Você está na página 1de 23

Produção Integrada Agropecuária PI Brasil

Situação Atual e Perspectivas no Brasil e no Mundo

Novembro/2011

AGROPECUÁRIA BRASILEIRA

(2006)
(2006)

AGROPECUÁRIA BRASILEIRA

AGROPECUÁRIA BRASILEIRA Fonte: Conab/MAPA

Fonte: Conab/MAPA

CUSTO DA POSIÇÃO DE DESTAQUE DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA

CUSTO DA POSIÇÃO DE DESTAQUE DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA * “Pode ter sido produzido com antibióticos ou
CUSTO DA POSIÇÃO DE DESTAQUE DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA * “Pode ter sido produzido com antibióticos ou
CUSTO DA POSIÇÃO DE DESTAQUE DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA * “Pode ter sido produzido com antibióticos ou

* “Pode ter sido produzido com

antibióticos ou substâncias antimicrobianas como estimulador de performance.”

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

HISTÓRICO

Década de 1990 Demanda Produtores de Maçã:

- Com as novas regras impostas pela Comunidade Européia e as contínuas

restrições de varejistas europeus (protocolos privados), os produtores estariam impedidos de exportar caso não fosse estabelecido um sistema oficial de

certificação.

2002 - Normativa CEE 178/ EUROPA Lei Geral dos Alimentos:

- A rastreabilidade deve ser assegurada em todas as fases da produção, transformação e distribuição dos gêneros alimentícios.

2002 - USA Lei do Bioterrorismo:

- Estabelece que todas as exportações de produtos agroalimentares para os Estados Unidos devem possuir um sistema de rastreabilidade.

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

HISTÓRICO

2001/2002 MARCO LEGAL DA PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS:

IN 20/2001 Diretrizes Gerais e Normas Técnicas Gerais da Produção Integrada de Frutas (PIF).

IN 05/2002 Comissão Técnica (CTPIF).

Regimento Interno CTPIF.

Portaria 144/2002 Regulamento de Avaliação da Conformidade (RAC/INMETRO) para Processo da PIF.

Cadastro Nacional de Produtores e Empacotadoras (CNPE).

Modelo de Avaliação de Conformidade do Sistema PIF.

• Cadastro Nacional de Produtores e Empacotadoras (CNPE). • Modelo de Avaliação de Conformidade do Sistema

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

Princípios e Fundamentos

Protocolo oficial de adesão voluntária

Produção de alimentos seguros

Rastreabilidade dos procedimentos

Construção de normas em parceria com a pesquisa e o setor produtivo Apropriação de tecnologias já existentes

Viabilidade técnico-econômica

Preservação do meio ambiente

Higiene e segurança no trabalho

Integração da cadeia clientes/fornecedores

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

HISTÓRICO

Áreas Temáticas x Normas

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA HISTÓRICO Áreas Temáticas x Normas Fonte: DEPROS/SDC/MAPA

Fonte: DEPROS/SDC/MAPA

PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi
PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi

PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS

PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte:

Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade

INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS
INTEGRADA DE FRUTAS Garantia oficial de alimento seguro e rastreabilidade + Morango + Abacaxi Fonte: MAPA/SDC/DEPROS

+ Morango + Abacaxi

Fonte: MAPA/SDC/DEPROS

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

HISTÓRICO

Novembro/2005 Missão Oficial da UE (DG SANCO):

- Exigência de alimento seguro / rastreabilidade;

- Visita aos sistemas produtivos da maçã e mamão;

- Sistema Oficial do Governo Brasileiro que garanta inocuidade e rastreabilidade dos alimentos;

Outubro/2006 Visita do Comissário da UE:

- UE mais rigorosa produtos importados.

- Alimento Seguro/Inócuo x Rastreabilidade.

- Sistema de BPA e Pós Colheita que garantam segurança alimentar.

- Sistema oficial do Governo Brasileiro MAPA (PIF/SAPI).

- Rigor para carnes, mel, pescados, frutas e outros vegetais.

- Hormônios, medicamentos de uso veterinário, agrotóxicos e aflatoxinas.

- Visitas de missões da UE ao Brasil para avaliar controles oficiais.

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

HISTÓRICO

IN MAPA Nº 27/2010:

- Amplia as diretrizes da Produção Integrada de Frutas para as demais cadeias do agronegócio, inclusive a cadeia pecuária, instituindo a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil).

cadeias do agronegócio, inclusive a cadeia pecuária, instituindo a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil).
cadeias do agronegócio, inclusive a cadeia pecuária, instituindo a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil).
cadeias do agronegócio, inclusive a cadeia pecuária, instituindo a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil).

PRODUÇÃO INTEGRADA AGROPECUÁRIA

Produtor

VANTAGENS

Produtos de melhor qualidade;

Produto diferenciado;

Competitividade;

Permanência nos mercados;

Organização da base produtiva;

Diminuição dos custos de produção;

Maximização do lucro.

Consumidor

Garantia de alimentos seguros, de alta qualidade e saudáveis;

Índice de resíduos de acordo com padrões brasileiros e internacionais;

Sustentabilidade dos processos de produção e de pós-colheita.

Fonte: DEPROS/SDC/MAPA

PIRÂMIDE DA QUALIDADE DE ALIMENTOS

Produção Integrada Alimento Premium Produção Orgânica Certificação Não Oficial Limite Inferior
Produção Integrada
Alimento Premium
Produção Orgânica
Certificação Não Oficial
Limite Inferior

Certificação Oficial Governo

Não Oficial Limite Inferior Certificação Oficial – Governo Alimento Certificado Alimento “Commodity”

Alimento Certificado

Não Oficial Limite Inferior Certificação Oficial – Governo Alimento Certificado Alimento “Commodity”

Alimento “Commodity”

Não Oficial Limite Inferior Certificação Oficial – Governo Alimento Certificado Alimento “Commodity”

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO Extraído da Revista HFBrasil – Set/2010

Extraído da Revista HFBrasil Set/2010

EXIGÊNCIAS DO MERCADO INTERNO Extraído da Revista HFBrasil – Set/2010

CERTIFICAÇÃO X PRODUTOR RURAL

CERTIFICAÇÃO X PRODUTOR RURAL Extraído da Revista HFBrasil – Mar/2011

Extraído da Revista HFBrasil Mar/2011

PASSO A PASSO PARA CERTIFICAÇÃO

1. Procurar uma certificadora acreditada pelo Inmetro;

2. Preencher formulário de solicitação e providenciar documentação;

3. Análise da documentação pela certificadora;

4. Auditoria inicial para verificação de conformidade com a NTE;

5. Emissão do certificado de conformidade;

6. Aquisição dos selos de identificação;

7. Auditorias de manutenção.

PLANEJAMENTO

OPORTUNIDADES X DEFICIÊNCIAS

- Demanda interna e externa por produtos rastreáveis e de qualidade.

- Pouca oferta de produtos certificados. - Desconhecimento do mercado interno e externo.

OBJETIVOS

Elevar o consumo de produtos oriundos da PI;

Ampliar a quantidade e a variedade de produtos disponíveis no mercado;

Aumentar a adesão de produtores.

AÇÕES

Promoção nacional e internacional;

Inserção de novas culturas;

Adequação do ambiente normativo;

Capacitação;

Minor crops;

Outras ações.

PROMOÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL

Promoção de campanha sobre a PI para produtores rurais e consumidores;

Participação nas missões internacionais organizadas pelo MAPA.

INSERÇÃO DE NOVAS CULTURAS

Publicar 10 novas Normas Técnicas Específicas (em fase de validação):

batata, tomate de mesa, café arabica, arroz irrigado, amendoim, trigo, soja, feijão, tabaco e flores;

ADEQUAÇÃO DO AMBIENTE NORMATIVO

Publicar os Requisitos de Avaliação da Conformidade (RAC) para a PI Brasil;

Atualizar cadastro de produtores rurais certificados ou em processo de certificação;

Formar as comissões de assessoramento previstas na IN 27/2010 (comissão nacional, comissões por cadeia, comissões por produto e comissões estaduais).

CAPACITAÇÃO

Treinar empresários rurais, técnicos e trabalhadores nos temas relacionados à Produção Integrada;

Capacitar corpo técnico da CPIA para acompanhar as mudanças globais inerentes à PI (intercâmbios, cursos e outros).

MINOR CROPS

Realizar oficinas com coordenadores de projetos de PI e parceiros para

apresentar a INC 01/2010, mapear culturas, I.A.s e alvos biológicos, e

estimular a formalização de pleitos.

OUTRAS AÇÕES

Inserir diferenciações na política agrícola para produtores aderidos à PI;

Discussão de um PL sobre agropecuária sustentável.

PRODUÇÃO INTEGRADA DE FRUTAS PRÓXIMOS PASSOS

Projetos financiados pelo MAPA via CNPq;

Normas Técnicas Específicas (NTE) apresentadas e publicadas, porém com base no marco legal da PIF;

Necessidade de adequação ao novo marco (01 ano). Exemplos:

- Percentual de produtores a serem auditados na certificação em grupo;

- Periodicidade das auditorias de manutenção;

- Documentos acessórios (caderno de campo, listas de verificação etc.).

Constituição das Comissões Técnicas por cadeia;

Análise pela Comissão Técnica Nacional;

Publicação das Normas.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo

Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade Coordenação de Produção Integrada da Cadeia Agrícola

Esplanada dos Ministérios, Bloco D, Anexo B, sala 128 CEP 70043-900 Brasília/DF Brasil producao.integrada@agricultura.gov.br Telefone: +55 61 3218.2390