito Federal ou pelos municípios, serão transferidos diretamente aos
respectivos fundos de saúde, de forma regular e automática, dispensada a celebração de convênio ou outros instrumentos
jurídicos.

D) É de competência exclusiva do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas de cada ente da Federação manter sistema de
registro eletrônico centralizado das informações de saúde referentes aos orçamentos públicos da União, dos estados, do
Distrito Federal e dos municípios, incluída sua execução, garantido o acesso público às informações.

E) Cabe aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, quando necessário, excluir da base de cálculo das receitas de que
trata a Lei Complementar 141/12 quaisquer parcelas de impostos ou transferências constitucionais vinculadas a fundos ou
despesas, por ocasião da apuração do percentual ou montante mínimo a ser aplicado em ações e serviços públicos de saúde.
536

9. (2012/CESPE/MPE-PI) Com base na Lei Complementar n.o 141/2012, que regulamenta o § 3.º do artigo 198 da CF, assinale a
opção correta.
A) Para a transferência de recursos do Fundo Nacional de Saúde para os fundos de saúde estaduais, destinados a atender
despesas com ações e serviços de saúde, é necessária a celebração de convênios ou acordos jurídicos entre o estado
pleiteante e a União.
B) Não cabe à auditoria do SUS fiscalizar o cumprimento, pelo ente federativo, das metas para a saúde estabelecidas na lei de
diretrizes orçamentárias, competência exclusiva do Poder Executivo estadual.
C) Para fins de apuração dos recursos mínimos a serem aplicados anualmente pela União, estados, DF e municípios em ações
e serviços públicos de saúde, considera-se como despesas com ações e serviços públicos de saúde o pagamento de pensões
e aposentadorias, desde que relativas aos servidores da saúde.
D) Integra a base de cálculo dos percentuais a serem aplicados pelos estados em ações e serviços públicos de saúde, o
percentual mínimo de 15% referente, exclusivamente, ao produto da arrecadação indireta de impostos recebidos das grandes
empresas.
E) A transferência de recursos dos estados para os municípios deve ser realizada a partir de um rateio que obedeça à
necessidade de saúde da população de cada região, considerados aspectos epidemiológicos, demográficos, socioeconômicos,
espaciais, bem como a capacidade de oferta de ações e de serviços de saúde, de modo a se reduzirem as diferenças regionais.
10. (2012/ COPESE/PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA ) Regulamenta o § 3º do art. 198 da Constituição Federal para dispor
sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços
537

públicos de saúde, estabelece os critérios de rateio dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização,
avaliação e controle das despesas com saúde nas três (3) esferas de governo. Revoga dispositivos das Leis nos 8.080, de 19 de
setembro de 1990, e 8.689, de 27 de julho de 1993, e dá outras providências.
A) Lei Orgânica da Saúde nº 8.080/90.
B) Lei Complementar nº 141/12.
C) Lei Orgânica da Saúde nº 142/90.
D) Lei de Diretrizes e Bases da Saúde nº 142/12.
E) Lei Complementar da Assistência Social nº 8.080/90.
11. (2012/ESAF-) A Lei Complementar n. 141, de 13 de janeiro de 2012, regulamenta o § 3o do art. 198 da Constituição Federal
para dispor sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações
e serviços públicos de saúde. Para fins de apuração de valores estabelecidos na referida Lei, são consideradas despesas com
ações e serviços públicos de saúde:
A) ações de fomento ao desenvolvimento científico e tecnológico no âmbito de Instituições de Ensino Superior, públicas ou
privadas, desde que no campo específico da saúde.
B) ações de assistência social, desde que comprovadamente contribuam para a melhoria das condições de saúde.
C) investimento na rede física do SUS, incluindo a construção e aparelhamento dos hospitais universitários e unidades privadas
conveniadas.
538

D) produção, aquisição e distribuição de insumos específicos dos serviços de saúde do SUS, tais como: imunobiológicos,
sangue e hemoderivados, medicamentos e equipamentos médico-odontológicos.
E) ações de infraestrutura, desde que realizadas para beneficiar direta ou indiretamente a rede de saúde.
12. (2013/FUNDATEC/SES-RS) Com base na Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012, analise as afirmativas abaixo:
Os Estados e o Distrito Federal aplicarão, anualmente, em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo _________ da
arrecadação dos impostos a que se refere o artigo 155 e dos recursos de que tratam o artigo 157, a alínea “a” do inciso I e o
inciso II do caput do artigo 159, todos da Constituição Federal, deduzidas as parcelas que forem transferidas aos respectivos
Municípios.

Os Municípios e o Distrito Federal aplicarão anualmente em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo, ________ da
arrecadação dos impostos a que se refere o artigo 156 e dos recursos de que tratam o artigo 158 e a alínea “b” do inciso I do
caput e o §3º do artigo 159, todos da Constituição Federal.

O Distrito Federal aplicará, anualmente, em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo, _________ do produto da
arrecadação direta dos impostos que não possam ser segregados em base estadual e em base municipal. Assinale a alternativa
que completa, correta e respectivamente, as lacunas dos trechos acima.
539

A)12% – 15% – 12%


B)15% – 12% – 15%
C)12% – 15% – 15%
D)15% – 12% – 12%
E)12% – 12% – 12%

13. (2013/FUNDATEC/SES-RS) Conforme previsto na Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012, o Poder Legislativo,
diretamente ou com o auxílio dos Tribunais de Contas, do sistema de auditoria do SUS, do órgão de controle interno e do
Conselho de Saúde de cada ente da Federação, sem prejuízo do que dispõe esta Lei Complementar, fiscalizará o cumprimento
das normas desta Lei Complementar, com ênfase no que diz respeito, dentre outros
I.à elaboração e à execução do Plano de Saúde Plurianual.
II.ao cumprimento das metas para a saúde estabelecidas na lei de diretrizes orçamentárias.
III.às transferências dos recursos aos Fundos de Saúde.
IV.à destinação dos recursos obtidos com a alienação de ativos adquiridos com recursos vinculados à saúde.
540

Quais estão corretas?


A) Apenas I e II.
B) Apenas II e IV.
C) Apenas I, II e III.
D) Apenas I, III e IV.
E) I, II, III e IV
GABARITO:
1-C 2-D 3-A 4-A 5-D 6-C 7-A
8-C 9-E 10-B 11-D 12-A 13-E
541

Parte 19 - Epidemiologia e vigilância epidemiológica


36 QUESTÕES

01. (2014/CESGRANRIO/Petrobras) A notificação compulsória é a comunicação obrigatória sobre a ocorrência de suspeita ou


confirmação de doença, agravo ou evento de saúde pública que deve ser feita à autoridade de saúde.
Essa notificação NÃO é feita por
A) médicos.
B) enfermeiros.
C) responsáveis pelos serviços privados de saúde.
D) responsáveis pelos serviços públicos de saúde.
E) qualquer cidadão que tenha conhecimento dessa(s) ocorrência(s).
02. (2014/CESGRANRIO/Petrobras/Enfermeiro(a)) A Razão entre duas taxas de incidência ou de mortalidade, que corresponde
ao risco da doença entre os indivíduos que tenham tido uma dada exposição dividido pelo risco da doença entre aqueles que
não tenham tido exposição, denomina-se
A) regressão
542

B) risco relativo
C) risco absoluto
D) risco atribuível
E) risco competitivo
03. (2014/IADES/SES-DF) A doença considerada de notificação compulsória imediata, quando o caso for suspeito ou confirmado,
éa
A) leishmaniose visceral.
B) malária.
C) hantavirose.
D) esquistossomose.
E) sífilis congênita.
04. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) Em vigilância epidemiológica, a definição de casos tem o objetivo de possibilitar a
comparação entre sua ocorrência em diferentes áreas geográficas e épocas. De acordo com o Ministério da Saúde, os casos são
classificados em
I. suspeitos.
543

II. confirmados.
III. descartados.
Está correto o que consta em
A) II e III, apenas.
B) I e II, apenas.
C) I, II e III.
D) I e III, apenas.
E) II, apenas.
05. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) Durante uma manhã, um grupo de 19 soldados de uma base militar foi atendido na
emergência de um hospital municipal onde foi diagnosticado intoxicação alimentar. Entrevistas com esses soldados levaram à
identificação de outros 39 casos, com o mesmo diagnóstico, que procuraram assistência médica em outro recurso de saúde. Na
sequência, a investigação epidemiológica identificou que todas as pessoas doentes e outras 42 que não adoeceram, participaram
de uma mesma festa. Nessa situação hipotética, a taxa de ataque calculada é, em %, de
A) 19.
B) 42.
C) 72.
544

D) 58.
E) 45.
06. (2014/FCC/TRT - 13ª Região (PB)) Em determinado município brasileiro, foram notificados 120 casos de rubéola em uma
unidade básica de saúde, no período de um ano. Em 54 desses casos, foi possível realizar investigações epidemiológicas nas
primeiras 48 horas, após o início dos sintomas. Nessa situação, o indicador de investigação epidemiológica foi de
A) 55%.
B) 65%.
C) 22%.
D) 45%.
E) 100%.
07. (2014/FCC/TCE-PI) Um governo estadual tem como meta eliminar a sífilis congênita até 2015. Para alcançar essa meta, o
Plano Operacional para a Redução da Transmissão Vertical da Sífilis, entre outros aspectos, deve considerar:
A) a transmissão vertical do treponema ocorre na fase secundária da infecção materna, com baixo percentual de ocorrência
na fase primária da doença.
B) o leite materno é uma importante fonte de transmissão vertical.
545

C) o parto cesariana é a melhor opção para a gestante infectada porque a infecção fetal ocorre, principalmente, por via vaginal
durante o trabalho de parto.
D) a transmissão vertical do treponema ocorre na fase primária da infecção materna, inexistindo nas fases secundária e tardia
da doença.
E) a sífilis congênita e a sífilis em gestante como sendo doenças de notificação compulsória.
08. (2014/FCC/TCE-PI) Em estatísticas de saúde, quer para finalidades administrativas ou epidemiológicas, utilizam-se diferentes
coeficientes ou taxas. O coeficiente (taxa) de mortalidade
A) infantil estima o risco de morte dos nascidos vivos durante os dois primeiros anos de vida.
B) neonatal tardia estima o risco de um nascido vivo morrer dos 7 aos 27 dias de vida.
C) pós-neonatal estima o risco de um nascido vivo morrer dos 0 aos 28 dias de vida.
D) perinatal estima o risco de um nascido vivo morrer durante o primeiro trimestre de vida.
E) neonatal precoce estima o risco de morte de um feto nascer sem qualquer sinal de vida ou, nascendo vivo, morrer nas
quatro primeiras semanas.
09. (2014/FUNRIO/IF-PI) A epidemiologia tem contribuído de forma consistente para a obtenção de respostas a perguntas e
indagações relacionadas a diversos problemas de saúde, como por exemplo, as doenças cardíacas, as neoplasias, a tuberculose,
o diabetes e os traumas. Quantificar ou medir a frequência com que os problemas de saúde ocorrem em populações humanas
546

é um dos objetivos da Epidemiologia. Sendo assim, o conceito epidemiológico fundamental que expressa o número de casos
existentes de uma doença em um dado momento é a
A) incidência.
B) prevalência.
C) sobrevida.
D) taxa de mortalidade.
E) consistência
10. (2014/FUMARC/AL-MG) De acordo com o Art. 6º da LEI 9.782, de 26 de janeiro de 1999, a Agência Nacional de Vigilância
Sanitária - ANVISA tem finalidade institucional de promover a proteção da saúde da população, por intermédio do controle
sanitário da produção e da comercialização de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária, inclusive dos ambientes,
dos processos, dos insumos e das tecnologias a eles relacionadas, bem como o controle de portos, aeroportos e de fronteiras.
Cabe à ANVISA, no âmbito de suas atribuições, EXCETO:
A) Coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária.
B) Fomentar e realizar estudos e pesquisas no âmbito de suas atribuições.
C) Obedecer às normas e às ações de vigilância sanitária estabelecidas pelo Executivo.
547

D) Estabelecer normas e padrões sobre limites de contaminantes, resíduos tóxicos, desinfetantes, metais pesados e outros
que envolvam risco à saúde.
11. (2014/FUMARC/AL-MG) De acordo com a LEI 9.782, sobre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, consideram-
se bens e produtos submetidos ao controle e fiscalização sanitária pela Agência:
I. medicamentos de uso humano, suas substâncias ativas e demais insumos, processos e tecnologias.
II. alimentos, inclusive bebidas, águas envasadas, seus insumos, suas embalagens, aditivos alimentares, limites de
contaminantes orgânicos, resíduos de agrotóxicos e de medicamentos veterinários.
III. cosméticos, produtos de higiene pessoal e perfumes.
IV. saneantes destinados à higienização, desinfecção ou desinfestação em ambientes domiciliares, hospitalares e coletivos.
Estão CORRETOS itens:
A) I e IV, apenas.
B) I, II, III, apenas.
C) I, II e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.
12. (2013/FUNCAB/SESACRE) A frequência de casos existentes de uma determinada doença, em uma determinada população e
em um dado momento é denominada:
548

A) prevalência.
B) incidência.
C) medida de chance.
D) sobrevida.
E) efeito adverso.
13. (2013/VUNESP/IMESC) De acordo com o Ministério da Saúde, no atendimento a um adolescente de 13 anos de idade, com
fratura de membro superior direito ocorrida em situação de trabalho, os profissionais de saúde devem
A) notificar a ocorrência ao Sistema Nacional de Notificação (SINAN) do Ministério da Saúde e ao Conselho Tutelar.
B) verificar a legalidade da situação de trabalho, pois todos os adolescentes dessa faixa etária devem ter registro em carteira
de trabalho.
C) atentar para que o afastamento do trabalho não prejudique as necessidades socioeconômicas da família do adolescente.
D) verificar o local de ocorrência do acidente, pois se a ocorrência se der durante o retorno para casa não se considera como
acidente de trabalho.
E) orientar a família no sentido de que os adolescentes dessa faixa etária devem trabalhar somente na condição de jovem
aprendiz.
549

14. (2013/CESPE/DEPEN) Tendo em vista que as normas de vigilância epidemiológica preconizam ações para controle e
acompanhamento das hepatites virais, julgue os itens que se seguem.
Um doador de sangue que apresente pelo menos um marcador reagente para hepatites A, B, C, D ou E será considerado um
caso suspeito, mesmo que não apresente sintomas.
A) Certo
B) Errado
15. (2013/CESPE/DEPEN) Acerca dos sistemas de vigilância epidemiológica e vigilância em saúde, julgue os próximos itens.
Considere que a sigla DCNT, sempre que empregada, refere-se a doenças crônicas não transmissíveis.
A vigilância epidemiológica e a vigilância em saúde contribuem para o planejamento e a tomada de decisões dos gestores da
saúde em nível federal, estadual e municipal
A) Certo
B) Errado
16. (2013/CESPE/DEPEN) Acerca dos sistemas de vigilância epidemiológica e vigilância em saúde, julgue os próximos itens.
Considere que a sigla DCNT, sempre que empregada, refere-se a doenças crônicas não transmissíveis.
A vigilância epidemiológica centralizada visa à formulação de um plano nacional de combate às DCNT, com o objetivo de
subsidiar prioritariamente o repasse de recursos aos estados e municípios, inclusive em situações não previstas no plano de
saúde local.
550

A) Certo
B) Errado
17. (2013/FUMARC/PC-MG) Os indicadores de saúde são expressos, em sua maioria, através de proporções, coeficientes ou
taxas. Sobre esses indicadores, NÃO é correto o que se afirma em:
A) Mortalidade Infantil: refere-se aos óbitos ocorridos ao longo dos primeiros sete anos de vida, antes de se completar a idade
de sete anos.
B) Mortalidade Perinatal: compreende os óbitos desde a idade gestacional em que o feto atinge 500 gramas de peso e 22
semanas de gestação.
C) Mortalidade Materna: são aquelas devidas a complicações da gravidez, do parto e do puerpério.
D) Mortalidade por Causas Mal Definidas: são sinais e sintomas (febre, insuficiência respiratória, caquexia, parada cardíaca)
que, isoladamente, não permitem a determinação de um diagnóstico preciso.
18. (2013/FGV/TJ-AM) A notificação compulsória, historicamente, é uma das principais fontes de dados da Vigilância
Epidemiológica, a partir da qual, na maioria das vezes, se desencadeia o processo informação- decisão-ação. O caráter
compulsório da notificação implica responsabilidades formais, principalmente para os profissionais de saúde.
No que se refere aos aspectos legais dessa notificação, assinale a afirmativa incorreta.
A) A notificação imediata realizada pelos meios de comunicação não isenta o profissional ou serviço de saúde de realizar o
registro dessa notificação nos instrumentos estabelecidos.
551

B) A notificação compulsória é obrigatória para todos os profissionais de saúde no exercício da profissão.


C) Os casos suspeitos ou confirmados da Lista de Notificação Compulsória Imediata deverão ser registrados no Sistema de
Informação de Agravos de Notificação (SINAN) no prazo máximo de 7 (sete) dias, a partir da data de notificação.
D) A elaboração de listas estaduais ou municipais de Notificação Compulsória é proibida, exceto quando forem previamente
analisadas e aprovadas pela Secretaria de Vigilância em Saúde.
E) Os casos de malária na região da Amazônia Legal deverão ser registrados no Sistema de Informação de Vigilância
Epidemiológica - Malária - SIVEP- Malária.
19. (2013/IADES/EBSERH) A equipe de enfermagem tem papel fundamental no trabalho da Vigilância Epidemiológica (VE) que é
o conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança, nos fatores
determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de
prevenção e controle das doenças ou agravos. Portanto, constitui-se ainda, em importante instrumento para o planejamento, a
organização e a operacionalização dos serviços de saúde como também para a normatização de atividades técnicas correlatas.
Função, esta, dos gestores competentes. Assinale a alternativa que caracteriza uma função da Vigilância Epidemiológica.
A) Imposição de medidas de controle apropriadas.
B) Análise dos dados para arquivamento.
C) Crítica sobre a eficácia das ações adotadas.
D) Coleta de dados.
552

E) Arquivamento das informações pertinentes.


20. (2013/IADES/EBSERH) No ambulatório de contrarreferência da clínica cirúrgica de uma instituição, percebeu-se o aumento
no número de casos de pacientes que apresentavam febre alta e referiam dores, no sítio cirúrgico, após a alta hospitalar. A
enfermeira, gestora do setor, informou esta situação à enfermeira, gestora do centro cirúrgico. Juntas, se encaminharam ao
setor de Vigilância Epidemiológica (VE) com as informações necessárias. Nesta situação hipotética, quais atitudes deverão ser
tomadas pelos gestores da VE?
A) Analisar os dados para reconhecer as tendências das infecções hospitalares, sítios envolvidos, fatores de risco, patógenos
hospitalares, resistência antimicrobiana e ocorrência de surtos e acionar a CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar)
B) Encaminhar os dados para avaliação do Ministério da Saúde.
C) Determinar áreas de atuação, do serviço da CCIH, no âmbito de saúde da família.
D) Arquivar dados sobre o impacto das medidas de prevenção instituídas, quando instituídas.
E) Comparar dados estatísticos atuais com dados anteriores.
21. (2013/IADES/EBSERH) A Organização Mundial da Saúde define Sistema de Informação em Saúde (SIS), “como um mecanismo
de coleta, processamento, análise e transmissão da informação necessária para se planejar, organizar, operar e avaliar os
serviços de saúde. Considera-se que, a transformação de um dado em informação, exige, além da análise, a divulgação, e
inclusive recomendações para a ação.” O SIS é composto por diferentes subsistemas que produzem uma enorme quantidade de
553

dados referentes à atividades setoriais em saúde, gerando grandes bancos de dados nacionais. Baseados nestas informações,
qual o sistema que informa sobre morbidade hospitalar, gestão hospitalar e custeio da atenção hospitalar?
A) SIM.
B) SINASC.
C) SINAN.
D) SIA.
E) SIH.
554

22. (2013/IADES/EBSERH) Sobre os Sistemas de Informação em Saúde, julgue os itens a seguir.


I- Os Sistemas de Informação em Saúde são aplicativos de Tecnologia da Informação, destinados a fornecer informações e
estatísticas de interesse médico hospitalar, médico ambulatorial, medicina pública, medicina investigativa (pesquisa e
desenvolvimento), dentre outras.
II- Necessariamente, são banco de dados que armazenam textos, dados quantitativos e imagens, com capacidade de geração
rápida de relatórios e interação com internet, intranet, extranet, chats, fóruns, bibliotecas, enciclopédias digitais.
III- Os Sistemas de Informação em Saúde podem ser desenvolvidos para uso somente macroeconômico tais como Ministérios,
Secretarias de Estado ou Prefeituras (neste caso condensando informações de outros subsistemas ou redes locais).
IV- Os Sistemas de Informação em Saúde não podem ser interligados a outros Sistemas.
A quantidade de itens certos é igual a:
A) 0
B) 1
C) 2
D) 3
E) 4
23. (2013/AOCP/INES) Dentre os conceitos de vigilância em Saúde incluem-se os citados a seguir, EXCETO
555

A) a vigilância das práticas educativas para o autocuidado


B) a vigilância das doenças e agravos não transmissíveis
C) a vigilância da saúde do trabalhador.
D) a vigilância sanitária.
E) a vigilância e o controle das doenças transmissíveis.
24. (2012/1FC/1FC-SC) Sistema de informação em saúde que visa o controle de algumas doenças e agravos de notificação
compulsória, com base em informações sobre o número de casos segundo semanas epidemiológicas. Com base nesta afirmativa,
assinale a alternativa CORRETA:
A) SINASC
B) SISAGUA
C) SIA
D) SINAN
E) SIM
25. (2012/FCCTRT - 11ª Região) Um importante aspecto da Zoonose está relacionado às doenças e infecções que se transmitem
naturalmente entre os animais e o homem. Nesse contexto, faz-se necessário desenvolver ações de controle dos
556

A) ratos, por serem os principais transmissores de histoplasmose.


B) gatos, pois suas fezes podem transmitir a toxoplasmose.
C) pombos, por transmitirem o tifo murino.
D) cachorros, pois sua urina transmite a leptospirose.
E) pássaros, por serem importantes transmissores da peste bubônica.
26. (2011/FCC/TRE-AP) As informações de morbidade proveem de várias fontes:
I. Estatísticas de serviços de atendimento ambulatorial.
II. Registros de serviços médicos de empresas.
III. Registros de óbitos.
IV. Inquéritos domiciliários de morbidade.
Segundo Laurenti, as fontes são aquelas descritas em:
A) I, II, III e IV.
B) I, II e III, somente.
C) I, II e IV, somente.
557

D) II e IV, somente.
E) III e IV, somente.
27. (2011/FCC/TRE-AP) Em 2004, foram notificados 30 casos de uma determinada doença na região Y. A doença já tinha sido
detectada em outras regiões do país, mas nunca nessa região. O termo epidemiológico que define a situação descrita é
A) reemergente.
B) emergente.
C) reepidêmico.
D) endemia.
E) ciclo endêmico.
28. (2011/FCC/TRT - 23ª REGIÃO) Segundo a ANVISA, Qualquer ocorrência médica desfavorável ao paciente ou sujeito da
investigação clínica e que não tem necessariamente relação causal com o tratamento. Pode ser qualquer sintoma ou sinal,
desfavorável e não intencional, ou doença temporalmente associada ao tratamento, incluindo achados laboratoriais anormais.
O texto refere-se a
A) evento adverso.
B) antagonismo sinérgico.
C) reação rack.
558

D) gerenciamento de risco.
E) síndrome de Marfan.
29. (2011/FCC/TRT - 4ª REGIÃO) Segundo o Ministério da Saúde, para realizar a notificação compulsória o profissional de saúde
deve levar em consideração que
A) se deve aguardar a confirmação da doença para efetuar a notificação compulsória.
B) é proibido divulgar a notificação fora do âmbito médico-sanitário, em quaisquer circunstâncias, respeitando-se o direito
de anonimato dos cidadãos.
C) é desnecessário o preenchimento dos instrumentos de coleta nos casos de subnotificação, enquanto o agravo não for
confirmado.
D) o caráter compulsório da notificação implica em responsabilidades formais para todo cidadão e uma obrigação inerente
para todo profissional da saúde.
E) a lista de doenças de notificação compulsória, a nível internacional e nacional, é estabelecida pela Organização Mundial
da Saúde (OMS).
30. (2010/COVEST-COPSET/UFPE) Sobre as técnicas de vigilância epidemiológica das IHs, é correto afirmar que:
A) Os estudos de incidência tratam dos casos novos de infecção em um determinado lugar, em um determinado período de
tempo.
559

B) Os estudos de prevalência tratam de casos antigos não resolvidos.


C) A vigilância global é importante porque tem alta efetividade nas medidas de intervenção permitindo detalhar os
problemas.
D) O cálculo da densidade de infecção de corrente sanguínea é expresso em percentagem e o denominador está
representado pela saídas – altas, óbitos e transferências – e o numerador corresponde ao número de episódios de infecção
no período.
E) A metodologia NNISS permite avaliar o perfil de um serviço de saúde quanto ás infecções hospitalares, mas não permite
a comparação entre eles.
31. (2010/COVEST-COPSET/UFPE) São objetivos e funções da Vigilância Sanitária normatizar e controlar alguns serviços, EXCETO:
A) bens – armazenamento guarda, circulação de produtos e substâncias de interesse da saúde.
B) portos e aeroportos – cargas e pessoas.
C) serviços direta e indiretamente relacionados com serviços de saúde.
D) sanitário de tecnologias médicas, sangue, tecidos e órgãos.
E) carga tributária sobre os serviços de saúde.
32. (2010/COVEST-COPSET/UFPE) Sobre a Vigilância Epidemiológica e a Mortalidade Infantil no Brasil, é incorreto afirmar que:
A) o Programa de Saúde da Família (PSF) teve impacto significativo nos índices de mortalidade infantil.
560

B) apesar da redução do risco de morte em crianças com menos de 1 ano de idade, a mortalidade ainda é alta no Norte e
Nordeste do país.
C) a introdução da vacina contra Haemophilus no Programa de Vacinação apresentou impacto significativo na redução das
meningites provocadas por este agente.
D) a distribuição de água não apresentou nenhum aumento significativo nas regiões urbanas na última década, o que justifica
parcialmente o aumento da morbidade infantil.
E) as previsões evidenciam que o Nordeste será a primeira região a atingir a meta do milênio de reduzir em 2/3 a mortalidade
infantil até 2015.

33. (2010/IBAM/Prefeitura de Leopoldina – MG) Quando o enfermeiro do Programa de Saúde da Familia (PSF) calcula o número
de casos conhecidos de tuberculose de uma população definida, num intervalo de um ano, está utilizando o seguinte coeficiente:
A) mortalidade
B) morbidade
C) incidência
D) prevalência
561

34. (2010/IBAM/Prefeitura de Leopoldina – MG) O Pacto pela Vida está constituído por um conjunto de compromissos sanitários,
expressos em objetivos de processos e resultados de ações prioritárias que incluem entre outros:
A) reduzir a mortalidade por câncer de útero, pulmão, mama e próstata
B) reduzir a mortalidade por doenças emergentes e endemias como dengue, tuberculose e hanseníase
C) reduzir a mortalidade por complicações decorrentes de diabetes mellitus e hipertensão arterial
D) reduzir a mortalidade materna, infantil neonatal, infantil por doença diarreica e por pneumonias

35. (2010/FCC/TRF - 4ª REGIÃO) Para analisar o perfil de morbidade dos agravos de notificação obrigatória em todo o território
nacional, pode-se utilizar os dados existentes
A) na INDN ? Informatização dos Dados Notificados.
B) no SIVAS ? Sistema de Vigilância em Saúde.
C) no SINCS ? Sistema de Notificação Compulsória em Saúde.
D) na INFSUS ? Informação do Sistema Único de Saúde.
E) no SINAN ? Sistema de Informação de Agravos de Notificação.
36. (2010/CESPE/BRB) Julgue o seguinte item, que trata de epidemiologia.
562

A epidemiologia hoje é considerada um ramo das ciências da saúde que se limita ao estudo da distribuição de doenças na
população.
A) CERTO
B) ERRADO
563

GABARITO:
1-E 2-B 3-C 4-C 5-D 6-D 7-E 8-B 9-B 10-C
11-D 12-A 13-A 14-A 15-A 16-B 17-A 18-D 19-D 20-A
21-E 22-C 23- A 24- D 25-B 26- B 27-B 28-A 29-D 30-A
31-E 32-D 33- D 34- D 35- E 36- A
564

Parte 20 - Determinantes Sociais da Saúde


10 QUESTÕES

1. ( RESIDÊNCIA-UFAL – PROPEP – COPEVE -2011) As diversas definições de determinantes sociais de saúde (DSS) expressam,
com maior ou menor nível de detalhe, o conceito muito generalizado de que as condições de vida e trabalho dos indivíduos e
grupos da população estão relacionadas com sua situação de saúde. Para a Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais
da Saúde (CNDSS), quais são os fatores que compõem os DSS e que influenciam a ocorrência de problemas de saúde e seus
fatores de riscos na população?
A) Fatores econômicos, culturais, étnicos/raciais, geográficos e comportamentais.
B) Fatores sociais, políticos, psicológicos e comportamentais.
C) Fatores sociais, econômicos, culturais, psicológicos e comportamentais.
D) Fatores sociais, econômicos, culturais, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais.
E) Fatores sociais, econômicos, culturais, geográficos, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais.
2. ( RESIDÊNCIA-UFAL – PROPEP – COPEVE -2011) O modelo de Dahlgren e Whitehead está disposto em camadas mais próximas
e mais distais dos determinantes individuais de saúde, permitindo a identificação dos pontos para intervenções de políticas, no
sentido de minimizar os diferenciais de DSS originados pela posição social dos indivíduos e grupos. Qual o nível que as
intervenções não estão relacionadas corretamente?
565

A) O terceiro nível se refere à atuação das políticas sobre as condições materiais e psicossociais nas quais as pessoas vivem e
trabalham, buscando assegurar melhor acesso à água limpa, esgoto, habitação adequada, alimentos saudáveis e nutritivos,
emprego seguro e realizador, ambientes de trabalho saudáveis, serviços de saúde e de educação de qualidade e outros.
B) O primeiro nível, relacionado aos fatores comportamentais e de estilos de vida, indica que estes estão fortemente
influenciados pelos DSS, pois é muito difícil mudar comportamentos de risco sem mudar as normas culturais que os
influenciam.
C) O quarto nível de atuação se refere à atuação ao nível dos microdeterminantes, através de políticas microeconômicas e de
mercado de trabalho, de proteção ambiental e de promoção de uma cultura de paz.
D) No segundo nível, se incluem-se políticas que buscam estabelecer redes de apoio e fortalecer a organização e participação
das pessoas e das comunidades, especialmente dos grupos vulneráveis, em ações coletivas para a melhoria de suas condições
de saúde e bem-estar, e para que se constituam em atores sociais e participantes ativos das decisões da vida social.
E) No primeiro nível, são necessárias políticas de abrangência populacional que promovam mudanças de comportamento,
através de programas educativos, comunicação social, acesso facilitado a alimentos saudáveis, criação de espaços públicos
para a prática de esportes e exercícios físicos, bem como proibição à propaganda do tabaco e do álcool em todas as suas
formas.
3. ( RESIDÊNCIA-UFAL – PROPEP – COPEVE -2011) Quais os compromissos que vêm orientando a atuação da Comissão Nacional
sobre os Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS)?
A) Compromisso com a ação, com a equidade e com as estratégias de implantação dos serviços.
566

B) Compromisso com a ação, com iniquidades em saúde e com a evidência.


C) Compromisso com as políticas e programas de intervenção, com a equidade e com a evidência.
D) Compromisso com a ação e com a evidência.
E) Compromisso com a ação, com a equidade e com a evidência.
4- (2012-ESAF) Considerando o debate dos determinantes sociais da saúde, assinale a opção incorreta.
a) Considera-se que os determinantes sociais mais importantes são aqueles que geram estratifi cação social, ou seja,
determinantes estruturais como a distribuição de renda, a discriminação e a existência de estruturas políticas ou de
governança que reforcem as iniquidades relativas ao poderio econômico.
b) A implementação de ações sobre os determinantes sociais baseia-se em três temas mais amplos: 1) reduzir as iniquidades
em saúde; 2) melhorar as condições de saúde e o bem-estar, promover o desenvolvimento e alcançar objetivos gerais no
campo da saúde; 3) promover ações em uma série de prioridades sociais, para além do campo da saúde e que dependem de
melhores níveis de igualdade em saúde.
c) É recomendado que a implementação de abordagens ligadas aos determinantes sociais seja implementada tal como um
“programa” que é executado.
d) Como determinantes intermediários encontram-se as condições de vida, circunstâncias psicossociais, fatores
comportamentais e/ou biológicos e o próprio sistema de saúde, que dão forma às condições de saúde dos indivíduos.
567

e) Apoiar a abordagem dos determinantes sociais significa compreender o valor que a saúde tem para a sociedade e admitir
que ela depende de ações que, muitas vezes, não têm relação com o setor saúde.
5. (RESIDÊNCIA-2014-COPERPS) As diversas definições de determinantes sociais de saúde (DSS) expressam, com maior ou menor
nível de detalhe, o conceito muito generalizado de que as condições de vida e trabalho dos indivíduos e grupos da população
estão relacionadas com sua situação de saúde. Para a Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS),
quais são os fatores que compõem os DSS e que influenciam a ocorrência de problemas de saúde e seus fatores de riscos na
população? Marque a opção correta.
(A) Fatores econômicos, culturais, étnicos/raciais, geográficos e comportamentais.
(B) Fatores sociais, econômicos, culturais, geográficos, étnicos/raciais, psicológicos comportamentais.
(C) Fatores sociais, econômicos, culturais, psicológicos e comportamentais.
(D) Fatores sociais, econômicos, culturais, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais.
(E) Fatores sociais, políticos, psicológicos e comportamentais.
6. (IADES-2014-BAHIA) Considerando que, no Brasil, a esperança de vida ao nascer é um dos índices usados para avaliar o quadro
geral de saúde da população, é correto afirmar que ela

(A) é praticamente a mesma em todas as regiões do País, ou seja, em torno de 76 anos de idade.

(B) teve um ganho de mais de 20 anos, entre 1960 e 2006, para o Brasil como um todo.
568

(C) teve um ganho exemplar nos últimos 10 anos e ficou com valor superior ao do Japão.

(D) é de 80 anos de idade para os homens e de 85 anos de idade para as mulheres.

(E) é maior no Nordeste do que no Sul.

7. (IADES-2014-BAHIA) Os indicadores de mortalidade infantil fornecem elementos de suma importância no conhecimento dos
níveis de saúde da população. Com relação a esse tema, assinale a alternativa correta.

(A) Nos últimos 20 anos, os índices de mortalidade infantil têm crescido ligeiramente no Brasil.

(B) Apesar de ter um território bastante extenso, não são verificados contrastes regionais no Brasil quanto aos índices de
mortalidade infantil.

(C) A agricultura de subsistência garante que a Região Norte tenha o índice de mortalidade infantil mais baixo do País.

(D) Os hábitos alimentares da população e o forte êxodo rural agravaram a situação da mortalidade infantil no Centro-Oeste
brasileiro, nos últimos 20 anos.

(E) De acordo com a classificação da Organização Mundial de Saúde, a Região Sudeste já se enquadra na categoria de baixa
mortalidade (índice de 19,2% em 2005, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE).
569

8. (SEDE – 2013 – IADES) A expansão do conceito de saúde, com seus determinantes, e a crescente complexidade epidemiológica
da situação das populações estimulam a diversidade de responsabilidade nos serviços de saúde. Sobre os Determinantes Sociais
de Saúde (DSS), assinale a alternativa correta.

A) Em geral, poucos são os fatores que exercem influência sobre a saúde das pessoas, e a presença desses fatores, mesmo
que conjuntamente, não são capazes de determinar o estado de saúde da população.

B) A relação entre os determinantes da saúde e o estado de saúde é simples e não envolve os níveis da sociedade, atingindo
apenas o nível macroambiental.

C) Existe uma ampla categoria de determinantes da saúde, desde os determinantes proximais ou microdeterminantes,
associados à características do nível individual, até os determinantes distais ou macrodeterminantes, associados à variáveis
dos níveis de grupo e sociedade, isto é, populações.

D) A diversidade genética, a diferença biológica de sexo, a nutrição e dieta, funcionamento dos sistemas orgânicos e os
processos de maturação e envelhecimento são determinantes fundamentais da saúde, sobre os quais não é possível intervir,
positivamente para promover e recuperar a saúde.

E) A relação entre os determinantes da saúde e o estado de saúde complexa, porém envolve, prioritariamente, o nível de
microcelular.

9. (HUOL-UFRN – 2014 – IADES) Acerca da situação do saneamento básico no Brasil, assinale a alternativa correta.
570

A) Na última década, houve melhoria nos índices de cobertura dos serviços de água e esgoto no País, porém ainda há
diferença significativa entre as regiões.

B) Nas capitais estaduais, o índice de domicílios servidos por esgotamento sanitário por rede coletora é superior a 95%.

C) Nas regiões com os indicadores de saneamento básico mais elevados, os índices de mortalidade proporcional por doença
diarreica aguda em menores de cinco anos de idade são os mais altos do País.

D) A Região Norte, em razão da abundância de águas fluviais, é a que possui a melhor cobertura de rede geral de
abastecimento de água e coleta de esgotos.

E) A universalização dos serviços de saneamento básico no Brasil, mantido o ritmo atual de expansão da rede, será alcançada
até o ano de 2020.

10. (HU-UFMA – 2013 – IBFC) Considerando os determinantes sociais de saúde e a ocorrência de hipertensão arterial, assinale
a alternativa incorreta:

A) Não parece haver relação entre renda familiar e a prevalência de hipertensão arterial.

B) Há associação entre estilo de vida sedentário e maior prevalência de hipertensão arterial.

C) Há uma associação entre atividade profissional e prevalência da hipertensão.


571

D) Há uma associação entre consumo excessivo de álcool e maior prevalência de hipertensão.

E) Pessoas que vivem em comunidades não industriais, não aculturados e com baixa ingestão de sal têm menor pressão
arterial média, que tende a aumentar um pouco com a idade. A pressão arterial aumenta nessas pessoas quando adotam
estilos de vida modernos.
572

GABARITO
1- D 2 –C 3- E 4- C 5- D
6- B 7- E 8- C 9-A 10- C
573

Parte 21 - SIS
19 QUESTÕES

1. (2012-Pref. Colatina/ES-FUNCAB) Sistemas de Informações em Saúde podem servir para subsidiar análises objetivas da
situação sanitária, tomadas de decisão baseadas em evidências e elaboração de programas de ações de saúde. Em relação a
esses sistemas, analise as afirmativas abaixo e marque a opção correta.

A) SIAB – processa informações para efetuar o pagamento dos serviços ambulatoriais prestados pelo SUS.
B) SISCAM – é o sistema que visa ao acompanhamento das principais causas de mortalidade.
C) PNI – reúne informações importantes a respeito dos índices de natalidade.
D) SIHD – possibilita aos gestores locais autonomia para fazerem o processamento e a gestão das informações de internação.
E) CNES – sistema que possibilita o cadastro nacional dos eventos relacionados com a saúde da população.

2. (2011-Pref. Serra/ES-FUNCAB) As doenças e agravos que constam da lista nacional de doenças de notificação compulsória
serão notificados e registrados no sistema representado pela sigla:

A) SIAB.
B) SISVAN.
C) SIM.
D) SINAN.
574

E) SINASC.

3. (2013-Pref. Cacoal/RO-FUNCAB) O Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS – SIASUS – coleta, processa e avalia os dados
apresentados pelas Unidades Prestadoras de Serviços por meio do Boletim de Produção Ambulatorial – BPA e da(o):

A) Autorização de Internação Hospitalar –AIH.


B) Ficha Individual de Investigação e Notificação – FIIN.
C) Cadastro de Procedimentos Médicos – CPM.
D) Relatório de Produção e Marcadores para Avaliação – PMA.
E) Autorização de Procedimento de Alta Complexidade – APAC.

4. (FUNCAB-SES/GO-2010) Os Sistemas de Informação são importantes, pois permitem a captação, processamento, e difusão
de dados. Dentre os Sistemas de Informação em Saúde, o SIM, SINASC e SINAN são exemplos de banco de dados que reúnem,
respectivamente, informações relacionadas a:
A) prevenção da malária, indicadores socioeconômicos e normas de auditoria.
B) incidências de morbidade, assistência à saúde da criança e assistência ao neonato.
C) aquisição de medicamentos, cobertura vacinal e informações ambulatoriais.
D) acompanhamento materno, condições de saneamento básico e investimentos em saúde.
E) ocorrência de óbitos, dados sobre nascidos vivos e notificação de doenças.
575

5. (FUNCAB-SES/GO-2010) O acompanhamento pré-natal tem como objetivo verificar e diagnosticar doenças e alterações que
possam comprometer a saúde materna e fetal. Diversos estudos brasileiros constataram que o número de consultas realizadas
no pré-natal tem relação direta com o grau de escolaridade das mães. Com relação a estes estudos, as variáveis analisadas foram
obtidas de que sistema de informação?
A) SINASC.
B) SI-PNI.
C) SINAN.
D) SIM.
E) SIH/SUS.
6. (FUNCAB-SES/GO-2010) Uma característica de um sistema de informações em saúde é:
A) fornece resultados de natureza administrativa.
B) ser alimentado pelos prestadores de serviços.
C) ter metodologia de análise complexa.
D) ser capaz de facilitar o planejamento de ações e serviços.
E) utilizar apenas informações quantitativas.
576

7. (PREFEITURA MUNICIPAL DE JI-PARANÁ/ RO-2013-FUNCAB) As autorizações de internação hospitalar (AIH) são formulários
que contêm os dados utilizados para alimentar o seguinte sistema:
A) Sistema de Informações de Mortalidade.
B) Sistema de Informações de Nascidos-vivos.
C) Sistema de Notificação de Agravos.
D) Sistema de Informações Ambulatoriais.
E) Sistema de Informações Hospitalares.
8. (2013-PREFEITURA MUNICIPAL DE VASSOURAS/ RJ-FUNCAB) A Autorização de Internação Hospitalar é o documento básico
do seguinte sistema de informação:
A) Sistema de Informação em Saúde.
B) Sistema de Informação sobre Mortalidade.
C) Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS.
D) Sistema de Informações Hospitalares do SUS.
E) Sistema de Informações da Atenção Básica
577

9. (2014- FUNCAB- SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO ESTADO DO ACRE – SESACRE) O instrumento de coleta do Sistema de
Informação Hospitalar – SIH é o(a):
A) Alteração no Sistema de Pagamento.
B) Guia de Autorização para Internação.
C) Formulário de Procedimentos Hospitalares.
D) Boletim de Procedimentos Ambulatoriais.
E) Autorização de Internação Hospitalar.
10. (2014-SESACRE – FUNCAB) O sistema cuja utilização permite a realização do diagnóstico dinâmico da ocorrência de um
evento na população, além de indicar riscos aos quais as pessoas estão sujeitas, para a identificação da realidade epidemiológica
de determinada área geográfica é denominado:
A) SIM – Sistema de Informações sobre Mortalidade.
B) SINAN – Sistema de Informações sobre o Agravo de Notificações.
C) SINASC – Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos.
D) SIH/SUS – Sistema de Informações Hospitalares do SUS.
E) SIA/SUS – Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS.
578

11. (SEDE – 2013 – IADES) Assinale a alternativa que não apresenta uma função essencial do Sistema de Informação em Saúde
(SIS).
A) Coletar dados com a finalidade de realizar ações de interesse exclusivamente científico.
B) Apoiar atividades de pesquisa e produção de conhecimento.
C) Subsidiar os processos decisórios nos diversos níveis de decisão e ação.
D) Contribuir para monitorar e avaliar as intervenções e seus resultados e impactos.
E) Facilitar o planejamento, a supervisão e o controle de ações e serviços.
12. (HU-UNB/EBSERH/IBFC/2013) A notificação e investigação de casos de doenças e agravos que constam da lista nacional de
doenças de notificação compulsória alimentam um dos sistemas de informação em saúde do Brasil, denominado:
A) Sistema Nacional de Agravos de Notificação Compulsória (SINASC).
B) Sistema Nacional de Morbidade e Mortalidade (SIM).
C) Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).
D) Sistema de Informações Gerenciais de Doenças de notificação compulsória (SIG-NC).
13. (HC – UFTM – 2013 – IADES) Diante de um paciente atendido em um ambulatório de especialidades do Sistema Único de
Saúde e de outro que vai a óbito em uma unidade de saúde da rede pública ou privada, as informações preenchidas pelo
médico relativas, respectivamente, aos dados de atendimento sobre o diagnóstico do paciente e à Declaração de Óbito são
579

importantes para os sistemas de informação em saúde. Acerca desse assunto, assinale a alternativa que indica as siglas
correspondentes aos nomes dos sistemas que devem ser alimentados com os dados das situações hipotéticas.
A) SINASC e SIAB.
B) SINAM e SIH.
C) SIAB e SIH.
D) SIA e SIM.
E) SIM e SIH.
14. (HU-UFMA – 2013 – IBFC) Considerando a informação em saúde e os sistemas de informação em saúde, assinale a alternativa
incorreta:
A) Dados é qualquer elemento qualitativo ou quantitativo, desvinculado de referencial explicativo.
B) Informação é o produto de análise de um ou mais dados.
C) A notificação é uma fonte de dado de morbidade de baixo custo, ativa e de elevada cobertura.
D) A informação em saúde não se refere somente à produzida pelo setor de saúde.
E) O SIA-SUS é o sistema de informações ambulatoriais do Sistema Único de Saúde.
580

15. (HUOL-UFRN – 2014 – IADES) Considerando o âmbito do DATASUS, assinale a alternativa que indica o objetivo principal do
Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB).
A) Coletar informações sobre hábitos nutricionais e alimentares nas diversas regiões do País.
B) Acompanhar as ações e os resultados das atividades realizadas pelas equipes do Programa Saúde da Família.
C) Organizar sistema de agendamento de consultas nas unidades ambulatoriais da Atenção Básica à Saúde.
D) Promover estatísticas sobre a ocorrência de epidemias e o respectivo grau de extensão geográfica.
E) Prover os gestores da área de saúde com informações sobre as diretrizes nacionais da Atenção Básica por meio da
publicação das portarias normativas do Ministério da Saúde.
16. (IADES-2014- BAHIA) Com relação à CID-10, assinale a alternativa incorreta.
A) A CID-10 foi conceituada para padronizar e catalogar as doenças e problemas relacionados à saúde, tendo como referência
a Nomenclatura Internacional de Doenças, estabelecida pela Organização Mundial de Saúde.
B) A organização dos arquivos em meio magnético e sua implementação para disseminação eletrônica possibilita a
implantação em todo o território nacional, nos registros de Morbidade Hospitalar e Ambulatorial, compatibilizando esses
registros entre todos os sistemas que lidam com morbidade.
C) Download e consulta dos arquivos contendo os códigos e descrições utilizadas na CID-10 são disponibilizados por meio da
internet.
581

D) A CID-10 classifica morfologicamente neoplasias, exibe listas especiais de tabulação para mortalidade e para morbidade,
além de fornecer as definições e os regulamentos da nomenclatura, por meio da lista tabular.
E) A falta de um manual de instruções e de índice alfabético dificulta o seu uso e inibe o acesso a notas sobre certificação
médica, classificações em geral e tabulações.
17. (IADES-2014-BAHIA) Quanto ao VERSIA, assinale a alternativa correta.
A) É o sistema de verificação do SIASUS.
B) É um sistema centralizado e responsável pela geração das informações processadas pelo SIASUS.
C) É utilizado e atualizado diariamente pelo DATASUS.
D) Estão, entre os benefícios do VERSIA, a integridade das informações sobre os estabelecimentos de saúde e o intercâmbio
eletrônico de dados com órgãos internacionais de saúde.
E) Tem abrangência exclusivamente municipal.

18. (Residencia Multiprofissional em Saude Coletiva-2014-IMIP) Os sistemas de Informações em Saúde representam uma
importante fonte de dados para o gerenciamento dos serviços de saúde. Em relação aos Sistemas de Informações de
abrangência Nacional marque a alternativa CORRETA:
a. O SINAN permite a coleta de dados e o trabalho com a notificação de doenças compulsórias desde a unidade de saúde,
utilizando como instrumento padronizado de coleta de dados a Declaração de Nascido Vivo (DN).
b. O SIH utiliza como instrumento padronizado de coleta de dados a Autorização de internação hospitalar AIH, é utilizado
exclusivamente para a apuração de custos e pagamento aos prestadores de serviços hospitalares.
c. O SINAN apresenta como unidade de registro de informações o procedimento ambulatorial realizado, desagregado em atos
profissionais (consultas, exames laboratoriais e etc.).
582

d. O SIM foi estabelecido pelo Ministério da Saúde desde 1975, sendo muito importante para a vigilância epidemiológica,
utilizando como instrumento padronizado de coleta de dados a Declaração de óbito (DO).
19. (UFAL 2012-COPEVE) Sobre os Sistemas de Informação de Saúde, assinale a afirmativa incorreta.
A) O SINASC coleta informações sobre as características dos nascidos vivos, das mães, da gestação e do parto.
B) O SINAN coleta e processa dados sobre agravos de notificação compulsória em todo o território nacional, fornecendo
informações para a análise do perfil de morbidade e contribuindo para a tomada de decisões nos três níveis do SUS.
C) O SIAB é utilizado para as ações referentes à atenção básica, particularmente para as ações desenvolvidas pelo PACS e PSF.
D) A operacionalização do SIM se dá pelo preenchimento e coleta do documento padrão – a Declaração de Óbito (DO), sendo
este o documento de entrada de dados no sistema, nos estados e municípios.
E) O boletim de acompanhamento é um instrumento para acompanhamento do desenvolvimento do nascido vivo.

GABARITO
1-D 2-D 3-E 4-E 5-A 6-D 7-E 8-D 9-E 10-B
11-A 12-C 13-D 14-A 15-B 16-E 17-A 18-D 19-E
583

Parte 22 - POLÍTICA NACIONAL DE GESTÃO ESTRATEGICA E PARTICIPATIVA NO SUS


08 QUESTÕES

1. (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - 2013 – Enfermeiro) A Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP),
faz parte da estrutura central do Ministério da Saúde (MS) e tem como competência
a) formular e implementar a política de gestão democrática do SUS, sem fortalecer a participação social.
b) articular as ações do MS, referentes à gestão estratégica e participativa com os diversos setores governamentais e não
governamentais, relacionados com os condicionantes e determinantes da saúde.
c) ir contra o processo de controle social do SUS, para o fortalecimento das ações dos conselhos de saúde.
d) participar, com o CNS, das Conferências de Saúde e das Plenárias dos Conselhos de Saúde com o apoio dos demais órgãos
do MS, sem a necessidade de promovê-las.
e) Incentivar e apoiar, menos nos aspectos financeiros e técnicos, as instâncias estaduais, municipais e do DF no processo de
elaboração e execução da política de educação permanente para o controle social no SUS.
2- (ESAF-2012) Sobre a Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa do SUS, é correto afirmar:
a) tem por objetivo prioritário fiscalizar os atos do Poder Executivo, as instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde – SUS e
os Conselhos de Saúde em todos os níveis de governo.
584

b) a Promoção da inclusão social de populações específicas, visando à equidade no exercício do direito à saúde e a afirmação
do protagonismo da população na luta por saúde a partir da ampliação de espaços públicos de debates e construção de
saberes, entre princípios e diretrizes da Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa do SUS.
c) foi criada tendo em vista a necessidade de substituir os mecanismos de controle social estabelecidos pela política de saúde
quando da regulamentação do SUS, por modelos de gestão compatíveis com a realidade atual.
d) seus componentes e linhas de ação são definidos no âmbito das Comissões Intergestores Tripartite (CIT) e das Comissões
Intergestores Bipartite (CIB), nas três esferas de governo.
e) estabelece as condições para a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde e estipula os critérios
para repasses financeiros para o Sistema.
3- (ESAF-2012) Sobre a Gestão Estratégica e Participativa do SUS, assinale a opção incorreta.
a) Reafirma a participação popular e o controle social na construção de um novo modelo de atenção à saúde, requerendo o
envolvimento dos movimentos sociais, considerados atores estratégicos para a gestão participativa.
b) Reconhece os processos de educação popular em saúde, desenvolvidos no diálogo permanente com movimentos
populares, entidades formadoras e grupos sociais, como mecanismos de uma gestão participativa.
c) Constitui-se em um conjunto de atividades voltadas ao aprimoramento da gestão do SUS, visando a maior eficácia, eficiência
e efetividade.
585

d) Tem como uma de suas diretrizes a modernização dos processos de gestão por meio da utilização de técnicas
reconhecidamente eficientes.
e) Reafirma os pressupostos da Reforma Sanitária quanto ao direito universal à saúde de responsabilidade do Estado, como
universalidade, equidade, integralidade, e participação social.
4. (IBC-2013) De acordo com a “Política Nacional de Gestão Estratégica e participativa para o SUS” Para a consolidação do SUS,
a formulação da política de saúde deve emergir dos espaços onde acontece a aproximação entre a construção da gestão
descentralizada, o desenvolvimento da atenção integral à saúde e o fortalecimento da participação popular, com poder:
a) Deliberativo
b) Autocrático
c) Regional
d) autárquico
5. (IBC-2013) Segundo a “Política Nacional de Gestão Estratégica e participativa para o SUS” o instrumento de gestão para
fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para a alocação e utilização adequada dos recursos, a garantia do acesso
e a qualidade da atenção à saúde oferecida aos cidadãos utilizando-se de técnicas que visa avaliar a gestão pública, de forma
preventiva e operacional, sob os aspectos da aplicação dos recursos, dos processos, das atividades, do desempenho e dos
resultados mediante a confrontação entre uma situação encontrada e um determinado critério técnico, operacional ou legal, é
denominado de:
586

a) Gestão participativa
b) Auditoria do SUS
c) Conselho Deliberativo
d) Ouvidoria do SUS
6. (PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA- PMT/FMS-2010) A Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa no SUS
(ParticipaSUS, reedição 2009, Ministério da Saúde) NÃO tem por base a seguinte diretriz:
(A) reafirmação dos pressupostos da Reforma Sanitária quanto ao direito universal à saúde de responsabilidade do Estado,
como universalidade, equidade, integralidade e participação social.
(B) valorização dos diferentes mecanismos de participação popular e de controle social nos processos de gestão do SUS,
especialmente os conselhos e as conferências de saúde, garantindo sua consolidação como política de inclusão social e de
conquista popular.
(C) promoção da inclusão social de populações específicas, visando à equidade no exercício do direito à saúde.
(D) afirmação do antagonismo da população na luta por saúde a partir da ampliação de espaços públicos de debates e
construção de saberes.
(E) fortalecimento das formas coletivas de participação e solução de demandas.
587

7. (2014- Prefeitura Municipal do Assú-UFRN) Na perspectiva da Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa no SUS
(ParticipaSUS), a auditoria assume significado de instrumento de gestão que fortalece o SUS, contribuindo para a alocação e
utilização adequadas dos recursos, garantia do acesso e a qualidade da atenção. Desse modo, o novo conceito de prática de
auditoria, em apoio à gestão, estabelece como principais diretrizes:
A) capilaridade, descentralização, integração e foco na qualidade.
B) eficiência, eficácia e efetividade.
C) descentralização, hierarquização, regionalização e participação da comunidade.
D) planejamento, gestão do trabalho, educação na saúde, financiamento e programação pactuada e integrada.
8. (Fundação Municipal de Saúde – FMS-2011) Em se tratando de Gestão Participativa no Sistema Único de Saúde (SUS), assinale
a alternativa INCORRETA.
a) A Gestão participativa requer a adoção de práticas e mecanismos que efetivem a participação dos profissionais de saúde e
da comunidade.
b) As práticas participativas implicam, sempre, na construção de consensos, a partir da identificação e do reconhecimento
dos dissensos, indicando alternativas a partir de diferentes opiniões.
c) A Gestão participativa requer a adoção de práticas e mecanismos inovadores que efetivem a participação popular.
d) A integração e interação das ações de auditorias, ouvidorias, monitoramento e avaliação com o controle social, não
participam dos princípios e diretrizes da Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa do SUS.
588

e) A Gestão participativa pressupõe a ampliação de espaços públicos e coletivos para o exercício do diálogo e da pactuação
das diferenças.

GABARITO:
1-B 2- B 3- D 4- A 5-B
6-D 7-A 8-D
589

Parte 23 - PROCESSO SAÚDE-DOENÇA


12 QUESTÕES

1. (RIS-ESP/CE-2013) Assinale a afirmativa que apresenta a concepção da História Natural da Doença de Leavell & Clark (1965)
na explicação da causalidade do processo saúde doença.

a) A perspectiva elaborada pelos autores trabalha com a abordagem médico-social do processo saúde-doença, considerando
os determinantes sociais de saúde e a crítica ao modo de produção capitalista. O processo saúde-doença no contexto da
história natural da doença parte dos determinantes econômicos onde estão inseridos os sujeitos, colocando a dimensão
biológica secundária em relação ao contexto político social.

b) O modelo da história natural da doença trabalha com a perspectiva do modelo médico hegemônico aplicado as questões
sanitárias e as práticas clínicas da atenção médica, desconsiderando a dimensão biológica do processo saúde-doença.

c) Para os autores, microrganismos interagem com o ambiente que favorecem ou não sua sobrevivência e multiplicação como
agente etiológico. A predisposição do indivíduo à doença é o seu comportamento genético e a sua resistência, sendo essa
relacionada com os seus comportamentos ou estilos de vida. A partir da perspectiva da história natural da doença os autores
propuseram medidas de intervenção nos diferentes estágios da doença: prevenção primária, secundária e terciária.
590

d) De acordo com os autores, os microorganismos interagem com o ambiente que produzem o processo de adoecimento. Os
determinantes sociais da saúde são um dos principais elementos de leitura do processo saúde-doença. A história natural da
doença trabalha com os seguintes estágios: promoção da saúde, prevenção primária e secundária.

2. (COMPERVE-UFRN-2009) Considere as seguintes afirmativas, a respeito do Processo Saúde-Doença.

I-A saúde deve ser entendida, em sentido mais amplo, como componente da qualidade de vida. Assim, não é um “bem
comum”, mas um “bem de troca”. Cada um (nem sempre todos) pode ter assegurado o direito à saúde, a partir da aplicação
e da utilização de toda a riqueza disponível, dos conhecimentos e da tecnologia desenvolvida pela sociedade nesse campo.

II-Em termos da determinação causal, pode-se dizer que o processo saúde-doença representa o conjunto de relações e
variáveis que produz e condiciona os estados de saúde e de doença de uma população, modificando-se nos diversos
momentos históricos e do desenvolvimento científico da humanidade.

III-Reconhecendo a abrangência e a complexidade causal, saúde e doença podem ser consideradas de causação aleatória.

IV-Em relação ao processo saúde-doença, deve-se considerar também os conceitos de que é ser ou estar doente ou que é ser
ou estar saudável, que envolvem, como base de discussão preliminar e de compreensão, as categorias “representação dos
indivíduos” e “representação dos profissionais” ou, mesmo, das instituições de saúde.

A opção em que todas as afirmativas estão corretas é:


591

A) II e IV

B) I, II e IV

C) I, III e IV

D) II e III

3. (RESIDÊNCIA- UPENET-2013) Para que a saúde seja convenientemente analisada, são necessários conhecimentos básicos
sobre o conceito de saúde, sobre o processo da doença e sobre as causas da doença. Quanto ao processo saúde-doença, é
CORRETO afirmar que

A) o motivo principal que dá origem ao questionamento do paradigma médico-biológico encontra-se na dificuldade de gerar
um novo conhecimento, que permita a compreensão dos principais problemas de saúde.

B) a medicina clínica oferece solução satisfatória para a melhoria das condições de saúde da coletividade.

C) a diminuição da mortalidade por doenças infecciosas e o aumento das doenças crônico-degenerativas ocorreram em
consequência, apenas, da transição demográfica.

D) a assistência aos doentes e as práticas preventivas representam fatores que não intervêm na distribuição e na ocorrência
das doenças.
592

E) como ferramenta de investigação no processo saúde-doença.

4. (RESIDÊNCIA- UPENET-2013) De acordo com o processo Saúde/Doença, assinale a alternativa CORRETA.

A) Todas as pessoas adoecem de forma igual e, portanto, necessitam dos mesmos tratamentos.

B) Uma análise de base epidemiológica é um instrumento útil para verificar quais fatores estão interferindo no adoecimento
das populações, em diferentes territórios.

C) As condições de trabalho não interferem no processo de adoecimento e morte da sociedade.

D) Analisando o adoecimento das populações, o plano coletivo é simplesmente uma somatória dos diversos planos individuais
e não interfere nas estratégias de promoção da saúde.

E) O processo saúde-doença está exclusivamente relacionado aos padrões de exposição das pessoas aos agentes etiológicos,
o que aumenta a importância do papel da microbiologia nesse processo.

5. (RESIDÊNCIA- UPENET-2013) São consideradas medidas preventivas todas aquelas utilizadas para evitar as doenças ou suas
consequências.

Assinale a alternativa que corresponde ao primeiro nível de prevenção.

A) Consiste em identificar a doença, limitar a extensão das respectivas lesões e retardar o aparecimento de complicações.
593

B) Trata de identificar o processo patológico no seu início, antes do aparecimento de sintomas.

C) Objetiva desenvolver o potencial residual do organismo após já ter sido afetado pela doença.

D) Engloba as ações destinadas a manter o bem-estar, sem visar a nenhuma doença em particular.

E) Visa impedir o aparecimento de uma determinada afecção, em particular, ou de um grupo de doenças afins.

6. (FESF-AOCP-2010) O processo saúde/doença é uma expressão usada para fazer referência a todas as variáveis que envolvem
a saúde e a doença de um indivíduo ou população, considera que ambas estão interligadas e são consequência dos mesmos
fatores. De acordo com esse conceito, assinale a alternativa correta.

(A) As formas concretas de inserção sócio-econômica da população (condições de trabalho e condições de vida) são relevantes
para explicar a saúde e o perfil epidemiológico.

(B) As grandes variações climáticas são os principais determinantes do processo saúde/doença nos países em
desenvolvimento.

(C) Atualmente a Epidemiologia explica o processo saúdedoença pela articulação entre determinantes sociais e genéticos.

(D) Os grandes avanços nas pesquisas da engenharia genética e biologia molecular, possibilitaram a explicação do
aparecimento de muitas patologias e este é o paradigma mais aceito atualmente para a explicação do processo saúde/doença.
594

(E) O Conceito da Organização Mundial de saúde (OMS) que define a saúde não apenas como ausência de doença, mas como
uma situação de perfeito bem estar físico, mental e social ainda é o mais abrangente na explicação do processo saúde-doença.

7. (RESIDÊNCIA- UFF) Segundo o Ministério da Saúde (2010), quando se aborda a descrição que inclui as características das
funções de infecção, distribuição da doença, segundo os atributos de pessoas, tempo e espaço; distribuição e características
ecológicas do reservatório do agente; mecanismos de transmissão e efeitos da doença sobre o homem, especificamente se está
abordando o conceito

(A) de vigilância em saúde.

(B) de processo saúde-doença.

(C) da história natural da doença.

(D) da promoção da saúde.

8. (PREFEITURA RJ-2008-FJG) O significado da expressão “concepção ampliada de saúde”, que marca conceitualmente a Política
Nacional de Promoção de Saúde, é o de que:
A) a saúde e o adoecimento refletem as escolhas individuais, mais que o acesso aos cuidados e as tecnologias médicas
B) a saúde e a doença são um binômio inseparável, determinando necessidades curativas
C) a saúde envolve tanto aspectos físicos como os processos mentais, singulares em cada sujeito
595

D) o processo saúde-doença não é somente resultante da vontade dos sujeitos e/ou comunidades, mas expressa o contexto
da própria vida.
9. (UFRN/COMPERVE-2006) “O estudo da distribuição de frequência de doenças e dos agravos à saúde coletiva em função das
variáveis ligadas ao tempo, ao espaço e à pessoa, possibilitando o detalhamento do perfil epidemiológico, com vistas à promoção
da saúde, às ações preventivas e de assistência”.
Esse conceito corresponde à epidemiologia
A) analítica.
B) quantitativa.
C) descritiva.
D) social.
10-(SECAD/TO-CESGRANRIO-2005) Entre os objetivos da Epidemiologia, incluem-se:
(A) estudo dos agravos; conceituação de processo biológico; análise do surgimento das doenças.
(B) definição de prevenção; análise da conjuntura; reorientação do modelo de gestão.
(C) descrição da distribuição das doenças na população; planejamento de ações; identificação dos agentes etiológicos.
(D) criação de políticas públicas; estudo da mortalidade infantil; definição de causas.
596

(E) validação de variáveis; prevenção da focomelia; definição da biodiversidade.


11. (COPEVE-PREFEITURA DE MACÉIO-2012) Atualmente, o processo saúde-doença é considerado como resultante de fatores
A) bio-psíquico-sociais, porém limitado no aspecto da definição de políticas públicas para a saúde.
B) bio-psíquico-sociais, sem nenhuma conexão para a gestão de políticas públicas em saúde.
C) bio-psíquico-sociais, em que a suscetibilidade não está ligada à natureza do homem.
D) bio-psíquico-sociais, concepção que permeia as políticas públicas para a saúde.
E) bio-psíquico-sociais, sem relevância ao controle e tratamento das doenças e para a identificação dos fatores etiológicos
12. (COPEVE-PREFEITURA DE MACÉIO-2012) A História Natural da Doença propõe dois campos independentes de determinação
da doença. Dos quatro itens expostos abaixo,

I. O meio externo, onde estão os fatores causais.

II. O meio interno, onde se desenvolve a doença.

III. O meio biológico, onde estão os fatores externos.

IV. O modelo monocausal. Verifica-se que estão corretos apenas

A) I e II.
597

B) I e III.

C) II e IV.

D) III e IV.

E) I e IV.

GABARITO
1- C 2- A 3-A 4-B 5-D 6-A 7-C
8-D 9-C 10-C 11-D 12-A
598

Parte 24 - PPI

1. (FUNCAB-2014-Pref. Vassouras/RJ) O Sistema de Planejamento do SUS é representado pela atuação contínua, articulada,
integrada e solidária do planejamento das três esferas de gestão do SUS. Em relação à Programação Pactuada Integrada (PPI), é
correto afirmar:

A) Tem por objetivo organizar a rede de serviços, dando transparência aos fluxos, e definir, a partir de critérios e parâmetros
pactuados, os limites financeiros destinados à assistência da população própria e das referências recebidas de outros
municípios.
B) Operacionaliza as intenções expressas no Plano de Saúde e tem como propósito determinar o conjunto de ações voltadas
à promoção, à proteção e à recuperação da saúde, bem como da gestão do SUS.
C) É o instrumento que apresenta os resultados alcançados com a execução da Programação Anual de Saúde e orienta
eventuais redirecionamentos que se fizerem necessários.
D) Tem como objetivo definir as diretrizes para a organização regionalizada da assistência, visando à conformação de sistemas
de atenção funcionais e resolutivos nos diversos níveis.
E) Determina as diretrizes, os objetivos e as metas da Administração Pública para um período de quatro anos, que se inicia no
segundo ano do mandato do governante e encerra-se no primeiro ano de mandato do governo seguinte.
599

2. (RESIDÊNCIA-2009 – CEV/UFMT) Sobre a Programação Pactuada e Integrada (PPI), usualmente utilizada nos processos de
gestão estratégica do SUS, analise as afirmativas.
I - A PPI têm sido considerada um instrumento formal e indispensável de negociação intergestores (município, estado e
governo federal) visando garantir especificamente as ações de saúde de baixa complexidade.
II - A adoção da PPI na gestão do SUS tem um papel fundamental uma vez que pode servir de estímulo à cooperação
intergovernamental nos aspectos técnicos e de integralidade sanitária.
III - No processo de construção da PPI, os gestores devem entabular pactuações com base em indicadores, metas, recursos e
oferta de serviços focalmente restrita na atenção terciária e quaternária de saúde.
IV - Na construção da PPI, devem estar assegurados tetos financeiros e a divisão de responsabilidade sanitária entre as esferas
de gestão.
Estão corretas as afirmativas
A) II e III, apenas.
B) II e IV, apenas.
C) I, III e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.
600

3. (Analista Técnico de Políticas Sociais- ESAF-2012) Sobre a Programação Pactuada e Integrada de Atenção á Saúde (PPI), é
correto afirmar:
a) a elaboração da PPI é subsidiada pela programação física e financeira dos estabelecimentos de saúde em cada esfera de
governo.
b) é um processo cuja responsabilidade de elaboração cabe aos conselhos de saúde, que visa a definir a programação das
ações de saúde em cada território e nortear a alocação dos recursos financeiros para saúde.
c) está restrita a municípios que ofertam serviços de saúde de média complexidade.
d) é um processo que envolve gestores estaduais e municipais, independente das formas pelas quais é desenhada a
regionalização entre os respectivos estados e municípios.
e) deve estar inserida no processo de planejamento e deve considerar as prioridades definidas nos planos de saúde, em cada
esfera de gestão.
4. (Analista Técnico de Políticas Sociais- ESAF-2012) Assinale a opção que não é diretriz da Programação Pactuada e Integrada
da Atenção em Saúde (PPI).
a) Os gestores estaduais e municipais possuem flexibilidade na definição de parâmetros e prioridades que irão orientar a
programação, ressalvados os parâmetros pactuados nacional e estadualmente.
b) A programação é realizada prioritariamente, por áreas de atuação a partir das ações básicas de saúde para compor o rol
de ações de maior complexidade.
601

c) O processo de programação deve contribuir para a garantia de acesso aos serviços de saúde, subsidiando o processo
regulatório da assistência.
d) A programação é realizada, tendo como referência os blocos de financiamento a partir das ações de média e alta
complexidade.
e) A programação deve ser realizada a cada gestão, revisada periodicamente e sempre que necessário, em decorrência de
alterações de fluxo no atendimento ao usuário; de oferta de serviços; na tabela de procedimentos; e no teto financeiro, dentre
outras.
5. (ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ – ESP-CE ISGH) Considerando a Programação Pactuada e Integrada da Assistência à
Saúde (PPI), assinale a alternativa INCORRETA:
A) A PPI municipal deve ser instituída conforme as metas propostas pelo Ministério da Saúde e o teto financeiro do estado.
B) A PPI deve definir e quantificar as ações de saúde para a população residente.
C) Um dos objetivos da PPI é fornecer subsídios para os processos de regulação do acesso aos serviços de saúde.
D) A PPI possibilita a definição dos limites financeiros para a assistência de média e alta complexidade.
602

GABARITO

1- A 2- B 3- E 4- D 5-A
603

Parte 25 - NOBS
5 questões

1. (PREF.MUNICIPAL DE FRANCO DA ROCHA/SP-2004) de acordo com a NOB – SUS 01/96, a atenção à saúde compreende três
grandes campos a saber:
(a) assistência, atenção básica e medicação.
(b) intervenção ambiental, regionalização da saúde e formação de profissionais.
(c) assistência, intervenções ambientais, políticas externas.
(d) atenção secundária, hospitalização e políticas socias.
(e) regionalização, intervenções ambientais, cálculo de indicadores de saúde.
2. (extraída da apostila degrau cultural, 3ª edição) segundo a NOB/96 do ministério da saúde, “um montante que corresponde
a procedimentos ambulatoriais de média complexidade, medicamentos e insumos excepcionais, órteses e próteses
ambulatoriais e tratamento fora do domicílio (TFD), sob gestão do estado, denomina-se:
(A) IVR
(B) FAE
604

(C) TFAE
(D) TFAM
3. (RESIDENCIA-UFF-2013) A Norma Operacional Básica – NOB 1/96 – do SUS descreve que a atenção à saúde encerra todo o
conjunto de ações levadas a efeito pelo SUS, em todos os níveis de governo, para o atendimento das demandas pessoais e das
exigências ambientais. A NOB 1/96 compreende três grandes campos:
(A) assistência, intervenções vetoriais e política interna de saúde.
(B) assistência, intervenções ambientais e política externa de saúde.
(C) assistência, intervenções sociais e política de avaliação de vetores.
(D) assistência, intervenções ambientais e política interna de saúde.
4. (RESIDÊNCIA-CEV-2010) A Norma Operacional Básica 96 (NOB 96) trouxe alterações significativas e importantes no que se
refere à forma de repasse dos recursos financeiros do governo federal para os municípios. Em relação aos aspectos do
financiamento do SUS, assinale a afirmativa INCORRETA.
A) Com a NOB 96 o repasse dos recursos financeiros passam a ser vinculados à produção de serviços.
B) O Piso da Atenção Básica (PAB) deixa de ser repassado aos municípios quando estes não alimentam o Sistema de Informação
da Atenção Básica (SIAB) há três meses.
605

C) A Portaria 698/GM/2006 define que os recursos federais destinados ao custeio de ações e serviços de saúde passam a ser
organizados e transferidos na forma de blocos de financiamento: I - Atenção Básica, II - Atenção média e alta complexidade
ambulatorial e hospitalar, III - Vigilância em Saúde, IV - Assistência Farmacêutica e V - Gestão do SUS.
D) O financiamento das ações do SUS é de competência das três esferas de governo (União, Estados e Municípios)
5. (PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA – PR-MS CONCURSOS-2014) A Norma Operacional Básica – NOB 1/96 do Sistema
Único de Saúde (SUS) foi aprovada pela Portaria nº 2.203, de 5 de novembro de 1996. Qual alternativa não condiz com a referida
Norma?
a) Piso Assistencial Básico (PAB) consiste em um montante de recursos financeiros destinado ao custeio de procedimentos e
ações de assistência básica, de responsabilidade tipicamente municipal.
b) Na NOB 1/96 gestão é conceituada como sendo a administração de uma unidade ou órgão de saúde (ambulatório, hospital,
instituto, fundação etc.), que se caracteriza como prestador de serviços ao Sistema.
c) A NOB 1/96 tem por finalidade primordial promover e consolidar o pleno exercício, por parte do poder público municipal e
do Distrito Federal, da função de gestor da atenção à saúde dos seus munícipes.
d) O poder público estadual tem como uma de suas responsabilidades nucleares, mediar a relação entre os sistemas
municipais.
606

e) Ao tempo em que aperfeiçoa a gestão do SUS, a NOB 1/96 aponta para uma reordenação do modelo de atenção à saúde,
na medida em que redefine, entre outros, os vínculos dos serviços com os seus usuários, privilegiando os núcleos familiares e
comunitários, criando, assim, condições para uma efetiva participação e controle social.

GABARITO:

1- C 2- B 3- C 4- A
5- B
607

Parte 26 - NOAS
1. (PREFEITURA MUNICIPAL DE ITANHANDU/2010) O PDR – Plano Diretor de Regionalização pleiteado na Norma Operacional da
Assistência à Saúde / SUS - NOAS-SUS 01/02, deve garantir acesso dos cidadãos, o mais próximo possível de sua residência, a
um conjunto de ações e serviços vinculados, dentre outras, às seguintes responsabilidades mínimas:
a). assistência ao pré-natal, parto e puerpério
b). suprimento obrigatório de medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica
c). serviço odontológico para controle de afecções bucais de média e alta complexidade
d). tratamento cirúrgico de casos de pequenas urgências ortopédicas

2. (PREFEITURA DE MESQUITA/2006) entre as ferramentas para a gestão municipal de saúde, instrumento que, segundo a NOAS-
SUS 2002, serve para acompanhamento e avaliação do sistema de saúde é:
(A) quadro de ações;
(b) agenda de saúde;
(c) relatório de gestão;
(d) plano municipal de saúde;
(e) plano diretor de regionalização

3. (IBFC - 2013 – EBSERH) Em relação ao processo de Controle, Regulação e Avaliação da assistência à saúde no SUS, a NOAS
SUS 01/2002 estabelece que o fortalecimento das funções de controle e avaliação dos gestores do SUS deve se dar,
principalmente, nas seguintes dimensões:
608

I - Avaliação da organização do sistema e do modelo de gestão.


II - Relação com os prestadores de serviços.
III - Qualidade da assistência e satisfação dos usuários.
IV - Resultados e impacto sobre a saúde da população.
A alternativa CORRETA é
A) Apenas I e IV estão corretas.
B) Apenas I, III e IV estão corretas.
C) Apenas II e III estão incorretas.
D) I, II, III e IV estão corretas.

4. (IESES - 2014 - TRT - 14ª Região (RO e AC)) - Analista Judiciário Leia as assertivas I a IV e depois, considerando o que consta do
NOAS-SUS 01/2002, assinale a alternativa correta:

I. O Plano Diretor de Regionalização - PDR é o instrumento de ordenamento do processo de regionalização da assistência em


cada Estado e no Distrito Federal, baseado nos objetivos de definição de prioridades de intervenção coerentes com as
necessidades de saúde da população e garantia de acesso dos cidadãos a todos os níveis de atenção.
II. Módulo Assistencial corresponde à base territorial de planejamento da atenção à saúde, não necessariamente coincidente
com a divisão administrativa do Estado, a ser definida pela Secretaria Estadual de Saúde, de acordo com as especificidades e
estratégias de regionalização da saúde em cada Estado, considerando as características demográficas, socioeconômicas,
geográficas, sanitárias, epidemiológicas, oferta de serviços, relações entre municípios, entre outras.
III. Município-sede do módulo assistencial é o município que, de acordo com a definição da estratégia de regionalização de
cada Estado, apresente papel de referência para outros municípios, em qualquer nível de atenção.
609

IV. Uma Unidade territorial de qualificação na assistência à saúde representa a base territorial mínima a ser submetida à
aprovação do Ministério da Saúde e Comissão Intergestores Tripartite para qualificação na assistência à saúde.

Assinale a alternativa correta:

a) São verdadeiras apenas as assertivas II, III e IV.


b) São verdadeiras apenas as assertivas I, II e III.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) São verdadeiras apenas as assertivas I e II.
e) São verdadeiras apenas as assertivas I e IV.

GABARITO:
1- A 2- C 3- D 4- E