Você está na página 1de 4

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS – PRIMEIRA LEI

1. Seja um cilindro com um piston móvel que contém 10 kg de vapor de amônia à pressão
atmosférica e temperatura de 20ºC. O fluido recebe calor de uma fonte externa, com o
piston travado, até atingir uma temperatura de 40°C e pressão de 200 kPa. Qual foi a
quantidade de calor recebida pelo fluido?

m=10
T1=20
T2=40
P1= 101
P2= 200

Q1=DELTAU

u1=IntEnergy(Ammonia;T=T1;P=P1)

u2=IntEnergy(Ammonia;T=T2;P=P2)
DELTAU = m*(u2-u1)

Resultados:
DELTAU=294,6 [kJ]
m=10 [kg]
P1=101 [kPa]
P2=200 [kPa]
Q1=294,6 [kJ]
T1=20 [C]
T2=40 [C]
u1=1394 [kJ/kg]
u2=1424 [kJ/kg]

2. O sistema de refrigeração mostrado na figura utiliza R-22 como fluido de trabalho. A


vazão mássica de refrigerante do ciclo é 0,15 kg/s e a potência consumida no
compressor, que não é adiabático, é igual a 6,0 kW.

As características operacionais do ciclo de refrigeração são:


P1=100 kPa
P2=1000 kPa
P3=P2
P4=P1
T1= - 25°C
T2=35°C
T4=T1
X3=0

Determine:
a)o título do refrigerante na entrada do evaporador
b)a taxa de transferência de calor no evaporador
c)a taxa de transferência de calor no compressor

"a) volume de controle: Válvula de expansão"


T3=T_sat(R22;P=P3)
x3=0
P2=1000
P3=P2
h3=h4
h3=enthalpy(R22;t=T3;x=x3)
h4=x4*h4v+(1-x4)*h4l
T4=-25
h4l=enthalpy(R22;t=T4;x=0)
h4v=enthalpy(R22;t=T4;x=1)

"b) volume de controle: Evaporador"


Qevap=m*(h1-h4)
m=0,15
P1=100
T1=-25
h1=enthalpy(R22;t=T1;p=P1)

"c) volume de controle: Compressor"


Qcomp=m*(h2-h1)+W
w=-6
T2=35
h2=enthalpy(R22;t=T;p=P2)

Resultados:
h1=397,4 [kJ/kg]
h2=422,4 [kJ/kg]
h3=229,6 [kJ/kg]
h4=229,6
h4l=172,7 [kJ/kg]
h4v=394,9 [kJ/kg]
m=0,15
P1=100
P2=1000
P3=1000
Qcomp=-2,251
Qevap=25,16
T1=-25
T2=35
T3=23,4 [C]
T4=-25
W=-6
x3=0
x4=0,2561

3. Uma turbina a vapor opera com as seguintes condições de entrada: 30 bars, 400°C, 160
m/s. Na saída, o vapor úmido possui, pressão de 1 bar, título de 0,7 e velocidade de 100
m/s.
O fluxo de massa é de 1200 kg/m e a potência de saída é de 10800 kW. Determinar a
grandeza e direção da taxa de transferência de calor, desprezando a variação da
energia potencial.

Q_dot=W_dot + m_dot*((h2-h1)+(V2^2-V1^2)/2000)
P1=3000
T1=400+273
h1=ENTHALPY(STEAM;T=T1;P=P1)
V1=160
x=0,7
V2=100
P2=100
h2=0,3*h3l + 0,7*h3v
h3l=ENTHALPY(STEAM;P=P2;x=0)
h3v=ENTHALPY(STEAM;P=P2;x=1)
m_dot=1200/60
W_dot=10800
"energia de entrada no vapor"
e1=m_dot*(h1+V1^2/2000)
"energia de saída no vaopr"
e2=m_dot*(h2+V2^2/2000)
DELTAe=e1-e2
"a variação de energia = trabalho + perda de calor"

Resultados:
DELTAe=24808 [kW]
e1=64864 [kW]
e2=40056 [kW]
h1=3230 [kJ/kg]
h2=1998 [kJ/kg]
h3l=417,4 [kJ/kg]
h3v=2675 [kJ/kg]
m_dot=20 [kg/s]
P1=3000 [kPa]
P2=100 [kPa]
Q_dot=-14008 [kW]
T1=673 [K]
V1=160 [m/s]
V2=100 [m/s]
W_dot=10800 [kW]
x=0,7 [-]

4. Suponhamos um ciclo de refrigeração trabalhando com uma vazão de 0,3 kg/s de


refrigerante R134a.
O fluido entra no evaporador como líquido saturado a -10 e 200,74 kPa, sendo
evaporado num processo à pressão constante, através da transferência de
calor do ar da vizinhança. Encontrar a taxa de transferência de calor do
processo.

m_dot = 0,3 kg/s

t=-10

p=200,74

DELTAh=h2-h1

h1=38,55 kJ/kg

h2=244,51 kJ/kg

Q_dot=m_dot*DELTAh

Q_dot=0,3*(244,51-38,44)=61,821 kW

Você também pode gostar