Você está na página 1de 2

A auto-cura

Por que ficamos doentes? Tudo é uma questão de uma ação espiritual negativa, uma
má influência? Quem está contribuindo para o meu estado de doente?
Não procure respostas fora de si mesmo. Somos responsáveis por todos os estados
bons ou ruins que nos encontramos. Ou porque deixamos a porta aberta para que nosso corpo
seja um ambiente perfeito para a proliferação de vírus, bactérias e miasmas de todas as
ordens. Ou porque as geramos dentro de nós mesmo. Não somos vítimas do mundo, mas
permitimos ou produzimos muitas de nossas próprias mazelas.
Todos os estados negativos de emoções e sentimentos que ressonam dentro de nós, é
um fator potencilizador e alimentador de estados desequilibrados que são as matrizes de todas
as nossas doenças; sejam físicas ou da alma. Ou seja, quem adoece primeiro é o espírito e
essa doença se manifesta no corpo físico com seus efeitos e consequências. E a medicina
convencional vem para tratar esses efeitos, esses sintomas, mas não a causa. E logo que é
cessado uma causa, mais cedo ou tarde aparecerá algum outro estado doente em outra parte
do corpo, em outro órgão.
E como podemos procurar a auto-cura? Não precisamos de vacinas ou remédios
alopáticos. Esse medicamento não vende nas farmácias ou está a disposição em postos de
saúde. Está num local ao alcance de todos, muito perto e muito longe, pois para chegarmos até
ele, é preciso VONTADE verdadeira, perseverança, auto-confiança, e determinação. Por
quantas vezes, você andou mundo buscando a solução para um mal que o abatia, uma doença
que a medicina não conseguia diagnosticar, ou se conseguia, parecia não haver formas de
curar. Quantas vezes você quis buscar ajuda em templos, filosofias, médicos que cuidam da
saúde mental e psicológica para curar um estado de alma apática e sem motivação a vida?
Com dores generalizadas pelo corpo, dor no centro do peito, um sentimento de medo que não
se sabe de onde vem ou pra onde vai ? Quando a Alma está enferma, é o corpo que padece.
Mas a cura está bem perto de nós, ao nosso alcance. Está dentro de nós.
Deus em sua infinita e incomensurável sabedoria, criou seus filhos e os enviou a terra, com
todos os recursos e remédios para promover todas as curas que por ventura precisassem
operar para si. Não acredita? Basta lançar os olhos para toda a criação divina. Tudo é perfeito
e não estamos alheios a essa perfeição. Somos perfeitas criações, pois fomos gerados pela
inesgotável fonte de poder, vida e perfeição.
E se essa perfeição, beleza e abundância, não reflete de dentro de nós, não tem outra
causa, a não ser nossos escolhas e estados de permissividade. Afinal, somos dotados de livre
arbítrio para escolher e interagir com situações, pessoas e seres. Nós alimentamos a nossa
rede de sentimentos, pensamentos, emoções porque eles são todo o reflexo e extensão de
como eu encaro, qualifico e vivencio minhas experiências nesse mundo. Só você pode sentir e
dizer como é o seu próprio mundo. Se o mundo está ruim, é você e somente você, quem está
afirmando isso.
E o que isso tem a ver com minhas doenças? As doenças começam, quando a alma
adoece. O que podemos fazer para curar a alma?
É preciso fazer o que talvez seja a tarefa mais difícil para o ser humano, condicionado
a viver de tal forma; mudar. Abandonar condicionamentos negativos antigos que nos
aprisionam num mundo só nosso de auto-culpa, auto-piedade, cobranças descabidas e
tolimento. A síndrome de vítima faz com que você coloque a culpa de seus estados emocionais
nos outros, menos em si mesmo. Não existem vítimas no mundo, então pare de se colocar
como tal e vá à luta. O que não lhe serve ou lhe faz mal; abandone. Aprenda a se libertar, a se
desapegar! Mas do que se libertar de outros que você insiste em carregar pra sua vida, liberte-
se de suas próprias correntes. Aquelas que você construiu de medo, inseguranças, baixo
estima, rancores, mágoas, de você mesma. Aprenda a se perdoar, e só assim você estará
pronta a se amar.
E quando você aprender a se amar de verdade, você passará a cuidar de você como
se deve. Seu corpo, sua saúde, seu estado emocional e tudo na sua vida passa a mudar,
quando você voltar a se amar, a se aceitar como é, a se redescobrir como um ser humano
perfeito, divino e maravilhoso, não é mágica. Mas você vai passar a gerar um padrão
energético de alta frequência dentro de você e essa energia, irá criar um vórtice energético,
como um cone de luz que irá atrair para ele, tudo o que for de igual padrão energético. Você
passa a ser um ponto de atração a coisas positivas; como fartura, abundância, beleza, saúde,
riqueza, amor, felicidade, alegria. E tudo isso é parte de uma cadeia perfeita de ação e reação,
causa e efeito. Semelhante atrai semelhante. Se eu gero energia de alta vibração, atraio
também o mesmo padrão energético. Simples, não?
Se você perceber, tudo é uma questão de escolha e atitude. Vibramos em estados
negativos porque escolhemos vibrar e atraímos e geramos tudo o que é igual e semelhante a
esses estados energéticos desequilibrados. E o contrário também é verdadeiro.
Nossa ! Tudo é muito fácil, mas como se consegue isso, senão consigo nem parar de
fumar?
Usando o poder inesgotável que está também dentro de você. A sua força mental!

Bom, mas depois falemos sobre isso. Por enquanto, pratique o exercício do auto perdão de
hoje, do passado da infância, de anos atrás e de vidas pra trás. Não importa quanta mágoa e
rancor e de quanto tempo você carregue isso. Chega! Se perdoe e só assim, você vai aprender
a se amar incondicionalmente!

Ana Araújo Mestre Reiki e Terapeuta Natural