Você está na página 1de 9

COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL

Análise “SWOT”
Uma análise das Forças, Fraquezas, Ameaças
e Oportunidades do negócio, para auxiliar a
Gestão e o Planejamento Estratégico.

Outubro de 2008
ANÁLISE SWOT
INTRODUÇÃO
Este documento apresenta a análise SWOT (Strenghts, Weaknesses, Opportunities and
Threaths), ou seja, uma ferramenta de análise dos pontos fortes, pontos fracos,
oportunidades e ameaças à empresa em seu ambiente de atuação.

O objetivo da SWOT é definir estratégias para manter pontos fortes, reduzir a


intensidade de pontos fracos, aproveitando oportunidades e protegendo-se de
ameaças.

1. ANÁLISE INTERNA
Procura-se descrever os fatores relevantes da empresa procurando identificar e
reconhecer as suas mais valias e as suas fraquezas. Assim pode-se verificar se a
empresa possui as competências necessárias para aproveitar as oportunidades do
ambiente e se necessário corrigir procedimentos e focos de gestão.

1.1. FORÇAS E FRAQUEZAS DA EMPRESA


Por forças entenda-se os atributos da empresa que se revelam fatores impulsionadores
do seu desenvolvimento. Por sua vez, entenda-se fraquezas como sendo os atributos
da empresa que de algum modo condicionam ou limitam o seu desenvolvimento.

A Figura 1 apresenta de um modo sucinto essas forças e fraquezas, levantadas na


análise inicial.

FORÇAS E FRAQUEZAS

Reputação da Empresa
Estabilidade Financeira
Participação de Mercado
Instalações
Qualidade do Produto
Economia de Escala
Qualidade do Serviço
Capacidade
Eficácia do Preço
Habilidade da Força de Trabalho
Eficácia da Distribuição
Habilidade da Produção Pontual
Eficácia da Promoção
Habilidade Técnica de Produção
Eficácia da Força de Vendas
Visão de Liderança
Eficácia da Inovação
Dedicação dos Funcionários
Cobertura Geográfica
Orientação Empreendedora
Custo/Disp. de Capital
Flexibilidade/Responsabilidade
Fluxo de Caixa

Figura 1 – Forças e Fraquezas da empresa


Em seguida, na Tabela 1, encontra-se o Quadro de Forças e Fraquezas na qual se
avaliam os fatores (forças e fraquezas) pelo seu desempenho e importância.

SWOT - MATRIZ FORÇAS E FRAQUEZAS


Nome da Unidade Desempenho Tendência Importância Tendência
Fatores 1 2 3 4 5   =   1 2 3 4 5   =  
1 Reputação da empresa

2 Participação de Mercado

3 Qualidade do Produto

4 Qualidade do Serviço
MARKETING

5 Eficácia do Preço

6 Eficácia da Distribuição

7 Eficácia da Promoção

8 Eficácia da Força de Vendas

9 Eficácia da Inovação

10 Cobertura Geográfica

11 Custo/Disp. de Capital
FINANÇAS

12 Fluxo de Caixa

13 Estabilidade Financeira

14 Instalações

15 Economia de Escala
PRODUÇÃO

16 Capacidade

17 Habilidade da Força de Trabalho

18 Habilidade da Produção Pontual

19 Habilidade Técnica de Produção

20 Visão de Liderança
ORGANIZAÇÃO

21 Dedicação dos Funcionários

22 Orientação Empreendedora

23 Flexibilidade/Responsabilidade
Com base no Quadro de Forças e Fraquezas, podemos esquematizar a situação atual
da empresa na matriz da Figura 2.

Figura 2 – Quadro situação atual da empresa.

Nesta representação podemos facilmente visualizar os fatores da empresa e analisá-la


rapidamente do ponto de vista da sua importância e desempenho.

COMO PODEMOS VERIFICAR PARA A NOSSA EMPRESA TEMOS:


• MUITAS FORÇAS COM MUITO IMPACTO (QUE CONVÉM MANTER )
• EXISTEM FRAQUEZAS DE ALTO IMPACTO (QUE CONVÉM, IDEALMENTE, CONVERTER
EM FORÇAS).

No caso das fraquezas podemos ver, a título de exemplo, o fator nº 7 – Eficácia da


Promoção, que se encontra na zona de importância com alto impacto, mas que
também se encontra na zona de desempenho de fraqueza para a empresa.

A interseção entre estas duas zonas resulta num aviso de perigo e de atenção. Quando
isto acontece algo deve ser feito para contrariar esta tendência. Dever-se-á pensar
numa nova abordagem para esta área de marketing.
2. ANÁLISE EXTERNA
É objetivo desta secção é analisar a envolvência externa da empresa, isto é, fatores
externos que influenciam o desenvolvimento do negócio.

2.1. AMEAÇAS E OPORTUNIDADES DA EMPRESA


Ao tentar enumerar as oportunidades e ameaças do meio empresarial do qual a nossa
empresa se insere, tenta-se ganhar sensibilidade para definir estratégias que consigam
transformar as oportunidades em forças e que de algum modo tornem as ameaças em
oportunidades e, nos casos em que isso não é possível, a adotar estratégias que
minimizem o impacto que essas ameaças tenham do desenvolvimento da empresa.

A Figura 3 apresenta de um modo sucinto essas oportunidades e ameaças.

Oportunidades Ameaças

Comércio eletrônico Baixo valor mercado produto padrão


Incentivos fiscais Preço da matéria prima
Incentivos monetários Leis sanitárias
Mercado em expansão Expansão desordenada
Apoio Institucional Restrições comerciais
Investimentos externos Regulamentação
Perfil demográfico regional Manutenção
Base de dados de clientes Insuficiência de fornecedores
Base de dados de fornecedores Concorrência
Comunicação cliente Carência de mão de obra

Figura 3 – Oportunidades e Ameaças da empresa

Em seguida, na Tabela 2, encontra-se o Quadro de Oportunidades e Ameaças na qual


se avaliam os fatores (oportunidades e ameaças) pelo seu desempenho e importância.

QUADROS OPORTUNIDADES AMEAÇAS (AMBIENTE EXTERNO)


Nome da Unidade Sucesso Tendência de Sucesso Atratividade Tendência da Atratividade
Fatores 1 2 3 4 5   =   1 2 3 4 5   =  
1 Comércio eletrônico
2 Incentivos fiscais
3 Incentivos monetários
OPORTUNIDADES

4 Mercado em expansão
5 Apoio Institucional
6 Investimentos externos
7 Perfil demográfico regional
8 Base de dados de clientes
9 Base de dados de fornecedores
10 Comunicação cliente

Nome da Unidade Ocorrência Tendência de Ocorrência Gravidade Tendência da Gravidade


Fatores 1 2 3 4 5   =   1 2 3 4 5   =  
1 Baixo valor mercado produto padrão
2 Preço da matéria prima
3 Leis sanitárias
4 Expansão desordenada
AMEAÇAS

5 Restrições comerciais
6 Regulamentação
7 Manutenção
8 Insuficiência de fornecedores
9 Concorrência
10 Carência de mão de obra
2.1.1. MATRIZ DAS AMEAÇAS

São forças ambientais incontroláveis pela empresa, que criam obstáculos à sua ação
estratégica, mas poderão ou não ser evitadas, desde que conhecidas em tempo hábil.

Com base nas ameaças podemos desenhar uma matriz que nos permite verificar quase
instantaneamente a probabilidade de uma ameaça grave ocorrer.

Figura 4 – Matriz Ameaças da empresa


2.1.2. MATRIZ DAS OPORTUNIDADES
Oportunidades são forças ambientais incontroláveis pela empresa, que podem
favorecer a sua ação estratégica, desde que conhecidas e aproveitadas
satisfatoriamente enquanto durarem.

Com base nas Oportunidades podemos igualmente desenhar uma matriz que nos
permite verificar quase instantaneamente a probabilidade de uma oportunidade
atrativa ter sucesso (ex.: nº1 – Comércio Eletrônico).

Figura 4 – Matriz Oportunidades da empresa


3. CONCLUSÃO DA ANÁLISE SWOT
A figura seguinte, Figura 6, pretende reunir o conjunto de Forças, Fraquezas,
Oportunidades e Ameaças atrás enunciadas.

Figura 6 – Quadro Análise SWOT


CONCLUSÃO - CRUZANDO AS INFORMAÇÕES
O cruzamento entre os quatro quadrantes de análise provê uma moldura onde a
empresa pode desenvolver melhor suas vantagens competitivas "casando"
Oportunidades e Forças, por exemplo.

No caso do cruzamento entre Oportunidades e Fraquezas, pode-se estabelecer as


bases para modificações no ambiente interno, de modo a poder aproveitar melhor as
Oportunidades.

A figura seguinte, Figura 7, engloba todos os fatores predominantes na análise SWOT e


revela as ações guia para tomadas de decisão importantes sobre o futuro da empresa.