Você está na página 1de 2

Causa e Efeito

Um dia, o Bodhisattva Di Zang Wang (O Chefe do Inferno) estava explicando


para quatro almas o que elas seriam nas suas próximas encarnações. Havia a alma
de um ser humano, um boi, um cachorro e um macaco. A cada uma delas foi dito que
reencarnaria para viver durante trinta anos. Após o Bodhisattva explicar as
responsabilidades envolvidas em seus respectivos papéis, perguntou se alguma
delas tinha dúvidas ou problemas.
A alma humana foi a primeira a reclamar: "Trinta anos é demasiado curto para
mim. Posso ter mais algumas décadas de vida?"
Então, as almas do boi, do cão e do macaco queixaram-se: "Trinta anos é muito
tempo. Podemos ter dez anos a menos?"
Vendo que as almas do boi, do cão e do macaco, cada uma queria dez anos a
menos, a alma humana, então, perguntou: "Posso ter os dez anos de vida que o boi,
o cão e o macaco não querem? "
O Bodhisattva Di Zang Wang viu que cada uma delas tinha sua preferência e
assim, passou a sentença de acordo com seus desejos. O boi, o cão e o macaco,
cada um renasceu com vinte anos de vida. O ser humano foi encarnado com trinta
anos adicionais, perfazendo um tempo total de sessenta anos. Todos eles estavam
muito felizes que os seus desejos tinham sido atendidos.
Pouco antes de eles partirem, o Bodhisattva Di Zang Wang perguntou à alma
humana: "Você acha que terá algum arrependimento nesta decisão?"
A alma humana respondeu: "Nunca". Assim, o acordo foi finalizado.
Com essas almas encarnadas neste mundo, elas viveram suas vidas de acordo.
Não vamos nos preocupar com o boi, o cão e o macaco, mas deveremos ter um
olhar mais atento à vida do ser humano!
O tempo entre o nascimento e a idade de 30, foram os melhores anos para o ser
humano. Ele tinha poucas preocupações ou responsabilidades. Sua vida foi
relativamente fácil e ele tinha muita liberdade.
No entanto, quando ele passou dos 30, ele foi obrigado a assumir as
responsabilidades do boi por dez anos. Por esse tempo, ele constituiu uma família e,
para o bem de seus filhos, sua família e sua carreira, ele teve que trabalhar duro
como um boi. Além de trabalhar duro, ele descobriu que já não tinha mais tanta
liberdade como antes!
Quando ele terminou o reembolso da dívida do boi, era hora de passar os
próximos dez anos para cumprir as responsabilidades do cão. Nesta altura, o homem
havia atingido a idade de 40. As crianças já haviam crescidos e casados. Com os
filhos não mais estando em casa, e sendo uma pessoa idosa, guardar a casa tornou-
se o seu trabalho. Não era isso exatamente como o reembolso da dívida do cão?
Quando a responsabilidade do cão tinha sido cumprida, o homem tinha os
deveres do macaco para levar a cabo, durante os dez anos!
Quando ele envelheceu, tornou-se muito falante. Às vezes, quando os seus
jovens filhos estavam irritados com sua tagarelice constante, eles reclamavam por
trás das costas: "Macaco velho que só fala demais!"
Ele contraía doenças constantemente. Ele não foi apenas incapaz de ajudar os
seus filhos, como também ele próprio precisava de seus cuidados. Às vezes, quando

1
os filhos perdiam a paciência com ele, eles ficavam irritados e o amaldiçoavam:
"Esse velho macaco! Por que ele não morreu ainda?"
Durante a vida de um ser humano, será preciso atuar nos quatro papéis: um de
ser humano, um de boi, um de cachorro e um de macaco. Embora o período de
tempo seja diferente para cada pessoa, ninguém pode evitar esse destino!
Quando o papel de um macaco for preenchido, não haverá mais nenhuma
responsabilidade a ser cumprida. Então, será hora de sair deste mundo. Este é o
momento em que a jornada de nossa vida termina!
Embora esta seja uma história incomum, é, em muitos aspectos, bastante fiel à
realidade. Com o declínio dos valores morais de nossa sociedade, podemos ver
muitos pontos de semelhança com o homem na história.
Muitas pessoas trabalham muito duro durante toda a vida sem saber nada sobre
a necessidade e da importância de acumular méritos espirituais e de cultivar as
virtudes (questões relacionadas com o crescimento do espírito). Muitas crianças
crescem para serem ingratas e insatisfeitas. É uma grande vergonha que os seres
humanos, que são considerados as criaturas mais desenvolvidas espiritualmente,
possam viver suas vidas de tal maneira!
Nosso Mestre Divino, Huo Fo Su Tsun disse: "O mundo é tão vasto como o
oceano profundo. É complexo e complicado, mas tudo tem o seu próprio lugar e
existência. Os seres humanos são considerados espiritualmente como os mais
desenvolvidos de todos os seres, pois eles têm sabedoria e moralidade, sentimentos
e emoções, e a capacidade de transformar suas visões em realidade”.
A mais Alta Sabedoria e Moralidade são conhecidas como a Verdade. Os
maiores sentimentos nobres e emoções geram a Benevolência. Transformando
visões em realidade manifesta-se a Beleza da Perfeição. Os seres humanos buscam
a Verdade na Essência Divina. Eles procuram Benevolência em sua interação com as
pessoas e nas atividades olham para a beleza da Perfeição.
Se conseguirmos integrar a Verdade, Benevolência e a Perfeição nas ações,
então, a nossa essência espiritual será completa. Isto é considerado como sendo a
forma mais elevada de vida!
Viver uma vida com a Verdade, Benevolência e a Perfeição é o mais Alto Ideal
da existência humana. É a maneira mais preciosa para se viver e a qualidade que
mais claramente distingue um ser humano de outras formas de vida.
O Propósito da vida não é só para a continuação deste corpo físico. Isso
seria muito limitado, estreito e medíocre!
Seria uma espécie de vida monótona, sem valor real e significado. Temos de
usar nosso corpo físico com sabedoria para expandir o nosso meio e a definição de
nossa vida. Desta forma, o “eu” menor poderá ser usado para realizar o “Eu” maior!
A vida de Benevolência, Verdade e Perfeição somente passarão a existir à
medida que integrarmos estas virtudes aos nossos ideais e ações. Agora que temos
um corpo físico, e recebemos o Tao, o Caminho do Céu, devemos valorizar esta
abençoada oportunidade!
Ao usarmos a nossa consciência, imitando o pragmatismo de um boi, a
fidelidade de um cão, e a destreza de um macaco, seremos capazes de alcançar a
plena integridade dentro do caráter moral do ser humano. Este é o caminho para
fazermos esta Jornada da Vida mais significativa e fazer valer a pena!

Interesses relacionados