Você está na página 1de 4

Fonte: http://comofazerpao.

com/qual-a-diferenca-entre-os-tipos-de-fermento/

 Home
 Receitas
 Curiosidades
 Sobre
 Contato
 CURIOSIDADES

Qual a diferença entre os tipos de


fermento?

O processo de fermentação de pães e bebidas é muito antigo, sendo datado


de mais de 4000 anos atrás, registrado pelos egípicios.
O ato de fermentar nada mais é que a reprodução de microorganismos que
liberam gases e, no caso dos pães, podendo ser até mesmo fungos os
responsáveis por fazer esse processo que faz com que a massa cresça.

Para entendermos melhor qual a finalidade de cada fermento na culinária, é


necessário entender como cada tipo funciona.
Fermento Químico
O mais conhecido e utilizado nas receitas de bolos por todo o país,
o fermento químico é fácil de usar, tem ação rápida e não precisa que a
massa descanse para agir.
Basicamente, o fermento é constituído de bicarbonato de sódio e substâncias
que fazem a massa expandir em contato com o calor.

Isso faz com que esse tipo de fermento seja perfeito para massas que são
mais líquidas e bolos caseiros.
Fermento Biológico
O fermento biológico nada mais é do que microorganismos que reagem com
o açúcar presente na massa, liberando gás carbônico, fazendo com que ela
aumente de tamanho.
Nessa categoria, temos dois tipos de fermentos:

Fermento Biológico Seco (instantâneo)


O fermento biológico seco é normalmente encontrado em embalagens de 10g.
Devido à sua composição e tempo de ação, ele é recomendado para fazer
pães e massas para pizza. Também existem variações feitas por algumas
empresas, para pães e massas doces.

A principal diferença entre o fermento biológico seco e o químico, é que


esse deve ser deixado fora do forno para fazer a massa crescer, caso
contrário, o calor mata os fungos responsáveis por aumentar o tamanho da
massa.
Fermento Biológico Fresco
Muito similar ao fermento biológico seco, o fermento biológico fresco possui
maior umidade e necessita de cuidados especiais em sua conservação. Sua
aparência é pastosa e, apesar de ser usado para a mesma finalidade, ele
possui características que deixam algumas massas com textura diferenciada.
Não se esqueça de sempre retorná-lo à geladeira o mais rápido possível
quando estiver usando esse tipo de fermento.
Fermento natural
Podendo ser feito em casa, o fermento natural é uma mistura de farinhas e
água, que demora entre 7 e 10 dias para ser feito. A fórmula usa
microorganismos presentes no ar para ativar o crescimento do fermento que,
ao longo dos dias, ajudam a criar um tipo de fermento único, muito usado em
alguns tipos de pães artesanais.
Bicarbonato de Sódio
Similar ao fermento químico, o bicarbonato de sódio é um agente químico
que libera dióxido de carbono e faz a massa crescer com esse efeito. Devido à
sua ação mais leve, ele é recomendado para massas que não necessitam
crescer muito, como cupcakes e biscoitos.
Um diferencial interessante é a sua durabilidade, que é muito maior do que a
do fermento químico tradicional.

Sempre se atente ao escolher o fermento para a receita que você quer fazer,
pois isso vai influenciar o sabor, a textura e seu resultado final!
Tags: bicarbonato de SódioFermentoFermento biológicoFermento NaturalFermento químico
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR:


7 erros comuns ao fazer pão


7 motivos para comer pão integral

10 segredos que os padeiros não te contam
1 COMENTÁRIO

 Comentários1
 Pingbacks0

1. Neuza Maria Gerreiro Romano


2 de março de 2018 às 17:22
Eu faço pão e no dia que faço fica macio depois de um ou dois dias ele fica ressecado.
so a receita direitinho com oleo ou manteiga , antes eu comprava no mercado um produto no
mercado chamado melhoramento da farinha
.só que não acho mais esse produto ele saio de linha . Ele deixava o pão bem macio por vários dias .
Responder
DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome *
E-mail *
Site

Publicar comentário