Você está na página 1de 2

Amor e casamento no século XVI

De modo geral, a situação na sociedade elizabetana era que os casamentos eram arranjados.
As decisões sobre casamento eram feitas coletivamente pela família e demais parentes, entre
aqueles que possuíam propriedades. Muitos fatores afetavam estas decisões, que incluía apoio
político e acúmulo de riquezas. Propriedades e poder eram os fatores principais que
influenciavam as negociações matrimoniais.

O terceiro fator mais importante que regia o casamento e a estrutura familiar do séc. XVI até o
séc.XIX era o sistema de dotes, que era, mais ou menos, uma transação financeira. Na
Inglaterra, as noivas não possuíam propriedades na forma de “terras”. (a mãe de Shakespeare,
Mary Arden, foi exceção pois seu pai deixou para ela em testamento, casa e terras – por
exemplo, a casa perto de Stratford é chamada Casa de Mary Arden). Já que a noiva não tinha
terras, era esperado que ela trouxesse para o casamento uma quantia considerável em
dinheiro, o dote. Isto era chamado de “porção” e ia diretamente para o pai do noivo. Em
contrapartida, o pai do noivo garantia à noiva um pagamento anual, ou anuidade, chamado de
“depósito” caso a noiva sobrevivesse ao marido e se tornasse viúva. Sob esse sistema, filhas
eram vistas quase sempre como um empecilho para as finanças da família, muito embora
também eram consideradas úteis para fazer conexões políticas e geralmente eram
pressionadas para dar à luz crianças saudáveis.

Na alta sociedade o apoio real era, claro, muito valorizado e a aprovação do casamento pela
Rainha deveria ser procurado. A honra era importante para os homens e a reputação honrosa
era conseguida através de coisas como glória militar, merecimento, agir de boa fé com as
pessoas, boa origem e boas condições de casamento. Uma reputação honrosa era
suficientemente importante para as pessoas lutarem duelos. A reputação de um homem podia
ser afetada pela reputação de uma mulher a quem ele estivesse comprometido ou casado. Era
esperado que a futura noiva fosse virgem e fiel, quando esposa.

O Sermão do Estado do Matrimônio existente no Livro de Homilias da Igreja Elizabetana dizia:


“Deixe que as mulheres estejam sujeitas a seus maridos como Senhores delas, porque o
marido é a cabeça da mulher assim como Cristo é a cabeça da igreja.”

De fato, muitos moralistas religiosos da época se opunham a casamentos arranjados


argumentando que eles poderiam ser usados para encorajar a cobiça dos pais; isso poderia
levar não só a tristezas mas também a adultérios e crimes.

Os poetas e dramaturgos deste período escreveram sobre o amor romântico. Shakespeare


escreveu uma sequencia de sonetos sobre o amor e suas peças geralmente nos mostra as
dificuldades de se tentar equilibrar o amor, o casamento e as expectativas sociais.

A Rainha Elizabeth I é conhecida como a “Rainha Virgem” mas sempre se discutiu sobre sua
relação com seus “favoritos” na corte. Um deles era o Duque de Essex – Robert Devereux.
Mas nunca saberemos os fatos verdadeiros.

O filme SHAKESPEARE APAIXONADO liga muitos aspectos do filme através da ideia sobre o
amor tanto na vida quanto no palco. No filme, a personagem da rainha resume a questão ao
perguntar: “Será que uma peça pode nos mostrar a real e verdadeira natureza do amor?”

APÓS ESSA CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICO-SOCIAL, RESPONDA AS PERGUNTAS A


SEGUIR SOBRE O FILME SHAKESPEARE APAIXONADO:
1. Observe as atitudes do pai de Viola de Lessep e de Lord Wessex em relação ao
casamento. Como isso reflete a posição de Julieta na peça de Shakespeare “Romeu e
Julieta”?
2. Explique a atitude da Rainha Elizabeth no filme em relação ao amor de Viola e Will.
3. Como o filme explora a verdadeira natureza do amor?
4. Você esperava que o filme terminasse da forma que terminou? Explique suas razões.
5. Comente as seguintes afirmações:
5.1 O sistema de dote é um bom sistema para uma sociedade capitalista.
5.2 A atração sexual importa mais para o amor romântico do que para o casamento.
5.3 Uma peça de teatro pode realmente nos mostrar a verdadeira natureza do amor?

PRAZO DE ENTREGA DA ATIVIDADE: ATÉ 11/10/12.

A ATIVIDADE PODE SER REALIZADA EM GRUPOS DE ATÉ 5 ALUNOS.